SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 2
Baixar para ler offline
lculado
                                                                                    J.M . Risco ca
           PREVENÇÃO E
           EMERGÊNCIA
                                            Um atalho para efetuar uma
                                            "

 A Segurança do Trabalho é definida por
                                            operação perigosa é o caminho
normas e leis. Em Portugal a Legislação
                                                                                    SERVIÇOS S.H.T
  de Segurança do Trabalho compõe-se        mais rápido para chegar a um          VEJA COMO O POSSO
 por diplomas outras leis complementa-
  res, como portarias e decretos de lei e   desastre."                              AJUDAR NA SUA
                                                                                       EMPRESA
também as convenções Internacionais da
Organização Internacional do Trabalho.
                                            LEIS DE MURPHY



    Plantas de emergência
    Procedimentos de segurança
    Informação/formação
    Simulacros:
    Treino uso de extintores
    Organizar equipas de
     1ªintervenção                                CONTACTOS:
                                                     JOANA MARTINS
                                            EMAIL: joana.martins.tsht@gmail.com
                                                     TELM:913356884
N o l o ca l de t r ab al h o a di st ra çã o o u
n e gl i gê n ci a p od em e st ar na or i g em d e
                 a ci d en t e s gr a ve s.
     I n t er es se - s e pe l a s eg u ra n ça ! ! !
                                                           E LA BOR O P LA NT AS DE           Mais vale uma vida segura,
Plantas de Emergência – Nº6, Artº 205º, Port.               EMER GÊNC IA E                     do que mil seguros de vida.
1532/2008 — As plantas de emergência, a elaborar
para cada piso da utilização-tipo, quer em edifícios
quer em recintos, devem: a) Ser afixadas em posi-          P LANOS D E EMER GÊNC IA
ções estratégicas junto aos acessos principais do
piso a que se referem; b) Ser afixadas nos locais de
                                                           FOR MAÇ ÃO S O BR E P R OC ED I-
risco D e E e nas zonas de refúgio.
                                                            MENTOS DE S EGU R ANÇ A A
Planos/ Procedimentos de Prevenção – Nº1.a), Artº
21º, Dec. Lei 220/2008 — A autoproteção e a gestão
                                                            TER NAS EMP R ESAS
de segurança contra incêndios em edifícios e recin-
tos, durante a exploração ou utilização dos mesmos,        DOU F OR MAÇ ÃO TEÓR IC A E
baseiam-se, entre outras, em medidas preventivas,
que tomam a forma de procedimentos de prevenção
                                                            P R ÁT IC A DE C OM BATE D E
ou planos de prevenção, conforme a categoria de             INC Ê ND IOS
                                                                                               Legenda que descre-
risco;
                                                                                               ve a imagem ou gráfi-
Extintores – Nº1, Artº 163º, Port. 1532/2008 — Todas       E LA BOR O C AR TA ZES E O U                co.
as utilizações-tipo, com exceção da utilização-tipo I
                                                            FO LHET OS DE S E NS IB ILIZA-
das 1.ª e 2.ª categorias de risco, sem prejuízo das
especificações do presente regulamento para os lo-          Ç ÃO NA ÁR EA D A S EGUR AN-
cais de risco, devem ser equipadas com extintores           Ç A E H IG IE NE NO TR ABA LH O
devidamente dimensionados e adequadamente distri-
buídos, em edifícios e nos recintos alojados em ten-
das ou em estruturas insufláveis, de forma que a dis-      FAÇ O S ENS ILIB IZ AÇ ÕES DE
tância a percorrer de qualquer saída de um local de         S EGUR ANÇ A EM E S C O LAS
risco para os caminhos de evacuação até ao extintor
                                                            P R IMÁR IAS E S EC UNDÁR IAS
mais próximo não exceda 15 m. Nº4, Artº 163º, Port.
1532/2008 — Devem ser dotados de extintores todos           E OS DEV IDOS P R OC ED IMEN-
os locais de risco C e F ;                                  TOS DE S EGUR AN Ç A (US O DE
Formação e Informação aos Trabalhadores – Nº1.d),           EXT INTOR ES / AC IONAMENTO
Artº 21º, Dec. Lei 220/2008 — Formação em SCIE,             DE A LAR MES / EQU IP AS DE IN-       Contacte-me para
sob a forma de ações destinadas a todos os funcioná-
rios e colaboradores das entidades exploradoras, ou
                                                            TER VENÇ ÃO /                      qualquer esclarecimento
                                                            P R OC ED IMENT OS A EFEC TU -
de formação específica, destinada aos delegados de
segurança e outros elementos que lidam com situa-           AR ENQUANT O N ÃO C HEGA O
                                                                                                  ou para possíveis
ções de maior risco de incêndio;
                                                            S OC OR R O ETC ..)                      orçamentos

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Folheto final elaborado na sessao josé costa

2012 01 map 1ª categoria
2012 01 map 1ª categoria2012 01 map 1ª categoria
2012 01 map 1ª categoria
Rasnicker
 
Treinamento NR 18.pdf .......................................
Treinamento NR 18.pdf .......................................Treinamento NR 18.pdf .......................................
Treinamento NR 18.pdf .......................................
paulo222341
 
Tecniquitel press release consignação&sinalização equipamentos
Tecniquitel   press release consignação&sinalização equipamentosTecniquitel   press release consignação&sinalização equipamentos
Tecniquitel press release consignação&sinalização equipamentos
TECNIQUITEL
 
Ieba tsht-20110413-folheto orgemergencia-graçacastanheira
Ieba tsht-20110413-folheto orgemergencia-graçacastanheiraIeba tsht-20110413-folheto orgemergencia-graçacastanheira
Ieba tsht-20110413-folheto orgemergencia-graçacastanheira
tshtcastanheira
 
treinamentotrabalhoemaltura-2105051310471-230322203740-78c57123.pptx
treinamentotrabalhoemaltura-2105051310471-230322203740-78c57123.pptxtreinamentotrabalhoemaltura-2105051310471-230322203740-78c57123.pptx
treinamentotrabalhoemaltura-2105051310471-230322203740-78c57123.pptx
MagnaBamineracao
 
7aaa[1][1]. aula de qsms espaço confinado
7aaa[1][1]. aula de qsms   espaço confinado7aaa[1][1]. aula de qsms   espaço confinado
7aaa[1][1]. aula de qsms espaço confinado
geevanny
 
Higiene e segurança no trabalho
Higiene e segurança no trabalhoHigiene e segurança no trabalho
Higiene e segurança no trabalho
mfcorreia
 
Higiene e segurança no trabalho
Higiene e segurança no trabalhoHigiene e segurança no trabalho
Higiene e segurança no trabalho
MiguelCarapinha94
 
Das Imagens Feias
Das Imagens FeiasDas Imagens Feias
Das Imagens Feias
Ainoan
 
NR Nº 33 - Seguraça e Saúde nos Trabalhos em Espaços Confinados - Treinamento...
NR Nº 33 - Seguraça e Saúde nos Trabalhos em Espaços Confinados - Treinamento...NR Nº 33 - Seguraça e Saúde nos Trabalhos em Espaços Confinados - Treinamento...
NR Nº 33 - Seguraça e Saúde nos Trabalhos em Espaços Confinados - Treinamento...
ssuser22319e
 
seguranca-de-maquinas-e-equipamentos-meios-de-protecao-contra-os-riscos-mecan...
seguranca-de-maquinas-e-equipamentos-meios-de-protecao-contra-os-riscos-mecan...seguranca-de-maquinas-e-equipamentos-meios-de-protecao-contra-os-riscos-mecan...
seguranca-de-maquinas-e-equipamentos-meios-de-protecao-contra-os-riscos-mecan...
FelipeSeilonski
 

Semelhante a Folheto final elaborado na sessao josé costa (20)

2012 01 map 1ª categoria
2012 01 map 1ª categoria2012 01 map 1ª categoria
2012 01 map 1ª categoria
 
Treinamento NR 18.pdf .......................................
Treinamento NR 18.pdf .......................................Treinamento NR 18.pdf .......................................
Treinamento NR 18.pdf .......................................
 
Tecniquitel press release consignação&sinalização equipamentos
Tecniquitel   press release consignação&sinalização equipamentosTecniquitel   press release consignação&sinalização equipamentos
Tecniquitel press release consignação&sinalização equipamentos
 
Ieba tsht-20110413-folheto orgemergencia-graçacastanheira
Ieba tsht-20110413-folheto orgemergencia-graçacastanheiraIeba tsht-20110413-folheto orgemergencia-graçacastanheira
Ieba tsht-20110413-folheto orgemergencia-graçacastanheira
 
Armando
ArmandoArmando
Armando
 
Cultura de Segurança -Masterlock
Cultura de Segurança -MasterlockCultura de Segurança -Masterlock
Cultura de Segurança -Masterlock
 
NR 18
NR 18NR 18
NR 18
 
treinamentotrabalhoemaltura-2105051310471-230322203740-78c57123.pptx
treinamentotrabalhoemaltura-2105051310471-230322203740-78c57123.pptxtreinamentotrabalhoemaltura-2105051310471-230322203740-78c57123.pptx
treinamentotrabalhoemaltura-2105051310471-230322203740-78c57123.pptx
 
Oficinas de Electricidade
Oficinas de ElectricidadeOficinas de Electricidade
Oficinas de Electricidade
 
Segurança do trabalho
Segurança do trabalhoSegurança do trabalho
Segurança do trabalho
 
EPIs - NR6 - AULA 7.pdf
EPIs - NR6 - AULA 7.pdfEPIs - NR6 - AULA 7.pdf
EPIs - NR6 - AULA 7.pdf
 
7aaa[1][1]. aula de qsms espaço confinado
7aaa[1][1]. aula de qsms   espaço confinado7aaa[1][1]. aula de qsms   espaço confinado
7aaa[1][1]. aula de qsms espaço confinado
 
Epi, nr 26 e 31
Epi, nr 26 e 31Epi, nr 26 e 31
Epi, nr 26 e 31
 
Higiene e segurança no trabalho
Higiene e segurança no trabalhoHigiene e segurança no trabalho
Higiene e segurança no trabalho
 
Higiene e segurança no trabalho
Higiene e segurança no trabalhoHigiene e segurança no trabalho
Higiene e segurança no trabalho
 
Aula 2- Manual-de-Biossegurança-retificado.pptx
Aula 2- Manual-de-Biossegurança-retificado.pptxAula 2- Manual-de-Biossegurança-retificado.pptx
Aula 2- Manual-de-Biossegurança-retificado.pptx
 
Das Imagens Feias
Das Imagens FeiasDas Imagens Feias
Das Imagens Feias
 
NR Nº 33 - Seguraça e Saúde nos Trabalhos em Espaços Confinados - Treinamento...
NR Nº 33 - Seguraça e Saúde nos Trabalhos em Espaços Confinados - Treinamento...NR Nº 33 - Seguraça e Saúde nos Trabalhos em Espaços Confinados - Treinamento...
NR Nº 33 - Seguraça e Saúde nos Trabalhos em Espaços Confinados - Treinamento...
 
seguranca-de-maquinas-e-equipamentos-meios-de-protecao-contra-os-riscos-mecan...
seguranca-de-maquinas-e-equipamentos-meios-de-protecao-contra-os-riscos-mecan...seguranca-de-maquinas-e-equipamentos-meios-de-protecao-contra-os-riscos-mecan...
seguranca-de-maquinas-e-equipamentos-meios-de-protecao-contra-os-riscos-mecan...
 
Cartilha de seguranca_em_obra 1
Cartilha de seguranca_em_obra 1Cartilha de seguranca_em_obra 1
Cartilha de seguranca_em_obra 1
 

Mais de joanatoky

Visita ao intermarché de mortágua
Visita ao intermarché de mortáguaVisita ao intermarché de mortágua
Visita ao intermarché de mortágua
joanatoky
 
Fotos inéditas trabalho p blog
Fotos inéditas trabalho p blogFotos inéditas trabalho p blog
Fotos inéditas trabalho p blog
joanatoky
 
Paineis solares pdf
Paineis solares pdfPaineis solares pdf
Paineis solares pdf
joanatoky
 
Plano de formação para uma empresa mafalda
Plano de formação para uma empresa mafaldaPlano de formação para uma empresa mafalda
Plano de formação para uma empresa mafalda
joanatoky
 
Diagnóstico de necessidades de formação final
Diagnóstico de necessidades de formação finalDiagnóstico de necessidades de formação final
Diagnóstico de necessidades de formação final
joanatoky
 
Situação avaliada do posto de trabalho (guardado automaticamente) paula neves
Situação avaliada do posto de trabalho (guardado automaticamente) paula nevesSituação avaliada do posto de trabalho (guardado automaticamente) paula neves
Situação avaliada do posto de trabalho (guardado automaticamente) paula neves
joanatoky
 
Paineis solares
Paineis solaresPaineis solares
Paineis solares
joanatoky
 
Desporto & diferença
Desporto & diferençaDesporto & diferença
Desporto & diferença
joanatoky
 
Desporto & diferença
Desporto & diferençaDesporto & diferença
Desporto & diferença
joanatoky
 
Desporto & diferença
Desporto & diferençaDesporto & diferença
Desporto & diferença
joanatoky
 

Mais de joanatoky (11)

Visita ao intermarché de mortágua
Visita ao intermarché de mortáguaVisita ao intermarché de mortágua
Visita ao intermarché de mortágua
 
Tabela
TabelaTabela
Tabela
 
Fotos inéditas trabalho p blog
Fotos inéditas trabalho p blogFotos inéditas trabalho p blog
Fotos inéditas trabalho p blog
 
Paineis solares pdf
Paineis solares pdfPaineis solares pdf
Paineis solares pdf
 
Plano de formação para uma empresa mafalda
Plano de formação para uma empresa mafaldaPlano de formação para uma empresa mafalda
Plano de formação para uma empresa mafalda
 
Diagnóstico de necessidades de formação final
Diagnóstico de necessidades de formação finalDiagnóstico de necessidades de formação final
Diagnóstico de necessidades de formação final
 
Situação avaliada do posto de trabalho (guardado automaticamente) paula neves
Situação avaliada do posto de trabalho (guardado automaticamente) paula nevesSituação avaliada do posto de trabalho (guardado automaticamente) paula neves
Situação avaliada do posto de trabalho (guardado automaticamente) paula neves
 
Paineis solares
Paineis solaresPaineis solares
Paineis solares
 
Desporto & diferença
Desporto & diferençaDesporto & diferença
Desporto & diferença
 
Desporto & diferença
Desporto & diferençaDesporto & diferença
Desporto & diferença
 
Desporto & diferença
Desporto & diferençaDesporto & diferença
Desporto & diferença
 

Folheto final elaborado na sessao josé costa

  • 1. lculado J.M . Risco ca PREVENÇÃO E EMERGÊNCIA Um atalho para efetuar uma " A Segurança do Trabalho é definida por operação perigosa é o caminho normas e leis. Em Portugal a Legislação SERVIÇOS S.H.T de Segurança do Trabalho compõe-se mais rápido para chegar a um VEJA COMO O POSSO por diplomas outras leis complementa- res, como portarias e decretos de lei e desastre." AJUDAR NA SUA EMPRESA também as convenções Internacionais da Organização Internacional do Trabalho. LEIS DE MURPHY  Plantas de emergência  Procedimentos de segurança  Informação/formação  Simulacros:  Treino uso de extintores  Organizar equipas de 1ªintervenção CONTACTOS: JOANA MARTINS EMAIL: joana.martins.tsht@gmail.com TELM:913356884
  • 2. N o l o ca l de t r ab al h o a di st ra çã o o u n e gl i gê n ci a p od em e st ar na or i g em d e a ci d en t e s gr a ve s. I n t er es se - s e pe l a s eg u ra n ça ! ! !  E LA BOR O P LA NT AS DE Mais vale uma vida segura, Plantas de Emergência – Nº6, Artº 205º, Port. EMER GÊNC IA E do que mil seguros de vida. 1532/2008 — As plantas de emergência, a elaborar para cada piso da utilização-tipo, quer em edifícios quer em recintos, devem: a) Ser afixadas em posi-  P LANOS D E EMER GÊNC IA ções estratégicas junto aos acessos principais do piso a que se referem; b) Ser afixadas nos locais de  FOR MAÇ ÃO S O BR E P R OC ED I- risco D e E e nas zonas de refúgio. MENTOS DE S EGU R ANÇ A A Planos/ Procedimentos de Prevenção – Nº1.a), Artº 21º, Dec. Lei 220/2008 — A autoproteção e a gestão TER NAS EMP R ESAS de segurança contra incêndios em edifícios e recin- tos, durante a exploração ou utilização dos mesmos,  DOU F OR MAÇ ÃO TEÓR IC A E baseiam-se, entre outras, em medidas preventivas, que tomam a forma de procedimentos de prevenção P R ÁT IC A DE C OM BATE D E ou planos de prevenção, conforme a categoria de INC Ê ND IOS Legenda que descre- risco; ve a imagem ou gráfi- Extintores – Nº1, Artº 163º, Port. 1532/2008 — Todas  E LA BOR O C AR TA ZES E O U co. as utilizações-tipo, com exceção da utilização-tipo I FO LHET OS DE S E NS IB ILIZA- das 1.ª e 2.ª categorias de risco, sem prejuízo das especificações do presente regulamento para os lo- Ç ÃO NA ÁR EA D A S EGUR AN- cais de risco, devem ser equipadas com extintores Ç A E H IG IE NE NO TR ABA LH O devidamente dimensionados e adequadamente distri- buídos, em edifícios e nos recintos alojados em ten- das ou em estruturas insufláveis, de forma que a dis-  FAÇ O S ENS ILIB IZ AÇ ÕES DE tância a percorrer de qualquer saída de um local de S EGUR ANÇ A EM E S C O LAS risco para os caminhos de evacuação até ao extintor P R IMÁR IAS E S EC UNDÁR IAS mais próximo não exceda 15 m. Nº4, Artº 163º, Port. 1532/2008 — Devem ser dotados de extintores todos E OS DEV IDOS P R OC ED IMEN- os locais de risco C e F ; TOS DE S EGUR AN Ç A (US O DE Formação e Informação aos Trabalhadores – Nº1.d), EXT INTOR ES / AC IONAMENTO Artº 21º, Dec. Lei 220/2008 — Formação em SCIE, DE A LAR MES / EQU IP AS DE IN- Contacte-me para sob a forma de ações destinadas a todos os funcioná- rios e colaboradores das entidades exploradoras, ou TER VENÇ ÃO / qualquer esclarecimento P R OC ED IMENT OS A EFEC TU - de formação específica, destinada aos delegados de segurança e outros elementos que lidam com situa- AR ENQUANT O N ÃO C HEGA O ou para possíveis ções de maior risco de incêndio; S OC OR R O ETC ..) orçamentos