SlideShare uma empresa Scribd logo
NATAL EM JERUSALÉMJulieta Marques2010
Belém e Jerusalém são geradores de uma energia divina que ilumina o cosmos, o mundo, e todos os seres humanos.
O nascimento de Jesus foi o acontecimento mais significativo da História. Com Sua vinda a este mundo, confirmou-se a esperança, a promessa de luz sobre as trevas, e a certeza de que Deus não se esquecera da humanidade.
Jesus, como legítimo menino judeu, foi submetido a todos os rituais exigidos pela Lei de Moisés.
Mateus 2:1., Lucas 2:1. Depois do nascimento de Jesus em BelémMaria foi considerada ritualmente impura por 40 dias segundo a lei para parturientes em Levítico 12.1-8 e Lv 15.5-8.
Estando Maria ritualmente impura, teve também Ela, de purificar-se através de um banho de imersão, tal era a prescrição da Lei.
Lucas 2.22-24:- No 41º dia após o nascimento, Maria, José e o Menino vieram ao Templo em Jerusalém para apresentar os sacrifícios exigidos em Levítico 12
Todo o primogénito será consagrado ao Senhor; e para oferecer um sacrifício, segundo o que está escrito na referida Lei: Um par de rolas ou dois pombinhos” - Levítico 12.8.
Maria depositou o valor correspondente ao seu sacrifício de aves nos gazofilácios número III e IV, que tinham a inscrição: “Ofertas de Aves” e “Pombas Para o Holocausto”.Gasofilácio de luxoGasofilácio pobre
Foi um dia extremamente especial. Cumpria-se pela primeira vez a profecia do último profeta do Antigo Testamento, que havia dito que o Messias viria “de repente” ao seu Templo. Malaquias 3.1.
Lucas 2.36-38:-“Havia uma profetisa, chamada Ana, viúva de oitenta e quatro anos. Esta não deixava o templo, mas adorava noite e dia em jejuns e orações, dava graças a Deus, e falava a respeito do menino de que esperavam a redenção de Jerusalém”
Concluímos  que a viúva Ana,  vivenciou pessoalmente a maior parte da história emocionante e turbulenta do povo de Israel no primeiro século antes de Cristo, período marcado por forte expectativa pela vinda do Messias.
Lucas 2.25-27“Havia em Jerusalém um homem chamado Simeão;  justo e piedoso que esperava a consolação de Israel; e o Espírito Santo estava sobre ele. Revelara-lhe o Espírito Santo que não passaria pela morte antes de ver o Cristo do Senhor. Movido pelo Espírito, foi ao templo”
Lucas 2.27-33:- Simeão  tomou –O nos braços e louvou a Deus, dizendo: Agora, Senhor, podes despedir em paz o teu servo, segundo a tua palavra; a qual preparaste diante de todos os povos: luz para revelação aos gentios, e para glória do teu povo Israel. E estavam o pai e a mãe do menino admirados do que dele se dizia”
Lucas 2.34-35“Simeãoabençoou-os e disse a Maria, mãe do menino: -Eis que este menino será destinado tanto para ruína como para levantamento de muitos em Israel e para ser alvo de contradição também uma espada trespassará a tua própria alma, para que se manifestem os pensamentos de muitos corações”
A identificação de Jesus com Seu próprio povo, sua submissão aos rituais e ordenanças da Lei, tudo isso nos comove e enche nosso coração de gratidão. Ele se identifica connosco, sabe quem somos, conhece nossas dores e nossos anseios.
Neste tempo de Natal, só nos resta agradecer .LHE de todo o coração, por se ter  feito homem por nós e nos ter deixado SUA mensagem de Amor e Paz
FELIZ NATAL PARA TODOS OS HOMENS, DEMO-NOS AS MÃOS, E CANTEMOS HOSSANAS

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Roteiro homilético da ascensão do senhor ano c
Roteiro homilético da ascensão do senhor    ano cRoteiro homilético da ascensão do senhor    ano c
Roteiro homilético da ascensão do senhor ano c
José Luiz Silva Pinto
 
O nascimento de jesus ibe 512 irmão jin
O nascimento de jesus ibe 512 irmão jinO nascimento de jesus ibe 512 irmão jin
O nascimento de jesus ibe 512 irmão jin
Jeronimo Nunes
 
Cateq pt 11
Cateq pt 11Cateq pt 11
Cateq pt 11
Cursos Católicos
 
T200 Pentecostes o início da Igreja Cristã_06.06.13
T200 Pentecostes o início da Igreja Cristã_06.06.13T200 Pentecostes o início da Igreja Cristã_06.06.13
T200 Pentecostes o início da Igreja Cristã_06.06.13
GersonPrates
 
Pentecostes
PentecostesPentecostes
20º Encontro Santíssima Trindade
20º Encontro   Santíssima Trindade20º Encontro   Santíssima Trindade
20º Encontro Santíssima Trindade
Catequese Anjos dos Céus
 
P1207 ide e_anunciai
P1207 ide e_anunciaiP1207 ide e_anunciai
P1207 ide e_anunciai
José Luiz Silva Pinto
 
2.º domingo do advento ano c
2.º domingo do advento ano c2.º domingo do advento ano c
2.º domingo do advento ano c
José Luiz Silva Pinto
 
Roteiro homilêtico do 34.º domingo tempo comum – solenidade nosso senhor jesu...
Roteiro homilêtico do 34.º domingo tempo comum – solenidade nosso senhor jesu...Roteiro homilêtico do 34.º domingo tempo comum – solenidade nosso senhor jesu...
Roteiro homilêtico do 34.º domingo tempo comum – solenidade nosso senhor jesu...
José Luiz Silva Pinto
 
Sagrado corazao 1 - na biblia. (portugues)
Sagrado corazao  1 - na biblia. (portugues)Sagrado corazao  1 - na biblia. (portugues)
Sagrado corazao 1 - na biblia. (portugues)
Martin M Flynn
 
Xxxiv domingo do tempo comum ano b rei do universo
Xxxiv domingo do tempo comum   ano b  rei do universoXxxiv domingo do tempo comum   ano b  rei do universo
Xxxiv domingo do tempo comum ano b rei do universo
José Luiz Silva Pinto
 
14ºEncontro - Jesus chama os Apostolos
14ºEncontro - Jesus chama os Apostolos14ºEncontro - Jesus chama os Apostolos
14ºEncontro - Jesus chama os Apostolos
Catequese Anjos dos Céus
 
Cateq pt 27
Cateq pt 27Cateq pt 27
Cateq pt 27
Cursos Católicos
 
P1308 pentecostes
P1308 pentecostesP1308 pentecostes
P1308 pentecostes
José Luiz Silva Pinto
 
A TENTAÇÃO DE JESUS
A TENTAÇÃO DE JESUSA TENTAÇÃO DE JESUS
A TENTAÇÃO DE JESUS
Pr. Gerson Eller
 
2016 3 TRI LBA LIÇÃO 2 - Deus, o primeiro evangelista
2016 3 TRI LBA LIÇÃO 2 - Deus, o primeiro evangelista2016 3 TRI LBA LIÇÃO 2 - Deus, o primeiro evangelista
2016 3 TRI LBA LIÇÃO 2 - Deus, o primeiro evangelista
Natalino das Neves Neves
 
Cateq pt 15
Cateq pt 15Cateq pt 15
Cateq pt 15
Cursos Católicos
 
Miquéias
MiquéiasMiquéias
Miquéias
Eloi Lago
 
P1310 corpus christi
P1310 corpus christiP1310 corpus christi
P1310 corpus christi
Paroquia Arronches
 
P1307 a missao
P1307 a missaoP1307 a missao
P1307 a missao
Paroquia Arronches
 

Mais procurados (20)

Roteiro homilético da ascensão do senhor ano c
Roteiro homilético da ascensão do senhor    ano cRoteiro homilético da ascensão do senhor    ano c
Roteiro homilético da ascensão do senhor ano c
 
O nascimento de jesus ibe 512 irmão jin
O nascimento de jesus ibe 512 irmão jinO nascimento de jesus ibe 512 irmão jin
O nascimento de jesus ibe 512 irmão jin
 
Cateq pt 11
Cateq pt 11Cateq pt 11
Cateq pt 11
 
T200 Pentecostes o início da Igreja Cristã_06.06.13
T200 Pentecostes o início da Igreja Cristã_06.06.13T200 Pentecostes o início da Igreja Cristã_06.06.13
T200 Pentecostes o início da Igreja Cristã_06.06.13
 
Pentecostes
PentecostesPentecostes
Pentecostes
 
20º Encontro Santíssima Trindade
20º Encontro   Santíssima Trindade20º Encontro   Santíssima Trindade
20º Encontro Santíssima Trindade
 
P1207 ide e_anunciai
P1207 ide e_anunciaiP1207 ide e_anunciai
P1207 ide e_anunciai
 
2.º domingo do advento ano c
2.º domingo do advento ano c2.º domingo do advento ano c
2.º domingo do advento ano c
 
Roteiro homilêtico do 34.º domingo tempo comum – solenidade nosso senhor jesu...
Roteiro homilêtico do 34.º domingo tempo comum – solenidade nosso senhor jesu...Roteiro homilêtico do 34.º domingo tempo comum – solenidade nosso senhor jesu...
Roteiro homilêtico do 34.º domingo tempo comum – solenidade nosso senhor jesu...
 
Sagrado corazao 1 - na biblia. (portugues)
Sagrado corazao  1 - na biblia. (portugues)Sagrado corazao  1 - na biblia. (portugues)
Sagrado corazao 1 - na biblia. (portugues)
 
Xxxiv domingo do tempo comum ano b rei do universo
Xxxiv domingo do tempo comum   ano b  rei do universoXxxiv domingo do tempo comum   ano b  rei do universo
Xxxiv domingo do tempo comum ano b rei do universo
 
14ºEncontro - Jesus chama os Apostolos
14ºEncontro - Jesus chama os Apostolos14ºEncontro - Jesus chama os Apostolos
14ºEncontro - Jesus chama os Apostolos
 
Cateq pt 27
Cateq pt 27Cateq pt 27
Cateq pt 27
 
P1308 pentecostes
P1308 pentecostesP1308 pentecostes
P1308 pentecostes
 
A TENTAÇÃO DE JESUS
A TENTAÇÃO DE JESUSA TENTAÇÃO DE JESUS
A TENTAÇÃO DE JESUS
 
2016 3 TRI LBA LIÇÃO 2 - Deus, o primeiro evangelista
2016 3 TRI LBA LIÇÃO 2 - Deus, o primeiro evangelista2016 3 TRI LBA LIÇÃO 2 - Deus, o primeiro evangelista
2016 3 TRI LBA LIÇÃO 2 - Deus, o primeiro evangelista
 
Cateq pt 15
Cateq pt 15Cateq pt 15
Cateq pt 15
 
Miquéias
MiquéiasMiquéias
Miquéias
 
P1310 corpus christi
P1310 corpus christiP1310 corpus christi
P1310 corpus christi
 
P1307 a missao
P1307 a missaoP1307 a missao
P1307 a missao
 

Destaque

Chico
ChicoChico
Chico
fotógrafa
 
Chico Xavier - O Cão Menino
Chico Xavier - O Cão MeninoChico Xavier - O Cão Menino
Chico Xavier - O Cão Menino
Donatello Tetello
 
Biografia Chico Xavier
Biografia Chico XavierBiografia Chico Xavier
Biografia Chico Xavier
espiritaonline
 
Chico Xavier
Chico XavierChico Xavier
Apresentação chico xavier homenagem 2010 (1)
Apresentação chico xavier homenagem 2010 (1)Apresentação chico xavier homenagem 2010 (1)
Apresentação chico xavier homenagem 2010 (1)
Associação Espirita Lagos
 
A Prece
A PreceA Prece
A Prece
guest713ad8
 

Destaque (6)

Chico
ChicoChico
Chico
 
Chico Xavier - O Cão Menino
Chico Xavier - O Cão MeninoChico Xavier - O Cão Menino
Chico Xavier - O Cão Menino
 
Biografia Chico Xavier
Biografia Chico XavierBiografia Chico Xavier
Biografia Chico Xavier
 
Chico Xavier
Chico XavierChico Xavier
Chico Xavier
 
Apresentação chico xavier homenagem 2010 (1)
Apresentação chico xavier homenagem 2010 (1)Apresentação chico xavier homenagem 2010 (1)
Apresentação chico xavier homenagem 2010 (1)
 
A Prece
A PreceA Prece
A Prece
 

Semelhante a Natal em jerusalém 2010

LUCAS 2
LUCAS 2LUCAS 2
Advent e natal 1 na biblia (portugues)
Advent e natal   1 na biblia (portugues)Advent e natal   1 na biblia (portugues)
Advent e natal 1 na biblia (portugues)
Martin M Flynn
 
A primeira vinda de Jesus_Lição_original com textos_122015
A primeira vinda de Jesus_Lição_original com textos_122015A primeira vinda de Jesus_Lição_original com textos_122015
A primeira vinda de Jesus_Lição_original com textos_122015
Gerson G. Ramos
 
O nascimento de jesus 2
O nascimento de jesus  2O nascimento de jesus  2
O nascimento de jesus 2
Elson Juvenal Pinto Loureiro
 
Lição 01 | A primeira vinda de Jesus | O evangelho de Lucas | Escola Sabatina...
Lição 01 | A primeira vinda de Jesus | O evangelho de Lucas | Escola Sabatina...Lição 01 | A primeira vinda de Jesus | O evangelho de Lucas | Escola Sabatina...
Lição 01 | A primeira vinda de Jesus | O evangelho de Lucas | Escola Sabatina...
jespadill
 
Lição 11 - Melquisedeque Abençoa Abraão
Lição 11 - Melquisedeque Abençoa AbraãoLição 11 - Melquisedeque Abençoa Abraão
Lição 11 - Melquisedeque Abençoa Abraão
Andrew Guimarães
 
EMANUEL_DEUS_CONOSCO_HABITOU_ENTRE_NOS_PARA_NOS_TRAZER_SALVACAO
EMANUEL_DEUS_CONOSCO_HABITOU_ENTRE_NOS_PARA_NOS_TRAZER_SALVACAOEMANUEL_DEUS_CONOSCO_HABITOU_ENTRE_NOS_PARA_NOS_TRAZER_SALVACAO
EMANUEL_DEUS_CONOSCO_HABITOU_ENTRE_NOS_PARA_NOS_TRAZER_SALVACAO
MarcosOliveira455152
 
Lição 5 - Páscoa: a Libertação de um povo
Lição 5 - Páscoa: a Libertação de um povoLição 5 - Páscoa: a Libertação de um povo
Lição 5 - Páscoa: a Libertação de um povo
Éder Tomé
 
O nascimento de_jesus
O nascimento de_jesusO nascimento de_jesus
O nascimento de_jesus
C.E. Allan Kardec - STI/PR
 
Passos bíblicos para o fim
Passos bíblicos para o fimPassos bíblicos para o fim
Passos bíblicos para o fim
abimaelfilho
 
Caminhada do Advento
Caminhada do AdventoCaminhada do Advento
Caminhada do Advento
JMVSobreiro
 
Lição 2
Lição 2Lição 2
Lição 2
Pr. Gerson Eller
 
E.b.d jovens 3ºtrimestre 2016 lição 01 - cópia
E.b.d   jovens 3ºtrimestre 2016 lição 01 - cópiaE.b.d   jovens 3ºtrimestre 2016 lição 01 - cópia
E.b.d jovens 3ºtrimestre 2016 lição 01 - cópia
Joel Silva
 
27. apostasia
27. apostasia27. apostasia
27. apostasia
pohlos
 
Lição 12 - Zacarias, o reinado messiânico
Lição 12 - Zacarias, o reinado messiânicoLição 12 - Zacarias, o reinado messiânico
Lição 12 - Zacarias, o reinado messiânico
Ailton da Silva
 
Os Acontecimentos dos tempos_do_fim
Os Acontecimentos dos tempos_do_fimOs Acontecimentos dos tempos_do_fim
Os Acontecimentos dos tempos_do_fim
Midia Jornalismo
 
LIÇÃO 2 - DEUS, O PRIMEIRO EVANGELISTA
LIÇÃO 2 - DEUS, O PRIMEIRO EVANGELISTALIÇÃO 2 - DEUS, O PRIMEIRO EVANGELISTA
LIÇÃO 2 - DEUS, O PRIMEIRO EVANGELISTA
Lourinaldo Serafim
 
Algumas notas sobre as provas baha'i's baseadas na bi blia
Algumas notas sobre as provas baha'i's baseadas na bi bliaAlgumas notas sobre as provas baha'i's baseadas na bi blia
Algumas notas sobre as provas baha'i's baseadas na bi blia
Mauricio Gonçalves
 
Lição 13 - O Messias: O Legado de Israel
Lição 13 - O Messias: O Legado de IsraelLição 13 - O Messias: O Legado de Israel
Lição 13 - O Messias: O Legado de Israel
Éder Tomé
 
01. mateus
01. mateus01. mateus
01. mateus
MoraesSearom1
 

Semelhante a Natal em jerusalém 2010 (20)

LUCAS 2
LUCAS 2LUCAS 2
LUCAS 2
 
Advent e natal 1 na biblia (portugues)
Advent e natal   1 na biblia (portugues)Advent e natal   1 na biblia (portugues)
Advent e natal 1 na biblia (portugues)
 
A primeira vinda de Jesus_Lição_original com textos_122015
A primeira vinda de Jesus_Lição_original com textos_122015A primeira vinda de Jesus_Lição_original com textos_122015
A primeira vinda de Jesus_Lição_original com textos_122015
 
O nascimento de jesus 2
O nascimento de jesus  2O nascimento de jesus  2
O nascimento de jesus 2
 
Lição 01 | A primeira vinda de Jesus | O evangelho de Lucas | Escola Sabatina...
Lição 01 | A primeira vinda de Jesus | O evangelho de Lucas | Escola Sabatina...Lição 01 | A primeira vinda de Jesus | O evangelho de Lucas | Escola Sabatina...
Lição 01 | A primeira vinda de Jesus | O evangelho de Lucas | Escola Sabatina...
 
Lição 11 - Melquisedeque Abençoa Abraão
Lição 11 - Melquisedeque Abençoa AbraãoLição 11 - Melquisedeque Abençoa Abraão
Lição 11 - Melquisedeque Abençoa Abraão
 
EMANUEL_DEUS_CONOSCO_HABITOU_ENTRE_NOS_PARA_NOS_TRAZER_SALVACAO
EMANUEL_DEUS_CONOSCO_HABITOU_ENTRE_NOS_PARA_NOS_TRAZER_SALVACAOEMANUEL_DEUS_CONOSCO_HABITOU_ENTRE_NOS_PARA_NOS_TRAZER_SALVACAO
EMANUEL_DEUS_CONOSCO_HABITOU_ENTRE_NOS_PARA_NOS_TRAZER_SALVACAO
 
Lição 5 - Páscoa: a Libertação de um povo
Lição 5 - Páscoa: a Libertação de um povoLição 5 - Páscoa: a Libertação de um povo
Lição 5 - Páscoa: a Libertação de um povo
 
O nascimento de_jesus
O nascimento de_jesusO nascimento de_jesus
O nascimento de_jesus
 
Passos bíblicos para o fim
Passos bíblicos para o fimPassos bíblicos para o fim
Passos bíblicos para o fim
 
Caminhada do Advento
Caminhada do AdventoCaminhada do Advento
Caminhada do Advento
 
Lição 2
Lição 2Lição 2
Lição 2
 
E.b.d jovens 3ºtrimestre 2016 lição 01 - cópia
E.b.d   jovens 3ºtrimestre 2016 lição 01 - cópiaE.b.d   jovens 3ºtrimestre 2016 lição 01 - cópia
E.b.d jovens 3ºtrimestre 2016 lição 01 - cópia
 
27. apostasia
27. apostasia27. apostasia
27. apostasia
 
Lição 12 - Zacarias, o reinado messiânico
Lição 12 - Zacarias, o reinado messiânicoLição 12 - Zacarias, o reinado messiânico
Lição 12 - Zacarias, o reinado messiânico
 
Os Acontecimentos dos tempos_do_fim
Os Acontecimentos dos tempos_do_fimOs Acontecimentos dos tempos_do_fim
Os Acontecimentos dos tempos_do_fim
 
LIÇÃO 2 - DEUS, O PRIMEIRO EVANGELISTA
LIÇÃO 2 - DEUS, O PRIMEIRO EVANGELISTALIÇÃO 2 - DEUS, O PRIMEIRO EVANGELISTA
LIÇÃO 2 - DEUS, O PRIMEIRO EVANGELISTA
 
Algumas notas sobre as provas baha'i's baseadas na bi blia
Algumas notas sobre as provas baha'i's baseadas na bi bliaAlgumas notas sobre as provas baha'i's baseadas na bi blia
Algumas notas sobre as provas baha'i's baseadas na bi blia
 
Lição 13 - O Messias: O Legado de Israel
Lição 13 - O Messias: O Legado de IsraelLição 13 - O Messias: O Legado de Israel
Lição 13 - O Messias: O Legado de Israel
 
01. mateus
01. mateus01. mateus
01. mateus
 

Mais de Associação Espirita Lagos

Reencarnação; esperança de uma nova vida
Reencarnação; esperança de uma nova vidaReencarnação; esperança de uma nova vida
Reencarnação; esperança de uma nova vida
Associação Espirita Lagos
 
Solidariedade
SolidariedadeSolidariedade
Kardec e o princípio da doutrina espírita
Kardec e o princípio da doutrina espíritaKardec e o princípio da doutrina espírita
Kardec e o princípio da doutrina espírita
Associação Espirita Lagos
 
Rosemary Brown e os mestres da música
Rosemary Brown e os mestres da músicaRosemary Brown e os mestres da música
Rosemary Brown e os mestres da música
Associação Espirita Lagos
 
Rebeldia, matriz de distúrbios
Rebeldia, matriz de distúrbiosRebeldia, matriz de distúrbios
Rebeldia, matriz de distúrbios
Associação Espirita Lagos
 
O filho perdido
O filho perdidoO filho perdido
A alma lusa
A alma lusaA alma lusa
Baccelli
BaccelliBaccelli
Abril
AbrilAbril
O fim do mundo
O fim do mundoO fim do mundo
Sherazade o valor do amor palestra
Sherazade o valor do amor  palestraSherazade o valor do amor  palestra
Sherazade o valor do amor palestra
Associação Espirita Lagos
 
Apresentaoacredita nos seres elementais
Apresentaoacredita nos seres elementaisApresentaoacredita nos seres elementais
Apresentaoacredita nos seres elementais
Associação Espirita Lagos
 
Reencarnação; esperança de uma nova vida
Reencarnação; esperança de uma nova vidaReencarnação; esperança de uma nova vida
Reencarnação; esperança de uma nova vida
Associação Espirita Lagos
 
Arte
Arte Arte
Barrabás palestra
Barrabás palestraBarrabás palestra
Barrabás palestra
Associação Espirita Lagos
 
Jesus e simão pedro
Jesus e simão pedroJesus e simão pedro
Jesus e simão pedro
Associação Espirita Lagos
 
Livre-arbítrio e Determinismo
Livre-arbítrio e DeterminismoLivre-arbítrio e Determinismo
Livre-arbítrio e Determinismo
Associação Espirita Lagos
 
Porque vim a este planeta
Porque vim a este planetaPorque vim a este planeta
Porque vim a este planeta
Associação Espirita Lagos
 
Semeia e Viverás
Semeia e ViverásSemeia e Viverás
Semeia e Viverás
Associação Espirita Lagos
 
Parentesco e Filiação
Parentesco e FiliaçãoParentesco e Filiação
Parentesco e Filiação
Associação Espirita Lagos
 

Mais de Associação Espirita Lagos (20)

Reencarnação; esperança de uma nova vida
Reencarnação; esperança de uma nova vidaReencarnação; esperança de uma nova vida
Reencarnação; esperança de uma nova vida
 
Solidariedade
SolidariedadeSolidariedade
Solidariedade
 
Kardec e o princípio da doutrina espírita
Kardec e o princípio da doutrina espíritaKardec e o princípio da doutrina espírita
Kardec e o princípio da doutrina espírita
 
Rosemary Brown e os mestres da música
Rosemary Brown e os mestres da músicaRosemary Brown e os mestres da música
Rosemary Brown e os mestres da música
 
Rebeldia, matriz de distúrbios
Rebeldia, matriz de distúrbiosRebeldia, matriz de distúrbios
Rebeldia, matriz de distúrbios
 
O filho perdido
O filho perdidoO filho perdido
O filho perdido
 
A alma lusa
A alma lusaA alma lusa
A alma lusa
 
Baccelli
BaccelliBaccelli
Baccelli
 
Abril
AbrilAbril
Abril
 
O fim do mundo
O fim do mundoO fim do mundo
O fim do mundo
 
Sherazade o valor do amor palestra
Sherazade o valor do amor  palestraSherazade o valor do amor  palestra
Sherazade o valor do amor palestra
 
Apresentaoacredita nos seres elementais
Apresentaoacredita nos seres elementaisApresentaoacredita nos seres elementais
Apresentaoacredita nos seres elementais
 
Reencarnação; esperança de uma nova vida
Reencarnação; esperança de uma nova vidaReencarnação; esperança de uma nova vida
Reencarnação; esperança de uma nova vida
 
Arte
Arte Arte
Arte
 
Barrabás palestra
Barrabás palestraBarrabás palestra
Barrabás palestra
 
Jesus e simão pedro
Jesus e simão pedroJesus e simão pedro
Jesus e simão pedro
 
Livre-arbítrio e Determinismo
Livre-arbítrio e DeterminismoLivre-arbítrio e Determinismo
Livre-arbítrio e Determinismo
 
Porque vim a este planeta
Porque vim a este planetaPorque vim a este planeta
Porque vim a este planeta
 
Semeia e Viverás
Semeia e ViverásSemeia e Viverás
Semeia e Viverás
 
Parentesco e Filiação
Parentesco e FiliaçãoParentesco e Filiação
Parentesco e Filiação
 

Último

auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdfauxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
EzeirAlvesdaSilva
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
AlailzaSoares1
 
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
OBrasilParaCristoRad
 
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.pptA VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
FranciscoAudisio2
 
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
PIB Penha
 
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
OBrasilParaCristoRad
 
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
Nilson Almeida
 
Especialidade Arqueologia Bíblica.pptx
Especialidade  Arqueologia  Bíblica.pptxEspecialidade  Arqueologia  Bíblica.pptx
Especialidade Arqueologia Bíblica.pptx
AlexandreJr7
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
Marta Gomes
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
PIB Penha
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.128 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
PIB Penha
 
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
EdimarEdigesso
 
PALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.ppt
PALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.pptPALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.ppt
PALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.ppt
FranciscoAudisio2
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
PIB Penha
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Ricardo Azevedo
 
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptxO MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
valneirocha
 
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
PIB Penha
 

Último (20)

auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdfauxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
 
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
 
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.pptA VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
 
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
 
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
 
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
 
Especialidade Arqueologia Bíblica.pptx
Especialidade  Arqueologia  Bíblica.pptxEspecialidade  Arqueologia  Bíblica.pptx
Especialidade Arqueologia Bíblica.pptx
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.128 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
 
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
 
PALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.ppt
PALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.pptPALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.ppt
PALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.ppt
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
 
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptxO MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
 
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
 

Natal em jerusalém 2010

  • 2. Belém e Jerusalém são geradores de uma energia divina que ilumina o cosmos, o mundo, e todos os seres humanos.
  • 3. O nascimento de Jesus foi o acontecimento mais significativo da História. Com Sua vinda a este mundo, confirmou-se a esperança, a promessa de luz sobre as trevas, e a certeza de que Deus não se esquecera da humanidade.
  • 4. Jesus, como legítimo menino judeu, foi submetido a todos os rituais exigidos pela Lei de Moisés.
  • 5. Mateus 2:1., Lucas 2:1. Depois do nascimento de Jesus em BelémMaria foi considerada ritualmente impura por 40 dias segundo a lei para parturientes em Levítico 12.1-8 e Lv 15.5-8.
  • 6. Estando Maria ritualmente impura, teve também Ela, de purificar-se através de um banho de imersão, tal era a prescrição da Lei.
  • 7. Lucas 2.22-24:- No 41º dia após o nascimento, Maria, José e o Menino vieram ao Templo em Jerusalém para apresentar os sacrifícios exigidos em Levítico 12
  • 8. Todo o primogénito será consagrado ao Senhor; e para oferecer um sacrifício, segundo o que está escrito na referida Lei: Um par de rolas ou dois pombinhos” - Levítico 12.8.
  • 9. Maria depositou o valor correspondente ao seu sacrifício de aves nos gazofilácios número III e IV, que tinham a inscrição: “Ofertas de Aves” e “Pombas Para o Holocausto”.Gasofilácio de luxoGasofilácio pobre
  • 10. Foi um dia extremamente especial. Cumpria-se pela primeira vez a profecia do último profeta do Antigo Testamento, que havia dito que o Messias viria “de repente” ao seu Templo. Malaquias 3.1.
  • 11. Lucas 2.36-38:-“Havia uma profetisa, chamada Ana, viúva de oitenta e quatro anos. Esta não deixava o templo, mas adorava noite e dia em jejuns e orações, dava graças a Deus, e falava a respeito do menino de que esperavam a redenção de Jerusalém”
  • 12. Concluímos que a viúva Ana, vivenciou pessoalmente a maior parte da história emocionante e turbulenta do povo de Israel no primeiro século antes de Cristo, período marcado por forte expectativa pela vinda do Messias.
  • 13. Lucas 2.25-27“Havia em Jerusalém um homem chamado Simeão; justo e piedoso que esperava a consolação de Israel; e o Espírito Santo estava sobre ele. Revelara-lhe o Espírito Santo que não passaria pela morte antes de ver o Cristo do Senhor. Movido pelo Espírito, foi ao templo”
  • 14. Lucas 2.27-33:- Simeão tomou –O nos braços e louvou a Deus, dizendo: Agora, Senhor, podes despedir em paz o teu servo, segundo a tua palavra; a qual preparaste diante de todos os povos: luz para revelação aos gentios, e para glória do teu povo Israel. E estavam o pai e a mãe do menino admirados do que dele se dizia”
  • 15. Lucas 2.34-35“Simeãoabençoou-os e disse a Maria, mãe do menino: -Eis que este menino será destinado tanto para ruína como para levantamento de muitos em Israel e para ser alvo de contradição também uma espada trespassará a tua própria alma, para que se manifestem os pensamentos de muitos corações”
  • 16. A identificação de Jesus com Seu próprio povo, sua submissão aos rituais e ordenanças da Lei, tudo isso nos comove e enche nosso coração de gratidão. Ele se identifica connosco, sabe quem somos, conhece nossas dores e nossos anseios.
  • 17. Neste tempo de Natal, só nos resta agradecer .LHE de todo o coração, por se ter feito homem por nós e nos ter deixado SUA mensagem de Amor e Paz
  • 18. FELIZ NATAL PARA TODOS OS HOMENS, DEMO-NOS AS MÃOS, E CANTEMOS HOSSANAS