SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 14
Baixar para ler offline
Caravana Do Amor Nordestino
à Cifrater
A nossa Caravana é composta por
Fraternistas da Região Nordeste – 6ª e
10ª Regiões Fraternas.
A periodicidade é anual, sempre no
mês de maio ou agosto.
01 02
A ORIGEM DA CARAVANA
Em um encontro regional fraterno
realizado na cidade de Olinda, Avelar
manifestou o desejo, perante ao grupo,
de visitar periodicamente a Cidade da
Fraternidade, desenvolvendo algum tipo
de prestação de serviço a comunidade. E
arrematou: “eu vou, quem quiser que
me acompanhe”.
Precisava AGIR...FAZER ALGO EM PROL
do nosso Núcleo
Essa tomada de decisão mexeu com os
brios dos fraternistas presentes. E foi assim
que em agosto de 2012 foi formada a
primeira caravana do nordeste denominada
de “Amigos das Alagoas na Cifrater”
formada por: Avelar, Janete, Geraldo,
Marcelo e Maria Sorefls; naturalmente,
todos de Alagoas. Porém juntaram-se a
esse grupo os companheiros de Aracaju:
Silvan, Valmir Lourenço, Kátia e mais
quatro caravaneiros sergipanos totalizando
12 desbravadores do nordeste na Cifrater.
03 04
Com a integração desses companheiros
de Sergipe e o desejo de outros
fraternistas da Bahia, Pernambuco e
Piauí, a caravana passou a ser
denominada, já no ano seguinte, de
“Caravana do Amor Nordestino”
atendendo a sugestão dos moradores da
Cifrater.
OBJETIVOS DA CARAVANA “DO
AMOR NORDESTINO”
1. Oportunizar aos fraternistas
conhecer nosso “Núcleo Assistencial”,
levando suas vibrações e cota de
trabalho, a fim de contribuir na sua
edificação efetiva em terras do Brasil
coração do mundo e pátria do
Evangelho;
2. Aproximar os fraternistas, bem
como os GFE’s da Cidade da
Fraternidade;
05 06
3. Fortalecer o Movimento da
Fraternidade, oferecendo aos fraternistas
a oportunidade de vivenciar o cotidiano
da sua obra maior – a Cifrater;
4. Intercambiar através dos GFE’s ações
efetivas no formato de “ajudar fazendo”;
respeitando as especificidades da
Cidade da Fraternidade.
A primeira caravana do Nordeste, em
agosto de 2012, marcou indelevelmente
nossos corações. Nos ensinou bastante,
dando-nos combustível para
desenvolvermos tarefas muitas em
nossos grupos de origem.
Nos dois primeiros anos as atividades
foram desenvolvidas ao longo de 15
dias, sempre flexibilizando a participação
dos fraternistas; o período de estadia de
cada companheiro dependia da sua
disponibilidade e incluído na quinzena
pré-estabelecida.
07 08
No ano de 2013 tivemos uma maior
adesão de caravaneiros no total de 17,
advindos dos seguintes Grupos de
Fraternidades:
- 05 do André Luiz de Santana do
Ipanema (AL)
- 02 do Irmão Cícero de Palmeira dos
Índios (AL)
– 05 do Guillon Domênico de Olinda (PE)
– 04 do Bittencourt Sampaio de Aracaju
(SE)
- 01 do Ângelo Francisco de Floriano (PI).
09 10
O desempenho dos caravaneiros neste
segundo ano foi muito produtivo em
todas as áreas, com destaque no
atendimento médico, odontológico,
fisioterapia/acupuntura, psicólogo,
recreação com as crianças do jardim de
infância, curso de artesanato,
preparação da multimistura, palestras
para os alunos do Educandário
Humberto de Campos, visitas às famílias
do Assentamento Sílvio Rodrigues, visita
aos lares dos comunitários.
Participação das doutrinárias no GFE
Irmã Veneranda com os expositores:
Rosaly Matos (Olinda PE) na primeira
semana e Avelar Alécio (Santana do
Ipanema – AL) na segunda semana,
além da instalação da Rádio da
Caravana para funcionar durante toda
nossa estadia, fazendo entrevistas com
alguns alunos do EHC e levando ao ar
músicas e mensagens educativas
sobre Prevenção em Saúde.
11 12
A partir de 2014 o tempo de
permanência da Caravana do Amor
Nordestino na Cifrater foi reduzido
para oito dias, motivado pelos
compromissos particulares de cada
integrante.
Mesmo com o espaço de tempo
reduzido e com uma quantidade de
caravaneiros um pouco menor, as
atividades não sofreram solução de
continuidade e a exemplo dos anos
anteriores foram desenvolvidas ações
abrangendo um amplo leque nas áreas
da educação, saúde, lazer, agricultura,
culinária, artesanato, corte-costura,
doutrinária, etc.
13 14
Em 2015 – “ANO IV” das nossas
atividades na Cifrater, a primeira parte
da Caravana chegou na tarde do
domingo, dia 24 de maio, constituída
dos irmãos alagoanos Avelar (GFE
André Luiz), Janete, Geraldo, Germana
e Gabriela (GFE Irmão Cícero).
A outra parte da Caravana, constituída
dos sergipanos Valmir Lourenço e
Silvan, ambos do GFE Bittencourt
Sampaio, chegou na tarde do dia
seguinte.
Diariamente, às 06:00 horas, parte da
caravana (Janete, Geraldo, Germana e
Gabriela) participava da produção do café
da manhã dos alunos do EHC enquanto os
demais: Lourenço, Avelar e Silvan
promoviam uma reunião de vibração no
Irmã Veneranda. No decorrer do dia
Lourenço e Silvan percorriam o
Assentamento Silvio Rodrigues fazendo
visitas às famílias assentadas; Avelar dava
continuidade aos atendimentos médicos;
também foram realizadas atividades de
recreação e distribuição de Kits com alunos
da Creche, Jardim I e II.
15 16
O restante do dia era preenchido com
atividades diversas na comunidade.
Todos os dias às 18:00 horas era
realizado o Culto do Evangelho no Lar
na hospedaria.
Um dos nossos objetivos na Cifrater,
desde o primeiro ano de atividades –
2012 – foi o de estreitar laços com os
comunitários e os assentados, através
das Visitas Fraternas.
Nessas visitas, nos apresentamos,
quando no assentamento dizemos que
integramos o Movimento da
Fraternidade e que estamos em visita
ao nosso Núcleo Pioneiro, a Cidade da
Fraternidade.
Outra atividade que vem se tornando
de fundamental importância são as
visitas aos lares dos comunitários; nas
quais adotamos a estratégia de ouvir,
opinar sem interferir na hierarquia da
Cidade.
17 18
Fruto dessas visitas aos comunitários,
nosso grupo, utilizando uma
metodologia de trabalho chamada
“árvore problema”, elencou a Falta de
Integração como problema macro a ser
trabalhado no momento.
Reuniões diárias
Frequentemente nos reuníamos com a
coordenação da cidade, com a direção
do educandário; dialogando sobre o
cotidiano deles, avaliando nossas
ações, ouvindo, sugerindo...
Estreitando laços.
Na Cifrater há muito o que se fazer,
mas o “pouco” que se está fazendo é
bastante saudável, nobilitante,
exemplar.
“Quando o trabalhador está pronto, o
serviço aparece”. A estadia na Cifrater
lhe possibilitará participar do “trabalho
de Jesus”. Sua cota de trabalho, seja
qual for, é de fundamental importância;
junte-se a nós e faremos o que for
possível em benefício da NOSSA
Cidade da Fraternidade!
.
19 20
Vieram os anos de 2016 e 2017 e nossa
caravana repetiu com sucessos as
atividades dos anos anteriores. Sempre
procurando corrigir as possíveis falhas e
introduzindo novas atividades,
naturalmente em consonância com os
moradores da Cifrater
21 22
O tempo vai passando, e no período de
28 de Maio a 02 de Junho de 2018,
realizaremos nossa sétima caravana à
querida Cidade da Fraternidade. Parece
que foi ontem! Juntos estamos
caminhando no esforço de vivenciar a
fraternidade no cotidiano da “Obra
Assistencial” do querido Movimento da
Fraternidade – a nossa tão amada
Cidade da Fraternidade.
E assim, mais uma vez irmãos de
Alagoas, Sergipe e Pernambuco se
irmanam e, em caravana, retornam
ao convívio fraterno por uma semana
no planalto goiano.
A programação é a mesma, já
conhecida de cada um de vocês;
objetivando levar o carinho, a alegria,
a fraternidade aos irmãos do “Núcleo
Pioneiro”, coordenado pela Equipe da
Irmã Veneranda e todo o seu entorno.
23 24
Em 2019 o período da Caravana na
Cifrater, voltou para o mês de agosto.
Em 2019 foi o ano VIII da Caravana do
Amor Nordestino a Cifrater. Novos
caravaneiros, novas atividades. Com
destaque das presenças dos professores
Malta e Rafaela que atuaram na área da
educação, promovendo rodas de
conversas, leituras e contação de
histórias, ao ar livre, aproveitando as
sombras das árvores lá existentes com
os alunos e professores do EHC.
25 26
“Quando o trabalhador está pronto, o
serviço aparece”.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Informativo nº 7 janeiro 2014
Informativo nº 7 janeiro 2014Informativo nº 7 janeiro 2014
Informativo nº 7 janeiro 2014Cng Redentorista
 
CULTURARTEEN 154 - Destaque Escolar 2015
CULTURARTEEN 154 - Destaque Escolar 2015CULTURARTEEN 154 - Destaque Escolar 2015
CULTURARTEEN 154 - Destaque Escolar 2015Pery Salgado
 
Jornal Voz do Mamede - 1º bimestre 2013
Jornal Voz do Mamede - 1º bimestre 2013Jornal Voz do Mamede - 1º bimestre 2013
Jornal Voz do Mamede - 1º bimestre 2013Diana Pilatti
 
Jornal Águas Lindas Edição 274 dez-2017
Jornal Águas Lindas Edição 274 dez-2017Jornal Águas Lindas Edição 274 dez-2017
Jornal Águas Lindas Edição 274 dez-2017Francisco Dara
 
Powerpoint festa dos reis
Powerpoint   festa dos reisPowerpoint   festa dos reis
Powerpoint festa dos reisduficape
 
Jornal julho
Jornal julhoJornal julho
Jornal julhofunsag
 
Informativo primeiro semestre de 2015 - Grupo 2
Informativo primeiro semestre de 2015  - Grupo 2Informativo primeiro semestre de 2015  - Grupo 2
Informativo primeiro semestre de 2015 - Grupo 2Bruna Cristina Endler
 
Vi Missão Natal AMI - Resultados 2016
Vi Missão Natal AMI - Resultados 2016Vi Missão Natal AMI - Resultados 2016
Vi Missão Natal AMI - Resultados 2016Fundação AMI
 
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, JUNHO 2019
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, JUNHO 2019GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, JUNHO 2019
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, JUNHO 2019Adilson Moreira
 
Novembro e dezembro
Novembro e dezembroNovembro e dezembro
Novembro e dezembrofunsag
 
Boletim - O Dinis
Boletim - O DinisBoletim - O Dinis
Boletim - O DinisCaia Évora
 
CULTURARTEEN 131 - março 2014
CULTURARTEEN 131 - março 2014CULTURARTEEN 131 - março 2014
CULTURARTEEN 131 - março 2014Pery Salgado
 

Mais procurados (19)

Informativomaiojunhojulho2013
Informativomaiojunhojulho2013Informativomaiojunhojulho2013
Informativomaiojunhojulho2013
 
Jornal digital 4780_qui_22102015
Jornal digital 4780_qui_22102015Jornal digital 4780_qui_22102015
Jornal digital 4780_qui_22102015
 
Informativo nº 7 janeiro 2014
Informativo nº 7 janeiro 2014Informativo nº 7 janeiro 2014
Informativo nº 7 janeiro 2014
 
CULTURARTEEN 154 - Destaque Escolar 2015
CULTURARTEEN 154 - Destaque Escolar 2015CULTURARTEEN 154 - Destaque Escolar 2015
CULTURARTEEN 154 - Destaque Escolar 2015
 
Jornal Voz do Mamede - 1º bimestre 2013
Jornal Voz do Mamede - 1º bimestre 2013Jornal Voz do Mamede - 1º bimestre 2013
Jornal Voz do Mamede - 1º bimestre 2013
 
Jornal Águas Lindas Edição 274 dez-2017
Jornal Águas Lindas Edição 274 dez-2017Jornal Águas Lindas Edição 274 dez-2017
Jornal Águas Lindas Edição 274 dez-2017
 
Powerpoint festa dos reis
Powerpoint   festa dos reisPowerpoint   festa dos reis
Powerpoint festa dos reis
 
Diário Oficial: 19-11-2015
Diário Oficial: 19-11-2015Diário Oficial: 19-11-2015
Diário Oficial: 19-11-2015
 
Jornal julho
Jornal julhoJornal julho
Jornal julho
 
Agosto 2012
Agosto 2012Agosto 2012
Agosto 2012
 
Jornal digital 4774_qua_14102015
Jornal digital 4774_qua_14102015Jornal digital 4774_qua_14102015
Jornal digital 4774_qua_14102015
 
Informativo primeiro semestre de 2015 - Grupo 2
Informativo primeiro semestre de 2015  - Grupo 2Informativo primeiro semestre de 2015  - Grupo 2
Informativo primeiro semestre de 2015 - Grupo 2
 
Jornal digital 4694_seg_22062015
Jornal digital 4694_seg_22062015Jornal digital 4694_seg_22062015
Jornal digital 4694_seg_22062015
 
Diário Oficial: 17-12-2015
Diário Oficial: 17-12-2015Diário Oficial: 17-12-2015
Diário Oficial: 17-12-2015
 
Vi Missão Natal AMI - Resultados 2016
Vi Missão Natal AMI - Resultados 2016Vi Missão Natal AMI - Resultados 2016
Vi Missão Natal AMI - Resultados 2016
 
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, JUNHO 2019
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, JUNHO 2019GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, JUNHO 2019
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, JUNHO 2019
 
Novembro e dezembro
Novembro e dezembroNovembro e dezembro
Novembro e dezembro
 
Boletim - O Dinis
Boletim - O DinisBoletim - O Dinis
Boletim - O Dinis
 
CULTURARTEEN 131 - março 2014
CULTURARTEEN 131 - março 2014CULTURARTEEN 131 - março 2014
CULTURARTEEN 131 - março 2014
 

Semelhante a Livro da caravana 1 b

COMEMORAÇÃO DOS 180 ANOS DA IAM.pptx
COMEMORAÇÃO DOS 180 ANOS DA IAM.pptxCOMEMORAÇÃO DOS 180 ANOS DA IAM.pptx
COMEMORAÇÃO DOS 180 ANOS DA IAM.pptxPaulo David
 
Boletim CADI - Valença. III trimestre 2016
Boletim CADI - Valença. III trimestre 2016Boletim CADI - Valença. III trimestre 2016
Boletim CADI - Valença. III trimestre 2016CADI BRASIL
 
Relatório Maio - Agosto 2017 - CADI Valença
Relatório Maio - Agosto 2017 -  CADI ValençaRelatório Maio - Agosto 2017 -  CADI Valença
Relatório Maio - Agosto 2017 - CADI ValençaCADI BRASIL
 
4ª edição maio 2011
4ª edição   maio 20114ª edição   maio 2011
4ª edição maio 2011madeoliveira
 
Nspluginviewer5ci ppa
Nspluginviewer5ci ppaNspluginviewer5ci ppa
Nspluginviewer5ci ppamadeoliveira
 
4ª edição maio 2011
4ª edição   maio 20114ª edição   maio 2011
4ª edição maio 2011madeoliveira
 
Cabinda (Angola) - Cronica 7
Cabinda (Angola) - Cronica 7Cabinda (Angola) - Cronica 7
Cabinda (Angola) - Cronica 7Maike Loes
 
02 2014 Boletim do Contribuinte Asas de Socorro
02 2014 Boletim do Contribuinte Asas de Socorro02 2014 Boletim do Contribuinte Asas de Socorro
02 2014 Boletim do Contribuinte Asas de SocorroAsas de Socorro
 
Aic apresentação terceira versão
Aic apresentação terceira versãoAic apresentação terceira versão
Aic apresentação terceira versãoMaxwell Medeiros
 
Grutesa 4ª edição jornal da aledei de solimões
Grutesa 4ª edição   jornal da aledei de solimõesGrutesa 4ª edição   jornal da aledei de solimões
Grutesa 4ª edição jornal da aledei de solimõesGabriel Abreu
 
Relatório abril - Quem se Importa
Relatório abril - Quem se ImportaRelatório abril - Quem se Importa
Relatório abril - Quem se ImportaGeneTatuapé
 
Natal das Belas Histórias - Sonhar Acordado Campinas
Natal das Belas Histórias - Sonhar Acordado CampinasNatal das Belas Histórias - Sonhar Acordado Campinas
Natal das Belas Histórias - Sonhar Acordado Campinasgrandesfestas_sonhar_cps
 

Semelhante a Livro da caravana 1 b (20)

COMEMORAÇÃO DOS 180 ANOS DA IAM.pptx
COMEMORAÇÃO DOS 180 ANOS DA IAM.pptxCOMEMORAÇÃO DOS 180 ANOS DA IAM.pptx
COMEMORAÇÃO DOS 180 ANOS DA IAM.pptx
 
Boletim CADI - Valença. III trimestre 2016
Boletim CADI - Valença. III trimestre 2016Boletim CADI - Valença. III trimestre 2016
Boletim CADI - Valença. III trimestre 2016
 
Relatório Maio - Agosto 2017 - CADI Valença
Relatório Maio - Agosto 2017 -  CADI ValençaRelatório Maio - Agosto 2017 -  CADI Valença
Relatório Maio - Agosto 2017 - CADI Valença
 
Relatório semana do padrinho 2012 - Projeto Feliz Jornada
Relatório semana do padrinho 2012 - Projeto Feliz JornadaRelatório semana do padrinho 2012 - Projeto Feliz Jornada
Relatório semana do padrinho 2012 - Projeto Feliz Jornada
 
Carta Evanderson 024 Dez15
Carta Evanderson 024 Dez15 Carta Evanderson 024 Dez15
Carta Evanderson 024 Dez15
 
Jornal sg ago 2013
Jornal sg ago 2013Jornal sg ago 2013
Jornal sg ago 2013
 
4ª edição maio 2011
4ª edição   maio 20114ª edição   maio 2011
4ª edição maio 2011
 
Nspluginviewer5ci ppa
Nspluginviewer5ci ppaNspluginviewer5ci ppa
Nspluginviewer5ci ppa
 
4ª edição maio 2011
4ª edição   maio 20114ª edição   maio 2011
4ª edição maio 2011
 
Cabinda (Angola) - Cronica 7
Cabinda (Angola) - Cronica 7Cabinda (Angola) - Cronica 7
Cabinda (Angola) - Cronica 7
 
02 2014 Boletim do Contribuinte Asas de Socorro
02 2014 Boletim do Contribuinte Asas de Socorro02 2014 Boletim do Contribuinte Asas de Socorro
02 2014 Boletim do Contribuinte Asas de Socorro
 
Aic apresentação terceira versão
Aic apresentação terceira versãoAic apresentação terceira versão
Aic apresentação terceira versão
 
Grutesa 4ª edição jornal da aledei de solimões
Grutesa 4ª edição   jornal da aledei de solimõesGrutesa 4ª edição   jornal da aledei de solimões
Grutesa 4ª edição jornal da aledei de solimões
 
Relatório abril - Quem se Importa
Relatório abril - Quem se ImportaRelatório abril - Quem se Importa
Relatório abril - Quem se Importa
 
Relatório abril
Relatório abrilRelatório abril
Relatório abril
 
Natal das Belas Histórias - Sonhar Acordado Campinas
Natal das Belas Histórias - Sonhar Acordado CampinasNatal das Belas Histórias - Sonhar Acordado Campinas
Natal das Belas Histórias - Sonhar Acordado Campinas
 
2a ediçao
2a ediçao2a ediçao
2a ediçao
 
2a edição
2a edição2a edição
2a edição
 
2a edição
2a edição2a edição
2a edição
 
2a edição
2a edição2a edição
2a edição
 

Mais de Movimento da Fraternidade (15)

Assembleia virtual
Assembleia virtualAssembleia virtual
Assembleia virtual
 
Livro da caravana 1 b
Livro da caravana 1 bLivro da caravana 1 b
Livro da caravana 1 b
 
Historico EHC
Historico EHCHistorico EHC
Historico EHC
 
Estatuto Gefraterna 09-2016
Estatuto Gefraterna 09-2016Estatuto Gefraterna 09-2016
Estatuto Gefraterna 09-2016
 
Guia do participante XXV Semana da Fraternidade
Guia do participante XXV Semana da FraternidadeGuia do participante XXV Semana da Fraternidade
Guia do participante XXV Semana da Fraternidade
 
Prestação de contas da OSCAL 2015
  Prestação de contas da OSCAL 2015  Prestação de contas da OSCAL 2015
Prestação de contas da OSCAL 2015
 
Atas ago 2013 a 2015
Atas ago 2013 a 2015Atas ago 2013 a 2015
Atas ago 2013 a 2015
 
Atas CAD 2013 A FEV 2016
Atas CAD 2013 A FEV 2016Atas CAD 2013 A FEV 2016
Atas CAD 2013 A FEV 2016
 
Informações XXV Semana da Fraternidade
Informações XXV Semana da FraternidadeInformações XXV Semana da Fraternidade
Informações XXV Semana da Fraternidade
 
Reformas no EHC
Reformas no EHC Reformas no EHC
Reformas no EHC
 
Inscrições realizadas até 17.02
Inscrições realizadas até 17.02Inscrições realizadas até 17.02
Inscrições realizadas até 17.02
 
Inscrições realizadas até 29/01
Inscrições realizadas até 29/01Inscrições realizadas até 29/01
Inscrições realizadas até 29/01
 
Programação da XXV Semana da Fraternidade
Programação da XXV Semana da FraternidadeProgramação da XXV Semana da Fraternidade
Programação da XXV Semana da Fraternidade
 
Projeto pró EHC
Projeto pró EHC Projeto pró EHC
Projeto pró EHC
 
Carta convite fraternistas 2015
Carta convite fraternistas 2015Carta convite fraternistas 2015
Carta convite fraternistas 2015
 

Último

Coletânea De Orações Cristãs Parte 2
Coletânea De Orações Cristãs Parte 2Coletânea De Orações Cristãs Parte 2
Coletânea De Orações Cristãs Parte 2Nilson Almeida
 
ESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdf
ESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdfESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdf
ESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdfDaddizinhaRodrigues
 
Leandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdf
Leandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdfLeandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdf
Leandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdfFrancisco Baptista
 
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Boletim Espiral número 74, de abril de 2024
Boletim Espiral número 74, de abril de 2024Boletim Espiral número 74, de abril de 2024
Boletim Espiral número 74, de abril de 2024Fraternitas Movimento
 
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docxCulto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docxManoel Candido Pires Junior
 

Último (7)

Coletânea De Orações Cristãs Parte 2
Coletânea De Orações Cristãs Parte 2Coletânea De Orações Cristãs Parte 2
Coletânea De Orações Cristãs Parte 2
 
ESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdf
ESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdfESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdf
ESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdf
 
Leandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdf
Leandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdfLeandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdf
Leandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdf
 
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
 
Boletim Espiral número 74, de abril de 2024
Boletim Espiral número 74, de abril de 2024Boletim Espiral número 74, de abril de 2024
Boletim Espiral número 74, de abril de 2024
 
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docxCulto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
 

Livro da caravana 1 b

  • 1.
  • 2. Caravana Do Amor Nordestino à Cifrater A nossa Caravana é composta por Fraternistas da Região Nordeste – 6ª e 10ª Regiões Fraternas. A periodicidade é anual, sempre no mês de maio ou agosto. 01 02
  • 3. A ORIGEM DA CARAVANA Em um encontro regional fraterno realizado na cidade de Olinda, Avelar manifestou o desejo, perante ao grupo, de visitar periodicamente a Cidade da Fraternidade, desenvolvendo algum tipo de prestação de serviço a comunidade. E arrematou: “eu vou, quem quiser que me acompanhe”. Precisava AGIR...FAZER ALGO EM PROL do nosso Núcleo Essa tomada de decisão mexeu com os brios dos fraternistas presentes. E foi assim que em agosto de 2012 foi formada a primeira caravana do nordeste denominada de “Amigos das Alagoas na Cifrater” formada por: Avelar, Janete, Geraldo, Marcelo e Maria Sorefls; naturalmente, todos de Alagoas. Porém juntaram-se a esse grupo os companheiros de Aracaju: Silvan, Valmir Lourenço, Kátia e mais quatro caravaneiros sergipanos totalizando 12 desbravadores do nordeste na Cifrater. 03 04
  • 4. Com a integração desses companheiros de Sergipe e o desejo de outros fraternistas da Bahia, Pernambuco e Piauí, a caravana passou a ser denominada, já no ano seguinte, de “Caravana do Amor Nordestino” atendendo a sugestão dos moradores da Cifrater. OBJETIVOS DA CARAVANA “DO AMOR NORDESTINO” 1. Oportunizar aos fraternistas conhecer nosso “Núcleo Assistencial”, levando suas vibrações e cota de trabalho, a fim de contribuir na sua edificação efetiva em terras do Brasil coração do mundo e pátria do Evangelho; 2. Aproximar os fraternistas, bem como os GFE’s da Cidade da Fraternidade; 05 06
  • 5. 3. Fortalecer o Movimento da Fraternidade, oferecendo aos fraternistas a oportunidade de vivenciar o cotidiano da sua obra maior – a Cifrater; 4. Intercambiar através dos GFE’s ações efetivas no formato de “ajudar fazendo”; respeitando as especificidades da Cidade da Fraternidade. A primeira caravana do Nordeste, em agosto de 2012, marcou indelevelmente nossos corações. Nos ensinou bastante, dando-nos combustível para desenvolvermos tarefas muitas em nossos grupos de origem. Nos dois primeiros anos as atividades foram desenvolvidas ao longo de 15 dias, sempre flexibilizando a participação dos fraternistas; o período de estadia de cada companheiro dependia da sua disponibilidade e incluído na quinzena pré-estabelecida. 07 08
  • 6. No ano de 2013 tivemos uma maior adesão de caravaneiros no total de 17, advindos dos seguintes Grupos de Fraternidades: - 05 do André Luiz de Santana do Ipanema (AL) - 02 do Irmão Cícero de Palmeira dos Índios (AL) – 05 do Guillon Domênico de Olinda (PE) – 04 do Bittencourt Sampaio de Aracaju (SE) - 01 do Ângelo Francisco de Floriano (PI). 09 10
  • 7. O desempenho dos caravaneiros neste segundo ano foi muito produtivo em todas as áreas, com destaque no atendimento médico, odontológico, fisioterapia/acupuntura, psicólogo, recreação com as crianças do jardim de infância, curso de artesanato, preparação da multimistura, palestras para os alunos do Educandário Humberto de Campos, visitas às famílias do Assentamento Sílvio Rodrigues, visita aos lares dos comunitários. Participação das doutrinárias no GFE Irmã Veneranda com os expositores: Rosaly Matos (Olinda PE) na primeira semana e Avelar Alécio (Santana do Ipanema – AL) na segunda semana, além da instalação da Rádio da Caravana para funcionar durante toda nossa estadia, fazendo entrevistas com alguns alunos do EHC e levando ao ar músicas e mensagens educativas sobre Prevenção em Saúde. 11 12
  • 8. A partir de 2014 o tempo de permanência da Caravana do Amor Nordestino na Cifrater foi reduzido para oito dias, motivado pelos compromissos particulares de cada integrante. Mesmo com o espaço de tempo reduzido e com uma quantidade de caravaneiros um pouco menor, as atividades não sofreram solução de continuidade e a exemplo dos anos anteriores foram desenvolvidas ações abrangendo um amplo leque nas áreas da educação, saúde, lazer, agricultura, culinária, artesanato, corte-costura, doutrinária, etc. 13 14
  • 9. Em 2015 – “ANO IV” das nossas atividades na Cifrater, a primeira parte da Caravana chegou na tarde do domingo, dia 24 de maio, constituída dos irmãos alagoanos Avelar (GFE André Luiz), Janete, Geraldo, Germana e Gabriela (GFE Irmão Cícero). A outra parte da Caravana, constituída dos sergipanos Valmir Lourenço e Silvan, ambos do GFE Bittencourt Sampaio, chegou na tarde do dia seguinte. Diariamente, às 06:00 horas, parte da caravana (Janete, Geraldo, Germana e Gabriela) participava da produção do café da manhã dos alunos do EHC enquanto os demais: Lourenço, Avelar e Silvan promoviam uma reunião de vibração no Irmã Veneranda. No decorrer do dia Lourenço e Silvan percorriam o Assentamento Silvio Rodrigues fazendo visitas às famílias assentadas; Avelar dava continuidade aos atendimentos médicos; também foram realizadas atividades de recreação e distribuição de Kits com alunos da Creche, Jardim I e II. 15 16
  • 10. O restante do dia era preenchido com atividades diversas na comunidade. Todos os dias às 18:00 horas era realizado o Culto do Evangelho no Lar na hospedaria. Um dos nossos objetivos na Cifrater, desde o primeiro ano de atividades – 2012 – foi o de estreitar laços com os comunitários e os assentados, através das Visitas Fraternas. Nessas visitas, nos apresentamos, quando no assentamento dizemos que integramos o Movimento da Fraternidade e que estamos em visita ao nosso Núcleo Pioneiro, a Cidade da Fraternidade. Outra atividade que vem se tornando de fundamental importância são as visitas aos lares dos comunitários; nas quais adotamos a estratégia de ouvir, opinar sem interferir na hierarquia da Cidade. 17 18
  • 11. Fruto dessas visitas aos comunitários, nosso grupo, utilizando uma metodologia de trabalho chamada “árvore problema”, elencou a Falta de Integração como problema macro a ser trabalhado no momento. Reuniões diárias Frequentemente nos reuníamos com a coordenação da cidade, com a direção do educandário; dialogando sobre o cotidiano deles, avaliando nossas ações, ouvindo, sugerindo... Estreitando laços. Na Cifrater há muito o que se fazer, mas o “pouco” que se está fazendo é bastante saudável, nobilitante, exemplar. “Quando o trabalhador está pronto, o serviço aparece”. A estadia na Cifrater lhe possibilitará participar do “trabalho de Jesus”. Sua cota de trabalho, seja qual for, é de fundamental importância; junte-se a nós e faremos o que for possível em benefício da NOSSA Cidade da Fraternidade! . 19 20
  • 12. Vieram os anos de 2016 e 2017 e nossa caravana repetiu com sucessos as atividades dos anos anteriores. Sempre procurando corrigir as possíveis falhas e introduzindo novas atividades, naturalmente em consonância com os moradores da Cifrater 21 22
  • 13. O tempo vai passando, e no período de 28 de Maio a 02 de Junho de 2018, realizaremos nossa sétima caravana à querida Cidade da Fraternidade. Parece que foi ontem! Juntos estamos caminhando no esforço de vivenciar a fraternidade no cotidiano da “Obra Assistencial” do querido Movimento da Fraternidade – a nossa tão amada Cidade da Fraternidade. E assim, mais uma vez irmãos de Alagoas, Sergipe e Pernambuco se irmanam e, em caravana, retornam ao convívio fraterno por uma semana no planalto goiano. A programação é a mesma, já conhecida de cada um de vocês; objetivando levar o carinho, a alegria, a fraternidade aos irmãos do “Núcleo Pioneiro”, coordenado pela Equipe da Irmã Veneranda e todo o seu entorno. 23 24
  • 14. Em 2019 o período da Caravana na Cifrater, voltou para o mês de agosto. Em 2019 foi o ano VIII da Caravana do Amor Nordestino a Cifrater. Novos caravaneiros, novas atividades. Com destaque das presenças dos professores Malta e Rafaela que atuaram na área da educação, promovendo rodas de conversas, leituras e contação de histórias, ao ar livre, aproveitando as sombras das árvores lá existentes com os alunos e professores do EHC. 25 26 “Quando o trabalhador está pronto, o serviço aparece”.