SlideShare uma empresa Scribd logo
Pensamentos sobre o livro
Minha vida em versos
Edna Aparecida de Souza Mendonça
No prefácio diz: Impressionou-me a naturalidade e a delicadeza de seus textos, neles as
palavras eclodem de forma cristalina e com muita verdade. Seus versos têm leveza, delicadeza.
Aos poucos, eles nos revelam toda sua beleza interior,
Ouso dizer que ao escrever Minha vida em versos, Edna objetivava exatamente isso: revelar-se
através dos versos, registrando suas impressões sobre a vida, as pessoas e a natureza.
Nesta obra, sua paixão pelo mar é representada no tom azul e na imagem da capa, além de
vários poemas nesta temática. A religiosidade, o apego à família e a simplicidade são marcas
registradas da autora que relata, com muita naturalidade, tudo isso em versos.
Convido-os à leitura!
Este livro é um livro de poemas, faremos nossa reflexão sobre cada poema presente no livro.
Quando
Quando tudo parecer difícil,
siga em frente...
Quando a noite parecer não acabar mais,
espere confiante o sol...
Quando as dúvidas te seguirem,
confie na certeza...
Quando o medo bater na sua porta,
acredite na confiança...
Quando a dor for insuportável,
confie na cura...
Quando tudo parecer perdido,
confie em Deus!
Ele tudo arruma,
tudo conserta,
tudo cura...
Esse poema realmente é muito
inspiracional, de certa forma ele transmite
uma ideia de que, não importa o que
aconteça, tudo dará certo, tudo ocorrerá
de acordo com os planos de Deus.
É tipo como se fosse a luz no fim de um
túnel escuro, a direção a se seguir.
Esse poema de certo modo me fez sentir
aliviado, e, de alguma maneira me fez
sentir confortável.
Felicidade
Não procure a felicidade
em grandes e duradouros
eventos de sua vida.
Procure sim a felicidade
nas pequenas coisas,
no dia que amanheceu
lindo e ensolarado,
no café da manhã
com quem você ama,
na beleza de uma flor,
no voo livre de um pássaro,
na beleza do mar.
Coisas simples e passageiras,
ao alcance dos olhos,
da mão,
do coração!
É um poema que fala sobre achar felicidade
nas coisas simples da vida.
De certa maneira esse poema me faz ter
um anseio de ter momentos, experiências
únicas e raras. Experiências essas que você
se lembra profundamente, momentos esses
em que um mero segundo parece ser
milhares de anos. É difícil descrever, mas
toda a minha vida, eu sempre tive essas
memórias criadas da minha imaginação...
Memórias essas que irão permanecer para
o resto da minha vida intactas...
Levar a vida!
E assim vou
levando a vida...
Aprendi a dar importância
ao que realmente
é importante!
Aprendi a escolher
pelo que realmente
vale a pena brigar!
Aprendi a reclamar menos
e agradecer mais!
Aprendi a aprender
com os erros!
Aprendizado é algo constante, algo
contínuo, não para nunca. Esse poema fala
sobre o aprendizado, aprendizado esse que
você recebe através de suas experiências
do que você já viveu na sua vida, digamos
que é sabedoria.
A verdade é que erramos muito... A nossa
mente é destinada ao fracasso, mesmo
com tudo o que temos, e todas as nossas
capacidades individuais, não deixamos de
errar.
Não sabemos de tudo, pois não somos
Deus, não sabemos de quase nada para
falar a verdade. Então quem somos nós
para julgar?
Hoje é domingo
Hoje é domingo,
dia de se permitir...
É dia de se permitir
ficar na preguiça,
se deixar largado
na cama de manhã,
sem pressa nenhuma!
Dia de se permitir não fazer nada,
ou fazer somente o que se quer!
Dia de se permitir...
de diminuir o ritmo,
dia de cultivar
a doce arte
de não se fazer nada!
Domingo...
Domingo é um dia bom, em sua maioria.
Relaxar, descansar, desleixar, se fazer ficar
confortável, ficar à toa, distrair-se. Enfim,
domingo é um ótimo dia, porém, na minha
opinião, não é melhor que o sábado.
O domingo tem algo que o sábado não
tem. Estou falando aqui especificamente
sobre o final de domingo.
Ninguém gosta dele, todas as pessoas com
quem eu já convivi, provavelmente dirão a
mesma coisa. O final de domingo é
angustiante, te enche de indisposição.
Quando você percebe, já é segunda e tudo
começa novamente.
O rio e a vida
A vida segue como um rio,
sempre em frente.
É preciso correr para o mar,
é preciso desviar das pedras,
é preciso se alargar,
é preciso se encolher,
é preciso carregar os afluentes,
é preciso derrubar barrancos,
é preciso inundar as margens.
Ora calmo e sereno,
ora bravo e intenso,
ora raso e manso,
ora profundo e escuro,
ora límpido,
ora se despencando
em cachoeiras.
Mas nunca,
nunca parar,
até chegar lá....
Esse poema é uma metáfora de como a
vida se assemelha à um rio. A água que se
escorre e precisa desviar dos obstáculos é
uma metáfora de como a vida pode ser
difícil e imperfeita.
O que me intrigou mesmo foi o final do
poema. Nunca parar... Até chegar lá... Até
chegar lá aonde? Não sei...
O que sabemos é uma gota, na vasta
imensidão do oceano...
Mães
Mais um dia das mães
e graças a Deus tenho a minha comigo.
Fiquei pensando no que é ser mãe.
Ser mãe é navegar sem bússola,
é caminhar sem saber o caminho,
é descobrir errando como se faz para
acertar,
é não ter um manual e ir escrevendo o seu,
é sorrir num dia e chorar no outro.
Ser mãe é fácil, é complicado.
Pensei em todas as mães guerreiras que
conheço,
que com muita luta criam seus filhos,
nas mães avós, nas mães tias,
nos pais que são mães,
nas mães madrinhas.
A todas os meus parabéns!
Muita luz para continuarem
sendo boas mães!
Ser mãe certamente não deve ser algo
fácil... Cuidar de filhos, fazer a refeição
todos os dias, limpar a casa, arrumar as
coisas, enfim, realmente não é fácil.
O cuidado de um filho é algo que se precisa
da atenção do pai e da mãe, pois isso
resulta em como será o futuro da criança.
O filho deve ser criado de modo correto e
justo para que no futuro seja um adulto
bem-educado, respeitável e gentil.
Também tenho a minha mãe comigo hoje,
e espero que ela ainda esteja comigo por
muitos anos. Quando penso na ideia que
um dia ela deixará de existir, não consigo
nem imaginar o que irei fazer.
É tempo
É tempo de luto,
Tempo de ficar triste.
Tempo de se recolher.
Tempo de lembrar
e não querer esquecer.
Tempo de deixar
as lágrimas escorrerem.
Tempo de sofrer,
Tempo de lembranças alegres
misturadas com tristeza.
Tempo da alma
curar as dores.
Tempo de dar um tempo.
Só o tempo vai curar,
só o tempo
que passa tão
devagar...
Eu nunca tive a experiência de alguém
próximo de mim morrer até agora.
Tenho um pouco de gratidão por isso, mas
também não posso desviar meu olho
quando acontecer algo do tipo.
Pessoas morrem algum dia, isso é fato. Eu
também irei morrer algum dia. Quando
esse dia vier, tenho que estar preparado
para isso.
A morte é um conceito interessante de se
pensar, e quando pensamos, vemos que o
nosso tempo aqui neste mundo é tão
breve...
Nunca mais
O nunca mais tem me machucado,
nunca mais vê-lo,
nunca mais ouvir seus conselhos,
nunca mais ver o seu sorriso,
nunca mais ver o seu jeitinho doce,
nunca mais sentar-me na mesma mesa,
nunca mais... nunca mais...
Por mais que eu pense
que você está no céu,
que o céu é lindo,
que está em festa,
que seu coração está feliz,
o meu continua triste,
cheio deste egoísmo
que só quer pensar em mim...
Somos uma brevidade nesta vida, somos
apenas olhares e experiências passageiras.
Neste mundo, todas as pessoas que você já
conheceu irão partir algum dia, a distância
vai nos separar eventualmente. Tudo irá se
perder, desaparecer, sumir, acabar.
Viemos da poeira, e assim voltaremos...
Esse poema me lembrou de uma cena do
filme Encontros e Desencontros, onde no
final do filme Bob e Charlotte têm de se
despedir. Ele sussurra algo no ouvido de
Charlotte, ela acena com a cabeça e os dois
se separam depois.
É preciso viver
É preciso aprender com as derrotas
e festejar vitórias...
É preciso acontecer a doença
para darmos valor à saúde...
É preciso acontecer a chuva
para dar vida a terra...
É preciso que as coisas
demorem a acontecer
para valorizarmos o que já conseguimos...
É preciso que venham as lágrimas
para darmos valor ao sorriso...
É preciso que haja a partida
para valorizarmos a chegada...
É sempre preciso...
Esse poema fala sobre a valorização
subjetiva que damos às coisas de acordo
com a sua relevância atual.
Não há muita coisa a se falar, as coisas
apenas são como são. É a lei da escassez
em sua essência.
A alma
A alma é livre,
não tem prisões,
não tem corpo.
Voa no tempo e
no espaço.
Alma sábia
que leva consigo
toda uma vida
de sabedoria.
O conceito e ideia de alma é algo muito
abstrato de se imaginar.
Por vezes é dito que todos os seres
humanos possuem uma alma, as vezes me
pergunto se isso é verdade.
Mas se for, há alguma distinção entre a
nossa alma e a alma de outras pessoas? Há
alguma diferença?
A alma é algo que levamos para a
eternidade conosco? Depois da morte, nos
tornamos alma na essência de quem eu
verdadeiramente sou?
Ou alma é apenas o nome que damos a
nossa consciência?
Não sei...
É preciso
Você que está aí triste,
levante a sua cabeça e dê um sorriso!
Sei que a vida, muitas vezes, nos entristece,
nos derruba, mas é preciso cair e levantar.
É preciso aprender
a procurar rosas em meio a espinhos.
É preciso esperar
a noite passar com seus medos e o sol
nascer.
É preciso esperar
a tempestade passar e o céu ficar azul.
É preciso sempre
dar mais uma chance à vida.
É preciso se apegar
às coisas boas que nos acontecem.
Vamos lá, sorria!
Esse poema é um poema mais
inspiracional, para as pessoas que estão
em seu momento mais baixo.
É uma metáfora sobre a esperança e a
desesperança. Estamos todos buscando
uma luz no fim do túnel.
Eu achei
Eu achei que tinha
todo o tempo do mundo.
Eu achei que tudo
dava para deixar pra depois.
Eu achei que a vida
era infinita.
Eu achei que o tempo
era todo meu.
Eu achei,
mas me enganei.
Todos achamos, e todos nos enganamos no
final.
Achamos que a vida é apenas sobre nós.
Achamos que tudo dura para sempre.
Achamos que temos tudo o que queremos.
Achamos que não temos o que queremos.
Achamos que necessitamos de algo.
Achamos que não necessitamos de algo.
Enfim, poderia listar inúmeras coisas que
achamos, e essa lista nunca acabaria.
A perspectiva humana e a sua
subjetividade é algo muito interessante de
se elaborar sobre, porque constantemente
erramos.
Os caminhos da vida
Escolha sempre o caminho do amor,
do perdão, da suavidade!
Nunca queira caminhar descalço
pelos caminhos pedregosos,
atravessar desertos sem levar água,
brigar com quem te ama!
Escolha sempre a luz,
jamais as trevas!
Escolha o perfume das flores!
Saiba escolher seus caminhos!
O poema fala sobre um tema interessante,
o dualismo entre a luz e a escuridão.
A luz é usada para representar algo que
seria bom, e a escuridão seria usada para
representar algo que seria mau.
Mas isto é verdade?
Por vezes a escuridão também é
representada como sendo uma verdade
sobre algo, mesmo que seja uma verdade
assustadora. A luz também é representada
como sendo a ignorância, e é como diz o
ditado: a ignorância é uma benção.
Na minha opinião, é como o poema diz no
final, você tem que saber em qual direção
você vai seguir, luz ou escuridão.
Questionando
Por que é tão fácil
desculpar os erros dos outros e
tão difícil desculpar nossos próprios erros?
Por que é tão fácil elogiar os outros e
tão difícil elogiarmos a nós mesmos?
Por que é tão fácil ajudar os outros e
tão difícil nos ajudarmos?
Por que somos tão bons com os outros e
tão exigentes conosco?
Por quê? Por quê? Por quê?
É algo que eu me pergunto também.
É tão fácil desculpar os erros dos outros,
mas tão difícil desculpar os nossos próprios
erros...
É tão fácil conhecer aos outros, mas tão
difícil conhecermos a nós mesmos...
É tão fácil amar os outros, mas tão difícil
amar a nós mesmos...
Talvez seja uma falta de compreensão de
nós mesmos, talvez seja ignorância de algo
presente em nós mesmos, talvez seja
muitas coisas, mas de verdade, não sei.
Saudades
Meus pensamentos voaram
para a minha infância
quando eu ia para o sítio do meu avô
Via o céu estrelado
que era a coisa mais linda do mundo!
Pena que na cidade a gente
não veja mais tantas estrelas.
Pensava nos banhos de rio,
no café coando no fogão a lenha,
no cheiro de pão assando
no forno de tijolos no quintal,
no balanço na árvore,
nas frutas colhidas do pé,
no rádio ligado no final do dia.
Saudades que alimentam a alma!
Saudade realmente é um sentimento forte.
Eu também tenho saudades de certos
momentos que vivi na minha infância.
Momentos esse que nunca poderei
experenciar novamente.
Mas, de algum modo, eu sou grato. Grato
por ainda ter essas memórias na minha
mente. A qualquer momento eu posso
pensar no passado e relembrar os
momentos de alguma forma.
Sei que minhas memórias estarão lá.
Agradecer sempre
Obrigada Senhor por mais um lindo dia!
Por mais uma semana que passou,
por mais um mês,
por mais um ano que termina!
Obrigada pela paz que sinto em meu
coração,
Obrigada pela gratidão em ter saúde
e uma vida tão boa
junto a todos que amo tanto!
Obrigada por ter tanto a agradecer
e quase nada a pedir!
Pense tudo o que você também
tem para agradecer neste dia!
Tenho que agradecer pela vida que tenho
atualmente, agradecer pelos momentos e
experiências que eu já passei pela vida, por
que são eles que fazem quem eu sou hoje.
Gratidão é ser grato por tudo que a vida
nos dá, por tudo que presenciamos.
“Em tudo dai graças, porque esta é a
vontade de Deus em Cristo Jesus para
convosco.” 1 Tessalonicenses 5:18
O versículo bíblico acima diz que
precisamos dar graças em tudo – em todas
as situações e momentos. Ou seja, praticar
a gratidão em todos os momentos da nossa
vida.
Oração pelos filhos
Senhor, faça de mim uma boa mãe!
Ajude-me a escolher sempre
o melhor caminho a seguir.
A ter sabedoria para diferenciar
o que tem que ser aceito,
do que tem que ser mudado.
Diferenciar o que eu tenho que fazer
daquilo que o filho tem que fazer.
A ter forças para dizer
não, no momento do não,
a dizer sim, no momento do sim.
A ter forças para o dia a dia e
alegria de viver junto aos filhos.
A ser professora e aluna deles, sentindo
a alegria de ter filhos saudáveis.
Senhor, ajude-me a ser uma boa mãe!
Este poema é uma súplica à Deus para que
a autora consiga ser uma boa mãe, e saber
se orientar para ir na direção em que faça
dela uma boa mãe para seus filhos.
Muitas vezes acabamos nos perdendo, não
sabendo o que fazer da vida. É nesses
momentos que mais precisamos da ajuda
de Deus, então, por que não orar e pedir
pessoalmente à Deus? Pedir pessoalmente
a Deus é a melhor forma de sair do buraco,
libertar-se das correntes que te prendem
no chão.
O caminho
Tem horas que o caminho fica
estreito, pedregoso e árido.
Você fica perdido sem saber
qual é a melhor direção a tomar!
Tem horas que o céu escurece
e a noite parece não terminar.
Nessas horas é preciso parar,
tomar fôlego e coragem.
Descansar e pensar!
Nessas horas,
só Deus para nos pegar nos braços!
Só Ele sabe o caminho suave,
Só Ele é a luz que conduz!
O caminho é uma metáfora da direção que
seguimos na nossa vida.
O poema fala sobre o inerente conflito que
temos com os obstáculos que aparecem na
nossa vida, e como eles são chatos,
problemáticos e inconvenientes.
Precisamos saber nos guiarmos no caminho
da vida, e atravessar estes obstáculos.
A autora termina o poema com a
afirmação que Deus é a luz que conduz ao
caminho certo e suave, pois ele sabe de
tudo!
Palavras simples
Sou uma pessoa que ama as palavras,
porém amo as palavras simples!
Amo o jeito descomplicado de falar,
para atingir a todos com minha mensagem.
Gosto de escrever simples também,
para atingir quem estudou muito e estudou
pouco.
Não gosto de confundir quem me lê,
a se perguntar: o que mesmo que ela quis
dizer?
Eu sou assim, clara e declarada em meus
sentimentos!
Clara e declarada em minhas palavras!
Um poema bom para mim tem que ser
assim também, simples e descomplicado.
Todas as pessoas conseguem entender e
interpretar bem o texto, sem nenhuma
complicação, e a mensagem alcança a
todos.
Palavras muito complexas e avançadas
fazem com que você perca o seu tempo
tentando entender o seu significado, e você
perde tempo com isso, ao invés de ler o
texto de uma vez.
A escrita simples é determinante para que
a mensagem transmitida seja
compreendida pelo leitor.
Bom dia!
Para que você tenha um bom dia,
comece pensando que ele vai ser bom!
Comece, fazendo uma oração por estar
vivo!
Comece, dando um sorriso e
um bom dia para a sua família.
Comece, esquecendo o passado.
Deixando-o lá, no passado!
Perdoe o que os outros te fizeram!
Comece, levando o seu bom dia
a quem você encontrar.
Seja gentil e amável
com quem cruzar o seu caminho.
Faça sua parte onde estiver,
Dê o melhor de si.
Ajude a quem precisar.
Não fale mal dos outros!
Assim, seu dia terá muitas chances
de ser realmente bom!
Bom dia!
Sinto que esse poema pode ser inspirador e
pode mudar o modo de pensar da pessoa.
Bondade, benevolência, gentileza são
virtudes humanas que considero serem
boas para a pessoa que queira ter uma vida
tranquila e pacífica.
Compaixão também é uma virtude boa, um
meio de aliviar o sofrimento próprio e dos
outros.
O que é o amor?
Para mim o amor é um sentimento,
algo abstrato na gramática.
Ele só se torna real no dia a dia,
na cumplicidade do namoro,
na união, no casamento.
Ele se fortalece nas dificuldades,
ele floresce nos gestos de carinho,
ele está na amizade.
O amor está nos poetas,
na casa por arrumar,
na comida por fazer,
na mão que segura a outra na doença.
Para mim o amor
tem que ser assim:
Concreto!
O amor é algo que não pode ser
compreendido facilmente. É um sentimento
muito forte de apego ao outro ou a si
mesmo.
Já senti o amor, e posso dizer que é um
sentimento muito bom.
O amor universal é algo belo, amor por
tudo e todos é algo que deve ser praticado
pelas pessoas. Porém para amar os outros
primeiro você deve começar amando a si
mesmo. Amor próprio também deve ser
cultivado.
Casamento
Casamento é divisão,
dividir tudo ao longo de anos!
Dividir o mesmo amor,
dividir uma mesma cama,
dividir a mesma casa,
dividir comida boa ou ruim,
dividir as alegrias e tristezas,
dividir sonhos e realizações,
dividir derrotas e decepções,
dividir um mesmo caminho,
dividir uma mesma viagem,
dividir a criação dos filhos,
dividir as mesmas lágrimas,
dividir os mesmos momentos.
Mesmo dividindo
os dois se multiplicam!
Casamento é uma decisão muito
importante que você faz na vida.
Quando você tem uma aliança no dedo,
você sabe que não está sozinho nesse
mundo, que você tem alguém para dividir
seus sentimentos, suas emoções, seus bens
materiais, enfim, quando você tem uma
aliança, você vê que não está sozinho no
mundo.
Ainda não cheguei neste momento da
minha vida, mas acredito que um dia
alguém virá, alguém especial que eu vou
manter todos os dias no meu coração.
Todos os mares
Mar azul,
Mar verde,
Mar anil,
Mar manso,
Mar bravo,
Mar morno,
Mar gelado,
Amo todos os mares!
Neste poema a autora fala sobre o seu
amor pelo mar!
Saudade
A saudade tem sido minha companheira.
Ela aparece de repente,
de uma história,
de uma lembrança,
de um cheiro,
de um rosto na multidão,
Assim, do nada...
A saudade sempre estará comigo.
Ela é a prova de um amor,
da falta que alguém faz para a gente!
Saudade...
Ela é a maior prova de amor!
Este é outro poema sobre o tema saudade.
A palavra saudade deriva do latim “solitas,
atis”, que pode significar solidão,
desamparo, recolhimento.
O outono
Já é outono,
Nós também somos outono.
É sempre tempo de se renovar.
As folhas envelhecem e caem,
novas folhas surgem.
A vida é assim,
coisas antigas morrem em nós,
abrem lugar para novas,
é preciso desapegar.
Quando se perde algo,
abre-se lugar para o novo...
É preciso renovar sempre!
Este poema fala sobre a estação que
chamamos de outono, que acontece após o
verão e antecede o inverno.
Nesta estação as folhas das árvores
tendem a cair, indicando transição de
estação.
Ou seja, este poema fala sobre mudanças.
Mudanças que vêm com o tempo.
Eventualmente tudo muda, tudo o que
conhecemos se torna outra coisa, e tudo
fica tão confuso, não temos um
fundamento do que são as coisas. A
transitoriedade da vida é uma verdade que
nos cerca constantemente.
Mas isso não significa que seja algo ruim.
A arte do casamento
O casamento é a arte de fazer o “eu” virar
“nós”!
Você chega ao casamento com sua mala e
ele com outra
e juntos têm que transformá-las em uma
só.
É se desfazer de muitas coisas e adquirir
novos hábitos!
É entrar para uma família que você não
conhece.
É aprender a pensar no outro, muitas
vezes,
antes de você mesma.
É uma empresa que deve progredir
financeiramente.
É um barco só, que deve ser remado por
dois,
numa mesma direção.
É aprender a criar filhos.
Ambos correndo em harmonia na mesma
direção!
Realmente é uma arte e um grande
aprendizado....
Como eu já disse anteriormente,
casamento é uma decisão muito
importante que você faz na vida.
É algo que você planeja que dure o resto da
sua vida. Então é uma decisão muito, muito
importante.
Superando os limites
Superar é preciso!
O medo existe, paralisa,
segura o nosso voo na vida.
Na luta contra o medo
só existe um vencedor:
ou é você ou ele.
É preciso saber
acessar a coragem
que existe em você.
É caminhar
sobre brasas,
se lançar no infinito,
enfrentar a escuridão,
a dor, a solidão,
a doença, as dúvidas.
É seguir sempre em frente.
Coragem é uma das coisas que eu admiro
bastante.
Pesquisei sobre o significado de coragem, e
veio isso: coragem é a escolha e a
disposição de enfrentar a agonia, a dor, o
perigo, a incerteza ou a intimidação.
Confrontar essas coisas é realmente um ato
de coragem!
Tempo
A vida é feita de tempo,
tem tempo para tudo.
Tem tempo de ser criança,
correr atrás de sonhos e fantasias.
Tempo de reis e princesas,
de lutas e vitórias.
Tempo de ser adolescente,
de chorar amores impossíveis,
de rir do nada,
de andar com a turma.
Tempo de ser jovem,
de amores possíveis, de casar,
de ter sua primeira casa,
fazer planos para o futuro.
Tempo de ter filhos,
de descobrir um amor maior
que não imaginava existir.
Tempo de ver os filhos crescerem,
de sermos crianças,
viver a adolescência de novo,
vê-los casarem-se tão jovens.
Tempo de sermos avós,
de brincarmos com os netos,
de sermos crianças novamente,
de sermos pais e mães com açúcar.
Tempo de envelhecermos,
de ficarmos mais sábios,
de prevermos o futuro,
usando somente a sabedoria.
Tempo de passos lentos,
de dores nas juntas,
de sentirmos saudades do passado
e vivermos de lembranças.
Tempo de sorrir e partir,
levando consigo a vida que viveu!
Quem sabe, tempo de nascer de novo!!
Tempo é um conceito tão intrigante...
Uma das coisas que eu posso afirmar, é
sobre a verdade que com o tempo nos
tornamos mais velhos, ganhamos mais
experiência, nos tornamos mais sábios e
estamos cientes de muitas coisas, sabemos
entender por que as pessoas fazem
determinadas coisas, e por que as coisas
são como são, enfim, com o tempo vêm
sabedoria.
Nada dura para sempre, nem mesmo nós
mesmos. Um dia morreremos, e temos que
aceitar isso. Nada dura para sempre, nem a
nossa própria existência.
Tempo é um conceito misterioso, a única
coisa que sabemos é que ele passa, as
coisas mudam, e isso é associado ao
tempo, pois, com o passar do tempo, as
coisas mudam.
A vida
Na vida tudo vem junto:
alegrias e tristezas,
esperanças e dúvidas,
nascimentos e mortes,
dias e noites,
vitórias e derrotas,
verão e inverno,
sol e tempestades.
Resta-nos curtir os bons momentos
e sobreviver aos difíceis,
sempre na esperança
que a luz venha
depois da escuridão!
O que é a vida? Até onde eu sei, apenas
vivemos e vivemos cada dia por dia, ou
seja, de certa maneira vivemos, mesmo
sem saber o que é o conceito ou ideia de
vida. Ninguém sabe explicar
absolutamente o que é a vida.
E, se vivemos, teria a nossa vida algum
propósito? Ou estamos aqui apenas por
estar? Há algo que nos guie nesta
escuridão sem fim?
A relatividade do tempo se faz presente
nesse poema, pois tudo acontece junto, de
certa maneira, tudo parece acontecer em
um intervalo de tempo tão curto, porém
longo ao mesmo tempo. A nossa noção de
tempo fica distorcida e alterada.
O dualismo se mostra presente neste
poema.
A beleza
O mundo está aí,
repleto de maravilhas,
mas onde estão seus olhos?
O mundo está aí,
repleto de amor,
mas onde está seu coração?
O mundo está aí,
repleto de música,
mas onde estão seus ouvidos?
O mundo está aí,
repleto de perfumes,
mas onde está seu olfato?
O mundo está aí,
repleto de delícias,
mas onde está seu paladar?
Pare, preste atenção,
sinta, ouça, veja!
Nada adianta,
se você não sentir!
Há coisas para ver, mas não temos visão.
Há coisas para amar, mas não temos amor.
Há coisas para ouvir, mas não temos
audição.
Há coisas para cheirar, mas não temos
olfato.
Há coisas para comer, mas não temos
paladar.
Amor
Existem muitos tipos de amor...
Amor paixão... amor de pais e filhos...
Amor de amigos... para sentir saudades...
Todos eles derivam da mesma fonte,
crescem e se fortalecem no dia a dia...
Nunca pense que o amor acaba,
se acabou não era amor...
era paixão...
era engano...
era idealização do outro...
era treino para um amor maior...
Novamente outro poema sobre o amor.
Desta vez não é uma pergunta, é uma
demonstração sobre como o amor é.
“Todos eles derivam da mesma fonte,
crescem e se fortalecem no dia a dia...”
De certa maneira esses versos me fazem
lembrar de uma nascente de um rio, pois é
na nascente que o rio começa, e as gotas
podem ser assemelhadas à vida humana,
pois todas as vidas, ou gotas, como o
poema diz, derivam da mesma fonte, e
seguem a mesma direção.
O começo
O céu se tingiu de vermelho
anunciando o final do dia.
Mais um dia sem você aqui.
Estou começando aos poucos a entender
que para amar não é preciso conviver,
para estarmos juntos, não precisamos do
olhar,
para conversarmos não precisamos de
som.
Nós vemos com o coração,
falamos com o coração,
amamos com o coração.
Somos mais alma que corpo...
mais sentimentos do que razão...
mais amor do que saudade...
Somos mais do que realmente parecemos
ser. É a mensagem e ideia transmitida
neste poema.
De certa maneira posso ver isso como
sendo possível, realmente, as aparências
enganam, nossos sentidos nos enganam
muitas vezes, somos enganados
constantemente.
Talvez, de certa maneira, temos um
potencial não compreendido em nosso ser
sobre o qual não temos consciência sobre.
Vale a pena
Tem coisas na vida
que precisamos ter!
Um grande amor, mesmo que nos faça
sofrer,
vale a pena!
Um casamento na igreja, um vestido de
noiva, mesmo que custe caro, vale a pena!
Um filho, mesmo que exija tudo de você,
vale a pena!
Um cachorro ou gato,
mesmo que destrua a casa e nos dê
trabalho,
vale a pena!
Um jardim, um gramado,
mesmo que dê trabalho,
vale a pena!
Uma viagem, mesmo que custe caro,
vale a pena!
Tudo na vida que nos alegre,
vale a pena!
De acordo com esse poema, a maioria das
coisas vale a pena, pois só podemos saber
algo realmente quando presenciamos isso.
É assim que é a simplicidade das coisas!
Cheia de saudade
De repente me deu saudades:
de momentos que vivi,
de pessoas que partiram,
de mim mesma,
de um tempo atrás,
Saudade,
não sei do quê,
não sei porquê,
não sei para que,
somente saudade!
Novamente outro poema sobre saudades.
Desta vez as saudades são
incompreensíveis.
De certa forma consigo me colocar no lugar
da autora sentir as coisas que ela sente,
como a saudade incompreensível que ela
sente.
Assim como a autora sente saudades da
sua infância, eu sinto saudades da minha
também. Momentos que vivemos,
experiências únicas que vamos ter na vida,
enfim, tudo isso. Tudo isso se tornará
apenas saudades do que um dia já foi.
Viver é assim
Um dia de cada vez,
manhã, tarde, noite!
Tantas coisas acontecem,
muitas pessoas atravessam nosso
caminho, deixando algo de si
ou levando um pouco de nós!
Vivemos tantas histórias!
Somos protagonistas de nossas
histórias e reles figurantes
nas histórias alheias!
Somos passado,
presente e futuro!
Somos feitos de
lembranças e saudades!
A nossa história determina quem nós
somos até este momento atual.
Todas as coisas que fazemos, tudo o que
cumprimos, tudo o que celebramos, nossas
vitórias, nossas derrotas, a nossa vontade
de continuar e seguir em frente, tudo isso
determina quem nós somos até este atual
momento.
Somos o passado, quando olhamos para
trás e vemos tudo o que já foi construído.
Somos presentes, quando estamos
presenciando o momento.
Somos futuros, quando imaginamos as
incontáveis possibilidades que temos
diante de nós.
Meus versos
Meus versos não
são tristes!
Meus versos não
são gritos de dor!
Meus versos são
meu dia a dia!
Meus versos são
reflexos da minha
alegria de viver!
Meus versos são
fotografias da minha alma!
Neste poema, a autora fala sobre os seus
poemas, e como ela demonstra a sua
personalidade e modo de ser nos seus
poemas.
Eu tento demonstrar os meus verdadeiros
pensamentos também nessas reflexões que
estou fazendo, mas é claro que as vezes
posso voltar e apagar algumas coisas,
refazer outras, as coisas nunca irão estar
perfeita, mas eu tento fazer da melhor
forma possível que posso. Pois nunca pode
se deixar algo ser incompleto, isso não é
meu modo de ser.
Simplesmente faço as coisas porque gosto
de fazer.
Você não tem nada
Você pode ter tudo, mas
se não tiver saúde, você não tem nada.
Você pode ter tudo, mas
se não tiver alegria de viver, você não tem
nada.
Você pode ter tudo, mas
se não tiver amor, você não tem nada.
Você pode ter tudo, mas
se não tiver quem te ame, você não tem
nada.
Você pode ter tudo, mas
se não tiver Deus, você não tem nada.
E mesmo quando temos alguma coisa, nos
enganamos a nós mesmos achando que
somos melhores que alguém.
É como diz a frase:
“Nascemos sem trazer nada, morremos
sem levar nada...
E, no meio do intervalo entre a vida e a
morte,
brigamos por aquilo que não trouxemos e
não levaremos ....”
No final de tudo, não levaremos nada desta
vida adiante conosco, então, por que tanta
hostilidade? Mau? Injustiça?
Não precisamos agir desta forma na vida.
Tão rápido-
Já é fim de domingo,
é fim de feriado
e os dias escorreram
pelas minhas mãos.
Como os dias passam rápido,
como as semanas passam rápido,
como os meses passam rápido,
como os anos passam rápido!
A vida é assim!
Rápida!
Nosso tempo aqui neste planeta é tão
curto. Quando realmente pensamos
nisso... Temos a consciência de que
vivemos para um dia morrer.
E depois que morremos, ninguém sabe o
que acontece.
Quem sabe eu iria para o paraíso,
ou para o purgatório,
ou para o inferno.
Quem sabe...
Ser feliz
A hora de ser feliz é agora!
Não espere o melhor momento para ser
feliz.
Não espere ter uma família ideal,
uma casa ideal, um corpo ideal.
Procure ser feliz com o que você tem:
com esta família cheia de problemas,
com esta casa precisando de reformas,
com este corpo longe de ser perfeito.
Relaxe e aproveite a vida!
Só assim se pode ser feliz!
Não devemos esperar pelas circunstâncias
que nos dará felicidade. Você pode muito
bem ser feliz tendo as coisas que você tem
agora.
Procure pela felicidade! Ela está por aí, em
todo os lugares!
Felicidade verdadeira é muito simples! É
simplesmente ser feliz!
Como já disse Carlos Drummond de
Andrade:
“Ser feliz sem motivo é a mais autêntica
forma de felicidade.”
Acredite
Acredite sempre que a vida pode ser
melhor.
Que as pessoas podem superar seus limites.
Que o país pode melhorar.
Que o mundo pode ser um lugar melhor
para se viver.
Acredite que a vida te dá flores e não só
espinhos.
Que você mais sorri do que chora.
Que você se torna um ser humano cada vez
mais evoluído.
Acreditar torna a nossa vida melhor e mais
feliz.
Acreditar é confiar cegamente. Mas, quem
nunca confiou cegamente em algo?
A própria noção da nossa existência e a
atribuição de propósito a ela é algo que
acreditamos. Confiamos cegamente na
existência de um propósito, outras pessoas
acreditam que não há nenhum propósito.
Na ilusão das coisas, quem somos nós para
julgar? Apenas confiamos cegamente nas
coisas. Não é como se pudéssemos saber
além da verdade...
Somos seres humanos limitados por sua
consciência. Durante a nossa existência,
apenas podemos saber o que nossos
sentidos nos dizem, então isto quer dizer
que também confiamos cegamente nos
nossos sentidos. Porém, se não for isso, o
que será então?
Amizade verdadeira
Ter amigos é fácil,
na alegria,
na festa e na farra.
Mas amigo de verdade,
você só descobre na dificuldade.
Sempre fui sua amiga,
mas agora sou
muito mais.
Quando te pedi socorro,
quando não sabia
o que fazer, você chegou.
Com seu conhecimento,
com sua bondade e me socorreu.
Você foi o remédio que curou.
Acalmou a dor,
acalmou os meus medos
e acalmou meu coração!
Amizade verdadeira
é assim mesmo!
Ter uma amizade verdadeira é algo
muito bom. Este tipo de amizade é a
amizade chamada de “amizade por
virtude”.
Amizade verdadeira é ter alguém para se
apoiar nos momentos mais difíceis da sua
vida, é ter em quem confiar sempre acima
de qualquer coisa, é ter segurança da sua
amizade, é ter alguém que possa te ajudar,
é ter alguém para conversar e discutir
sobre diversos temas, é ter alguém para
exigir o melhor de você mesmo.
O caminho e as escolhas
A vida é um longo caminho feito de
escolhas.
O caminho ora é agradável e tranquilo,
ora difícil e cheio de pedras.
Muitas vezes acertamos nas escolhas,
noutras erramos e temos que pagar o
preço.
Alguém pode nos ajudar nessa caminhada,
mas na maioria das vezes temos que seguir
sozinhos.
Só um companheiro não nos abandona
nunca.
Ele sempre está conosco!
Que seu caminho tenha muitas flores,
apesar dos espinhos.
Caminhar é preciso!
Caminhar, neste poema, representa a vida,
e as ramificações do caminho seriam a
escolha que nós fazemos pela vida, cada
caminho também tem seus obstáculos,
como pedras, árvores caídas, rios, terrenos
elevados ou baixos, enfim, são muitos os
obstáculos que podemos ter em um
caminho.
Porém caminhar é sempre necessário! Para
que sempre estejamos seguindo em frente,
caminhar se torna um ato indispensável!
Não podemos parar! Se pararmos, não tem
avanço! Caminhar é preciso!
Já é Natal
O natal não é feito
só de Papai Noel,
de panetones,
de perus,
de roupas novas,
de embrulhos coloridos
e luzes que piscam.
O Natal...
não é feito só do cheiro
de brinquedo novo,
de assado na cozinha.
Principalmente,
o Natal...
é feito de amor,
de abraços e beijos,
de reencontro,
de perdão e alegria.
O Natal é feito
para comemorar o nascimento
do menino mais importante do mundo.
O menino Jesus, que nasceu pobre,
numa noite fria,
cercado do mais puro amor,
o amor de seus pais:
Maria e José
e de seu pai maior:
Deus!
Quando o natal chega, o clima natalino se
apresenta, objetos e decorações natalinos
são colocados em diversos lugares da casa,
a árvore de natal é posicionada e
enfeitada, o jardim da frente também
recebe a sua decoração com luzes
natalinas, enfim, é o clima natalino.
Na mesa a única coisa que podemos ver é
que está transbordando de comida,
especialmente o peru, o arroz com uva
passa, o panetone, enfim, na mesa, as
pessoas se reúnem e oram em conjunto
para agradecer a Deus.
O natal é feito de amor, de união, de
abraços e beijos, de gratidão, de bondade,
gentileza, compaixão, o natal é muito bom.
É um tempo muito bom e feliz de se
vivenciar, o natal é uma data
comemorativa que reúne todas as pessoas
em todo o globo para transmitir uma
mensagem: a do nascimento de Jesus
Cristo.
Nem sempre tudo é como a gente quer
Quando a dor bater à sua porta,
Quando tudo parecer sem cor,
Quando o mundo parar de girar,
Quando seus lábios não quiserem mais
sorrir,
Quando as lágrimas teimarem em cair:
Lembre-se Dele,
Que tudo pode,
Que tudo cura,
Que te acolhe.
Lembre-se que um dia
a tempestade termina,
a dor passa,
o sol torna a brilhar.
Nunca se esqueça,
Ele está contigo!
A luz no fim do túnel...
Esse poema é sobre esperança, a luz que
aparece no final de um túnel assombrado
pela escuridão, que pouco a pouco, está
consumindo tudo ao redor de si mesmo.
Esperança para mim é um conceito
fundamental para quem quer alcançar
grandes metas e objetivos.
Primeiro você sonha, depois você realiza o
seu sonho.
Eu tenho
Eu tenho que me acostumar
a ir à sua casa e não te encontrar...
Eu tenho que me acostumar
que a minha razão me diga
que você não está mais lá,
embora meu coração
fique te procurando em toda a parte.
Eu tenho que me acostumar
que você partiu para sempre,
que sua viagem é longa,
que não vai mais voltar.
Eu tenho que me acostumar
a viver sem te ver,
só te sentir com o coração,
a viver de doces lembranças.
Eu tenho que me acostumar
a não sofrer tanto com sua ausência.
Eu tenho que me acostumar...
(está difícil, mas eu vou conseguir...)
É um poema sobre a necessidade humana
de se acostumar a coisas e pensamentos
dolorosos. Muitas vezes nos encontramos
neste estado de confusão e achamos que
não estamos indo à lugar algum.
Mas com o tempo esquecemos, tudo vai
pouco a pouco se aliviando, mas, tenho
uma pergunta: esquecer realmente é a
resposta?
Maledicência
Entrou uma mulher pobre,
no ônibus naquela manhã.
Seus olhos escondidos
Num grande óculos escuro.
Muitos maldosamente
olharam e comentaram:
Tão metida,
se achando rica,
tão esnobe,
se achando a tal!
Mal sabiam
que os óculos escuros,
escondiam uma tragédia.
Aquele acidente
cegou um olho,
feriu o outro.
Ninguém sabia,
só ela sabia!
Cuidado!
Com o que pensam!
Com o que falam!
Com o que sentem!
Seres humanos às vezes podem cometer
erros equivocados, como o preconceito, o
prejulgamento, e podem ser maus sem
nem ter a intencionalidade.
Cabe a nós ser o exemplo a ser seguido.
Se eu pudesse te dizer
Se eu pudesse te dizer
eu diria que sofri muito.
Que a dor me sufocou,
que eu não sabia o que fazer.
Não sei se estou levando a vida
ou a vida está me levando.
Todos os dias vou fazendo minhas
obrigações,
vivendo um dia de cada vez.
Uns melhores, outros piores, mas sempre
vivendo.
Todo mundo me diz que é assim mesmo.
O coração está ficando mais leve
e a presença amorosa do paizinho
que partiu tem me consolado.
Sempre penso: o que ele faria?
O que ele me diria?
O que ele gostaria que eu fizesse?
Viver é preciso...
A morte de um ente querido é algo muito
difícil e complicado de se falar sobre, pois,
nem todos estão dispostos a se abrir, com
medo de serem julgados, e também que
isso é um assunto muito delicado de se
falar sobre, não se deve falar normalmente
sobre algo tão sério e delicado.
Porém é certo também que devemos deixar
isso para trás e seguir em frente! Não
devemos deixar de viver a nossa vida
apenas porque alguém próximo morreu,
isso não é o correto!
O que dizer?
Quando você partiu.
A dor me desnorteou.
Eu nem sabia para onde seguir.
Eu diria que me tornei
mais amiga de Deus.
Diria que aos poucos
a dor foi diminuindo,
a saudade foi
chegando e ficando.
Eu diria que agora estou bem,
mas ainda tenho meus momentos
de dor, de lágrimas, de porquês.
Diria que lembro de nossos momentos,
do nosso amor, das nossas histórias e
risadas.
Diria que você pode seguir seu caminho
sem se preocupar comigo.
Vou seguir meu caminho
levando você no coração.
Se eu pudesse te dizer,
diria que sempre te amarei!
Esse é mais um poema que fala sobre a
partida de alguém que a autora levava
muito em consideração. Considerando os
poemas anteriores, acredito que esteja
falando sobre seu pai.
Realmente, a morte de uma pessoa amada
é considerada uma das experiências mais
difíceis de serem superadas.
Deve ser triste perder uma pessoa que
viveu junto com você por muitos anos da
sua vida. Como já disse anteriormente,
ainda não tive esta experiência, e espero
não ter ainda, não neste tempo.
Nós não sabemos para onde a pessoa vai
depois da morte, a única coisa que
podemos fazer é pensar e imaginar.
Descobri
Descobri que a vida é curta.
Descobri que a vida é frágil.
Descobri que a vida é como o vento,
não se consegue segurar...
Tragédia
A tragédia pode levar a uma maior
compreensão de nós mesmos e do mundo.
Da dor e da perda à traição e ao desespero.
A tragédia é um lembrete da fragilidade da
vida, eu sei que pode ser desconfortável
confrontar essas realidades sinistras.
Porém é algo que é necessário fazer.
Como já disse anteriormente, somos uma
brevidade nesta vida, nosso tempo é curto
e limitado, então devemos valorizar ele e o
utilizar com sabedoria.
Final de domingo
Sabe aquela saudade que não se descobre
do quê,
aquela tristeza sem saber de onde vem,
aquela nostalgia do passado que nos chega
até a alma no final do domingo.
Saudades do final de semana que termina,
preguiça de encarar outra semana,
vontade que o final de semana comece
novamente.
Você também fica assim?
Final de domingo é algo que é
relativamente ruim, só de saber que depois
deste dia inicia novamente a sua mesma
rotina, com as mesmas pessoas, com as
mesmas coisas, dá um desânimo.
Acredito que seja em parte por causa da
indiferença, pois não há nada de novo na
segunda, não há algo para ficar ansioso
sobre, é a mesma coisa, a mesma rotina
que você vai ter que fazer, enfim, não tem
novidade.
Também dá para atribuir esse desânimo
em parte por causa da preguiça, pois todos
temos ela, que faz com que a gente prefira
ficar em casa deitado e gastando nosso
tempo desatentamente.
A arte de viver
Viver é fazer escolhas.
Algumas tão pequenas e fáceis no decorrer
do dia:
o que comer, o que vestir, o que comprar, o
que fazer...
Outras tão difíceis, são para a vida toda:
a profissão a seguir, a pessoa com quem
casar,
ter um filho...
Cada escolha implica em uma renúncia,
algo fica para trás.
Cada escolha tem suas consequências.
Precisamos estar preparados para arcar
com todas elas.
Viver é a arte de escolher bem ou escolher
mal.
Você faz o que quer de sua vida?
Pense nisso!
Eu faço o que eu quero da minha vida?
Bem, de certo modo acredito que sim, eu
tenho vivido uma vida confortável até
então, eu tenho diversas maneiras de ficar
entretido, como jogar games, usar o
computador, ler, escrever, ou mesmo estar
fazendo nada, enfim, eu faço muitas coisas
que eu gosto de fazer. Atualmente estou
indo para a faculdade, então estou
continuando os meus estudos.
Primavera
No meu quintal já é primavera!
O calor chegou com tudo!
O dia está amanhecendo cada vez mais
cedo
e anoitecendo cada vez mais tarde!
É o tempo mudando:
é tempo de florir,
é tempo de mudar...
A primavera é a estação do ano que se
inicia após o inverno e antecede o verão.
Na primavera, a temperatura é mais
amena e os dias são mais floridos. A
primavera é a estação do ano conhecida
como estação das flores.
Por que ela é conhecida como a estação
das flores?
É conhecida como estações das flores
devido à floração que ocorre nesse período,
deixando as paisagens ainda mais bonitas.
Quando eu penso em primavera, penso no
belo verde da natureza, penso no sol, nas
flores, nos animais, enfim, penso na
natureza. Os cientistas chamam isso de
“Biosfera”.
Saber esperar
Você queria que os fatos se apressassem,
que as coisas acontecessem rapidamente
mas não é bem assim!
Tudo tem seu tempo aqui na terra.
O tempo de Deus é sempre diferente do
nosso.
Quando jovens queremos que tudo se
resolva rápido,
mas com o passar do tempo e a experiência
aprendemos a esperar.
Quando esperamos e recebemos uma
vitória,
nos tornamos mais felizes.
Dê um tempo ao tempo,
tudo se resolverá.
Tudo acontecerá,
Enquanto isso, viva a vida.
Siga seu caminho
com alegria!
Deus tudo sabe,
Ele saberá a hora certa!
(especialmente para você)
O tempo passa, esta é a única certeza que
temos nesta vida. É certo que com o tempo
ficamos mais sábios, temos um
conhecimento mais extensivo sobre as
coisas, de certo modo temos uma
compreensão maior do porquê coisas
ocorrem, e como elas ocorrem.
O tempo passa e passa, é constante na sua
fluidez, e nela ficamos perdidos. Na sua
constância ficamos cegos, e permanecemos
na escuridão.
O sofrimento
Esta é para você que está sofrendo.
Pense sempre positivo!
Acredite que amanhã será melhor.
Acredite que Deus sempre estará ao seu
lado!
Tudo tem seu tempo.
Deus não dá um fardo
maior do que você possa aguentar.
Os caminhos se abrirão e tudo dará certo.
Haverá prosperidade em sua vida.
Abençoe tudo!
O dinheiro certo aparecerá na hora certa.
A saúde virá, o remédio e o médico
também!
Você é uma pessoa maravilhosa que faz o
bem.
Pense positivo, tenha fé e os resultados
virão!
Eu nunca gostei do sofrimento, sempre
achei o sofrimento um dos aspectos mais
aterrorizantes da vida. O sofrimento é uma
das verdades deste mundo, uma coisa que
irá acontecer conosco eventualmente na
vida.
Quando penso em sofrimento, me vêm à
mente os aspectos mais obscuros da vida
humana, como a morte, tais aspectos
obscuros e sinistros da vida humana nos
fazem ter noções da angústia e do
desespero.
É como se fosse a luz no fim do túnel, a luz
que te guia para um estado de alívio, de
ausência da dor e do sofrimento, um
estado de felicidade, prazer, e de
ignorância.
Droga, prazer maldito
Milhares de pessoas,
juntas se rendem,
ao prazer do vício.
No mesmo lugar,
viciados e traficantes,
compram e vendem a alma,
por droga,
para a droga.
No pior lugar do mundo,
o drogado disposto a tudo.
Pessoas jogadas ao chão,
andando em círculos,
falando sozinhas.
Num murmúrio
pedindo droga.
Pelo amor de Deus,
mais droga.
Menos vida.
Lágrimas de arrependimento,
porque o prazer virou terror.
Para o viciado,
o cachimbo aceso
é também uma dor acesa.
A fumaça no rosto,
enterra vivo o ser humano
que foi um dia.
Sombra apagada
de uma bela vida.
Livres e presos,
nesta rua maldita,
no vício maldito.
Riem sozinhos,
da própria desgraça.
Mundo imundo,
difícil de eixar.
Tão fácil de entrar.
Seres humanos sem dignidade,
sem vida, sem esperança.
Vivem na rua, os mortos-vivos,
cavando a própria sepultura.
Almas vazias,
vidas vazias,
solidão,
dor,
arrependimento.
Ela tão jovem e imunda,
enrolada em um cobertor,
disposta a se prostituir
por uma pedra de crack.
Gente que não tem nada,
que não é mais nada,
reflexo pálido,
do que foram um dia.
Muito triste!
Vidas despedaçadas,
jogadas nas sarjetas!
Existe vida além da droga,
existiu um dia,
pode existir ainda!
Último grito de dor!
- Salve-me,
pelo amor de Deus!
Este poema fala sobre vícios, vícios esses
que seres humanos possuem e alimentam,
cada vez mais, e quando não possuem o
que alimenta o seu vício, ficam
desesperados e desorientados, sem saber
para onde ir, o que fazer, o que esperar.
É realmente uma pena quando as pessoas
estão à mercê de seus vícios, e disto temos
o resultado: pessoas vulneráveis, pessoas
desorientadas, pessoas que não sabem o
que querem da vida, pessoas que estão
viciadas e necessitam de ajuda.
É a nossa responsabilidade ajudar, pois
muitas vezes o vício não é uma vontade
voluntária da própria pessoa, o vício age na
mente das pessoas e faz com que elas
fiquem viciadas. A nossa responsabilidade
diante disto é guiar essas pessoas, orientar
e ajuda-las.
Ação e reação
Na vida precisamos agir.
Parados, não conseguimos nada!
A vida para e não segue.
Onde você menos pensa, está a solução!
Procure, se lance,
faça sua ação e aguarde,
a reação virá!
Se não plantar não terá colheita!
Lembre-se: ação e reação!
Quem planta, colhe. Quem não planta, não
colhe.
É um ditado popular que representa a
reciprocidade das coisas. Quando fazemos
algo, mudamos algo, quando não fazemos
nada, não mudamos nada.
Então aja! Não fique parado, esperando,
não deixe a vida passar por você sem você
fazer nada! Quando você age, você muda
algo! E isso é incrível!
Meditar
Meditar é esvaziar a mente,
é procurar o nada,
buscar a paz interior.
Nossa mente é um turbilhão
que se agita em pensamentos,
ora do presente,
ora do passado,
e ora indagando o futuro.
Quando você serena a mente,
concentrando em sua respiração,
ar entrando, ar saindo,
ar entrando, ar saindo...
O pensamento sereno
e uma paz interior
vai te dominando.
Meditar é algo bom, quando você medita,
você deixa os pensamentos fluírem, sua
mente se esvazia, e o silêncio se propaga
no ambiente. É um momento de reflexão e
relaxamento mental.
Meditar também pode ser uma
oportunidade para você se relacionar com
a sua mente, com o seu interior, e no geral
é um meio de autoconhecimento.
Meditar é muito bom!
Mudanças
Hoje o dia começou escuro,
choveu um pouco, mas saiu o sol.
Nossa vida também é assim.
Promessas de tempestade são anunciadas,
pouca coisa acontece e tudo passa!
É preciso saber esperar!
Tudo passa!
Tudo o que conhecemos não irá durar para
sempre, disto já sabemos. É uma maneira
de relembrar-nos da brevidade da vida.
Tudo passa, e a coisa mais única que passa
na nossa vida é a nossa própria vida. A
morte com absoluta certeza um dia irá
bater na nossa porta.
Amar o mar
Mar, como não te amar?
Como não mergulhar em teu azul?
Como não sentir teu sal nos lábios?
Como não sentir tua força em meu corpo?
Como não respeitar seus limites?
Mar, mar...
Como não amar o mar?
Mais outro poema do amor que a autora
sente pelo mar. O mar certamente é uma
coisa bela, quando vamos à praia, ou a
alguma região litorânea, e olhamos para o
horizonte repleto de água, não podemos
deixar de imaginar o quão vasto a água
diante de nós realmente é.
Aliança
Hoje cedinho saí para caminhar na praia!
O sol majestoso surgia atrás do morro, tão
lindo,
anunciando mais um dia,
mais uma chance de vida,
mais uma oportunidade!
Mais uma aliança de Deus comigo!
Ver paisagens belas é realmente algo
inspirador, quando vemos tais paisagens
não podemos deixar de pensar sobre a
beleza da natureza. Como a natureza é
bela!
Se existe um deus, ele certamente fez tudo
de maneira tão bonita!
A praia e eu
Hoje o céu inventou de ficar azul.
O sol inventou de brilhar o dia inteiro.
O calor inventou de cobrir a praia.
Eu inventei de curtir o céu, o mar, o sol e a
praia.
Hoje é verão, é feriado, é carnaval!
Nada podia ser melhor!
Praias e regiões litorâneas no geral
possuem em sua paisagem algo tão natural
e tão belo.
O sentimento de estarmos na praia é
realmente algo complexo de descrever,
sentimos o cheiro das ondas, sentimos os
nossos pés na areia. Vemos as pessoas se
divertindo, rindo, jogando bola, ou vôlei.
É indescritível o sentimento que temos ao
estar na praia!
Vida, vida
Viver a vida.
Como viver?
O que viver?
O que levar da vida?
O que deixar da vida?
Como aprender a viver?
Melhor nem pensar!
Simplesmente viver!
É assim que as coisas são, não temos
realmente uma maneira adequada de se
viver, não temos um exemplo de vida ideal.
Se houvesse, seria algo impossível de se
conceber, de fazer virar realidade.
É certo que temos que aprender com
nossos erros, e aprender com os erros dos
outros, é fato que iremos errar um dia, mas
também é certo que devemos aprender
com este erro. Mas o fato é que vivemos
sempre!
Vivemos e vivemos... E assim vai indo a
nossa vida.
Saudade malvada
Ontem e hoje a saudade
bateu fundo no meu coração.
Saudade de quem partiu rumo ao céu,
sem ter como eu me comunicar.
Vontade que o tempo voltasse,
caminhasse até eu poder
te abraçar outra vez.
Até eu poder ouvir sua voz macia,
poder sentir sua presença!
Saudade, sua malvada!
Como dói na gente!
Mais um poema sobre o tema saudades, é
certo que a saudade é um sentimento que
não podemos evitar.
Pessoas que encontramos, momentos que
sentimos falta, experiências, possuímos
saudade de tudo isto no nosso passado.
Mar azul
Mar que te quero mar,
Tão azul,
Tão infinito,
Tão amigo do céu
Tão amante da praia!
Neste vai e vem diário,
ora quer encontrar o céu,
ora quer abraçar a praia.
E eu aqui,
Tão pequenina,
olhando sua imensidão,
e pensando:
Não quero ficar longe de ti!
Mais outro poema sobre o amor que a
autora possui sobre o mar.
Viver um dia de cada vez!
Tenho feito isso.
Saber gerenciar presente, passado e futuro
é uma arte.
Quem vive de passado não aproveita o
presente.
Viver pensando e sentindo saudades
do que passou, tira o brilho da vida.
Visitar o passado de vez em quando é bom,
mas permanecer lá, nunca.
Viver em função de um futuro
que pode nem acontecer
nos angustia, preocupa e entristece.
Saiba viver!
De fato, precisamos saber viver. Viver a
vida com intensidade e paixão é uma arte.
Precisamos muito saber viver, só assim a
nossa vida será vivida da melhor forma.
Se não sabemos viver, causamos muitos
erros, ficamos sem saber para onde ir,
desorientados, sem direção, sem futuro.
Precisamos saber viver...
O tempo
Vejo que o tempo está passando,
Meu rosto já mostra os sinais
dos anos que já vivi.
Meu corpo não é mais
aquele dos tempos de juventude.
A vida é assim,
o nosso corpo vai sendo esculpido pelos
anos!
O bom disso tudo é que a cabeça sempre
melhora.
Fazemos uma troca com o tempo que é
assim:
Eu te dou minha juventude
e você me dá sabedoria.
O tempo é assim, apenas passa e passa...
Com o ponteiro do relógio se virando,
vemos que o tempo passou, o que era já
não é mais, o antigo e o velho abriu lugar
para o novo e atual.
Nesta vida, temos um tempo limitado, o
tempo até a morte bater na nossa porta.
Por isso, devemos utilizar esse tempo da
melhor forma possível e com sabedoria.
Poesia
No fundo, todos gostam de poesia.
Falta tanta poesia em nossas vidas!
Poesia é escrever coisas belas
com poucas palavras!
Poesia é escrever
com as tintas do coração
e com o perfume da alma!
Poesia é uma arte, é algo inexpressível, que
não pode ser quantificado apenas com
palavras.
Quando você lê uma poesia, inúmeros
pensamentos vêm à sua cabeça, a poesia
na sua essência sempre quer transmitir
algo, seja eles mensagens, ideias,
sentimentos, sensações, perspectivas, há
poesia em todos os lugares que podemos
imaginar, nas diferentes manifestações
artísticas, na literatura, nas artes plásticas,
na fotografia, na música, no teatro, nas
experiências. A poesia é algo que é
subjetivo, portanto, a poesia só existe
quando é plenamente compreendida.
Saber viver
Viva a vida e aprenda
que tudo é passageiro.
A chuva termina,
o sol se apaga,
o dia vira noite.
A dor passa,
a dúvida vira certeza,
o medo é superado.
A alegria também passa,
a festa termina,
as férias acabam.
A infância é curta,
a mocidade se vai,
a velhice chega.
O relógio não para.
Os dias correm,
a vida é movimento.
Tudo passa,
Só sobra a vida
que se viveu!
Saber viver é certamente algo que pode te
ajudar na vida. Viver de forma plena e
satisfatória requer muitas atitudes e
posições do indivíduo. Com o tempo, você
se torna mais sábio e assim você aprende a
viver de uma forma melhor.
O tempo é o nosso aliado nesta vida,
devemos utilizar ele com sabedoria para
que consigamos alcançar nossas metas e
objetivos.
A saudade e o coração
A saudade é uma forma
Que nosso coração inventou
pra gente nunca esquecer
daqueles que ele amou.
Saudade...
Temos saudade de muitas coisas!
Tanta beleza!
Ao alcance dos nossos olhos!
Basta prestar atenção.
O mundo está aí.
Lindo, florido!
Basta ter olhos!
Devemos saber ter visão!
Ter visão do que é significativo, do que
merece ser visto, do que existe e do que
não existe, os olhos são a janela para a
alma, então veja! Está bem na sua frente,
você apenas precisa enxergar.
O frio
O frio veio e o encontrou
morando na rua.
Por que estava na rua?
Por que a vida o levou para a rua?
Tão solitário e gelado,
embaixo de seu frio cobertor,
perdido, nas calçadas da rua.
Na madrugada, o frio
o tirou das tuas.
Quando não mais podia suportar,
uma mão quente o levou.
Um mundo aquecido
se abriu para ele.
Todo o frio acabou,
todo o mundo se acabou.
Virou estatística na
madrugada fria.
Quantos mais?
Quando o frio vem, temos a sensação do ar
frio escorrendo pela nossa pele, sentimos a
frieza que baixas temperaturas causam no
nosso corpo, sentimo-nos aquecidos pelas
roupas que usamos, cachecóis, moletons,
casacos.
Enfim, quando o frio vem, temos essa
sensação e experiência única que é o frio.
A arte de pensar
Como é bom pensar!
Existe um mundo só nosso:
é o mundo dos nossos pensamentos!
Como é bom,
perceber que mandamos nesse mundo.
Passear pelo passado,
presente e imaginar o futuro.
Melhor quando os pensamentos são
alegres e otimistas.
Nunca se deixe escravizar por
pensamentos tristes ou dominados pelo
medo.
Pensar é uma arte!
O pensamento é um processo...
Pensamentos são coisas que não vivemos
sem. Sempre pensamos de alguma forma,
reunimos dados e criamos o conhecimento,
reunimos conhecimentos e temos a
consciência, reunimos as consciências e
temos a sabedoria, que é o julgamento
moral e ético de todas as informações.
Reflexão é um processo profundo de
introspecção...
Refletimos sobre inúmeras coisas, e as
reflexões fazem parte dos pensamentos
que temos. A reflexão é a análise subjetiva
sobre algo objetivo, um processo mental
que temos para refletir sobre tudo
relacionado a algo.
Um ano
Querido pai: um ano se passou,
desde que você partiu rumo ao céu.
Quando você partiu, eu fiquei aqui, tão
triste!
Achei que aquela dor que me sufocou
nunca mais fosse passar.
Pensei que nunca mais sorriria
e que a alegria não mais
visitaria meu coração.
Os dias foram passando lentamente
e, aos poucos, fui me reerguendo.
Viver era preciso!
O tempo passou... e hoje acordei pensando
que você não ficaria feliz aí no céu
vendo a minha tristeza aqui na terra...
Estou hoje relembrando
os momentos felizes que vivemos juntos.
Pensando nas suas grandes qualidades,
e nos bons exemplos que me deu,
nos anos que vivemos lado a lado,
sua mão segurando a minha.
Cultivar boas lembranças e não lágrimas.
Assim sigo esse dia,
sorrindo para você e rezando.
Te amo, meu paizinho, até algum dia...
É um poema triste, e agridoce de certa
maneira, pois ela nunca mais verá o pai
novamente, e a autora sente certa
responsabilidade em superar isso,
independente de seus sentimentos, pois,
como ela mesmo disse no poema sobre seu
pai: “você não ficaria feliz aí no céu vendo
a minha tristeza aqui na terra...” de certa
maneira me sinto feliz também que a
autora conseguiu encontrar felicidade,
mesmo diante das circunstâncias.
Mar, cadê você?
Mar cadê você?
Eu, aqui, tão longe.
Quantas saudades
de olhar sua imensidão,
ora azul, ora verde!
Quantas saudades
do seu cheiro de maresia!
Quantas saudades
de sentir sua força em meu corpo!
Eu, aqui, saudosa e longe,
esperando o verão chegar!
Mais outro poema sobre a paixão que a
autora sente sobre o mar.
Viver é tão bom!
Eu sigo assim: vivendo.
Encontrando alegria no meu dia a dia.
Realizando meus sonhos e
esperando sempre o melhor da vida!
É um poema que é de certo modo
motivacional, pois ajuda as pessoas a se
orientarem na vida e terem uma direção
para encontrarem mais coisas que serão
interessantes para ela no futuro.
Esse poema retrata a vivência diária que
temos sobre a vida, viver é algo que deve
ser aprendido, poucas pessoas conseguem
viver a sua vida de forma frutífera,
devemos tentar ser a melhor versão de nós
mesmos cada dia, e assim, ter um
melhoramento contínuo sobre a nossa vida
e a vida das pessoas que nos cercam.
E eu, na preguiça
Acordei cedo e pensei:
Vou caminhar!
E eu, na preguiça.
Coloquei minha roupa de caminhada.
E eu, na preguiça.
Andei um pouquinho.
E eu, na preguiça.
Resolvi correr um pouco.
E eu, na preguiça.
Resolvi parar e voltar.
E eu, na preguiça.
Andei só mais um pouquinho.
E eu, na preguiça.
Assim fui andando e correndo.
E eu, na preguiça.
Fiz meu treino inteiro.
E eu, na preguiça.
Acho que enganei a preguiça!
É um poema que fala sobre a capacidade
humana de enganar de certo modo crenças
que são, em essência, limitantes.
Dá pra se dizer que é um poema simples e,
de certo modo, bem-composto, humorístico
e que serve de lição para leitores assíduos.
Nossas mãos
Quantas vezes damos as mãos
para quem está em nosso caminho?
Quantas vezes os outros
nos dão as mãos quando precisamos?
A vida é assim:
Colocamos as nossas mãos a serviço dos
outros.
E os outros colocam suas mãos a nosso
serviço.
Viver é dar as mãos!
Ajudamos as pessoas, e podemos nos
ajudar também, podemos fazer de lição as
nossas atitudes perante às outras pessoas.
Viver uma vida em harmonia é algo
essencial que as pessoas devem ter
consciência e sabedoria sobre, pois quanto
mais damos valor às virtudes e atitudes
que temos perante o outro, mais isto é
disseminado entre os mesmos.
Os dois lados
É na doença
que se dá valor à saúde.
É no medo
que se dá valor à confiança.
É na tristeza
que se dá valor à alegria.
É na descrença
que se dá valor à fé.
É na dúvida
que se dá valor à confiança.
É nas dificuldades da vida
que se dá valor
aos bons momentos.
Deus está conosco
em todos os momentos.
Com dúvidas, vamos atrás das nossas
respostas, e com isso, conseguimos obter o
conhecimento. Deus está conosco em todos
os momentos da nossa vida, então por que
não perguntar diretamente a ele? Ele sabe
as respostas para tudo, a única coisa que
precisamos fazer é ter uma conversa
honesta e digna com ele.
Perante à certas incertezas e dúvidas,
devemos sempre procurar as nossas
respostas, certamente irá estar em algum
lugar!
As nossas dores
Temos dois tipos de dores:
as do corpo e as da alma.
Para as dores do corpo existem
os médicos e os remédios.
Para as dores da alma só existem duas
curas!
Uma é o tempo, que se não cura,
pelo menos alivia um pouco.
E a outra é definitiva, mas que só vem Dele,
o Deus que tudo pode,
que tudo cura.
Ele é o grande médico
de nossas almas feridas!
É verdade que há uma diferença
significativa entre a dor e o sofrimento.
A dor é algo temporário, o sofrimento é
algo permanente.
O tempo pode ajudar a melhorar e aliviar a
nossa dor e o nosso sofrimento. Com o
tempo, ficamos mais sábios, e aprendemos
a esquecer coisas que nos mantém no
passado, e nos fazem sofrer.
Deus pode nos salvar, nos tirar da dor e do
sofrimento, apenas precisamos saber
buscar Ele, Ele está em todos os lugares,
mas precisamos saber buscar Ele na sua
integridade, pois, só assim, nós teremos
uma revelação, e saberemos a verdadeira
causa do nosso sofrimento.
Eu queria
A vida é tão cheia de “eu queria”.
Eu queria estar na praia agora,
com o sol gostoso do amanhecer,
caminhando e sentindo a água
do mar a beijar meus pés.
Eu queria ter mais paz em meu coração,
queria levar mais amor aos que me cercam.
Queria poder perdoar as minhas falhas
e as falhas dos outros comigo.
Eu queria refazer alguns caminhos.
Queria um caminho novo cheio de
esperança.
Eu queria...
Eu queria...
Eu queria...
Temos muito quereres na vida.
Eu queria isto... eu queria aquilo...
Nunca estamos satisfeitos com o que
temos, sempre estamos à procura de algo,
e, de certa maneira, acho que isto faz ser
quem nós somos.
Eu diria que ter gratidão pelo o que temos
atualmente é algo essencial, porque isto
nos faz perceber que o que temos agora já
é o suficiente, que não precisa de mais
nada para ser grato por tudo que temos.
Gratidão é uma emoção verdadeira sobre o
que já temos na nossa vida.
Eu mesma
Às vezes, eu preciso tanto
de mim.
Nesses momentos
quero a solidão dos
meus pensamentos,
de me encontrar e
de ter o privilégio
da minha atenção.
Nesses momentos
não sou a mãe,
nem esposa,
nem filha ou amiga.
Sou apenas eu mesma.
E esses momentos me
são muito preciosos.
Gostar da própria companhia
é mais do que se gostar,
é se amar!
Esse é um poema que fala sobre a solitude,
a solitude é, diferentemente da solidão, um
estado de isolamento e reclusão em que
você fica alegre e feliz com o ato de estar
sozinho.
Às vezes tudo o que precisamos é estar
sozinho, para estar só com os nossos
pensamentos, as nossas reflexões e as
nossas vontades.
Enquanto
Enquanto o mundo gira,
nossos problemas giram com ele.
Enquanto o mundo gira,
há tanta beleza ao nosso redor!
Enquanto o mundo gira, aqui estou eu com
meus pensamentos.
Sempre achei que eu sou uma pessoa
bastante reflexiva, e muitas vezes me
encontrei pensando sobre muitas coisas.
Apenas espero que tudo esteja bem.
Fim do dia
Há pouco o dia se misturou com a noite.
O sol se misturou com as nuvens
e se despediu do dia.
A chuva se misturou com as nuvens.
Lindo de se ver!
Lindo de se viver!
Vida boa de se viver!
Estar vivo é algo delicioso.
Há inúmeras possibilidades de se viver a
vida, inúmeras coisas que podemos fazer,
inúmeras coisas que podemos experenciar,
temos inúmeras visões e perspectivas sobre
a vida.
No fim do dia, estamos todos abismados
pela infinita quantidade de existências que
temos, é algo assustador e belo ao mesmo
tempo!
Preguiça
O poeta preguiçoso,
não quer saber de rima
nem de métrica.
Apenas quer escrever,
o que seu coração dita!
Eu sou assim!
Que bom, não estou ciente da possibilidade
da possibilidade da compreensão do meu
ser diante de determinadas leituras.
É bom ser simples, não precisa sempre ser
algo fora do comum, não precisa ser algo
extraordinário.
Nossa criança
A criança que fomos
sempre existirá.
Um dia menos,
um dia menos.
Ela pede pouco,
um pouco de alegria,
um pouco de risada,
um pouco de bagunça.
Não é muito difícil
satisfazer suas vontades.
Mantê-la viva é essencial.
Todos temos uma criança interior.
Aquela parte de nós mesmos que desejam
ver, conhecer, explorar, brincar, descobrir,
estar imersos, procurar, enfim, coisas que
crianças amam fazer.
A abelha e eu
Sinto-me muitas vezes
como uma abelha,
que incansável vai de flor em flor,
apenas cumprindo sua missão.
Levar o pólen de uma flor à outra,
voando da flor para a colmeia,
preparando o mel.
Será que ela pensa no que tem que fazer?
Será que ela sabe o que faz?
Ou apenas é programada para realizar seu
trabalho.
Também sigo assim,
fazendo meu trabalho,
quase não pensando em nada.
Apenas vivendo!
De certa maneira, somos todos assim,
apenas vivemos e vivemos.
Fazendo coisas, da maneira que fazemos.
Se estamos não fazendo as coisas de certo
modo, não interessa, o que interessa é que
estamos vivendo.
Apenas isso.
Minhas palavras
Você quer saber como eu escrevo?
Escrevo como eu penso,
como eu falo,
como eu sinto.
Meu coração sente,
Meu cérebro tagarela
e vai me ditando.
Minhas mãos vão rápidas,
para acompanhar
meus pensamentos.
Simples e fácil, assim!
As palavras são uma coisa preciosa, faz
parte do nosso conhecimento raro da
linguagem.
Elas devem ser reconhecidas,
admiradas e apreciadas, pois as palavras
são a nossa liberdade que temos de nos
expressar, de se comunicar.
A simplicidade deste poema faz dele um
poema, que, apesar da simplicidade,
transmite uma mensagem profunda sobre
o ato da escrita.
Houve um tempo
Houve um tempo,
em que eu não me preocupava com nada.
Houve um tempo,
em que eu não me preocupava com
dinheiro.
Houve um tempo,
em que eu amava a escola e os amigos.
Houve um tempo,
em que eu caminhava na chuva.
Houve um tempo,
em que eu ria do nada.
Houve um tempo,
em que o tempo passava devagar.
Houve um tempo,
em que eu não me preocupava com o
futuro.
Houve um tempo,
em que eu não tinha as preocupações de
mãe.
Houve um tempo,
em que a dor da saudade não morava em
meu peito.
Houve um tempo,
Em que eu não me preocupava com o
tempo.
São tantas as preocupações que nós temos
agora...
Com o tempo, também vêm as
preocupações. Isso faz parte do processo
de envelhecimento.
Às vezes temos saudade de como as coisas
eram antigamente, mas isso é totalmente
compreensível!
Chove e chove
Chove lá fora,
faz tantos dias
que já perdi a conta.
Na vidraça,
escorrem os pingos lentamente.
É uma tarde de domingo,
o dia se arrasta,
como a água que
escorre pelas calçadas.
Cai chuva de todos os tipos:
ora chuva fina,
ora chuva grossa,
ora chuva lenta,
ora chuva intensa.
O céu nublado não mostra o azul
e não vemos o sol há muitos dias.
É tempo de terminar o outono.
É tempo de casacos e meias.
É tempo de cobertor,
de ler e curtir a família.
Até o tempo nublado
e chuvoso tem o seu encanto.
E, assim, os dias chuvosos vão passando.
A chuva é um fenômeno natural realmente
belo de se presenciar, é uma das minhas
coisas favoritas!
O amor
Que amor é este?
Que nos faz mais forte do que somos.
Que amor é este?
Que nos faz esquecermos de nós mesmos.
Que amor é este?
Que nos faz esquecermos do mundo.
Que amor é este?
Que é maior que a vida.
Que amor é este?
Só pode ser amor de mãe!
O amor é um dos melhores
sentimentos que existem.
O amor de um pai, o amor de uma mãe,
você só conhece estando perto e
observando.
O amor ao próximo deve ser praticado
também.
Mas o amor a si mesmo deve estar em
primeiro lugar, antes de amar o próximo,
você deve amar a si mesmo.
O medo
O que é o medo?
O medo é inventado
na nossa cabeça.
Medo do desconhecido.
Medo da morte.
Medo do futuro.
Medo, medo, medo!
Tão bom quando superamos
e descobrimos
que ele estava apenas
dentro da nossa cabeça!
Temos medo.
Mas é compreensível ter medo, o medo é
um meio de nosso organismo nos alertar de
perigos em potencial. Isso faz com que nós
tenhamos a consciência do perigo.
Os cientistas e pesquisadores dizem que
antigamente este era o nosso meio de nos
alertamos à potencias predadores. Mas na
vida contemporânea, não temos muita
utilidade para o medo, além de nos
alertamos para potencialidades que deixem
em risco a nossa integridade física e
mental.
As duas faces da mesma moeda
A vida é como uma moeda.
Duas faces tão antagônicas!
Em um dia alegria, no outro tristeza.
Num dia riso, no outro lágrimas.
Num dia tudo dá certo,
No outro, tudo dá errado.
Viver é saber aproveitar os bons dias
e sobreviver aos dias difíceis.
Uma mesma moeda,
uma mesma vida.
Dois lados tão diferentes!
Temos de nos adaptar a situações
controversas, tanto no curto período de
tempo quanto no longo período de tempo.
Adaptação é o processo que faz com que as
diferenças sejam irrelevantes.
Adaptabilidade é uma habilidade que tem
de ser ensinada e compreendida. Pois com
ela, podemos criar indivíduos que estão
conscientes que podem operar dentro de
diversos planos.
Lembranças
Nós somos feitos de lembranças.
Lembramos dos tempos da infância,
quando éramos donos do tempo
e dos nossos pensamentos
Lembramos da nossa adolescência,
quando o primeiro amor
fez morada em nossos corações.
Lembramos da vida adulta,
quando tomamos as rédeas da nossa vida
e formamos uma família.
Lembramos da velhice,
quando a vida torna o ritmo lento,
com os netos a aquecerem nossos
corações.
A vida nada mais é
do que uma coleção de lembranças!
Durante toda a nossa vida, nós vamos
vivendo ela sob um piscar de olhos.
Temos apenas um momento para tudo, e o
nosso fim é iminente.
Tudo passa, como já foi dito em poemas
anteriores. A existência passa.
As coisas são tão breves, é fácil ficar
perdido, desorientado, sem rumo. É fácil
tudo passar por nós e ficarmos
despercebidos, é fácil não entender, não
compreender, não ter consciência, não
saber.
A vida é escola
É preciso aprender na escola da vida!
São tantas as lições,
são tantas as tarefas,
são tantos os desafios.
Nem sempre a nota é boa,
é preciso recuperar
o que não foi aprendido.
Muitas vezes, reprovamos e
começamos tudo de novo!
Muitas lições são fáceis,
mas algumas, dificílimas,
outras, quase impossíveis!
Sejamos alunos pacientes,
sejamos alunos aplicados,
sejamos bons alunos!
No final, veremos que valeu a pena!
Temos infinitas possibilidades de
aprendizado.
Durante toda a nossa vida, vamos
aprendendo coisa por coisa, o nosso
aprendizado é constante.
Nesta vida, podemos aprender sobre tudo o
que queremos conhecer, mesmo que não
saibamos da existência de determinada
coisa.
As fases da vida
Aproveite enquanto é jovem
para subir montanhas,
dançar a noite toda,
viajar sem planos,
correr, mergulhar e saltar.
Aproveite para fazer tudo o que sonhar!
Você, com o tempo, envelhecerá.
A vontade de sonhar
sempre continuará viva,
mas seus passos serão mais lentos.
Realize o que puder agora,
não deixe os sonhos para realizar na
velhice.
Viva, intensamente, cada fase da sua vida!
Isso é verdade, temos apenas uma chance
para fazer as coisas da maneira correta. O
nosso tempo passa, tudo passa, as coisas
são temporárias, e quando menos
esperamos, elas já se foram.
Tudo tem um fim. A morte um dia chega
para bater na nossa porta.
Mas devemos viver, não deixar de viver.
A gente fala sem palavras
As verdadeiras emoções
são ditas sem palavras.
As atitudes falam mais
que um discurso inteiro
ou uma vida toda.
Um olhar fala mais
do que muitas mensagens!
Um gesto fala mais
do que muitas frases.
As coisas mais importantes
são ditas sem palavras!
É preciso saber ler!
A leitura é um hábito que o ser humano
pode cultivar que vai trazer muitos frutos, a
leitura, além de ser um meio de informação
simples, também estimula e ajuda a
exercitar o cérebro.
O hábito da leitura tem relação
comprovada com uma melhor qualidade de
saúde mental.
Como diz uma frase: “A leitura reaviva a
memória e nos coloca a par do
desconhecido” – Orlando R. Almeida.
Todo ano precisa ser deixado para trás
O ano vai terminando,
e é preciso que o deixemos para trás.
Na vida muitas coisas são deixadas para
trás.
Tantas vezes temos que nos despedir
e seguir, sem olhar para trás.
Tantos caminhos são deixados...
Tantas bagagens precisam ser deixadas...
Tantas pessoas partem da nossa vida...
Tantas escolhas precisam ser feitas...
O antigo precisa ser esquecido,
para que o novo venha.
É preciso aprender a ganhar.
Muitas vezes nos apegamos a tantas
coisas,
nos apegamos a tantas pessoas,
Mas elas precisam ser deixadas para trás.
É como eu disse anteriormente, tudo tem
um fim, não sabemos quando vai acontecer
este fim, mas certamente irá acontecer.
Devemos entender que tudo nessa vida tem
um ciclo de começo, meio e fim, é
inevitável.
Faça um diário
Se você quer escrever melhor,
faça um diário!
Se você quer se libertar
da tirania da gramática,
faça um diário!
Se você não tem ideia sobre o que escrever,
faça um diário!
Se você está precisando desabafar,
faça um diário!
Se você não tem alguém
de confiança para contar o que passa
no mais profundo de sua alma,
faça um diário!
Escreva num caderno e o esconda,
ou escreva num documento em seu
computador!
Mas, faça um diário!
Ter um diário para mim parece ser algo
bom.
Relatar o seu dia em um caderno parece
ser para mim algo interessante. Se não for
relatar, apenas escrever as ideias e
pensamentos que vem à mente.
Pesquisas indicam que manter um diário
ajuda a reduzir o estresse e a estimular seu
bem-estar psicológico e físico.
Poesia da alma
Como você chegou em minha vida?
Como inundou a minha alma?
Como os meus olhos passaram
a enxergar a beleza que há no mundo?
Será que sempre a tive dentro de mim?
Será que foi sufocada pelo dia a dia?
Hoje, que você se tornou minha
companheira,
meu mundo se encheu de cor,
minha alma se encheu de música!
Como pude viver tanto tempo sem você?
Poesia, hoje te carrego na alma!
Este é um poema sobre a apreciação que a
autora possui sobre a poesia.
A autora fala que, antes de conhecer a
poesia, não conseguia enxergar a beleza e
a vivacidade que há no mundo.
E ela conclui, no final do poema, dizendo
que hoje ela carrega a poesia na alma.
Mãe especial
Ser mãe especial é uma grande
escolha de Deus para a minha vida!
Ele, como Pai, confiou seu filho a mim.
Ele acredita que darei conta dessa missão.
Muitas vezes a missão é difícil,
mas cada vitória é uma benção recebida.
Nós mães especiais,
Aprendemos a vibrar com cada avanço,
cada vitória, por menor que seja.
Nos momentos difíceis,
é a Deus que recorremos.
Ele, sim, como grande Pai,
aponta sempre o caminho a seguir!
Ser mãe especial é uma honra!
Ser mãe, como eu disse em um poema
anterior, certamente não é fácil, são muitas
coisas que você precisa saber, muitas
preocupações que você vai ter, muitas
coisas que você irá aprender, muitas coisas
que você vai experenciar.
Ter um filho certamente não é uma tarefa
fácil, mas é uma coisa muito boa, tendo um
filho, você consegue se ver nos olhos de
outra pessoa, você vai aprender muitas
coisas que apenas tendo um filho você
consegue saber, você irá amar uma pessoa
incondicionalmente e irá viver junto dela,
compartilhará momentos bons e felizes. Ter
um filho é ótimo!
No futuro eu também penso em ter um
filho, não vai ser fácil, mas certamente vai
valer a pena.
As duas saudades
Aprendi há pouco tempo que existem duas
saudades:
Uma saudade é possível, aquela fácil de se
resolver.
Basta um telefonema, uma viagem e tudo
se resolve.
A saudade se apaga da alma.
Aprendi, então, que existe a saudade
impossível,
para a qual não há telefonema e nem
viagem.
É uma saudade tão difícil, tão sem jeito de
se apagar.
Só lembranças e uma vontade doida de se
voltar ao passado,
de querer reviver momentos felizes,
uma saudade que dói na alma.
Como dói!
Ter saudades de coisas que não existem
mais é realmente algo que dói na alma,
consigo simpatizar neste ponto.
Mas este tipo de sofrimento e dor é
desnecessário, devemos perceber isso.
Quanto mais nos apegamos a coisas que
um dia irão deixar de existir, mais
sofremos.
Mas eu diria que isto, mesmo sendo uma
coisa tola, faz parte da experiência de ser
humano.
Rotina
Estou aqui, levando a vida:
acordar, tomar café,
cumprir obrigações, almoçar,
fazer mais coisas, jantar, dormir!
No outro dia, tudo de novo!
É a vida seguindo, é a rotina nos levando.
A semana chegou ao fim, é sexta-feira.
O mês chegando ao fim...
O ano chegando ao fim...
A vida chegando ao fim...
Rotina refere-se a uma sequência regular
de atividades ou procedimentos que uma
pessoa segue regularmente em seu dia a
dia.
A rotina é importante para manter a
disciplina, a produtividade e a organização
da vida pessoal e profissional.
Ter uma rotina é algo muito bom! É uma
orientação a se seguir, é ter uma direção
para andar, é saber o método, o meio, ter
uma rotina é algo importante.
Enfim, ter uma rotina é muito bom!
Envelhecer
Uma das vantagens de se viver mais
é se tornar sábio.
Vejo isso em minha vida!
Não compro sapatos que me machuquem
os pés,
já tive o armário cheio deles.
Não compro calça que me aperte demais,
já tive várias.
Não compro o que está na moda,
se não me agradar.
Não falo coisas que não sinto,
só para agradar os outros.
Assim, sigo em frente,
envelhecendo e me tornando sábia.
Imagine eu com noventa anos, então,
vou ser impossível!
Todos nós iremos envelhecer, isto é fato.
O tempo passa, e com ela o nosso tempo
de vida também. Com o tempo as rugas
chegam, ficamos mais frágeis, não somos
tão capazes quando éramos quando jovem.
Começamos a usar dentaduras, pois não
temos mais dentes para comer.
O tempo é cruel.
Vento
Hoje, o vento resolveu ser a estrela do dia.
Incomodou e empurrou as nuvens
para todos os lados.
As nuvens protestaram,
ora escurecendo,
ora correndo ligeiras pelo céu.
O sol impassível,
ora aparecia,
ora se escondia.
O vento resolveu brincar,
agitou as folhas das árvores,
as roupas no varal,
as saias das mulheres e
as folhas caídas no chão.
Os meus cabelos dançaram ao vento!
Sol, nuvens e vento!
Vento...
As palavras também podem ser como o
vento...
Apenas vêm,
E vão.
A lei da atração
Tudo o que você quiser poder ter!
Tudo o que você pensa
vira realidade em sua vida!
Pense em saúde e terá saúde,
pense em dinheiro e terá dinheiro,
pense em felicidade e terá felicidade,
pense em amor e terá amor!
Simples assim!
Vigie seus pensamentos.
Você tem hoje o que pensou ontem.
Não pense em espinhos,
concentre-se na flor!
Neste âmbito de Lei da Atração, mantenho
o meu ceticismo em relação à ideia. Tanto
que ela é comumente associada à um
princípio pseudocientífico que motiva uma
série de práticas para a realização de
objetivos pessoais.
É bom sempre duvidarmos e
questionarmos, pois só assim saberemos
da verdade.
Tudo passa
Os ponteiros no relógio
giram, giram...
Cada segundo não volta.
Sempre em frente.
Cada hora não volta.
Sempre em frente.
A vida só segue.
Sempre em frente.
Nada volta.
Sempre em frente.
Tudo passa.
Sempre em frente.
A vida não volta.
As coisas, eventualmente, terão um fim.
Temos que aceitar isto.
Recusar isto faz com que nós soframos, e
faz com que nossas almas fiquem
amarguradas. Sofrimento e dor
desnecessária é a mais pura forma de
tortura.
A vida não volta.
Azul e azul
Céu e mar se tingiram de azul.
Azul do céu no mar.
Azul do mar no céu.
É o céu querendo descer ao mar
É o mar querendo subir ao céu.
É Deus nos dando a mão.
É o mar que se faz céu.
Sou azul do céu.
Sou azul do mar.
Sou céu... sou mar...
Mais outro poema sobre o amor que a
autora sente pelo mar, mas desta vez com
a menção do céu, e da cor azul, pois ambas
estão presentes tanto no céu quanto no
mar.
O poema também faz uma breve referência
ao poema Ismália, de Alphonsus de
Guimaraens.
Meu Ceará
Uma filha desta terra
para longe partiu,
os dias, meses e anos
passaram velozmente.
O tempo e a vida
aos poucos e lentamente,
foram apagando
os brilhos das lembranças.
A saudade escondida ficou,
no mais fundo do peito.
A vontade de voltar,
lá estava, sempre.
Um dia quis a vida,
que ela voltasse
à sua terra de infância
em busca de sua história.
Tudo continuava lá,
a casa construída
pelo pai na infância,
no tempo perdida.
As mesmas paredes,
o mesmo quintal,
a mesma árvore frondosa,
a mesma terra nos pés.
A igrejinha erguida,
tão perto da casa,
tão simples e singela,
ao pé da serra estava.
Outras gerações
da mesma família,
agora reformam
o que o pai construiu.
Tudo estava lá,
do jeito que deixara,
todas as lembranças
e a saudade dos que partiram.
Ao entrar em casa,
o fogão de lenha na cozinha,
a prensa de queijo,
tudo igual, tudo ali.
A parede queimada e enegrecida
pela fumaça do fogão.
O caminhar pela sala e quartos...
- Aquele era o seu quarto!
O telhado foi reformado
pois caíra com o peso dos anos.
Tudo abandonado e vazio,
mas repleto de lembranças.
Até a chuva no sertão chegara
meses antes, a molhar,
deixando tudo verde,
para o retorno da filha ilustre.
Agora poderia novamente partir,
para longe da terra natal,
com a saudade amansada no peito.
- Mostrara a casa para filhos e netos!
Uma vida,
uma saudade.
- Hora de partir novamente!
Este poema é sobre a terra natal da autora,
o Ceará.
Também fala sobre a infância vivida da
autora.
O poema fala sobre a casa que ela morou,
descreve com detalhes a sua casa, e
também a igreja perto da sua casa.
É um poema sobre a história da autora, das
lembranças que ela possui, e a sua volta à
sua terra natal.
No final do poema ela se despede de sua
história e parte novamente.
O jeito do meu pai
Meu pai foi um grande presente de Deus
para mim.
O jeito dele era de uma pessoa mansa, de
fala calma,
de quem apaga fogo, apazigua guerras, de
quem traz paz.
Jeito de pessoa generosa, que a todos
ajuda,
que estende a mão e não pede nada em
troca.
Jeito de quem é amoroso e demonstrava
isso sem medo.
Jeito de quem entendia os erros, a fraqueza
e perdoava.
Jeito de quem era honesto e corretíssimo
em tudo,
a quem você confiaria, tranquilamente,
seus tesouros.
Jeito de pessoa educadíssima, que não
queria atrapalhar,
que pedia por favor, que pedia licença, que
pedia desculpas.
Jeito de gente de bem, de pessoa religiosa
e tranquila.
Jeito de pessoa gentil, que pensava
primeiro nos outros.
Jeito de gente que, com certeza, merecia o
céu!
Neste poema a autora fala sobre seu pai.
Ela descreve seu pai como sendo uma
pessoa de fala calma, uma pessoa pacífica,
generosa, bondosa, amorosa,
compreensível, honesto, tranquilo,
educado, gentil. Enfim, a autora descreve
muitas qualidades de seu pai.
De certo modo consigo ver meu pai nos
olhos da autora, pois também é um homem
de muito valor, e muita virtude. Uma
pessoa que é honesta, trabalhadora,
correta, educada. Enfim, meu pai também
é um pai ótimo.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Pensamentos sobre o livro Minha vida em versos Edna Aparecida de Souza Mendonça.docx

Livro de poesia 7 d
Livro de poesia 7 dLivro de poesia 7 d
Livro de poesia 7 d
Veronica Baptista
 
A terceira idade_na_multi_midia[1][1]
A terceira idade_na_multi_midia[1][1]A terceira idade_na_multi_midia[1][1]
A terceira idade_na_multi_midia[1][1]
ligiaalthaus
 
A terceira idade_na_multi_midia[1]
A terceira idade_na_multi_midia[1]A terceira idade_na_multi_midia[1]
A terceira idade_na_multi_midia[1]
ligiaalthaus
 
Poemas Ilustrados
Poemas IlustradosPoemas Ilustrados
Poemas Ilustrados
vales
 
Calendário Mensal: Outubro 2010
Calendário Mensal: Outubro 2010Calendário Mensal: Outubro 2010
Calendário Mensal: Outubro 2010
Gisele Santos
 
Filipa Duarte
Filipa Duarte Filipa Duarte
Filipa Duarte
davidaaduarte
 
Recanto das letras carol
Recanto das letras   carolRecanto das letras   carol
Recanto das letras carol
Rui da Silveira Cruz Ventura
 
Primeira Antologia P
Primeira Antologia PPrimeira Antologia P
Primeira Antologia P
Diana Pilatti
 
Livro de poesia 7 a para blogue
Livro de poesia 7 a para blogueLivro de poesia 7 a para blogue
Livro de poesia 7 a para blogue
Veronica Baptista
 
Concurso FaçA Lá Um Poema
Concurso  FaçA Lá Um PoemaConcurso  FaçA Lá Um Poema
Concurso FaçA Lá Um Poema
Biblioteca Escolar Aeob
 
Diário de Bênçãos (psicografia Chico Xavier - espírito Cristiane)
Diário de Bênçãos (psicografia Chico Xavier - espírito Cristiane)Diário de Bênçãos (psicografia Chico Xavier - espírito Cristiane)
Diário de Bênçãos (psicografia Chico Xavier - espírito Cristiane)
Ari Carrasco
 
As mais belas poesias ok
As mais belas poesias   okAs mais belas poesias   ok
As mais belas poesias ok
viniciusmarcos
 
Diamundialpoesia 100503060711-phpapp02
Diamundialpoesia 100503060711-phpapp02Diamundialpoesia 100503060711-phpapp02
Diamundialpoesia 100503060711-phpapp02
Mô...Moema Anita Conceição
 
Revista encontro literário edital 01.2011
Revista encontro literário   edital 01.2011Revista encontro literário   edital 01.2011
Revista encontro literário edital 01.2011
Ailton
 
Escolhendo Poesias
Escolhendo Poesias Escolhendo Poesias
Escolhendo Poesias
Cassiano Santana
 
Letras Leandro de Moraes
Letras Leandro de Moraes Letras Leandro de Moraes
Letras Leandro de Moraes
Leandro Oliveira
 
Roda cecilia meirels 2
Roda cecilia meirels 2Roda cecilia meirels 2
Roda cecilia meirels 2
Marcia Panzarin
 
Concurso FaçA Lá Um Poema
Concurso  FaçA Lá Um PoemaConcurso  FaçA Lá Um Poema
Concurso FaçA Lá Um Poema
Biblioteca Escolar Aeob
 
Acorda menina
Acorda meninaAcorda menina
Acorda menina
Mensagens Virtuais
 
Acorda menina
Acorda meninaAcorda menina
Acorda menina
Mensagens Virtuais
 

Semelhante a Pensamentos sobre o livro Minha vida em versos Edna Aparecida de Souza Mendonça.docx (20)

Livro de poesia 7 d
Livro de poesia 7 dLivro de poesia 7 d
Livro de poesia 7 d
 
A terceira idade_na_multi_midia[1][1]
A terceira idade_na_multi_midia[1][1]A terceira idade_na_multi_midia[1][1]
A terceira idade_na_multi_midia[1][1]
 
A terceira idade_na_multi_midia[1]
A terceira idade_na_multi_midia[1]A terceira idade_na_multi_midia[1]
A terceira idade_na_multi_midia[1]
 
Poemas Ilustrados
Poemas IlustradosPoemas Ilustrados
Poemas Ilustrados
 
Calendário Mensal: Outubro 2010
Calendário Mensal: Outubro 2010Calendário Mensal: Outubro 2010
Calendário Mensal: Outubro 2010
 
Filipa Duarte
Filipa Duarte Filipa Duarte
Filipa Duarte
 
Recanto das letras carol
Recanto das letras   carolRecanto das letras   carol
Recanto das letras carol
 
Primeira Antologia P
Primeira Antologia PPrimeira Antologia P
Primeira Antologia P
 
Livro de poesia 7 a para blogue
Livro de poesia 7 a para blogueLivro de poesia 7 a para blogue
Livro de poesia 7 a para blogue
 
Concurso FaçA Lá Um Poema
Concurso  FaçA Lá Um PoemaConcurso  FaçA Lá Um Poema
Concurso FaçA Lá Um Poema
 
Diário de Bênçãos (psicografia Chico Xavier - espírito Cristiane)
Diário de Bênçãos (psicografia Chico Xavier - espírito Cristiane)Diário de Bênçãos (psicografia Chico Xavier - espírito Cristiane)
Diário de Bênçãos (psicografia Chico Xavier - espírito Cristiane)
 
As mais belas poesias ok
As mais belas poesias   okAs mais belas poesias   ok
As mais belas poesias ok
 
Diamundialpoesia 100503060711-phpapp02
Diamundialpoesia 100503060711-phpapp02Diamundialpoesia 100503060711-phpapp02
Diamundialpoesia 100503060711-phpapp02
 
Revista encontro literário edital 01.2011
Revista encontro literário   edital 01.2011Revista encontro literário   edital 01.2011
Revista encontro literário edital 01.2011
 
Escolhendo Poesias
Escolhendo Poesias Escolhendo Poesias
Escolhendo Poesias
 
Letras Leandro de Moraes
Letras Leandro de Moraes Letras Leandro de Moraes
Letras Leandro de Moraes
 
Roda cecilia meirels 2
Roda cecilia meirels 2Roda cecilia meirels 2
Roda cecilia meirels 2
 
Concurso FaçA Lá Um Poema
Concurso  FaçA Lá Um PoemaConcurso  FaçA Lá Um Poema
Concurso FaçA Lá Um Poema
 
Acorda menina
Acorda meninaAcorda menina
Acorda menina
 
Acorda menina
Acorda meninaAcorda menina
Acorda menina
 

Pensamentos sobre o livro Minha vida em versos Edna Aparecida de Souza Mendonça.docx

  • 1. Pensamentos sobre o livro Minha vida em versos Edna Aparecida de Souza Mendonça No prefácio diz: Impressionou-me a naturalidade e a delicadeza de seus textos, neles as palavras eclodem de forma cristalina e com muita verdade. Seus versos têm leveza, delicadeza. Aos poucos, eles nos revelam toda sua beleza interior, Ouso dizer que ao escrever Minha vida em versos, Edna objetivava exatamente isso: revelar-se através dos versos, registrando suas impressões sobre a vida, as pessoas e a natureza. Nesta obra, sua paixão pelo mar é representada no tom azul e na imagem da capa, além de vários poemas nesta temática. A religiosidade, o apego à família e a simplicidade são marcas registradas da autora que relata, com muita naturalidade, tudo isso em versos. Convido-os à leitura! Este livro é um livro de poemas, faremos nossa reflexão sobre cada poema presente no livro.
  • 2. Quando Quando tudo parecer difícil, siga em frente... Quando a noite parecer não acabar mais, espere confiante o sol... Quando as dúvidas te seguirem, confie na certeza... Quando o medo bater na sua porta, acredite na confiança... Quando a dor for insuportável, confie na cura... Quando tudo parecer perdido, confie em Deus! Ele tudo arruma, tudo conserta, tudo cura... Esse poema realmente é muito inspiracional, de certa forma ele transmite uma ideia de que, não importa o que aconteça, tudo dará certo, tudo ocorrerá de acordo com os planos de Deus. É tipo como se fosse a luz no fim de um túnel escuro, a direção a se seguir. Esse poema de certo modo me fez sentir aliviado, e, de alguma maneira me fez sentir confortável. Felicidade Não procure a felicidade em grandes e duradouros eventos de sua vida. Procure sim a felicidade nas pequenas coisas, no dia que amanheceu lindo e ensolarado, no café da manhã com quem você ama, na beleza de uma flor, no voo livre de um pássaro, na beleza do mar. Coisas simples e passageiras, ao alcance dos olhos, da mão, do coração! É um poema que fala sobre achar felicidade nas coisas simples da vida. De certa maneira esse poema me faz ter um anseio de ter momentos, experiências únicas e raras. Experiências essas que você se lembra profundamente, momentos esses em que um mero segundo parece ser milhares de anos. É difícil descrever, mas toda a minha vida, eu sempre tive essas memórias criadas da minha imaginação... Memórias essas que irão permanecer para o resto da minha vida intactas...
  • 3. Levar a vida! E assim vou levando a vida... Aprendi a dar importância ao que realmente é importante! Aprendi a escolher pelo que realmente vale a pena brigar! Aprendi a reclamar menos e agradecer mais! Aprendi a aprender com os erros! Aprendizado é algo constante, algo contínuo, não para nunca. Esse poema fala sobre o aprendizado, aprendizado esse que você recebe através de suas experiências do que você já viveu na sua vida, digamos que é sabedoria. A verdade é que erramos muito... A nossa mente é destinada ao fracasso, mesmo com tudo o que temos, e todas as nossas capacidades individuais, não deixamos de errar. Não sabemos de tudo, pois não somos Deus, não sabemos de quase nada para falar a verdade. Então quem somos nós para julgar? Hoje é domingo Hoje é domingo, dia de se permitir... É dia de se permitir ficar na preguiça, se deixar largado na cama de manhã, sem pressa nenhuma! Dia de se permitir não fazer nada, ou fazer somente o que se quer! Dia de se permitir... de diminuir o ritmo, dia de cultivar a doce arte de não se fazer nada! Domingo... Domingo é um dia bom, em sua maioria. Relaxar, descansar, desleixar, se fazer ficar confortável, ficar à toa, distrair-se. Enfim, domingo é um ótimo dia, porém, na minha opinião, não é melhor que o sábado. O domingo tem algo que o sábado não tem. Estou falando aqui especificamente sobre o final de domingo. Ninguém gosta dele, todas as pessoas com quem eu já convivi, provavelmente dirão a mesma coisa. O final de domingo é angustiante, te enche de indisposição. Quando você percebe, já é segunda e tudo começa novamente.
  • 4. O rio e a vida A vida segue como um rio, sempre em frente. É preciso correr para o mar, é preciso desviar das pedras, é preciso se alargar, é preciso se encolher, é preciso carregar os afluentes, é preciso derrubar barrancos, é preciso inundar as margens. Ora calmo e sereno, ora bravo e intenso, ora raso e manso, ora profundo e escuro, ora límpido, ora se despencando em cachoeiras. Mas nunca, nunca parar, até chegar lá.... Esse poema é uma metáfora de como a vida se assemelha à um rio. A água que se escorre e precisa desviar dos obstáculos é uma metáfora de como a vida pode ser difícil e imperfeita. O que me intrigou mesmo foi o final do poema. Nunca parar... Até chegar lá... Até chegar lá aonde? Não sei... O que sabemos é uma gota, na vasta imensidão do oceano... Mães Mais um dia das mães e graças a Deus tenho a minha comigo. Fiquei pensando no que é ser mãe. Ser mãe é navegar sem bússola, é caminhar sem saber o caminho, é descobrir errando como se faz para acertar, é não ter um manual e ir escrevendo o seu, é sorrir num dia e chorar no outro. Ser mãe é fácil, é complicado. Pensei em todas as mães guerreiras que conheço, que com muita luta criam seus filhos, nas mães avós, nas mães tias, nos pais que são mães, nas mães madrinhas. A todas os meus parabéns! Muita luz para continuarem sendo boas mães! Ser mãe certamente não deve ser algo fácil... Cuidar de filhos, fazer a refeição todos os dias, limpar a casa, arrumar as coisas, enfim, realmente não é fácil. O cuidado de um filho é algo que se precisa da atenção do pai e da mãe, pois isso resulta em como será o futuro da criança. O filho deve ser criado de modo correto e justo para que no futuro seja um adulto bem-educado, respeitável e gentil. Também tenho a minha mãe comigo hoje, e espero que ela ainda esteja comigo por muitos anos. Quando penso na ideia que um dia ela deixará de existir, não consigo nem imaginar o que irei fazer.
  • 5. É tempo É tempo de luto, Tempo de ficar triste. Tempo de se recolher. Tempo de lembrar e não querer esquecer. Tempo de deixar as lágrimas escorrerem. Tempo de sofrer, Tempo de lembranças alegres misturadas com tristeza. Tempo da alma curar as dores. Tempo de dar um tempo. Só o tempo vai curar, só o tempo que passa tão devagar... Eu nunca tive a experiência de alguém próximo de mim morrer até agora. Tenho um pouco de gratidão por isso, mas também não posso desviar meu olho quando acontecer algo do tipo. Pessoas morrem algum dia, isso é fato. Eu também irei morrer algum dia. Quando esse dia vier, tenho que estar preparado para isso. A morte é um conceito interessante de se pensar, e quando pensamos, vemos que o nosso tempo aqui neste mundo é tão breve... Nunca mais O nunca mais tem me machucado, nunca mais vê-lo, nunca mais ouvir seus conselhos, nunca mais ver o seu sorriso, nunca mais ver o seu jeitinho doce, nunca mais sentar-me na mesma mesa, nunca mais... nunca mais... Por mais que eu pense que você está no céu, que o céu é lindo, que está em festa, que seu coração está feliz, o meu continua triste, cheio deste egoísmo que só quer pensar em mim... Somos uma brevidade nesta vida, somos apenas olhares e experiências passageiras. Neste mundo, todas as pessoas que você já conheceu irão partir algum dia, a distância vai nos separar eventualmente. Tudo irá se perder, desaparecer, sumir, acabar. Viemos da poeira, e assim voltaremos... Esse poema me lembrou de uma cena do filme Encontros e Desencontros, onde no final do filme Bob e Charlotte têm de se despedir. Ele sussurra algo no ouvido de Charlotte, ela acena com a cabeça e os dois se separam depois.
  • 6. É preciso viver É preciso aprender com as derrotas e festejar vitórias... É preciso acontecer a doença para darmos valor à saúde... É preciso acontecer a chuva para dar vida a terra... É preciso que as coisas demorem a acontecer para valorizarmos o que já conseguimos... É preciso que venham as lágrimas para darmos valor ao sorriso... É preciso que haja a partida para valorizarmos a chegada... É sempre preciso... Esse poema fala sobre a valorização subjetiva que damos às coisas de acordo com a sua relevância atual. Não há muita coisa a se falar, as coisas apenas são como são. É a lei da escassez em sua essência. A alma A alma é livre, não tem prisões, não tem corpo. Voa no tempo e no espaço. Alma sábia que leva consigo toda uma vida de sabedoria. O conceito e ideia de alma é algo muito abstrato de se imaginar. Por vezes é dito que todos os seres humanos possuem uma alma, as vezes me pergunto se isso é verdade. Mas se for, há alguma distinção entre a nossa alma e a alma de outras pessoas? Há alguma diferença? A alma é algo que levamos para a eternidade conosco? Depois da morte, nos tornamos alma na essência de quem eu verdadeiramente sou? Ou alma é apenas o nome que damos a nossa consciência? Não sei...
  • 7. É preciso Você que está aí triste, levante a sua cabeça e dê um sorriso! Sei que a vida, muitas vezes, nos entristece, nos derruba, mas é preciso cair e levantar. É preciso aprender a procurar rosas em meio a espinhos. É preciso esperar a noite passar com seus medos e o sol nascer. É preciso esperar a tempestade passar e o céu ficar azul. É preciso sempre dar mais uma chance à vida. É preciso se apegar às coisas boas que nos acontecem. Vamos lá, sorria! Esse poema é um poema mais inspiracional, para as pessoas que estão em seu momento mais baixo. É uma metáfora sobre a esperança e a desesperança. Estamos todos buscando uma luz no fim do túnel. Eu achei Eu achei que tinha todo o tempo do mundo. Eu achei que tudo dava para deixar pra depois. Eu achei que a vida era infinita. Eu achei que o tempo era todo meu. Eu achei, mas me enganei. Todos achamos, e todos nos enganamos no final. Achamos que a vida é apenas sobre nós. Achamos que tudo dura para sempre. Achamos que temos tudo o que queremos. Achamos que não temos o que queremos. Achamos que necessitamos de algo. Achamos que não necessitamos de algo. Enfim, poderia listar inúmeras coisas que achamos, e essa lista nunca acabaria. A perspectiva humana e a sua subjetividade é algo muito interessante de se elaborar sobre, porque constantemente erramos.
  • 8. Os caminhos da vida Escolha sempre o caminho do amor, do perdão, da suavidade! Nunca queira caminhar descalço pelos caminhos pedregosos, atravessar desertos sem levar água, brigar com quem te ama! Escolha sempre a luz, jamais as trevas! Escolha o perfume das flores! Saiba escolher seus caminhos! O poema fala sobre um tema interessante, o dualismo entre a luz e a escuridão. A luz é usada para representar algo que seria bom, e a escuridão seria usada para representar algo que seria mau. Mas isto é verdade? Por vezes a escuridão também é representada como sendo uma verdade sobre algo, mesmo que seja uma verdade assustadora. A luz também é representada como sendo a ignorância, e é como diz o ditado: a ignorância é uma benção. Na minha opinião, é como o poema diz no final, você tem que saber em qual direção você vai seguir, luz ou escuridão. Questionando Por que é tão fácil desculpar os erros dos outros e tão difícil desculpar nossos próprios erros? Por que é tão fácil elogiar os outros e tão difícil elogiarmos a nós mesmos? Por que é tão fácil ajudar os outros e tão difícil nos ajudarmos? Por que somos tão bons com os outros e tão exigentes conosco? Por quê? Por quê? Por quê? É algo que eu me pergunto também. É tão fácil desculpar os erros dos outros, mas tão difícil desculpar os nossos próprios erros... É tão fácil conhecer aos outros, mas tão difícil conhecermos a nós mesmos... É tão fácil amar os outros, mas tão difícil amar a nós mesmos... Talvez seja uma falta de compreensão de nós mesmos, talvez seja ignorância de algo presente em nós mesmos, talvez seja muitas coisas, mas de verdade, não sei.
  • 9. Saudades Meus pensamentos voaram para a minha infância quando eu ia para o sítio do meu avô Via o céu estrelado que era a coisa mais linda do mundo! Pena que na cidade a gente não veja mais tantas estrelas. Pensava nos banhos de rio, no café coando no fogão a lenha, no cheiro de pão assando no forno de tijolos no quintal, no balanço na árvore, nas frutas colhidas do pé, no rádio ligado no final do dia. Saudades que alimentam a alma! Saudade realmente é um sentimento forte. Eu também tenho saudades de certos momentos que vivi na minha infância. Momentos esse que nunca poderei experenciar novamente. Mas, de algum modo, eu sou grato. Grato por ainda ter essas memórias na minha mente. A qualquer momento eu posso pensar no passado e relembrar os momentos de alguma forma. Sei que minhas memórias estarão lá. Agradecer sempre Obrigada Senhor por mais um lindo dia! Por mais uma semana que passou, por mais um mês, por mais um ano que termina! Obrigada pela paz que sinto em meu coração, Obrigada pela gratidão em ter saúde e uma vida tão boa junto a todos que amo tanto! Obrigada por ter tanto a agradecer e quase nada a pedir! Pense tudo o que você também tem para agradecer neste dia! Tenho que agradecer pela vida que tenho atualmente, agradecer pelos momentos e experiências que eu já passei pela vida, por que são eles que fazem quem eu sou hoje. Gratidão é ser grato por tudo que a vida nos dá, por tudo que presenciamos. “Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco.” 1 Tessalonicenses 5:18 O versículo bíblico acima diz que precisamos dar graças em tudo – em todas as situações e momentos. Ou seja, praticar a gratidão em todos os momentos da nossa vida.
  • 10. Oração pelos filhos Senhor, faça de mim uma boa mãe! Ajude-me a escolher sempre o melhor caminho a seguir. A ter sabedoria para diferenciar o que tem que ser aceito, do que tem que ser mudado. Diferenciar o que eu tenho que fazer daquilo que o filho tem que fazer. A ter forças para dizer não, no momento do não, a dizer sim, no momento do sim. A ter forças para o dia a dia e alegria de viver junto aos filhos. A ser professora e aluna deles, sentindo a alegria de ter filhos saudáveis. Senhor, ajude-me a ser uma boa mãe! Este poema é uma súplica à Deus para que a autora consiga ser uma boa mãe, e saber se orientar para ir na direção em que faça dela uma boa mãe para seus filhos. Muitas vezes acabamos nos perdendo, não sabendo o que fazer da vida. É nesses momentos que mais precisamos da ajuda de Deus, então, por que não orar e pedir pessoalmente à Deus? Pedir pessoalmente a Deus é a melhor forma de sair do buraco, libertar-se das correntes que te prendem no chão. O caminho Tem horas que o caminho fica estreito, pedregoso e árido. Você fica perdido sem saber qual é a melhor direção a tomar! Tem horas que o céu escurece e a noite parece não terminar. Nessas horas é preciso parar, tomar fôlego e coragem. Descansar e pensar! Nessas horas, só Deus para nos pegar nos braços! Só Ele sabe o caminho suave, Só Ele é a luz que conduz! O caminho é uma metáfora da direção que seguimos na nossa vida. O poema fala sobre o inerente conflito que temos com os obstáculos que aparecem na nossa vida, e como eles são chatos, problemáticos e inconvenientes. Precisamos saber nos guiarmos no caminho da vida, e atravessar estes obstáculos. A autora termina o poema com a afirmação que Deus é a luz que conduz ao caminho certo e suave, pois ele sabe de tudo!
  • 11. Palavras simples Sou uma pessoa que ama as palavras, porém amo as palavras simples! Amo o jeito descomplicado de falar, para atingir a todos com minha mensagem. Gosto de escrever simples também, para atingir quem estudou muito e estudou pouco. Não gosto de confundir quem me lê, a se perguntar: o que mesmo que ela quis dizer? Eu sou assim, clara e declarada em meus sentimentos! Clara e declarada em minhas palavras! Um poema bom para mim tem que ser assim também, simples e descomplicado. Todas as pessoas conseguem entender e interpretar bem o texto, sem nenhuma complicação, e a mensagem alcança a todos. Palavras muito complexas e avançadas fazem com que você perca o seu tempo tentando entender o seu significado, e você perde tempo com isso, ao invés de ler o texto de uma vez. A escrita simples é determinante para que a mensagem transmitida seja compreendida pelo leitor. Bom dia! Para que você tenha um bom dia, comece pensando que ele vai ser bom! Comece, fazendo uma oração por estar vivo! Comece, dando um sorriso e um bom dia para a sua família. Comece, esquecendo o passado. Deixando-o lá, no passado! Perdoe o que os outros te fizeram! Comece, levando o seu bom dia a quem você encontrar. Seja gentil e amável com quem cruzar o seu caminho. Faça sua parte onde estiver, Dê o melhor de si. Ajude a quem precisar. Não fale mal dos outros! Assim, seu dia terá muitas chances de ser realmente bom! Bom dia! Sinto que esse poema pode ser inspirador e pode mudar o modo de pensar da pessoa. Bondade, benevolência, gentileza são virtudes humanas que considero serem boas para a pessoa que queira ter uma vida tranquila e pacífica. Compaixão também é uma virtude boa, um meio de aliviar o sofrimento próprio e dos outros.
  • 12. O que é o amor? Para mim o amor é um sentimento, algo abstrato na gramática. Ele só se torna real no dia a dia, na cumplicidade do namoro, na união, no casamento. Ele se fortalece nas dificuldades, ele floresce nos gestos de carinho, ele está na amizade. O amor está nos poetas, na casa por arrumar, na comida por fazer, na mão que segura a outra na doença. Para mim o amor tem que ser assim: Concreto! O amor é algo que não pode ser compreendido facilmente. É um sentimento muito forte de apego ao outro ou a si mesmo. Já senti o amor, e posso dizer que é um sentimento muito bom. O amor universal é algo belo, amor por tudo e todos é algo que deve ser praticado pelas pessoas. Porém para amar os outros primeiro você deve começar amando a si mesmo. Amor próprio também deve ser cultivado. Casamento Casamento é divisão, dividir tudo ao longo de anos! Dividir o mesmo amor, dividir uma mesma cama, dividir a mesma casa, dividir comida boa ou ruim, dividir as alegrias e tristezas, dividir sonhos e realizações, dividir derrotas e decepções, dividir um mesmo caminho, dividir uma mesma viagem, dividir a criação dos filhos, dividir as mesmas lágrimas, dividir os mesmos momentos. Mesmo dividindo os dois se multiplicam! Casamento é uma decisão muito importante que você faz na vida. Quando você tem uma aliança no dedo, você sabe que não está sozinho nesse mundo, que você tem alguém para dividir seus sentimentos, suas emoções, seus bens materiais, enfim, quando você tem uma aliança, você vê que não está sozinho no mundo. Ainda não cheguei neste momento da minha vida, mas acredito que um dia alguém virá, alguém especial que eu vou manter todos os dias no meu coração.
  • 13. Todos os mares Mar azul, Mar verde, Mar anil, Mar manso, Mar bravo, Mar morno, Mar gelado, Amo todos os mares! Neste poema a autora fala sobre o seu amor pelo mar! Saudade A saudade tem sido minha companheira. Ela aparece de repente, de uma história, de uma lembrança, de um cheiro, de um rosto na multidão, Assim, do nada... A saudade sempre estará comigo. Ela é a prova de um amor, da falta que alguém faz para a gente! Saudade... Ela é a maior prova de amor! Este é outro poema sobre o tema saudade. A palavra saudade deriva do latim “solitas, atis”, que pode significar solidão, desamparo, recolhimento. O outono Já é outono, Nós também somos outono. É sempre tempo de se renovar. As folhas envelhecem e caem, novas folhas surgem. A vida é assim, coisas antigas morrem em nós, abrem lugar para novas, é preciso desapegar. Quando se perde algo, abre-se lugar para o novo... É preciso renovar sempre! Este poema fala sobre a estação que chamamos de outono, que acontece após o verão e antecede o inverno. Nesta estação as folhas das árvores tendem a cair, indicando transição de estação. Ou seja, este poema fala sobre mudanças. Mudanças que vêm com o tempo. Eventualmente tudo muda, tudo o que conhecemos se torna outra coisa, e tudo fica tão confuso, não temos um fundamento do que são as coisas. A transitoriedade da vida é uma verdade que nos cerca constantemente. Mas isso não significa que seja algo ruim.
  • 14. A arte do casamento O casamento é a arte de fazer o “eu” virar “nós”! Você chega ao casamento com sua mala e ele com outra e juntos têm que transformá-las em uma só. É se desfazer de muitas coisas e adquirir novos hábitos! É entrar para uma família que você não conhece. É aprender a pensar no outro, muitas vezes, antes de você mesma. É uma empresa que deve progredir financeiramente. É um barco só, que deve ser remado por dois, numa mesma direção. É aprender a criar filhos. Ambos correndo em harmonia na mesma direção! Realmente é uma arte e um grande aprendizado.... Como eu já disse anteriormente, casamento é uma decisão muito importante que você faz na vida. É algo que você planeja que dure o resto da sua vida. Então é uma decisão muito, muito importante. Superando os limites Superar é preciso! O medo existe, paralisa, segura o nosso voo na vida. Na luta contra o medo só existe um vencedor: ou é você ou ele. É preciso saber acessar a coragem que existe em você. É caminhar sobre brasas, se lançar no infinito, enfrentar a escuridão, a dor, a solidão, a doença, as dúvidas. É seguir sempre em frente. Coragem é uma das coisas que eu admiro bastante. Pesquisei sobre o significado de coragem, e veio isso: coragem é a escolha e a disposição de enfrentar a agonia, a dor, o perigo, a incerteza ou a intimidação. Confrontar essas coisas é realmente um ato de coragem!
  • 15. Tempo A vida é feita de tempo, tem tempo para tudo. Tem tempo de ser criança, correr atrás de sonhos e fantasias. Tempo de reis e princesas, de lutas e vitórias. Tempo de ser adolescente, de chorar amores impossíveis, de rir do nada, de andar com a turma. Tempo de ser jovem, de amores possíveis, de casar, de ter sua primeira casa, fazer planos para o futuro. Tempo de ter filhos, de descobrir um amor maior que não imaginava existir. Tempo de ver os filhos crescerem, de sermos crianças, viver a adolescência de novo, vê-los casarem-se tão jovens. Tempo de sermos avós, de brincarmos com os netos, de sermos crianças novamente, de sermos pais e mães com açúcar. Tempo de envelhecermos, de ficarmos mais sábios, de prevermos o futuro, usando somente a sabedoria. Tempo de passos lentos, de dores nas juntas, de sentirmos saudades do passado e vivermos de lembranças. Tempo de sorrir e partir, levando consigo a vida que viveu! Quem sabe, tempo de nascer de novo!! Tempo é um conceito tão intrigante... Uma das coisas que eu posso afirmar, é sobre a verdade que com o tempo nos tornamos mais velhos, ganhamos mais experiência, nos tornamos mais sábios e estamos cientes de muitas coisas, sabemos entender por que as pessoas fazem determinadas coisas, e por que as coisas são como são, enfim, com o tempo vêm sabedoria. Nada dura para sempre, nem mesmo nós mesmos. Um dia morreremos, e temos que aceitar isso. Nada dura para sempre, nem a nossa própria existência. Tempo é um conceito misterioso, a única coisa que sabemos é que ele passa, as coisas mudam, e isso é associado ao tempo, pois, com o passar do tempo, as coisas mudam.
  • 16. A vida Na vida tudo vem junto: alegrias e tristezas, esperanças e dúvidas, nascimentos e mortes, dias e noites, vitórias e derrotas, verão e inverno, sol e tempestades. Resta-nos curtir os bons momentos e sobreviver aos difíceis, sempre na esperança que a luz venha depois da escuridão! O que é a vida? Até onde eu sei, apenas vivemos e vivemos cada dia por dia, ou seja, de certa maneira vivemos, mesmo sem saber o que é o conceito ou ideia de vida. Ninguém sabe explicar absolutamente o que é a vida. E, se vivemos, teria a nossa vida algum propósito? Ou estamos aqui apenas por estar? Há algo que nos guie nesta escuridão sem fim? A relatividade do tempo se faz presente nesse poema, pois tudo acontece junto, de certa maneira, tudo parece acontecer em um intervalo de tempo tão curto, porém longo ao mesmo tempo. A nossa noção de tempo fica distorcida e alterada. O dualismo se mostra presente neste poema. A beleza O mundo está aí, repleto de maravilhas, mas onde estão seus olhos? O mundo está aí, repleto de amor, mas onde está seu coração? O mundo está aí, repleto de música, mas onde estão seus ouvidos? O mundo está aí, repleto de perfumes, mas onde está seu olfato? O mundo está aí, repleto de delícias, mas onde está seu paladar? Pare, preste atenção, sinta, ouça, veja! Nada adianta, se você não sentir! Há coisas para ver, mas não temos visão. Há coisas para amar, mas não temos amor. Há coisas para ouvir, mas não temos audição. Há coisas para cheirar, mas não temos olfato. Há coisas para comer, mas não temos paladar.
  • 17. Amor Existem muitos tipos de amor... Amor paixão... amor de pais e filhos... Amor de amigos... para sentir saudades... Todos eles derivam da mesma fonte, crescem e se fortalecem no dia a dia... Nunca pense que o amor acaba, se acabou não era amor... era paixão... era engano... era idealização do outro... era treino para um amor maior... Novamente outro poema sobre o amor. Desta vez não é uma pergunta, é uma demonstração sobre como o amor é. “Todos eles derivam da mesma fonte, crescem e se fortalecem no dia a dia...” De certa maneira esses versos me fazem lembrar de uma nascente de um rio, pois é na nascente que o rio começa, e as gotas podem ser assemelhadas à vida humana, pois todas as vidas, ou gotas, como o poema diz, derivam da mesma fonte, e seguem a mesma direção. O começo O céu se tingiu de vermelho anunciando o final do dia. Mais um dia sem você aqui. Estou começando aos poucos a entender que para amar não é preciso conviver, para estarmos juntos, não precisamos do olhar, para conversarmos não precisamos de som. Nós vemos com o coração, falamos com o coração, amamos com o coração. Somos mais alma que corpo... mais sentimentos do que razão... mais amor do que saudade... Somos mais do que realmente parecemos ser. É a mensagem e ideia transmitida neste poema. De certa maneira posso ver isso como sendo possível, realmente, as aparências enganam, nossos sentidos nos enganam muitas vezes, somos enganados constantemente. Talvez, de certa maneira, temos um potencial não compreendido em nosso ser sobre o qual não temos consciência sobre.
  • 18. Vale a pena Tem coisas na vida que precisamos ter! Um grande amor, mesmo que nos faça sofrer, vale a pena! Um casamento na igreja, um vestido de noiva, mesmo que custe caro, vale a pena! Um filho, mesmo que exija tudo de você, vale a pena! Um cachorro ou gato, mesmo que destrua a casa e nos dê trabalho, vale a pena! Um jardim, um gramado, mesmo que dê trabalho, vale a pena! Uma viagem, mesmo que custe caro, vale a pena! Tudo na vida que nos alegre, vale a pena! De acordo com esse poema, a maioria das coisas vale a pena, pois só podemos saber algo realmente quando presenciamos isso. É assim que é a simplicidade das coisas! Cheia de saudade De repente me deu saudades: de momentos que vivi, de pessoas que partiram, de mim mesma, de um tempo atrás, Saudade, não sei do quê, não sei porquê, não sei para que, somente saudade! Novamente outro poema sobre saudades. Desta vez as saudades são incompreensíveis. De certa forma consigo me colocar no lugar da autora sentir as coisas que ela sente, como a saudade incompreensível que ela sente. Assim como a autora sente saudades da sua infância, eu sinto saudades da minha também. Momentos que vivemos, experiências únicas que vamos ter na vida, enfim, tudo isso. Tudo isso se tornará apenas saudades do que um dia já foi.
  • 19. Viver é assim Um dia de cada vez, manhã, tarde, noite! Tantas coisas acontecem, muitas pessoas atravessam nosso caminho, deixando algo de si ou levando um pouco de nós! Vivemos tantas histórias! Somos protagonistas de nossas histórias e reles figurantes nas histórias alheias! Somos passado, presente e futuro! Somos feitos de lembranças e saudades! A nossa história determina quem nós somos até este momento atual. Todas as coisas que fazemos, tudo o que cumprimos, tudo o que celebramos, nossas vitórias, nossas derrotas, a nossa vontade de continuar e seguir em frente, tudo isso determina quem nós somos até este atual momento. Somos o passado, quando olhamos para trás e vemos tudo o que já foi construído. Somos presentes, quando estamos presenciando o momento. Somos futuros, quando imaginamos as incontáveis possibilidades que temos diante de nós. Meus versos Meus versos não são tristes! Meus versos não são gritos de dor! Meus versos são meu dia a dia! Meus versos são reflexos da minha alegria de viver! Meus versos são fotografias da minha alma! Neste poema, a autora fala sobre os seus poemas, e como ela demonstra a sua personalidade e modo de ser nos seus poemas. Eu tento demonstrar os meus verdadeiros pensamentos também nessas reflexões que estou fazendo, mas é claro que as vezes posso voltar e apagar algumas coisas, refazer outras, as coisas nunca irão estar perfeita, mas eu tento fazer da melhor forma possível que posso. Pois nunca pode se deixar algo ser incompleto, isso não é meu modo de ser. Simplesmente faço as coisas porque gosto de fazer.
  • 20. Você não tem nada Você pode ter tudo, mas se não tiver saúde, você não tem nada. Você pode ter tudo, mas se não tiver alegria de viver, você não tem nada. Você pode ter tudo, mas se não tiver amor, você não tem nada. Você pode ter tudo, mas se não tiver quem te ame, você não tem nada. Você pode ter tudo, mas se não tiver Deus, você não tem nada. E mesmo quando temos alguma coisa, nos enganamos a nós mesmos achando que somos melhores que alguém. É como diz a frase: “Nascemos sem trazer nada, morremos sem levar nada... E, no meio do intervalo entre a vida e a morte, brigamos por aquilo que não trouxemos e não levaremos ....” No final de tudo, não levaremos nada desta vida adiante conosco, então, por que tanta hostilidade? Mau? Injustiça? Não precisamos agir desta forma na vida. Tão rápido- Já é fim de domingo, é fim de feriado e os dias escorreram pelas minhas mãos. Como os dias passam rápido, como as semanas passam rápido, como os meses passam rápido, como os anos passam rápido! A vida é assim! Rápida! Nosso tempo aqui neste planeta é tão curto. Quando realmente pensamos nisso... Temos a consciência de que vivemos para um dia morrer. E depois que morremos, ninguém sabe o que acontece. Quem sabe eu iria para o paraíso, ou para o purgatório, ou para o inferno. Quem sabe...
  • 21. Ser feliz A hora de ser feliz é agora! Não espere o melhor momento para ser feliz. Não espere ter uma família ideal, uma casa ideal, um corpo ideal. Procure ser feliz com o que você tem: com esta família cheia de problemas, com esta casa precisando de reformas, com este corpo longe de ser perfeito. Relaxe e aproveite a vida! Só assim se pode ser feliz! Não devemos esperar pelas circunstâncias que nos dará felicidade. Você pode muito bem ser feliz tendo as coisas que você tem agora. Procure pela felicidade! Ela está por aí, em todo os lugares! Felicidade verdadeira é muito simples! É simplesmente ser feliz! Como já disse Carlos Drummond de Andrade: “Ser feliz sem motivo é a mais autêntica forma de felicidade.” Acredite Acredite sempre que a vida pode ser melhor. Que as pessoas podem superar seus limites. Que o país pode melhorar. Que o mundo pode ser um lugar melhor para se viver. Acredite que a vida te dá flores e não só espinhos. Que você mais sorri do que chora. Que você se torna um ser humano cada vez mais evoluído. Acreditar torna a nossa vida melhor e mais feliz. Acreditar é confiar cegamente. Mas, quem nunca confiou cegamente em algo? A própria noção da nossa existência e a atribuição de propósito a ela é algo que acreditamos. Confiamos cegamente na existência de um propósito, outras pessoas acreditam que não há nenhum propósito. Na ilusão das coisas, quem somos nós para julgar? Apenas confiamos cegamente nas coisas. Não é como se pudéssemos saber além da verdade... Somos seres humanos limitados por sua consciência. Durante a nossa existência, apenas podemos saber o que nossos sentidos nos dizem, então isto quer dizer que também confiamos cegamente nos nossos sentidos. Porém, se não for isso, o que será então?
  • 22. Amizade verdadeira Ter amigos é fácil, na alegria, na festa e na farra. Mas amigo de verdade, você só descobre na dificuldade. Sempre fui sua amiga, mas agora sou muito mais. Quando te pedi socorro, quando não sabia o que fazer, você chegou. Com seu conhecimento, com sua bondade e me socorreu. Você foi o remédio que curou. Acalmou a dor, acalmou os meus medos e acalmou meu coração! Amizade verdadeira é assim mesmo! Ter uma amizade verdadeira é algo muito bom. Este tipo de amizade é a amizade chamada de “amizade por virtude”. Amizade verdadeira é ter alguém para se apoiar nos momentos mais difíceis da sua vida, é ter em quem confiar sempre acima de qualquer coisa, é ter segurança da sua amizade, é ter alguém que possa te ajudar, é ter alguém para conversar e discutir sobre diversos temas, é ter alguém para exigir o melhor de você mesmo. O caminho e as escolhas A vida é um longo caminho feito de escolhas. O caminho ora é agradável e tranquilo, ora difícil e cheio de pedras. Muitas vezes acertamos nas escolhas, noutras erramos e temos que pagar o preço. Alguém pode nos ajudar nessa caminhada, mas na maioria das vezes temos que seguir sozinhos. Só um companheiro não nos abandona nunca. Ele sempre está conosco! Que seu caminho tenha muitas flores, apesar dos espinhos. Caminhar é preciso! Caminhar, neste poema, representa a vida, e as ramificações do caminho seriam a escolha que nós fazemos pela vida, cada caminho também tem seus obstáculos, como pedras, árvores caídas, rios, terrenos elevados ou baixos, enfim, são muitos os obstáculos que podemos ter em um caminho. Porém caminhar é sempre necessário! Para que sempre estejamos seguindo em frente, caminhar se torna um ato indispensável! Não podemos parar! Se pararmos, não tem avanço! Caminhar é preciso!
  • 23. Já é Natal O natal não é feito só de Papai Noel, de panetones, de perus, de roupas novas, de embrulhos coloridos e luzes que piscam. O Natal... não é feito só do cheiro de brinquedo novo, de assado na cozinha. Principalmente, o Natal... é feito de amor, de abraços e beijos, de reencontro, de perdão e alegria. O Natal é feito para comemorar o nascimento do menino mais importante do mundo. O menino Jesus, que nasceu pobre, numa noite fria, cercado do mais puro amor, o amor de seus pais: Maria e José e de seu pai maior: Deus! Quando o natal chega, o clima natalino se apresenta, objetos e decorações natalinos são colocados em diversos lugares da casa, a árvore de natal é posicionada e enfeitada, o jardim da frente também recebe a sua decoração com luzes natalinas, enfim, é o clima natalino. Na mesa a única coisa que podemos ver é que está transbordando de comida, especialmente o peru, o arroz com uva passa, o panetone, enfim, na mesa, as pessoas se reúnem e oram em conjunto para agradecer a Deus. O natal é feito de amor, de união, de abraços e beijos, de gratidão, de bondade, gentileza, compaixão, o natal é muito bom. É um tempo muito bom e feliz de se vivenciar, o natal é uma data comemorativa que reúne todas as pessoas em todo o globo para transmitir uma mensagem: a do nascimento de Jesus Cristo.
  • 24. Nem sempre tudo é como a gente quer Quando a dor bater à sua porta, Quando tudo parecer sem cor, Quando o mundo parar de girar, Quando seus lábios não quiserem mais sorrir, Quando as lágrimas teimarem em cair: Lembre-se Dele, Que tudo pode, Que tudo cura, Que te acolhe. Lembre-se que um dia a tempestade termina, a dor passa, o sol torna a brilhar. Nunca se esqueça, Ele está contigo! A luz no fim do túnel... Esse poema é sobre esperança, a luz que aparece no final de um túnel assombrado pela escuridão, que pouco a pouco, está consumindo tudo ao redor de si mesmo. Esperança para mim é um conceito fundamental para quem quer alcançar grandes metas e objetivos. Primeiro você sonha, depois você realiza o seu sonho. Eu tenho Eu tenho que me acostumar a ir à sua casa e não te encontrar... Eu tenho que me acostumar que a minha razão me diga que você não está mais lá, embora meu coração fique te procurando em toda a parte. Eu tenho que me acostumar que você partiu para sempre, que sua viagem é longa, que não vai mais voltar. Eu tenho que me acostumar a viver sem te ver, só te sentir com o coração, a viver de doces lembranças. Eu tenho que me acostumar a não sofrer tanto com sua ausência. Eu tenho que me acostumar... (está difícil, mas eu vou conseguir...) É um poema sobre a necessidade humana de se acostumar a coisas e pensamentos dolorosos. Muitas vezes nos encontramos neste estado de confusão e achamos que não estamos indo à lugar algum. Mas com o tempo esquecemos, tudo vai pouco a pouco se aliviando, mas, tenho uma pergunta: esquecer realmente é a resposta?
  • 25. Maledicência Entrou uma mulher pobre, no ônibus naquela manhã. Seus olhos escondidos Num grande óculos escuro. Muitos maldosamente olharam e comentaram: Tão metida, se achando rica, tão esnobe, se achando a tal! Mal sabiam que os óculos escuros, escondiam uma tragédia. Aquele acidente cegou um olho, feriu o outro. Ninguém sabia, só ela sabia! Cuidado! Com o que pensam! Com o que falam! Com o que sentem! Seres humanos às vezes podem cometer erros equivocados, como o preconceito, o prejulgamento, e podem ser maus sem nem ter a intencionalidade. Cabe a nós ser o exemplo a ser seguido. Se eu pudesse te dizer Se eu pudesse te dizer eu diria que sofri muito. Que a dor me sufocou, que eu não sabia o que fazer. Não sei se estou levando a vida ou a vida está me levando. Todos os dias vou fazendo minhas obrigações, vivendo um dia de cada vez. Uns melhores, outros piores, mas sempre vivendo. Todo mundo me diz que é assim mesmo. O coração está ficando mais leve e a presença amorosa do paizinho que partiu tem me consolado. Sempre penso: o que ele faria? O que ele me diria? O que ele gostaria que eu fizesse? Viver é preciso... A morte de um ente querido é algo muito difícil e complicado de se falar sobre, pois, nem todos estão dispostos a se abrir, com medo de serem julgados, e também que isso é um assunto muito delicado de se falar sobre, não se deve falar normalmente sobre algo tão sério e delicado. Porém é certo também que devemos deixar isso para trás e seguir em frente! Não devemos deixar de viver a nossa vida apenas porque alguém próximo morreu, isso não é o correto!
  • 26. O que dizer? Quando você partiu. A dor me desnorteou. Eu nem sabia para onde seguir. Eu diria que me tornei mais amiga de Deus. Diria que aos poucos a dor foi diminuindo, a saudade foi chegando e ficando. Eu diria que agora estou bem, mas ainda tenho meus momentos de dor, de lágrimas, de porquês. Diria que lembro de nossos momentos, do nosso amor, das nossas histórias e risadas. Diria que você pode seguir seu caminho sem se preocupar comigo. Vou seguir meu caminho levando você no coração. Se eu pudesse te dizer, diria que sempre te amarei! Esse é mais um poema que fala sobre a partida de alguém que a autora levava muito em consideração. Considerando os poemas anteriores, acredito que esteja falando sobre seu pai. Realmente, a morte de uma pessoa amada é considerada uma das experiências mais difíceis de serem superadas. Deve ser triste perder uma pessoa que viveu junto com você por muitos anos da sua vida. Como já disse anteriormente, ainda não tive esta experiência, e espero não ter ainda, não neste tempo. Nós não sabemos para onde a pessoa vai depois da morte, a única coisa que podemos fazer é pensar e imaginar. Descobri Descobri que a vida é curta. Descobri que a vida é frágil. Descobri que a vida é como o vento, não se consegue segurar... Tragédia A tragédia pode levar a uma maior compreensão de nós mesmos e do mundo. Da dor e da perda à traição e ao desespero. A tragédia é um lembrete da fragilidade da vida, eu sei que pode ser desconfortável confrontar essas realidades sinistras. Porém é algo que é necessário fazer. Como já disse anteriormente, somos uma brevidade nesta vida, nosso tempo é curto e limitado, então devemos valorizar ele e o utilizar com sabedoria.
  • 27. Final de domingo Sabe aquela saudade que não se descobre do quê, aquela tristeza sem saber de onde vem, aquela nostalgia do passado que nos chega até a alma no final do domingo. Saudades do final de semana que termina, preguiça de encarar outra semana, vontade que o final de semana comece novamente. Você também fica assim? Final de domingo é algo que é relativamente ruim, só de saber que depois deste dia inicia novamente a sua mesma rotina, com as mesmas pessoas, com as mesmas coisas, dá um desânimo. Acredito que seja em parte por causa da indiferença, pois não há nada de novo na segunda, não há algo para ficar ansioso sobre, é a mesma coisa, a mesma rotina que você vai ter que fazer, enfim, não tem novidade. Também dá para atribuir esse desânimo em parte por causa da preguiça, pois todos temos ela, que faz com que a gente prefira ficar em casa deitado e gastando nosso tempo desatentamente. A arte de viver Viver é fazer escolhas. Algumas tão pequenas e fáceis no decorrer do dia: o que comer, o que vestir, o que comprar, o que fazer... Outras tão difíceis, são para a vida toda: a profissão a seguir, a pessoa com quem casar, ter um filho... Cada escolha implica em uma renúncia, algo fica para trás. Cada escolha tem suas consequências. Precisamos estar preparados para arcar com todas elas. Viver é a arte de escolher bem ou escolher mal. Você faz o que quer de sua vida? Pense nisso! Eu faço o que eu quero da minha vida? Bem, de certo modo acredito que sim, eu tenho vivido uma vida confortável até então, eu tenho diversas maneiras de ficar entretido, como jogar games, usar o computador, ler, escrever, ou mesmo estar fazendo nada, enfim, eu faço muitas coisas que eu gosto de fazer. Atualmente estou indo para a faculdade, então estou continuando os meus estudos.
  • 28. Primavera No meu quintal já é primavera! O calor chegou com tudo! O dia está amanhecendo cada vez mais cedo e anoitecendo cada vez mais tarde! É o tempo mudando: é tempo de florir, é tempo de mudar... A primavera é a estação do ano que se inicia após o inverno e antecede o verão. Na primavera, a temperatura é mais amena e os dias são mais floridos. A primavera é a estação do ano conhecida como estação das flores. Por que ela é conhecida como a estação das flores? É conhecida como estações das flores devido à floração que ocorre nesse período, deixando as paisagens ainda mais bonitas. Quando eu penso em primavera, penso no belo verde da natureza, penso no sol, nas flores, nos animais, enfim, penso na natureza. Os cientistas chamam isso de “Biosfera”. Saber esperar Você queria que os fatos se apressassem, que as coisas acontecessem rapidamente mas não é bem assim! Tudo tem seu tempo aqui na terra. O tempo de Deus é sempre diferente do nosso. Quando jovens queremos que tudo se resolva rápido, mas com o passar do tempo e a experiência aprendemos a esperar. Quando esperamos e recebemos uma vitória, nos tornamos mais felizes. Dê um tempo ao tempo, tudo se resolverá. Tudo acontecerá, Enquanto isso, viva a vida. Siga seu caminho com alegria! Deus tudo sabe, Ele saberá a hora certa! (especialmente para você) O tempo passa, esta é a única certeza que temos nesta vida. É certo que com o tempo ficamos mais sábios, temos um conhecimento mais extensivo sobre as coisas, de certo modo temos uma compreensão maior do porquê coisas ocorrem, e como elas ocorrem. O tempo passa e passa, é constante na sua fluidez, e nela ficamos perdidos. Na sua constância ficamos cegos, e permanecemos na escuridão.
  • 29. O sofrimento Esta é para você que está sofrendo. Pense sempre positivo! Acredite que amanhã será melhor. Acredite que Deus sempre estará ao seu lado! Tudo tem seu tempo. Deus não dá um fardo maior do que você possa aguentar. Os caminhos se abrirão e tudo dará certo. Haverá prosperidade em sua vida. Abençoe tudo! O dinheiro certo aparecerá na hora certa. A saúde virá, o remédio e o médico também! Você é uma pessoa maravilhosa que faz o bem. Pense positivo, tenha fé e os resultados virão! Eu nunca gostei do sofrimento, sempre achei o sofrimento um dos aspectos mais aterrorizantes da vida. O sofrimento é uma das verdades deste mundo, uma coisa que irá acontecer conosco eventualmente na vida. Quando penso em sofrimento, me vêm à mente os aspectos mais obscuros da vida humana, como a morte, tais aspectos obscuros e sinistros da vida humana nos fazem ter noções da angústia e do desespero. É como se fosse a luz no fim do túnel, a luz que te guia para um estado de alívio, de ausência da dor e do sofrimento, um estado de felicidade, prazer, e de ignorância. Droga, prazer maldito Milhares de pessoas, juntas se rendem, ao prazer do vício. No mesmo lugar, viciados e traficantes, compram e vendem a alma, por droga, para a droga. No pior lugar do mundo, o drogado disposto a tudo. Pessoas jogadas ao chão, andando em círculos, falando sozinhas. Num murmúrio pedindo droga. Pelo amor de Deus, mais droga. Menos vida. Lágrimas de arrependimento, porque o prazer virou terror. Para o viciado, o cachimbo aceso é também uma dor acesa. A fumaça no rosto, enterra vivo o ser humano que foi um dia.
  • 30. Sombra apagada de uma bela vida. Livres e presos, nesta rua maldita, no vício maldito. Riem sozinhos, da própria desgraça. Mundo imundo, difícil de eixar. Tão fácil de entrar. Seres humanos sem dignidade, sem vida, sem esperança. Vivem na rua, os mortos-vivos, cavando a própria sepultura. Almas vazias, vidas vazias, solidão, dor, arrependimento. Ela tão jovem e imunda, enrolada em um cobertor, disposta a se prostituir por uma pedra de crack. Gente que não tem nada, que não é mais nada, reflexo pálido, do que foram um dia. Muito triste! Vidas despedaçadas, jogadas nas sarjetas! Existe vida além da droga, existiu um dia, pode existir ainda! Último grito de dor! - Salve-me, pelo amor de Deus! Este poema fala sobre vícios, vícios esses que seres humanos possuem e alimentam, cada vez mais, e quando não possuem o que alimenta o seu vício, ficam desesperados e desorientados, sem saber para onde ir, o que fazer, o que esperar. É realmente uma pena quando as pessoas estão à mercê de seus vícios, e disto temos o resultado: pessoas vulneráveis, pessoas desorientadas, pessoas que não sabem o que querem da vida, pessoas que estão viciadas e necessitam de ajuda. É a nossa responsabilidade ajudar, pois muitas vezes o vício não é uma vontade voluntária da própria pessoa, o vício age na mente das pessoas e faz com que elas fiquem viciadas. A nossa responsabilidade diante disto é guiar essas pessoas, orientar e ajuda-las.
  • 31. Ação e reação Na vida precisamos agir. Parados, não conseguimos nada! A vida para e não segue. Onde você menos pensa, está a solução! Procure, se lance, faça sua ação e aguarde, a reação virá! Se não plantar não terá colheita! Lembre-se: ação e reação! Quem planta, colhe. Quem não planta, não colhe. É um ditado popular que representa a reciprocidade das coisas. Quando fazemos algo, mudamos algo, quando não fazemos nada, não mudamos nada. Então aja! Não fique parado, esperando, não deixe a vida passar por você sem você fazer nada! Quando você age, você muda algo! E isso é incrível! Meditar Meditar é esvaziar a mente, é procurar o nada, buscar a paz interior. Nossa mente é um turbilhão que se agita em pensamentos, ora do presente, ora do passado, e ora indagando o futuro. Quando você serena a mente, concentrando em sua respiração, ar entrando, ar saindo, ar entrando, ar saindo... O pensamento sereno e uma paz interior vai te dominando. Meditar é algo bom, quando você medita, você deixa os pensamentos fluírem, sua mente se esvazia, e o silêncio se propaga no ambiente. É um momento de reflexão e relaxamento mental. Meditar também pode ser uma oportunidade para você se relacionar com a sua mente, com o seu interior, e no geral é um meio de autoconhecimento. Meditar é muito bom!
  • 32. Mudanças Hoje o dia começou escuro, choveu um pouco, mas saiu o sol. Nossa vida também é assim. Promessas de tempestade são anunciadas, pouca coisa acontece e tudo passa! É preciso saber esperar! Tudo passa! Tudo o que conhecemos não irá durar para sempre, disto já sabemos. É uma maneira de relembrar-nos da brevidade da vida. Tudo passa, e a coisa mais única que passa na nossa vida é a nossa própria vida. A morte com absoluta certeza um dia irá bater na nossa porta. Amar o mar Mar, como não te amar? Como não mergulhar em teu azul? Como não sentir teu sal nos lábios? Como não sentir tua força em meu corpo? Como não respeitar seus limites? Mar, mar... Como não amar o mar? Mais outro poema do amor que a autora sente pelo mar. O mar certamente é uma coisa bela, quando vamos à praia, ou a alguma região litorânea, e olhamos para o horizonte repleto de água, não podemos deixar de imaginar o quão vasto a água diante de nós realmente é. Aliança Hoje cedinho saí para caminhar na praia! O sol majestoso surgia atrás do morro, tão lindo, anunciando mais um dia, mais uma chance de vida, mais uma oportunidade! Mais uma aliança de Deus comigo! Ver paisagens belas é realmente algo inspirador, quando vemos tais paisagens não podemos deixar de pensar sobre a beleza da natureza. Como a natureza é bela! Se existe um deus, ele certamente fez tudo de maneira tão bonita! A praia e eu Hoje o céu inventou de ficar azul. O sol inventou de brilhar o dia inteiro. O calor inventou de cobrir a praia. Eu inventei de curtir o céu, o mar, o sol e a praia. Hoje é verão, é feriado, é carnaval! Nada podia ser melhor! Praias e regiões litorâneas no geral possuem em sua paisagem algo tão natural e tão belo. O sentimento de estarmos na praia é realmente algo complexo de descrever, sentimos o cheiro das ondas, sentimos os nossos pés na areia. Vemos as pessoas se divertindo, rindo, jogando bola, ou vôlei. É indescritível o sentimento que temos ao estar na praia!
  • 33. Vida, vida Viver a vida. Como viver? O que viver? O que levar da vida? O que deixar da vida? Como aprender a viver? Melhor nem pensar! Simplesmente viver! É assim que as coisas são, não temos realmente uma maneira adequada de se viver, não temos um exemplo de vida ideal. Se houvesse, seria algo impossível de se conceber, de fazer virar realidade. É certo que temos que aprender com nossos erros, e aprender com os erros dos outros, é fato que iremos errar um dia, mas também é certo que devemos aprender com este erro. Mas o fato é que vivemos sempre! Vivemos e vivemos... E assim vai indo a nossa vida. Saudade malvada Ontem e hoje a saudade bateu fundo no meu coração. Saudade de quem partiu rumo ao céu, sem ter como eu me comunicar. Vontade que o tempo voltasse, caminhasse até eu poder te abraçar outra vez. Até eu poder ouvir sua voz macia, poder sentir sua presença! Saudade, sua malvada! Como dói na gente! Mais um poema sobre o tema saudades, é certo que a saudade é um sentimento que não podemos evitar. Pessoas que encontramos, momentos que sentimos falta, experiências, possuímos saudade de tudo isto no nosso passado.
  • 34. Mar azul Mar que te quero mar, Tão azul, Tão infinito, Tão amigo do céu Tão amante da praia! Neste vai e vem diário, ora quer encontrar o céu, ora quer abraçar a praia. E eu aqui, Tão pequenina, olhando sua imensidão, e pensando: Não quero ficar longe de ti! Mais outro poema sobre o amor que a autora possui sobre o mar. Viver um dia de cada vez! Tenho feito isso. Saber gerenciar presente, passado e futuro é uma arte. Quem vive de passado não aproveita o presente. Viver pensando e sentindo saudades do que passou, tira o brilho da vida. Visitar o passado de vez em quando é bom, mas permanecer lá, nunca. Viver em função de um futuro que pode nem acontecer nos angustia, preocupa e entristece. Saiba viver! De fato, precisamos saber viver. Viver a vida com intensidade e paixão é uma arte. Precisamos muito saber viver, só assim a nossa vida será vivida da melhor forma. Se não sabemos viver, causamos muitos erros, ficamos sem saber para onde ir, desorientados, sem direção, sem futuro. Precisamos saber viver...
  • 35. O tempo Vejo que o tempo está passando, Meu rosto já mostra os sinais dos anos que já vivi. Meu corpo não é mais aquele dos tempos de juventude. A vida é assim, o nosso corpo vai sendo esculpido pelos anos! O bom disso tudo é que a cabeça sempre melhora. Fazemos uma troca com o tempo que é assim: Eu te dou minha juventude e você me dá sabedoria. O tempo é assim, apenas passa e passa... Com o ponteiro do relógio se virando, vemos que o tempo passou, o que era já não é mais, o antigo e o velho abriu lugar para o novo e atual. Nesta vida, temos um tempo limitado, o tempo até a morte bater na nossa porta. Por isso, devemos utilizar esse tempo da melhor forma possível e com sabedoria. Poesia No fundo, todos gostam de poesia. Falta tanta poesia em nossas vidas! Poesia é escrever coisas belas com poucas palavras! Poesia é escrever com as tintas do coração e com o perfume da alma! Poesia é uma arte, é algo inexpressível, que não pode ser quantificado apenas com palavras. Quando você lê uma poesia, inúmeros pensamentos vêm à sua cabeça, a poesia na sua essência sempre quer transmitir algo, seja eles mensagens, ideias, sentimentos, sensações, perspectivas, há poesia em todos os lugares que podemos imaginar, nas diferentes manifestações artísticas, na literatura, nas artes plásticas, na fotografia, na música, no teatro, nas experiências. A poesia é algo que é subjetivo, portanto, a poesia só existe quando é plenamente compreendida.
  • 36. Saber viver Viva a vida e aprenda que tudo é passageiro. A chuva termina, o sol se apaga, o dia vira noite. A dor passa, a dúvida vira certeza, o medo é superado. A alegria também passa, a festa termina, as férias acabam. A infância é curta, a mocidade se vai, a velhice chega. O relógio não para. Os dias correm, a vida é movimento. Tudo passa, Só sobra a vida que se viveu! Saber viver é certamente algo que pode te ajudar na vida. Viver de forma plena e satisfatória requer muitas atitudes e posições do indivíduo. Com o tempo, você se torna mais sábio e assim você aprende a viver de uma forma melhor. O tempo é o nosso aliado nesta vida, devemos utilizar ele com sabedoria para que consigamos alcançar nossas metas e objetivos. A saudade e o coração A saudade é uma forma Que nosso coração inventou pra gente nunca esquecer daqueles que ele amou. Saudade... Temos saudade de muitas coisas! Tanta beleza! Ao alcance dos nossos olhos! Basta prestar atenção. O mundo está aí. Lindo, florido! Basta ter olhos! Devemos saber ter visão! Ter visão do que é significativo, do que merece ser visto, do que existe e do que não existe, os olhos são a janela para a alma, então veja! Está bem na sua frente, você apenas precisa enxergar.
  • 37. O frio O frio veio e o encontrou morando na rua. Por que estava na rua? Por que a vida o levou para a rua? Tão solitário e gelado, embaixo de seu frio cobertor, perdido, nas calçadas da rua. Na madrugada, o frio o tirou das tuas. Quando não mais podia suportar, uma mão quente o levou. Um mundo aquecido se abriu para ele. Todo o frio acabou, todo o mundo se acabou. Virou estatística na madrugada fria. Quantos mais? Quando o frio vem, temos a sensação do ar frio escorrendo pela nossa pele, sentimos a frieza que baixas temperaturas causam no nosso corpo, sentimo-nos aquecidos pelas roupas que usamos, cachecóis, moletons, casacos. Enfim, quando o frio vem, temos essa sensação e experiência única que é o frio. A arte de pensar Como é bom pensar! Existe um mundo só nosso: é o mundo dos nossos pensamentos! Como é bom, perceber que mandamos nesse mundo. Passear pelo passado, presente e imaginar o futuro. Melhor quando os pensamentos são alegres e otimistas. Nunca se deixe escravizar por pensamentos tristes ou dominados pelo medo. Pensar é uma arte! O pensamento é um processo... Pensamentos são coisas que não vivemos sem. Sempre pensamos de alguma forma, reunimos dados e criamos o conhecimento, reunimos conhecimentos e temos a consciência, reunimos as consciências e temos a sabedoria, que é o julgamento moral e ético de todas as informações. Reflexão é um processo profundo de introspecção... Refletimos sobre inúmeras coisas, e as reflexões fazem parte dos pensamentos que temos. A reflexão é a análise subjetiva sobre algo objetivo, um processo mental que temos para refletir sobre tudo relacionado a algo.
  • 38. Um ano Querido pai: um ano se passou, desde que você partiu rumo ao céu. Quando você partiu, eu fiquei aqui, tão triste! Achei que aquela dor que me sufocou nunca mais fosse passar. Pensei que nunca mais sorriria e que a alegria não mais visitaria meu coração. Os dias foram passando lentamente e, aos poucos, fui me reerguendo. Viver era preciso! O tempo passou... e hoje acordei pensando que você não ficaria feliz aí no céu vendo a minha tristeza aqui na terra... Estou hoje relembrando os momentos felizes que vivemos juntos. Pensando nas suas grandes qualidades, e nos bons exemplos que me deu, nos anos que vivemos lado a lado, sua mão segurando a minha. Cultivar boas lembranças e não lágrimas. Assim sigo esse dia, sorrindo para você e rezando. Te amo, meu paizinho, até algum dia... É um poema triste, e agridoce de certa maneira, pois ela nunca mais verá o pai novamente, e a autora sente certa responsabilidade em superar isso, independente de seus sentimentos, pois, como ela mesmo disse no poema sobre seu pai: “você não ficaria feliz aí no céu vendo a minha tristeza aqui na terra...” de certa maneira me sinto feliz também que a autora conseguiu encontrar felicidade, mesmo diante das circunstâncias. Mar, cadê você? Mar cadê você? Eu, aqui, tão longe. Quantas saudades de olhar sua imensidão, ora azul, ora verde! Quantas saudades do seu cheiro de maresia! Quantas saudades de sentir sua força em meu corpo! Eu, aqui, saudosa e longe, esperando o verão chegar! Mais outro poema sobre a paixão que a autora sente sobre o mar.
  • 39. Viver é tão bom! Eu sigo assim: vivendo. Encontrando alegria no meu dia a dia. Realizando meus sonhos e esperando sempre o melhor da vida! É um poema que é de certo modo motivacional, pois ajuda as pessoas a se orientarem na vida e terem uma direção para encontrarem mais coisas que serão interessantes para ela no futuro. Esse poema retrata a vivência diária que temos sobre a vida, viver é algo que deve ser aprendido, poucas pessoas conseguem viver a sua vida de forma frutífera, devemos tentar ser a melhor versão de nós mesmos cada dia, e assim, ter um melhoramento contínuo sobre a nossa vida e a vida das pessoas que nos cercam. E eu, na preguiça Acordei cedo e pensei: Vou caminhar! E eu, na preguiça. Coloquei minha roupa de caminhada. E eu, na preguiça. Andei um pouquinho. E eu, na preguiça. Resolvi correr um pouco. E eu, na preguiça. Resolvi parar e voltar. E eu, na preguiça. Andei só mais um pouquinho. E eu, na preguiça. Assim fui andando e correndo. E eu, na preguiça. Fiz meu treino inteiro. E eu, na preguiça. Acho que enganei a preguiça! É um poema que fala sobre a capacidade humana de enganar de certo modo crenças que são, em essência, limitantes. Dá pra se dizer que é um poema simples e, de certo modo, bem-composto, humorístico e que serve de lição para leitores assíduos.
  • 40. Nossas mãos Quantas vezes damos as mãos para quem está em nosso caminho? Quantas vezes os outros nos dão as mãos quando precisamos? A vida é assim: Colocamos as nossas mãos a serviço dos outros. E os outros colocam suas mãos a nosso serviço. Viver é dar as mãos! Ajudamos as pessoas, e podemos nos ajudar também, podemos fazer de lição as nossas atitudes perante às outras pessoas. Viver uma vida em harmonia é algo essencial que as pessoas devem ter consciência e sabedoria sobre, pois quanto mais damos valor às virtudes e atitudes que temos perante o outro, mais isto é disseminado entre os mesmos. Os dois lados É na doença que se dá valor à saúde. É no medo que se dá valor à confiança. É na tristeza que se dá valor à alegria. É na descrença que se dá valor à fé. É na dúvida que se dá valor à confiança. É nas dificuldades da vida que se dá valor aos bons momentos. Deus está conosco em todos os momentos. Com dúvidas, vamos atrás das nossas respostas, e com isso, conseguimos obter o conhecimento. Deus está conosco em todos os momentos da nossa vida, então por que não perguntar diretamente a ele? Ele sabe as respostas para tudo, a única coisa que precisamos fazer é ter uma conversa honesta e digna com ele. Perante à certas incertezas e dúvidas, devemos sempre procurar as nossas respostas, certamente irá estar em algum lugar!
  • 41. As nossas dores Temos dois tipos de dores: as do corpo e as da alma. Para as dores do corpo existem os médicos e os remédios. Para as dores da alma só existem duas curas! Uma é o tempo, que se não cura, pelo menos alivia um pouco. E a outra é definitiva, mas que só vem Dele, o Deus que tudo pode, que tudo cura. Ele é o grande médico de nossas almas feridas! É verdade que há uma diferença significativa entre a dor e o sofrimento. A dor é algo temporário, o sofrimento é algo permanente. O tempo pode ajudar a melhorar e aliviar a nossa dor e o nosso sofrimento. Com o tempo, ficamos mais sábios, e aprendemos a esquecer coisas que nos mantém no passado, e nos fazem sofrer. Deus pode nos salvar, nos tirar da dor e do sofrimento, apenas precisamos saber buscar Ele, Ele está em todos os lugares, mas precisamos saber buscar Ele na sua integridade, pois, só assim, nós teremos uma revelação, e saberemos a verdadeira causa do nosso sofrimento. Eu queria A vida é tão cheia de “eu queria”. Eu queria estar na praia agora, com o sol gostoso do amanhecer, caminhando e sentindo a água do mar a beijar meus pés. Eu queria ter mais paz em meu coração, queria levar mais amor aos que me cercam. Queria poder perdoar as minhas falhas e as falhas dos outros comigo. Eu queria refazer alguns caminhos. Queria um caminho novo cheio de esperança. Eu queria... Eu queria... Eu queria... Temos muito quereres na vida. Eu queria isto... eu queria aquilo... Nunca estamos satisfeitos com o que temos, sempre estamos à procura de algo, e, de certa maneira, acho que isto faz ser quem nós somos. Eu diria que ter gratidão pelo o que temos atualmente é algo essencial, porque isto nos faz perceber que o que temos agora já é o suficiente, que não precisa de mais nada para ser grato por tudo que temos. Gratidão é uma emoção verdadeira sobre o que já temos na nossa vida.
  • 42. Eu mesma Às vezes, eu preciso tanto de mim. Nesses momentos quero a solidão dos meus pensamentos, de me encontrar e de ter o privilégio da minha atenção. Nesses momentos não sou a mãe, nem esposa, nem filha ou amiga. Sou apenas eu mesma. E esses momentos me são muito preciosos. Gostar da própria companhia é mais do que se gostar, é se amar! Esse é um poema que fala sobre a solitude, a solitude é, diferentemente da solidão, um estado de isolamento e reclusão em que você fica alegre e feliz com o ato de estar sozinho. Às vezes tudo o que precisamos é estar sozinho, para estar só com os nossos pensamentos, as nossas reflexões e as nossas vontades. Enquanto Enquanto o mundo gira, nossos problemas giram com ele. Enquanto o mundo gira, há tanta beleza ao nosso redor! Enquanto o mundo gira, aqui estou eu com meus pensamentos. Sempre achei que eu sou uma pessoa bastante reflexiva, e muitas vezes me encontrei pensando sobre muitas coisas. Apenas espero que tudo esteja bem. Fim do dia Há pouco o dia se misturou com a noite. O sol se misturou com as nuvens e se despediu do dia. A chuva se misturou com as nuvens. Lindo de se ver! Lindo de se viver! Vida boa de se viver! Estar vivo é algo delicioso. Há inúmeras possibilidades de se viver a vida, inúmeras coisas que podemos fazer, inúmeras coisas que podemos experenciar, temos inúmeras visões e perspectivas sobre a vida. No fim do dia, estamos todos abismados pela infinita quantidade de existências que temos, é algo assustador e belo ao mesmo tempo!
  • 43. Preguiça O poeta preguiçoso, não quer saber de rima nem de métrica. Apenas quer escrever, o que seu coração dita! Eu sou assim! Que bom, não estou ciente da possibilidade da possibilidade da compreensão do meu ser diante de determinadas leituras. É bom ser simples, não precisa sempre ser algo fora do comum, não precisa ser algo extraordinário. Nossa criança A criança que fomos sempre existirá. Um dia menos, um dia menos. Ela pede pouco, um pouco de alegria, um pouco de risada, um pouco de bagunça. Não é muito difícil satisfazer suas vontades. Mantê-la viva é essencial. Todos temos uma criança interior. Aquela parte de nós mesmos que desejam ver, conhecer, explorar, brincar, descobrir, estar imersos, procurar, enfim, coisas que crianças amam fazer. A abelha e eu Sinto-me muitas vezes como uma abelha, que incansável vai de flor em flor, apenas cumprindo sua missão. Levar o pólen de uma flor à outra, voando da flor para a colmeia, preparando o mel. Será que ela pensa no que tem que fazer? Será que ela sabe o que faz? Ou apenas é programada para realizar seu trabalho. Também sigo assim, fazendo meu trabalho, quase não pensando em nada. Apenas vivendo! De certa maneira, somos todos assim, apenas vivemos e vivemos. Fazendo coisas, da maneira que fazemos. Se estamos não fazendo as coisas de certo modo, não interessa, o que interessa é que estamos vivendo. Apenas isso.
  • 44. Minhas palavras Você quer saber como eu escrevo? Escrevo como eu penso, como eu falo, como eu sinto. Meu coração sente, Meu cérebro tagarela e vai me ditando. Minhas mãos vão rápidas, para acompanhar meus pensamentos. Simples e fácil, assim! As palavras são uma coisa preciosa, faz parte do nosso conhecimento raro da linguagem. Elas devem ser reconhecidas, admiradas e apreciadas, pois as palavras são a nossa liberdade que temos de nos expressar, de se comunicar. A simplicidade deste poema faz dele um poema, que, apesar da simplicidade, transmite uma mensagem profunda sobre o ato da escrita. Houve um tempo Houve um tempo, em que eu não me preocupava com nada. Houve um tempo, em que eu não me preocupava com dinheiro. Houve um tempo, em que eu amava a escola e os amigos. Houve um tempo, em que eu caminhava na chuva. Houve um tempo, em que eu ria do nada. Houve um tempo, em que o tempo passava devagar. Houve um tempo, em que eu não me preocupava com o futuro. Houve um tempo, em que eu não tinha as preocupações de mãe. Houve um tempo, em que a dor da saudade não morava em meu peito. Houve um tempo, Em que eu não me preocupava com o tempo. São tantas as preocupações que nós temos agora... Com o tempo, também vêm as preocupações. Isso faz parte do processo de envelhecimento. Às vezes temos saudade de como as coisas eram antigamente, mas isso é totalmente compreensível!
  • 45. Chove e chove Chove lá fora, faz tantos dias que já perdi a conta. Na vidraça, escorrem os pingos lentamente. É uma tarde de domingo, o dia se arrasta, como a água que escorre pelas calçadas. Cai chuva de todos os tipos: ora chuva fina, ora chuva grossa, ora chuva lenta, ora chuva intensa. O céu nublado não mostra o azul e não vemos o sol há muitos dias. É tempo de terminar o outono. É tempo de casacos e meias. É tempo de cobertor, de ler e curtir a família. Até o tempo nublado e chuvoso tem o seu encanto. E, assim, os dias chuvosos vão passando. A chuva é um fenômeno natural realmente belo de se presenciar, é uma das minhas coisas favoritas! O amor Que amor é este? Que nos faz mais forte do que somos. Que amor é este? Que nos faz esquecermos de nós mesmos. Que amor é este? Que nos faz esquecermos do mundo. Que amor é este? Que é maior que a vida. Que amor é este? Só pode ser amor de mãe! O amor é um dos melhores sentimentos que existem. O amor de um pai, o amor de uma mãe, você só conhece estando perto e observando. O amor ao próximo deve ser praticado também. Mas o amor a si mesmo deve estar em primeiro lugar, antes de amar o próximo, você deve amar a si mesmo.
  • 46. O medo O que é o medo? O medo é inventado na nossa cabeça. Medo do desconhecido. Medo da morte. Medo do futuro. Medo, medo, medo! Tão bom quando superamos e descobrimos que ele estava apenas dentro da nossa cabeça! Temos medo. Mas é compreensível ter medo, o medo é um meio de nosso organismo nos alertar de perigos em potencial. Isso faz com que nós tenhamos a consciência do perigo. Os cientistas e pesquisadores dizem que antigamente este era o nosso meio de nos alertamos à potencias predadores. Mas na vida contemporânea, não temos muita utilidade para o medo, além de nos alertamos para potencialidades que deixem em risco a nossa integridade física e mental. As duas faces da mesma moeda A vida é como uma moeda. Duas faces tão antagônicas! Em um dia alegria, no outro tristeza. Num dia riso, no outro lágrimas. Num dia tudo dá certo, No outro, tudo dá errado. Viver é saber aproveitar os bons dias e sobreviver aos dias difíceis. Uma mesma moeda, uma mesma vida. Dois lados tão diferentes! Temos de nos adaptar a situações controversas, tanto no curto período de tempo quanto no longo período de tempo. Adaptação é o processo que faz com que as diferenças sejam irrelevantes. Adaptabilidade é uma habilidade que tem de ser ensinada e compreendida. Pois com ela, podemos criar indivíduos que estão conscientes que podem operar dentro de diversos planos.
  • 47. Lembranças Nós somos feitos de lembranças. Lembramos dos tempos da infância, quando éramos donos do tempo e dos nossos pensamentos Lembramos da nossa adolescência, quando o primeiro amor fez morada em nossos corações. Lembramos da vida adulta, quando tomamos as rédeas da nossa vida e formamos uma família. Lembramos da velhice, quando a vida torna o ritmo lento, com os netos a aquecerem nossos corações. A vida nada mais é do que uma coleção de lembranças! Durante toda a nossa vida, nós vamos vivendo ela sob um piscar de olhos. Temos apenas um momento para tudo, e o nosso fim é iminente. Tudo passa, como já foi dito em poemas anteriores. A existência passa. As coisas são tão breves, é fácil ficar perdido, desorientado, sem rumo. É fácil tudo passar por nós e ficarmos despercebidos, é fácil não entender, não compreender, não ter consciência, não saber. A vida é escola É preciso aprender na escola da vida! São tantas as lições, são tantas as tarefas, são tantos os desafios. Nem sempre a nota é boa, é preciso recuperar o que não foi aprendido. Muitas vezes, reprovamos e começamos tudo de novo! Muitas lições são fáceis, mas algumas, dificílimas, outras, quase impossíveis! Sejamos alunos pacientes, sejamos alunos aplicados, sejamos bons alunos! No final, veremos que valeu a pena! Temos infinitas possibilidades de aprendizado. Durante toda a nossa vida, vamos aprendendo coisa por coisa, o nosso aprendizado é constante. Nesta vida, podemos aprender sobre tudo o que queremos conhecer, mesmo que não saibamos da existência de determinada coisa.
  • 48. As fases da vida Aproveite enquanto é jovem para subir montanhas, dançar a noite toda, viajar sem planos, correr, mergulhar e saltar. Aproveite para fazer tudo o que sonhar! Você, com o tempo, envelhecerá. A vontade de sonhar sempre continuará viva, mas seus passos serão mais lentos. Realize o que puder agora, não deixe os sonhos para realizar na velhice. Viva, intensamente, cada fase da sua vida! Isso é verdade, temos apenas uma chance para fazer as coisas da maneira correta. O nosso tempo passa, tudo passa, as coisas são temporárias, e quando menos esperamos, elas já se foram. Tudo tem um fim. A morte um dia chega para bater na nossa porta. Mas devemos viver, não deixar de viver. A gente fala sem palavras As verdadeiras emoções são ditas sem palavras. As atitudes falam mais que um discurso inteiro ou uma vida toda. Um olhar fala mais do que muitas mensagens! Um gesto fala mais do que muitas frases. As coisas mais importantes são ditas sem palavras! É preciso saber ler! A leitura é um hábito que o ser humano pode cultivar que vai trazer muitos frutos, a leitura, além de ser um meio de informação simples, também estimula e ajuda a exercitar o cérebro. O hábito da leitura tem relação comprovada com uma melhor qualidade de saúde mental. Como diz uma frase: “A leitura reaviva a memória e nos coloca a par do desconhecido” – Orlando R. Almeida.
  • 49. Todo ano precisa ser deixado para trás O ano vai terminando, e é preciso que o deixemos para trás. Na vida muitas coisas são deixadas para trás. Tantas vezes temos que nos despedir e seguir, sem olhar para trás. Tantos caminhos são deixados... Tantas bagagens precisam ser deixadas... Tantas pessoas partem da nossa vida... Tantas escolhas precisam ser feitas... O antigo precisa ser esquecido, para que o novo venha. É preciso aprender a ganhar. Muitas vezes nos apegamos a tantas coisas, nos apegamos a tantas pessoas, Mas elas precisam ser deixadas para trás. É como eu disse anteriormente, tudo tem um fim, não sabemos quando vai acontecer este fim, mas certamente irá acontecer. Devemos entender que tudo nessa vida tem um ciclo de começo, meio e fim, é inevitável. Faça um diário Se você quer escrever melhor, faça um diário! Se você quer se libertar da tirania da gramática, faça um diário! Se você não tem ideia sobre o que escrever, faça um diário! Se você está precisando desabafar, faça um diário! Se você não tem alguém de confiança para contar o que passa no mais profundo de sua alma, faça um diário! Escreva num caderno e o esconda, ou escreva num documento em seu computador! Mas, faça um diário! Ter um diário para mim parece ser algo bom. Relatar o seu dia em um caderno parece ser para mim algo interessante. Se não for relatar, apenas escrever as ideias e pensamentos que vem à mente. Pesquisas indicam que manter um diário ajuda a reduzir o estresse e a estimular seu bem-estar psicológico e físico.
  • 50. Poesia da alma Como você chegou em minha vida? Como inundou a minha alma? Como os meus olhos passaram a enxergar a beleza que há no mundo? Será que sempre a tive dentro de mim? Será que foi sufocada pelo dia a dia? Hoje, que você se tornou minha companheira, meu mundo se encheu de cor, minha alma se encheu de música! Como pude viver tanto tempo sem você? Poesia, hoje te carrego na alma! Este é um poema sobre a apreciação que a autora possui sobre a poesia. A autora fala que, antes de conhecer a poesia, não conseguia enxergar a beleza e a vivacidade que há no mundo. E ela conclui, no final do poema, dizendo que hoje ela carrega a poesia na alma. Mãe especial Ser mãe especial é uma grande escolha de Deus para a minha vida! Ele, como Pai, confiou seu filho a mim. Ele acredita que darei conta dessa missão. Muitas vezes a missão é difícil, mas cada vitória é uma benção recebida. Nós mães especiais, Aprendemos a vibrar com cada avanço, cada vitória, por menor que seja. Nos momentos difíceis, é a Deus que recorremos. Ele, sim, como grande Pai, aponta sempre o caminho a seguir! Ser mãe especial é uma honra! Ser mãe, como eu disse em um poema anterior, certamente não é fácil, são muitas coisas que você precisa saber, muitas preocupações que você vai ter, muitas coisas que você irá aprender, muitas coisas que você vai experenciar. Ter um filho certamente não é uma tarefa fácil, mas é uma coisa muito boa, tendo um filho, você consegue se ver nos olhos de outra pessoa, você vai aprender muitas coisas que apenas tendo um filho você consegue saber, você irá amar uma pessoa incondicionalmente e irá viver junto dela, compartilhará momentos bons e felizes. Ter um filho é ótimo! No futuro eu também penso em ter um filho, não vai ser fácil, mas certamente vai valer a pena.
  • 51. As duas saudades Aprendi há pouco tempo que existem duas saudades: Uma saudade é possível, aquela fácil de se resolver. Basta um telefonema, uma viagem e tudo se resolve. A saudade se apaga da alma. Aprendi, então, que existe a saudade impossível, para a qual não há telefonema e nem viagem. É uma saudade tão difícil, tão sem jeito de se apagar. Só lembranças e uma vontade doida de se voltar ao passado, de querer reviver momentos felizes, uma saudade que dói na alma. Como dói! Ter saudades de coisas que não existem mais é realmente algo que dói na alma, consigo simpatizar neste ponto. Mas este tipo de sofrimento e dor é desnecessário, devemos perceber isso. Quanto mais nos apegamos a coisas que um dia irão deixar de existir, mais sofremos. Mas eu diria que isto, mesmo sendo uma coisa tola, faz parte da experiência de ser humano. Rotina Estou aqui, levando a vida: acordar, tomar café, cumprir obrigações, almoçar, fazer mais coisas, jantar, dormir! No outro dia, tudo de novo! É a vida seguindo, é a rotina nos levando. A semana chegou ao fim, é sexta-feira. O mês chegando ao fim... O ano chegando ao fim... A vida chegando ao fim... Rotina refere-se a uma sequência regular de atividades ou procedimentos que uma pessoa segue regularmente em seu dia a dia. A rotina é importante para manter a disciplina, a produtividade e a organização da vida pessoal e profissional. Ter uma rotina é algo muito bom! É uma orientação a se seguir, é ter uma direção para andar, é saber o método, o meio, ter uma rotina é algo importante. Enfim, ter uma rotina é muito bom!
  • 52. Envelhecer Uma das vantagens de se viver mais é se tornar sábio. Vejo isso em minha vida! Não compro sapatos que me machuquem os pés, já tive o armário cheio deles. Não compro calça que me aperte demais, já tive várias. Não compro o que está na moda, se não me agradar. Não falo coisas que não sinto, só para agradar os outros. Assim, sigo em frente, envelhecendo e me tornando sábia. Imagine eu com noventa anos, então, vou ser impossível! Todos nós iremos envelhecer, isto é fato. O tempo passa, e com ela o nosso tempo de vida também. Com o tempo as rugas chegam, ficamos mais frágeis, não somos tão capazes quando éramos quando jovem. Começamos a usar dentaduras, pois não temos mais dentes para comer. O tempo é cruel. Vento Hoje, o vento resolveu ser a estrela do dia. Incomodou e empurrou as nuvens para todos os lados. As nuvens protestaram, ora escurecendo, ora correndo ligeiras pelo céu. O sol impassível, ora aparecia, ora se escondia. O vento resolveu brincar, agitou as folhas das árvores, as roupas no varal, as saias das mulheres e as folhas caídas no chão. Os meus cabelos dançaram ao vento! Sol, nuvens e vento! Vento... As palavras também podem ser como o vento... Apenas vêm, E vão.
  • 53. A lei da atração Tudo o que você quiser poder ter! Tudo o que você pensa vira realidade em sua vida! Pense em saúde e terá saúde, pense em dinheiro e terá dinheiro, pense em felicidade e terá felicidade, pense em amor e terá amor! Simples assim! Vigie seus pensamentos. Você tem hoje o que pensou ontem. Não pense em espinhos, concentre-se na flor! Neste âmbito de Lei da Atração, mantenho o meu ceticismo em relação à ideia. Tanto que ela é comumente associada à um princípio pseudocientífico que motiva uma série de práticas para a realização de objetivos pessoais. É bom sempre duvidarmos e questionarmos, pois só assim saberemos da verdade. Tudo passa Os ponteiros no relógio giram, giram... Cada segundo não volta. Sempre em frente. Cada hora não volta. Sempre em frente. A vida só segue. Sempre em frente. Nada volta. Sempre em frente. Tudo passa. Sempre em frente. A vida não volta. As coisas, eventualmente, terão um fim. Temos que aceitar isto. Recusar isto faz com que nós soframos, e faz com que nossas almas fiquem amarguradas. Sofrimento e dor desnecessária é a mais pura forma de tortura. A vida não volta.
  • 54. Azul e azul Céu e mar se tingiram de azul. Azul do céu no mar. Azul do mar no céu. É o céu querendo descer ao mar É o mar querendo subir ao céu. É Deus nos dando a mão. É o mar que se faz céu. Sou azul do céu. Sou azul do mar. Sou céu... sou mar... Mais outro poema sobre o amor que a autora sente pelo mar, mas desta vez com a menção do céu, e da cor azul, pois ambas estão presentes tanto no céu quanto no mar. O poema também faz uma breve referência ao poema Ismália, de Alphonsus de Guimaraens. Meu Ceará Uma filha desta terra para longe partiu, os dias, meses e anos passaram velozmente. O tempo e a vida aos poucos e lentamente, foram apagando os brilhos das lembranças. A saudade escondida ficou, no mais fundo do peito. A vontade de voltar, lá estava, sempre. Um dia quis a vida, que ela voltasse à sua terra de infância em busca de sua história. Tudo continuava lá, a casa construída pelo pai na infância, no tempo perdida. As mesmas paredes, o mesmo quintal, a mesma árvore frondosa, a mesma terra nos pés.
  • 55. A igrejinha erguida, tão perto da casa, tão simples e singela, ao pé da serra estava. Outras gerações da mesma família, agora reformam o que o pai construiu. Tudo estava lá, do jeito que deixara, todas as lembranças e a saudade dos que partiram. Ao entrar em casa, o fogão de lenha na cozinha, a prensa de queijo, tudo igual, tudo ali. A parede queimada e enegrecida pela fumaça do fogão. O caminhar pela sala e quartos... - Aquele era o seu quarto! O telhado foi reformado pois caíra com o peso dos anos. Tudo abandonado e vazio, mas repleto de lembranças. Até a chuva no sertão chegara meses antes, a molhar, deixando tudo verde, para o retorno da filha ilustre. Agora poderia novamente partir, para longe da terra natal, com a saudade amansada no peito. - Mostrara a casa para filhos e netos! Uma vida, uma saudade. - Hora de partir novamente! Este poema é sobre a terra natal da autora, o Ceará. Também fala sobre a infância vivida da autora. O poema fala sobre a casa que ela morou, descreve com detalhes a sua casa, e também a igreja perto da sua casa. É um poema sobre a história da autora, das lembranças que ela possui, e a sua volta à sua terra natal. No final do poema ela se despede de sua história e parte novamente.
  • 56. O jeito do meu pai Meu pai foi um grande presente de Deus para mim. O jeito dele era de uma pessoa mansa, de fala calma, de quem apaga fogo, apazigua guerras, de quem traz paz. Jeito de pessoa generosa, que a todos ajuda, que estende a mão e não pede nada em troca. Jeito de quem é amoroso e demonstrava isso sem medo. Jeito de quem entendia os erros, a fraqueza e perdoava. Jeito de quem era honesto e corretíssimo em tudo, a quem você confiaria, tranquilamente, seus tesouros. Jeito de pessoa educadíssima, que não queria atrapalhar, que pedia por favor, que pedia licença, que pedia desculpas. Jeito de gente de bem, de pessoa religiosa e tranquila. Jeito de pessoa gentil, que pensava primeiro nos outros. Jeito de gente que, com certeza, merecia o céu! Neste poema a autora fala sobre seu pai. Ela descreve seu pai como sendo uma pessoa de fala calma, uma pessoa pacífica, generosa, bondosa, amorosa, compreensível, honesto, tranquilo, educado, gentil. Enfim, a autora descreve muitas qualidades de seu pai. De certo modo consigo ver meu pai nos olhos da autora, pois também é um homem de muito valor, e muita virtude. Uma pessoa que é honesta, trabalhadora, correta, educada. Enfim, meu pai também é um pai ótimo.