SlideShare uma empresa Scribd logo
GEOGRAFIA
Editora Exato 1
CAPITALISMO E SOCIALISMO
1. CONCEITOS IMPORTANTES
Geografia Política: campo de estudo da geo-
grafia que trata com aspectos sociais, econômicos e
políticos dentro de uma esfera global. (Exemplos:
fome no mundo, crise na Argentina, etc.).
Geopolítica: estratégia política, econômica,
social e militar que o país ou região executa. (Exem-
plos: Teoria do espaço vital de Hitler, Doutrina Mon-
roe – “América para os Americanos”).
2. SISTEMA CAPITALISTA
O sistema capitalista remonta sua origem da
baixa idade média (século XI ao XV), período mar-
cado pela hegemonia do sistema de trocas em relação
ao sistema de subsistência, típico do feudalismo.
Nesse sistema, buscou-se a inserção de merca-
dorias no meio social, que são bens de troca e não
necessariamente bens de uso imediato, possibilitando
assim acúmulo de mercadorias e maior dinâmica e
abrangência no comércio.
Os produtos se transformam em mercadorias
quando são postos à venda e consumidos.
3. CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS DO CA-
PITALISMO
Visa ao lucro.
Propriedade privada dos meios de produ-
ção.
Livre iniciativa e livre concorrência.
Liberdade ideológica.
Mobilidade social.
Jogo de mercado (procura e oferta).
4. FASES DO CAPITALISMO
I Fase: Capitalismo Comercial
Com o incremento do comércio europeu e o
desenvolvimento das navegações, notou-se uma pos-
sibilidade enorme de aumento do comércio a partir da
descoberta de novas áreas e produtos.
Esse período do capitalismo é datado dos sécu-
los XV, XVI e XVII. Período das grandes navega-
ções e da descoberta de novos continentes.
As características mais importantes do capita-
lismo comercial foram:
Mercantilismo: desenvolvimento de fluxo
marítimo, aperfeiçoando a relação de explo-
ração metrópole-colônia.
Metalismo: busca de metais preciosos nas
novas colônias, para abastecer o mercado
financeiro mundial aumentando o fluxo de
capital no mercado.
Desenvolvimento de um mercado mundial
e internacional, ou seja, diferentes partes do
mundo tornaram-se fornecedoras e consu-
midoras de mercadorias. Essa característica
explica a presença do sentido de globaliza-
ção. Já, nesse período, o homem realizou
trocas comerciais e culturais, além de poder
configurar toda a unidade geográfica do
planeta.
II Fase: Capitalismo Industrial
Essa fase do capitalismo caracterizou-se com a
Revolução Industrial do século XVIII, iniciada na In-
glaterra (“berço da Revolução”) e depois espalhada
por outras áreas do globo (Europa Ocidental e Esta-
dos Unidos).
Características do capitalismo industrial:
A invenção e aprimoramento de máquinas a
vapor, baseadas no carvão e posteriormente
no petróleo. Essas máquinas possibilitaram
um aumento substancial na quantidade da
produção em um tempo mais rápido.
Maior especialização na produção, possibi-
litando com isso um melhor aproveitamento
do trabalhador. Esse modelo era o Taylo-
rismo.
Produção em série —indústrias de grande
porte-aliada à concentração industrial– For-
dismo.
Buscou o aumento do mercado consumidor,
eliminando a política escravista que vigora-
va em vários países, inclusive no Brasil.
III Fase: Capitalismo financeiro
Essa fase caracteriza-se como a fase atual do
capitalismo, também conhecida como técnico-
científica.
Marcada por alguns pontos básicos:
Desenvolvimento da tecnologia e da ciên-
cia, formando verdadeiros tecnopólos - cen-
tros industrias ligados a centros de estudo e
pesquisa.
Formação de grandes conglomerados finan-
ceiros e industriais. (Exemplos: Nestlé, Co-
ca-Cola, Fiat…).
Maior dependência dos países pobres, au-
mento do endividamento externo, baseado
na política do neocolonialismo.
Globalização moderna e abertura de merca-
do (política neoliberal).
Grande presença de capital especulativo,
capital que gera renda e não produção (a-
ções, títulos, precatórios…). São responsá-
GEOGRAFIA
Editora Exato 2
veis por várias crises globais — “fuga de
capital”.
Formação de blocos econômicos, a fim de
aumentar a área de influência.
Século XVI XVII XVIII XIX 1850 XX 1914/18
CAPITALISMO COMERCIAL CAPITALISMO INDUSTRIAL
Expansão marítima européia
MERCANTILISMO
Colonialismo
carbonífera
têxtil
naval
siderúrgica
Primeira Revolução
Industrial
Segunda Revolução
Industrial
Reino Unido França Estados Unidos
Alemanha
Japão
Canadá
Rússia
Partilha da América
petrolífera
elétrica
química
motores
Estados Unidos e
Alemanha
L I B E R A L I S M O
Imperialismo Revolução
Russa
1885-Congresso de Berlim
(partilha da África)
Primeira
Guerra
Mundial
1929 1950 1960 1970 19801914/18
C A P I T A L I S M O F I N A N C E I R O
1939/45 1990
Imperialismo
Monopólios e oligopólios
(trustes e cartéis)
LIBERALISMO
(clássico)
Formação da
União Soviética
Crise de 29: quebra da
Bolsa de Nova York
Segunda Guerra
Mundial
Descolonização
Subdesenvolvimeno
Países de industrialização recente
Conglomerados
KEYNESIANISMO
Intervenção do Estado na economia
(welfare state)
nuclear
informática
robótica
telecomunicações
Terceira Revolução
Industrial
Estados Unidos e Japão
Período técnico-científico
NEOLIBERALISMO
Thatcher (Reino Unido)
Reagan (Estados Unidos)
Globalização da economica
Colapso
do socialismo
Fim a
União
Soviética
Início da industrialização
Fatores mais importantes
Continuidade do processo
5. SISTEMA SOCIALISTA
Histórico
No século XIX, as idéias de cunho socialista
ganharam impulso com as análises de dois grandes
pensadores, Karl Marx e Friedrick Engels, os quais, a
partir de um intenso estudo do capitalismo, propuse-
ram as bases do sistema socialista.
O socialismo só foi implantado como sistema
na prática, no ano de 1917, com a Revolução Russa
(bolcheviques), na qual foi criada a União das Repú-
blicas Socialistas soviéticas Implementando o socia-
lismo real.
A União Soviética tinha como símbolo em sua
bandeira a foice e o martelo, que simbolizavam os
trabalhadores, a foice caracterizava os trabalhadores
do campo, enquanto o martelo simbolizava os traba-
GEOGRAFIA
Editora Exato 3
lhadores da cidade. A ligação na mesma bandeira de-
terminava a importância dos dois setores no desen-
volvimento do país.
Esse sistema abrangia 30% do território do
mundo e cerca de 35% da população. Busca da igual-
dade social e dos interesses coletivos. Concretamen-
te, iniciou-se no século XX, primeiramente na União
Soviética, posteriormente, fixou-se no leste europeu,
China, Cuba, Coréia do Norte foram países de grande
importância, embora muitas vezes trilhando cami-
nhos diferentes.
Características Principais do Socialis-
mo
Economia planificada (toda estrutura é ba-
seada em planos – burocrático).
Propriedade coletiva dos bens de produção
e terras.
Monopartidarismo (partido único, o partido
comunista)
Pleno emprego. Não havia índices de de-
semprego nesses países.
Visa ao bem comum, o bem coletivo.
Não existe divisão do trabalho (apenas clas-
se trabalhadora).
Causas da decadência do sistema
Estagnação científica e tecnológica.
Endividamento do estado (arcava sozinho
com os custos).
Corrupção.
Falta de liberdade política.
Hoje, mesmo com a queda do socialismo na
Rússia (antiga URSS), ainda existe este tipo de sis-
tema em outros países. Ex CUBA (bloqueio econô-
mico-sansão econômica) e CHINA
(monopartidarismo e economia aberta).
6. COMUNISMO
Remuneração segundo as necessidades.
Desmilitarização.
Desburocratização.
Eliminação do estado (governo coletivo).
Propriedade socializada.
Inexistência de classes.
O comunismo foi um sistema apenas teórico,
no sentido de nunca ter sido implantado em nenhum
país.
7. CAPITALISMO E SOCIALISMO NA EU-
ROPA
A Europa refletiu o avanço dos dois sistemas
hegemônicos no mundo. Tornando-se uma peça cha-
ve na geopolítica mundial, ao mesmo tempo em que
se caracterizava como uma região de constante pres-
são, devido à proximidade das fronteiras.
Islândia
Irlanda
Reino
Unido
Portugal
Espanha
Noruega
Dinamarca
Países
Baixos
Bélgica
Lux.
França
Suécia
Suíça
Itália
Finlândia
Alemanha
Oriental
Hungria
Iugoslávia
Albânia
Grécia
Polônia
Romênia
Bulgária
Turquia
União
Sovética
Tchecoslováquia
Países socialistas
Países capitalistas
Choque de sistemas
CHOQUE DE SISTEMAS
Alemanha
Ocidental
Editora Exato 4
8. DIVISÃO DO MUNDO
Os três níveis de divisão do mundo já não são
mais usados: 1º, 2º e 3º mundos Contudo, os termos
1º mundo, para designar os países capitalistas cen-
trais e 3º mundo, para determinar os países mais po-
bres, ainda são utilizados.
9. NÍVEIS DE DESENVOLVIMENTO
O capitalismo avançou de maneira diferencia-
da no espaço mundial. No primeiro momento, surgiu
nos países europeus, e posteriormente, estendeu-se às
colônias, tanto ao longo dos séculos XVI e XVII
quanto a partir do século XVIII, com a chamada fase
imperialista.
De acordo com os níveis de desenvolvimento,
os países podem ser agrupados em dois grandes gru-
pos: países desenvolvidos e subdesenvolvidos.
Países Desenvolvidos
São países na sua maioria presentes no Hemis-
fério Norte. (Exceção: Israel, Nova Zelândia e Aus-
trália).
Características principais:
Os países desenvolvidos apresentam um eleva-
do índice de qualidade de vida, marcado por fatores
como:
Alta expectativa de vida.
Baixas taxas de natalidade e mortalidade in-
fantil.
Elevado índice de alfabetização.
Condições favoráveis de saúde e higiene;
Desenvolvimento tecnológico e científico,
responsável por um constante aumento das
condições social e econômica;
Presença marcante na parte política, eco-
nômica e militar, determinando um alto
grau de influência nos países periféricos e
inserindo suas visões nos ditames mundiais;
São todos países urbanos;
Indústria desenvolvida, baseado, sobretudo,
na industrialização de ponta;
Agricultura moderna (mecanizada, subsí-
dio, produção em larga escala, pequena
mão-de-obra empregada e bastante qualifi-
cada);
Desenvolvido sistema de transporte e meios
de comunicação.
Existem diferentes níveis de desenvolvimento
dentro desse conjunto de países:
Países Centrais: G7 (Estados Unidos, Ja-
pão, Alemanha, França, Itália, Reino Unido
e Canadá) mais Rússia.
Outros países desenvolvidos: Portugal, Es-
panha, Bélgica…
Países Subdesenvolvidos
Apresentam-se como o maior número de paí-
ses no mundo, a maioria dos países estão localizados
no Hemisfério Sul.
Características gerais:
Baixos índices de qualidade de vida, ex-
pressos por:
Alto índice de mortalidade infantil;
Alto índice de natalidade;
Baixos índices de escolaridade;
Baixas condições de saúde;
Péssima distribuição de renda.
Dependência econômica em relação a paí-
ses desenvolvidos, característica que se
manifesta, sobretudo, através de:
Considerável dívida externa para
com os governos e principalmente
bancos estrangeiros;
Forte influência de empresas estran-
geiras, chamadas transnacionais, que
controlam grande parte das ativida-
des econômicas dos países subde-
senvolvidos;
Baixo nível tecnológico e científico;
Industrialização tardia;
Grandes desigualdades sociais e econômi-
cas (tanto externas quanto internas);
Desorganização urbana, crescimento exage-
rado das cidades, que, na sua maioria, são
cercadas por “ilhas de pobreza”;
Grandes diferenciações regionais dentro do
país. Exemplo: Nordeste e Sul do Brasil.
Existem diferentes níveis de subdesenvolvi-
mento:
Periferia privilegiada: Brasil, México, China,
Chile.
Periferia intermediária: América do Sul, Ásia.
Periferia periférica: África, América Central.
10. LEITURA COMPLEMENTAR
No capitalismo também existe crise.
O período subseqüente à crise de 1929 (crise
da bolsa de valores de Nova York), conhecido tam-
bém como depressão dos anos 30, obrigou os países
capitalistas a repensarem suas políticas econômicas.
Como a superprodução havia sido a principal causa
da crise de 1929, os países industrializados tomaram
medidas básicas para cortar o mal pela raiz. Uma de-
las foi a participação mais efetiva do Estado no pla-
nejamento global da produção, tendo em vista a
adequação entre a quantidade de mercadorias e o ta-
manho do mercado. A outra medida apoiou-se na ne-
cessidade de uma melhor distribuição da renda, com
o objetivo de ampliar o mercado de consumo.
Os EUA conseguiram contornar os efeitos da
crise e num prazo mais curto de tempo. Com a cria-
ção de um amplo programa de obras públicas, o go-
Editora Exato 5
verno Roosevelt conseguiu aos poucos minimizar o
desemprego alarmante e equilibrar a economia.
O New Deal, como ficou conhecido o progra-
ma implantado por Roosevelt, baseado no teórico
Keynes. Para Keynes, o papel do Estado não deveria
limitar-se a regular as questões de ordem socioeco-
nômica e política. O Estado devia ser um planejador
que daria as bases e fixava metas, estimulando assim
os vários setores da economia, de acordo com as ne-
cessidades do momento. Keynes não acreditava na
força cega do mercado, pois a crise de 1929 tinha
provado o contrário. Havia com isso a necessidade de
uma rápida reestruturação de todo o sistema capitalis-
ta, porque o que estava em jogo não era apenas a e-
conomia dos países mais a sustentação de um regime
econômico global que poderia ser suplantado por ou-
tro.
Elian Alabi, O Homem no Espaço Global, pg 29 com adaptações.
ESTUDO DIRIGIDO
1 À medida que avança a globalização da econo-
mia internacional, o mundo se torna cada vez
mais competitivo, demonstrando o interesse das
potências no enriquecimento e a exploração am-
pla sobre os países periféricos. Com base no sis-
tema capitalista e suas características gerais,
responda as características abaixo:
a) Explique o que vem a ser mobilidade social.
b) Determine o que vem ser livre iniciativa e dê
exemplos.
2 A primeira grande fase do sistema capitalista foi
o capitalismo comercial, que se desenvolveu nos
séculos XVI e XVII. Essa fase foi marcada
geopoliticamente (estratégia espacial) pelo Pacto
Colonial e o Mercantilismo. Explique como
ocorria o Pacto Colonial e quais foram as regiões
beneficiadas e prejudicadas por esse acordo.
3 Destaque três características das fases dos
sistemas capitalistas solicitados abaixo:
Capitalismo Comercial
Capitalismo Industrial
Capitalismo Financeiro
4 Explique como surgiu o sistema socialista.
5 Faça uma análise das causas que determinaram
que o sistema socialista não fosse amplamente
produtivo.
EXERCÍCIOS
1 Sobre o sistema capitalista, analise as questões
abaixo, destacando a alternativa incorreta:
a) A propriedade pertence ao Estado.
b) Só existe um partido- monopartidarismo.
c) Só existe uma classe social, onde todos ga-
nham em média os mesmos salários.
d) Fechado para a participação política, ou seja,
ninguém possui o direito a votar.
e) Visa ao lucro e a propriedade é privada, per-
tence a uma pessoa ou grupo de pessoas.
2 Sobre o socialismo, destaque a opção correta:
a) Visa à acumulação de dinheiro, ao lucro.
b) Possui forte mobilidade social, ou seja, o pobre
possui a chance de se tornar rico e o rico de se
tornar pobre.
c) Existem vários partidos políticos.
d) Política fechada baseada no monopartidarismo.
e) Sistema político presente em todos os países
do mundo.
3 Qual dos países abaixo ainda é considerado um
país socialista?
a) União Soviética.
b) Cuba.
c) Rússia.
d) Estados Unidos.
e) Japão.
4 Sobre as causas da crise do sistema socialista e o
seu fim como bloco político, social e econômico
na esfera mundial, analise as questões abaixo e
insira C (certas) e E (erradas).
1111 Um dos fatores que ajudou na crise foi o gran-
de gasto com armas de destruição em massa,
como as armas nucleares.
2222 O socialismo ainda é um sistema poderoso,
tanto que a maioria dos países ainda é socialis-
ta.
3333 No socialismo real, não havia diferenças soci-
ais e econômicas, com isso se vivia em uma
sociedade perfeita.
4444 O maior líder do sistema socialista foi a União
Soviética, país que não existe mais.
5555 Hoje existem poucos países que vivem sob o
sistema socialista, como é caso de Cuba e da
Coréia do Norte.
5 Em relação aos sistemas econômicos, socialismo
e capitalismo, não é correto afirmar:
a) O sistema capitalista está sempre voltado para
a venda e a compra de serviços e produtos, isto
é, para o mercado.
Editora Exato 6
b) Países como os Estados Unidos e o Brasil pos-
suem uma economia socialista.
c) O princípio básico do sistema capitalista é a
compra e venda, buscando o lucro.
d) Nunca houve a instalação de governos socialis-
tas.
e) A falta de participação política e a escassez de
investimento no setor armamentista foram al-
gumas das causas da desintegração da União
Soviética.
GABARITO
Estudo Dirigido
1
(A) Mobilidade Social: é a possibilidade de um
indivíduo mudar de classe social e econômica, ou se-
ja, a possibilidade do pobre ficar rico e do rico ficar
pobre.
(B) Livre Iniciativa: é um mecanismo de mer-
cado que determina que boas idéias, pode gerar no-
vos produtos, novas formas de investimento, novas
tecnologias, gerando a possibilidade de modernização
e ganho econômico.
2 O Pacto colonial era marcado pela política do
mercantilismo, na qual o papel da metrópole era
explorar os recursos da Colônia, e essa servia ex-
clusivamente para ser explorada. O continente
europeu se beneficiou e áreas da América, África
e Ásia foram exploradas.
3 Capitalismo Comercial
Mercantilismo: desenvolvimento de fluxo
marítimo, aperfeiçoando a relação de explo-
ração metrópole-Colônia.
Metalismo: busca de metais preciosos nas
novas colônias para abastecer o mercado fi-
nanceiro mundial, aumentando o fluxo de
capital no mercado.
Desenvolvimento de um mercado mundial
e internacional, ou seja, diferentes partes do
mundo tornaram-se fornecedoras e consu-
midoras de mercadorias. Essa característica
explica a presença do sentido de globaliza-
ção já nesse período, o homem realizou tro-
cas comerciais e culturais, além de poder
configurar toda a unidade geográfica do
planeta.
Capitalismo Industrial:
A invenção e aprimoramento de máquinas a
vapor, baseadas no carvão e posteriormente
no petróleo. Essas máquinas possibilitaram
um aumento substancial na quantidade da
produção em um tempo mais rápido.
Maior especialização na produção, possibi-
litando um melhor aproveitamento do tra-
balhador. Esse modelo era o Taylorismo.
Produção em série —indústrias de grande
porte-aliada à concentração industrial– For-
dismo.
Capitalismo financeiro
Desenvolvimento da tecnologia e da ciên-
cia, formando verdadeiros tecnopólos - cen-
tros industriais ligados a centros de estudo e
pesquisa.
Formação de grandes conglomerados finan-
ceiros e industrias. (Exemplo: Nestlé, Coca-
Cola, Fiat…).
Maior dependência dos países pobres, au-
mento do endividamento externo, baseado
na política do neocolonialismo.
4 No século XIX, as idéias de cunho socialista ga-
nharam impulso com as análises de dois grandes
pensadores, Karl Marx e Friedrick Engels, os
quais, a partir de um intenso estudo do capitalis-
mo, propuseram as bases do sistema socialista. O
socialismo só foi implantado como sistema na
prática, no ano de 1917, com a Revolução Russa
(bolcheviques), na qual foi criada a União das
Repúblicas Socialistas soviéticas, implementando
o socialismo real. A União Soviética tinha como
símbolo em sua bandeira a foice e o martelo, que
simbolizavam os trabalhadores, a foice caracteri-
za os trabalhadores do campo, enquanto o marte-
lo simbolizava os trabalhadores da cidade. A
ligação na mesma bandeira determinava a impor-
tância dos dois setores no desenvolvimento do
país.
5
Estagnação científica e tecnológica.
Endividamento do Estado (arcava sozinho
com os custos).
Corrupção.
Falta de liberdade política.
Exercícios
1 E
2 D
3 B
Editora Exato 7
4 C, E, E, C, C
5 C

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

E.j.a provas globalização
E.j.a provas globalizaçãoE.j.a provas globalização
E.j.a provas globalização
Marciano Vieira
 
Regionalização do espaço geográfico mundial
Regionalização do espaço geográfico mundialRegionalização do espaço geográfico mundial
Regionalização do espaço geográfico mundial
Marco Santos
 
Questoes segunda guerra mundial
Questoes segunda guerra mundialQuestoes segunda guerra mundial
Questoes segunda guerra mundial
Atividades Diversas Cláudia
 
atividades sobre a Primeira Guerra Mundial
atividades sobre a Primeira Guerra Mundialatividades sobre a Primeira Guerra Mundial
atividades sobre a Primeira Guerra Mundial
Jean Carlos Nunes Paixão
 
Mapas da colonização europeia no século XIX
Mapas da colonização europeia no século XIXMapas da colonização europeia no século XIX
Mapas da colonização europeia no século XIXAnderson Torres
 
Prova revoluçao russa
Prova revoluçao russaProva revoluçao russa
Prova revoluçao russa
Atividades Diversas Cláudia
 
Atividades Revolução Francesa
Atividades   Revolução FrancesaAtividades   Revolução Francesa
Atividades Revolução Francesa
Eduardo Mariño Rial
 
Xiii. a expansão capitalista e o imperialismo cruzadinha
Xiii. a expansão capitalista e o imperialismo cruzadinhaXiii. a expansão capitalista e o imperialismo cruzadinha
Xiii. a expansão capitalista e o imperialismo cruzadinha
Atividades Diversas Cláudia
 
Atividade governo jk
Atividade governo jkAtividade governo jk
Atividade governo jk
Atividades Diversas Cláudia
 
Estado nação - país - território - etnia - raça
Estado   nação - país - território - etnia - raçaEstado   nação - país - território - etnia - raça
Estado nação - país - território - etnia - raça
Julio Siqueira
 
Exercicio revolução russa
Exercicio revolução russaExercicio revolução russa
Exercicio revolução russa
Atividades Diversas Cláudia
 
2º SD 9º ANO 22.doc
2º SD 9º ANO 22.doc2º SD 9º ANO 22.doc
2º SD 9º ANO 22.doc
CharlesGomes46
 
Exercícios de geografia - Regionalização Mundial - 8º ano do E.F.2
Exercícios de geografia - Regionalização Mundial - 8º ano do E.F.2Exercícios de geografia - Regionalização Mundial - 8º ano do E.F.2
Exercícios de geografia - Regionalização Mundial - 8º ano do E.F.2
Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino
 
Cruzadinha feudalismo
Cruzadinha feudalismoCruzadinha feudalismo
Cruzadinha feudalismo
Marcia Oliveira Lupion
 
Cruzadinhas sobre a II Guerra Mundial e pós
Cruzadinhas sobre a II Guerra Mundial e pósCruzadinhas sobre a II Guerra Mundial e pós
Cruzadinhas sobre a II Guerra Mundial e pós
Luis Silva
 
Atividades feudalismo na idade média
Atividades   feudalismo na idade médiaAtividades   feudalismo na idade média
Atividades feudalismo na idade média
Atividades Diversas Cláudia
 
GUERRA DO PARAGUAI
GUERRA DO PARAGUAIGUERRA DO PARAGUAI
GUERRA DO PARAGUAI
RenatoSilva922886
 
Neocolonialismo e Primeira Guerra Mundial.
 Neocolonialismo e Primeira Guerra Mundial. Neocolonialismo e Primeira Guerra Mundial.
Neocolonialismo e Primeira Guerra Mundial.
Luis Silva
 
Atividades nova ordem mundial e globalização pronto
Atividades nova ordem mundial e globalização prontoAtividades nova ordem mundial e globalização pronto
Atividades nova ordem mundial e globalização pronto
Atividades Diversas Cláudia
 
Prova historia 2 ano conflitos 1 republica
Prova historia 2 ano conflitos 1 republicaProva historia 2 ano conflitos 1 republica
Prova historia 2 ano conflitos 1 republica
Atividades Diversas Cláudia
 

Mais procurados (20)

E.j.a provas globalização
E.j.a provas globalizaçãoE.j.a provas globalização
E.j.a provas globalização
 
Regionalização do espaço geográfico mundial
Regionalização do espaço geográfico mundialRegionalização do espaço geográfico mundial
Regionalização do espaço geográfico mundial
 
Questoes segunda guerra mundial
Questoes segunda guerra mundialQuestoes segunda guerra mundial
Questoes segunda guerra mundial
 
atividades sobre a Primeira Guerra Mundial
atividades sobre a Primeira Guerra Mundialatividades sobre a Primeira Guerra Mundial
atividades sobre a Primeira Guerra Mundial
 
Mapas da colonização europeia no século XIX
Mapas da colonização europeia no século XIXMapas da colonização europeia no século XIX
Mapas da colonização europeia no século XIX
 
Prova revoluçao russa
Prova revoluçao russaProva revoluçao russa
Prova revoluçao russa
 
Atividades Revolução Francesa
Atividades   Revolução FrancesaAtividades   Revolução Francesa
Atividades Revolução Francesa
 
Xiii. a expansão capitalista e o imperialismo cruzadinha
Xiii. a expansão capitalista e o imperialismo cruzadinhaXiii. a expansão capitalista e o imperialismo cruzadinha
Xiii. a expansão capitalista e o imperialismo cruzadinha
 
Atividade governo jk
Atividade governo jkAtividade governo jk
Atividade governo jk
 
Estado nação - país - território - etnia - raça
Estado   nação - país - território - etnia - raçaEstado   nação - país - território - etnia - raça
Estado nação - país - território - etnia - raça
 
Exercicio revolução russa
Exercicio revolução russaExercicio revolução russa
Exercicio revolução russa
 
2º SD 9º ANO 22.doc
2º SD 9º ANO 22.doc2º SD 9º ANO 22.doc
2º SD 9º ANO 22.doc
 
Exercícios de geografia - Regionalização Mundial - 8º ano do E.F.2
Exercícios de geografia - Regionalização Mundial - 8º ano do E.F.2Exercícios de geografia - Regionalização Mundial - 8º ano do E.F.2
Exercícios de geografia - Regionalização Mundial - 8º ano do E.F.2
 
Cruzadinha feudalismo
Cruzadinha feudalismoCruzadinha feudalismo
Cruzadinha feudalismo
 
Cruzadinhas sobre a II Guerra Mundial e pós
Cruzadinhas sobre a II Guerra Mundial e pósCruzadinhas sobre a II Guerra Mundial e pós
Cruzadinhas sobre a II Guerra Mundial e pós
 
Atividades feudalismo na idade média
Atividades   feudalismo na idade médiaAtividades   feudalismo na idade média
Atividades feudalismo na idade média
 
GUERRA DO PARAGUAI
GUERRA DO PARAGUAIGUERRA DO PARAGUAI
GUERRA DO PARAGUAI
 
Neocolonialismo e Primeira Guerra Mundial.
 Neocolonialismo e Primeira Guerra Mundial. Neocolonialismo e Primeira Guerra Mundial.
Neocolonialismo e Primeira Guerra Mundial.
 
Atividades nova ordem mundial e globalização pronto
Atividades nova ordem mundial e globalização prontoAtividades nova ordem mundial e globalização pronto
Atividades nova ordem mundial e globalização pronto
 
Prova historia 2 ano conflitos 1 republica
Prova historia 2 ano conflitos 1 republicaProva historia 2 ano conflitos 1 republica
Prova historia 2 ano conflitos 1 republica
 

Semelhante a Capitalismo e socialismo_

01 capitalismo%20e%20 socialismo%20
01 capitalismo%20e%20 socialismo%2001 capitalismo%20e%20 socialismo%20
01 capitalismo%20e%20 socialismo%20
AVP90
 
01 capitalismo%20e%20 socialismo%20
01 capitalismo%20e%20 socialismo%2001 capitalismo%20e%20 socialismo%20
01 capitalismo%20e%20 socialismo%20
AVP90
 
Atualidades
AtualidadesAtualidades
Capitalismo
CapitalismoCapitalismo
Capitalismo x socialismo
Capitalismo x socialismoCapitalismo x socialismo
Capitalismo x socialismo
pedrohd8
 
Capitalismo
CapitalismoCapitalismo
Capitalismo
raphaellaizabel
 
Capitalismo X Socialismo
Capitalismo X SocialismoCapitalismo X Socialismo
Capitalismo X Socialismo
Paticx
 
Ordem mundial
Ordem mundialOrdem mundial
Ordem mundial
Lucas Januzzi
 
Regionalização Mundial por Desenvolvimento (IDH)
Regionalização Mundial por Desenvolvimento (IDH)Regionalização Mundial por Desenvolvimento (IDH)
Regionalização Mundial por Desenvolvimento (IDH)
Eder Liborio
 
www.AulasDeGeografiaApoio.com - Geografia - Globalização
 www.AulasDeGeografiaApoio.com  -  Geografia - Globalização www.AulasDeGeografiaApoio.com  -  Geografia - Globalização
www.AulasDeGeografiaApoio.com - Geografia - Globalização
Aulas De Geografia Apoio
 
Slides
SlidesSlides
Slides
Gabriel Reis
 
Unidade 2 oitavo ano
Unidade 2   oitavo anoUnidade 2   oitavo ano
Unidade 2 oitavo ano
Christie Freitas
 
RESUMO - CAPITALISMO, SOCIALISMO E GUERRA FRIA.doc
RESUMO - CAPITALISMO, SOCIALISMO E GUERRA FRIA.docRESUMO - CAPITALISMO, SOCIALISMO E GUERRA FRIA.doc
RESUMO - CAPITALISMO, SOCIALISMO E GUERRA FRIA.doc
AntonioCarlos308844
 
Os modos de produção capitalista e socialista
Os modos de produção capitalista e socialistaOs modos de produção capitalista e socialista
Os modos de produção capitalista e socialista
Colégio Nova Geração COC
 
C30 slides
C30 slidesC30 slides
C30 slides
Walter Lippold
 
At recup4 global
At recup4 globalAt recup4 global
At recup4 global
Péricles Penuel
 
002-Sintese_PPT_Aula-01_Modulo-II.ppt
002-Sintese_PPT_Aula-01_Modulo-II.ppt002-Sintese_PPT_Aula-01_Modulo-II.ppt
002-Sintese_PPT_Aula-01_Modulo-II.ppt
jvgamer6
 
socialismoxcapitalismo.pdf
socialismoxcapitalismo.pdfsocialismoxcapitalismo.pdf
socialismoxcapitalismo.pdf
ARIANEBERTOLIMUSCARI
 
Capitalismo e Socialismo
Capitalismo e Socialismo Capitalismo e Socialismo
Capitalismo e Socialismo
Christie Freitas
 
Modulo1.goegrafia 12
Modulo1.goegrafia 12Modulo1.goegrafia 12
Modulo1.goegrafia 12
AntniaRibeiroRibeiro
 

Semelhante a Capitalismo e socialismo_ (20)

01 capitalismo%20e%20 socialismo%20
01 capitalismo%20e%20 socialismo%2001 capitalismo%20e%20 socialismo%20
01 capitalismo%20e%20 socialismo%20
 
01 capitalismo%20e%20 socialismo%20
01 capitalismo%20e%20 socialismo%2001 capitalismo%20e%20 socialismo%20
01 capitalismo%20e%20 socialismo%20
 
Atualidades
AtualidadesAtualidades
Atualidades
 
Capitalismo
CapitalismoCapitalismo
Capitalismo
 
Capitalismo x socialismo
Capitalismo x socialismoCapitalismo x socialismo
Capitalismo x socialismo
 
Capitalismo
CapitalismoCapitalismo
Capitalismo
 
Capitalismo X Socialismo
Capitalismo X SocialismoCapitalismo X Socialismo
Capitalismo X Socialismo
 
Ordem mundial
Ordem mundialOrdem mundial
Ordem mundial
 
Regionalização Mundial por Desenvolvimento (IDH)
Regionalização Mundial por Desenvolvimento (IDH)Regionalização Mundial por Desenvolvimento (IDH)
Regionalização Mundial por Desenvolvimento (IDH)
 
www.AulasDeGeografiaApoio.com - Geografia - Globalização
 www.AulasDeGeografiaApoio.com  -  Geografia - Globalização www.AulasDeGeografiaApoio.com  -  Geografia - Globalização
www.AulasDeGeografiaApoio.com - Geografia - Globalização
 
Slides
SlidesSlides
Slides
 
Unidade 2 oitavo ano
Unidade 2   oitavo anoUnidade 2   oitavo ano
Unidade 2 oitavo ano
 
RESUMO - CAPITALISMO, SOCIALISMO E GUERRA FRIA.doc
RESUMO - CAPITALISMO, SOCIALISMO E GUERRA FRIA.docRESUMO - CAPITALISMO, SOCIALISMO E GUERRA FRIA.doc
RESUMO - CAPITALISMO, SOCIALISMO E GUERRA FRIA.doc
 
Os modos de produção capitalista e socialista
Os modos de produção capitalista e socialistaOs modos de produção capitalista e socialista
Os modos de produção capitalista e socialista
 
C30 slides
C30 slidesC30 slides
C30 slides
 
At recup4 global
At recup4 globalAt recup4 global
At recup4 global
 
002-Sintese_PPT_Aula-01_Modulo-II.ppt
002-Sintese_PPT_Aula-01_Modulo-II.ppt002-Sintese_PPT_Aula-01_Modulo-II.ppt
002-Sintese_PPT_Aula-01_Modulo-II.ppt
 
socialismoxcapitalismo.pdf
socialismoxcapitalismo.pdfsocialismoxcapitalismo.pdf
socialismoxcapitalismo.pdf
 
Capitalismo e Socialismo
Capitalismo e Socialismo Capitalismo e Socialismo
Capitalismo e Socialismo
 
Modulo1.goegrafia 12
Modulo1.goegrafia 12Modulo1.goegrafia 12
Modulo1.goegrafia 12
 

Mais de Lucas pk'

SQR3 técnica de estudos
SQR3 técnica de estudosSQR3 técnica de estudos
SQR3 técnica de estudos
Lucas pk'
 
Richard feynman technique of study
Richard feynman technique of studyRichard feynman technique of study
Richard feynman technique of study
Lucas pk'
 
Esquema: como fazer uma leitura
Esquema: como fazer uma leituraEsquema: como fazer uma leitura
Esquema: como fazer uma leitura
Lucas pk'
 
Inteligencia em concursos - Professor Pier.
Inteligencia em concursos - Professor Pier.Inteligencia em concursos - Professor Pier.
Inteligencia em concursos - Professor Pier.
Lucas pk'
 
Test driven development tdd
Test driven development   tddTest driven development   tdd
Test driven development tdd
Lucas pk'
 
Decoro parlamentar
Decoro parlamentarDecoro parlamentar
Decoro parlamentar
Lucas pk'
 
Orientações e guia sobre estudos
Orientações e guia sobre estudosOrientações e guia sobre estudos
Orientações e guia sobre estudos
Lucas pk'
 
Testes de unidade
Testes de unidadeTestes de unidade
Testes de unidade
Lucas pk'
 
7 Myths of formal methods
7 Myths of formal methods7 Myths of formal methods
7 Myths of formal methods
Lucas pk'
 
Orientação a objetos para dummies - Acoplamento
Orientação a objetos para dummies - AcoplamentoOrientação a objetos para dummies - Acoplamento
Orientação a objetos para dummies - Acoplamento
Lucas pk'
 
Aprendendo inteligência pierluigi piazzi
Aprendendo inteligência   pierluigi piazziAprendendo inteligência   pierluigi piazzi
Aprendendo inteligência pierluigi piazzi
Lucas pk'
 
How to solve a problem (Etapas para resolução de um problema)
How to solve a problem (Etapas para resolução de um problema)How to solve a problem (Etapas para resolução de um problema)
How to solve a problem (Etapas para resolução de um problema)
Lucas pk'
 
Socrates encontra marx peter kreeft
Socrates encontra marx   peter kreeftSocrates encontra marx   peter kreeft
Socrates encontra marx peter kreeft
Lucas pk'
 
Socrates encontra Descartes peter kreeft
Socrates encontra Descartes   peter kreeftSocrates encontra Descartes   peter kreeft
Socrates encontra Descartes peter kreeft
Lucas pk'
 
Matemática - Funções - Livro pdf
Matemática - Funções - Livro pdfMatemática - Funções - Livro pdf
Matemática - Funções - Livro pdf
Lucas pk'
 
Matemática - Geometria Analítica - Livro pdf
Matemática - Geometria Analítica - Livro pdfMatemática - Geometria Analítica - Livro pdf
Matemática - Geometria Analítica - Livro pdf
Lucas pk'
 
Matemática - Geometria de posição e métrica - Livro pdf
Matemática - Geometria de posição e métrica - Livro pdfMatemática - Geometria de posição e métrica - Livro pdf
Matemática - Geometria de posição e métrica - Livro pdf
Lucas pk'
 
Matemática - Geometria Plana - Livro pdf
Matemática - Geometria Plana - Livro pdfMatemática - Geometria Plana - Livro pdf
Matemática - Geometria Plana - Livro pdf
Lucas pk'
 
Matemática Básica - Livro pdf
Matemática Básica - Livro pdfMatemática Básica - Livro pdf
Matemática Básica - Livro pdf
Lucas pk'
 
Método de aprendizado/estudo feynman
Método de aprendizado/estudo feynmanMétodo de aprendizado/estudo feynman
Método de aprendizado/estudo feynman
Lucas pk'
 

Mais de Lucas pk' (20)

SQR3 técnica de estudos
SQR3 técnica de estudosSQR3 técnica de estudos
SQR3 técnica de estudos
 
Richard feynman technique of study
Richard feynman technique of studyRichard feynman technique of study
Richard feynman technique of study
 
Esquema: como fazer uma leitura
Esquema: como fazer uma leituraEsquema: como fazer uma leitura
Esquema: como fazer uma leitura
 
Inteligencia em concursos - Professor Pier.
Inteligencia em concursos - Professor Pier.Inteligencia em concursos - Professor Pier.
Inteligencia em concursos - Professor Pier.
 
Test driven development tdd
Test driven development   tddTest driven development   tdd
Test driven development tdd
 
Decoro parlamentar
Decoro parlamentarDecoro parlamentar
Decoro parlamentar
 
Orientações e guia sobre estudos
Orientações e guia sobre estudosOrientações e guia sobre estudos
Orientações e guia sobre estudos
 
Testes de unidade
Testes de unidadeTestes de unidade
Testes de unidade
 
7 Myths of formal methods
7 Myths of formal methods7 Myths of formal methods
7 Myths of formal methods
 
Orientação a objetos para dummies - Acoplamento
Orientação a objetos para dummies - AcoplamentoOrientação a objetos para dummies - Acoplamento
Orientação a objetos para dummies - Acoplamento
 
Aprendendo inteligência pierluigi piazzi
Aprendendo inteligência   pierluigi piazziAprendendo inteligência   pierluigi piazzi
Aprendendo inteligência pierluigi piazzi
 
How to solve a problem (Etapas para resolução de um problema)
How to solve a problem (Etapas para resolução de um problema)How to solve a problem (Etapas para resolução de um problema)
How to solve a problem (Etapas para resolução de um problema)
 
Socrates encontra marx peter kreeft
Socrates encontra marx   peter kreeftSocrates encontra marx   peter kreeft
Socrates encontra marx peter kreeft
 
Socrates encontra Descartes peter kreeft
Socrates encontra Descartes   peter kreeftSocrates encontra Descartes   peter kreeft
Socrates encontra Descartes peter kreeft
 
Matemática - Funções - Livro pdf
Matemática - Funções - Livro pdfMatemática - Funções - Livro pdf
Matemática - Funções - Livro pdf
 
Matemática - Geometria Analítica - Livro pdf
Matemática - Geometria Analítica - Livro pdfMatemática - Geometria Analítica - Livro pdf
Matemática - Geometria Analítica - Livro pdf
 
Matemática - Geometria de posição e métrica - Livro pdf
Matemática - Geometria de posição e métrica - Livro pdfMatemática - Geometria de posição e métrica - Livro pdf
Matemática - Geometria de posição e métrica - Livro pdf
 
Matemática - Geometria Plana - Livro pdf
Matemática - Geometria Plana - Livro pdfMatemática - Geometria Plana - Livro pdf
Matemática - Geometria Plana - Livro pdf
 
Matemática Básica - Livro pdf
Matemática Básica - Livro pdfMatemática Básica - Livro pdf
Matemática Básica - Livro pdf
 
Método de aprendizado/estudo feynman
Método de aprendizado/estudo feynmanMétodo de aprendizado/estudo feynman
Método de aprendizado/estudo feynman
 

Capitalismo e socialismo_

  • 1. GEOGRAFIA Editora Exato 1 CAPITALISMO E SOCIALISMO 1. CONCEITOS IMPORTANTES Geografia Política: campo de estudo da geo- grafia que trata com aspectos sociais, econômicos e políticos dentro de uma esfera global. (Exemplos: fome no mundo, crise na Argentina, etc.). Geopolítica: estratégia política, econômica, social e militar que o país ou região executa. (Exem- plos: Teoria do espaço vital de Hitler, Doutrina Mon- roe – “América para os Americanos”). 2. SISTEMA CAPITALISTA O sistema capitalista remonta sua origem da baixa idade média (século XI ao XV), período mar- cado pela hegemonia do sistema de trocas em relação ao sistema de subsistência, típico do feudalismo. Nesse sistema, buscou-se a inserção de merca- dorias no meio social, que são bens de troca e não necessariamente bens de uso imediato, possibilitando assim acúmulo de mercadorias e maior dinâmica e abrangência no comércio. Os produtos se transformam em mercadorias quando são postos à venda e consumidos. 3. CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS DO CA- PITALISMO Visa ao lucro. Propriedade privada dos meios de produ- ção. Livre iniciativa e livre concorrência. Liberdade ideológica. Mobilidade social. Jogo de mercado (procura e oferta). 4. FASES DO CAPITALISMO I Fase: Capitalismo Comercial Com o incremento do comércio europeu e o desenvolvimento das navegações, notou-se uma pos- sibilidade enorme de aumento do comércio a partir da descoberta de novas áreas e produtos. Esse período do capitalismo é datado dos sécu- los XV, XVI e XVII. Período das grandes navega- ções e da descoberta de novos continentes. As características mais importantes do capita- lismo comercial foram: Mercantilismo: desenvolvimento de fluxo marítimo, aperfeiçoando a relação de explo- ração metrópole-colônia. Metalismo: busca de metais preciosos nas novas colônias, para abastecer o mercado financeiro mundial aumentando o fluxo de capital no mercado. Desenvolvimento de um mercado mundial e internacional, ou seja, diferentes partes do mundo tornaram-se fornecedoras e consu- midoras de mercadorias. Essa característica explica a presença do sentido de globaliza- ção. Já, nesse período, o homem realizou trocas comerciais e culturais, além de poder configurar toda a unidade geográfica do planeta. II Fase: Capitalismo Industrial Essa fase do capitalismo caracterizou-se com a Revolução Industrial do século XVIII, iniciada na In- glaterra (“berço da Revolução”) e depois espalhada por outras áreas do globo (Europa Ocidental e Esta- dos Unidos). Características do capitalismo industrial: A invenção e aprimoramento de máquinas a vapor, baseadas no carvão e posteriormente no petróleo. Essas máquinas possibilitaram um aumento substancial na quantidade da produção em um tempo mais rápido. Maior especialização na produção, possibi- litando com isso um melhor aproveitamento do trabalhador. Esse modelo era o Taylo- rismo. Produção em série —indústrias de grande porte-aliada à concentração industrial– For- dismo. Buscou o aumento do mercado consumidor, eliminando a política escravista que vigora- va em vários países, inclusive no Brasil. III Fase: Capitalismo financeiro Essa fase caracteriza-se como a fase atual do capitalismo, também conhecida como técnico- científica. Marcada por alguns pontos básicos: Desenvolvimento da tecnologia e da ciên- cia, formando verdadeiros tecnopólos - cen- tros industrias ligados a centros de estudo e pesquisa. Formação de grandes conglomerados finan- ceiros e industriais. (Exemplos: Nestlé, Co- ca-Cola, Fiat…). Maior dependência dos países pobres, au- mento do endividamento externo, baseado na política do neocolonialismo. Globalização moderna e abertura de merca- do (política neoliberal). Grande presença de capital especulativo, capital que gera renda e não produção (a- ções, títulos, precatórios…). São responsá-
  • 2. GEOGRAFIA Editora Exato 2 veis por várias crises globais — “fuga de capital”. Formação de blocos econômicos, a fim de aumentar a área de influência. Século XVI XVII XVIII XIX 1850 XX 1914/18 CAPITALISMO COMERCIAL CAPITALISMO INDUSTRIAL Expansão marítima européia MERCANTILISMO Colonialismo carbonífera têxtil naval siderúrgica Primeira Revolução Industrial Segunda Revolução Industrial Reino Unido França Estados Unidos Alemanha Japão Canadá Rússia Partilha da América petrolífera elétrica química motores Estados Unidos e Alemanha L I B E R A L I S M O Imperialismo Revolução Russa 1885-Congresso de Berlim (partilha da África) Primeira Guerra Mundial 1929 1950 1960 1970 19801914/18 C A P I T A L I S M O F I N A N C E I R O 1939/45 1990 Imperialismo Monopólios e oligopólios (trustes e cartéis) LIBERALISMO (clássico) Formação da União Soviética Crise de 29: quebra da Bolsa de Nova York Segunda Guerra Mundial Descolonização Subdesenvolvimeno Países de industrialização recente Conglomerados KEYNESIANISMO Intervenção do Estado na economia (welfare state) nuclear informática robótica telecomunicações Terceira Revolução Industrial Estados Unidos e Japão Período técnico-científico NEOLIBERALISMO Thatcher (Reino Unido) Reagan (Estados Unidos) Globalização da economica Colapso do socialismo Fim a União Soviética Início da industrialização Fatores mais importantes Continuidade do processo 5. SISTEMA SOCIALISTA Histórico No século XIX, as idéias de cunho socialista ganharam impulso com as análises de dois grandes pensadores, Karl Marx e Friedrick Engels, os quais, a partir de um intenso estudo do capitalismo, propuse- ram as bases do sistema socialista. O socialismo só foi implantado como sistema na prática, no ano de 1917, com a Revolução Russa (bolcheviques), na qual foi criada a União das Repú- blicas Socialistas soviéticas Implementando o socia- lismo real. A União Soviética tinha como símbolo em sua bandeira a foice e o martelo, que simbolizavam os trabalhadores, a foice caracterizava os trabalhadores do campo, enquanto o martelo simbolizava os traba-
  • 3. GEOGRAFIA Editora Exato 3 lhadores da cidade. A ligação na mesma bandeira de- terminava a importância dos dois setores no desen- volvimento do país. Esse sistema abrangia 30% do território do mundo e cerca de 35% da população. Busca da igual- dade social e dos interesses coletivos. Concretamen- te, iniciou-se no século XX, primeiramente na União Soviética, posteriormente, fixou-se no leste europeu, China, Cuba, Coréia do Norte foram países de grande importância, embora muitas vezes trilhando cami- nhos diferentes. Características Principais do Socialis- mo Economia planificada (toda estrutura é ba- seada em planos – burocrático). Propriedade coletiva dos bens de produção e terras. Monopartidarismo (partido único, o partido comunista) Pleno emprego. Não havia índices de de- semprego nesses países. Visa ao bem comum, o bem coletivo. Não existe divisão do trabalho (apenas clas- se trabalhadora). Causas da decadência do sistema Estagnação científica e tecnológica. Endividamento do estado (arcava sozinho com os custos). Corrupção. Falta de liberdade política. Hoje, mesmo com a queda do socialismo na Rússia (antiga URSS), ainda existe este tipo de sis- tema em outros países. Ex CUBA (bloqueio econô- mico-sansão econômica) e CHINA (monopartidarismo e economia aberta). 6. COMUNISMO Remuneração segundo as necessidades. Desmilitarização. Desburocratização. Eliminação do estado (governo coletivo). Propriedade socializada. Inexistência de classes. O comunismo foi um sistema apenas teórico, no sentido de nunca ter sido implantado em nenhum país. 7. CAPITALISMO E SOCIALISMO NA EU- ROPA A Europa refletiu o avanço dos dois sistemas hegemônicos no mundo. Tornando-se uma peça cha- ve na geopolítica mundial, ao mesmo tempo em que se caracterizava como uma região de constante pres- são, devido à proximidade das fronteiras. Islândia Irlanda Reino Unido Portugal Espanha Noruega Dinamarca Países Baixos Bélgica Lux. França Suécia Suíça Itália Finlândia Alemanha Oriental Hungria Iugoslávia Albânia Grécia Polônia Romênia Bulgária Turquia União Sovética Tchecoslováquia Países socialistas Países capitalistas Choque de sistemas CHOQUE DE SISTEMAS Alemanha Ocidental
  • 4. Editora Exato 4 8. DIVISÃO DO MUNDO Os três níveis de divisão do mundo já não são mais usados: 1º, 2º e 3º mundos Contudo, os termos 1º mundo, para designar os países capitalistas cen- trais e 3º mundo, para determinar os países mais po- bres, ainda são utilizados. 9. NÍVEIS DE DESENVOLVIMENTO O capitalismo avançou de maneira diferencia- da no espaço mundial. No primeiro momento, surgiu nos países europeus, e posteriormente, estendeu-se às colônias, tanto ao longo dos séculos XVI e XVII quanto a partir do século XVIII, com a chamada fase imperialista. De acordo com os níveis de desenvolvimento, os países podem ser agrupados em dois grandes gru- pos: países desenvolvidos e subdesenvolvidos. Países Desenvolvidos São países na sua maioria presentes no Hemis- fério Norte. (Exceção: Israel, Nova Zelândia e Aus- trália). Características principais: Os países desenvolvidos apresentam um eleva- do índice de qualidade de vida, marcado por fatores como: Alta expectativa de vida. Baixas taxas de natalidade e mortalidade in- fantil. Elevado índice de alfabetização. Condições favoráveis de saúde e higiene; Desenvolvimento tecnológico e científico, responsável por um constante aumento das condições social e econômica; Presença marcante na parte política, eco- nômica e militar, determinando um alto grau de influência nos países periféricos e inserindo suas visões nos ditames mundiais; São todos países urbanos; Indústria desenvolvida, baseado, sobretudo, na industrialização de ponta; Agricultura moderna (mecanizada, subsí- dio, produção em larga escala, pequena mão-de-obra empregada e bastante qualifi- cada); Desenvolvido sistema de transporte e meios de comunicação. Existem diferentes níveis de desenvolvimento dentro desse conjunto de países: Países Centrais: G7 (Estados Unidos, Ja- pão, Alemanha, França, Itália, Reino Unido e Canadá) mais Rússia. Outros países desenvolvidos: Portugal, Es- panha, Bélgica… Países Subdesenvolvidos Apresentam-se como o maior número de paí- ses no mundo, a maioria dos países estão localizados no Hemisfério Sul. Características gerais: Baixos índices de qualidade de vida, ex- pressos por: Alto índice de mortalidade infantil; Alto índice de natalidade; Baixos índices de escolaridade; Baixas condições de saúde; Péssima distribuição de renda. Dependência econômica em relação a paí- ses desenvolvidos, característica que se manifesta, sobretudo, através de: Considerável dívida externa para com os governos e principalmente bancos estrangeiros; Forte influência de empresas estran- geiras, chamadas transnacionais, que controlam grande parte das ativida- des econômicas dos países subde- senvolvidos; Baixo nível tecnológico e científico; Industrialização tardia; Grandes desigualdades sociais e econômi- cas (tanto externas quanto internas); Desorganização urbana, crescimento exage- rado das cidades, que, na sua maioria, são cercadas por “ilhas de pobreza”; Grandes diferenciações regionais dentro do país. Exemplo: Nordeste e Sul do Brasil. Existem diferentes níveis de subdesenvolvi- mento: Periferia privilegiada: Brasil, México, China, Chile. Periferia intermediária: América do Sul, Ásia. Periferia periférica: África, América Central. 10. LEITURA COMPLEMENTAR No capitalismo também existe crise. O período subseqüente à crise de 1929 (crise da bolsa de valores de Nova York), conhecido tam- bém como depressão dos anos 30, obrigou os países capitalistas a repensarem suas políticas econômicas. Como a superprodução havia sido a principal causa da crise de 1929, os países industrializados tomaram medidas básicas para cortar o mal pela raiz. Uma de- las foi a participação mais efetiva do Estado no pla- nejamento global da produção, tendo em vista a adequação entre a quantidade de mercadorias e o ta- manho do mercado. A outra medida apoiou-se na ne- cessidade de uma melhor distribuição da renda, com o objetivo de ampliar o mercado de consumo. Os EUA conseguiram contornar os efeitos da crise e num prazo mais curto de tempo. Com a cria- ção de um amplo programa de obras públicas, o go-
  • 5. Editora Exato 5 verno Roosevelt conseguiu aos poucos minimizar o desemprego alarmante e equilibrar a economia. O New Deal, como ficou conhecido o progra- ma implantado por Roosevelt, baseado no teórico Keynes. Para Keynes, o papel do Estado não deveria limitar-se a regular as questões de ordem socioeco- nômica e política. O Estado devia ser um planejador que daria as bases e fixava metas, estimulando assim os vários setores da economia, de acordo com as ne- cessidades do momento. Keynes não acreditava na força cega do mercado, pois a crise de 1929 tinha provado o contrário. Havia com isso a necessidade de uma rápida reestruturação de todo o sistema capitalis- ta, porque o que estava em jogo não era apenas a e- conomia dos países mais a sustentação de um regime econômico global que poderia ser suplantado por ou- tro. Elian Alabi, O Homem no Espaço Global, pg 29 com adaptações. ESTUDO DIRIGIDO 1 À medida que avança a globalização da econo- mia internacional, o mundo se torna cada vez mais competitivo, demonstrando o interesse das potências no enriquecimento e a exploração am- pla sobre os países periféricos. Com base no sis- tema capitalista e suas características gerais, responda as características abaixo: a) Explique o que vem a ser mobilidade social. b) Determine o que vem ser livre iniciativa e dê exemplos. 2 A primeira grande fase do sistema capitalista foi o capitalismo comercial, que se desenvolveu nos séculos XVI e XVII. Essa fase foi marcada geopoliticamente (estratégia espacial) pelo Pacto Colonial e o Mercantilismo. Explique como ocorria o Pacto Colonial e quais foram as regiões beneficiadas e prejudicadas por esse acordo. 3 Destaque três características das fases dos sistemas capitalistas solicitados abaixo: Capitalismo Comercial Capitalismo Industrial Capitalismo Financeiro 4 Explique como surgiu o sistema socialista. 5 Faça uma análise das causas que determinaram que o sistema socialista não fosse amplamente produtivo. EXERCÍCIOS 1 Sobre o sistema capitalista, analise as questões abaixo, destacando a alternativa incorreta: a) A propriedade pertence ao Estado. b) Só existe um partido- monopartidarismo. c) Só existe uma classe social, onde todos ga- nham em média os mesmos salários. d) Fechado para a participação política, ou seja, ninguém possui o direito a votar. e) Visa ao lucro e a propriedade é privada, per- tence a uma pessoa ou grupo de pessoas. 2 Sobre o socialismo, destaque a opção correta: a) Visa à acumulação de dinheiro, ao lucro. b) Possui forte mobilidade social, ou seja, o pobre possui a chance de se tornar rico e o rico de se tornar pobre. c) Existem vários partidos políticos. d) Política fechada baseada no monopartidarismo. e) Sistema político presente em todos os países do mundo. 3 Qual dos países abaixo ainda é considerado um país socialista? a) União Soviética. b) Cuba. c) Rússia. d) Estados Unidos. e) Japão. 4 Sobre as causas da crise do sistema socialista e o seu fim como bloco político, social e econômico na esfera mundial, analise as questões abaixo e insira C (certas) e E (erradas). 1111 Um dos fatores que ajudou na crise foi o gran- de gasto com armas de destruição em massa, como as armas nucleares. 2222 O socialismo ainda é um sistema poderoso, tanto que a maioria dos países ainda é socialis- ta. 3333 No socialismo real, não havia diferenças soci- ais e econômicas, com isso se vivia em uma sociedade perfeita. 4444 O maior líder do sistema socialista foi a União Soviética, país que não existe mais. 5555 Hoje existem poucos países que vivem sob o sistema socialista, como é caso de Cuba e da Coréia do Norte. 5 Em relação aos sistemas econômicos, socialismo e capitalismo, não é correto afirmar: a) O sistema capitalista está sempre voltado para a venda e a compra de serviços e produtos, isto é, para o mercado.
  • 6. Editora Exato 6 b) Países como os Estados Unidos e o Brasil pos- suem uma economia socialista. c) O princípio básico do sistema capitalista é a compra e venda, buscando o lucro. d) Nunca houve a instalação de governos socialis- tas. e) A falta de participação política e a escassez de investimento no setor armamentista foram al- gumas das causas da desintegração da União Soviética. GABARITO Estudo Dirigido 1 (A) Mobilidade Social: é a possibilidade de um indivíduo mudar de classe social e econômica, ou se- ja, a possibilidade do pobre ficar rico e do rico ficar pobre. (B) Livre Iniciativa: é um mecanismo de mer- cado que determina que boas idéias, pode gerar no- vos produtos, novas formas de investimento, novas tecnologias, gerando a possibilidade de modernização e ganho econômico. 2 O Pacto colonial era marcado pela política do mercantilismo, na qual o papel da metrópole era explorar os recursos da Colônia, e essa servia ex- clusivamente para ser explorada. O continente europeu se beneficiou e áreas da América, África e Ásia foram exploradas. 3 Capitalismo Comercial Mercantilismo: desenvolvimento de fluxo marítimo, aperfeiçoando a relação de explo- ração metrópole-Colônia. Metalismo: busca de metais preciosos nas novas colônias para abastecer o mercado fi- nanceiro mundial, aumentando o fluxo de capital no mercado. Desenvolvimento de um mercado mundial e internacional, ou seja, diferentes partes do mundo tornaram-se fornecedoras e consu- midoras de mercadorias. Essa característica explica a presença do sentido de globaliza- ção já nesse período, o homem realizou tro- cas comerciais e culturais, além de poder configurar toda a unidade geográfica do planeta. Capitalismo Industrial: A invenção e aprimoramento de máquinas a vapor, baseadas no carvão e posteriormente no petróleo. Essas máquinas possibilitaram um aumento substancial na quantidade da produção em um tempo mais rápido. Maior especialização na produção, possibi- litando um melhor aproveitamento do tra- balhador. Esse modelo era o Taylorismo. Produção em série —indústrias de grande porte-aliada à concentração industrial– For- dismo. Capitalismo financeiro Desenvolvimento da tecnologia e da ciên- cia, formando verdadeiros tecnopólos - cen- tros industriais ligados a centros de estudo e pesquisa. Formação de grandes conglomerados finan- ceiros e industrias. (Exemplo: Nestlé, Coca- Cola, Fiat…). Maior dependência dos países pobres, au- mento do endividamento externo, baseado na política do neocolonialismo. 4 No século XIX, as idéias de cunho socialista ga- nharam impulso com as análises de dois grandes pensadores, Karl Marx e Friedrick Engels, os quais, a partir de um intenso estudo do capitalis- mo, propuseram as bases do sistema socialista. O socialismo só foi implantado como sistema na prática, no ano de 1917, com a Revolução Russa (bolcheviques), na qual foi criada a União das Repúblicas Socialistas soviéticas, implementando o socialismo real. A União Soviética tinha como símbolo em sua bandeira a foice e o martelo, que simbolizavam os trabalhadores, a foice caracteri- za os trabalhadores do campo, enquanto o marte- lo simbolizava os trabalhadores da cidade. A ligação na mesma bandeira determinava a impor- tância dos dois setores no desenvolvimento do país. 5 Estagnação científica e tecnológica. Endividamento do Estado (arcava sozinho com os custos). Corrupção. Falta de liberdade política. Exercícios 1 E 2 D 3 B
  • 7. Editora Exato 7 4 C, E, E, C, C 5 C