SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 26
Citoplasma
Alunos: Edvaldo Júnior, Felipe Henrique, Julio
Scardini, Karoline Pessoa, Nayele Santos,
Vivian Cardoso.
Turma: 1M2
O que é o citoplasma?
• Nos eucariotos das células, existe um
espaço entre a membrana nuclear e a
membrana plasmática: o citoplasma. Essa
região abriga um fluido viscoso que é
chamado de citosol, constituído de íons
dissolvidos em solução aquosa e demais
substâncias.
A diferença básica entre o
citoplasma vegetal e animal
• As células de diferentes grupos biológicos
podem ter substâncias diferentes nas
características de seus citoplasmas. Isso
pode ser explicado pelo simples fato de
que, nas células vegetais, o citoplasma
ocupa menos espaço, por causa da
presença dos vacúolos. Nas células
animais, o citoplasma ocupa cerca de
metade do volume total da célula.
Retículo endoplasmático rugoso
(RER)
• como apresentam ribossomos aderidos à
sua membrana externa, este retículo
também possui a função de síntese
proteica, porém a maior parte das
proteínas será secretada. Dentro do RER,
na maioria dos casos, ocorre a ligação do
carboidrato com as proteínas produzidas
pelo ribossomo, formando glicoproteínas.
Retículo endoplasmático liso
(REL)
• entre as diversas funções do REL,
destacamos a síntese de lipídeos como
óleos, fosfolipídeos e esteroides. Entre as
secreções esteroides, podemos destacar os
hormônios sexuais (estrogênio e
testosterona); Em relação à desintoxicação,
as enzimas do REL auxiliam este processo
tornando algumas drogas mais solúveis
facilitando assim seu processo de
eliminação.
Ribossomos
• são formados a partir do RNA
ribossômico, realizam a síntese de
proteínas. Encontramos ribossomos
ligados (aderidos a paredes do retículo
endoplasmático rugoso) e ribossomos
livres. Nos ribossomos livres ocorre a
produção das proteínas que atuam no
citosol.
Complexo de Golgi
• Conjunto de bolsas achatadas
empilhadas uma sobre as outras
• A função mais importante do Complexo de
Golgi é a secreção das proteínas
produzidas no retículo endoplasmático
rugoso. Durante este processo, as
membranas das vesículas se juntam com
a membrana plasmática de tal maneira,
que esta se regenera.
Lisossomo
• são sacos membranosos que possuem
enzimas hidrolíticas. As enzimas
hidrolíticas são sintetizadas pelo RER e
enviadas para o complexo de Golgi. As
células animais utilizam o lisossomo para
digerir macromoléculas, entretanto a
produção excessiva de lisossomos pode
destruir uma célula por autodigestão.
Peroxissomos
• possuem enzimas que transferem
hidrogênio para o oxigênio formando o
peróxido de hidrogênio como subproduto
que posteriormente será transformado em
água. Essa transferência de hidrogênio
tem como principal objetivo quebrar
ácidos em moléculas menores entrando
assim nas mitocôndrias onde produzirão
parte da energia necessária à célula.
• Forma Ovalada
• Constituída por membranas lipoprotéica
• Membrana externa lisa
• A membrana interna apresenta pregas que
forma os cristais mitocondriais
• A presença de ribossomos, DNA e RNA na
matriz permite às mitocôndrias produzirem
suas próprias proteínas e aumenta
capacidade da autoduplicação.
Mitocôndrias
• são organelas responsáveis pela
produção de energia (ATP) a partir de
processos metabólicos. As mitocôndrias
são encontradas em quase todas as
células eucariotas incluindo as plantas,
animais, fungos e a maioria dos protistas.
Assim como os cloroplastos possuem
material genético próprio.
Centríolos
• Os centríolos são responsáveis pela
formação dos cílios e flagelos e pela
organização do fuso acromático durante a
divisão celular. Além disso, são estruturas
capazes de se autoduplicar: orientando a
formação de novos centríolos a partir dos
microtúbulos presentes no citoplasma.
Cloroplastos
• estão presentes em células de plantas e
em alguns organismos fotossintetizantes.
São organelas responsáveis pela
produção fotossintética dos carboidratos.
Possuem um pigmento verde denominado
clorofila.
Vacúolo
• Os vacúolos são estruturas
citoplasmáticas de diferentes tamanhos,
revestidos por membrana e formados a
partir do Complexo de Golgi ou do
Retículo Endoplasmático. De acordo com
a função e do tipo de organismo, podem
existir três tipos de vacúolos: vacúolos
contráteis ou pulsáteis, vacúolos de suco
celular e vacúolos digestivos.
“- Deixe-me dar alguns
conselhos, bastardo. Nunca
esqueça o que você é. O
resto do mundo nunca se
esquecerá. Use isso como
uma armadura e isso nunca
poderá ser usado para
machucar você.” (Tyrion)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

1ª aula biologia celular
1ª aula biologia celular1ª aula biologia celular
1ª aula biologia celular
Flávio Silva
 
Evolução celular
Evolução celularEvolução celular
Evolução celular
luam1969
 
Introdução a citologia
Introdução a citologiaIntrodução a citologia
Introdução a citologia
emanuel
 
Aula de Histologia Animal (Power Point)
Aula de Histologia Animal (Power Point)Aula de Histologia Animal (Power Point)
Aula de Histologia Animal (Power Point)
Bio
 

Mais procurados (20)

O citoplasma
O citoplasmaO citoplasma
O citoplasma
 
1ª aula biologia celular
1ª aula biologia celular1ª aula biologia celular
1ª aula biologia celular
 
Etapas do desenvolvimento embrionário humano.ppt
Etapas do desenvolvimento embrionário humano.pptEtapas do desenvolvimento embrionário humano.ppt
Etapas do desenvolvimento embrionário humano.ppt
 
Citoplasma e organelas
Citoplasma e organelasCitoplasma e organelas
Citoplasma e organelas
 
Histologia humana epitelial e conjuntivo
Histologia humana   epitelial e conjuntivoHistologia humana   epitelial e conjuntivo
Histologia humana epitelial e conjuntivo
 
Citologia
Citologia Citologia
Citologia
 
Tecido epitelial
Tecido epitelialTecido epitelial
Tecido epitelial
 
Membrana plasmatica e_transporte_2018
Membrana plasmatica e_transporte_2018Membrana plasmatica e_transporte_2018
Membrana plasmatica e_transporte_2018
 
Introducao histologia
Introducao histologia Introducao histologia
Introducao histologia
 
Lisossomos
LisossomosLisossomos
Lisossomos
 
Aula 4 de Histologia - Tecido muscular
Aula 4 de Histologia - Tecido muscularAula 4 de Histologia - Tecido muscular
Aula 4 de Histologia - Tecido muscular
 
Complexo de golgi
Complexo de golgiComplexo de golgi
Complexo de golgi
 
Evolução celular
Evolução celularEvolução celular
Evolução celular
 
Organelas Celulares I
Organelas Celulares IOrganelas Celulares I
Organelas Celulares I
 
Introdução a citologia
Introdução a citologiaIntrodução a citologia
Introdução a citologia
 
Membrana plasmatica
Membrana plasmaticaMembrana plasmatica
Membrana plasmatica
 
Aula de Histologia Animal (Power Point)
Aula de Histologia Animal (Power Point)Aula de Histologia Animal (Power Point)
Aula de Histologia Animal (Power Point)
 
Teoria celular
Teoria celularTeoria celular
Teoria celular
 
Aula 05 membrana plasmática e transportes
Aula 05   membrana plasmática e transportesAula 05   membrana plasmática e transportes
Aula 05 membrana plasmática e transportes
 
Celula eucariotica
Celula eucariotica Celula eucariotica
Celula eucariotica
 

Destaque (12)

Citologia [modo de compatibilidade]
Citologia [modo de compatibilidade]Citologia [modo de compatibilidade]
Citologia [modo de compatibilidade]
 
Células
CélulasCélulas
Células
 
Certo
CertoCerto
Certo
 
Seminario de genetica
Seminario de geneticaSeminario de genetica
Seminario de genetica
 
Visaosubnormal
VisaosubnormalVisaosubnormal
Visaosubnormal
 
Membranas citoplasmáticas profª monara
Membranas citoplasmáticas profª monaraMembranas citoplasmáticas profª monara
Membranas citoplasmáticas profª monara
 
Aula Cloroplastos e Fotossíntese
Aula Cloroplastos e FotossínteseAula Cloroplastos e Fotossíntese
Aula Cloroplastos e Fotossíntese
 
Plastos
PlastosPlastos
Plastos
 
03 - Localização da informação genética
03 - Localização da informação genética03 - Localização da informação genética
03 - Localização da informação genética
 
Cloroplastos
CloroplastosCloroplastos
Cloroplastos
 
Citologia bacteriana
Citologia bacterianaCitologia bacteriana
Citologia bacteriana
 
Plastos ó Plastidios
Plastos ó PlastidiosPlastos ó Plastidios
Plastos ó Plastidios
 

Semelhante a Citoplasma

Aula 3 citoplasma e organelas cito.
Aula 3 citoplasma e organelas cito.Aula 3 citoplasma e organelas cito.
Aula 3 citoplasma e organelas cito.
Jéssica Said
 
Citoplasma unidade 6
Citoplasma unidade 6Citoplasma unidade 6
Citoplasma unidade 6
César Milani
 
Organelas celulares
Organelas celularesOrganelas celulares
Organelas celulares
Katia Nunes
 
Explicação da Célula Vegetal
Explicação da Célula Vegetal Explicação da Célula Vegetal
Explicação da Célula Vegetal
flaviajulianee
 
Organelas citoplasmáticas
Organelas citoplasmáticasOrganelas citoplasmáticas
Organelas citoplasmáticas
Grupo UNIASSELVI
 
Biologia celular
Biologia celularBiologia celular
Biologia celular
andreepinto
 
Aula 1.1 - Citoplasma e Organelas Citoplasmáticas.pptx
Aula 1.1 - Citoplasma e Organelas Citoplasmáticas.pptxAula 1.1 - Citoplasma e Organelas Citoplasmáticas.pptx
Aula 1.1 - Citoplasma e Organelas Citoplasmáticas.pptx
JonathasAureliano1
 

Semelhante a Citoplasma (20)

Biologia Celular
Biologia CelularBiologia Celular
Biologia Celular
 
Resumo - Organelas
Resumo - OrganelasResumo - Organelas
Resumo - Organelas
 
Citoplasma
CitoplasmaCitoplasma
Citoplasma
 
Biologia citologia
Biologia   citologiaBiologia   citologia
Biologia citologia
 
Aula 3 citoplasma e organelas cito.
Aula 3 citoplasma e organelas cito.Aula 3 citoplasma e organelas cito.
Aula 3 citoplasma e organelas cito.
 
Citoplasma unidade 6
Citoplasma unidade 6Citoplasma unidade 6
Citoplasma unidade 6
 
Organelas citoplasmáticas
Organelas citoplasmáticasOrganelas citoplasmáticas
Organelas citoplasmáticas
 
Organelas celulares
Organelas celularesOrganelas celulares
Organelas celulares
 
Explicação da Célula Vegetal
Explicação da Célula Vegetal Explicação da Célula Vegetal
Explicação da Célula Vegetal
 
Organelas citoplasmáticas
Organelas citoplasmáticasOrganelas citoplasmáticas
Organelas citoplasmáticas
 
Organelas
OrganelasOrganelas
Organelas
 
Estruturas Celulares
Estruturas CelularesEstruturas Celulares
Estruturas Celulares
 
Biologia celular
Biologia celularBiologia celular
Biologia celular
 
Aula 1.1 - Citoplasma e Organelas Citoplasmáticas.pdf
Aula 1.1 - Citoplasma e Organelas Citoplasmáticas.pdfAula 1.1 - Citoplasma e Organelas Citoplasmáticas.pdf
Aula 1.1 - Citoplasma e Organelas Citoplasmáticas.pdf
 
Citoplasma e Organelas Citoplasmáticas (1).pdf
 Citoplasma e Organelas Citoplasmáticas (1).pdf Citoplasma e Organelas Citoplasmáticas (1).pdf
Citoplasma e Organelas Citoplasmáticas (1).pdf
 
Biologia Celular 8 ano
Biologia Celular 8 anoBiologia Celular 8 ano
Biologia Celular 8 ano
 
Citologia organelas
Citologia   organelasCitologia   organelas
Citologia organelas
 
A Célula
A CélulaA Célula
A Célula
 
Aula 1.1 - Citoplasma e Organelas Citoplasmáticas.pptx
Aula 1.1 - Citoplasma e Organelas Citoplasmáticas.pptxAula 1.1 - Citoplasma e Organelas Citoplasmáticas.pptx
Aula 1.1 - Citoplasma e Organelas Citoplasmáticas.pptx
 
Ciências biológica citologia
Ciências  biológica   citologiaCiências  biológica   citologia
Ciências biológica citologia
 

Mais de Edvaldo S. Júnior

Mais de Edvaldo S. Júnior (20)

Questionário Confeitaria
Questionário ConfeitariaQuestionário Confeitaria
Questionário Confeitaria
 
Manual do Colaborador
Manual do ColaboradorManual do Colaborador
Manual do Colaborador
 
Como montar uma confeitaria
Como montar uma confeitariaComo montar uma confeitaria
Como montar uma confeitaria
 
Empresa COCA COLA e Produtos
Empresa COCA COLA e ProdutosEmpresa COCA COLA e Produtos
Empresa COCA COLA e Produtos
 
Empresa Startup
Empresa StartupEmpresa Startup
Empresa Startup
 
Simple Present e Simple Future
Simple Present e Simple Future Simple Present e Simple Future
Simple Present e Simple Future
 
Camisa administração
Camisa administraçãoCamisa administração
Camisa administração
 
Escola de Frankfurt
Escola de FrankfurtEscola de Frankfurt
Escola de Frankfurt
 
Craniata sem maxilas e Gnatostomados
Craniata sem maxilas e Gnatostomados Craniata sem maxilas e Gnatostomados
Craniata sem maxilas e Gnatostomados
 
Ondas de rádio
Ondas de rádioOndas de rádio
Ondas de rádio
 
Movimento lgbt
Movimento lgbtMovimento lgbt
Movimento lgbt
 
Guerra Fria
Guerra FriaGuerra Fria
Guerra Fria
 
Eutanásia - Argumentos contra
Eutanásia - Argumentos contraEutanásia - Argumentos contra
Eutanásia - Argumentos contra
 
Ditadura Militar no Brasil
Ditadura Militar no BrasilDitadura Militar no Brasil
Ditadura Militar no Brasil
 
Trabalho de Filosofia/Sobre a brevidade da vida/da servidão moderna
Trabalho de Filosofia/Sobre a brevidade da vida/da servidão modernaTrabalho de Filosofia/Sobre a brevidade da vida/da servidão moderna
Trabalho de Filosofia/Sobre a brevidade da vida/da servidão moderna
 
Angiospermas - Flor, fruto e semente
Angiospermas - Flor, fruto e sementeAngiospermas - Flor, fruto e semente
Angiospermas - Flor, fruto e semente
 
Butano/Hidrocarbonetos
Butano/HidrocarbonetosButano/Hidrocarbonetos
Butano/Hidrocarbonetos
 
Pesquisa de Mercado/Questionário/Marca de carro mais utilizada
Pesquisa de Mercado/Questionário/Marca de carro mais utilizadaPesquisa de Mercado/Questionário/Marca de carro mais utilizada
Pesquisa de Mercado/Questionário/Marca de carro mais utilizada
 
Marca de carro mais utilizada - Pesquisa de Mercado
Marca de carro mais utilizada - Pesquisa de MercadoMarca de carro mais utilizada - Pesquisa de Mercado
Marca de carro mais utilizada - Pesquisa de Mercado
 
Romero Britto
Romero BrittoRomero Britto
Romero Britto
 

Citoplasma

  • 1. Citoplasma Alunos: Edvaldo Júnior, Felipe Henrique, Julio Scardini, Karoline Pessoa, Nayele Santos, Vivian Cardoso. Turma: 1M2
  • 2. O que é o citoplasma? • Nos eucariotos das células, existe um espaço entre a membrana nuclear e a membrana plasmática: o citoplasma. Essa região abriga um fluido viscoso que é chamado de citosol, constituído de íons dissolvidos em solução aquosa e demais substâncias.
  • 3.
  • 4. A diferença básica entre o citoplasma vegetal e animal • As células de diferentes grupos biológicos podem ter substâncias diferentes nas características de seus citoplasmas. Isso pode ser explicado pelo simples fato de que, nas células vegetais, o citoplasma ocupa menos espaço, por causa da presença dos vacúolos. Nas células animais, o citoplasma ocupa cerca de metade do volume total da célula.
  • 5.
  • 6. Retículo endoplasmático rugoso (RER) • como apresentam ribossomos aderidos à sua membrana externa, este retículo também possui a função de síntese proteica, porém a maior parte das proteínas será secretada. Dentro do RER, na maioria dos casos, ocorre a ligação do carboidrato com as proteínas produzidas pelo ribossomo, formando glicoproteínas.
  • 7. Retículo endoplasmático liso (REL) • entre as diversas funções do REL, destacamos a síntese de lipídeos como óleos, fosfolipídeos e esteroides. Entre as secreções esteroides, podemos destacar os hormônios sexuais (estrogênio e testosterona); Em relação à desintoxicação, as enzimas do REL auxiliam este processo tornando algumas drogas mais solúveis facilitando assim seu processo de eliminação.
  • 8.
  • 9. Ribossomos • são formados a partir do RNA ribossômico, realizam a síntese de proteínas. Encontramos ribossomos ligados (aderidos a paredes do retículo endoplasmático rugoso) e ribossomos livres. Nos ribossomos livres ocorre a produção das proteínas que atuam no citosol.
  • 10.
  • 11. Complexo de Golgi • Conjunto de bolsas achatadas empilhadas uma sobre as outras • A função mais importante do Complexo de Golgi é a secreção das proteínas produzidas no retículo endoplasmático rugoso. Durante este processo, as membranas das vesículas se juntam com a membrana plasmática de tal maneira, que esta se regenera.
  • 12.
  • 13. Lisossomo • são sacos membranosos que possuem enzimas hidrolíticas. As enzimas hidrolíticas são sintetizadas pelo RER e enviadas para o complexo de Golgi. As células animais utilizam o lisossomo para digerir macromoléculas, entretanto a produção excessiva de lisossomos pode destruir uma célula por autodigestão.
  • 14.
  • 15. Peroxissomos • possuem enzimas que transferem hidrogênio para o oxigênio formando o peróxido de hidrogênio como subproduto que posteriormente será transformado em água. Essa transferência de hidrogênio tem como principal objetivo quebrar ácidos em moléculas menores entrando assim nas mitocôndrias onde produzirão parte da energia necessária à célula.
  • 16.
  • 17. • Forma Ovalada • Constituída por membranas lipoprotéica • Membrana externa lisa • A membrana interna apresenta pregas que forma os cristais mitocondriais • A presença de ribossomos, DNA e RNA na matriz permite às mitocôndrias produzirem suas próprias proteínas e aumenta capacidade da autoduplicação. Mitocôndrias
  • 18. • são organelas responsáveis pela produção de energia (ATP) a partir de processos metabólicos. As mitocôndrias são encontradas em quase todas as células eucariotas incluindo as plantas, animais, fungos e a maioria dos protistas. Assim como os cloroplastos possuem material genético próprio.
  • 19.
  • 20. Centríolos • Os centríolos são responsáveis pela formação dos cílios e flagelos e pela organização do fuso acromático durante a divisão celular. Além disso, são estruturas capazes de se autoduplicar: orientando a formação de novos centríolos a partir dos microtúbulos presentes no citoplasma.
  • 21.
  • 22. Cloroplastos • estão presentes em células de plantas e em alguns organismos fotossintetizantes. São organelas responsáveis pela produção fotossintética dos carboidratos. Possuem um pigmento verde denominado clorofila.
  • 23.
  • 24. Vacúolo • Os vacúolos são estruturas citoplasmáticas de diferentes tamanhos, revestidos por membrana e formados a partir do Complexo de Golgi ou do Retículo Endoplasmático. De acordo com a função e do tipo de organismo, podem existir três tipos de vacúolos: vacúolos contráteis ou pulsáteis, vacúolos de suco celular e vacúolos digestivos.
  • 25.
  • 26. “- Deixe-me dar alguns conselhos, bastardo. Nunca esqueça o que você é. O resto do mundo nunca se esquecerá. Use isso como uma armadura e isso nunca poderá ser usado para machucar você.” (Tyrion)