SlideShare uma empresa Scribd logo
DIVISÃO
HISTÓRICA DA
BÍBLIA
OS 05 LIVROS
POÉTICOS
JÓ
SALMOS
PROVÉRBIOS
ECLESIASTES
CANTARES
1
OS POÉTICOS - PROVÉRBIOS
Palavra-chave:
“SABEDORIA”
2
3
ESCRITOS DE SALOMÃO
•CANTARES: JOVEM
•PROVÉRBIOS: MAIS MADURO
•ECLESIASTES: FINAL DA VIDA
4
-Duas coisas básicas devem ser salientadas sobre o rei
Salomão. A sua sabedoria e sua riqueza.
Em 1 Rs 3:9, quando Salomão orou perante Deus, pediu a
Deus: “Coração compreensivo para julgar teu povo, para que
prudentemente discirna entre o bem e o mal;”
-Isso agradou a Deus, e Deus lhe deu não só a maior
sabedoria que um homem mortal pode ter, como também a
maior riqueza.
5
• Um grande exemplo de sua sabedoria pôde ser
presenciado quando duas mulheres vieram perante ele,
desejando a mesma criança. Salomão disse: "Peguem uma
espada, dividam-na, e deem metade para cada uma".
• Uma mulher concordou, mas a outra disse: "não, deem-na
a ela". Salomão sabia que a verdadeira mãe era aquela que
havia defendido o bebê e entregou-o a ela.
• 1 Rs 3:16-28
6
Autor(es)
O Livro de Provérbios Constitui-se numa coleção de ditos
sábios procedentes de uma série de autores:
a. Salomão: Cf. 1:1; 10;1; 25;1 – Salomão escreveu a
maioria dos Provérbios aqui registrados (I Reis:4:32;
Ec.1:13;12:9)
b. Salomão escreveu 3 mil provérbios o livro reúne 513
destes, seus cânticos foram mil e cinco;
c. Agur: Escreveu o cap.30
d. Lemuel: Escreveu o Cap.31
7
Sem dúvida o Rei Salomão é a referência
inquestionável da autoria do livro –
“Provérbios de Salomão” (1:1)
8
Data e Ocasião
A data mais provável da composição de
Provérbios é o ano 950 A.C., porém, a
obra só foi organizada como está por
volta do século VI A.C., depois da queda
de Jerusalém com o Exílio da Babilônia,
por Ezequias, o Rei de Judá (c. 715-686
a.C.) 9
 Salomão, filho de Davi, foi o terceiro rei de
Israel e reinou sobre todo o país por 40 anos
(1 Reis 11,43; 2 Crônicas 9,30). Este foi o
mesmo número de anos que tinha durado o
reinado de Davi (1 Reis 2,10).
 A Bíblia não faz menção à idade de Salomão,
nem quando ele começou a governar e nem
quando faleceu.
O historiador judeu Flávio Josefo, em sua obra
Antiguidades (Livro 8, capítulo 3), nos informa que
Salomão morreu com 94 anos de idade.
10
PROPÓSITO DO LIVRO
• Provérbios é um dos poucos livros da Bíblia a apresentar-nos
claramente o propósito para o qual foi escrito.
• Leia - 1.2-6.
• Para se conhecer a sabedoria e a instrução; para se entenderem,
as palavras da prudência.
• Para se receber a instrução do entendimento, a justiça, o juízo e a
equidade;
• Para dar aos simples, prudência, e aos moços, conhecimento e
bom siso;
• O sábio ouvirá e crescerá em conhecimento, e o entendido
adquirirá sábios conselhos;
• Para entender os provérbios e sua interpretação; as palavras dos
sábios e as suas proposições.
11
SABEDORIA: APLICAÇÃO PRÁTICA DO
CONHECIMENTO.
INTELIGÊNCIA: FACULDADE DE
CONHECER E COMPREENDER: A
INTELIGÊNCIA DISTINGUE O HOMEM
DO ANIMAL
A INTELIGÊNCIA E ENTENDIMENTO
OPERAM NO MESMO TERRENO.
A PESSOA INTELIGENTE ENTENDE
TODAS AS COISAS
E PODE ENTENDER A DIFERENÇA
ENTRE LUZ E TREVAS ,VERDADE E
ERRO,CERTO E ERRADO. 12
Formar pessoas sábias (lei)
•Neste livro, o SENHOR dá-nos instruções
detalhadas de como agir nas mais diversas áreas
da vida – em nosso relacionamento:
•Com Ele.
•Com nossos pais.
•Com nossos filhos.
•Com nossos vizinhos.
•Com as autoridades.
- Seu propósito é levar-nos a viver a vida
sabiamente, pois ela é curta.
13
Versículo-chave do Livro
"O temor do SENHOR é o princípio do
saber, mas os loucos desprezam a
sabedoria e o ensino" (1.7)
O temor do SENHOR é um estado
mental em que as atitudes, desejos,
sentimentos, ações e objetivos de uma
pessoa são substituídos pelos de Deus.14
15
DEFINIÇÃO DO TERMO
16
Um Provérbio é uma frase curta,
bem construída, que expressa uma verdade
adquirida através da experiência e que se impõe
pela forma breve e pela agudez das observações.
Os provérbios são ensinamentos deduzidos da
experiência que o povo tem da vida,
e sua finalidade é instruir, esclarecendo situações
de perplexidade, fornecendo orientações para
a vida humana, como as setas de uma estrada
VIDA PRUDENTE
•Conforme declara a sua introdução, tem
como propósito ensinar a alcançar
sabedoria, a disciplina e uma vida
prudente e a fazer o que é correto, justo e
digno.
•Em suma, ensina a aplicar e fornecer
instrução moral, impregnada na cultura
de um povo.
17
SABEDORIA DA VIDA
•Provérbios é um livro prático de Sabedoria;
•Com o objetivo de dar sabedoria aos mais
jovens (1:1-7);
•A Sabedoria de Provérbios não é a sabedoria
encontrada nos livros, nos clássicos, nem
uma sabedoria carnal, mas a sabedoria que
procede do temor do Senhor.
•Aplica os princípios de justiça, pureza e
piedade à vida prática
18
ESBOÇO DO LIVRO
19
1 Propósito de Provérbios 1.1-7
2 Provérbios para os jovens 1.8 a 9:18
3 Provérbios de Salomão 10 a 24
4 Provérbios de Salomão
copiados pelos homens de
Ezequias (25:1)
25 a 29
5 Palavras de Agur 30
6 Palavras do rei Lemuel 31
Provérbios pode ser dividido da seguinte maneira
OS TEMAS DE PROVÉRBIOS
o paralelismo de contraste
é utilizado com muitíssima
frequência neste livro.
Assim, vão-se estabelecendo
comparações entre a sabedoria
e a loucura, a justiça e a
injustiça, etc.
A SABEDORIA DO VIVER BEM:
INSTRUÇÕES SOBRE:
A insensatez, o pecado, a bondade, a riqueza, a pobreza, a língua, o
orgulho, a humildade, a justiça, a vingança, a contenda, a gula, o
amor, a preguiça, a amizade, a família, a disciplina dos filhos, a vida e
a morte.
São facetas do relacionamento humano
“Melhor é um bocado seco
e tranquilidade,
do que a casa farta de
carnes e contendas”
Pv.17:120
CONTEÚDO
PROVÉRBIOS ENSINA A SABEDORIA DA VIDA, NÃO DOS LIVROS;
PROVÉRBIOS SEPARA O JUSTO DO ÍMPIO, NÃO LHES DANDO A MESMA SORTE;
PROVÉRBIOS MOSTRA QUE O TEMOR DE DEUS É O PRINCÍPIO DA SABEDORIA;
PROVÉRBIOS ENSINA O CAMINHO DA VIDA;
21
PROTEJE A VIDA
22
PROVÉRBIOS
PROÍBE OS
CRIMES
CONTRA A
HONRA E A
DIGNIDADE
HUMANA
CALÚNIA
23
Calúnia é uma
afirmação falsa e
desonrosa a
respeito de alguém.
Ofende a reputação
e a honra.
“Não calunie o servo
diante de seu senhor”
Pv.30:10
DIFAMAÇÃO
24
Atribuir a outro
fato ofensivo à
honra
Ex.
Acusar alguém de
adultério
“O homem perverso
espalha contendas,
E o difamador separa
os melhores amigos”
Pv. 16:28
Pv.
10:18
INJÚRIA
25
Atribuir a alguém
qualidade negativa
que ofende a
honra subjetiva
Ex: Você é feia
“O que repreende
o escarnecedor
traz afronta sobre
si;
E o que censura o
perverso a si
mesmo se injuria”
Pv. 9:7
Lições do Livro
1 Preguiça 6:6-11 Deveria ser ensinamento básico para
todos membros da igreja
2 Impunidade
(6:28)
Ninguém brinca com o pecado
e sai ileso!
3 Disciplina
(12:1)
Você ama a disciplina?
Não para os outros, mas para si
mesmo?
4 A língua
Cuidado com a sua boca! A morte e
a vida estão em seu poder! 26
Cristologia de Provérbios
No capítulo 8 a sabedoria é personificada e vista em suas
perfeições.
Ela é:
1 - divina - 22-31;
2 - a fonte da vida - 35,36;
3 - justa e reta - 8,9;
4 - está à disposição de todo aquele que a buscar - 1-6; 32-
35.
• O Senhor Jesus é essa sabedoria:
Cl 2.3 - (“Em quem todos os tesouros da sabedoria estão ocultos”)
1 Co 1.30 – “ ... Em Jesus Cristo, que se tornou da parte de Deus
sabedoria e justiça...”
27
PALAVRA FINAL
“O temor do Senhor é o princípio
da sabedoria, e o conhecimento do
santo é prudência”
Pv.9:10
VIVA DE FORMA SABIA!
28
29
1) 2) 3) 4) 5) 6)
E C C C C C
NÃO ESQUEÇAM
DO PAGAMENTO
DAS MENSALIDADES.
SEMANA ABENÇOADA.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Panorama do AT - Provérbios
Panorama do AT - ProvérbiosPanorama do AT - Provérbios
Panorama do AT - Provérbios
Respirando Deus
 
25. Os poéticos: Provérbios
25. Os poéticos: Provérbios25. Os poéticos: Provérbios
25. Os poéticos: Provérbios
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Aula 04 e 05 provérbios
Aula 04 e 05   provérbiosAula 04 e 05   provérbios
Aula 04 e 05 provérbios
Pastor W. Costa
 
Estudo dos livros Poéticos - Eclesiastes
Estudo dos livros Poéticos - EclesiastesEstudo dos livros Poéticos - Eclesiastes
Estudo dos livros Poéticos - Eclesiastes
RODRIGO FERREIRA
 
27. Os poéticos: Cantares de Salomão
27. Os poéticos: Cantares de Salomão27. Os poéticos: Cantares de Salomão
27. Os poéticos: Cantares de Salomão
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
16. O Livro de II Reis
16. O Livro de II Reis16. O Livro de II Reis
16. O Livro de II Reis
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
26. Os poéticos: Eclesiastes
26. Os poéticos: Eclesiastes26. Os poéticos: Eclesiastes
26. Os poéticos: Eclesiastes
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Panorama do AT - Salmos
Panorama do AT - SalmosPanorama do AT - Salmos
Panorama do AT - Salmos
Respirando Deus
 
Panorama do AT - Esdras
Panorama do AT - EsdrasPanorama do AT - Esdras
Panorama do AT - Esdras
Respirando Deus
 
2 Reis - O Reino Dividido + Queda Reino do Norte
2 Reis - O Reino Dividido + Queda Reino do Norte2 Reis - O Reino Dividido + Queda Reino do Norte
2 Reis - O Reino Dividido + Queda Reino do Norte
Amor pela EBD
 
Panorama do AT - Habacuque
Panorama do AT - HabacuquePanorama do AT - Habacuque
Panorama do AT - Habacuque
Respirando Deus
 
Deuteronomio
DeuteronomioDeuteronomio
Deuteronomio
Marcianno Teofilo
 
19. o livro de ii crônicas
19. o livro de ii crônicas19. o livro de ii crônicas
19. o livro de ii crônicas
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
29. O profeta Isaías
29. O profeta Isaías29. O profeta Isaías
29. O profeta Isaías
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
1º Aula de Livros Históricos do Antigo Testamento
1º Aula de Livros Históricos do Antigo Testamento1º Aula de Livros Históricos do Antigo Testamento
1º Aula de Livros Históricos do Antigo Testamento
Jefferson Evangelista
 
Livro de números
Livro de númerosLivro de números
Livro de números
pbmarcelo
 
Curso de Bibliologia
Curso de BibliologiaCurso de Bibliologia
Curso de Bibliologia
Sergio Silva
 
45. o profeta malaquias
45. o profeta malaquias45. o profeta malaquias
45. o profeta malaquias
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
45 Estudo Panorâmico da Bíblia (Juízes)
45   Estudo Panorâmico da Bíblia (Juízes)45   Estudo Panorâmico da Bíblia (Juízes)
45 Estudo Panorâmico da Bíblia (Juízes)
Robson Tavares Fernandes
 
Aula 4 - Levíticos
Aula 4 - LevíticosAula 4 - Levíticos
Aula 4 - Levíticos
Gustavo Zimmermann
 

Mais procurados (20)

Panorama do AT - Provérbios
Panorama do AT - ProvérbiosPanorama do AT - Provérbios
Panorama do AT - Provérbios
 
25. Os poéticos: Provérbios
25. Os poéticos: Provérbios25. Os poéticos: Provérbios
25. Os poéticos: Provérbios
 
Aula 04 e 05 provérbios
Aula 04 e 05   provérbiosAula 04 e 05   provérbios
Aula 04 e 05 provérbios
 
Estudo dos livros Poéticos - Eclesiastes
Estudo dos livros Poéticos - EclesiastesEstudo dos livros Poéticos - Eclesiastes
Estudo dos livros Poéticos - Eclesiastes
 
27. Os poéticos: Cantares de Salomão
27. Os poéticos: Cantares de Salomão27. Os poéticos: Cantares de Salomão
27. Os poéticos: Cantares de Salomão
 
16. O Livro de II Reis
16. O Livro de II Reis16. O Livro de II Reis
16. O Livro de II Reis
 
26. Os poéticos: Eclesiastes
26. Os poéticos: Eclesiastes26. Os poéticos: Eclesiastes
26. Os poéticos: Eclesiastes
 
Panorama do AT - Salmos
Panorama do AT - SalmosPanorama do AT - Salmos
Panorama do AT - Salmos
 
Panorama do AT - Esdras
Panorama do AT - EsdrasPanorama do AT - Esdras
Panorama do AT - Esdras
 
2 Reis - O Reino Dividido + Queda Reino do Norte
2 Reis - O Reino Dividido + Queda Reino do Norte2 Reis - O Reino Dividido + Queda Reino do Norte
2 Reis - O Reino Dividido + Queda Reino do Norte
 
Panorama do AT - Habacuque
Panorama do AT - HabacuquePanorama do AT - Habacuque
Panorama do AT - Habacuque
 
Deuteronomio
DeuteronomioDeuteronomio
Deuteronomio
 
19. o livro de ii crônicas
19. o livro de ii crônicas19. o livro de ii crônicas
19. o livro de ii crônicas
 
29. O profeta Isaías
29. O profeta Isaías29. O profeta Isaías
29. O profeta Isaías
 
1º Aula de Livros Históricos do Antigo Testamento
1º Aula de Livros Históricos do Antigo Testamento1º Aula de Livros Históricos do Antigo Testamento
1º Aula de Livros Históricos do Antigo Testamento
 
Livro de números
Livro de númerosLivro de números
Livro de números
 
Curso de Bibliologia
Curso de BibliologiaCurso de Bibliologia
Curso de Bibliologia
 
45. o profeta malaquias
45. o profeta malaquias45. o profeta malaquias
45. o profeta malaquias
 
45 Estudo Panorâmico da Bíblia (Juízes)
45   Estudo Panorâmico da Bíblia (Juízes)45   Estudo Panorâmico da Bíblia (Juízes)
45 Estudo Panorâmico da Bíblia (Juízes)
 
Aula 4 - Levíticos
Aula 4 - LevíticosAula 4 - Levíticos
Aula 4 - Levíticos
 

Semelhante a Estudo dos livros Poéticos - Provérbios.

LIVROS POÉTICOS (AULA 03 - BÁSICO - IBADEP)
LIVROS POÉTICOS (AULA 03 - BÁSICO - IBADEP)LIVROS POÉTICOS (AULA 03 - BÁSICO - IBADEP)
LIVROS POÉTICOS (AULA 03 - BÁSICO - IBADEP)
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
Espiritismo e estudos bíblicos rei salomão final
Espiritismo e estudos bíblicos rei salomão finalEspiritismo e estudos bíblicos rei salomão final
Espiritismo e estudos bíblicos rei salomão final
LUCAS CANAVARRO
 
Lição 1 do 4º trimestre O Valor dos Bons Conselhos.
Lição 1 do 4º trimestre  O Valor dos Bons Conselhos.Lição 1 do 4º trimestre  O Valor dos Bons Conselhos.
Lição 1 do 4º trimestre O Valor dos Bons Conselhos.
Antonio Fernandes
 
Lição 1 O Valor dos Bons Conselhos
Lição 1   O Valor dos Bons ConselhosLição 1   O Valor dos Bons Conselhos
Lição 1 O Valor dos Bons Conselhos
João Paulo Silva Mendes
 
Lições biblicas 4 trimestre liçao 1
Lições biblicas 4 trimestre liçao 1Lições biblicas 4 trimestre liçao 1
Lições biblicas 4 trimestre liçao 1
vandiney
 
Poéticos II
Poéticos IIPoéticos II
Poéticos II
Ricardo Gondim
 
1 apresentacao livros poeticos
1   apresentacao livros poeticos1   apresentacao livros poeticos
1 apresentacao livros poeticos
PIB Penha
 
Eclesiastes - AULA 05
Eclesiastes - AULA 05Eclesiastes - AULA 05
Eclesiastes - AULA 05
Pastor W. Costa
 
Sabedoria na bíblia
Sabedoria na bíbliaSabedoria na bíblia
Sabedoria na bíblia
IRINEU FILHO
 
126450661 introducao-ao-livro-de-proverbios
126450661 introducao-ao-livro-de-proverbios126450661 introducao-ao-livro-de-proverbios
126450661 introducao-ao-livro-de-proverbios
Evaldo Azevedo
 
4º trimestre 2015 jovens lição 05
4º trimestre 2015 jovens lição 054º trimestre 2015 jovens lição 05
4º trimestre 2015 jovens lição 05
Joel Silva
 
CMAT2- A1.pdf
CMAT2- A1.pdfCMAT2- A1.pdf
CMAT2- A1.pdf
PauloHenriqueLimaBar
 
Lição 1
Lição 1Lição 1
Lição 1
Silas Rodrigues
 
Antigo Testamento - Eclesiastes - Março.2024.pptx
Antigo Testamento - Eclesiastes - Março.2024.pptxAntigo Testamento - Eclesiastes - Março.2024.pptx
Antigo Testamento - Eclesiastes - Março.2024.pptx
DouglasMoraes54
 
12 - panorama do AT -proverbios, eclesiastes e cantares.pptx
12 - panorama do AT -proverbios, eclesiastes e cantares.pptx12 - panorama do AT -proverbios, eclesiastes e cantares.pptx
12 - panorama do AT -proverbios, eclesiastes e cantares.pptx
PIB Penha
 
1vivendo apaixonadamente
1vivendo apaixonadamente1vivendo apaixonadamente
1vivendo apaixonadamente
marcosleal2011
 
vivendo apaixonadamente
vivendo apaixonadamentevivendo apaixonadamente
vivendo apaixonadamente
marcosleal2011
 
1vivendo apaixonadamente
1vivendo apaixonadamente1vivendo apaixonadamente
1vivendo apaixonadamente
marcosleal2011
 
Contrapondo a arrogância com a humildade
Contrapondo a arrogância com a humildadeContrapondo a arrogância com a humildade
Contrapondo a arrogância com a humildade
Moisés Sampaio
 
4º trimestre 2015 juvenis lição 06
4º trimestre 2015 juvenis lição 064º trimestre 2015 juvenis lição 06
4º trimestre 2015 juvenis lição 06
Joel Silva
 

Semelhante a Estudo dos livros Poéticos - Provérbios. (20)

LIVROS POÉTICOS (AULA 03 - BÁSICO - IBADEP)
LIVROS POÉTICOS (AULA 03 - BÁSICO - IBADEP)LIVROS POÉTICOS (AULA 03 - BÁSICO - IBADEP)
LIVROS POÉTICOS (AULA 03 - BÁSICO - IBADEP)
 
Espiritismo e estudos bíblicos rei salomão final
Espiritismo e estudos bíblicos rei salomão finalEspiritismo e estudos bíblicos rei salomão final
Espiritismo e estudos bíblicos rei salomão final
 
Lição 1 do 4º trimestre O Valor dos Bons Conselhos.
Lição 1 do 4º trimestre  O Valor dos Bons Conselhos.Lição 1 do 4º trimestre  O Valor dos Bons Conselhos.
Lição 1 do 4º trimestre O Valor dos Bons Conselhos.
 
Lição 1 O Valor dos Bons Conselhos
Lição 1   O Valor dos Bons ConselhosLição 1   O Valor dos Bons Conselhos
Lição 1 O Valor dos Bons Conselhos
 
Lições biblicas 4 trimestre liçao 1
Lições biblicas 4 trimestre liçao 1Lições biblicas 4 trimestre liçao 1
Lições biblicas 4 trimestre liçao 1
 
Poéticos II
Poéticos IIPoéticos II
Poéticos II
 
1 apresentacao livros poeticos
1   apresentacao livros poeticos1   apresentacao livros poeticos
1 apresentacao livros poeticos
 
Eclesiastes - AULA 05
Eclesiastes - AULA 05Eclesiastes - AULA 05
Eclesiastes - AULA 05
 
Sabedoria na bíblia
Sabedoria na bíbliaSabedoria na bíblia
Sabedoria na bíblia
 
126450661 introducao-ao-livro-de-proverbios
126450661 introducao-ao-livro-de-proverbios126450661 introducao-ao-livro-de-proverbios
126450661 introducao-ao-livro-de-proverbios
 
4º trimestre 2015 jovens lição 05
4º trimestre 2015 jovens lição 054º trimestre 2015 jovens lição 05
4º trimestre 2015 jovens lição 05
 
CMAT2- A1.pdf
CMAT2- A1.pdfCMAT2- A1.pdf
CMAT2- A1.pdf
 
Lição 1
Lição 1Lição 1
Lição 1
 
Antigo Testamento - Eclesiastes - Março.2024.pptx
Antigo Testamento - Eclesiastes - Março.2024.pptxAntigo Testamento - Eclesiastes - Março.2024.pptx
Antigo Testamento - Eclesiastes - Março.2024.pptx
 
12 - panorama do AT -proverbios, eclesiastes e cantares.pptx
12 - panorama do AT -proverbios, eclesiastes e cantares.pptx12 - panorama do AT -proverbios, eclesiastes e cantares.pptx
12 - panorama do AT -proverbios, eclesiastes e cantares.pptx
 
1vivendo apaixonadamente
1vivendo apaixonadamente1vivendo apaixonadamente
1vivendo apaixonadamente
 
vivendo apaixonadamente
vivendo apaixonadamentevivendo apaixonadamente
vivendo apaixonadamente
 
1vivendo apaixonadamente
1vivendo apaixonadamente1vivendo apaixonadamente
1vivendo apaixonadamente
 
Contrapondo a arrogância com a humildade
Contrapondo a arrogância com a humildadeContrapondo a arrogância com a humildade
Contrapondo a arrogância com a humildade
 
4º trimestre 2015 juvenis lição 06
4º trimestre 2015 juvenis lição 064º trimestre 2015 juvenis lição 06
4º trimestre 2015 juvenis lição 06
 

Mais de RODRIGO FERREIRA

AP 4 - O TRONO NO CÉU.pptx
AP 4 - O TRONO NO CÉU.pptxAP 4 - O TRONO NO CÉU.pptx
AP 4 - O TRONO NO CÉU.pptx
RODRIGO FERREIRA
 
APOCALIPSE 2.pptx
APOCALIPSE 2.pptxAPOCALIPSE 2.pptx
APOCALIPSE 2.pptx
RODRIGO FERREIRA
 
APOCALIPSE 1.pptx
APOCALIPSE 1.pptxAPOCALIPSE 1.pptx
APOCALIPSE 1.pptx
RODRIGO FERREIRA
 
BÍBLIA PALAVRA VIVA E EFICAZ(1).pptx
BÍBLIA PALAVRA VIVA E EFICAZ(1).pptxBÍBLIA PALAVRA VIVA E EFICAZ(1).pptx
BÍBLIA PALAVRA VIVA E EFICAZ(1).pptx
RODRIGO FERREIRA
 
21º AUA - A PREPARAÇÃO PARA O MILÊNIO
21º AUA - A PREPARAÇÃO PARA O MILÊNIO21º AUA - A PREPARAÇÃO PARA O MILÊNIO
21º AUA - A PREPARAÇÃO PARA O MILÊNIO
RODRIGO FERREIRA
 
20º AULA - A BATALHA DO ARMAGEDOM
20º AULA - A BATALHA DO ARMAGEDOM20º AULA - A BATALHA DO ARMAGEDOM
20º AULA - A BATALHA DO ARMAGEDOM
RODRIGO FERREIRA
 
19º AULA - AS SETE TAÇAS DO APOCALIPSE
19º AULA - AS SETE TAÇAS DO APOCALIPSE19º AULA - AS SETE TAÇAS DO APOCALIPSE
19º AULA - AS SETE TAÇAS DO APOCALIPSE
RODRIGO FERREIRA
 
As Sete Trombetas
As Sete TrombetasAs Sete Trombetas
As Sete Trombetas
RODRIGO FERREIRA
 
Apocalipse 12 - A Mulher e o Dragão
Apocalipse 12 - A Mulher e o DragãoApocalipse 12 - A Mulher e o Dragão
Apocalipse 12 - A Mulher e o Dragão
RODRIGO FERREIRA
 
A Quebra da Aliança de Israel com o Anticristo
A Quebra da Aliança de Israel com o AnticristoA Quebra da Aliança de Israel com o Anticristo
A Quebra da Aliança de Israel com o Anticristo
RODRIGO FERREIRA
 
14ª AULA - QUEM É A GRANDE MERETRIZ MONTADA NA BESTA?
14ª AULA - QUEM É A GRANDE MERETRIZ MONTADA NA BESTA?14ª AULA - QUEM É A GRANDE MERETRIZ MONTADA NA BESTA?
14ª AULA - QUEM É A GRANDE MERETRIZ MONTADA NA BESTA?
RODRIGO FERREIRA
 
15ª AULA - O CONSELHO MUNDIAL DE IGREJAS
15ª AULA - O CONSELHO MUNDIAL DE IGREJAS15ª AULA - O CONSELHO MUNDIAL DE IGREJAS
15ª AULA - O CONSELHO MUNDIAL DE IGREJAS
RODRIGO FERREIRA
 
13ª AULA - OS 144 MIL SELADOS DE ISRAEL
13ª AULA - OS 144 MIL SELADOS DE ISRAEL13ª AULA - OS 144 MIL SELADOS DE ISRAEL
13ª AULA - OS 144 MIL SELADOS DE ISRAEL
RODRIGO FERREIRA
 
6ª Aula - Os Sinais da Volta de Jesus
6ª Aula - Os Sinais da Volta de Jesus6ª Aula - Os Sinais da Volta de Jesus
6ª Aula - Os Sinais da Volta de Jesus
RODRIGO FERREIRA
 
8ª Aula - A Estátua e os Animais de Daniel e Apocalipse
8ª Aula - A Estátua e os Animais de Daniel e Apocalipse8ª Aula - A Estátua e os Animais de Daniel e Apocalipse
8ª Aula - A Estátua e os Animais de Daniel e Apocalipse
RODRIGO FERREIRA
 
3ª Aula - A Transformação do nosso Corpo em corpo Glorificado
3ª Aula - A Transformação do nosso Corpo em corpo Glorificado3ª Aula - A Transformação do nosso Corpo em corpo Glorificado
3ª Aula - A Transformação do nosso Corpo em corpo Glorificado
RODRIGO FERREIRA
 
4ª Aula - O Tribunal de Cristo
4ª Aula - O Tribunal de Cristo4ª Aula - O Tribunal de Cristo
4ª Aula - O Tribunal de Cristo
RODRIGO FERREIRA
 
5ª Aula - As Bodas do Cordeiro - Arrebatamento, Tribunal de Cristo, As Bodas ...
5ª Aula - As Bodas do Cordeiro - Arrebatamento, Tribunal de Cristo, As Bodas ...5ª Aula - As Bodas do Cordeiro - Arrebatamento, Tribunal de Cristo, As Bodas ...
5ª Aula - As Bodas do Cordeiro - Arrebatamento, Tribunal de Cristo, As Bodas ...
RODRIGO FERREIRA
 
9ª Aula - O Surgimento do Anticristo - A Besta que emerge do Mar
9ª Aula - O Surgimento do Anticristo - A Besta que emerge do Mar9ª Aula - O Surgimento do Anticristo - A Besta que emerge do Mar
9ª Aula - O Surgimento do Anticristo - A Besta que emerge do Mar
RODRIGO FERREIRA
 
7ª Aula - Os Sete Selos do Apocalipse
7ª Aula - Os Sete Selos do Apocalipse7ª Aula - Os Sete Selos do Apocalipse
7ª Aula - Os Sete Selos do Apocalipse
RODRIGO FERREIRA
 

Mais de RODRIGO FERREIRA (20)

AP 4 - O TRONO NO CÉU.pptx
AP 4 - O TRONO NO CÉU.pptxAP 4 - O TRONO NO CÉU.pptx
AP 4 - O TRONO NO CÉU.pptx
 
APOCALIPSE 2.pptx
APOCALIPSE 2.pptxAPOCALIPSE 2.pptx
APOCALIPSE 2.pptx
 
APOCALIPSE 1.pptx
APOCALIPSE 1.pptxAPOCALIPSE 1.pptx
APOCALIPSE 1.pptx
 
BÍBLIA PALAVRA VIVA E EFICAZ(1).pptx
BÍBLIA PALAVRA VIVA E EFICAZ(1).pptxBÍBLIA PALAVRA VIVA E EFICAZ(1).pptx
BÍBLIA PALAVRA VIVA E EFICAZ(1).pptx
 
21º AUA - A PREPARAÇÃO PARA O MILÊNIO
21º AUA - A PREPARAÇÃO PARA O MILÊNIO21º AUA - A PREPARAÇÃO PARA O MILÊNIO
21º AUA - A PREPARAÇÃO PARA O MILÊNIO
 
20º AULA - A BATALHA DO ARMAGEDOM
20º AULA - A BATALHA DO ARMAGEDOM20º AULA - A BATALHA DO ARMAGEDOM
20º AULA - A BATALHA DO ARMAGEDOM
 
19º AULA - AS SETE TAÇAS DO APOCALIPSE
19º AULA - AS SETE TAÇAS DO APOCALIPSE19º AULA - AS SETE TAÇAS DO APOCALIPSE
19º AULA - AS SETE TAÇAS DO APOCALIPSE
 
As Sete Trombetas
As Sete TrombetasAs Sete Trombetas
As Sete Trombetas
 
Apocalipse 12 - A Mulher e o Dragão
Apocalipse 12 - A Mulher e o DragãoApocalipse 12 - A Mulher e o Dragão
Apocalipse 12 - A Mulher e o Dragão
 
A Quebra da Aliança de Israel com o Anticristo
A Quebra da Aliança de Israel com o AnticristoA Quebra da Aliança de Israel com o Anticristo
A Quebra da Aliança de Israel com o Anticristo
 
14ª AULA - QUEM É A GRANDE MERETRIZ MONTADA NA BESTA?
14ª AULA - QUEM É A GRANDE MERETRIZ MONTADA NA BESTA?14ª AULA - QUEM É A GRANDE MERETRIZ MONTADA NA BESTA?
14ª AULA - QUEM É A GRANDE MERETRIZ MONTADA NA BESTA?
 
15ª AULA - O CONSELHO MUNDIAL DE IGREJAS
15ª AULA - O CONSELHO MUNDIAL DE IGREJAS15ª AULA - O CONSELHO MUNDIAL DE IGREJAS
15ª AULA - O CONSELHO MUNDIAL DE IGREJAS
 
13ª AULA - OS 144 MIL SELADOS DE ISRAEL
13ª AULA - OS 144 MIL SELADOS DE ISRAEL13ª AULA - OS 144 MIL SELADOS DE ISRAEL
13ª AULA - OS 144 MIL SELADOS DE ISRAEL
 
6ª Aula - Os Sinais da Volta de Jesus
6ª Aula - Os Sinais da Volta de Jesus6ª Aula - Os Sinais da Volta de Jesus
6ª Aula - Os Sinais da Volta de Jesus
 
8ª Aula - A Estátua e os Animais de Daniel e Apocalipse
8ª Aula - A Estátua e os Animais de Daniel e Apocalipse8ª Aula - A Estátua e os Animais de Daniel e Apocalipse
8ª Aula - A Estátua e os Animais de Daniel e Apocalipse
 
3ª Aula - A Transformação do nosso Corpo em corpo Glorificado
3ª Aula - A Transformação do nosso Corpo em corpo Glorificado3ª Aula - A Transformação do nosso Corpo em corpo Glorificado
3ª Aula - A Transformação do nosso Corpo em corpo Glorificado
 
4ª Aula - O Tribunal de Cristo
4ª Aula - O Tribunal de Cristo4ª Aula - O Tribunal de Cristo
4ª Aula - O Tribunal de Cristo
 
5ª Aula - As Bodas do Cordeiro - Arrebatamento, Tribunal de Cristo, As Bodas ...
5ª Aula - As Bodas do Cordeiro - Arrebatamento, Tribunal de Cristo, As Bodas ...5ª Aula - As Bodas do Cordeiro - Arrebatamento, Tribunal de Cristo, As Bodas ...
5ª Aula - As Bodas do Cordeiro - Arrebatamento, Tribunal de Cristo, As Bodas ...
 
9ª Aula - O Surgimento do Anticristo - A Besta que emerge do Mar
9ª Aula - O Surgimento do Anticristo - A Besta que emerge do Mar9ª Aula - O Surgimento do Anticristo - A Besta que emerge do Mar
9ª Aula - O Surgimento do Anticristo - A Besta que emerge do Mar
 
7ª Aula - Os Sete Selos do Apocalipse
7ª Aula - Os Sete Selos do Apocalipse7ª Aula - Os Sete Selos do Apocalipse
7ª Aula - Os Sete Selos do Apocalipse
 

Último

CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADASCARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
ESCRIBA DE CRISTO
 
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
ayronleonardo
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Celso Napoleon
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
ESCRIBA DE CRISTO
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
ESCRIBA DE CRISTO
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
ESCRIBA DE CRISTO
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Celso Napoleon
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Lourhana
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Janilson Noca
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Nilson Almeida
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
JonasRibeiro61
 
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTASEscola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
ceciliafonseca16
 

Último (16)

CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADASCARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
 
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
 
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
 
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
 
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTASEscola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
 

Estudo dos livros Poéticos - Provérbios.

  • 1. DIVISÃO HISTÓRICA DA BÍBLIA OS 05 LIVROS POÉTICOS JÓ SALMOS PROVÉRBIOS ECLESIASTES CANTARES 1
  • 2. OS POÉTICOS - PROVÉRBIOS Palavra-chave: “SABEDORIA” 2
  • 3. 3
  • 4. ESCRITOS DE SALOMÃO •CANTARES: JOVEM •PROVÉRBIOS: MAIS MADURO •ECLESIASTES: FINAL DA VIDA 4
  • 5. -Duas coisas básicas devem ser salientadas sobre o rei Salomão. A sua sabedoria e sua riqueza. Em 1 Rs 3:9, quando Salomão orou perante Deus, pediu a Deus: “Coração compreensivo para julgar teu povo, para que prudentemente discirna entre o bem e o mal;” -Isso agradou a Deus, e Deus lhe deu não só a maior sabedoria que um homem mortal pode ter, como também a maior riqueza. 5
  • 6. • Um grande exemplo de sua sabedoria pôde ser presenciado quando duas mulheres vieram perante ele, desejando a mesma criança. Salomão disse: "Peguem uma espada, dividam-na, e deem metade para cada uma". • Uma mulher concordou, mas a outra disse: "não, deem-na a ela". Salomão sabia que a verdadeira mãe era aquela que havia defendido o bebê e entregou-o a ela. • 1 Rs 3:16-28 6
  • 7. Autor(es) O Livro de Provérbios Constitui-se numa coleção de ditos sábios procedentes de uma série de autores: a. Salomão: Cf. 1:1; 10;1; 25;1 – Salomão escreveu a maioria dos Provérbios aqui registrados (I Reis:4:32; Ec.1:13;12:9) b. Salomão escreveu 3 mil provérbios o livro reúne 513 destes, seus cânticos foram mil e cinco; c. Agur: Escreveu o cap.30 d. Lemuel: Escreveu o Cap.31 7
  • 8. Sem dúvida o Rei Salomão é a referência inquestionável da autoria do livro – “Provérbios de Salomão” (1:1) 8
  • 9. Data e Ocasião A data mais provável da composição de Provérbios é o ano 950 A.C., porém, a obra só foi organizada como está por volta do século VI A.C., depois da queda de Jerusalém com o Exílio da Babilônia, por Ezequias, o Rei de Judá (c. 715-686 a.C.) 9
  • 10.  Salomão, filho de Davi, foi o terceiro rei de Israel e reinou sobre todo o país por 40 anos (1 Reis 11,43; 2 Crônicas 9,30). Este foi o mesmo número de anos que tinha durado o reinado de Davi (1 Reis 2,10).  A Bíblia não faz menção à idade de Salomão, nem quando ele começou a governar e nem quando faleceu. O historiador judeu Flávio Josefo, em sua obra Antiguidades (Livro 8, capítulo 3), nos informa que Salomão morreu com 94 anos de idade. 10
  • 11. PROPÓSITO DO LIVRO • Provérbios é um dos poucos livros da Bíblia a apresentar-nos claramente o propósito para o qual foi escrito. • Leia - 1.2-6. • Para se conhecer a sabedoria e a instrução; para se entenderem, as palavras da prudência. • Para se receber a instrução do entendimento, a justiça, o juízo e a equidade; • Para dar aos simples, prudência, e aos moços, conhecimento e bom siso; • O sábio ouvirá e crescerá em conhecimento, e o entendido adquirirá sábios conselhos; • Para entender os provérbios e sua interpretação; as palavras dos sábios e as suas proposições. 11
  • 12. SABEDORIA: APLICAÇÃO PRÁTICA DO CONHECIMENTO. INTELIGÊNCIA: FACULDADE DE CONHECER E COMPREENDER: A INTELIGÊNCIA DISTINGUE O HOMEM DO ANIMAL A INTELIGÊNCIA E ENTENDIMENTO OPERAM NO MESMO TERRENO. A PESSOA INTELIGENTE ENTENDE TODAS AS COISAS E PODE ENTENDER A DIFERENÇA ENTRE LUZ E TREVAS ,VERDADE E ERRO,CERTO E ERRADO. 12
  • 13. Formar pessoas sábias (lei) •Neste livro, o SENHOR dá-nos instruções detalhadas de como agir nas mais diversas áreas da vida – em nosso relacionamento: •Com Ele. •Com nossos pais. •Com nossos filhos. •Com nossos vizinhos. •Com as autoridades. - Seu propósito é levar-nos a viver a vida sabiamente, pois ela é curta. 13
  • 14. Versículo-chave do Livro "O temor do SENHOR é o princípio do saber, mas os loucos desprezam a sabedoria e o ensino" (1.7) O temor do SENHOR é um estado mental em que as atitudes, desejos, sentimentos, ações e objetivos de uma pessoa são substituídos pelos de Deus.14
  • 15. 15
  • 16. DEFINIÇÃO DO TERMO 16 Um Provérbio é uma frase curta, bem construída, que expressa uma verdade adquirida através da experiência e que se impõe pela forma breve e pela agudez das observações. Os provérbios são ensinamentos deduzidos da experiência que o povo tem da vida, e sua finalidade é instruir, esclarecendo situações de perplexidade, fornecendo orientações para a vida humana, como as setas de uma estrada
  • 17. VIDA PRUDENTE •Conforme declara a sua introdução, tem como propósito ensinar a alcançar sabedoria, a disciplina e uma vida prudente e a fazer o que é correto, justo e digno. •Em suma, ensina a aplicar e fornecer instrução moral, impregnada na cultura de um povo. 17
  • 18. SABEDORIA DA VIDA •Provérbios é um livro prático de Sabedoria; •Com o objetivo de dar sabedoria aos mais jovens (1:1-7); •A Sabedoria de Provérbios não é a sabedoria encontrada nos livros, nos clássicos, nem uma sabedoria carnal, mas a sabedoria que procede do temor do Senhor. •Aplica os princípios de justiça, pureza e piedade à vida prática 18
  • 19. ESBOÇO DO LIVRO 19 1 Propósito de Provérbios 1.1-7 2 Provérbios para os jovens 1.8 a 9:18 3 Provérbios de Salomão 10 a 24 4 Provérbios de Salomão copiados pelos homens de Ezequias (25:1) 25 a 29 5 Palavras de Agur 30 6 Palavras do rei Lemuel 31 Provérbios pode ser dividido da seguinte maneira
  • 20. OS TEMAS DE PROVÉRBIOS o paralelismo de contraste é utilizado com muitíssima frequência neste livro. Assim, vão-se estabelecendo comparações entre a sabedoria e a loucura, a justiça e a injustiça, etc. A SABEDORIA DO VIVER BEM: INSTRUÇÕES SOBRE: A insensatez, o pecado, a bondade, a riqueza, a pobreza, a língua, o orgulho, a humildade, a justiça, a vingança, a contenda, a gula, o amor, a preguiça, a amizade, a família, a disciplina dos filhos, a vida e a morte. São facetas do relacionamento humano “Melhor é um bocado seco e tranquilidade, do que a casa farta de carnes e contendas” Pv.17:120
  • 21. CONTEÚDO PROVÉRBIOS ENSINA A SABEDORIA DA VIDA, NÃO DOS LIVROS; PROVÉRBIOS SEPARA O JUSTO DO ÍMPIO, NÃO LHES DANDO A MESMA SORTE; PROVÉRBIOS MOSTRA QUE O TEMOR DE DEUS É O PRINCÍPIO DA SABEDORIA; PROVÉRBIOS ENSINA O CAMINHO DA VIDA; 21
  • 22. PROTEJE A VIDA 22 PROVÉRBIOS PROÍBE OS CRIMES CONTRA A HONRA E A DIGNIDADE HUMANA
  • 23. CALÚNIA 23 Calúnia é uma afirmação falsa e desonrosa a respeito de alguém. Ofende a reputação e a honra. “Não calunie o servo diante de seu senhor” Pv.30:10
  • 24. DIFAMAÇÃO 24 Atribuir a outro fato ofensivo à honra Ex. Acusar alguém de adultério “O homem perverso espalha contendas, E o difamador separa os melhores amigos” Pv. 16:28 Pv. 10:18
  • 25. INJÚRIA 25 Atribuir a alguém qualidade negativa que ofende a honra subjetiva Ex: Você é feia “O que repreende o escarnecedor traz afronta sobre si; E o que censura o perverso a si mesmo se injuria” Pv. 9:7
  • 26. Lições do Livro 1 Preguiça 6:6-11 Deveria ser ensinamento básico para todos membros da igreja 2 Impunidade (6:28) Ninguém brinca com o pecado e sai ileso! 3 Disciplina (12:1) Você ama a disciplina? Não para os outros, mas para si mesmo? 4 A língua Cuidado com a sua boca! A morte e a vida estão em seu poder! 26
  • 27. Cristologia de Provérbios No capítulo 8 a sabedoria é personificada e vista em suas perfeições. Ela é: 1 - divina - 22-31; 2 - a fonte da vida - 35,36; 3 - justa e reta - 8,9; 4 - está à disposição de todo aquele que a buscar - 1-6; 32- 35. • O Senhor Jesus é essa sabedoria: Cl 2.3 - (“Em quem todos os tesouros da sabedoria estão ocultos”) 1 Co 1.30 – “ ... Em Jesus Cristo, que se tornou da parte de Deus sabedoria e justiça...” 27
  • 28. PALAVRA FINAL “O temor do Senhor é o princípio da sabedoria, e o conhecimento do santo é prudência” Pv.9:10 VIVA DE FORMA SABIA! 28
  • 29. 29 1) 2) 3) 4) 5) 6) E C C C C C NÃO ESQUEÇAM DO PAGAMENTO DAS MENSALIDADES. SEMANA ABENÇOADA.

Notas do Editor

  1. Jz.2:6 a 23 e 17:6; 21:25