Blocos vazados de concreto simples para alvenaria sem função estrutural SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Documentos complementares 3 D...
4.1.1.1 Estas dimensões devem ser verificadas com precisão de 0,5 m. 4.1.2 As tolerâncias permitidas nas dimensões dos blo...
- individual: 15%; d) os ensaios previstos nas alíneas b) e c) não serão necessários quando os blocos destinarem-se à exec...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Nbr 7173

377 visualizações

Publicada em

Publicada em: Engenharia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
377
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Nbr 7173

  1. 1. Blocos vazados de concreto simples para alvenaria sem função estrutural SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Documentos complementares 3 Definições 4 Condições gerais 5 Condições específicas 6 Inspeção 7 Aceitação e rejeição 1 Objetivo Esta Norma fixa as características exigíveis no recebimento de blocos vazados de concreto simples, destinados à execução de alvenaria sem função estrutural. 2 Documentos complementares Na aplicação desta Norma é necessário consultar: NBR 7184 - Blocos vazados de concreto simples para alvenaria sem função estrutural - Método de ensaio NBR 7211 - Agregados para concreto - Especificação 3 Definições Para os efeitos desta Norma são adotadas as definições de 3.1 a 3.6. 3.1 Bloco vazado Elemento de alvenaria cuja seção transversal média útil seja inferior a 75% da seção transversal bruta. 3.2 Seção transversal bruta Área total da seção transversal do bloco. 3.3 Seção transversal útil Área da seção transversal do bloco, descontadas as áreas vazadas. 3.4 Dimensões nominais Dimensões dos blocos, indicadas pelos fabricantes. 3.5 Blocos modulares Blocos com dimensões coordenadas, para a execução de alvenarias modulares, isto é, alvenarias com dimensões múltiplas do módulo M = 10 cm. 3.6 Dimensões coordenadas Dimensões dos blocos destinados à execução de alvenarias modulares. As dimensões coordenadas são dimensões múltiplas do módulo M = 10 cm ou de submódulos M/2 e M/4, diminuídas em 1 cm, que corresponde à espessura média da junta de armagassa. 4 Condições gerais 4.1 Especificação 4.1.1 As dimensões reais que os blocos modulares e submodulares devem atender estão apresentadas na Tabela. Origem: Projeto EB-50/1974 CB-02 - Comitê Brasileiro de Construção Civil CE-02:003.04 - Comissão de Estudo de Alvenaria Estrutural de Blocos de Concreto Especificação 2NBR 7173/1982 Tabela - Dimensões reais Unid.: cm Designação Largura Altura Comprimento
  2. 2. 4.1.1.1 Estas dimensões devem ser verificadas com precisão de 0,5 m. 4.1.2 As tolerâncias permitidas nas dimensões dos blocos, indicadas na Tabela, são de + 3 e - 2 m. 4.1.3 A espessura mínima de qualquer parede de bloco deve ser de 15 m. 4.1.4 Os blocos devem ser fabricados e curados por processos que assegurem a obtenção de um concreto suficientemente homogêneo e compacto, de modo a atender a todas as exigências desta Norma, e devem ser manipulados com as devidas precauções para não terem as suas qualidades prejudicadas. 4.1.5 Os blocos devem ter arestas vivas e não devem apresentar trincas, fraturas ou outros defeitos que possam prejudicar o seu assentamento ou afetar a resistência e durabilidade da construção. 4.1.6 Os blocos destinados a receber revestimento devem ter uma superfície suficientemente áspera para garantir uma boa aderência, não sendo permitida qualquer pintura que oculte defeitos eventualmente existentes no bloco. 4.1.7 Os blocos destinados à execução de alvenaria aparente que não receberão revestimento, não podem apresentar trincas, lascas ou pequenas imperfeições na face que ficará exposta. 4.1.8 Por ocasião do pedido de cotação de preços, o comprador deverá indicar o local da entrega do material, bem como dimensões e tipo dos blocos desejados. 4.1.9 Para fins de fornecimentos regulares, a unidade de compra é o bloco. 4.2 Materiais 4.2.1 O concreto deve ser constituído de cimento Portland, agregados e água. 4.2.1.1 Será permitido o uso de aditivos, desde que não acarretem efeitos prejudiciais devidamente comprovados por ensaios. 4.2.2 Somente cimentos que obedeçam às especificações brasileiras para cimento, destinados à preparação de concretos e argamassas, são considerados nesta Norma. 4.2.3 Os agregados podem ser areia e pedra, de acordo com a NBR 7211, ou escórias de alto forno, cinzas volantes, argila expandida ou outros agregados leves que satisfaçam às especificações próprias a cada um desses materiais. 5 Condições específicas 5.1 Condições impostas A amostra submetida aos ensaios, de acordo com a NBR 7184, deverá satisfazer aos limites indicados abaixo: a) resistência à compressão (valores mínimos): - média: 2,5 MPa; - individual: 2,0 MPa; b) umidade: - no momento da entrega ao laboratório, os blocos não deverão apresentar umidade superior a 40% da quantidade de água fixada como absorção máxima; NBR 7173/19823 c) absorção (valores máximos): - média: 10%;
  3. 3. - individual: 15%; d) os ensaios previstos nas alíneas b) e c) não serão necessários quando os blocos destinarem-se à execução de alvenarias não expostas às intempéries ou umidade, cabendo ao comprador indicar claramente quando este ensaio não deve ser exigido. 6 Inspeção 6.1 Amostragem Efetuando o fornecimento, ou no decorrer deste, cabe ao comprador ou seu representante legal: a)verificar se os blocos satisfazem às condições descritas em 4.1.4 a 4.1.7; b)colher, para fins de ensaio, blocos inteiros de tamanho natural, fornecidos gratuitamente, que constituirão amostra representativa de todo o lote do qual foram retirados; -para fornecimento de até 10000 blocos, a amostra representativa mínima deve ser de 10 blocos; -para fornecimento maior que 10000 blocos, a quantidade de blocos que constitui a amostra representativa deve ser obtida acrescentando-se à quantidade de 10 blocos a parte inteira do quociente da divisão da quantidade total de blocos por 10000. Exemplo:Fornecimento de 50 blocos - a amostra representativa será de 10000 blocos = 15 blocos c)marcar as amostras para facilidade de identificação, as quais serão, posteriormente, remetidas a um laboratório para execução dos ensaios de recebimento prescritos nesta Norma. As marcas de cada espécime não devem cobrir mais de 5% da área superficial do bloco. 6.2 Ensaios 6.2.1 Da amostra representativa recebida pelo laboratório, metade dos blocos deve ser submetida ao ensaio de compressão e a outra metade, aos ensaios de absorção e umidade. 6.2.1.1 Caso a amostra representativa forme um número ímpar de blocos, a maior quantidade de blocos será destinada ao ensaio de compressão. 6.2.2 Em cada um dos blocos da amostra representativa, devem ser verificadas as dimensões indicadas em 4.1.1 e 4.1.3, que devem estar dentro das tolerâncias indicadas em 4.1.2. 6.2.3 Os blocos ensaiados à absorção são os mesmos que serão ensaiados quanto à umidade. 7 Aceitação e rejeição 7.1 Simplesmente, à vista dos resultados da inspeção da alínea a) e na verificação das dimensões indicadas em 6.2.2 o comprador pode rejeitar total ou parcialmente o fornecimento, independentemente dos ensaios. 7.2 Se os resultados da inspeção de que trata 7.1 conduzirem à recusa de 20% ou mais dos blocos de fornecimento, este poderá ser rejeitado em sua totalidade, sendo, todavia, facultado ao fornecedor, apresentar novamente, para recebimento, parte do fornecimento recusado, por ele escolhido e separado, no próprio local da entrega. 7.2.1 Para os blocos previstos em 4.1.7, o fornecimento será recusado, quando mais de 5% dos blocos de fornecimento não atenderem ao exigido. 7.3 Ao comprador compete cotejar, para cada fornecimento, os resultados colhidos na inspeção e nos ensaios de recebimento, com as exigências desta Norma (ver Capítulo 5). 7.4 Caso todos os resultados satisfaçam a estas exigências, o fornecimento deve ser aceito. 7.5 Caso os resultados não satisfaçam às exigências de resistência à compressão (valor mínimo) média de 2,5 MPa a absorção (valor máximo) média de 10%, ou mais da metade dos resultados individuais não satisfaçam às exigências de resistência à compressão (valor mínimo) individual de 2,0 MPa e absorção (valor máximo) individual de 15%, o fornecimento será rejeitado. 7.6 Caso menos da metade dos resultados individuais não satisfaçam às exigências de resistência à compressão (valor mínimo) individual de 2,0 MPa e absorção (valor máximo) individual de 15%, deve-se proceder da seguinte maneira: a) será retirado do mesmo fornecimento uma amostra representativa, igual ao dobro da que foi anteriormente extraída, que será novamente submetida aos ensaios previstos nesta Norma; b)caso todos os resultados desta nova amostra satisfaçam a todas as exigências do Capítulo 5, o fornecimento deve ser aceito; c)caso um ou mais resultados não satisfaçam a tais exigências, o lote deve ser rejeitado.

×