Camada interna da terra

1.617 visualizações

Publicada em

Aula para os alunos do

Publicada em: Educação, Turismo, Design
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.617
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Camada interna da terra

  1. 1. Camadas interna da Terra
  2. 2. Camadas interna da Terra <ul><li>Há 4,5 bilhões de anos a Terra se formou a partir da aglomeração de matéria e bombardeio de meteoritos e cometas. Cada corpo que se chocava com ela a alta velocidade convertia a energia de seu movimento em calor, fazendo com que o planeta ficasse fundente e até hoje vem se esfriando. O material mais denso afundou para constituir o núcleo enquanto que os mais leves formaram a crosta. Tendo em base o material de que é formado, o interior da Terra é dividido em diversas camadas. </li></ul>
  3. 3. Camadas internas da Terra <ul><li>A Terra é constituída, basicamente, por três camadas: Crosta - Camada superficial sólida que circunda a Terra; Manto - camada logo abaixo da crosta. É formada por vários tipos de rochas que, devido às altas temperaturas, encontram-se no estado pastoso e recebem o nome de magma; Núcleo - Compreende a parte central do planeta e acredita-se que seja formado por metais como ferro e níquel em altíssimas temperaturas. </li></ul>
  4. 4. Estrutura; <ul><li>O interior da Terra, assim como o interior de outros planetas terrestriais, é dividido por critérios químicos em uma camada externa (crosta) de silício, um manto altamente viscoso, e um núcleo que consiste de uma porção sólida envolvida por uma pequena camada líquida. Esta camada líquida dá origem a um campo magnético devido a convecção de seu material, eletricamente condutor. </li></ul>
  5. 5. Camadas terrestres, a partir da superfície: <ul><li>Litosfera: (de 0 a 60,2km) </li></ul><ul><li>Crosta: (de 0 a 30/35 km) </li></ul><ul><li>Manto: (de 60 a 2900 km) </li></ul><ul><li>Atmosfera: (de 100 a 700 km) </li></ul><ul><li>Núcleo externo: (líquido - de 2900 a 5100 km) </li></ul><ul><li>Núcleo interno: (sólido - além de 5100 km) </li></ul>
  6. 6. Interior; <ul><li>O interior da Terra atinge temperaturas de 5.270 graus. O calor interno do planeta foi gerado inicialmente durante sua formação, e calor adicional é constantemente gerado pelo decaimento de elementos radioativos como urânio, tório, e potássio. O fluxo de calor do interior para a superfície é pequeno se comparado à energia recebida pelo Sol (a razão é de 1/20k). </li></ul>
  7. 7. Núcleo; <ul><li>Também chamado de Nife , Centrosfera ou Barisfera e, em planetas como a Terra, dada sua constituição, pode ainda receber o nome de Metalosfera . O núcleo é dividido em duas partes: o núcleo sólido, interno e com raio de cerca de 1.250 km, e o núcleo líquido, que envolve o primeiro. O núcleo sólido é composto, segundo se acredita, primariamente por ferro e um pouco de níquel. Já o núcleo líquido é composto de ferro líquido e níquel líquido (a combinação é chamada NiFe ), com traços de outros elementos. </li></ul>
  8. 8. Manto; <ul><li>O manto estende-se desde cerca de 30 km e por uma profundidade de 2900 km. A pressão na parte inferior do mesmo é da ordem de 1,4 milhões de atmosferas. É composto por substâncias ricas em ferro e magnésio. Também apresenta características físicas diferentes da crosta. O material de que é composto o manto pode apresentar-se no estado sólido ou como uma pasta viscosa, em virtude das pressões elevadas. Porém, ao contrário do que se possa imaginar, a tendência em áreas de alta pressão é que as rochas mantenham-se sólidas, pois assim ocupam menos espaço físico do que os líquidos. Além disso, a constituição dos materiais de cada camada do manto tem seu papel na determinação do estado físico local </li></ul>
  9. 9. Crosta; <ul><li>A crosta (que forma a maior parte da litosfera, tem uma extensão variável de acordo com a posição geográfica). Em alguns lugares chega a atingir 70 km, mas geralmente estende-se por aproximadamente 30 km de profundidade. É composta basicamente por silicatos de alumínio, sendo por isso também chamada de Sial . A fronteira entre manto e crosta envolve dois eventos físicos distintos. O primeiro é a descontinuidade de Mohorovicic (ou Moho) que ocorre em virtude da diferença de composição entre camadas rochosas (a superior contendo feldspato triclínico e a inferior, sem o mesmo). O segundo evento é uma descontinuidade química que foi observada a partir da obdução de partes da crosta oceânica. A Crosta é formada principalmente por quartzo (dióxido de silício) e feldspato (silicato de alumínio). </li></ul>
  10. 10. Camadas internas da Terra <ul><li>Este corte da Terra mostra além de suas camadas internas, um pequeno detalhamento da crosta. A crosta é dividida em diversas placas que ao se deslocarem forçam ao material antigo a afundar (Zona de Subducção) ou provocando fraturas forçando material novo do manto a emergir (Cordilheira Meso Oceânica). </li></ul>
  11. 11. Camadas internas da Terra <ul><li>O material do interior da Terra encontra frequentemente a possibilidade de chegar à superfície, através de erupções vulcânicas e fendas oceânicas. Muito da superfície terrestre é relativamente novo, tendo menos de 100 milhões de anos; as partes mais velhas da crosta terrestre têm até 4,4 bilhões de anos. </li></ul>
  12. 12. Camadas internas da Terra

×