SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 26
COMPROMISSO E
AMOR
Um História de Compromisso
Dando graças constantemente a Deus Pai por todas as coisas, em
nome de nosso Senhor Jesus Cristo. Sujeitem-se uns aos outros,
por temor a Cristo.
Mulheres, sujeitem-se a seus maridos, como ao Senhor, pois o
marido é o cabeça da mulher, como também Cristo é o cabeça
da igreja, que é o seu corpo, do qual ele é o Salvador. Assim
como a igreja está sujeita a Cristo, também as mulheres estejam
em tudo sujeitas a seus maridos.
Maridos, amem suas mulheres, assim como Cristo amou a igreja
e entregou-se a si mesmo por ela para santificá-la, tendo-a
purificado pelo lavar da água mediante a palavra, e apresentá-la
a si mesmo como igreja gloriosa, sem mancha nem ruga ou coisa
semelhante, mas santa e inculpável.
Um História de Compromisso
Da mesma forma, os maridos devem amar as suas mulheres
como a seus próprios corpos. Quem ama sua mulher, ama a si
mesmo.
Além do mais, ninguém jamais odiou o seu próprio corpo, antes
o alimenta e dele cuida, como também Cristo faz com a igreja,
pois somos membros do seu corpo.
"Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua
mulher, e os dois se tornarão uma só carne".
Este é um mistério profundo; refiro-me, porém, a Cristo e à
igreja. Portanto, cada um de vocês também ame a sua mulher
como a si mesmo, e a mulher trate o marido com todo o respeito.
Efésios 5.20-33
Tudo isso depende do Compromisso
Deus é Fiel ao Seu compromisso

Estabelecerei a minha aliança entre mim e ti e a tua
descendência no decurso das suas gerações, aliança perpétua,
para ser o teu Deus e da tua descendência.
(Gênesis 17.7)

Mas eu me lembrarei da aliança que fiz contigo nos dias da tua
mocidade e estabelecerei contigo uma aliança eterna.
(Ezequiel 16.60)
Assim deve ser a nossa aliança
Por isso, para manter o amor é
necessário, dia após dia, enfatizar
o compromisso.
A base sobre a qual deve ser
edificado o matrimônio é o
compromisso. O amor é muito
importante, mas ele também só
subsistirá se estiver edificado
sobre o compromisso.
(Carlos, Adão, Oficina de Casamentos, p. 10)
Contemplai o grande mistério!
“Deus não criou a união entre Cristo e a
igreja conforme o padrão do casamento
humano; é justamente o contrário!

Ele criou o casamento humano com base
no padrão da relação de Cristo com a
igreja”.

(Piper, Desiring God, p. 181)
O amor entre os
casais tem como
base o
COMPROMISSO
pactual...
O amor entre um homem e uma mulher
Sempre será uma grande história de amor
se tivermos a
FIDELIDADE
comparada com a de Deus
Por isso que,
baseados na Bíblia,
o namoro e o
casamento cristão se sustenta.
CADA DIA

Estaremos
mais
românticos
CADA DIA

Mais alegres
CADA DIA

Mais em Paz
CADA DIA

Mais Bondosos
CADA DIA

Com mais
Fidelidade
CADA DIA

Com menos
ira e mais
domínio
próprio...
Seremos canal de bênçãos
Lembrem-se do
hino 221:
“Um Vaso de
Bênção”
COMO NAMORADOS...

Não podemos ser
becos-sem-saída,
mas devemos levar as
bênçãos que são fruto do
Espírito.

Nosso alvos assim ficam
bem delimitados...
Seremos bênção
Ao fazermos os compromisso de votos conjugais,
assumimos o COMPROMISSO de:
 amar,

 honrar,
 cuidar e
 defender o nosso cônjuge

 e ser-lhe fiel, na saúde e na doença, na

prosperidade e na adversidade, na alegria e na dor
E estes compromissos se tornam a nossa meta, o nosso alvo.

"Muitas experiências já demonstraram que é muito
mais fácil fazer uma coisa quando se tem um objetivo
em vista. Quanto mais você se aproxima de uma meta,
maior é a força que esta meta exerce sobre você”.
(Carlos, Adão, Oficina de Casamentos, p. 8).
Deus providenciou
COMPROMISSO mútuo
Que coisa mais sublime pode haver para duas almas
humanas do que sentir que estão unidas para a vida
inteira fortalecendo uma à outra em todas as
dificuldades.
Descansando uma na outra em todos os sofrimentos,
unindo-se uma à outra nas lembranças silenciosas,
indizíveis no momento do último adeus.

(Carlos, Adão, Oficina de Casamentos, p. 8)
Filme
Revigore o seu amor

Detalhes que parecem bobos, mas que tem um
significado enorme como uma caixa de correio, uma
pintura na parede, porta-retratos, um álbum de
recortes e uma garrafa com moedas. São
lembranças de um amor tranquilo e uma vida
maravilhosa. No fundo, é um amor assim que faz a
vida valer a pena.
A receita para manter
um romance cristão
O amor
nasce...
cresce...
pode morrer...
mas também
pode ressuscitar!
Aplique o antídoto
Gálatas 5.22

AMOR
*** Maridos amai ***
*** Esposas amai ***
Vamos orar?
Senhor, meu Deus!!
Que nós dois sejamos fiéis ao pacto, a aliança, ao nosso
compromisso e que isto mantenha o nosso amor.
Nos ajude a honrar o compromisso que Te honra,
amando-nos
mutuamente como um casal cristão,

até o retorno de Seu Filho,
ou até que a morte nos separe.
À todos

Para Sempre!!!!!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

CURSO BIBLICO A Doutrina da Salvação Aula 8 Reconciliação
CURSO BIBLICO A Doutrina da Salvação  Aula 8 ReconciliaçãoCURSO BIBLICO A Doutrina da Salvação  Aula 8 Reconciliação
CURSO BIBLICO A Doutrina da Salvação Aula 8 ReconciliaçãoDr. Paulo Lis
 
Reconstruototal parte2-esposa-100514072752-phpapp02
Reconstruototal parte2-esposa-100514072752-phpapp02Reconstruototal parte2-esposa-100514072752-phpapp02
Reconstruototal parte2-esposa-100514072752-phpapp02Patricia Machado
 
Reconstrução total parte 2 - esposa
Reconstrução total   parte 2 - esposaReconstrução total   parte 2 - esposa
Reconstrução total parte 2 - esposapastorvanderlei
 
Lição - nº2 - Casamento uma união vitálicia (13 de abril de 2013) - 2º TRI
Lição - nº2 - Casamento uma união vitálicia (13 de abril de 2013) - 2º TRILição - nº2 - Casamento uma união vitálicia (13 de abril de 2013) - 2º TRI
Lição - nº2 - Casamento uma união vitálicia (13 de abril de 2013) - 2º TRIGérson Fagundes da Cunha
 
Licao 2 -_casamento_uma_uniao_vitalicia_-_13_de_abril_de_2013_(pd_fcom_versos)
Licao 2 -_casamento_uma_uniao_vitalicia_-_13_de_abril_de_2013_(pd_fcom_versos)Licao 2 -_casamento_uma_uniao_vitalicia_-_13_de_abril_de_2013_(pd_fcom_versos)
Licao 2 -_casamento_uma_uniao_vitalicia_-_13_de_abril_de_2013_(pd_fcom_versos)Luzirlei Azevedo
 
Cristo, a lei e as alianças_1022014_GGR
Cristo, a lei e as alianças_1022014_GGRCristo, a lei e as alianças_1022014_GGR
Cristo, a lei e as alianças_1022014_GGRGerson G. Ramos
 
Verdade
VerdadeVerdade
Verdadelucena
 
Apostilaimpacto 130720022214-phpapp02
Apostilaimpacto 130720022214-phpapp02Apostilaimpacto 130720022214-phpapp02
Apostilaimpacto 130720022214-phpapp02Mariano Silva
 

Mais procurados (20)

CURSO BIBLICO A Doutrina da Salvação Aula 8 Reconciliação
CURSO BIBLICO A Doutrina da Salvação  Aula 8 ReconciliaçãoCURSO BIBLICO A Doutrina da Salvação  Aula 8 Reconciliação
CURSO BIBLICO A Doutrina da Salvação Aula 8 Reconciliação
 
As 12 colunas que sustentam uma família
As 12 colunas que sustentam uma famíliaAs 12 colunas que sustentam uma família
As 12 colunas que sustentam uma família
 
Reconstruototal parte2-esposa-100514072752-phpapp02
Reconstruototal parte2-esposa-100514072752-phpapp02Reconstruototal parte2-esposa-100514072752-phpapp02
Reconstruototal parte2-esposa-100514072752-phpapp02
 
Reconstrução total parte 2 - esposa
Reconstrução total   parte 2 - esposaReconstrução total   parte 2 - esposa
Reconstrução total parte 2 - esposa
 
Celebração do Matrimónio
 Celebração do Matrimónio Celebração do Matrimónio
Celebração do Matrimónio
 
rito casamento e comentario
 rito casamento e comentario rito casamento e comentario
rito casamento e comentario
 
2 casamento religioso
2 casamento religioso2 casamento religioso
2 casamento religioso
 
O Poder do Amor
O Poder do AmorO Poder do Amor
O Poder do Amor
 
Lição - nº2 - Casamento uma união vitálicia (13 de abril de 2013) - 2º TRI
Lição - nº2 - Casamento uma união vitálicia (13 de abril de 2013) - 2º TRILição - nº2 - Casamento uma união vitálicia (13 de abril de 2013) - 2º TRI
Lição - nº2 - Casamento uma união vitálicia (13 de abril de 2013) - 2º TRI
 
Licao 2 -_casamento_uma_uniao_vitalicia_-_13_de_abril_de_2013_(pd_fcom_versos)
Licao 2 -_casamento_uma_uniao_vitalicia_-_13_de_abril_de_2013_(pd_fcom_versos)Licao 2 -_casamento_uma_uniao_vitalicia_-_13_de_abril_de_2013_(pd_fcom_versos)
Licao 2 -_casamento_uma_uniao_vitalicia_-_13_de_abril_de_2013_(pd_fcom_versos)
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
A promessa-da-nova-alianca
A promessa-da-nova-aliancaA promessa-da-nova-alianca
A promessa-da-nova-alianca
 
A Antiga Aliança
A Antiga AliançaA Antiga Aliança
A Antiga Aliança
 
Cristo, a lei e as alianças_1022014_GGR
Cristo, a lei e as alianças_1022014_GGRCristo, a lei e as alianças_1022014_GGR
Cristo, a lei e as alianças_1022014_GGR
 
A obra está consumada, sente se...
A obra está consumada, sente se...A obra está consumada, sente se...
A obra está consumada, sente se...
 
Morada de Deus 9/5/10
Morada de Deus 9/5/10Morada de Deus 9/5/10
Morada de Deus 9/5/10
 
A promessa-da-nova-alianca
A promessa-da-nova-aliancaA promessa-da-nova-alianca
A promessa-da-nova-alianca
 
Verdade
VerdadeVerdade
Verdade
 
Transformando Crianças em Vencedores Espirituais
Transformando Crianças em Vencedores EspirituaisTransformando Crianças em Vencedores Espirituais
Transformando Crianças em Vencedores Espirituais
 
Apostilaimpacto 130720022214-phpapp02
Apostilaimpacto 130720022214-phpapp02Apostilaimpacto 130720022214-phpapp02
Apostilaimpacto 130720022214-phpapp02
 

Semelhante a O Amor Baseado no Compromisso

Segredo 17 18 - Edifiquem e Ensinem uns dos outros
Segredo 17 18 - Edifiquem e Ensinem uns dos outrosSegredo 17 18 - Edifiquem e Ensinem uns dos outros
Segredo 17 18 - Edifiquem e Ensinem uns dos outrosAnderson Cássio Oliveira
 
Palestra ECC Vivencia Sacramento Matrimônio .pdf
Palestra ECC Vivencia Sacramento Matrimônio .pdfPalestra ECC Vivencia Sacramento Matrimônio .pdf
Palestra ECC Vivencia Sacramento Matrimônio .pdfmpaffetti
 
FamíLia Cristã Modulo 4
FamíLia Cristã Modulo 4FamíLia Cristã Modulo 4
FamíLia Cristã Modulo 4fogotv
 
Importancia da Alianca de Amor com Maria
Importancia da Alianca de Amor com MariaImportancia da Alianca de Amor com Maria
Importancia da Alianca de Amor com MariaMarcos Pereira
 
Adão carlos nascimento oficina de casamento
Adão carlos nascimento   oficina de casamentoAdão carlos nascimento   oficina de casamento
Adão carlos nascimento oficina de casamentoludmila rocha
 
Oficina de casamento adão carlos nascimento
Oficina de casamento   adão carlos nascimentoOficina de casamento   adão carlos nascimento
Oficina de casamento adão carlos nascimentoAnapaulabitello24
 
Alicerces para um casamento feliz(1)
Alicerces para um casamento feliz(1)Alicerces para um casamento feliz(1)
Alicerces para um casamento feliz(1)antonio ferreira
 
Alicerces para um casamento feliz
Alicerces para um casamento felizAlicerces para um casamento feliz
Alicerces para um casamento felizantonio ferreira
 
As doze colunas que sustentam um casamento
As doze colunas que sustentam um casamentoAs doze colunas que sustentam um casamento
As doze colunas que sustentam um casamentoPr Ismael Carvalho
 
Jornal Aliança - Edição Especial VI ECJ
Jornal Aliança - Edição Especial VI ECJJornal Aliança - Edição Especial VI ECJ
Jornal Aliança - Edição Especial VI ECJCIP2014
 
O Propósito do Casamento
O Propósito do CasamentoO Propósito do Casamento
O Propósito do CasamentoRespirando Deus
 
Aula 6 - Seminário sobre a Igreja
Aula 6 - Seminário sobre a IgrejaAula 6 - Seminário sobre a Igreja
Aula 6 - Seminário sobre a IgrejaIBC de Jacarepaguá
 
Livrinho batismo papa francisco
Livrinho batismo papa franciscoLivrinho batismo papa francisco
Livrinho batismo papa franciscotorrasko
 
A visão do purê de batatas
A visão do purê de batatasA visão do purê de batatas
A visão do purê de batatasantonio ferreira
 

Semelhante a O Amor Baseado no Compromisso (20)

Segredo 17 18 - Edifiquem e Ensinem uns dos outros
Segredo 17 18 - Edifiquem e Ensinem uns dos outrosSegredo 17 18 - Edifiquem e Ensinem uns dos outros
Segredo 17 18 - Edifiquem e Ensinem uns dos outros
 
Palestra ECC Vivencia Sacramento Matrimônio .pdf
Palestra ECC Vivencia Sacramento Matrimônio .pdfPalestra ECC Vivencia Sacramento Matrimônio .pdf
Palestra ECC Vivencia Sacramento Matrimônio .pdf
 
Ish
IshIsh
Ish
 
FamíLia Cristã Modulo 4
FamíLia Cristã Modulo 4FamíLia Cristã Modulo 4
FamíLia Cristã Modulo 4
 
Importancia da Alianca de Amor com Maria
Importancia da Alianca de Amor com MariaImportancia da Alianca de Amor com Maria
Importancia da Alianca de Amor com Maria
 
Adão carlos nascimento oficina de casamento
Adão carlos nascimento   oficina de casamentoAdão carlos nascimento   oficina de casamento
Adão carlos nascimento oficina de casamento
 
Oficina de casamento adão carlos nascimento
Oficina de casamento   adão carlos nascimentoOficina de casamento   adão carlos nascimento
Oficina de casamento adão carlos nascimento
 
Pv201511
Pv201511Pv201511
Pv201511
 
Lar cristao
Lar cristaoLar cristao
Lar cristao
 
Alicerces para um casamento feliz(1)
Alicerces para um casamento feliz(1)Alicerces para um casamento feliz(1)
Alicerces para um casamento feliz(1)
 
Alicerces para um casamento feliz
Alicerces para um casamento felizAlicerces para um casamento feliz
Alicerces para um casamento feliz
 
As 10 bem aventuranças do casamento
As 10 bem aventuranças do casamentoAs 10 bem aventuranças do casamento
As 10 bem aventuranças do casamento
 
As doze colunas que sustentam um casamento
As doze colunas que sustentam um casamentoAs doze colunas que sustentam um casamento
As doze colunas que sustentam um casamento
 
Palestra para Casais
Palestra para CasaisPalestra para Casais
Palestra para Casais
 
Jornal Aliança - Edição Especial VI ECJ
Jornal Aliança - Edição Especial VI ECJJornal Aliança - Edição Especial VI ECJ
Jornal Aliança - Edição Especial VI ECJ
 
O Propósito do Casamento
O Propósito do CasamentoO Propósito do Casamento
O Propósito do Casamento
 
Aula 6 - Seminário sobre a Igreja
Aula 6 - Seminário sobre a IgrejaAula 6 - Seminário sobre a Igreja
Aula 6 - Seminário sobre a Igreja
 
O PORQUE DO HÍMEM - Shelia Cooley
O PORQUE DO HÍMEM - Shelia Cooley   O PORQUE DO HÍMEM - Shelia Cooley
O PORQUE DO HÍMEM - Shelia Cooley
 
Livrinho batismo papa francisco
Livrinho batismo papa franciscoLivrinho batismo papa francisco
Livrinho batismo papa francisco
 
A visão do purê de batatas
A visão do purê de batatasA visão do purê de batatas
A visão do purê de batatas
 

Mais de Márcio Melânia

Falando sobre relacionamentos
Falando sobre relacionamentosFalando sobre relacionamentos
Falando sobre relacionamentosMárcio Melânia
 
Maceió Antiga - Um resgate em imagens
Maceió Antiga - Um resgate em imagensMaceió Antiga - Um resgate em imagens
Maceió Antiga - Um resgate em imagensMárcio Melânia
 
O mercado de trabalho no futuro
O mercado de trabalho no futuroO mercado de trabalho no futuro
O mercado de trabalho no futuroMárcio Melânia
 
A importância da qualificação
A importância da qualificaçãoA importância da qualificação
A importância da qualificaçãoMárcio Melânia
 
Economia e Desenvolvimento Regional - Elaboração do painel
Economia e Desenvolvimento Regional - Elaboração do painelEconomia e Desenvolvimento Regional - Elaboração do painel
Economia e Desenvolvimento Regional - Elaboração do painelMárcio Melânia
 
Desenvolvimento Regional - 11a aula
Desenvolvimento Regional - 11a aulaDesenvolvimento Regional - 11a aula
Desenvolvimento Regional - 11a aulaMárcio Melânia
 
Desenvolvimento Regional - 10a aula
Desenvolvimento Regional - 10a aulaDesenvolvimento Regional - 10a aula
Desenvolvimento Regional - 10a aulaMárcio Melânia
 
Desenvolvimento Regional - 9a aula
Desenvolvimento Regional - 9a aulaDesenvolvimento Regional - 9a aula
Desenvolvimento Regional - 9a aulaMárcio Melânia
 
Desenvolvimento Regional - 8a aula
Desenvolvimento Regional - 8a aulaDesenvolvimento Regional - 8a aula
Desenvolvimento Regional - 8a aulaMárcio Melânia
 
Desenvolvimento Regional - 7a aula
Desenvolvimento Regional - 7a aulaDesenvolvimento Regional - 7a aula
Desenvolvimento Regional - 7a aulaMárcio Melânia
 
Desenvolvimento Regional - 6a aula
Desenvolvimento Regional - 6a aulaDesenvolvimento Regional - 6a aula
Desenvolvimento Regional - 6a aulaMárcio Melânia
 
Desenvolvimento Regional - 5a aula
Desenvolvimento Regional - 5a aulaDesenvolvimento Regional - 5a aula
Desenvolvimento Regional - 5a aulaMárcio Melânia
 
Desenvolvimento Regional - 4a aula
Desenvolvimento Regional - 4a aulaDesenvolvimento Regional - 4a aula
Desenvolvimento Regional - 4a aulaMárcio Melânia
 
Desenvolvimento Regional - 3a aula
Desenvolvimento Regional - 3a aulaDesenvolvimento Regional - 3a aula
Desenvolvimento Regional - 3a aulaMárcio Melânia
 
Desenvolvimento Regional - 2a aula
Desenvolvimento Regional - 2a aulaDesenvolvimento Regional - 2a aula
Desenvolvimento Regional - 2a aulaMárcio Melânia
 
Desenvolvimento Regional - 1a aula
Desenvolvimento Regional - 1a aulaDesenvolvimento Regional - 1a aula
Desenvolvimento Regional - 1a aulaMárcio Melânia
 
Sinais da Segunda Vinda de Jesus
Sinais da Segunda Vinda de JesusSinais da Segunda Vinda de Jesus
Sinais da Segunda Vinda de JesusMárcio Melânia
 
13 atitudes para uma liderança de sucesso
13 atitudes para uma liderança de sucesso13 atitudes para uma liderança de sucesso
13 atitudes para uma liderança de sucessoMárcio Melânia
 
10 dicas para sua apresentação
10 dicas para sua apresentação10 dicas para sua apresentação
10 dicas para sua apresentaçãoMárcio Melânia
 

Mais de Márcio Melânia (20)

Falando sobre relacionamentos
Falando sobre relacionamentosFalando sobre relacionamentos
Falando sobre relacionamentos
 
Maceió Antiga - Um resgate em imagens
Maceió Antiga - Um resgate em imagensMaceió Antiga - Um resgate em imagens
Maceió Antiga - Um resgate em imagens
 
Como estudar
Como estudarComo estudar
Como estudar
 
O mercado de trabalho no futuro
O mercado de trabalho no futuroO mercado de trabalho no futuro
O mercado de trabalho no futuro
 
A importância da qualificação
A importância da qualificaçãoA importância da qualificação
A importância da qualificação
 
Economia e Desenvolvimento Regional - Elaboração do painel
Economia e Desenvolvimento Regional - Elaboração do painelEconomia e Desenvolvimento Regional - Elaboração do painel
Economia e Desenvolvimento Regional - Elaboração do painel
 
Desenvolvimento Regional - 11a aula
Desenvolvimento Regional - 11a aulaDesenvolvimento Regional - 11a aula
Desenvolvimento Regional - 11a aula
 
Desenvolvimento Regional - 10a aula
Desenvolvimento Regional - 10a aulaDesenvolvimento Regional - 10a aula
Desenvolvimento Regional - 10a aula
 
Desenvolvimento Regional - 9a aula
Desenvolvimento Regional - 9a aulaDesenvolvimento Regional - 9a aula
Desenvolvimento Regional - 9a aula
 
Desenvolvimento Regional - 8a aula
Desenvolvimento Regional - 8a aulaDesenvolvimento Regional - 8a aula
Desenvolvimento Regional - 8a aula
 
Desenvolvimento Regional - 7a aula
Desenvolvimento Regional - 7a aulaDesenvolvimento Regional - 7a aula
Desenvolvimento Regional - 7a aula
 
Desenvolvimento Regional - 6a aula
Desenvolvimento Regional - 6a aulaDesenvolvimento Regional - 6a aula
Desenvolvimento Regional - 6a aula
 
Desenvolvimento Regional - 5a aula
Desenvolvimento Regional - 5a aulaDesenvolvimento Regional - 5a aula
Desenvolvimento Regional - 5a aula
 
Desenvolvimento Regional - 4a aula
Desenvolvimento Regional - 4a aulaDesenvolvimento Regional - 4a aula
Desenvolvimento Regional - 4a aula
 
Desenvolvimento Regional - 3a aula
Desenvolvimento Regional - 3a aulaDesenvolvimento Regional - 3a aula
Desenvolvimento Regional - 3a aula
 
Desenvolvimento Regional - 2a aula
Desenvolvimento Regional - 2a aulaDesenvolvimento Regional - 2a aula
Desenvolvimento Regional - 2a aula
 
Desenvolvimento Regional - 1a aula
Desenvolvimento Regional - 1a aulaDesenvolvimento Regional - 1a aula
Desenvolvimento Regional - 1a aula
 
Sinais da Segunda Vinda de Jesus
Sinais da Segunda Vinda de JesusSinais da Segunda Vinda de Jesus
Sinais da Segunda Vinda de Jesus
 
13 atitudes para uma liderança de sucesso
13 atitudes para uma liderança de sucesso13 atitudes para uma liderança de sucesso
13 atitudes para uma liderança de sucesso
 
10 dicas para sua apresentação
10 dicas para sua apresentação10 dicas para sua apresentação
10 dicas para sua apresentação
 

Último

Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxGestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxSebastioFerreira34
 
10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José OperárioNilson Almeida
 
O Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdf
O Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdfO Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdf
O Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdfSUELLENBALTARDELEU
 
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EGÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EMicheleRosa39
 
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdfAS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdfnatzarimdonorte
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pãoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pãoRicardo Azevedo
 
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).natzarimdonorte
 
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .natzarimdonorte
 
Material sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significadoMaterial sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significadofreivalentimpesente
 
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...silvana30986
 
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxLição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxCelso Napoleon
 
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaLIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaWillemarSousa1
 
Oração dos Fiéis Festa da Palavra Catequese
Oração dos  Fiéis Festa da Palavra CatequeseOração dos  Fiéis Festa da Palavra Catequese
Oração dos Fiéis Festa da Palavra Catequeseanamdp2004
 

Último (14)

Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxGestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
 
10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário
 
O Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdf
O Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdfO Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdf
O Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdf
 
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EGÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
 
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdfAS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pãoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
 
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
 
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.pptFluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
 
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
 
Material sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significadoMaterial sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significado
 
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
 
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxLição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
 
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaLIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
 
Oração dos Fiéis Festa da Palavra Catequese
Oração dos  Fiéis Festa da Palavra CatequeseOração dos  Fiéis Festa da Palavra Catequese
Oração dos Fiéis Festa da Palavra Catequese
 

O Amor Baseado no Compromisso

  • 2. Um História de Compromisso Dando graças constantemente a Deus Pai por todas as coisas, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo. Sujeitem-se uns aos outros, por temor a Cristo. Mulheres, sujeitem-se a seus maridos, como ao Senhor, pois o marido é o cabeça da mulher, como também Cristo é o cabeça da igreja, que é o seu corpo, do qual ele é o Salvador. Assim como a igreja está sujeita a Cristo, também as mulheres estejam em tudo sujeitas a seus maridos. Maridos, amem suas mulheres, assim como Cristo amou a igreja e entregou-se a si mesmo por ela para santificá-la, tendo-a purificado pelo lavar da água mediante a palavra, e apresentá-la a si mesmo como igreja gloriosa, sem mancha nem ruga ou coisa semelhante, mas santa e inculpável.
  • 3. Um História de Compromisso Da mesma forma, os maridos devem amar as suas mulheres como a seus próprios corpos. Quem ama sua mulher, ama a si mesmo. Além do mais, ninguém jamais odiou o seu próprio corpo, antes o alimenta e dele cuida, como também Cristo faz com a igreja, pois somos membros do seu corpo. "Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e os dois se tornarão uma só carne". Este é um mistério profundo; refiro-me, porém, a Cristo e à igreja. Portanto, cada um de vocês também ame a sua mulher como a si mesmo, e a mulher trate o marido com todo o respeito. Efésios 5.20-33
  • 4. Tudo isso depende do Compromisso
  • 5. Deus é Fiel ao Seu compromisso Estabelecerei a minha aliança entre mim e ti e a tua descendência no decurso das suas gerações, aliança perpétua, para ser o teu Deus e da tua descendência. (Gênesis 17.7) Mas eu me lembrarei da aliança que fiz contigo nos dias da tua mocidade e estabelecerei contigo uma aliança eterna. (Ezequiel 16.60)
  • 6. Assim deve ser a nossa aliança Por isso, para manter o amor é necessário, dia após dia, enfatizar o compromisso. A base sobre a qual deve ser edificado o matrimônio é o compromisso. O amor é muito importante, mas ele também só subsistirá se estiver edificado sobre o compromisso. (Carlos, Adão, Oficina de Casamentos, p. 10)
  • 7. Contemplai o grande mistério! “Deus não criou a união entre Cristo e a igreja conforme o padrão do casamento humano; é justamente o contrário! Ele criou o casamento humano com base no padrão da relação de Cristo com a igreja”. (Piper, Desiring God, p. 181)
  • 8. O amor entre os casais tem como base o COMPROMISSO pactual...
  • 9. O amor entre um homem e uma mulher Sempre será uma grande história de amor se tivermos a FIDELIDADE comparada com a de Deus Por isso que, baseados na Bíblia, o namoro e o casamento cristão se sustenta.
  • 15. CADA DIA Com menos ira e mais domínio próprio...
  • 16. Seremos canal de bênçãos Lembrem-se do hino 221: “Um Vaso de Bênção”
  • 17. COMO NAMORADOS... Não podemos ser becos-sem-saída, mas devemos levar as bênçãos que são fruto do Espírito. Nosso alvos assim ficam bem delimitados...
  • 18. Seremos bênção Ao fazermos os compromisso de votos conjugais, assumimos o COMPROMISSO de:  amar,  honrar,  cuidar e  defender o nosso cônjuge  e ser-lhe fiel, na saúde e na doença, na prosperidade e na adversidade, na alegria e na dor
  • 19. E estes compromissos se tornam a nossa meta, o nosso alvo. "Muitas experiências já demonstraram que é muito mais fácil fazer uma coisa quando se tem um objetivo em vista. Quanto mais você se aproxima de uma meta, maior é a força que esta meta exerce sobre você”. (Carlos, Adão, Oficina de Casamentos, p. 8).
  • 20. Deus providenciou COMPROMISSO mútuo Que coisa mais sublime pode haver para duas almas humanas do que sentir que estão unidas para a vida inteira fortalecendo uma à outra em todas as dificuldades. Descansando uma na outra em todos os sofrimentos, unindo-se uma à outra nas lembranças silenciosas, indizíveis no momento do último adeus. (Carlos, Adão, Oficina de Casamentos, p. 8)
  • 21. Filme
  • 22. Revigore o seu amor Detalhes que parecem bobos, mas que tem um significado enorme como uma caixa de correio, uma pintura na parede, porta-retratos, um álbum de recortes e uma garrafa com moedas. São lembranças de um amor tranquilo e uma vida maravilhosa. No fundo, é um amor assim que faz a vida valer a pena.
  • 23. A receita para manter um romance cristão O amor nasce... cresce... pode morrer... mas também pode ressuscitar!
  • 24. Aplique o antídoto Gálatas 5.22 AMOR *** Maridos amai *** *** Esposas amai ***
  • 25. Vamos orar? Senhor, meu Deus!! Que nós dois sejamos fiéis ao pacto, a aliança, ao nosso compromisso e que isto mantenha o nosso amor. Nos ajude a honrar o compromisso que Te honra, amando-nos mutuamente como um casal cristão, até o retorno de Seu Filho, ou até que a morte nos separe.