120328 01-wbeef-gerenciamento-francisco-vila

316 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
316
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

120328 01-wbeef-gerenciamento-francisco-vila

  1. 1. ESTRATÉGIAOrdenamento prévio de um cenário complexo, dinâmico e inseguro para aConstrução do Processo de Negócio
  2. 2. ESTRATÉGIAGuerra Futebol
  3. 3. A Estratégia decide o Vencedor 220 A.C. 1805 1945 Aníbal Trafalgar HiroshimaSucesso = Combinação de Tecnologia + Inteligência + Coragem
  4. 4. Resta a conquista da Consolidação Estrutura & DinâmicaEstratégia de paz do exército americano na guerra do Afeganistão
  5. 5. Resta a conquista da Consolidação
  6. 6. Visão + Plano + Recrutamento ----------------------------- Partida com 100.000 homens + 100 elefantes Perda de 80.000 homens ----------------------------- Aliança estratégica com 60.000 homens 3 vitórias históricasCruzamento Industrial
  7. 7. Cada Caso é um Caso 3 Batalhas 3 Situações 3 Abordagens 3 Resultados 218-202 A.C.
  8. 8. A Estratégia é o início do Processo 2020 ... se eu não sei para onde quero ir dificilmente chegarei lá...
  9. 9. Níveis do Planejamento Estratégico na Pecuária de Corte I - AMBIENTE DO NEGÓCIO - I RADAR 360º Nível Macro Esporádico EXTERNO Demanda + Concorrência + Concentração + Posicionamento FATORES REGIONAIS GANHOS EXTERNOS PLANO – CONTROLE - PLANO II - FÓRMULA INDIVIDUAL DE SUCESSO - II Permanente Nível Micro LUCRO EMPRESARIAL INTERNO BPB DIAGNÓSTICO PLANO DE NEGÓCIO CAPACITAÇÃO DA EQUIPE GESTÃO POR RESULTADOS NEGOCIAÇÃO CONTÍNUA TRANSVERSAL Nível Funcional Em EtapasFrancisco Vila - 2007 III - ALIANÇAS ESTRATÉGICAS - III GANHOS COLETIVOS Grupos de Produtores - AH Parcerias na Cadeia da Carne - AV SCM
  10. 10. Elementos do Mapa de Estrada Autoconhecimento do empreendedor Posicionamento correto Visão Real Potencial Planejamento empresarial – 360º Alianças estratégica – Recursos+ Rede
  11. 11. Quem sou Eu?8 Inteligências + 4 Temperamentos + 9 Estilos de Gestão Circuito integrado do Mapa da Personalidade
  12. 12. Quem sou Eu?8 Inteligências + 4 Temperamentos + 9 Estilos de Gestão Circuito integrado do Mapa da Personalidade
  13. 13. Onde estou?Posicionamento do meu negócio Identificar e avaliar MINHAS TROPAS POSICIONAMENTO INTERNO POSICIONAMENTO EXTERNO Identificar e avaliar ATORES e FORÇAS da mudança
  14. 14. Para onde quero ir? Visão
  15. 15. Para onde quero ir? Visão
  16. 16. Para onde posso ir? Waterloo - Napoleão Pecuária conectada
  17. 17. Como chegar na meta empresarial? Estratégia conservadora – Pulo do Gado Estratégia de (Aliados no Afeganistão) Modelo (Aníbal contra o Império Romano)
  18. 18. AESTRATÉGIA serve para tomar decisões
  19. 19. ESTRATÉGIA Posição MetaParis  Hilton  lendo  ARTE  DA  GUERRA  de  Sun  Tzu   Caminho Controle Importante para QUALQUER NEGÓCIO e QUALQUER PESSOA
  20. 20. Campos  de  Influência  para  tomar  Decisões   MERCADO   TRADIÇÃO   PERSONALIDADE   Mapa Mental DECi SÂO Energia EmpresarialFINANCIAMENTO   SOCIEDADE   TECNOLOGIA  
  21. 21. Campos  de  Influência  para  tomar  Decisões   MERCADO   TRADIÇÃO   PERSONALIDADE   Mapa MentalFornecedores   Parcerias  com   de  Insumos   Frigoríficos   Consultores   Produtores   DECi + SÂO + Energia Empresarial FINANCIAMENTO   SOCIEDADE   TECNOLOGIA  
  22. 22. Campos  de  Influência  para  tomar  Decisões     MERCADO   •   Preço  de  @     •   Preços    Insumos     •   Exig.  Consumidor     TRADIÇÃO   •   Economia  Global     PERSONALIDADE   •   Câmbio     •   Titularidade     • Idade  /  Vocação     •   Produto  /  Ciclo     •   Perfil  psico-­‐profissional     •   Sistema  ProduWvo     •   Formação/Experiência     •   Sistema  Gerencial     Mapa •  ependência  Financeira   D •   Perfil  da  Equipe     Mental •   Tempo  disponível     •   Conhecimento     • Prioridade  /  Foco    Fornecedores   Parcerias  com   de  Insumos   Frigoríficos   Consultores   Produtores   DECi + SÂO + •   Auto-­‐financiamento     •   Número  de  Sócios     Energia •   Familiares  /  Outros     •   Aporte  de  Capital     Empresarial •   Gerações  -­‐  ReWradas     •   Novos  Sócios     •   EmprésWmos     •   Sucessor  /  Herdeiros     •   Mercado  Futuro     •   Estratégias  Patrimoniais     •   Arranjos  na  Cadeia     •  onsenso  Re-­‐InvesWmento   C •   Gestão     •   Sistema  Pasto     FINANCIAMENTO   •   Sistema  Animal     SOCIEDADE   •   Nutrição     •   Sanidade     •   Fiscalização     TECNOLOGIA  
  23. 23. Eixo histórico: 2005-2015 – Época da virada
  24. 24. CAMINHO DE TRANSFORMAÇÃO DA PRODUÇÃO BOVINA [ 1990-2020 ] RENTABILIDADE Abertura Capital Premiação / Preço Frigoríficos Alianças com LIQUIDEZ Técnicas de Manejo Certificação 1995 Manejo Florestal Exportação Escala Cruzamento & Confinamento Aftosa INTEGR. LAVOURA-PECUARIA ÓPTICA PATRIMONIAL PREDOMINÂNCIA DA Novos Entrantes DIVERSIFICAÇÃO CONCORRÊNCIA MOBILIDADE Redução Pecuária de BOAS das Margens Conhecimento PRÁTICAS Eficiência / Custos Evolução Genética Novos Mod Gestão Qualidade PRODUTIVIDADE COMPETÊNCIA Pecuaristas Alianças com BM&F Bio-Energia 1980 Concentração CRISE 2008 FrigoríficosF. Vila - 2008 1990 1995 2000 2005 2007 2010 2015
  25. 25. Zoom macro : Planejando de Fora para Dentro
  26. 26. Encontrar a rota num setor em movimentação
  27. 27. POSICIONAMENTO DA EMPRESA PECUÁRIA - CENÁRIO 2015 Demanda doméstica Demanda de exportação “4 Fs Pressão >> Contexto Pressão >> Equilíbrio ” “3 Ps ” FOOD – Alimentos PECUÁRIA Economia – PROFIT FEED – Forragem FUEL – Bio-Energia BRASILEIRA Social – PEOPLE FIBER – Silvicultura Ambiente – PLANET Competição por Solo/Água Sobre-Capitalização Normas + Certificação Sub-Gerenciamento Falta de Liquidez Consultoria Modernizar Processos Fin. de Projetos FINANCIAMENTO Parcerias Integrar Pecuária e Lavoura Capital Fixo INVESTIMENTO Expandir > Ganhos de Escala Contratos Capital de Giro 2015 NOVOS LÍDERES FRIGORÍFICOSFrancisco Vila - 2007 USINAS DA BOVINOCULTURA CONFINAMENTOS INVESTIDORES INSTITUCIONAIS - FUNDOS
  28. 28. SWOT - Reconhecer o ambiente do negócio
  29. 29. Do Ambiente Macro para o Ambiente Micro
  30. 30. Boas Práticas para o Lucro Sistêmico
  31. 31. AESTRATÉGIA paraconstruir o processo (Modelo de Negócio)
  32. 32. CLIMA   BOVINO   INFRA   AGRO   MÁQ   PASTO   MANEJO  SOLO   Ambiente interno GESTÃO   do negócio BANCO   da bovinocultura FRIGO  
  33. 33. PRODUTIVIDADE = RESULTADO DA INTEGRAÇÃO dos principais Fatores de Produção Soluções            -­‐            FORNECEDORES  DE  INSUMOS            -­‐            Financiamento   GADO   AGRO   CLIMA   PASTO   INFRA   SOLO   MÁQ   MANEJO INTEGRAÇÃOINVESTI   GESTÃO FRIGO  MENTO   RÍFICO                        Boas  PráWcas                     PRODUTIVIDADE     Economias  de  Escala                                                                                                                  InvesWmentos                                                                      Remoção  de  Gargalos   Vacinação  obrigatória       SANIDADE     Manejo  sanitário            Manejo  fitossanitário           Segurança  Alimentar   Sustentabilidade  Ambiental     LEGALIDADE     Documentação  Cartorial     Responsabilidade  Social         ProduWvidade  Legal  
  34. 34. Quadro dos Determinantes do Lucro Sistêmico Harmonizar e Sincronizar os principais Fatores e Ciclos de Produção Soluções            -­‐            FORNECEDORES  DE  INSUMOS            -­‐            Financiamento   Implicações Técnicas Implicações Econômicas AGRO   Sanidade   GESTÃO   Manejo   CLIMA  -­‐-­‐      Forrageira   -­‐-­‐    Temperatura  -­‐-­‐      Lavouras     -­‐-­‐    Sombreamento  -­‐-­‐      Silvicultura   -­‐-­‐    Luminosidade    -­‐-­‐      Arrendamento   -­‐-­‐    Chuva  -­‐  Irrigação   -­‐-­‐    CorWnas  de  vento   PASTO   GADO  -­‐-­‐    Espécies  (Tipos/%)     -­‐-­‐    Seleção    -­‐-­‐    Estado  do  pasto   -­‐-­‐    Cria  –  IATF  –  Creep  -­‐-­‐    Rotacionado   -­‐-­‐    Recria  –  Parcerias  -­‐-­‐    Adubação   -­‐-­‐    Engorda  –  Rotação  -­‐-­‐    Suplementação   -­‐-­‐    Confinamento  Estr.   SOLO   INFRA/MAQ  -­‐-­‐    Química   INTEGRAÇÃO -­‐-­‐    Acessos  –  Cercas   -­‐-­‐    Hidráulica  –  Irrig.  -­‐-­‐    Física   -­‐-­‐    Curral  +  Equipamto  -­‐-­‐    Curvas  de  nível  -­‐-­‐    Topografia   -­‐-­‐    Silos  –  Barracão  -­‐-­‐    Água  subterrânea   -­‐-­‐    Implementos     INVESTIMENTO   FRIGORÍFICOS   FINANCIAMENTO   OUTROS  CLIENTES   Horizontais      >      PARCERIAS  ESTRATÉGICAS      <      VerWcais  
  35. 35. Focar no conceito do lucro sustentável
  36. 36. Como construir o MEU modelo de negócio? “Cada Caso é um Caso” DIAGNÓSTICO Definir um da minha situação atual CENÁRIO 2015 SWOTpara a Bovinocultura Dimensionar meu MODELO DE NEGÓCIO Formular meu PLANO DE AÇÃO Formar + Capacitar EQUIPE DE MUDANÇA Monitorar através de MECANISMOS DE CONTROLE E AJUSTE CONTÍNUO
  37. 37. Como construir o MEU modelo de negócio? “Cada Caso é um Caso” DIAGNÓSTICO Definir um da minha situação atual CENÁRIO 2015 SWOT para a Bovinocultura Dimensionar meu MODELO DE NEGÓCIOVISÃO CUSTO PRÊMIO AÇÃO Formular meu PLANO DE AÇÃO Formar + Capacitar EQUIPE DE MUDANÇA Monitorar através de MECANISMOS DE CONTROLE E AJUSTE CONTÍNUO
  38. 38. Como construir o MEU modelo de negócio? “Cada Caso é um Caso” – Mas, a metodologia é a mesma! 2 1 3 CENÁRIO MODELO DIAG- NÓSTICOComparar 4 Cooperar 10 9 Formular meu PLANO PLANO DE AÇÃO 8 6 RETRO- GESTÃO EQUIPE ALIMENTAÇÃO CAPACITAÇÃO 5 7 CONTROLE
  39. 39. Etapas de planejamento da modernização rural Observar Refletir Planejar Projetar Capacitar Executar Monitorar
  40. 40. Arquitetura do Planejamento Estratégico
  41. 41. Sincronizar os Processos – Modernização e Sucessão
  42. 42. ARRUMAR antes de EXPANDIR Terapia de Choque nos Custos
  43. 43. Gerenciar e controlar o mix de Fatores Tarefa do proprietário executivo
  44. 44. Realocação de recursos ( hard > soft )
  45. 45. Inversão da Cadeia da Carne 2000 - 2020
  46. 46. BENCHMARKINGSó se pode compararo que é comparável !
  47. 47. 4 x BENCHMARKING
  48. 48. Benchmarking do Empreendedor
  49. 49. A    ESTRATÉGIA     de  hoje  determina     os    RESULTADOS de  amanhã   Obrigado   prismapec@gmail.com  
  50. 50. Intro  O  sucesso  empresarial  depende  quase  exclusivamente  do  próprio  empreendedor.  Pouco  adianta  xingar  a  ausência  de  políDcas  públicas,  as  barreiras  comerciais  do  mercado  globalizado  ou  a  concentração  do  poder  de  barganha  dos  frigoríficos.  Como  então  se  explica  o  sucesso  de  um  Eike  BaDsta  ou  de  grandes  produtores  rurais?  Eles  também  operam  no  mesmo  ambiente  que  muitas  vezes  criDcamos.  No  entanto,  eles  sabem  aproveitar  as  oportunidades  e  focam  nas  forças  posiDvas  do  mercado.  Além  da  capacidade  e  dedicação,  a  formulação  de  estratégias  de  negócio  é  um  dos  segredos  da  produção  de  resultados  conQnuos  e  do  crescimento  empresarial  

×