SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 47
Aux . Rafael Lopes Souza
A Ascensão de Salomão e a Construção do Templo
3° Trimestre de 2021
1
Lição
"E não podiam ter-se em pé os
sacerdotes para ministrar, por
causa da nuvem, porque a glória
do Senhor enchera a Casa do
Senhor."
(1 Rs 8.11)
2
TEXTO ÁUREO
Aux: Rafael Lopes Souza
O pedido de sabedoria feito por
Salomão a Deus aponta para a
maturidade espiritual que Deus deseja
para seus filhos.
3
VERDADE PRÁTICA
Aux: Rafael Lopes Souza
4
OBJETIVOS
Aux: Rafael Lopes Souza
Apos esta aula, o aluno devera estar apto a:
Evidenciar as virtudes de Salomão.
Destacar o comportamento orgulhoso de Salomão no fim de
sua vida.
Apontar os feitos de Salomão..
5
Uma Pergunta
Aux: Rafael Lopes Souza
Qual a diferença entre
inteligência e sabedoria?
6
Resposta
Aux: Rafael Lopes Souza
o conhecimento representa as nossas experiências e
aprendizagens adquiridas do mundo exterior, a
sabedoria, especialmente a proveniente de Deus, nos
dá a condição de transformarmos estes conhecimentos
em prática de vida, a fim de mantermos o equilíbrio, a
coesão e a justiça.
7
Esboço da Lição
Aux: Rafael Lopes Souza
I. A SABEDORIA DE SALOMÃO
A virtude de Salomão.
O sábio pede sabedoria
A sabedoria na prática de vida.
II. A CONSOLIDAÇÃO DO PODER
A glória do reino de Salomão.
O orgulho precede a ruína.
III. A CONSTRUÇÃO DO TEMPLO
O nobre propósito de Salomão.
O templo do Espírito Santo. .
A glória do Senhor
8
INTRODUÇÃO
Aux: Rafael Lopes Souza
Por amor ao rei Davi, Deus permitiu
que Salomão estabelecesse um reino
sólido, próspero, justo, cheio de
glória e poder. Foi durante o reinado
de Salomão que Israel atingiu seu
apogeu (alto nível) na história.
Entretanto, mesmo diante de toda
essa grandeza, promovida por sua
sabedoria, esse destacado monarca
se deixou levar por interesses
políticos e desejos pecaminosos.
9
Aux: Rafael Lopes Souza
10
Aux: Rafael Lopes Souza
11
I.A SABEDORIA DE SALOMÃO.
Aux: Rafael Lopes Souza
1.A virtude de Salomão.
2.O sábio pede sabedoria.
3.A sabedoria na pratica de vida.
12
Aux: Rafael Lopes Souza
1. A virtude de Salomão.
I.A SABEDORIA DE SALOMÃO.
Antes mesmo de receber a sabedoria
como um dom divino, Salomão já
apresentava alguns traços dessa virtude,
pois ao ser inquirido por Deus quanto a
qualquer pedido que quisesse lhe fazer
(1 Rs 3.5),
13
Aux: Rafael Lopes Souza
1. A virtude de Salomão.
I.A SABEDORIA DE SALOMÃO.
Ora, se fosse ganancioso pediria
dinheiro, se fosse orgulhoso
pediria glória, se fosse vaidoso
pediria muitos dias de vida, se
fosse vingativo pediria a morte
dos inimigos (1 Rs 3.11,13; 2 Cr
1.10)
14
Aux: Rafael Lopes Souza
1. A virtude de Salomão.
I.A SABEDORIA DE SALOMÃO.
Mas, de que adiantariam todas
essas coisas se lhe faltasse a
sabedoria? Salomão teve um
elevado senso de prioridade ao
pedir a Deus a coisa certa.
15
Aux: Rafael Lopes Souza
2. O sábio pede sabedoria.
I.A SABEDORIA DE SALOMÃO.
Ao pedir sabedoria, Salomão se
mostrou um homem humilde, e
isso pode ser constatado em uma
das respostas que deu ao Senhor:
"sou ainda menino pequeno, não
sei como sair, nem com o entrar"
(1 Rs 3.7b).
16
Aux: Rafael Lopes Souza
2. O sábio pede sabedoria.
I.A SABEDORIA DE SALOMÃO.
Significa que ele tinha plena
consciência da grandeza de sua
tarefa (1 Rs 3.8), não permitindo
que a imponência do seu reinado lhe
conduzisse à prepotência.
Ao contrário, demonstrou profundo
autoconhecimento, o que é
peculiar a toda pessoa sábia.
17
Aux: Rafael Lopes Souza
3. A sabedoria na pratica de vida.
I.A SABEDORIA DE SALOMÃO.
Tiago escreveu em sua epístola
que existe uma falsa sabedoria
que se evidencia pela inveja e
sentimento faccioso.
Essa sabedoria não vem de Deus,
mas é terrena, animal e diabólica
(Tg 3.15).
18
Aux: Rafael Lopes Souza
18
Aux: Rafael Lopes Souza
18
Aux: Rafael Lopes Souza
18
Aux: Rafael Lopes Souza
18
Aux: Rafael Lopes Souza
18
Aux: Rafael Lopes Souza
18
Aux: Rafael Lopes Souza
19
Aux: Rafael Lopes Souza
3. A sabedoria na pratica de vida.
I.A SABEDORIA DE SALOMÃO.
No entanto, o apóstolo asseverou
que se alguém não tem sabedoria,
peça-a a Deus, que a todos dá
liberalmente (Tg 1.5).
20
Aux: Rafael Lopes Souza
3. A sabedoria na pratica de vida.
I.A SABEDORIA DE SALOMÃO.
As características desta virtude
que vem do alto são: a pureza, a
pacificação, a prudência, a
benevolência, a misericórdia, os
bons frutos, a imparcialidade e a
sinceridade (Tg 3.17).
21
Aux: Rafael Lopes Souza
A virtude deve ser uma marca do
cristão autêntico. A partir de uma
vida virtuosa, os filhos de Deus
serão abençoados em tudo o que
fizerem.
SINOPSE DO TÓPICO (1)
22
II.A CONSOLIDAÇÃO DO PODER.
Aux: Rafael Lopes Souza
1.A glória do reino de Salomão.
2.O orgulho precede a ruína.
23
Aux: Rafael Lopes Souza
1. A glória do reino de Salomão.
O reinado de Salomão não apenas
se tornou amplo em termos
territoriais, mas foi firmado e
estabelecido em paz e justiça (1 Rs
4.24).
II.A CONSOLIDAÇÃO DO PODER.
24
Aux: Rafael Lopes Souza
1. A glória do reino de Salomão.
Todos os governos, quando
administrados sob essas
premissas, se tornam duradouros
trazendo ao povo paz e segurança
(1 Rs 4.25a).
II.A CONSOLIDAÇÃO DO PODER.
25
Aux: Rafael Lopes Souza
2. O orgulho precede a ruína.
Infelizmente, até mesmo os
homens mais sábios estão sujeitos
à queda quando deixam de temer a
Deus e entram por caminhos
tortuosos.
II.A CONSOLIDAÇÃO DO PODER.
26
Aux: Rafael Lopes Souza
2. O orgulho precede a ruína.
II.A CONSOLIDAÇÃO DO PODER.
Os desvios de Salomão foram
chegando aos poucos, à medida
que fazia pequenas concessões
em seu coração e estabelecia
acordos e conchavos políticos que
deterioraram sorrateiramente seus
valores espirituais (1 Rs 11.1,2).
27
Aux: Rafael Lopes Souza
2. O orgulho precede a ruína.
II.A CONSOLIDAÇÃO DO PODER.
Salomão enganou a si mesmo
pela ganância e pela sede de
poder que deixou invadir seu
coração. Todavia, é importante
destacar que isso não aconteceu
no início do seu reinado (1 Rs
11.4-6).
28
Aux: Rafael Lopes Souza
2. O orgulho precede a ruína.
II.A CONSOLIDAÇÃO DO PODER.
Essa degradação de valores
começou conforme Salomão
permitia que pequenos desvios
assumissem proporções
gigantescas.
29
Aux: Rafael Lopes Souza
Devemos ter cuidado com as
concessões que fazemos, pois
uma vida de entrega ao pecado
começa com pequenos deslizes.
SINOPSE DO TÓPICO (2)
30
III.A CONSTRUÇÃO DO TEMPLO.
Aux: Rafael Lopes Souza
1.O nobre propósito de Salomão.
2.O templo do Espírito Santo.
3.A glória do Senhor.
31
Aux: Rafael Lopes Souza
1. O nobre propósito de Salomão.
O propósito de Salomão na
construção do Templo foi muito
nobre: "edificar uma casa ao nome
do Senhor, meu Deus" (1 Rs 5.5)
III.A CONSTRUÇÃO DO TEMPLO.
A construção demorou 7 anos e era um
templo suntuoso e de grande luxo para
abrigar a palavra de Deus, a arca da
aliança foi levado ao lugar chamado
santos dos santos.
32
Aux: Rafael Lopes Souza
1. O nobre propósito de Salomão.
Nisso se percebe que havia
pureza no coração do sábio rei de
Israel nos primeiros anos de seu
reinado.
III.A CONSTRUÇÃO DO TEMPLO.
Na construção do Templo, foram
em pregados diversos materiais
de altíssimo valor, tais como cedro
do Líbano e muito ouro.
Os cedros foram citados 85 vezes na
Bíblia, eles ficam a quase 2 mil metros de
altitude Medindo mais de 30 metros de
altura possuem longos troncos tortuosos
e galhos abertos como braços em oração.
33
Aux: Rafael Lopes Souza
1. O nobre propósito de Salomão.
Todo o Templo foi revestido de
ouro. O Lugar Santíssimo teve as
paredes, o teto e o piso revestidos
de ouro puro (1 Rs 6.20-22).
III.A CONSTRUÇÃO DO TEMPLO.
Salomão quis demonstrar seu
imenso amor a Deus edificando-
lhe uma morada de altíssima
qualidade e excelência.
34
Aux: Rafael Lopes Souza
2. O templo do Espírito Santo.
Essa visão de Deus centrada no
templo é uma forte característica
do Antigo Testamento, mas com a
redenção do homem, efetuada por
Cristo na cruz do Calvário, a
morada de Deus passa a ser o
próprio homem regenerado.
III.A CONSTRUÇÃO DO TEMPLO.
35
Aux: Rafael Lopes Souza
2. O templo do Espírito Santo.
E é nesse lugar que deve haver riqueza e beleza,
porque o Espírito de Deus habita nele (1 Co 6.19).
III.A CONSTRUÇÃO DO TEMPLO.
36
Aux: Rafael Lopes Souza
2. O templo do Espírito Santo.
Acaso não sabem que o corpo de vocês
é santuário do Espírito Santo que habita
em vocês, que lhes foi dado por Deus, e
que vocês não são de vocês mesmos?
III.A CONSTRUÇÃO DO TEMPLO.
Se alguém contaminar o templo de
Deus, Deus o destruirá. Porque o templo
de Deus é santo, qual templo tu és. ”(1
Coríntios 3:17)
37
Aux: Rafael Lopes Souza
3. A glória do Senhor.
A glória do Senhor se manifestou no
Templo, depois de pronto, em duas
ocasiões especiais:
1. A primeira foi quando os sacerdotes
levaram a Arca para o Lugar Santíssimo.
2. A segunda ocasião que a glória do Senhor
se manifestou foi quando Deus respondeu
a Salomão na inauguração do Templo (2 Cr
7.1-3).
III.A CONSTRUÇÃO DO TEMPLO.
38
Aux: Rafael Lopes Souza
3. A glória do Senhor.
A glória do Senhor se manifestou no
Templo, depois de pronto, em duas
ocasiões especiais:
1. A primeira foi quando os sacerdotes
levaram a Arca para o Lugar Santíssimo.
2. A segunda ocasião que a glória do Senhor
se manifestou foi quando Deus respondeu
a Salomão na inauguração do Templo (2 Cr
7.1-3).
III.A CONSTRUÇÃO DO TEMPLO.
39
Aux: Rafael Lopes Souza
Tudo o que fizermos em prol da
obra do Senhor e para a sua Glória
deve ser realizado com pureza de
coração.
SINOPSE DO TÓPICO (3)
40
Aux: Rafael Lopes Souza
Nunca houve na terra um homem
com tanta sabedoria como
Salomão, e que soubesse
empregá-la com justiça e correção
durante anos de reinado.
CONCLUSÃO
Este grande rei de Israel, em seu g
o verno, proporcionou ao povo de
Deus um longo período de paz,
harmonia e prosperidade.
41
Aux: Rafael Lopes Souza
Ele usou sua sabedoria tanto para
consolidar seu poder quanto para
construir um majestoso Templo
para morada e culto a Deus.
CONCLUSÃO

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Espiritismo e estudos bíblicos rei salomão final
Espiritismo e estudos bíblicos rei salomão finalEspiritismo e estudos bíblicos rei salomão final
Espiritismo e estudos bíblicos rei salomão finalLUCAS CANAVARRO
 
Lição 5 - A Instituição da Monarquia em Israel
Lição 5 - A Instituição da Monarquia em IsraelLição 5 - A Instituição da Monarquia em Israel
Lição 5 - A Instituição da Monarquia em IsraelÉder Tomé
 
2 apocalipse os sete selos
2 apocalipse os sete selos2 apocalipse os sete selos
2 apocalipse os sete selosJosé Santos
 
O apocalipse ilustrado
O apocalipse ilustradoO apocalipse ilustrado
O apocalipse ilustradoJosue Garcia
 
Apocalipse 4 e 5 na teologia adventista
Apocalipse 4 e 5 na teologia adventistaApocalipse 4 e 5 na teologia adventista
Apocalipse 4 e 5 na teologia adventistaDiego Fortunatto
 
Carta aos Corintios 02
Carta aos Corintios 02Carta aos Corintios 02
Carta aos Corintios 02aylanj
 
Lição 12 - Sabedoria de Deus para tomada de decisões
Lição 12 - Sabedoria de Deus  para tomada de decisõesLição 12 - Sabedoria de Deus  para tomada de decisões
Lição 12 - Sabedoria de Deus para tomada de decisõesAilton da Silva
 
Espiritismo e estudos bíblicos rei davi final
Espiritismo e estudos bíblicos rei davi finalEspiritismo e estudos bíblicos rei davi final
Espiritismo e estudos bíblicos rei davi finalLUCAS CANAVARRO
 
PARÁBOLA DOS TALENTOS
PARÁBOLA DOS TALENTOSPARÁBOLA DOS TALENTOS
PARÁBOLA DOS TALENTOSJayme Shrek
 
Lição 1 - Conhecendo os Dois Livros de Samuel
Lição 1 - Conhecendo os Dois Livros de SamuelLição 1 - Conhecendo os Dois Livros de Samuel
Lição 1 - Conhecendo os Dois Livros de SamuelÉder Tomé
 

Mais procurados (15)

Lição 14 Livro Apocalipse
Lição 14 Livro Apocalipse Lição 14 Livro Apocalipse
Lição 14 Livro Apocalipse
 
Espiritismo e estudos bíblicos rei salomão final
Espiritismo e estudos bíblicos rei salomão finalEspiritismo e estudos bíblicos rei salomão final
Espiritismo e estudos bíblicos rei salomão final
 
Apoc 04 e 05
Apoc 04 e 05Apoc 04 e 05
Apoc 04 e 05
 
Lição 5 - A Instituição da Monarquia em Israel
Lição 5 - A Instituição da Monarquia em IsraelLição 5 - A Instituição da Monarquia em Israel
Lição 5 - A Instituição da Monarquia em Israel
 
2 apocalipse os sete selos
2 apocalipse os sete selos2 apocalipse os sete selos
2 apocalipse os sete selos
 
A igreja triunfante
A igreja triunfanteA igreja triunfante
A igreja triunfante
 
O apocalipse ilustrado
O apocalipse ilustradoO apocalipse ilustrado
O apocalipse ilustrado
 
Apocalipse 4 e 5 na teologia adventista
Apocalipse 4 e 5 na teologia adventistaApocalipse 4 e 5 na teologia adventista
Apocalipse 4 e 5 na teologia adventista
 
Carta aos Corintios 02
Carta aos Corintios 02Carta aos Corintios 02
Carta aos Corintios 02
 
Lição 12 - Sabedoria de Deus para tomada de decisões
Lição 12 - Sabedoria de Deus  para tomada de decisõesLição 12 - Sabedoria de Deus  para tomada de decisões
Lição 12 - Sabedoria de Deus para tomada de decisões
 
Apocalipse - Capítulo 06
Apocalipse - Capítulo 06  Apocalipse - Capítulo 06
Apocalipse - Capítulo 06
 
Espiritismo e estudos bíblicos rei davi final
Espiritismo e estudos bíblicos rei davi finalEspiritismo e estudos bíblicos rei davi final
Espiritismo e estudos bíblicos rei davi final
 
PARÁBOLA DOS TALENTOS
PARÁBOLA DOS TALENTOSPARÁBOLA DOS TALENTOS
PARÁBOLA DOS TALENTOS
 
História da redenção
História da redençãoHistória da redenção
História da redenção
 
Lição 1 - Conhecendo os Dois Livros de Samuel
Lição 1 - Conhecendo os Dois Livros de SamuelLição 1 - Conhecendo os Dois Livros de Samuel
Lição 1 - Conhecendo os Dois Livros de Samuel
 

Semelhante a Lição 1 / 3 TRIMESTRE 2021 a ascensão de salomão e a construção do templo

Lição 1 - A Ascensão de Salomão e a Construção do Templo.
Lição 1 - A Ascensão de Salomão e a Construção do Templo.Lição 1 - A Ascensão de Salomão e a Construção do Templo.
Lição 1 - A Ascensão de Salomão e a Construção do Templo.Marcus Wagner
 
2021 3º Trimestre Adulto Lição 01.pptx
2021 3º Trimestre Adulto Lição 01.pptx2021 3º Trimestre Adulto Lição 01.pptx
2021 3º Trimestre Adulto Lição 01.pptxJoel Silva
 
Salomão - o Sábio o tolo.pptx
Salomão - o Sábio o tolo.pptxSalomão - o Sábio o tolo.pptx
Salomão - o Sábio o tolo.pptxÉlida Rolim
 
LBA LIÇÃO 12 - SABEDORIA DIVINA PARA TOMADA DE DECISÕES
LBA LIÇÃO 12 - SABEDORIA DIVINA PARA TOMADA DE DECISÕESLBA LIÇÃO 12 - SABEDORIA DIVINA PARA TOMADA DE DECISÕES
LBA LIÇÃO 12 - SABEDORIA DIVINA PARA TOMADA DE DECISÕESNatalino das Neves Neves
 
49 Estudo Panorâmico da Bíblia (I Reis - Parte 1)
49   Estudo Panorâmico da Bíblia (I Reis - Parte 1)49   Estudo Panorâmico da Bíblia (I Reis - Parte 1)
49 Estudo Panorâmico da Bíblia (I Reis - Parte 1)Robson Tavares Fernandes
 
Estudo dos livros Poéticos - Provérbios.
Estudo dos livros Poéticos - Provérbios.Estudo dos livros Poéticos - Provérbios.
Estudo dos livros Poéticos - Provérbios.RODRIGO FERREIRA
 
COMENTARIO BIBLICO-2 crônicas (moody)
COMENTARIO BIBLICO-2 crônicas (moody)COMENTARIO BIBLICO-2 crônicas (moody)
COMENTARIO BIBLICO-2 crônicas (moody)leniogravacoes
 
Lição 9 Mornidão Espiritual
Lição 9   Mornidão EspiritualLição 9   Mornidão Espiritual
Lição 9 Mornidão EspiritualWander Sousa
 
O Tempo Para todas as Coisas.
O Tempo Para todas as Coisas.O Tempo Para todas as Coisas.
O Tempo Para todas as Coisas.Antonio Fernandes
 
Estudo dos livros Poéticos - Eclesiastes
Estudo dos livros Poéticos - EclesiastesEstudo dos livros Poéticos - Eclesiastes
Estudo dos livros Poéticos - EclesiastesRODRIGO FERREIRA
 
Sabedoria Divina para a Tomada de Decisões.
Sabedoria Divina para a Tomada de Decisões.Sabedoria Divina para a Tomada de Decisões.
Sabedoria Divina para a Tomada de Decisões.Márcio Martins
 
Aula 4 - O homem aprovado nas finanças – Rev. Orlando Carrafa.pptx
Aula 4 - O homem aprovado nas finanças – Rev. Orlando Carrafa.pptxAula 4 - O homem aprovado nas finanças – Rev. Orlando Carrafa.pptx
Aula 4 - O homem aprovado nas finanças – Rev. Orlando Carrafa.pptxJosMauroPiresCoutinh
 
Reis e cronicas.ppt
Reis e cronicas.pptReis e cronicas.ppt
Reis e cronicas.pptGardLages
 
O tempo para todas as coisas
O tempo para todas as coisasO tempo para todas as coisas
O tempo para todas as coisasMoisés Sampaio
 
Lição 1 do 4º trimestre O Valor dos Bons Conselhos.
Lição 1 do 4º trimestre  O Valor dos Bons Conselhos.Lição 1 do 4º trimestre  O Valor dos Bons Conselhos.
Lição 1 do 4º trimestre O Valor dos Bons Conselhos.Antonio Fernandes
 
LIÇÃO 2 O REINO DIVIDIDO JEROBOÃO E ROBOÃO - LIÇÃO DE ADULTOS 3º TRIMESTRE DE...
LIÇÃO 2 O REINO DIVIDIDO JEROBOÃO E ROBOÃO - LIÇÃO DE ADULTOS 3º TRIMESTRE DE...LIÇÃO 2 O REINO DIVIDIDO JEROBOÃO E ROBOÃO - LIÇÃO DE ADULTOS 3º TRIMESTRE DE...
LIÇÃO 2 O REINO DIVIDIDO JEROBOÃO E ROBOÃO - LIÇÃO DE ADULTOS 3º TRIMESTRE DE...Marcus Wagner
 

Semelhante a Lição 1 / 3 TRIMESTRE 2021 a ascensão de salomão e a construção do templo (20)

Lição 1 - A Ascensão de Salomão e a Construção do Templo.
Lição 1 - A Ascensão de Salomão e a Construção do Templo.Lição 1 - A Ascensão de Salomão e a Construção do Templo.
Lição 1 - A Ascensão de Salomão e a Construção do Templo.
 
2021 3º Trimestre Adulto Lição 01.pptx
2021 3º Trimestre Adulto Lição 01.pptx2021 3º Trimestre Adulto Lição 01.pptx
2021 3º Trimestre Adulto Lição 01.pptx
 
Salomão - o Sábio o tolo.pptx
Salomão - o Sábio o tolo.pptxSalomão - o Sábio o tolo.pptx
Salomão - o Sábio o tolo.pptx
 
LBA LIÇÃO 12 - SABEDORIA DIVINA PARA TOMADA DE DECISÕES
LBA LIÇÃO 12 - SABEDORIA DIVINA PARA TOMADA DE DECISÕESLBA LIÇÃO 12 - SABEDORIA DIVINA PARA TOMADA DE DECISÕES
LBA LIÇÃO 12 - SABEDORIA DIVINA PARA TOMADA DE DECISÕES
 
49 Estudo Panorâmico da Bíblia (I Reis - Parte 1)
49   Estudo Panorâmico da Bíblia (I Reis - Parte 1)49   Estudo Panorâmico da Bíblia (I Reis - Parte 1)
49 Estudo Panorâmico da Bíblia (I Reis - Parte 1)
 
Estudo dos livros Poéticos - Provérbios.
Estudo dos livros Poéticos - Provérbios.Estudo dos livros Poéticos - Provérbios.
Estudo dos livros Poéticos - Provérbios.
 
COMENTARIO BIBLICO-2 crônicas (moody)
COMENTARIO BIBLICO-2 crônicas (moody)COMENTARIO BIBLICO-2 crônicas (moody)
COMENTARIO BIBLICO-2 crônicas (moody)
 
Lição 9 Mornidão Espiritual
Lição 9   Mornidão EspiritualLição 9   Mornidão Espiritual
Lição 9 Mornidão Espiritual
 
O Tempo Para todas as Coisas.
O Tempo Para todas as Coisas.O Tempo Para todas as Coisas.
O Tempo Para todas as Coisas.
 
Estudo dos livros Poéticos - Eclesiastes
Estudo dos livros Poéticos - EclesiastesEstudo dos livros Poéticos - Eclesiastes
Estudo dos livros Poéticos - Eclesiastes
 
Sabedoria Divina para a Tomada de Decisões.
Sabedoria Divina para a Tomada de Decisões.Sabedoria Divina para a Tomada de Decisões.
Sabedoria Divina para a Tomada de Decisões.
 
A viúva de sarepta
A viúva de sareptaA viúva de sarepta
A viúva de sarepta
 
Aula 4 - O homem aprovado nas finanças – Rev. Orlando Carrafa.pptx
Aula 4 - O homem aprovado nas finanças – Rev. Orlando Carrafa.pptxAula 4 - O homem aprovado nas finanças – Rev. Orlando Carrafa.pptx
Aula 4 - O homem aprovado nas finanças – Rev. Orlando Carrafa.pptx
 
Reis e cronicas.ppt
Reis e cronicas.pptReis e cronicas.ppt
Reis e cronicas.ppt
 
Bna dom comum a 17 o tesouro
Bna dom comum a 17 o tesouroBna dom comum a 17 o tesouro
Bna dom comum a 17 o tesouro
 
O tempo para todas as coisas
O tempo para todas as coisasO tempo para todas as coisas
O tempo para todas as coisas
 
Lição 1 do 4º trimestre O Valor dos Bons Conselhos.
Lição 1 do 4º trimestre  O Valor dos Bons Conselhos.Lição 1 do 4º trimestre  O Valor dos Bons Conselhos.
Lição 1 do 4º trimestre O Valor dos Bons Conselhos.
 
LIÇÃO 2 O REINO DIVIDIDO JEROBOÃO E ROBOÃO - LIÇÃO DE ADULTOS 3º TRIMESTRE DE...
LIÇÃO 2 O REINO DIVIDIDO JEROBOÃO E ROBOÃO - LIÇÃO DE ADULTOS 3º TRIMESTRE DE...LIÇÃO 2 O REINO DIVIDIDO JEROBOÃO E ROBOÃO - LIÇÃO DE ADULTOS 3º TRIMESTRE DE...
LIÇÃO 2 O REINO DIVIDIDO JEROBOÃO E ROBOÃO - LIÇÃO DE ADULTOS 3º TRIMESTRE DE...
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
Poéticos II
Poéticos IIPoéticos II
Poéticos II
 

Último

Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxViniciusPetersen1
 
O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024
O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024
O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024thandreola
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............MilyFonceca
 
Oração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaOração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaNilson Almeida
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfStelaWilbert
 
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.Priscilatrigodecamar
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaRicardo Azevedo
 
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - ApresentaçãoCurso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentaçãoantonio211075
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...M.R.L
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoNilson Almeida
 
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptxCelso Napoleon
 
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptxPIB Penha
 
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxBíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024LeonardoQuintanilha4
 

Último (15)

Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
 
O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024
O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024
O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
 
Oração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaOração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De Cássia
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
 
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
 
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - ApresentaçãoCurso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
 
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
 
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
 
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxBíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
 
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
 

Lição 1 / 3 TRIMESTRE 2021 a ascensão de salomão e a construção do templo

  • 1. Aux . Rafael Lopes Souza A Ascensão de Salomão e a Construção do Templo 3° Trimestre de 2021 1 Lição
  • 2. "E não podiam ter-se em pé os sacerdotes para ministrar, por causa da nuvem, porque a glória do Senhor enchera a Casa do Senhor." (1 Rs 8.11) 2 TEXTO ÁUREO Aux: Rafael Lopes Souza
  • 3. O pedido de sabedoria feito por Salomão a Deus aponta para a maturidade espiritual que Deus deseja para seus filhos. 3 VERDADE PRÁTICA Aux: Rafael Lopes Souza
  • 4. 4 OBJETIVOS Aux: Rafael Lopes Souza Apos esta aula, o aluno devera estar apto a: Evidenciar as virtudes de Salomão. Destacar o comportamento orgulhoso de Salomão no fim de sua vida. Apontar os feitos de Salomão..
  • 5. 5 Uma Pergunta Aux: Rafael Lopes Souza Qual a diferença entre inteligência e sabedoria?
  • 6. 6 Resposta Aux: Rafael Lopes Souza o conhecimento representa as nossas experiências e aprendizagens adquiridas do mundo exterior, a sabedoria, especialmente a proveniente de Deus, nos dá a condição de transformarmos estes conhecimentos em prática de vida, a fim de mantermos o equilíbrio, a coesão e a justiça.
  • 7. 7 Esboço da Lição Aux: Rafael Lopes Souza I. A SABEDORIA DE SALOMÃO A virtude de Salomão. O sábio pede sabedoria A sabedoria na prática de vida. II. A CONSOLIDAÇÃO DO PODER A glória do reino de Salomão. O orgulho precede a ruína. III. A CONSTRUÇÃO DO TEMPLO O nobre propósito de Salomão. O templo do Espírito Santo. . A glória do Senhor
  • 8. 8 INTRODUÇÃO Aux: Rafael Lopes Souza Por amor ao rei Davi, Deus permitiu que Salomão estabelecesse um reino sólido, próspero, justo, cheio de glória e poder. Foi durante o reinado de Salomão que Israel atingiu seu apogeu (alto nível) na história. Entretanto, mesmo diante de toda essa grandeza, promovida por sua sabedoria, esse destacado monarca se deixou levar por interesses políticos e desejos pecaminosos.
  • 11. 11 I.A SABEDORIA DE SALOMÃO. Aux: Rafael Lopes Souza 1.A virtude de Salomão. 2.O sábio pede sabedoria. 3.A sabedoria na pratica de vida.
  • 12. 12 Aux: Rafael Lopes Souza 1. A virtude de Salomão. I.A SABEDORIA DE SALOMÃO. Antes mesmo de receber a sabedoria como um dom divino, Salomão já apresentava alguns traços dessa virtude, pois ao ser inquirido por Deus quanto a qualquer pedido que quisesse lhe fazer (1 Rs 3.5),
  • 13. 13 Aux: Rafael Lopes Souza 1. A virtude de Salomão. I.A SABEDORIA DE SALOMÃO. Ora, se fosse ganancioso pediria dinheiro, se fosse orgulhoso pediria glória, se fosse vaidoso pediria muitos dias de vida, se fosse vingativo pediria a morte dos inimigos (1 Rs 3.11,13; 2 Cr 1.10)
  • 14. 14 Aux: Rafael Lopes Souza 1. A virtude de Salomão. I.A SABEDORIA DE SALOMÃO. Mas, de que adiantariam todas essas coisas se lhe faltasse a sabedoria? Salomão teve um elevado senso de prioridade ao pedir a Deus a coisa certa.
  • 15. 15 Aux: Rafael Lopes Souza 2. O sábio pede sabedoria. I.A SABEDORIA DE SALOMÃO. Ao pedir sabedoria, Salomão se mostrou um homem humilde, e isso pode ser constatado em uma das respostas que deu ao Senhor: "sou ainda menino pequeno, não sei como sair, nem com o entrar" (1 Rs 3.7b).
  • 16. 16 Aux: Rafael Lopes Souza 2. O sábio pede sabedoria. I.A SABEDORIA DE SALOMÃO. Significa que ele tinha plena consciência da grandeza de sua tarefa (1 Rs 3.8), não permitindo que a imponência do seu reinado lhe conduzisse à prepotência. Ao contrário, demonstrou profundo autoconhecimento, o que é peculiar a toda pessoa sábia.
  • 17. 17 Aux: Rafael Lopes Souza 3. A sabedoria na pratica de vida. I.A SABEDORIA DE SALOMÃO. Tiago escreveu em sua epístola que existe uma falsa sabedoria que se evidencia pela inveja e sentimento faccioso. Essa sabedoria não vem de Deus, mas é terrena, animal e diabólica (Tg 3.15).
  • 25. 19 Aux: Rafael Lopes Souza 3. A sabedoria na pratica de vida. I.A SABEDORIA DE SALOMÃO. No entanto, o apóstolo asseverou que se alguém não tem sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente (Tg 1.5).
  • 26. 20 Aux: Rafael Lopes Souza 3. A sabedoria na pratica de vida. I.A SABEDORIA DE SALOMÃO. As características desta virtude que vem do alto são: a pureza, a pacificação, a prudência, a benevolência, a misericórdia, os bons frutos, a imparcialidade e a sinceridade (Tg 3.17).
  • 27. 21 Aux: Rafael Lopes Souza A virtude deve ser uma marca do cristão autêntico. A partir de uma vida virtuosa, os filhos de Deus serão abençoados em tudo o que fizerem. SINOPSE DO TÓPICO (1)
  • 28. 22 II.A CONSOLIDAÇÃO DO PODER. Aux: Rafael Lopes Souza 1.A glória do reino de Salomão. 2.O orgulho precede a ruína.
  • 29. 23 Aux: Rafael Lopes Souza 1. A glória do reino de Salomão. O reinado de Salomão não apenas se tornou amplo em termos territoriais, mas foi firmado e estabelecido em paz e justiça (1 Rs 4.24). II.A CONSOLIDAÇÃO DO PODER.
  • 30. 24 Aux: Rafael Lopes Souza 1. A glória do reino de Salomão. Todos os governos, quando administrados sob essas premissas, se tornam duradouros trazendo ao povo paz e segurança (1 Rs 4.25a). II.A CONSOLIDAÇÃO DO PODER.
  • 31. 25 Aux: Rafael Lopes Souza 2. O orgulho precede a ruína. Infelizmente, até mesmo os homens mais sábios estão sujeitos à queda quando deixam de temer a Deus e entram por caminhos tortuosos. II.A CONSOLIDAÇÃO DO PODER.
  • 32. 26 Aux: Rafael Lopes Souza 2. O orgulho precede a ruína. II.A CONSOLIDAÇÃO DO PODER. Os desvios de Salomão foram chegando aos poucos, à medida que fazia pequenas concessões em seu coração e estabelecia acordos e conchavos políticos que deterioraram sorrateiramente seus valores espirituais (1 Rs 11.1,2).
  • 33. 27 Aux: Rafael Lopes Souza 2. O orgulho precede a ruína. II.A CONSOLIDAÇÃO DO PODER. Salomão enganou a si mesmo pela ganância e pela sede de poder que deixou invadir seu coração. Todavia, é importante destacar que isso não aconteceu no início do seu reinado (1 Rs 11.4-6).
  • 34. 28 Aux: Rafael Lopes Souza 2. O orgulho precede a ruína. II.A CONSOLIDAÇÃO DO PODER. Essa degradação de valores começou conforme Salomão permitia que pequenos desvios assumissem proporções gigantescas.
  • 35. 29 Aux: Rafael Lopes Souza Devemos ter cuidado com as concessões que fazemos, pois uma vida de entrega ao pecado começa com pequenos deslizes. SINOPSE DO TÓPICO (2)
  • 36. 30 III.A CONSTRUÇÃO DO TEMPLO. Aux: Rafael Lopes Souza 1.O nobre propósito de Salomão. 2.O templo do Espírito Santo. 3.A glória do Senhor.
  • 37. 31 Aux: Rafael Lopes Souza 1. O nobre propósito de Salomão. O propósito de Salomão na construção do Templo foi muito nobre: "edificar uma casa ao nome do Senhor, meu Deus" (1 Rs 5.5) III.A CONSTRUÇÃO DO TEMPLO. A construção demorou 7 anos e era um templo suntuoso e de grande luxo para abrigar a palavra de Deus, a arca da aliança foi levado ao lugar chamado santos dos santos.
  • 38. 32 Aux: Rafael Lopes Souza 1. O nobre propósito de Salomão. Nisso se percebe que havia pureza no coração do sábio rei de Israel nos primeiros anos de seu reinado. III.A CONSTRUÇÃO DO TEMPLO. Na construção do Templo, foram em pregados diversos materiais de altíssimo valor, tais como cedro do Líbano e muito ouro. Os cedros foram citados 85 vezes na Bíblia, eles ficam a quase 2 mil metros de altitude Medindo mais de 30 metros de altura possuem longos troncos tortuosos e galhos abertos como braços em oração.
  • 39. 33 Aux: Rafael Lopes Souza 1. O nobre propósito de Salomão. Todo o Templo foi revestido de ouro. O Lugar Santíssimo teve as paredes, o teto e o piso revestidos de ouro puro (1 Rs 6.20-22). III.A CONSTRUÇÃO DO TEMPLO. Salomão quis demonstrar seu imenso amor a Deus edificando- lhe uma morada de altíssima qualidade e excelência.
  • 40. 34 Aux: Rafael Lopes Souza 2. O templo do Espírito Santo. Essa visão de Deus centrada no templo é uma forte característica do Antigo Testamento, mas com a redenção do homem, efetuada por Cristo na cruz do Calvário, a morada de Deus passa a ser o próprio homem regenerado. III.A CONSTRUÇÃO DO TEMPLO.
  • 41. 35 Aux: Rafael Lopes Souza 2. O templo do Espírito Santo. E é nesse lugar que deve haver riqueza e beleza, porque o Espírito de Deus habita nele (1 Co 6.19). III.A CONSTRUÇÃO DO TEMPLO.
  • 42. 36 Aux: Rafael Lopes Souza 2. O templo do Espírito Santo. Acaso não sabem que o corpo de vocês é santuário do Espírito Santo que habita em vocês, que lhes foi dado por Deus, e que vocês não são de vocês mesmos? III.A CONSTRUÇÃO DO TEMPLO. Se alguém contaminar o templo de Deus, Deus o destruirá. Porque o templo de Deus é santo, qual templo tu és. ”(1 Coríntios 3:17)
  • 43. 37 Aux: Rafael Lopes Souza 3. A glória do Senhor. A glória do Senhor se manifestou no Templo, depois de pronto, em duas ocasiões especiais: 1. A primeira foi quando os sacerdotes levaram a Arca para o Lugar Santíssimo. 2. A segunda ocasião que a glória do Senhor se manifestou foi quando Deus respondeu a Salomão na inauguração do Templo (2 Cr 7.1-3). III.A CONSTRUÇÃO DO TEMPLO.
  • 44. 38 Aux: Rafael Lopes Souza 3. A glória do Senhor. A glória do Senhor se manifestou no Templo, depois de pronto, em duas ocasiões especiais: 1. A primeira foi quando os sacerdotes levaram a Arca para o Lugar Santíssimo. 2. A segunda ocasião que a glória do Senhor se manifestou foi quando Deus respondeu a Salomão na inauguração do Templo (2 Cr 7.1-3). III.A CONSTRUÇÃO DO TEMPLO.
  • 45. 39 Aux: Rafael Lopes Souza Tudo o que fizermos em prol da obra do Senhor e para a sua Glória deve ser realizado com pureza de coração. SINOPSE DO TÓPICO (3)
  • 46. 40 Aux: Rafael Lopes Souza Nunca houve na terra um homem com tanta sabedoria como Salomão, e que soubesse empregá-la com justiça e correção durante anos de reinado. CONCLUSÃO Este grande rei de Israel, em seu g o verno, proporcionou ao povo de Deus um longo período de paz, harmonia e prosperidade.
  • 47. 41 Aux: Rafael Lopes Souza Ele usou sua sabedoria tanto para consolidar seu poder quanto para construir um majestoso Templo para morada e culto a Deus. CONCLUSÃO