SlideShare uma empresa Scribd logo
“Nem herói, nem culpado. Professor tem deNem herói, nem culpado. Professor tem de
ser valorizado! Ter bons educadores e
educadoras é direito da sociedade e dever doeducadoras é direito da sociedade e dever do
Estado”
A CNTE CONVOCA TODOS OS TRABALHADORES DA EDUCAÇÃO E A
SOCIEDADE PARA A 14ª SEMANA NACIONAL EM DEFESA E PROMOÇÃO DA
EDUCAÇÃO PÚBLICA, QUE SERÁ REALIZADA ENTRE 23 E 25 DE ABRIL. ALÉM
DA GREVE NACIONAL, O FOCO É A VALORIZAÇÃO DOS PROFISSIONAIS EM
EDUCAÇÃO.
ENTENDA COMO A LEI 213/2011 DESMONTA
A CARREIRA DO PROFESSOR
A lei representa a destruição do sonho e dasA lei representa a destruição do sonho e das
expectativas dos professores e professoras por uma
condição salarial dignacondição salarial digna
A lei é inconstitucional pois contraria e desrespeita oA lei é inconstitucional, pois contraria e desrespeita o
que determina a Lei 11738/2008, que institui o Piso
Salarial Profissional Nacional (PSPN) do Magistério,( ) g
sancionada pelo presidente Lula em 2008. Por
compreender que não se pode abrir mão da carreira
ú i d M i té i Públi SINTESE t é dúnica do Magistério Público, o SINTESE, através da
Confederação Nacional dos Trabalhadores em
Educação (CNTE) deu entrada numa Ação Direta deEducação (CNTE), deu entrada numa Ação Direta de
Inconstitucionalidade no Supremo Tribunal Federal
(STF) apontando as diversas irregularidades da Lei
213/2011.
Com a criação do “Quadro permanente em extinção”, a
lei 213/2011 exclui o Nível I dos demais níveis da carreira
do magistério. A questão central é que o Nível I é o inicio
da carreira dos profissionais do magistério, nos termos do
artigo 62 da Lei 9394/96 (LDB) e da tabela vencimental doartigo 62 da Lei 9394/96 (LDB) e da tabela vencimental do
Plano de Carreira e Remuneração (Lei Complementar
61/2001). O STF, em todos os seus julgamentos,) , j g ,
definiu que o valor do Piso Salarial Nacional do
Magistério de Educação Básica é o vencimento inicial
da carreira para todos os professores e professoras.
PROJEÇÃO DATABELAVENCIMENTAL DO MAGISTÉRIO ESTADUAL,
RESPEITANDORESPEITANDO A LEI 11.738/2008 E O PCRM (NÃOTEM VALOR OFICIAL*)
QUADRO PERMANENTEQUADRO PERMANENTE
NÍVEIS
CLASSES I (Nível Médio)
II (Nível
Superior)
III (pós-
graduação)
IV (mestrado) V (doutorado)
VENCIMENTO VENCIMENTO VENCIMENTO VENCIMENTO VENCIMENTO
A R$ 1.567,00 R$ 2.193,80 R$ 2.350,50 R$ 2.538,54 R$ 3.134,00
B R$ 1.582,67 R$ 2.215,74 R$ 2.374,01 R$ 2.563,93 R$ 3.165,34
C R$ 1.598,50 R$ 2.237,90 R$ 2.397,75 R$ 2.589,56 R$ 3.196,99
D R$ 1.614,48 R$ 2.260,27 R$ 2.421,72 R$ 2.615,46 R$ 3.228,96
E R$ 1.630,63 R$ 2.282,88 R$ 2.445,94 R$ 2.641,61 R$ 3.261,25
F R$ 1.646,93 R$ 2.305,71 R$ 2.470,40 R$ 2.668,03 R$ 3.293,87
G R$ 1.663,40 R$ 2.328,76 R$ 2.495,10 R$ 2.694,71 R$ 3.326,80
H R$ 1.680,04 R$ 2.352,05 R$ 2.520,05 R$ 2.721,66 R$ 3.360,07
I R$ 1.696,84 R$ 2.375,57 R$ 2.545,25 R$ 2.748,88 R$ 3.393,67
J R$ 1.713,80 R$ 2.399,33 R$ 2.570,71 R$ 2.776,36 R$ 3.427,61
* A tabela salarial acima é apenas um exercício de cálculo para que se compreender como deve ser aplicada a
lei do Piso e do Plano de Carreira e Remuneração do Magistério Estadual caso o Governo de Sergipe estivesse
cumprindo a legislação vigente. Base de cálculo: TABELA AGOSTO 2011 + 22,22% (REAJUSTE DO PISO
PARA 2012) + 7,97% (REAJUSTE DO PISO PARA 2013).
SITUAÇÃO ATUALSITUAÇÃO ATUAL:TABELAVENCIMENTAL DO MAGISTÉRIO
ESTADUAL DE SERGIPE (APROVADA EM AGOSTO DE 2011*)
QUADRO PERMANENTEQUADRO PERMANENTE
NÍVEIS
II (Ní l III ( ó
CLASSES
(Nível Médio em extinção)
II (Nível
Superior)
III (pós-
graduação)
IV (mestrado) V (doutorado)
VENCIMENT
O
PERDAS NO
VENCIMENT VENCIMENTO
VENCIMENT VENCIMENT VENCIMENT
O
ACHATADO
VENCIMENT
O
VENCIMENTO
O O O
A R$ 1.567,00 R$ - R$ 1.661,80 R$ 1.780,50 R$ 1.922,94 R$ 2.374,00
B R$ 1.567,00 - R$ 15,67 R$ 1.678,42 R$ 1.798,31 R$ 1.942,17 R$ 2.397,74
C R$ 1.567,00 - R$ 31,50 R$ 1.695,20 R$ 1.816,29 R$ 1.961,59 R$ 2.421,72
D R$ 1.567,00 - R$ 47,48 R$ 1.712,15 R$ 1.834,45 R$ 1.981,21 R$ 2.445,93,
E R$ 1.567,00 - R$ 63,63 R$ 1.729,28 R$ 1.852,80 R$ 2.001,02 R$ 2.470,39
F R$ 1.567,00 - R$ 79,93 R$ 1.746,57 R$ 1.871,32 R$ 2.021,03 R$ 2.495,10
G R$ 1.567,00 - R$ 96,40 R$ 1.764,03 R$ 1.890,04 R$ 2.041,24 R$ 2.520,05
H R$ 1.567,00 - R$ 113,04 R$ 1.781,67 R$ 1.908,94 R$ 2.061,65 R$ 2.545,25
I R$ 1.567,00 -R$ 129,84 R$ 1.799,49 R$ 1.928,03 R$ 2.082,27 R$ 2.570,70I $ , $ , $ , $ , $ , $ ,
J R$ 1.567,00 - R$ 146,80 R$ 1.817,49 R$ 1.947,31 R$ 2.103,09 R$ 2.596,41
QUADRO SUPLEMENTARQUADRO SUPLEMENTAR
SITUAÇÃO ATUALSITUAÇÃO ATUAL: TABELA VENCIMENTAL DO MAGISTÉRIO
ESTADUAL DE SERGIPE (APROVADA EM AGOSTO DE 2011*)
QUADRO SUPLEMENTARQUADRO SUPLEMENTAR
NÍVEIS
1S (Leigo)
2S (curso normal com
di i l)
3S (Licenciatura Curta)
CLASSES
( g )
adicional)
( )
VENCIMENTO
ACHATADO
PERDAS NO
VENCIMENTO
VENCIMENTO
ACHATADO
PERDAS NO
VENCIMENTO
VENCIMENTO
ACHATADO
PERDAS NO
VENCIMENTO
A R$1.567,00 R$0,00 R$1.567,00 - R$ 39,18 R$1.567,00
- R$ 156,70
B R$1.567,00 - R$15,67 R$1.567,00 - R$ 55,24 R$1.567,00
- R$ 173,94
C R$1.567,00 - R$31,50 R$1.567,00 - R$ 71,46 R$1.567,00
- R$ 191,35
D R$1 567 00 R$47 48 R$1 567 00 R$ 87 84 R$1 567 00D R$1.567,00 - R$47,48 R$1.567,00 - R$ 87,84 R$1.567,00
- R$ 208,93
E R$1.567,00 - R$63,63 R$1.567,00 - R$ 104,39 R$1.567,00
- R$ 226,69
F R$1 567 00 - R$79 93 R$1 567 00 - R$ 121 11 R$1 567 00F R$1.567,00 - R$79,93 R$1.567,00 - R$ 121,11 R$1.567,00
- R$ 244,63
G R$1.567,00 - R$96,40 R$1.567,00 - R$ 137,99 R$1.567,00
- R$ 262,74
H R$1.567,00 - R$113,04 R$1.567,00 - R$ 155,04 R$1.567,00
- R$ 281,04$ ,
I R$1.567,00 - R$129,84 R$1.567,00 - R$ 172,26 R$1.567,00
- R$ 299,52
J R$1.567,00 - R$146,80 R$1.567,00 - R$ 189,65 R$1.567,00
- R$ 318,19
QUADRO PERMANENTE
PROJEÇÃO DE TABELA VENCIMENTAL DO MAGISTÉRIO ESTADUAL APLICANDO
A INCONSTITUCIONAL LEI 213/2011 (NÃO TEM VALOR OFICIAL**)
QUADRO PERMANENTE
CLASSES
NÍVEIS
(Nível Médio em
EXTINÇÃO)
I (Nível Superior) II (pós-graduação) III (mestrado) IV (doutorado)
Ç )
Divisão
Vencimento Vencimento Vencimento Vencimento Vencimento
A
R$ 1.567,00 R$ 1.873,18 R$ 2.006,97 R$ 2.167,53 R$ 2.675,96
da
carreira
do
B
R$ 1.582,67 R$ 1.891,91 R$ 2.027,04 R$ 2.189,21 R$ 2.702,72
C
R$ 1.598,50 R$ 1.910,83 R$ 2.047,31 R$ 2.211,10 R$ 2.729,75
do
Ma
gis
D
R$ 1.614,48 R$ 1.929,94 R$ 2.067,78 R$ 2.233,21 R$ 2.757,04
E
R$ 1.630,63 R$ 1.949,24 R$ 2.088,46 R$ 2.255,54 R$ 2.784,61
F gis
Té
rio
F
R$ 1.646,93 R$ 1.968,73 R$ 2.109,35 R$ 2.278,10 R$ 2.812,46
G
R$ 1.663,40 R$ 1.988,42 R$ 2.130,44 R$ 2.300,88 R$ 2.840,59
H
R$ 1 680 04 R$ 2 008 30 R$ 2 151 74 R$ 2 323 89 R$ 2 868 99R$ 1.680,04 R$ 2.008,30 R$ 2.151,74 R$ 2.323,89 R$ 2.868,99
I
R$ 1.696,84 R$ 2.028,38 R$ 2.173,26 R$ 2.347,12 R$ 2.897,68
J
R$ 1.713,80 R$ 2.048,67 R$ 2.194,99 R$ 2.370,60 R$ 2.926,66$ , $ , $ , $ , $ ,
EM 2012 o Governo de Sergipe enviou para a Assembleia Legislativa o Projeto de Lei revisando em apenas 6,5% (REVISÃO CALCULADA PELO IPCA/IBGE correspondente ao período de 01/01/2011 A
31/12/2011) para os níveis superior / licenciatura plena, pós-graduação, mestrado e doutorado. Nesse exercício, para efeito de compreensão, aplicamos o IPCA/IBGE DE 5,84% acumulado do
período 01/01/2012 a 31/12/2012. Os professores e professoras, reunidos em assembleia geral do SINTESE, rejeitaram por unanimidade, diversas vezes, essa fórmula de
cálculo desrespeitando a LEI DO PISO SALARIAL PROFISSIONAL NACIONAL.
VALORES DAS FOLHAS DO FUNDEBVALORES DAS FOLHAS DO FUNDEB
PUBLICADAS PELA SEED E PELA SEFAZ SÃOPUBLICADAS PELA SEED E PELA SEFAZ SÃOPUBLICADAS PELA SEED E PELA SEFAZ SÃOPUBLICADAS PELA SEED E PELA SEFAZ SÃO
DIVERGENTESDIVERGENTES
FOLHAS DO FUNDEB FOLHAS DO FUNDEB DIFERENÇA DE VALORES
ANO
FOLHAS DO FUNDEB
PUBLICADAS PELA SEFAZ
NOS RELATÓRIOS DE
EXECUÇÃO
FOLHAS DO FUNDEB
PUBLICADAS PELA SEED
NO ANEXO III.
DIFERENÇA DE VALORES
ENTRE AS FOLHAS DO
FUNDEB PUBLICADAS
PELA SEFAZ E PELA SEED
2012
EXECUÇÃO
ORÇAMENTÁRIA.
PELA SEFAZ E PELA SEED.
Janeiro e Fevereiro 85.534.360,57 80.436.430,73 5.097.929,84
Março e Abril 89.326.753,83 85.050.268,18 4.276.485,65
Maio e Junho 85.141.640,87 93.084.493,46 -7.942.852,59Maio e Junho 85.141.640,87 93.084.493,46 7.942.852,59
Julho e Agosto 68.187.619,70 70.260.566,33 -2.072.946,63
Setembro e
Outubro
66.388.703,42 68.281.691,97 -1.892.988,55
Outubro
Novembro e
Dezembro
67.880.382,04 85.678.130,43 -17.797.748,39
VALORES DAS FOLHAS DO FUNDEBVALORES DAS FOLHAS DO FUNDEB
PUBLICADAS PELA SECRETARIA DEPUBLICADAS PELA SECRETARIA DE
R$
PUBLICADAS PELA SECRETARIA DEPUBLICADAS PELA SECRETARIA DE
EDUCAÇÃOEDUCAÇÃO SÃO DIVERGENTESSÃO DIVERGENTES
ANO 2012
FOLHAS DO FUNDEB
PUBLICADAS
NO ANEXO III
TOTAL BRUTO DA FOLHAS DO
FUNDEB ANALÍTICAS ENTREGUE
EM REUNIÃO DO CONSELHO.
DIFERENÇA
Janeiro 36.602.635,65 51.826.431,57 -15.223.795,92
Fevereiro 43.833.795,08 46.288.505,42 -2.454.710,34
Março 40.902.916,28 43.452.127,55 -2.549.211,27ç , , ,
Abril 44.147.351,90 45.969.060,05 -1.821.708,15
Maio 51.455.452,80 45.780.528,57 5.674.924,23
Junho 41.629.040,66 46.185.606,49 -4.556.565,83Junho 41.629.040,66 46.185.606,49 4.556.565,83
Julho 28.141.066,08 46.915.847,65 -18.774.781,57
Agosto 42.119.500,25 47.967.317,61 -5.847.817,36
Setembro 32 375 058 39 42 358 672 00 -9 983 613 61Setembro 32.375.058,39 42.358.672,00 -9.983.613,61
Outubro 35.906.633,58 41.851.975,90 -5.945.342,32
Novembro 44.478.098,89 39.564.138,86 4.913.960,03
Dezembro 41 200 031 54 74 763 786 50 33 563 754 96Dezembro 41.200.031,54 74.763.786,50 -33.563.754,96
RECEITAS SEED/SERGIPERECEITAS SEED/SERGIPE
RELATÓRIO DE EXECUÇÃORELATÓRIO DE EXECUÇÃO
ORÇAMENTÁRIAORÇAMENTÁRIA
MÉDIA MENSAL 2012 X 2013MÉDIA MENSAL 2012 X 2013MÉDIA MENSAL 2012 X 2013MÉDIA MENSAL 2012 X 2013
RECEITAS DA SEED
MÉDIA MENSAL
2012
MÉDIA MENSAL
2013
EVOLUÇÃO
%2012 2013
RECEITA DO
FUNDEB
41.300.581,61 R$ 50.351.458,85 21,91%FUNDEB
,
RECEITA DA MDE 24.801.869,04 R$ 27.330.918,77 10,20%$ , 10,20%
REPASSE DO FNDE
4.083.451,75 R$ 12.036.568,39 194,76%(JANEIRO A ABRIL)
, R$ 12.036.568,39 194,76%
MANCHETES ESTAMPAM A VIOLÊNCIA NAS ESCOLAS
MANCHETES ESTAMPAM A VIOLÊNCIA NAS ESCOLAS
MANCHETES ESTAMPAM A VIOLÊNCIA NAS ESCOLAS
MANCHETES ESTAMPAM A VIOLÊNCIA NAS ESCOLAS
ESTRUTURA FÍSICA PRECÁRIA DAS ESCOLAS DE SERGIPE
ESCOLA ESTADUAL LOUREIROTAVARES - PORTO DA FOLHA
ESTRUTURA FÍSICA PRECÁRIA DAS ESCOLAS DE SERGIPE
ESCOLA ESTADUAL MARIA AUGUSTA CARVALHO RIBEIRO-
LAGARTOLAGARTO
PROJETO PARA A EDUCAÇÃO PÚBLICAPROJETO PARA A EDUCAÇÃO PÚBLICA
DE SERGIPEDE SERGIPE
O que é o Projeto Escola Democrática e PopularO que é o Projeto Escola Democrática e Popular
É uma alternativa político pedagógica ao desmonte da educaçãoÉ uma alternativa político-pedagógica ao desmonte da educação
pública viabilizado pela ofensiva neoliberal e pela ausência de formulações
de políticas educacionais.p
Expressa os anseios da sociedade por uma educação pública de
qualidade identificada com as necessidades e interesses de amplos
setores da população sergipana.
É a proposta dos educadores sergipanos para elevar a qualidade da
educação no estado, tendo como referência a construção da
emancipação humana.
Princípios que orientam a Escola Democrática e
PopularPopular
A defesa da EMANCIPAÇÃO humana para uma sociedade livre,
igualitária e fraterna;igualitária e fraterna;
O alinhamento da EDUCAÇÃO e das demais práticas sociais comoO alinhamento da EDUCAÇÃO e das demais práticas sociais como
práticas sociais emancipadoras;
A ESCOLA PÚBLICA deve ser apropriada por toda a sociedade para se
tornar o centro de formação científica, filosófica, artística e política de crianças,
jovens e adultos à luz da emancipação humana, preparando-os para se tornaremj p ç , p p p
dirigentes do processo histórico;
O TRABALHO EDUCATIVO em suas múltiplas dimensões precisa serO TRABALHO EDUCATIVO em suas múltiplas dimensões precisa ser
valorizado em sua finalidade e especificidade para assegurar a sólida formação
humana;
A PARTICIPAÇÃO efetiva de toda comunidade escolar.
Eixos temáticos que orientam o projetoEixos temáticos que orientam o projeto
Para traduzir esses princípios em referências concretas, o
d li it QUATRO EIXOS TEMÁTICOS i ã ddelimitou-se QUATRO EIXOS TEMÁTICOS para organização do
presente projeto.
1º Formação Humana
2º Gestão Democrática
3º Trabalho Docente3º Trabalho Docente
4º Políticas Estruturantes4 Políticas Estruturantes
Eixos temáticos que orientam o projeto
1º Formação Humana
Ultrapassar a unilateralidade, a fragmentação e o dualismo e se
inspira na busca ampla e desafiadora da emancipação humana.
Princípios Gerais da educação para a emancipação humana
1 - Promover a autonomia intelectual e política dos estudantes da Escola pública;1 Promover a autonomia intelectual e política dos estudantes da Escola pública;
2 - Valorizar a liberdade de expressão humana, fortalecendo a cultura popular em diálogo
com o conhecimento científico, filosófico e artístico produzido pela humanidade;
3 - Desenvolver a solidariedade e a identidade dos trabalhadores;
4 - Assegurar o respeito a diversidade humana;g p ;
5 - Promover a construção da coletividade em contraposição ao individualismo.
Eixos temáticos que orientam o projetoq p j
2º Gestão Democrática
RomperRomper comcom oo autoritarismoautoritarismo ee aa hierarquizaçãohierarquização dasdas tomadastomadas
dede decisões,decisões, atravésatravés dada estruturaçãoestruturação dede sólidossólidos sistemassistemas dede educaçãoeducação
queque tenhamtenham comocomo princípiosprincípios geraisgerais aa democracia,democracia, aa representatividaderepresentatividade
ee aa autonomiaautonomia..
Os sistemas de Educação devem valorizar os/as
t b lh d / d d ã t é d á i didtrabalhadores/as da educação através de várias medidas:
a)a)CCarreirasarreiras estruturadasestruturadas
b)b)CumprimentoCumprimento dodo planoplano dede trabalhotrabalhob)b)CumprimentoCumprimento dodo planoplano dede trabalhotrabalho
c)c)CumprimentoCumprimento dodo pisopiso nacionalnacional ee quadroquadro remuneratórioremuneratório dede carreiracarreira
d)d)CondiçãoCondição dede trabalhotrabalho
e)e)PoliticaPolitica dede formaforma continuadacontinuada
Os Sistemas de Educação estarão submetidos aos mecanismos
de acompanhamento e controle social de caráter popular.
Eixos temáticos que orientam o projetoq p j
3º Trabalho Docente3º Trabalho Docente
Eixos temáticos que orientam o projetoq p j
4º Políticas Estruturantes4º Políticas Estruturantes

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Caricatura
CaricaturaCaricatura
Caricatura
bloginformatica
 
Musicas cifradas nivel_2 vol 1
Musicas cifradas nivel_2 vol 1Musicas cifradas nivel_2 vol 1
Musicas cifradas nivel_2 vol 1
Nome Sobrenome
 
Portaria n 80 chamada publica programa segundo tempo
Portaria n 80 chamada publica programa segundo tempoPortaria n 80 chamada publica programa segundo tempo
Portaria n 80 chamada publica programa segundo tempo
Carlos França
 
Qué es la dislexia
Qué es la dislexiaQué es la dislexia
Qué es la dislexia
griscrs
 
Informática educativa
Informática educativaInformática educativa
Informática educativa
Melquis91
 
Sumas restas
Sumas restasSumas restas
Sumas restas
MarleneGarcia11
 
Temas
TemasTemas
Desafios e perspectivas para TV Conectada
Desafios e perspectivas para TV ConectadaDesafios e perspectivas para TV Conectada
Desafios e perspectivas para TV Conectada
Aécio Costa
 
Que es el blog
Que es el blogQue es el blog
Que es el blog
CCDECRIS
 
Proyecto pizarra digital (2)
Proyecto pizarra digital (2)Proyecto pizarra digital (2)
Proyecto pizarra digital (2)
uleilense20
 
Trabajo final tics carmen beatriz aguirre
Trabajo final tics   carmen beatriz aguirreTrabajo final tics   carmen beatriz aguirre
Trabajo final tics carmen beatriz aguirre
beatrizaguirrecarmen
 
Sica
SicaSica
Cuadro comparativo
Cuadro comparativoCuadro comparativo
Cuadro comparativo
santiagoriae
 
Misión & Visión
Misión & VisiónMisión & Visión
Misión & Visión
adrmazomu
 
Diapositivas ...
Diapositivas ...Diapositivas ...
Diapositivas ...
Camilo Sepulveda
 
Publikmente - SMS Solutions Mexico
Publikmente - SMS Solutions MexicoPublikmente - SMS Solutions Mexico
Publikmente - SMS Solutions Mexico
Kirwan Eduardo Farfan
 
Virus informaticos e historia de las microcomputadoras
Virus informaticos e historia de las microcomputadorasVirus informaticos e historia de las microcomputadoras
Virus informaticos e historia de las microcomputadoras
DeilyMartinez
 
Derechos del trabajador. Encuentro de saberes 7 grado
Derechos del trabajador. Encuentro de saberes 7 gradoDerechos del trabajador. Encuentro de saberes 7 grado
Derechos del trabajador. Encuentro de saberes 7 grado
Adri49
 
Hiperac tecs reed
Hiperac tecs reedHiperac tecs reed
Hiperac tecs reed
griscrs
 
Tarea 2. Búsqueda bibliografica
Tarea 2. Búsqueda bibliograficaTarea 2. Búsqueda bibliografica
Tarea 2. Búsqueda bibliografica
msinmor
 

Destaque (20)

Caricatura
CaricaturaCaricatura
Caricatura
 
Musicas cifradas nivel_2 vol 1
Musicas cifradas nivel_2 vol 1Musicas cifradas nivel_2 vol 1
Musicas cifradas nivel_2 vol 1
 
Portaria n 80 chamada publica programa segundo tempo
Portaria n 80 chamada publica programa segundo tempoPortaria n 80 chamada publica programa segundo tempo
Portaria n 80 chamada publica programa segundo tempo
 
Qué es la dislexia
Qué es la dislexiaQué es la dislexia
Qué es la dislexia
 
Informática educativa
Informática educativaInformática educativa
Informática educativa
 
Sumas restas
Sumas restasSumas restas
Sumas restas
 
Temas
TemasTemas
Temas
 
Desafios e perspectivas para TV Conectada
Desafios e perspectivas para TV ConectadaDesafios e perspectivas para TV Conectada
Desafios e perspectivas para TV Conectada
 
Que es el blog
Que es el blogQue es el blog
Que es el blog
 
Proyecto pizarra digital (2)
Proyecto pizarra digital (2)Proyecto pizarra digital (2)
Proyecto pizarra digital (2)
 
Trabajo final tics carmen beatriz aguirre
Trabajo final tics   carmen beatriz aguirreTrabajo final tics   carmen beatriz aguirre
Trabajo final tics carmen beatriz aguirre
 
Sica
SicaSica
Sica
 
Cuadro comparativo
Cuadro comparativoCuadro comparativo
Cuadro comparativo
 
Misión & Visión
Misión & VisiónMisión & Visión
Misión & Visión
 
Diapositivas ...
Diapositivas ...Diapositivas ...
Diapositivas ...
 
Publikmente - SMS Solutions Mexico
Publikmente - SMS Solutions MexicoPublikmente - SMS Solutions Mexico
Publikmente - SMS Solutions Mexico
 
Virus informaticos e historia de las microcomputadoras
Virus informaticos e historia de las microcomputadorasVirus informaticos e historia de las microcomputadoras
Virus informaticos e historia de las microcomputadoras
 
Derechos del trabajador. Encuentro de saberes 7 grado
Derechos del trabajador. Encuentro de saberes 7 gradoDerechos del trabajador. Encuentro de saberes 7 grado
Derechos del trabajador. Encuentro de saberes 7 grado
 
Hiperac tecs reed
Hiperac tecs reedHiperac tecs reed
Hiperac tecs reed
 
Tarea 2. Búsqueda bibliografica
Tarea 2. Búsqueda bibliograficaTarea 2. Búsqueda bibliografica
Tarea 2. Búsqueda bibliografica
 

Semelhante a Presidente do Sintese avalia política estadual de educação na Alese

O GOVERNO PODE P
O GOVERNO PODE PO GOVERNO PODE P
O GOVERNO PODE P
Sintese Sergipe
 
RemuneraçãO Do Defensor PúBlico De Minas Gerais
RemuneraçãO Do Defensor PúBlico De Minas GeraisRemuneraçãO Do Defensor PúBlico De Minas Gerais
RemuneraçãO Do Defensor PúBlico De Minas Gerais
adep.minas
 
POLÍTICA OFICIAL DE EMPOBRECIMENTO DO MAGISTÉRIO ESTADUAL
POLÍTICA OFICIAL DE EMPOBRECIMENTO DO MAGISTÉRIO ESTADUALPOLÍTICA OFICIAL DE EMPOBRECIMENTO DO MAGISTÉRIO ESTADUAL
POLÍTICA OFICIAL DE EMPOBRECIMENTO DO MAGISTÉRIO ESTADUAL
DIEGOCOLIVEIRA
 
Análise servidores prefeitura ilhéus
Análise servidores prefeitura ilhéusAnálise servidores prefeitura ilhéus
Análise servidores prefeitura ilhéus
Roberto Rabat Chame
 
Análise servidores Prefeitura Ilhéus
Análise servidores Prefeitura IlhéusAnálise servidores Prefeitura Ilhéus
Análise servidores Prefeitura Ilhéus
Guy Valerio Barros dos Santos
 
Presidenta do SINTESE apresenta realidade da educação pública estadual na ALESE
Presidenta do SINTESE apresenta realidade da educação pública estadual na ALESEPresidenta do SINTESE apresenta realidade da educação pública estadual na ALESE
Presidenta do SINTESE apresenta realidade da educação pública estadual na ALESE
DIEGOCOLIVEIRA
 
Planilha de vendas condomínio das palmeiras 12
Planilha de vendas condomínio das palmeiras 12Planilha de vendas condomínio das palmeiras 12
Planilha de vendas condomínio das palmeiras 12
fabioladaiane
 
Apresentação – Programação fiscal 2017-2018 (15/08/2017)
Apresentação – Programação fiscal 2017-2018 (15/08/2017)Apresentação – Programação fiscal 2017-2018 (15/08/2017)
Apresentação – Programação fiscal 2017-2018 (15/08/2017)
Ministério da Economia
 
Brasil de merda
Brasil de merdaBrasil de merda
Brasil de merda
Del Barco Cesar Julio
 
Programa Terra Boa - Secretaria de Estado da Agricultura
Programa Terra Boa - Secretaria de Estado da AgriculturaPrograma Terra Boa - Secretaria de Estado da Agricultura
Programa Terra Boa - Secretaria de Estado da Agricultura
Governo de Santa Catarina
 
Cópia de ranking das principais carreiras do gdf.docx[1]
Cópia de ranking das principais carreiras do gdf.docx[1]Cópia de ranking das principais carreiras do gdf.docx[1]
Cópia de ranking das principais carreiras do gdf.docx[1]
Rede Democrática PMDF
 
Respostas Mankiw - Capítulo 24 (superior)
Respostas Mankiw - Capítulo 24 (superior)Respostas Mankiw - Capítulo 24 (superior)
Respostas Mankiw - Capítulo 24 (superior)
Luciano Pires
 
Análise do Edital TRE-RJ 2017
Análise do Edital TRE-RJ 2017Análise do Edital TRE-RJ 2017
Análise do Edital TRE-RJ 2017
Estratégia Concursos
 
Jornal da Cidade - Bauru: Dados Commodities 23/01/2016
Jornal da Cidade - Bauru: Dados Commodities 23/01/2016Jornal da Cidade - Bauru: Dados Commodities 23/01/2016
Jornal da Cidade - Bauru: Dados Commodities 23/01/2016
Agricultura Sao Paulo
 
08 secretaria de desenvolvimento urbano
08 secretaria de desenvolvimento urbano08 secretaria de desenvolvimento urbano
08 secretaria de desenvolvimento urbano
Edinho Silva
 
PCCTAE SINASEFE.ppt
PCCTAE SINASEFE.pptPCCTAE SINASEFE.ppt
PCCTAE SINASEFE.ppt
fabianoev
 
Tabela de reajuste graticações PMDF
Tabela de reajuste graticações PMDFTabela de reajuste graticações PMDF
Tabela de reajuste graticações PMDF
Rede Democrática PMDF
 
Diagnóstico educacional e financeiro da Rede Estadual de Ensino
Diagnóstico educacional e financeiro da Rede Estadual de EnsinoDiagnóstico educacional e financeiro da Rede Estadual de Ensino
Diagnóstico educacional e financeiro da Rede Estadual de Ensino
Sintese Sergipe
 
7. assessoria financeira
7. assessoria financeira7. assessoria financeira
7. assessoria financeira
Cephalópodes Moluscárius
 
Apresentação 5.ºcones pol. remuneratoria2013
Apresentação 5.ºcones pol. remuneratoria2013Apresentação 5.ºcones pol. remuneratoria2013
Apresentação 5.ºcones pol. remuneratoria2013
Magno Borges
 

Semelhante a Presidente do Sintese avalia política estadual de educação na Alese (20)

O GOVERNO PODE P
O GOVERNO PODE PO GOVERNO PODE P
O GOVERNO PODE P
 
RemuneraçãO Do Defensor PúBlico De Minas Gerais
RemuneraçãO Do Defensor PúBlico De Minas GeraisRemuneraçãO Do Defensor PúBlico De Minas Gerais
RemuneraçãO Do Defensor PúBlico De Minas Gerais
 
POLÍTICA OFICIAL DE EMPOBRECIMENTO DO MAGISTÉRIO ESTADUAL
POLÍTICA OFICIAL DE EMPOBRECIMENTO DO MAGISTÉRIO ESTADUALPOLÍTICA OFICIAL DE EMPOBRECIMENTO DO MAGISTÉRIO ESTADUAL
POLÍTICA OFICIAL DE EMPOBRECIMENTO DO MAGISTÉRIO ESTADUAL
 
Análise servidores prefeitura ilhéus
Análise servidores prefeitura ilhéusAnálise servidores prefeitura ilhéus
Análise servidores prefeitura ilhéus
 
Análise servidores Prefeitura Ilhéus
Análise servidores Prefeitura IlhéusAnálise servidores Prefeitura Ilhéus
Análise servidores Prefeitura Ilhéus
 
Presidenta do SINTESE apresenta realidade da educação pública estadual na ALESE
Presidenta do SINTESE apresenta realidade da educação pública estadual na ALESEPresidenta do SINTESE apresenta realidade da educação pública estadual na ALESE
Presidenta do SINTESE apresenta realidade da educação pública estadual na ALESE
 
Planilha de vendas condomínio das palmeiras 12
Planilha de vendas condomínio das palmeiras 12Planilha de vendas condomínio das palmeiras 12
Planilha de vendas condomínio das palmeiras 12
 
Apresentação – Programação fiscal 2017-2018 (15/08/2017)
Apresentação – Programação fiscal 2017-2018 (15/08/2017)Apresentação – Programação fiscal 2017-2018 (15/08/2017)
Apresentação – Programação fiscal 2017-2018 (15/08/2017)
 
Brasil de merda
Brasil de merdaBrasil de merda
Brasil de merda
 
Programa Terra Boa - Secretaria de Estado da Agricultura
Programa Terra Boa - Secretaria de Estado da AgriculturaPrograma Terra Boa - Secretaria de Estado da Agricultura
Programa Terra Boa - Secretaria de Estado da Agricultura
 
Cópia de ranking das principais carreiras do gdf.docx[1]
Cópia de ranking das principais carreiras do gdf.docx[1]Cópia de ranking das principais carreiras do gdf.docx[1]
Cópia de ranking das principais carreiras do gdf.docx[1]
 
Respostas Mankiw - Capítulo 24 (superior)
Respostas Mankiw - Capítulo 24 (superior)Respostas Mankiw - Capítulo 24 (superior)
Respostas Mankiw - Capítulo 24 (superior)
 
Análise do Edital TRE-RJ 2017
Análise do Edital TRE-RJ 2017Análise do Edital TRE-RJ 2017
Análise do Edital TRE-RJ 2017
 
Jornal da Cidade - Bauru: Dados Commodities 23/01/2016
Jornal da Cidade - Bauru: Dados Commodities 23/01/2016Jornal da Cidade - Bauru: Dados Commodities 23/01/2016
Jornal da Cidade - Bauru: Dados Commodities 23/01/2016
 
08 secretaria de desenvolvimento urbano
08 secretaria de desenvolvimento urbano08 secretaria de desenvolvimento urbano
08 secretaria de desenvolvimento urbano
 
PCCTAE SINASEFE.ppt
PCCTAE SINASEFE.pptPCCTAE SINASEFE.ppt
PCCTAE SINASEFE.ppt
 
Tabela de reajuste graticações PMDF
Tabela de reajuste graticações PMDFTabela de reajuste graticações PMDF
Tabela de reajuste graticações PMDF
 
Diagnóstico educacional e financeiro da Rede Estadual de Ensino
Diagnóstico educacional e financeiro da Rede Estadual de EnsinoDiagnóstico educacional e financeiro da Rede Estadual de Ensino
Diagnóstico educacional e financeiro da Rede Estadual de Ensino
 
7. assessoria financeira
7. assessoria financeira7. assessoria financeira
7. assessoria financeira
 
Apresentação 5.ºcones pol. remuneratoria2013
Apresentação 5.ºcones pol. remuneratoria2013Apresentação 5.ºcones pol. remuneratoria2013
Apresentação 5.ºcones pol. remuneratoria2013
 

Mais de Sintese Sergipe

Denúncia: Estado de Sergipe poderia ter economizado mais de R$3 milhões na co...
Denúncia: Estado de Sergipe poderia ter economizado mais de R$3 milhões na co...Denúncia: Estado de Sergipe poderia ter economizado mais de R$3 milhões na co...
Denúncia: Estado de Sergipe poderia ter economizado mais de R$3 milhões na co...
Sintese Sergipe
 
Coletiva de imprensa: a realidade da educação pública estadual em Sergipe
Coletiva de imprensa: a realidade da educação pública estadual em SergipeColetiva de imprensa: a realidade da educação pública estadual em Sergipe
Coletiva de imprensa: a realidade da educação pública estadual em Sergipe
Sintese Sergipe
 
Cae vale do cotinguiba
Cae  vale do cotinguibaCae  vale do cotinguiba
Cae vale do cotinguiba
Sintese Sergipe
 
XV CONGRESSO DO SINTESE - Apresentação
XV CONGRESSO DO SINTESE - ApresentaçãoXV CONGRESSO DO SINTESE - Apresentação
XV CONGRESSO DO SINTESE - Apresentação
Sintese Sergipe
 
Situação da alimentação escolar em 8 escolas da rede estadual de Sergipe
Situação da alimentação escolar em 8 escolas da rede estadual de Sergipe Situação da alimentação escolar em 8 escolas da rede estadual de Sergipe
Situação da alimentação escolar em 8 escolas da rede estadual de Sergipe
Sintese Sergipe
 
Dados Sócio Educacionais Salgado Sergipe
Dados Sócio Educacionais Salgado SergipeDados Sócio Educacionais Salgado Sergipe
Dados Sócio Educacionais Salgado Sergipe
Sintese Sergipe
 
DOE 14 maio 2014 pag 02
DOE 14 maio 2014 pag 02DOE 14 maio 2014 pag 02
DOE 14 maio 2014 pag 02
Sintese Sergipe
 
Tabela salarial do magistério estadual de Sergipe mai/14
Tabela salarial do magistério estadual de Sergipe mai/14Tabela salarial do magistério estadual de Sergipe mai/14
Tabela salarial do magistério estadual de Sergipe mai/14
Sintese Sergipe
 
Queda de Matrícula Região Centro Sul de Sergipe - 1999-2013
Queda de Matrícula Região Centro Sul de Sergipe - 1999-2013Queda de Matrícula Região Centro Sul de Sergipe - 1999-2013
Queda de Matrícula Região Centro Sul de Sergipe - 1999-2013
Sintese Sergipe
 
Sergipe no Mais Cultura nas Escolas
Sergipe no Mais Cultura nas EscolasSergipe no Mais Cultura nas Escolas
Sergipe no Mais Cultura nas Escolas
Sintese Sergipe
 
Coletiva nota prova final 2013
Coletiva nota prova final 2013Coletiva nota prova final 2013
Coletiva nota prova final 2013
Sintese Sergipe
 
Confira a Programação Completa da XI CONFERÊNCIA
Confira a Programação Completa da XI CONFERÊNCIAConfira a Programação Completa da XI CONFERÊNCIA
Confira a Programação Completa da XI CONFERÊNCIA
Sintese Sergipe
 
Agamenon Sobral confirma que a irmã que assinou documento com papel timbrado ...
Agamenon Sobral confirma que a irmã que assinou documento com papel timbrado ...Agamenon Sobral confirma que a irmã que assinou documento com papel timbrado ...
Agamenon Sobral confirma que a irmã que assinou documento com papel timbrado ...
Sintese Sergipe
 
Princípios que orientam o Projeto "A escola democrática e popular"
Princípios que orientam o Projeto "A escola democrática e popular"Princípios que orientam o Projeto "A escola democrática e popular"
Princípios que orientam o Projeto "A escola democrática e popular"
Sintese Sergipe
 
O que é o Projeto "A ESCOLA DEMOCRÁTICA E POPULAR"
O que é o Projeto "A ESCOLA DEMOCRÁTICA E POPULAR"O que é o Projeto "A ESCOLA DEMOCRÁTICA E POPULAR"
O que é o Projeto "A ESCOLA DEMOCRÁTICA E POPULAR"
Sintese Sergipe
 
Apresentação conjuntura 4º congresso do fetrafesc 6.12.12
Apresentação conjuntura 4º congresso do fetrafesc   6.12.12Apresentação conjuntura 4º congresso do fetrafesc   6.12.12
Apresentação conjuntura 4º congresso do fetrafesc 6.12.12
Sintese Sergipe
 
Congresso edep 10_11_2012
Congresso edep 10_11_2012Congresso edep 10_11_2012
Congresso edep 10_11_2012Sintese Sergipe
 
Orientações gerais - XIV CONGRESSO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO
Orientações gerais  - XIV CONGRESSO ESTADUAL DE EDUCAÇÃOOrientações gerais  - XIV CONGRESSO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO
Orientações gerais - XIV CONGRESSO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO
Sintese Sergipe
 
Retrato das Escolas Públicas Municipais de Neópolis
Retrato das Escolas Públicas Municipais de NeópolisRetrato das Escolas Públicas Municipais de Neópolis
Retrato das Escolas Públicas Municipais de Neópolis
Sintese Sergipe
 
Proposta resolução de impasse
Proposta resolução de impasseProposta resolução de impasse
Proposta resolução de impasse
Sintese Sergipe
 

Mais de Sintese Sergipe (20)

Denúncia: Estado de Sergipe poderia ter economizado mais de R$3 milhões na co...
Denúncia: Estado de Sergipe poderia ter economizado mais de R$3 milhões na co...Denúncia: Estado de Sergipe poderia ter economizado mais de R$3 milhões na co...
Denúncia: Estado de Sergipe poderia ter economizado mais de R$3 milhões na co...
 
Coletiva de imprensa: a realidade da educação pública estadual em Sergipe
Coletiva de imprensa: a realidade da educação pública estadual em SergipeColetiva de imprensa: a realidade da educação pública estadual em Sergipe
Coletiva de imprensa: a realidade da educação pública estadual em Sergipe
 
Cae vale do cotinguiba
Cae  vale do cotinguibaCae  vale do cotinguiba
Cae vale do cotinguiba
 
XV CONGRESSO DO SINTESE - Apresentação
XV CONGRESSO DO SINTESE - ApresentaçãoXV CONGRESSO DO SINTESE - Apresentação
XV CONGRESSO DO SINTESE - Apresentação
 
Situação da alimentação escolar em 8 escolas da rede estadual de Sergipe
Situação da alimentação escolar em 8 escolas da rede estadual de Sergipe Situação da alimentação escolar em 8 escolas da rede estadual de Sergipe
Situação da alimentação escolar em 8 escolas da rede estadual de Sergipe
 
Dados Sócio Educacionais Salgado Sergipe
Dados Sócio Educacionais Salgado SergipeDados Sócio Educacionais Salgado Sergipe
Dados Sócio Educacionais Salgado Sergipe
 
DOE 14 maio 2014 pag 02
DOE 14 maio 2014 pag 02DOE 14 maio 2014 pag 02
DOE 14 maio 2014 pag 02
 
Tabela salarial do magistério estadual de Sergipe mai/14
Tabela salarial do magistério estadual de Sergipe mai/14Tabela salarial do magistério estadual de Sergipe mai/14
Tabela salarial do magistério estadual de Sergipe mai/14
 
Queda de Matrícula Região Centro Sul de Sergipe - 1999-2013
Queda de Matrícula Região Centro Sul de Sergipe - 1999-2013Queda de Matrícula Região Centro Sul de Sergipe - 1999-2013
Queda de Matrícula Região Centro Sul de Sergipe - 1999-2013
 
Sergipe no Mais Cultura nas Escolas
Sergipe no Mais Cultura nas EscolasSergipe no Mais Cultura nas Escolas
Sergipe no Mais Cultura nas Escolas
 
Coletiva nota prova final 2013
Coletiva nota prova final 2013Coletiva nota prova final 2013
Coletiva nota prova final 2013
 
Confira a Programação Completa da XI CONFERÊNCIA
Confira a Programação Completa da XI CONFERÊNCIAConfira a Programação Completa da XI CONFERÊNCIA
Confira a Programação Completa da XI CONFERÊNCIA
 
Agamenon Sobral confirma que a irmã que assinou documento com papel timbrado ...
Agamenon Sobral confirma que a irmã que assinou documento com papel timbrado ...Agamenon Sobral confirma que a irmã que assinou documento com papel timbrado ...
Agamenon Sobral confirma que a irmã que assinou documento com papel timbrado ...
 
Princípios que orientam o Projeto "A escola democrática e popular"
Princípios que orientam o Projeto "A escola democrática e popular"Princípios que orientam o Projeto "A escola democrática e popular"
Princípios que orientam o Projeto "A escola democrática e popular"
 
O que é o Projeto "A ESCOLA DEMOCRÁTICA E POPULAR"
O que é o Projeto "A ESCOLA DEMOCRÁTICA E POPULAR"O que é o Projeto "A ESCOLA DEMOCRÁTICA E POPULAR"
O que é o Projeto "A ESCOLA DEMOCRÁTICA E POPULAR"
 
Apresentação conjuntura 4º congresso do fetrafesc 6.12.12
Apresentação conjuntura 4º congresso do fetrafesc   6.12.12Apresentação conjuntura 4º congresso do fetrafesc   6.12.12
Apresentação conjuntura 4º congresso do fetrafesc 6.12.12
 
Congresso edep 10_11_2012
Congresso edep 10_11_2012Congresso edep 10_11_2012
Congresso edep 10_11_2012
 
Orientações gerais - XIV CONGRESSO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO
Orientações gerais  - XIV CONGRESSO ESTADUAL DE EDUCAÇÃOOrientações gerais  - XIV CONGRESSO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO
Orientações gerais - XIV CONGRESSO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO
 
Retrato das Escolas Públicas Municipais de Neópolis
Retrato das Escolas Públicas Municipais de NeópolisRetrato das Escolas Públicas Municipais de Neópolis
Retrato das Escolas Públicas Municipais de Neópolis
 
Proposta resolução de impasse
Proposta resolução de impasseProposta resolução de impasse
Proposta resolução de impasse
 

Presidente do Sintese avalia política estadual de educação na Alese

  • 1. “Nem herói, nem culpado. Professor tem deNem herói, nem culpado. Professor tem de ser valorizado! Ter bons educadores e educadoras é direito da sociedade e dever doeducadoras é direito da sociedade e dever do Estado”
  • 2. A CNTE CONVOCA TODOS OS TRABALHADORES DA EDUCAÇÃO E A SOCIEDADE PARA A 14ª SEMANA NACIONAL EM DEFESA E PROMOÇÃO DA EDUCAÇÃO PÚBLICA, QUE SERÁ REALIZADA ENTRE 23 E 25 DE ABRIL. ALÉM DA GREVE NACIONAL, O FOCO É A VALORIZAÇÃO DOS PROFISSIONAIS EM EDUCAÇÃO.
  • 3. ENTENDA COMO A LEI 213/2011 DESMONTA A CARREIRA DO PROFESSOR A lei representa a destruição do sonho e dasA lei representa a destruição do sonho e das expectativas dos professores e professoras por uma condição salarial dignacondição salarial digna
  • 4. A lei é inconstitucional pois contraria e desrespeita oA lei é inconstitucional, pois contraria e desrespeita o que determina a Lei 11738/2008, que institui o Piso Salarial Profissional Nacional (PSPN) do Magistério,( ) g sancionada pelo presidente Lula em 2008. Por compreender que não se pode abrir mão da carreira ú i d M i té i Públi SINTESE t é dúnica do Magistério Público, o SINTESE, através da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) deu entrada numa Ação Direta deEducação (CNTE), deu entrada numa Ação Direta de Inconstitucionalidade no Supremo Tribunal Federal (STF) apontando as diversas irregularidades da Lei 213/2011.
  • 5. Com a criação do “Quadro permanente em extinção”, a lei 213/2011 exclui o Nível I dos demais níveis da carreira do magistério. A questão central é que o Nível I é o inicio da carreira dos profissionais do magistério, nos termos do artigo 62 da Lei 9394/96 (LDB) e da tabela vencimental doartigo 62 da Lei 9394/96 (LDB) e da tabela vencimental do Plano de Carreira e Remuneração (Lei Complementar 61/2001). O STF, em todos os seus julgamentos,) , j g , definiu que o valor do Piso Salarial Nacional do Magistério de Educação Básica é o vencimento inicial da carreira para todos os professores e professoras.
  • 6. PROJEÇÃO DATABELAVENCIMENTAL DO MAGISTÉRIO ESTADUAL, RESPEITANDORESPEITANDO A LEI 11.738/2008 E O PCRM (NÃOTEM VALOR OFICIAL*) QUADRO PERMANENTEQUADRO PERMANENTE NÍVEIS CLASSES I (Nível Médio) II (Nível Superior) III (pós- graduação) IV (mestrado) V (doutorado) VENCIMENTO VENCIMENTO VENCIMENTO VENCIMENTO VENCIMENTO A R$ 1.567,00 R$ 2.193,80 R$ 2.350,50 R$ 2.538,54 R$ 3.134,00 B R$ 1.582,67 R$ 2.215,74 R$ 2.374,01 R$ 2.563,93 R$ 3.165,34 C R$ 1.598,50 R$ 2.237,90 R$ 2.397,75 R$ 2.589,56 R$ 3.196,99 D R$ 1.614,48 R$ 2.260,27 R$ 2.421,72 R$ 2.615,46 R$ 3.228,96 E R$ 1.630,63 R$ 2.282,88 R$ 2.445,94 R$ 2.641,61 R$ 3.261,25 F R$ 1.646,93 R$ 2.305,71 R$ 2.470,40 R$ 2.668,03 R$ 3.293,87 G R$ 1.663,40 R$ 2.328,76 R$ 2.495,10 R$ 2.694,71 R$ 3.326,80 H R$ 1.680,04 R$ 2.352,05 R$ 2.520,05 R$ 2.721,66 R$ 3.360,07 I R$ 1.696,84 R$ 2.375,57 R$ 2.545,25 R$ 2.748,88 R$ 3.393,67 J R$ 1.713,80 R$ 2.399,33 R$ 2.570,71 R$ 2.776,36 R$ 3.427,61 * A tabela salarial acima é apenas um exercício de cálculo para que se compreender como deve ser aplicada a lei do Piso e do Plano de Carreira e Remuneração do Magistério Estadual caso o Governo de Sergipe estivesse cumprindo a legislação vigente. Base de cálculo: TABELA AGOSTO 2011 + 22,22% (REAJUSTE DO PISO PARA 2012) + 7,97% (REAJUSTE DO PISO PARA 2013).
  • 7. SITUAÇÃO ATUALSITUAÇÃO ATUAL:TABELAVENCIMENTAL DO MAGISTÉRIO ESTADUAL DE SERGIPE (APROVADA EM AGOSTO DE 2011*) QUADRO PERMANENTEQUADRO PERMANENTE NÍVEIS II (Ní l III ( ó CLASSES (Nível Médio em extinção) II (Nível Superior) III (pós- graduação) IV (mestrado) V (doutorado) VENCIMENT O PERDAS NO VENCIMENT VENCIMENTO VENCIMENT VENCIMENT VENCIMENT O ACHATADO VENCIMENT O VENCIMENTO O O O A R$ 1.567,00 R$ - R$ 1.661,80 R$ 1.780,50 R$ 1.922,94 R$ 2.374,00 B R$ 1.567,00 - R$ 15,67 R$ 1.678,42 R$ 1.798,31 R$ 1.942,17 R$ 2.397,74 C R$ 1.567,00 - R$ 31,50 R$ 1.695,20 R$ 1.816,29 R$ 1.961,59 R$ 2.421,72 D R$ 1.567,00 - R$ 47,48 R$ 1.712,15 R$ 1.834,45 R$ 1.981,21 R$ 2.445,93, E R$ 1.567,00 - R$ 63,63 R$ 1.729,28 R$ 1.852,80 R$ 2.001,02 R$ 2.470,39 F R$ 1.567,00 - R$ 79,93 R$ 1.746,57 R$ 1.871,32 R$ 2.021,03 R$ 2.495,10 G R$ 1.567,00 - R$ 96,40 R$ 1.764,03 R$ 1.890,04 R$ 2.041,24 R$ 2.520,05 H R$ 1.567,00 - R$ 113,04 R$ 1.781,67 R$ 1.908,94 R$ 2.061,65 R$ 2.545,25 I R$ 1.567,00 -R$ 129,84 R$ 1.799,49 R$ 1.928,03 R$ 2.082,27 R$ 2.570,70I $ , $ , $ , $ , $ , $ , J R$ 1.567,00 - R$ 146,80 R$ 1.817,49 R$ 1.947,31 R$ 2.103,09 R$ 2.596,41
  • 8. QUADRO SUPLEMENTARQUADRO SUPLEMENTAR SITUAÇÃO ATUALSITUAÇÃO ATUAL: TABELA VENCIMENTAL DO MAGISTÉRIO ESTADUAL DE SERGIPE (APROVADA EM AGOSTO DE 2011*) QUADRO SUPLEMENTARQUADRO SUPLEMENTAR NÍVEIS 1S (Leigo) 2S (curso normal com di i l) 3S (Licenciatura Curta) CLASSES ( g ) adicional) ( ) VENCIMENTO ACHATADO PERDAS NO VENCIMENTO VENCIMENTO ACHATADO PERDAS NO VENCIMENTO VENCIMENTO ACHATADO PERDAS NO VENCIMENTO A R$1.567,00 R$0,00 R$1.567,00 - R$ 39,18 R$1.567,00 - R$ 156,70 B R$1.567,00 - R$15,67 R$1.567,00 - R$ 55,24 R$1.567,00 - R$ 173,94 C R$1.567,00 - R$31,50 R$1.567,00 - R$ 71,46 R$1.567,00 - R$ 191,35 D R$1 567 00 R$47 48 R$1 567 00 R$ 87 84 R$1 567 00D R$1.567,00 - R$47,48 R$1.567,00 - R$ 87,84 R$1.567,00 - R$ 208,93 E R$1.567,00 - R$63,63 R$1.567,00 - R$ 104,39 R$1.567,00 - R$ 226,69 F R$1 567 00 - R$79 93 R$1 567 00 - R$ 121 11 R$1 567 00F R$1.567,00 - R$79,93 R$1.567,00 - R$ 121,11 R$1.567,00 - R$ 244,63 G R$1.567,00 - R$96,40 R$1.567,00 - R$ 137,99 R$1.567,00 - R$ 262,74 H R$1.567,00 - R$113,04 R$1.567,00 - R$ 155,04 R$1.567,00 - R$ 281,04$ , I R$1.567,00 - R$129,84 R$1.567,00 - R$ 172,26 R$1.567,00 - R$ 299,52 J R$1.567,00 - R$146,80 R$1.567,00 - R$ 189,65 R$1.567,00 - R$ 318,19
  • 9. QUADRO PERMANENTE PROJEÇÃO DE TABELA VENCIMENTAL DO MAGISTÉRIO ESTADUAL APLICANDO A INCONSTITUCIONAL LEI 213/2011 (NÃO TEM VALOR OFICIAL**) QUADRO PERMANENTE CLASSES NÍVEIS (Nível Médio em EXTINÇÃO) I (Nível Superior) II (pós-graduação) III (mestrado) IV (doutorado) Ç ) Divisão Vencimento Vencimento Vencimento Vencimento Vencimento A R$ 1.567,00 R$ 1.873,18 R$ 2.006,97 R$ 2.167,53 R$ 2.675,96 da carreira do B R$ 1.582,67 R$ 1.891,91 R$ 2.027,04 R$ 2.189,21 R$ 2.702,72 C R$ 1.598,50 R$ 1.910,83 R$ 2.047,31 R$ 2.211,10 R$ 2.729,75 do Ma gis D R$ 1.614,48 R$ 1.929,94 R$ 2.067,78 R$ 2.233,21 R$ 2.757,04 E R$ 1.630,63 R$ 1.949,24 R$ 2.088,46 R$ 2.255,54 R$ 2.784,61 F gis Té rio F R$ 1.646,93 R$ 1.968,73 R$ 2.109,35 R$ 2.278,10 R$ 2.812,46 G R$ 1.663,40 R$ 1.988,42 R$ 2.130,44 R$ 2.300,88 R$ 2.840,59 H R$ 1 680 04 R$ 2 008 30 R$ 2 151 74 R$ 2 323 89 R$ 2 868 99R$ 1.680,04 R$ 2.008,30 R$ 2.151,74 R$ 2.323,89 R$ 2.868,99 I R$ 1.696,84 R$ 2.028,38 R$ 2.173,26 R$ 2.347,12 R$ 2.897,68 J R$ 1.713,80 R$ 2.048,67 R$ 2.194,99 R$ 2.370,60 R$ 2.926,66$ , $ , $ , $ , $ , EM 2012 o Governo de Sergipe enviou para a Assembleia Legislativa o Projeto de Lei revisando em apenas 6,5% (REVISÃO CALCULADA PELO IPCA/IBGE correspondente ao período de 01/01/2011 A 31/12/2011) para os níveis superior / licenciatura plena, pós-graduação, mestrado e doutorado. Nesse exercício, para efeito de compreensão, aplicamos o IPCA/IBGE DE 5,84% acumulado do período 01/01/2012 a 31/12/2012. Os professores e professoras, reunidos em assembleia geral do SINTESE, rejeitaram por unanimidade, diversas vezes, essa fórmula de cálculo desrespeitando a LEI DO PISO SALARIAL PROFISSIONAL NACIONAL.
  • 10. VALORES DAS FOLHAS DO FUNDEBVALORES DAS FOLHAS DO FUNDEB PUBLICADAS PELA SEED E PELA SEFAZ SÃOPUBLICADAS PELA SEED E PELA SEFAZ SÃOPUBLICADAS PELA SEED E PELA SEFAZ SÃOPUBLICADAS PELA SEED E PELA SEFAZ SÃO DIVERGENTESDIVERGENTES FOLHAS DO FUNDEB FOLHAS DO FUNDEB DIFERENÇA DE VALORES ANO FOLHAS DO FUNDEB PUBLICADAS PELA SEFAZ NOS RELATÓRIOS DE EXECUÇÃO FOLHAS DO FUNDEB PUBLICADAS PELA SEED NO ANEXO III. DIFERENÇA DE VALORES ENTRE AS FOLHAS DO FUNDEB PUBLICADAS PELA SEFAZ E PELA SEED 2012 EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA. PELA SEFAZ E PELA SEED. Janeiro e Fevereiro 85.534.360,57 80.436.430,73 5.097.929,84 Março e Abril 89.326.753,83 85.050.268,18 4.276.485,65 Maio e Junho 85.141.640,87 93.084.493,46 -7.942.852,59Maio e Junho 85.141.640,87 93.084.493,46 7.942.852,59 Julho e Agosto 68.187.619,70 70.260.566,33 -2.072.946,63 Setembro e Outubro 66.388.703,42 68.281.691,97 -1.892.988,55 Outubro Novembro e Dezembro 67.880.382,04 85.678.130,43 -17.797.748,39
  • 11. VALORES DAS FOLHAS DO FUNDEBVALORES DAS FOLHAS DO FUNDEB PUBLICADAS PELA SECRETARIA DEPUBLICADAS PELA SECRETARIA DE R$ PUBLICADAS PELA SECRETARIA DEPUBLICADAS PELA SECRETARIA DE EDUCAÇÃOEDUCAÇÃO SÃO DIVERGENTESSÃO DIVERGENTES ANO 2012 FOLHAS DO FUNDEB PUBLICADAS NO ANEXO III TOTAL BRUTO DA FOLHAS DO FUNDEB ANALÍTICAS ENTREGUE EM REUNIÃO DO CONSELHO. DIFERENÇA Janeiro 36.602.635,65 51.826.431,57 -15.223.795,92 Fevereiro 43.833.795,08 46.288.505,42 -2.454.710,34 Março 40.902.916,28 43.452.127,55 -2.549.211,27ç , , , Abril 44.147.351,90 45.969.060,05 -1.821.708,15 Maio 51.455.452,80 45.780.528,57 5.674.924,23 Junho 41.629.040,66 46.185.606,49 -4.556.565,83Junho 41.629.040,66 46.185.606,49 4.556.565,83 Julho 28.141.066,08 46.915.847,65 -18.774.781,57 Agosto 42.119.500,25 47.967.317,61 -5.847.817,36 Setembro 32 375 058 39 42 358 672 00 -9 983 613 61Setembro 32.375.058,39 42.358.672,00 -9.983.613,61 Outubro 35.906.633,58 41.851.975,90 -5.945.342,32 Novembro 44.478.098,89 39.564.138,86 4.913.960,03 Dezembro 41 200 031 54 74 763 786 50 33 563 754 96Dezembro 41.200.031,54 74.763.786,50 -33.563.754,96
  • 12. RECEITAS SEED/SERGIPERECEITAS SEED/SERGIPE RELATÓRIO DE EXECUÇÃORELATÓRIO DE EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIAORÇAMENTÁRIA MÉDIA MENSAL 2012 X 2013MÉDIA MENSAL 2012 X 2013MÉDIA MENSAL 2012 X 2013MÉDIA MENSAL 2012 X 2013 RECEITAS DA SEED MÉDIA MENSAL 2012 MÉDIA MENSAL 2013 EVOLUÇÃO %2012 2013 RECEITA DO FUNDEB 41.300.581,61 R$ 50.351.458,85 21,91%FUNDEB , RECEITA DA MDE 24.801.869,04 R$ 27.330.918,77 10,20%$ , 10,20% REPASSE DO FNDE 4.083.451,75 R$ 12.036.568,39 194,76%(JANEIRO A ABRIL) , R$ 12.036.568,39 194,76%
  • 13. MANCHETES ESTAMPAM A VIOLÊNCIA NAS ESCOLAS
  • 14. MANCHETES ESTAMPAM A VIOLÊNCIA NAS ESCOLAS
  • 15. MANCHETES ESTAMPAM A VIOLÊNCIA NAS ESCOLAS
  • 16. MANCHETES ESTAMPAM A VIOLÊNCIA NAS ESCOLAS
  • 17. ESTRUTURA FÍSICA PRECÁRIA DAS ESCOLAS DE SERGIPE ESCOLA ESTADUAL LOUREIROTAVARES - PORTO DA FOLHA
  • 18. ESTRUTURA FÍSICA PRECÁRIA DAS ESCOLAS DE SERGIPE ESCOLA ESTADUAL MARIA AUGUSTA CARVALHO RIBEIRO- LAGARTOLAGARTO
  • 19. PROJETO PARA A EDUCAÇÃO PÚBLICAPROJETO PARA A EDUCAÇÃO PÚBLICA DE SERGIPEDE SERGIPE
  • 20. O que é o Projeto Escola Democrática e PopularO que é o Projeto Escola Democrática e Popular É uma alternativa político pedagógica ao desmonte da educaçãoÉ uma alternativa político-pedagógica ao desmonte da educação pública viabilizado pela ofensiva neoliberal e pela ausência de formulações de políticas educacionais.p Expressa os anseios da sociedade por uma educação pública de qualidade identificada com as necessidades e interesses de amplos setores da população sergipana. É a proposta dos educadores sergipanos para elevar a qualidade da educação no estado, tendo como referência a construção da emancipação humana.
  • 21. Princípios que orientam a Escola Democrática e PopularPopular A defesa da EMANCIPAÇÃO humana para uma sociedade livre, igualitária e fraterna;igualitária e fraterna; O alinhamento da EDUCAÇÃO e das demais práticas sociais comoO alinhamento da EDUCAÇÃO e das demais práticas sociais como práticas sociais emancipadoras; A ESCOLA PÚBLICA deve ser apropriada por toda a sociedade para se tornar o centro de formação científica, filosófica, artística e política de crianças, jovens e adultos à luz da emancipação humana, preparando-os para se tornaremj p ç , p p p dirigentes do processo histórico; O TRABALHO EDUCATIVO em suas múltiplas dimensões precisa serO TRABALHO EDUCATIVO em suas múltiplas dimensões precisa ser valorizado em sua finalidade e especificidade para assegurar a sólida formação humana; A PARTICIPAÇÃO efetiva de toda comunidade escolar.
  • 22. Eixos temáticos que orientam o projetoEixos temáticos que orientam o projeto Para traduzir esses princípios em referências concretas, o d li it QUATRO EIXOS TEMÁTICOS i ã ddelimitou-se QUATRO EIXOS TEMÁTICOS para organização do presente projeto. 1º Formação Humana 2º Gestão Democrática 3º Trabalho Docente3º Trabalho Docente 4º Políticas Estruturantes4 Políticas Estruturantes
  • 23. Eixos temáticos que orientam o projeto 1º Formação Humana Ultrapassar a unilateralidade, a fragmentação e o dualismo e se inspira na busca ampla e desafiadora da emancipação humana. Princípios Gerais da educação para a emancipação humana 1 - Promover a autonomia intelectual e política dos estudantes da Escola pública;1 Promover a autonomia intelectual e política dos estudantes da Escola pública; 2 - Valorizar a liberdade de expressão humana, fortalecendo a cultura popular em diálogo com o conhecimento científico, filosófico e artístico produzido pela humanidade; 3 - Desenvolver a solidariedade e a identidade dos trabalhadores; 4 - Assegurar o respeito a diversidade humana;g p ; 5 - Promover a construção da coletividade em contraposição ao individualismo.
  • 24. Eixos temáticos que orientam o projetoq p j 2º Gestão Democrática RomperRomper comcom oo autoritarismoautoritarismo ee aa hierarquizaçãohierarquização dasdas tomadastomadas dede decisões,decisões, atravésatravés dada estruturaçãoestruturação dede sólidossólidos sistemassistemas dede educaçãoeducação queque tenhamtenham comocomo princípiosprincípios geraisgerais aa democracia,democracia, aa representatividaderepresentatividade ee aa autonomiaautonomia.. Os sistemas de Educação devem valorizar os/as t b lh d / d d ã t é d á i didtrabalhadores/as da educação através de várias medidas: a)a)CCarreirasarreiras estruturadasestruturadas b)b)CumprimentoCumprimento dodo planoplano dede trabalhotrabalhob)b)CumprimentoCumprimento dodo planoplano dede trabalhotrabalho c)c)CumprimentoCumprimento dodo pisopiso nacionalnacional ee quadroquadro remuneratórioremuneratório dede carreiracarreira d)d)CondiçãoCondição dede trabalhotrabalho e)e)PoliticaPolitica dede formaforma continuadacontinuada Os Sistemas de Educação estarão submetidos aos mecanismos de acompanhamento e controle social de caráter popular.
  • 25. Eixos temáticos que orientam o projetoq p j 3º Trabalho Docente3º Trabalho Docente
  • 26. Eixos temáticos que orientam o projetoq p j 4º Políticas Estruturantes4º Políticas Estruturantes