SlideShare uma empresa Scribd logo
DEPRESSÃO
Anick Ambrósio
Beatriz Louiza
Loreni Neves
O que é Depressão?
•A depressão é uma doença
psiquiátrica que afeta o emocional da
pessoa.
•A depressão é desencadeada pela a
alteração dos níveis de hormônios
como serotonina e noradrenalina.
Qual a parte do cérebro a depressão
afeta?
• A depressão afeta o hipocampo, a amígdala e o córtex pré-
frontal. Essas três regiões do cérebro respondem por funções
importantes, como o processamento da memória, aprendizado,
concentração e cognição
Pensamentos de uma pessoa depressiva
• Em geral, pessoas depressivas são mais autocríticas e pensam
coisas horríveis de si mesmos. Reflexões de baixa autoestima,
como “eu sou inútil” ou “eu sou um fracasso”, são bem
frequentes. Além disso, pensamentos suicidas, de culpa,
desesperança e pessimismo costumam fazer parte deste
quadro.
Sinais e Sintomas
Fatores de risco que podem contribuir
para o desenvolvimento da depressão
• Histórico familiar
• Transtornos psiquiátricos
correlatos
• Estresse crônico
• Ansiedade crônica
• Disfunções hormonais
• Excesso de peso
• Sedentarismo e dieta
desregrada
• Vícios (cigarro, álcool
e drogas ilícitas)
• Uso excessivo de
internet e redes
sociais
• Traumas físicos ou
psicológicos
• Pancadas na cabeça
• Problemas cardíacos
• Separação conjugal
• Enxaqueca crônica
Como diferenciar tristeza e depressão?
• Tristeza tem motivo.
• A pessoa sabe que está triste. A depressão é uma
tristeza profunda e muitas vezes sem conteúdo,
sem motivo aparente. Mesmo se algo maravilhoso
acontecer. O diagnóstico da depressão é clínico e
somente pode ser dado por um médico
especialista, no caso o psiquiatra, que é
responsável por tratar pessoas com transtornos
mentais ou estiver acontecendo, a pessoa
continuará triste. A pessoa triste pode ter sintomas
no corpo, como sentir aperto no perito,
taquicardia, chorar.A pessoa deprimida tem
pensamentos suicidas. Quem está triste costuma
ter pensamentos repetitivos sobre a razão da
tristeza. Quando deprimida, a pessoa sente, pelo
menos, duas semanas de uma tristeza profunda e
contínua.
Como é feito o diagnóstico da
depressão?
• O diagnóstico da depressão é clínico
e somente pode ser dado por um
médico especialista, no caso o
psiquiatra, que é responsável por
tratar pessoas com transtornos
mentais.
Tratamento
• O tratamento da depressão é
essencialmente medicamentoso.
• Na maioria das vezes, o tratamento
para depressão é feito combinando
psiquiatra e psicoterapia, por meio
de psicólogos.
• Existem também medicamentos
antidepressivos, que ajudam a
regular a química cerebral e é
aplicado conforme cada caso, de
acordo com cada paciente.
Quais os tipos de Depressão?
Depressão maior
• A depressão maior é o tipo mais grave de
depressão. Ela é caracterizada pelo
surgimento de um ou vários
acontecimentos que geralmente deram
início na adolescência ou já na idade
adulta. A pessoa que sofre deste tipo de
depressão, pode experimentar fases de
humor normal intercalada com fases
depressivas que podem durar semanas,
meses ou anos.
• Ela é classificada desta forma porque não
há fases de mania e pode causar
problemas muito graves para a pessoa, se
não for tratada de forma eficaz. É verdade
que a idealização suicida está aqui
presente e pode levar à morte se se
traduzir em ações efetivas para acabar
com a própria vida.
Distimia
• Entre os tipos de depressão, a distimia
é menos grave que a depressão maior.
É um tipo de depressão chamada de
unipolar e afeta o funcionamento
normal e o bem-estar da pessoa.
• Sua característica principal é que a
pessoa não necessariamente
experimenta uma forte tristeza, mas
com frequência há um sentimento de
falta de propósito e motivação, como
se nada mais importasse.
Depressão ansiosa
• Este é outro tipo de depressão que
está presente em um número
significativo de pessoas. Sua
principal característica é que
mistura e altera estados de
depressão com estados de
ansiedade. Os sintomas são muito
semelhantes aos que ocorrem
nos outros tipos de depressão já
citados.
Depressão Psicótica
• A depressão psicótica é um tipo de
depressão que pode ser vinculada
à depressão maior por incluir
algum tipo de psicose. Ao
contrário de outros tipos de
depressão, ela se caracteriza pela
presença de sintomas psicóticos.
Depressão pós-parto
• Dentro dos tipos de depressão, pode-se incluir a
depressão pós-parto que é caracterizada
por ocorrer após o trabalho de parto. Este tipo de
depressão pode acontecer até um ano depois do
parto, embora seja comum nos primeiros três
meses.
• alterações hormonais;
• alteração nas relações sociais;
• ter menos tempo e liberdade para si mesma;
• alteração do ciclo de vigília e sono;
• preocupações, cobranças da sua capacidade de
ser boa mãe;
• rejeição do filho.
Suicídio
• Suicídio é o ato de causar a própria morte de forma
intencional. Os fatores de risco incluem perturbações
mentais e/ou psicológicas como depressão. Outros
suicídios resultam de actos impulsivos devido ao stress
e/ou dificuldades económicas, problemas de
relacionamento ou bullying
Exemplos de celebridades:
Yasmin Gabrielle
(do Raul Gil)
17 anos - 2019
Leila Lopes
(atriz)
50 anos - 2009
GetúlioVargas
(ex-presidente do Brasil)
72 anos - 1954
Depressão.pptx

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Depressão.pptx

Saiba Como Controlar a Ansiedade, Prevenir e Tratar a Depressão pdf
Saiba Como Controlar a Ansiedade, Prevenir e Tratar a Depressão   pdfSaiba Como Controlar a Ansiedade, Prevenir e Tratar a Depressão   pdf
Saiba Como Controlar a Ansiedade, Prevenir e Tratar a Depressão pdf
Ederson Bezerra
 
A depressao-e-uma-doenca-que-se-trata
A depressao-e-uma-doenca-que-se-trataA depressao-e-uma-doenca-que-se-trata
A depressao-e-uma-doenca-que-se-trata
Cosmo Palasio
 
A depressão
A depressãoA depressão
A depressão
Sara Baptista
 
Transtorno bipolar.pptx
Transtorno bipolar.pptxTranstorno bipolar.pptx
Transtorno bipolar.pptx
enfermeiraelainnechr
 
Psicologia na vida adulta
Psicologia na vida adultaPsicologia na vida adulta
Psicologia na vida adulta
edi
 
Transtornos depressivos
Transtornos depressivosTranstornos depressivos
Transtornos depressivos
Caio Maximino
 
Depressão
DepressãoDepressão
Depressão
Solange Leite
 
E-book bem-estar .pdf
E-book bem-estar .pdfE-book bem-estar .pdf
E-book bem-estar .pdf
EmanuelleRocha16
 
Transtornos.pptx
Transtornos.pptxTranstornos.pptx
Transtornos.pptx
ALCIELYPSICOLOGIA
 
Apresentação de psicologia
Apresentação de psicologiaApresentação de psicologia
Apresentação de psicologia
edi
 
Depressão
DepressãoDepressão
Depressão
Marina Carvalho
 
Síndromes afetivas isoladas (módulo 5).pptx
Síndromes afetivas isoladas (módulo 5).pptxSíndromes afetivas isoladas (módulo 5).pptx
Síndromes afetivas isoladas (módulo 5).pptx
SilviaLouro2
 
doenças mentais
doenças mentaisdoenças mentais
doenças mentais
Renata Fernandes
 
Trabalho sobre depressão
Trabalho sobre depressãoTrabalho sobre depressão
Trabalho sobre depressão
Eliete Santos
 
TRANSTORNO BIPOLAR (1).pptx
TRANSTORNO BIPOLAR (1).pptxTRANSTORNO BIPOLAR (1).pptx
TRANSTORNO BIPOLAR (1).pptx
MIRIAN FARIA
 
Aulas 10 e 11 Guanambi.pdf
Aulas 10 e 11 Guanambi.pdfAulas 10 e 11 Guanambi.pdf
Aulas 10 e 11 Guanambi.pdf
JainnyBeatriz1
 
TRANSTORNOS ANSIOSOS E SINTOMAS CLINICOS
TRANSTORNOS ANSIOSOS E SINTOMAS CLINICOSTRANSTORNOS ANSIOSOS E SINTOMAS CLINICOS
TRANSTORNOS ANSIOSOS E SINTOMAS CLINICOS
kadrikasecomerce
 
Bipolaridade.pptx
Bipolaridade.pptxBipolaridade.pptx
Bipolaridade.pptx
GenilsonSantos40
 
comorbidades_11_ago.pdf
comorbidades_11_ago.pdfcomorbidades_11_ago.pdf
comorbidades_11_ago.pdf
MaxDrummond1
 
TRANSTORNO BIPOLAR E DE ANSIEDADE.
TRANSTORNO BIPOLAR E DE ANSIEDADE.TRANSTORNO BIPOLAR E DE ANSIEDADE.
TRANSTORNO BIPOLAR E DE ANSIEDADE.
Gustavo Malvestiti de Oliveira
 

Semelhante a Depressão.pptx (20)

Saiba Como Controlar a Ansiedade, Prevenir e Tratar a Depressão pdf
Saiba Como Controlar a Ansiedade, Prevenir e Tratar a Depressão   pdfSaiba Como Controlar a Ansiedade, Prevenir e Tratar a Depressão   pdf
Saiba Como Controlar a Ansiedade, Prevenir e Tratar a Depressão pdf
 
A depressao-e-uma-doenca-que-se-trata
A depressao-e-uma-doenca-que-se-trataA depressao-e-uma-doenca-que-se-trata
A depressao-e-uma-doenca-que-se-trata
 
A depressão
A depressãoA depressão
A depressão
 
Transtorno bipolar.pptx
Transtorno bipolar.pptxTranstorno bipolar.pptx
Transtorno bipolar.pptx
 
Psicologia na vida adulta
Psicologia na vida adultaPsicologia na vida adulta
Psicologia na vida adulta
 
Transtornos depressivos
Transtornos depressivosTranstornos depressivos
Transtornos depressivos
 
Depressão
DepressãoDepressão
Depressão
 
E-book bem-estar .pdf
E-book bem-estar .pdfE-book bem-estar .pdf
E-book bem-estar .pdf
 
Transtornos.pptx
Transtornos.pptxTranstornos.pptx
Transtornos.pptx
 
Apresentação de psicologia
Apresentação de psicologiaApresentação de psicologia
Apresentação de psicologia
 
Depressão
DepressãoDepressão
Depressão
 
Síndromes afetivas isoladas (módulo 5).pptx
Síndromes afetivas isoladas (módulo 5).pptxSíndromes afetivas isoladas (módulo 5).pptx
Síndromes afetivas isoladas (módulo 5).pptx
 
doenças mentais
doenças mentaisdoenças mentais
doenças mentais
 
Trabalho sobre depressão
Trabalho sobre depressãoTrabalho sobre depressão
Trabalho sobre depressão
 
TRANSTORNO BIPOLAR (1).pptx
TRANSTORNO BIPOLAR (1).pptxTRANSTORNO BIPOLAR (1).pptx
TRANSTORNO BIPOLAR (1).pptx
 
Aulas 10 e 11 Guanambi.pdf
Aulas 10 e 11 Guanambi.pdfAulas 10 e 11 Guanambi.pdf
Aulas 10 e 11 Guanambi.pdf
 
TRANSTORNOS ANSIOSOS E SINTOMAS CLINICOS
TRANSTORNOS ANSIOSOS E SINTOMAS CLINICOSTRANSTORNOS ANSIOSOS E SINTOMAS CLINICOS
TRANSTORNOS ANSIOSOS E SINTOMAS CLINICOS
 
Bipolaridade.pptx
Bipolaridade.pptxBipolaridade.pptx
Bipolaridade.pptx
 
comorbidades_11_ago.pdf
comorbidades_11_ago.pdfcomorbidades_11_ago.pdf
comorbidades_11_ago.pdf
 
TRANSTORNO BIPOLAR E DE ANSIEDADE.
TRANSTORNO BIPOLAR E DE ANSIEDADE.TRANSTORNO BIPOLAR E DE ANSIEDADE.
TRANSTORNO BIPOLAR E DE ANSIEDADE.
 

Mais de enfermeiraelainnechr

UTI.pptx
UTI.pptxUTI.pptx
DOENÇAS RESPIRATORIAS.pptx
DOENÇAS RESPIRATORIAS.pptxDOENÇAS RESPIRATORIAS.pptx
DOENÇAS RESPIRATORIAS.pptx
enfermeiraelainnechr
 
Tipos de Curativos (1).pptx
Tipos de Curativos (1).pptxTipos de Curativos (1).pptx
Tipos de Curativos (1).pptx
enfermeiraelainnechr
 
ant hipertensivos.pptx
ant hipertensivos.pptxant hipertensivos.pptx
ant hipertensivos.pptx
enfermeiraelainnechr
 
atiarritimicos.pptx
atiarritimicos.pptxatiarritimicos.pptx
atiarritimicos.pptx
enfermeiraelainnechr
 
Fentanila-3.pptx
Fentanila-3.pptxFentanila-3.pptx
Fentanila-3.pptx
enfermeiraelainnechr
 
apresentação estudo de caso LUZA.pptx
apresentação estudo de caso LUZA.pptxapresentação estudo de caso LUZA.pptx
apresentação estudo de caso LUZA.pptx
enfermeiraelainnechr
 
aula-09.pdf
aula-09.pdfaula-09.pdf
Aula_nervoso.pptx
Aula_nervoso.pptxAula_nervoso.pptx
Aula_nervoso.pptx
enfermeiraelainnechr
 
Microbiologia UNOPAR.pptx
Microbiologia UNOPAR.pptxMicrobiologia UNOPAR.pptx
Microbiologia UNOPAR.pptx
enfermeiraelainnechr
 
TOC.pptx
TOC.pptxTOC.pptx
sindrome do PANICO.pptx
sindrome do PANICO.pptxsindrome do PANICO.pptx
sindrome do PANICO.pptx
enfermeiraelainnechr
 
enfermagem do trabalho.pptx
enfermagem do trabalho.pptxenfermagem do trabalho.pptx
enfermagem do trabalho.pptx
enfermeiraelainnechr
 
LPP computron.pptx
LPP computron.pptxLPP computron.pptx
LPP computron.pptx
enfermeiraelainnechr
 
fisiologia computron.pptx
fisiologia computron.pptxfisiologia computron.pptx
fisiologia computron.pptx
enfermeiraelainnechr
 
Apresentação de Esquizofrenia.pptx
Apresentação de  Esquizofrenia.pptxApresentação de  Esquizofrenia.pptx
Apresentação de Esquizofrenia.pptx
enfermeiraelainnechr
 
AP1.pptx
AP1.pptxAP1.pptx

Mais de enfermeiraelainnechr (17)

UTI.pptx
UTI.pptxUTI.pptx
UTI.pptx
 
DOENÇAS RESPIRATORIAS.pptx
DOENÇAS RESPIRATORIAS.pptxDOENÇAS RESPIRATORIAS.pptx
DOENÇAS RESPIRATORIAS.pptx
 
Tipos de Curativos (1).pptx
Tipos de Curativos (1).pptxTipos de Curativos (1).pptx
Tipos de Curativos (1).pptx
 
ant hipertensivos.pptx
ant hipertensivos.pptxant hipertensivos.pptx
ant hipertensivos.pptx
 
atiarritimicos.pptx
atiarritimicos.pptxatiarritimicos.pptx
atiarritimicos.pptx
 
Fentanila-3.pptx
Fentanila-3.pptxFentanila-3.pptx
Fentanila-3.pptx
 
apresentação estudo de caso LUZA.pptx
apresentação estudo de caso LUZA.pptxapresentação estudo de caso LUZA.pptx
apresentação estudo de caso LUZA.pptx
 
aula-09.pdf
aula-09.pdfaula-09.pdf
aula-09.pdf
 
Aula_nervoso.pptx
Aula_nervoso.pptxAula_nervoso.pptx
Aula_nervoso.pptx
 
Microbiologia UNOPAR.pptx
Microbiologia UNOPAR.pptxMicrobiologia UNOPAR.pptx
Microbiologia UNOPAR.pptx
 
TOC.pptx
TOC.pptxTOC.pptx
TOC.pptx
 
sindrome do PANICO.pptx
sindrome do PANICO.pptxsindrome do PANICO.pptx
sindrome do PANICO.pptx
 
enfermagem do trabalho.pptx
enfermagem do trabalho.pptxenfermagem do trabalho.pptx
enfermagem do trabalho.pptx
 
LPP computron.pptx
LPP computron.pptxLPP computron.pptx
LPP computron.pptx
 
fisiologia computron.pptx
fisiologia computron.pptxfisiologia computron.pptx
fisiologia computron.pptx
 
Apresentação de Esquizofrenia.pptx
Apresentação de  Esquizofrenia.pptxApresentação de  Esquizofrenia.pptx
Apresentação de Esquizofrenia.pptx
 
AP1.pptx
AP1.pptxAP1.pptx
AP1.pptx
 

Depressão.pptx

  • 2. O que é Depressão? •A depressão é uma doença psiquiátrica que afeta o emocional da pessoa. •A depressão é desencadeada pela a alteração dos níveis de hormônios como serotonina e noradrenalina.
  • 3. Qual a parte do cérebro a depressão afeta? • A depressão afeta o hipocampo, a amígdala e o córtex pré- frontal. Essas três regiões do cérebro respondem por funções importantes, como o processamento da memória, aprendizado, concentração e cognição
  • 4. Pensamentos de uma pessoa depressiva • Em geral, pessoas depressivas são mais autocríticas e pensam coisas horríveis de si mesmos. Reflexões de baixa autoestima, como “eu sou inútil” ou “eu sou um fracasso”, são bem frequentes. Além disso, pensamentos suicidas, de culpa, desesperança e pessimismo costumam fazer parte deste quadro.
  • 6. Fatores de risco que podem contribuir para o desenvolvimento da depressão • Histórico familiar • Transtornos psiquiátricos correlatos • Estresse crônico • Ansiedade crônica • Disfunções hormonais • Excesso de peso • Sedentarismo e dieta desregrada • Vícios (cigarro, álcool e drogas ilícitas) • Uso excessivo de internet e redes sociais • Traumas físicos ou psicológicos • Pancadas na cabeça • Problemas cardíacos • Separação conjugal • Enxaqueca crônica
  • 7. Como diferenciar tristeza e depressão? • Tristeza tem motivo. • A pessoa sabe que está triste. A depressão é uma tristeza profunda e muitas vezes sem conteúdo, sem motivo aparente. Mesmo se algo maravilhoso acontecer. O diagnóstico da depressão é clínico e somente pode ser dado por um médico especialista, no caso o psiquiatra, que é responsável por tratar pessoas com transtornos mentais ou estiver acontecendo, a pessoa continuará triste. A pessoa triste pode ter sintomas no corpo, como sentir aperto no perito, taquicardia, chorar.A pessoa deprimida tem pensamentos suicidas. Quem está triste costuma ter pensamentos repetitivos sobre a razão da tristeza. Quando deprimida, a pessoa sente, pelo menos, duas semanas de uma tristeza profunda e contínua.
  • 8. Como é feito o diagnóstico da depressão? • O diagnóstico da depressão é clínico e somente pode ser dado por um médico especialista, no caso o psiquiatra, que é responsável por tratar pessoas com transtornos mentais.
  • 9. Tratamento • O tratamento da depressão é essencialmente medicamentoso. • Na maioria das vezes, o tratamento para depressão é feito combinando psiquiatra e psicoterapia, por meio de psicólogos. • Existem também medicamentos antidepressivos, que ajudam a regular a química cerebral e é aplicado conforme cada caso, de acordo com cada paciente.
  • 10. Quais os tipos de Depressão? Depressão maior • A depressão maior é o tipo mais grave de depressão. Ela é caracterizada pelo surgimento de um ou vários acontecimentos que geralmente deram início na adolescência ou já na idade adulta. A pessoa que sofre deste tipo de depressão, pode experimentar fases de humor normal intercalada com fases depressivas que podem durar semanas, meses ou anos. • Ela é classificada desta forma porque não há fases de mania e pode causar problemas muito graves para a pessoa, se não for tratada de forma eficaz. É verdade que a idealização suicida está aqui presente e pode levar à morte se se traduzir em ações efetivas para acabar com a própria vida.
  • 11. Distimia • Entre os tipos de depressão, a distimia é menos grave que a depressão maior. É um tipo de depressão chamada de unipolar e afeta o funcionamento normal e o bem-estar da pessoa. • Sua característica principal é que a pessoa não necessariamente experimenta uma forte tristeza, mas com frequência há um sentimento de falta de propósito e motivação, como se nada mais importasse.
  • 12. Depressão ansiosa • Este é outro tipo de depressão que está presente em um número significativo de pessoas. Sua principal característica é que mistura e altera estados de depressão com estados de ansiedade. Os sintomas são muito semelhantes aos que ocorrem nos outros tipos de depressão já citados.
  • 13. Depressão Psicótica • A depressão psicótica é um tipo de depressão que pode ser vinculada à depressão maior por incluir algum tipo de psicose. Ao contrário de outros tipos de depressão, ela se caracteriza pela presença de sintomas psicóticos.
  • 14. Depressão pós-parto • Dentro dos tipos de depressão, pode-se incluir a depressão pós-parto que é caracterizada por ocorrer após o trabalho de parto. Este tipo de depressão pode acontecer até um ano depois do parto, embora seja comum nos primeiros três meses. • alterações hormonais; • alteração nas relações sociais; • ter menos tempo e liberdade para si mesma; • alteração do ciclo de vigília e sono; • preocupações, cobranças da sua capacidade de ser boa mãe; • rejeição do filho.
  • 15. Suicídio • Suicídio é o ato de causar a própria morte de forma intencional. Os fatores de risco incluem perturbações mentais e/ou psicológicas como depressão. Outros suicídios resultam de actos impulsivos devido ao stress e/ou dificuldades económicas, problemas de relacionamento ou bullying
  • 16. Exemplos de celebridades: Yasmin Gabrielle (do Raul Gil) 17 anos - 2019 Leila Lopes (atriz) 50 anos - 2009 GetúlioVargas (ex-presidente do Brasil) 72 anos - 1954