DESENVOLVIMENTOPROJETOS SUSTENTÁVEIS
BIOMASSABRASIL WOODPELLETSBRIQUETE
CO-GERAÇÃODE ENERGIATORREFAÇÃOINDUSTRIALBIOMASSA
B...
BRASILBIOMASSA
CONSULTORIAEGESTÃO
DENOVOSNEGÓCIOS
SUSTENTÁVEIS
SedeAdministrativaBrasilAv. Candido Hartmann, 570 24 andar
...
EMPRESA
Fundada em 2005, com sede em Curitiba e filial em São Paulo, a Brasil Biomassa é a
empresa pioneira no desenvolvim...
EXPERIÊNCIAECLIENTES
Ao longo dos anos a Brasil Biomassa realizou (em desenvolvimento) mais de 46 projetos
industriais e 3...
MISSÃOVISÃOVALORES
MISSÃO. Buscamos contribuir para o desenvolvimento social, econômico e ambiental, por
meio da utilizaçã...
DIRETORIAEXECUTIVA
CELSO MARCELO DE OLIVEIRA. Consultor Especializado em Desenvolvimento de Projeto
Empresarial Sustentáve...
ESTRUTURAÇÃO
CONSULTORIA
PROFISSIONAL
ESTRUTURAÇÃO
TRABALHO
CONSULTIVO
PLANO DE
NEGÓCIO
Viabilidade
Econômica
Estruturação...
A Brasil Biomassa desenvolve o trabalho profissional em módulos com o planejamento
estratégico para a implantação com grau...
Atuação profissional da Brasil Biomassa em conjunto com as empresas de
projetos e consultoria ambiental sendo que desenvol...
Atuação profissional da Brasil Biomassa envolvendo o mapeamento florestal
para a garantia de fornecimento de matéria-prima...
Atuação profissional da Brasil Biomassa envolvendo uma avaliação técnica do
processo industrial de produção de pellets com...
MÓDULOIIVIABILIDADE
ECONÔMICAEFINANCEIRA
Desenvolvimento do estudo de viabilidade econômica dividido em estudo teórico com...
MÓDULOIIIESTRUTURAÇÃODO
PROJETOEEQUIPAMENTOS
Desenvolvimento da atividade de fornecimento de matéria-prima e o estudo prév...
MÓDULOIVENGENHARIA
BÁSICAEINDUSTRIAL
Desenvolvemos um estudo técnico de engenharia básica e industrial. Apoio técnico e
in...
MÓDULOVPROJECTFINANCE
FINANCIAMENTOEFUNDOS
A Brasil Biomassa vai atuar no desenvolvimento do project finance para a obtenç...
MÓDULOVIPLANEJAMENTO
ESTRATÉGICOINDUSTRIAL
Atuação profissional da Brasil Biomassa envolvendo os estudos técnicos do
plane...
MÓDULOVIIENGENHARIA
INDUSTRIALECERTIFICAÇÃO
A Brasil Biomassa vai atuar no desenvolvimento e apoio na contratação da empre...
MÓDULOVIIIMARKETING
NACIONALEINTERNACIONAL
Desenvolvimento do Plano de marketing e venda nacional da produção industrial d...
PROJETOSINDUSTRIAIS
DESENVOLVIDOSPELA
BRASILBIOMASSA
Inteligência para transformar desafios em projetos de sucesso. Na Brasil Biomassa
sabemos que, para continuar evoluindo, p...
BBER2005-06BIOMASSA
No ano de 2005-6 a diretoria executiva da BBER participou como empresa de consultoria
para contencioso...
No ano de 2007 a diretoria executiva da BBER participou e desenvolveu no Chile um
importante projeto visando a produção in...
No ano de 2008 a Brasil Biomassa prestou Consultoria para Exportação de Wood Chips
com a Aracruz Wood. Fundação da Associa...
No ano de 2008 a Brasil Biomassa firmou um contrato internacional para o
desenvolvimento de um plano de marketing internac...
BBER2009BRIQUETE
No ano de 2009 a Brasil Biomassa foi contratada pelo grupo financeiro BMG para o
desenvolvimentode três p...
BBER2009BIOBRIQUETE
No ano de 2009 a Brasil Biomassa desenvolveu o segundo projeto para grupo financeiro
BMG para o aprove...
BBER2009COSTAMARFIM
A Brasil Biomassa desenvolveu o terceiro projeto para grupo financeiro BMG envolvendo o
aproveitamento...
. A Brasil Biomassa está discutindo um Acordo de Cooperação Internacional Brasil França
Syndicat national des Producteurs ...
A Brasil Biomassa é a primeira empresa privada nacional exportadora de woodchips
pelo Porto de Itajaí para o mercado da Co...
A Brasil Biomassa em 2010 esteve na Nazzareno Equipamentos Industriais de produção de
pellets e briquetes na Itália. O dir...
No ano de 2010 a Brasil Biomassa foi contratada pelo grupo Biopellets Brasil para o
desenvolvimento do projeto sustentável...
BBER2011TORREFAÇÃO
No ano de 2011 a diretoria executiva da Brasil Biomassa teve uma importante reunião
com os diretores da...
BBER2011RONDÔNIA
Neste mesmo ano (2011) a Brasil Biomassa foi contratada pelo grupo Nova Itália
Florestal e Madeiras de Po...
BBER2012WOODPELLETS
No ano de 2012 a Brasil Biomassa foi contratada pelo grupo Saccaro de Caxias do Sul
para o desenvolvim...
BBER2012-13BIOBRIQUETE
No ano de 2012-13 a Brasil Biomassa desenvolveu uma série de estudos e um protótipo
industrial do b...
BBER2013WOODPELLETSBR
A Brasil Biomassa Consultoria e Projetos está desenvolvendo para a ECB o maior projeto
industrial de...
BBER2013EXPORTAÇÃO
No ano de 2013-14 a Brasil Biomassa está desenvolvendo um novo projeto industrial de
produção de pellet...
BBER2014PROJETOSBRASIL
No ano de 2014 a Brasil Biomassa iniciou um estudo técnico para o desenvolvimento do
projeto susten...
BBER2014WOODCHIPS
A Brasil Biomassa em 2014 iniciou um estudo técnico para o desenvolvimento do projeto
sustentável de apr...
A BBER desenvolveu um estudo estratégico e de viabilidade econômica e financeira,
mapeamento de fornecimento, plano de neg...
No ano de 2015 a Brasil Biomassa foi contratada pela Revize para o desenvolvimento do
projeto sustentável de aproveitament...
A International Biomass Corporation com apoio consultivo da Brasil Biomassa pretende em
implantar quatro unidades industri...
No ano de 2015 a Brasil Biomassa foi contratada pela JW Business para o
desenvolvimento do projeto sustentável de aproveit...
Brasil Biomassa e Energia Renovável é a primeira empresa brasileira que produziu e
exportou woodchips (container) de pinus...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Biomassas brasileiras.

479 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
479
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Biomassas brasileiras.

  1. 1. DESENVOLVIMENTOPROJETOS SUSTENTÁVEIS BIOMASSABRASIL WOODPELLETSBRIQUETE CO-GERAÇÃODE ENERGIATORREFAÇÃOINDUSTRIALBIOMASSA BRASIL BIOMASSA E ENERGIA RENOVÁVEL
  2. 2. BRASILBIOMASSA CONSULTORIAEGESTÃO DENOVOSNEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS SedeAdministrativaBrasilAv. Candido Hartmann, 570 24 andar Conj. 243 80730-440Champagnat Curitiba Paraná Fone:41 33352284- Celular 41 8863086441 96473481 SkypeBrazil Biomass (celso.marcelo.de.oliveira) E-maildiretoria@brasilbiomassa.com.br ou brazilbiomass@sapo.pt BrasilBiomassaEmpresa http://www.wix.com/abibbrasil/brasilbiomassa BrasilBiomassaConsultoria http://brasilbiomassa.wix.com/consultoria BrasilBiomassa- WoodPellets http://abibbrasil.wix.com/woodpellets BrazilBiomasshttp://www.wix.com/abibbrasil/brazilbiomass BrasilBiomassaWoodBio Briquete http://www.wix.com/abibbrasil/briquete
  3. 3. EMPRESA Fundada em 2005, com sede em Curitiba e filial em São Paulo, a Brasil Biomassa é a empresa pioneira no desenvolvimento de projetos industriais sustentáveis (participação, produção industrial para fins de energia térmica e para exportação, engenharia industrial e gestão empresarial e investimentos e de desenvolvimento de novos negócios e marketing internacional) e líder na área de consultoria especializada em estudos e projetos de uso e de produção de biomassa (forma industrial pellets e briquetes) e co-geração de energia (térmica) e energiasrenováveis.Parceria internacionalGerman Pellets. Atuamos com uma equipe de 22 profissionais na área de engenharia industrial e florestal, economia e planejamento estratégico, direito internacional e administração. A Brasil Biomassa apresenta uma equipe multidisciplinar, com profissionais plenos e experientes nas mais diversas especialidades. A Brasil Biomassa apresenta uma equipe multidisciplinar,com profissionaisplenose experientesnas mais diversasespecialidades. Temos mais de 150 parceiros internacionais para o desenvolvimento de negócios. É detentora de uma tecnologia industrial patenteada na área de produção de biomassa para energia térmica, woodchips ao mercado internacional de celulose, projetos em biopellets, woodpellets e bio wood briquete, na gestão de novos negócios, no desenvolvimento da indústria de equipamentos e no marketing internacional. É a empresa responsável pelo desenvolvimento dos principais projetos industriais (atendendo as maiores empresas do setor florestal, industrial, madeira, papel e celulose e sucroenergético). Veja o vídeo de apresentaçãoda Brasil Biomassae EnergiaRenovávelem Youtube(somente clicar aqui)
  4. 4. EXPERIÊNCIAECLIENTES Ao longo dos anos a Brasil Biomassa realizou (em desenvolvimento) mais de 46 projetos industriais e 355 estudos técnicos de viabilidade para empresas do Brasil, Estados Unidos, África do Sul e da Europa. A Brasil Biomassa é bem sucedida na formação de uma equipe de gestão com amplo conhecimento do setor de biomassa e energia, com visão internacional, e experiência necessária em gestão e desenvolvimento de novos negócios. A Brasil Biomassa e Energia Renovável é sócia fundadora da Associação Brasileira das Indústrias de Biomassa e Energia Renovável a maior entidade empresarial internacional do setor biomassa e bioenergia e fundadorado Instituto Brasileiro das Indústriasde Pellets. A Brasil Biomassa está há de dez anos no mercado consultivo e desenvolvimento industrial atuando com transparência e segurança e mantemos uma carteira de clientes com alto padrão de qualidade como os grupos empresariais nacionais BMG, Biopellets Brasil, maior empresa do setor Sucroenergético, Naturasul Engenharia Florestal, GSW Energia Renovável, Nova Itália Florestal, Saccaro Móveis, Costamaq Industrial, Forest Brazil, The Colleman Group, ECB Empresa Catarinense de Biomassa, GF Indústria de Pellets, Indústria Brasileira de Pellets, Br Biomassa, Seka Transportes e Koala Pellets, Europellets Brasil, Eurocorp Pellets Brasil, International Biomass Corporation, Revize, JW International Solutions, Louduca, Manchester Florestal e internacionais como LEE Energy Solutions USA, Abellon Clean Energy Canadá, News Energy UK WoodPellets e Building Energy IT Africa do Sul. Em estudo técnico e confidencialidade:German Pellets Alemanhae Bunge EnvironmentalMarkets. Se eles escolheram a Brasil Biomassa e Energia Renovável como a empresa de consultoria, participação e gerenciamento negocial para atuação com planejamento e segurança, você tambémpode nos escolher.
  5. 5. MISSÃOVISÃOVALORES MISSÃO. Buscamos contribuir para o desenvolvimento social, econômico e ambiental, por meio da utilização responsável dos recursos naturais renováveis para a geração de energia. Tornar a nossa tecnologia industrial como um diferencial no mercado, garantindo sua excelência em qualidade, através da Brasil Biomassa. Desenvolvemos produtos com alta qualidade para atender o mercado nacional e internacional. Buscamos contribuir para o desenvolvimento social, econômico e ambiental, por meio da utilização responsável dos recursos naturais renováveis para a geração de energia. Somos também uma indústria nacional de produção de Biomassa e Bioenergia para a geração de energia e reconhecida comouma empresaque valoriza o meio ambiente e a sustentabilidade. VISÃO. A Brasil Biomassa nasceu consolidada aos princípios propostos pela ONU por meio do Global Compact. A Brasil Biomassa é bem sucedida na formação de uma equipe de gestão com amplo conhecimento do setor de biomassa e energia, com visão internacional, e experiência necessária em gestão e desenvolvimento de novos negócios com o uso da biomassae a energia renovável. VALORES. Nossas ações são orientadas por princípios de justiça, valorização da vida, bem estar coletivo, respeito às pessoas e de valorização ao meio-ambiente e os nossos valores envolvemo desenvolvimentode projetos sustentáveis. POLÍTICA QUALIDADE. Prestar serviços de consultoria, desenvolvimento industrial, gerenciamento e desenvolvimento de novos negócios e marketing, venda e certificação internacional com qualidade, satisfazendo as necessidades dos clientes e da empresa, buscandosempre a melhoria do nosso trabalho com um aprofundamentotécnico profissional.
  6. 6. DIRETORIAEXECUTIVA CELSO MARCELO DE OLIVEIRA. Consultor Especializado em Desenvolvimento de Projeto Empresarial Sustentável na área de biomassa e bioenergia. Especialização em Bioenergia e Biomassapela Faculdadede Ciênciase Tecnologiada UniversidadeLisboa Portugal. Autor das Obras Energia Renovável, Wood Pellets Brasil e Biomassa e Bioenergia. Diretor Executivo da Brasil Biomassa e Energia Renovável empresa responsável pelo desenvolvimento de 44 projetos industriais de produção de biomassa, bio woodpellets e bio woodbriquete no Brasil, Estados Unidos e Europa. Conferencista com mais de cento e cinco palestras em Congressos Nacionais e Internacionais com destaque All About Energy, Biomass Investing Brazil, Energy Summit 2011 e América Pulp & Paper Outlook Conference. Responsável pelo Acordo de Cooperação Internacional Brasil França em Biomassa, Bioenergia e Pellets com a intervenção do Syndicat Producteurs de granulés de Bois France. Organizador de acordos operacionais com companhias de produção e consumo de energia limpa e renovável e os fundos clean energy nos Estados Unidos. E de acordo comercial de exportação de WoodChips Paper e Biomassa para a China, Taiwan, Malaysia e Coréia do Sul com a Beijing Nandu Trade Co Ltd. Diretor Executivoda EuropeanEnergySRL. Coordenador do Congresso Brasileiro de Biomassa e Bioenergia. Convidado pelo Governo Federal para a participação da Missão Brasil Holanda Acordo Bilateral de Bioenergia e Biomassa. Presidente 2014-2018 da Associação Brasileira das Indústrias de Biomassa e Energia Renovável. Diretor Executivo do Instituto Brasileiro Pellets Biomassa e Briquete. Membro participante da EUBIA European Biomass Industry Association e intercâmbio técnico France Biomass Energy, German BioEnergy Association, The Netherlands Bio-energy Association,RenewableEnergyAssociation e American Council on RenewableEnergy
  7. 7. ESTRUTURAÇÃO CONSULTORIA PROFISSIONAL ESTRUTURAÇÃO TRABALHO CONSULTIVO PLANO DE NEGÓCIO Viabilidade Econômica Estruturação do Negócio Equipamentos Industriais ENGENHARIA Engenharia Básica Projeto de Financiamento Engenharia Industrial MARKETING Certificação Produto Marketing Nacional Marketing Internacional PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO
  8. 8. A Brasil Biomassa desenvolve o trabalho profissional em módulos com o planejamento estratégico para a implantação com grau de segurança de uma unidade industrial de pellets, woodchips, biomassa energética ou briquete. Nossa empresa desenvolve o trabalho profissional em módulos com o planejamento estratégico para a implantação com grau de segurança de uma unidade industrial de pellets ou briquete o uso de ativos florestais e industriais. Nosso trabalho envolve o desenvolvimento do business plan, project finance e estudo de viabilidade econômico e financeira, avaliação técnica e engenharia industrial, certificação nacional e internacional e a estratégia de marketing nacional e internacional para o projeto industrial e para a integração de biomassana a matriz energéticada empresa. Atuamos em todo o processo desde a fase preliminar com o planejamento e economia de mercado, oportunidade do desenvolvimento do novo negócio, estudo de viabilidade para a implantação da unidade industrial, mapeamento das fontes de fornecimento de matéria- prima, estudos sobre a estratégia de instalação da unidade industrial, todas as fases do desenvolvimento industrial e tecnológico, análise de competitividade, plano internacional de certificação do produto e a sua adequação das regras internacionais e o marketing e a venda para o mercadointernacionalde consumo. Planejamento estratégico do negócio. Com o estabelecimento de metas e os meios de execução do projeto industrial. Análise SWOT de todo o projeto industrial. Projetos de engenharia da unidade industrial. Projetos chave em mãos (turn key) com a indústria fornecedora de equipamentos. Nossa experiência se consolida no conhecimento no desenvolvimentode projetos com avançadatecnologia industrial. ABRANGÊNCIAPROFISSIONAL
  9. 9. Atuação profissional da Brasil Biomassa em conjunto com as empresas de projetos e consultoria ambiental sendo que desenvolvemos no plano de negócios: Delimitação das áreas de influência. Área de diretamente afetada. Área de influência direta. Diagnóstico do meio físico. Clima. Geologia e Relevo. Hidrografia.Solos. Gerenciamento de resíduos sólidos . Diagnóstico inicial. Procedimentos metodológicos. Caracterização Processo construtivo. Movimentação de terra. Supressão de vegetação. Edificações. Caracterização dos resíduos Gerados. Coleta Seletiva. Acondicionamento dos resíduos. Transporte interno. Destinação final Ambientalmente Adequada. Diagnóstico de Poluição Sonora. Impactos, Medidas e Programas Sócio Ambientais. Impactos Ambientais Previstos. Medidas e Programas de Controle de Impactos Ambientais.LegislaçãoAplicável. Atuação profissional da Brasil Biomassa envolvendo os aspectos da localização da unidade industrial e a logística de transporte rodoviário e marítimo sendo que desenvolvemos no plano de negócios: Aspectos Físicos do Estado. Solo. Hidrologia. Clima. Precipitação Pluviométrica. Temperatura. Vegetação. Infra Estrutura.Logísticade transporte rodoviário, hidroviárioe ferroviário. Logística Marítima. Caracterização do Porto. Acesso ao Porto. Instalações do Porto. Planejamento Portuário. Equipamentos. Infra Estrutura e as Operações. Estrutura de Cais e Píers. Infraestrutura Aquaviária. Acessos Terrestres. Infra Estruturae Operações Portuárias.Instalaçõesde Acostagem e de Armazenagem MÓDULOIPLANODENEGÓCIOS DIAGNÓSTICOAMBIENTAL, LOCALIZAÇÃOELOGÍSTICA
  10. 10. Atuação profissional da Brasil Biomassa envolvendo o mapeamento florestal para a garantia de fornecimento de matéria-prima para a unidade industrial. Floresta energética do empreendedor. Resíduos Podem ser Utilizados pelo Empreendedor. Potencial Energético da Biomassa Acácia, Madeira nativa, pinus e eucaliptos. Estimação da Área Basal, Volume e Biomassa por hectare. Quantidade de Energiapor Hectare e Área Necessáriaem Função da Potência Instalada. Metodologia de mapeamento com aquisição de imagens do satélite Landsat. Mapeamento Florestal Mesorregiões. Resultado Avaliação por Área. Resultado Avaliação por Volume. Resultado Avaliação por Sortimentos de Madeira. Fornecedoresde Matéria-Prima. ViabilidadeEconômicae Ambiental da UnidadeIndustrial. Atuação profissional da Brasil Biomassa envolvendo os estudos técnicos dos benefíciosfiscais e de fundo de desenvolvimento. Incentivose Benefícios Fiscais.Fundo de Desenvolvimento. Estudo técnico sobre os financiamentos dos equipamentos industriais e do financiamento via BRDE, BNE, Desenvolve São Paulo e o financiamento pelo BNDES em finame para Construçãoe Equipamentos MÓDULOIPLANODENEGÓCIOS AVALIAÇÃOEOMAPEAMENTODA MATÉRIA-PRIMAEBENEFÍCIOS
  11. 11. Atuação profissional da Brasil Biomassa envolvendo uma avaliação técnica do processo industrial de produção de pellets com um descritivo completo do sistema industrial e florestal para o processamento, avaliação detalhada de todos os equipamentos industriais, análise swot dos equipamentos industriais, projeto de engenhariae automaçãoindustrial. Certificação do pellets dentro das normas internacionais, mercado nacional de produção e consumo, dados técnicos dos equipamentos nacionais (queimadores industriais e caldeiras) para o uso de pellets, mercado internacional de produção e consumo(europa e estadosunidos) e crédito de carbono. Diretrizes básicas dos Incentivos Fiscais Confaz. Incentivos Fiscais à Exportação. Imunidade quanto ao pagamento de IPI . Crédito Presumido do Imposto. Imunidade quanto ao pagamento do ICMS. Manutenção de créditos fiscais do IPI e do ICMS. Imposto de Renda. Isenção de Impostos Incidentes sobre Operações Financeiras relativas à Exportação. Isenção de pagamento do PIS/PASEP e da COFINS. Regime aduaneiro especial de Drawback. Incentivos Financeiros à Exportação. Adiamento sobre contrato de câmbio. PROEX – Programa de Financiamento às Exportações. Programas de apoio às exportações. Fundo de garantiapara a promoçãoda competitividade.Seguro de crédito à exportação. MÓDULOIPLANODENEGÓCIOS EQUIPAMENTOSEINCENTIVOS FISCAIS
  12. 12. MÓDULOIIVIABILIDADE ECONÔMICAEFINANCEIRA Desenvolvimento do estudo de viabilidade econômica dividido em estudo teórico com mais de 150 páginas e de planilhas financeiras envolvendo na parte teórica os seguintes pontos: Metodologia do Estudo de Viabilidade Econômica. Planejamento Financeiro. Diretrizes Gerais aos Custos de Transporte da Matéria-prima. Mão-de- obra da Unidade de Produção de Pellets. Custos Econômicos. Custos Administrativos. Economia em Escala Industrial. Custo Operacional de Produção. Dados da European Pellet Centre. Custos de Produção e de Energia. Custo Ambiental de Peletização. Fator de Viabilidade da Unidade Industrial Venda FOB Brasil. Fator de Viabilidade da Unidade Industrial Venda CIF Europa. Fator de Viabilidade da Unidade Industrial de Pellets. Retorno Líquido do Investimento. Ponto de Equilíbrio Operacional. InvestimentoInicial e Custos. Receitas e Projeções. Métodos de Avaliação de Projetos de Investimento de Capital. Taxa Mínima de Atratividade. Método do Fluxo de Caixa Descontado. Fluxo de Caixa da Empresa. Método da Taxa de Desconto. Método Payback. Payback Simples. Payback Descontado. Método do Valor Presente Líquido. Taxa Interna de Retorno. Método do índice de Lucratividade. Método do Valor Futuro Líquido. Análise de Sensibilidade. EBITDA. E uma série de planilhas (avaliação 20-30 anos) envolvendo os fatores dos custos de matéria-prima, análise econômica da unidade, custos de produção, custos de mão-de-obra da linha de produção, custos energéticos e de manutenção, custos associados à distribuição, gerenciais e de produção, custos do transporte da matéria-prima e do produto final. Análise do projeto conceptual em planilha financeirados custose investimentosna unidade industrial.
  13. 13. MÓDULOIIIESTRUTURAÇÃODO PROJETOEEQUIPAMENTOS Desenvolvimento da atividade de fornecimento de matéria-prima e o estudo prévio dos benefíciosfiscais e doaçãoterreno industrial e orçamentosindustriais: Estudo prévio dos benefícios fiscais no âmbito municipal, estadual e federal. Avaliação da legislaçãomunicipalpara a obtençãode doaçãode terreno industrial. Apoio jurídico elaboração do decreto municipal e a justificativa para a doação industrial (geraçãode empregose novosnegócios região). Identificação dos fornecedores nacionais, por equipamento, processo com suas especificaçõestécnicas e folha de dados de subsistemade produção industrial. Preparação de uma carta convite para as empresas nacionais e internacionais para fornecimentodos equipamentos (dentro do memorial descritivo). Avaliação da melhor alternativa de utilização dos equipamentos industriais e uma análiseswot industrial. Reunião com as empresas de equipamentos industriais, avaliação técnica dos equipamentos e avaliação futura com o setor de compra do grupo (especificação dos equipamentos,orçamentosdos equipamentos,cotação).
  14. 14. MÓDULOIVENGENHARIA BÁSICAEINDUSTRIAL Desenvolvemos um estudo técnico de engenharia básica e industrial. Apoio técnico e indicação de empresa para o registro da unidade industrial (contabilidade, comercial e propriedade industrial), empresa de engenharia para o licenciamento ambiental e rima e o estudo de impacto ambiental. Estudos de cálculos estruturais (plano altimétrico, sondagem de solo, levantamento e marcações e referentes a construções das instalações civis como galpão principal, escritórios e demais estruturas auxiliares) e os serviços de engenharia envolvendo os projetos (arquitetônico para as edificações, estrutural e elétrico, hidrosanitário, fundações,executivo,comunicaçãovisual) e as licenças de implantaçãoe operação. Pré-requisitos básicos e estudos de viabilidade para a implantação de uma unidade de pellets. Estudo de viabilidade econômica, técnica e financeira. Critérios na Localização da Unidade de Produção de Pellets . Características do Terreno Industrial. Topografiada região. Infra Estrutura Interna de Apoio para a Obra Industrial. Parâmetros Funcionais e Estéticos. Sistema Estrutural. Estruturas de Coberturas. Paisagismo e áreas externas. Instalações de águas pluviais. Instalação de esgoto sanitário. Subsistema de Ventilação. Solução Individual de Destinação de Esgotos Sanitários. Sistemas de proteção contra incêndio. Instalações elétricas. Instalações de Cabeamento Estruturado.Instalaçõesde Sistema de Exaustão
  15. 15. MÓDULOVPROJECTFINANCE FINANCIAMENTOEFUNDOS A Brasil Biomassa vai atuar no desenvolvimento do project finance para a obtenção do financiamento dos equipamentos industriais. Estimativas de Custo de Construção. Project Finance e Valor Presente Líquido. Estimativas de Custos Operacionais e de Capital. Project Finance e a Capacidade de Obtenção de Crédito. Riscos e Instrumentos Atenuantes. Tecnologia Industrial. Riscos do Empreendimento Industrial. Estrutura Jurídica do EmpreendimentoPellets. Estrutura Financeira do Empreendimento Pellets. Financiamento de Longo Prazo. Empréstimos Bancários. Colocações Privada. Equity Kickers. Linha Financiamento BNDES BRDE Equipamentos Pellets. Financiamento BRDE Industrial. Engenharia Financeirado Project Finance. Engenharia Financeira do Project Finance. Arranjos Financeiros. Cash Flow na Ótica do Empreendedor. Tendências em operações de financiamento de projetos. Financiamento com Retorno. Spread e taxa de juros. Fundos de Capital de Risco. Venture capitalists. Financiadora de Estudos e Projetos. Financiamentos a Fundo Perdido – financiamentos com retorno. Banco Interamericano de Desenvolvimento. Financiamentos com Retorno. Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social. Linhas de Apoio Financeiro do BNDES. Projeto de Financiamento dentro das regras do BNDES e BRDE contendo a apresentação da empresa, histórico dos empresários, desenvolvimento empresarial e industrial, produto final, estrutura financeira e de marketing. Recursos Humanos e Organização Estrutural da unidade industrial. Mercado consumidor, fornecedor e concorrente
  16. 16. MÓDULOVIPLANEJAMENTO ESTRATÉGICOINDUSTRIAL Atuação profissional da Brasil Biomassa envolvendo os estudos técnicos do planejamento estratégico da unidade industrial envolvendo as opções estratégicas de planejamento. Matriz de Planejamento. Planejamento Estratégico WoodPellets. Elementos Principais do Planejamento Estratégico. Diagnóstico Estratégico Interno e Externo e Definição dos Objetivos. Análise dos Públicos de Interesse – stakeholderes . Formalização do Plano. Auditoria de Resultado e Desempenhos. Estratégiade Negócio WoodPellets. Modelo Porter . Processo Formal de Planejamento Estratégico WoodPellets. Processo de Gestão Estratégica da Industrial WoodPellets. Balanced Score Card WoodPellets. Perspectiva Comercial com os Players Internacionais . Plano Estratégico de Marketing Internacional. Tecnologia Industrial e Fator Energético do Produto. Ciclo de Inovação na Produção de Pellets. Processo de Operacionalização da Unidade de Pellets . Variabilidade de Preços da Matéria-Prima. Diversificação de Canais de Distribuição Pellets na União Européia e Ásia. Aumento da Produtividade . Central de Compra de Matéria-Prima. Perspectiva de Inovação e Aprendizado. Capacitação e Mão-de-obra Qualificada. Investimento em Inovações Tecnológicas. Perspectiva Financeira . Análise SWOT Industrial WoodPellets. SWOT Pontos Fortes, Fracos, Oportunidades e Ameaças Industrial WoodPellets. Mitigaçãode Riscos. Análise de Mercado.
  17. 17. MÓDULOVIIENGENHARIA INDUSTRIALECERTIFICAÇÃO A Brasil Biomassa vai atuar no desenvolvimento e apoio na contratação da empresa de engenharia civil para a confecção dos projetos básico, detalhado e projeto executivo da planta industrial (em conjunto com o setor de engenharia da empresa de equipamentos. Envolvendo o detalhamento dos equipamentos, conexões, automação industrial, estrutura de sustentação, elétrico e hidráulico e do memorial descritivo dos equipamentos industriais (tecnologia state-of-the-art, sistema de recepção, refinação e uniformização da matéria-prima, sistema de combustão e de secagem industrial, produção industrial e peletização de pellets, sistema de resfriamento industrial, armazenamento e expedição a granel ou big bags, conjunto de tubulação e painel de comando, montagem mecânica e industrial.Sistema de distribuiçãode energia e automaçãoindustrial. A Brasil Biomassa pode desenvolver um protótipo industrial do produto para a obtenção de um laudo técnico do laboratório de biomassa da Universidade Federal do Paraná e do IPT –USP em São Paulo (composição química, umidade, poder calorífico superior e inferior e comentários de ordem técnica). Estudo técnico para a certificação industrial (fase um do protótipo e fase final – produto) no Brasil, Estados Unidos e Europa. Análise da normatização industrial de pellets dentro das regras DINPlus, CEN e ENPlus. Procedimentos e qualificação do produto, parâmetros da normatização (classe de qualidade, fator de avaliação do tipo de matéria-prima e do processo produtivo, forma de recepção da matéria-prima, controle do processo produtivo e industrial, de produção e qualidade final, sistema de armazenagem e expedição, controle de manutenção, implementação de qualidade) dos laboratórios europeus de certificação. Laudo ENPLUS PelletsBrasil
  18. 18. MÓDULOVIIIMARKETING NACIONALEINTERNACIONAL Desenvolvimento do Plano de marketing e venda nacional da produção industrial da empresa. Desenvolvimento do Plano de marketing e venda Internacional. Contrato internacional para aquisição de toda a produção industrial (durante o período de obtenção do financiamento) e o desenvolvimento de uma estratégica técnica de marketinginternacional(qualificaçãodo produto, da competitividade,do preço). Canais de distribuição do produto. Clientes potenciais para a aquisição do produto (performance de venda ao mercado industrial e a estratégia de venda ao distribuidor final). Plano de operações e de distribuição do produto. Estudo técnico do consumo mundial (demanda internacional e estatísticas de consumo). Identificação dos grandes players comerciais no Reino Unido-RWE Tilbury Power Stations, da Drax Power Energy, EON Ironbrifge Power, Eggborough Power Stations, Rugeley Power Stations, Bélgica Essent Energy e Electrabel Power, Dinamarca Vattenfall. Exportação de pellets (englobando os estudos de logística de exportação, envolvimento de trading company e tributação, cálculos aduaneiros e armador do navio). Análise jurídica dos documentos aduaneiros internacionais (carta de intençõesde compra, BCL e Carta de Crédito). Elaboração em inglês da Full Corporate Offer do pellets e uma análise jurídica do contratointernacional de exportação.
  19. 19. PROJETOSINDUSTRIAIS DESENVOLVIDOSPELA BRASILBIOMASSA
  20. 20. Inteligência para transformar desafios em projetos de sucesso. Na Brasil Biomassa sabemos que, para continuar evoluindo, precisamos fazer com que cada detalhe, de cada projeto sustentável aproveitamento residual na produção de biomassa, woodchips, pellets e briquetes, reflita em alto padrão de qualidade com segurança e excelente retorno aos investimentos. Para isso buscamos sempre o método consultivo ideal para o seu projeto, apontando alternativase antevendosoluçõesde forma a torná-lo ainda mais eficiente. O resultado é um trabalho de inteligência coadunando com experiência internacional em produção e mercado, gerando segurança em todas as fases, da produção industrial a vendainternacional com eficiência e qualidade. É esta postura que nos habita a transformar qualquer projeto em mais um empreendimentode sucesso. E é isso que faz a Brasil Biomassa a escolha certa para a sua empresa, que procura nada menosque o melhor. Acompanhe os principais projetos e trabalhos desenvolvidos pela Brasil Biomassa e EnergiaRenovável. PROJETOSENEGÓCIOS
  21. 21. BBER2005-06BIOMASSA No ano de 2005-6 a diretoria executiva da BBER participou como empresa de consultoria para contencioso contratual e depois como sócia no projeto industrial em Portugal. Unindo-se a empresa Enerpura de Portugal formou-se a Enerswiss com para o desenvolvimento de um sistema de potencialização energética do woodchips com a secagem industrial por microondas para ter um poder calorífico de energia mais eficiente. Este projeto teve um resultado positivo em termos de diminuição de umidade da madeira e um aumento na eficiência energética, sendo testado na caldeira industrial da termoelétrica em Portugal. Um objetivo do projeto industrial era a redução das emissões de CO2 gerado pela queima de carvão pela termoelétrica. Este projeto foi desenvolvido para atender os interesses da Energias de Portugal EDP para a mudança da matriz energética da termoelétrica de carvão de Sines por biomassa energética. A termoelétrica de Sines aparecia em 15º lugar numa lista das 30 fábricas mais poluidoras da União Europeia (EU) num estudo da World Wildlife Fund (WWF) International. A central de Sines produzia 1050 gramas de dióxido de carbono por cada kilowatt/hora. Veja o vídeo do projeto em Youtube(somente clicar) Desenvolvimento pela Brasil Biomassa do estudo de viabilidade para implantação de uma unidade Wood Chips Rio de Janeiro com Pianka Engenharia. A Brasil Biomassa esteve na Europa adquirindo uma grande experiência profissional. Reunião técnica com a EUBIA European Biomass Industry Association na Bélgica com o Secretário Geral Giuliano Grassi e Stéphane Sénécha. Reunião com 42 companhias européias produtoras de biomassa e pellets em 12 países. Fundação da International Renewable Energy entidade que reúne 60.000empresasde energia e biomassa.
  22. 22. No ano de 2007 a diretoria executiva da BBER participou e desenvolveu no Chile um importante projeto visando a produção industrial de woodchips. Fundação da European EnergySRL com o grupo Nortegás com a sede no Porto Portugal. A Brasil Biomassa participou e desenvolveu no Chile um importante projeto visando a produção industrial de woodchips. Trabalhamos na logística de exportação de WoodChips no Porto de Puchoco e Coronel em Concepción no Chile. Desenvolvemos os estudos de qualificação industrial do produto final dentro das normas internacionais e utilizamos a logística de exportação em navio graneleiro de grande porte para a China com o uso do Sistemade Tubovia.Veja o vídeo do projeto em Youtube(somente clicar) Desenvolvimento do Projeto Brasil Biomassa com discussões temáticas com mais de 150 companhias brasileiras de wood chips, biomassa, pellets e briquete. Projeto Maranhão Biomassa envolvendo a potencialização dos resíduos de babaçu na forma de briquete. Protótipo registrado do briquete de bagaço de cana, cacau, coco, casca de café, casca de arroz. Participaçãona exportaçãode Briquete do Brasil para Áustria. (Dear Celso Oliveira, Firstly an introduction, I work for in the UK and look after all our Biomass procurement from Central and South America. As you may know Drax are one of the (if not the) largest Biomass procurers for Energy in the World, and we are at present increasing our plans for the amount of Biomass pellets we burn today linked with UK legislation changes coming later this year. As such I feel it would be good for us to talk, or meet up on my next trip to Brazil. Let me know your thoughts Regards Jason Woods BioEnergyManager Drax Power Energy) BBER2007EUROPEANENERGY
  23. 23. No ano de 2008 a Brasil Biomassa prestou Consultoria para Exportação de Wood Chips com a Aracruz Wood. Fundação da Associação Brasileira das Indústrias de Biomassa e Energia Renovável. Acordo Comercial com a DaiEi Papers Exportação Wood Chips China e Projeto Brasil UK Pellets Bagaçode Cana. ACORDO DE COOPERAÇÃO PORTO AMSTERDAMHOLANDA Em reunião com o diretor Marcel Gorris foi discutido o projeto “Oportunidades e Desafios da Biomassa Brasileira” com o objetivo de identificar as empresas brasileiras com o potencial de produção e de exportação de biomassa, woodchips, wood e biopellets e wood e biobriquete, biocoal e carvão ecológico e de resíduos industriais e agrícolas para atender a demanda da Europa. No presente acordo estamos identificando as barreiras que dificultam a exportação, especialmente os custos internos e a logística marítima (falta de infra-estrutura). Ficou ainda acordado que tendo em vista da expansão das atividades do Porto de Amsterdam relacionadas a Biomassa, será efetuado investimentos para as empresas nacionais superarem as barreiras (bônus de exportação de produtos de origem renovada e investimentos em logística portuária). O Porto de Amsterdam é o quarto maior da Europa, e se destaca pela sua atuação no mercado de commodities e conta com uma estrutura moderna e pronta para receber e acomodar todos os tipos de biomassa. A Biomassa é para o Porto de Amsterdam um produto de alto interesse e por isso a idéia desse projeto é de auxiliar a exportação da biomassa de empresas brasileiras para a Europa. Anualmente passa pelo Porto cerca de 0.5 milhões de toneladas de biomassa, e a expectativa é de que esse número chegue a 3 milhões em 2015 e 10 milhões em 2020. BBER2008BRASILHOLANDA
  24. 24. No ano de 2008 a Brasil Biomassa firmou um contrato internacional para o desenvolvimento de um plano de marketing internacional visando a exportação da produçãoindustrial da Abellon Clean Energy da Índia com a sua unidadeno Canadá. Toda a produção industrial foi exportada para a Europa. Veja o vídeo do projeto em Youtube(somente clicar) No ano de 2008 a Brasil Biomassa firmou um contrato internacional para o desenvolvimento de um plano de marketing internacional visando a exportação da produçãoindustrialda Lee EnergySolutions do Alabamanos EstadosUnidos. Toda a produção industrial foi exportada para a Holanda. Veja o vídeo do projeto em Youtube(somente clicar) Neste mesmo ano esteve no Congresso Internacional de Pellets na Alemanha e visitou a Pfeifer Holding GmbH na Austria. Participaçãona exportaçãode Briquete do Brasil para Áustria. Acompanhamos toda a produção industrial da Pfeifer na Austria acompanhado pelo diretor executivoMichaelPfeifer. BBER2008MARKETING
  25. 25. BBER2009BRIQUETE No ano de 2009 a Brasil Biomassa foi contratada pelo grupo financeiro BMG para o desenvolvimentode três projetos industriais. O primeiro projeto visava a implantação de uma unidade industrial de produção de briquete com capacidade de 84.000 ton. por ano com o uso de serragem e resíduos florestais na região próximaao Porto de Imbituba Santa Catarina. A BBER conseguiu uma doação de terreno industrial para a implantação do projeto e desenvolveuum estudoestratégicoe de viabilidadeeconômicae financeira. Desenvolveu um mapeamento de fornecimento num raio de 150 km para atender a demandade produçãoda unidadeindustrial de Wood briquete. O plano de negócioscom um resultadode retorno de 2,3 anos. Foi desenvolvido um protótipo industrial do briquete com a distribuição no mercado europeue um laudo de avaliaçãoem laboratório nacionalde internacional. Administração do projeto e dos estudos em logística de transporte pelo Porto de ImbitubaSanta Catarina. Vejao vídeo do projeto em Youtube(somente clicar)
  26. 26. BBER2009BIOBRIQUETE No ano de 2009 a Brasil Biomassa desenvolveu o segundo projeto para grupo financeiro BMG para o aproveitamento dos resíduos de babaçu no estado do Piauí na produção sustentável do biobriquete. O projeto visava a implantação de uma unidade industrial de produçãode biobriquete com capacidadede 40.000 ton. por ano. A BBER conseguiu uma série de benefícios e incentivos fiscais para a instalação da unidade industrial, bem como desenvolveu um estudo estratégico e de viabilidade econômica e financeira. Este projeto envolveu 5.000 famílias que trabalhavam na colheita do babaçu no Piauí e Maranhão. O plano de negócios com um resultado de retorno de 2,5 anos e um excelenteretorno financeiro com o cunho de um projeto social. Projetos, estudos e testes industriais desenvolvidos pela Brasil Biomassa com o Biobriquete: Resíduos de Casca de Coco Verde AL Resíduos de Palha da Carnaúba PE Resíduos de Casca de Arroz RS Resíduos de Casca Castanha de Caju CE Resíduos de Poda de Cajueiro CE Resíduos de Casca de Babaçu MA Resíduos de Caroço do Pequi GO Resíduos de Capim Elefante MG Resíduos de Cana de Açúcar – Bagaço SP Resíduos de Cana de Açúcar – Palha SP Resíduos de Feno de Braquiária SP Resíduos de Caroço de Algodão MT Resíduos de Casca de Café MG Resíduos de Cacau BA Resíduos de Pó de FumoSP Resíduos de Açaí AM Resíduos de Milho PR Projeto Industrial WoodBriquete com resíduos florestais e industriais ao Grupo Wagner em Tijucas do Sul Paraná. Veja o vídeo do projeto em Youtube (somenteclicar)
  27. 27. BBER2009COSTAMARFIM A Brasil Biomassa desenvolveu o terceiro projeto para grupo financeiro BMG envolvendo o aproveitamento dos resíduos de casca de cacau na Costa do Marfim para a produção sustentáveldo biobriquete de cacau. O projeto visava a implantação de uma unidade industrial na Costa do Marfim de produção de biobriquete com capacidade de 60.000 ton. por ano. A BBER conseguiu uma série de benefícios como a aquisição da matéria-prima, o estudo logístico para a exportação do biobriquete para a França e um projeto estratégico de produção e de viabilidade econômica e financeira. Trata-se do primeiro projeto industrial de produção de biobriquete com o uso de resíduos agrícolas, tendo uma série de recomendações de forma positiva pela instituições e grandes companhias da Europa. Desenvolvimento de laudos internacionais para a certificação do produto. O plano de negócios com um resultadode retorno de 2,2 anos. Veja detalhes do projeto de produção na Costa do Marfim em nosso vídeo editado no Youtube(somente clicar). A Brasil Biomassa em 2009 esteve na sede da German Pellets uma companhia fundada em 2005 e com 14 plantas industriaisna Alemanha,Austria, Itália e nos EstadosUnidos. O grupo produz 800.000 toneladas por ano de pellets com a qualidade Premium utilizado no mercado doméstico da Alemanha e da Itália. Conheçemos toda a tecnologia industrial de produçãode pellets.
  28. 28. . A Brasil Biomassa está discutindo um Acordo de Cooperação Internacional Brasil França Syndicat national des Producteurs de granulés de Bois France a principal entidade representativa das empresas que produzem pellets e briquetes e de negócios e investimentos. A Brasil Biomassa em 2009 esteve em visita técnica na França com o Industriel Français Producter de Granulés Bois, um conglomerado de empresas produtoras de pellets e depois na Agence de l’Environnement et de la Maîtrise de l’Energie uma empresa pública a caráter industrial e comercial, participa da implementação das políticas públicas nos setores de meio ambiente, energia e desenvolvimento sustentável. Estivemos na Propellet que desenvolve uma série de atividades profissionais para o desenvolvimento do setor industrial produtor de pellets na França. Acompanhado do presidente da Propellet da França e sede da EO2 a maior empresade pellets na França. A Brasil Biomassa em 2009 esteve na sede da Balcas Timber no norte da Irlanda onde produz o briquete da marca brites e pellets da marca balcas. O diretor Frank Wallace nos apresentou a empresa que desenvolve um grande projeto sustentável na Irlanda e na Inglaterra. Seu produto é utilizada para aquecimento de piscina olímpica. O grupo produz 100.000 toneladas por ano de pellets e briquete com a qualidade DinPlus distribuído na Inglaterra. Conheçemos toda a tecnologia industrial de produção de pellets e do projeto que estavam desenvolvendode torreficação de pellets com elevadopoder energético. BBER2009INTERNACIONAL
  29. 29. A Brasil Biomassa é a primeira empresa privada nacional exportadora de woodchips pelo Porto de Itajaí para o mercado da Coréia do Sul em operação comercial desenvolvida em 2009. Estamos desenvolvendo uma nova operação para a China. Veja o vídeo do projeto em Youtube(somente clicar) Esta exportação foi considerada como um modelo industrial no Brasil. No ano de 2009 trabalhamos para a viabilidade da produção para fins de exportação de woodchips pelo Porto de Imbituba em Santa Catarina. Avaliação técnica e logística industrial de exportação pelo Porto de Imbituba com apoio de mais de 30 empresas florestais na região. Veja o vídeo do projeto em Youtube (somenteclicar) A Brasil Biomassa esteve na sede da Pinewells uma moderna empresa produtora de pellets localizada na zona industrial de Arganil, equipada com a mais recente tecnologia, assegurando um produto final de elevada qualidade e de acordo com as mais exigentes especificações dos clientes internacionais e da norma européia ENPlus. Exportando, a totalidade da sua produção, a Pinewells produz um biocombustível que pela sua natureza, não tem impacto ambiental e promove a redução das emissões de CO2 e apóia a gestão florestal, ao consumir sobretudo produtos oriundos da limpeza florestale desperdíciosda indústria de madeiras. BBER2009WOODCHOPS
  30. 30. A Brasil Biomassa em 2010 esteve na Nazzareno Equipamentos Industriais de produção de pellets e briquetes na Itália. O diretor apresentou detalhes da tecnologia industrial desenvolvida na Itália e em algumas reuniões com produtores industriais. Estivemos em reunião com o diretores da Italiana Pellets a maior planta industrial produtora de pellets na Itália. O grupo produz 120.000 toneladas por ano de pellets com a qualidade EnPlus distribuído na rede de supermercado de Milão. Conheçemos toda a tecnologia industrial de produção de pellets e a estrutura de distribuição do produto. Veja o vídeo do projeto em Youtube(somente clicar) A Brasil Biomassa foi contratada pelo grupo GSW Energia Renovável de Imperatriz MA para o desenvolvimento do projeto sustentável de aproveitamento dos resíduos de paricá na transformaçãode woodpellets. Estamos implantando a maior unidade de pellets no Pará com capacidade de 36.000 ton. por ano em Dom Eliseu. A BBER desenvolveu um estudo estratégico e de viabilidade econômica e financeira, plano diretor e Project finance com a aprovação do financiamento peloBanco do Amazônia. O plano de negócios com um resultado de retorno de 1,9 anos. O plano diretor com a contratação da Equipar Tecnologia Industrial, RCA e Caldogno para o fornecimento dos equipamentos com toda a tecnologia desenvolvida no Brasil. Administração do projeto e dos estudos em logística de transporte pelo Porto de Vila do Conde PA. Veja o vídeo do projeto em Youtube(somente clicar). BBER2010ITALIANAPELLETS
  31. 31. No ano de 2010 a Brasil Biomassa foi contratada pelo grupo Biopellets Brasil para o desenvolvimento do projeto sustentável de aproveitamento dos resíduos de bagaço de cana na transformação de biopellets e que depois foi modificada (industrial) para o uso de serragem na produção de pellets de madeira. Implantamos a maior unidade internacional de Biopellets com capacidade de 72.000 ton. por ano em Lins São Paulo. A BBER desenvolveu um estudo estratégico e de viabilidade econômica e financeira, mapeamento de fornecimento, plano diretor e Project finance com a aprovação do financiamento pelo BNDES. O plano de negócios com um resultado de retorno de 2,1 anos. Foi desenvolvido um protótipo industrial do biopellets com a distribuição no mercado europeu (Drax Power Energy Inglaterra e a EON Holanda) e um laudo de avaliação em laboratório nacional de internacional. Administração do projeto e dos estudos em logística de transporte pelo Porto de Santos SP. Veja o vídeo do projeto em Youtube (somenteclicar) A Brasil Biomassa foi contratada pelo grupo GSW Energia Renovável de Imperatriz MA para o desenvolvimento do projeto sustentável de aproveitamento dos resíduos de paricá na transformação de woodpellets. Estamos implantando a maior unidade de pellets no Pará com capacidade de 36.000 ton. por ano em Dom Eliseu. A BBER desenvolveu um estudo estratégico e de viabilidade econômica e financeira, plano diretor e Project finance com a aprovação do financiamento pelo Banco do Amazônia. O plano de negócios com um resultado de retorno de 1,9 anos. O plano diretor com a contratação da Equipar Tecnologia Industrial, RCA e Caldogno para o fornecimento dos equipamentos com toda a tecnologia desenvolvida no Brasil. Administração do projeto e dos estudos em logística de transporte peloPorto de Vila do Conde PA. Veja o vídeo do projeto em Youtube(somente clicar). BBER2010BIOPELLETS
  32. 32. BBER2011TORREFAÇÃO No ano de 2011 a diretoria executiva da Brasil Biomassa teve uma importante reunião com os diretores da Topell Energy na Holanda onde conhecemos todos os detalhes da moderna tecnologia industrial de torrefação de biomassa e de pellets. Esta tecnologia financiadapela RWE Energy na Holanda. O Diretor da Brasil Biomassa, Celso Marcelo de Oliveira foi convidado pelo Governo Federal para a participação (com uma palestra técnica) da Missão Brasil Holanda . Participação da assinatura do Acordo Bilateral de Bioenergia e Biomassa Brasil Holanda. Em reunião com o diretor Marcel Gorris foi discutido o projeto “Oportunidades e Desafios da Biomassa Brasileira” . Com o objetivo de identificar as empresas brasileiras com o potencial de produção e de exportação de biomassa, woodchips, wood e biopellets e wood e biobriquete, biocoal e carvão ecológico e de resíduos industriais e agrícolas para atendera demanda da Europa. A Brasil Biomassa foi contratada pelo maior grupo sucroenergético do Brasil para o desenvolvimento do projeto sustentável de aproveitamento dos resíduos de bagaço e da palha da cana na transformação de biopellets. A BBER desenvolveu um estudo estratégico e de viabilidade econômica e financeira, mapeamento de fornecimento em todo o Estado de São Paulo, plano diretor e Project finance. Foi desenvolvido um protótipo industrial do biopellets e um laudo de avaliação em laboratório nacional. A unidade vai entrar em funcionamento no final de 2015 com uma produção de 140.000 mt/ano.Veja o vídeo do projeto em Youtube (somenteclicar)
  33. 33. BBER2011RONDÔNIA Neste mesmo ano (2011) a Brasil Biomassa foi contratada pelo grupo Nova Itália Florestal e Madeiras de Porto Velho Rondônia para o desenvolvimento do projeto sustentável de aproveitamento dos resíduos lenhosos da UHE Jirau na transformação de woodpellets. Encontra-se em desenvolvimento o projeto industrial que será implantado em Porto Velho com capacidade de 50.000 ton. por ano. Trata-se do maior projeto industrial sustentável com o uso de resíduos de supressão florestal. A BBER desenvolveu um estudo estratégico e de viabilidade econômica e financeira, plano diretor e Project finance. O plano de negócios com um resultado de retorno de 1,8 anos. O plano diretor com a contratação de equipamentos nacionais. Administração do projeto e dos estudos em logísticade transporte pelo Porto de Itacoatiara. Veja o vídeo do projeto em Youtube. No final do ano de 2011 a Brasil Biomassa foi contratada pelo grupo Naturasul de Porto Velho Rondônia para o desenvolvimento do projeto sustentável de aproveitamento dos resíduos lenhosos da UHE Santo Antonio na transformação de woodpellets. A BBER desenvolveu um plano de negócios, project finance e o estudo de viabilidade econômica e financeira para a implantação da unidade industrial em Porto Velho com capacidade de 50.000 ton. por ano. O projeto encontra-se em avaliação pelos diretores da empresa que desenvolvem a atividade de supressão florestal e que detém um grande contingente de matéria-prima para ser utilizado no processo industrial. Este projeto foi considerado exemplar pelo consórcio que administra a UHE pelo critério de sustentabilidade ao uso de resíduos lenhosos em supressão florestal. Veja o vídeo do projeto em Youtube (somente clicar).
  34. 34. BBER2012WOODPELLETS No ano de 2012 a Brasil Biomassa foi contratada pelo grupo Saccaro de Caxias do Sul para o desenvolvimento do projeto sustentável de aproveitamento dos resíduos de madeira e de movelaria na transformação de woodpellets. A BBER desenvolveu um estudo estratégico e de viabilidade econômica e financeira, mapeamento de fornecimento, plano de negócios com todas as diretrizes de produção industrial e do mercado nacional e internacional de consumo e o plano diretor. Apresentação do Project finance com mais de 100 páginas de planilha financeira em estudo de 20 anos do negócio para apresentação no BRDE e os bancos de fomentos. O plano de negócios com um resultado de retorno de 2,4 anos. Administração do projeto e dos estudos em logística de transporte pelo Porto do Rio Grande RS. Veja o vídeo do projeto em Youtube (somenteclicar). No ano de 2012-13 a Brasil Biomassa foi contratada pelo grupo Costamaq Industrial de Capivari do Sul para o desenvolvimento do projeto sustentável de aproveitamento dos resíduos de madeira na transformação de woodpellets com uma produção estimada anual de 42.000 toneladas (maior planta industrial no Brasil). . A BBER desenvolveu um estudo estratégico e de viabilidade econômica e financeira, mapeamento de fornecimento, plano de negócios com todas as diretrizes de produção industrial e do mercado nacional e internacional de consumo e o plano diretor. Apresentação do Project finance com mais de 100 páginas de planilha financeira em estudo de 20 anos do negócio para apresentação no BRDE e os bancos de fomentos. O plano de negócios com um resultado de retorno de 2,1 anos. Administração do projeto e dos estudos em logística de transporte pelo Porto do Rio Grande RS
  35. 35. BBER2012-13BIOBRIQUETE No ano de 2012-13 a Brasil Biomassa desenvolveu uma série de estudos e um protótipo industrial do biobriquete de bagaço e palha da cana-de-açúcar para a instalação de uma grandeunidadeindustrial no Nordestedo Brasil. Trata-se do desenvolvimento do projeto sustentável de aproveitamento dos resíduos de cana-de-açúcar na transformação de biobriquete com uma produção estimada anual de 42.000toneladas (maior planta industrial no Brasil). A BBER desenvolveu um estudo estratégico e de viabilidade econômica e financeira, mapeamento de fornecimento, plano de negócios com todas as diretrizes de produção industriale do mercadonacionale internacional de consumoe o plano diretor. Apresentação do Project finance com mais de 100 páginas de planilha financeira em estudo de 20 anos do negócio para apresentação no BRDE e os bancos de fomentos. O planode negócios com um resultado de retorno de 2,1 anos. O plano diretor com a contratação da Indústria Nacional de Equipamentos Industriais para o fornecimento dos equipamentos com toda a tecnologia desenvolvida no Brasil. Administraçãodo projeto e dos estudosem logísticade transporte. Vejao vídeo do projeto em Youtube(somente clicar).
  36. 36. BBER2013WOODPELLETSBR A Brasil Biomassa Consultoria e Projetos está desenvolvendo para a ECB o maior projeto industrial de produção de woodpellets em Santa Catarina com apoio da Prefeitura Municipal de Otacílio Costa e do Governo do Estado de Santa Catarina. A unidade industrial vai aproveitar a materia-prima da maior região florestal do Brasil em ativo florestal de pinus: região serrana. Com a participação direta do maior distribuidor de toras de Madeira da região e com ativo florestal de mais de 1.000.000 toneladas de toras de pinus. Esta unidade industrial vai gerar centenas de empregos sustentáveis na região e vai utilizar 100% dos equipamentos industriais produzidos no Brasil com a garantia de financiamento pelo Finame BNDES (juros 3,5% ao ano com dois anos de carência e o prazo de pagamento de 144 meses) e uma taxa de retorno de 1,8 anos com excelente resultadofinanceiro. Com uma localização estratégica em Santa Catarina (grande ativo florestal) com a saída para exportação pelos portos de São Francisco, Navegantes, Itajai e o novo porto de Imbituba que sera o maior porto de produtos florestais do Brasil. O plano de negócios com um resultado de retorno de 2,2 anos. O plano diretor definiu a com a contratação da Industria Brasileira de Equipamentos Industriais para o fornecimento dos equipamentos comtoda a tecnologia desenvolvidano Brasil. Administração do projeto e dos estudos em logística de transporte pelo Porto de Itajai coma exportaçãopara a Itália. Veja o vídeo do projeto em Youtube (somenteclicar).
  37. 37. BBER2013EXPORTAÇÃO No ano de 2013-14 a Brasil Biomassa está desenvolvendo um novo projeto industrial de produção de pellets no Estado do Pará. Usina Industrial de Wood Pellets, está sendo implantada na cidade de Ananindeua Pará. A unidade industrial terá a capacidade de produção anual 72.000 toneladas direcionada ao mercado exportação. O grupo empresarial GF Indústria de Pellets do Brasil decidiu em aproveitar os resíduos lenhosos, florestais e industriais na região de Ananindeua no Pará no desenvolvimento de um novo e promissor negócio de industrialização da madeira na forma de pellets utilizado para o aquecimento residencial e industrial no Brasil, Estados Unidos e Europa. Eles decidiram entrar para o ramo industrial e vão construir a maior unidade industrial no Pará gerando dezenas de empregos e dividendos aos municípios, além do caráter inovador e sustentáveldo projeto industrial. Veja o vídeo do projeto em Youtube(somente clicar). O Brasil tem um grande potencial de aproveitamento de biomassa florestal, industrial e agroindustrial na produção industrial de biomassa, briquete e pellets para atender a demanda nacional e internacional. Hoje temos 14 unidades industriais de produção de bio woodpelletse de 58 unidadesde produçãode bio woodbriquete no Brasil. Neste ano estamos exportando quase 24.000 toneladas de pellets com qualificação internacional para a Itália. Em breve estaremos desenvolvendo a exportação da maior unidade industrial de produção de pellets (com toda a tecnologia industrial brasileira) em São Paulo para a Europa (plano de marketing desenvolvido pela Brasil Biomassa. Veja o vídeodo projeto em Youtube(somente clicar).
  38. 38. BBER2014PROJETOSBRASIL No ano de 2014 a Brasil Biomassa iniciou um estudo técnico para o desenvolvimento do projeto sustentável de aproveitamento dos resíduos de madeira na transformação de woodpellets com uma produção estimada anual de 42.000 toneladas na Bahia. A BBER desenvolveu um estudo estratégico e de viabilidade econômica e financeira, mapeamento de fornecimento, plano de negócios com todas as diretrizes de produção industrial e do mercadonacional e internacionalde consumoe o plano diretor. A Brasil Biomassa Consultoria e Projetos participou de uma reunião técnica com uma dos maiores grupo que atua na área de cimento onde de apresentou um estudo técnico para os diretores visando a mudança da matriz energética das indústrias de cimentos e siderurgia do grupo que utilizam o coque por biomassa florestal, industrial e agrícola.Locais onde estamos fazendo estudos para o uso de biomassa (média de 3.000 á 10.000ton. por mês) (região, estadoe o local sededa empresa: RegiãoNorte: Rondônia - Porto Velho; Pará - Primavera;Tocantins- Xambioá RegiãoNordeste: Ceará - Sobral; Pernambuco- Poty Paulista;Sergipe - Laranjeiras Região Centrooeste: Mato Grosso - Nobres; Goiás - Edealina; Distrito Federal - Sobradinho;Mato Grosso do Sul - Corumbá Região Sudeste: Minas Gerais - Itau de Minas; Rio de Janeiro - Cantagalo - São Paulo - Salto do Pirapora e Santa Helena Região Sul: Paraná - Rio Branco do Sul; Santa Catarina - Vidal Ramos; Rio Grande do Sul - PinheiroMachado
  39. 39. BBER2014WOODCHIPS A Brasil Biomassa em 2014 iniciou um estudo técnico para o desenvolvimento do projeto sustentável de aproveitamento dos resíduos de madeira na transformação de woodpellets comuma produçãoanual de 36.000 toneladas na região do Vale do Paraíba São Paulo. A Brasil Biomassa Consultoria e Projetos no desenvolvimento de estudo do mapeamento de biomassa no Brasil recebeu as informações da FL Floresta de Luziânia em Goiás que atua no plantio, condução, colheita e comercialização de madeira de eucalipto e seringueira. Distrito Federal .Sobradinho - Fornecimento de até 10.000 Toneladas/mês com cavaco de Eucalipto. Goiás Edealina –Fornecimento de até 5.000 Toneladas/mês com cavaco de Eucalipto. Mato GrossoNobres –Fornecimentode até 10.000 Toneladas/mêscom cavacode Seringueira. • Luziânia: 3.000 hectares de eucaliptos plantados. Quantidade: 1.200.000 metros estéreosou 720.000 Ton. de CavacoIdade da floresta: de 4 a 6 anos. • Niquelândia: 1.600 hectares de eucalipto plantados. Quantidade: 400.000 metros estéreosou 300.000 Ton. de CavacoIdade da floresta: de 24 a 32 anos. • Jatai: 500 hectares de eucaliptos plantados. Quantidade: 175.000 metros estéreos ou 96.250Ton. de CavacoIdade da floresta: de 4 a 6 anos. • João Pinheiro: 4.000 hectares de eucalipto plantados. Quantidade: 1.520.000 metros estéreosou 912.000 Ton. de CavacoIdade da floresta: de 7 a 9 anos. • São João da Lagoa: 4.000 hectares de eucalipto plantados. Quantidade: 1.520.000 metros estéreosou 912.000 Ton. de CavacoIdade da floresta: de 7 a 9 anos. • Rondonópolis: 6.000 hectares de seringueiras plantados. Quantidade: 1.200.000 metros estéreosou 600.000 Ton. de Cavaco
  40. 40. A BBER desenvolveu um estudo estratégico e de viabilidade econômica e financeira, mapeamento de fornecimento, plano de negócios. Neste mesmo ano a Brasil Biomassa foi contratada pela JS para o desenvolvimento do projeto sustentável de aproveitamento dos resíduos de madeira na transformação de pellets com uma produção estimada anual de 42.000 toneladas em Palmeiras PR. A BBER desenvolveu um estudo estratégico e de viabilidade econômica e financeira, mapeamento de fornecimento, plano de negócios com todas as diretrizes de produção industrial e do mercado nacional e internacional de consumo e o plano diretor. Apresentação do Project finance com planilha financeira em para apresentaçãono BRDE e os bancosde fomentos. A Eurocorp Energias Renováveis após um estudo de viabilidade econômica, plano de negócios e do diagnóstico florestal desenvolvido pela Brasil Biomassa decidiu pela implantação da unidade industrial de aproveitamento da matéria-prima (florestal e industrial)de pinus para produçãopellets) na região serrana em Santa Catarina. A unidade industrial vai utilizar a moderna tecnologia nacional de equipamentos industrial estará produzindo 30 toneladas/h ora (produção anual de 216.000 ton.) de pellets, proporcionando o desenvolvimento econômico e social na região serrana em Santa Catarina tornandoa planta como uma referência nacional. A cadeia de produção de pellets na região está criando novos empregos para os pequeno produtores florestais e madeireiros (gestão florestal - fornecimento), empresários de equipamentosindustriais e também para os empresáriosdo setor de transportee marítimo. BBER2014-15WOODPELLETS
  41. 41. No ano de 2015 a Brasil Biomassa foi contratada pela Revize para o desenvolvimento do projeto sustentável de aproveitamento dos resíduos de madeira na transformação de pellets com uma produção estimada anual de 42.000 toneladas em São José do Rio Preto em São Paulo. A BBER desenvolveu um estudo estratégico e de viabilidade econômica e financeira, mapeamento de fornecimento, plano de negócios com todas as diretrizes de produção industriale do mercadonacionale internacional de consumoe o plano diretor. A Brasil Biomassa foi contratada em 2015 pela Building para atuação consultiva no Projeto MKUZE – África do Sul envolvendo o aproveitamento da palha da cana de açúcar para o processode geraçãode energia térmica. A nova central de biomassa de Mkuze seguirá a legislação sul-africana de “Small Scale Boilers”, a qual impõe uma limite de 50 MWt PCI de entrada com uma central de energia. Como tal, e para PCI dos T&T da ordem dos 13,5 GJ/t, e disponibilidade de 8.000 h/ano, a quantidade total necessária de T&T rondará as 107.000 t/ano: 50 MWh/h. 8.000 h/ano . 3,6 / 13,5 = ± 107.000 t/ano. Estamos avaliando o sistema de caldeira industrial, limpeza a seco da palha, sistema de enfardamento e a geração de energia com o uso da palha da cana de açúcar em Mikuze Africa do Sul. BBER2015INTERNACIONAL
  42. 42. A International Biomass Corporation com apoio consultivo da Brasil Biomassa pretende em implantar quatro unidades industriais com a capacidade de produção de 400.000 Mton/ano de biopellets de aproveitamento da cana energia para a produção industrial total de 1.600.000 Mton/ano de biopellets. O escopo visa o desenvolvimento de uma unidade Industrial de densificação de biomassa de cana-de-açúcar com alto teor de fibras (maior que 22%) para a produção industrial de biopellets, inicialmente nos estados do Rio de Janeiro, MinasGerais ou Espírito Santo. Utilizaremos 2.160.000 Mton/ano de biomassa da cana energia com alto teor de fibras desenvolvida com fins energético para a produção de 1.600.000 Mton/ano de pellets com regime de produção de 7.200 horas durante o ano, ou seja, o regime de operação de 24 horas por dia (sistema automatizado). A empresa vai implantar quatro unidades industriais de biopellets com a produção anual total de 1.600.000 mt/ano compõem (cada unidade) uma unidade de armazenamento de matéria-prima e duas instalações industriais (primeira de moagem e secagem industrial e uma segunda para o processo de peletização e resfriamento de biopellets) comportando dois sistema de geração de energia térmica (três fornalhas e três secadores industriais) e um sistema de co-geração de energia, três linhas especiais para o processamento, moagem e trituração industrial (com cinco moinho martelos em cada linha) para alcançar uma granulometria para o processo de peletização (seis peletizadoras industriais) ao sistema de resfriamento industrial (seis resfriadores contrafluxo) sendo transportados para o silo de armazenamentode matéria-prima pronta. BBER2015BIOPELLETS
  43. 43. No ano de 2015 a Brasil Biomassa foi contratada pela JW Business para o desenvolvimento do projeto sustentável de aproveitamento dos resíduos de madeira na transformação de pellets com uma produção estimada anual de 42.000 toneladas em Palmeiras,Estado do Paraná. A BBER desenvolveu um estudo estratégico e de viabilidade econômica e financeira, mapeamento de fornecimento, plano de negócios com todas as diretrizes de produção industriale do mercadonacionale internacional de consumoe o plano diretor. Neste mesmo ano a Brasil Biomassa foi contratada pelo Grupo Manchester Florestal para o desenvolvimento do projeto sustentável de aproveitamento dos resíduos de madeiracom uma produçãoestimadaanual de 42.000 toneladas em Buruti, Maranhão. A BBER desenvolveu um estudo estratégico e de viabilidade econômica e financeira, mapeamento de fornecimento em todo o Estado de São Paulo, plano diretor e Project finance. A Brasil Biomassa assinou dois MOU para o desenvolvimento industrial no Brasil. Para o desenvolvimento de projetos internacionais de pellets e de co-geração de energia firmou um MOU com a DF Duro Felgueira da Espanha e para o desenvolvimento de projetos de produção da biomassa torreficada (alto poder energético para geração de energia) com a ThyssenKroup Alemanhae Brasil. BBER2015WOODPELLETS
  44. 44. Brasil Biomassa e Energia Renovável é a primeira empresa brasileira que produziu e exportou woodchips (container) de pinus e eucaliptos do Porto de Itajaí para Coréia do Sul e China. Brasil Biomassa e Energia Renovável é a única empresa nacional que desenvolveu projetos de exportaçãode pellets no Brasil (Santa Catarina) para a Itália. Brasil Biomassa e Energia Renovável desenvolveu projetos industriais e marketing internacionalpara grupos empresariaisnos EstadosUnidos, Canadáe Índia. Brasil Biomassa e Energia Renovável trabalhou na implantação (funcionando) da maior unidade industrial de produção sustentável pellets de Madeira (72.000 mt/ano) no interior São Paulo Brasil Biomassa implantação (funcionando) maior unidade industrial de produção sustentável de briquete de madeira e está implantando (financiamento BASA) a maior indústriade pellets com uso de paricá no Pará na região norte. Brasil Biomassa e Energia Renovável está implantando a maior unidade industrial de pellets na região serrana de Santa Catarina (320.000 mt/pellets/ano) Brasil Biomassa e Energia Renovável participa como consultora técnica da maior unidade mundialde biopellets (1.600.000 mt/ano) cana energiano Rio de Janeiro Brasil Biomassa desenvolvendo a primeira unidade industrial de pellets em escala industrial no Estado do Paraná e de duas unidades industriais de produção de pellets de eucaliptos em São Paulo com financiamento pelo Desenvolve SP e com uso de equipamentosindustriais produzidosno Brasil. Brasil Biomassa prestando consultoria ao projeto internacional da Building Energy da Itália para geraçãode energiacom uso do enfardamentoda palha da cana na África do Sul. BRASILBIOMASSAEXPERIÊNCIA

×