SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 8
Baixar para ler offline
Abstracto- En este proyecto, hemos desarrollado un sistema computacional basado enAbstracto- En este proyecto, hemos desarrollado un sistema computacional basado en
un marco de datos georreferenciados que utiliza la tecnología de Google Maps. La atención
se centra en mejorar el modelado de información para la visualización y la incorporación de
la tecnología, equipo humano-
interfaz (HCI), que incluye la visualización
entornos sincronizados. El primer entorno le permite tener la visión de los elementos
de la red en forma de diagrama de una sola línea eléctrica, lo que representa una
técnica consolidada en el campo de la electricidad. El segundo entorno denominado
SIG es un sistema de navegación basado mapa- con Google Maps que permite la
ubicación física de donde está representado los elementos presentes en el diagrama
de la línea eléctrica. Este sistema integrado es capaz de soportar la planificación de
las obras de ampliación de la red en las áreas de distribución y transmisión de energía
eléctrica.
Palabras Clave: visualizaciónPalabras Clave: visualización sistema, SIG, distribución,
la transmisión, el sistema de toma de decisiones, la planificación, los mapas de Google.
I. INTRODUCAO
QUALIDADE e Quantidade da Energía Eléctrica distribuída pelas
concessionárias são influenciadas pelo Crescimento da por demanda f
Energía Eléctrica e pelo Desgaste dos Elementos Que compõem a rede
elétrica. O planejamento de obras de Expansão e Melhoria da Rede Eléctrica
é Feito pela Concessionária Para Que una demanda f por energia Possa Ser
Atendida satisfatoriamente.
O planejamento, Elaborado anualmente pelas
concessionárias, Atender Precisa como exigencias dos Órgãos
Reguladores brasileiros. Dessa forma, Cada Concessionária Realiza um
planejamento de curto prazo, considerando um PERIODO DE 10 anos,
que é Enviado una EPE (Empresa de Pesquisa Energética) e constitui o
Plano Decenal de Expansão. A partir de hacer planejamento
todas as
concessionárias, una EPE Realiza estudos de viabilidade para Realização de
Cada empreendimento proposto.
O primeiro passo no processo de planejamento de Redes de Alta tensão, o
planejador Realiza um Diagnóstico de Desempenho técnico da rede existente.
Para esse Diagnóstico é calculado o fluxo de Potencia, onde o planejador pode
Avaliar o carregamento nos trechos eo elaboración Nivel de tensão das barras,
chamados Critérios Técnicos. De acordo com o Diagnóstico pode ser necessário
proporcionalidad Obras Que solucionem como violações dos Critérios Técnicos,
levando em consideração una demanda f
A. Valerio Netto, Cientistas Desenvolvimento Tecnológico Ltda, Divisao de
Tecnologia e Nuevos Negocios, valerio@cientistas.com.br
Futura, Dados Geográficos, Políticos e Econômicos da Região. Assim é possível
determinar S. onde, quando ea capacidade dos reforços un serem incorporados a
Rede Eléctrica, visando Atender una demanda f Prevista com Menor Coste e
Padrões de qualidade aceitáveis.
Atualmente, Entre-os mais softwares utilizados para o planejamento De
Redes de Distribuição de Alta tensão encontram-se o Anarede eo Anafas,
desenvolvidos pelo CEPEL, com módulos para cálculo de fluxo de Potencia
e curto circuito, respectivamente. Entretanto eses softwares cobrem Apenas
una Etapa de Diagnóstico da Rede Eléctrica, não oferecendo suporte A
Tomada Decisão na escolha Das Obras Que oferecem o melhor custo /
benefício.
Este Proyecto se encontro un VEM ao suprir una necessidade por um
Capaz de software auxiliar sin planejamento de Expansão e melhorias De
Redes Eléctricas de Alta tensão. O software proposto chama-se Interplan-AT
Plus e foi baseado no Interplan-AT, el software desenvolvido pela Empresa
Daimon (www.daimon.com.br).
acrescentadas FORAM novas
Funcionalidades, Como importação y Exportación de Datos da Rede Eléctrica e
novos Recursos de visualização e edição da Rede Eléctrica, adicionando suporte
ao geo-referenciamento por meio do Mapas de Google [7].
é uma ferramenta párrafo apoio O Interplan-AT Plus ao planejamento de
Expansão De Redes de Distribuição de Energía Eléctrica de Alta tensão Que
pode ser Utilizada por Engenheiros eletricistas
responsáveis pelo planejamento em
concessionárias de energia. Para isso, o planejador pode usar o Interplan-AT
Plus para Importar una estrutura da Rede ou-la construí Usando el editor
gráfico o de redes, e identificar como áreas Que necessitam de obras de
Expansão. Usando ainda o editor gráfico de redes, o planejador propõe como
obras necessárias a satisfação dos Critérios Técnicos e Econômicos
estabelecidos.
Como suporte a elaboração de obras de Expansão, o Interplan-AT Plus
conta com un visão geo-referenciada da Rede de Alta tensão Utilizando o
Google Maps. Para USAR esse recurso, basta que o planejador insira una
Ubicación Geográfica (latitud, longitud e elevação) dos Elementos elétricos
Presentes en la Red.
O Interplan-AT Plus permite ainda un importação y Exportación da rede
para o formato “.pwf” USADO pelo Anarede. Assim como concessionárias
podem enviar seu plano de Expansão já sin formato aceito pelo EPE.
UN
A. Valerio Netto
Planificación del Sistema de Red de Distribución y
zonas de transmisión eléctrica de
Energía
IEEE Transactions AMERICA LATINA, VOL. 13, NO. 1, Ene. 2015 345
II. METODOLOGIA
Una metodologia adotada para o desenvolvimento do projeto Interplan-AT
Plus é o IVPM2 - Método iterativo y Visual Gestión de Proyectos - traduzidoPlus é o IVPM2 - Método iterativo y Visual Gestión de Proyectos - traduzidoPlus é o IVPM2 - Método iterativo y Visual Gestión de Proyectos - traduzido
Como “Método iterativo e Visual párrafo Gestão de Projetos”, Que se Baseia na
aplicação dos Princípios e práticas hacer Gerenciamento de Projetos ágil por
meio hacer USO das estruturas de Apoio à Gestão de Projetos. O METODO
Consiste de Cinco fases:
1. Visão: Determinar un visão hacer produto, o escopo hacer projeto, interessados
​​os sin Projeto, ea definição de Como un equipe Irá trabalhar, Interagir;
2. Concepção: entregas definir, eo cronograma Plano de iteração de
acordo com a visão;
3. Proyecto Detalhado:: entregar os COMPONENTES hacer produto (Facilidades
Requisitos de Projetos pre-definidos na fase da Concepção) em ciclos de
Entregas reduzidos, minimizando e incertezas riscos;
4. Validação: os rever Resultados entregues, analisar un Situación atual eo
Desempenho hacen tiempo. Adaptar esses Resultados se necessário;
5. Encerramento: encerrar o projeto, Finalizar tarefas
Pendentes e Transferir como lições aprendidas mais
Importantes.
Na fase de Visão do projeto Interplan-AT Plus foram produzidos dois
Documentos de Requisitos do produto. O primeiro, chamado de Documento
de Requisitos hacer Produto (DRP), Contém un descrição Resumida hacer
projeto e questões para a Identificação dos Requisitos hacer produto, tais
Como: Desempenho, tempo de Vida Útil, durabilidade, produção Estimada,
dentre outras.
Nesse documento são também abordadas Questões un respeito de los
vendas hacer produto e estudo de Mercado.
O Segundo documento, Chamado de Especificação de Requisitos de Software
(ERS), definen aspects Como escopo e Perspectiva hacer produto, bem Como
Requisitos de interfaz COM o de usuário e Funcionalidades hacer software, de
forma Resumida. Esses Facilidades Requisitos detalhados Serao posteriormente
na fase de Concepção.
Os Principais ítems desse documento desenvolvidos na fase de Visão são:
1. escopo hacer software: Contém uma primeira visão Do
escopo do produto Especificado. Deve apresentar informações Como: Nome do
produto un desenvolvido Ser; Componentes Principais; O que o software de
Fara; O Fara que o software não; Que Funções serão implementadas por
outros Componentes de um Sistema Maior, ou Versões Futura; e Benefícios do
produto e valor para o cliente.
2. Perspectiva do produto: posiciona o produto sin
Que contexto em inserido ESTA. Relaciona como exigencias hacen Sistema
envolvente com un funcionalidade hacer un software de desenvolvido Ser, Caso o
produto faca parte de um Sistema Maior. Sin Caso hacer Interplan-AT Plus,
elemento esse detalha O Mercado energético brasileiro,
Como destacando O Software
desenvolvido insere-se nesse contexto.
3. Interfaz de Usuario: Definir como interfaces o Entre
produto e seus Usuários humanos. Entre elas estão telas, e Janelas Relatórios.
Na fase de Visão é Realizada Apenas uma descrição geral das las interfaces
mais Importantes. Maiores detalhes Devem Ser deixados para una fase de
Concepção. Sin Caso hacer Interplan-AT Plus, foram descritas como
Necessidades de um editor gráfico de redes e integração com o Google Maps.
4. Interfaz de software com: Definir como interfaces COM
outros produtos de software, aplicativos Como Que recebem ou enviaM Dados
do produto. Sin Caso hacer Interplan-AT Plus, elemento esse Contém un
necessidade de Integração com o software Anarede, desenvolvido pelo CEPEL.
5. Funções do produto: descrever como Principais Funções
hacer software, de Maneira Resumida e Mostrando objetivo m O Que Será
atingido com Cada uma. Sin Caso hacer Interplan-AT Plus, descritas como são
Principais Funcionalidades de Apoio ao processo de planejamento de Redes de
Alta tensão.
6. Restrições: Descreve Aspectos Técnicos e gerenciais
Que podem limitar como Opções de software de desenvolvimento hacer, Como
restrições legais, limitações de hardware, restrições quanto à linguagem de
programação e Banco de Datos, restrições de Desempenho, confiabilidade e
segurança. Sin Caso hacer Interplan-AT Plus, foram considerados Aspectos
Referentes ao ambiente computacional onde o software Será USADO correo
electrónico: medidas soluções determinadas pelo órgão regulador brasileiro,
una Agencia Nacional de Energía Eléctrica (ANEEL).
Os Principais Objetivos Atingidos na fase de Concepção foram o dos
detalhamento: requisitos definidos Iniciais na fase de Visão, escolha das
Tecnologias Usadas sin projeto e elaboração hacer modelo conceitual hacer
produto.
Os Facilidades Requisitos descritos resumidamente na fase de Visão são
detalhados na Concepção. O Documento de Especificação de Requisitos de
Software (ERS) é estendido com OS: requisitos de software em um nível de
detalhe Suficiente, Capaz de permitir SeXtaneja desenvolvedores projetar um
Sistema para satisfazer Esses requirements. Os Principais
ítems desse
Documento desenvolvidos na fase de Concepção são:
a) Interfaces de Usuarios - Descreve detalhadamente OS
Requisitos de interfaz COM o de Calificación del usuario. Cada interfaz de
Possui: Prototipos de interfaz; Diagramas de estados, párrafo entendre o
comportamento exigido da interfaz; Relacionamentos com Outras las interfaces;
Lista de campos de Datos da de interfaz (Tipo, formato, Validação, restrições); e
Lista de Comandos da interfaz (Ações, restrições, etc). Sin Interplan-AT Plus,
descritas foram 83 interfaces, incluindo como interfaces para edição da Rede
(diagrama unifilar) e exibição hacer diagrama referenciado geográfica, abas de
exibição dos Atributos de Cada Elemento elétrico da Rede, interfaz para criação
de obras, las interfaces de exibição DOS RESULTADOS dE fluxo de Potencia e
curto-circuito, las interfaces para importação y Exportación dos Dados do
Anarede interfaz para importação y Exportación hacer Banco de Datos USADO
pelo de software, entre outros. Como interfaces mais Relevantes foram
detalhadas integralmente, enquanto outras mais simples e intuitivas foram
detalhadas Durante O Projeto Detalhado.
b) Interfaces de software - detalha como interfaces com outros
346 IEEE Transactions AMERICA LATINA, VOL. 13, NO. 1, Ene. 2015
produtos Delawaresoftware. informações Contém Como
Relacionamentos com outras interfaces de correo formato DOS Arquivos
utilizados. Para o Interplan-AT Plus foi descrito o formato de dois Arquivos
Usados ​​pelo Anarede: “.pwf” para descrição das Propriedades dos Elementos
elétricos e “.lst”, párr exibição gráfica dos Elementos. Adicionalmente, foi um
Criado formato próprio - “.ceb” - para importação y Exportación dos dados
Referentes ao ciclo de estudos.
c) Requisitos funcionais - Os Requisitos funcionais são
detalhados Usando una técnica de Casos de la USO, onde Cada Caso de la USO
O Expressa objetivo m que o ator deseja atingir com sua execução. Os Casos de la
USO descrevem por meio de uma linguagem simples como Ações fundamentais
Que precisam ter Lugar ningún software para aceitar e processar Gerar Entradas
correo electrónico como para processar saídas. Descreve também os Atores Que
interagem com o el software de Maneira Direta e indireta. Assim é possível
illustrate o comportamento hacer software, facilitando una compreensão dos
Usuários e permitindo un correção de possíveis erros na especificação [5]. Sin
ERS, esse elemento Contém uma descrição desses: requisitos visuales, chamada
diagrama de Casos de la USO. Un descrição de Cada Caso de la USO é
apresentada em um documento Anexo de especificação de Casos de la USO.
d) Requisitos não-funcionais - Requisitos de Descreve
Desempenho, qualidade e Padrões e / ou regulamentações que o produto deve
respeitar. Inclui também requirements Lógicos para cualquier lugar el INFORMAÇÃO
Que Será colocada base de Numa de Datos e um esboço inicial hacerlo Modelo
Repositorio-relacionamento.
III. MODELO CONCEITUALIII. MODELO CONCEITUAL
O hacer Interplan objetivo m-AT Plus é oferecer suporte ao processo de
planejamento De Redes Eléctricas de Alta tensão mapeado Durante unas dos
obtenção requirements Iniciais na fase de Visão. O processo de planejamento é
modelado por meio hacer diagrama de atividades da UML exibido na Fig. 1 e
descrito em detalhes un Seguir.
Figura 1. Diagrama de atividades hacer processo de planejamento De Redes Eléctricas de Alta
tensão.
1) Supervisor de cria ciclo de estudos: Um ciclo de estudos
corresponde ao período m de estudos onde os planejadores fazem
Propostas párrafo Expansão da Rede ningún período m considerado. Esse
ciclo de estudos pode ser criado A partir de uma rede de elétrica ou A partir
de um ciclo de estudos anterior já Finalizado. Depois de Criado, O Ciclo de
Estudios suponer estado “Novo”, onde o supervisor de pode inserir os
dados necessários Para Que os planejadores iniciem o planejamento.
2) Supervisor insere dados para início do planejamento:
Para Que os planejadores verifiquem se sándalo criterio Tecnológico e
transgredido, é necessário INFORMAR os dados de Crescimento de demanda f
para o estudo PERIODO DE. Nesse Momento, o supervisor de também pode
fazer algumas modificações na rede, em decorrência de alterações nas obras
Propostas em ciclo anterior feita Durante sua execução. Quando todos os dados
forem inseridos, o supervisor de Altera O Estado do ciclo párrafo “Aberto”. A
partir desse Momento, os planejadores possuem todos os dados a necessários
proposição de obras.
3) Planejadores realizam rede Diagnóstico da: Os
planejadores iniciam o planejamento das zonas da Rede Que das quais são
responsáveis. Para isso, o primeiro passo é Realizar o Diagnóstico da Rede
através dos estudos de fluxo de Potencia e curto-circuito. Resultados de base
com nos desses estudos o planejador verifica quais Elementos elétricos
transgrediram OS Critérios Técnicos (carregamento, níveis de tensão) e
IDENTIFICACIÓN un necessidade de Melhoria e Expansão da Rede.
4) Planejadores propõem obras para rede: Planejador
propõe Obras (modificações) na rede em Estudo para Atender como
Necessidades identificadas sin fluxo de Potencia ou solicitação de Novos
Clientes. Essas obras podem Ser Obras de Expansão, Renovação dos Ativos e
Melhoria da qualidade do Sistema. O planejador pode propor mais de uma obra
(obras Alternativas) para resolver um Problema mesmo, buscando Como una
rede Comporta-se com Cada obra. Una obra Que satisfaz OS Critérios Técnicos
e Financeiros é chamada obra proposta. A Seguir, un Concessionária Aprova
obras para os Primeiros três anos del ciclo de estudos hacerlo. Apos un
aprovação, una proposta obra passa un Ser chamada obra aprovada. Caso
Contrário, ela continua sendo considerada proposta. Normalmente, como
concessionárias aprovam obras para os Próximos três anos Presentación. Como
obras sugeridas para os seguintes anos del são y llamadas obras, Referencias.
5) Planejadores finalizam planejamento: Todos os
planejadores submetem como Obras Propostas, e, Referencias aprovadas para
todos os anos del Ciclo de hacer estudo supervisor de párr.
6) Supervisor importa obras: Supervisor importa obras
exportadas Pelos planejadores. Nesse processo pode acontecer Que dois
planejadores tenham Feito em um mesmo modificações Elemento elétrico,
O que caracteriza um conflito na rede. O supervisor só pode Realizar
estudos com como Obras Propostas Pelos planejadores quando os
Conflitos da Rede tiverem Sido resolvidos. O supervisor pode resolver esses
conflitos Alterando ele mesmo os Elementos da rede Que compõem una
obra.
VALERIO NETTO: PLANIFICACIÓN DE LA RED PARA SISTEMA 347
7) Supervisor encerra ciclo de estudos: Supervisor encerra
Período para os planejadores proporem reforços para a rede. Nesse Momento
O Ciclo de Estudios Possui estado “Encerrado".
8) Supervisor Exporta ciclo de estudos: Exporta Supervisor
Dados do ciclo de estudos para o mesmo formato USADO pelo Anarede
(.pwf + .lst). Assim é possível enviar os dados a necessários EPE. É
possível exportar a rede sem obras ea rede com obras Propostas, e
aprovadas, Referencias de um Determinado ano. O Modelo conceitual
FAZ-parte hacer detalhamento DOS Facilidades Requisitos Iniciais e eeuu o
diagrama de clases UML da [5] para descrever mais Precisamente OS
CONCEITOS hacer Domínio da aplicação Relevantes para o entendimento
dos requirements do produto. Una base principal para hacer CONFECCAO
modelo conceitual é a Descripcion del processo de planejamento. Como
figuras abaixo mostram un modelagem conceitual párrafo Ciclo de estudo,
Elementos elétricos, redes e fluxo de Potencia hacer Interplan-AT Plus.
Cada Classe repre um conceito hacer Domínio da aplicação, e como
Ligações Entre elas índica una conceito Cada Relação entre. Essa
modelagem foi feita Usando el software o de modelagem EA 7.5 [6].
Definir un director estrutura arquitetônica hacer produto, dividindo-o em
camadas, pacotes Lógicos e Subsistemas. Un USADA arquitetura sin
Interplan-AT Plus chamada é MVC (Modelo-Vista-Controlador) [1] e división o
produto em Très camadas: dados, visualização e controle. Como Vantagens
dessa arquitetura são un modularidade e Possibilidade de troca de uma
camada, nas sem Impactos demais. Além disso, ESSA arquitetura Facilita un
distribuição das atividades, permitindo Que Cada AUTA de desarrolladores
em uma camada Específica.
Na Etapa de projeto detalhado foram implementados OS Requisitos
aprofundados Durante una fase de Concepção, respeitando una arquitetura
e como Tecnologias definidas, mas também fazendo reajustes necessários.
Un escolha da arquitetura MVC Facilita un modularização hacer software
ea Distribuição das atividades. Por isso, inicialmente, atuamos em 3
Frentes: interfaces, controle e Banco de Datos. Os requirements foram
priorizados levando em consideração:
• Complexidade técnica: indicando una complexidade técnica para hacer
implementação Requisito. Cada Requisito foi classificado em alta, medios de
comunicación e baixa.
• Valor Agregado ao produto: indicando su valor o para o produto hacer
Requisito. Cada Requisito foi em classificado fundamental, e Importante
opcional.
A Medida Que se progrediu com un implementação hacer software,
algumas dificuldades surgiram, com relação ao Desempenho e também a
usabilidade, O que Fes com Que adotássemos também o outro padrão de
projeto - Singleton, para garantir un visualização e sincronia correta Entre-os
Dados do DU e hacer mapas de Google.
Considerando ESSA priorização, o primeiro Requisito una Ser
Implementado foi a contrução da principal interfaz, incluindo o diagrama
unifilar eo diagrama geo-referenciado (Google Maps).
Figura 2. 1) Menú Principal; 2) Barra de ferramentas; 3) Barra de Ferramentas do diagrama unifilar; 4)
Abas para visualização da Rede em cada ano do ciclo de estudos; 5) unifilar Diagrama; 6) Diagrama
georreferenciado, GoogleMaps [7]; 7) Abas laterais para edição hacer diagrama unifilar para inserir
Novos Elementos, Alterar Propriedades e Filtrar Elementos visíveis no DU; 8) Abas laterais párrafo
criação e visualização de obras sin ciclo de estudos; 9) Abas Inferiores com Resultados do fluxo de
Potencia e Mensagens de execução hacer software.
IV. RESULTADOS
Para implementar una arquitetura hacer software, foi criada uma camada de
acesso AOS dados denominada DAO, clases párr das Realização Transacciones,
CONTROL denominada, una camada de representação das Entidades, chamada
BO, una declaración de fiabilidad Camada interfaces GUI chamada. Além desta
arquitetura, Durante una fase do projeto detalhado, foi adotado o padrão
Singleton, para garantir el rendimiento maior na exibição da Rede no Google
Maps. escolhido Foi o Microsoft Visual Studio 2008 [3] Como ambiente de
desenvolvimentotraba de software. Como Tecnologias Usadas sin Interplan-AT
Plus adequadas para essa arquitetura são:
• WPF ( Fundación de presentación de Windows [ 2]) para una camada de• WPF ( Fundación de presentación de Windows [ 2]) para una camada de• WPF ( Fundación de presentación de Windows [ 2]) para una camada de
visualização: TEM Como Característica una criação Rápida de diseños
customizados, interativos dinamicos e, o Que permitindo Maior qualidade
com na Interação Calificación del usuario. Além disso, permite un
separação Entre una interfaz ea lógica, Requisito para implementação da
arquitetura MVC.
• C # para una camada de controle e acesso ao Banco de Datos:
linguagem de programação Orientada a Objetos, parte da plataforma
.NET desenvolvido pela Microsoft. Trata-se de uma linguagem robusta,
com a qual un equipe de Desenvolvimento já estava familiarizada.
• Banco de Datos PostgreSQL: Sistema gerenciador de banco de datos
de código aberto, com Controle de concorrência sin acesso simultáneo
AOS dados e Capaz de armazenar Tabelas com até 32 TB [4], utilizació
un SQL linguagem.
348 IEEE Transactions AMERICA LATINA, VOL. 13, NO. 1, Ene. 2015
• Crystal Reports para a Geração dos Relatórios.Crystal Reports para a Geração dos Relatórios.
• Javascript, HTML, CSS, párrafo criação da página de exibição hacer mapas
de Google.
Foi aprimorada una interfaz disponibilizando-un NOS idiomas português,
inglés e espanhol, o qual é Definido por meio de uma caixa de seleção na tela
de entrada (Fig. 3).
Figura 3. Tela de iniciar sesión e Seleção de idioma.Figura 3. Tela de iniciar sesión e Seleção de idioma.Figura 3. Tela de iniciar sesión e Seleção de idioma.
Elementos para visualizar os da rede sin Google Maps, optou-se por Como
utilizar una API Javascript. Para isto, o primeiro passo foi criar uma page
contendo web como Funções da API de Google Maps, com adaptações Nossos
para os dados.
Figura 4. Tela director com mapa baseado sin Mapas de Google.Figura 4. Tela director com mapa baseado sin Mapas de Google.
Quando uma rede é carregada, Existe una função de exibir o mapa com
seus Elementos. Clicando sobre o hacer Icono Elemento no mapa, Sao
exibidas suas informações de latitud, longitud eo tipo hacer Elemento (Fig.
5). Sin código C # da aplicação, Criada foi uma classe párr transferencia das
Informações latitud, longitud, Símbolo Elemento hacer elétrico, para a função
Javascript, de Nuestra Página Web.
Existe una opção de Filtrar OS Tipos de Elementos Que são
exibidos ninguna Mapa, por meio do Componente casilla de verificación visual.
Caso não haja nenhum Elemento selecionado, é exibida, ou un padrão rede, ou o
mapa inicial Vazio, devido a limitações hacer mapas de Google. Também existem
limitações para o Número de Accesos e Quantidade de Componentes Que podem
Ser exibidos, e isto pode Variar de acordo com como modificações Que são
implementadas pelos responsáveis ​​pelo Google Maps.
Figura 5. Detalhe hacer geo-referenciamento.
A Seguir, implementadas foram como abas párr inserção DOS Elementos
Eletricos AO diagrama unifilares e párr Alteração das Propriedades DOS 15
Elementos elétricos. A Fig. 6 mostra una interfaz principales hacen
Interplan-AT Plus. A aba para inserção de Elementos elétricos na rede this
Localizada na lateral esquerda da tela director. Para inserir um Elemento, o
planejador deve selecionar o Elemento Desejado na lista, e escolher sua
Ubicación ningún diagrama unifilar.
Quando isso é Feito, un aba de Propriedades é habilitada, Localizada na
lateral direita da tela director. Assim o planejador pode inserir OS Dados do
novo Elemento e Salvá-lo sin Banco de Datos. Para Elementos elétricos Que
já fazem parte da Rede, un aba de Propriedades é alterada de acordo com o
Elemento selecionado. Nessa aba o planejador pode editar como Propriedades
hacen Elemento, cancelar una edição iniciada ou removedor o Elemento da
Rede.
VALERIO NETTO: PLANIFICACIÓN DE LA RED PARA SISTEMA 349
Figura. 6. Aba de Propriedades do Elemento.
Um DOS Diferenciales hacen Interplan-AT Plus é a Possibilidade de o
planejador criar obras para resolver violações de Critérios Técnicos. Isso é Feito
através de abas párrafo criação, edição e visualização Das Obras de um ciclo de
estudos. É Importante Lembrar Que Essas abas estão disponíveis Apenas
quando um ciclo de Estudios y aberto. Quando Apenas uma rede é Aberta,
Apenas os Controles para edição da Rede são Permitidos.
Na Fig. 7 E possível ver un director tela com um ciclo de estudos
aberto. Na aba Lista de Obras o planejador pode inserir uma obra,
preenchendo Propriedades Como descrição e custo. Toda obra criada é
considerada inicialmente Como Alternativa. Quando uma obra é inserida
em um ano, automaticamente é persistida núms anos posteriores, e
também torna-se em visível Cada diagrama unifilar subsequente.
Figura 7. Gerenciar obras.
Primeiramente, deve-se, no painel de obras, Definir como Propriedades
(nome, descrição, Custodio Adicionais) desta obra,
Para Que então, Torne-se possível Modificar una rede. O Modo de inserção
de Elementos é o mesmo, seleciona-se o Elemento no respectivo painel,
arrasta-se para o diagrama unifilar, ea Seguir, preenchidas são como
Propriedades deste Elemento elétrico.
Um dos pontos Importantes deste novo software, é a Geração de
Relatórios de comparação de obras. Utilizou-se una tecnologia Crystal Reports IntegradaRelatórios de comparação de obras. Utilizou-se una tecnologia Crystal Reports IntegradaRelatórios de comparação de obras. Utilizou-se una tecnologia Crystal Reports Integrada
ao Visual Studio párrafo Este FIM. Por meio de Consultas optimizadas ao
Banco de Datos, Relatórios os GERAM como Informações detalhadas de
custos das Obras Propostas, ORGANIZADAS párrafo Cada ciclo de estudos
Realizado. Desta forma, o planejador pode OPTAR pelas obras mais
satisfatórias, de acordo com os Critérios Técnicos e Econômicos adotados pela
Empresa usuaria.
Figura 8. Relatório de comparação de custodio de obras gerado pelo aplicativo.
V. CONSIDERAÇÕES Finais Como Principais
Funcionalidades do projeto Interplan-AT Plus, de acordo com OS:
requisitos identificados, analisados ​​e modelados em conjunto com o
potencial cliente, foram implementadas.
Como Funções de Cálculo de fluxo de Potencia, intertravamento Entre
Chaves e outras Específicas de manipulação da Rede Eléctrica, bem Como
regras de Negocio para conexão de Elementos Devem Ser Realizadas pela
Empresa Parceira Daimon, correos entregues na Forma de clases ou
Bibliotecas una serem agregadas software ao . Durante una fase de projeto
detalhado, algumas dificuldades foram levantadas:
• Uso de WPF: por TRATAR-se de uma tecnologia nova, a instancia de parte Boa
do disponível material de ABORDA CONCEITOS Básicos, e tarefas mais
complexas com un INTEGRAÇÃO hacer Componente navegador web, o
diagrama de desenho hacer DU, un com Interação Javascript, e até mesmo un
rendimiento hacer software quando Operando com dados Grandes volúmenes
de Datos não foram corretamente dimensionados e considerados
350 IEEE Transactions AMERICA LATINA, VOL. 13, NO. 1, Ene. 2015
na fase de concepção;
• Fase de concepção abordou muito superficialmente Como gerar o diagrama
geo-referenciado, pero podría haber O que ter levado ao comprometimento
da tarefa. Existem algumas soluções implementadas para Aplicações web,
porém, por TRATAR-se de um software Que Requer grande capacidade de
Processamento, estabeleceu-se como Requisito, Que seria de escritorio
uma aplicação. Inicialmente, concebeu-se Arquivos Como utilizar KML.
• Una IDEA de dividir tarefas Entre equipes, párrafo
implementação da arquitetura MVC, até um ponto é certo interessante,
porém, em CERTAS Funcionalidades, E praticamente inviável, hacer
ponto de vista prático;
• Una Estrategia de ciclo de desenvolvimento adotada inicialmente,
não condiz com os preceitos de uma metodologia ágil, mas sim,
tem grande semelhança ao Método cascata, onde são definidos OS
Requisitos inicialmente, e só então Inicia-se un implementação [8].
Para contornar Estas dificuldades procurou-se focar ningún objetivo m Ser
una alcançado e visando Produzir um código Bastante modularizado, para
facilitar o reuso futuro. No Que diz respeito ao WPF, na em Medida Que
tornou-se complicado demais Como utilizar Certos Componentes, optou-se por
alguma Solução alternativa, en otras palabras utilizando sándalo Componente
pronto, ou Utilizando o Conhecimento Previo de C # com Windows Forms.
Una tela inicial, em que se era pretendido um comportamento similares a
IDE hacer Visual Studio, com abas Que podem Ser escondidas, e com
redimensionamento automático de conteúdo, foi um destes Problemas, ea
Solução proposta foi O USO DA Biblioteca Avalon muelle [9]. This biblioteca
supriu até um ponto certo como Necessidades, porém, incompleta Parece
Estar ainda,
e após inúmeros testículos, Diferentes com
configurações, optou-se por abrir mão de CERTAS
Funcionalidades sin interfaz de quesito, ganhando, no entanto, sin Estabilidade
quesito.
Com Relação ao Google Maps, existem inúmeros exemplos de la USO,
em Aplicações web, porém párrafo escritorio, párrafo ambiente Microsoft,
mi ENCONTRAR raro informações
Consistentes, um exemplo é una biblioteca Gmap.NET [10].
Diante da escassez de Documentación Para Que pudéssemos
implementar uma Solução estável e consistente, nossa busca levou à
implementação de uma classe Que estabelece Comunicação com o navegador
Incorporado ningún software. This alternativa, requereu un criação de uma
page HTML Que Contém um código baseado na API de Google Maps hacerlo.
Nesta page, un função HTML recebe os dados Enviados A partir hacerlo
código C #, formatados previamente. Foi criado um 'parser': uma classe com:
métodos para codificar os dados num formato aceitável para o código
JavaScript, e no javascript estes dados são Novamente decodificados Para Que
Sejam exibidos ningún mapa, nas COORDENADAS de latitud longitud E, O
Símbolo hacer Elemento elétrico correspondente.
Etapa Nesta, JA ficou evidenciado Que un divisão MVC não é Totalmente
apropriada para dividir tarefas Entre Diferentes
equipes, delegando una interfaz para um equipe diferente daquela Que
IMPLEMENTA o Código do modelo, ou de acesso à Base de datos. Isto pero
podría haber estado utilizado se já fosse sabido de antemão, una forma em Que
os dados deveriam Ser MANIPULADOS, assim Como una forma de Interação com
o Componente
navegador web.
O ponto positivo foi ter alcançado uma Solução Própria, Que torna a
equipe detentora deste know-how.
Por fim, como fases hacen Ciclo de vida del software hacer, foram
concebidas com base de num modelo cascata [8] [12], Que se caracteriza pela
Falta de flexibilidade das Etapas, e pode até funcionar muito bem em Certos
Tipos de Aplicações, mas sin Caso hacer Interplan AT Plus, ágil uma
metodologia, Que se combinan una boa necessidade de uma especificação hacer
produto, com un flexibilidade de Produzir Mudanças e adaptações em tempo
hábil, com foco maior na Geração de código funcional, e por consequência um
produto Que atenda às Necessidades hacen cliente, hacen Que na criação de
Documentación [8,11]. Até Porque, após o PERIODO DE dois anos Presentación,
muito pode mudar e corres-se o risco de Produzir um produto obsoleto final de ao.
Pensando nisto, na última fase, algumas Funcionalidades foram
mantidas em aberto, para que seja possível un adequação de Necessidades
Específicas de eventuais: clientes, ea arquitetura foi sendo Ajustada para
facilitar una futura manutenção.
Hacer ponto de vista Estratégico, un IDEA e Mãos ter em, Além do
produto inicialmente proposto para o setor de energia elétrica, uma
concepção de Solução de software para planejamento inteligente de
infraestrutura.
Pode-se Concluir que o projeto foi bem sucedido. O software Produzido
é inovador e this sendo Apresentado párrafo potenciais Clientes. Pessoas
foram treinadas nas tecnologias e novos adquiriram conhecimentos,
agregando valor a equipe técnica.
AGRADECIMENTOS
O autor agradece o apoio financeiro hacer CNPq por meio do Programa
RHAE Pesquisador na Empresa (557812 / 2008-9) e Empresa Daimon
(www.daimon.com.br).
REFERÊNCIASREFERÊNCIAS
[1] de Windows Presentación Fundación -
http://msdn.microsoft.com/en-us/library/ms754130.aspx - Acessado
em 16/06/2010. [2] Freeman, ET, Robson, E., Bates, B., Sierra, Jefe K.em 16/06/2010. [2] Freeman, ET, Robson, E., Bates, B., Sierra, Jefe K.
Patrones primer diseño. 1ª edição, O'Reilly Media, 2004. [3] MicrosoftPatrones primer diseño. 1ª edição, O'Reilly Media, 2004. [3] Microsoft
Visual Studio - http://msdn.microsoft.com/pt-
br / VStudio / default.aspx - Acessado em 16/06/2010. [4]
PostgreSQL - http://www.postgresql.org/about/ -
Acessado em 16/06/2010. [5] Gilleanes T. ª Guedes. UML 2 - UmaAcessado em 16/06/2010. [5] Gilleanes T. ª Guedes. UML 2 - Uma
abordagem prática.
1ª edição, Editora Novatec, 2009. [6] Arquitecto1ª edição, Editora Novatec, 2009. [6] Arquitecto
Empresarial - www.sparxsystems.com/ -
Acessado em 17/06/2010. [7] Google Maps - maps.google.com -Acessado em 17/06/2010. [7] Google Maps - maps.google.com -
Acessado em
18/06/2010.
VALERIO NETTO: PLANIFICACIÓN DE LA RED PARA SISTEMA 351
[8] Sommerville, Ian, Engenharia de software, 8ª edição,[8] Sommerville, Ian, Engenharia de software, 8ª edição,
Addison Wesley, 2007. [9] Avalon muelle -Addison Wesley, 2007. [9] Avalon muelle -
http://avalondock.codeplex.com/ -
acessado em 10/03/2010. [10] Gmap.NET -acessado em 10/03/2010. [10] Gmap.NET -
http://greatmaps.codeplex.com/ - Acessado
em 05/08/2010. [11] A Nova Metodologia,em 05/08/2010. [11] A Nova Metodologia,
http://simplus.com.br/artigos/a-
nova-metodologia / Acessado em 10/12/2010. [12] A. Valerio, "Sistemanova-metodologia / Acessado em 10/12/2010. [12] A. Valerio, "Sistema
Integrado de Visualización de Redes de Distribución de Energía Eléctrica",
IEEE Transactions AMERICA LATINA, vol. 8, No. 6, pp. 728-733,
diciembre de
2010.
Antonio Valerio Netto é Doutor em computação correo matemáticaAntonio Valerio Netto é Doutor em computação correo matemática
computacional pela Universidad de Sao Paulo (CCIM / USP). Possui MBA
FUNDACE pela em Marketing (FEA-RP / USP). É Técnico em Informática
pela industrial ETEP, Bacharel em computação pela Universidade Federal de
São Carlos (DC / UFSCar) e Mestre em Engenharia pela Universidad de Sao
Paulo (CESE / USP). Em 2001 foi na pesquisador Visitante
Universidad de Indiana (EUA). Trabalhou cinco anos del na área de P & D da Opto Eletrônica SA e,
posteriormente, dois anos Presentación de Como consultor de novas tecnologias da Debis Humaitá
hacer grupo DaimlerChrysler e um ano na T- Systems, Empresa hacer grupo Deutsche Telekom. Em
2003, fundou un Cientistas, Empresa focada sin Desenvolvimento de produtos Tecnológicos, da qual é
seu dirigente directora. Em 2007, fundou una primeira Empresa de robótica inteligente móvel do País,
un xBot, Que em 2009 foi considerada Pelo Sebrae SP uma das Pequeñas Empresas mais
inovadoras del Estado de São Paulo. É o coordenador titular hacer Núcleo de Jovens
Empreendedores e coordenador do Núcleo Regional de Innovación hacer CIESP de São Carlos e
Região. Foi da Diretor seção Brasil haga Consejo Internacional para la pequeña empresa (ICSB) e
consultor hacer Programa SebraeTec hacer Sebrae SP Entre 2003 e 2005. Possui em torno de 75
publicações Entre Livros, Capitulos de Livros, revistas e Congressos Internacionais e Nacionais en
zonas de computação e Engenharia. Possui duas Patentes. Coordenou em torno de 15 Projetos
Tecnológicos financiados pela FINEP, CNPq, FAPESP e Empresas Privadas núms ultimos anos del
Cinco. Recebeu DIVERSOS Prêmios e menções honrosas, Como un hacer Society of Automotive
Engineer (SAE) Brasil 2001 - melhor artigo técnico na categoria de Projetos e melhor Aluno hacer
MBA em marketing da FUNDACE (FEA-RP / USP) em 2006. Em 2008 finalista foi hacer Prêmio
Empreendedor de Sucesso promovido pela revista PEGN e FGV. Em 2009 tornou-se da Profesor
Honorario de la Universidad Abierta Interamericana (Buenos Aires / ARG).
352 IEEE Transactions AMERICA LATINA, VOL. 13, NO. 1, Ene. 2015

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Plan de negocios sobre la distribucion

Plano de Projeto - OUTLAY
Plano de Projeto - OUTLAYPlano de Projeto - OUTLAY
Plano de Projeto - OUTLAYJocelino Neto
 
plano_de_projeto_controlart_final
plano_de_projeto_controlart_finalplano_de_projeto_controlart_final
plano_de_projeto_controlart_finaluserrx
 
Plano de projeto cafis
Plano de projeto cafisPlano de projeto cafis
Plano de projeto cafisJonathas Silva
 
Aulas PPR Semanas 1 2 e 3 _ 18032024 (1).pptx
Aulas PPR Semanas 1 2 e 3 _ 18032024 (1).pptxAulas PPR Semanas 1 2 e 3 _ 18032024 (1).pptx
Aulas PPR Semanas 1 2 e 3 _ 18032024 (1).pptxTrcioMatsombe
 
Metodologia de desenvolvimento de sistemas
Metodologia  de desenvolvimento de sistemasMetodologia  de desenvolvimento de sistemas
Metodologia de desenvolvimento de sistemasPriscila Stuani
 
Os aspectos mais relevantes da Engenharia de Requisitos
Os aspectos mais relevantes da Engenharia de RequisitosOs aspectos mais relevantes da Engenharia de Requisitos
Os aspectos mais relevantes da Engenharia de RequisitosJosé Vieira
 
Projetode redes
Projetode redesProjetode redes
Projetode redeswab030
 
Trabalho individual 5 semestre Analise de Sistemas
Trabalho individual 5 semestre Analise de SistemasTrabalho individual 5 semestre Analise de Sistemas
Trabalho individual 5 semestre Analise de SistemasWANDERSON JONER
 
Capacity planning para ambiente distribuído, por Marcelo Otto
Capacity planning para ambiente distribuído, por Marcelo OttoCapacity planning para ambiente distribuído, por Marcelo Otto
Capacity planning para ambiente distribuído, por Marcelo OttoJoao Galdino Mello de Souza
 
Administração de tempo e prazo
Administração de tempo e prazoAdministração de tempo e prazo
Administração de tempo e prazoCiro Lopes
 
Plano projeto(final)
Plano projeto(final)Plano projeto(final)
Plano projeto(final)Raul Vilar
 
Apresentação do meu Trabalho de Conclusão do Curso de Eng. Ind. Mecânica
Apresentação do meu Trabalho de Conclusão do Curso de Eng. Ind. MecânicaApresentação do meu Trabalho de Conclusão do Curso de Eng. Ind. Mecânica
Apresentação do meu Trabalho de Conclusão do Curso de Eng. Ind. MecânicaCarlos Alberto
 

Semelhante a Plan de negocios sobre la distribucion (20)

Plano de Projeto - OUTLAY
Plano de Projeto - OUTLAYPlano de Projeto - OUTLAY
Plano de Projeto - OUTLAY
 
x-solutions
x-solutionsx-solutions
x-solutions
 
plano_de_projeto_controlart_final
plano_de_projeto_controlart_finalplano_de_projeto_controlart_final
plano_de_projeto_controlart_final
 
Plano de projeto cafis
Plano de projeto cafisPlano de projeto cafis
Plano de projeto cafis
 
Levantamento de requisitos de prédios inteligentes
Levantamento de requisitos de prédios inteligentesLevantamento de requisitos de prédios inteligentes
Levantamento de requisitos de prédios inteligentes
 
Plano de Projeto SGS
Plano de Projeto SGSPlano de Projeto SGS
Plano de Projeto SGS
 
Aulas PPR Semanas 1 2 e 3 _ 18032024 (1).pptx
Aulas PPR Semanas 1 2 e 3 _ 18032024 (1).pptxAulas PPR Semanas 1 2 e 3 _ 18032024 (1).pptx
Aulas PPR Semanas 1 2 e 3 _ 18032024 (1).pptx
 
Metodologia
MetodologiaMetodologia
Metodologia
 
Metodologia de desenvolvimento de sistemas
Metodologia  de desenvolvimento de sistemasMetodologia  de desenvolvimento de sistemas
Metodologia de desenvolvimento de sistemas
 
Os aspectos mais relevantes da Engenharia de Requisitos
Os aspectos mais relevantes da Engenharia de RequisitosOs aspectos mais relevantes da Engenharia de Requisitos
Os aspectos mais relevantes da Engenharia de Requisitos
 
Analise aula2
Analise aula2Analise aula2
Analise aula2
 
Projetode redes
Projetode redesProjetode redes
Projetode redes
 
Trabalho individual 5 semestre Analise de Sistemas
Trabalho individual 5 semestre Analise de SistemasTrabalho individual 5 semestre Analise de Sistemas
Trabalho individual 5 semestre Analise de Sistemas
 
Sino
SinoSino
Sino
 
C poli c definitivo
C poli c definitivoC poli c definitivo
C poli c definitivo
 
Capacity planning para ambiente distribuído, por Marcelo Otto
Capacity planning para ambiente distribuído, por Marcelo OttoCapacity planning para ambiente distribuído, por Marcelo Otto
Capacity planning para ambiente distribuído, por Marcelo Otto
 
Administração de tempo e prazo
Administração de tempo e prazoAdministração de tempo e prazo
Administração de tempo e prazo
 
Plano projeto(final)
Plano projeto(final)Plano projeto(final)
Plano projeto(final)
 
Planificação do Projeto de Software
Planificação do Projeto de SoftwarePlanificação do Projeto de Software
Planificação do Projeto de Software
 
Apresentação do meu Trabalho de Conclusão do Curso de Eng. Ind. Mecânica
Apresentação do meu Trabalho de Conclusão do Curso de Eng. Ind. MecânicaApresentação do meu Trabalho de Conclusão do Curso de Eng. Ind. Mecânica
Apresentação do meu Trabalho de Conclusão do Curso de Eng. Ind. Mecânica
 

Último

DROGASIL EQUIPE LOGISTICA MERCADOLOGICA.pptx
DROGASIL EQUIPE LOGISTICA MERCADOLOGICA.pptxDROGASIL EQUIPE LOGISTICA MERCADOLOGICA.pptx
DROGASIL EQUIPE LOGISTICA MERCADOLOGICA.pptxednamonteiro13
 
Imóvel do Banco, Apartamento T5 com Sótão; Bank Property, Apartment near Cent...
Imóvel do Banco, Apartamento T5 com Sótão; Bank Property, Apartment near Cent...Imóvel do Banco, Apartamento T5 com Sótão; Bank Property, Apartment near Cent...
Imóvel do Banco, Apartamento T5 com Sótão; Bank Property, Apartment near Cent...imostorept
 
b2ee375d-671f-406c-8c60-df328a75e662.pdf
b2ee375d-671f-406c-8c60-df328a75e662.pdfb2ee375d-671f-406c-8c60-df328a75e662.pdf
b2ee375d-671f-406c-8c60-df328a75e662.pdfRenandantas16
 
Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...
Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...
Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...E-Commerce Brasil
 
Pesquisa de satisfação - Encontro Fazemos Acontecer
Pesquisa de satisfação - Encontro Fazemos AcontecerPesquisa de satisfação - Encontro Fazemos Acontecer
Pesquisa de satisfação - Encontro Fazemos AcontecerMarina Evangelista
 
Cavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptx
Cavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptxCavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptx
Cavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptxEduardoRodriguesOliv2
 

Último (6)

DROGASIL EQUIPE LOGISTICA MERCADOLOGICA.pptx
DROGASIL EQUIPE LOGISTICA MERCADOLOGICA.pptxDROGASIL EQUIPE LOGISTICA MERCADOLOGICA.pptx
DROGASIL EQUIPE LOGISTICA MERCADOLOGICA.pptx
 
Imóvel do Banco, Apartamento T5 com Sótão; Bank Property, Apartment near Cent...
Imóvel do Banco, Apartamento T5 com Sótão; Bank Property, Apartment near Cent...Imóvel do Banco, Apartamento T5 com Sótão; Bank Property, Apartment near Cent...
Imóvel do Banco, Apartamento T5 com Sótão; Bank Property, Apartment near Cent...
 
b2ee375d-671f-406c-8c60-df328a75e662.pdf
b2ee375d-671f-406c-8c60-df328a75e662.pdfb2ee375d-671f-406c-8c60-df328a75e662.pdf
b2ee375d-671f-406c-8c60-df328a75e662.pdf
 
Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...
Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...
Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...
 
Pesquisa de satisfação - Encontro Fazemos Acontecer
Pesquisa de satisfação - Encontro Fazemos AcontecerPesquisa de satisfação - Encontro Fazemos Acontecer
Pesquisa de satisfação - Encontro Fazemos Acontecer
 
Cavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptx
Cavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptxCavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptx
Cavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptx
 

Plan de negocios sobre la distribucion

  • 1. Abstracto- En este proyecto, hemos desarrollado un sistema computacional basado enAbstracto- En este proyecto, hemos desarrollado un sistema computacional basado en un marco de datos georreferenciados que utiliza la tecnología de Google Maps. La atención se centra en mejorar el modelado de información para la visualización y la incorporación de la tecnología, equipo humano- interfaz (HCI), que incluye la visualización entornos sincronizados. El primer entorno le permite tener la visión de los elementos de la red en forma de diagrama de una sola línea eléctrica, lo que representa una técnica consolidada en el campo de la electricidad. El segundo entorno denominado SIG es un sistema de navegación basado mapa- con Google Maps que permite la ubicación física de donde está representado los elementos presentes en el diagrama de la línea eléctrica. Este sistema integrado es capaz de soportar la planificación de las obras de ampliación de la red en las áreas de distribución y transmisión de energía eléctrica. Palabras Clave: visualizaciónPalabras Clave: visualización sistema, SIG, distribución, la transmisión, el sistema de toma de decisiones, la planificación, los mapas de Google. I. INTRODUCAO QUALIDADE e Quantidade da Energía Eléctrica distribuída pelas concessionárias são influenciadas pelo Crescimento da por demanda f Energía Eléctrica e pelo Desgaste dos Elementos Que compõem a rede elétrica. O planejamento de obras de Expansão e Melhoria da Rede Eléctrica é Feito pela Concessionária Para Que una demanda f por energia Possa Ser Atendida satisfatoriamente. O planejamento, Elaborado anualmente pelas concessionárias, Atender Precisa como exigencias dos Órgãos Reguladores brasileiros. Dessa forma, Cada Concessionária Realiza um planejamento de curto prazo, considerando um PERIODO DE 10 anos, que é Enviado una EPE (Empresa de Pesquisa Energética) e constitui o Plano Decenal de Expansão. A partir de hacer planejamento todas as concessionárias, una EPE Realiza estudos de viabilidade para Realização de Cada empreendimento proposto. O primeiro passo no processo de planejamento de Redes de Alta tensão, o planejador Realiza um Diagnóstico de Desempenho técnico da rede existente. Para esse Diagnóstico é calculado o fluxo de Potencia, onde o planejador pode Avaliar o carregamento nos trechos eo elaboración Nivel de tensão das barras, chamados Critérios Técnicos. De acordo com o Diagnóstico pode ser necessário proporcionalidad Obras Que solucionem como violações dos Critérios Técnicos, levando em consideração una demanda f A. Valerio Netto, Cientistas Desenvolvimento Tecnológico Ltda, Divisao de Tecnologia e Nuevos Negocios, valerio@cientistas.com.br Futura, Dados Geográficos, Políticos e Econômicos da Região. Assim é possível determinar S. onde, quando ea capacidade dos reforços un serem incorporados a Rede Eléctrica, visando Atender una demanda f Prevista com Menor Coste e Padrões de qualidade aceitáveis. Atualmente, Entre-os mais softwares utilizados para o planejamento De Redes de Distribuição de Alta tensão encontram-se o Anarede eo Anafas, desenvolvidos pelo CEPEL, com módulos para cálculo de fluxo de Potencia e curto circuito, respectivamente. Entretanto eses softwares cobrem Apenas una Etapa de Diagnóstico da Rede Eléctrica, não oferecendo suporte A Tomada Decisão na escolha Das Obras Que oferecem o melhor custo / benefício. Este Proyecto se encontro un VEM ao suprir una necessidade por um Capaz de software auxiliar sin planejamento de Expansão e melhorias De Redes Eléctricas de Alta tensão. O software proposto chama-se Interplan-AT Plus e foi baseado no Interplan-AT, el software desenvolvido pela Empresa Daimon (www.daimon.com.br). acrescentadas FORAM novas Funcionalidades, Como importação y Exportación de Datos da Rede Eléctrica e novos Recursos de visualização e edição da Rede Eléctrica, adicionando suporte ao geo-referenciamento por meio do Mapas de Google [7]. é uma ferramenta párrafo apoio O Interplan-AT Plus ao planejamento de Expansão De Redes de Distribuição de Energía Eléctrica de Alta tensão Que pode ser Utilizada por Engenheiros eletricistas responsáveis pelo planejamento em concessionárias de energia. Para isso, o planejador pode usar o Interplan-AT Plus para Importar una estrutura da Rede ou-la construí Usando el editor gráfico o de redes, e identificar como áreas Que necessitam de obras de Expansão. Usando ainda o editor gráfico de redes, o planejador propõe como obras necessárias a satisfação dos Critérios Técnicos e Econômicos estabelecidos. Como suporte a elaboração de obras de Expansão, o Interplan-AT Plus conta com un visão geo-referenciada da Rede de Alta tensão Utilizando o Google Maps. Para USAR esse recurso, basta que o planejador insira una Ubicación Geográfica (latitud, longitud e elevação) dos Elementos elétricos Presentes en la Red. O Interplan-AT Plus permite ainda un importação y Exportación da rede para o formato “.pwf” USADO pelo Anarede. Assim como concessionárias podem enviar seu plano de Expansão já sin formato aceito pelo EPE. UN A. Valerio Netto Planificación del Sistema de Red de Distribución y zonas de transmisión eléctrica de Energía IEEE Transactions AMERICA LATINA, VOL. 13, NO. 1, Ene. 2015 345
  • 2. II. METODOLOGIA Una metodologia adotada para o desenvolvimento do projeto Interplan-AT Plus é o IVPM2 - Método iterativo y Visual Gestión de Proyectos - traduzidoPlus é o IVPM2 - Método iterativo y Visual Gestión de Proyectos - traduzidoPlus é o IVPM2 - Método iterativo y Visual Gestión de Proyectos - traduzido Como “Método iterativo e Visual párrafo Gestão de Projetos”, Que se Baseia na aplicação dos Princípios e práticas hacer Gerenciamento de Projetos ágil por meio hacer USO das estruturas de Apoio à Gestão de Projetos. O METODO Consiste de Cinco fases: 1. Visão: Determinar un visão hacer produto, o escopo hacer projeto, interessados ​​os sin Projeto, ea definição de Como un equipe Irá trabalhar, Interagir; 2. Concepção: entregas definir, eo cronograma Plano de iteração de acordo com a visão; 3. Proyecto Detalhado:: entregar os COMPONENTES hacer produto (Facilidades Requisitos de Projetos pre-definidos na fase da Concepção) em ciclos de Entregas reduzidos, minimizando e incertezas riscos; 4. Validação: os rever Resultados entregues, analisar un Situación atual eo Desempenho hacen tiempo. Adaptar esses Resultados se necessário; 5. Encerramento: encerrar o projeto, Finalizar tarefas Pendentes e Transferir como lições aprendidas mais Importantes. Na fase de Visão do projeto Interplan-AT Plus foram produzidos dois Documentos de Requisitos do produto. O primeiro, chamado de Documento de Requisitos hacer Produto (DRP), Contém un descrição Resumida hacer projeto e questões para a Identificação dos Requisitos hacer produto, tais Como: Desempenho, tempo de Vida Útil, durabilidade, produção Estimada, dentre outras. Nesse documento são também abordadas Questões un respeito de los vendas hacer produto e estudo de Mercado. O Segundo documento, Chamado de Especificação de Requisitos de Software (ERS), definen aspects Como escopo e Perspectiva hacer produto, bem Como Requisitos de interfaz COM o de usuário e Funcionalidades hacer software, de forma Resumida. Esses Facilidades Requisitos detalhados Serao posteriormente na fase de Concepção. Os Principais ítems desse documento desenvolvidos na fase de Visão são: 1. escopo hacer software: Contém uma primeira visão Do escopo do produto Especificado. Deve apresentar informações Como: Nome do produto un desenvolvido Ser; Componentes Principais; O que o software de Fara; O Fara que o software não; Que Funções serão implementadas por outros Componentes de um Sistema Maior, ou Versões Futura; e Benefícios do produto e valor para o cliente. 2. Perspectiva do produto: posiciona o produto sin Que contexto em inserido ESTA. Relaciona como exigencias hacen Sistema envolvente com un funcionalidade hacer un software de desenvolvido Ser, Caso o produto faca parte de um Sistema Maior. Sin Caso hacer Interplan-AT Plus, elemento esse detalha O Mercado energético brasileiro, Como destacando O Software desenvolvido insere-se nesse contexto. 3. Interfaz de Usuario: Definir como interfaces o Entre produto e seus Usuários humanos. Entre elas estão telas, e Janelas Relatórios. Na fase de Visão é Realizada Apenas uma descrição geral das las interfaces mais Importantes. Maiores detalhes Devem Ser deixados para una fase de Concepção. Sin Caso hacer Interplan-AT Plus, foram descritas como Necessidades de um editor gráfico de redes e integração com o Google Maps. 4. Interfaz de software com: Definir como interfaces COM outros produtos de software, aplicativos Como Que recebem ou enviaM Dados do produto. Sin Caso hacer Interplan-AT Plus, elemento esse Contém un necessidade de Integração com o software Anarede, desenvolvido pelo CEPEL. 5. Funções do produto: descrever como Principais Funções hacer software, de Maneira Resumida e Mostrando objetivo m O Que Será atingido com Cada uma. Sin Caso hacer Interplan-AT Plus, descritas como são Principais Funcionalidades de Apoio ao processo de planejamento de Redes de Alta tensão. 6. Restrições: Descreve Aspectos Técnicos e gerenciais Que podem limitar como Opções de software de desenvolvimento hacer, Como restrições legais, limitações de hardware, restrições quanto à linguagem de programação e Banco de Datos, restrições de Desempenho, confiabilidade e segurança. Sin Caso hacer Interplan-AT Plus, foram considerados Aspectos Referentes ao ambiente computacional onde o software Será USADO correo electrónico: medidas soluções determinadas pelo órgão regulador brasileiro, una Agencia Nacional de Energía Eléctrica (ANEEL). Os Principais Objetivos Atingidos na fase de Concepção foram o dos detalhamento: requisitos definidos Iniciais na fase de Visão, escolha das Tecnologias Usadas sin projeto e elaboração hacer modelo conceitual hacer produto. Os Facilidades Requisitos descritos resumidamente na fase de Visão são detalhados na Concepção. O Documento de Especificação de Requisitos de Software (ERS) é estendido com OS: requisitos de software em um nível de detalhe Suficiente, Capaz de permitir SeXtaneja desenvolvedores projetar um Sistema para satisfazer Esses requirements. Os Principais ítems desse Documento desenvolvidos na fase de Concepção são: a) Interfaces de Usuarios - Descreve detalhadamente OS Requisitos de interfaz COM o de Calificación del usuario. Cada interfaz de Possui: Prototipos de interfaz; Diagramas de estados, párrafo entendre o comportamento exigido da interfaz; Relacionamentos com Outras las interfaces; Lista de campos de Datos da de interfaz (Tipo, formato, Validação, restrições); e Lista de Comandos da interfaz (Ações, restrições, etc). Sin Interplan-AT Plus, descritas foram 83 interfaces, incluindo como interfaces para edição da Rede (diagrama unifilar) e exibição hacer diagrama referenciado geográfica, abas de exibição dos Atributos de Cada Elemento elétrico da Rede, interfaz para criação de obras, las interfaces de exibição DOS RESULTADOS dE fluxo de Potencia e curto-circuito, las interfaces para importação y Exportación dos Dados do Anarede interfaz para importação y Exportación hacer Banco de Datos USADO pelo de software, entre outros. Como interfaces mais Relevantes foram detalhadas integralmente, enquanto outras mais simples e intuitivas foram detalhadas Durante O Projeto Detalhado. b) Interfaces de software - detalha como interfaces com outros 346 IEEE Transactions AMERICA LATINA, VOL. 13, NO. 1, Ene. 2015
  • 3. produtos Delawaresoftware. informações Contém Como Relacionamentos com outras interfaces de correo formato DOS Arquivos utilizados. Para o Interplan-AT Plus foi descrito o formato de dois Arquivos Usados ​​pelo Anarede: “.pwf” para descrição das Propriedades dos Elementos elétricos e “.lst”, párr exibição gráfica dos Elementos. Adicionalmente, foi um Criado formato próprio - “.ceb” - para importação y Exportación dos dados Referentes ao ciclo de estudos. c) Requisitos funcionais - Os Requisitos funcionais são detalhados Usando una técnica de Casos de la USO, onde Cada Caso de la USO O Expressa objetivo m que o ator deseja atingir com sua execução. Os Casos de la USO descrevem por meio de uma linguagem simples como Ações fundamentais Que precisam ter Lugar ningún software para aceitar e processar Gerar Entradas correo electrónico como para processar saídas. Descreve também os Atores Que interagem com o el software de Maneira Direta e indireta. Assim é possível illustrate o comportamento hacer software, facilitando una compreensão dos Usuários e permitindo un correção de possíveis erros na especificação [5]. Sin ERS, esse elemento Contém uma descrição desses: requisitos visuales, chamada diagrama de Casos de la USO. Un descrição de Cada Caso de la USO é apresentada em um documento Anexo de especificação de Casos de la USO. d) Requisitos não-funcionais - Requisitos de Descreve Desempenho, qualidade e Padrões e / ou regulamentações que o produto deve respeitar. Inclui também requirements Lógicos para cualquier lugar el INFORMAÇÃO Que Será colocada base de Numa de Datos e um esboço inicial hacerlo Modelo Repositorio-relacionamento. III. MODELO CONCEITUALIII. MODELO CONCEITUAL O hacer Interplan objetivo m-AT Plus é oferecer suporte ao processo de planejamento De Redes Eléctricas de Alta tensão mapeado Durante unas dos obtenção requirements Iniciais na fase de Visão. O processo de planejamento é modelado por meio hacer diagrama de atividades da UML exibido na Fig. 1 e descrito em detalhes un Seguir. Figura 1. Diagrama de atividades hacer processo de planejamento De Redes Eléctricas de Alta tensão. 1) Supervisor de cria ciclo de estudos: Um ciclo de estudos corresponde ao período m de estudos onde os planejadores fazem Propostas párrafo Expansão da Rede ningún período m considerado. Esse ciclo de estudos pode ser criado A partir de uma rede de elétrica ou A partir de um ciclo de estudos anterior já Finalizado. Depois de Criado, O Ciclo de Estudios suponer estado “Novo”, onde o supervisor de pode inserir os dados necessários Para Que os planejadores iniciem o planejamento. 2) Supervisor insere dados para início do planejamento: Para Que os planejadores verifiquem se sándalo criterio Tecnológico e transgredido, é necessário INFORMAR os dados de Crescimento de demanda f para o estudo PERIODO DE. Nesse Momento, o supervisor de também pode fazer algumas modificações na rede, em decorrência de alterações nas obras Propostas em ciclo anterior feita Durante sua execução. Quando todos os dados forem inseridos, o supervisor de Altera O Estado do ciclo párrafo “Aberto”. A partir desse Momento, os planejadores possuem todos os dados a necessários proposição de obras. 3) Planejadores realizam rede Diagnóstico da: Os planejadores iniciam o planejamento das zonas da Rede Que das quais são responsáveis. Para isso, o primeiro passo é Realizar o Diagnóstico da Rede através dos estudos de fluxo de Potencia e curto-circuito. Resultados de base com nos desses estudos o planejador verifica quais Elementos elétricos transgrediram OS Critérios Técnicos (carregamento, níveis de tensão) e IDENTIFICACIÓN un necessidade de Melhoria e Expansão da Rede. 4) Planejadores propõem obras para rede: Planejador propõe Obras (modificações) na rede em Estudo para Atender como Necessidades identificadas sin fluxo de Potencia ou solicitação de Novos Clientes. Essas obras podem Ser Obras de Expansão, Renovação dos Ativos e Melhoria da qualidade do Sistema. O planejador pode propor mais de uma obra (obras Alternativas) para resolver um Problema mesmo, buscando Como una rede Comporta-se com Cada obra. Una obra Que satisfaz OS Critérios Técnicos e Financeiros é chamada obra proposta. A Seguir, un Concessionária Aprova obras para os Primeiros três anos del ciclo de estudos hacerlo. Apos un aprovação, una proposta obra passa un Ser chamada obra aprovada. Caso Contrário, ela continua sendo considerada proposta. Normalmente, como concessionárias aprovam obras para os Próximos três anos Presentación. Como obras sugeridas para os seguintes anos del são y llamadas obras, Referencias. 5) Planejadores finalizam planejamento: Todos os planejadores submetem como Obras Propostas, e, Referencias aprovadas para todos os anos del Ciclo de hacer estudo supervisor de párr. 6) Supervisor importa obras: Supervisor importa obras exportadas Pelos planejadores. Nesse processo pode acontecer Que dois planejadores tenham Feito em um mesmo modificações Elemento elétrico, O que caracteriza um conflito na rede. O supervisor só pode Realizar estudos com como Obras Propostas Pelos planejadores quando os Conflitos da Rede tiverem Sido resolvidos. O supervisor pode resolver esses conflitos Alterando ele mesmo os Elementos da rede Que compõem una obra. VALERIO NETTO: PLANIFICACIÓN DE LA RED PARA SISTEMA 347
  • 4. 7) Supervisor encerra ciclo de estudos: Supervisor encerra Período para os planejadores proporem reforços para a rede. Nesse Momento O Ciclo de Estudios Possui estado “Encerrado". 8) Supervisor Exporta ciclo de estudos: Exporta Supervisor Dados do ciclo de estudos para o mesmo formato USADO pelo Anarede (.pwf + .lst). Assim é possível enviar os dados a necessários EPE. É possível exportar a rede sem obras ea rede com obras Propostas, e aprovadas, Referencias de um Determinado ano. O Modelo conceitual FAZ-parte hacer detalhamento DOS Facilidades Requisitos Iniciais e eeuu o diagrama de clases UML da [5] para descrever mais Precisamente OS CONCEITOS hacer Domínio da aplicação Relevantes para o entendimento dos requirements do produto. Una base principal para hacer CONFECCAO modelo conceitual é a Descripcion del processo de planejamento. Como figuras abaixo mostram un modelagem conceitual párrafo Ciclo de estudo, Elementos elétricos, redes e fluxo de Potencia hacer Interplan-AT Plus. Cada Classe repre um conceito hacer Domínio da aplicação, e como Ligações Entre elas índica una conceito Cada Relação entre. Essa modelagem foi feita Usando el software o de modelagem EA 7.5 [6]. Definir un director estrutura arquitetônica hacer produto, dividindo-o em camadas, pacotes Lógicos e Subsistemas. Un USADA arquitetura sin Interplan-AT Plus chamada é MVC (Modelo-Vista-Controlador) [1] e división o produto em Très camadas: dados, visualização e controle. Como Vantagens dessa arquitetura são un modularidade e Possibilidade de troca de uma camada, nas sem Impactos demais. Além disso, ESSA arquitetura Facilita un distribuição das atividades, permitindo Que Cada AUTA de desarrolladores em uma camada Específica. Na Etapa de projeto detalhado foram implementados OS Requisitos aprofundados Durante una fase de Concepção, respeitando una arquitetura e como Tecnologias definidas, mas também fazendo reajustes necessários. Un escolha da arquitetura MVC Facilita un modularização hacer software ea Distribuição das atividades. Por isso, inicialmente, atuamos em 3 Frentes: interfaces, controle e Banco de Datos. Os requirements foram priorizados levando em consideração: • Complexidade técnica: indicando una complexidade técnica para hacer implementação Requisito. Cada Requisito foi classificado em alta, medios de comunicación e baixa. • Valor Agregado ao produto: indicando su valor o para o produto hacer Requisito. Cada Requisito foi em classificado fundamental, e Importante opcional. A Medida Que se progrediu com un implementação hacer software, algumas dificuldades surgiram, com relação ao Desempenho e também a usabilidade, O que Fes com Que adotássemos também o outro padrão de projeto - Singleton, para garantir un visualização e sincronia correta Entre-os Dados do DU e hacer mapas de Google. Considerando ESSA priorização, o primeiro Requisito una Ser Implementado foi a contrução da principal interfaz, incluindo o diagrama unifilar eo diagrama geo-referenciado (Google Maps). Figura 2. 1) Menú Principal; 2) Barra de ferramentas; 3) Barra de Ferramentas do diagrama unifilar; 4) Abas para visualização da Rede em cada ano do ciclo de estudos; 5) unifilar Diagrama; 6) Diagrama georreferenciado, GoogleMaps [7]; 7) Abas laterais para edição hacer diagrama unifilar para inserir Novos Elementos, Alterar Propriedades e Filtrar Elementos visíveis no DU; 8) Abas laterais párrafo criação e visualização de obras sin ciclo de estudos; 9) Abas Inferiores com Resultados do fluxo de Potencia e Mensagens de execução hacer software. IV. RESULTADOS Para implementar una arquitetura hacer software, foi criada uma camada de acesso AOS dados denominada DAO, clases párr das Realização Transacciones, CONTROL denominada, una camada de representação das Entidades, chamada BO, una declaración de fiabilidad Camada interfaces GUI chamada. Além desta arquitetura, Durante una fase do projeto detalhado, foi adotado o padrão Singleton, para garantir el rendimiento maior na exibição da Rede no Google Maps. escolhido Foi o Microsoft Visual Studio 2008 [3] Como ambiente de desenvolvimentotraba de software. Como Tecnologias Usadas sin Interplan-AT Plus adequadas para essa arquitetura são: • WPF ( Fundación de presentación de Windows [ 2]) para una camada de• WPF ( Fundación de presentación de Windows [ 2]) para una camada de• WPF ( Fundación de presentación de Windows [ 2]) para una camada de visualização: TEM Como Característica una criação Rápida de diseños customizados, interativos dinamicos e, o Que permitindo Maior qualidade com na Interação Calificación del usuario. Além disso, permite un separação Entre una interfaz ea lógica, Requisito para implementação da arquitetura MVC. • C # para una camada de controle e acesso ao Banco de Datos: linguagem de programação Orientada a Objetos, parte da plataforma .NET desenvolvido pela Microsoft. Trata-se de uma linguagem robusta, com a qual un equipe de Desenvolvimento já estava familiarizada. • Banco de Datos PostgreSQL: Sistema gerenciador de banco de datos de código aberto, com Controle de concorrência sin acesso simultáneo AOS dados e Capaz de armazenar Tabelas com até 32 TB [4], utilizació un SQL linguagem. 348 IEEE Transactions AMERICA LATINA, VOL. 13, NO. 1, Ene. 2015
  • 5. • Crystal Reports para a Geração dos Relatórios.Crystal Reports para a Geração dos Relatórios. • Javascript, HTML, CSS, párrafo criação da página de exibição hacer mapas de Google. Foi aprimorada una interfaz disponibilizando-un NOS idiomas português, inglés e espanhol, o qual é Definido por meio de uma caixa de seleção na tela de entrada (Fig. 3). Figura 3. Tela de iniciar sesión e Seleção de idioma.Figura 3. Tela de iniciar sesión e Seleção de idioma.Figura 3. Tela de iniciar sesión e Seleção de idioma. Elementos para visualizar os da rede sin Google Maps, optou-se por Como utilizar una API Javascript. Para isto, o primeiro passo foi criar uma page contendo web como Funções da API de Google Maps, com adaptações Nossos para os dados. Figura 4. Tela director com mapa baseado sin Mapas de Google.Figura 4. Tela director com mapa baseado sin Mapas de Google. Quando uma rede é carregada, Existe una função de exibir o mapa com seus Elementos. Clicando sobre o hacer Icono Elemento no mapa, Sao exibidas suas informações de latitud, longitud eo tipo hacer Elemento (Fig. 5). Sin código C # da aplicação, Criada foi uma classe párr transferencia das Informações latitud, longitud, Símbolo Elemento hacer elétrico, para a função Javascript, de Nuestra Página Web. Existe una opção de Filtrar OS Tipos de Elementos Que são exibidos ninguna Mapa, por meio do Componente casilla de verificación visual. Caso não haja nenhum Elemento selecionado, é exibida, ou un padrão rede, ou o mapa inicial Vazio, devido a limitações hacer mapas de Google. Também existem limitações para o Número de Accesos e Quantidade de Componentes Que podem Ser exibidos, e isto pode Variar de acordo com como modificações Que são implementadas pelos responsáveis ​​pelo Google Maps. Figura 5. Detalhe hacer geo-referenciamento. A Seguir, implementadas foram como abas párr inserção DOS Elementos Eletricos AO diagrama unifilares e párr Alteração das Propriedades DOS 15 Elementos elétricos. A Fig. 6 mostra una interfaz principales hacen Interplan-AT Plus. A aba para inserção de Elementos elétricos na rede this Localizada na lateral esquerda da tela director. Para inserir um Elemento, o planejador deve selecionar o Elemento Desejado na lista, e escolher sua Ubicación ningún diagrama unifilar. Quando isso é Feito, un aba de Propriedades é habilitada, Localizada na lateral direita da tela director. Assim o planejador pode inserir OS Dados do novo Elemento e Salvá-lo sin Banco de Datos. Para Elementos elétricos Que já fazem parte da Rede, un aba de Propriedades é alterada de acordo com o Elemento selecionado. Nessa aba o planejador pode editar como Propriedades hacen Elemento, cancelar una edição iniciada ou removedor o Elemento da Rede. VALERIO NETTO: PLANIFICACIÓN DE LA RED PARA SISTEMA 349
  • 6. Figura. 6. Aba de Propriedades do Elemento. Um DOS Diferenciales hacen Interplan-AT Plus é a Possibilidade de o planejador criar obras para resolver violações de Critérios Técnicos. Isso é Feito através de abas párrafo criação, edição e visualização Das Obras de um ciclo de estudos. É Importante Lembrar Que Essas abas estão disponíveis Apenas quando um ciclo de Estudios y aberto. Quando Apenas uma rede é Aberta, Apenas os Controles para edição da Rede são Permitidos. Na Fig. 7 E possível ver un director tela com um ciclo de estudos aberto. Na aba Lista de Obras o planejador pode inserir uma obra, preenchendo Propriedades Como descrição e custo. Toda obra criada é considerada inicialmente Como Alternativa. Quando uma obra é inserida em um ano, automaticamente é persistida núms anos posteriores, e também torna-se em visível Cada diagrama unifilar subsequente. Figura 7. Gerenciar obras. Primeiramente, deve-se, no painel de obras, Definir como Propriedades (nome, descrição, Custodio Adicionais) desta obra, Para Que então, Torne-se possível Modificar una rede. O Modo de inserção de Elementos é o mesmo, seleciona-se o Elemento no respectivo painel, arrasta-se para o diagrama unifilar, ea Seguir, preenchidas são como Propriedades deste Elemento elétrico. Um dos pontos Importantes deste novo software, é a Geração de Relatórios de comparação de obras. Utilizou-se una tecnologia Crystal Reports IntegradaRelatórios de comparação de obras. Utilizou-se una tecnologia Crystal Reports IntegradaRelatórios de comparação de obras. Utilizou-se una tecnologia Crystal Reports Integrada ao Visual Studio párrafo Este FIM. Por meio de Consultas optimizadas ao Banco de Datos, Relatórios os GERAM como Informações detalhadas de custos das Obras Propostas, ORGANIZADAS párrafo Cada ciclo de estudos Realizado. Desta forma, o planejador pode OPTAR pelas obras mais satisfatórias, de acordo com os Critérios Técnicos e Econômicos adotados pela Empresa usuaria. Figura 8. Relatório de comparação de custodio de obras gerado pelo aplicativo. V. CONSIDERAÇÕES Finais Como Principais Funcionalidades do projeto Interplan-AT Plus, de acordo com OS: requisitos identificados, analisados ​​e modelados em conjunto com o potencial cliente, foram implementadas. Como Funções de Cálculo de fluxo de Potencia, intertravamento Entre Chaves e outras Específicas de manipulação da Rede Eléctrica, bem Como regras de Negocio para conexão de Elementos Devem Ser Realizadas pela Empresa Parceira Daimon, correos entregues na Forma de clases ou Bibliotecas una serem agregadas software ao . Durante una fase de projeto detalhado, algumas dificuldades foram levantadas: • Uso de WPF: por TRATAR-se de uma tecnologia nova, a instancia de parte Boa do disponível material de ABORDA CONCEITOS Básicos, e tarefas mais complexas com un INTEGRAÇÃO hacer Componente navegador web, o diagrama de desenho hacer DU, un com Interação Javascript, e até mesmo un rendimiento hacer software quando Operando com dados Grandes volúmenes de Datos não foram corretamente dimensionados e considerados 350 IEEE Transactions AMERICA LATINA, VOL. 13, NO. 1, Ene. 2015
  • 7. na fase de concepção; • Fase de concepção abordou muito superficialmente Como gerar o diagrama geo-referenciado, pero podría haber O que ter levado ao comprometimento da tarefa. Existem algumas soluções implementadas para Aplicações web, porém, por TRATAR-se de um software Que Requer grande capacidade de Processamento, estabeleceu-se como Requisito, Que seria de escritorio uma aplicação. Inicialmente, concebeu-se Arquivos Como utilizar KML. • Una IDEA de dividir tarefas Entre equipes, párrafo implementação da arquitetura MVC, até um ponto é certo interessante, porém, em CERTAS Funcionalidades, E praticamente inviável, hacer ponto de vista prático; • Una Estrategia de ciclo de desenvolvimento adotada inicialmente, não condiz com os preceitos de uma metodologia ágil, mas sim, tem grande semelhança ao Método cascata, onde são definidos OS Requisitos inicialmente, e só então Inicia-se un implementação [8]. Para contornar Estas dificuldades procurou-se focar ningún objetivo m Ser una alcançado e visando Produzir um código Bastante modularizado, para facilitar o reuso futuro. No Que diz respeito ao WPF, na em Medida Que tornou-se complicado demais Como utilizar Certos Componentes, optou-se por alguma Solução alternativa, en otras palabras utilizando sándalo Componente pronto, ou Utilizando o Conhecimento Previo de C # com Windows Forms. Una tela inicial, em que se era pretendido um comportamento similares a IDE hacer Visual Studio, com abas Que podem Ser escondidas, e com redimensionamento automático de conteúdo, foi um destes Problemas, ea Solução proposta foi O USO DA Biblioteca Avalon muelle [9]. This biblioteca supriu até um ponto certo como Necessidades, porém, incompleta Parece Estar ainda, e após inúmeros testículos, Diferentes com configurações, optou-se por abrir mão de CERTAS Funcionalidades sin interfaz de quesito, ganhando, no entanto, sin Estabilidade quesito. Com Relação ao Google Maps, existem inúmeros exemplos de la USO, em Aplicações web, porém párrafo escritorio, párrafo ambiente Microsoft, mi ENCONTRAR raro informações Consistentes, um exemplo é una biblioteca Gmap.NET [10]. Diante da escassez de Documentación Para Que pudéssemos implementar uma Solução estável e consistente, nossa busca levou à implementação de uma classe Que estabelece Comunicação com o navegador Incorporado ningún software. This alternativa, requereu un criação de uma page HTML Que Contém um código baseado na API de Google Maps hacerlo. Nesta page, un função HTML recebe os dados Enviados A partir hacerlo código C #, formatados previamente. Foi criado um 'parser': uma classe com: métodos para codificar os dados num formato aceitável para o código JavaScript, e no javascript estes dados são Novamente decodificados Para Que Sejam exibidos ningún mapa, nas COORDENADAS de latitud longitud E, O Símbolo hacer Elemento elétrico correspondente. Etapa Nesta, JA ficou evidenciado Que un divisão MVC não é Totalmente apropriada para dividir tarefas Entre Diferentes equipes, delegando una interfaz para um equipe diferente daquela Que IMPLEMENTA o Código do modelo, ou de acesso à Base de datos. Isto pero podría haber estado utilizado se já fosse sabido de antemão, una forma em Que os dados deveriam Ser MANIPULADOS, assim Como una forma de Interação com o Componente navegador web. O ponto positivo foi ter alcançado uma Solução Própria, Que torna a equipe detentora deste know-how. Por fim, como fases hacen Ciclo de vida del software hacer, foram concebidas com base de num modelo cascata [8] [12], Que se caracteriza pela Falta de flexibilidade das Etapas, e pode até funcionar muito bem em Certos Tipos de Aplicações, mas sin Caso hacer Interplan AT Plus, ágil uma metodologia, Que se combinan una boa necessidade de uma especificação hacer produto, com un flexibilidade de Produzir Mudanças e adaptações em tempo hábil, com foco maior na Geração de código funcional, e por consequência um produto Que atenda às Necessidades hacen cliente, hacen Que na criação de Documentación [8,11]. Até Porque, após o PERIODO DE dois anos Presentación, muito pode mudar e corres-se o risco de Produzir um produto obsoleto final de ao. Pensando nisto, na última fase, algumas Funcionalidades foram mantidas em aberto, para que seja possível un adequação de Necessidades Específicas de eventuais: clientes, ea arquitetura foi sendo Ajustada para facilitar una futura manutenção. Hacer ponto de vista Estratégico, un IDEA e Mãos ter em, Além do produto inicialmente proposto para o setor de energia elétrica, uma concepção de Solução de software para planejamento inteligente de infraestrutura. Pode-se Concluir que o projeto foi bem sucedido. O software Produzido é inovador e this sendo Apresentado párrafo potenciais Clientes. Pessoas foram treinadas nas tecnologias e novos adquiriram conhecimentos, agregando valor a equipe técnica. AGRADECIMENTOS O autor agradece o apoio financeiro hacer CNPq por meio do Programa RHAE Pesquisador na Empresa (557812 / 2008-9) e Empresa Daimon (www.daimon.com.br). REFERÊNCIASREFERÊNCIAS [1] de Windows Presentación Fundación - http://msdn.microsoft.com/en-us/library/ms754130.aspx - Acessado em 16/06/2010. [2] Freeman, ET, Robson, E., Bates, B., Sierra, Jefe K.em 16/06/2010. [2] Freeman, ET, Robson, E., Bates, B., Sierra, Jefe K. Patrones primer diseño. 1ª edição, O'Reilly Media, 2004. [3] MicrosoftPatrones primer diseño. 1ª edição, O'Reilly Media, 2004. [3] Microsoft Visual Studio - http://msdn.microsoft.com/pt- br / VStudio / default.aspx - Acessado em 16/06/2010. [4] PostgreSQL - http://www.postgresql.org/about/ - Acessado em 16/06/2010. [5] Gilleanes T. ª Guedes. UML 2 - UmaAcessado em 16/06/2010. [5] Gilleanes T. ª Guedes. UML 2 - Uma abordagem prática. 1ª edição, Editora Novatec, 2009. [6] Arquitecto1ª edição, Editora Novatec, 2009. [6] Arquitecto Empresarial - www.sparxsystems.com/ - Acessado em 17/06/2010. [7] Google Maps - maps.google.com -Acessado em 17/06/2010. [7] Google Maps - maps.google.com - Acessado em 18/06/2010. VALERIO NETTO: PLANIFICACIÓN DE LA RED PARA SISTEMA 351
  • 8. [8] Sommerville, Ian, Engenharia de software, 8ª edição,[8] Sommerville, Ian, Engenharia de software, 8ª edição, Addison Wesley, 2007. [9] Avalon muelle -Addison Wesley, 2007. [9] Avalon muelle - http://avalondock.codeplex.com/ - acessado em 10/03/2010. [10] Gmap.NET -acessado em 10/03/2010. [10] Gmap.NET - http://greatmaps.codeplex.com/ - Acessado em 05/08/2010. [11] A Nova Metodologia,em 05/08/2010. [11] A Nova Metodologia, http://simplus.com.br/artigos/a- nova-metodologia / Acessado em 10/12/2010. [12] A. Valerio, "Sistemanova-metodologia / Acessado em 10/12/2010. [12] A. Valerio, "Sistema Integrado de Visualización de Redes de Distribución de Energía Eléctrica", IEEE Transactions AMERICA LATINA, vol. 8, No. 6, pp. 728-733, diciembre de 2010. Antonio Valerio Netto é Doutor em computação correo matemáticaAntonio Valerio Netto é Doutor em computação correo matemática computacional pela Universidad de Sao Paulo (CCIM / USP). Possui MBA FUNDACE pela em Marketing (FEA-RP / USP). É Técnico em Informática pela industrial ETEP, Bacharel em computação pela Universidade Federal de São Carlos (DC / UFSCar) e Mestre em Engenharia pela Universidad de Sao Paulo (CESE / USP). Em 2001 foi na pesquisador Visitante Universidad de Indiana (EUA). Trabalhou cinco anos del na área de P & D da Opto Eletrônica SA e, posteriormente, dois anos Presentación de Como consultor de novas tecnologias da Debis Humaitá hacer grupo DaimlerChrysler e um ano na T- Systems, Empresa hacer grupo Deutsche Telekom. Em 2003, fundou un Cientistas, Empresa focada sin Desenvolvimento de produtos Tecnológicos, da qual é seu dirigente directora. Em 2007, fundou una primeira Empresa de robótica inteligente móvel do País, un xBot, Que em 2009 foi considerada Pelo Sebrae SP uma das Pequeñas Empresas mais inovadoras del Estado de São Paulo. É o coordenador titular hacer Núcleo de Jovens Empreendedores e coordenador do Núcleo Regional de Innovación hacer CIESP de São Carlos e Região. Foi da Diretor seção Brasil haga Consejo Internacional para la pequeña empresa (ICSB) e consultor hacer Programa SebraeTec hacer Sebrae SP Entre 2003 e 2005. Possui em torno de 75 publicações Entre Livros, Capitulos de Livros, revistas e Congressos Internacionais e Nacionais en zonas de computação e Engenharia. Possui duas Patentes. Coordenou em torno de 15 Projetos Tecnológicos financiados pela FINEP, CNPq, FAPESP e Empresas Privadas núms ultimos anos del Cinco. Recebeu DIVERSOS Prêmios e menções honrosas, Como un hacer Society of Automotive Engineer (SAE) Brasil 2001 - melhor artigo técnico na categoria de Projetos e melhor Aluno hacer MBA em marketing da FUNDACE (FEA-RP / USP) em 2006. Em 2008 finalista foi hacer Prêmio Empreendedor de Sucesso promovido pela revista PEGN e FGV. Em 2009 tornou-se da Profesor Honorario de la Universidad Abierta Interamericana (Buenos Aires / ARG). 352 IEEE Transactions AMERICA LATINA, VOL. 13, NO. 1, Ene. 2015