c Carlos Drummond de Andrade  ( ...) Pois de tudo fica um pouco. Fica um pouco de teu queixo no queixo de tua filha. De te...
Sua trajetória. <ul><li>Carlos Andrade é mineiro e nasceu em 31 de outubro de 1902. Sua família eram fazendeiros em decadê...
Obras...
Trecho do livro ''contos de um aprendiz''. Nunca pensei dizer um dia à você para ir embora. Pensei que seria para sempre, ...
Trecho do livro ''O avesso das coisas''. Sentimos saudade de momentos de vida e momentos de pessoas. Também temos saudade ...
Trecho do livro ''Poema de sete faces'' Eu não devia te dizer mas essa lua mas esse conhaque botam a gente comovido como o...
Trecho do livro ''Corpo'' Não, meu coração não é maior que o mundo. É muito menor. Nele não cabem nem as minhas dores. Por...
As poesias mais famosas com a nossa interpretação No meio do caminho No meio do caminho tinha uma pedra tinha uma pedra no...
INTERPRETAÇÃO A pedra a qual ele se refere são as ilusões pelas quais ele já passou e que nunca esquecerá, pois de certa f...
AUSÊNCIA Por muito tempo achei que a ausência é falta. E lastimava, ignorante, a falta. Hoje não a lastimo. Não há falta n...
MEMÓRIA Amar o perdido deixa confundido este coração. Nada pode o olvido contra o sem sentido apelo do Não. As coisas tang...
INTERPRETAÇÃO Ele passou tanto tempo convivendo com esse sentimento que passou a aceitá-lo como um sentimento normal, comu...
INTERPRETAÇÃO Que independente dos acontecimentos, bons ou ruins, eles ficam na memória, sendo que os bons sempre vale a p...
 
Equipe  Ana Thalita Nº 05 Carlos Werisson N°15 Sthefanie Oliveira N°26 Tamíres Souza N°49
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Tamíres Souza

573 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
573
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tamíres Souza

  1. 1. c Carlos Drummond de Andrade ( ...) Pois de tudo fica um pouco. Fica um pouco de teu queixo no queixo de tua filha. De teu áspero silêncio um pouco ficou, um pouco nos muros zangados, nas folhas, mudas, que sobem. Ficou um pouco de tudo no pires de porcelana, dragão partido, flor branca, ficou um pouco de ruga na vossa testa, retrato. (...) E de tudo fica um pouco. Oh abre os vidros de loção e abafa o insuportável mau cheiro da memória.
  2. 2. Sua trajetória. <ul><li>Carlos Andrade é mineiro e nasceu em 31 de outubro de 1902. Sua família eram fazendeiros em decadência. Estudou na cidade de Belo Horizonte e com os jesuítas no Colégio Anchieta de Nova Friburgo RJ, de onde foi expulso por &quot;insubordinação mental&quot;. </li></ul><ul><li>De novo em Belo Horizonte, começou a carreira de escritor como colaborador do Diário de Minas, que aglutinava os adeptos locais do incipiente movimento modernista mineiro. </li></ul><ul><li>Várias obras do poeta foram traduzidas para o espanhol, inglês, francês, italiano, alemão, sueco, tcheco e outras línguas. Drummond foi seguramente, por muitas décadas, o poeta mais influente da literatura brasileira em seu tempo, tendo também publicado diversos livros em prosa. </li></ul>
  3. 3. Obras...
  4. 4. Trecho do livro ''contos de um aprendiz''. Nunca pensei dizer um dia à você para ir embora. Pensei que seria para sempre, como nos contos de fada, nos quais Príncipe e Princesa sempre acabam bem. Esqueci que somos pessoas comuns, as quais estão sujeitas a todo tipo de tempestades. Você nunca me quis de verdade, assim como eu te quis demais. Então para sanar o problema te mando embora, matando todo dia um pedaço de você dentro de mim. As vezes doses mais lentas são mais precisas que overdoses.
  5. 5. Trecho do livro ''O avesso das coisas''. Sentimos saudade de momentos de vida e momentos de pessoas. Também temos saudade do que não existiu, e dói bastante. A saudade tem algo de auto-acusação e arrependimento.
  6. 6. Trecho do livro ''Poema de sete faces'' Eu não devia te dizer mas essa lua mas esse conhaque botam a gente comovido como o diabo.
  7. 7. Trecho do livro ''Corpo'' Não, meu coração não é maior que o mundo. É muito menor. Nele não cabem nem as minhas dores. Por isso gosto tanto de me contar. Por isso me dispo, por isso me grito, por isso freqüento os jornais, me exponho cruamente nas livrarias: preciso de todos.
  8. 8. As poesias mais famosas com a nossa interpretação No meio do caminho No meio do caminho tinha uma pedra tinha uma pedra no meio do caminho tinha uma pedra no meio do caminho tinha uma pedra. Nunca me esquecerei desse acontecimento na vida de minhas retinas tão fatigadas. Nunca me esquecerei que no meio do caminho tinha uma pedra tinha uma pedra no meio do caminho no meio do caminho tinha uma pedra
  9. 9. INTERPRETAÇÃO A pedra a qual ele se refere são as ilusões pelas quais ele já passou e que nunca esquecerá, pois de certa forma o ajudou.
  10. 10. AUSÊNCIA Por muito tempo achei que a ausência é falta. E lastimava, ignorante, a falta. Hoje não a lastimo. Não há falta na ausência. A ausência é um estar em mim. E sinto-a, branca, tão pegada, aconchegada nos meus braços, que rio e danço e invento exclamações alegres, porque a ausência assimilada, ninguém a rouba mais de mim.
  11. 11. MEMÓRIA Amar o perdido deixa confundido este coração. Nada pode o olvido contra o sem sentido apelo do Não. As coisas tangíveis tornam-se insensíveis à palma da mão Mas as coisas findas muito mais que lindas, essas ficarão.
  12. 12. INTERPRETAÇÃO Ele passou tanto tempo convivendo com esse sentimento que passou a aceitá-lo como um sentimento normal, comum. A AUSÊNCIA FAZ PARTE DA VIDA.
  13. 13. INTERPRETAÇÃO Que independente dos acontecimentos, bons ou ruins, eles ficam na memória, sendo que os bons sempre vale a pena lembrar, enquanto os ruins preferimos esquecer!
  14. 15. Equipe Ana Thalita Nº 05 Carlos Werisson N°15 Sthefanie Oliveira N°26 Tamíres Souza N°49

×