SlideShare uma empresa Scribd logo
Administração e Integração de Operações e Qualidade
PRODUTIVIDADE
Daniel de Oliveira Gomes, Esp.
PRODUTIVIDADE
ROADMAP
DEFINIÇÃO
ÍNDICES DE
PRODUTIVIDADE
• ABSOLUTO
• RELATIVO
TAXA DE
VARIAÇÃO DA
PRODUTIVIDADE
COMO MEDIR A
PRODUÇÃO?
COMO MEDIR A
MÃO DE OBRA?
Texto Base: Capítulo 7, livro Administração
da Produção e Operações – Daniel Moreira
PRODUTIVIDADE
CONCEITOS
PRODUTIVIDADE
CONCEITOS
Missão: O que vem à sua cabeça quando falamos em
produtividade?
Word Cloud submissions
PRODUTIVIDADE
CONCEITOS
A produtividade é a eficácia com a qual o
sistema de produção utiliza determinado
insumo para produzir produtos ou prestar
serviços.
PRODUTIVIDADE
CONCEITOS
Em economia, os insumos podem ser
chamados de fatores de produção, os quais
são divididos em:
PRODUTIVIDADE
CONCEITOS
Terra
Capital
Trabalho
PRODUTIVIDADE
CONCEITOS
Terra
Quantidade Fertilidade Composição
PRODUTIVIDADE
CONCEITOS
Capital
Instalações Equipamentos Máquinas Móveis Estoques
Capital de
Giro
PRODUTIVIDADE
CONCEITOS
Mão de
Obra
Direta Indireta
PRODUTIVIDADE
CONCEITOS
Produtividade
Parcial
Medidas mais
elaboradas
Global
Total
PRODUTIVIDADE
CONCEITOS
Produtividade Parcial
É a relação da produção e um dos insumos
utilizados nos processo produtivo
• Utilizada pela dificuldade em obtenção de medidas
mais complexas
PRODUTIVIDADE
CONCEITOS
Medidas mais
elaboradas
Global
• É a relação da produção com
todos os fatores necessários
para obtê-la.
• Determinação complexa pela
necessidade de criação de
conexão entre os fatores.
Total
• É a relação da produção com os
fatores Capital e Trabalho,
combinados para obtenção de
medida única
PRODUTIVIDADE
CONCEITOS
Quais são os fatores de produção em economia?
a) Produtividade, eficácia e Mão de Obra
b) Produtividade, Capital e Mão de Obra
c) Terra, Capital e Mão de Obra
d) Instalações, Móveis e Quantidade de Terra
e) Capital, Mão de Obra Indireta e Eficácia
Multiple Choice submissions
PRODUTIVIDADE
CONCEITOS
Sobre o fator capital, é correto afirmar que:
a) Pode ter os componentes: maquinas e mão de obra
direta
b) Pode ter os componentes: máquinas, equipamentos e
capital de giro
c) Pode ter os componentes terra, instalações e
equipamentos
d) Estoques não compõem o fator capital
e) Mão de obra direta e indireta compõem o fator capital
Multiple Choice submissions
PRODUTIVIDADE
CONCEITOS
Sobre produtividade global e total, é correto afirmar:
a) Tem a mesma definição
b) Não partilham a mesma definição mas possuem
determinação simples
c) A produtividade global é complexa, ao contrário da
total
d) A produtividade total abrange os fatores capital e
trabalho
e) A produtividade global abrange todos os fatores,
embora de complexa determinação, não requerem
análise de interrelação
Multiple Choice submissions
PRODUTIVIDADE
CÁLCULO DE ÍNDICES ABSOLUTOS E RELATIVOS
Índices de
Produtividade
Absolutos Relativos
PRODUTIVIDADE
CÁLCULO DE ÍNDICES ABSOLUTOS E RELATIVOS
Índices Absolutos de
Produtividade
Unidade
de Medida
de Insumo
Unidade
de Medida
de
Produção
PRODUTIVIDADE
CÁLCULO DE ÍNDICES ABSOLUTOS E RELATIVOS
Medida de Insumo
Medida de Produção Produtividade
Chapisco em
m²
Cimento em
kg
Total de área
de chapisco
produzido por
massa de
cimento gasto
(m²/kg)
Peças usinadas
em unidades
Instalações em
m²
Total de
unidades
usinadas por
área de
instalação
fabril (um/m²)
Cabos
instalados em
metros
Equipes de
Instalação em
unidade
Total de
comprimento de
cabos instalados
por equipe de
instalação
(m/equipe)
PRODUTIVIDADE
CÁLCULO DE ÍNDICES ABSOLUTOS E RELATIVOS
Índices Relativos de
Produtividade
Período
de Tempo
Unidade
de Medida
de Insumo
Unidade
de Medida
de
Produção
PRODUTIVIDADE
CÁLCULO DE ÍNDICES ABSOLUTOS E RELATIVOS
Índices
Relativos de
Produtividade
𝐼𝑟𝑒𝑙(𝑡) =
𝐼𝑎𝑏(𝑡)
𝐼𝑎𝑏(0)
× 100, onde:
Iab(0): Índice absoluto do período inicial
Iab(t): Índice absoluto do período desejado “t”
Irel(t): Índice relativo do período “t”
PRODUTIVIDADE
CÁLCULO DE ÍNDICES ABSOLUTOS E RELATIVOS
Índices
Relativos de
Produtividade
𝐼𝑟𝑒𝑙(𝑑𝑒𝑧𝑒𝑚𝑏𝑟𝑜) =
𝐼𝑎𝑏(𝑑𝑒𝑧𝑒𝑚𝑏𝑟𝑜)
𝐼𝑎𝑏(𝑗𝑢𝑛ℎ𝑜)
× 100 → 𝐼𝑟𝑒𝑙(𝑑𝑒𝑧𝑒𝑚𝑏𝑟𝑜) =
69
60
× 100
𝐼𝑟𝑒𝑙(𝑑𝑒𝑧𝑒𝑚𝑏𝑟𝑜) = 115
Exemplo:
Sabe-se que:
Iab(junho) = 60 milheiros de tijolo/funcionário
Iab(dezembro) = 69 milheiros de tijolo/funcionário
Determinar Irel(t) = Irel(dezembro):
Solução: A produtividade cresceu 15% na
comparação dos meses de dezembro e junho.
PRODUTIVIDADE
CÁLCULO TAXA DE VARIAÇÃO DA PRODUTIVIDADE
𝑡𝑎𝑥𝑎𝑞𝑟 =
(𝐼𝑟−𝐼𝑞)
𝐼𝑞
× 100, onde:
Ir: Índice relativo ou absoluto para o período “r”
Iq: Índice relativo ou absoluto para o período “q”
r e q: períodos, sendo “r” posterior a “q”
taxaqr: taxa de variação da produtividade do período “r” em relação a “q”
PRODUTIVIDADE
CÁLCULO TAXA DE VARIAÇÃO DA PRODUTIVIDADE
𝑡𝑎𝑥𝑎𝑞𝑟 =
(𝐼𝑟 − 𝐼𝑞)
𝐼𝑞
× 100
𝑡𝑎𝑥𝑎𝑞𝑟 =
(135 − 122)
122
× 100
𝑡𝑎𝑥𝑎𝑞𝑟 =10,66%
Exemplo:
Ir = 135
Iq =122
Determinar o valor de taxaqr.
PRODUTIVIDADE
CÁLCULO TAXA DE VARIAÇÃO DA PRODUTIVIDADE
Exemplo:
Sabe-se que:
Iab(agosto/21) = 40 m² de porcelanato/profissional
Iab(setembro/21) = 60 m² de porcelanato/profissional
Determinar Irel(t) = Irel(setembro/21):
Alternativas:
a) 66,67
b) 150
c) 50
d) -33,33
e) 150%
𝐼𝑟𝑒𝑙(𝑡) =
𝐼𝑎𝑏(𝑡)
𝐼𝑎𝑏(0)
× 100
Multiple Choice submissions
PRODUTIVIDADE
CÁLCULO TAXA DE VARIAÇÃO DA PRODUTIVIDADE
Exemplo:
Sabe-se que:
Iab(agosto/21) = 40 m² de porcelanato/profissional
Iab(setembro/21) = 60 m² de porcelanato/profissional
Determinar Irel(t) = Irel(setembro/21):
Alternativas:
a) 66,67
b) 150
c) 50
d) -33,33
e) 150%
𝐼𝑟𝑒𝑙(𝑡) =
𝐼𝑎𝑏(𝑡)
𝐼𝑎𝑏(0)
× 100 →
𝐼𝑟𝑒𝑙(𝑡) =
60
40
× 100 = 150
PRODUTIVIDADE
CÁLCULO TAXA DE VARIAÇÃO DA PRODUTIVIDADE
Exemplo:
Sabendo que:
Ir = 150
Iq =160
Determinar o valor de taxaqr.
Alternativas:
a) 6,67%
b) -6,25%
c) -6,67%
d) 93,75
e) 106,67
𝑡𝑎𝑥𝑎𝑞𝑟 =
(𝐼𝑟 − 𝐼𝑞)
𝐼𝑞
× 100
Multiple Choice submissions
PRODUTIVIDADE
CÁLCULO TAXA DE VARIAÇÃO DA PRODUTIVIDADE
Exemplo:
Sabendo que:
Ir = 150
Iq =160
Determinar o valor de taxaqr.
Alternativas:
a) 6,67%
b) -6,25%
c) -6,67%
d) 93,75
e) 106,67
𝑡𝑎𝑥𝑎𝑞𝑟 =
(𝐼𝑟 − 𝐼𝑞)
𝐼𝑞
× 100 →
𝑡𝑎𝑥𝑎𝑞𝑟 =
(150−160)
160
× 100 = −6,25%
PRODUTIVIDADE
COMO MEDIR A PRODUÇÃO?
Para casos em que se tenha vários produtos ou serviços, deve-se determinar
fatores de agregação com intuito de obtenção de medida de produção
total.
Vários tipos de fatores de agregação podem ser utilizados, dentre eles:
tempo de produção, quantidade de matéria prima utilizada, preço de
fabricação ou valor de venda.
PRODUTIVIDADE
COMO MEDIR A MÃO DE OBRA?
Na apropriação da mão de obra, é preciso decidir antes de tudo qual
parcela vai compor a medida: se todos os funcionários, ou só os da
produção, etc.
É preciso decidir sobre a unidade de medida a ser utilizada: número de
funcionários, horas efetivamente trabalhadas, etc.).

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Pesquisa Bibliografica
Pesquisa BibliograficaPesquisa Bibliografica
Pesquisa Bibliografica
Leticia Strehl
 
Apresentação TCC
Apresentação TCCApresentação TCC
Apresentação TCC
Vinícius Oliveira da Costa
 
Modelo de-fichamento em word
Modelo de-fichamento em wordModelo de-fichamento em word
Modelo de-fichamento em word
Mister B
 
Treinamento Medição
Treinamento MediçãoTreinamento Medição
Treinamento Medição
Ana Fabricia Ludwig
 
Contabilidade de Custos - Conceitos Básicos
Contabilidade de Custos - Conceitos BásicosContabilidade de Custos - Conceitos Básicos
Contabilidade de Custos - Conceitos Básicos
Diego Lopes
 
Manual para elaboração de relatório técnico
Manual para elaboração de relatório técnicoManual para elaboração de relatório técnico
Manual para elaboração de relatório técnico
Jean Gadelha de Oliveira
 
Contabilidade basica
Contabilidade basicaContabilidade basica
Contabilidade basica
Dayane Dias
 
06 aula just in time e kanban
06 aula just in time e kanban06 aula just in time e kanban
06 aula just in time e kanban
Homero Alves de Lima
 
Exercícios Administração da Produção
Exercícios Administração da ProduçãoExercícios Administração da Produção
Exercícios Administração da Produção
Fernanda Paola Butarelli
 
Programa 5S
Programa 5SPrograma 5S
Aula 01Senac Contas a Pagar, Receber
Aula 01Senac Contas a Pagar, ReceberAula 01Senac Contas a Pagar, Receber
Aula 01Senac Contas a Pagar, Receber
Fabiano Moura
 
Classificacao e nomenclatura dos custos
Classificacao e nomenclatura dos custosClassificacao e nomenclatura dos custos
Classificacao e nomenclatura dos custos
zeramento contabil
 
Relatório Final de Estágio Supervisionado - Recursos Humanos
Relatório Final de Estágio Supervisionado - Recursos HumanosRelatório Final de Estágio Supervisionado - Recursos Humanos
Relatório Final de Estágio Supervisionado - Recursos Humanos
AlessandraLoureiro
 
Controle de Documentos e Registros
Controle de Documentos e RegistrosControle de Documentos e Registros
Controle de Documentos e Registros
Templum Consultoria Online
 
Canteiro de obras
Canteiro de obrasCanteiro de obras
Canteiro de obras
Alan Santos
 
Slides para Apresentação acadêmica
Slides para Apresentação acadêmicaSlides para Apresentação acadêmica
Slides para Apresentação acadêmica
RafaelBorges3
 
Livro de exercício - contabilidade introdutória
Livro de exercício   - contabilidade introdutóriaLivro de exercício   - contabilidade introdutória
Livro de exercício - contabilidade introdutória
Lylian Vieira
 
Redação Científica
Redação CientíficaRedação Científica
Redação Científica
Solange Santana
 
Pesquisa - Quantitativa e Qualitativa
Pesquisa - Quantitativa e Qualitativa Pesquisa - Quantitativa e Qualitativa
Pesquisa - Quantitativa e Qualitativa
Rosane Domingues
 
Check List ISO 9001-2015 - Rev.0 - GSG.docx
Check List ISO 9001-2015 - Rev.0 - GSG.docxCheck List ISO 9001-2015 - Rev.0 - GSG.docx
Check List ISO 9001-2015 - Rev.0 - GSG.docx
Dandara30
 

Mais procurados (20)

Pesquisa Bibliografica
Pesquisa BibliograficaPesquisa Bibliografica
Pesquisa Bibliografica
 
Apresentação TCC
Apresentação TCCApresentação TCC
Apresentação TCC
 
Modelo de-fichamento em word
Modelo de-fichamento em wordModelo de-fichamento em word
Modelo de-fichamento em word
 
Treinamento Medição
Treinamento MediçãoTreinamento Medição
Treinamento Medição
 
Contabilidade de Custos - Conceitos Básicos
Contabilidade de Custos - Conceitos BásicosContabilidade de Custos - Conceitos Básicos
Contabilidade de Custos - Conceitos Básicos
 
Manual para elaboração de relatório técnico
Manual para elaboração de relatório técnicoManual para elaboração de relatório técnico
Manual para elaboração de relatório técnico
 
Contabilidade basica
Contabilidade basicaContabilidade basica
Contabilidade basica
 
06 aula just in time e kanban
06 aula just in time e kanban06 aula just in time e kanban
06 aula just in time e kanban
 
Exercícios Administração da Produção
Exercícios Administração da ProduçãoExercícios Administração da Produção
Exercícios Administração da Produção
 
Programa 5S
Programa 5SPrograma 5S
Programa 5S
 
Aula 01Senac Contas a Pagar, Receber
Aula 01Senac Contas a Pagar, ReceberAula 01Senac Contas a Pagar, Receber
Aula 01Senac Contas a Pagar, Receber
 
Classificacao e nomenclatura dos custos
Classificacao e nomenclatura dos custosClassificacao e nomenclatura dos custos
Classificacao e nomenclatura dos custos
 
Relatório Final de Estágio Supervisionado - Recursos Humanos
Relatório Final de Estágio Supervisionado - Recursos HumanosRelatório Final de Estágio Supervisionado - Recursos Humanos
Relatório Final de Estágio Supervisionado - Recursos Humanos
 
Controle de Documentos e Registros
Controle de Documentos e RegistrosControle de Documentos e Registros
Controle de Documentos e Registros
 
Canteiro de obras
Canteiro de obrasCanteiro de obras
Canteiro de obras
 
Slides para Apresentação acadêmica
Slides para Apresentação acadêmicaSlides para Apresentação acadêmica
Slides para Apresentação acadêmica
 
Livro de exercício - contabilidade introdutória
Livro de exercício   - contabilidade introdutóriaLivro de exercício   - contabilidade introdutória
Livro de exercício - contabilidade introdutória
 
Redação Científica
Redação CientíficaRedação Científica
Redação Científica
 
Pesquisa - Quantitativa e Qualitativa
Pesquisa - Quantitativa e Qualitativa Pesquisa - Quantitativa e Qualitativa
Pesquisa - Quantitativa e Qualitativa
 
Check List ISO 9001-2015 - Rev.0 - GSG.docx
Check List ISO 9001-2015 - Rev.0 - GSG.docxCheck List ISO 9001-2015 - Rev.0 - GSG.docx
Check List ISO 9001-2015 - Rev.0 - GSG.docx
 

Semelhante a Administração, Integração e Operações e Qualidade

Aula 4 avaliação economica
Aula 4 avaliação economicaAula 4 avaliação economica
Aula 4 avaliação economica
Marcos Paulo Oliveira Motta
 
Aula 06 custos de produção
Aula 06   custos de produçãoAula 06   custos de produção
Aula 06 custos de produção
petecoslides
 
Teoria da firma
Teoria da firmaTeoria da firma
Teoria da firma
Sebastião Ribeiro
 
Sistemas de Produção I - Aula 2
Sistemas de Produção I - Aula 2Sistemas de Produção I - Aula 2
Sistemas de Produção I - Aula 2
logisticafacil
 
Economia - Aulas 10 e 11 - Custos de Produção - 2018 - Alunos.pdf
Economia - Aulas 10 e 11 - Custos de Produção - 2018 - Alunos.pdfEconomia - Aulas 10 e 11 - Custos de Produção - 2018 - Alunos.pdf
Economia - Aulas 10 e 11 - Custos de Produção - 2018 - Alunos.pdf
ssusere9e7d1
 
Custos no agronegócio para melhor controlo
Custos no agronegócio para melhor controloCustos no agronegócio para melhor controlo
Custos no agronegócio para melhor controlo
joseteca1
 
Aula 5-teoria-da-produc3a7c3a3o
Aula 5-teoria-da-produc3a7c3a3oAula 5-teoria-da-produc3a7c3a3o
Aula 5-teoria-da-produc3a7c3a3o
Isabela Freitas
 
Contabilidade de custos
Contabilidade de custosContabilidade de custos
aula 8 - análise micro Teoria da Firma Ib_2690e257bee84fa9938ee0ad5a345b90.pptx
aula 8 - análise micro Teoria da Firma Ib_2690e257bee84fa9938ee0ad5a345b90.pptxaula 8 - análise micro Teoria da Firma Ib_2690e257bee84fa9938ee0ad5a345b90.pptx
aula 8 - análise micro Teoria da Firma Ib_2690e257bee84fa9938ee0ad5a345b90.pptx
GiovannaLucchin1
 
Lista sobre custos
Lista sobre custosLista sobre custos
Lista sobre custos
Graciela Profeta
 
Aulas de Custos (Decisao)
Aulas de Custos (Decisao)Aulas de Custos (Decisao)
Aulas de Custos (Decisao)
Adriano Bruni
 
Aulas de Custos (Decisao)
Aulas de Custos (Decisao)Aulas de Custos (Decisao)
Aulas de Custos (Decisao)
Adriano Bruni
 
Aulas de Custos (Decisao)
Aulas de Custos (Decisao)Aulas de Custos (Decisao)
Aulas de Custos (Decisao)
Adriano Bruni
 
Aulas de Custos (Decisao)
Aulas de Custos (Decisao)Aulas de Custos (Decisao)
Aulas de Custos (Decisao)
Adriano Bruni
 
Estimativa de custos de produção de hortaliças
Estimativa de custos de produção de hortaliçasEstimativa de custos de produção de hortaliças
Estimativa de custos de produção de hortaliças
Nirlene Junqueira Vilela
 
Introdução a Custos_Desempenho e departamento
Introdução a Custos_Desempenho e departamentoIntrodução a Custos_Desempenho e departamento
Introdução a Custos_Desempenho e departamento
thiago barbosa da silva
 
Contabilidade de Custos ICMS-SP
Contabilidade de Custos ICMS-SPContabilidade de Custos ICMS-SP
Contabilidade de Custos ICMS-SP
Canal Dos Concursos
 
Apostila de matematica_ii
Apostila de matematica_iiApostila de matematica_ii
Apostila de matematica_ii
Juliano Machado
 
Gestão de Operações II
Gestão de Operações IIGestão de Operações II
Gestão de Operações II
Cadernos PPT
 
Capitulo 3 sistemas de custos
Capitulo 3   sistemas de custosCapitulo 3   sistemas de custos
Capitulo 3 sistemas de custos
Daniel Moura
 

Semelhante a Administração, Integração e Operações e Qualidade (20)

Aula 4 avaliação economica
Aula 4 avaliação economicaAula 4 avaliação economica
Aula 4 avaliação economica
 
Aula 06 custos de produção
Aula 06   custos de produçãoAula 06   custos de produção
Aula 06 custos de produção
 
Teoria da firma
Teoria da firmaTeoria da firma
Teoria da firma
 
Sistemas de Produção I - Aula 2
Sistemas de Produção I - Aula 2Sistemas de Produção I - Aula 2
Sistemas de Produção I - Aula 2
 
Economia - Aulas 10 e 11 - Custos de Produção - 2018 - Alunos.pdf
Economia - Aulas 10 e 11 - Custos de Produção - 2018 - Alunos.pdfEconomia - Aulas 10 e 11 - Custos de Produção - 2018 - Alunos.pdf
Economia - Aulas 10 e 11 - Custos de Produção - 2018 - Alunos.pdf
 
Custos no agronegócio para melhor controlo
Custos no agronegócio para melhor controloCustos no agronegócio para melhor controlo
Custos no agronegócio para melhor controlo
 
Aula 5-teoria-da-produc3a7c3a3o
Aula 5-teoria-da-produc3a7c3a3oAula 5-teoria-da-produc3a7c3a3o
Aula 5-teoria-da-produc3a7c3a3o
 
Contabilidade de custos
Contabilidade de custosContabilidade de custos
Contabilidade de custos
 
aula 8 - análise micro Teoria da Firma Ib_2690e257bee84fa9938ee0ad5a345b90.pptx
aula 8 - análise micro Teoria da Firma Ib_2690e257bee84fa9938ee0ad5a345b90.pptxaula 8 - análise micro Teoria da Firma Ib_2690e257bee84fa9938ee0ad5a345b90.pptx
aula 8 - análise micro Teoria da Firma Ib_2690e257bee84fa9938ee0ad5a345b90.pptx
 
Lista sobre custos
Lista sobre custosLista sobre custos
Lista sobre custos
 
Aulas de Custos (Decisao)
Aulas de Custos (Decisao)Aulas de Custos (Decisao)
Aulas de Custos (Decisao)
 
Aulas de Custos (Decisao)
Aulas de Custos (Decisao)Aulas de Custos (Decisao)
Aulas de Custos (Decisao)
 
Aulas de Custos (Decisao)
Aulas de Custos (Decisao)Aulas de Custos (Decisao)
Aulas de Custos (Decisao)
 
Aulas de Custos (Decisao)
Aulas de Custos (Decisao)Aulas de Custos (Decisao)
Aulas de Custos (Decisao)
 
Estimativa de custos de produção de hortaliças
Estimativa de custos de produção de hortaliçasEstimativa de custos de produção de hortaliças
Estimativa de custos de produção de hortaliças
 
Introdução a Custos_Desempenho e departamento
Introdução a Custos_Desempenho e departamentoIntrodução a Custos_Desempenho e departamento
Introdução a Custos_Desempenho e departamento
 
Contabilidade de Custos ICMS-SP
Contabilidade de Custos ICMS-SPContabilidade de Custos ICMS-SP
Contabilidade de Custos ICMS-SP
 
Apostila de matematica_ii
Apostila de matematica_iiApostila de matematica_ii
Apostila de matematica_ii
 
Gestão de Operações II
Gestão de Operações IIGestão de Operações II
Gestão de Operações II
 
Capitulo 3 sistemas de custos
Capitulo 3   sistemas de custosCapitulo 3   sistemas de custos
Capitulo 3 sistemas de custos
 

Administração, Integração e Operações e Qualidade

  • 1. Administração e Integração de Operações e Qualidade PRODUTIVIDADE Daniel de Oliveira Gomes, Esp.
  • 2. PRODUTIVIDADE ROADMAP DEFINIÇÃO ÍNDICES DE PRODUTIVIDADE • ABSOLUTO • RELATIVO TAXA DE VARIAÇÃO DA PRODUTIVIDADE COMO MEDIR A PRODUÇÃO? COMO MEDIR A MÃO DE OBRA?
  • 3. Texto Base: Capítulo 7, livro Administração da Produção e Operações – Daniel Moreira PRODUTIVIDADE CONCEITOS
  • 4. PRODUTIVIDADE CONCEITOS Missão: O que vem à sua cabeça quando falamos em produtividade?
  • 7. A produtividade é a eficácia com a qual o sistema de produção utiliza determinado insumo para produzir produtos ou prestar serviços. PRODUTIVIDADE CONCEITOS
  • 8. Em economia, os insumos podem ser chamados de fatores de produção, os quais são divididos em: PRODUTIVIDADE CONCEITOS Terra Capital Trabalho
  • 13. PRODUTIVIDADE CONCEITOS Produtividade Parcial É a relação da produção e um dos insumos utilizados nos processo produtivo • Utilizada pela dificuldade em obtenção de medidas mais complexas
  • 14. PRODUTIVIDADE CONCEITOS Medidas mais elaboradas Global • É a relação da produção com todos os fatores necessários para obtê-la. • Determinação complexa pela necessidade de criação de conexão entre os fatores. Total • É a relação da produção com os fatores Capital e Trabalho, combinados para obtenção de medida única
  • 15. PRODUTIVIDADE CONCEITOS Quais são os fatores de produção em economia? a) Produtividade, eficácia e Mão de Obra b) Produtividade, Capital e Mão de Obra c) Terra, Capital e Mão de Obra d) Instalações, Móveis e Quantidade de Terra e) Capital, Mão de Obra Indireta e Eficácia
  • 17. PRODUTIVIDADE CONCEITOS Sobre o fator capital, é correto afirmar que: a) Pode ter os componentes: maquinas e mão de obra direta b) Pode ter os componentes: máquinas, equipamentos e capital de giro c) Pode ter os componentes terra, instalações e equipamentos d) Estoques não compõem o fator capital e) Mão de obra direta e indireta compõem o fator capital
  • 19. PRODUTIVIDADE CONCEITOS Sobre produtividade global e total, é correto afirmar: a) Tem a mesma definição b) Não partilham a mesma definição mas possuem determinação simples c) A produtividade global é complexa, ao contrário da total d) A produtividade total abrange os fatores capital e trabalho e) A produtividade global abrange todos os fatores, embora de complexa determinação, não requerem análise de interrelação
  • 21. PRODUTIVIDADE CÁLCULO DE ÍNDICES ABSOLUTOS E RELATIVOS Índices de Produtividade Absolutos Relativos
  • 22. PRODUTIVIDADE CÁLCULO DE ÍNDICES ABSOLUTOS E RELATIVOS Índices Absolutos de Produtividade Unidade de Medida de Insumo Unidade de Medida de Produção
  • 23. PRODUTIVIDADE CÁLCULO DE ÍNDICES ABSOLUTOS E RELATIVOS Medida de Insumo Medida de Produção Produtividade Chapisco em m² Cimento em kg Total de área de chapisco produzido por massa de cimento gasto (m²/kg) Peças usinadas em unidades Instalações em m² Total de unidades usinadas por área de instalação fabril (um/m²) Cabos instalados em metros Equipes de Instalação em unidade Total de comprimento de cabos instalados por equipe de instalação (m/equipe)
  • 24. PRODUTIVIDADE CÁLCULO DE ÍNDICES ABSOLUTOS E RELATIVOS Índices Relativos de Produtividade Período de Tempo Unidade de Medida de Insumo Unidade de Medida de Produção
  • 25. PRODUTIVIDADE CÁLCULO DE ÍNDICES ABSOLUTOS E RELATIVOS Índices Relativos de Produtividade 𝐼𝑟𝑒𝑙(𝑡) = 𝐼𝑎𝑏(𝑡) 𝐼𝑎𝑏(0) × 100, onde: Iab(0): Índice absoluto do período inicial Iab(t): Índice absoluto do período desejado “t” Irel(t): Índice relativo do período “t”
  • 26. PRODUTIVIDADE CÁLCULO DE ÍNDICES ABSOLUTOS E RELATIVOS Índices Relativos de Produtividade 𝐼𝑟𝑒𝑙(𝑑𝑒𝑧𝑒𝑚𝑏𝑟𝑜) = 𝐼𝑎𝑏(𝑑𝑒𝑧𝑒𝑚𝑏𝑟𝑜) 𝐼𝑎𝑏(𝑗𝑢𝑛ℎ𝑜) × 100 → 𝐼𝑟𝑒𝑙(𝑑𝑒𝑧𝑒𝑚𝑏𝑟𝑜) = 69 60 × 100 𝐼𝑟𝑒𝑙(𝑑𝑒𝑧𝑒𝑚𝑏𝑟𝑜) = 115 Exemplo: Sabe-se que: Iab(junho) = 60 milheiros de tijolo/funcionário Iab(dezembro) = 69 milheiros de tijolo/funcionário Determinar Irel(t) = Irel(dezembro): Solução: A produtividade cresceu 15% na comparação dos meses de dezembro e junho.
  • 27. PRODUTIVIDADE CÁLCULO TAXA DE VARIAÇÃO DA PRODUTIVIDADE 𝑡𝑎𝑥𝑎𝑞𝑟 = (𝐼𝑟−𝐼𝑞) 𝐼𝑞 × 100, onde: Ir: Índice relativo ou absoluto para o período “r” Iq: Índice relativo ou absoluto para o período “q” r e q: períodos, sendo “r” posterior a “q” taxaqr: taxa de variação da produtividade do período “r” em relação a “q”
  • 28. PRODUTIVIDADE CÁLCULO TAXA DE VARIAÇÃO DA PRODUTIVIDADE 𝑡𝑎𝑥𝑎𝑞𝑟 = (𝐼𝑟 − 𝐼𝑞) 𝐼𝑞 × 100 𝑡𝑎𝑥𝑎𝑞𝑟 = (135 − 122) 122 × 100 𝑡𝑎𝑥𝑎𝑞𝑟 =10,66% Exemplo: Ir = 135 Iq =122 Determinar o valor de taxaqr.
  • 29. PRODUTIVIDADE CÁLCULO TAXA DE VARIAÇÃO DA PRODUTIVIDADE Exemplo: Sabe-se que: Iab(agosto/21) = 40 m² de porcelanato/profissional Iab(setembro/21) = 60 m² de porcelanato/profissional Determinar Irel(t) = Irel(setembro/21): Alternativas: a) 66,67 b) 150 c) 50 d) -33,33 e) 150% 𝐼𝑟𝑒𝑙(𝑡) = 𝐼𝑎𝑏(𝑡) 𝐼𝑎𝑏(0) × 100
  • 31. PRODUTIVIDADE CÁLCULO TAXA DE VARIAÇÃO DA PRODUTIVIDADE Exemplo: Sabe-se que: Iab(agosto/21) = 40 m² de porcelanato/profissional Iab(setembro/21) = 60 m² de porcelanato/profissional Determinar Irel(t) = Irel(setembro/21): Alternativas: a) 66,67 b) 150 c) 50 d) -33,33 e) 150% 𝐼𝑟𝑒𝑙(𝑡) = 𝐼𝑎𝑏(𝑡) 𝐼𝑎𝑏(0) × 100 → 𝐼𝑟𝑒𝑙(𝑡) = 60 40 × 100 = 150
  • 32. PRODUTIVIDADE CÁLCULO TAXA DE VARIAÇÃO DA PRODUTIVIDADE Exemplo: Sabendo que: Ir = 150 Iq =160 Determinar o valor de taxaqr. Alternativas: a) 6,67% b) -6,25% c) -6,67% d) 93,75 e) 106,67 𝑡𝑎𝑥𝑎𝑞𝑟 = (𝐼𝑟 − 𝐼𝑞) 𝐼𝑞 × 100
  • 34. PRODUTIVIDADE CÁLCULO TAXA DE VARIAÇÃO DA PRODUTIVIDADE Exemplo: Sabendo que: Ir = 150 Iq =160 Determinar o valor de taxaqr. Alternativas: a) 6,67% b) -6,25% c) -6,67% d) 93,75 e) 106,67 𝑡𝑎𝑥𝑎𝑞𝑟 = (𝐼𝑟 − 𝐼𝑞) 𝐼𝑞 × 100 → 𝑡𝑎𝑥𝑎𝑞𝑟 = (150−160) 160 × 100 = −6,25%
  • 35. PRODUTIVIDADE COMO MEDIR A PRODUÇÃO? Para casos em que se tenha vários produtos ou serviços, deve-se determinar fatores de agregação com intuito de obtenção de medida de produção total. Vários tipos de fatores de agregação podem ser utilizados, dentre eles: tempo de produção, quantidade de matéria prima utilizada, preço de fabricação ou valor de venda.
  • 36. PRODUTIVIDADE COMO MEDIR A MÃO DE OBRA? Na apropriação da mão de obra, é preciso decidir antes de tudo qual parcela vai compor a medida: se todos os funcionários, ou só os da produção, etc. É preciso decidir sobre a unidade de medida a ser utilizada: número de funcionários, horas efetivamente trabalhadas, etc.).