SlideShare uma empresa Scribd logo
Série:      Turma:            Turno:
                      Aluno(a):                                                    3ª         A( ) B( ) C( )   1º( X ) 2º( )
                                                                                 Data:                         Valor:
                      Educador: HELAN DE SIQUEIRA COUTO                                   31/07/2012
                                                     SOCIOLOGIA                                                Nota:
“Mais que um nome,
 um sonho de vida!”                         TEXTO DE ANÁLISE
                                     FUNDAMENTALISMO MUNDIAL
Por Leonardo Boff, 9 de janeiro, 2004.

Três tipos de fundamentalismo dominam a cena mundial: o do pensamento único representado pela globalização
imperante, o suicidário dos muçulmanos cujo principal representante é Bin Laden e o do Estado terrorista da
guerra preventiva, corporificado por Bush e por Sharon. Sabidamente, o fundamentalismo não é uma doutrina
mas uma maneira excludente de ver a doutrina. O fundamentalista está absolutamente convicto de que sua
doutrina é a única verdadeira e todas as demais, falsas. Por isso elas não têm direito, podem e devem ser
combatidas. O fundamentalismo do pensamento único apresenta o modo de produção capitalista com seu
mercado globalizado e a ideologia política do neoliberalismo com sua democracia eleitoral e delegatícia como a
única forma razoável de organizar o mundo. O que Bush quer impor por própria conta ao Iraque destroçado
traduz esse fundamentalismo. O fundamentalismo suicidário muçulmano parte da convicção de que o Ocidente,
inimigo histórico desde os tempos das cruzadas, é o Grande Satã, porque é ateu prático, materialista, imperialista
e sexista. Por isso, deve ser combatido em todas as frentes e fazer vítimas mais que se puder com as bênçãos do
Altíssimo. São os únicos tão convencidos que aceitam jovialmente ser homens-bomba. O fundamentalismo do
Estado terrorista à La Sharon é movido pela convicção de que os judeus têm o direito, acima de qualquer outro
direito dos palestinos, de montar Israel ao tamanho que tinha nos tempos do rei Davi. Por isso Sharon prossegue
com as colonizações e enquanto não realizar esse propósito boicotará qualquer projeto de paz. O
fundamentalismo do Estado terrorista à La Bush possui fortes raízes religiosas, ligadas a sua biografia pregressa.
Foi por vinte anos dependente de álcool até que em 1984, a convite de um amigo, Don Evans, atual secretário do
comércio, começou a freqüentar o círculo bíblico dos evangélicos fundamentalistas. Após dois anos não era mais
ébrio de álcool mas ébrio da ideologia salvacionista destes fundamentalistas que se divulgava fortemente dentro
do partido republicano. Segundo ela, “o destino manifesto” dos EUA hoje é melhorar o mundo na medida em que
o impregnar com os valores da cultura norteamericana: com liberdade, democracia, e livre mercado. Bush filho
fazia a campanha da reeleição do pai se apresentando como “um homem que tem Jesus em seu coração”. O
brasilianista Ralph della Cava e o teólogo J. Stam contam que mais tarde, ao postular-se candidato, Bush reuniu os
pastores e lhes comunicou: “fui chamado [por Deus]”. Em seguida fez-se o ritual “da imposição das mãos”,
sagrando-o Presidente preventivo. Essa pré-história é importante para se entender a fúria fundamentalista que se
apossou de Bush após os atentados de 11 de setembro de 2001. Optou combater o mal com o mal, ameaçando
com guerra preventiva a todos os países do “eixo do mal”. Deixou claro: “Quem não está conosco, está contra
nós”, é terrorista. Antes do ultimato a Saddam Hussein, pediu aos assessores que “o deixassem a sós por dez
minutos”. Qual Moisés foi consultar-se com Deus. E numa entrevista ao New York Times de 26/04/03 declarou:
“Tenho uma missão a realizar e com os joelhos dobrados peço ao bom Senhor que me ajude a cumpri-la com
sabedoria”. Pobre Deus! Como salvaremos a humanidade desses desvairados?
Atividade

1) O que é fundamentalismo? É necessário combatê-lo?

2) Quais os tipos de fundamentalismos apresentado por Leonardo Boff?

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Atividades interpretação interdisciplina sociedade sociologia, filosofia, h...
Atividades interpretação interdisciplina sociedade   sociologia, filosofia, h...Atividades interpretação interdisciplina sociedade   sociologia, filosofia, h...
Atividades interpretação interdisciplina sociedade sociologia, filosofia, h...
Atividades Diversas Cláudia
 
Aula 1 Participação política e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe Assunção
Aula 1   Participação política e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe AssunçãoAula 1   Participação política e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe Assunção
Aula 1 Participação política e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
Prova de sociologa industria cultural 1
Prova de sociologa industria cultural 1Prova de sociologa industria cultural 1
Prova de sociologa industria cultural 1
Atividades Diversas Cláudia
 
At cidadania-pav
At cidadania-pavAt cidadania-pav
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
Prof. Noe Assunção
 
Aulas de sociologia ensino médio para o 3 ano
Aulas de sociologia ensino médio para o 3 anoAulas de sociologia ensino médio para o 3 ano
Aulas de sociologia ensino médio para o 3 ano
MARISE VON FRUHAUF HUBLARD
 
Atividades de sociologia brasil(inclusãox exclusão) (1)
Atividades de sociologia brasil(inclusãox exclusão) (1)Atividades de sociologia brasil(inclusãox exclusão) (1)
Atividades de sociologia brasil(inclusãox exclusão) (1)
Atividades Diversas Cláudia
 
Atividades de sociologia
Atividades de sociologiaAtividades de sociologia
Atividades de sociologia
Atividades Diversas Cláudia
 
Política, poder e Estado
Política, poder e EstadoPolítica, poder e Estado
Política, poder e Estado
Mary Alvarenga
 
Atividades de Filosofia - III bimestre - 2014
Atividades de Filosofia - III bimestre - 2014Atividades de Filosofia - III bimestre - 2014
Atividades de Filosofia - III bimestre - 2014
Mary Alvarenga
 
Aula 1 A nossa identidade brasileira- Sociologia - 1º ano EM - Prof. Noe Ass...
Aula 1  A nossa identidade brasileira- Sociologia - 1º ano EM - Prof. Noe Ass...Aula 1  A nossa identidade brasileira- Sociologia - 1º ano EM - Prof. Noe Ass...
Aula 1 A nossa identidade brasileira- Sociologia - 1º ano EM - Prof. Noe Ass...
Prof. Noe Assunção
 
Aula 2 Mercado de trabalho e desigualdades- 2º Sociologia - Prof. Noe Assunção
Aula 2   Mercado de trabalho e desigualdades- 2º Sociologia - Prof. Noe AssunçãoAula 2   Mercado de trabalho e desigualdades- 2º Sociologia - Prof. Noe Assunção
Aula 2 Mercado de trabalho e desigualdades- 2º Sociologia - Prof. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
Lista de exercícios (Sociologia)
Lista de exercícios (Sociologia)Lista de exercícios (Sociologia)
Lista de exercícios (Sociologia)
Paula Meyer Piagentini
 
Atividades filosofia mito, senso comum e pensamento filosófico e científico
Atividades filosofia mito, senso comum e pensamento filosófico e científicoAtividades filosofia mito, senso comum e pensamento filosófico e científico
Atividades filosofia mito, senso comum e pensamento filosófico e científico
Doug Caesar
 
ATIVIDADE - INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe Assunção
ATIVIDADE - INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe AssunçãoATIVIDADE - INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe Assunção
ATIVIDADE - INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
Questões de Filosofia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Questões de Filosofia - Ensino Médio - Discursiva - ObjetivaQuestões de Filosofia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Questões de Filosofia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Darlan Campos
 
Atividade industria cultural 1 - Prof. Noe Assunção
Atividade industria cultural 1 - Prof. Noe AssunçãoAtividade industria cultural 1 - Prof. Noe Assunção
Atividade industria cultural 1 - Prof. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
Atividade Sociologia
Atividade Sociologia Atividade Sociologia
Atividade Sociologia
Maira Conde
 
Avaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacina
Avaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacinaAvaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacina
Avaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacina
Acrópole - História & Educação
 
Interpretações variadas charges atuais
Interpretações variadas charges atuaisInterpretações variadas charges atuais
Interpretações variadas charges atuais
Atividades Diversas Cláudia
 

Mais procurados (20)

Atividades interpretação interdisciplina sociedade sociologia, filosofia, h...
Atividades interpretação interdisciplina sociedade   sociologia, filosofia, h...Atividades interpretação interdisciplina sociedade   sociologia, filosofia, h...
Atividades interpretação interdisciplina sociedade sociologia, filosofia, h...
 
Aula 1 Participação política e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe Assunção
Aula 1   Participação política e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe AssunçãoAula 1   Participação política e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe Assunção
Aula 1 Participação política e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe Assunção
 
Prova de sociologa industria cultural 1
Prova de sociologa industria cultural 1Prova de sociologa industria cultural 1
Prova de sociologa industria cultural 1
 
At cidadania-pav
At cidadania-pavAt cidadania-pav
At cidadania-pav
 
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
 
Aulas de sociologia ensino médio para o 3 ano
Aulas de sociologia ensino médio para o 3 anoAulas de sociologia ensino médio para o 3 ano
Aulas de sociologia ensino médio para o 3 ano
 
Atividades de sociologia brasil(inclusãox exclusão) (1)
Atividades de sociologia brasil(inclusãox exclusão) (1)Atividades de sociologia brasil(inclusãox exclusão) (1)
Atividades de sociologia brasil(inclusãox exclusão) (1)
 
Atividades de sociologia
Atividades de sociologiaAtividades de sociologia
Atividades de sociologia
 
Política, poder e Estado
Política, poder e EstadoPolítica, poder e Estado
Política, poder e Estado
 
Atividades de Filosofia - III bimestre - 2014
Atividades de Filosofia - III bimestre - 2014Atividades de Filosofia - III bimestre - 2014
Atividades de Filosofia - III bimestre - 2014
 
Aula 1 A nossa identidade brasileira- Sociologia - 1º ano EM - Prof. Noe Ass...
Aula 1  A nossa identidade brasileira- Sociologia - 1º ano EM - Prof. Noe Ass...Aula 1  A nossa identidade brasileira- Sociologia - 1º ano EM - Prof. Noe Ass...
Aula 1 A nossa identidade brasileira- Sociologia - 1º ano EM - Prof. Noe Ass...
 
Aula 2 Mercado de trabalho e desigualdades- 2º Sociologia - Prof. Noe Assunção
Aula 2   Mercado de trabalho e desigualdades- 2º Sociologia - Prof. Noe AssunçãoAula 2   Mercado de trabalho e desigualdades- 2º Sociologia - Prof. Noe Assunção
Aula 2 Mercado de trabalho e desigualdades- 2º Sociologia - Prof. Noe Assunção
 
Lista de exercícios (Sociologia)
Lista de exercícios (Sociologia)Lista de exercícios (Sociologia)
Lista de exercícios (Sociologia)
 
Atividades filosofia mito, senso comum e pensamento filosófico e científico
Atividades filosofia mito, senso comum e pensamento filosófico e científicoAtividades filosofia mito, senso comum e pensamento filosófico e científico
Atividades filosofia mito, senso comum e pensamento filosófico e científico
 
ATIVIDADE - INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe Assunção
ATIVIDADE - INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe AssunçãoATIVIDADE - INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe Assunção
ATIVIDADE - INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe Assunção
 
Questões de Filosofia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Questões de Filosofia - Ensino Médio - Discursiva - ObjetivaQuestões de Filosofia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Questões de Filosofia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
 
Atividade industria cultural 1 - Prof. Noe Assunção
Atividade industria cultural 1 - Prof. Noe AssunçãoAtividade industria cultural 1 - Prof. Noe Assunção
Atividade industria cultural 1 - Prof. Noe Assunção
 
Atividade Sociologia
Atividade Sociologia Atividade Sociologia
Atividade Sociologia
 
Avaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacina
Avaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacinaAvaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacina
Avaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacina
 
Interpretações variadas charges atuais
Interpretações variadas charges atuaisInterpretações variadas charges atuais
Interpretações variadas charges atuais
 

Destaque

História da sociologia
História da sociologiaHistória da sociologia
História da sociologia
Tiago Lacerda
 
Atividades Sociologia
Atividades SociologiaAtividades Sociologia
Atividades Sociologia
Doug Caesar
 
Interpretação texto arnaldojabor democracia, cidadania, direitos (1)
Interpretação texto arnaldojabor democracia, cidadania, direitos (1)Interpretação texto arnaldojabor democracia, cidadania, direitos (1)
Interpretação texto arnaldojabor democracia, cidadania, direitos (1)
Atividades Diversas Cláudia
 
O cenário histórico do surgimento da sociologia
O cenário histórico do surgimento da sociologiaO cenário histórico do surgimento da sociologia
O cenário histórico do surgimento da sociologia
Funvic - Fundação de Ensino de Mococa
 
Questões de Sociologia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Questões de Sociologia - Ensino Médio - Discursiva - ObjetivaQuestões de Sociologia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Questões de Sociologia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Darlan Campos
 
O que é e como surgiu a sociologia?
O que é e como surgiu a sociologia?O que é e como surgiu a sociologia?
O que é e como surgiu a sociologia?
Roberto Izoton
 
Surgimento da sociologia
Surgimento da sociologiaSurgimento da sociologia
Surgimento da sociologia
Filipe Simão Kembo
 
Movimentos Sociais na Atualidade
Movimentos Sociais na AtualidadeMovimentos Sociais na Atualidade
Movimentos Sociais na Atualidade
Brenda Grazielle
 
2º Ano - Sociologia: Movimentos Sociais
2º Ano - Sociologia: Movimentos Sociais2º Ano - Sociologia: Movimentos Sociais
2º Ano - Sociologia: Movimentos Sociais
Karoline Rodrigues de Melo
 
Plano resgate dos valores etica e cidadania de simone helen drumond
Plano resgate dos valores   etica e cidadania de simone helen drumondPlano resgate dos valores   etica e cidadania de simone helen drumond
Plano resgate dos valores etica e cidadania de simone helen drumond
SimoneHelenDrumond
 
Movimentos sociais
Movimentos sociaisMovimentos sociais
Movimentos sociais
Juliana Corvino de Araújo
 
Slide sociologia 1
Slide sociologia 1Slide sociologia 1
Slide sociologia 1
Over Lane
 
Textos de sociologia 3º bimestre
Textos de sociologia   3º bimestreTextos de sociologia   3º bimestre
Textos de sociologia 3º bimestre
Renato Assis
 
História e geografia de portugal concurso rosa dos ventos
História e geografia de portugal   concurso rosa dos ventosHistória e geografia de portugal   concurso rosa dos ventos
História e geografia de portugal concurso rosa dos ventos
jmabp4
 
Rosa dos-ventos oficial [reparado]
Rosa dos-ventos oficial [reparado]Rosa dos-ventos oficial [reparado]
Rosa dos-ventos oficial [reparado]
catarinasoares7a
 
Aula De LocalizaçõEs 5ª SéRie
Aula De LocalizaçõEs 5ª SéRieAula De LocalizaçõEs 5ª SéRie
Aula De LocalizaçõEs 5ª SéRie
maria luiza de paula mazzucatto
 
Sociedade
SociedadeSociedade
Sociedade
SociedadeSociedade
Cartografia odete
Cartografia odeteCartografia odete
Cartografia odete
geouerjvictor
 
Seminario anatomia
Seminario anatomiaSeminario anatomia
Seminario anatomia
Maredinverno
 

Destaque (20)

História da sociologia
História da sociologiaHistória da sociologia
História da sociologia
 
Atividades Sociologia
Atividades SociologiaAtividades Sociologia
Atividades Sociologia
 
Interpretação texto arnaldojabor democracia, cidadania, direitos (1)
Interpretação texto arnaldojabor democracia, cidadania, direitos (1)Interpretação texto arnaldojabor democracia, cidadania, direitos (1)
Interpretação texto arnaldojabor democracia, cidadania, direitos (1)
 
O cenário histórico do surgimento da sociologia
O cenário histórico do surgimento da sociologiaO cenário histórico do surgimento da sociologia
O cenário histórico do surgimento da sociologia
 
Questões de Sociologia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Questões de Sociologia - Ensino Médio - Discursiva - ObjetivaQuestões de Sociologia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Questões de Sociologia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
 
O que é e como surgiu a sociologia?
O que é e como surgiu a sociologia?O que é e como surgiu a sociologia?
O que é e como surgiu a sociologia?
 
Surgimento da sociologia
Surgimento da sociologiaSurgimento da sociologia
Surgimento da sociologia
 
Movimentos Sociais na Atualidade
Movimentos Sociais na AtualidadeMovimentos Sociais na Atualidade
Movimentos Sociais na Atualidade
 
2º Ano - Sociologia: Movimentos Sociais
2º Ano - Sociologia: Movimentos Sociais2º Ano - Sociologia: Movimentos Sociais
2º Ano - Sociologia: Movimentos Sociais
 
Plano resgate dos valores etica e cidadania de simone helen drumond
Plano resgate dos valores   etica e cidadania de simone helen drumondPlano resgate dos valores   etica e cidadania de simone helen drumond
Plano resgate dos valores etica e cidadania de simone helen drumond
 
Movimentos sociais
Movimentos sociaisMovimentos sociais
Movimentos sociais
 
Slide sociologia 1
Slide sociologia 1Slide sociologia 1
Slide sociologia 1
 
Textos de sociologia 3º bimestre
Textos de sociologia   3º bimestreTextos de sociologia   3º bimestre
Textos de sociologia 3º bimestre
 
História e geografia de portugal concurso rosa dos ventos
História e geografia de portugal   concurso rosa dos ventosHistória e geografia de portugal   concurso rosa dos ventos
História e geografia de portugal concurso rosa dos ventos
 
Rosa dos-ventos oficial [reparado]
Rosa dos-ventos oficial [reparado]Rosa dos-ventos oficial [reparado]
Rosa dos-ventos oficial [reparado]
 
Aula De LocalizaçõEs 5ª SéRie
Aula De LocalizaçõEs 5ª SéRieAula De LocalizaçõEs 5ª SéRie
Aula De LocalizaçõEs 5ª SéRie
 
Sociedade
SociedadeSociedade
Sociedade
 
Sociedade
SociedadeSociedade
Sociedade
 
Cartografia odete
Cartografia odeteCartografia odete
Cartografia odete
 
Seminario anatomia
Seminario anatomiaSeminario anatomia
Seminario anatomia
 

Semelhante a Texto de sociologia 3 ano

A presença do comunismo internacional no brasil
A presença do comunismo internacional no brasilA presença do comunismo internacional no brasil
A presença do comunismo internacional no brasil
Isabel Silva
 
Resenha: Terrorismo Islâmico e Multiculturalismo
Resenha: Terrorismo Islâmico e MulticulturalismoResenha: Terrorismo Islâmico e Multiculturalismo
Resenha: Terrorismo Islâmico e Multiculturalismo
Professor Belinaso
 
O choque de civilizações e o avanço do terrorismo
O choque de civilizações e o avanço do terrorismoO choque de civilizações e o avanço do terrorismo
O choque de civilizações e o avanço do terrorismo
Fernando Alcoforado
 
PODE UM CRISTÃO SER ATEU .pdf
PODE UM CRISTÃO SER ATEU .pdfPODE UM CRISTÃO SER ATEU .pdf
PODE UM CRISTÃO SER ATEU .pdf
Nelson Pereira
 
AULA 2 DIREITOS HUMANOS.pptx
AULA 2 DIREITOS HUMANOS.pptxAULA 2 DIREITOS HUMANOS.pptx
AULA 2 DIREITOS HUMANOS.pptx
JosRicardoMarquesBra
 
Compreendendo as seis diferentes cosmovisões que regem o mundo.docx
Compreendendo as seis diferentes cosmovisões que regem o mundo.docxCompreendendo as seis diferentes cosmovisões que regem o mundo.docx
Compreendendo as seis diferentes cosmovisões que regem o mundo.docx
RomuloMarques15
 
A década da utopia
A década da utopiaA década da utopia
A década da utopia
Edenilson Morais
 
O comunismo na atualidade e o papa francisco
O comunismo na atualidade e o papa franciscoO comunismo na atualidade e o papa francisco
O comunismo na atualidade e o papa francisco
Isabel Silva
 
Rev utopia e barbárie
Rev utopia e barbárieRev utopia e barbárie
Rev utopia e barbárie
FernandoPFO
 
Nazismo
NazismoNazismo
Por uma intervenção ética para os dieritos humanos
Por uma intervenção ética para os dieritos humanosPor uma intervenção ética para os dieritos humanos
Por uma intervenção ética para os dieritos humanos
Marley Marques
 
Os direitos humanos no século xxi
Os direitos humanos no século xxiOs direitos humanos no século xxi
Os direitos humanos no século xxi
Sérgio Henrique da Silva Pereira
 
Regimes totalitários europeus nazismo e fascismo. Sugestão de aplicação do ...
Regimes totalitários europeus   nazismo e fascismo. Sugestão de aplicação do ...Regimes totalitários europeus   nazismo e fascismo. Sugestão de aplicação do ...
Regimes totalitários europeus nazismo e fascismo. Sugestão de aplicação do ...
Carlos Eduardo
 
A ascenção dos regimes nazifascistas na Europa do Período entre Guerras na pe...
A ascenção dos regimes nazifascistas na Europa do Período entre Guerras na pe...A ascenção dos regimes nazifascistas na Europa do Período entre Guerras na pe...
A ascenção dos regimes nazifascistas na Europa do Período entre Guerras na pe...
CarlosUfop
 
Codigo Da Vinci Anjos E Demonios
Codigo Da Vinci Anjos E DemoniosCodigo Da Vinci Anjos E Demonios
Codigo Da Vinci Anjos E Demonios
Flor Martha S. Ferreira
 
Robson T. Fernandes - Porque eu defendo uma intervenção militar no Brasil
Robson T. Fernandes - Porque eu defendo uma intervenção militar no BrasilRobson T. Fernandes - Porque eu defendo uma intervenção militar no Brasil
Robson T. Fernandes - Porque eu defendo uma intervenção militar no Brasil
PR. ROBSON FERNANDES
 
9 ano ul1_aula2_
9 ano ul1_aula2_9 ano ul1_aula2_
9 ano ul1_aula2_
Zaara Miranda
 
Terrorismo trabalho
Terrorismo trabalhoTerrorismo trabalho
Terrorismo trabalho
Adylla Mb
 
Choque de civilizações
Choque de civilizaçõesChoque de civilizações
Choque de civilizações
ronualdo
 
Choque de civilizações
Choque de civilizaçõesChoque de civilizações
Choque de civilizações
ronualdo
 

Semelhante a Texto de sociologia 3 ano (20)

A presença do comunismo internacional no brasil
A presença do comunismo internacional no brasilA presença do comunismo internacional no brasil
A presença do comunismo internacional no brasil
 
Resenha: Terrorismo Islâmico e Multiculturalismo
Resenha: Terrorismo Islâmico e MulticulturalismoResenha: Terrorismo Islâmico e Multiculturalismo
Resenha: Terrorismo Islâmico e Multiculturalismo
 
O choque de civilizações e o avanço do terrorismo
O choque de civilizações e o avanço do terrorismoO choque de civilizações e o avanço do terrorismo
O choque de civilizações e o avanço do terrorismo
 
PODE UM CRISTÃO SER ATEU .pdf
PODE UM CRISTÃO SER ATEU .pdfPODE UM CRISTÃO SER ATEU .pdf
PODE UM CRISTÃO SER ATEU .pdf
 
AULA 2 DIREITOS HUMANOS.pptx
AULA 2 DIREITOS HUMANOS.pptxAULA 2 DIREITOS HUMANOS.pptx
AULA 2 DIREITOS HUMANOS.pptx
 
Compreendendo as seis diferentes cosmovisões que regem o mundo.docx
Compreendendo as seis diferentes cosmovisões que regem o mundo.docxCompreendendo as seis diferentes cosmovisões que regem o mundo.docx
Compreendendo as seis diferentes cosmovisões que regem o mundo.docx
 
A década da utopia
A década da utopiaA década da utopia
A década da utopia
 
O comunismo na atualidade e o papa francisco
O comunismo na atualidade e o papa franciscoO comunismo na atualidade e o papa francisco
O comunismo na atualidade e o papa francisco
 
Rev utopia e barbárie
Rev utopia e barbárieRev utopia e barbárie
Rev utopia e barbárie
 
Nazismo
NazismoNazismo
Nazismo
 
Por uma intervenção ética para os dieritos humanos
Por uma intervenção ética para os dieritos humanosPor uma intervenção ética para os dieritos humanos
Por uma intervenção ética para os dieritos humanos
 
Os direitos humanos no século xxi
Os direitos humanos no século xxiOs direitos humanos no século xxi
Os direitos humanos no século xxi
 
Regimes totalitários europeus nazismo e fascismo. Sugestão de aplicação do ...
Regimes totalitários europeus   nazismo e fascismo. Sugestão de aplicação do ...Regimes totalitários europeus   nazismo e fascismo. Sugestão de aplicação do ...
Regimes totalitários europeus nazismo e fascismo. Sugestão de aplicação do ...
 
A ascenção dos regimes nazifascistas na Europa do Período entre Guerras na pe...
A ascenção dos regimes nazifascistas na Europa do Período entre Guerras na pe...A ascenção dos regimes nazifascistas na Europa do Período entre Guerras na pe...
A ascenção dos regimes nazifascistas na Europa do Período entre Guerras na pe...
 
Codigo Da Vinci Anjos E Demonios
Codigo Da Vinci Anjos E DemoniosCodigo Da Vinci Anjos E Demonios
Codigo Da Vinci Anjos E Demonios
 
Robson T. Fernandes - Porque eu defendo uma intervenção militar no Brasil
Robson T. Fernandes - Porque eu defendo uma intervenção militar no BrasilRobson T. Fernandes - Porque eu defendo uma intervenção militar no Brasil
Robson T. Fernandes - Porque eu defendo uma intervenção militar no Brasil
 
9 ano ul1_aula2_
9 ano ul1_aula2_9 ano ul1_aula2_
9 ano ul1_aula2_
 
Terrorismo trabalho
Terrorismo trabalhoTerrorismo trabalho
Terrorismo trabalho
 
Choque de civilizações
Choque de civilizaçõesChoque de civilizações
Choque de civilizações
 
Choque de civilizações
Choque de civilizaçõesChoque de civilizações
Choque de civilizações
 

Texto de sociologia 3 ano

  • 1. Série: Turma: Turno: Aluno(a): 3ª A( ) B( ) C( ) 1º( X ) 2º( ) Data: Valor: Educador: HELAN DE SIQUEIRA COUTO 31/07/2012 SOCIOLOGIA Nota: “Mais que um nome, um sonho de vida!” TEXTO DE ANÁLISE FUNDAMENTALISMO MUNDIAL Por Leonardo Boff, 9 de janeiro, 2004. Três tipos de fundamentalismo dominam a cena mundial: o do pensamento único representado pela globalização imperante, o suicidário dos muçulmanos cujo principal representante é Bin Laden e o do Estado terrorista da guerra preventiva, corporificado por Bush e por Sharon. Sabidamente, o fundamentalismo não é uma doutrina mas uma maneira excludente de ver a doutrina. O fundamentalista está absolutamente convicto de que sua doutrina é a única verdadeira e todas as demais, falsas. Por isso elas não têm direito, podem e devem ser combatidas. O fundamentalismo do pensamento único apresenta o modo de produção capitalista com seu mercado globalizado e a ideologia política do neoliberalismo com sua democracia eleitoral e delegatícia como a única forma razoável de organizar o mundo. O que Bush quer impor por própria conta ao Iraque destroçado traduz esse fundamentalismo. O fundamentalismo suicidário muçulmano parte da convicção de que o Ocidente, inimigo histórico desde os tempos das cruzadas, é o Grande Satã, porque é ateu prático, materialista, imperialista e sexista. Por isso, deve ser combatido em todas as frentes e fazer vítimas mais que se puder com as bênçãos do Altíssimo. São os únicos tão convencidos que aceitam jovialmente ser homens-bomba. O fundamentalismo do Estado terrorista à La Sharon é movido pela convicção de que os judeus têm o direito, acima de qualquer outro direito dos palestinos, de montar Israel ao tamanho que tinha nos tempos do rei Davi. Por isso Sharon prossegue com as colonizações e enquanto não realizar esse propósito boicotará qualquer projeto de paz. O fundamentalismo do Estado terrorista à La Bush possui fortes raízes religiosas, ligadas a sua biografia pregressa. Foi por vinte anos dependente de álcool até que em 1984, a convite de um amigo, Don Evans, atual secretário do comércio, começou a freqüentar o círculo bíblico dos evangélicos fundamentalistas. Após dois anos não era mais ébrio de álcool mas ébrio da ideologia salvacionista destes fundamentalistas que se divulgava fortemente dentro do partido republicano. Segundo ela, “o destino manifesto” dos EUA hoje é melhorar o mundo na medida em que o impregnar com os valores da cultura norteamericana: com liberdade, democracia, e livre mercado. Bush filho fazia a campanha da reeleição do pai se apresentando como “um homem que tem Jesus em seu coração”. O brasilianista Ralph della Cava e o teólogo J. Stam contam que mais tarde, ao postular-se candidato, Bush reuniu os pastores e lhes comunicou: “fui chamado [por Deus]”. Em seguida fez-se o ritual “da imposição das mãos”, sagrando-o Presidente preventivo. Essa pré-história é importante para se entender a fúria fundamentalista que se apossou de Bush após os atentados de 11 de setembro de 2001. Optou combater o mal com o mal, ameaçando com guerra preventiva a todos os países do “eixo do mal”. Deixou claro: “Quem não está conosco, está contra nós”, é terrorista. Antes do ultimato a Saddam Hussein, pediu aos assessores que “o deixassem a sós por dez minutos”. Qual Moisés foi consultar-se com Deus. E numa entrevista ao New York Times de 26/04/03 declarou: “Tenho uma missão a realizar e com os joelhos dobrados peço ao bom Senhor que me ajude a cumpri-la com sabedoria”. Pobre Deus! Como salvaremos a humanidade desses desvairados? Atividade 1) O que é fundamentalismo? É necessário combatê-lo? 2) Quais os tipos de fundamentalismos apresentado por Leonardo Boff?