SlideShare uma empresa Scribd logo
A Bíblia diz que Deus perdoa os
nossos pecados e deles não mais se
lembra. Diz ainda, que devemos perdoar
assim como Deus em Cristo nos
perdoou. O que significa perdoar e não
mais se lembrar?
Significa, porventura, amnésia?
Absolutamente não! Deus não tem
amnésia. Deus sabe tudo e jamais fato
algum é apagado da sua memória.
Mas, então, o que a Bíblia quer
dizer que Deus perdoa e esquece?
Significa que Deus nunca mais cobra
outra vez aquilo que ele perdoou. Deus
nunca mais lança em nosso rosto aquilo
que confessamos e abandonamos.
Assim, também, quando a Bíblia diz que
devemos perdoar como Deus e
esquecer, não significa que os fatos que
nos machucaram serão apagados da
nossa memória.
Isso é impossível e nem mesmo
depende de nós. As coisas vêm à nossa
memória querendo nós ou não. Perdoar
e esquecer significa lembrar sem sentir
dor; significa nunca mais cobrar da
pessoa perdoada a mesma dívida.
O perdão é uma necessidade
fundamental da vida. É impossível ter
uma vida saudável emocional, física e
espiritualmente sem o exercício do
perdão. Quem não perdoa não pode
orar. Quem não perdoa não pode trazer
sua oferta ao altar. Quem não perdoa
não pode ser perdoado. Quem não
perdoa adoece fisicamente.
O perdão é até mesmo uma
questão de bom senso. Quando
guardamos mágoa de
alguém, acabamos nos tornando
prisioneiros dessa pessoa. Ela nos
escraviza e nos mantém em cativeiro.
Quando nutrimos mágoa de
alguém, esse alguém nos perturba
continuamente.
Se vamos nos assentar para tomar
uma refeição, essa pessoa tira o nosso
apetite. Se vamos tirar um cochilo, essa
pessoa se transforma em nosso
pesadelo. Se vamos sair de férias, ela
pega carona conosco e estraga as
nossas férias. Perdoar é a única
maneira de quebrar essas correntes e
ficarmos livres.
O perdão deve ser ilimitado. Jesus
nos ensina a perdoar até setenta vezes
sete. Essa cifra não é literal. Ela aponta
setenta vezes o número sete, o número
da perfeição. O perdão é ilimitado, pois
é dessa forma que Deus nos perdoa.
Jesus deixou esse fato claro na sua
parábola do credor incompassivo.
Mateus 18
23
Por isso, o reino dos céus é semelhante a um rei
que resolveu ajustar contas com os seus servos.
24
E, passando a fazê-lo, trouxeram-lhe um que lhe
devia dez mil talentos.
25
Não tendo ele, porém, com que pagar, ordenou o
senhor que fosse vendido ele, a mulher, os filhos
e tudo quanto possuía e que a dívida fosse paga.
26
Então, o servo, prostrando-se reverente, rogou:
Sê paciente comigo, e tudo te pagarei.
27
E o senhor daquele servo, compadecendo-se,
mandou-o embora e perdoou-lhe a dívida.
Mateus 18
28
Saindo, porém, aquele servo, encontrou um dos
seus conservos que lhe devia cem denários; e,
agarrando-o, o sufocava, dizendo: Paga-me o que
me deves.
29
Então, o seu conservo, caindo-lhe aos pés, lhe
implorava: Sê paciente comigo, e te pagarei.
30
Ele, entretanto, não quis; antes, indo-se, o lançou
na prisão, até que saldasse a dívida.
31
Vendo os seus companheiros o que se havia
passado, entristeceram-se muito e foram relatar
ao seu senhor tudo que acontecera.
Mateus 18
32
Então, o seu senhor, chamando-o, lhe disse:
Servo malvado, perdoei-te aquela dívida toda
porque me suplicaste;
33
não devias tu, igualmente, compadecer-te do teu
conservo, como também eu me compadeci de ti?
34
E, indignando-se, o seu senhor o entregou aos
verdugos, até que lhe pagasse toda a dívida.
35
Assim também meu Pai celeste vos fará, se do
íntimo não perdoardes cada um a seu irmão.
Aquele servo que recebeu um
perdão de dez mil talentos não perdoou
seu conservo de uma pequena dívida de
cem denários. Dez mil talentos é
seiscentas mil vezes mais que cem
denários. Aquele que havia recebido um
perdão seiscentas mil vezes maior
negou-se a perdoar alguém que lhe
devia uma dívida seiscentas mil vezes
menor.
O rei, então, lhe entregou aos
verdugos até que ele “pagasse” a dívida
impagável. Um homem precisaria
trabalhar cento e cinqüenta mil anos
para adquirir dez mil talentos recebendo
o salário de um denário por dia. Essa
parábola simboliza que a nossa dívida
com Deus é impagável. Por isso, o
perdão de Deus é ilimitado.
E Jesus foi enfático em afirmar que
se não perdoarmos, não seremos
perdoados: “Assim também meu Pai
celeste vos fará, se do íntimo não
perdoardes cada um a seu irmão”.
Mateus 18:35
Vamos destacar três aspectos do
perdão:
1. O Perdão Deve Ser Incondicional
Lucas 17
04
Se, por sete vezes no dia, pecar contra ti e, sete
vezes, vier ter contigo, dizendo: Estou
arrependido, perdoa-lhe.
O perdão não é uma questão de
justiça, mas de misericórdia. O perdão é
graça. Graça é o que não merecemos,
mas precisamos.
Devemos perdoar aqueles que não
merecem o nosso perdão, assim como
fomos perdoados sem merecermos o
perdão de Deus. José perdoou seus
irmãos mesmo sendo vítima da inveja
deles. Estêvão pediu a Jesus para não
imputar o pecado de seus
apedrejadores a eles. Jesus orou ao Pai
pedindo perdão para aqueles que o
crucificaram. Devemos de igual
forma, perdoar aqueles que nos
2. O Perdão Deve Ser Cauteloso
Lucas 17
03
Acautelai-vos. Se teu irmão pecar contra ti,
repreende-o; se ele se arrepender, perdoa-lhe.
Não podemos humilhar as pessoas
no ato de perdoá-las. O perdão é um
gesto de humildade e graça, e não
altivez e arrogância.
Devemos ser sensíveis até
mesmos com os nossos desafetos. Não
é sensato usar quaisquer justificativas
do nosso delito no processo de pedir
perdão. Esse pedido deve ser claro,
humilde e direto.
O silêncio não é sinônimo de
perdão, nem o tempo é remédio para
curar as feridas provocadas pela mágoa.
O confronto é o único caminho razoável
para obter essa cura.
3. O Perdão Deve Ser Fruto do Nosso
Relacionamento com Deus
Lucas 17
05
Então, disseram os apóstolos ao Senhor:
Aumenta-nos a fé.
O perdão não é uma atitude fácil.
Ele não é indolor. Nossa natureza
decaída está mais inclinada para a
vingança do que para o perdão.
Só perdoamos quando Deus nos
capacita. O perdão é um reflexo da graça
de Deus em nós. Por isso, quando os
discípulos de Cristo o ouviram falar de
perdão incondicional, logo falaram:
“Aumenta-nos a nossa fé”.
Lucas 17:5
Só o Senhor pode nos capacitar a
perdoar. Somente pela fé podemos
exercer o perdão.
O perdão é o caminho da cura das
feridas. É a ponte de reconciliação das
relações quebradas. O perdão é o
remédio divino para os relacionamentos
enfermos. O perdão é o bálsamo do céu
para aqueles que andam machucados e
feridos pela mágoa.
Hoje é tempo de perdoar. Hoje é
tempo de pedir perdão. Hoje é tempo de
restaurar relacionamentos dentro da
nossa casa e da igreja, a fim de
vivermos uma vida plena e abundante.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

PRINCÍPIO DA LEALDADE
PRINCÍPIO DA LEALDADEPRINCÍPIO DA LEALDADE
PRINCÍPIO DA LEALDADE
Idpb São Jose I
 
Estudos josé do egito
Estudos  josé do egitoEstudos  josé do egito
Estudos josé do egito
Joel Silva
 
Palestra 22 a força do perdão
Palestra 22 a força do perdãoPalestra 22 a força do perdão
Palestra 22 a força do perdão
Jose Ferreira Almeida
 
O valor do perdão
O valor do perdãoO valor do perdão
O valor do perdão
Quenia Damata
 
INTIMIDADE COM DEUS
INTIMIDADE COM DEUSINTIMIDADE COM DEUS
Batalha espiritual no_lar[1]
Batalha espiritual no_lar[1]Batalha espiritual no_lar[1]
Batalha espiritual no_lar[1]
Sandra Fuso
 
12 o perdao na familia
12   o perdao na familia12   o perdao na familia
12 o perdao na familia
PIB Penha
 
As famílias e as modernidades
As famílias e as modernidadesAs famílias e as modernidades
As famílias e as modernidades
caselato
 
O que é Namoro para o Cristão
O que é Namoro para o CristãoO que é Namoro para o Cristão
O que é Namoro para o Cristão
Pregador Manasses
 
Na mente ou no coração
Na mente ou no coraçãoNa mente ou no coração
Na mente ou no coração
Edilson Jose Barbosa Barbosa
 
Cinco LiçõEs Que Aprendemos Na Casa Do Oleiro
Cinco LiçõEs Que Aprendemos Na Casa Do OleiroCinco LiçõEs Que Aprendemos Na Casa Do Oleiro
Cinco LiçõEs Que Aprendemos Na Casa Do Oleiro
renaapborges
 
Treinamento obreiros e auxiliares
Treinamento obreiros e auxiliaresTreinamento obreiros e auxiliares
Treinamento obreiros e auxiliares
Carlos Cirleno Neves
 
A importância do discipulado
A importância do discipuladoA importância do discipulado
A importância do discipulado
Ruy Naziazeno
 
O fruto do espírito a essencia do carater cristão
O fruto do espírito a essencia do carater cristãoO fruto do espírito a essencia do carater cristão
O fruto do espírito a essencia do carater cristão
Eduardo Sousa Gomes
 
Mulheres moldadas pela Palavra de Deus
Mulheres moldadas pela Palavra de Deus Mulheres moldadas pela Palavra de Deus
Mulheres moldadas pela Palavra de Deus
Cacilda Barbosa Santiago
 
Reunião de casais
Reunião de casaisReunião de casais
Reunião de casais
boasnovas
 
Casais Inteligentes envelhecem Juntos
Casais Inteligentes envelhecem Juntos Casais Inteligentes envelhecem Juntos
Casais Inteligentes envelhecem Juntos
Ev,Israel Leandro
 
Perdão
PerdãoPerdão
Perdão
Noimix
 
Amar a deus sobre todas as coisas
Amar a deus sobre todas as coisasAmar a deus sobre todas as coisas
Amar a deus sobre todas as coisas
Pastor Juscelino Freitas
 
Curso de noivos
Curso de noivosCurso de noivos
Curso de noivos
Cristiano Roncy
 

Mais procurados (20)

PRINCÍPIO DA LEALDADE
PRINCÍPIO DA LEALDADEPRINCÍPIO DA LEALDADE
PRINCÍPIO DA LEALDADE
 
Estudos josé do egito
Estudos  josé do egitoEstudos  josé do egito
Estudos josé do egito
 
Palestra 22 a força do perdão
Palestra 22 a força do perdãoPalestra 22 a força do perdão
Palestra 22 a força do perdão
 
O valor do perdão
O valor do perdãoO valor do perdão
O valor do perdão
 
INTIMIDADE COM DEUS
INTIMIDADE COM DEUSINTIMIDADE COM DEUS
INTIMIDADE COM DEUS
 
Batalha espiritual no_lar[1]
Batalha espiritual no_lar[1]Batalha espiritual no_lar[1]
Batalha espiritual no_lar[1]
 
12 o perdao na familia
12   o perdao na familia12   o perdao na familia
12 o perdao na familia
 
As famílias e as modernidades
As famílias e as modernidadesAs famílias e as modernidades
As famílias e as modernidades
 
O que é Namoro para o Cristão
O que é Namoro para o CristãoO que é Namoro para o Cristão
O que é Namoro para o Cristão
 
Na mente ou no coração
Na mente ou no coraçãoNa mente ou no coração
Na mente ou no coração
 
Cinco LiçõEs Que Aprendemos Na Casa Do Oleiro
Cinco LiçõEs Que Aprendemos Na Casa Do OleiroCinco LiçõEs Que Aprendemos Na Casa Do Oleiro
Cinco LiçõEs Que Aprendemos Na Casa Do Oleiro
 
Treinamento obreiros e auxiliares
Treinamento obreiros e auxiliaresTreinamento obreiros e auxiliares
Treinamento obreiros e auxiliares
 
A importância do discipulado
A importância do discipuladoA importância do discipulado
A importância do discipulado
 
O fruto do espírito a essencia do carater cristão
O fruto do espírito a essencia do carater cristãoO fruto do espírito a essencia do carater cristão
O fruto do espírito a essencia do carater cristão
 
Mulheres moldadas pela Palavra de Deus
Mulheres moldadas pela Palavra de Deus Mulheres moldadas pela Palavra de Deus
Mulheres moldadas pela Palavra de Deus
 
Reunião de casais
Reunião de casaisReunião de casais
Reunião de casais
 
Casais Inteligentes envelhecem Juntos
Casais Inteligentes envelhecem Juntos Casais Inteligentes envelhecem Juntos
Casais Inteligentes envelhecem Juntos
 
Perdão
PerdãoPerdão
Perdão
 
Amar a deus sobre todas as coisas
Amar a deus sobre todas as coisasAmar a deus sobre todas as coisas
Amar a deus sobre todas as coisas
 
Curso de noivos
Curso de noivosCurso de noivos
Curso de noivos
 

Destaque

Eu queria ter mais que uma voz
Eu queria ter mais que uma vozEu queria ter mais que uma voz
Eu queria ter mais que uma voz
rafael gomide
 
Salmo 139
Salmo 139Salmo 139
Power Point 2007
Power Point 2007Power Point 2007
Power Point 2007
Andrea Bruzaca
 
Qual o tamanho do seu deus
Qual o tamanho do seu deusQual o tamanho do seu deus
Qual o tamanho do seu deus
Eid Marques
 
Mais que uma voz kleber lucas
Mais que uma voz   kleber lucasMais que uma voz   kleber lucas
Mais que uma voz kleber lucas
Dieison Moraes
 
Deus me ama thalles roberto e andré valadão
Deus me ama   thalles roberto e andré valadãoDeus me ama   thalles roberto e andré valadão
Deus me ama thalles roberto e andré valadão
Wilson Fernandes Ribeiro
 
Mais que uma voz
Mais que uma vozMais que uma voz
Mais que uma voz
rafael gomide
 
Deus me ama
Deus me amaDeus me ama
Deus me ama
Nathan Henrique
 
Deus me ama thalles roberto
Deus me ama  thalles robertoDeus me ama  thalles roberto
Deus me ama thalles roberto
PHABLO B
 

Destaque (9)

Eu queria ter mais que uma voz
Eu queria ter mais que uma vozEu queria ter mais que uma voz
Eu queria ter mais que uma voz
 
Salmo 139
Salmo 139Salmo 139
Salmo 139
 
Power Point 2007
Power Point 2007Power Point 2007
Power Point 2007
 
Qual o tamanho do seu deus
Qual o tamanho do seu deusQual o tamanho do seu deus
Qual o tamanho do seu deus
 
Mais que uma voz kleber lucas
Mais que uma voz   kleber lucasMais que uma voz   kleber lucas
Mais que uma voz kleber lucas
 
Deus me ama thalles roberto e andré valadão
Deus me ama   thalles roberto e andré valadãoDeus me ama   thalles roberto e andré valadão
Deus me ama thalles roberto e andré valadão
 
Mais que uma voz
Mais que uma vozMais que uma voz
Mais que uma voz
 
Deus me ama
Deus me amaDeus me ama
Deus me ama
 
Deus me ama thalles roberto
Deus me ama  thalles robertoDeus me ama  thalles roberto
Deus me ama thalles roberto
 

Semelhante a Perdão, lembrar sem sentir dor

Acertando contas
Acertando contasAcertando contas
Acertando contas
Ramón Zazatt
 
O que significa perdoar
O que significa perdoarO que significa perdoar
O que significa perdoar
Renato Santos
 
O que significa perdoar
O que significa perdoarO que significa perdoar
O que significa perdoar
Miranda Do Brasil
 
Lição 7- Perdoamos Porque Fomos Perdoados
Lição 7- Perdoamos Porque Fomos PerdoadosLição 7- Perdoamos Porque Fomos Perdoados
Lição 7- Perdoamos Porque Fomos Perdoados
Hamilton Souza
 
O credor incompassivo
O credor incompassivoO credor incompassivo
O credor incompassivo
Helio Cruz
 
vencendo a depressão
vencendo a depressãovencendo a depressão
vencendo a depressão
Rômulo Martins
 
o fator perdão.ppt
o fator perdão.ppto fator perdão.ppt
o fator perdão.ppt
Prgomes5
 
Lição 7- Perdoamos Porque Fomos Perdoados
Lição 7- Perdoamos Porque Fomos PerdoadosLição 7- Perdoamos Porque Fomos Perdoados
Lição 7- Perdoamos Porque Fomos Perdoados
Éder Tomé
 
ALUNO-Licao-05-Quem-segue-a-Cristo-Anda-na-Pratica-do-Perdao-e-do-Amor.pdf
ALUNO-Licao-05-Quem-segue-a-Cristo-Anda-na-Pratica-do-Perdao-e-do-Amor.pdfALUNO-Licao-05-Quem-segue-a-Cristo-Anda-na-Pratica-do-Perdao-e-do-Amor.pdf
ALUNO-Licao-05-Quem-segue-a-Cristo-Anda-na-Pratica-do-Perdao-e-do-Amor.pdf
JayronSilvaPinto
 
13 Aprendendo a Perdoar - Slides.pptx
13 Aprendendo a Perdoar - Slides.pptx13 Aprendendo a Perdoar - Slides.pptx
13 Aprendendo a Perdoar - Slides.pptx
ThyagoSouza21
 
Domingo ano a - xxiv tempo comum
Domingo   ano a - xxiv tempo comumDomingo   ano a - xxiv tempo comum
Domingo ano a - xxiv tempo comum
Augusto Manuel Caneca
 
Salvacao edicao 3
Salvacao edicao 3Salvacao edicao 3
Salvacao edicao 3
Richard Rossini Atanes
 
O credor incompassivo
O credor incompassivoO credor incompassivo
O credor incompassivo
Helio Cruz
 
Documento
DocumentoDocumento
Documento
Janaina Oliveira
 
Saiba Se Você é Compassivo
Saiba Se Você é CompassivoSaiba Se Você é Compassivo
Saiba Se Você é Compassivo
João Henrique Oliveira
 
Lição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deus
Lição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deusLição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deus
Lição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deus
Erberson Pinheiro
 
Perdão
Perdão Perdão
Perdão
Geversom Sousa
 
Leituras: 24º Domingo do Tempo Comum - Ano A
Leituras: 24º Domingo do Tempo Comum - Ano ALeituras: 24º Domingo do Tempo Comum - Ano A
Leituras: 24º Domingo do Tempo Comum - Ano A
José Lima
 
A justiça divina
A justiça divinaA justiça divina
A justiça divina
Erberson Pinheiro
 
Lição 11 relacionamento e perdão
Lição 11 relacionamento e perdãoLição 11 relacionamento e perdão
Lição 11 relacionamento e perdão
boasnovassena
 

Semelhante a Perdão, lembrar sem sentir dor (20)

Acertando contas
Acertando contasAcertando contas
Acertando contas
 
O que significa perdoar
O que significa perdoarO que significa perdoar
O que significa perdoar
 
O que significa perdoar
O que significa perdoarO que significa perdoar
O que significa perdoar
 
Lição 7- Perdoamos Porque Fomos Perdoados
Lição 7- Perdoamos Porque Fomos PerdoadosLição 7- Perdoamos Porque Fomos Perdoados
Lição 7- Perdoamos Porque Fomos Perdoados
 
O credor incompassivo
O credor incompassivoO credor incompassivo
O credor incompassivo
 
vencendo a depressão
vencendo a depressãovencendo a depressão
vencendo a depressão
 
o fator perdão.ppt
o fator perdão.ppto fator perdão.ppt
o fator perdão.ppt
 
Lição 7- Perdoamos Porque Fomos Perdoados
Lição 7- Perdoamos Porque Fomos PerdoadosLição 7- Perdoamos Porque Fomos Perdoados
Lição 7- Perdoamos Porque Fomos Perdoados
 
ALUNO-Licao-05-Quem-segue-a-Cristo-Anda-na-Pratica-do-Perdao-e-do-Amor.pdf
ALUNO-Licao-05-Quem-segue-a-Cristo-Anda-na-Pratica-do-Perdao-e-do-Amor.pdfALUNO-Licao-05-Quem-segue-a-Cristo-Anda-na-Pratica-do-Perdao-e-do-Amor.pdf
ALUNO-Licao-05-Quem-segue-a-Cristo-Anda-na-Pratica-do-Perdao-e-do-Amor.pdf
 
13 Aprendendo a Perdoar - Slides.pptx
13 Aprendendo a Perdoar - Slides.pptx13 Aprendendo a Perdoar - Slides.pptx
13 Aprendendo a Perdoar - Slides.pptx
 
Domingo ano a - xxiv tempo comum
Domingo   ano a - xxiv tempo comumDomingo   ano a - xxiv tempo comum
Domingo ano a - xxiv tempo comum
 
Salvacao edicao 3
Salvacao edicao 3Salvacao edicao 3
Salvacao edicao 3
 
O credor incompassivo
O credor incompassivoO credor incompassivo
O credor incompassivo
 
Documento
DocumentoDocumento
Documento
 
Saiba Se Você é Compassivo
Saiba Se Você é CompassivoSaiba Se Você é Compassivo
Saiba Se Você é Compassivo
 
Lição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deus
Lição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deusLição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deus
Lição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deus
 
Perdão
Perdão Perdão
Perdão
 
Leituras: 24º Domingo do Tempo Comum - Ano A
Leituras: 24º Domingo do Tempo Comum - Ano ALeituras: 24º Domingo do Tempo Comum - Ano A
Leituras: 24º Domingo do Tempo Comum - Ano A
 
A justiça divina
A justiça divinaA justiça divina
A justiça divina
 
Lição 11 relacionamento e perdão
Lição 11 relacionamento e perdãoLição 11 relacionamento e perdão
Lição 11 relacionamento e perdão
 

Mais de Eid Marques

JUNTOS para que UM seja conhecido
JUNTOS para que UM seja conhecidoJUNTOS para que UM seja conhecido
JUNTOS para que UM seja conhecido
Eid Marques
 
Por Que Vivermos JUNTOS?
Por Que Vivermos JUNTOS?Por Que Vivermos JUNTOS?
Por Que Vivermos JUNTOS?
Eid Marques
 
Ele é a Luz do Mundo
Ele é a Luz do MundoEle é a Luz do Mundo
Ele é a Luz do Mundo
Eid Marques
 
O Amor de Deus
O Amor de DeusO Amor de Deus
O Amor de Deus
Eid Marques
 
O que eu posso fazer por missões
O que eu posso fazer por missõesO que eu posso fazer por missões
O que eu posso fazer por missões
Eid Marques
 
Efésios - Lição 01
Efésios - Lição 01Efésios - Lição 01
Efésios - Lição 01
Eid Marques
 
Estudo de Efésios - Introdução
Estudo de Efésios - IntroduçãoEstudo de Efésios - Introdução
Estudo de Efésios - Introdução
Eid Marques
 
Aos pés de Cristo
Aos pés de CristoAos pés de Cristo
Aos pés de Cristo
Eid Marques
 
ÉFeso - A Cidade
ÉFeso - A CidadeÉFeso - A Cidade
ÉFeso - A Cidade
Eid Marques
 
Quem é você na igreja
Quem é você na igrejaQuem é você na igreja
Quem é você na igreja
Eid Marques
 
Mãe Modelo
Mãe ModeloMãe Modelo
Mãe Modelo
Eid Marques
 
É Tempo de Avansar
É Tempo de AvansarÉ Tempo de Avansar
É Tempo de Avansar
Eid Marques
 
Babilônia
BabilôniaBabilônia
Babilônia
Eid Marques
 
O que você ainda está esperando
O que você ainda está esperandoO que você ainda está esperando
O que você ainda está esperando
Eid Marques
 
A Decisão de Servir a Deus na Família
A Decisão de Servir a Deus na FamíliaA Decisão de Servir a Deus na Família
A Decisão de Servir a Deus na Família
Eid Marques
 
Princípios Para Edificar Uma Família Saudável
Princípios Para Edificar Uma Família SaudávelPrincípios Para Edificar Uma Família Saudável
Princípios Para Edificar Uma Família Saudável
Eid Marques
 
Família, Não Apague Essa Idéia
Família, Não Apague Essa IdéiaFamília, Não Apague Essa Idéia
Família, Não Apague Essa Idéia
Eid Marques
 
Você é uma pessoa alegre
Você é uma pessoa alegreVocê é uma pessoa alegre
Você é uma pessoa alegre
Eid Marques
 
Série Igreja A igreja que queremos ser
Série Igreja   A igreja que queremos serSérie Igreja   A igreja que queremos ser
Série Igreja A igreja que queremos ser
Eid Marques
 
Série igreja - Nossa Missão.ppt
Série igreja - Nossa Missão.pptSérie igreja - Nossa Missão.ppt
Série igreja - Nossa Missão.ppt
Eid Marques
 

Mais de Eid Marques (20)

JUNTOS para que UM seja conhecido
JUNTOS para que UM seja conhecidoJUNTOS para que UM seja conhecido
JUNTOS para que UM seja conhecido
 
Por Que Vivermos JUNTOS?
Por Que Vivermos JUNTOS?Por Que Vivermos JUNTOS?
Por Que Vivermos JUNTOS?
 
Ele é a Luz do Mundo
Ele é a Luz do MundoEle é a Luz do Mundo
Ele é a Luz do Mundo
 
O Amor de Deus
O Amor de DeusO Amor de Deus
O Amor de Deus
 
O que eu posso fazer por missões
O que eu posso fazer por missõesO que eu posso fazer por missões
O que eu posso fazer por missões
 
Efésios - Lição 01
Efésios - Lição 01Efésios - Lição 01
Efésios - Lição 01
 
Estudo de Efésios - Introdução
Estudo de Efésios - IntroduçãoEstudo de Efésios - Introdução
Estudo de Efésios - Introdução
 
Aos pés de Cristo
Aos pés de CristoAos pés de Cristo
Aos pés de Cristo
 
ÉFeso - A Cidade
ÉFeso - A CidadeÉFeso - A Cidade
ÉFeso - A Cidade
 
Quem é você na igreja
Quem é você na igrejaQuem é você na igreja
Quem é você na igreja
 
Mãe Modelo
Mãe ModeloMãe Modelo
Mãe Modelo
 
É Tempo de Avansar
É Tempo de AvansarÉ Tempo de Avansar
É Tempo de Avansar
 
Babilônia
BabilôniaBabilônia
Babilônia
 
O que você ainda está esperando
O que você ainda está esperandoO que você ainda está esperando
O que você ainda está esperando
 
A Decisão de Servir a Deus na Família
A Decisão de Servir a Deus na FamíliaA Decisão de Servir a Deus na Família
A Decisão de Servir a Deus na Família
 
Princípios Para Edificar Uma Família Saudável
Princípios Para Edificar Uma Família SaudávelPrincípios Para Edificar Uma Família Saudável
Princípios Para Edificar Uma Família Saudável
 
Família, Não Apague Essa Idéia
Família, Não Apague Essa IdéiaFamília, Não Apague Essa Idéia
Família, Não Apague Essa Idéia
 
Você é uma pessoa alegre
Você é uma pessoa alegreVocê é uma pessoa alegre
Você é uma pessoa alegre
 
Série Igreja A igreja que queremos ser
Série Igreja   A igreja que queremos serSérie Igreja   A igreja que queremos ser
Série Igreja A igreja que queremos ser
 
Série igreja - Nossa Missão.ppt
Série igreja - Nossa Missão.pptSérie igreja - Nossa Missão.ppt
Série igreja - Nossa Missão.ppt
 

Perdão, lembrar sem sentir dor

  • 1.
  • 2. A Bíblia diz que Deus perdoa os nossos pecados e deles não mais se lembra. Diz ainda, que devemos perdoar assim como Deus em Cristo nos perdoou. O que significa perdoar e não mais se lembrar? Significa, porventura, amnésia? Absolutamente não! Deus não tem amnésia. Deus sabe tudo e jamais fato algum é apagado da sua memória.
  • 3. Mas, então, o que a Bíblia quer dizer que Deus perdoa e esquece? Significa que Deus nunca mais cobra outra vez aquilo que ele perdoou. Deus nunca mais lança em nosso rosto aquilo que confessamos e abandonamos. Assim, também, quando a Bíblia diz que devemos perdoar como Deus e esquecer, não significa que os fatos que nos machucaram serão apagados da nossa memória.
  • 4. Isso é impossível e nem mesmo depende de nós. As coisas vêm à nossa memória querendo nós ou não. Perdoar e esquecer significa lembrar sem sentir dor; significa nunca mais cobrar da pessoa perdoada a mesma dívida.
  • 5. O perdão é uma necessidade fundamental da vida. É impossível ter uma vida saudável emocional, física e espiritualmente sem o exercício do perdão. Quem não perdoa não pode orar. Quem não perdoa não pode trazer sua oferta ao altar. Quem não perdoa não pode ser perdoado. Quem não perdoa adoece fisicamente.
  • 6. O perdão é até mesmo uma questão de bom senso. Quando guardamos mágoa de alguém, acabamos nos tornando prisioneiros dessa pessoa. Ela nos escraviza e nos mantém em cativeiro. Quando nutrimos mágoa de alguém, esse alguém nos perturba continuamente.
  • 7. Se vamos nos assentar para tomar uma refeição, essa pessoa tira o nosso apetite. Se vamos tirar um cochilo, essa pessoa se transforma em nosso pesadelo. Se vamos sair de férias, ela pega carona conosco e estraga as nossas férias. Perdoar é a única maneira de quebrar essas correntes e ficarmos livres.
  • 8. O perdão deve ser ilimitado. Jesus nos ensina a perdoar até setenta vezes sete. Essa cifra não é literal. Ela aponta setenta vezes o número sete, o número da perfeição. O perdão é ilimitado, pois é dessa forma que Deus nos perdoa. Jesus deixou esse fato claro na sua parábola do credor incompassivo.
  • 9. Mateus 18 23 Por isso, o reino dos céus é semelhante a um rei que resolveu ajustar contas com os seus servos. 24 E, passando a fazê-lo, trouxeram-lhe um que lhe devia dez mil talentos. 25 Não tendo ele, porém, com que pagar, ordenou o senhor que fosse vendido ele, a mulher, os filhos e tudo quanto possuía e que a dívida fosse paga. 26 Então, o servo, prostrando-se reverente, rogou: Sê paciente comigo, e tudo te pagarei. 27 E o senhor daquele servo, compadecendo-se, mandou-o embora e perdoou-lhe a dívida.
  • 10. Mateus 18 28 Saindo, porém, aquele servo, encontrou um dos seus conservos que lhe devia cem denários; e, agarrando-o, o sufocava, dizendo: Paga-me o que me deves. 29 Então, o seu conservo, caindo-lhe aos pés, lhe implorava: Sê paciente comigo, e te pagarei. 30 Ele, entretanto, não quis; antes, indo-se, o lançou na prisão, até que saldasse a dívida. 31 Vendo os seus companheiros o que se havia passado, entristeceram-se muito e foram relatar ao seu senhor tudo que acontecera.
  • 11. Mateus 18 32 Então, o seu senhor, chamando-o, lhe disse: Servo malvado, perdoei-te aquela dívida toda porque me suplicaste; 33 não devias tu, igualmente, compadecer-te do teu conservo, como também eu me compadeci de ti? 34 E, indignando-se, o seu senhor o entregou aos verdugos, até que lhe pagasse toda a dívida. 35 Assim também meu Pai celeste vos fará, se do íntimo não perdoardes cada um a seu irmão.
  • 12. Aquele servo que recebeu um perdão de dez mil talentos não perdoou seu conservo de uma pequena dívida de cem denários. Dez mil talentos é seiscentas mil vezes mais que cem denários. Aquele que havia recebido um perdão seiscentas mil vezes maior negou-se a perdoar alguém que lhe devia uma dívida seiscentas mil vezes menor.
  • 13. O rei, então, lhe entregou aos verdugos até que ele “pagasse” a dívida impagável. Um homem precisaria trabalhar cento e cinqüenta mil anos para adquirir dez mil talentos recebendo o salário de um denário por dia. Essa parábola simboliza que a nossa dívida com Deus é impagável. Por isso, o perdão de Deus é ilimitado.
  • 14. E Jesus foi enfático em afirmar que se não perdoarmos, não seremos perdoados: “Assim também meu Pai celeste vos fará, se do íntimo não perdoardes cada um a seu irmão”. Mateus 18:35 Vamos destacar três aspectos do perdão:
  • 15. 1. O Perdão Deve Ser Incondicional Lucas 17 04 Se, por sete vezes no dia, pecar contra ti e, sete vezes, vier ter contigo, dizendo: Estou arrependido, perdoa-lhe. O perdão não é uma questão de justiça, mas de misericórdia. O perdão é graça. Graça é o que não merecemos, mas precisamos.
  • 16. Devemos perdoar aqueles que não merecem o nosso perdão, assim como fomos perdoados sem merecermos o perdão de Deus. José perdoou seus irmãos mesmo sendo vítima da inveja deles. Estêvão pediu a Jesus para não imputar o pecado de seus apedrejadores a eles. Jesus orou ao Pai pedindo perdão para aqueles que o crucificaram. Devemos de igual forma, perdoar aqueles que nos
  • 17. 2. O Perdão Deve Ser Cauteloso Lucas 17 03 Acautelai-vos. Se teu irmão pecar contra ti, repreende-o; se ele se arrepender, perdoa-lhe. Não podemos humilhar as pessoas no ato de perdoá-las. O perdão é um gesto de humildade e graça, e não altivez e arrogância.
  • 18. Devemos ser sensíveis até mesmos com os nossos desafetos. Não é sensato usar quaisquer justificativas do nosso delito no processo de pedir perdão. Esse pedido deve ser claro, humilde e direto. O silêncio não é sinônimo de perdão, nem o tempo é remédio para curar as feridas provocadas pela mágoa. O confronto é o único caminho razoável para obter essa cura.
  • 19. 3. O Perdão Deve Ser Fruto do Nosso Relacionamento com Deus Lucas 17 05 Então, disseram os apóstolos ao Senhor: Aumenta-nos a fé. O perdão não é uma atitude fácil. Ele não é indolor. Nossa natureza decaída está mais inclinada para a vingança do que para o perdão.
  • 20. Só perdoamos quando Deus nos capacita. O perdão é um reflexo da graça de Deus em nós. Por isso, quando os discípulos de Cristo o ouviram falar de perdão incondicional, logo falaram: “Aumenta-nos a nossa fé”. Lucas 17:5 Só o Senhor pode nos capacitar a perdoar. Somente pela fé podemos exercer o perdão.
  • 21. O perdão é o caminho da cura das feridas. É a ponte de reconciliação das relações quebradas. O perdão é o remédio divino para os relacionamentos enfermos. O perdão é o bálsamo do céu para aqueles que andam machucados e feridos pela mágoa.
  • 22. Hoje é tempo de perdoar. Hoje é tempo de pedir perdão. Hoje é tempo de restaurar relacionamentos dentro da nossa casa e da igreja, a fim de vivermos uma vida plena e abundante.