SlideShare uma empresa Scribd logo
Sonia Regina de Souza Guedes
A região Nordeste, ocupa área de 1.561.177,8 km2.  Sua população é de 45.924.812 habitantes.
Estados e capitais da Região Nordeste Maranhão (MA) – São Luís Piauí (PI) - Teresina Ceará (CE) - Fortaleza Rio Grande do Norte (RN) - Natal Paraíba (PB) – João Pessoa Pernambuco (PE) - Recife Alagoas (AL) - Maceió Sergipe (SE) - Aracaju Bahia (BA) - Salvador
A expectativa de vida na região Nordeste é a menor do País: 64 anos.  Sua densidade demográfica é de 28,73 habitantes por km2 e a maior parte da população concentra-se na zona urbana (60,6%).
A região Nordeste encontra-se dividida em quatro sub-regiões:  1 meio-norte  2 sertão 3 agreste  4 zona da mata A vegetação original na Zona da Mata era a Mata Atlântica, e hoje é uma área que possui alto nível de urbanização; nessa região se concentra os principais centros regionais do Nordeste. A Mata Atlântica, a qual encontra-se reduzida a apenas 7% de seus 1,36 milhões de quilômetros de cobertura florestal está ameaçada de extinção.
Vegetação :   Mata Atlântica  (em pequenas áreas da região próxima ao litoral);  Cerrado  (oeste da Bahia e sul do Maranhão),  Caatinga  ( no sertão nordestino, interior), Mata dos Cocais (em áreas do Maranhão, Piauí, Rio Grande do Norte e Ceará).
Rios Principais :   Rio São Francisco, desemboca no Oceano Atlântico.É uma importante via de transporte de mercadorias na região.  Os principais produtos transportados,  são: sal, arroz, soja, açúcar, cimento, areia,  manufaturados, madeira e alguns minérios. Rio Parnaíba,  Rio Jaguaribe,  Rio Capibaribe,  Rio Piranhas-Açu  Rio Una.
Usinas Hidrelétricas Sobradinho Paulo Afonso Três Marias Xingó
Arquipélago de  Fernando de Noronha   é um arquipélago brasileiro formado por 21 ilhas e ilhotas, situado no Oceano Atlântico, a leste do Estado do Rio Grande do Norte e sob tutela do Estado de Pernambuco.
Agricultura Principais produtos agrícolas: cana-de-açúcar (principal produto), tabaco, algodão, cacau, caju, manga, uva e acerola.
Riquezas minerais :  petróleo  sal
Economia A economia da região Nordeste baseia-se: Na agroindústria do açúcar e do cacau.  Nas lavouras de fruticultura para exportação na área do vale do rio São Francisco.  O petróleo é explorado no litoral e na plataforma continental, no Estado da Bahia.  O setor de turismo, vem crescendo nos últimos anos.
A economia é bem diversificada. Nas cidades litorâneas destacam-se os serviços voltados para o turismo. Na pecuária, existe uma importante criação de bovinos nos estados do Maranhão, Piauí, Bahia e Pernambuco. Presença de indústrias: de calçados, produtos elétricos e eletrônicos, petroquímica (pólo petroquímico de Camaçari) e tecelagem.
Turismo As cidades litorâneas possuem uma ótima infra-estrutura turística (aeroportos, hotéis, pousadas, parques, etc). As praias se destacam pelas belezas naturais. Há também o turismo histórico-cultural, com cidades de arquitetura da época colonial (Recife, Olinda, Salvador, entre outras).
Principais Cidades da Região Nordeste   As principais são as cidades de Salvador, capital do Estado da Bahia, Recife, capital do Estado de Pernambuco, e Fortaleza, capital do Estado do Ceará.
Cultura Nordestina:  a cultura é bem diversificada e representa a união cultural de brancos (principalmente portugueses),índios e negros africanos. Na culinária, podemos destacar pratos típicos como, por exemplo, acarajé, vatapá, sarapatel, sururu e carne-de-sol. No campo da música, existem vários rítmos populares (axé, samba, xote, forró, xaxado, samba-de-roda, frevo e baião). Nas festas típicas nordestinas, destaca-se o bumba-meu-boi e as micaretas.
O  Vaqueiro  no Nordeste trabalha com o boi, vive em função do boi, veste roupa feita com o couro do boi.  As  rendeiras  fazem os mais variados trabalhos em renda.  O  cangaceiro  procura fazer a justiça com as próprias mãos.  O  beato , procura uma justiça eterna.  Ambos são o fruto da desgraça da seca e de uma estrutura social cruel. Tipos Humanos
O  cangaceiro , diz-se no Nordeste do Brasil, do criminoso errante, isolado ou em grupo, vivendo de assaltos e saques, perseguido, perseguindo, até a prisão ou morte numa luta com tropa da polícia ou com outro bando de cangaceiros.  O  colhedor de babaçu  carrega os coquilhos num cesto ou caçuá. Despeja-os próximo do rancho onde mora. Aí, ou então à sombra das palmeiras, começa o trabalho. Com um macete de madeira dura ajeita o coquilho sobre uma pedra. Com o pau quebra uma noz dura. Retira as amêndoas e abandona a casca.
O  apanhador de coco  é uma das profissões mais difíceis do Nordeste. O coco não é nativo do Brasil, os portugueses o trouxeram da Índia.  As  baianas  atuais descendentes de africanos (das tribos ioruba, nagô, mina, fula, haussá) são as que mais se esmeram no trajar. O  jangadeiro  é o herói do mar. A jangada veio da Ásia, é usada na pesca. A frágil embarcação não usa pregos. É feita de madeira leve para ajudar a flutuar.
Os  barqueiros , no baixo São Francisco existem trechos perigosos, temidos por eles.  Os  vendedores   das ruas  do Recife já estão, pela raridade, se tornando tipos folclóricos com seus pregões anunciando as mercadorias que vendem.  Os  repentistas  são artistas, pois criar versos cantados na hora, exige muita criatividade e inteligência, afinal os versos além de serem rimados devem ser engraçados e isso os repentistas sabem fazer com muita perfeição.
Frevo  -  Esta dança teve origem nos movimentos da Capoeira  Capoeira   -  O excelente esporte de ataque e defesa, trazido pelos negros d'Angola e que bem poderia ser a luta típica brasileira.  Danças
Bumba-meu-boi -  manifestação folclórica em que são representados, com danças, cantos e declamações, os acontecimentos ligados à vida, morte e ressurreição de um boi.  Os  Maracatus  mais antigos do Carnaval do Recife,  nasceram da tradição do Rei do Congo, implantada no Brasil pelos portugueses.
Caboclinhos  Cavalhada
 
A casa rural do nordestino é de pau-a-pique: madeira trançada com revestimento de barro de sopapo (bolas de barro molhado).  A farinha de mandioca é usada como alimentação básica de muitos nordestinos. A mandioca ralada vai caindo no cocho. Depois é imprensada no tipiti (cesto ou paneiro), para retirar um líquido venenoso chamado manipuera. Curiosidades
Problemas Sociais   O principal é a seca do Nordeste que atinge extensas áreas do sertão, levando pobreza e fome para os habitantes. Outros problemas   são: falta de moradia, desemprego, falta de assistência médica, subnutrição, mortalidade infantil e má distribuição das terras. Nas regiões atingidas pela seca, provoca  migrações  (gente que parte para outros lugares) e o  êxodo rural  (gente que deixa a zona rural para viver na zona urbana).

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Região nordeste
Região nordesteRegião nordeste
Região nordeste
Celia Carraro
 
Região nordeste
Região nordesteRegião nordeste
Região nordeste
Edvaldo S. Júnior
 
Geografia Do Brasil RegiõEs
Geografia Do Brasil   RegiõEsGeografia Do Brasil   RegiõEs
Geografia Do Brasil RegiõEs
Mateus Silva
 
Região norte 2009
Região norte 2009Região norte 2009
Região norte 2009
Manuel de Abreu
 
Sub região do nordeste
Sub região do nordesteSub região do nordeste
Sub região do nordeste
ISJ
 
região Sudeste
região Sudesteregião Sudeste
região Sudeste
Elizangela Ramos
 
Região Centro-Oeste
Região Centro-OesteRegião Centro-Oeste
Região Centro-Oeste
Matheus Felipe Schmitt
 
Região nordeste
Região nordesteRegião nordeste
Região nordeste
Adieizi Rodrigues Vieira
 
A cultura do nordeste
A cultura do nordesteA cultura do nordeste
A cultura do nordeste
Nicole Gouveia
 
As subregiões do nordeste brasileiro
As subregiões do nordeste brasileiroAs subregiões do nordeste brasileiro
As subregiões do nordeste brasileiro
CASSIA FERNANDES
 
Região sudeste novo 2
Região sudeste novo 2Região sudeste novo 2
Região sudeste novo 2
Claudia Cardoso
 
A região-nordeste-do-brasil
A região-nordeste-do-brasilA região-nordeste-do-brasil
A região-nordeste-do-brasil
Hélio Fernandes de Lima
 
Nordeste Brasileiro
Nordeste BrasileiroNordeste Brasileiro
Nordeste Brasileiro
Jailson Lima
 
Região nordeste zona da mata e agreste
Região nordeste   zona da mata e agresteRegião nordeste   zona da mata e agreste
Região nordeste zona da mata e agreste
flaviocosac
 
Evolução territorial do brasil em mapas (1534 atual
Evolução territorial do brasil em mapas (1534 atualEvolução territorial do brasil em mapas (1534 atual
Evolução territorial do brasil em mapas (1534 atual
Jailson Alves
 
ASPECTOS FÍSICOS DA EUROPA
ASPECTOS FÍSICOS DA EUROPAASPECTOS FÍSICOS DA EUROPA
ASPECTOS FÍSICOS DA EUROPA
Gustavo Silva de Souza
 
Geografia do Brasil - Região Nordeste
Geografia do Brasil - Região Nordeste Geografia do Brasil - Região Nordeste
Geografia do Brasil - Região Nordeste
Vania Leão
 
Região Nordeste
Região NordesteRegião Nordeste
Região Nordeste
Oberlania Alves
 
Unidade 7 8º ano- América do Sul
Unidade 7 8º ano- América do SulUnidade 7 8º ano- América do Sul
Unidade 7 8º ano- América do Sul
Christie Freitas
 
América central
América  centralAmérica  central
América central
Agla Santos
 

Mais procurados (20)

Região nordeste
Região nordesteRegião nordeste
Região nordeste
 
Região nordeste
Região nordesteRegião nordeste
Região nordeste
 
Geografia Do Brasil RegiõEs
Geografia Do Brasil   RegiõEsGeografia Do Brasil   RegiõEs
Geografia Do Brasil RegiõEs
 
Região norte 2009
Região norte 2009Região norte 2009
Região norte 2009
 
Sub região do nordeste
Sub região do nordesteSub região do nordeste
Sub região do nordeste
 
região Sudeste
região Sudesteregião Sudeste
região Sudeste
 
Região Centro-Oeste
Região Centro-OesteRegião Centro-Oeste
Região Centro-Oeste
 
Região nordeste
Região nordesteRegião nordeste
Região nordeste
 
A cultura do nordeste
A cultura do nordesteA cultura do nordeste
A cultura do nordeste
 
As subregiões do nordeste brasileiro
As subregiões do nordeste brasileiroAs subregiões do nordeste brasileiro
As subregiões do nordeste brasileiro
 
Região sudeste novo 2
Região sudeste novo 2Região sudeste novo 2
Região sudeste novo 2
 
A região-nordeste-do-brasil
A região-nordeste-do-brasilA região-nordeste-do-brasil
A região-nordeste-do-brasil
 
Nordeste Brasileiro
Nordeste BrasileiroNordeste Brasileiro
Nordeste Brasileiro
 
Região nordeste zona da mata e agreste
Região nordeste   zona da mata e agresteRegião nordeste   zona da mata e agreste
Região nordeste zona da mata e agreste
 
Evolução territorial do brasil em mapas (1534 atual
Evolução territorial do brasil em mapas (1534 atualEvolução territorial do brasil em mapas (1534 atual
Evolução territorial do brasil em mapas (1534 atual
 
ASPECTOS FÍSICOS DA EUROPA
ASPECTOS FÍSICOS DA EUROPAASPECTOS FÍSICOS DA EUROPA
ASPECTOS FÍSICOS DA EUROPA
 
Geografia do Brasil - Região Nordeste
Geografia do Brasil - Região Nordeste Geografia do Brasil - Região Nordeste
Geografia do Brasil - Região Nordeste
 
Região Nordeste
Região NordesteRegião Nordeste
Região Nordeste
 
Unidade 7 8º ano- América do Sul
Unidade 7 8º ano- América do SulUnidade 7 8º ano- América do Sul
Unidade 7 8º ano- América do Sul
 
América central
América  centralAmérica  central
América central
 

Destaque

Região Norte Trabalho De Portugues Master 1 Ano
Região Norte Trabalho De  Portugues Master 1 AnoRegião Norte Trabalho De  Portugues Master 1 Ano
Região Norte Trabalho De Portugues Master 1 Ano
Brayan Pimenta
 
Só nordestino entende
Só nordestino entendeSó nordestino entende
Só nordestino entende
ProfCalazans
 
VariaçãO LinguíStica
VariaçãO LinguíSticaVariaçãO LinguíStica
VariaçãO LinguíStica
Ewerton Gindri
 
A região nordeste
A região nordesteA região nordeste
Culinaria Nordestina
Culinaria NordestinaCulinaria Nordestina
Culinaria Nordestina
Sanny Pereira
 
Comida nordestina
Comida nordestinaComida nordestina
Comida nordestina
Oi Brasil
 
Webninario CONHECENDO BRASIL
Webninario CONHECENDO BRASILWebninario CONHECENDO BRASIL
Webninario CONHECENDO BRASIL
PortuguesOnline.com
 
A culinária cearense
A  culinária cearense A  culinária cearense
A culinária cearense
Marcioveras
 

Destaque (8)

Região Norte Trabalho De Portugues Master 1 Ano
Região Norte Trabalho De  Portugues Master 1 AnoRegião Norte Trabalho De  Portugues Master 1 Ano
Região Norte Trabalho De Portugues Master 1 Ano
 
Só nordestino entende
Só nordestino entendeSó nordestino entende
Só nordestino entende
 
VariaçãO LinguíStica
VariaçãO LinguíSticaVariaçãO LinguíStica
VariaçãO LinguíStica
 
A região nordeste
A região nordesteA região nordeste
A região nordeste
 
Culinaria Nordestina
Culinaria NordestinaCulinaria Nordestina
Culinaria Nordestina
 
Comida nordestina
Comida nordestinaComida nordestina
Comida nordestina
 
Webninario CONHECENDO BRASIL
Webninario CONHECENDO BRASILWebninario CONHECENDO BRASIL
Webninario CONHECENDO BRASIL
 
A culinária cearense
A  culinária cearense A  culinária cearense
A culinária cearense
 

Semelhante a Região nordeste 2009

Regiões brasileiras
Regiões brasileirasRegiões brasileiras
Regiões brasileiras
Nalva Nalvinha
 
Regionordeste 120830083855-phpapp02
Regionordeste 120830083855-phpapp02Regionordeste 120830083855-phpapp02
Regionordeste 120830083855-phpapp02
Giselda morais rodrigues do
 
Região nordeste
Região nordesteRegião nordeste
Região nordeste
souzaaline2
 
Bahia - Brasil.
Bahia - Brasil.Bahia - Brasil.
Bahia - Brasil.
Felipe Silveira
 
nordeste do brasil
nordeste do brasilnordeste do brasil
nordeste do brasil
Gean Bonatto
 
Nordeste
NordesteNordeste
Nordeste
frv
 
Orgulho de ser nordetino
Orgulho de ser nordetinoOrgulho de ser nordetino
Orgulho de ser nordetino
Ana Selma Sena Santos
 
Receitas da regiao norte Brasil
Receitas da regiao norte BrasilReceitas da regiao norte Brasil
Receitas da regiao norte Brasil
tibisaycotua
 
Bahia, o coração histórico do Brasil
Bahia, o coração histórico do BrasilBahia, o coração histórico do Brasil
Bahia, o coração histórico do Brasil
Émille Luz
 
Trabalho de artes
Trabalho de artesTrabalho de artes
Trabalho de artes
Weberth Diniz
 
CONTRIBUIÇÃO DO 3º ANO - JASIEL
CONTRIBUIÇÃO DO 3º ANO - JASIELCONTRIBUIÇÃO DO 3º ANO - JASIEL
CONTRIBUIÇÃO DO 3º ANO - JASIEL
CETEP RECÔNCAVO SAJ/BAHIA
 
Salvador
SalvadorSalvador
BAHIA_O_coracao_historico_do_Brasil.pptx
BAHIA_O_coracao_historico_do_Brasil.pptxBAHIA_O_coracao_historico_do_Brasil.pptx
BAHIA_O_coracao_historico_do_Brasil.pptx
UerleLimaDosSantos
 
Regiões Nordeste & sudeste
Regiões Nordeste & sudesteRegiões Nordeste & sudeste
Regiões Nordeste & sudeste
ThaynaStrey
 
A diversidade cultural no brasil (1) (1)
A diversidade cultural no brasil (1) (1)A diversidade cultural no brasil (1) (1)
A diversidade cultural no brasil (1) (1)
Atividades Diversas Cláudia
 
A diversidade cultural no brasil
A diversidade cultural no brasilA diversidade cultural no brasil
A diversidade cultural no brasil
Atividades Diversas Cláudia
 
REGIÃO NORTE aspectos econômicos e humanos.docx
REGIÃO  NORTE aspectos econômicos e humanos.docxREGIÃO  NORTE aspectos econômicos e humanos.docx
REGIÃO NORTE aspectos econômicos e humanos.docx
Luciane Pinheiro
 
Januária - Cultura
Januária - CulturaJanuária - Cultura
Januária - Cultura
Adriana Andrade
 
A diversidade cultural no brasil (1)
A diversidade cultural no brasil (1)A diversidade cultural no brasil (1)
A diversidade cultural no brasil (1)
Atividades Diversas Cláudia
 
A diversidade cultural no brasil (1)
A diversidade cultural no brasil (1)A diversidade cultural no brasil (1)
A diversidade cultural no brasil (1)
Atividades Diversas Cláudia
 

Semelhante a Região nordeste 2009 (20)

Regiões brasileiras
Regiões brasileirasRegiões brasileiras
Regiões brasileiras
 
Regionordeste 120830083855-phpapp02
Regionordeste 120830083855-phpapp02Regionordeste 120830083855-phpapp02
Regionordeste 120830083855-phpapp02
 
Região nordeste
Região nordesteRegião nordeste
Região nordeste
 
Bahia - Brasil.
Bahia - Brasil.Bahia - Brasil.
Bahia - Brasil.
 
nordeste do brasil
nordeste do brasilnordeste do brasil
nordeste do brasil
 
Nordeste
NordesteNordeste
Nordeste
 
Orgulho de ser nordetino
Orgulho de ser nordetinoOrgulho de ser nordetino
Orgulho de ser nordetino
 
Receitas da regiao norte Brasil
Receitas da regiao norte BrasilReceitas da regiao norte Brasil
Receitas da regiao norte Brasil
 
Bahia, o coração histórico do Brasil
Bahia, o coração histórico do BrasilBahia, o coração histórico do Brasil
Bahia, o coração histórico do Brasil
 
Trabalho de artes
Trabalho de artesTrabalho de artes
Trabalho de artes
 
CONTRIBUIÇÃO DO 3º ANO - JASIEL
CONTRIBUIÇÃO DO 3º ANO - JASIELCONTRIBUIÇÃO DO 3º ANO - JASIEL
CONTRIBUIÇÃO DO 3º ANO - JASIEL
 
Salvador
SalvadorSalvador
Salvador
 
BAHIA_O_coracao_historico_do_Brasil.pptx
BAHIA_O_coracao_historico_do_Brasil.pptxBAHIA_O_coracao_historico_do_Brasil.pptx
BAHIA_O_coracao_historico_do_Brasil.pptx
 
Regiões Nordeste & sudeste
Regiões Nordeste & sudesteRegiões Nordeste & sudeste
Regiões Nordeste & sudeste
 
A diversidade cultural no brasil (1) (1)
A diversidade cultural no brasil (1) (1)A diversidade cultural no brasil (1) (1)
A diversidade cultural no brasil (1) (1)
 
A diversidade cultural no brasil
A diversidade cultural no brasilA diversidade cultural no brasil
A diversidade cultural no brasil
 
REGIÃO NORTE aspectos econômicos e humanos.docx
REGIÃO  NORTE aspectos econômicos e humanos.docxREGIÃO  NORTE aspectos econômicos e humanos.docx
REGIÃO NORTE aspectos econômicos e humanos.docx
 
Januária - Cultura
Januária - CulturaJanuária - Cultura
Januária - Cultura
 
A diversidade cultural no brasil (1)
A diversidade cultural no brasil (1)A diversidade cultural no brasil (1)
A diversidade cultural no brasil (1)
 
A diversidade cultural no brasil (1)
A diversidade cultural no brasil (1)A diversidade cultural no brasil (1)
A diversidade cultural no brasil (1)
 

Mais de Manuel de Abreu

Divulgao2bparaalunosmabreu2014 140324191321-phpapp01
Divulgao2bparaalunosmabreu2014 140324191321-phpapp01Divulgao2bparaalunosmabreu2014 140324191321-phpapp01
Divulgao2bparaalunosmabreu2014 140324191321-phpapp01
Manuel de Abreu
 
Divulgao1bparaalunosmabreu2014
Divulgao1bparaalunosmabreu2014Divulgao1bparaalunosmabreu2014
Divulgao1bparaalunosmabreu2014
Manuel de Abreu
 
Divulgação 3b para alunos mabreu
Divulgação 3b para alunos mabreuDivulgação 3b para alunos mabreu
Divulgação 3b para alunos mabreu
Manuel de Abreu
 
Divulgação para alunos mabreu
Divulgação para alunos mabreuDivulgação para alunos mabreu
Divulgação para alunos mabreu
Manuel de Abreu
 
Divulgação para alunos
Divulgação para alunos Divulgação para alunos
Divulgação para alunos
Manuel de Abreu
 
Slide saerjinho para divulgação[1]
Slide saerjinho para divulgação[1]Slide saerjinho para divulgação[1]
Slide saerjinho para divulgação[1]
Manuel de Abreu
 
Apresentação final
Apresentação finalApresentação final
Apresentação final
Manuel de Abreu
 
Pesquisa de ciências
Pesquisa de ciênciasPesquisa de ciências
Pesquisa de ciências
Manuel de Abreu
 
GESTÃO 2012 PROJETO VIDA
GESTÃO 2012 PROJETO VIDA GESTÃO 2012 PROJETO VIDA
GESTÃO 2012 PROJETO VIDA
Manuel de Abreu
 
Gestão 2012
Gestão 2012Gestão 2012
Gestão 2012
Manuel de Abreu
 
SAERJ 2012
SAERJ 2012SAERJ 2012
SAERJ 2012
Manuel de Abreu
 
Drogas blog da turma 2003
Drogas   blog da turma 2003Drogas   blog da turma 2003
Drogas blog da turma 2003
Manuel de Abreu
 
Apresentação estudantes niterói
Apresentação estudantes   niteróiApresentação estudantes   niterói
Apresentação estudantes niterói
Manuel de Abreu
 
Cartaz saerjinho 3ºb
Cartaz saerjinho 3ºbCartaz saerjinho 3ºb
Cartaz saerjinho 3ºb
Manuel de Abreu
 
Cartaz saerjinho 3ºb
Cartaz saerjinho 3ºbCartaz saerjinho 3ºb
Cartaz saerjinho 3ºb
Manuel de Abreu
 
Apresentação ideb
Apresentação idebApresentação ideb
Apresentação ideb
Manuel de Abreu
 
Turma 3002
Turma 3002Turma 3002
Turma 3002
Manuel de Abreu
 
Luany e mariana 1001
Luany e mariana   1001Luany e mariana   1001
Luany e mariana 1001
Manuel de Abreu
 
Saerjinho 2º bimestre alunos
Saerjinho 2º bimestre   alunosSaerjinho 2º bimestre   alunos
Saerjinho 2º bimestre alunos
Manuel de Abreu
 
Saerjinho 1º bimestre 2012
Saerjinho 1º bimestre 2012Saerjinho 1º bimestre 2012
Saerjinho 1º bimestre 2012
Manuel de Abreu
 

Mais de Manuel de Abreu (20)

Divulgao2bparaalunosmabreu2014 140324191321-phpapp01
Divulgao2bparaalunosmabreu2014 140324191321-phpapp01Divulgao2bparaalunosmabreu2014 140324191321-phpapp01
Divulgao2bparaalunosmabreu2014 140324191321-phpapp01
 
Divulgao1bparaalunosmabreu2014
Divulgao1bparaalunosmabreu2014Divulgao1bparaalunosmabreu2014
Divulgao1bparaalunosmabreu2014
 
Divulgação 3b para alunos mabreu
Divulgação 3b para alunos mabreuDivulgação 3b para alunos mabreu
Divulgação 3b para alunos mabreu
 
Divulgação para alunos mabreu
Divulgação para alunos mabreuDivulgação para alunos mabreu
Divulgação para alunos mabreu
 
Divulgação para alunos
Divulgação para alunos Divulgação para alunos
Divulgação para alunos
 
Slide saerjinho para divulgação[1]
Slide saerjinho para divulgação[1]Slide saerjinho para divulgação[1]
Slide saerjinho para divulgação[1]
 
Apresentação final
Apresentação finalApresentação final
Apresentação final
 
Pesquisa de ciências
Pesquisa de ciênciasPesquisa de ciências
Pesquisa de ciências
 
GESTÃO 2012 PROJETO VIDA
GESTÃO 2012 PROJETO VIDA GESTÃO 2012 PROJETO VIDA
GESTÃO 2012 PROJETO VIDA
 
Gestão 2012
Gestão 2012Gestão 2012
Gestão 2012
 
SAERJ 2012
SAERJ 2012SAERJ 2012
SAERJ 2012
 
Drogas blog da turma 2003
Drogas   blog da turma 2003Drogas   blog da turma 2003
Drogas blog da turma 2003
 
Apresentação estudantes niterói
Apresentação estudantes   niteróiApresentação estudantes   niterói
Apresentação estudantes niterói
 
Cartaz saerjinho 3ºb
Cartaz saerjinho 3ºbCartaz saerjinho 3ºb
Cartaz saerjinho 3ºb
 
Cartaz saerjinho 3ºb
Cartaz saerjinho 3ºbCartaz saerjinho 3ºb
Cartaz saerjinho 3ºb
 
Apresentação ideb
Apresentação idebApresentação ideb
Apresentação ideb
 
Turma 3002
Turma 3002Turma 3002
Turma 3002
 
Luany e mariana 1001
Luany e mariana   1001Luany e mariana   1001
Luany e mariana 1001
 
Saerjinho 2º bimestre alunos
Saerjinho 2º bimestre   alunosSaerjinho 2º bimestre   alunos
Saerjinho 2º bimestre alunos
 
Saerjinho 1º bimestre 2012
Saerjinho 1º bimestre 2012Saerjinho 1º bimestre 2012
Saerjinho 1º bimestre 2012
 

Último

Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdfAdaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
CamilaSouza544051
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Miguel Delamontagne
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
edusegtrab
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Falcão Brasil
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
Sandra Pratas
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Falcão Brasil
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptxVOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
mailabueno45
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
Ceiça Martins Vital
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
Falcão Brasil
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdfAdaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptxVOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 

Região nordeste 2009

  • 1. Sonia Regina de Souza Guedes
  • 2. A região Nordeste, ocupa área de 1.561.177,8 km2. Sua população é de 45.924.812 habitantes.
  • 3. Estados e capitais da Região Nordeste Maranhão (MA) – São Luís Piauí (PI) - Teresina Ceará (CE) - Fortaleza Rio Grande do Norte (RN) - Natal Paraíba (PB) – João Pessoa Pernambuco (PE) - Recife Alagoas (AL) - Maceió Sergipe (SE) - Aracaju Bahia (BA) - Salvador
  • 4. A expectativa de vida na região Nordeste é a menor do País: 64 anos. Sua densidade demográfica é de 28,73 habitantes por km2 e a maior parte da população concentra-se na zona urbana (60,6%).
  • 5. A região Nordeste encontra-se dividida em quatro sub-regiões: 1 meio-norte 2 sertão 3 agreste 4 zona da mata A vegetação original na Zona da Mata era a Mata Atlântica, e hoje é uma área que possui alto nível de urbanização; nessa região se concentra os principais centros regionais do Nordeste. A Mata Atlântica, a qual encontra-se reduzida a apenas 7% de seus 1,36 milhões de quilômetros de cobertura florestal está ameaçada de extinção.
  • 6. Vegetação : Mata Atlântica (em pequenas áreas da região próxima ao litoral); Cerrado (oeste da Bahia e sul do Maranhão), Caatinga ( no sertão nordestino, interior), Mata dos Cocais (em áreas do Maranhão, Piauí, Rio Grande do Norte e Ceará).
  • 7. Rios Principais : Rio São Francisco, desemboca no Oceano Atlântico.É uma importante via de transporte de mercadorias na região. Os principais produtos transportados, são: sal, arroz, soja, açúcar, cimento, areia, manufaturados, madeira e alguns minérios. Rio Parnaíba, Rio Jaguaribe, Rio Capibaribe, Rio Piranhas-Açu Rio Una.
  • 8. Usinas Hidrelétricas Sobradinho Paulo Afonso Três Marias Xingó
  • 9. Arquipélago de Fernando de Noronha é um arquipélago brasileiro formado por 21 ilhas e ilhotas, situado no Oceano Atlântico, a leste do Estado do Rio Grande do Norte e sob tutela do Estado de Pernambuco.
  • 10. Agricultura Principais produtos agrícolas: cana-de-açúcar (principal produto), tabaco, algodão, cacau, caju, manga, uva e acerola.
  • 11. Riquezas minerais : petróleo sal
  • 12. Economia A economia da região Nordeste baseia-se: Na agroindústria do açúcar e do cacau. Nas lavouras de fruticultura para exportação na área do vale do rio São Francisco. O petróleo é explorado no litoral e na plataforma continental, no Estado da Bahia. O setor de turismo, vem crescendo nos últimos anos.
  • 13. A economia é bem diversificada. Nas cidades litorâneas destacam-se os serviços voltados para o turismo. Na pecuária, existe uma importante criação de bovinos nos estados do Maranhão, Piauí, Bahia e Pernambuco. Presença de indústrias: de calçados, produtos elétricos e eletrônicos, petroquímica (pólo petroquímico de Camaçari) e tecelagem.
  • 14. Turismo As cidades litorâneas possuem uma ótima infra-estrutura turística (aeroportos, hotéis, pousadas, parques, etc). As praias se destacam pelas belezas naturais. Há também o turismo histórico-cultural, com cidades de arquitetura da época colonial (Recife, Olinda, Salvador, entre outras).
  • 15. Principais Cidades da Região Nordeste As principais são as cidades de Salvador, capital do Estado da Bahia, Recife, capital do Estado de Pernambuco, e Fortaleza, capital do Estado do Ceará.
  • 16. Cultura Nordestina: a cultura é bem diversificada e representa a união cultural de brancos (principalmente portugueses),índios e negros africanos. Na culinária, podemos destacar pratos típicos como, por exemplo, acarajé, vatapá, sarapatel, sururu e carne-de-sol. No campo da música, existem vários rítmos populares (axé, samba, xote, forró, xaxado, samba-de-roda, frevo e baião). Nas festas típicas nordestinas, destaca-se o bumba-meu-boi e as micaretas.
  • 17. O Vaqueiro no Nordeste trabalha com o boi, vive em função do boi, veste roupa feita com o couro do boi. As rendeiras fazem os mais variados trabalhos em renda. O cangaceiro procura fazer a justiça com as próprias mãos. O beato , procura uma justiça eterna. Ambos são o fruto da desgraça da seca e de uma estrutura social cruel. Tipos Humanos
  • 18. O cangaceiro , diz-se no Nordeste do Brasil, do criminoso errante, isolado ou em grupo, vivendo de assaltos e saques, perseguido, perseguindo, até a prisão ou morte numa luta com tropa da polícia ou com outro bando de cangaceiros. O colhedor de babaçu carrega os coquilhos num cesto ou caçuá. Despeja-os próximo do rancho onde mora. Aí, ou então à sombra das palmeiras, começa o trabalho. Com um macete de madeira dura ajeita o coquilho sobre uma pedra. Com o pau quebra uma noz dura. Retira as amêndoas e abandona a casca.
  • 19. O apanhador de coco é uma das profissões mais difíceis do Nordeste. O coco não é nativo do Brasil, os portugueses o trouxeram da Índia. As baianas atuais descendentes de africanos (das tribos ioruba, nagô, mina, fula, haussá) são as que mais se esmeram no trajar. O jangadeiro é o herói do mar. A jangada veio da Ásia, é usada na pesca. A frágil embarcação não usa pregos. É feita de madeira leve para ajudar a flutuar.
  • 20. Os barqueiros , no baixo São Francisco existem trechos perigosos, temidos por eles. Os vendedores das ruas do Recife já estão, pela raridade, se tornando tipos folclóricos com seus pregões anunciando as mercadorias que vendem. Os repentistas são artistas, pois criar versos cantados na hora, exige muita criatividade e inteligência, afinal os versos além de serem rimados devem ser engraçados e isso os repentistas sabem fazer com muita perfeição.
  • 21. Frevo - Esta dança teve origem nos movimentos da Capoeira Capoeira - O excelente esporte de ataque e defesa, trazido pelos negros d'Angola e que bem poderia ser a luta típica brasileira. Danças
  • 22. Bumba-meu-boi - manifestação folclórica em que são representados, com danças, cantos e declamações, os acontecimentos ligados à vida, morte e ressurreição de um boi. Os Maracatus mais antigos do Carnaval do Recife, nasceram da tradição do Rei do Congo, implantada no Brasil pelos portugueses.
  • 24.  
  • 25. A casa rural do nordestino é de pau-a-pique: madeira trançada com revestimento de barro de sopapo (bolas de barro molhado). A farinha de mandioca é usada como alimentação básica de muitos nordestinos. A mandioca ralada vai caindo no cocho. Depois é imprensada no tipiti (cesto ou paneiro), para retirar um líquido venenoso chamado manipuera. Curiosidades
  • 26. Problemas Sociais O principal é a seca do Nordeste que atinge extensas áreas do sertão, levando pobreza e fome para os habitantes. Outros problemas são: falta de moradia, desemprego, falta de assistência médica, subnutrição, mortalidade infantil e má distribuição das terras. Nas regiões atingidas pela seca, provoca migrações (gente que parte para outros lugares) e o êxodo rural (gente que deixa a zona rural para viver na zona urbana).