SlideShare uma empresa Scribd logo
Poluição e Desertificação - Manual página 92 - 103<br />Introdução:<br />Neste trabalho vamos falar dos diferentes tipos de Poluição, tanto atmosférica como aquática e dos solos. Vamos abordar as suas causas, e as suas consequências para o ambiente e para os seres vivos. <br />Desenvolvimento do Trabalho:<br />Poluição Atmosférica <br />O que é a poluição atmosférica? <br />A poluição atmosférica consiste na alteração das características do ar, através da contaminação do mesmo, a qual pode causar problemas ao ser humano e ao ambiente.<br />Quais as causas para a existência de poluição atmosférica?<br />Existem várias causas para a poluição atmosférica, mas as principais são:<br />Gases com efeito de estufa, (GEE)<br />Óxidos de Enxofre e de Azoto<br />Clorofluorcarbonetos (CFC)<br />Gases com efeito de Estufa – GEE<br />O que são e o que provocam?<br />Alguns dos gases que pertencem aos GEE são por exemplo o vapor de água, o dióxido de carbono e o metano. A actividade humana tem vindo cada vez mais a aumentar a emissão destes gases que provocam as temperaturas altas: a superfície da terra fica cerca de 30 ºC mais quente do que estaria sem a presença destes gases, o que pode provocar o degelo das calotes polares e períodos de seca que são algumas das consequências do efeito de estufa.<br />Um dos piores gases é o metano, cerca de 20 vezes mais potente que o dióxido de carbono, e que é produzido pela flatulência dos ovinos e bovinos. <br />O que é o efeito de estufa?<br />O efeito de estufa consiste num processo que ocorre quando uma parte da radiação infravermelha é reflectida pela superfície terrestre e é absorvida por gases presentes na atmosfera. Como consequência disso, o calor fica retido na atmosfera, não sendo libertado para o espaço, o que provoca o aquecimento global. <br />O efeito de estufa também é necessário para a existência de vida, pois sem ele não era possível garantir a manutenção desta, mas em excesso torna-se prejudicial à saúde de todos os seres vivos.<br />Porque é que ultimamente se ouve falar tanto do efeito de estufa?<br />Nos tempos que correm o efeito de estufa tem aumentado consideravelmente e pode vir a destabilizar o equilíbrio energético do planeta e originar um fenómeno conhecido como aquecimento global. <br />O IPCC  (Painel Intergovernamental para as Mudanças Climáticas) no seu relatório mais recente diz que a maior parte deste aquecimento, observado durante os últimos 50 anos, deve-se muito provavelmente a um aumento dos gases efeito de estufa.<br />Muitos países têm aderido ao Protocolo de Quioto que tenta por em prática uma menor emissão destes gases.  <br />Óxidos de Enxofre e de Azoto:<br />O que são e o que provocam?<br />São os principais contribuintes para a formação das chuvas ácidas, e consequentemente da acidificação do meio, os quais provêem das emissões dos vulcões e de alguns processos biológicos que ocorrem nos solos, pântanos e oceanos.<br /> <br />A acção do ser humano no nosso planeta é também um grande responsável por este fenómeno. As principais fontes humanas desses gases são as indústrias, as centrais termoeléctricas e os veículos de transporte, situações onde ocorrem queima de combustíveis fósseis.<br />Geralmente a chuva ácida possui um pH à volta de 4,5,  podendo transformar por exemplo uma superfície de mármore em gesso.<br />Como se formam as chuvas ácidas?<br />Estes gases podem ser transportados para diferentes zonas do planeta durante algum tempo e percorrer muitos quilómetros na atmosfera antes de reagirem com partículas de água, originando ácidos que mais tarde se precipitam e que acidificam o meio.<br />Formam-se quando a concentração de dióxido de enxofre e óxidos de azoto é suficiente para reagir com as gotas de água suspensas no ar, ou seja as nuvens. Quando existem estas condições forma-se este tipo de precipitação que pode cair sob a forma de chuva, granizo ou neve.<br />Quais as consequências das chuvas ácidas?<br />As chuvas ácidas podem trazer problemas em muitos campos diferentes:<br />Para a Saúde:<br />A chuva ácida liberta metais tóxicos. Esses metais podem contaminar os rios e serem posteriormente utilizados pelo homem, por exemplo na sua alimentação, causando sérios problemas de saúde.<br />Nas Casas, Prédios e outros edifícios<br />A chuva ácida também ajuda a corroer alguns dos materiais utilizados nas construções, danificando algumas estruturas, como as barragens e as turbinas de geração de energia.<br />Para o meio ambiente<br />Lagos: Os lagos podem ser os mais prejudicados com o efeito das chuvas ácidas, pois podem ficar totalmente acidificados perdendo toda a biodiversidade. Pode provocar por exemplo a morte de plâncton, moluscos, peixes e anfíbios.<br />Desflorestação: A chuva ácida provoca clareiras, queima as folhas e os ramos matando as árvores. Uma floresta, vai sendo progressivamente reduzida, podendo eventualmente ser destruída.<br />Agricultura: A chuva ácida afecta as plantações quase da mesma forma que as florestas,  no entanto a destruição é mais rápida, uma vez que as plantas são todas do mesmo tamanho e assim, igualmente atingidas pelas chuvas ácidas.<br /> <br />Clorofluorcarbonetos (CFC)<br />O que são e o que provocam?<br />Os Clorofluorcarbonetos também conhecidos como CFC são compostos sintéticos, gasosos e tóxicos que podem ser utilizados como solventes (gás usado em sprays), expansores de plásticos, como refrigerantes em frigoríficos, aparelhos de ar condicionado e frigoríficos.<br />São considerados o principal causador do buraco na camada de ozono e desde a descoberta da sua toxicidade na atmosfera (onde pode permanecer até 75 anos antes de ser destruído), são feitas tentativas de eliminar o uso deste gás.<br />O que acontece para se provocarem danos na camada de Ozono?<br />Calcula-se que os Clorofluorcarbonetos sejam 15.000 vezes mais nocivos e prejudiciais para a camada de ozono do que o dióxido de carbono. Quando os Clorofluorcarbonetos são libertados na atmosfera, concentram-se na zona da estratosfera (onde se encontra a camada de ozono). Na estratosfera os Clorofluorcarbonetos sofrem uma reacção chamada Fotólise quando submetidos à radiação ultravioleta proveniente do sol. Após a reacção que ocorre, os CFC decompõem-se libertando gases que em contacto com o ozono, danificam-no e decompõem-no em oxigénio gasoso e monóxido de cloro.<br />                <br />Poluição Aquática <br />O que é a poluição Aquática? <br />A poluição aquática é a alteração indesejável das características físicas, químicas e biológicas da água com consequências para os ecossistemas e para o ser humano.<br />Quais as causas para a existência de poluição Aquática?<br />Existem várias causas para a poluição aquática, mas as principais são:<br />Resíduos Sólidos Urbanos (RSU)<br />Petróleo Bruto – Marés negras<br />Pesticidas <br />Materiais pesados <br />Adubos e efluentes orgânicos <br />Resíduos Sólidos Urbanos (RSU)<br />O que são e o que provocam?<br />RSU são as iniciais de Resíduos Sólidos Urbanos que corresponde ao lixo doméstico que resulta do nosso dia-a-dia como consumidores. O termo RSU é utilizado porque é mais específico e menos abrangente, estando associado apenas a resíduos sólidos não recicláveis ou reaproveitáveis, enquanto o termo lixo significa tudo aquilo que consideramos necessário eliminar.<br />Estes tipos de resíduos são conhecidos por muitas vezes se acumularem nos mares, rios e oceanos, poluindo as águas.<br />Petróleo Bruto – Marés negras<br />O que são e o que provocam?<br />Chama-se maré negra a um acidente que ocorre geralmente em pleno oceano, em que é derramado petróleo para a água, contaminando-a e matando muitos dos seres vivos que nela habitam. Muitas vezes o petróleo acaba por chegar à costa, que é preciso ser bem limpa para evitar mais problemas futuros. <br />Porque é que as marés negras são tão prejudiciais para o ambiente? <br />Durante os acidentes em que são derramadas grandes quantidades de petróleo, este acaba por se alastrar por grandes distâncias devido às correntes marinhas, acabando por chegar às praias. Esta substância é muito perigosa para todos os seres vivos e muitas vezes causa problemas irreversíveis. <br />Os raios solares não ultrapassam a camada de petróleo que se forma na superfície da água, desta forma, os seres fotossintéticos como por exemplo as algas, não conseguem realizar a fotossíntese, o que faz com que morram sem alimento, para além de a água ficar sem oxigénio disponível para os outros seres vivos poderem respirar.<br />Pesticidas<br />O que são e o que provocam?<br />Um pesticida é uma substância química que é utilizada para aniquilar pragas que possam por exemplo estar a destruir uma plantação. É utilizada em diversas formas de seres vivos, tais como: insectos, ervas daninhas, moluscos, pássaros, entre outros.<br />Não são necessariamente venenos, de qualquer forma são extremamente tóxicos para o ambiente e para o ser humano. Se os pesticidas forem mal utilizados podem provocar contaminações através da infiltração no solo ou até mesmo provocar a desertificação do terreno.<br />Metais Pesados <br />O que são e o que provocam?<br />Encontram-se em muitos produtos, tanto usados como produzidos na indústria, e são considerados os mais tóxicos de todos os poluentes devido aos problemas que causam na saúde. Alguns dos metais são por exemplo o alumínio, o chumbo, o cobalto, o mercúrio e o níquel.<br /> Que tipo de doenças podem provocar?<br />O metal alumínio pode provocar anemia que implica falta de ferro no sangue, o cobalto pode provocar uma doença nos pulmões chamada fibrose pulmonar que endurece os pulmões e pode levar à morte. Os metais pesados podem ainda provocar cancros e intoxicações.<br />Adubos e efluentes orgânicos<br />O que são e o que provocam?<br />Fertilizantes ou adubos são compostos químicos que visam completar as deficiências em substâncias dos solos para poder haver a sobrevivência dos vegetais. São aplicados na agricultura com o objectivo de melhorar a produção.<br />As plantas necessitam de diversos elementos químicos (nutrientes) que existem disponíveis no meio ambiente e são diretamente absorvidos pelas plantas. Aos elementos necessários e que são normalmente adicionados pelos agricultores às suas plantações para colmatar essas deficiências e aumentar a produtividade, chamamos adubos.<br />Antes de se aplicar qualquer tipo de adubo ao solo, deve-se antes fazer uma análise química para que, dessa forma, se saiba se há falta de algum composto químico nesse solo e que seja necessário à planta.<br />Os adubos, não desvalorizando o seu mérito na agricultura, podem causar poluição de solos e cursos de água.<br />Os efluentes orgânicos são os esgotos resultantes da atividade humana causando também poluição.<br />O que é a Eutrofização?<br />Eutrofização é o enriquecimento exagerado e prejudicial das águas de ecossistemas aquáticos, através do aumento da concentração de nutrientes, principalmente azoto e fósforo. Este processo pode ocorrer naturalmente ou ser induzido pela acção do homem. Quando ocorre de forma natural o processo é lento e é um resultado do acumular de nutrientes trazidos pelas chuvas e águas superficiais. Quando esse processo é induzido pelo homem, ele acontece de maneira rápida e a Eutrofização passa a ser uma doença para os reservatórios de água doce.<br />Poluição dos Solos:<br />O que é a poluição dos Solos? <br />A poluição dos solos é a alteração indesejável nas características físicas, químicas e biológicas do solo, com consequências para os ecossistemas e para o ser humano.<br />Quais as causas para a existência de poluição dos Solos?<br />A principal causa de poluição nos solos está muito relacionada com a aquática e com a atmosférica, pois é destas que provêm os químicos, resíduos, agroquímicos (usados para controlar pragas), entre outros que alteram a qualidade dos solos e provocam um problema cada vez mais comum em todo o mundo designado por desertificação. <br />Poluentes da atmosfera e da água:<br />O que é a Desertificação?<br />Desertificação é um fenómeno em que um determinado solo é transformado em deserto, através da acção humana ou de um processo natural, como por exemplo as alterações climáticas. No processo de desertificação, a vegetação reduz-se consideravelmente ou acaba por desaparecer totalmente. Nesta transformação, o solo perde as suas propriedades, tornando-se infértil. <br />Como podemos proteger os solos da desertificação?<br />Uma das maneiras de impedir que os solos desertifiquem é praticando uma agricultura sustentável, que provoca menos poluição e evita a destruição da Natureza. <br />Outra estratégia utilizada para impedir a perda de solo fértil é a conservação do solo, que consiste em técnicas agrícolas, como por exemplo a rotatividade de culturas, em que se evita repetir a plantação de dois géneros de plantas no mesmo local. Estas técnicas abrandam o processo de desertificação e mantém a produtividade dos solos.<br />A agricultura biológica é um tipo de agricultura que não usa agroquímicos e por essa mesma razão não cansa tanto os solos. A prática desta agricultura é muito vantajosa e provoca melhorias a longo prazo na fertilidade dos solos. A falta de minerais nestes solos não é resolvida com produtos químicos, mas sim com naturais, como adubos ou fertilizantes orgânicos, ou então através do semeio de leguminosas. As pragas são aniquiladas com produtos naturais.<br />Conclusão: <br />Neste trabalho ficámos a conhecer melhor as diferentes causas dos vários tipos de poluição que afectam a vida na terra, assim como pudemos também ficar a saber maneiras de parar de poluir ou então a saber distinguir o que fazemos mal e que prejudica o ambiente. <br />
Poluição e desertificao final
Poluição e desertificao final
Poluição e desertificao final
Poluição e desertificao final
Poluição e desertificao final
Poluição e desertificao final
Poluição e desertificao final

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Conceitos-Poluição
Conceitos-Poluição Conceitos-Poluição
Conceitos-Poluição
Vitor Pereira Rodrigues
 
Poluição ambiental
Poluição ambientalPoluição ambiental
Poluição ambiental
macielle123
 
E se parássemos de poluir o planeta?
E se parássemos de poluir o planeta?E se parássemos de poluir o planeta?
E se parássemos de poluir o planeta?
batatapodre
 
Desequilibrio ambiental
Desequilibrio ambientalDesequilibrio ambiental
Desequilibrio ambiental
Ministério da Educação
 
Poluição e saúde pública
Poluição e saúde pública Poluição e saúde pública
Poluição e saúde pública
Lewis Sophia
 
Desequilíbrio ambiental
Desequilíbrio ambientalDesequilíbrio ambiental
Desequilíbrio ambiental
Werner Mendoza Blanco
 
Desequilibrios ambientais minicurso
Desequilibrios ambientais  minicursoDesequilibrios ambientais  minicurso
Desequilibrios ambientais minicurso
MARISTA , UVA, FIC, FAINTER, GÊNESIS
 
Química Ambiental
Química AmbientalQuímica Ambiental
Química Ambiental
Killer Max
 
Desiquilibrio Ambiente
Desiquilibrio AmbienteDesiquilibrio Ambiente
Desiquilibrio Ambiente
Sérgio Luiz
 
Poluição
PoluiçãoPoluição
Poluição
heartandstar
 
A PoluiçãO Do Ar
A PoluiçãO Do ArA PoluiçãO Do Ar
A PoluiçãO Do Ar
ekanhoca
 
DesequilíBrios Ambientais Completo
DesequilíBrios Ambientais CompletoDesequilíBrios Ambientais Completo
DesequilíBrios Ambientais Completo
profatatiana
 
Poluição Ambiental - Tema Transportes
Poluição  Ambiental - Tema TransportesPoluição  Ambiental - Tema Transportes
Poluição Ambiental - Tema Transportes
Lukas Lima
 
Perturbações no equilíbrio dos ecossistemas
Perturbações no equilíbrio dos ecossistemasPerturbações no equilíbrio dos ecossistemas
Perturbações no equilíbrio dos ecossistemas
Carla Ramalho
 
Trabalho De Ciências Naturais:Poluição
Trabalho De Ciências Naturais:PoluiçãoTrabalho De Ciências Naturais:Poluição
Trabalho De Ciências Naturais:Poluição
carolejuh
 
Poluição
PoluiçãoPoluição
Poluição
fabiopombo
 
Trabalho de ciencias poluição
Trabalho de ciencias poluiçãoTrabalho de ciencias poluição
Trabalho de ciencias poluição
Maria Duque
 
Desequilíbrio em Ecossistemas
Desequilíbrio em EcossistemasDesequilíbrio em Ecossistemas
Desequilíbrio em Ecossistemas
Roney Alex Pinheiro
 
Catastrofes humanas novo
Catastrofes humanas novoCatastrofes humanas novo
A Poluição (do Ar, da Água e do Solo)
A Poluição (do Ar, da Água e do Solo)A Poluição (do Ar, da Água e do Solo)
A Poluição (do Ar, da Água e do Solo)
Guilherme Lopes
 

Mais procurados (20)

Conceitos-Poluição
Conceitos-Poluição Conceitos-Poluição
Conceitos-Poluição
 
Poluição ambiental
Poluição ambientalPoluição ambiental
Poluição ambiental
 
E se parássemos de poluir o planeta?
E se parássemos de poluir o planeta?E se parássemos de poluir o planeta?
E se parássemos de poluir o planeta?
 
Desequilibrio ambiental
Desequilibrio ambientalDesequilibrio ambiental
Desequilibrio ambiental
 
Poluição e saúde pública
Poluição e saúde pública Poluição e saúde pública
Poluição e saúde pública
 
Desequilíbrio ambiental
Desequilíbrio ambientalDesequilíbrio ambiental
Desequilíbrio ambiental
 
Desequilibrios ambientais minicurso
Desequilibrios ambientais  minicursoDesequilibrios ambientais  minicurso
Desequilibrios ambientais minicurso
 
Química Ambiental
Química AmbientalQuímica Ambiental
Química Ambiental
 
Desiquilibrio Ambiente
Desiquilibrio AmbienteDesiquilibrio Ambiente
Desiquilibrio Ambiente
 
Poluição
PoluiçãoPoluição
Poluição
 
A PoluiçãO Do Ar
A PoluiçãO Do ArA PoluiçãO Do Ar
A PoluiçãO Do Ar
 
DesequilíBrios Ambientais Completo
DesequilíBrios Ambientais CompletoDesequilíBrios Ambientais Completo
DesequilíBrios Ambientais Completo
 
Poluição Ambiental - Tema Transportes
Poluição  Ambiental - Tema TransportesPoluição  Ambiental - Tema Transportes
Poluição Ambiental - Tema Transportes
 
Perturbações no equilíbrio dos ecossistemas
Perturbações no equilíbrio dos ecossistemasPerturbações no equilíbrio dos ecossistemas
Perturbações no equilíbrio dos ecossistemas
 
Trabalho De Ciências Naturais:Poluição
Trabalho De Ciências Naturais:PoluiçãoTrabalho De Ciências Naturais:Poluição
Trabalho De Ciências Naturais:Poluição
 
Poluição
PoluiçãoPoluição
Poluição
 
Trabalho de ciencias poluição
Trabalho de ciencias poluiçãoTrabalho de ciencias poluição
Trabalho de ciencias poluição
 
Desequilíbrio em Ecossistemas
Desequilíbrio em EcossistemasDesequilíbrio em Ecossistemas
Desequilíbrio em Ecossistemas
 
Catastrofes humanas novo
Catastrofes humanas novoCatastrofes humanas novo
Catastrofes humanas novo
 
A Poluição (do Ar, da Água e do Solo)
A Poluição (do Ar, da Água e do Solo)A Poluição (do Ar, da Água e do Solo)
A Poluição (do Ar, da Água e do Solo)
 

Semelhante a Poluição e desertificao final

Alterações na atmosfera e suas implicações
Alterações na atmosfera e suas implicaçõesAlterações na atmosfera e suas implicações
Alterações na atmosfera e suas implicações
guest3eaec9
 
Influência da atividade humana na temperatura e no clima
Influência da atividade humana na temperatura e no climaInfluência da atividade humana na temperatura e no clima
Influência da atividade humana na temperatura e no clima
henriquemsg
 
51.2.poluição e degradação de recursos2013.pol atmosférica
51.2.poluição e degradação de recursos2013.pol atmosférica51.2.poluição e degradação de recursos2013.pol atmosférica
51.2.poluição e degradação de recursos2013.pol atmosférica
Leonor Vaz Pereira
 
Poluiçao
PoluiçaoPoluiçao
Poluiçao
elsamariana
 
Tipos de poluição
Tipos de poluiçãoTipos de poluição
Tipos de poluição
Galo_Frito
 
Pertubnosecossistemas 8cap1011 powerpoint
Pertubnosecossistemas 8cap1011 powerpointPertubnosecossistemas 8cap1011 powerpoint
Pertubnosecossistemas 8cap1011 powerpoint
Carla Ramalho
 
Ciências naturais: Efeito estufa
Ciências naturais: Efeito estufaCiências naturais: Efeito estufa
Ciências naturais: Efeito estufa
Mariana Silva
 
Power Point Pinto
Power  Point  PintoPower  Point  Pinto
Power Point Pinto
elvira.sequeira
 
Aula 24 poluição
Aula 24   poluiçãoAula 24   poluição
Aula 24 poluição
Jonatas Carlos
 
Ambiente E Sociedade Atmosfera Parte II
Ambiente E Sociedade Atmosfera Parte IIAmbiente E Sociedade Atmosfera Parte II
Ambiente E Sociedade Atmosfera Parte II
Pedui
 
Quimica ambiental
Quimica ambientalQuimica ambiental
Quimica ambiental
Paulo Vaz
 
Poluição atmosférica
Poluição atmosféricaPoluição atmosférica
Poluição atmosférica
Helena Marques
 
Poluição e desertificao final
Poluição e desertificao finalPoluição e desertificao final
Poluição e desertificao final
bfp1997
 
Alterações na atmosfera
Alterações na atmosferaAlterações na atmosfera
Alterações na atmosfera
Mayjö .
 
Problemas Atmosféricos e Geopolítica da Água
Problemas Atmosféricos e Geopolítica da ÁguaProblemas Atmosféricos e Geopolítica da Água
Problemas Atmosféricos e Geopolítica da Água
Rogério Bartilotti
 
A poluicao
A poluicaoA poluicao
A poluicao
isabelanastacia
 
A poluicao
A poluicaoA poluicao
A poluicao
isabelanastacia
 
Mudanças Climáticas
Mudanças ClimáticasMudanças Climáticas
Mudanças Climáticas
Leonardo Vieira Hastenreiter
 
Meio ambiente thayná, tawanne...
Meio ambiente thayná, tawanne...Meio ambiente thayná, tawanne...
Meio ambiente thayná, tawanne...
ijptt
 
Poluição do ar
Poluição do arPoluição do ar
Poluição do ar
guest1481536
 

Semelhante a Poluição e desertificao final (20)

Alterações na atmosfera e suas implicações
Alterações na atmosfera e suas implicaçõesAlterações na atmosfera e suas implicações
Alterações na atmosfera e suas implicações
 
Influência da atividade humana na temperatura e no clima
Influência da atividade humana na temperatura e no climaInfluência da atividade humana na temperatura e no clima
Influência da atividade humana na temperatura e no clima
 
51.2.poluição e degradação de recursos2013.pol atmosférica
51.2.poluição e degradação de recursos2013.pol atmosférica51.2.poluição e degradação de recursos2013.pol atmosférica
51.2.poluição e degradação de recursos2013.pol atmosférica
 
Poluiçao
PoluiçaoPoluiçao
Poluiçao
 
Tipos de poluição
Tipos de poluiçãoTipos de poluição
Tipos de poluição
 
Pertubnosecossistemas 8cap1011 powerpoint
Pertubnosecossistemas 8cap1011 powerpointPertubnosecossistemas 8cap1011 powerpoint
Pertubnosecossistemas 8cap1011 powerpoint
 
Ciências naturais: Efeito estufa
Ciências naturais: Efeito estufaCiências naturais: Efeito estufa
Ciências naturais: Efeito estufa
 
Power Point Pinto
Power  Point  PintoPower  Point  Pinto
Power Point Pinto
 
Aula 24 poluição
Aula 24   poluiçãoAula 24   poluição
Aula 24 poluição
 
Ambiente E Sociedade Atmosfera Parte II
Ambiente E Sociedade Atmosfera Parte IIAmbiente E Sociedade Atmosfera Parte II
Ambiente E Sociedade Atmosfera Parte II
 
Quimica ambiental
Quimica ambientalQuimica ambiental
Quimica ambiental
 
Poluição atmosférica
Poluição atmosféricaPoluição atmosférica
Poluição atmosférica
 
Poluição e desertificao final
Poluição e desertificao finalPoluição e desertificao final
Poluição e desertificao final
 
Alterações na atmosfera
Alterações na atmosferaAlterações na atmosfera
Alterações na atmosfera
 
Problemas Atmosféricos e Geopolítica da Água
Problemas Atmosféricos e Geopolítica da ÁguaProblemas Atmosféricos e Geopolítica da Água
Problemas Atmosféricos e Geopolítica da Água
 
A poluicao
A poluicaoA poluicao
A poluicao
 
A poluicao
A poluicaoA poluicao
A poluicao
 
Mudanças Climáticas
Mudanças ClimáticasMudanças Climáticas
Mudanças Climáticas
 
Meio ambiente thayná, tawanne...
Meio ambiente thayná, tawanne...Meio ambiente thayná, tawanne...
Meio ambiente thayná, tawanne...
 
Poluição do ar
Poluição do arPoluição do ar
Poluição do ar
 

Último

Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Mary Alvarenga
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
cmeioctaciliabetesch
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
1000a
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
RenanSilva991968
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
sthefanydesr
 
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdfCaderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
carlaslr1
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 
0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
Giovana Gomes da Silva
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
analuisasesso
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdfthe_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
CarinaSoto12
 

Último (20)

Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
 
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdfCaderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 
0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdfthe_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
 

Poluição e desertificao final

  • 1. Poluição e Desertificação - Manual página 92 - 103<br />Introdução:<br />Neste trabalho vamos falar dos diferentes tipos de Poluição, tanto atmosférica como aquática e dos solos. Vamos abordar as suas causas, e as suas consequências para o ambiente e para os seres vivos. <br />Desenvolvimento do Trabalho:<br />Poluição Atmosférica <br />O que é a poluição atmosférica? <br />A poluição atmosférica consiste na alteração das características do ar, através da contaminação do mesmo, a qual pode causar problemas ao ser humano e ao ambiente.<br />Quais as causas para a existência de poluição atmosférica?<br />Existem várias causas para a poluição atmosférica, mas as principais são:<br />Gases com efeito de estufa, (GEE)<br />Óxidos de Enxofre e de Azoto<br />Clorofluorcarbonetos (CFC)<br />Gases com efeito de Estufa – GEE<br />O que são e o que provocam?<br />Alguns dos gases que pertencem aos GEE são por exemplo o vapor de água, o dióxido de carbono e o metano. A actividade humana tem vindo cada vez mais a aumentar a emissão destes gases que provocam as temperaturas altas: a superfície da terra fica cerca de 30 ºC mais quente do que estaria sem a presença destes gases, o que pode provocar o degelo das calotes polares e períodos de seca que são algumas das consequências do efeito de estufa.<br />Um dos piores gases é o metano, cerca de 20 vezes mais potente que o dióxido de carbono, e que é produzido pela flatulência dos ovinos e bovinos. <br />O que é o efeito de estufa?<br />O efeito de estufa consiste num processo que ocorre quando uma parte da radiação infravermelha é reflectida pela superfície terrestre e é absorvida por gases presentes na atmosfera. Como consequência disso, o calor fica retido na atmosfera, não sendo libertado para o espaço, o que provoca o aquecimento global. <br />O efeito de estufa também é necessário para a existência de vida, pois sem ele não era possível garantir a manutenção desta, mas em excesso torna-se prejudicial à saúde de todos os seres vivos.<br />Porque é que ultimamente se ouve falar tanto do efeito de estufa?<br />Nos tempos que correm o efeito de estufa tem aumentado consideravelmente e pode vir a destabilizar o equilíbrio energético do planeta e originar um fenómeno conhecido como aquecimento global. <br />O IPCC  (Painel Intergovernamental para as Mudanças Climáticas) no seu relatório mais recente diz que a maior parte deste aquecimento, observado durante os últimos 50 anos, deve-se muito provavelmente a um aumento dos gases efeito de estufa.<br />Muitos países têm aderido ao Protocolo de Quioto que tenta por em prática uma menor emissão destes gases. <br />Óxidos de Enxofre e de Azoto:<br />O que são e o que provocam?<br />São os principais contribuintes para a formação das chuvas ácidas, e consequentemente da acidificação do meio, os quais provêem das emissões dos vulcões e de alguns processos biológicos que ocorrem nos solos, pântanos e oceanos.<br /> <br />A acção do ser humano no nosso planeta é também um grande responsável por este fenómeno. As principais fontes humanas desses gases são as indústrias, as centrais termoeléctricas e os veículos de transporte, situações onde ocorrem queima de combustíveis fósseis.<br />Geralmente a chuva ácida possui um pH à volta de 4,5,  podendo transformar por exemplo uma superfície de mármore em gesso.<br />Como se formam as chuvas ácidas?<br />Estes gases podem ser transportados para diferentes zonas do planeta durante algum tempo e percorrer muitos quilómetros na atmosfera antes de reagirem com partículas de água, originando ácidos que mais tarde se precipitam e que acidificam o meio.<br />Formam-se quando a concentração de dióxido de enxofre e óxidos de azoto é suficiente para reagir com as gotas de água suspensas no ar, ou seja as nuvens. Quando existem estas condições forma-se este tipo de precipitação que pode cair sob a forma de chuva, granizo ou neve.<br />Quais as consequências das chuvas ácidas?<br />As chuvas ácidas podem trazer problemas em muitos campos diferentes:<br />Para a Saúde:<br />A chuva ácida liberta metais tóxicos. Esses metais podem contaminar os rios e serem posteriormente utilizados pelo homem, por exemplo na sua alimentação, causando sérios problemas de saúde.<br />Nas Casas, Prédios e outros edifícios<br />A chuva ácida também ajuda a corroer alguns dos materiais utilizados nas construções, danificando algumas estruturas, como as barragens e as turbinas de geração de energia.<br />Para o meio ambiente<br />Lagos: Os lagos podem ser os mais prejudicados com o efeito das chuvas ácidas, pois podem ficar totalmente acidificados perdendo toda a biodiversidade. Pode provocar por exemplo a morte de plâncton, moluscos, peixes e anfíbios.<br />Desflorestação: A chuva ácida provoca clareiras, queima as folhas e os ramos matando as árvores. Uma floresta, vai sendo progressivamente reduzida, podendo eventualmente ser destruída.<br />Agricultura: A chuva ácida afecta as plantações quase da mesma forma que as florestas,  no entanto a destruição é mais rápida, uma vez que as plantas são todas do mesmo tamanho e assim, igualmente atingidas pelas chuvas ácidas.<br /> <br />Clorofluorcarbonetos (CFC)<br />O que são e o que provocam?<br />Os Clorofluorcarbonetos também conhecidos como CFC são compostos sintéticos, gasosos e tóxicos que podem ser utilizados como solventes (gás usado em sprays), expansores de plásticos, como refrigerantes em frigoríficos, aparelhos de ar condicionado e frigoríficos.<br />São considerados o principal causador do buraco na camada de ozono e desde a descoberta da sua toxicidade na atmosfera (onde pode permanecer até 75 anos antes de ser destruído), são feitas tentativas de eliminar o uso deste gás.<br />O que acontece para se provocarem danos na camada de Ozono?<br />Calcula-se que os Clorofluorcarbonetos sejam 15.000 vezes mais nocivos e prejudiciais para a camada de ozono do que o dióxido de carbono. Quando os Clorofluorcarbonetos são libertados na atmosfera, concentram-se na zona da estratosfera (onde se encontra a camada de ozono). Na estratosfera os Clorofluorcarbonetos sofrem uma reacção chamada Fotólise quando submetidos à radiação ultravioleta proveniente do sol. Após a reacção que ocorre, os CFC decompõem-se libertando gases que em contacto com o ozono, danificam-no e decompõem-no em oxigénio gasoso e monóxido de cloro.<br /> <br />Poluição Aquática <br />O que é a poluição Aquática? <br />A poluição aquática é a alteração indesejável das características físicas, químicas e biológicas da água com consequências para os ecossistemas e para o ser humano.<br />Quais as causas para a existência de poluição Aquática?<br />Existem várias causas para a poluição aquática, mas as principais são:<br />Resíduos Sólidos Urbanos (RSU)<br />Petróleo Bruto – Marés negras<br />Pesticidas <br />Materiais pesados <br />Adubos e efluentes orgânicos <br />Resíduos Sólidos Urbanos (RSU)<br />O que são e o que provocam?<br />RSU são as iniciais de Resíduos Sólidos Urbanos que corresponde ao lixo doméstico que resulta do nosso dia-a-dia como consumidores. O termo RSU é utilizado porque é mais específico e menos abrangente, estando associado apenas a resíduos sólidos não recicláveis ou reaproveitáveis, enquanto o termo lixo significa tudo aquilo que consideramos necessário eliminar.<br />Estes tipos de resíduos são conhecidos por muitas vezes se acumularem nos mares, rios e oceanos, poluindo as águas.<br />Petróleo Bruto – Marés negras<br />O que são e o que provocam?<br />Chama-se maré negra a um acidente que ocorre geralmente em pleno oceano, em que é derramado petróleo para a água, contaminando-a e matando muitos dos seres vivos que nela habitam. Muitas vezes o petróleo acaba por chegar à costa, que é preciso ser bem limpa para evitar mais problemas futuros. <br />Porque é que as marés negras são tão prejudiciais para o ambiente? <br />Durante os acidentes em que são derramadas grandes quantidades de petróleo, este acaba por se alastrar por grandes distâncias devido às correntes marinhas, acabando por chegar às praias. Esta substância é muito perigosa para todos os seres vivos e muitas vezes causa problemas irreversíveis. <br />Os raios solares não ultrapassam a camada de petróleo que se forma na superfície da água, desta forma, os seres fotossintéticos como por exemplo as algas, não conseguem realizar a fotossíntese, o que faz com que morram sem alimento, para além de a água ficar sem oxigénio disponível para os outros seres vivos poderem respirar.<br />Pesticidas<br />O que são e o que provocam?<br />Um pesticida é uma substância química que é utilizada para aniquilar pragas que possam por exemplo estar a destruir uma plantação. É utilizada em diversas formas de seres vivos, tais como: insectos, ervas daninhas, moluscos, pássaros, entre outros.<br />Não são necessariamente venenos, de qualquer forma são extremamente tóxicos para o ambiente e para o ser humano. Se os pesticidas forem mal utilizados podem provocar contaminações através da infiltração no solo ou até mesmo provocar a desertificação do terreno.<br />Metais Pesados <br />O que são e o que provocam?<br />Encontram-se em muitos produtos, tanto usados como produzidos na indústria, e são considerados os mais tóxicos de todos os poluentes devido aos problemas que causam na saúde. Alguns dos metais são por exemplo o alumínio, o chumbo, o cobalto, o mercúrio e o níquel.<br /> Que tipo de doenças podem provocar?<br />O metal alumínio pode provocar anemia que implica falta de ferro no sangue, o cobalto pode provocar uma doença nos pulmões chamada fibrose pulmonar que endurece os pulmões e pode levar à morte. Os metais pesados podem ainda provocar cancros e intoxicações.<br />Adubos e efluentes orgânicos<br />O que são e o que provocam?<br />Fertilizantes ou adubos são compostos químicos que visam completar as deficiências em substâncias dos solos para poder haver a sobrevivência dos vegetais. São aplicados na agricultura com o objectivo de melhorar a produção.<br />As plantas necessitam de diversos elementos químicos (nutrientes) que existem disponíveis no meio ambiente e são diretamente absorvidos pelas plantas. Aos elementos necessários e que são normalmente adicionados pelos agricultores às suas plantações para colmatar essas deficiências e aumentar a produtividade, chamamos adubos.<br />Antes de se aplicar qualquer tipo de adubo ao solo, deve-se antes fazer uma análise química para que, dessa forma, se saiba se há falta de algum composto químico nesse solo e que seja necessário à planta.<br />Os adubos, não desvalorizando o seu mérito na agricultura, podem causar poluição de solos e cursos de água.<br />Os efluentes orgânicos são os esgotos resultantes da atividade humana causando também poluição.<br />O que é a Eutrofização?<br />Eutrofização é o enriquecimento exagerado e prejudicial das águas de ecossistemas aquáticos, através do aumento da concentração de nutrientes, principalmente azoto e fósforo. Este processo pode ocorrer naturalmente ou ser induzido pela acção do homem. Quando ocorre de forma natural o processo é lento e é um resultado do acumular de nutrientes trazidos pelas chuvas e águas superficiais. Quando esse processo é induzido pelo homem, ele acontece de maneira rápida e a Eutrofização passa a ser uma doença para os reservatórios de água doce.<br />Poluição dos Solos:<br />O que é a poluição dos Solos? <br />A poluição dos solos é a alteração indesejável nas características físicas, químicas e biológicas do solo, com consequências para os ecossistemas e para o ser humano.<br />Quais as causas para a existência de poluição dos Solos?<br />A principal causa de poluição nos solos está muito relacionada com a aquática e com a atmosférica, pois é destas que provêm os químicos, resíduos, agroquímicos (usados para controlar pragas), entre outros que alteram a qualidade dos solos e provocam um problema cada vez mais comum em todo o mundo designado por desertificação. <br />Poluentes da atmosfera e da água:<br />O que é a Desertificação?<br />Desertificação é um fenómeno em que um determinado solo é transformado em deserto, através da acção humana ou de um processo natural, como por exemplo as alterações climáticas. No processo de desertificação, a vegetação reduz-se consideravelmente ou acaba por desaparecer totalmente. Nesta transformação, o solo perde as suas propriedades, tornando-se infértil. <br />Como podemos proteger os solos da desertificação?<br />Uma das maneiras de impedir que os solos desertifiquem é praticando uma agricultura sustentável, que provoca menos poluição e evita a destruição da Natureza. <br />Outra estratégia utilizada para impedir a perda de solo fértil é a conservação do solo, que consiste em técnicas agrícolas, como por exemplo a rotatividade de culturas, em que se evita repetir a plantação de dois géneros de plantas no mesmo local. Estas técnicas abrandam o processo de desertificação e mantém a produtividade dos solos.<br />A agricultura biológica é um tipo de agricultura que não usa agroquímicos e por essa mesma razão não cansa tanto os solos. A prática desta agricultura é muito vantajosa e provoca melhorias a longo prazo na fertilidade dos solos. A falta de minerais nestes solos não é resolvida com produtos químicos, mas sim com naturais, como adubos ou fertilizantes orgânicos, ou então através do semeio de leguminosas. As pragas são aniquiladas com produtos naturais.<br />Conclusão: <br />Neste trabalho ficámos a conhecer melhor as diferentes causas dos vários tipos de poluição que afectam a vida na terra, assim como pudemos também ficar a saber maneiras de parar de poluir ou então a saber distinguir o que fazemos mal e que prejudica o ambiente. <br />