SlideShare uma empresa Scribd logo
2
MISSIONÁRIOS
do EVANGELHO
da FAMÍLIA
Familiaridade Cerioliana
Ef 2 palestra pe. roberto
Ef 2 palestra pe. roberto
Ef 2 palestra pe. roberto
Ef 2 palestra pe. roberto
Ef 2 palestra pe. roberto
Ef 2 palestra pe. roberto
Ef 2 palestra pe. roberto
Ef 2 palestra pe. roberto
Ef 2 palestra pe. roberto
Ef 2 palestra pe. roberto
Ef 2 palestra pe. roberto
Ef 2 palestra pe. roberto
Ef 2 palestra pe. roberto
Ef 2 palestra pe. roberto
CONTEMPLANDO
A SAGRADA FAMÍLIA
“Olhai a Sagrada Família:
Ela vos sirva de estimulo
e vos instrua... para louvar
e servir a Deus nesta “obra”
de sua glória
ao próximo”.
Santa Paula Elisabete Cerioli
A Sagrada Família
do Deus feito
homem deve ser o
objeto da vossa
ternura e amor
 Deus feito homem escolheu uma
família;
 A relação com a Santa Família é
questão de ternura e amor
 A espiritualidade familiar.
devem visita-la
muitas vezes em
Belém, em Nazaré e
no Egito,
Visitar a Sagrada Família
 Experiência espiritual inspirada por de
Santo Inácio de Loyola;
 Estar presente à Sagrada Família...
Estar com Jesus, Maria, José;
 Ler e conhecer os Evangelho da
Infância de Jesus;
 A Novena à Sagrada Família, síntese
desta espiritualidade
para buscar de adequar
àqueles santos
personagens os vossos
gostos, desejos,
inclinações, a vossa
própria vida, minhas
caríssimas:
Adequar
 A finalidade da nossa visita...
 Adequar... Imitar, repetir...
 Gostos: “eu não gosto...”
 Desejos: aspirações, sonhos...
 Inclinações: eu sou assim...
 Toda a vida ...
deveis ir mais
frequentemente visitá-los,
entreter-se com eles,
prestar-lhes homenagens,
adorações,
agradecimentos,
 Frequentemente... Uma
espiritualidade exige disciplina
 Entreter-se, como com uma família
amiga...
 Homenageá-la... Dar algo como
presente
 Adorar estes divinos personagens;
 Agradecê-los...
deveis ir mais
frequentemente visitá-los,
entreter-se com eles,
prestar-lhes homenagens,
adorações,
agradecimentos,
 Frequentemente... Uma
espiritualidade exige disciplina
 Entreter-se, como com uma família
amiga...
 Homenageá-la... Dar algo como
presente
 Adorar estes divinos personagens;
 Agradecê-los...
se não formos nós que
lhes estamos assim
unidas, e ligadas com o
título que trazemos.
 Nós recebemos um carisma
especifico...
 Nós temos uma missão particular...
 Pertencemos à Santa Família
 Somos Missionários do Evangelho da
Família.
A nossa indignidade, não
poderá nos impedir de nos
aproximarmos desta
escola,
 Todos são admitidos a este mistério...
 Ninguém é excluído... Ninguém está
indigno
 Todos podem chegar perto...
 Esta é uma escola... Nós discípulos
da Sagrada Família
 A escola da humildade...
nem a nossa ignorância
em aprender, porque aqui
as virtudes são fáceis
 A vida de santidade não tem
ignorantes, só preguiçosos;
 Precisa guardar no coração, como
Maria;
 As virtudes da Sagrada Família:
◦ Humildades;
◦ Simplicidade
◦ Laboriosidade
◦ Escondimento.
nem a nossa
frieza e
insensibilidade de
amar, pois este é o
mistério do amor
 Entre as ameaças do matrimonio,
estão a frieza e a falta de amor!!!
 Na Família Santa encontramos o
Mistério do amor...
 O que é o amor?
vamos então com
atenção, e
assiduidade, e
detenhamo-nos com
proveito
 O convite de Santa Paula: vamos
então!
 É a nossa Missão, não de outros...
 Começando da nossa família,
aprendamos a pedir a Deus, de ficar
um pouco, durante a semana, com a
Santa Família, porque nos ensine a
ser uma verdadeira família Cristã.

Mais conteúdo relacionado

Destaque

T R AÇ O S E D U C A T I V O S C E R I O L I
T R AÇ O S  E D U C A T I V O S  C E R I O L IT R AÇ O S  E D U C A T I V O S  C E R I O L I
T R AÇ O S E D U C A T I V O S C E R I O L I
csfroberto67
 
Evangelizar Educando
Evangelizar EducandoEvangelizar Educando
Evangelizar Educando
csfroberto67
 
Sinodo dos bispos 3ª assembléia extraordinária - doc. preparatório
Sinodo dos bispos   3ª assembléia extraordinária - doc. preparatórioSinodo dos bispos   3ª assembléia extraordinária - doc. preparatório
Sinodo dos bispos 3ª assembléia extraordinária - doc. preparatório
Jorge Pereira
 
Objectivos E AcçõEs 07 08
Objectivos E AcçõEs 07 08Objectivos E AcçõEs 07 08
Objectivos E AcçõEs 07 08
Paulo Adriano
 
2. Matrimônio e Família na sociedade contemporânea (Heraldo) - 06.04.2014
2. Matrimônio e Família na sociedade contemporânea (Heraldo) - 06.04.20142. Matrimônio e Família na sociedade contemporânea (Heraldo) - 06.04.2014
2. Matrimônio e Família na sociedade contemporânea (Heraldo) - 06.04.2014
Comunidade Sagrada Família
 
Novas fronteiras da Pastoral da Comunicação
Novas fronteiras da Pastoral da ComunicaçãoNovas fronteiras da Pastoral da Comunicação
Novas fronteiras da Pastoral da Comunicação
Rodrigo Catini Flaibam
 
Diretório da Pastoral Familiar
Diretório da Pastoral FamiliarDiretório da Pastoral Familiar
Diretório da Pastoral Familiar
Luiz Vicente Gargiulo
 
3 enc Teologia Espiritualidade Pascom
3 enc Teologia Espiritualidade Pascom3 enc Teologia Espiritualidade Pascom
3 enc Teologia Espiritualidade Pascom
Bernadetecebs .
 
7º PPO – Encontro de Espiritualidade: Padre Nadai
7º PPO – Encontro de Espiritualidade: Padre Nadai7º PPO – Encontro de Espiritualidade: Padre Nadai
7º PPO – Encontro de Espiritualidade: Padre Nadai
Rodrigo Catini Flaibam
 
Ijmj província jesus maria josé
Ijmj   província jesus maria joséIjmj   província jesus maria josé
Ijmj província jesus maria josé
Celsio Carrocini
 
3 ppp sobre inapaf
3 ppp sobre inapaf3 ppp sobre inapaf
3 ppp sobre inapaf
familiaregsul4
 
O trabalho de pastoreio familiar
O trabalho de pastoreio familiarO trabalho de pastoreio familiar
O trabalho de pastoreio familiar
Manoel Francisco Xavier
 
Pastoral Familiar Londrina
Pastoral Familiar LondrinaPastoral Familiar Londrina
Pastoral Familiar Londrina
Pastoral Familiar Londrina
 
Arte de ouvir joanna de angelis
Arte de ouvir   joanna de angelisArte de ouvir   joanna de angelis
Arte de ouvir joanna de angelis
Grupo Espírita Mensageiros
 
O que é pastoral familiar
O que é pastoral familiarO que é pastoral familiar
O que é pastoral familiar
EDSON HÜBNER
 
Ano Litúrgico
Ano Litúrgico Ano Litúrgico
Ano Litúrgico
Cateclicar
 
Diretório da Pastoral Familiar
Diretório da Pastoral FamiliarDiretório da Pastoral Familiar
Diretório da Pastoral Familiar
Geraldo Gomes
 
Roteiro homilético da festa da sagrada família ano c
Roteiro homilético da festa da sagrada família ano cRoteiro homilético da festa da sagrada família ano c
Roteiro homilético da festa da sagrada família ano c
José Luiz Silva Pinto
 
Exortação apostólica amoris laetitia a alegria do amor o amor na família papa...
Exortação apostólica amoris laetitia a alegria do amor o amor na família papa...Exortação apostólica amoris laetitia a alegria do amor o amor na família papa...
Exortação apostólica amoris laetitia a alegria do amor o amor na família papa...
Antonio De Assis Ribeiro
 
Qual o papel da mãe na família cristã
Qual o papel da mãe na família cristãQual o papel da mãe na família cristã
Qual o papel da mãe na família cristã
Rosângela Oliveira
 

Destaque (20)

T R AÇ O S E D U C A T I V O S C E R I O L I
T R AÇ O S  E D U C A T I V O S  C E R I O L IT R AÇ O S  E D U C A T I V O S  C E R I O L I
T R AÇ O S E D U C A T I V O S C E R I O L I
 
Evangelizar Educando
Evangelizar EducandoEvangelizar Educando
Evangelizar Educando
 
Sinodo dos bispos 3ª assembléia extraordinária - doc. preparatório
Sinodo dos bispos   3ª assembléia extraordinária - doc. preparatórioSinodo dos bispos   3ª assembléia extraordinária - doc. preparatório
Sinodo dos bispos 3ª assembléia extraordinária - doc. preparatório
 
Objectivos E AcçõEs 07 08
Objectivos E AcçõEs 07 08Objectivos E AcçõEs 07 08
Objectivos E AcçõEs 07 08
 
2. Matrimônio e Família na sociedade contemporânea (Heraldo) - 06.04.2014
2. Matrimônio e Família na sociedade contemporânea (Heraldo) - 06.04.20142. Matrimônio e Família na sociedade contemporânea (Heraldo) - 06.04.2014
2. Matrimônio e Família na sociedade contemporânea (Heraldo) - 06.04.2014
 
Novas fronteiras da Pastoral da Comunicação
Novas fronteiras da Pastoral da ComunicaçãoNovas fronteiras da Pastoral da Comunicação
Novas fronteiras da Pastoral da Comunicação
 
Diretório da Pastoral Familiar
Diretório da Pastoral FamiliarDiretório da Pastoral Familiar
Diretório da Pastoral Familiar
 
3 enc Teologia Espiritualidade Pascom
3 enc Teologia Espiritualidade Pascom3 enc Teologia Espiritualidade Pascom
3 enc Teologia Espiritualidade Pascom
 
7º PPO – Encontro de Espiritualidade: Padre Nadai
7º PPO – Encontro de Espiritualidade: Padre Nadai7º PPO – Encontro de Espiritualidade: Padre Nadai
7º PPO – Encontro de Espiritualidade: Padre Nadai
 
Ijmj província jesus maria josé
Ijmj   província jesus maria joséIjmj   província jesus maria josé
Ijmj província jesus maria josé
 
3 ppp sobre inapaf
3 ppp sobre inapaf3 ppp sobre inapaf
3 ppp sobre inapaf
 
O trabalho de pastoreio familiar
O trabalho de pastoreio familiarO trabalho de pastoreio familiar
O trabalho de pastoreio familiar
 
Pastoral Familiar Londrina
Pastoral Familiar LondrinaPastoral Familiar Londrina
Pastoral Familiar Londrina
 
Arte de ouvir joanna de angelis
Arte de ouvir   joanna de angelisArte de ouvir   joanna de angelis
Arte de ouvir joanna de angelis
 
O que é pastoral familiar
O que é pastoral familiarO que é pastoral familiar
O que é pastoral familiar
 
Ano Litúrgico
Ano Litúrgico Ano Litúrgico
Ano Litúrgico
 
Diretório da Pastoral Familiar
Diretório da Pastoral FamiliarDiretório da Pastoral Familiar
Diretório da Pastoral Familiar
 
Roteiro homilético da festa da sagrada família ano c
Roteiro homilético da festa da sagrada família ano cRoteiro homilético da festa da sagrada família ano c
Roteiro homilético da festa da sagrada família ano c
 
Exortação apostólica amoris laetitia a alegria do amor o amor na família papa...
Exortação apostólica amoris laetitia a alegria do amor o amor na família papa...Exortação apostólica amoris laetitia a alegria do amor o amor na família papa...
Exortação apostólica amoris laetitia a alegria do amor o amor na família papa...
 
Qual o papel da mãe na família cristã
Qual o papel da mãe na família cristãQual o papel da mãe na família cristã
Qual o papel da mãe na família cristã
 

Semelhante a Ef 2 palestra pe. roberto

Boletim informativo mai2014
Boletim informativo mai2014Boletim informativo mai2014
Boletim informativo mai2014
fespiritacrista
 
Se a mediunidade falasse i
Se a mediunidade falasse iSe a mediunidade falasse i
Se a mediunidade falasse i
Marcílio Pereira
 
Pastoral da acolhida paroquia sao-pedro-apostolo
Pastoral da acolhida paroquia sao-pedro-apostoloPastoral da acolhida paroquia sao-pedro-apostolo
Pastoral da acolhida paroquia sao-pedro-apostolo
gafasnet
 
Informativo Pastoral Familiar - Paróquia São Benedito - Nº 01 - Março-2011
Informativo Pastoral Familiar - Paróquia São Benedito - Nº 01 - Março-2011Informativo Pastoral Familiar - Paróquia São Benedito - Nº 01 - Março-2011
Informativo Pastoral Familiar - Paróquia São Benedito - Nº 01 - Março-2011
Adriano de Paula
 
A EQUIPE ESPIRITUAL
A EQUIPE ESPIRITUALA EQUIPE ESPIRITUAL
A EQUIPE ESPIRITUAL
Alice Lirio
 
Se a mediunidade falasse iii (oficial)
Se a mediunidade falasse iii (oficial)Se a mediunidade falasse iii (oficial)
Se a mediunidade falasse iii (oficial)
Marcílio Pereira
 
Se a mediunidade falasse iv
Se a mediunidade falasse ivSe a mediunidade falasse iv
Se a mediunidade falasse iv
Marcílio Pereira
 
Ideias para acampamento
Ideias para acampamentoIdeias para acampamento
Ideias para acampamento
Suellen Silva
 
Se a mediunidade falasse ii
Se a mediunidade falasse iiSe a mediunidade falasse ii
Se a mediunidade falasse ii
Marcílio Pereira
 
Jornal aliança nº 175 maio 2014
Jornal aliança nº 175 maio 2014Jornal aliança nº 175 maio 2014
Jornal aliança nº 175 maio 2014
mcj2013
 
Triduo_ Gli sguardi di suor Maria Troncatti_POR
Triduo_ Gli sguardi di suor Maria Troncatti_PORTriduo_ Gli sguardi di suor Maria Troncatti_POR
Triduo_ Gli sguardi di suor Maria Troncatti_POR
Maike Loes
 
A escolha de companheiros
A escolha de companheirosA escolha de companheiros
A escolha de companheiros
Silvio Dutra
 
Jornal abril 2015
Jornal abril 2015Jornal abril 2015
Jornal abril 2015
saojosepascom
 
Jornal abril 2015
Jornal abril 2015Jornal abril 2015
Jornal abril 2015
saojosepascom
 
Carta de oraçao português maio junho 2014
Carta de oraçao português maio junho 2014Carta de oraçao português maio junho 2014
Carta de oraçao português maio junho 2014
Maraecio
 
Umbanda mitos e realidade
Umbanda   mitos e realidadeUmbanda   mitos e realidade
Umbanda mitos e realidade
sracardozo
 
33 obsessão desconhecida
33   obsessão desconhecida33   obsessão desconhecida
33 obsessão desconhecida
Fatoze
 
Informativo Cristianismo Redivivo Agosto
Informativo Cristianismo Redivivo AgostoInformativo Cristianismo Redivivo Agosto
Informativo Cristianismo Redivivo Agosto
cristianismoredivivo
 
Texto de estudo saber e pedir a fé 2013
Texto de estudo saber e pedir a fé 2013Texto de estudo saber e pedir a fé 2013
Texto de estudo saber e pedir a fé 2013
ensantidade
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 31 - com
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 31 - comSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 31 - com
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 31 - com
Ricardo Azevedo
 

Semelhante a Ef 2 palestra pe. roberto (20)

Boletim informativo mai2014
Boletim informativo mai2014Boletim informativo mai2014
Boletim informativo mai2014
 
Se a mediunidade falasse i
Se a mediunidade falasse iSe a mediunidade falasse i
Se a mediunidade falasse i
 
Pastoral da acolhida paroquia sao-pedro-apostolo
Pastoral da acolhida paroquia sao-pedro-apostoloPastoral da acolhida paroquia sao-pedro-apostolo
Pastoral da acolhida paroquia sao-pedro-apostolo
 
Informativo Pastoral Familiar - Paróquia São Benedito - Nº 01 - Março-2011
Informativo Pastoral Familiar - Paróquia São Benedito - Nº 01 - Março-2011Informativo Pastoral Familiar - Paróquia São Benedito - Nº 01 - Março-2011
Informativo Pastoral Familiar - Paróquia São Benedito - Nº 01 - Março-2011
 
A EQUIPE ESPIRITUAL
A EQUIPE ESPIRITUALA EQUIPE ESPIRITUAL
A EQUIPE ESPIRITUAL
 
Se a mediunidade falasse iii (oficial)
Se a mediunidade falasse iii (oficial)Se a mediunidade falasse iii (oficial)
Se a mediunidade falasse iii (oficial)
 
Se a mediunidade falasse iv
Se a mediunidade falasse ivSe a mediunidade falasse iv
Se a mediunidade falasse iv
 
Ideias para acampamento
Ideias para acampamentoIdeias para acampamento
Ideias para acampamento
 
Se a mediunidade falasse ii
Se a mediunidade falasse iiSe a mediunidade falasse ii
Se a mediunidade falasse ii
 
Jornal aliança nº 175 maio 2014
Jornal aliança nº 175 maio 2014Jornal aliança nº 175 maio 2014
Jornal aliança nº 175 maio 2014
 
Triduo_ Gli sguardi di suor Maria Troncatti_POR
Triduo_ Gli sguardi di suor Maria Troncatti_PORTriduo_ Gli sguardi di suor Maria Troncatti_POR
Triduo_ Gli sguardi di suor Maria Troncatti_POR
 
A escolha de companheiros
A escolha de companheirosA escolha de companheiros
A escolha de companheiros
 
Jornal abril 2015
Jornal abril 2015Jornal abril 2015
Jornal abril 2015
 
Jornal abril 2015
Jornal abril 2015Jornal abril 2015
Jornal abril 2015
 
Carta de oraçao português maio junho 2014
Carta de oraçao português maio junho 2014Carta de oraçao português maio junho 2014
Carta de oraçao português maio junho 2014
 
Umbanda mitos e realidade
Umbanda   mitos e realidadeUmbanda   mitos e realidade
Umbanda mitos e realidade
 
33 obsessão desconhecida
33   obsessão desconhecida33   obsessão desconhecida
33 obsessão desconhecida
 
Informativo Cristianismo Redivivo Agosto
Informativo Cristianismo Redivivo AgostoInformativo Cristianismo Redivivo Agosto
Informativo Cristianismo Redivivo Agosto
 
Texto de estudo saber e pedir a fé 2013
Texto de estudo saber e pedir a fé 2013Texto de estudo saber e pedir a fé 2013
Texto de estudo saber e pedir a fé 2013
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 31 - com
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 31 - comSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 31 - com
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 31 - com
 

Último

IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Anesio2
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
beathrizalves131
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CristviaFerreira
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
mozalgebrista
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da químicaTEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
VictorEmanoel37
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.pptNR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
Vanessa F. Rezende
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
marcos oliveira
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
FLAVIOROBERTOGOUVEA
 

Último (20)

IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da químicaTEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.pptNR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
 

Ef 2 palestra pe. roberto

  • 18. “Olhai a Sagrada Família: Ela vos sirva de estimulo e vos instrua... para louvar e servir a Deus nesta “obra” de sua glória ao próximo”. Santa Paula Elisabete Cerioli
  • 19. A Sagrada Família do Deus feito homem deve ser o objeto da vossa ternura e amor
  • 20.  Deus feito homem escolheu uma família;  A relação com a Santa Família é questão de ternura e amor  A espiritualidade familiar.
  • 21. devem visita-la muitas vezes em Belém, em Nazaré e no Egito,
  • 22. Visitar a Sagrada Família  Experiência espiritual inspirada por de Santo Inácio de Loyola;  Estar presente à Sagrada Família... Estar com Jesus, Maria, José;  Ler e conhecer os Evangelho da Infância de Jesus;  A Novena à Sagrada Família, síntese desta espiritualidade
  • 23. para buscar de adequar àqueles santos personagens os vossos gostos, desejos, inclinações, a vossa própria vida, minhas caríssimas:
  • 24. Adequar  A finalidade da nossa visita...  Adequar... Imitar, repetir...  Gostos: “eu não gosto...”  Desejos: aspirações, sonhos...  Inclinações: eu sou assim...  Toda a vida ...
  • 25. deveis ir mais frequentemente visitá-los, entreter-se com eles, prestar-lhes homenagens, adorações, agradecimentos,
  • 26.  Frequentemente... Uma espiritualidade exige disciplina  Entreter-se, como com uma família amiga...  Homenageá-la... Dar algo como presente  Adorar estes divinos personagens;  Agradecê-los...
  • 27. deveis ir mais frequentemente visitá-los, entreter-se com eles, prestar-lhes homenagens, adorações, agradecimentos,
  • 28.  Frequentemente... Uma espiritualidade exige disciplina  Entreter-se, como com uma família amiga...  Homenageá-la... Dar algo como presente  Adorar estes divinos personagens;  Agradecê-los...
  • 29. se não formos nós que lhes estamos assim unidas, e ligadas com o título que trazemos.
  • 30.  Nós recebemos um carisma especifico...  Nós temos uma missão particular...  Pertencemos à Santa Família  Somos Missionários do Evangelho da Família.
  • 31. A nossa indignidade, não poderá nos impedir de nos aproximarmos desta escola,
  • 32.  Todos são admitidos a este mistério...  Ninguém é excluído... Ninguém está indigno  Todos podem chegar perto...  Esta é uma escola... Nós discípulos da Sagrada Família  A escola da humildade...
  • 33. nem a nossa ignorância em aprender, porque aqui as virtudes são fáceis
  • 34.  A vida de santidade não tem ignorantes, só preguiçosos;  Precisa guardar no coração, como Maria;  As virtudes da Sagrada Família: ◦ Humildades; ◦ Simplicidade ◦ Laboriosidade ◦ Escondimento.
  • 35. nem a nossa frieza e insensibilidade de amar, pois este é o mistério do amor
  • 36.  Entre as ameaças do matrimonio, estão a frieza e a falta de amor!!!  Na Família Santa encontramos o Mistério do amor...  O que é o amor?
  • 37. vamos então com atenção, e assiduidade, e detenhamo-nos com proveito
  • 38.  O convite de Santa Paula: vamos então!  É a nossa Missão, não de outros...  Começando da nossa família, aprendamos a pedir a Deus, de ficar um pouco, durante a semana, com a Santa Família, porque nos ensine a ser uma verdadeira família Cristã.