Atualidades - Confrontos na Ucrânia

320 visualizações

Publicada em

Atualidades - Confrontos na Ucrânia

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
320
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Atualidades - Confrontos na Ucrânia

  1. 1. Geografia Aplicada – Prof. ZuluGeografia Aplicada – Prof. Zulu Vamos estudar???
  2. 2. Crise Política e Confrontos na Ucrânia
  3. 3. Ucrânia
  4. 4. Início da Crise •Novembro de 2013; •O governo ucraniano se recusou a assinar um acordo de associação a União Europeia (UE); Mas o que é a União Europeia?
  5. 5. União Europeia (UE) •A União Europeia (UE) é um bloco econômico criado na Europa oficialmente em 1992 pelo Tratado de Maastrich, em substituição ao antigo Mercado Comum Europeu (MCE); •A UE é o principal bloco econômico do mundo, pois é o que possui o maior grau de integração entre os seus membros e é, em maior parte, constituído por importantes países pertencentes ao mundo desenvolvido.
  6. 6. Início da Crise •O governo preferiu uma aproximação política e econômica com a Rússia que pressionava o país para não assinar o acordo; Viktor Yanukovich
  7. 7. Início da Crise •A maioria da população ucraniana era a favor do acordo com a UE; •Revoltados eles foram as ruas protestar;
  8. 8. Início da Crise •Os protestos aumentaram e a violência também; •Manifestantes pediam a renúncia do presidente ucraniano Viktor Yanukovitch;
  9. 9. Início da Crise
  10. 10. Início da Crise •O país começou a ficar dividido entre: •os que apoiavam a entrada na UE e queriam e renúncia do governo; •os que apoiavam o governo e queriam uma aproximação maior com a Rússia
  11. 11. Início da Crise
  12. 12. Início da Crise •Em dezembro de 2013 o governo ucraniano assina um acordo comercial com o governo russo; •Devido a isso aumentam os protestos contra o governo ucraniano
  13. 13. Aumenta a violência •No fim de janeiro de 2014, cinco pessoas morrem nos conflitos entre manifestantes e polícia;
  14. 14. Aumenta a violência •A União Europeia e os EUA começaram a manifestar apoio aos manifestantes e criticar o governo;
  15. 15. Aumenta a violência •No fim de fevereiro de 2014 o confronto mais sangrento até então deixou quase 100 mortos;
  16. 16. Aumenta a violência
  17. 17. O presidente abandona o cargo •No dia 22 de fevereiro de 2014 o presidente abandonou o cargo e fugiu para a Rússia; •A oposição assume o governo;
  18. 18. O presidente abandona o cargo •O Ocidente reconheceu a troca, mas o governo russo viu nela um golpe de Estado; •Com base nisso, alegou que havia ameaça aos cidadãos de etnia russa que vivem na região da Criméia e foi, aos poucos, tomando o controle da área.
  19. 19. Crise na Criméia •Criméia: única região da Ucrânia onde a etnia russa é majoritária, e parte da frota russa do mar Negro fica estacionada no porto de Sevastopol, a capital regional.
  20. 20. Crise na Criméia •A Criméia vem apresentando o desejo de se separar da Ucrânia há anos; •Em março de 2014, na Crimeia, o parlamento local foi tomado por um comando pró-Rússia, que nomeou um novo premiê e aprovou sua independência e posterior anexação à Federação Russa.
  21. 21. Crise na Criméia •O governo é considerado ilegítimo pela Ucrânia, que pede às forças internacionais que não o reconheçam.
  22. 22. Crise na Criméia •Com as tensões, o Parlamento russo aprovou o envio de tropas à Crimeia; •Os EUA e outros países ocidentais posicionam-se a favor da Ucrânia e anunciaram pacotes bilionários de ajuda ao país, além de impor sanções e exigir que a Rússia retirasse imediatamente o contingente militar enviado.
  23. 23. Crise na Criméia •No dia 16 de março de 2014, mesmo com forte oposição da ONU, foi realizado o referendo popular na Crimeia que decidiria pela separação da península da Ucrânia e anexação ao território russo. 95% dos votos foi a favor da separação da Ucrânia.
  24. 24. Crise na Criméia •A legitimidade e a legalidade da votação foi rejeitada pelo governo da Ucrânia e pela maioria da comunidade internacional. •Em 18 de março de 2014 a Rússia anexou formalmente a Criméia ao seu território.
  25. 25. Acordo entre UE e Ucrânia •A União Europeia e a Ucrânia assinaram no fim de março de 2014 os pontos principais de um acordo de associação política, adotando o mesmo tratado que o então presidente Viktor Yanukovych rejeitou em 2013;
  26. 26. Crise no Leste da Ucrânia •Uma nova escalada da tensão na Ucrânia foi registrada depois que manifestantes pró-Rússia proclamaram no início de abril de 2014 a independência da região de Donetsk, no leste do país.
  27. 27. Crise no Leste da Ucrânia •Ativistas pró-Rússia tomaram o controle de prédios públicos da administração e da segurança de cidades ucranianas próximas à fronteira com a Rússia.
  28. 28. Crise no Leste da Ucrânia •Ainda em abril representantes dos Estados Unidos, da Rússia, da Ucrânia e da União Europeia acertaram uma série de medidas para acabar com a tensão entre o governo ucraniano e ativistas favoráveis aos russos.
  29. 29. Crise no Leste da Ucrânia •O acordo não resolveu a situação e várias cidades continuaram ocupadas por homens armados que defendiam a separação do território e a anexação a Rússia.
  30. 30. Crise no Leste da Ucrânia •Os EUA e a União Europeia continuaram acusando a Rússia de apoiar os rebeldes e fizeram várias sanções ao país.
  31. 31. Crise no Leste da Ucrânia •Durante os meses de abril e maio vários conflitos foram registrados no leste da Ucrânia e dezenas de mortes ocorreram;
  32. 32. Eleições na Ucrânia •No dia 26 de maio de 2014 ocorreram as eleições presidenciais no país e Petro Poroshenko foi eleito presidente
  33. 33. Acordo entre UE e Ucrânia •O presidente da Ucrânia assinou no fim de junho um acordo de livre comércio e cooperação política com a União Europeia, após meses de protestos e confrontos que levaram a uma crise com a Rússia, sinalizando uma ruptura histórica com o país.
  34. 34. Tentativas de Cessar-Fogo •Várias tentativas de cessar-fogo no leste ucraniano ocorreram após a eleição de Poroshenko, no entanto o conflito e as mortes continuaram.
  35. 35. Avião é supostamente derrubado por rebeldes •No dia 17 de julho de 2014 um avião da Malásia com 298 pessoas a bordo caiu na Ucrânia perto da fronteira russa. O ocidente culpou os rebeldes de terem derrubado o avião, mas eles negaram.
  36. 36. Conflitos em Donetsk e Luhansk continuam •O governo ucraniano conseguiu recuperar o poder em algumas cidades do leste que estavam ocupadas por rebeldes, no entanto, Donetsk e Luhansk, continuaram sob o comando dos rebeldes e os conflitos também continuaram;
  37. 37. Ucrânia e Ocidente acusam a Rússia de Apoiar os Rebeldes •As acusações do governo da Ucrânia e do Ocidente de que a Rússia estaria apoiando os rebeldes no sudeste do país só aumentaram; •A Rússia sempre negava;
  38. 38. Número de mortes só aumenta •O conflito entre o governo da Ucrânia e os rebeldes pró-Rússia no leste da Ucrânia causou a morte de mais de 4.000 pessoas até outubro de 2014;
  39. 39. Protocolo de Minsk •No dia 05 de setembro o governo ucraniano e líderes rebeldes pró-Rússia assinaram um acordo de cessar- fogo em Minsk (Bielorússia), no entanto nos meses seguintes os conflitos continuaram;
  40. 40. Eleições nas regiões separatistas •Os separatistas pró-russos do Leste da Ucrânia realizaram eleições no dia 02 de novembro de 2014; •Uma votação considerada ilegal pelo governo ucraniano, pela União Europeia (UE) e Organização das Nações Unidas (ONU) e reconhecida apenas pela Rússia.;
  41. 41. Violações no Cessar-fogo •Durante o fim de 2014 e início de 2015 as violações no cessar-fogo continuaram. Tiros e explosões eram ouvidos diariamente nas regiões em conflito;
  42. 42. Ucrânia acusa Rússia de atacá-la •“Apesar de acordos preliminares, unidades militares ucranianas foram atacados no norte da zona operacional antiterrorista por formações militares regulares das Forças Armadas da Rússia", disse o porta-voz ucraniano Andriy Lysenko no fim de janeiro; •Apesar de o Ocidente e o governo ucraniano afirmarem que há provas claras do envolvimento da Rússia, Moscou nega que forças regulares do país estejam atuando na Ucrânia.
  43. 43. Tensão entre EUA e Rússia aumenta •A Rússia tem culpado os Estados Unidos e a Otan pela intensificação da violência no leste da Ucrânia; •O Ocidente acusa Moscou de fomentar a insurgência separatista pró-Rússia com armas e soldados
  44. 44. O que está acontecendo? •Nesse mês os conflitos continuam nas regiões ocupadas pelos rebeldes; •O ocidente tenta solucionar o problema conversando com o governo russo mas as negociações parecem não andar;
  45. 45. O que está acontecendo? •Representantes de Rússia, Ucrânia, rebeldes pró- russos e da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE) reunidos em Belarus nesta terça-feira (10/02) chegaram a um acordo de cessar-fogo provisório para o leste da Ucrânia, juntamente a um mecanismo de acompanhamento e de um regime de retirada das armas pesadas durante as negociações de paz

×