SlideShare uma empresa Scribd logo
Selecione o idioma ​ ▼
busca... Busca
Quem Somos
Contato
Música e Adoração
Efeitos da Música
Hinologia
Livros
Artigos Técnicos
Outros Artigos
Artigos Relacionados
Multimídia, um Recurso Auxiliar no Culto
Apostila Básica de Áudio
Adoração e Louvor: Tendências
Minha Voz Fica Estranha Quando é Gravada!
Sonoplastia de Igrejas
Absorvedor Diafragmático de Canto
Absorvedor Modular Sintonizável
Absorvedores de Painel
Bass Trap Cilíndrico
Bass Trap Triangular
RECEBA AS NOVIDADES POR EMAIL
Se desejar receber as novidades, artigos e atualizações deste site, digite seu endereço de e-mail no campo abaixo:
OK
Não deixe de responder ao e-mail de confirmação!
Radio Online
Instrumentais e Cânticos Cristãos
Oferecimento: MissionLibrary.com
Divulgue!
Copie o código abaixo e cole no seu site ou blog
Facebook
<a href="http://www.musicaeadoracao.com.br/">
<img
src="http://www.musicaeadoracao.com.br/recurs
Sua conexão conosco
Entrar
Registrar-se
Vídeos Selecionados
Visite nosso canal:
Nuvem de Tags
mente entrevistas forma diversos liturgia ministério palestras em vídeo audição adoraçãohinologia corpo rock adorador estudo livros instrumentos
musicalização palmas obras adventista palestras louvor música matemática efeitos voz crescimento teoria hinários animais Ellen White dança coral culto conselhos
sonorização musicoterapia estratégias debate interpretação regência história da adoração apostilas fisiologia história
Lista de Categorias
A Música Sacra e a Adoração (1.292)
A Adoração (242)
A Forma da Adoração (288)
Compilações dos Escritos de Ellen G. White (85)
Especial Liturgia (14)
Estudos Bíblicos: Adoração (343)
Música, Bênção ou Maldição? (30)
O Adorador (158)
O Ministério da Música na Igreja Local (47)
Palestras e Sermões em Vídeo (56)
Palestras, Seminários e Sermões (87)
Unidos em Adoração (8)
Artigos Técnicos (746)
Coral e Regência (18)
História da Música (64)
Interpretação Musical (14)
Matemática da Música (55)
Seja o primeiro de seus amigos a curtir isso.
Música Sacra e Adora…
13.990 curtidas
Curtir Página Compartilhar
Musicalização (44)
Outros Artigos Técnicos (7)
Percepção Musical (9)
Sonorização (75)
Técnica Instrumental (115)
Técnica Vocal e Fisiologia (163)
Teoria Musical (194)
Efeitos Físicos da Música (201)
A Audição (41)
Mensagens Subliminares (10)
Musicoterapia (14)
Sobre Corpo e a Mente Humanas (123)
Sobre Plantas e Animais (14)
Hinologia (1.276)
Artigos sobre Hinos e Hinologia (12)
Hinos Cifrados (610)
Histórias de Hinos (612)
Livros e Apostilas (236)
Apostilas (105)
Livros Online (130)
Livros Recomendados (1)
Outros Artigos (434)
(Falsas) Estratégias de Crescimento para a Igreja (144)
Artigos Diversos e Curiosidades Musicais (73)
Debate Sobre a Música na Igreja (85)
Documentos Oficiais da IASD (13)
Entrevistas (43)
Grandes Obras da Música Sacra (21)
Música Rock e seu Impacto na Vida Cristã (40)
Partituras para Download (10)
Testemunhos Pessoais (12)
Absorvedor de Faixa Ampla
Sonorização — 28 de julho de 2012 12:38 pm
por: Edu Silva
Atenção: Os exemplos aqui mostrados não estão a venda. Não se tratam de produtos comerciais, apenas idéias práticas de qualidade comprovada, que
podem ser construídos por qualquer um (o material é muito barato). Não me escrevam pedindo preços nem orçamento de serviços. Para comprar o
material, consulte a lista telefônica de sua cidade. Não indico revendedores.
A figura ao lado mostra outro tipo de absorvedor, feito apenas de material
absorvente, sem painel frontal nem fundo.
É um absorvedor de faixa ampla, bem simples de ser construído, que pode ser
pendurado no teto de salas de gravação.
É feito de duas camadas de diferentes materiais – uma de 25 mm de lã de rocha,
outra de 150 mm de lã de vidro (3 placas de 50 mm superpostas), resinadas e de alta
densidade (em torno de 45kg/m3 para a lã de vidro e 60kg/m3 para a lã de rocha).
Cada módulo tem 60×120 cm de lado, dimensões padrão das placas.
Existem placas de lã revestidas de tecido ou filme plástico que podem ser usadas na
face aparente (voltada para o estúdio), para melhor aspecto visual.
Distribua pelo teto, a espaços regulares. Não se deve ocupar todo espaço livre,
deixe um vão entre cada módulo para melhor absorção e até aspecto visual.
Porque no teto? Diferente dos anteriores, esses absorvedores precisam de espaço
para trabalhar. Um afastamento de 10 cm da parede, dobra sua eficiência em baixas
frequências, em relação ao que faria se estivesse encostado nela. Sugiro uma distância de 15 a 20 cm, para absorver a partir de uns 100 Hz. Vejam que
isso pode roubar espaço precioso na sala, se forem usados nas paredes. No teto, o inconveniente é menor. Mas se houver espaço na sala para usar nas
paredes, então OK.
Atua numa faixa bem mais larga que os módulos descritos acima e é muito fácil de ser construído. Detalhes de acabamento e fixação ficam a cargo de
cada um, mas sugiro “enquadrar” cada módulo numa moldura de madeira (compensado 10 mm) com 20 cm de profundidade e cobrir a face visível
(voltada para dentro da sala) com uma tela de tecido bem leve, como uma caixa de som doméstico (a outra face, voltada para o teto, fica nua). Os
módulos devem ser pendurados na horizontal, deitados (para uso no teto).
Se usar algum tipo de revestimento decorativo (tecido ortofônico ou o revestimento
que já vem em algumas placas), tenha em mente que ele refletirá parte das altas
frequências, perdendo um pouco da eficiência nessa faixa. Mas nem sempre isso é
problema, pois parte do material que já existe num estúdio (tapetes, estofados,
gente…) já absorve bem os agudos.
Para mais eficiência na absorção de graves, pode-se usar a configuração ao lado,
fechando totalmente cada canto da sala, de cima a baixo com dois módulos em
cada (2,4 m de altura – complete se necessário, até chegar ao teto). Será formado
um triângulo retângulo, sendo dois lados as paredes, e o terceiro, esses dois
módulos.
Também podem ser colocados no alto, no ângulo entre teto e parede, onde o efeito é
semelhante. Para melhor acabamento, pode-se desbastar as placas num ângulo de
45° onde tocam na parede, num encaixe perfeito.
Com isso, pode não ser preciso mais nenhuma absorção, para não “matar” a sala.
Faça testes auditivos (“ouça” a sala) para determinar a real necessidade.
Fonte: Publicado originalmente em http://audiolist.org/
Tags: sonorização
Tweet This
Share on Facebook
Digg This
Bookmark
Stumble
RSS Feed
"A capacidade de discernir entre o que é reto e o que não o é, podemos possuí-la unicamente pela confiança individual em Deus. Cada um deve
aprender por si, com auxílio dEle, mediante a Sua Palavra. A nossa capacidade de raciocinar foi-nos dada para que a usássemos, e Deus quer
que seja exercitada." (E. G. White, Educação, p. 231)
Música e Adoração
Efeitos da Música
Hinologia
Livros
Artigos Técnicos
Outros Artigos
© Copyright 2016 — Música Sacra e Adoração. Todos os direitos reservados.
Criação: Pablo Seidel

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Lessons from Kenya Revised
Lessons from Kenya RevisedLessons from Kenya Revised
Lessons from Kenya Revised
Benjamin Musau
 
Andre White Resume
Andre White ResumeAndre White Resume
Andre White Resume
Andre White
 
Mapa curricular
Mapa curricularMapa curricular
Mapa curricular
DesireeRF
 
«H θεωρητική διαμάχη των Κέυνς - Χάγιεκ και η επιρροή τους στην Οικονομική σκ...
«H θεωρητική διαμάχη των Κέυνς - Χάγιεκ και η επιρροή τους στην Οικονομική σκ...«H θεωρητική διαμάχη των Κέυνς - Χάγιεκ και η επιρροή τους στην Οικονομική σκ...
«H θεωρητική διαμάχη των Κέυνς - Χάγιεκ και η επιρροή τους στην Οικονομική σκ...
Bestman Fdsf
 
бэлгийн чиг баримжаа 11б
бэлгийн чиг баримжаа 11ббэлгийн чиг баримжаа 11б
бэлгийн чиг баримжаа 11б
monhsarnai
 
UB SPORTS
UB SPORTSUB SPORTS
Πλατάρος-γιάννης-μικρές-μαθηματικές-εργασίες-5-από-6 (219 σελίδες))
Πλατάρος-γιάννης-μικρές-μαθηματικές-εργασίες-5-από-6 (219 σελίδες))Πλατάρος-γιάννης-μικρές-μαθηματικές-εργασίες-5-από-6 (219 σελίδες))
Πλατάρος-γιάννης-μικρές-μαθηματικές-εργασίες-5-από-6 (219 σελίδες))
Γιάννης Πλατάρος
 
History of anaesthesia
History of anaesthesiaHistory of anaesthesia
History of anaesthesia
drparth711
 
Sortida Barcelona prodigiosa
Sortida Barcelona prodigiosaSortida Barcelona prodigiosa
Sortida Barcelona prodigiosa
coordinacioprimaria
 
CV Tan Teck-Choon_ Sept2016
CV Tan Teck-Choon_ Sept2016CV Tan Teck-Choon_ Sept2016
CV Tan Teck-Choon_ Sept2016
Teck-Choon Tan
 
Evolución Nuevas Tecnologías
Evolución Nuevas TecnologíasEvolución Nuevas Tecnologías
Evolución Nuevas Tecnologías
agustin
 
10 principios para ser parte de la iglesia
10 principios para ser parte de la iglesia10 principios para ser parte de la iglesia
10 principios para ser parte de la iglesia
Iglesia Mar Abierto
 

Destaque (12)

Lessons from Kenya Revised
Lessons from Kenya RevisedLessons from Kenya Revised
Lessons from Kenya Revised
 
Andre White Resume
Andre White ResumeAndre White Resume
Andre White Resume
 
Mapa curricular
Mapa curricularMapa curricular
Mapa curricular
 
«H θεωρητική διαμάχη των Κέυνς - Χάγιεκ και η επιρροή τους στην Οικονομική σκ...
«H θεωρητική διαμάχη των Κέυνς - Χάγιεκ και η επιρροή τους στην Οικονομική σκ...«H θεωρητική διαμάχη των Κέυνς - Χάγιεκ και η επιρροή τους στην Οικονομική σκ...
«H θεωρητική διαμάχη των Κέυνς - Χάγιεκ και η επιρροή τους στην Οικονομική σκ...
 
бэлгийн чиг баримжаа 11б
бэлгийн чиг баримжаа 11ббэлгийн чиг баримжаа 11б
бэлгийн чиг баримжаа 11б
 
UB SPORTS
UB SPORTSUB SPORTS
UB SPORTS
 
Πλατάρος-γιάννης-μικρές-μαθηματικές-εργασίες-5-από-6 (219 σελίδες))
Πλατάρος-γιάννης-μικρές-μαθηματικές-εργασίες-5-από-6 (219 σελίδες))Πλατάρος-γιάννης-μικρές-μαθηματικές-εργασίες-5-από-6 (219 σελίδες))
Πλατάρος-γιάννης-μικρές-μαθηματικές-εργασίες-5-από-6 (219 σελίδες))
 
History of anaesthesia
History of anaesthesiaHistory of anaesthesia
History of anaesthesia
 
Sortida Barcelona prodigiosa
Sortida Barcelona prodigiosaSortida Barcelona prodigiosa
Sortida Barcelona prodigiosa
 
CV Tan Teck-Choon_ Sept2016
CV Tan Teck-Choon_ Sept2016CV Tan Teck-Choon_ Sept2016
CV Tan Teck-Choon_ Sept2016
 
Evolución Nuevas Tecnologías
Evolución Nuevas TecnologíasEvolución Nuevas Tecnologías
Evolución Nuevas Tecnologías
 
10 principios para ser parte de la iglesia
10 principios para ser parte de la iglesia10 principios para ser parte de la iglesia
10 principios para ser parte de la iglesia
 

Semelhante a Absorvedor de faixa ampla

Absorvedores de painel
Absorvedores de painelAbsorvedores de painel
Absorvedores de painel
Paulo Abelho
 
Absorvedor modular sintonizável
Absorvedor modular sintonizávelAbsorvedor modular sintonizável
Absorvedor modular sintonizável
Paulo Abelho
 
Distribuindo o som no ambiente
Distribuindo o som no ambienteDistribuindo o som no ambiente
Distribuindo o som no ambiente
Neemias Moraes
 
Apostila de sonoplastia-2016_miqueas_almeida
Apostila de sonoplastia-2016_miqueas_almeidaApostila de sonoplastia-2016_miqueas_almeida
Apostila de sonoplastia-2016_miqueas_almeida
7fire
 
Curso caixas acusticas faca voce mesmo
Curso  caixas acusticas   faca voce mesmoCurso  caixas acusticas   faca voce mesmo
Curso caixas acusticas faca voce mesmo
Manim Edições
 
Curso caixas acusticas faca voce mesmo
Curso  caixas acusticas   faca voce mesmoCurso  caixas acusticas   faca voce mesmo
Curso caixas acusticas faca voce mesmo
Humberto Ferreira Neto
 
Curso caixas acusticas faca voce mesmo
Curso  caixas acusticas   faca voce mesmoCurso  caixas acusticas   faca voce mesmo
Curso caixas acusticas faca voce mesmo
carlosmendelski
 
Cursocaixasacusticas facavocemesmo
Cursocaixasacusticas facavocemesmoCursocaixasacusticas facavocemesmo
Cursocaixasacusticas facavocemesmo
marcelo santana
 
Manual acustica estudios
Manual acustica estudiosManual acustica estudios
Manual acustica estudios
wesleymagno
 
Apostila de acústica
Apostila de acústicaApostila de acústica
Apostila de acústica
Edson Francisco Silva
 
Workshop sonorização-br-tour1
Workshop sonorização-br-tour1Workshop sonorização-br-tour1
Workshop sonorização-br-tour1
Jean Kaiser
 
Curso de som
Curso de somCurso de som
Curso de som
Sandra Abalde
 
Tratamento acústico para estúdios
Tratamento acústico para estúdiosTratamento acústico para estúdios
Tratamento acústico para estúdios
Paulo Abelho
 
Auditório da puc
Auditório da pucAuditório da puc
Auditório da puc
Carlos Elson Cunha
 
ONDULATÓRIA.pptx
ONDULATÓRIA.pptxONDULATÓRIA.pptx
ONDULATÓRIA.pptx
mauriciurg
 
Dez princípios para um som melhor
Dez princípios para um som melhorDez princípios para um som melhor
Dez princípios para um som melhor
Marco Aurélio Araújo Gonçalves
 
Ecologia Sonora
Ecologia SonoraEcologia Sonora
Ecologia Sonora
ntics2012
 
Apostila Básica de Áudio
Apostila Básica de ÁudioApostila Básica de Áudio
Apostila Básica de Áudio
afideles
 
Audio
AudioAudio
He 2015-03 - acústica
He 2015-03 - acústicaHe 2015-03 - acústica
He 2015-03 - acústica
FlavioCLima
 

Semelhante a Absorvedor de faixa ampla (20)

Absorvedores de painel
Absorvedores de painelAbsorvedores de painel
Absorvedores de painel
 
Absorvedor modular sintonizável
Absorvedor modular sintonizávelAbsorvedor modular sintonizável
Absorvedor modular sintonizável
 
Distribuindo o som no ambiente
Distribuindo o som no ambienteDistribuindo o som no ambiente
Distribuindo o som no ambiente
 
Apostila de sonoplastia-2016_miqueas_almeida
Apostila de sonoplastia-2016_miqueas_almeidaApostila de sonoplastia-2016_miqueas_almeida
Apostila de sonoplastia-2016_miqueas_almeida
 
Curso caixas acusticas faca voce mesmo
Curso  caixas acusticas   faca voce mesmoCurso  caixas acusticas   faca voce mesmo
Curso caixas acusticas faca voce mesmo
 
Curso caixas acusticas faca voce mesmo
Curso  caixas acusticas   faca voce mesmoCurso  caixas acusticas   faca voce mesmo
Curso caixas acusticas faca voce mesmo
 
Curso caixas acusticas faca voce mesmo
Curso  caixas acusticas   faca voce mesmoCurso  caixas acusticas   faca voce mesmo
Curso caixas acusticas faca voce mesmo
 
Cursocaixasacusticas facavocemesmo
Cursocaixasacusticas facavocemesmoCursocaixasacusticas facavocemesmo
Cursocaixasacusticas facavocemesmo
 
Manual acustica estudios
Manual acustica estudiosManual acustica estudios
Manual acustica estudios
 
Apostila de acústica
Apostila de acústicaApostila de acústica
Apostila de acústica
 
Workshop sonorização-br-tour1
Workshop sonorização-br-tour1Workshop sonorização-br-tour1
Workshop sonorização-br-tour1
 
Curso de som
Curso de somCurso de som
Curso de som
 
Tratamento acústico para estúdios
Tratamento acústico para estúdiosTratamento acústico para estúdios
Tratamento acústico para estúdios
 
Auditório da puc
Auditório da pucAuditório da puc
Auditório da puc
 
ONDULATÓRIA.pptx
ONDULATÓRIA.pptxONDULATÓRIA.pptx
ONDULATÓRIA.pptx
 
Dez princípios para um som melhor
Dez princípios para um som melhorDez princípios para um som melhor
Dez princípios para um som melhor
 
Ecologia Sonora
Ecologia SonoraEcologia Sonora
Ecologia Sonora
 
Apostila Básica de Áudio
Apostila Básica de ÁudioApostila Básica de Áudio
Apostila Básica de Áudio
 
Audio
AudioAudio
Audio
 
He 2015-03 - acústica
He 2015-03 - acústicaHe 2015-03 - acústica
He 2015-03 - acústica
 

Mais de Paulo Abelho

carta gastronomica vol1 Gastronomia Portuguesa
carta gastronomica vol1 Gastronomia Portuguesacarta gastronomica vol1 Gastronomia Portuguesa
carta gastronomica vol1 Gastronomia Portuguesa
Paulo Abelho
 
COMO FAZER LINGUICAS CASEIRA linguiças técnicas de cozinhaS.pdf
COMO FAZER LINGUICAS CASEIRA linguiças técnicas de cozinhaS.pdfCOMO FAZER LINGUICAS CASEIRA linguiças técnicas de cozinhaS.pdf
COMO FAZER LINGUICAS CASEIRA linguiças técnicas de cozinhaS.pdf
Paulo Abelho
 
Manual de cozinha.pdfdicas de cozinha organização
Manual de cozinha.pdfdicas de cozinha organizaçãoManual de cozinha.pdfdicas de cozinha organização
Manual de cozinha.pdfdicas de cozinha organização
Paulo Abelho
 
Deux_contributions_a_la_pedagogie_de_la.pdf
Deux_contributions_a_la_pedagogie_de_la.pdfDeux_contributions_a_la_pedagogie_de_la.pdf
Deux_contributions_a_la_pedagogie_de_la.pdf
Paulo Abelho
 
Pulse code modulation tutorialspoint
Pulse code modulation   tutorialspointPulse code modulation   tutorialspoint
Pulse code modulation tutorialspoint
Paulo Abelho
 
Audiomedia:pro tools
Audiomedia:pro toolsAudiomedia:pro tools
Audiomedia:pro tools
Paulo Abelho
 
Anti aliasing filters and their usage explained - ni
Anti aliasing filters and their usage explained - niAnti aliasing filters and their usage explained - ni
Anti aliasing filters and their usage explained - ni
Paulo Abelho
 
A history of reverb in music production
A history of reverb in music productionA history of reverb in music production
A history of reverb in music production
Paulo Abelho
 
[Ron ranson] on_skies_techniques_in_watercolor_an(book_zz.org)
[Ron ranson] on_skies_techniques_in_watercolor_an(book_zz.org)[Ron ranson] on_skies_techniques_in_watercolor_an(book_zz.org)
[Ron ranson] on_skies_techniques_in_watercolor_an(book_zz.org)
Paulo Abelho
 
120 yearsofelectronicmusic
120 yearsofelectronicmusic120 yearsofelectronicmusic
120 yearsofelectronicmusic
Paulo Abelho
 
A double synthetic index to evaluate the acoustics of churches
A double synthetic index to evaluate the acoustics of churchesA double synthetic index to evaluate the acoustics of churches
A double synthetic index to evaluate the acoustics of churches
Paulo Abelho
 
6ano 01 elementos da musica
6ano 01 elementos da musica6ano 01 elementos da musica
6ano 01 elementos da musica
Paulo Abelho
 
Manual do curso de museologia
Manual do curso de museologiaManual do curso de museologia
Manual do curso de museologia
Paulo Abelho
 
1. digital audio recording
1. digital audio recording1. digital audio recording
1. digital audio recording
Paulo Abelho
 
1 basic electronics
1 basic electronics1 basic electronics
1 basic electronics
Paulo Abelho
 
1987 sdr1000 plus
1987 sdr1000 plus1987 sdr1000 plus
1987 sdr1000 plus
Paulo Abelho
 
1986 sdr1000 product news
1986 sdr1000 product news1986 sdr1000 product news
1986 sdr1000 product news
Paulo Abelho
 
1986 sdr 1000 paired processor
1986 sdr 1000 paired processor1986 sdr 1000 paired processor
1986 sdr 1000 paired processor
Paulo Abelho
 
1985 dd700 dd1000-6-seiter
1985 dd700 dd1000-6-seiter1985 dd700 dd1000-6-seiter
1985 dd700 dd1000-6-seiter
Paulo Abelho
 
1984 dmd2000
1984 dmd20001984 dmd2000
1984 dmd2000
Paulo Abelho
 

Mais de Paulo Abelho (20)

carta gastronomica vol1 Gastronomia Portuguesa
carta gastronomica vol1 Gastronomia Portuguesacarta gastronomica vol1 Gastronomia Portuguesa
carta gastronomica vol1 Gastronomia Portuguesa
 
COMO FAZER LINGUICAS CASEIRA linguiças técnicas de cozinhaS.pdf
COMO FAZER LINGUICAS CASEIRA linguiças técnicas de cozinhaS.pdfCOMO FAZER LINGUICAS CASEIRA linguiças técnicas de cozinhaS.pdf
COMO FAZER LINGUICAS CASEIRA linguiças técnicas de cozinhaS.pdf
 
Manual de cozinha.pdfdicas de cozinha organização
Manual de cozinha.pdfdicas de cozinha organizaçãoManual de cozinha.pdfdicas de cozinha organização
Manual de cozinha.pdfdicas de cozinha organização
 
Deux_contributions_a_la_pedagogie_de_la.pdf
Deux_contributions_a_la_pedagogie_de_la.pdfDeux_contributions_a_la_pedagogie_de_la.pdf
Deux_contributions_a_la_pedagogie_de_la.pdf
 
Pulse code modulation tutorialspoint
Pulse code modulation   tutorialspointPulse code modulation   tutorialspoint
Pulse code modulation tutorialspoint
 
Audiomedia:pro tools
Audiomedia:pro toolsAudiomedia:pro tools
Audiomedia:pro tools
 
Anti aliasing filters and their usage explained - ni
Anti aliasing filters and their usage explained - niAnti aliasing filters and their usage explained - ni
Anti aliasing filters and their usage explained - ni
 
A history of reverb in music production
A history of reverb in music productionA history of reverb in music production
A history of reverb in music production
 
[Ron ranson] on_skies_techniques_in_watercolor_an(book_zz.org)
[Ron ranson] on_skies_techniques_in_watercolor_an(book_zz.org)[Ron ranson] on_skies_techniques_in_watercolor_an(book_zz.org)
[Ron ranson] on_skies_techniques_in_watercolor_an(book_zz.org)
 
120 yearsofelectronicmusic
120 yearsofelectronicmusic120 yearsofelectronicmusic
120 yearsofelectronicmusic
 
A double synthetic index to evaluate the acoustics of churches
A double synthetic index to evaluate the acoustics of churchesA double synthetic index to evaluate the acoustics of churches
A double synthetic index to evaluate the acoustics of churches
 
6ano 01 elementos da musica
6ano 01 elementos da musica6ano 01 elementos da musica
6ano 01 elementos da musica
 
Manual do curso de museologia
Manual do curso de museologiaManual do curso de museologia
Manual do curso de museologia
 
1. digital audio recording
1. digital audio recording1. digital audio recording
1. digital audio recording
 
1 basic electronics
1 basic electronics1 basic electronics
1 basic electronics
 
1987 sdr1000 plus
1987 sdr1000 plus1987 sdr1000 plus
1987 sdr1000 plus
 
1986 sdr1000 product news
1986 sdr1000 product news1986 sdr1000 product news
1986 sdr1000 product news
 
1986 sdr 1000 paired processor
1986 sdr 1000 paired processor1986 sdr 1000 paired processor
1986 sdr 1000 paired processor
 
1985 dd700 dd1000-6-seiter
1985 dd700 dd1000-6-seiter1985 dd700 dd1000-6-seiter
1985 dd700 dd1000-6-seiter
 
1984 dmd2000
1984 dmd20001984 dmd2000
1984 dmd2000
 

Absorvedor de faixa ampla

  • 1. Selecione o idioma ​ ▼ busca... Busca Quem Somos Contato Música e Adoração Efeitos da Música Hinologia Livros Artigos Técnicos Outros Artigos Artigos Relacionados Multimídia, um Recurso Auxiliar no Culto Apostila Básica de Áudio Adoração e Louvor: Tendências Minha Voz Fica Estranha Quando é Gravada! Sonoplastia de Igrejas Absorvedor Diafragmático de Canto Absorvedor Modular Sintonizável Absorvedores de Painel Bass Trap Cilíndrico Bass Trap Triangular RECEBA AS NOVIDADES POR EMAIL Se desejar receber as novidades, artigos e atualizações deste site, digite seu endereço de e-mail no campo abaixo: OK Não deixe de responder ao e-mail de confirmação! Radio Online Instrumentais e Cânticos Cristãos Oferecimento: MissionLibrary.com Divulgue! Copie o código abaixo e cole no seu site ou blog Facebook <a href="http://www.musicaeadoracao.com.br/"> <img src="http://www.musicaeadoracao.com.br/recurs
  • 2. Sua conexão conosco Entrar Registrar-se Vídeos Selecionados Visite nosso canal: Nuvem de Tags mente entrevistas forma diversos liturgia ministério palestras em vídeo audição adoraçãohinologia corpo rock adorador estudo livros instrumentos musicalização palmas obras adventista palestras louvor música matemática efeitos voz crescimento teoria hinários animais Ellen White dança coral culto conselhos sonorização musicoterapia estratégias debate interpretação regência história da adoração apostilas fisiologia história Lista de Categorias A Música Sacra e a Adoração (1.292) A Adoração (242) A Forma da Adoração (288) Compilações dos Escritos de Ellen G. White (85) Especial Liturgia (14) Estudos Bíblicos: Adoração (343) Música, Bênção ou Maldição? (30) O Adorador (158) O Ministério da Música na Igreja Local (47) Palestras e Sermões em Vídeo (56) Palestras, Seminários e Sermões (87) Unidos em Adoração (8) Artigos Técnicos (746) Coral e Regência (18) História da Música (64) Interpretação Musical (14) Matemática da Música (55) Seja o primeiro de seus amigos a curtir isso. Música Sacra e Adora… 13.990 curtidas Curtir Página Compartilhar
  • 3. Musicalização (44) Outros Artigos Técnicos (7) Percepção Musical (9) Sonorização (75) Técnica Instrumental (115) Técnica Vocal e Fisiologia (163) Teoria Musical (194) Efeitos Físicos da Música (201) A Audição (41) Mensagens Subliminares (10) Musicoterapia (14) Sobre Corpo e a Mente Humanas (123) Sobre Plantas e Animais (14) Hinologia (1.276) Artigos sobre Hinos e Hinologia (12) Hinos Cifrados (610) Histórias de Hinos (612) Livros e Apostilas (236) Apostilas (105) Livros Online (130) Livros Recomendados (1) Outros Artigos (434) (Falsas) Estratégias de Crescimento para a Igreja (144) Artigos Diversos e Curiosidades Musicais (73) Debate Sobre a Música na Igreja (85) Documentos Oficiais da IASD (13) Entrevistas (43) Grandes Obras da Música Sacra (21) Música Rock e seu Impacto na Vida Cristã (40) Partituras para Download (10) Testemunhos Pessoais (12) Absorvedor de Faixa Ampla Sonorização — 28 de julho de 2012 12:38 pm por: Edu Silva Atenção: Os exemplos aqui mostrados não estão a venda. Não se tratam de produtos comerciais, apenas idéias práticas de qualidade comprovada, que podem ser construídos por qualquer um (o material é muito barato). Não me escrevam pedindo preços nem orçamento de serviços. Para comprar o material, consulte a lista telefônica de sua cidade. Não indico revendedores. A figura ao lado mostra outro tipo de absorvedor, feito apenas de material absorvente, sem painel frontal nem fundo. É um absorvedor de faixa ampla, bem simples de ser construído, que pode ser pendurado no teto de salas de gravação. É feito de duas camadas de diferentes materiais – uma de 25 mm de lã de rocha, outra de 150 mm de lã de vidro (3 placas de 50 mm superpostas), resinadas e de alta densidade (em torno de 45kg/m3 para a lã de vidro e 60kg/m3 para a lã de rocha). Cada módulo tem 60×120 cm de lado, dimensões padrão das placas. Existem placas de lã revestidas de tecido ou filme plástico que podem ser usadas na face aparente (voltada para o estúdio), para melhor aspecto visual. Distribua pelo teto, a espaços regulares. Não se deve ocupar todo espaço livre, deixe um vão entre cada módulo para melhor absorção e até aspecto visual. Porque no teto? Diferente dos anteriores, esses absorvedores precisam de espaço para trabalhar. Um afastamento de 10 cm da parede, dobra sua eficiência em baixas frequências, em relação ao que faria se estivesse encostado nela. Sugiro uma distância de 15 a 20 cm, para absorver a partir de uns 100 Hz. Vejam que isso pode roubar espaço precioso na sala, se forem usados nas paredes. No teto, o inconveniente é menor. Mas se houver espaço na sala para usar nas paredes, então OK. Atua numa faixa bem mais larga que os módulos descritos acima e é muito fácil de ser construído. Detalhes de acabamento e fixação ficam a cargo de cada um, mas sugiro “enquadrar” cada módulo numa moldura de madeira (compensado 10 mm) com 20 cm de profundidade e cobrir a face visível (voltada para dentro da sala) com uma tela de tecido bem leve, como uma caixa de som doméstico (a outra face, voltada para o teto, fica nua). Os módulos devem ser pendurados na horizontal, deitados (para uso no teto).
  • 4. Se usar algum tipo de revestimento decorativo (tecido ortofônico ou o revestimento que já vem em algumas placas), tenha em mente que ele refletirá parte das altas frequências, perdendo um pouco da eficiência nessa faixa. Mas nem sempre isso é problema, pois parte do material que já existe num estúdio (tapetes, estofados, gente…) já absorve bem os agudos. Para mais eficiência na absorção de graves, pode-se usar a configuração ao lado, fechando totalmente cada canto da sala, de cima a baixo com dois módulos em cada (2,4 m de altura – complete se necessário, até chegar ao teto). Será formado um triângulo retângulo, sendo dois lados as paredes, e o terceiro, esses dois módulos. Também podem ser colocados no alto, no ângulo entre teto e parede, onde o efeito é semelhante. Para melhor acabamento, pode-se desbastar as placas num ângulo de 45° onde tocam na parede, num encaixe perfeito. Com isso, pode não ser preciso mais nenhuma absorção, para não “matar” a sala. Faça testes auditivos (“ouça” a sala) para determinar a real necessidade. Fonte: Publicado originalmente em http://audiolist.org/ Tags: sonorização Tweet This Share on Facebook Digg This Bookmark Stumble RSS Feed "A capacidade de discernir entre o que é reto e o que não o é, podemos possuí-la unicamente pela confiança individual em Deus. Cada um deve aprender por si, com auxílio dEle, mediante a Sua Palavra. A nossa capacidade de raciocinar foi-nos dada para que a usássemos, e Deus quer que seja exercitada." (E. G. White, Educação, p. 231) Música e Adoração Efeitos da Música Hinologia Livros Artigos Técnicos Outros Artigos © Copyright 2016 — Música Sacra e Adoração. Todos os direitos reservados. Criação: Pablo Seidel