SlideShare uma empresa Scribd logo
PRESERVAÇÃO E CONSERVAÇÃO DA
PRESERVAÇÃO E CONSERVAÇÃO DA
NATUREZA E DA BIODIVERSIDADE
NATUREZA E DA BIODIVERSIDADE
Trabalho realizado por:
- Beatriz Gouveia nº 5
- J
- P
- N
CIÊNCIAS NATURAIS
Parque Natural da Serra de São MamedeParque Natural da Serra de São Mamede
Áreas ProtegidasÁreas Protegidas
 Locais onde se pretende conservar a natureza, a paisagem, o patrimónioLocais onde se pretende conservar a natureza, a paisagem, o património
edificado e o modo de vida das populações, estimulando a sua evoluçãoedificado e o modo de vida das populações, estimulando a sua evolução
harmoniosa e equilibrada.harmoniosa e equilibrada.
 Zonas de limites bem definidos que condicionam a intervenção humana aZonas de limites bem definidos que condicionam a intervenção humana a
regulamentos específicosregulamentos específicos
Tipos de áreas protegidas em PortugalTipos de áreas protegidas em Portugal
Parque NacionalParque Nacional
Parque NaturalParque Natural
Reserva NaturalReserva Natural
Paisagem ProtegidaPaisagem Protegida
Monumento NaturalMonumento Natural
Parque NaturalParque Natural
Área que contém paisagens naturais, seminaturais eÁrea que contém paisagens naturais, seminaturais e
humanizadas, de interesse nacional, sendo exemplo dehumanizadas, de interesse nacional, sendo exemplo de
integração harmoniosa da atividade humana e daintegração harmoniosa da atividade humana e da
Natureza e que apresenta amostras de ecossistemasNatureza e que apresenta amostras de ecossistemas
característicos ou região natural.característicos ou região natural.
LocalizaçãoLocalização
O Parque Natural da Serra de São MamedeO Parque Natural da Serra de São Mamede
(PNSSM) inclui o essencial da serra com o(PNSSM) inclui o essencial da serra com o
mesmo nome, o mais importante dos relevosmesmo nome, o mais importante dos relevos
alentejanos, em território pertencente aosalentejanos, em território pertencente aos
concelhos de Arronches, Castelo de Vide,concelhos de Arronches, Castelo de Vide,
Marvão e Portalegre.Marvão e Portalegre.
Fauna
A variedade de biótopos proporciona uma grande riqueza faunística.
Assim, a área do Parque é de grande importância a nível ornitológico,
tanto no território nacional como na Península Ibérica,
fazendo parte da rota migratória de muitas espécies entre
a Europa e a África.
Milhafre-realMilhafre-real Milvus milvusMilvus milvus (® Humberto Ramos)(® Humberto Ramos)
Cegonha-pretaCegonha-preta Ciconia nigraCiconia nigra (® Luís Venâncio)(® Luís Venâncio)
Pelo Atlas das Aves do Parque Natural foram descobertas cerca de 150 espécies, sendo que 40 nidificam no
Parque, das quais podemos destacar, devido ao seu estatuto de conservação, a águia de Bonelli Aquila fasciata
, ave de rapina de grandes dimensões; o grifo Gyps fulvus com nidificação confirmada junto à fronteira; o
abutre-preto Aegypius monachus, que embora não nidifique ocorre na região com alguma frequência por
encontrar os biótopos de alimentação adequados; o rabirruivo-de-testa-branca Phoenicurus phoenicurus; o
chasco-preto Oenanthe leucura, espécies que apresentam uma população reduzida em Portugal; e o
milhafre-real Milvus milvus, também reduzida no país e que continua sujeita
à perseguição humana direta. Presentes ainda, a cegonha-preta Ciconia nigra, bem como muitos outros.
Grifo Gyps fulvus (® Cristina Girão Vieira).
Chasco-preto Oenanthe leucura (® Cristina Girão Vieira).
Águia de Bonelli Aquila fasciata (syn Hieraaetus fasciatus) (®
Humberto Ramos) símbolo do Parque Natural da Serra de São
Mamede.
Quanto aos mamíferos temos a presença de espécies como, a
lontra Lutra lutra, que tem estatuto de ameaça por ser uma
população que se encontra em declínio na Europa. No entanto,
dadas as condições apresentadas pelos ambientes
dulciaquicolas, encontra aqui os requisitos necessários para a
sua sobrevivência. Existem também espécies como o rato de
Cabrera Microtus cabrerae, espécie ameaçada classificada com o
estatuto de "Rara".
Na antiga mina de chumbo da Cova da Moura, bem como em grutas calcárias, encontram-se importantes
colónias de quirópteros (morcegos), sendo aquela considerada uma das mais importantes colónias da Europa.
De assinalar, ainda, a presença de numerosos anfíbios e répteis, sendo esta a zona do país com maior número
de espécies destes grupos animais. Das 17 espécies de anfíbios da fauna portuguesa, 14 podem ser
encontradas na região. No que respeita aos répteis, na zona de S. Mamede encontram-se 20 das 27 espécies
da herpetofauna continental portuguesa.
De entre os anfíbios e répteis destacam- se, o lagarto-de-água, Lacerta shreiberi, o sapo parteiro ibérico,
Alytes cisternasii e o tritão de ventre laranja, Triturus boscai por serem endemísmos ibéricos. O Parque
constitui ainda um território relevante para duas espécies de cágados (cágado de carapaça estriada, Emys
orbicularis e cágado mediterrânico, Mauremys leprosa ) que se encontram ameaçados em toda a sua área
de distribuição, devido à destruição do seu habitat e às capturas para fins comerciais.
Cágado-de-carapaça-estriada Emys orbicularis (® Carlos 
Carrapato).
Lagarto-de-água Lacerta shreiberi (® Paulo Barros) 
Flora
Devido à sua localização geografica (centro e interior do pais) e à presença da serra, que irrompe
subitamente destacando-se da planície alentejana, o Parque Natural da Serra de S. Mamede apresenta
um conjunto de características geológicas, e por consequência edáficas e climáticas, que lhe conferem um
caráter peculiar e que se refletem na flora, coberto vegetal e na fauna. Assim, os fatores naturais, bem
como a ancestral e contínua presença humana que tem vindo a exercer significativas modificações,
contribuíram, em sinergia, para uma notável diversidade das espécies e comunidades naturais e
seminaturais.
No Parque existe uma divercidade florística considerável, com cerca de 800 espécies que aqui
encontraram condições ideais para o seu desenvolvimento e crescimento, apresentando características de
origem centro-europeia e mediterrânica e características de origem atlântica.
As áreas com coberto arbóreo de sobreiro Quercus suber são predominantes, estando ainda bem representado o
coberto de carvalho-negral Quercus pyrenaica. A azinheira Quercus rotundifolia, que ocupava uma vasta área nas orlas
da serra. Podem ainda identificar-se outros habitats, como os matos arborescentes, matos de leguminosas áfilas,
brejos e estevais, vegetação ripícola, meios húmidos e herbáceas anuais e vivazes, vegetação rupícola nos frequentes
afloramentos rochosos (graníticos, quartzíticos), manchas seminaturais e explorações abandonadas e diversas zonas
antropogénicas, tais como olivais, castinçais e soutos, pastagens, pinhais e eucaliptais. De salientar, também, a
presença de habitats de caráter reliquial e residual, nomeadamente pequenas turfeiras meridionais, que ocupam
espaços em plataformas húmidas, fundos devales e orlas de cursos de água em gargantas.
No referente às zonas cultivadas, enquanto nas encostas a sul predominam as culturas de caráter mediterrâneo, como
o olival, vinha e figueiral, nas encostas expostas a norte e em zonas de altitude cultiva-se a cerejeira, o
castanheiro Castanea sativ), sendo frequentes os castinçais entre os 500 e 700 m, a aveleira Corylus avellana e a
nogueira Juglans regia.
Ouriços de castanheiro Castanea sativa  (® Cristina 
Girão Vieira)  
Aveleira Corylus avellana fêmea com avelãs (® Cristina Girão Vieira)  
As zonas artificializadas compreendem uma enorme área de pinhal de Pinus pinaster, que ocupa a
maior parte do maciço centro da serra, e eucaliptal, bastante fragmentado.
Ocupando pequenos espaços em plataformas húmidas, fundos de vales e orlas de cursos de água
em gargantas, há ainda pequenas turfeiras meridionais com Sphagnum auricolata e espécies
associadas.
Destacam-se algumas espécies silvestres raras, como o Lamium bifidum e o Trisetum
scabrisculum, e algumas curiosas, como a erva-pinheira-orvalhada Drosophyllum lusitanicum.
Nalguns vales existe uma boa integração entre as culturas agrícolas e os espaços naturais,
adquirindo a paisagem um caráter harmonioso e com valor paisagístico.
Tradições:
•Turismo -No Parque Natural da Serra de S. Mamede a natureza exprime-se de uma
forma especialmente exuberante. Muito rica sob o ponto de vista geológico,chamam
de imediato a atenção do viajante os imponentes quartzitos da serra, que marcam a
paisagem com bizarras esculturas. Na zona norte, os castanheiros e carvalhos
partilham o território com sobreiros e azinheiras, enquanto as vinhas, aliadas às
oliveiras, crescem nas encostas mais ou menos suaves que marginam as ribeiras.
Para sul, afirma-se a grande propriedade.
É o Alentejo dos "montes”, das explorações pecuárias em natural simbiose com o
montado e das pequenas aldeias de casario térreo caiado, envolvidas por hortas e
pomares.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Parque nacional peneda da geres
Parque nacional peneda da geresParque nacional peneda da geres
Parque nacional peneda da geres
Liliana Moreira
 
Areas protegidas
Areas protegidasAreas protegidas
Areas protegidas
JoseOliveiraPT
 
As serras de portugal
As serras de portugalAs serras de portugal
As serras de portugal
Maria Ferreira
 
Paisagens protegidas Gerês 8º ano
Paisagens protegidas Gerês 8º anoPaisagens protegidas Gerês 8º ano
Paisagens protegidas Gerês 8º ano
Carolina
 
Rio sado
Rio sadoRio sado
Rio sado
Lurdes Féria
 
Habitats Serra de Estrela
Habitats Serra de EstrelaHabitats Serra de Estrela
Habitats Serra de Estrela
Yuliya Dulyanska
 
Parques naturais
Parques naturaisParques naturais
Parques naturais
BeatrizMarques25
 
As Serras
As SerrasAs Serras
As Serras
paula66
 
O rio Sado
O rio Sado O rio Sado
O rio Sado
Cantasul
 
Trbalho de ciencias pn
Trbalho de ciencias pnTrbalho de ciencias pn
Trbalho de ciencias pn
Ana Agostinho
 
Áreas Protegidas de Portugal
Áreas Protegidas de PortugalÁreas Protegidas de Portugal
Áreas Protegidas de Portugal
Tatiana Losinska
 
Intervenção do homem nos subsistemas terrestres
Intervenção do homem nos subsistemas terrestresIntervenção do homem nos subsistemas terrestres
Intervenção do homem nos subsistemas terrestres
Mariana Cordeiro
 
áReas protegidas
áReas protegidasáReas protegidas
áReas protegidas
Pelo Siro
 
REDE E BACIAS
REDE E BACIASREDE E BACIAS
REDE E BACIAS
Fátima Cunha Lopes
 
Parque Natural da Arrábida
Parque Natural da ArrábidaParque Natural da Arrábida
Parque Natural da Arrábida
Pedro Peixoto
 
Principais rios de portugal continental
Principais rios de portugal continentalPrincipais rios de portugal continental
Principais rios de portugal continental
mariamelya
 
Áreas Protegidas em Portugal
Áreas Protegidas em PortugalÁreas Protegidas em Portugal
Áreas Protegidas em Portugal
LeitorX
 
O Clima de Portugal e Arquipélago dos Açores
O Clima de Portugal e Arquipélago dos AçoresO Clima de Portugal e Arquipélago dos Açores
O Clima de Portugal e Arquipélago dos Açores
Joana Marques
 
O parque nacional da peneda trabalho
O parque nacional da peneda trabalhoO parque nacional da peneda trabalho
O parque nacional da peneda trabalho
davidjpereira
 
As principais serras de portugal
As principais serras de portugalAs principais serras de portugal
As principais serras de portugal
Ministério da Educação
 

Mais procurados (20)

Parque nacional peneda da geres
Parque nacional peneda da geresParque nacional peneda da geres
Parque nacional peneda da geres
 
Areas protegidas
Areas protegidasAreas protegidas
Areas protegidas
 
As serras de portugal
As serras de portugalAs serras de portugal
As serras de portugal
 
Paisagens protegidas Gerês 8º ano
Paisagens protegidas Gerês 8º anoPaisagens protegidas Gerês 8º ano
Paisagens protegidas Gerês 8º ano
 
Rio sado
Rio sadoRio sado
Rio sado
 
Habitats Serra de Estrela
Habitats Serra de EstrelaHabitats Serra de Estrela
Habitats Serra de Estrela
 
Parques naturais
Parques naturaisParques naturais
Parques naturais
 
As Serras
As SerrasAs Serras
As Serras
 
O rio Sado
O rio Sado O rio Sado
O rio Sado
 
Trbalho de ciencias pn
Trbalho de ciencias pnTrbalho de ciencias pn
Trbalho de ciencias pn
 
Áreas Protegidas de Portugal
Áreas Protegidas de PortugalÁreas Protegidas de Portugal
Áreas Protegidas de Portugal
 
Intervenção do homem nos subsistemas terrestres
Intervenção do homem nos subsistemas terrestresIntervenção do homem nos subsistemas terrestres
Intervenção do homem nos subsistemas terrestres
 
áReas protegidas
áReas protegidasáReas protegidas
áReas protegidas
 
REDE E BACIAS
REDE E BACIASREDE E BACIAS
REDE E BACIAS
 
Parque Natural da Arrábida
Parque Natural da ArrábidaParque Natural da Arrábida
Parque Natural da Arrábida
 
Principais rios de portugal continental
Principais rios de portugal continentalPrincipais rios de portugal continental
Principais rios de portugal continental
 
Áreas Protegidas em Portugal
Áreas Protegidas em PortugalÁreas Protegidas em Portugal
Áreas Protegidas em Portugal
 
O Clima de Portugal e Arquipélago dos Açores
O Clima de Portugal e Arquipélago dos AçoresO Clima de Portugal e Arquipélago dos Açores
O Clima de Portugal e Arquipélago dos Açores
 
O parque nacional da peneda trabalho
O parque nacional da peneda trabalhoO parque nacional da peneda trabalho
O parque nacional da peneda trabalho
 
As principais serras de portugal
As principais serras de portugalAs principais serras de portugal
As principais serras de portugal
 

Semelhante a Parque natural da serra de São Mamede

parque natural do vale do guadiana
parque natural do vale do guadianaparque natural do vale do guadiana
parque natural do vale do guadiana
AnaGomes40
 
Áreas Protegidas
Áreas ProtegidasÁreas Protegidas
Áreas Protegidas
aveca
 
Protecção e conservação da natureza e da biodiversidade
Protecção e conservação da natureza e da biodiversidadeProtecção e conservação da natureza e da biodiversidade
Protecção e conservação da natureza e da biodiversidade
Robert Szabo
 
Rom
RomRom
Parque natural da arrábida
Parque natural da arrábidaParque natural da arrábida
Parque natural da arrábida
davidjpereira
 
Criando Raízes
Criando RaízesCriando Raízes
Criando Raízes
Turma8B
 
Sintra cascais
Sintra cascaisSintra cascais
Sintra cascais
Liliana Guerreiro
 
Trabalho de ciencias
Trabalho de cienciasTrabalho de ciencias
Trabalho de ciencias
Liliana Guerreiro
 
Parque Natural do Alvão
Parque Natural do AlvãoParque Natural do Alvão
Parque Natural do Alvão
Pedro Peixoto
 
975
975975
Reasprotegidas 120214074257-phpapp01
Reasprotegidas 120214074257-phpapp01Reasprotegidas 120214074257-phpapp01
Reasprotegidas 120214074257-phpapp01
Pelo Siro
 
Pr11 snt monge
Pr11 snt mongePr11 snt monge
Pr11 snt monge
silvartes
 
I C N B J R A Biodiversidade1
I C N B  J R A  Biodiversidade1I C N B  J R A  Biodiversidade1
I C N B J R A Biodiversidade1
SGC
 
Parque Natural do Vale do Guadiana
Parque Natural do Vale do GuadianaParque Natural do Vale do Guadiana
Parque Natural do Vale do Guadiana
Pedro Peixoto
 
Áreas Protegidas
Áreas ProtegidasÁreas Protegidas
Áreas Protegidas
aveca
 
Caracteristicas fisicas novo_trabalho
Caracteristicas fisicas novo_trabalhoCaracteristicas fisicas novo_trabalho
Caracteristicas fisicas novo_trabalho
Martinha Andraz
 
Ecossistemas Brasileiros
Ecossistemas BrasileirosEcossistemas Brasileiros
Ecossistemas Brasileiros
pradomarcio
 
Mata dos medos
Mata dos medosMata dos medos
Mata dos medos
Helena Serôdio
 
araucarias.pptx
araucarias.pptxaraucarias.pptx
araucarias.pptx
LiSantos9
 
Chapada dos guimaraes_mt
Chapada dos guimaraes_mtChapada dos guimaraes_mt
Chapada dos guimaraes_mt
bilibiowebsite
 

Semelhante a Parque natural da serra de São Mamede (20)

parque natural do vale do guadiana
parque natural do vale do guadianaparque natural do vale do guadiana
parque natural do vale do guadiana
 
Áreas Protegidas
Áreas ProtegidasÁreas Protegidas
Áreas Protegidas
 
Protecção e conservação da natureza e da biodiversidade
Protecção e conservação da natureza e da biodiversidadeProtecção e conservação da natureza e da biodiversidade
Protecção e conservação da natureza e da biodiversidade
 
Rom
RomRom
Rom
 
Parque natural da arrábida
Parque natural da arrábidaParque natural da arrábida
Parque natural da arrábida
 
Criando Raízes
Criando RaízesCriando Raízes
Criando Raízes
 
Sintra cascais
Sintra cascaisSintra cascais
Sintra cascais
 
Trabalho de ciencias
Trabalho de cienciasTrabalho de ciencias
Trabalho de ciencias
 
Parque Natural do Alvão
Parque Natural do AlvãoParque Natural do Alvão
Parque Natural do Alvão
 
975
975975
975
 
Reasprotegidas 120214074257-phpapp01
Reasprotegidas 120214074257-phpapp01Reasprotegidas 120214074257-phpapp01
Reasprotegidas 120214074257-phpapp01
 
Pr11 snt monge
Pr11 snt mongePr11 snt monge
Pr11 snt monge
 
I C N B J R A Biodiversidade1
I C N B  J R A  Biodiversidade1I C N B  J R A  Biodiversidade1
I C N B J R A Biodiversidade1
 
Parque Natural do Vale do Guadiana
Parque Natural do Vale do GuadianaParque Natural do Vale do Guadiana
Parque Natural do Vale do Guadiana
 
Áreas Protegidas
Áreas ProtegidasÁreas Protegidas
Áreas Protegidas
 
Caracteristicas fisicas novo_trabalho
Caracteristicas fisicas novo_trabalhoCaracteristicas fisicas novo_trabalho
Caracteristicas fisicas novo_trabalho
 
Ecossistemas Brasileiros
Ecossistemas BrasileirosEcossistemas Brasileiros
Ecossistemas Brasileiros
 
Mata dos medos
Mata dos medosMata dos medos
Mata dos medos
 
araucarias.pptx
araucarias.pptxaraucarias.pptx
araucarias.pptx
 
Chapada dos guimaraes_mt
Chapada dos guimaraes_mtChapada dos guimaraes_mt
Chapada dos guimaraes_mt
 

Parque natural da serra de São Mamede

  • 1. PRESERVAÇÃO E CONSERVAÇÃO DA PRESERVAÇÃO E CONSERVAÇÃO DA NATUREZA E DA BIODIVERSIDADE NATUREZA E DA BIODIVERSIDADE Trabalho realizado por: - Beatriz Gouveia nº 5 - J - P - N CIÊNCIAS NATURAIS
  • 2. Parque Natural da Serra de São MamedeParque Natural da Serra de São Mamede
  • 3. Áreas ProtegidasÁreas Protegidas  Locais onde se pretende conservar a natureza, a paisagem, o patrimónioLocais onde se pretende conservar a natureza, a paisagem, o património edificado e o modo de vida das populações, estimulando a sua evoluçãoedificado e o modo de vida das populações, estimulando a sua evolução harmoniosa e equilibrada.harmoniosa e equilibrada.  Zonas de limites bem definidos que condicionam a intervenção humana aZonas de limites bem definidos que condicionam a intervenção humana a regulamentos específicosregulamentos específicos Tipos de áreas protegidas em PortugalTipos de áreas protegidas em Portugal Parque NacionalParque Nacional Parque NaturalParque Natural Reserva NaturalReserva Natural Paisagem ProtegidaPaisagem Protegida Monumento NaturalMonumento Natural
  • 4. Parque NaturalParque Natural Área que contém paisagens naturais, seminaturais eÁrea que contém paisagens naturais, seminaturais e humanizadas, de interesse nacional, sendo exemplo dehumanizadas, de interesse nacional, sendo exemplo de integração harmoniosa da atividade humana e daintegração harmoniosa da atividade humana e da Natureza e que apresenta amostras de ecossistemasNatureza e que apresenta amostras de ecossistemas característicos ou região natural.característicos ou região natural.
  • 5. LocalizaçãoLocalização O Parque Natural da Serra de São MamedeO Parque Natural da Serra de São Mamede (PNSSM) inclui o essencial da serra com o(PNSSM) inclui o essencial da serra com o mesmo nome, o mais importante dos relevosmesmo nome, o mais importante dos relevos alentejanos, em território pertencente aosalentejanos, em território pertencente aos concelhos de Arronches, Castelo de Vide,concelhos de Arronches, Castelo de Vide, Marvão e Portalegre.Marvão e Portalegre.
  • 6. Fauna A variedade de biótopos proporciona uma grande riqueza faunística. Assim, a área do Parque é de grande importância a nível ornitológico, tanto no território nacional como na Península Ibérica, fazendo parte da rota migratória de muitas espécies entre a Europa e a África. Milhafre-realMilhafre-real Milvus milvusMilvus milvus (® Humberto Ramos)(® Humberto Ramos) Cegonha-pretaCegonha-preta Ciconia nigraCiconia nigra (® Luís Venâncio)(® Luís Venâncio)
  • 7. Pelo Atlas das Aves do Parque Natural foram descobertas cerca de 150 espécies, sendo que 40 nidificam no Parque, das quais podemos destacar, devido ao seu estatuto de conservação, a águia de Bonelli Aquila fasciata , ave de rapina de grandes dimensões; o grifo Gyps fulvus com nidificação confirmada junto à fronteira; o abutre-preto Aegypius monachus, que embora não nidifique ocorre na região com alguma frequência por encontrar os biótopos de alimentação adequados; o rabirruivo-de-testa-branca Phoenicurus phoenicurus; o chasco-preto Oenanthe leucura, espécies que apresentam uma população reduzida em Portugal; e o milhafre-real Milvus milvus, também reduzida no país e que continua sujeita à perseguição humana direta. Presentes ainda, a cegonha-preta Ciconia nigra, bem como muitos outros. Grifo Gyps fulvus (® Cristina Girão Vieira). Chasco-preto Oenanthe leucura (® Cristina Girão Vieira). Águia de Bonelli Aquila fasciata (syn Hieraaetus fasciatus) (® Humberto Ramos) símbolo do Parque Natural da Serra de São Mamede.
  • 8. Quanto aos mamíferos temos a presença de espécies como, a lontra Lutra lutra, que tem estatuto de ameaça por ser uma população que se encontra em declínio na Europa. No entanto, dadas as condições apresentadas pelos ambientes dulciaquicolas, encontra aqui os requisitos necessários para a sua sobrevivência. Existem também espécies como o rato de Cabrera Microtus cabrerae, espécie ameaçada classificada com o estatuto de "Rara".
  • 9. Na antiga mina de chumbo da Cova da Moura, bem como em grutas calcárias, encontram-se importantes colónias de quirópteros (morcegos), sendo aquela considerada uma das mais importantes colónias da Europa. De assinalar, ainda, a presença de numerosos anfíbios e répteis, sendo esta a zona do país com maior número de espécies destes grupos animais. Das 17 espécies de anfíbios da fauna portuguesa, 14 podem ser encontradas na região. No que respeita aos répteis, na zona de S. Mamede encontram-se 20 das 27 espécies da herpetofauna continental portuguesa. De entre os anfíbios e répteis destacam- se, o lagarto-de-água, Lacerta shreiberi, o sapo parteiro ibérico, Alytes cisternasii e o tritão de ventre laranja, Triturus boscai por serem endemísmos ibéricos. O Parque constitui ainda um território relevante para duas espécies de cágados (cágado de carapaça estriada, Emys orbicularis e cágado mediterrânico, Mauremys leprosa ) que se encontram ameaçados em toda a sua área de distribuição, devido à destruição do seu habitat e às capturas para fins comerciais. Cágado-de-carapaça-estriada Emys orbicularis (® Carlos  Carrapato). Lagarto-de-água Lacerta shreiberi (® Paulo Barros) 
  • 10. Flora Devido à sua localização geografica (centro e interior do pais) e à presença da serra, que irrompe subitamente destacando-se da planície alentejana, o Parque Natural da Serra de S. Mamede apresenta um conjunto de características geológicas, e por consequência edáficas e climáticas, que lhe conferem um caráter peculiar e que se refletem na flora, coberto vegetal e na fauna. Assim, os fatores naturais, bem como a ancestral e contínua presença humana que tem vindo a exercer significativas modificações, contribuíram, em sinergia, para uma notável diversidade das espécies e comunidades naturais e seminaturais. No Parque existe uma divercidade florística considerável, com cerca de 800 espécies que aqui encontraram condições ideais para o seu desenvolvimento e crescimento, apresentando características de origem centro-europeia e mediterrânica e características de origem atlântica.
  • 11. As áreas com coberto arbóreo de sobreiro Quercus suber são predominantes, estando ainda bem representado o coberto de carvalho-negral Quercus pyrenaica. A azinheira Quercus rotundifolia, que ocupava uma vasta área nas orlas da serra. Podem ainda identificar-se outros habitats, como os matos arborescentes, matos de leguminosas áfilas, brejos e estevais, vegetação ripícola, meios húmidos e herbáceas anuais e vivazes, vegetação rupícola nos frequentes afloramentos rochosos (graníticos, quartzíticos), manchas seminaturais e explorações abandonadas e diversas zonas antropogénicas, tais como olivais, castinçais e soutos, pastagens, pinhais e eucaliptais. De salientar, também, a presença de habitats de caráter reliquial e residual, nomeadamente pequenas turfeiras meridionais, que ocupam espaços em plataformas húmidas, fundos devales e orlas de cursos de água em gargantas. No referente às zonas cultivadas, enquanto nas encostas a sul predominam as culturas de caráter mediterrâneo, como o olival, vinha e figueiral, nas encostas expostas a norte e em zonas de altitude cultiva-se a cerejeira, o castanheiro Castanea sativ), sendo frequentes os castinçais entre os 500 e 700 m, a aveleira Corylus avellana e a nogueira Juglans regia. Ouriços de castanheiro Castanea sativa  (® Cristina  Girão Vieira)   Aveleira Corylus avellana fêmea com avelãs (® Cristina Girão Vieira)  
  • 12. As zonas artificializadas compreendem uma enorme área de pinhal de Pinus pinaster, que ocupa a maior parte do maciço centro da serra, e eucaliptal, bastante fragmentado. Ocupando pequenos espaços em plataformas húmidas, fundos de vales e orlas de cursos de água em gargantas, há ainda pequenas turfeiras meridionais com Sphagnum auricolata e espécies associadas. Destacam-se algumas espécies silvestres raras, como o Lamium bifidum e o Trisetum scabrisculum, e algumas curiosas, como a erva-pinheira-orvalhada Drosophyllum lusitanicum. Nalguns vales existe uma boa integração entre as culturas agrícolas e os espaços naturais, adquirindo a paisagem um caráter harmonioso e com valor paisagístico.
  • 13. Tradições: •Turismo -No Parque Natural da Serra de S. Mamede a natureza exprime-se de uma forma especialmente exuberante. Muito rica sob o ponto de vista geológico,chamam de imediato a atenção do viajante os imponentes quartzitos da serra, que marcam a paisagem com bizarras esculturas. Na zona norte, os castanheiros e carvalhos partilham o território com sobreiros e azinheiras, enquanto as vinhas, aliadas às oliveiras, crescem nas encostas mais ou menos suaves que marginam as ribeiras. Para sul, afirma-se a grande propriedade. É o Alentejo dos "montes”, das explorações pecuárias em natural simbiose com o montado e das pequenas aldeias de casario térreo caiado, envolvidas por hortas e pomares.