Successfully reported this slideshow.

Contação de historias com a tia thais.

1.942 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia
  • Seja o primeiro a comentar

Contação de historias com a tia thais.

  1. 1. A Escola Municipalizada São Dimas apresenta:
  2. 2. A arte de se encantar no mundo mágico da contação de historias com a Tia Thais do 3° ano B.
  3. 4. Contar história <ul><li>Contar uma história é como um &quot;telefone-sem-fio&quot;. O coração conta uma história para a mente, que conta para os braços, que conta para as mãos, Que contam para uma máquina que traduz em pontos de luz o que antes era uma imagem diante do coração   Os pontos de luz se juntam em palavras contadas aos olhos, que contam para os nervos, Que contam a outra mente, que conta aos seus paradigmas, Que transliteram a mensagem a ser enviada a outro coração. A cada passagem a história é deformada e perde um pouco de si mesma. Logo o que alcança seu destino é a sobra, da sobra, da sobra, da sobra... Não sobra nada. Por que contá-la então? Se não é possível traduzir com perfeição os sentimentos em palavras E ainda impossível garantir que se leiam sentimentos impressos em língua morta. Será impossível compreender o coração. </li></ul>
  4. 5. <ul><li>Mas ele é burro, pois mesmo mudo continua a sonhar. Ele tenta conter, esforça-se para silenciar, Mas as imagens não cessam de aparecer Pois não existem vendas para os olhos do coração. Sonhos, imagens, histórias e lendas, Belos como só um coração é capaz de ver. Eis que surge diante de seus olhos sem vendas, Uma história que ele é incapaz de esquecer. Ele se contorce, luta, sofre e chora, Mas a beleza e a emoção são mais fortes E a história cresce em suas gotas de inspiração, Gotas que se somam em um oceano. Oceano que afoga o coração. E o coração sufocado entra em desespero Pois suas mãos não podem segurar um oceano. Oceano que escapa para a mente, para os braços, para as mãos, Para os olhos, para os nervos, para a mente, para os paradigmas. </li></ul>
  5. 7. <ul><li>Pobre coração, afogado em seu oceano, Falhou em impedir um vazamento, e a cada barreira enfrentada As sobras barradas voltam para inundá-lo ainda mais. Mas meu desejo é que de toda essa letal brincadeira infantil, Nem que seja uma gota, que algo sobreviva ao caminho Até outro coração. Assim poderei consolar meu coração: &quot;Acalme-se, meu amigo, Nem tudo foi perdido, Pois este oceano que o afoga, Um outro coração já o reduziu Em uma gota&quot;. </li></ul><ul><li>Título: Re: [Poesia] Sobre Contar Histórias Enviado por: Neo Pierrot em Julho 23, 2010, 07:20:58 </li></ul>
  6. 9. '' Viajar pela leitura sem rumo, sem intenção. Só para viver a aventura que é ter um livro nas mãos.'' (Clarice Pacheco)

×