SlideShare uma empresa Scribd logo
Shiuuu, não contes a
ninguém, Diário
Ps: Proibido ler!
Joana Marques 8ºB
Este Diário tem música de fundo
10 de Outubro, 2010
Querido Diário,
Hoje é o primeiro dia que te escrevo e espero que não te aborreças
muito com os meus desabafamentos, pois passaste a ser a coisa em
que eu mais confio! ;)
Ainda não sei bem como é que te ei de escrever, pois nunca tive
nenhum diário até ser um trabalho de L.P. obrigatório, mas acho que
a partir daqui nunca mais vou conseguir largar-te.
Este dia foi igual aos outros casa-escola-casa, mas não sei porquê
ao sair da escola estava um homem com uma cara que mais parecia
um rato morto e que me estava a olhar fixamente, como… não sei
descrever, como se pode-se raptava-me já ali! Não dei muita
importância a este homem, pois às vezes faço uma tempestade num
copo de água, portanto não vou pensar mais nisto.
Bem como amanhã tenho teste de Francês, vou rever a matéria
para depois ir dormir.
Até amanhã e sonha comigo.
Beijinhos da Joana
11 de Outubro, 2010
Querido Diário,
Hoje o teste de Francês correu tão bem que já nada me estraga o dia!
A não ser que me apareça agora aquele homem à frente. Hahaha
Esta manhã a minha melhor amiga, a Catarina, voltou a faltar às
aulas e ela não é daquele tipo de aluna que se “balda” por tudo e por
nada, mas também não me disse porque é que tinha faltado. Senti que me
estava a esconder alguma coisa…Até porque chegava à escola sempre
com partes do corpo negro e arranjava sempre desculpas, como: “Bati
contra a porta.”; “Não vi a esquina da mesa e olha, bati…”, mas eu não
acredito em nada disto. Enfim, ela é que sabe o que é que anda a fazer!
Na questão de aula de Matemática consegui mais um excelente,
enquanto a Catarina ia cada vez mais a descer as notas, eu estou mesmo
seriamente preocupada com ela, mas ela também não confessa o que é
que se anda a passar e eu assim não a posso ajudar. Já não sei o que lhe ei
de dizer…
Enfim, vou esperar que ela venha falar comigo em vez de estar sempre
a discutir com ela e espero que isto tudo seja só uma fase da vida dela.
Até amanhã e dorme bem!
12 de Outubro, 2010
Querido Diário,
Olá, tenho uma péssima notícia! Se calhar, pode não ser tão péssima,
mas arrepia-me o facto de já ser a terceira vez que vejo aquele mesmo
homem (o de cara de rato) à porta da escola a olhar para mim com o
mesmo olhar.
Eu não te quis dizer nada ontem, porque achei que me estava a tornar
psicopata, mas eu não aguento. Eu sinto-me um pouco obcecada…
A Catarina continua na mesma, sem dizer nada, com nódoas negras e
agora até aparenta uma cara de… eu não queria dizer isto, mas é o que
parece, cara de drogada. Eu já não sei mesmo o que ei de fazer para a
ajudar. :/
Tenho uma novidade boa! Acho que é boa, porque apesar de a não
conhecer, demonstra ser boa pessoa e boa aluna. Tenho uma colega nova
na turma é a Leonor, já falei com ela e até agora é simpática, espero que
seja boa pessoa, estou mesmo a precisar de pessoas novas na minha vida!
Mas não me vou esquecer da Catarina, isso é uma coisa que nunca vou
fazer independente de quem aparecer.
Até amanhã e espero que aquele homem pare de estar á porta da
escola!
Beijinhos Joana
13 de Outubro, 2010
Querido Diário,
Nunca percebi porque é que te chamo querido! :D Talvez por até agora
nunca tenhas contado nada a ninguém, mas simplesmente gosto.
Finalmente, a Catarina contou-me tudo o que se passava com ela!
Mas não estou muito contente com o que ouvi. Ela disse-me que o pai
lhe batia, a si e à sua mãe, há mais de cinco anos! E eu fiquei em estado de
choque, pois ela nunca tinha apresentado atitudes que me levassem a
pensar isso até agora. Também me revelou que era por isso que as suas
notas andavam a baixar (como era de esperar).
Eu toquei no assunto da “cara de drogada”, mas ela desviou logo o
assunto de conversa e assim deu-me mais motivos para pensar que ela
anda metida nessas coisa horríveis.
Não sei se deva avisar a polícia sem ela saber, mas acho que assim
estaria a falhar como amiga, embora lhe tenha sugerido isto.
Estou muito confusa com esta história da Catarina, acho que me vou
deitar, até amanhã.
Ps: Hoje o homem veio falar comigo e disse-me que se chamava Artur e
que se queria encontrar comigo no Skate Park às 15h amanhã! Não sei se
deva ir, pois ele ameaçou-me de matar os meus pais e a minha irmã. Estou
extremamente assustada.
Beijinhos Joana
14 de Outubro, 2010
Querido Diário,
Tive o pior pesadelo de sempre, ontem à noite… Nem queiras saber com
quem foi e sobre o que foi. Mas eu necessito de contar o sonho a alguém,
portanto, desculpa mas tem de ser a ti.
Sonhei com o Artur, com a minha família e com a Catarina.
O sonho baseava-se principalmente no Artur, pois eu não fui ter com ele ao
Skate Park, como combinado.
Ele foi ter à minha casa por voltas as 24h e eu a essa altura já costumo estar
a dormir, como tu sabes, mas naquela noite havia algum que não me deixava
dormir.
Talvez pelo o facto de, passado 20 minutos da meia noite o Artur ter tocado á
campainha da minha casa e ouço a minha mãe abrir a porta e só me lembro de
ouvir um som como este: Pam! (som de um tiro) E depois um AH!, da minha irmã. Eu
só ouvi mais dois sons exatamente iguais ao Pam.
Eu não sabia o que fazer, podia fugir pela janela ou tentar-me esconder no
armário, pois para sair de casa não tinha tempo.
Nesse preciso momento acordei, e fiquei exaltada e só me apetecia era correr.
Bem, o meu dia foi totalmente diferente, ainda bem, se não o meu dia tinha
sido um inferno.
Beijinhos Joana
17 de Outubro, 2010
Querido Diário,
Olá, desculpa ter passado três dias sem te escrever, mas só tenho tido
testes e problemas cá em casa e não tenho andando com paciência para
te escrever!
Vou tentar descrever resumidamente estes 3 dias.
No dia 15, a minha irmã foi atacada por um lobo, enquanto vinha para
casa, decidiu armar-se em aventureira e vir pela floresta e ainda está em
fase de recuperação.
Não ficou muito magoada, apenas teve de levar uns pontos na perna e
agora já está boa, tão boa que já nem me para de chatear (ao menos
assim que estar no hospital).
No dia 16, voltei a ver o Artur, mas este não me disse nada e acho que
nem me viu.
Hoje, nem imaginas o que vi! Não estava nada à espera, mas estas
coisas nunca se estão à espera.
Vi a Leonor, a nova aluna da minha turma , a que pensava que era
civilizada, a tratar tão mal, mas tao mal o seu irmão mais novo!
Chamava-lhe nomes, deu-lhe um monte de chapadas… nem queria
acreditar no que estava a ver! :/
Enfim, nem tudo é perfeito.
Beijinhos Joana
Querido Diário, 17 de Janeiro, 2011
Eu sei, eu sei já não te escrevo há TRÊS MESES! É muito tempo, mas
desta vez tenho um boa desculpa… fui raptada.
Não é a desculpa que gostava de te dar, preferia que fosse: Ouve um
incêndio na floresta perto de casa ou fui viajar, mas não é.
Durante uma semana ou menos, vou tentar descrever todo o que
aconteceu durante o meu rapto.
Não foram dos melhores acontecimentos, mas é o que a minha vida
me reserva para te contar.
Só para pôr os pontos nos “IS”, quem me raptou foi o irmão do Artur,
o Luís.
Ele coutou-me que só me tinha raptado para provar ao irmão que o
que se tinha passado não era por responsabilidade dele, mas sim pelos
decisões que ele tomou.
Pois o Artur nunca tivera uma oportunidade de ter uma nova mulher
com quem partilhar a vida e ter novos filhos, desde aquele terrível
acidente. Sempre que estava à entrada da escola era para imaginar como
sua filha, pois eu era a sua filha de sonho!
18 de Janeiro, 2011
Querido Diário,
Boa noite… hoje temos mais um episódio da menina raptada.
Existem vídeos na internet a gozarem comigo, a fingirem que eu fui
raptada para a casa da minha avó e que como ela era muito feia eu
assustava-me e outras coisas deste género.
Já nem suporto os comentários de certas pessoas na escola ou sou a
“coitadinha” ou a “mentirosa”.
Só a Catarina e tu é que me compreendem… ainda bem que vocês
existem.
Os meus pais não me deixam em paz, com medo que eu seja raptada
outra vez, a minha irmã de 5 em 5 minutos vem-me “melgar a cabeça” só
para ver se estou bem, já estou farta, mais valia ter ficado com Luís! Ai
meu deus, nem acredito que escrevi isto… eu nunca trocaria nada pela
minha família, que fique bem claro!
Esta casa está de pernas para o ar só com polícias de trás para a
frente a querem mais informações. Uns senhores a colocarem camaras
de filmar por toda a casa e outros a trocarem as fechaduras… Já só peço
um pouco de sossego!
Hoje não me implores para contar detalhes sobre o rapto, porque já
estou farta de os contar à policia, mas digo-te uma coisa a ti vou-te
contar coisas que nunca hei de explicar a ninguém.
Beijinhos Joana
19 de Janeiro, 2011
Querido Diário,
Hello, hoje é o dia em que te vou contar o início da história, a hora em
que tudo começou…
Foi às 18:35h quando sai da escola, desta vez demorei mais do que o
habitual a arrumar o meu material e tinha sido uma das últimas alunas
a sair da escola e nem tinha reparado que o Artur estava lá ou melhor o
seu irmão.
Mal sí da escola ficou tudo escuro, em silêncio, sem qualquer
movimento à minha volta, apenas eu o Luís e o seu carro. Como já deves
ter percebido, levei com uma pancada na cabeça foi por isso que maior
parte dos barulhos não me lembro, nem do som da estrada, do carro, do
rádio, nada…
Quando acordei estava numa confortável cama, mas que cheirava a
bolas de naftalina. Era uma casa de campo, no meio do nada.
Sem ninguém ao pé de mim… achei aquilo muito estranho, mas
arrisquei e corri para a porta de saída, corri, corri, corri sem parar já
quase que não tinha força para continuar, mas depois lembrei-me de
uma frase que tinha lido na internet: “ Hoje pode ser “o dia em que…” Tu
defines os teus limites.”
Portanto o limite seriam os braços dos meus pais.
Beijinhos Joana
20 de Janeiro, 2011
Querido diário,
A partir de agora vou deixar de introduções e vou partir logo para a “viagem no tempo”,
como eu lhe chamo, espero que não te importes?!
Ora a onde é que eu ia… ah! Na fuga.
Comecei a ouvir uns barulhos, semelhantes ao som de uma nascente de água! Mas com
muita força, era um rio. Como é que o conseguiria atravessá-lo sem ser levada pela corrente?
Provavelmente não iria conseguir e sem me aperceber tinha uma arma apontada à cabeça,
eu só pensei: Oh não… O que é que faço agora?
Depois voltámos para a casa, e os dias foram passando, sempre iguais, sem quaisquer
objetivos por eu estar ali.
Passado um mês eu perguntei-lhe: Para quê este sofrimento todo da minha parte,
enquanto para ti eu sou apenas uma demonstração, assim não vais a lado nenhum, só apenas
para a pisão! Deixa-me sair, por favor!
Ele logo com um ar arrogante, mas com um olhar pensativo: “Eu não te posso deixar sair
até que o meu irmão perceba que o que aconteceu não foi por culpa dele!”
E eu a pensar, mas porque é que não diz o que é que não foi por culpa dele! E foi
exatamente isto que lhe disse.
Ele desta vez esta com os olhos cheios de lágrimas, quase a caírem, mas aguentou e disse: “
Eu não te posso contar… Portanto vê lá se te calas!” Mas eu sabia que ele estava só a dizer isto
da boca para fora, pois ele estava a transmitir uma calma e sinceridade tão real que acabou
por me contar tudo, mas eu não sei se te deva contar… Desculpa.
No último dia o Luís saio durante três horas e para eu não tentar fugir outra vez amarrou-
me a uma cadeira, com tanta força que ainda tenho as marcas, como se tivesse sido ontem.
Quando chegou, trazia consigo umas refeições pré-cozinhadas e mais três crianças como eu,
desesperadas, assustadas e a chorar.
Não entendi porque estaria a fazer isto e ainda por cima trouxe mais três crianças, estava-
se a tornar num monstro!
Beijinhos Joana
Querido Diário, 21 de Janeiro, 2011
Eu e os dois rapazes (Tiago e Manuel) e uma rapariga (Marta) que o Luís trouxera,
estávamos a dar-nos bem, se não tivéssemos também não tínhamos grande escolha!
Havia uns dias em que o Luís nos ensinava a tocar viola, outros a cozinhar, a pintar…
não percebia muito bem porque é que ele estava a fazer isto, ao mesmo tempo
assustava mas por outro lado até gostava, pois os meus pais nunca se interessaram
muito pelas minhas capacidades.
A meio do segundo mês o Luís levou o Tiago para fora de casa, mas nunca chegámos a
saber para onde teria ido, nem ele, nem ao Manuel. Por fim fiquei eu e a Marta.
Nós já não apanhávamos ar fresco á mais de mês e meio, estávamos a entrar em fase de
pânico, a querer sair daquele cubículo e cada vez parecia mais pequeno, frio,
assustador… Só queríamos sair dali.
No final do mês o Luís levou a Marta, mas desta vez ele deixou que houvesse uma
despedida entre nós as duas e eu que detesto despedidas, mas esta foi diferente,
especial, única e inesquecível, pois era a última vez que iria estar com a minha
melhor companhia na época mais difícil da minha vida. Por isso saboreie aquele
momento como nunca tinha feito antes.
Dei-lhe o meu maior abraço, passei a mão pela última vez nos seus belos caracóis e
depois, adeus…
Passado um dia, o Luís ainda não tinha voltado depois da despedida da Marta. Já
estava toda suja, transpirada e a sangrar dos pulsos de tanto tempo enrolada
naquela estúpidas cordas.
Já tinha passado uma semana e o Luís ainda não tinha voltado… estava cheia de fome,
sede, sono, dores, sangue… Não sabia o que fazer e finalmente ele voltou.
Beijinhos Joana
22 de Janeiro, 2011
Querido Diário,
Quando ele voltou, vinha cheio de sangue, de lama e mais não sei descrever,
vinha simplesmente como um monstro acabado de comer a vítima.
Estava tão apavorada, os dias passavam devagar, devagarinho, e finalmente
chegámos ao terceiro mês.
Apesar de ser o último mês, não foi o melhor, porque embora tenha sido
salva, este foi o que sofri mais.
Vi filmes de terror, veados a serem mortos, pessoas a serem afogadas e o
pior de tudo, o que é que tinha acontecido aos meus amigos do rapto,
nem sei o que dizer…
Era como se um bocado da minha alma tivesse partido para um lugar bem
distante! Saber que nunca mais poderia voltar a tocar naqueles caracóis,
sentir os braços do Manuel e a ouvir a melhor gargalhada de sempre do
Tiago, assustava-me.
No dia 13 de Janeiro fui encontrada com o Luís na cabana. Ele foi preso por
ser acusado de quatro raptos e de um assalto a um banco.
Eu fui imediatamente para o hospital, para me fazerem análise ao corpo
todo e todas essas coisas aborrecidas.
Beijinhos Joana
23 de Janeiro, 2011
Querido Diário,
Já estou quase a acabar a “viagem no tempo”.
Depois de uns quantos exames veio uma multidão de perguntas,
abraços, proteções… tudo a que uma recém raptada tem direito.
Agora as coisas já estão bem e tenho uma boa novidade, finalmente
ao fim de quatro ou cinco meses de sofrimento uma notícia maravilhosa!
Tenho um cão e é a minha melhor companhia, até me desconcentra
enquanto estudo, mas foi a melhor coisa que me aconteceu nos últimos
tempos, além de ti como é óbvio.
Já que estamos numa de novidades, acho que é uma boa altura para
saberes que o Luís andava a fazer isto, porque afinal foi ele que perdeu
os quatro filhos e quis reviver esses tempos connosco e assim ia
esquecendo o acidente que tinha acontecido.
Eu, de tempos em tempos vou visitá-lo à prisão, não me peças razões
porque faço isto, mas sinto que estou a fazer o bem ao ir velo pois ele
está sozinho e apesar de tudo o que ele fez eu sinto pena dele. Eu sei que
estou a ser demasiado ingénua, mas eu sou assim…
Beijinhos Joana
24 de Janeiro, 2011
Querido Diário,
A partir daqueles dias nunca mais vi o Tiago, o
Manuel, nem a Marta, mas tenho a certeza que
um dia destes ainda os vou encontrar aí algures
pois
Até amanhã e sonha comigo.
Beijinhos Joana
25 de Janeiro,2011
Querido Diário,
Hoje voltei a tocar naquele assunto de já a muito tempo da
“cara de drogada” à Catarina…
Ela não quis adiantar grande coisa e eu não insisti, porque
depois do que me aconteceu, não vou estar com rodeios nem com
problemas, pois como todos nós já sabemos a vida é demasiado
curta para preocupações e chatices!
Mas algum dia irei descobrir se anda ou não metida nessas
coisas!
Hoje até foi um dia calmo, já acabaram com aqueles vídeos
parvos em relação ao meu rapto, o que é ótimo, tenho uma amiga
nova e esta é decente - a Marta.
A minha vida está finalmente a andar para a frente, qual é o
nosso caminho?!
Até amanhã e como é sexta feira vou ver um filme às 19h com a
Marta e a Catarina, só não te levo, porque não irias gostar do
filme!
Beijinhos, Joana
26 de Janeiro,2011
Querido Diário,
Ontem o filme foi demais!
Quem me dera hoje ter feito a mesma coisa, mas infelizmente
tive de ir fazer uns exames ao hospital.
No hospital vi o irmão da Susana, ela e os pais.
Não estavam com a melhor cara, nem com os melhores olhos.
Tinham um ar cansados e de sofrimento.
Finalmente, percebi porque é que estavam assim! O seu avô
tinha falecido. Apesar de não gostar muita da Susana, não lhe
desejava mal, nem a si nem ao seu avô, mas as pessoas mais
chegadas a nós parece que são aquelas que vão mais depressa…
Bem não falemos de coisas tristes! Hoje estava um rapazinho
tão giro, mas mesmo tão giro na escola!!! Quem me dera poder
um dia falar com ele, mas isso vai ser um pouco impossível,
porque eu não tenho jeitinho nenhum com rapazes…
Beijinhos, Joana
27 de Janeiro,2011
Querido Diário,
A minha vida parece que está a andar para trás! Nem acreditas o
que passei esta tarde…
Normalmente, quando chego a casa a primeira coisa que faço é
chamar pela Charlie, mas hoje ela não veio ao meu som!
Chamei, chamei, chamei, mas a minha voz parecia não ter volume
suficiente para que ela ouvisse! Por mais alto que gritasse, parecia
que menos voz tinha.
Procurei pela casa toda… nada, no jardim… nada, nas casas dos
vizinhos, nada… em todo o lado… nada.
Mas a onde é que ela estará a esta hora? Sinto tanto a falta dela,
quem me dera saber, dava tudo para que ela estivesse aqui a escrever
comigo.
Se me estás a ouvir, volta! Eu sempre rezei, mas há uns tempos
atrás deixei-me disso, mas é nestas alturas que a nossa fé volta a
aparecer!
Por amor de Deus, regressa.
Amanhã ela voltará, tenho a certeza…
Beijinhos, Joana
28 de Janeiro,2011
Querido Diário,
Como se não bastasse o desaparecimento da Charlie, ao andar pelas ruas
da cidade, encontrei a Catarina, mas nem parecia a Catarina que eu
conheço.
Parecia uma pessoa sem alma, coração, responsabilidade, respeito… já
nem sei mais, só parecia uma Catarina que não a Catarina.
Estava sem qualquer sentimento no olhar, no rosto… só queria era um
par de estalos naquela altura, mas não foi isso que fiz.
Levei-a para minha casa, dei-lhe banho, arranjei roupas, alimentei-a.
Mas mesmo assim continuava sem expressões, apenas com um cheiro a
fumo, álcool, e suor…
Se ainda não percebeste, encontrei-a a um canto de um prédio, a fumar,
beber e com más companhias.
Nem a reconheci, simplesmente não era a minha Catarina, a Catarina
alegre, com vontade de fazer tudo, pronta para novos desafios, aventureira…
Agora era apenas uma Catarina.
Não sei o que ei de fazer com ela, mas, por enquanto, vai ficar aqui em
casa, comigo ,porque comigo é que ela está bem e em relação à Charlie, irei
procurá-la amanhã.
Beijinhos, Joana
5 de Fevereiro,2011
Querido Diário,
Olá boa noite só se for para ti, porque a partir de agora, já não vai haver bons
dias, nem boas noites…
Andei estes dias todos à procura da Charlie com a Catarina…
Cheguei a encontrá-la! O que não é bom é como, quando e onde a encontrei.
Encontrei ao pé da casa da Susana, às 03:30h da manhã e o estado em que ela
estava, nem queiras saber…
É demasiado forte, para poder escrevê-lo, vai-me custar- me muito.
Mas aqui vamos, estava deitada, de olhos cor de avelã com um sofrimento lá
dentro indeterminado, inesgotável…
Não tinha três patas, uma orelha nem a cauda, assemelhava-se a um pedaço de
carne no talho. Eu não sabia o que fazer! Meramente fiquei ali, parada, sem poder
fazer nada, estava simplesmente desligada do mundo exterior.
Queria deixar de olhar para aquela imagem da minha Charlie, só me apetecia
deixar de ouvir, de ver, de falar, de viver, pois agora nunca mais poderia escrever para
ti com ela.
A Charlie tinha partido, mas houve três pessoa que voltaram!
Nem estava à espera que essas três pessoas fossem quem fossem, pois pensava
que o tempo não me levaria até eles, mas pelos vistos enganei-me e tenho de o
assumir.
Se me conheces o suficiente, sabes quem eles são!
Beijinhos, Joana
Língua Portuguesa
Prof: Rosalina Simão Nunes
8ºB
2012/2013
Querido Diário,
O dia de ontem foi dedicado especialmente às pessoas
que perdi, que hei de perder e às que irei perdoar e conhecer.
Beijinhos, Joana

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Anorexia - Dominique Brand
Anorexia - Dominique BrandAnorexia - Dominique Brand
Anorexia - Dominique Brand
Moradores do Ype
 
Conto ou não conto?
Conto ou não conto?Conto ou não conto?
Conto ou não conto?
Abel Sidney Souza
 
Capítulo 1: Lulital - a magia começa
Capítulo 1: Lulital - a magia começaCapítulo 1: Lulital - a magia começa
Capítulo 1: Lulital - a magia começa
pribeletato
 
A corrente-da-vida-walcyr-carrasco-1pdf (1)
A corrente-da-vida-walcyr-carrasco-1pdf (1)A corrente-da-vida-walcyr-carrasco-1pdf (1)
A corrente-da-vida-walcyr-carrasco-1pdf (1)
alessandracristina35
 
As preces sao_imutavis_tuna_kiremitci
As preces sao_imutavis_tuna_kiremitciAs preces sao_imutavis_tuna_kiremitci
As preces sao_imutavis_tuna_kiremitci
Sá Editora
 
Lygia bojunga nunes a bolsa amarela
Lygia bojunga nunes   a bolsa amarelaLygia bojunga nunes   a bolsa amarela
Lygia bojunga nunes a bolsa amarela
Estado do RS
 
Rp 2ºb lp_7º_novo
Rp 2ºb lp_7º_novoRp 2ºb lp_7º_novo
Rp 2ºb lp_7º_novo
Evilane Alves
 
O Estranho Jhone (Contos) - Lucian Rufo
O Estranho Jhone (Contos) - Lucian RufoO Estranho Jhone (Contos) - Lucian Rufo
O Estranho Jhone (Contos) - Lucian Rufo
Lucian Rufo
 
A magia dos contos de fadas na minha vida v.1
A magia dos contos de fadas na minha vida   v.1A magia dos contos de fadas na minha vida   v.1
A magia dos contos de fadas na minha vida v.1
Gabriela Pagliuca
 
Enquanto espero, eu tenho guardado o meu amor: o livro
Enquanto espero, eu tenho guardado o meu amor: o livroEnquanto espero, eu tenho guardado o meu amor: o livro
Enquanto espero, eu tenho guardado o meu amor: o livro
prgerio
 
Hajimete 01
Hajimete 01Hajimete 01
Hajimete 01
My Light Novel
 
[Mln] hajimete 02
[Mln] hajimete 02[Mln] hajimete 02
[Mln] hajimete 02
My Light Novel
 
2014 09-12 - ler é uma festa sec - ler é uma festa - sofia m pedrosa 10 a
2014 09-12 - ler é uma festa sec - ler é uma festa - sofia m pedrosa 10 a2014 09-12 - ler é uma festa sec - ler é uma festa - sofia m pedrosa 10 a
2014 09-12 - ler é uma festa sec - ler é uma festa - sofia m pedrosa 10 a
O Ciclista
 
Por detrás das paredes...
Por detrás das paredes...Por detrás das paredes...
Por detrás das paredes...
joaoalmeiida
 
Vida por detrás dos conflitos
Vida por detrás dos conflitosVida por detrás dos conflitos
Vida por detrás dos conflitos
MARCELINO SANTOS
 
F icha de perso
F icha de persoF icha de perso
F icha de perso
Andre Campanhã
 

Mais procurados (16)

Anorexia - Dominique Brand
Anorexia - Dominique BrandAnorexia - Dominique Brand
Anorexia - Dominique Brand
 
Conto ou não conto?
Conto ou não conto?Conto ou não conto?
Conto ou não conto?
 
Capítulo 1: Lulital - a magia começa
Capítulo 1: Lulital - a magia começaCapítulo 1: Lulital - a magia começa
Capítulo 1: Lulital - a magia começa
 
A corrente-da-vida-walcyr-carrasco-1pdf (1)
A corrente-da-vida-walcyr-carrasco-1pdf (1)A corrente-da-vida-walcyr-carrasco-1pdf (1)
A corrente-da-vida-walcyr-carrasco-1pdf (1)
 
As preces sao_imutavis_tuna_kiremitci
As preces sao_imutavis_tuna_kiremitciAs preces sao_imutavis_tuna_kiremitci
As preces sao_imutavis_tuna_kiremitci
 
Lygia bojunga nunes a bolsa amarela
Lygia bojunga nunes   a bolsa amarelaLygia bojunga nunes   a bolsa amarela
Lygia bojunga nunes a bolsa amarela
 
Rp 2ºb lp_7º_novo
Rp 2ºb lp_7º_novoRp 2ºb lp_7º_novo
Rp 2ºb lp_7º_novo
 
O Estranho Jhone (Contos) - Lucian Rufo
O Estranho Jhone (Contos) - Lucian RufoO Estranho Jhone (Contos) - Lucian Rufo
O Estranho Jhone (Contos) - Lucian Rufo
 
A magia dos contos de fadas na minha vida v.1
A magia dos contos de fadas na minha vida   v.1A magia dos contos de fadas na minha vida   v.1
A magia dos contos de fadas na minha vida v.1
 
Enquanto espero, eu tenho guardado o meu amor: o livro
Enquanto espero, eu tenho guardado o meu amor: o livroEnquanto espero, eu tenho guardado o meu amor: o livro
Enquanto espero, eu tenho guardado o meu amor: o livro
 
Hajimete 01
Hajimete 01Hajimete 01
Hajimete 01
 
[Mln] hajimete 02
[Mln] hajimete 02[Mln] hajimete 02
[Mln] hajimete 02
 
2014 09-12 - ler é uma festa sec - ler é uma festa - sofia m pedrosa 10 a
2014 09-12 - ler é uma festa sec - ler é uma festa - sofia m pedrosa 10 a2014 09-12 - ler é uma festa sec - ler é uma festa - sofia m pedrosa 10 a
2014 09-12 - ler é uma festa sec - ler é uma festa - sofia m pedrosa 10 a
 
Por detrás das paredes...
Por detrás das paredes...Por detrás das paredes...
Por detrás das paredes...
 
Vida por detrás dos conflitos
Vida por detrás dos conflitosVida por detrás dos conflitos
Vida por detrás dos conflitos
 
F icha de perso
F icha de persoF icha de perso
F icha de perso
 

Destaque

Página do diário- Português
Página do diário- PortuguêsPágina do diário- Português
Página do diário- PortuguêsMachado6
 
Criação de peças à maneira de joana vasconcelos
Criação de peças à maneira de joana vasconcelosCriação de peças à maneira de joana vasconcelos
Criação de peças à maneira de joana vasconcelos
Isabel DA COSTA
 
Adormecida
AdormecidaAdormecida
Adormecida
Mensagens Virtuais
 
Ap 16
Ap 16Ap 16
Diariodapequenavampira
DiariodapequenavampiraDiariodapequenavampira
Diariodapequenavampira
Jaqueline Naves
 
Língua Portuguesa: Propostas de escrita
Língua Portuguesa: Propostas de escritaLíngua Portuguesa: Propostas de escrita
Língua Portuguesa: Propostas de escrita
A. Simoes
 
O diário de ...
O diário de ...O diário de ...
O diário de ...
marilize2
 
Diário de uma totó 4
Diário de uma totó 4Diário de uma totó 4
Diário de uma totó 4
Belmira Baptista
 
Conjunções e Locuções Conjuncionais
Conjunções e Locuções ConjuncionaisConjunções e Locuções Conjuncionais
Conjunções e Locuções Conjuncionais
Rosalina Simão Nunes
 
Leitura imagens diário_
Leitura  imagens  diário_ Leitura  imagens  diário_
Leitura imagens diário_
escolabeatriz
 
Nossas inspirações quadrinhas do 1º ano a
Nossas inspirações  quadrinhas do 1º ano aNossas inspirações  quadrinhas do 1º ano a
Nossas inspirações quadrinhas do 1º ano a
ESCOLA BANDEIRANTES E ESCOLA MARIA JACIRA FEITOSA DE CARVALHO
 
Diário de uma totó 1 (1)
Diário de uma totó  1 (1)Diário de uma totó  1 (1)
Diário de uma totó 1 (1)
Belmira Baptista
 
La poesia en la escuela
La poesia en la escuelaLa poesia en la escuela
La poesia en la escuela
jmarquezucv
 
Caderno 2 quantificaçao, registro e agrupamentos
Caderno 2 quantificaçao, registro e agrupamentos  Caderno 2 quantificaçao, registro e agrupamentos
Caderno 2 quantificaçao, registro e agrupamentos
Aprender com prazer
 
Organizacao do caderno_diario
Organizacao do caderno_diarioOrganizacao do caderno_diario
Organizacao do caderno_diario
Biblioteca Escolar Aeob
 
Querido Diário Otário
Querido Diário OtárioQuerido Diário Otário
Querido Diário Otário
Jaqueline Naves
 
300 livros grátis
300 livros grátis300 livros grátis
300 livros grátis
cepmaio
 
Preposição - síntese (uma proposta)
Preposição - síntese (uma proposta)Preposição - síntese (uma proposta)
Preposição - síntese (uma proposta)
Rosalina Simão Nunes
 
Diário de um Banana - Dias de Cão
Diário de um Banana - Dias de CãoDiário de um Banana - Dias de Cão
Diário de um Banana - Dias de Cão
E.E.E.M. Adolfo Fetter - Pelotas RS
 
Mia couto e as palavras entrecruzadas
Mia couto e as palavras entrecruzadasMia couto e as palavras entrecruzadas
Mia couto e as palavras entrecruzadas
Isabel DA COSTA
 

Destaque (20)

Página do diário- Português
Página do diário- PortuguêsPágina do diário- Português
Página do diário- Português
 
Criação de peças à maneira de joana vasconcelos
Criação de peças à maneira de joana vasconcelosCriação de peças à maneira de joana vasconcelos
Criação de peças à maneira de joana vasconcelos
 
Adormecida
AdormecidaAdormecida
Adormecida
 
Ap 16
Ap 16Ap 16
Ap 16
 
Diariodapequenavampira
DiariodapequenavampiraDiariodapequenavampira
Diariodapequenavampira
 
Língua Portuguesa: Propostas de escrita
Língua Portuguesa: Propostas de escritaLíngua Portuguesa: Propostas de escrita
Língua Portuguesa: Propostas de escrita
 
O diário de ...
O diário de ...O diário de ...
O diário de ...
 
Diário de uma totó 4
Diário de uma totó 4Diário de uma totó 4
Diário de uma totó 4
 
Conjunções e Locuções Conjuncionais
Conjunções e Locuções ConjuncionaisConjunções e Locuções Conjuncionais
Conjunções e Locuções Conjuncionais
 
Leitura imagens diário_
Leitura  imagens  diário_ Leitura  imagens  diário_
Leitura imagens diário_
 
Nossas inspirações quadrinhas do 1º ano a
Nossas inspirações  quadrinhas do 1º ano aNossas inspirações  quadrinhas do 1º ano a
Nossas inspirações quadrinhas do 1º ano a
 
Diário de uma totó 1 (1)
Diário de uma totó  1 (1)Diário de uma totó  1 (1)
Diário de uma totó 1 (1)
 
La poesia en la escuela
La poesia en la escuelaLa poesia en la escuela
La poesia en la escuela
 
Caderno 2 quantificaçao, registro e agrupamentos
Caderno 2 quantificaçao, registro e agrupamentos  Caderno 2 quantificaçao, registro e agrupamentos
Caderno 2 quantificaçao, registro e agrupamentos
 
Organizacao do caderno_diario
Organizacao do caderno_diarioOrganizacao do caderno_diario
Organizacao do caderno_diario
 
Querido Diário Otário
Querido Diário OtárioQuerido Diário Otário
Querido Diário Otário
 
300 livros grátis
300 livros grátis300 livros grátis
300 livros grátis
 
Preposição - síntese (uma proposta)
Preposição - síntese (uma proposta)Preposição - síntese (uma proposta)
Preposição - síntese (uma proposta)
 
Diário de um Banana - Dias de Cão
Diário de um Banana - Dias de CãoDiário de um Banana - Dias de Cão
Diário de um Banana - Dias de Cão
 
Mia couto e as palavras entrecruzadas
Mia couto e as palavras entrecruzadasMia couto e as palavras entrecruzadas
Mia couto e as palavras entrecruzadas
 

Semelhante a Shiuuu, não contes a ninguém, diário

Alice Jones
Alice JonesAlice Jones
Alice Jones
camposrossana
 
O Fado - Amanda A.
O Fado - Amanda A. O Fado - Amanda A.
O Fado - Amanda A.
Amanda Artioli
 
Conto ou nao conto
Conto ou nao contoConto ou nao conto
Conto ou nao conto
lyzandra de camargo
 
Livro conto ou não conto
Livro conto ou não contoLivro conto ou não conto
Livro conto ou não conto
Liane Laranjeira
 
A história de Florzinha
A história de FlorzinhaA história de Florzinha
A história de Florzinha
Sylvia Seny
 
Conto ou nao conto
Conto ou nao contoConto ou nao conto
Conto ou nao conto
Ângela Miranda
 
Conto ou nao conto
Conto ou nao contoConto ou nao conto
Conto ou nao conto
Onésimo Remígio
 
Capítulo 1 ataques, contra-ataques e conquistas
Capítulo 1   ataques, contra-ataques e conquistasCapítulo 1   ataques, contra-ataques e conquistas
Capítulo 1 ataques, contra-ataques e conquistas
Iolanda Medina
 
CONTO OU NÃO CONTO?
CONTO OU NÃO CONTO?CONTO OU NÃO CONTO?
CONTO OU NÃO CONTO?
Marisa Seara
 
Apenas uma noite
Apenas uma noiteApenas uma noite
Apenas uma noite
Edivanfff
 
Selvagem Moto Clube (Mulheres no Poder - Livro 1) (Degustação)
Selvagem Moto Clube (Mulheres no Poder - Livro 1) (Degustação)Selvagem Moto Clube (Mulheres no Poder - Livro 1) (Degustação)
Selvagem Moto Clube (Mulheres no Poder - Livro 1) (Degustação)
Mari Sales
 
2014 08-29 - ler aprender gn 3 ceb - stop- margarida pereira 15 - 9a
2014 08-29 - ler aprender gn 3 ceb - stop- margarida pereira 15 - 9a2014 08-29 - ler aprender gn 3 ceb - stop- margarida pereira 15 - 9a
2014 08-29 - ler aprender gn 3 ceb - stop- margarida pereira 15 - 9a
O Ciclista
 
Vida por detrás dos conflitos
Vida por detrás dos conflitosVida por detrás dos conflitos
Vida por detrás dos conflitos
MARCELINO SANTOS
 
A bolsa amarela
A bolsa amarelaA bolsa amarela
A bolsa amarela
gi_76
 
O Diário de Juliana
O Diário de JulianaO Diário de Juliana
O Diário de Juliana
Cybele Meyer
 
Diários Carrie Capítulo 1
Diários Carrie Capítulo 1Diários Carrie Capítulo 1
Diários Carrie Capítulo 1
Priscila Millions
 
;)
;) ;)
Todos tem que_ler_isto!
Todos tem que_ler_isto!Todos tem que_ler_isto!
Todos tem que_ler_isto!
site curiosidades
 
Policiar as crianças
Policiar as criançasPoliciar as crianças
Policiar as crianças
Doni Cia
 
E Importante Que Voce Leia Isto
E Importante Que Voce Leia IstoE Importante Que Voce Leia Isto
E Importante Que Voce Leia Isto
PequeninosdoSenhor
 

Semelhante a Shiuuu, não contes a ninguém, diário (20)

Alice Jones
Alice JonesAlice Jones
Alice Jones
 
O Fado - Amanda A.
O Fado - Amanda A. O Fado - Amanda A.
O Fado - Amanda A.
 
Conto ou nao conto
Conto ou nao contoConto ou nao conto
Conto ou nao conto
 
Livro conto ou não conto
Livro conto ou não contoLivro conto ou não conto
Livro conto ou não conto
 
A história de Florzinha
A história de FlorzinhaA história de Florzinha
A história de Florzinha
 
Conto ou nao conto
Conto ou nao contoConto ou nao conto
Conto ou nao conto
 
Conto ou nao conto
Conto ou nao contoConto ou nao conto
Conto ou nao conto
 
Capítulo 1 ataques, contra-ataques e conquistas
Capítulo 1   ataques, contra-ataques e conquistasCapítulo 1   ataques, contra-ataques e conquistas
Capítulo 1 ataques, contra-ataques e conquistas
 
CONTO OU NÃO CONTO?
CONTO OU NÃO CONTO?CONTO OU NÃO CONTO?
CONTO OU NÃO CONTO?
 
Apenas uma noite
Apenas uma noiteApenas uma noite
Apenas uma noite
 
Selvagem Moto Clube (Mulheres no Poder - Livro 1) (Degustação)
Selvagem Moto Clube (Mulheres no Poder - Livro 1) (Degustação)Selvagem Moto Clube (Mulheres no Poder - Livro 1) (Degustação)
Selvagem Moto Clube (Mulheres no Poder - Livro 1) (Degustação)
 
2014 08-29 - ler aprender gn 3 ceb - stop- margarida pereira 15 - 9a
2014 08-29 - ler aprender gn 3 ceb - stop- margarida pereira 15 - 9a2014 08-29 - ler aprender gn 3 ceb - stop- margarida pereira 15 - 9a
2014 08-29 - ler aprender gn 3 ceb - stop- margarida pereira 15 - 9a
 
Vida por detrás dos conflitos
Vida por detrás dos conflitosVida por detrás dos conflitos
Vida por detrás dos conflitos
 
A bolsa amarela
A bolsa amarelaA bolsa amarela
A bolsa amarela
 
O Diário de Juliana
O Diário de JulianaO Diário de Juliana
O Diário de Juliana
 
Diários Carrie Capítulo 1
Diários Carrie Capítulo 1Diários Carrie Capítulo 1
Diários Carrie Capítulo 1
 
;)
;) ;)
;)
 
Todos tem que_ler_isto!
Todos tem que_ler_isto!Todos tem que_ler_isto!
Todos tem que_ler_isto!
 
Policiar as crianças
Policiar as criançasPoliciar as crianças
Policiar as crianças
 
E Importante Que Voce Leia Isto
E Importante Que Voce Leia IstoE Importante Que Voce Leia Isto
E Importante Que Voce Leia Isto
 

Mais de e- Arquivo

9.º Ano. E agora?! || O meu percurso escolar
9.º Ano. E agora?! || O meu percurso escolar9.º Ano. E agora?! || O meu percurso escolar
9.º Ano. E agora?! || O meu percurso escolar
e- Arquivo
 
Passaporte da leitura
Passaporte da leituraPassaporte da leitura
Passaporte da leitura
e- Arquivo
 
Passaporte da leitura
Passaporte da leituraPassaporte da leitura
Passaporte da leitura
e- Arquivo
 
Passaporte da leitura
Passaporte da leituraPassaporte da leitura
Passaporte da leitura
e- Arquivo
 
Passaporte da leitura
Passaporte da leituraPassaporte da leitura
Passaporte da leitura
e- Arquivo
 
Passaporte da leitura
Passaporte da leituraPassaporte da leitura
Passaporte da leitura
e- Arquivo
 
Passaporte da leitura
Passaporte da leituraPassaporte da leitura
Passaporte da leitura
e- Arquivo
 
Passaporte da leitura
Passaporte da leituraPassaporte da leitura
Passaporte da leitura
e- Arquivo
 
9.º Ano. E agora?! - O meu caminho
9.º Ano. E agora?! - O meu caminho9.º Ano. E agora?! - O meu caminho
9.º Ano. E agora?! - O meu caminho
e- Arquivo
 
9.º Ano. E agora! - Cientista-Engenheiro?!
9.º Ano. E agora! - Cientista-Engenheiro?!9.º Ano. E agora! - Cientista-Engenheiro?!
9.º Ano. E agora! - Cientista-Engenheiro?!
e- Arquivo
 
9.º Ano. E agora! - Ajudar
9.º Ano. E agora! - Ajudar9.º Ano. E agora! - Ajudar
9.º Ano. E agora! - Ajudar
e- Arquivo
 
9.º Ano. E agora! - Um misto de aventuras
9.º Ano. E agora! - Um misto de aventuras9.º Ano. E agora! - Um misto de aventuras
9.º Ano. E agora! - Um misto de aventuras
e- Arquivo
 
9.º Ano. E agora! - Evoluir
9.º Ano. E agora! - Evoluir9.º Ano. E agora! - Evoluir
9.º Ano. E agora! - Evoluir
e- Arquivo
 
9.º Ano e agora? - Desvendar mistérios
9.º Ano e agora? - Desvendar mistérios9.º Ano e agora? - Desvendar mistérios
9.º Ano e agora? - Desvendar mistérios
e- Arquivo
 
O livro da minha vida: Uma aventura secreta, de Ana Maria Magalhães e Isabel ...
O livro da minha vida: Uma aventura secreta, de Ana Maria Magalhães e Isabel ...O livro da minha vida: Uma aventura secreta, de Ana Maria Magalhães e Isabel ...
O livro da minha vida: Uma aventura secreta, de Ana Maria Magalhães e Isabel ...
e- Arquivo
 
O livro da minha vida: Dependência Passiva, de Ângela Duarte
O livro da minha vida: Dependência Passiva, de Ângela DuarteO livro da minha vida: Dependência Passiva, de Ângela Duarte
O livro da minha vida: Dependência Passiva, de Ângela Duarte
e- Arquivo
 
O livro da minha vida: O Cavaleiro da Dinamarca, de Sophia de Mello Breyner A...
O livro da minha vida: O Cavaleiro da Dinamarca, de Sophia de Mello Breyner A...O livro da minha vida: O Cavaleiro da Dinamarca, de Sophia de Mello Breyner A...
O livro da minha vida: O Cavaleiro da Dinamarca, de Sophia de Mello Breyner A...
e- Arquivo
 
O livro da minha vida: Harry Potter e a Câmara dos Segredos, de J.K Rowling
O livro da minha vida: Harry Potter e a Câmara dos Segredos, de  J.K RowlingO livro da minha vida: Harry Potter e a Câmara dos Segredos, de  J.K Rowling
O livro da minha vida: Harry Potter e a Câmara dos Segredos, de J.K Rowling
e- Arquivo
 
O livro da minha vida: Divergente, de Veronica Roth
O livro da minha vida: Divergente, de Veronica RothO livro da minha vida: Divergente, de Veronica Roth
O livro da minha vida: Divergente, de Veronica Roth
e- Arquivo
 
O livro da minha vida: A Pirâmide Vermelha, de Rick Riordan
O livro da minha vida: A Pirâmide Vermelha, de Rick RiordanO livro da minha vida: A Pirâmide Vermelha, de Rick Riordan
O livro da minha vida: A Pirâmide Vermelha, de Rick Riordan
e- Arquivo
 

Mais de e- Arquivo (20)

9.º Ano. E agora?! || O meu percurso escolar
9.º Ano. E agora?! || O meu percurso escolar9.º Ano. E agora?! || O meu percurso escolar
9.º Ano. E agora?! || O meu percurso escolar
 
Passaporte da leitura
Passaporte da leituraPassaporte da leitura
Passaporte da leitura
 
Passaporte da leitura
Passaporte da leituraPassaporte da leitura
Passaporte da leitura
 
Passaporte da leitura
Passaporte da leituraPassaporte da leitura
Passaporte da leitura
 
Passaporte da leitura
Passaporte da leituraPassaporte da leitura
Passaporte da leitura
 
Passaporte da leitura
Passaporte da leituraPassaporte da leitura
Passaporte da leitura
 
Passaporte da leitura
Passaporte da leituraPassaporte da leitura
Passaporte da leitura
 
Passaporte da leitura
Passaporte da leituraPassaporte da leitura
Passaporte da leitura
 
9.º Ano. E agora?! - O meu caminho
9.º Ano. E agora?! - O meu caminho9.º Ano. E agora?! - O meu caminho
9.º Ano. E agora?! - O meu caminho
 
9.º Ano. E agora! - Cientista-Engenheiro?!
9.º Ano. E agora! - Cientista-Engenheiro?!9.º Ano. E agora! - Cientista-Engenheiro?!
9.º Ano. E agora! - Cientista-Engenheiro?!
 
9.º Ano. E agora! - Ajudar
9.º Ano. E agora! - Ajudar9.º Ano. E agora! - Ajudar
9.º Ano. E agora! - Ajudar
 
9.º Ano. E agora! - Um misto de aventuras
9.º Ano. E agora! - Um misto de aventuras9.º Ano. E agora! - Um misto de aventuras
9.º Ano. E agora! - Um misto de aventuras
 
9.º Ano. E agora! - Evoluir
9.º Ano. E agora! - Evoluir9.º Ano. E agora! - Evoluir
9.º Ano. E agora! - Evoluir
 
9.º Ano e agora? - Desvendar mistérios
9.º Ano e agora? - Desvendar mistérios9.º Ano e agora? - Desvendar mistérios
9.º Ano e agora? - Desvendar mistérios
 
O livro da minha vida: Uma aventura secreta, de Ana Maria Magalhães e Isabel ...
O livro da minha vida: Uma aventura secreta, de Ana Maria Magalhães e Isabel ...O livro da minha vida: Uma aventura secreta, de Ana Maria Magalhães e Isabel ...
O livro da minha vida: Uma aventura secreta, de Ana Maria Magalhães e Isabel ...
 
O livro da minha vida: Dependência Passiva, de Ângela Duarte
O livro da minha vida: Dependência Passiva, de Ângela DuarteO livro da minha vida: Dependência Passiva, de Ângela Duarte
O livro da minha vida: Dependência Passiva, de Ângela Duarte
 
O livro da minha vida: O Cavaleiro da Dinamarca, de Sophia de Mello Breyner A...
O livro da minha vida: O Cavaleiro da Dinamarca, de Sophia de Mello Breyner A...O livro da minha vida: O Cavaleiro da Dinamarca, de Sophia de Mello Breyner A...
O livro da minha vida: O Cavaleiro da Dinamarca, de Sophia de Mello Breyner A...
 
O livro da minha vida: Harry Potter e a Câmara dos Segredos, de J.K Rowling
O livro da minha vida: Harry Potter e a Câmara dos Segredos, de  J.K RowlingO livro da minha vida: Harry Potter e a Câmara dos Segredos, de  J.K Rowling
O livro da minha vida: Harry Potter e a Câmara dos Segredos, de J.K Rowling
 
O livro da minha vida: Divergente, de Veronica Roth
O livro da minha vida: Divergente, de Veronica RothO livro da minha vida: Divergente, de Veronica Roth
O livro da minha vida: Divergente, de Veronica Roth
 
O livro da minha vida: A Pirâmide Vermelha, de Rick Riordan
O livro da minha vida: A Pirâmide Vermelha, de Rick RiordanO livro da minha vida: A Pirâmide Vermelha, de Rick Riordan
O livro da minha vida: A Pirâmide Vermelha, de Rick Riordan
 

Último

Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
erssstcontato
 
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
IACEMCASA
 
Trabalho de Geografia industrialização.pdf
Trabalho de Geografia industrialização.pdfTrabalho de Geografia industrialização.pdf
Trabalho de Geografia industrialização.pdf
erico paulo rocha guedes
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
sjcelsorocha
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
WilianeBarbosa2
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.pptESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
maria-oliveira
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
JoanaFigueira11
 

Último (20)

Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
 
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
 
Trabalho de Geografia industrialização.pdf
Trabalho de Geografia industrialização.pdfTrabalho de Geografia industrialização.pdf
Trabalho de Geografia industrialização.pdf
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.pptESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
 

Shiuuu, não contes a ninguém, diário

  • 1. Shiuuu, não contes a ninguém, Diário Ps: Proibido ler! Joana Marques 8ºB Este Diário tem música de fundo
  • 2. 10 de Outubro, 2010 Querido Diário, Hoje é o primeiro dia que te escrevo e espero que não te aborreças muito com os meus desabafamentos, pois passaste a ser a coisa em que eu mais confio! ;) Ainda não sei bem como é que te ei de escrever, pois nunca tive nenhum diário até ser um trabalho de L.P. obrigatório, mas acho que a partir daqui nunca mais vou conseguir largar-te. Este dia foi igual aos outros casa-escola-casa, mas não sei porquê ao sair da escola estava um homem com uma cara que mais parecia um rato morto e que me estava a olhar fixamente, como… não sei descrever, como se pode-se raptava-me já ali! Não dei muita importância a este homem, pois às vezes faço uma tempestade num copo de água, portanto não vou pensar mais nisto. Bem como amanhã tenho teste de Francês, vou rever a matéria para depois ir dormir. Até amanhã e sonha comigo. Beijinhos da Joana
  • 3. 11 de Outubro, 2010 Querido Diário, Hoje o teste de Francês correu tão bem que já nada me estraga o dia! A não ser que me apareça agora aquele homem à frente. Hahaha Esta manhã a minha melhor amiga, a Catarina, voltou a faltar às aulas e ela não é daquele tipo de aluna que se “balda” por tudo e por nada, mas também não me disse porque é que tinha faltado. Senti que me estava a esconder alguma coisa…Até porque chegava à escola sempre com partes do corpo negro e arranjava sempre desculpas, como: “Bati contra a porta.”; “Não vi a esquina da mesa e olha, bati…”, mas eu não acredito em nada disto. Enfim, ela é que sabe o que é que anda a fazer! Na questão de aula de Matemática consegui mais um excelente, enquanto a Catarina ia cada vez mais a descer as notas, eu estou mesmo seriamente preocupada com ela, mas ela também não confessa o que é que se anda a passar e eu assim não a posso ajudar. Já não sei o que lhe ei de dizer… Enfim, vou esperar que ela venha falar comigo em vez de estar sempre a discutir com ela e espero que isto tudo seja só uma fase da vida dela. Até amanhã e dorme bem!
  • 4. 12 de Outubro, 2010 Querido Diário, Olá, tenho uma péssima notícia! Se calhar, pode não ser tão péssima, mas arrepia-me o facto de já ser a terceira vez que vejo aquele mesmo homem (o de cara de rato) à porta da escola a olhar para mim com o mesmo olhar. Eu não te quis dizer nada ontem, porque achei que me estava a tornar psicopata, mas eu não aguento. Eu sinto-me um pouco obcecada… A Catarina continua na mesma, sem dizer nada, com nódoas negras e agora até aparenta uma cara de… eu não queria dizer isto, mas é o que parece, cara de drogada. Eu já não sei mesmo o que ei de fazer para a ajudar. :/ Tenho uma novidade boa! Acho que é boa, porque apesar de a não conhecer, demonstra ser boa pessoa e boa aluna. Tenho uma colega nova na turma é a Leonor, já falei com ela e até agora é simpática, espero que seja boa pessoa, estou mesmo a precisar de pessoas novas na minha vida! Mas não me vou esquecer da Catarina, isso é uma coisa que nunca vou fazer independente de quem aparecer. Até amanhã e espero que aquele homem pare de estar á porta da escola! Beijinhos Joana
  • 5. 13 de Outubro, 2010 Querido Diário, Nunca percebi porque é que te chamo querido! :D Talvez por até agora nunca tenhas contado nada a ninguém, mas simplesmente gosto. Finalmente, a Catarina contou-me tudo o que se passava com ela! Mas não estou muito contente com o que ouvi. Ela disse-me que o pai lhe batia, a si e à sua mãe, há mais de cinco anos! E eu fiquei em estado de choque, pois ela nunca tinha apresentado atitudes que me levassem a pensar isso até agora. Também me revelou que era por isso que as suas notas andavam a baixar (como era de esperar). Eu toquei no assunto da “cara de drogada”, mas ela desviou logo o assunto de conversa e assim deu-me mais motivos para pensar que ela anda metida nessas coisa horríveis. Não sei se deva avisar a polícia sem ela saber, mas acho que assim estaria a falhar como amiga, embora lhe tenha sugerido isto. Estou muito confusa com esta história da Catarina, acho que me vou deitar, até amanhã. Ps: Hoje o homem veio falar comigo e disse-me que se chamava Artur e que se queria encontrar comigo no Skate Park às 15h amanhã! Não sei se deva ir, pois ele ameaçou-me de matar os meus pais e a minha irmã. Estou extremamente assustada. Beijinhos Joana
  • 6. 14 de Outubro, 2010 Querido Diário, Tive o pior pesadelo de sempre, ontem à noite… Nem queiras saber com quem foi e sobre o que foi. Mas eu necessito de contar o sonho a alguém, portanto, desculpa mas tem de ser a ti. Sonhei com o Artur, com a minha família e com a Catarina. O sonho baseava-se principalmente no Artur, pois eu não fui ter com ele ao Skate Park, como combinado. Ele foi ter à minha casa por voltas as 24h e eu a essa altura já costumo estar a dormir, como tu sabes, mas naquela noite havia algum que não me deixava dormir. Talvez pelo o facto de, passado 20 minutos da meia noite o Artur ter tocado á campainha da minha casa e ouço a minha mãe abrir a porta e só me lembro de ouvir um som como este: Pam! (som de um tiro) E depois um AH!, da minha irmã. Eu só ouvi mais dois sons exatamente iguais ao Pam. Eu não sabia o que fazer, podia fugir pela janela ou tentar-me esconder no armário, pois para sair de casa não tinha tempo. Nesse preciso momento acordei, e fiquei exaltada e só me apetecia era correr. Bem, o meu dia foi totalmente diferente, ainda bem, se não o meu dia tinha sido um inferno. Beijinhos Joana
  • 7. 17 de Outubro, 2010 Querido Diário, Olá, desculpa ter passado três dias sem te escrever, mas só tenho tido testes e problemas cá em casa e não tenho andando com paciência para te escrever! Vou tentar descrever resumidamente estes 3 dias. No dia 15, a minha irmã foi atacada por um lobo, enquanto vinha para casa, decidiu armar-se em aventureira e vir pela floresta e ainda está em fase de recuperação. Não ficou muito magoada, apenas teve de levar uns pontos na perna e agora já está boa, tão boa que já nem me para de chatear (ao menos assim que estar no hospital). No dia 16, voltei a ver o Artur, mas este não me disse nada e acho que nem me viu. Hoje, nem imaginas o que vi! Não estava nada à espera, mas estas coisas nunca se estão à espera. Vi a Leonor, a nova aluna da minha turma , a que pensava que era civilizada, a tratar tão mal, mas tao mal o seu irmão mais novo! Chamava-lhe nomes, deu-lhe um monte de chapadas… nem queria acreditar no que estava a ver! :/ Enfim, nem tudo é perfeito. Beijinhos Joana
  • 8. Querido Diário, 17 de Janeiro, 2011 Eu sei, eu sei já não te escrevo há TRÊS MESES! É muito tempo, mas desta vez tenho um boa desculpa… fui raptada. Não é a desculpa que gostava de te dar, preferia que fosse: Ouve um incêndio na floresta perto de casa ou fui viajar, mas não é. Durante uma semana ou menos, vou tentar descrever todo o que aconteceu durante o meu rapto. Não foram dos melhores acontecimentos, mas é o que a minha vida me reserva para te contar. Só para pôr os pontos nos “IS”, quem me raptou foi o irmão do Artur, o Luís. Ele coutou-me que só me tinha raptado para provar ao irmão que o que se tinha passado não era por responsabilidade dele, mas sim pelos decisões que ele tomou. Pois o Artur nunca tivera uma oportunidade de ter uma nova mulher com quem partilhar a vida e ter novos filhos, desde aquele terrível acidente. Sempre que estava à entrada da escola era para imaginar como sua filha, pois eu era a sua filha de sonho!
  • 9. 18 de Janeiro, 2011 Querido Diário, Boa noite… hoje temos mais um episódio da menina raptada. Existem vídeos na internet a gozarem comigo, a fingirem que eu fui raptada para a casa da minha avó e que como ela era muito feia eu assustava-me e outras coisas deste género. Já nem suporto os comentários de certas pessoas na escola ou sou a “coitadinha” ou a “mentirosa”. Só a Catarina e tu é que me compreendem… ainda bem que vocês existem. Os meus pais não me deixam em paz, com medo que eu seja raptada outra vez, a minha irmã de 5 em 5 minutos vem-me “melgar a cabeça” só para ver se estou bem, já estou farta, mais valia ter ficado com Luís! Ai meu deus, nem acredito que escrevi isto… eu nunca trocaria nada pela minha família, que fique bem claro! Esta casa está de pernas para o ar só com polícias de trás para a frente a querem mais informações. Uns senhores a colocarem camaras de filmar por toda a casa e outros a trocarem as fechaduras… Já só peço um pouco de sossego! Hoje não me implores para contar detalhes sobre o rapto, porque já estou farta de os contar à policia, mas digo-te uma coisa a ti vou-te contar coisas que nunca hei de explicar a ninguém. Beijinhos Joana
  • 10. 19 de Janeiro, 2011 Querido Diário, Hello, hoje é o dia em que te vou contar o início da história, a hora em que tudo começou… Foi às 18:35h quando sai da escola, desta vez demorei mais do que o habitual a arrumar o meu material e tinha sido uma das últimas alunas a sair da escola e nem tinha reparado que o Artur estava lá ou melhor o seu irmão. Mal sí da escola ficou tudo escuro, em silêncio, sem qualquer movimento à minha volta, apenas eu o Luís e o seu carro. Como já deves ter percebido, levei com uma pancada na cabeça foi por isso que maior parte dos barulhos não me lembro, nem do som da estrada, do carro, do rádio, nada… Quando acordei estava numa confortável cama, mas que cheirava a bolas de naftalina. Era uma casa de campo, no meio do nada. Sem ninguém ao pé de mim… achei aquilo muito estranho, mas arrisquei e corri para a porta de saída, corri, corri, corri sem parar já quase que não tinha força para continuar, mas depois lembrei-me de uma frase que tinha lido na internet: “ Hoje pode ser “o dia em que…” Tu defines os teus limites.” Portanto o limite seriam os braços dos meus pais. Beijinhos Joana
  • 11. 20 de Janeiro, 2011 Querido diário, A partir de agora vou deixar de introduções e vou partir logo para a “viagem no tempo”, como eu lhe chamo, espero que não te importes?! Ora a onde é que eu ia… ah! Na fuga. Comecei a ouvir uns barulhos, semelhantes ao som de uma nascente de água! Mas com muita força, era um rio. Como é que o conseguiria atravessá-lo sem ser levada pela corrente? Provavelmente não iria conseguir e sem me aperceber tinha uma arma apontada à cabeça, eu só pensei: Oh não… O que é que faço agora? Depois voltámos para a casa, e os dias foram passando, sempre iguais, sem quaisquer objetivos por eu estar ali. Passado um mês eu perguntei-lhe: Para quê este sofrimento todo da minha parte, enquanto para ti eu sou apenas uma demonstração, assim não vais a lado nenhum, só apenas para a pisão! Deixa-me sair, por favor! Ele logo com um ar arrogante, mas com um olhar pensativo: “Eu não te posso deixar sair até que o meu irmão perceba que o que aconteceu não foi por culpa dele!” E eu a pensar, mas porque é que não diz o que é que não foi por culpa dele! E foi exatamente isto que lhe disse. Ele desta vez esta com os olhos cheios de lágrimas, quase a caírem, mas aguentou e disse: “ Eu não te posso contar… Portanto vê lá se te calas!” Mas eu sabia que ele estava só a dizer isto da boca para fora, pois ele estava a transmitir uma calma e sinceridade tão real que acabou por me contar tudo, mas eu não sei se te deva contar… Desculpa. No último dia o Luís saio durante três horas e para eu não tentar fugir outra vez amarrou- me a uma cadeira, com tanta força que ainda tenho as marcas, como se tivesse sido ontem. Quando chegou, trazia consigo umas refeições pré-cozinhadas e mais três crianças como eu, desesperadas, assustadas e a chorar. Não entendi porque estaria a fazer isto e ainda por cima trouxe mais três crianças, estava- se a tornar num monstro! Beijinhos Joana
  • 12. Querido Diário, 21 de Janeiro, 2011 Eu e os dois rapazes (Tiago e Manuel) e uma rapariga (Marta) que o Luís trouxera, estávamos a dar-nos bem, se não tivéssemos também não tínhamos grande escolha! Havia uns dias em que o Luís nos ensinava a tocar viola, outros a cozinhar, a pintar… não percebia muito bem porque é que ele estava a fazer isto, ao mesmo tempo assustava mas por outro lado até gostava, pois os meus pais nunca se interessaram muito pelas minhas capacidades. A meio do segundo mês o Luís levou o Tiago para fora de casa, mas nunca chegámos a saber para onde teria ido, nem ele, nem ao Manuel. Por fim fiquei eu e a Marta. Nós já não apanhávamos ar fresco á mais de mês e meio, estávamos a entrar em fase de pânico, a querer sair daquele cubículo e cada vez parecia mais pequeno, frio, assustador… Só queríamos sair dali. No final do mês o Luís levou a Marta, mas desta vez ele deixou que houvesse uma despedida entre nós as duas e eu que detesto despedidas, mas esta foi diferente, especial, única e inesquecível, pois era a última vez que iria estar com a minha melhor companhia na época mais difícil da minha vida. Por isso saboreie aquele momento como nunca tinha feito antes. Dei-lhe o meu maior abraço, passei a mão pela última vez nos seus belos caracóis e depois, adeus… Passado um dia, o Luís ainda não tinha voltado depois da despedida da Marta. Já estava toda suja, transpirada e a sangrar dos pulsos de tanto tempo enrolada naquela estúpidas cordas. Já tinha passado uma semana e o Luís ainda não tinha voltado… estava cheia de fome, sede, sono, dores, sangue… Não sabia o que fazer e finalmente ele voltou. Beijinhos Joana
  • 13. 22 de Janeiro, 2011 Querido Diário, Quando ele voltou, vinha cheio de sangue, de lama e mais não sei descrever, vinha simplesmente como um monstro acabado de comer a vítima. Estava tão apavorada, os dias passavam devagar, devagarinho, e finalmente chegámos ao terceiro mês. Apesar de ser o último mês, não foi o melhor, porque embora tenha sido salva, este foi o que sofri mais. Vi filmes de terror, veados a serem mortos, pessoas a serem afogadas e o pior de tudo, o que é que tinha acontecido aos meus amigos do rapto, nem sei o que dizer… Era como se um bocado da minha alma tivesse partido para um lugar bem distante! Saber que nunca mais poderia voltar a tocar naqueles caracóis, sentir os braços do Manuel e a ouvir a melhor gargalhada de sempre do Tiago, assustava-me. No dia 13 de Janeiro fui encontrada com o Luís na cabana. Ele foi preso por ser acusado de quatro raptos e de um assalto a um banco. Eu fui imediatamente para o hospital, para me fazerem análise ao corpo todo e todas essas coisas aborrecidas. Beijinhos Joana
  • 14. 23 de Janeiro, 2011 Querido Diário, Já estou quase a acabar a “viagem no tempo”. Depois de uns quantos exames veio uma multidão de perguntas, abraços, proteções… tudo a que uma recém raptada tem direito. Agora as coisas já estão bem e tenho uma boa novidade, finalmente ao fim de quatro ou cinco meses de sofrimento uma notícia maravilhosa! Tenho um cão e é a minha melhor companhia, até me desconcentra enquanto estudo, mas foi a melhor coisa que me aconteceu nos últimos tempos, além de ti como é óbvio. Já que estamos numa de novidades, acho que é uma boa altura para saberes que o Luís andava a fazer isto, porque afinal foi ele que perdeu os quatro filhos e quis reviver esses tempos connosco e assim ia esquecendo o acidente que tinha acontecido. Eu, de tempos em tempos vou visitá-lo à prisão, não me peças razões porque faço isto, mas sinto que estou a fazer o bem ao ir velo pois ele está sozinho e apesar de tudo o que ele fez eu sinto pena dele. Eu sei que estou a ser demasiado ingénua, mas eu sou assim… Beijinhos Joana
  • 15. 24 de Janeiro, 2011 Querido Diário, A partir daqueles dias nunca mais vi o Tiago, o Manuel, nem a Marta, mas tenho a certeza que um dia destes ainda os vou encontrar aí algures pois Até amanhã e sonha comigo. Beijinhos Joana
  • 16. 25 de Janeiro,2011 Querido Diário, Hoje voltei a tocar naquele assunto de já a muito tempo da “cara de drogada” à Catarina… Ela não quis adiantar grande coisa e eu não insisti, porque depois do que me aconteceu, não vou estar com rodeios nem com problemas, pois como todos nós já sabemos a vida é demasiado curta para preocupações e chatices! Mas algum dia irei descobrir se anda ou não metida nessas coisas! Hoje até foi um dia calmo, já acabaram com aqueles vídeos parvos em relação ao meu rapto, o que é ótimo, tenho uma amiga nova e esta é decente - a Marta. A minha vida está finalmente a andar para a frente, qual é o nosso caminho?! Até amanhã e como é sexta feira vou ver um filme às 19h com a Marta e a Catarina, só não te levo, porque não irias gostar do filme! Beijinhos, Joana
  • 17. 26 de Janeiro,2011 Querido Diário, Ontem o filme foi demais! Quem me dera hoje ter feito a mesma coisa, mas infelizmente tive de ir fazer uns exames ao hospital. No hospital vi o irmão da Susana, ela e os pais. Não estavam com a melhor cara, nem com os melhores olhos. Tinham um ar cansados e de sofrimento. Finalmente, percebi porque é que estavam assim! O seu avô tinha falecido. Apesar de não gostar muita da Susana, não lhe desejava mal, nem a si nem ao seu avô, mas as pessoas mais chegadas a nós parece que são aquelas que vão mais depressa… Bem não falemos de coisas tristes! Hoje estava um rapazinho tão giro, mas mesmo tão giro na escola!!! Quem me dera poder um dia falar com ele, mas isso vai ser um pouco impossível, porque eu não tenho jeitinho nenhum com rapazes… Beijinhos, Joana
  • 18. 27 de Janeiro,2011 Querido Diário, A minha vida parece que está a andar para trás! Nem acreditas o que passei esta tarde… Normalmente, quando chego a casa a primeira coisa que faço é chamar pela Charlie, mas hoje ela não veio ao meu som! Chamei, chamei, chamei, mas a minha voz parecia não ter volume suficiente para que ela ouvisse! Por mais alto que gritasse, parecia que menos voz tinha. Procurei pela casa toda… nada, no jardim… nada, nas casas dos vizinhos, nada… em todo o lado… nada. Mas a onde é que ela estará a esta hora? Sinto tanto a falta dela, quem me dera saber, dava tudo para que ela estivesse aqui a escrever comigo. Se me estás a ouvir, volta! Eu sempre rezei, mas há uns tempos atrás deixei-me disso, mas é nestas alturas que a nossa fé volta a aparecer! Por amor de Deus, regressa. Amanhã ela voltará, tenho a certeza… Beijinhos, Joana
  • 19. 28 de Janeiro,2011 Querido Diário, Como se não bastasse o desaparecimento da Charlie, ao andar pelas ruas da cidade, encontrei a Catarina, mas nem parecia a Catarina que eu conheço. Parecia uma pessoa sem alma, coração, responsabilidade, respeito… já nem sei mais, só parecia uma Catarina que não a Catarina. Estava sem qualquer sentimento no olhar, no rosto… só queria era um par de estalos naquela altura, mas não foi isso que fiz. Levei-a para minha casa, dei-lhe banho, arranjei roupas, alimentei-a. Mas mesmo assim continuava sem expressões, apenas com um cheiro a fumo, álcool, e suor… Se ainda não percebeste, encontrei-a a um canto de um prédio, a fumar, beber e com más companhias. Nem a reconheci, simplesmente não era a minha Catarina, a Catarina alegre, com vontade de fazer tudo, pronta para novos desafios, aventureira… Agora era apenas uma Catarina. Não sei o que ei de fazer com ela, mas, por enquanto, vai ficar aqui em casa, comigo ,porque comigo é que ela está bem e em relação à Charlie, irei procurá-la amanhã. Beijinhos, Joana
  • 20. 5 de Fevereiro,2011 Querido Diário, Olá boa noite só se for para ti, porque a partir de agora, já não vai haver bons dias, nem boas noites… Andei estes dias todos à procura da Charlie com a Catarina… Cheguei a encontrá-la! O que não é bom é como, quando e onde a encontrei. Encontrei ao pé da casa da Susana, às 03:30h da manhã e o estado em que ela estava, nem queiras saber… É demasiado forte, para poder escrevê-lo, vai-me custar- me muito. Mas aqui vamos, estava deitada, de olhos cor de avelã com um sofrimento lá dentro indeterminado, inesgotável… Não tinha três patas, uma orelha nem a cauda, assemelhava-se a um pedaço de carne no talho. Eu não sabia o que fazer! Meramente fiquei ali, parada, sem poder fazer nada, estava simplesmente desligada do mundo exterior. Queria deixar de olhar para aquela imagem da minha Charlie, só me apetecia deixar de ouvir, de ver, de falar, de viver, pois agora nunca mais poderia escrever para ti com ela. A Charlie tinha partido, mas houve três pessoa que voltaram! Nem estava à espera que essas três pessoas fossem quem fossem, pois pensava que o tempo não me levaria até eles, mas pelos vistos enganei-me e tenho de o assumir. Se me conheces o suficiente, sabes quem eles são! Beijinhos, Joana
  • 21. Língua Portuguesa Prof: Rosalina Simão Nunes 8ºB 2012/2013 Querido Diário, O dia de ontem foi dedicado especialmente às pessoas que perdi, que hei de perder e às que irei perdoar e conhecer. Beijinhos, Joana