Projeto faetec

7.663 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

Projeto faetec

  1. 1. E/SUBE/CRE (10.19.060)Escola Municipal Manoel Porto FilhoPROJETO PORTOTEC MÓDULO FAETECPORTOTEC, PORQUE A ESCOLA TÉCNICA É POSSÍVEL!
  2. 2. SUMÁRIO 1. PROVA 2005.............................................................................................................. 03 2. PROVA 2006...............................................................................................................09 3. PROVA 2007................................................................................................................14 4. PROVA 2008............................................................................................................... 18 5. PROVA 2010.1.............................................................................................................223. PROVA 2010.2.............................................................................................................28
  3. 3. PROVA FAETEC 2005"A única coisa que separa um homem do que ele quer da vida normalmente é simplesmente a vontade de tentar aquilo e a fé para acreditar que aquilo é possível."(Richard M. Devos) 3
  4. 4. Portotec, porque a Escola técnica é possível! 4
  5. 5. Portotec, porque a Escola técnica é possível! 5
  6. 6. 6Portotec, porque a Escola técnica é possível!
  7. 7. Portotec, porque a Escola técnica é possível! 7
  8. 8. 8Portotec, porque a Escola técnica é possível!
  9. 9. PROVA FAETEC 2006"Sorte é o que acontece quando a preparação encontra a oportunidade." (Elmer Letterman) 9
  10. 10. Portotec, porque a Escola técnica é possível! 10
  11. 11. Portotec, porque a Escola técnica é possível! 11
  12. 12. 12Portotec, porque a Escola técnica é possível!
  13. 13. Portotec, porque a Escola técnica é possível! 13
  14. 14. PROVA FAETEC 2007O verdadeiro homem mede a sua força quando se defronta com o obstáculo.(Antoine de Saint-Exupéry) 14
  15. 15. CONCOMITANTE LÍNGUA PORTUGUESA A vida de Santos-Dumont foi sempre essa busca de leveza - seda, bambu, música, paz - que nem sempre A DIFÍCIL BUSCA DA LEVEZA superou a realidade. O progresso era sua fantasia. Quan- (Daniel Piza) do se desfez, sua carreira perdeu o rumo. Mas naqueles Paris, 1891. Santos-Dumont, 18 anos, chega à 12 anos de contínua invenção, do balão Brasil à aeronave capital francesa e fica encantado com “a grandeza e o Nº 20, Demoiselle, a mãe dos ultraleves, ele havia progresso”. Sobe por elevador ao topo da recém- construído uma obra única. Havia perseguido e realizado construída Torre Eiffel, um prodígio da engenharia, uma o sonho de permitir que o homem manobrasse caminho estrutura esguia de metal pesado com 300 metros de pelo ar, como o “carro aéreo” que batizou liricamente de altura. Na rua, carros a motor. No ar, balões também Baladeuse. Havia circundado a Torre Eiffel em 19 de motorizados. Era como se o mundo imaginado por Ju- outubro de 1901 com o dirigível Nº 6, em formato de lio Verne que Alberto lia na infância tivesse começado charuto, que queimou todos os recordes da navegação a se tornar realidade. Levaria seis anos para ele voar aérea. Havia desenhado coreografias também com num desses balões. E apenas mais um para ele cons- monoplanos, biplanos e hidroplanos. Dançar elegantemente truir seu próprio, o Brasil - um balão de hidrogênio em com o vento era a obsessão com que acordava e dormia. forma de pêra com o qual ascenderia aos céus em mais Santos-Dumont encarava tudo como uma aventura de 200 oportunidades. E que já trazia uma inovação - mas com a séria missão de dar à humanidade uma técnica: o revestimento era feito de seda japonesa, tão liberdade inédita, ansiada pelo menos desde os antigos leve que parecia um origami da Belle Époque. gregos. Seu pensamento era, no entanto, mais individu- Paris, 1906. Dia 23 de outubro. Santos-Dumont, al, “esportivo”, do que coletivo ou industrial. Ele queria 33 anos, acorda cedo, caminha até o hangar, abre a que cada pessoa tivesse a possibilidade de usar ou ter porta - um sistema de corrediça que ele mesmo inven- uma aeronave para se deslocar no cotidiano. Não por tou - e deixa o sol iluminar seu avião, o 14 bis, também acaso a Demoiselle, a “libélula” ou “senhorita”, foi sua chamado de Ave de Rapina, com o qual pretende dar maior criação do ponto de vista da posteridade - o proje- uma rasante de ousadia e elegância sobre a cidade-luz. to mais próximo da perfeição criado por ele. Era com ela O 14 bis tem asas arqueadas para cima, como as das que Alberto, que gostava de assinar Santos=Dumont para águias, compostas de diedros de seda em traves de acentuar sua dupla nacionalidade (igualmente brasileiro bambu - madeira que tinha a combinação de leveza e e francês), ia de casa até o restaurante - onde jantava resistência adequadas - e fixadas por cordas de piano, com nobres e artistas - e do restaurante até os Champs- em vez dos pesados cabos de aço. O franzino aeronauta, Elysées, exibindo glamour e otimismo. com pouco mais de 1,50 metro, senta ao comando. (Veja Especial) Tenta decolar várias vezes. Às 16h45, enfim o avião se levanta a 3 metros do solo e percorre os 25 metros 01. Para narrar a trajetória de Santos Dumont, o autor exigidos para ganhar o Prêmio Archdeacon. Era a destaca, nos parágrafos iniciais, três aspectos. A primeira exibição pública de um vôo de uma máquina alternativa que sintetiza esses aspectos é: mais pesada que o ar. Glória nas alturas. A) o nascimento – a construção do 14 Bis – a morte Guarujá, 1932. Santos-Dumont, sem voar há 22 B) o encantamento diante das novas tecnologias anos, se aborrece ao ouvir notícias da reação ao Movi- – o vôo do 14 Bis – o suicídio mento Constitucionalista de São Paulo, em que aviões C) a construção de um balão de hidrogênio – a de guerra são usados na “luta entre irmãos”. Está em primeira ida a Paris – a morte da mãe depressão, frágil, atormentado, barba por fazer. A D) o vôo sobre Paris – a elaboração do projeto esclerose cada dia o afeta mais. Não usa mais ternos, do 14 Bis – o Movimento Constitucionalista já não lança modas. O ar pesa sobre sua cabeça. Antes famoso por seu estilo dândi de se vestir - com seu chapéu 02. A alternativa que revela um dos sonhos de Santos panamá, usado com as abas para baixo, e suas gravatas Dumont é: vermelhas, que esvoaçavam enquanto ele pilotava suas A) a construção de aviões de guerra invenções sobre o Rio Sena -, ele se fecha no quarto de B) a construção de transportes de carga hotel, apanha uma das gravatas e comete suicídio. Deve C) a construção de aviões para uso individual ter pensado alguns minutos em sua mãe, que também D) a construção de meios aéreos coletivos de se matara quando ele tinha 28 anos. locomoçãoSECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃOFUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA - FAETEC 3 Portotec, porque a Escola técnica é possível! 15
  16. 16. CONCOMITANTE 03. O uso do Presente do Indicativo nos três parágra- 07. A alternativa que preenche adequadamente as lacu- fos iniciais do texto é explicado por narrar: nas dos períodos que seguem é: A) verdades científicas, assegurando-lhes credibilidade I. Para ____________ no mundo da ciência você B) ações habituais, assegurando-lhes dinamismo vai precisar ler muito. C) acontecimentos atuais, dando-lhes veracidade D) fatos passados, dando-lhes vivacidade II. A _____________ da Câmara foi adiada por falta de quorum. 04. “Deve ter pensado alguns minutos em sua mãe, que também se matara quando ele tinha 28 anos.” III. O rapaz foi _____________ de louco só porque O verbo em destaque está no pretérito mais-que- pretendia _____________ todos os itens necessá- perfeito, que indica um fato ocorrido antes de ou- rios à sobrevivência da espécie humana. tro também passado. A alternativa que apresenta o A) emergir – sessão – tachado – descriminar mesmo tempo verbal é: B) imergir – sessão – tachado – discriminar A) “Tenta decolar várias vezes.” B) O “carro aéreo” foi batizado de Baladeuse. C) emergir – seção – taxado – descriminar C) “Havia desenhado coreografias também com D) imergir – cessão – taxado – discriminar monoplanos, biplanos e hidroplanos.” D) Santos Dumont teria sofrido muito se tivesse 08. E que já trazia uma inovação técnica: o revesti- presenciado o caos recente nos aeroportos do país. mento era feito de seda japonesa, tão leve que parecia um origami da Belle Époque.” 05. A alternativa em que o termo destacado pode ser classificado como pronome relativo é: A oração destacada tem o significado de: A) “Santos-Dumont, sem voar há 22 anos, se aborrece A) conseqüência ao ouvir notícias da reação ao Movimento B) conformidade Constitucionalista de São Paulo, em que aviões de guerra são usados na “luta entre irmãos”.” C) condição B) “Havia perseguido e realizado o sonho de D) causa permitir que o homem manobrasse caminho pelo ar, como o “carro aéreo” que batizou 09. Os radicais destacados em diedros, hidroplanos, liricamente de Baladeuse.” suicídio e aeronauta significam, respectivamente: C) “E que já trazia uma inovação técnica: o A) dois – hidrogênio – morte – nave revestimento era feito de seda japonesa, tão leve que parecia um origami da Belle Époque.” B) plano – eletricidade – morte – nave D) “Ele queria que cada pessoa tivesse a C) dois – água – a si próprio – navegante possibilidade de usar ou ter uma aeronave para D) ângulo – água – a si próprio – navegante se deslocar no cotidiano.” 06. “ E apenas mais um para ele construir seu próprio, 10. A alternativa em que a concordância verbal foi feita o Brasil” (...) de acordo com o padrão culto da língua é: A oração em destaque que desempenha a mesma A) Segundo as últimas declarações de função sintática do termo acima está na seguinte controladores de vôo, devem haver “pontos alternativa: cegos” no controle do tráfego aéreo. A) “Quando se desfez, sua carreira perdeu o rumo.” B) Nem o Ministério dos Transportes nem a B) “Deve ter pensado alguns minutos em sua mãe, que também se matara quando ele tinha 28 anos.” Aeronáutica soube explicar o porquê do apagão C) “Era com ela que Alberto, que gostava de aéreo. assinar Santos=Dumont para acentuar sua C) Até hoje não se esclareceu as causas do dupla nacionalidade (...)”. acidente com o avião da Gol. D) “Havia perseguido e realizado o sonho de D) Nos aeroportos de todo o país, assistiu-se a permitir que o homem manobrasse caminho pelo ar, como o “carro aéreo” que batizou cenas degradantes. liricamente de Baladeuse.” SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO4 FUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA - FAETEC Portotec, porque a Escola técnica é possível! 16
  17. 17. CONCOMITANTE MATEMÁTICA 15. Num determinado período, aterrissaram 9 aviões 11. O 14 BIS ESTÁ NO AR lotados. Sabendo que 2430 passageiros foram trazi- dos por esses aviões, você pode afirmar que o núme- Em 12 de novembro de 1906, no campo de Bagatelle ro de aviões do tipo A que aterrisaram foi igual a: na França, Santos Dumont, com o seu 14 BIS, bateu o A) 6 recorde voando, por 220 metros, a 6 m do solo. B) 5 A unidade de medida “pé” é bastante utilizada na C) 4 aviação; um pé vale 30,48 centímetros. D) 3 A altura atingida pelo 14 BIS, medida em pés, vale 16. As laterais opostas da pista de pouso representam aproximadamente a: retas classificadas como: A) oblíquas A) 0,97 B) paralelas B) 1,97 C) concorrentes C) 10,97 D) perpendiculares D) 19,7 17. Considere que o raio da roda de um avião é igual a Leia o texto abaixo para responder às questões 12 a 16. 50cm e π = 3,14. Quando a roda perfaz uma volta completa, o deslocamento do avião, em metros, A pista de pouso de um aeroporto possui a forma corresponde a: de um retângulo e as suas dimensões são: 1320 m de A) 3,14 comprimento e 120 m de largura. A sua capacidade B) 31,4 máxima de decolagens e aterrissagens é de 20 aviões a C) 314 cada hora. D) 3140 Ali aterrissam aviões com capacidade para 150 ou 18. Exatamente no centenário do primeiro vôo do 14 330 passageiros. Os aviões de maior capacidade são BIS, uma grande crise se instalou na aviação brasi- classificados como tipo A e os de menor, como tipo B. leira, provocando muitos atrasos e cancelamentos de vôos. Um vôo marcado para partir às 18h 25min 12. A área da pista desse aeroporto, em metros qua- somente conseguiu decolar às 23h 48min. O atraso drados, é igual a: desse vôo, em minutos, foi igual a: A) 158.400 A) 93 B) 79.200 B) 127 C) 263 C) 19.800 D) 323 D) 2.880 19. Dos 180 vôos previstos num determinado dia em um 13. A medida do perímetro dessa pista, em metros, aeroporto, houve problemas de atraso em 45 deles. O equivale a: porcentual de vôos com atraso correspondeu a: A) 1440 A) 45% B) 30% B) 2880 C) 25% C) 3120 D) 20% D) 5280 20. O lanche em uma aeronave é servido dentro de 14. Obedecendo à capacidade dessa pista, o número uma caixa que possui a forma de bloco retangular de aviões que poderão aterrissar ou decolar, du- ou paralelepípedo. As dimensões dessa caixa são rante 12 horas de operação, será: 8cm de largura, 12cm de comprimento e 6cm de altura. O seu volume, em centímetros cúbicos, é: A) 120 A) 96 B) 180 B) 224 C) 240 C) 432 D) 320 D) 576SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃOFUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA - FAETEC 5 Portotec, porque a Escola técnica é possível! 17
  18. 18. PROVA FAETEC 2008"Grandes realizações não são feitas por impulso, mas por uma soma de pequenas realizações." (Vincent Van Gogh) 18
  19. 19. CONCOMITANTE LÍNGUA PORTUGUESA 04. Contém erro, quanto à função sintática do termo em desta- que, a seguinte alternativa: TEXTO I Partir... Caminhar... A) “Partir é não rodar, permanentemente, ...” - adjunto adverbial de modo 1 Partir é, antes de tudo, sair de si. Romper a crosta de egoísmo B) “... a discordância não seja sistemática e proposital, ...” que tende a aprisionar-nos no próprio eu. - predicativo Partir é não rodar, permanentemente, em torno de si, numa atitu- C) “... ou atingir velocidades supersônicas, ...” - objeto de de quem, na prática, se constitui no centro do Mundo e da vida. direto 5 Partir não é rodar apenas em volta dos problemas das insti- D) “Partir é, antes de tudo, sair de si.” - sujeito tuições a que se pertence. Por mais importantes que elas sejam, E) “ir-lhes ao encontro” - objeto indireto maior é a humanidade, a que nos cabe servir. Partir, mais do que devorar estradas, cruzar mares ou atingir 05. O fragmento do texto em que a palavra em destaque NÃO se velocidades supersônicas, é abrir-se aos outros, descobri-los, ir- classifica como pronome relativo é:.10 lhes ao encontro. A) “Por mais importantes QUE elas sejam, ...” Abrir-se às idéias, inclusive contrárias às próprias, demons- B) “,... maior é a humanidade, a QUE nos cabe servir.” tra fôlego de bom companheiro. Feliz de quem entende e vive este C) “Mas o bom viajor sabe QUE a grande caminhada é a pensamento. “Se discordas de mim, tu me enriqueces.” vida ...” Ter ao próprio lado quem só sabe dizer amém, quem concor- D) “... em volta dos problemas das instituições a QUE se15 da sempre, de antemão e incondicionalmente, não é ter um compa- pertence.” nheiro, mas, sim, uma sombra de si mesmo. Desde que a discordância E) “Romper a crosta de egoísmo QUE tende a aprisionar- não seja sistemática e proposital, que seja fruto de visão diferente, nos no próprio eu.” a partir de ângulos novos, importa de fato em enriquecimento. É possível caminhar sozinho. Mas o bom viajor sabe que a TEXTO II20 grande caminhada é a vida e esta supõe companheiros. Compa- Turbilhão nheiro, etimologicamente, é quem come o mesmo pão. Venha se perder nesse turbilhão. Feliz de quem se sente em perene caminhada e de quem vê no Não se esqueça de fazer próximo um eventual e desejável companheiro. Tudo o que pedir esse seu coração. O bom companheiro preocupa-se com os companheiros Tem muita gente que só vive pra pensar;25 desencorajados, sem ânimo, sem esperança... Adivinha o instante em Existe aquele que não pensa pra viver. que se acham a um plano do desespero. Apanha-os onde se encontram. Deixa que desabafem e, com inteligência, com habilidade e, sobretudo, Eu, por exemplo, na paixão, com amor, leva-os a recobrar ânimo e voltar a ter gosto na caminhada. Mesmo que tenha que sofrer, Eu abro o jogo e o coração Marchar por marchar não é ainda verdadeiramente caminhar. E deixo o meu barco correr.30 Caminhar é ir em busca de metas, é prever um fim, uma chegada, um desembarque. Venha se perder nesse turbilhão. Mas há caminhada e caminhada. Não se esqueça de fazer Tudo o que pedir esse seu coração. Para as Minorias Abraâmicas, partir, caminhar, significa mo- ver-se e ajudar muitos outros a moverem-se no sentido de tudo Tem muita gente que não quer se complicar;35 fazer por um mundo mais justo e mais humano. Existe aquele que não perde a sua fé. (D. Hélder Câmara, O Deserto é fértil.) Eu, por exemplo, meu amigo. 01. A alternativa que contém erro com relação ao texto é: Pelo amor de uma mulher, A) Do primeiro ao segundo parágrafo há exemplificação, Eu viro a cara pro perigo justificativas e comprovações da idéia do autor. E seja lá o que Deus quiser. B) Os dois últimos parágrafos apresentam a conclusão do texto. Venha se perder nesse turbilhão. C) O primeiro parágrafo explica todos os sentidos de partir. Não se esqueça de fazer D) O autor tenta convencer o leitor com vários argumentos. Tudo o que pedir esse seu coração. E) O primeiro parágrafo resume todo o texto. (Toquinho -Mutinho) 02. A conclusão do texto se inicia a partir da seguinte palavra: 06. “Venha se perder nesse turbilhão.” A) caminhar (linha 30) A função da linguagem predominante no verso acima é: B) significa (linha 33) A) metalingüística C) marchar (linha 29) B) referencial D) mas (linha 32) C) emotiva E) para (linha 33) D) conativa 03. O objetivo do autor com este texto é: E) fática A) Incentivar a caminhada como uma busca de uma melhor 07. Uma das formas de reescrevermos o verso “Tem muita gente qualidade de vida. B) Buscar a conscientização da importância da ajuda mútua que só vive para pensar”, de acordo com os padrões da norma e fraternal. culta da língua, é: C) Aconselhar o viajor a ter sempre um companheiro em A) Hão muitas pessoas que só vivem para pensar. suas viagens. B) Há muitas pessoas que só vivem para pensar. D) Relacionar diversos significados para os verbos partir e C) Têm muitas pessoas que só vivem pra pensar. caminhar. D) Têm muita gente que só vive para pensar. E) Apresentar os pontos negativos de uma viagem. E) Hão muita gente que só vive para pensar.SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃOFUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA - FAETEC Portotec, porque a Escola técnica é possível! 3 19
  20. 20. CONCOMITANTE 08. É exemplo de denotação o seguinte verso: MATEMÁTICA A) “Existe aquele que não pensa pra viver.” 11. Para testar a eficácia do anúncio de uma campanha contra a B) “Tudo o que pedir esse seu coração.” violência, certa agência de propaganda realizou uma pesquisa C) “E deixo o meu barco correr.” com 2.000 pessoas. Por uma falha da equipe, a agência omitiu D) “Eu abro o jogo e o coração” os dados dos campos x, y, z e w no seu relatório sobre a E) “Eu viro a cara pro perigo” pesquisa,conforme mostra a tabela a seguir: 09. Na oração “Não se esqueça de fazer”, o verbo destacado se No de pessoas que: Aprovaram Não aprovaram Total encontra no seguinte modo: A) presente do subjuntivo Viram o anúncio x y 1.500 B) presente do indicativo Não viram o anúncio 200 z 500 C) futuro do subjuntivo Total 600 w 2.000 D) pretérito imperfeito Com base nessa tabela, uma conclusão correta quanto à posi- E) imperativo ção dos entrevistados em relação ao anúncio dessa campanha 10. Na oração “Tudo O que pedir esse seu coração” a classe é: gramatical da palavra em destaque é: A) 15% viram e não aprovaram A) pronome demonstrativo B) 20% das 2.000 pessoas viram e aprovaram B) pronome pessoal C) 30% não viram e não aprovaram C) artigo definido D) 60% não aprovaram D) preposição E) 55% aprovaram E) conjunção 12. Três cidades - A, B e C - realizam grandes festas. A cidade A realiza festas de 5 em 5 meses, B realiza de 8 em 8 meses e C de 12 em 12 meses. Essas festas coincidiram em abril de 2.000. Elas voltarão a coincidir novamente em: A) abril de 2.120 B) maio de 2.120 C) março de 2.010 D) abril de 2.010 E) maio de 2.010 13. Dividindo-se o número 135 em duas partes tais que uma delas seja a quarta parte da outra, a menor dessas partes será um número classificado como: A) par B) primo C) múltiplo de 3 D) múltiplo de 7 E) divisível por 5 14. Dividindo-se o polinômio P = 4 x 4 − 12 x 3 + 6 x 2 − 2 x pelo 1 monômio − x, obtém-se: 4 A) − 16 x 3 + 48 x 2 − 24 x + 8 B) − 16 x 3 − 48 x 2 + 24 x − 8 3 1 C) − x 3 + 3x 2 − x+ 2 2 3 1 D) − x − 3 x + x− 3 2 2 2 1 E) − x 3 + 3x 2 − 3x + 2 15. Um grande ato público contra a violência foi organizado em uma certa cidade. Uma avenida de 1,25 km de extensão e 40 m de largura foi totalmente tomada pelo público. Supondo que quatro pessoas ocupam 1 metro quadrado, o número de pessoas que foram ao evento corresponde a: A) 125.000 B) 200.000 C) 250.000 D) 375.000 E) 500.0004 SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO 20 Portotec, porque a Escola técnica é possível! FUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA - FAETEC
  21. 21. CONCOMITANTE 16. Na figura abaixo tem-se: AG//BC, EF//CD, AB//GF e os pon- GEOGRAFIA tos A,B,D e E estão alinhados. Sabendo-se que a altura da figura mede 8 cm, a altura do triângulo BDC mede 6 cm e que 21. Durante a geopolítica da Guerra Fria (1945-1990), a geogra- AB=DE=GF= 2 cm e BD = 3 cm. A área da parte hachurada fia mundial era desenhada pela bipolaridade entre as duas equivale, em cm2, a: superpotências nucleares que rivalizavam o poder e o domí- nio político, econômico e militar no mundo. Em 1969, foi construído o Muro de Berlim, passo marcante dessa rivalida- C de, entre essas duas superpotências. Assim, a Cidade de Berlim foi dividida e ocupada de acordo com zonas de inte- resses dessas superpotências. A alternativa que mostra essa correlação de forças entre a parte da cidade de Berlim e as potências que a ocupou, nesse A) 54 período, são: B) 36 A) Oriental - socialista - Alemanha Oriental, Polônia, Hungria C) 32 B) Oriental – socialista - União Soviética, Alemanha Oriental D) 27 e Polônia E) 25 C) Oriental - capitalista – União Soviética, Alemanha Oriental e Hungria ⎧7 x + 3 y = 12 D) Ocidental - capitalista - Estados Unidos das Américas, 17. Considere o sistema de equações ⎨ . França e Grã-Bretanha ⎩5 x + 2 y = 8 E) Ocidental - capitalista - Estados Unidos das Américas, A alternativa que indica uma possível relação entre x e y é: Alemanha Ocidental, Grã-Bretanha A) x – y = 4 22. Três países participaram, logo após o fim da Segunda Guerra x Mundial, do processo inicial de formação que culminaria, em B) =4 y 1995, com a criação do que é, hoje, a União Européia. Esses países são: C) x =2 A) Bélgica, Holanda e Luxemburgo D) x = 4 y B) Holanda, Bélgica e Dinamarca E) x.y = 0 C) Luxemburgo, França e Suécia D) Suécia, Dinamarca e França 18. Num triângulo retângulo em que os catetos medem 6 cm e 8 E) França, Holanda e Bélgica cm, o raio da circunferência inscrita é igual, em cm, a: A) 1 23. A afirmativa que contém apenas características do modo de B) 2 produção socialista é: C) 3 A) economia estatal, livre concorrência, sociedade dividida D) 4 em classes E) 5 B) economia de mercado, controle político por vários partidos, presença de classe burguesa 19. A expressão, E = ( ) ( 80 + 180 − 20 − 5 ) , simplificada, C) sociedade dividida em classes, vários partidos políticos 405 no poder, lei da oferta e da procura corresponde a: D) sociedade dividida em classes, domínio político do partido A) 1 socialista, lei da oferta e da procura B) 9 E) economia planificada, controle político e econômico pelo 11 partido comunista, inexistência de divisão de classes C) sociais 9 D) 2 5 24. A alternativa que melhor identifica o fenômeno da conurbação, vivenciado pelas principais metrópoles brasileiras e mundi- 5 ais, é: E) 5 A) formação de metrópoles mundiais, com ênfase na prestação de serviços em geral 20. A equação 3x + 24 = 0, no conjunto dos números naturais B) consolidação do espaço urbano, com fundamento na ( N) tem como solução: expansão da produção industrial, em larga escala A) –8 B) –7 C) hipertrofiamento das principais cidades brasileiras e C) –6 mundiais, devido à “inchação” urbana, decorrente do D) 8 êxodo rural E) Um conjunto vazio D) crescimento de áreas urbanas em todo o mundo, sem aglomeração de cidades de vários portes industriais, comerciais e populacionais E) conjunto de cidades bem planejadas pelo poder público, sem problemas ambientais e sociais graves, já que possuem boa prestação de serviços, em geralSECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO Portotec, porque a Escola técnica é possível! 5 21FUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA - FAETEC
  22. 22. FAETEC PROVA 2010 (1° Semestre)Coragem é a resistência ao medo, domínio do medo, e não a ausência do medo.(Mark Twain) 22
  23. 23. Ensino Médio/ConcomitanteLÍNGUA PORTUGUESA 07. “É como se as mudanças estivessem em curso em outro mun- CAOS NO CLIMA do”; a expressão “em curso” se refere a um tempo que: Planeta Terra, O Globo A) está passando neste momento. B) irá passar em pouco tempo. Parece haver um abismo entre as revelações da ciência sobre C) passou há muito tempo.as mudanças climáticas que a Terra atravessa e a resposta de polí- D) vai passar rapidamente.ticos e do público. Enquanto surgem sinais cada vez mais dramáti- E) acabou de passar.cos de que o tempo para agir se esgota, políticos de vários paísespreferem discutir prazos maiores. Muita gente ainda não se deu 08. “...e não à nossa volta”; a expressão “à nossa volta” poderiaconta de que suas próprias emissões e seu modo de vida confortá- ser substituída, de forma adequada ao sentido, por:vel estão relacionados ao aquecimento do planeta. É como se as A) contra a nossa vontade.mudanças estivessem em curso em outro mundo e não à nossa B) sem o nosso conhecimento.volta. Mas como não é possível se mudar deste planeta, é hora de C) próximo a todos os cidadãos.prestar mais atenção no desdobramento das discussões que come- D) com o consentimento das autoridades.çam daqui a poucos dias na Conferência do Clima de Copenhague, E) longe de todos os habitantes do planeta.a mais importante desde a Rio-92. 09. “Mas como não é possível se mudar deste planeta”; a única01. Pela leitura do texto, podemos depreender que seu autor pre- conjunção que pelo sentido do texto não pode substituir mas tende que ele funcione como: de forma adequada é: A) uma crítica ao governo atual. A) logo B) um alerta contra o descaso ambiental. B) porém C) um voto de apoio à realização da Rio-92. C) todavia D) um elogio à Conferência de Copenhague. D) contudo E) entretanto E) uma condenação dos hábitos da classe média. 10. Leia as frases abaixo:02. A palavra caos, presente no título do texto, alude a: I– Parece haver um abismo entre as revelações da ciência A) uma série de perturbações meteorológicas. sobre as mudanças climáticas QUE a Terra atravessa... B) uma diminuição da renda em todo o mundo. II– Enquanto surgem sinais cada vez mais dramáticos de C) um calor exagerado nas regiões pobres do planeta. QUE o tempo para agir se esgota... D) uma desordem geral causada pelo aquecimento. III– ...prestar mais atenção no desdobramento das discussões E) uma inevitável extinção de algumas espécies animais. QUE começam daqui a poucos dias...03. O cenário dramático do futuro do planeta, segundo o texto, é IV– Muita gente ainda não se deu conta de QUE suas próprias visto da seguinte forma: emissões... A) com indiferença ou pouca preocupação pelos políticos e Entre as frases dadas, aquelas em que o vocábulo QUE tem a pelo público. classe de pronome relativo são: B) com exagerada preocupação por parte dos cientistas A) I – II brasileiros. B) I – III C) com intensa angústia, pelos cientistas, políticos e público. C) II – IV D) com despreocupação, segundo as revelações da ciência. D) II – III – IV E) com atenção, pelas altas autoridades do país. E) I – II – III04. No primeiro período do texto, os elementos que se opõem 11. A alternativa abaixo que mostra erro entre verbo e substanti- são: vo correspondente é: A) respostas do público X situação da Terra. A) atravessar – travessia B) mudanças climáticas X situação da Terra. B) preferir – preferência C) respostas de políticos X respostas do público. C) surgir – surgimento D) revelações da ciência X mudanças climáticas. D) discutir – discurso E) revelações da ciência X respostas de políticos e do E) mudar – mudança público. 12. “Mas como não é possível se mudar deste planeta...”; a for-05. Há correspondência equivocada entre os termos na seguinte ma de reescrever-se essa mesma frase do texto que altera o alternativa: seu sentido original é: A) “revelações da ciência” = revelações científicas. A) Como mudar-se deste planeta, no entanto, é impossível... B) “que a Terra atravessa” = atravessadas pela Terra. B) Como mudar-se deste planeta, porém, não é possível... C) “Enquanto surgem sinais” = surgem sinais por enquanto. C) Mas como não é impossível mudar-se deste planeta... D) “a mais importante desde a Rio-92” = desde a Rio-92, a D) Mas como é impossível mudar-se deste planeta... mais importante. E) Mas como mudar-se deste planeta é impossível... E) “prestar mais atenção no desdobramento” = prestar mais 13. “Enquanto surgem sinais cada vez mais dramáticos...”; nes- atenção no desdobrar. sa frase do texto há um adjetivo em grau superlativo, o que06. “Parece haver...público”; a frase em que a concordância com também ocorre em: a forma verbal sublinhada está correta é: A) “é hora de prestar mais atenção no desdobramento das A) parecem haverem revelações. discussões..” B) parece haverem revelações. B) “Parece haver um abismo entre as revelações da ciência...” C) parecem haver um abismo. C) “Mas como não é possível se mudar deste planeta...” D) parece haverem abismos. D) “Muita gente ainda não se deu conta...” E) parece haver abismos. E) “...a mais importante desde a Rio-92”. 23 Portotec, porque a Escola técnica é possível! 3
  24. 24. Ensino Médio/Concomitante 14. A alternativa que mostra a presença da junção, respectiva- 21. A palavra abaixo que não apresenta o mesmo processo de mente, de um substantivo com um adjetivo é: formação que as demais é: A) mudanças climáticas A) desdobramento B) próprias emissões C) vários países B) revelações D) outro mundo C) importante E) muita gente D) climáticas 15. A alternativa em que o valor do conectivo sublinhado está E) países indicado corretamente é: A) “...as revelações da ciência sobre as mudanças 22. “Conferência do Clima de Copenhague”; os dois termos su- climáticas...” = lugar. blinhados apresentam, respectivamente, o seguinte valor: B) “É como se as mudanças estivessem em curso...” = comparação. A) local – causa C) “...estivessem em curso em outro mundo...” = tempo. B) tema – tempo D) “...que começam daqui a poucos dias...” = direção. C) assunto – local E) “...a mais importante desde a Rio-92” = modo. D) tempo – assunto 16. O segmento do texto que não traz qualquer tom crítico é: E) causa – finalidade A) “É como se as mudanças estivessem em curso em outro mundo e não à nossa volta”. 23. “...sinais cada vez mais dramáticos...”; o termo sublinhado B) “Muita gente ainda não se deu conta de que suas próprias significa que os sinais: emissões e seu modo de vida confortável estão relacionados A) desfrutam de grande prestígio. ao aquecimento do planeta”. C) “Parece haver um abismo entre as revelações da ciência B) representam uma situação grave. sobre as mudanças climáticas que a Terra atravessa e a C) são motivo de grandes discussões. resposta de políticos e do público.” D) chegam a ser motivo de peças teatrais. D) “Enquanto surgem sinais cada vez mais dramáticos de E) passam a ser tema constante na mídia. que o tempo para agir se esgota, políticos de vários países preferem discutir prazos maiores”. 24. A Conferência do Clima em Copenhague é vista no texto como: E) “Mas como não é possível se mudar deste planeta, é A) um espetáculo patrocinado pelos políticos. hora de prestar mais atenção no desdobramento das B) uma solução para todos os problemas do clima. discussões que começam daqui a poucos dias na Conferência do Clima de Copenhague, a mais importante C) uma esperança de que o tema seja levado a sério. desde a Rio-92”. D) mais um momento de reflexão sobre a violência política. E) mais uma tentativa fracassada de conscientização do homem. 17. “Enquanto surgem sinais...”; nesse caso, o sujeito da frase está posposto ao verbo, assim como na seguinte frase do texto: A) “Parece haver um abismo...” B) “É como se as mudanças estivessem em curso...” C) “...vários países preferem discutir prazos maiores.” D) “Mas como não é possível se mudar deste planeta...” E) “...as discussões que começam daqui a poucos dias...”. 18. “...a mais importante desde a Rio-92”; deduz-se desse seg- mento do texto que: A) a conferência do Rio-92 foi muito importante. B) a próxima conferência também vai ocorrer no Rio. C) a conferência do Rio-92 não teve bons resultados. D) a última conferência climática realizada foi a do Rio-92. E) a conferência de Copenhague vai ser mais importante do que a do Rio-92. 19. “Mas como não é possível se mudar deste planeta...”; esta frase significa que, no momento atual, as pessoas não podem: A) deslocar-se sem documentos de identificação. B) modificar seus hábitos repentinamente. C) mudar livremente de um país a outro. D) passar a residir em outro planeta. E) viajar sem autorização. 20. “...políticos de vários países...”; o termo sublinhado muda de sentido conforme a posição do termo vários em relação ao substantivo; a alternativa em que o termo sublinhado pode apresentar o mesmo caso é: A) avaliações perfeitas B) político competente C) problemas climáticos D) público desinformado E) discussões interessantes 244 Portotec, porque a Escola técnica é possível!
  25. 25. Ensino Médio/ConcomitanteMATEMÁTICA 30. Observe a figura abaixo:25. Credita-se a Tales de Mileto, um dos “sete sábios” da Anti- guidade, a descoberta matemática, hoje elementar para os alu- nos, de que “um ângulo inscrito num semicírculo é reto”. Ela sugere um terreno em forma de trapézio, cuja área é de 416m2. Sabe-se que as distâncias AB e CD medem 32m e Assim, se as cordas AB e AC medem, respectivamente, 5cm 20m, respectivamente. O perímetro desse trapézio equivale, e 12cm, pode-se concluir que o diâmetro BC corresponde, em cm, a: em metros, a: A) 13,0 A) 76 B) 13,5 B) 78 C) 14,0 C) 84 D) 14,5 D) 86 E) 15,0 E) 8826. Um grupo de n jovens resolveu fazer uma festa, com previ- 31. A soma das medidas dos ângulos internos de um polígono são inicial de R$ 80,00 para cada um. Com a desistência de convexo é 1080º. Esse polígono denomina-se: dois deles, cada um dos restantes precisou contribuir com A) hexágono R$ 100,00. Uma equação do 1º grau que permite calcular o B) heptágono número n de jovens é: C) octógono A) 100 × n = 80 × (n – 2) D) eneágono B) 80 × n = 100 × (n – 2) E) decágono C) 100 × n = 80 × (n + 2) D) 80 × n = 100 × (n + 2) 6 8 22 14 E) 80 × (n + 2) = 100 × (n – 2) 32. Considere as frações a = , b= , c= , d= . 15 30 55 3527. A Taça Guanabara de futebol profissional foi criada em 1965. Do ano de sua criação até 2009, o total de títulos conquista- Dentre elas, são equivalentes à fração : dos está distribuído da seguinte forma: A) a, b, c B) a, b, d C) a, c, d D) b, c, d E) a, b, c, d 33. Observe a figura: O percentual de títulos conquistados pelo Flamengo, em rela- ção ao total de títulos disputados, corresponde exatamente a: A) 34% B) 36% C) 38% D) 40% Ela sugere a distância entre os postos de saúde A, B, C e H. E) 42% Sendo AC = 18km, AB = 24km e BÂC = 90º, a distância AH28. O raio equatorial do planeta Plutão é de 1160km. Muitos teles- equivale, em km, a: cópios não conseguem vê-lo, porque ele é menor que a Lua A) 14,2 terrestre, cujo raio mede 1738km. O raio da Lua terrestre é o B) 14,4 seguinte número aproximado de vezes maior que o raio de Plutão: C) 14,5 A) 1,1 B) 1,3 D) 14,8 C) 1,5 E) 14,9 D) 1,7 34. O discriminante Δ de uma equação do 2º grau é dado pela E) 1,9 expressão Δ = b2 – 4ac. Sendo a = –3, b = 7 e c = –4, o valor29. Um banco oferece um empréstimo de R$ 30.000,00 para ser numérico de Δ é: pago em 48 prestações fixas de R$ 1.100,00. A porcentagem A) –2 de aumento sobre o valor do empréstimo corresponde a: A) 66% B) –1 B) 68% C) 0 C) 74% D) 1 D) 76% E) 2 E) 78% 25 5 Portotec, porque a Escola técnica é possível!
  26. 26. Ensino Médio/Concomitante 35. Uma pessoa tem três filhos - André, Carlos e Renato -, cujas 41. Observe o polígono convexo abaixo: profissões são economista, médico e advogado, não necessa- riamente nessa ordem. Um deles é economista em Brasília, o outro está em São Paulo e o último, no Rio de Janeiro. André não está em Brasília, Renato não está em São Paulo e o que é advogado não está no Rio de Janeiro. Se Renato é médico, e não economista, pode-se afirmar que: A) Carlos é economista e está no Rio de Janeiro. B) Renato é médico e está em São Paulo. C) Carlos é economista e está em Brasília. D) André é advogado e está em Brasília. E) André é advogado e está em São Paulo. 36. A relação entre a escala de temperatura Celsius (T ) e a Este polígono é o dodecágono (12 lados). Se o número d de c diagonais de um polígono convexo de n lados é obtido pela Fahrenheit (TF) é dada pela fórmula . fórmula , o número de diagonais de um Assim, uma temperatura de 68 graus Fahrenheit corresponde, em graus Celsius, a: dodecágono convexo é: A) 16 A) 46 B) 17 B) 48 C) 18 C) 52 D) 19 D) 54 E) 20 E) 56 37. Se uma mercadoria sofre um desconto, o seu novo preço é igual ao preço antigo multiplicado pelo fator de redução. Se uma mer- Leia a informação abaixo e responda às questões 42 e 43. cadoria sofre um desconto de 4,5%, o fator de redução é igual a: A) 0,045 Um terreno retangular de x metros de largura e y metros de B) 0,095 comprimento possui 360m2 de área. C) 0,955 D) 1,045 42. A lei de correspondência que expressa o valor do comprimen- E) 1,450 to y em função da largura x é: A) x + 360 38. Observe a sequência abaixo: B) 360 – x (18, a, 36, b, 54, c, 72, 81) C) 360x Ao identificar um padrão nessa sequência, você descobrirá os D) valores de a, b e c. A soma a + b + c vale: A) 1361 E) B) 1362 C) 1364 43. Se o comprimento desse terreno tem 18m a mais que a largu- D) 1365 ra, o seu perímetro corresponde, em metros, a: E) 1368 A) 80 39. Na bilheteria de um show, 100 pessoas foram atendidas em B) 84 40 minutos. Se este ritmo for mantido, o número de pessoas C) 88 atendidas em 3 horas será: D) 92 A) 420 E) 96 B) 450 C) 480 44. Considere os números m = 2,5, n = 0,666..., p = 0 e q = . D) 510 Dentre esses números, os racionais são: E) 540 A) m, n e p 40. Observe a figura abaixo: B) m, n e q C) m, p e q D) n, p e q E) m, n, p e q 45. Considere a reta numérica representada abaixo: Ela sugere duas cordas esticadas AB e CD, de uma região O número racional está localizado entre os seguintes circular, que se cruzam no ponto P. A relação verdadeira entre números: as distâncias PA, PB, PC e PD é: A) 2,0 e 2,5 A) PA + PB = PC + PD B) 2,5 e 3,0 B) PA + PC = PB + PD C) PA × PB = PC × PD C) 3,0 e 3,5 D) PA × PC = PB × PD D) 3,5 e 4,0 E) PC – PD = PB – PA E) 4,0 e 4,56 Portotec, porque a Escola técnica é possível! 26
  27. 27. Ensino Médio/Concomitante46. Observe a regularidade na sequência abaixo: (3, 12, 48, 192, ...) ↓ ↓ ↓ ↓ a b c d Seguindo a ordem alfabética e o padrão observado, conclui-se que a letra h corresponderá à seguinte expressão algébrica: A) 4a + 7 B) 7a + 4 C) 7a – 4 D) a . 47 E) a . 7447. Você pode calcular a idade do meu filho, substituindo, na expressão abaixo, a letra i pela sua idade: 2x(i + 53) – 2x(i + 51) A idade do meu filho, em anos, é: A) 4 B) 5 C) 6 D) 7 E) 848. Considere a malha quadriculada abaixo e o par de polígonos semelhantes destacados. A razão entre a área do menor e a área do maior é: A) B) C) D) E) 7 27 Portotec, porque a Escola técnica é possível!
  28. 28. FAETECPROVA 2010 (2° Semestre)"O homem é o que ele acredita" (Anton Tchecóv) 28
  29. 29. Ensino Médio/Concomitante LÍNGUA PORTUGUESA TEXTO 2 TEXTO 1 CARTA DO LEITOR: BLITZ SEM CAOS RIO É O ESTADO ONDE LEI SECA TEVE MAIS EFEITO Flávio Coutinho – O Globo, 8/6/2010 O Globo, 18/06/2010 As blitzes de trânsito, por necessidade de trabalho da polícia, Um balanço divulgado ontem pelo Ministério da Saúde mostra fazem com que os carros tenham que transitar por uma faixa só, e que o número de mortes em acidentes caiu 32% no Estado do Rio nos com velocidades bem reduzidas. Isso, logicamente, dependendo do 12 meses após a regulamentação da Lei Seca. A redução chega a ser o horário, produz grandes engarrafamentos. Uma forma de minorar- dobro de alguns estados e cinco vezes maior que a média nacional, mos os problemas seria fazermos uma espécie de loteria, aprovei- que ficou em 6,2%. No Rio foram poupadas 694 vidas, contra 2302 tando os sinais de trânsito. O sinal ficou vermelho, policiais, da no país inteiro. O ministro José Gomes Temporão disse que o Twitter mesma forma que estes garotos que nos colocam sacos de amendo- que informa os locais das blitzes “não adianta nada”. im nos espelhos retrovisores, colocariam nos tetos dos carros “es- 01. O fato de a informação ter sido fornecida pelo Ministério da colhidos” cones de identificação com bases magnéticas. Estes car- Saúde tem uma consequência textual importante, que é: ros, assim que o sinal abrisse, teriam que cem, ou 200 metros A) indicar a preocupação do governo federal com o Rio. adiante, encostar no acostamento, para vistoria ou teste do bafômetro do motorista. O trânsito fluiria melhor, com mais faixas B) demonstrar o trabalho eficiente do Ministério. de trânsito liberadas e velocidades maiores. E o motorista que qui- C) dar mais autoridade ao Ministro da Saúde. sesse fugir teria a sua placa fotografada e o valor da multa muito D) mostrar a importância política do Rio. maior que o da perda de um cone de identificação. E) aumentar a credibilidade da notícia. 07. A finalidade da carta do texto 2 é: 02. Entre a Lei Seca e a redução do número de mortes há respec- A) elogiar o trabalho dos policiais nas blitzes de trânsito. tivamente uma relação de: B) criticar o trânsito da cidade do Rio de Janeiro. A) causa / efeito C) demonstrar a utilidade das blitzes de trânsito. B) ação / finalidade D) sugerir uma nova estratégia para as blitzes. C) fato / explicação E) condenar os motoristas irresponsáveis. D) consequência / causa E) afirmação / retificação 08. A palavra blitz é uma palavra de origem alemã. O que mostra claramente, na forma da palavra, que se trata de um 03. O último segmento do texto está entre aspas porque: estrangeirismo é: A) comprova as afirmações anteriores do jornalista. A) a forma plural blitzes. B) é fala de alguém na entrevista dada ao jornalista. B) o final da palavra em Z. C) foi retirado de um livro de autoria do Ministro. C) o grupo consonantal TZ. D) deve ser destacado por sua importância. D) a presença de uma só vogal. E) comenta o que foi dito anteriormente. E) a ausência de acento gráfico. 04. Há uma série de razões possíveis para a maior eficiência da Lei Seca no Rio de Janeiro; entre elas só não é coerente incluir: 09. A maior vantagem da mudança proposta pelo autor da carta é: A) o grande número de blitzes. A) impedir a ingestão de álcool pelos motoristas. B) a maior eficiência da fiscalização. B) favorecer a melhor circulação dos veículos. C) as pequenas dimensões do estado. C) mudar o horário dos engarrafamentos. D) uma divulgação mais eficiente da lei. D) evitar gastos inúteis com as blitzes. E) uma melhor conscientização dos motoristas. E) punir os motoristas infratores. 05. “Não adianta nada” é uma frase com dupla negação. A forma de dizer-se a mesma coisa com uma só forma negativa é: 10. “Uma forma de minorarmos os problemas seria fazermos uma espécie de loteria, aproveitando os sinais de trânsito.” O A) não adianta coisa nenhuma. autor emprega a palavra “loteria” para designar o processo de B) não adianta de nada. seleção dos motoristas a serem fiscalizados porque: C) não adianta muito. A) os cones utilizados são numerados. D) de nada adianta. B) o processo gera lucros para a Prefeitura. E) adianta pouco. C) a escolha dos motoristas é puramente casual. 06. “No Rio foram poupadas 694 vidas”; o número de mortes D) a fiscalização só ocorre nos finais de semana. indicado é: E) os motoristas selecionados mostram falta de sorte. A) motivado pela relação com o número de acidentes ocorridos este ano. 11. A alternativa em que a mudança da forma proposta altera o B) decorrente da comparação com o número de mortes em sentido original da frase é: outros estados. A) “dependendo do horário” = na dependência do horário. C) resultante de estatísticas sobre o número de mortes em B) “cone de identificação” = cone identificador. anos anteriores. C) “trabalho da polícia” = trabalho policial. D) fruto de interesses políticos que querem valorizar o Rio de Janeiro. D) “por uma faixa só” = por uma só faixa. E) calculado em função do número de veículos em circulação. E) “tenham que transitar” = vão transitar. SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA2 FUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA - FAETEC Portotec, porque a Escola técnica é possível! 29
  30. 30. Ensino Médio/Concomitante 12. “O trânsito fluiria melhor, com mais faixas de trânsito...” O 17. “...horário já de grande fluxo na Av. Presidente Vargas...”. O emprego do futuro do pretérito, nessa frase, expressa uma: adjetivo grande é amplamente empregado em língua portu- A) impressão passageira. guesa, nem sempre ligado à sua ideia básica de “tamanho, dimensão”. A frase abaixo em que o adjetivo grande apresen- B) possibilidade futura. ta o seu sentido básico de dimensão é: C) informação precisa. A) “As grandes ideias sempre encontram os homens que as D) opinião duvidosa. procuram.” (anônimo) E) certeza absoluta. B) “Felicidade é uma escrivaninha muito pequena e uma grande cesta de lixo.” (Robert Orben) 13. “O trânsito fluiria melhor, com mais faixas de trânsito libe- C) “Muitas pessoas perdem as pequenas alegrias enquanto radas e velocidades maiores.” As palavras em destaque aguardam a grande felicidade.” (Pearl S. Buck) correspondem, respectivamente, a: D) “Para que um grande sonho se torne realidade, você precisa A) adjetivo – advérbio – adjetivo primeiro de um grande sonho.” (Hans Seyle) B) adjetivo – advérbio – advérbio E) “Uma grande vitória só é possível se precedida de pequenas C) adjetivo – pronome – advérbio vitórias sobre nós mesmos.” (Leonid M. Leonov) D) advérbio – pronome – adjetivo 18. O segundo período do texto - Hoje, por volta das 7h, horário E) advérbio – advérbio – advérbio já de grande fluxo na Av. Presidente Vargas, havia máquinas trabalhando no recapeamento do asfalto - , em relação ao 14. A mensagem da carta do texto 2 tem como destinatário ideal: período anterior, funciona como: A) os proprietários de veículos. A) causa B) os motoristas alcoolizados. B) retificação C) as autoridades do trânsito. C) explicação D) os policiais das blitzes. D) consequência E) os choferes de táxis. E) exemplificação 15. Um segmento do texto que serve de argumento para a defesa 19. “...horário já de grande fluxo na Av. Presidente Vargas....”. A do ponto de vista do leitor é: inclusão do vocábulo já permite ler esse segmento do texto da A) “fazem com que os carros tenham de transitar por uma seguinte forma: faixa só”. A) embora fosse muito cedo, a Avenida Presidente Vargas já B) “...por necessidade de trabalho da polícia”. estava com grande fluxo de veículos. C) “...aproveitando os sinais de trânsito”. B) por ser muito cedo, a Avenida Presidente Vargas já estava com enorme fluxo de veículos. D) “O trânsito fluiria melhor...”. C) apesar do grande fluxo de veículos, a Avenida Presidente E) “O sinal ficou vermelho...”. Vargas não estava cheia. D) logo que o fluxo de veículos aumentou, a Avenida Presidente TEXTO 3 Vargas engarrafou. CARTA DO LEITOR: TRÂNSITO CAÓTICO E) não era muito cedo, mas assim mesmo a Presidente Vargas Elson de Azevedo Burity – O Globo, 8/6/2010 engarrafou. A prefeitura do Rio deveria ser mais cuidadosa com os desdo- bramentos provocados pelas obras da cidade. Hoje, por volta das 20. A recomendação básica do leitor para a Prefeitura no texto 3 é: 7h, horário já de grande fluxo na Av. Presidente Vargas, havia má- A) evitar engarrafamentos nos dias úteis. quinas trabalhando no recapeamento do asfalto. O resultado só B) não empregar máquinas no turno do dia. poderia ser um engarrafamento monstruoso. Será que o período C) proibir obras na cidade durante a semana. noturno não é suficiente para a conclusão do serviço? Seria bom se o prefeito verificasse os transtornos enfrentados pelos cariocas. D) fazer os consertos de rua no turno da noite. E) verificar os transtornos causados pelos cariocas. 16. “A prefeitura do Rio deveria ser mais cuidadosa com os desdo- bramentos provocados pelas obras da cidade”. Entre esses 21. O segmento negritado, retirado dos textos 2 ou 3, que funci- “desdobramentos” inclui-se: ona como paciente do termo anterior é: A) engarrafamento monstruoso. A) sinais de trânsito. B) máquinas trabalhando. B) trabalho da polícia. C) conclusão do serviço. C) a prefeitura do Rio. D) período noturno. D) sacos de amendoim. E) grande fluxo. E) recapeamento do asfalto.SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA 3FUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA - FAETEC Portotec, porque a Escola técnica é possível! 30
  31. 31. Ensino Médio/Concomitante 22. “Seria bom que o prefeito verificasse...”. A correspondência MATEMÁTICA de tempos verbais não está correta na seguinte alternativa: 25. Um professor desenhou um polígono regular e percebeu que A) Foi bom que o prefeito tenha verificado... de cada vértice podia traçar no máximo 5 diagonais.O número B) Era bom que o prefeito verificasse... total de diagonais desse polígono equivale a: C) Será bom que o prefeito verifique... A) 14 D) Vai ser bom o prefeito verificar... B) 20 E) É bom que o prefeito verifique... C) 27 D) 35 23. Em todas as alternativas abaixo há a presença de um adjetivo. E) 44 A alternativa cujo adjetivo não pode sofrer variação de grau é: 26. A tabela abaixo mostra a capacidade de dois estádios utiliza- A) grande fluxo dos na Copa do Mundo de 2010. B) período noturno Estádio Número de Lugares C) prefeitura cuidadosa Ellis Park Stadium 60.000 D) velocidades reduzidas Nelson Mandela Stadium 48.000 E) engarrafamento monstruoso Em relação à capacidade do Nelson Mandela Stadium, a capa- cidade do Ellis Park Stadium corresponde à seguinte fração: 24. A frase abaixo que não vê o trânsito como uma atividade A) 3 perigosa é: 2 A) “Dirija defensivamente. Compre um tanque.” B) 4 3 B) “Dirigir é a maldição das classes bebedoras.” C) 8 3 C) “Nunca dirija mais rápido do que anjo da guarda pode 5 D) voar.” 4 E) 6 D) “Seja paciente no trânsito para não ser paciente no 5 hospital.” 27. O valor da expressão 119 + 50 − 169 é um número E) “O motorista fica seguro com estradas bem compreendido entre: pavimentadas.” A) 0e2 B) 2e4 C) 4e6 D) 6e8 E) 8 e 10 28. Sejam a, b e c números reais tais que 3a = 5, 3b = 8 e 3c = 4. a+b O valor da expressão 3 2c corresponde a: 3 A) 5,5 B) 4,5 C) 3,5 D) 2,5 E) 1,5 29. No sistema cartesiano ortogonal, os pontos A = (2,6), B = (-5,-3) e C = (m,-3) representam os vértices de um triângulo retângulo. Se AB é a hipotenusa desse triângulo, o valor de m é igual a: A) -5 B) -1 C) 0 D) 1 E) 2 30. Certa quantia em dinheiro foi distribuída entre três crianças, em partes diretamente proporcionais a 12,16 e 18. A criança que recebeu a menor quantia ficou com R$ 108,00. A quantia total distribuída corresponde a: A) R$ 414,00 B) R$ 426,00 C) R$ 512,00 D) R$ 515,00 E) R$ 526,00 SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA4 FUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA - FAETEC Portotec, porque a Escola técnica é possível! 31

×