SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 2
Baixar para ler offline
*B080002111G*


                                                                             C I R C U L A R Nº B080002111G
                                                                             Data: 26-02-2008




 Serviço de Origem:                                                                           ENVIADA PARA:
                                                                          Inspecção Geral da Educação
                                                                          Gabinete de Gestão Financeira
                                                                          Direcções Regionais de Educação
                                                                          Centros de Área Educativa
                                                                          Escolas do 2º Ciclo do Ensino Básico
                                                                          Escolas do 2º e 3º Ciclos do Ensino Básico
                                                                          Escolas do Ensino Secundário
                                                                          Agrupamentos
                                                                          Sindicatos

  ASSUNTO: AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOS DOCENTES - ANOS LECTIVOS DE 2007/08 E
           2008/09



           O Decreto-Regulamentar nº2/2008, de 10 de Janeiro, veio regulamentar o funcionamento e a aplicação do novo modelo de avaliação
do pessoal docente, consagrado no Estatuto da Carreira Docente (ECD).
           O artigo 16º do Decreto-Lei n.º 15/2007, de 19 de Janeiro estabelece que «1- A primeira progressão na estrutura da carreira fica
condicionada à aplicação do novo regime de avaliação do desempenho (….)» e ainda que «2 – Para efeitos do número anterior, a avaliação de
desempenho pode incidir sobre um módulo de tempo de serviço inferior a dois anos.»
           Tendo em vista não prejudicar qualquer um dos seus docentes na progressão na carreira, têm os agrupamentos e escolas não
agrupadas questionado esta Direcção Geral procurando saber quais os docentes que carecem de avaliação de desempenho no presente ano
lectivo.


           1.   Importa assim considerar as situações que justificam avaliações feitas em períodos de tempo inferiores a dois anos:
                1.1. Os docentes dos quadros que até 31 de Agosto de 2008 completem o seu módulo de tempo de serviço necessário à
                     progressão nos termos do Decreto-Lei n.º15/2007, deverão ser avaliados de acordo com a calendarização estipulada pelo
                     estabelecimento onde exercem funções;
                1.2. Os docentes contratados de acordo com os períodos de tempo estabelecidos no artigo 28.º do Decreto-Regulamentar
                     devem ser avaliados no final da vigência do seu contrato.


           2.   A avaliação destes docentes é efectuada nos termos dos artigos 17.º e 18.º do Decreto Regulamentar, sendo que, como referido
                no n.º3 do artigo 20.º, quando um docente não puder ser avaliado nalgum dos itens das fichas de avaliação, deve ser efectuada
                a reconversão da escala da classificação da ficha, de modo a que seja possível na avaliação dos restantes itens atingir a
                classificação prevista para a totalidade de cada ficha.




                                                                                        Avenida 24 de Julho, 142 ● 1399-024 LISBOA
                                                                                        Tel.: 21 393 86 00
                                                                                        Fax: 21 397 03 10    E-mail: correio@dgrhe.min-edu.pt
3.   Tendo em conta o referido nos n.os 1 e 2 do artigo 9.º do Decreto Regulamentar, cada docente apresenta ao Presidente do
              Conselho Executivo, ou em quem este delegar a avaliação do docente, a sua proposta de objectivos individuais, tendo por
              referência os itens previstos nas alíneas a) a g) do n.º 2 do artigo 9.º.


         4.   Os docentes que tenham celebrado mais de um contrato e exerçam a sua actividade lectiva simultaneamente em diversos
              estabelecimentos de educação ou ensino devem ser avaliados em todos eles, desde que satisfaçam as condições previstas no
              artigo 28º do Decreto Regulamentar.


         5.   Os técnicos especializados colocados na leccionação de disciplinas de natureza profissional, tecnológica ou vocacional, que
              estão integrados em departamentos curriculares, serão avaliados, pelos avaliadores referidos no n.º 1 do artigo 12.º do Decreto-
              Regulamentar. Se tal não acontecer, serão avaliados na sua dimensão de envolvimento e qualidade científico-pedagógica, pela
              comissão de coordenação da avaliação.


         6.   Importa assim que, com a necessária flexibilidade e no âmbito da sua autonomia, cada agrupamento ou escola não agrupada
              organize e preveja o desenvolvimento do processo de avaliação, garantindo:
              6.1. Que no final do período dos dois anos lectivos (2007/2008 e 2008/2009) em que decorre a avaliação, o processo de
                   avaliação do desempenho de todos os docentes esteja concluído, nos termos do decreto regulamentar;
              6.2. Que no final do presente ano lectivo sejam avaliados os docentes contratados que reúnem condições de ser avaliados e
                   aqueles que, para efeitos de progressão na carreira, carecem da conclusão do processo de avaliação.




                                                                                               O Director-Geral




                                                                                           Jorge Sarmento Morais
Documento original com assinatura digital certificada pela CEGER e mecanismo e estampilha digital por MULTICERT




                                                                                          Avenida 24 de Julho, 142 ● 1399-024 LISBOA
                                                                                          Tel.: 21 393 86 00
                                                                                          Fax: 21 397 03 10    E-mail: correio@dgrhe.min-edu.pt

Mais conteúdo relacionado

Destaque

SidóNio Pais
SidóNio PaisSidóNio Pais
SidóNio Pais
eb23cv
 
AscensãO Da Extrema Direita Blog
AscensãO Da Extrema Direita BlogAscensãO Da Extrema Direita Blog
AscensãO Da Extrema Direita Blog
henrique.jay
 
O Golpe Militar De 28 De Maio De 1926 @@
O Golpe Militar De 28 De Maio De 1926 @@O Golpe Militar De 28 De Maio De 1926 @@
O Golpe Militar De 28 De Maio De 1926 @@
bestclass6c2011
 
Do Golpe Militar Ao Estado Novo
Do Golpe Militar Ao Estado NovoDo Golpe Militar Ao Estado Novo
Do Golpe Militar Ao Estado Novo
jdlimaaear
 

Destaque (20)

A Ascensãop da Extrema-Direita
A Ascensãop da Extrema-DireitaA Ascensãop da Extrema-Direita
A Ascensãop da Extrema-Direita
 
Avaliação Chile
Avaliação ChileAvaliação Chile
Avaliação Chile
 
Portefólio / Organização
Portefólio / OrganizaçãoPortefólio / Organização
Portefólio / Organização
 
Grande depressão
Grande depressãoGrande depressão
Grande depressão
 
SidóNio Pais
SidóNio PaisSidóNio Pais
SidóNio Pais
 
ImplantaçãO RepúBlica
ImplantaçãO RepúBlicaImplantaçãO RepúBlica
ImplantaçãO RepúBlica
 
AscensãO Da Extrema Direita Blog
AscensãO Da Extrema Direita BlogAscensãO Da Extrema Direita Blog
AscensãO Da Extrema Direita Blog
 
Hegemonia Inglesa
Hegemonia InglesaHegemonia Inglesa
Hegemonia Inglesa
 
Análise da grande depressão anos 30
Análise da grande depressão anos 30Análise da grande depressão anos 30
Análise da grande depressão anos 30
 
Medieval
MedievalMedieval
Medieval
 
Cultura de Massas
Cultura de MassasCultura de Massas
Cultura de Massas
 
Ruptura Inovação nas Artes e na Literatura
Ruptura Inovação nas Artes e na LiteraturaRuptura Inovação nas Artes e na Literatura
Ruptura Inovação nas Artes e na Literatura
 
Crise de 1929
Crise de 1929Crise de 1929
Crise de 1929
 
A Grande DepressãO
A Grande DepressãOA Grande DepressãO
A Grande DepressãO
 
O Golpe Militar De 28 De Maio De 1926 @@
O Golpe Militar De 28 De Maio De 1926 @@O Golpe Militar De 28 De Maio De 1926 @@
O Golpe Militar De 28 De Maio De 1926 @@
 
A crise dos anos 30
A crise dos anos 30A crise dos anos 30
A crise dos anos 30
 
Cristianismo
CristianismoCristianismo
Cristianismo
 
Vaticano
VaticanoVaticano
Vaticano
 
Do Golpe Militar Ao Estado Novo
Do Golpe Militar Ao Estado NovoDo Golpe Militar Ao Estado Novo
Do Golpe Militar Ao Estado Novo
 
Ditadura militar
Ditadura militarDitadura militar
Ditadura militar
 

Semelhante a Circular Dgrhe Avaliação

Avalia%c3%a7%c3%a3ode desempenho vers%c3%a3ode21%5b1%5d%5b1%5d.9.2007
Avalia%c3%a7%c3%a3ode desempenho vers%c3%a3ode21%5b1%5d%5b1%5d.9.2007Avalia%c3%a7%c3%a3ode desempenho vers%c3%a3ode21%5b1%5d%5b1%5d.9.2007
Avalia%c3%a7%c3%a3ode desempenho vers%c3%a3ode21%5b1%5d%5b1%5d.9.2007
Francisco Martins
 
Despacho organização do ano curricular
Despacho organização do ano curricularDespacho organização do ano curricular
Despacho organização do ano curricular
Paula Correia
 
Circular dl15 2007 b10047664_r
Circular dl15 2007 b10047664_rCircular dl15 2007 b10047664_r
Circular dl15 2007 b10047664_r
hocribeiro
 
Oficio contratação de inglês
Oficio contratação de inglêsOficio contratação de inglês
Oficio contratação de inglês
lourde cruz
 
Oficio contratação de inglês
Oficio contratação de inglêsOficio contratação de inglês
Oficio contratação de inglês
lourde cruz
 
Despacho normativo13 a2012
Despacho normativo13 a2012Despacho normativo13 a2012
Despacho normativo13 a2012
Carlos Monteiro
 

Semelhante a Circular Dgrhe Avaliação (20)

Despacho 12567 2012
Despacho 12567 2012Despacho 12567 2012
Despacho 12567 2012
 
Circular B14020366J (IACL 2014/15)
Circular B14020366J (IACL 2014/15)Circular B14020366J (IACL 2014/15)
Circular B14020366J (IACL 2014/15)
 
Diploma concursos-versão-final (1)
Diploma concursos-versão-final (1)Diploma concursos-versão-final (1)
Diploma concursos-versão-final (1)
 
Circularb10047674x 2
Circularb10047674x  2Circularb10047674x  2
Circularb10047674x 2
 
AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DOCENTE_Comunicado-1
AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DOCENTE_Comunicado-1AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DOCENTE_Comunicado-1
AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DOCENTE_Comunicado-1
 
AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DOCENTE_Comunicado-1 (2)
AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DOCENTE_Comunicado-1 (2)AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DOCENTE_Comunicado-1 (2)
AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DOCENTE_Comunicado-1 (2)
 
Decreto lei 7 2013
Decreto lei 7 2013Decreto lei 7 2013
Decreto lei 7 2013
 
Memorando circular 34 teletrabalho
Memorando circular 34 teletrabalhoMemorando circular 34 teletrabalho
Memorando circular 34 teletrabalho
 
Dec reg 26_2012_21fev
Dec reg 26_2012_21fevDec reg 26_2012_21fev
Dec reg 26_2012_21fev
 
Decreto lei n.º 132%2 f2012%2c de 27 de junho
Decreto lei n.º 132%2 f2012%2c de 27 de junhoDecreto lei n.º 132%2 f2012%2c de 27 de junho
Decreto lei n.º 132%2 f2012%2c de 27 de junho
 
Decreto lei n.º 132%2 f2012%2c de 27 de junho
Decreto lei n.º 132%2 f2012%2c de 27 de junhoDecreto lei n.º 132%2 f2012%2c de 27 de junho
Decreto lei n.º 132%2 f2012%2c de 27 de junho
 
Avalia%c3%a7%c3%a3ode desempenho vers%c3%a3ode21%5b1%5d%5b1%5d.9.2007
Avalia%c3%a7%c3%a3ode desempenho vers%c3%a3ode21%5b1%5d%5b1%5d.9.2007Avalia%c3%a7%c3%a3ode desempenho vers%c3%a3ode21%5b1%5d%5b1%5d.9.2007
Avalia%c3%a7%c3%a3ode desempenho vers%c3%a3ode21%5b1%5d%5b1%5d.9.2007
 
Despacho organização do ano curricular
Despacho organização do ano curricularDespacho organização do ano curricular
Despacho organização do ano curricular
 
Aviso abertura contrato - Grupo 290
Aviso abertura contrato - Grupo 290Aviso abertura contrato - Grupo 290
Aviso abertura contrato - Grupo 290
 
Circular dl15 2007 b10047664_r
Circular dl15 2007 b10047664_rCircular dl15 2007 b10047664_r
Circular dl15 2007 b10047664_r
 
Circular b10047664r
Circular b10047664rCircular b10047664r
Circular b10047664r
 
Oficio contratação de inglês
Oficio contratação de inglêsOficio contratação de inglês
Oficio contratação de inglês
 
Oficio contratação de inglês
Oficio contratação de inglêsOficio contratação de inglês
Oficio contratação de inglês
 
Despacho normativo13 a2012
Despacho normativo13 a2012Despacho normativo13 a2012
Despacho normativo13 a2012
 
Proposta spliu-concursos-21-12-2017
Proposta spliu-concursos-21-12-2017Proposta spliu-concursos-21-12-2017
Proposta spliu-concursos-21-12-2017
 

Último

O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
VALMIRARIBEIRO1
 
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
azulassessoria9
 

Último (20)

Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdfSistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
 
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 

Circular Dgrhe Avaliação

  • 1. *B080002111G* C I R C U L A R Nº B080002111G Data: 26-02-2008 Serviço de Origem: ENVIADA PARA: Inspecção Geral da Educação Gabinete de Gestão Financeira Direcções Regionais de Educação Centros de Área Educativa Escolas do 2º Ciclo do Ensino Básico Escolas do 2º e 3º Ciclos do Ensino Básico Escolas do Ensino Secundário Agrupamentos Sindicatos ASSUNTO: AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOS DOCENTES - ANOS LECTIVOS DE 2007/08 E 2008/09 O Decreto-Regulamentar nº2/2008, de 10 de Janeiro, veio regulamentar o funcionamento e a aplicação do novo modelo de avaliação do pessoal docente, consagrado no Estatuto da Carreira Docente (ECD). O artigo 16º do Decreto-Lei n.º 15/2007, de 19 de Janeiro estabelece que «1- A primeira progressão na estrutura da carreira fica condicionada à aplicação do novo regime de avaliação do desempenho (….)» e ainda que «2 – Para efeitos do número anterior, a avaliação de desempenho pode incidir sobre um módulo de tempo de serviço inferior a dois anos.» Tendo em vista não prejudicar qualquer um dos seus docentes na progressão na carreira, têm os agrupamentos e escolas não agrupadas questionado esta Direcção Geral procurando saber quais os docentes que carecem de avaliação de desempenho no presente ano lectivo. 1. Importa assim considerar as situações que justificam avaliações feitas em períodos de tempo inferiores a dois anos: 1.1. Os docentes dos quadros que até 31 de Agosto de 2008 completem o seu módulo de tempo de serviço necessário à progressão nos termos do Decreto-Lei n.º15/2007, deverão ser avaliados de acordo com a calendarização estipulada pelo estabelecimento onde exercem funções; 1.2. Os docentes contratados de acordo com os períodos de tempo estabelecidos no artigo 28.º do Decreto-Regulamentar devem ser avaliados no final da vigência do seu contrato. 2. A avaliação destes docentes é efectuada nos termos dos artigos 17.º e 18.º do Decreto Regulamentar, sendo que, como referido no n.º3 do artigo 20.º, quando um docente não puder ser avaliado nalgum dos itens das fichas de avaliação, deve ser efectuada a reconversão da escala da classificação da ficha, de modo a que seja possível na avaliação dos restantes itens atingir a classificação prevista para a totalidade de cada ficha. Avenida 24 de Julho, 142 ● 1399-024 LISBOA Tel.: 21 393 86 00 Fax: 21 397 03 10 E-mail: correio@dgrhe.min-edu.pt
  • 2. 3. Tendo em conta o referido nos n.os 1 e 2 do artigo 9.º do Decreto Regulamentar, cada docente apresenta ao Presidente do Conselho Executivo, ou em quem este delegar a avaliação do docente, a sua proposta de objectivos individuais, tendo por referência os itens previstos nas alíneas a) a g) do n.º 2 do artigo 9.º. 4. Os docentes que tenham celebrado mais de um contrato e exerçam a sua actividade lectiva simultaneamente em diversos estabelecimentos de educação ou ensino devem ser avaliados em todos eles, desde que satisfaçam as condições previstas no artigo 28º do Decreto Regulamentar. 5. Os técnicos especializados colocados na leccionação de disciplinas de natureza profissional, tecnológica ou vocacional, que estão integrados em departamentos curriculares, serão avaliados, pelos avaliadores referidos no n.º 1 do artigo 12.º do Decreto- Regulamentar. Se tal não acontecer, serão avaliados na sua dimensão de envolvimento e qualidade científico-pedagógica, pela comissão de coordenação da avaliação. 6. Importa assim que, com a necessária flexibilidade e no âmbito da sua autonomia, cada agrupamento ou escola não agrupada organize e preveja o desenvolvimento do processo de avaliação, garantindo: 6.1. Que no final do período dos dois anos lectivos (2007/2008 e 2008/2009) em que decorre a avaliação, o processo de avaliação do desempenho de todos os docentes esteja concluído, nos termos do decreto regulamentar; 6.2. Que no final do presente ano lectivo sejam avaliados os docentes contratados que reúnem condições de ser avaliados e aqueles que, para efeitos de progressão na carreira, carecem da conclusão do processo de avaliação. O Director-Geral Jorge Sarmento Morais Documento original com assinatura digital certificada pela CEGER e mecanismo e estampilha digital por MULTICERT Avenida 24 de Julho, 142 ● 1399-024 LISBOA Tel.: 21 393 86 00 Fax: 21 397 03 10 E-mail: correio@dgrhe.min-edu.pt