2009       ULHT . PROJECTO I       QUARTEIRÃO       DA FEIRA POPULAR DE LISBOA O quarteirão da antiga feira popular de Lis...
2009       ULHT . PROJECTO I       QUARTEIRÃO       DA FEIRA POPULAR DE LISBOA A proposta urbana é reveladora de enormes c...
2009       ULHT . PROJECTO I       QUARTEIRÃO       DA FEIRA POPULAR DE LISBOA No desenvolvimento de um dos edifícios de h...
2009       ULHT . PROJECTO I       QUARTEIRÃO       DA FEIRA POPULAR DE LISBOA Partindo de uma tipologia mínima, T1, com u...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Filipe Lopes Entrecampos

230 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
230
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Filipe Lopes Entrecampos

  1. 1. 2009 ULHT . PROJECTO I QUARTEIRÃO DA FEIRA POPULAR DE LISBOA O quarteirão da antiga feira popular de Lisboa apresenta-se como um lugar aparentemente esquecido em que parece predominar a memória do passado sobre o presente, formalmente o quarteirão projectado sofre influências directas da envolvente urbana, integrando-se, sem a confrontar. Partindo de um quarteirão tradicional das avenidas novas, a proposta pretende ser uma re i n t e r p re t a ç ã o , t i r a n d o p a r t i d o d o s logradouros públicos, do seu atravessamento, inserindo novas valências a um espaço esquecido da cidade.
  2. 2. 2009 ULHT . PROJECTO I QUARTEIRÃO DA FEIRA POPULAR DE LISBOA A proposta urbana é reveladora de enormes cumplicidades com a sua envolvente, anulando as dicotomias existentes nos seus limites. A solução apresentada consegue harmonizar não só a implantação do edificado (cheio) mas sobretudo realçar e hierarquizar novos espaços públicos (vazios). As várias camadas de actividades e a paisagem, o fe re ce m u m a a l t e r n a t i va a o m u n d o interiorizado e hermético do quarteirão urbano tradicional.
  3. 3. 2009 ULHT . PROJECTO I QUARTEIRÃO DA FEIRA POPULAR DE LISBOA No desenvolvimento de um dos edifícios de habitação, partimos com base conceptual a flexibilidade. Definindo flexibilidade como a “Polivalência e versatilidade do espaço habitado de modo a adequar a habitação ao modo de vida dos utentes, como resposta às suas mais diversas necessidades e à vontade de intervir no seu habitat.”
  4. 4. 2009 ULHT . PROJECTO I QUARTEIRÃO DA FEIRA POPULAR DE LISBOA Partindo de uma tipologia mínima, T1, com um módulo fixo de quarto, e de acordo com as necessidades ou vontades dos seus utilizadores tem a capacidade de adaptação até à tipologia T4. O carácter flexível dos espaços é conseguido através de numerosos painéis e portas deslizantes.

×