SlideShare uma empresa Scribd logo
Quando as Atitudes Vão Além das Palavras
“... Portanto, se por estarmos em Cristo,
temos algum poder, algum
encorajamento de amor, alguma
comunhão no Espírito, alguma profunda
fraternidade e compaixão, completai a
minha alegria, tendo o mesmo modo de
pensar, o mesmo amor, um só espírito e
uma só atitude...
... Nada façais por rivalidade nem por
vaidade; pelo contrário, cada um
considere, com toda a humildade, as
demais pessoas superiores a si mesmo.
Cada um zele, não apenas por seus
próprios interesses, mas igualmente
pelos interesses dos outros. Cristo, sendo
Deus, humilhou-se...
... Tende em vós o mesmo sentimento
que houve também em Cristo Jesus, o
qual, tendo plenamente a natureza de
Deus, não reivindicou o ser igual a Deus,
mas, pelo contrário, esvaziou-se a si
mesmo, assumindo plenamente a forma
de servo e tornando-se semelhante aos
seres humanos...
... Assim, na forma de homem,
humilhou-se a si mesmo,
entregando-se à obediência até
a morte, e morte de cruz.”
(Filipenses 2.1-8 KJA)
1. Tem o mesmo
MODO DE PENSAR
de Cristo
“... Cristo, sendo Deus,
humilhou-se...” (v.4b)
“Porque só seremos capazes
de cumprir uma ideia, se
formos capazes de nos
humilhar por elas.”
2. Tem o mesmo
AMOR de Cristo
“... Tende em vós o mesmo
sentimento que houve também
em Cristo Jesus, o qual, tendo
plenamente a natureza de Deus,
não reivindicou o ser igual a
Deus...” (v.5-6)
3. Está disposto a
MORRER por elas
“... mas, pelo contrário, esvaziou-se
a si mesmo, assumindo plenamente
a forma de servo e tornando-se
semelhante aos seres humanos.
Assim, na forma de homem,
humilhou-se a si mesmo,
entregando-se à obediência até a
morte, e morte de cruz.” (v.7-8)
1. Tem o mesmo MODO DE
PENSAR de Cristo
2. Tem o mesmo AMOR de
Cristo
3. Está disposto a MORRER
por elas

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Palestra o Caminho para o Pai
Palestra o Caminho para o PaiPalestra o Caminho para o Pai
Palestra o Caminho para o Pai
Izabel Cristina Fonseca
 
O livro dos escolhidos e a cultura da unidade
O livro dos escolhidos e a cultura da unidadeO livro dos escolhidos e a cultura da unidade
O livro dos escolhidos e a cultura da unidade
Pastor Paulo Francisco
 
Fé à luz da ciência
Fé à luz da ciênciaFé à luz da ciência
Fé à luz da ciência
jmeirelles
 
A arte de viver nos propósitos de cristo
A arte de viver nos propósitos de cristoA arte de viver nos propósitos de cristo
A arte de viver nos propósitos de cristo
Pastor Paulo Francisco
 
Igreja e missão ii
Igreja e missão iiIgreja e missão ii
Igreja e missão ii
Werkson Azeredo
 
Fraternidade.Jrcordeiro
Fraternidade.JrcordeiroFraternidade.Jrcordeiro
Fraternidade.Jrcordeiro
José Roberto Cordeiro
 
Fraternidade.Jrcordeiro
Fraternidade.JrcordeiroFraternidade.Jrcordeiro
Fraternidade.Jrcordeiro
José Roberto Cordeiro
 
Parabola do bom samaritano sermão - 2010 07 11
Parabola do bom samaritano   sermão - 2010 07 11Parabola do bom samaritano   sermão - 2010 07 11
Parabola do bom samaritano sermão - 2010 07 11
Paulo Dias Nogueira
 
Igreja com proposito ppt
Igreja com proposito pptIgreja com proposito ppt
Igreja com proposito ppt
Msegprint
 
O Bom Samaritano
O Bom SamaritanoO Bom Samaritano
O Bom Samaritano
Eduardo Henrique Marçal
 
Crê e segue
Crê e segueCrê e segue
Crê e segue
Helio Cruz
 
Cordas Comunidade Jocum Ponta
Cordas Comunidade Jocum PontaCordas Comunidade Jocum Ponta
Cordas Comunidade Jocum Ponta
Ana Campos
 
Espiritismo e Evangelho
Espiritismo e EvangelhoEspiritismo e Evangelho
Espiritismo e Evangelho
Izabel Cristina Fonseca
 
5 artigos da_remonstrancia
5 artigos da_remonstrancia5 artigos da_remonstrancia
5 artigos da_remonstrancia
Luiza Dayana
 
O caminho para o pai
O caminho para o paiO caminho para o pai
O caminho para o pai
carlos freire
 
Literatura indicada
Literatura indicadaLiteratura indicada
Literatura indicada
Dgospelrap
 
Qvcc 01 - introducao - a vontade de deus para cada um
Qvcc   01 - introducao - a vontade de deus para cada umQvcc   01 - introducao - a vontade de deus para cada um
Qvcc 01 - introducao - a vontade de deus para cada um
Cleudson Corrêa
 
Mandamentos de mutualidade - cuidar, sujeitar, suportar1
Mandamentos de mutualidade - cuidar, sujeitar, suportar1Mandamentos de mutualidade - cuidar, sujeitar, suportar1
Mandamentos de mutualidade - cuidar, sujeitar, suportar1
Osana Oliveira
 
Fé à Luz Da CiêNcia
Fé à Luz Da CiêNciaFé à Luz Da CiêNcia
Fé à Luz Da CiêNcia
guestdb504e
 
O adolescente e a temperança - lição 4
O adolescente e a temperança - lição 4 O adolescente e a temperança - lição 4
O adolescente e a temperança - lição 4
Quenia Damata
 

Mais procurados (20)

Palestra o Caminho para o Pai
Palestra o Caminho para o PaiPalestra o Caminho para o Pai
Palestra o Caminho para o Pai
 
O livro dos escolhidos e a cultura da unidade
O livro dos escolhidos e a cultura da unidadeO livro dos escolhidos e a cultura da unidade
O livro dos escolhidos e a cultura da unidade
 
Fé à luz da ciência
Fé à luz da ciênciaFé à luz da ciência
Fé à luz da ciência
 
A arte de viver nos propósitos de cristo
A arte de viver nos propósitos de cristoA arte de viver nos propósitos de cristo
A arte de viver nos propósitos de cristo
 
Igreja e missão ii
Igreja e missão iiIgreja e missão ii
Igreja e missão ii
 
Fraternidade.Jrcordeiro
Fraternidade.JrcordeiroFraternidade.Jrcordeiro
Fraternidade.Jrcordeiro
 
Fraternidade.Jrcordeiro
Fraternidade.JrcordeiroFraternidade.Jrcordeiro
Fraternidade.Jrcordeiro
 
Parabola do bom samaritano sermão - 2010 07 11
Parabola do bom samaritano   sermão - 2010 07 11Parabola do bom samaritano   sermão - 2010 07 11
Parabola do bom samaritano sermão - 2010 07 11
 
Igreja com proposito ppt
Igreja com proposito pptIgreja com proposito ppt
Igreja com proposito ppt
 
O Bom Samaritano
O Bom SamaritanoO Bom Samaritano
O Bom Samaritano
 
Crê e segue
Crê e segueCrê e segue
Crê e segue
 
Cordas Comunidade Jocum Ponta
Cordas Comunidade Jocum PontaCordas Comunidade Jocum Ponta
Cordas Comunidade Jocum Ponta
 
Espiritismo e Evangelho
Espiritismo e EvangelhoEspiritismo e Evangelho
Espiritismo e Evangelho
 
5 artigos da_remonstrancia
5 artigos da_remonstrancia5 artigos da_remonstrancia
5 artigos da_remonstrancia
 
O caminho para o pai
O caminho para o paiO caminho para o pai
O caminho para o pai
 
Literatura indicada
Literatura indicadaLiteratura indicada
Literatura indicada
 
Qvcc 01 - introducao - a vontade de deus para cada um
Qvcc   01 - introducao - a vontade de deus para cada umQvcc   01 - introducao - a vontade de deus para cada um
Qvcc 01 - introducao - a vontade de deus para cada um
 
Mandamentos de mutualidade - cuidar, sujeitar, suportar1
Mandamentos de mutualidade - cuidar, sujeitar, suportar1Mandamentos de mutualidade - cuidar, sujeitar, suportar1
Mandamentos de mutualidade - cuidar, sujeitar, suportar1
 
Fé à Luz Da CiêNcia
Fé à Luz Da CiêNciaFé à Luz Da CiêNcia
Fé à Luz Da CiêNcia
 
O adolescente e a temperança - lição 4
O adolescente e a temperança - lição 4 O adolescente e a temperança - lição 4
O adolescente e a temperança - lição 4
 

Destaque

Como Viver num Mundo Corrompido sem se Corromper
Como Viver num Mundo Corrompido sem se CorromperComo Viver num Mundo Corrompido sem se Corromper
Como Viver num Mundo Corrompido sem se Corromper
IBMemorialJC
 
O Caminho de um Vencedor
O Caminho de um VencedorO Caminho de um Vencedor
O Caminho de um Vencedor
IBMemorialJC
 
De Hoje em Diante
De Hoje em DianteDe Hoje em Diante
De Hoje em Diante
IBMemorialJC
 
Rompendo com o Ciclo de Dor
Rompendo com o Ciclo de DorRompendo com o Ciclo de Dor
Rompendo com o Ciclo de Dor
IBMemorialJC
 
Solução para as Dores da Vida
Solução para as Dores da VidaSolução para as Dores da Vida
Solução para as Dores da Vida
IBMemorialJC
 
Flechas nas Mãos do Pai
Flechas nas Mãos do PaiFlechas nas Mãos do Pai
Flechas nas Mãos do Pai
IBMemorialJC
 
Um Chamado para Mudar de Vida
Um Chamado para Mudar de VidaUm Chamado para Mudar de Vida
Um Chamado para Mudar de Vida
IBMemorialJC
 
A Escolha do Crescimento
A Escolha do CrescimentoA Escolha do Crescimento
A Escolha do Crescimento
IBMemorialJC
 
A Escolha do Perdão
A Escolha do PerdãoA Escolha do Perdão
A Escolha do Perdão
IBMemorialJC
 
A Escolha da Transformação
A Escolha da TransformaçãoA Escolha da Transformação
A Escolha da Transformação
IBMemorialJC
 
A Escolha da Liberdade
A Escolha da LiberdadeA Escolha da Liberdade
A Escolha da Liberdade
IBMemorialJC
 
Mudando uma Realidade
Mudando uma RealidadeMudando uma Realidade
Mudando uma Realidade
IBMemorialJC
 
Fé em Tempos Difíceis
Fé em Tempos DifíceisFé em Tempos Difíceis
Fé em Tempos Difíceis
IBMemorialJC
 
A Escolha da Esperança
A Escolha da EsperançaA Escolha da Esperança
A Escolha da Esperança
IBMemorialJC
 
Crescendo Através do Conhecimento e da Sabedoria
Crescendo Através do Conhecimento e da SabedoriaCrescendo Através do Conhecimento e da Sabedoria
Crescendo Através do Conhecimento e da Sabedoria
Igreja Batista Memorial em Jardim Catarina
 
Crise - A Melhor Hora para Acontecer um Milagre
Crise - A Melhor Hora para Acontecer um MilagreCrise - A Melhor Hora para Acontecer um Milagre
Crise - A Melhor Hora para Acontecer um Milagre
IBMemorialJC
 
O Segredo de uma Vida Enraizada
O Segredo de uma Vida EnraizadaO Segredo de uma Vida Enraizada
O Segredo de uma Vida Enraizada
Igreja Batista Memorial em Jardim Catarina
 
Nada Temerei
Nada TemereiNada Temerei

Destaque (18)

Como Viver num Mundo Corrompido sem se Corromper
Como Viver num Mundo Corrompido sem se CorromperComo Viver num Mundo Corrompido sem se Corromper
Como Viver num Mundo Corrompido sem se Corromper
 
O Caminho de um Vencedor
O Caminho de um VencedorO Caminho de um Vencedor
O Caminho de um Vencedor
 
De Hoje em Diante
De Hoje em DianteDe Hoje em Diante
De Hoje em Diante
 
Rompendo com o Ciclo de Dor
Rompendo com o Ciclo de DorRompendo com o Ciclo de Dor
Rompendo com o Ciclo de Dor
 
Solução para as Dores da Vida
Solução para as Dores da VidaSolução para as Dores da Vida
Solução para as Dores da Vida
 
Flechas nas Mãos do Pai
Flechas nas Mãos do PaiFlechas nas Mãos do Pai
Flechas nas Mãos do Pai
 
Um Chamado para Mudar de Vida
Um Chamado para Mudar de VidaUm Chamado para Mudar de Vida
Um Chamado para Mudar de Vida
 
A Escolha do Crescimento
A Escolha do CrescimentoA Escolha do Crescimento
A Escolha do Crescimento
 
A Escolha do Perdão
A Escolha do PerdãoA Escolha do Perdão
A Escolha do Perdão
 
A Escolha da Transformação
A Escolha da TransformaçãoA Escolha da Transformação
A Escolha da Transformação
 
A Escolha da Liberdade
A Escolha da LiberdadeA Escolha da Liberdade
A Escolha da Liberdade
 
Mudando uma Realidade
Mudando uma RealidadeMudando uma Realidade
Mudando uma Realidade
 
Fé em Tempos Difíceis
Fé em Tempos DifíceisFé em Tempos Difíceis
Fé em Tempos Difíceis
 
A Escolha da Esperança
A Escolha da EsperançaA Escolha da Esperança
A Escolha da Esperança
 
Crescendo Através do Conhecimento e da Sabedoria
Crescendo Através do Conhecimento e da SabedoriaCrescendo Através do Conhecimento e da Sabedoria
Crescendo Através do Conhecimento e da Sabedoria
 
Crise - A Melhor Hora para Acontecer um Milagre
Crise - A Melhor Hora para Acontecer um MilagreCrise - A Melhor Hora para Acontecer um Milagre
Crise - A Melhor Hora para Acontecer um Milagre
 
O Segredo de uma Vida Enraizada
O Segredo de uma Vida EnraizadaO Segredo de uma Vida Enraizada
O Segredo de uma Vida Enraizada
 
Nada Temerei
Nada TemereiNada Temerei
Nada Temerei
 

Mais de IBMemorialJC

Homem e Mulher: Criados para Cumprir os Propósitos de Deus
Homem e Mulher: Criados para Cumprir os Propósitos de DeusHomem e Mulher: Criados para Cumprir os Propósitos de Deus
Homem e Mulher: Criados para Cumprir os Propósitos de Deus
IBMemorialJC
 
Empreender com Criatividade à Luz da Bíblia
Empreender com Criatividade à Luz da BíbliaEmpreender com Criatividade à Luz da Bíblia
Empreender com Criatividade à Luz da Bíblia
IBMemorialJC
 
Reconstrutores da Cidade
Reconstrutores da CidadeReconstrutores da Cidade
Reconstrutores da Cidade
IBMemorialJC
 
Uma Igreja Relevante em sua Cidade
Uma Igreja Relevante em sua CidadeUma Igreja Relevante em sua Cidade
Uma Igreja Relevante em sua Cidade
IBMemorialJC
 
O Encontro que Você Precisa
O Encontro que Você PrecisaO Encontro que Você Precisa
O Encontro que Você Precisa
IBMemorialJC
 
Vencendo as Aflições da Vida
Vencendo as Aflições da VidaVencendo as Aflições da Vida
Vencendo as Aflições da Vida
IBMemorialJC
 
A Escolha de Confessar
A Escolha de ConfessarA Escolha de Confessar
A Escolha de Confessar
IBMemorialJC
 
A Escolha da Entrega
A Escolha da EntregaA Escolha da Entrega
A Escolha da Entrega
IBMemorialJC
 
O Convite Irrecusável
O Convite IrrecusávelO Convite Irrecusável
O Convite Irrecusável
IBMemorialJC
 
A Importância do Ensino de Jesus
A Importância do Ensino de JesusA Importância do Ensino de Jesus
A Importância do Ensino de Jesus
IBMemorialJC
 
Uma Chance para Recomeçar
Uma Chance para RecomeçarUma Chance para Recomeçar
Uma Chance para Recomeçar
IBMemorialJC
 
Siga o Mestre
Siga o MestreSiga o Mestre
Siga o Mestre
IBMemorialJC
 
Esperando Dias Melhores
Esperando Dias MelhoresEsperando Dias Melhores
Esperando Dias Melhores
IBMemorialJC
 
Espera em Deus
Espera em DeusEspera em Deus
Espera em Deus
IBMemorialJC
 
O Filho que Anda com o Pai
O Filho que Anda com o PaiO Filho que Anda com o Pai
O Filho que Anda com o Pai
IBMemorialJC
 
O Pai que Anda com Deus
O Pai que Anda com DeusO Pai que Anda com Deus
O Pai que Anda com Deus
IBMemorialJC
 
A Trajetória de um Conquistador
A Trajetória de um ConquistadorA Trajetória de um Conquistador
A Trajetória de um Conquistador
IBMemorialJC
 
Ganhar Pessoas na Perspectiva de Jesus
Ganhar Pessoas na Perspectiva de JesusGanhar Pessoas na Perspectiva de Jesus
Ganhar Pessoas na Perspectiva de Jesus
IBMemorialJC
 
Nunca Perca a Esperança
Nunca Perca a EsperançaNunca Perca a Esperança
Nunca Perca a Esperança
IBMemorialJC
 
Corra para Formar Novos Discípulos
Corra para Formar Novos DiscípulosCorra para Formar Novos Discípulos
Corra para Formar Novos Discípulos
IBMemorialJC
 

Mais de IBMemorialJC (20)

Homem e Mulher: Criados para Cumprir os Propósitos de Deus
Homem e Mulher: Criados para Cumprir os Propósitos de DeusHomem e Mulher: Criados para Cumprir os Propósitos de Deus
Homem e Mulher: Criados para Cumprir os Propósitos de Deus
 
Empreender com Criatividade à Luz da Bíblia
Empreender com Criatividade à Luz da BíbliaEmpreender com Criatividade à Luz da Bíblia
Empreender com Criatividade à Luz da Bíblia
 
Reconstrutores da Cidade
Reconstrutores da CidadeReconstrutores da Cidade
Reconstrutores da Cidade
 
Uma Igreja Relevante em sua Cidade
Uma Igreja Relevante em sua CidadeUma Igreja Relevante em sua Cidade
Uma Igreja Relevante em sua Cidade
 
O Encontro que Você Precisa
O Encontro que Você PrecisaO Encontro que Você Precisa
O Encontro que Você Precisa
 
Vencendo as Aflições da Vida
Vencendo as Aflições da VidaVencendo as Aflições da Vida
Vencendo as Aflições da Vida
 
A Escolha de Confessar
A Escolha de ConfessarA Escolha de Confessar
A Escolha de Confessar
 
A Escolha da Entrega
A Escolha da EntregaA Escolha da Entrega
A Escolha da Entrega
 
O Convite Irrecusável
O Convite IrrecusávelO Convite Irrecusável
O Convite Irrecusável
 
A Importância do Ensino de Jesus
A Importância do Ensino de JesusA Importância do Ensino de Jesus
A Importância do Ensino de Jesus
 
Uma Chance para Recomeçar
Uma Chance para RecomeçarUma Chance para Recomeçar
Uma Chance para Recomeçar
 
Siga o Mestre
Siga o MestreSiga o Mestre
Siga o Mestre
 
Esperando Dias Melhores
Esperando Dias MelhoresEsperando Dias Melhores
Esperando Dias Melhores
 
Espera em Deus
Espera em DeusEspera em Deus
Espera em Deus
 
O Filho que Anda com o Pai
O Filho que Anda com o PaiO Filho que Anda com o Pai
O Filho que Anda com o Pai
 
O Pai que Anda com Deus
O Pai que Anda com DeusO Pai que Anda com Deus
O Pai que Anda com Deus
 
A Trajetória de um Conquistador
A Trajetória de um ConquistadorA Trajetória de um Conquistador
A Trajetória de um Conquistador
 
Ganhar Pessoas na Perspectiva de Jesus
Ganhar Pessoas na Perspectiva de JesusGanhar Pessoas na Perspectiva de Jesus
Ganhar Pessoas na Perspectiva de Jesus
 
Nunca Perca a Esperança
Nunca Perca a EsperançaNunca Perca a Esperança
Nunca Perca a Esperança
 
Corra para Formar Novos Discípulos
Corra para Formar Novos DiscípulosCorra para Formar Novos Discípulos
Corra para Formar Novos Discípulos
 

Último

Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.128 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
PIB Penha
 
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.pptA VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
FranciscoAudisio2
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
DavidBertelli3
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
AlailzaSoares1
 
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
OBrasilParaCristoRad
 
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
PIB Penha
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Ricardo Azevedo
 
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
OBrasilParaCristoRad
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
Rogério Augusto Ayres de Araujo
 
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
PIB Penha
 
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
PIB Penha
 
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
PIB Penha
 
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.pptAngelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
mfixa3824
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
AntonioMugiba
 
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
PIB Penha
 
Lição 11 - Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
Lição 11 -  Avivamento e a Missão da Igreja.pptxLição 11 -  Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
Lição 11 - Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
LaerciodeSouzaSilva1
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptxO MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
valneirocha
 

Último (20)

Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.128 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
 
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.pptA VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
 
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
 
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
 
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
 
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
 
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
 
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
 
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.pptAngelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
 
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
 
Lição 11 - Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
Lição 11 -  Avivamento e a Missão da Igreja.pptxLição 11 -  Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
Lição 11 - Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptxO MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
 

Quando as Atitudes Vão Além das Palavras

  • 2. “... Portanto, se por estarmos em Cristo, temos algum poder, algum encorajamento de amor, alguma comunhão no Espírito, alguma profunda fraternidade e compaixão, completai a minha alegria, tendo o mesmo modo de pensar, o mesmo amor, um só espírito e uma só atitude...
  • 3. ... Nada façais por rivalidade nem por vaidade; pelo contrário, cada um considere, com toda a humildade, as demais pessoas superiores a si mesmo. Cada um zele, não apenas por seus próprios interesses, mas igualmente pelos interesses dos outros. Cristo, sendo Deus, humilhou-se...
  • 4. ... Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, o qual, tendo plenamente a natureza de Deus, não reivindicou o ser igual a Deus, mas, pelo contrário, esvaziou-se a si mesmo, assumindo plenamente a forma de servo e tornando-se semelhante aos seres humanos...
  • 5. ... Assim, na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, entregando-se à obediência até a morte, e morte de cruz.” (Filipenses 2.1-8 KJA)
  • 6. 1. Tem o mesmo MODO DE PENSAR de Cristo
  • 7. “... Cristo, sendo Deus, humilhou-se...” (v.4b)
  • 8. “Porque só seremos capazes de cumprir uma ideia, se formos capazes de nos humilhar por elas.”
  • 9. 2. Tem o mesmo AMOR de Cristo
  • 10. “... Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, o qual, tendo plenamente a natureza de Deus, não reivindicou o ser igual a Deus...” (v.5-6)
  • 11. 3. Está disposto a MORRER por elas
  • 12. “... mas, pelo contrário, esvaziou-se a si mesmo, assumindo plenamente a forma de servo e tornando-se semelhante aos seres humanos. Assim, na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, entregando-se à obediência até a morte, e morte de cruz.” (v.7-8)
  • 13. 1. Tem o mesmo MODO DE PENSAR de Cristo 2. Tem o mesmo AMOR de Cristo 3. Está disposto a MORRER por elas