SlideShare uma empresa Scribd logo
REGIÃO SUDESTE 
O MEIO NATURAL 
OCUPAÇÃO E POVOAMENTO 
PERCURSO 21 PERCURSO 22
APRESENTAÇÃO 
Região mais populosa e povoada do Brasil: 
80.353.724 habitantes; 
Densidade Demográfica de 86,9 Hab/Km²; 
Concentrando 42% da população brasileira; 
É a principal região econômica do Brasil, responsável por 49,5% do PIB nacional; 
Atividades Econômicas promoveram intensos fluxos migratórios: 
Final do Século XVI a XVII  Ouro; 
Metade do Século XIX a meados do século XX  Café; 
Após Década de 1930  Indústrias. 
PÁG 178
ASPECTOS FÍSICOS DO MEIO NATURAL 
RELEVO 
•Serras e Planaltos de Topos Arredondados, chamados de Mares de Morros (Mantiqueira, Serra do Mar e Serra do Espinhaço; 
•Duas depressões; 
•Planície Costeira com “Pães de Açúcar” (formações com cume arredondado e encosta abrupta). 
HIDROGRAFIA 
•Faz parte de 4 Bacias que são compartilhadas com outras regiões: Rio São Francisco, Rio Paraná, Costeira do Nordeste Oriental e Costeira do Sudeste; 
•Apresenta Grande Potencial Hidrelétrico e também é a região que mais consome energia elétrica (indústrias); 
•Hidrovia Tietê-Paraná, navegação através de eclusas. 
CLIMA 
•Compreende 4 tipos - Tropical com Verão Úmido e Inverno Seco, Tropical de Altitude, Tropical Litorâneo Úmido e Subtropical Úmido (cidade de São Paulo); 
•Subtropical Úmido: Temperatura em torno de 19ºC anuais, 1450mm de precipitação média 
VEGETAÇÃO 
•Existem 4 tipos de cobertura vegetal: predomínio da Mata Atlântica, grande mancha de Cerrado em SP e MG, Vegetação Litorânea e Caatinga no norte de MG; 
•Todas as formações vegetais foram destruídas pela urbanização e pela agropecuária. 
PÁGS 179 a 183
CONFRONTAR FIG.2 
RIO TIETÊ (TRECHO CAPITAL) 
HIDROVIA TIETÊ-PARANÁ 
LITORAL PAULISTA (SERRA DO MAR)
MANGUE NO LITORAL CARIOCA 
CAATINGA NO NORTE DE MG 
FLORESTA AMAZÔNICA NA SERRA DA CANTAREIRA 
CERRADO NO OESTE DE MG
OCUPAÇÃO E POVOAMENTO
INÍCIO DO POVOAMENTO 
1500: Os portugueses não demostraram interesse, pois não encontraram grandes atrativos econômicos (ouro e prata). Abandonaram a terra por cerca de 30 anos; 
Tal abandono despertou o interesse de outros povos (franceses, holandeses); 
Necessidade de garantir a posse do território – Expedição de Martim Afonso de Sousa – 1532; 
Fundação da Primeira Cidade Brasileira: São Vicente (cultivo da cana de açúcar e criação de gado). 
SÃO VICENTE 
MARTIM AFONSO 
PÁG 184
ESQUEMA DE UM FEUDO
VILAS = “Projetos de Cidades” 
VILA DE SÃO PAULO DE PIRATININGA 
VILA NO MINECRAFT
INÍCIO DO POVOAMENTO 
1532  São Vicente; 
1535  Vila Nossa Senhora da Vitória (atual Vila Velha); 
1545  Todos-os-Santos (atual Santos); 
1551  Vila Nova do Espírito Santo (atual Vitória); 
1554  Vila de São Paulo de Piratininga (atual São Paulo). 
Primeira cidade fundada no planalto (interior), após ultrapassar a barreira da Serra do Mar; 
Localizada ENTRE OS RIOS Tamanduateí e Tietê; 
Fundada por jesuítas (Padres Manuel da Nóbrega e José de Anchieta). 
1565  São Sebastião (atual Rio de Janeiro); 
CRONOLOGIA DA FUNDAÇÃO DAS PRINCIPAIS CIDADES 
FUNDADAS NO LITORAL 
FUNDADA NO PLANALTO 
PÁG 185
VILA VELHA 
RIO DE JANEIRO 
VITÓRIA 
SANTOS
DA VILA DE SÃO PAULO PARA O INTERIOR 
XVI – XVII: 
Vila de São Paulo manteve-se pobre e isolada; 
Nordeste Açucareiro liderava a economia; 
XVII – XVIII: 
São Paulo se tornou centro irradiador de bandeiras: 
Aprisionamento de Indígenas para vendê-los nas fazendas açucareiras; 
Descobrir Ouro e Pedras Preciosas. 
Bandeiras permitiram o início do povoamento do interior. 
PÁG 185
Região sudeste parte 1
A MINERAÇÃO E A PRODUÇÃO DE ESPAÇO 
FINAL DO SÉCULO XVII: Descoberta de ouro e pedras preciosas em Minas Gerais; 
A Mineração torna-se a principal atividade econômica do Século XVIII, por esse motivo o centro político- administrativo foi transferido de Salvador para o Rio de Janeiro; 
METADE DO SÉCULO XVIII: 
Decadência da Mineração; 
Famílias migram para São Paulo e Rio de Janeiro em busca de solos férteis para a prática de agricultura. 
PÁG 186
A CAFEICULTURA E A PRODUÇÃO DE ESPAÇOS GEOGRÁFICOS NO SUDESTE 
Declínio do Ouro  Café 
Trazido por Francisco de Melo Palheta em 1727 e cultivado no Pará, entretanto as condições climáticas não são favoráveis; 
Somente no final do século XVIII que o café encontrou seu “lugar ideal”: o Rio de Janeiro (solo e clima favorável); 
Posteriormente, o café ganha espaço em toda a Região Sudeste: Vale do Paraíba, Zona da Mata Mineira e Triângulo Mineiro; 
O avanço da cafeicultura provocou intensos desmatamentos na Mata Atlântica. 
PÁGS 188 e 189
DESMATAMENTO DA MATA ATLÂNTICA

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Regiao Sul
Regiao SulRegiao Sul
A regionalização e as divisões regionais no brasil
A regionalização e as divisões regionais no brasilA regionalização e as divisões regionais no brasil
A regionalização e as divisões regionais no brasil
Professor
 
Região sul
Região sulRegião sul
Região sul
flaviocosac
 
A formação do território brasileiro - 7º ano
A formação do território brasileiro - 7º anoA formação do território brasileiro - 7º ano
A formação do território brasileiro - 7º ano
Josi Zanette do Canto
 
Região sudeste slides
Região sudeste slidesRegião sudeste slides
Região sudeste slides
Ivone Rosa Sa
 
Migraçoes
MigraçoesMigraçoes
Formação do território brasileiro 1
Formação do território brasileiro 1Formação do território brasileiro 1
Formação do território brasileiro 1
AlessandroRubens
 
Região nordeste
Região nordesteRegião nordeste
Região nordeste
Edvaldo S. Júnior
 
Geografia Do Brasil RegiõEs
Geografia Do Brasil   RegiõEsGeografia Do Brasil   RegiõEs
Geografia Do Brasil RegiõEs
Mateus Silva
 
Vegetação do brasil
Vegetação do brasilVegetação do brasil
Vegetação do brasil
João José Ferreira Tojal
 
Região centro oeste
Região centro oesteRegião centro oeste
Região centro oeste
Prof. Francesco Torres
 
Localização geográfica do brasil
Localização geográfica do brasilLocalização geográfica do brasil
Localização geográfica do brasil
guiodrumond
 
Formação Territorial Do Brasil
Formação Territorial Do BrasilFormação Territorial Do Brasil
Formação Territorial Do Brasil
Luciano Pessanha
 
Industrialização brasil
Industrialização brasilIndustrialização brasil
Industrialização brasil
edsonluz
 
Geografia 6º ano
Geografia 6º anoGeografia 6º ano
Geografia 6º ano
fabiano soares
 
7° ano região sudeste e sul
7° ano   região sudeste e sul7° ano   região sudeste e sul
7° ano região sudeste e sul
Tiago Marinho
 
Região sul do Brasil
Região sul do BrasilRegião sul do Brasil
Região sul do Brasil
Nome Sobrenome
 
Nordeste
NordesteNordeste
Ásia
ÁsiaÁsia
A indústria no brasil
A indústria no brasilA indústria no brasil
A indústria no brasil
Professor
 

Mais procurados (20)

Regiao Sul
Regiao SulRegiao Sul
Regiao Sul
 
A regionalização e as divisões regionais no brasil
A regionalização e as divisões regionais no brasilA regionalização e as divisões regionais no brasil
A regionalização e as divisões regionais no brasil
 
Região sul
Região sulRegião sul
Região sul
 
A formação do território brasileiro - 7º ano
A formação do território brasileiro - 7º anoA formação do território brasileiro - 7º ano
A formação do território brasileiro - 7º ano
 
Região sudeste slides
Região sudeste slidesRegião sudeste slides
Região sudeste slides
 
Migraçoes
MigraçoesMigraçoes
Migraçoes
 
Formação do território brasileiro 1
Formação do território brasileiro 1Formação do território brasileiro 1
Formação do território brasileiro 1
 
Região nordeste
Região nordesteRegião nordeste
Região nordeste
 
Geografia Do Brasil RegiõEs
Geografia Do Brasil   RegiõEsGeografia Do Brasil   RegiõEs
Geografia Do Brasil RegiõEs
 
Vegetação do brasil
Vegetação do brasilVegetação do brasil
Vegetação do brasil
 
Região centro oeste
Região centro oesteRegião centro oeste
Região centro oeste
 
Localização geográfica do brasil
Localização geográfica do brasilLocalização geográfica do brasil
Localização geográfica do brasil
 
Formação Territorial Do Brasil
Formação Territorial Do BrasilFormação Territorial Do Brasil
Formação Territorial Do Brasil
 
Industrialização brasil
Industrialização brasilIndustrialização brasil
Industrialização brasil
 
Geografia 6º ano
Geografia 6º anoGeografia 6º ano
Geografia 6º ano
 
7° ano região sudeste e sul
7° ano   região sudeste e sul7° ano   região sudeste e sul
7° ano região sudeste e sul
 
Região sul do Brasil
Região sul do BrasilRegião sul do Brasil
Região sul do Brasil
 
Nordeste
NordesteNordeste
Nordeste
 
Ásia
ÁsiaÁsia
Ásia
 
A indústria no brasil
A indústria no brasilA indústria no brasil
A indústria no brasil
 

Semelhante a Região sudeste parte 1

[Material de aula] região sudeste
[Material de aula] região sudeste[Material de aula] região sudeste
[Material de aula] região sudeste
flaviocosac
 
Trilha 07_ Interiorização do Brasil e a crise do sistema colonial.pptx
Trilha 07_ Interiorização do Brasil e a crise do sistema colonial.pptxTrilha 07_ Interiorização do Brasil e a crise do sistema colonial.pptx
Trilha 07_ Interiorização do Brasil e a crise do sistema colonial.pptx
FabioGuimaraes10
 
OCUPAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO.pptx
OCUPAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO.pptxOCUPAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO.pptx
OCUPAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO.pptx
Amanda Mesquita
 
regiosul-161101005248.pdf
regiosul-161101005248.pdfregiosul-161101005248.pdf
regiosul-161101005248.pdf
Abnerff
 
A exploração do ouro no brasil
A exploração do ouro no brasilA exploração do ouro no brasil
A exploração do ouro no brasil
Stephani Coelho
 
Regiões Brasileiras
Regiões BrasileirasRegiões Brasileiras
Regiões Brasileiras
danprofpc
 
História do brasil aula 04
História do brasil   aula 04História do brasil   aula 04
História do brasil aula 04
Fernanda Stang
 
História do brasil, invasões holandesas e francesa
História do brasil, invasões holandesas e francesaHistória do brasil, invasões holandesas e francesa
História do brasil, invasões holandesas e francesa
Ócio do Ofício
 
Paraná
ParanáParaná
História de goiás completo
História de goiás completoHistória de goiás completo
História de goiás completo
Leila Maria Martins
 
Região sul pt1
Região sul pt1Região sul pt1
Região sul pt1
flaviocosac
 
Geografia sudeste
Geografia   sudesteGeografia   sudeste
Geografia sudeste
Lenivaldo Costa
 
Geografia sudeste-aspectos gerais
Geografia   sudeste-aspectos geraisGeografia   sudeste-aspectos gerais
Geografia sudeste-aspectos gerais
Lenivaldo Costa
 
Breve HistóRico De Santo André
Breve HistóRico De Santo AndréBreve HistóRico De Santo André
Breve HistóRico De Santo André
maria luiza de paula mazzucatto
 
Região Sudeste
Região SudesteRegião Sudeste
Região Sudeste
Oberlania Alves
 
Mineração no Brasil Colônia
Mineração no Brasil ColôniaMineração no Brasil Colônia
Mineração no Brasil Colônia
Jerry Guimarães
 
Economia colonial
Economia colonialEconomia colonial
Economia colonial
mvmachado
 
ciculo do ouro.pdf
ciculo do ouro.pdfciculo do ouro.pdf
ciculo do ouro.pdf
DenisBrito16
 
A economia do brasil colonial
A economia do brasil colonialA economia do brasil colonial
A economia do brasil colonial
historiando
 
A SOCIEDADE MINERADORA NO BRASIL COLONIAL
A SOCIEDADE MINERADORA NO BRASIL COLONIALA SOCIEDADE MINERADORA NO BRASIL COLONIAL
A SOCIEDADE MINERADORA NO BRASIL COLONIAL
Isabel Aguiar
 

Semelhante a Região sudeste parte 1 (20)

[Material de aula] região sudeste
[Material de aula] região sudeste[Material de aula] região sudeste
[Material de aula] região sudeste
 
Trilha 07_ Interiorização do Brasil e a crise do sistema colonial.pptx
Trilha 07_ Interiorização do Brasil e a crise do sistema colonial.pptxTrilha 07_ Interiorização do Brasil e a crise do sistema colonial.pptx
Trilha 07_ Interiorização do Brasil e a crise do sistema colonial.pptx
 
OCUPAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO.pptx
OCUPAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO.pptxOCUPAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO.pptx
OCUPAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO.pptx
 
regiosul-161101005248.pdf
regiosul-161101005248.pdfregiosul-161101005248.pdf
regiosul-161101005248.pdf
 
A exploração do ouro no brasil
A exploração do ouro no brasilA exploração do ouro no brasil
A exploração do ouro no brasil
 
Regiões Brasileiras
Regiões BrasileirasRegiões Brasileiras
Regiões Brasileiras
 
História do brasil aula 04
História do brasil   aula 04História do brasil   aula 04
História do brasil aula 04
 
História do brasil, invasões holandesas e francesa
História do brasil, invasões holandesas e francesaHistória do brasil, invasões holandesas e francesa
História do brasil, invasões holandesas e francesa
 
Paraná
ParanáParaná
Paraná
 
História de goiás completo
História de goiás completoHistória de goiás completo
História de goiás completo
 
Região sul pt1
Região sul pt1Região sul pt1
Região sul pt1
 
Geografia sudeste
Geografia   sudesteGeografia   sudeste
Geografia sudeste
 
Geografia sudeste-aspectos gerais
Geografia   sudeste-aspectos geraisGeografia   sudeste-aspectos gerais
Geografia sudeste-aspectos gerais
 
Breve HistóRico De Santo André
Breve HistóRico De Santo AndréBreve HistóRico De Santo André
Breve HistóRico De Santo André
 
Região Sudeste
Região SudesteRegião Sudeste
Região Sudeste
 
Mineração no Brasil Colônia
Mineração no Brasil ColôniaMineração no Brasil Colônia
Mineração no Brasil Colônia
 
Economia colonial
Economia colonialEconomia colonial
Economia colonial
 
ciculo do ouro.pdf
ciculo do ouro.pdfciculo do ouro.pdf
ciculo do ouro.pdf
 
A economia do brasil colonial
A economia do brasil colonialA economia do brasil colonial
A economia do brasil colonial
 
A SOCIEDADE MINERADORA NO BRASIL COLONIAL
A SOCIEDADE MINERADORA NO BRASIL COLONIALA SOCIEDADE MINERADORA NO BRASIL COLONIAL
A SOCIEDADE MINERADORA NO BRASIL COLONIAL
 

Mais de flaviocosac

Dossie republica dominicana 2020
Dossie republica dominicana 2020Dossie republica dominicana 2020
Dossie republica dominicana 2020
flaviocosac
 
O nosso lugar no universo
O nosso lugar no universoO nosso lugar no universo
O nosso lugar no universo
flaviocosac
 
O continente europeu
O continente europeuO continente europeu
O continente europeu
flaviocosac
 
Composicao9
Composicao9Composicao9
Composicao9
flaviocosac
 
Composicao8
Composicao8Composicao8
Composicao8
flaviocosac
 
Formacao territorio brasileiro
Formacao territorio brasileiroFormacao territorio brasileiro
Formacao territorio brasileiro
flaviocosac
 
Composicao7
Composicao7Composicao7
Composicao7
flaviocosac
 
Construindo um lugar
Construindo um lugarConstruindo um lugar
Construindo um lugar
flaviocosac
 
Composicao6
Composicao6Composicao6
Composicao6
flaviocosac
 
Hipóteses
HipótesesHipóteses
Hipóteses
flaviocosac
 
O espaço urbano
O espaço urbanoO espaço urbano
O espaço urbano
flaviocosac
 
A energia que movimenta o mundo
A energia que movimenta o mundoA energia que movimenta o mundo
A energia que movimenta o mundo
flaviocosac
 
Japão
JapãoJapão
Japão
flaviocosac
 
[Material de aula] tigres asiáticos
[Material de aula] tigres asiáticos[Material de aula] tigres asiáticos
[Material de aula] tigres asiáticos
flaviocosac
 
[Material de aula] china dragao asiatico
[Material de aula] china   dragao asiatico[Material de aula] china   dragao asiatico
[Material de aula] china dragao asiatico
flaviocosac
 
Religiões asiáticas
Religiões asiáticasReligiões asiáticas
Religiões asiáticas
flaviocosac
 
População asiática
População asiáticaPopulação asiática
População asiática
flaviocosac
 
Aspectos naturais do continente asiatico
Aspectos naturais do continente asiaticoAspectos naturais do continente asiatico
Aspectos naturais do continente asiatico
flaviocosac
 
União européia
União européiaUnião européia
União européia
flaviocosac
 
Europa 9º
Europa 9ºEuropa 9º
Europa 9º
flaviocosac
 

Mais de flaviocosac (20)

Dossie republica dominicana 2020
Dossie republica dominicana 2020Dossie republica dominicana 2020
Dossie republica dominicana 2020
 
O nosso lugar no universo
O nosso lugar no universoO nosso lugar no universo
O nosso lugar no universo
 
O continente europeu
O continente europeuO continente europeu
O continente europeu
 
Composicao9
Composicao9Composicao9
Composicao9
 
Composicao8
Composicao8Composicao8
Composicao8
 
Formacao territorio brasileiro
Formacao territorio brasileiroFormacao territorio brasileiro
Formacao territorio brasileiro
 
Composicao7
Composicao7Composicao7
Composicao7
 
Construindo um lugar
Construindo um lugarConstruindo um lugar
Construindo um lugar
 
Composicao6
Composicao6Composicao6
Composicao6
 
Hipóteses
HipótesesHipóteses
Hipóteses
 
O espaço urbano
O espaço urbanoO espaço urbano
O espaço urbano
 
A energia que movimenta o mundo
A energia que movimenta o mundoA energia que movimenta o mundo
A energia que movimenta o mundo
 
Japão
JapãoJapão
Japão
 
[Material de aula] tigres asiáticos
[Material de aula] tigres asiáticos[Material de aula] tigres asiáticos
[Material de aula] tigres asiáticos
 
[Material de aula] china dragao asiatico
[Material de aula] china   dragao asiatico[Material de aula] china   dragao asiatico
[Material de aula] china dragao asiatico
 
Religiões asiáticas
Religiões asiáticasReligiões asiáticas
Religiões asiáticas
 
População asiática
População asiáticaPopulação asiática
População asiática
 
Aspectos naturais do continente asiatico
Aspectos naturais do continente asiaticoAspectos naturais do continente asiatico
Aspectos naturais do continente asiatico
 
União européia
União européiaUnião européia
União européia
 
Europa 9º
Europa 9ºEuropa 9º
Europa 9º
 

Último

Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
AngelicaCostaMeirele2
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
felipescherner
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
Mary Alvarenga
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Leonel Morgado
 

Último (20)

Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 

Região sudeste parte 1

  • 1. REGIÃO SUDESTE O MEIO NATURAL OCUPAÇÃO E POVOAMENTO PERCURSO 21 PERCURSO 22
  • 2. APRESENTAÇÃO Região mais populosa e povoada do Brasil: 80.353.724 habitantes; Densidade Demográfica de 86,9 Hab/Km²; Concentrando 42% da população brasileira; É a principal região econômica do Brasil, responsável por 49,5% do PIB nacional; Atividades Econômicas promoveram intensos fluxos migratórios: Final do Século XVI a XVII  Ouro; Metade do Século XIX a meados do século XX  Café; Após Década de 1930  Indústrias. PÁG 178
  • 3. ASPECTOS FÍSICOS DO MEIO NATURAL RELEVO •Serras e Planaltos de Topos Arredondados, chamados de Mares de Morros (Mantiqueira, Serra do Mar e Serra do Espinhaço; •Duas depressões; •Planície Costeira com “Pães de Açúcar” (formações com cume arredondado e encosta abrupta). HIDROGRAFIA •Faz parte de 4 Bacias que são compartilhadas com outras regiões: Rio São Francisco, Rio Paraná, Costeira do Nordeste Oriental e Costeira do Sudeste; •Apresenta Grande Potencial Hidrelétrico e também é a região que mais consome energia elétrica (indústrias); •Hidrovia Tietê-Paraná, navegação através de eclusas. CLIMA •Compreende 4 tipos - Tropical com Verão Úmido e Inverno Seco, Tropical de Altitude, Tropical Litorâneo Úmido e Subtropical Úmido (cidade de São Paulo); •Subtropical Úmido: Temperatura em torno de 19ºC anuais, 1450mm de precipitação média VEGETAÇÃO •Existem 4 tipos de cobertura vegetal: predomínio da Mata Atlântica, grande mancha de Cerrado em SP e MG, Vegetação Litorânea e Caatinga no norte de MG; •Todas as formações vegetais foram destruídas pela urbanização e pela agropecuária. PÁGS 179 a 183
  • 4. CONFRONTAR FIG.2 RIO TIETÊ (TRECHO CAPITAL) HIDROVIA TIETÊ-PARANÁ LITORAL PAULISTA (SERRA DO MAR)
  • 5. MANGUE NO LITORAL CARIOCA CAATINGA NO NORTE DE MG FLORESTA AMAZÔNICA NA SERRA DA CANTAREIRA CERRADO NO OESTE DE MG
  • 7. INÍCIO DO POVOAMENTO 1500: Os portugueses não demostraram interesse, pois não encontraram grandes atrativos econômicos (ouro e prata). Abandonaram a terra por cerca de 30 anos; Tal abandono despertou o interesse de outros povos (franceses, holandeses); Necessidade de garantir a posse do território – Expedição de Martim Afonso de Sousa – 1532; Fundação da Primeira Cidade Brasileira: São Vicente (cultivo da cana de açúcar e criação de gado). SÃO VICENTE MARTIM AFONSO PÁG 184
  • 9. VILAS = “Projetos de Cidades” VILA DE SÃO PAULO DE PIRATININGA VILA NO MINECRAFT
  • 10. INÍCIO DO POVOAMENTO 1532  São Vicente; 1535  Vila Nossa Senhora da Vitória (atual Vila Velha); 1545  Todos-os-Santos (atual Santos); 1551  Vila Nova do Espírito Santo (atual Vitória); 1554  Vila de São Paulo de Piratininga (atual São Paulo). Primeira cidade fundada no planalto (interior), após ultrapassar a barreira da Serra do Mar; Localizada ENTRE OS RIOS Tamanduateí e Tietê; Fundada por jesuítas (Padres Manuel da Nóbrega e José de Anchieta). 1565  São Sebastião (atual Rio de Janeiro); CRONOLOGIA DA FUNDAÇÃO DAS PRINCIPAIS CIDADES FUNDADAS NO LITORAL FUNDADA NO PLANALTO PÁG 185
  • 11. VILA VELHA RIO DE JANEIRO VITÓRIA SANTOS
  • 12. DA VILA DE SÃO PAULO PARA O INTERIOR XVI – XVII: Vila de São Paulo manteve-se pobre e isolada; Nordeste Açucareiro liderava a economia; XVII – XVIII: São Paulo se tornou centro irradiador de bandeiras: Aprisionamento de Indígenas para vendê-los nas fazendas açucareiras; Descobrir Ouro e Pedras Preciosas. Bandeiras permitiram o início do povoamento do interior. PÁG 185
  • 14. A MINERAÇÃO E A PRODUÇÃO DE ESPAÇO FINAL DO SÉCULO XVII: Descoberta de ouro e pedras preciosas em Minas Gerais; A Mineração torna-se a principal atividade econômica do Século XVIII, por esse motivo o centro político- administrativo foi transferido de Salvador para o Rio de Janeiro; METADE DO SÉCULO XVIII: Decadência da Mineração; Famílias migram para São Paulo e Rio de Janeiro em busca de solos férteis para a prática de agricultura. PÁG 186
  • 15. A CAFEICULTURA E A PRODUÇÃO DE ESPAÇOS GEOGRÁFICOS NO SUDESTE Declínio do Ouro  Café Trazido por Francisco de Melo Palheta em 1727 e cultivado no Pará, entretanto as condições climáticas não são favoráveis; Somente no final do século XVIII que o café encontrou seu “lugar ideal”: o Rio de Janeiro (solo e clima favorável); Posteriormente, o café ganha espaço em toda a Região Sudeste: Vale do Paraíba, Zona da Mata Mineira e Triângulo Mineiro; O avanço da cafeicultura provocou intensos desmatamentos na Mata Atlântica. PÁGS 188 e 189
  • 16. DESMATAMENTO DA MATA ATLÂNTICA