SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 11
Baixar para ler offline
Visando incentivar e reconhecer a produção acadêmica de estudantes e
difundir soluções efetivas para o setor público, foi instituído durante o VII Encontro
Nacional dos Estudantes de Administração Pública (ENEAP), no ano de 2008, o
primeiro Prêmio LICE. O concurso de artigos foi idealizado pelos alunos da comissão
organizadora do VI ENEAP em homenagem à aluna Alice Jorge de Souza. Desde então,
anualmente ocorre o Prêmio LICE em paralelo ao ENEAP. Neste ano de 2012, o Prêmio
conta com uma novidade: além de artigos de Iniciação Científica, serão aceitos artigos
de pós-graduação (que não concorrerão à premiação em dinheiro, mas serão
reconhecidos e encaminhados para publicações científicas em regime de fast-track).
       O XI ENEAP 2012 acontecerá em Florianópolis entre os dias 16 a 19 de Agosto,
recebendo estudantes e professores não apenas de administração públicas, também
de vários cursos do campo de públicas, de todas as regiões brasileiras. O tema central
do Evento e do Prêmio LICE 2012 é “Brasil em desenvolvimento: estratégias e
desafios para os gestores públicos”, dividido em quatro eixos temáticos:

1 – Ética e cultura do povo brasileiro.
2 – Caminhos para a sustentabilidade.
3 – O momento é do Brasil.
4 – O papel estratégico do administrador público.

Contamos com a sua colaboração para incentivar e disseminar a produção científica no
Campo de Públicas no Brasil.
Sumário

 1. Tema...................................................................................................................................... 4
    Ética e cultura do povo brasileiro.......................................................................................... 4
    Caminhos para a sustentabilidade. ....................................................................................... 5
    O momento é do Brasil. ........................................................................................................ 5
    O papel estratégico do administrador público...................................................................... 5
    Temas Livres .......................................................................................................................... 5
 2. Datas importantes:................................................................................................................ 6
 3. Formato dos Artigos.............................................................................................................. 6
    Editor de texto....................................................................................................................... 6
    Configuração dos textos........................................................................................................ 6
    Conteúdo da primeira página................................................................................................ 6
    Formatação de tabelas e gráficos ......................................................................................... 7
    Citações e modelo de referência........................................................................................... 7
    Observações .......................................................................................................................... 7
 4. Autores .................................................................................................................................. 8
 5. Avaliação dos Artigos ............................................................................................................ 9
 6. Do Prêmio.............................................................................................................................. 9
 7. Comissão Organizadora do Prêmio Lice.............................................................................. 11
1. Tema


       Brasil em desenvolvimento: estratégias e desafios para os gestores
                               públicos


       O Brasil deixou de ser o país do futuro, e hoje já é considerado uma importante
força global. A imagem de miséria, subdesenvolvimento e atraso está dando lugar ao
status de superpotência emergente, com a modernização da economia e alto grau de
investimentos. Vivemos um bônus demográfico, temos grandes reservas naturais a
serem exploradas, e sediaremos os principais eventos esportivos desta década. No
entanto, a tão sonhada transição para um país mais justo, desenvolvido e bem
administrado é mais complexa do que robustos índices de crescimento econômico, ou
aumento de reservas cambiais. Inegável dizer que essa marcha está em curso, mas
quais são as implicações dos novos tempos para o cotidiano do brasileiro? Quais são as
principais dificuldades e desafios, no que se refere à gestão pública, para seguir com
programas e ações que visem à construção de um Brasil próspero e sustentável?
Poderia o campo de públicas ser protagonista nesse processo? Para o debate desta e
de muitas outras questões, o Curso de Administração Pública da ESAG/UDESC tem
orgulho de sediar a décima primeira edição do Encontro Nacional dos Estudantes de
Administração Pública. Participe!



1.2 Eixos

Ética e cultura do povo brasileiro.

        Desde os primórdios da colonização até a Nova República, passando por
Império e períodos ditatoriais, o Brasil tem uma longa tradição política autoritária. O
povo brasileiro é visto como passivo e fraco perante sistemas políticos marcados pela
alta concentração de poder nas mãos dos mais fortes. Em quase trinta anos de
democracia, ao mesmo tempo em que bons governos e novas iniciativas sociais
fortaleceram o poder popular em muitos aspectos, uma boa parte do povo –
governantes e governados - ainda insistem em manter traços de uma cultura da qual o
Brasil, pelo menos no papel, quer sair. Como os administradores públicos podem
contribuir para potencializar a criatividade e a inovação do brasileiro e minimizar a
corrupção e seus devastadores efeitos?
Caminhos para a sustentabilidade.

       A sustentabilidade tem sido colocada, inicialmente, como um conjunto de
soluções a serem elaboradas e postas em prática para reverter a crise ambiental, nossa
maior ameaça a ser enfrentada como civilização global. Ao longo das últimas décadas,
esse conceito tem evoluído para um equilíbrio ideal entre a preservação dos
ecossistemas, a justiça social e o desenvolvimento econômico. Na décima edição do
ENEAP, em 2011, Marina Silva chama a participação dos cidadãos brasileiros para a
construção da sustentabilidade em todas as suas dimensões. Qual tem sido o papel da
gestão pública – em nível local, regional e nacional - para tornar o Brasil mais
sustentável e qual a importância do nosso país nesse processo, uma vez que temos
uma gigantesca quantidade de reservas e recursos naturais?


O momento é do Brasil.

        Mesmo sendo uma das nações que mais cresceu durante o século XX,
expressões como “o país do futuro” e “gigante adormecido” tiveram destaque nas
definições sobre o Brasil feitas por seu próprio povo. No entanto, estamos vivendo no
século XXI tempos de importância inédita do Brasil no cenário mundial: já somos a
sexta maior economia do mundo e poderemos passar para a quarta colocação nas
próximas décadas. Qual é a visão que os gestores públicos públicos possuem sobre
esse processo? Pode o país manter o bom cenário econômico e elevar a qualidade de
vida dos seus cidadãos? Quais são as chances, os limites e as ameaças do crescimento
da economia à luz da gestão pública? O que de positivo o novo peso do Brasil pode
trazer ao mundo?


O papel estratégico do administrador público.


       Vive-se um momento de ascensão do reconhecimento de uma gestão pública
de alta qualidade. Programas governamentais e inúmeros projetos têm buscado as
competências do administrador público, ao mesmo tempo em que gestores,
professores, autores e acadêmicos em todo o Brasil têm se articulado para fortalecer o
chamado Campo de Públicas. Como os atores desse movimento avaliam os seus
próprios esforços, e quais são os novos desafios e as estratégias a serem tomadas para
o crescimento do protagonismo do gestor público na promoção do desenvolvimento
do país? Como pode o movimento estudantil de públicas e os cursos do campo
melhorem sua integração e atuação no cenário nacional?


Temas Livres
2. Datas importantes

20/04 - Início da submissão dos artigos através do site www.eneap2012.com.br

30/04 - Prazo final para a submissão dos artigos

08/06 - Divulgação dos artigos aprovados para apresentação
        Divulgação dos artigos aprovados para anais

19/08 – Entrega do Prêmio



3. Formato dos Artigos


Editor de texto
      Word do Office 2003 ou posterior

Configuração das páginas
    Tamanho do papel: A4 (29,7 cm x 21 cm)
    Margem superior: 3 cm
    Margem inferior: 2 cm
    Margem esquerda: 3 cm
    Margem direita: 2 cm


Configuração dos textos
      Fonte: Calibri, corpo 11
      Espaçamento entre caracteres, palavras e linhas: simples
      Número de páginas (no rodapé e não no cabeçalho)
      Artigo de graduação: mínimo 8 (oito), máximo 12 (doze), incluindo ilustrações,
       bibliografia e notas de final de texto.
      Artigos de pós-graduação: mínimo 10 (dez), máximo 15 (quinze), incluindo
       ilustrações, bibliografia e notas de final de texto.


Conteúdo da primeira página
      Título do trabalho, com todas as palavras principais iniciando-se em maiúsculas.
      Resumo do trabalho, em único parágrafo, composto de 100 a 250 palavras, no
       mesmo idioma do trabalho, contendo: objetivo, breve menção ao quadro
       teórico de referência, metodologia, resultados e conclusões (sem abstract).
      Palavras-chave: no mínimo 3 e no máximo 5, separadas por ponto e vírgula (;).
      Início do corpo do texto (do trabalho em si).
      Não colocar identificação do(s) autor(es).
Formatação de tabelas e gráficos
      Figuras e tabelas não devem possuir títulos (cabeçalhos), mas sim legendas.
      Para melhor visualização dos objetos, deve ser previsto espaçamento um e
       meio entre texto-objeto e uma linha em branco na parte legenda-texto.
      As legendas devem ser posicionadas abaixo das Figuras e Tabelas.
      Esses objetos, bem como suas respectivas legendas, devem ser centralizados
       nas páginas. Use, para isso, os estilos pré-definidos Figura ou Tabela.
      Para as legendas, deve-se utilizar fonte Calibri, tamanho 10, centralizada e em
       negrito (ou, alternativamente, o estilo “Legenda”).
      Nas tabelas, deve ser usada, preferencialmente, a fonte Calibri, tamanho 10.
       Os estilos utilizados no interior de Tabelas devem ser “Tabela Cabeçalho” e
       “Tabela Corpo”, os quais podem ser editados (alinhamento, espaçamento, tipo
       de fonte) conforme as necessidades.

Importante:
    As tabelas devem estar separadas do corpo do texto por uma linha em branco
      (12 pontos). Para tanto, pode-se usar uma linha do estilo “Tabela
      Espaçamento” entre o corpo de texto anterior à tabela e a mesma.


Citações e modelo de referência
      Formato de acordo com as normas da ABNT.
      Fonte Calibri, corpo 11.


Observações
      A inscrição dos autores deve ser feita com seu nome por extenso apenas no
       momento do cadastramento no site. No corpo do artigo/relato não deverá
       conter nenhum tipo e identificação.
      Recomenda-se que o tamanho do arquivo não seja superior a 1 megabyte,
       evitando-se trabalhos que requeiram softwares não contidos no Microsoft
       Office para sua completa visualização.
      Notas deverão ser inseridas como notas de final de texto, não devem ser
       colocadas no rodapé.
4. Autoria

Cada artigo deverá ser submetido e possuir até quatro autores.

Os trabalhos não podem, sob hipótese alguma, possuir identificação; aqueles cuja
autoria seja identificada serão excluídos do evento. Por essa razão, certifique-se de
que o trabalho não contenha identificação explícita nem identificação oculta.

Pelo menos um dos autores do trabalho deverá inscrever-se no evento.

Artigos de graduação/iniciação científica: o primeiro autor deverá ser,
necessariamente, estudante de curso de graduação – ou com graduação concluída no
período máximo de um ano até a data do evento. Esta situação deverá ser
comprovada para fins de premiação do concurso, ou seja, os autores selecionados
deverão apresentar declaração de frequência ou certificado de conclusão do curso
para fins de premiação.

Artigos de pós-graduação: o primeiro autor deverá ser, necessariamente, estudante de
pós-graduação, podendo contar com estudantes de graduação, pós-graduação e
professores como coautores.

É vedada a participação como autor de qualquer dos membros da Comissão
Organizadora do XI ENEAP.

Ps.: Após o término das submissões, é vedada inclusões de autores.
5. Avaliação dos Artigos


Os artigos serão avaliados por professores do campo de públicas de várias instituições
do país, em processo de double blind review.

Os critérios de avaliação, tanto para artigos de iniciação científica (graduação) como
de pós-graduação estão definidos a seguir, com peso correspondente entre
parênteses. Cada critério receberá nota de 0 a 10:

          Originalidade (10)
          Adequação ao eixo temático (10)
          Relevância para o campo de públicas (20)
          Coerência do argumento principal e da articulação entre dados e resultados
           (15)
          Consistência teórica e qualidade a revisão de literatura (15)
          Qualidade gramatical e estrutural do texto (10)
          Adequação da metodologia adotada (10)
          Alcance dos objetivos e coerência da análise e da conclusão (10)


Os artigos que não estiverem de acordo com as especificações anteriormente
apresentadas e apresentarem identificação no corpo do artigo, erros de formatação e
impossibilidade de leitura, serão reprovados.


6. Do Prêmio

Reforçando o incentivo à produção de artigos de iniciação científica, o valor total do
Prêmio será destinado aos alunos de graduação integrantes dos três artigos mais bem
avaliados.
Os prêmios serão entregues por meio de cheque do proponente no último dia do
ENEAP 2012, de acordo com a seguinte ordem:

      1º Colocado: R$ 900,00;
      2º Colocado: R$ 400,00;
      3º Colocado: R$ 200,00
       Além do Prêmio em dinheiro, certificado?

Os artigos de pós-graduação não concorrerão ao prêmio em dinheiro. Os três
melhores trabalhos serão divulgados e premiados com certificado e serão
encaminhados em regime de fast track para publicações científicas parceiras do ENEAP, a
serem divulgadas na data da premiação.
Caso pelo menos um dos autores não esteja presente para receber o prêmio,
sem justificativa prévia, o Prêmio será passado para o próximo colocado.
7. Comissão Organizadora do Prêmio Lice


Coordenadora do Prêmio Lice
Alessandra Debone de Sousa
UDESC-ESAG

Colaboradora do Prêmio Lice
Luiza Stein da Silva
UDESC-ESAG



e-mail: premiolice@eneap2012.com.br

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Fuglar svava
Fuglar svavaFuglar svava
Fuglar svava
svava4
 
Eyes 彩虹膜
Eyes 彩虹膜Eyes 彩虹膜
Eyes 彩虹膜
mw chuang
 
Alguns edificis singulars de barcelona
Alguns edificis singulars de barcelonaAlguns edificis singulars de barcelona
Alguns edificis singulars de barcelona
mrabel63
 
Ivan Vuich - 2016 Resume
Ivan Vuich - 2016 ResumeIvan Vuich - 2016 Resume
Ivan Vuich - 2016 Resume
Ivan Vuich
 
Les 10 millors imatges del hubble
Les 10 millors imatges del hubbleLes 10 millors imatges del hubble
Les 10 millors imatges del hubble
cmcnf
 
Progression勉強会in福井
Progression勉強会in福井Progression勉強会in福井
Progression勉強会in福井
Kazuki Tada
 
Collage
CollageCollage
Collage
vigam
 

Destaque (20)

Policy Compliance, PCI Compliance
Policy Compliance, PCI CompliancePolicy Compliance, PCI Compliance
Policy Compliance, PCI Compliance
 
Fuglar svava
Fuglar svavaFuglar svava
Fuglar svava
 
Seminario.27.10.10.Vigo
Seminario.27.10.10.VigoSeminario.27.10.10.Vigo
Seminario.27.10.10.Vigo
 
Eyes 彩虹膜
Eyes 彩虹膜Eyes 彩虹膜
Eyes 彩虹膜
 
Alguns edificis singulars de barcelona
Alguns edificis singulars de barcelonaAlguns edificis singulars de barcelona
Alguns edificis singulars de barcelona
 
C:\Fakepath\Uxio Novoneyra
C:\Fakepath\Uxio NovoneyraC:\Fakepath\Uxio Novoneyra
C:\Fakepath\Uxio Novoneyra
 
Escolacolors programa
Escolacolors programaEscolacolors programa
Escolacolors programa
 
Seminário Rodoanel Apresentação ver.Chagas
Seminário Rodoanel Apresentação ver.ChagasSeminário Rodoanel Apresentação ver.Chagas
Seminário Rodoanel Apresentação ver.Chagas
 
Ivan Vuich - 2016 Resume
Ivan Vuich - 2016 ResumeIvan Vuich - 2016 Resume
Ivan Vuich - 2016 Resume
 
Tarea 1
Tarea 1Tarea 1
Tarea 1
 
Les 10 millors imatges del hubble
Les 10 millors imatges del hubbleLes 10 millors imatges del hubble
Les 10 millors imatges del hubble
 
SESION 1 IDESA IB
SESION 1 IDESA IBSESION 1 IDESA IB
SESION 1 IDESA IB
 
Underwater
UnderwaterUnderwater
Underwater
 
Progression勉強会in福井
Progression勉強会in福井Progression勉強会in福井
Progression勉強会in福井
 
Artemijas revista 2010
Artemijas revista 2010Artemijas revista 2010
Artemijas revista 2010
 
Edward vii
Edward viiEdward vii
Edward vii
 
Devonian Lepidodendropsis from Donbass
Devonian Lepidodendropsis from DonbassDevonian Lepidodendropsis from Donbass
Devonian Lepidodendropsis from Donbass
 
Emprendimiento
EmprendimientoEmprendimiento
Emprendimiento
 
Tese estudante pós-graduação_liz_melissa_licenciamento_ambiental_municipal
Tese estudante pós-graduação_liz_melissa_licenciamento_ambiental_municipalTese estudante pós-graduação_liz_melissa_licenciamento_ambiental_municipal
Tese estudante pós-graduação_liz_melissa_licenciamento_ambiental_municipal
 
Collage
CollageCollage
Collage
 

Semelhante a Edital premio lice eneap2012

Fgv curso de_graduacao_em_admp
Fgv curso de_graduacao_em_admpFgv curso de_graduacao_em_admp
Fgv curso de_graduacao_em_admp
FEA-USP
 
Cenarios e-obstaculos-01 (2)
Cenarios e-obstaculos-01 (2)Cenarios e-obstaculos-01 (2)
Cenarios e-obstaculos-01 (2)
Claudio Mendonça
 
Apostila disciplina completa
Apostila disciplina completaApostila disciplina completa
Apostila disciplina completa
ivanjacomassi
 
JUVENTUDE E POLÍTICAS SOCIAIS NO BRASIL
JUVENTUDE E POLÍTICAS SOCIAIS NO BRASILJUVENTUDE E POLÍTICAS SOCIAIS NO BRASIL
JUVENTUDE E POLÍTICAS SOCIAIS NO BRASIL
Marcelo Valle
 
O estado de s. paulo 05.03
O estado de s. paulo 05.03O estado de s. paulo 05.03
O estado de s. paulo 05.03
Meio & Mensagem
 
Caderno 1 - Conselhos Escolares e Aprendizagem
Caderno 1 - Conselhos Escolares e AprendizagemCaderno 1 - Conselhos Escolares e Aprendizagem
Caderno 1 - Conselhos Escolares e Aprendizagem
Esmeraldina Sousa
 
Caderno 1 – conselhos escolares democratização da escola e construção da cida...
Caderno 1 – conselhos escolares democratização da escola e construção da cida...Caderno 1 – conselhos escolares democratização da escola e construção da cida...
Caderno 1 – conselhos escolares democratização da escola e construção da cida...
Najara Nascimento
 

Semelhante a Edital premio lice eneap2012 (20)

Fgv curso de_graduacao_em_admp
Fgv curso de_graduacao_em_admpFgv curso de_graduacao_em_admp
Fgv curso de_graduacao_em_admp
 
Modelo neoliberal e a resistência dos Trabalhadores
Modelo neoliberal e a resistência dos TrabalhadoresModelo neoliberal e a resistência dos Trabalhadores
Modelo neoliberal e a resistência dos Trabalhadores
 
Cenarios e-obstaculos-01 (2)
Cenarios e-obstaculos-01 (2)Cenarios e-obstaculos-01 (2)
Cenarios e-obstaculos-01 (2)
 
Economia politica e desenvolvimento: um debate teórico
Economia politica e desenvolvimento: um debate teóricoEconomia politica e desenvolvimento: um debate teórico
Economia politica e desenvolvimento: um debate teórico
 
A cidade constitucional - relatório
A cidade constitucional  - relatórioA cidade constitucional  - relatório
A cidade constitucional - relatório
 
Apostila disciplina completa
Apostila disciplina completaApostila disciplina completa
Apostila disciplina completa
 
CIDADE CONSTITUCIONAL: CAPITAL DA REPÚBLICA IX
CIDADE CONSTITUCIONAL: CAPITAL DA REPÚBLICA IXCIDADE CONSTITUCIONAL: CAPITAL DA REPÚBLICA IX
CIDADE CONSTITUCIONAL: CAPITAL DA REPÚBLICA IX
 
Gestao Pública Transparência_Controle e Participação Social.pdf
Gestao Pública Transparência_Controle e Participação Social.pdfGestao Pública Transparência_Controle e Participação Social.pdf
Gestao Pública Transparência_Controle e Participação Social.pdf
 
Cidade Constitucional e a Capital da República - Relato de uma jornada
Cidade Constitucional e a Capital da República - Relato de uma jornadaCidade Constitucional e a Capital da República - Relato de uma jornada
Cidade Constitucional e a Capital da República - Relato de uma jornada
 
JUVENTUDE E POLÍTICAS SOCIAIS NO BRASIL
JUVENTUDE E POLÍTICAS SOCIAIS NO BRASILJUVENTUDE E POLÍTICAS SOCIAIS NO BRASIL
JUVENTUDE E POLÍTICAS SOCIAIS NO BRASIL
 
Recortes
RecortesRecortes
Recortes
 
O estado de s. paulo 05.03
O estado de s. paulo 05.03O estado de s. paulo 05.03
O estado de s. paulo 05.03
 
Ce cad1
Ce cad1Ce cad1
Ce cad1
 
Caderno 1 - Conselhos Escolares e Aprendizagem
Caderno 1 - Conselhos Escolares e AprendizagemCaderno 1 - Conselhos Escolares e Aprendizagem
Caderno 1 - Conselhos Escolares e Aprendizagem
 
Caderno 1 – conselhos escolares democratização da escola e construção da cida...
Caderno 1 – conselhos escolares democratização da escola e construção da cida...Caderno 1 – conselhos escolares democratização da escola e construção da cida...
Caderno 1 – conselhos escolares democratização da escola e construção da cida...
 
Cadernos Gestão Pública e Cidadania (CGPC) – Vol. 24, n. 77 – set/dez 2018
Cadernos Gestão Pública e Cidadania (CGPC) – Vol. 24, n. 77 – set/dez 2018Cadernos Gestão Pública e Cidadania (CGPC) – Vol. 24, n. 77 – set/dez 2018
Cadernos Gestão Pública e Cidadania (CGPC) – Vol. 24, n. 77 – set/dez 2018
 
#Mapa doburaco
#Mapa doburaco#Mapa doburaco
#Mapa doburaco
 
#Mapa doburaco
#Mapa doburaco#Mapa doburaco
#Mapa doburaco
 
Cidadania sustentável
Cidadania sustentávelCidadania sustentável
Cidadania sustentável
 
Reflexões e Proposições de Políticas Públicas de Desenvolvimento Territorial ...
Reflexões e Proposições de Políticas Públicas de Desenvolvimento Territorial ...Reflexões e Proposições de Políticas Públicas de Desenvolvimento Territorial ...
Reflexões e Proposições de Políticas Públicas de Desenvolvimento Territorial ...
 

Mais de Departamento de Administração Pública ESAG/UDESC

Mais de Departamento de Administração Pública ESAG/UDESC (20)

Manual enade 2015
Manual enade 2015Manual enade 2015
Manual enade 2015
 
Relatório de gestão 2013 2015
Relatório de gestão 2013 2015Relatório de gestão 2013 2015
Relatório de gestão 2013 2015
 
Relatório de Gestão 2013-2015
Relatório de Gestão 2013-2015Relatório de Gestão 2013-2015
Relatório de Gestão 2013-2015
 
Calendário dap 2015.2
Calendário dap 2015.2Calendário dap 2015.2
Calendário dap 2015.2
 
Calendário dap 2015.2
Calendário dap 2015.2Calendário dap 2015.2
Calendário dap 2015.2
 
Boletins compilados 2015 1
Boletins compilados 2015 1Boletins compilados 2015 1
Boletins compilados 2015 1
 
Calendário DAP 2015.1
Calendário DAP 2015.1Calendário DAP 2015.1
Calendário DAP 2015.1
 
Edital Disciplinas Inglês 2015-1
Edital Disciplinas Inglês 2015-1Edital Disciplinas Inglês 2015-1
Edital Disciplinas Inglês 2015-1
 
Boletins compilados 2014 2
Boletins compilados 2014 2Boletins compilados 2014 2
Boletins compilados 2014 2
 
Calendário dap 2014.2
Calendário dap 2014.2Calendário dap 2014.2
Calendário dap 2014.2
 
Calendário DAP 2014.2
Calendário DAP 2014.2Calendário DAP 2014.2
Calendário DAP 2014.2
 
Calendário dap 2014.2
Calendário dap 2014.2Calendário dap 2014.2
Calendário dap 2014.2
 
Relatorio de gestão e sustentabilidade esag 2010 2013
Relatorio de gestão e sustentabilidade esag 2010 2013Relatorio de gestão e sustentabilidade esag 2010 2013
Relatorio de gestão e sustentabilidade esag 2010 2013
 
Calendário dap 2014.1
Calendário dap 2014.1Calendário dap 2014.1
Calendário dap 2014.1
 
Informeesag 2013.2
Informeesag 2013.2Informeesag 2013.2
Informeesag 2013.2
 
Resolução ces 1 2014 dcn administração pública-dou 14-1-2014_seção 1_p. 18
Resolução ces 1 2014 dcn administração pública-dou 14-1-2014_seção 1_p. 18Resolução ces 1 2014 dcn administração pública-dou 14-1-2014_seção 1_p. 18
Resolução ces 1 2014 dcn administração pública-dou 14-1-2014_seção 1_p. 18
 
Resolução ces 1 2014 dcn administração pública-dou 14-1-2014_seção 1_p. 17
Resolução ces 1 2014 dcn administração pública-dou 14-1-2014_seção 1_p. 17Resolução ces 1 2014 dcn administração pública-dou 14-1-2014_seção 1_p. 17
Resolução ces 1 2014 dcn administração pública-dou 14-1-2014_seção 1_p. 17
 
Boletim de servicos_2_quadrimestre_de_2013
Boletim de servicos_2_quadrimestre_de_2013Boletim de servicos_2_quadrimestre_de_2013
Boletim de servicos_2_quadrimestre_de_2013
 
Portaria 013 2013 - exame final 2013-2
Portaria 013   2013 -  exame final 2013-2Portaria 013   2013 -  exame final 2013-2
Portaria 013 2013 - exame final 2013-2
 
Apresentação iDAP
Apresentação iDAPApresentação iDAP
Apresentação iDAP
 

Edital premio lice eneap2012

  • 1.
  • 2. Visando incentivar e reconhecer a produção acadêmica de estudantes e difundir soluções efetivas para o setor público, foi instituído durante o VII Encontro Nacional dos Estudantes de Administração Pública (ENEAP), no ano de 2008, o primeiro Prêmio LICE. O concurso de artigos foi idealizado pelos alunos da comissão organizadora do VI ENEAP em homenagem à aluna Alice Jorge de Souza. Desde então, anualmente ocorre o Prêmio LICE em paralelo ao ENEAP. Neste ano de 2012, o Prêmio conta com uma novidade: além de artigos de Iniciação Científica, serão aceitos artigos de pós-graduação (que não concorrerão à premiação em dinheiro, mas serão reconhecidos e encaminhados para publicações científicas em regime de fast-track). O XI ENEAP 2012 acontecerá em Florianópolis entre os dias 16 a 19 de Agosto, recebendo estudantes e professores não apenas de administração públicas, também de vários cursos do campo de públicas, de todas as regiões brasileiras. O tema central do Evento e do Prêmio LICE 2012 é “Brasil em desenvolvimento: estratégias e desafios para os gestores públicos”, dividido em quatro eixos temáticos: 1 – Ética e cultura do povo brasileiro. 2 – Caminhos para a sustentabilidade. 3 – O momento é do Brasil. 4 – O papel estratégico do administrador público. Contamos com a sua colaboração para incentivar e disseminar a produção científica no Campo de Públicas no Brasil.
  • 3. Sumário 1. Tema...................................................................................................................................... 4 Ética e cultura do povo brasileiro.......................................................................................... 4 Caminhos para a sustentabilidade. ....................................................................................... 5 O momento é do Brasil. ........................................................................................................ 5 O papel estratégico do administrador público...................................................................... 5 Temas Livres .......................................................................................................................... 5 2. Datas importantes:................................................................................................................ 6 3. Formato dos Artigos.............................................................................................................. 6 Editor de texto....................................................................................................................... 6 Configuração dos textos........................................................................................................ 6 Conteúdo da primeira página................................................................................................ 6 Formatação de tabelas e gráficos ......................................................................................... 7 Citações e modelo de referência........................................................................................... 7 Observações .......................................................................................................................... 7 4. Autores .................................................................................................................................. 8 5. Avaliação dos Artigos ............................................................................................................ 9 6. Do Prêmio.............................................................................................................................. 9 7. Comissão Organizadora do Prêmio Lice.............................................................................. 11
  • 4. 1. Tema Brasil em desenvolvimento: estratégias e desafios para os gestores públicos O Brasil deixou de ser o país do futuro, e hoje já é considerado uma importante força global. A imagem de miséria, subdesenvolvimento e atraso está dando lugar ao status de superpotência emergente, com a modernização da economia e alto grau de investimentos. Vivemos um bônus demográfico, temos grandes reservas naturais a serem exploradas, e sediaremos os principais eventos esportivos desta década. No entanto, a tão sonhada transição para um país mais justo, desenvolvido e bem administrado é mais complexa do que robustos índices de crescimento econômico, ou aumento de reservas cambiais. Inegável dizer que essa marcha está em curso, mas quais são as implicações dos novos tempos para o cotidiano do brasileiro? Quais são as principais dificuldades e desafios, no que se refere à gestão pública, para seguir com programas e ações que visem à construção de um Brasil próspero e sustentável? Poderia o campo de públicas ser protagonista nesse processo? Para o debate desta e de muitas outras questões, o Curso de Administração Pública da ESAG/UDESC tem orgulho de sediar a décima primeira edição do Encontro Nacional dos Estudantes de Administração Pública. Participe! 1.2 Eixos Ética e cultura do povo brasileiro. Desde os primórdios da colonização até a Nova República, passando por Império e períodos ditatoriais, o Brasil tem uma longa tradição política autoritária. O povo brasileiro é visto como passivo e fraco perante sistemas políticos marcados pela alta concentração de poder nas mãos dos mais fortes. Em quase trinta anos de democracia, ao mesmo tempo em que bons governos e novas iniciativas sociais fortaleceram o poder popular em muitos aspectos, uma boa parte do povo – governantes e governados - ainda insistem em manter traços de uma cultura da qual o Brasil, pelo menos no papel, quer sair. Como os administradores públicos podem contribuir para potencializar a criatividade e a inovação do brasileiro e minimizar a corrupção e seus devastadores efeitos?
  • 5. Caminhos para a sustentabilidade. A sustentabilidade tem sido colocada, inicialmente, como um conjunto de soluções a serem elaboradas e postas em prática para reverter a crise ambiental, nossa maior ameaça a ser enfrentada como civilização global. Ao longo das últimas décadas, esse conceito tem evoluído para um equilíbrio ideal entre a preservação dos ecossistemas, a justiça social e o desenvolvimento econômico. Na décima edição do ENEAP, em 2011, Marina Silva chama a participação dos cidadãos brasileiros para a construção da sustentabilidade em todas as suas dimensões. Qual tem sido o papel da gestão pública – em nível local, regional e nacional - para tornar o Brasil mais sustentável e qual a importância do nosso país nesse processo, uma vez que temos uma gigantesca quantidade de reservas e recursos naturais? O momento é do Brasil. Mesmo sendo uma das nações que mais cresceu durante o século XX, expressões como “o país do futuro” e “gigante adormecido” tiveram destaque nas definições sobre o Brasil feitas por seu próprio povo. No entanto, estamos vivendo no século XXI tempos de importância inédita do Brasil no cenário mundial: já somos a sexta maior economia do mundo e poderemos passar para a quarta colocação nas próximas décadas. Qual é a visão que os gestores públicos públicos possuem sobre esse processo? Pode o país manter o bom cenário econômico e elevar a qualidade de vida dos seus cidadãos? Quais são as chances, os limites e as ameaças do crescimento da economia à luz da gestão pública? O que de positivo o novo peso do Brasil pode trazer ao mundo? O papel estratégico do administrador público. Vive-se um momento de ascensão do reconhecimento de uma gestão pública de alta qualidade. Programas governamentais e inúmeros projetos têm buscado as competências do administrador público, ao mesmo tempo em que gestores, professores, autores e acadêmicos em todo o Brasil têm se articulado para fortalecer o chamado Campo de Públicas. Como os atores desse movimento avaliam os seus próprios esforços, e quais são os novos desafios e as estratégias a serem tomadas para o crescimento do protagonismo do gestor público na promoção do desenvolvimento do país? Como pode o movimento estudantil de públicas e os cursos do campo melhorem sua integração e atuação no cenário nacional? Temas Livres
  • 6. 2. Datas importantes 20/04 - Início da submissão dos artigos através do site www.eneap2012.com.br 30/04 - Prazo final para a submissão dos artigos 08/06 - Divulgação dos artigos aprovados para apresentação Divulgação dos artigos aprovados para anais 19/08 – Entrega do Prêmio 3. Formato dos Artigos Editor de texto  Word do Office 2003 ou posterior Configuração das páginas  Tamanho do papel: A4 (29,7 cm x 21 cm)  Margem superior: 3 cm  Margem inferior: 2 cm  Margem esquerda: 3 cm  Margem direita: 2 cm Configuração dos textos  Fonte: Calibri, corpo 11  Espaçamento entre caracteres, palavras e linhas: simples  Número de páginas (no rodapé e não no cabeçalho)  Artigo de graduação: mínimo 8 (oito), máximo 12 (doze), incluindo ilustrações, bibliografia e notas de final de texto.  Artigos de pós-graduação: mínimo 10 (dez), máximo 15 (quinze), incluindo ilustrações, bibliografia e notas de final de texto. Conteúdo da primeira página  Título do trabalho, com todas as palavras principais iniciando-se em maiúsculas.  Resumo do trabalho, em único parágrafo, composto de 100 a 250 palavras, no mesmo idioma do trabalho, contendo: objetivo, breve menção ao quadro teórico de referência, metodologia, resultados e conclusões (sem abstract).  Palavras-chave: no mínimo 3 e no máximo 5, separadas por ponto e vírgula (;).  Início do corpo do texto (do trabalho em si).  Não colocar identificação do(s) autor(es).
  • 7. Formatação de tabelas e gráficos  Figuras e tabelas não devem possuir títulos (cabeçalhos), mas sim legendas.  Para melhor visualização dos objetos, deve ser previsto espaçamento um e meio entre texto-objeto e uma linha em branco na parte legenda-texto.  As legendas devem ser posicionadas abaixo das Figuras e Tabelas.  Esses objetos, bem como suas respectivas legendas, devem ser centralizados nas páginas. Use, para isso, os estilos pré-definidos Figura ou Tabela.  Para as legendas, deve-se utilizar fonte Calibri, tamanho 10, centralizada e em negrito (ou, alternativamente, o estilo “Legenda”).  Nas tabelas, deve ser usada, preferencialmente, a fonte Calibri, tamanho 10. Os estilos utilizados no interior de Tabelas devem ser “Tabela Cabeçalho” e “Tabela Corpo”, os quais podem ser editados (alinhamento, espaçamento, tipo de fonte) conforme as necessidades. Importante:  As tabelas devem estar separadas do corpo do texto por uma linha em branco (12 pontos). Para tanto, pode-se usar uma linha do estilo “Tabela Espaçamento” entre o corpo de texto anterior à tabela e a mesma. Citações e modelo de referência  Formato de acordo com as normas da ABNT.  Fonte Calibri, corpo 11. Observações  A inscrição dos autores deve ser feita com seu nome por extenso apenas no momento do cadastramento no site. No corpo do artigo/relato não deverá conter nenhum tipo e identificação.  Recomenda-se que o tamanho do arquivo não seja superior a 1 megabyte, evitando-se trabalhos que requeiram softwares não contidos no Microsoft Office para sua completa visualização.  Notas deverão ser inseridas como notas de final de texto, não devem ser colocadas no rodapé.
  • 8. 4. Autoria Cada artigo deverá ser submetido e possuir até quatro autores. Os trabalhos não podem, sob hipótese alguma, possuir identificação; aqueles cuja autoria seja identificada serão excluídos do evento. Por essa razão, certifique-se de que o trabalho não contenha identificação explícita nem identificação oculta. Pelo menos um dos autores do trabalho deverá inscrever-se no evento. Artigos de graduação/iniciação científica: o primeiro autor deverá ser, necessariamente, estudante de curso de graduação – ou com graduação concluída no período máximo de um ano até a data do evento. Esta situação deverá ser comprovada para fins de premiação do concurso, ou seja, os autores selecionados deverão apresentar declaração de frequência ou certificado de conclusão do curso para fins de premiação. Artigos de pós-graduação: o primeiro autor deverá ser, necessariamente, estudante de pós-graduação, podendo contar com estudantes de graduação, pós-graduação e professores como coautores. É vedada a participação como autor de qualquer dos membros da Comissão Organizadora do XI ENEAP. Ps.: Após o término das submissões, é vedada inclusões de autores.
  • 9. 5. Avaliação dos Artigos Os artigos serão avaliados por professores do campo de públicas de várias instituições do país, em processo de double blind review. Os critérios de avaliação, tanto para artigos de iniciação científica (graduação) como de pós-graduação estão definidos a seguir, com peso correspondente entre parênteses. Cada critério receberá nota de 0 a 10:  Originalidade (10)  Adequação ao eixo temático (10)  Relevância para o campo de públicas (20)  Coerência do argumento principal e da articulação entre dados e resultados (15)  Consistência teórica e qualidade a revisão de literatura (15)  Qualidade gramatical e estrutural do texto (10)  Adequação da metodologia adotada (10)  Alcance dos objetivos e coerência da análise e da conclusão (10) Os artigos que não estiverem de acordo com as especificações anteriormente apresentadas e apresentarem identificação no corpo do artigo, erros de formatação e impossibilidade de leitura, serão reprovados. 6. Do Prêmio Reforçando o incentivo à produção de artigos de iniciação científica, o valor total do Prêmio será destinado aos alunos de graduação integrantes dos três artigos mais bem avaliados. Os prêmios serão entregues por meio de cheque do proponente no último dia do ENEAP 2012, de acordo com a seguinte ordem:  1º Colocado: R$ 900,00;  2º Colocado: R$ 400,00;  3º Colocado: R$ 200,00 Além do Prêmio em dinheiro, certificado? Os artigos de pós-graduação não concorrerão ao prêmio em dinheiro. Os três melhores trabalhos serão divulgados e premiados com certificado e serão encaminhados em regime de fast track para publicações científicas parceiras do ENEAP, a serem divulgadas na data da premiação.
  • 10. Caso pelo menos um dos autores não esteja presente para receber o prêmio, sem justificativa prévia, o Prêmio será passado para o próximo colocado.
  • 11. 7. Comissão Organizadora do Prêmio Lice Coordenadora do Prêmio Lice Alessandra Debone de Sousa UDESC-ESAG Colaboradora do Prêmio Lice Luiza Stein da Silva UDESC-ESAG e-mail: premiolice@eneap2012.com.br