SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 31
Para os cristãos:
                        Advento é um tempo de
                        preparação para celebrar o
                        nascimento de Jesus.
                        É um tempo de esperança, de
                        alegria.
                        Durante este tempo todos
                        procuram        promover  a
                        fraternidade e a paz.


O Advento:                            Advento: do latim
início num Domingo, próximo           adventus
do final de Novembro                  significa “chegada”
fim na véspera de Natal.

É o primeiro tempo do ano litúrgico
                                            para

                                                +
                                            saberes
Onde Jesus nasceu

De acordo com os relatos
do Evangelho de Lucas,
Jesus      nasceu      na
Palestina,
mais concretamente num
estábulo nos arredores da
cidade de Belém.
Data sobre
   o nascimento de Jesus
Jesus terá nascido na Palestina, por volta do ano 752
da fundação de Roma, quando esta se encontrava sob
o domínio do Império Romano.
Esta data corresponde os anos 6 e 4 a.C. antes da
nossa era (chamada Era Cristã) porque tal
acontecimento ocorreu durante o reinado de Herodes.
Este morreu no ano 4 a.C., donde se conclui que o
nascimento de Jesus se situa antes do ano 4 a.C.
           Nascimento de Jesus
                         Crucifixão de Jesus


           ano 6/4           ano 30
    a.C.                   d.C.
                     0
Este erro de contagem está
                          relacionado com a passagem
                          do       calendário     juliano
                          (instituído por Júlio César no
                          ano 46 a.C.) para o
                          gregoriano (promulgado em
                          1582 pelo Papa Gregório
                          XIII), utilizado actualmente
                          em       todos    os    países
                          ocidentais e em grande parte
                          do mundo.

O nascimento de Jesus teve tal importância para a
história universal que o calendário mais usado no mundo
é aquele que tem este acontecimento como ponto de
referência.
Porquê o 25 de Dezembro?
É desconhecida a data do nascimento de Jesus.
O dia 25 de Dezembro foi estabelecido por volta do século IV.

No ano 274, o Imperador Aureliano oficializou o culto do Sol, e
fixou a festa do Sol a 25 de Dezembro.
A partir deste dia, o Sol passa a iluminar com cada vez maior
intensidade e durante maior tempo a terra. Era uma festa pagã.

Os cristãos passaram a festejar nessa data o nascimento
de Jesus de modo a desvalorizar o sentido pagão da festa e a
recordar que a verdadeira luz do mundo, o verdadeiro Sol é
Jesus.
Os primeiros tempos de Jesus
Jesus nasceu no seio de uma família judia – Maria e José, sendo
descendente da tribo de Judá.

Viveu a maior parte
da sua vida na
modesta
aldeia de Nazaré,
na região da Galileia,
donde lhe vêm as
designações de
“Nazareno” e “Galileu”.
Durante a infância aprendeu a
ler e a escrever.

Os Evangelhos não nos dão a
conhecer pormenores deste
período da vida.
Grupos que não aceitavam o domínio
do Império Romano.
(Que se opuseram ao que Jesus dizia e fazia)

Os sacerdotes eram originários das
famílias pertencentes à tribo de Levi,
sendo responsáveis pelo serviço do
culto do Templo.

Os fariseus eram leigos, membros
de um grupo religioso que surgiu no
séc. II a. C. e que procurava observar
rigorosamente a Lei de Moisés e as
tradições.

Os saduceus eram um grupo religioso judaico rival dos
fariseus.
Tinham muito poder e influência política.
O lugar onde Jesus nasceu
A celebração do nascimento de
Jesus levou peregrinos a Belém,
desde os primeiros séculos do
cristianismo, para visitarem o local
onde se       acredita que nasceu
Jesus.




         Igreja da Natividade, Belém   Interior da Igreja da Natividade, Belém
As primeiras
     representações artísticas
- Pinturas
      - Relevos
            - Frescos




                        Surgiram por volta do
                        século IV, sendo atribuídas
                        a Santa Helena, mãe do
                        imperador Constantino.
primeiras representações        teatrais
    Surgem no séc. XIII, e isso deve-se a
         São Francisco de Assis.

Na noite de 24 de
Dezembro de 1223,
celebrou a missa de
Natal     com     uma
representação cénica,
numa       gruta     da
floresta de Greccio.


    para
        +
    saberes
Os presépios
Os presépios, tal como conhecemos hoje, apareceram no
séc. XVI em Itália.

Os presépios em Portugal
tiveram início no século XV,
com o empenho do rei D.
João II.


Em Portugal, os presépios
tornaram-se o símbolo mais
importante   do     Natal e
passaram a ser incluídos em
quase todos os lares.
A missa do galo
Tradição da noite
de Natal, surgida
no séc. V,

é celebrada    na
noite          de
passagem do    dia
24 para 25     de
Dezembro,

por volta da meia-
noite.
Outras tradições estão também associadas à
              preparação e celebração
do Natal:

- o pinheiro,
- as luzes,
- as estrelas,
- os presentes,
- o bolo-rei,
- a utilização do azevinho,
- os sapatinhos na chaminé,
- o Pai Natal…
(Existem ainda muitas tradições que
não estão aqui, mas que são
igualmente importantes)
A árvore de Natal
A origem da tradição é desconhecida.
Esta tradição remonta a práticas anteriores ao próprio
Natal.
A primeira referência
surge no séc. XVI,
atribuindo-se       a
Martinho Lutero a sua
origem.
Em     Portugal,   esta
tradição surgiu muito
tardiamente.
Até meados do séc. XX,
era totalmente ignorada, mantendo-se o presépio como o
principal símbolo do Natal.
As luzes de natal

 representam Jesus que,
    para os cristãos,

    é a luz do mundo.



 Lembram a noite estrelada
 que iluminou o céu na
 noite de Natal e a estrela
 de Belém que guiou os
 magos até ao presépio
Os magos (presentes)
De acordo com o evangelho de Mateus, foram guiados
por uma estrela até ao estábulo, para adorarem o
menino. Nem o número, nem o nome dos magos é
referido no evangelho.
Segundo a tradição:
receberam o nome:
- Belchior ou Melchior
- Baltasar
- Gaspar
Ofereceram presentes:
- Ouro
- Incenso
- Mirra
 A adoração dos magos, vindos de Oriente simboliza a veneração que
              todos os povos da Terra prestam a Jesus
Azevinho
A utilização do azevinho
remonta a uma tradição
romana que atribuía a
esta planta a simbologia da
paz e da felicidade

           sapatos na chaminé
                          Actualmente,         muitas
                          crianças colocam os seus
                          sapatos na chaminé, na
                          noite de Natal, para aí lhes
                          serem colocados os seus
                          presentes.
Pai Natal
É normalmente, identificada com
São Nicolau, o bispo de Mira (Ásia
Menor) que viveu por volta do séc.
IV.

É um dos santos mais populares
em toda a Europa, existindo muitas
centenas de igrejas com o seu
nome. Diz-se que ele gostava de
oferecer presentes às crianças.

A figura do Pai Natal como um velhinho com barbas brancas
surgiu, em 1822, por Clement Clak More, num poema
intitulado An account of a visit from Saint Nicolas, dedicado às suas
filhas.
O primeiro desenho é de 1866 e é da autoria de Thomas Nast.
a) manual do aluno 6º e 7º anos
b) http://pt.wikipedia.org
c) Imagens retiradas da Internet.
                                prof. jjguedes
                                Natal de 2009
ESQUEMA DO ANO LITÚRGICO


    CICLO DO NATAL

        ENCARNAÇÃO

     CICLO DA PÁSCOA


         REDENÇÃO          segue
CICLO DO NATAL ENCARNAÇÃO
                             SAGRADA FAMÍLIA

     IMACULADA                 SANTA MARIA MÃE DE DEUS
     CONCEIÇÃO                    EPIFANIA DO SENHOR
      8 Dezembro
                                     BAPTISMO DE JESUS



    ADVENTO                 NATAL           T.COMUM
                                         Início: 2ª feira
                   Início: 25 Dezembro       após o
                   Término: 2 semanas     Baptismo do
                         depois              Senhor
                                          Término: 3ª
 Início: 4 Domingos antes                feira antes da     segue
          do Natal                         4ª feira de
  Término: 24 Dezembro                       Cinzas
REDENÇÃO
                                                                   C
CICLO DA PÁSCOA                                                    R
                                                                   I
                                    TODOS OS SANTOS                S
Início: 4ª feira Cinzas                                            T
                           ASSUNÇÃO N. SENHORA                     O
  Término: véspera             CORPO DE DEUS                       R
 Domingo de Ramos                                                  E
                             SSMA. TRINDADE                        I

    QUARESMA              S.SANTA    PÁSCOA            T.COMUM

  DOMINGO RAMOS
                                    Início: S. Santa     Início: 2ª
     5ª FEIRA SANTA                                     feira após o
                                 Término: 50 dias
         6ª FEIRA SANTA
                                                        Pentecostes
                                após a Ressurreição
                                                          Término:
             SÁBADO SANTO
                                                        véspera do 1º
                                     ASCENÇÃO            Domingo do
                                                          Advento
     Volta                          PENTECOSTES
      Á pág.
     principal
A importância dada por
   S. Francisco de Assis ao Natal
Naquela noite de Natal, na
cidade de Greccio, queria que
todos sentissem a mesma
alegria que ele sentia ao
pronunciar a palavra “Belém”.
Preparou uma noite de Natal
diferente.   Convocou    muitas
pessoas, de vários lugares, para
participarem na noite de Natal
no convento de Greccio, onde
então vivia.
A encenação do nascimento de Jesus, feita por São
Francisco, foi repetida pelos frades franciscanos em igrejas
e conventos de toda a Europa. Por este motivo, os frades segue
franciscanos são considerados verdadeiros pioneiros na
construção de presépios.
Presépio ao vivo
                           O presépio vivo é
                           constituído          por
                           personagens vivas, que
                           dramatizam a cena do
                           nascimento de Jesus.



Contudo, o presépio de Greccio
era composto por imagens que
representavam Nossa Senhora,
São José e o Menino Jesus, e
por animais vivos.                           segue
Greccio

Actualmente, no lugar
onde      esteve     a
manjedoura, encontra-
se um altar em honra
de São Francisco de
Assis, numa igreja que
pertence ao convento
da ordem de São
Francisco, em Greccio.

                         Volta
                          Á pág.
                         principal
Os Magos
 As ofertas:
 -o    ouro,    que   representa
 possivelmente a sua nobreza;
 - o incenso, que representa
 provavelmente a sua divindade;
 - a mirra, que representa talvez
 o sofrimento que Jesus iria
 enfrentar.


Os nomes:
-Belchior ou Melchior, representa os europeus;
-Baltasar , representa os asiáticos;
-Gaspar surgiram mais tarde e representa os africanos.
                                                         Volta
                                                          Á pág.
                                                         principal

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Calendário litúrgico
Calendário litúrgicoCalendário litúrgico
Calendário litúrgico
mbsilva1971
 
ISCA JUNHO - 2011
ISCA JUNHO - 2011ISCA JUNHO - 2011
ISCA JUNHO - 2011
teatinos
 
Campanha de advento.
Campanha de advento.Campanha de advento.
Campanha de advento.
picaofernanda
 
Boletim verso 31.03.12
Boletim verso 31.03.12Boletim verso 31.03.12
Boletim verso 31.03.12
ra67689295
 
Preparação Semana Santa 2010
Preparação Semana Santa 2010Preparação Semana Santa 2010
Preparação Semana Santa 2010
mavilpo
 
A Páscoa na Visão Espírita
A Páscoa na Visão  EspíritaA Páscoa na Visão  Espírita
A Páscoa na Visão Espírita
Carlos Correa
 

Mais procurados (20)

Natal: uma celebração com origem pagã ou cristã?
Natal: uma celebração com origem pagã ou cristã?Natal: uma celebração com origem pagã ou cristã?
Natal: uma celebração com origem pagã ou cristã?
 
62 boletim da ipbjn - 31-03-2013
62   boletim da ipbjn - 31-03-201362   boletim da ipbjn - 31-03-2013
62 boletim da ipbjn - 31-03-2013
 
Ano litúrgico 2013
Ano litúrgico 2013Ano litúrgico 2013
Ano litúrgico 2013
 
Calendário litúrgico
Calendário litúrgicoCalendário litúrgico
Calendário litúrgico
 
Natal e espiritismo
Natal e espiritismoNatal e espiritismo
Natal e espiritismo
 
ISCA JUNHO - 2011
ISCA JUNHO - 2011ISCA JUNHO - 2011
ISCA JUNHO - 2011
 
Campanha de advento.
Campanha de advento.Campanha de advento.
Campanha de advento.
 
O “natal” e os símbolos pagãos
O “natal” e os símbolos pagãosO “natal” e os símbolos pagãos
O “natal” e os símbolos pagãos
 
Boletim verso 31.03.12
Boletim verso 31.03.12Boletim verso 31.03.12
Boletim verso 31.03.12
 
Tríduo pascal - indicações litúrgico-pastorais
Tríduo pascal - indicações litúrgico-pastoraisTríduo pascal - indicações litúrgico-pastorais
Tríduo pascal - indicações litúrgico-pastorais
 
Será que o natal é bíblico
Será que o natal é bíblicoSerá que o natal é bíblico
Será que o natal é bíblico
 
Preparação Semana Santa 2010
Preparação Semana Santa 2010Preparação Semana Santa 2010
Preparação Semana Santa 2010
 
O natal veio do paganismo
O natal veio do paganismoO natal veio do paganismo
O natal veio do paganismo
 
A Páscoa na Visão Espírita
A Páscoa na Visão  EspíritaA Páscoa na Visão  Espírita
A Páscoa na Visão Espírita
 
Semeando dezembro 2012
Semeando dezembro 2012Semeando dezembro 2012
Semeando dezembro 2012
 
As virtudes do céu
As virtudes do céuAs virtudes do céu
As virtudes do céu
 
08 04-2012
08 04-201208 04-2012
08 04-2012
 
Informativo outubro 2012
Informativo outubro 2012Informativo outubro 2012
Informativo outubro 2012
 
O terço
O terçoO terço
O terço
 
Boletim 2012 12 16
Boletim 2012 12 16Boletim 2012 12 16
Boletim 2012 12 16
 

Destaque (20)

Ano Litúrgico
Ano LitúrgicoAno Litúrgico
Ano Litúrgico
 
Direitos humanos
Direitos humanosDireitos humanos
Direitos humanos
 
Oração de S. Francisco
Oração de S. FranciscoOração de S. Francisco
Oração de S. Francisco
 
Orações (só exercicios)
Orações (só exercicios)Orações (só exercicios)
Orações (só exercicios)
 
Sentimentos
SentimentosSentimentos
Sentimentos
 
o que posso fazer pela minha familia?
o que posso fazer pela minha familia?o que posso fazer pela minha familia?
o que posso fazer pela minha familia?
 
a origem dos anos bissextos ricardo
a origem dos anos bissextos ricardoa origem dos anos bissextos ricardo
a origem dos anos bissextos ricardo
 
promover a concórdia
promover a concórdiapromover a concórdia
promover a concórdia
 
A origem dos anos bissextos - Marta
A origem dos anos bissextos - Marta A origem dos anos bissextos - Marta
A origem dos anos bissextos - Marta
 
Frases sobre a paz
Frases sobre a pazFrases sobre a paz
Frases sobre a paz
 
Cristianismo
CristianismoCristianismo
Cristianismo
 
O que posso fazer pela minha família?
O que posso fazer pela minha família?O que posso fazer pela minha família?
O que posso fazer pela minha família?
 
As tradições da páscoa
As tradições da páscoa As tradições da páscoa
As tradições da páscoa
 
Unidade 1 sou pessoa
Unidade 1  sou pessoaUnidade 1  sou pessoa
Unidade 1 sou pessoa
 
Visita de estudo a fátima
Visita de estudo a fátimaVisita de estudo a fátima
Visita de estudo a fátima
 
Coroa do advento
Coroa do adventoCoroa do advento
Coroa do advento
 
Unidade 1 5ºano - resumo aula
Unidade 1 5ºano - resumo aula Unidade 1 5ºano - resumo aula
Unidade 1 5ºano - resumo aula
 
Os direitos humanos
Os direitos humanos Os direitos humanos
Os direitos humanos
 
O meu papel na família
O meu papel na famíliaO meu papel na família
O meu papel na família
 
O meu papel na família
O meu papel na famíliaO meu papel na família
O meu papel na família
 

Semelhante a Advento natal

Simbolos 131127042118-phpapp01a
Simbolos 131127042118-phpapp01aSimbolos 131127042118-phpapp01a
Simbolos 131127042118-phpapp01a
Anabela Barreira
 
Tradições+e+simbolos+de+natal
Tradições+e+simbolos+de+natalTradições+e+simbolos+de+natal
Tradições+e+simbolos+de+natal
Zaara Miranda
 
Pascoa final.pdf
Pascoa final.pdfPascoa final.pdf
Pascoa final.pdf
JT77
 
Pascoa final.pdf
Pascoa final.pdfPascoa final.pdf
Pascoa final.pdf
JT77
 
Trabalho de grupo de moral
Trabalho de grupo de moralTrabalho de grupo de moral
Trabalho de grupo de moral
Carla Gonçalves
 

Semelhante a Advento natal (20)

Advento e natal
Advento e natalAdvento e natal
Advento e natal
 
Advento_Natal_cad.ppt
Advento_Natal_cad.pptAdvento_Natal_cad.ppt
Advento_Natal_cad.ppt
 
Símbolos de natal
Símbolos de natalSímbolos de natal
Símbolos de natal
 
anolitrgicoescolavivencial-.pptx
anolitrgicoescolavivencial-.pptxanolitrgicoescolavivencial-.pptx
anolitrgicoescolavivencial-.pptx
 
A_Verdade_a_Cerca_do_Natal.pdf
A_Verdade_a_Cerca_do_Natal.pdfA_Verdade_a_Cerca_do_Natal.pdf
A_Verdade_a_Cerca_do_Natal.pdf
 
Natal e seus Significados
Natal e seus SignificadosNatal e seus Significados
Natal e seus Significados
 
O paganismo é algo sutil, vem bem disfarçado, aparentemente inocente mas tem ...
O paganismo é algo sutil, vem bem disfarçado, aparentemente inocente mas tem ...O paganismo é algo sutil, vem bem disfarçado, aparentemente inocente mas tem ...
O paganismo é algo sutil, vem bem disfarçado, aparentemente inocente mas tem ...
 
Tradiesesimbolosdenatal 121128052706-phpapp01
Tradiesesimbolosdenatal 121128052706-phpapp01Tradiesesimbolosdenatal 121128052706-phpapp01
Tradiesesimbolosdenatal 121128052706-phpapp01
 
Simbolos 131127042118-phpapp01a
Simbolos 131127042118-phpapp01aSimbolos 131127042118-phpapp01a
Simbolos 131127042118-phpapp01a
 
Ciclode natal
Ciclode natalCiclode natal
Ciclode natal
 
Tradições+e+simbolos+de+natal
Tradições+e+simbolos+de+natalTradições+e+simbolos+de+natal
Tradições+e+simbolos+de+natal
 
Páscoa
Páscoa Páscoa
Páscoa
 
Páscoa final
Páscoa finalPáscoa final
Páscoa final
 
Pascoa final.pdf
Pascoa final.pdfPascoa final.pdf
Pascoa final.pdf
 
Pascoa final.pdf
Pascoa final.pdfPascoa final.pdf
Pascoa final.pdf
 
Os feriados
Os feriadosOs feriados
Os feriados
 
Dia18-12
Dia18-12Dia18-12
Dia18-12
 
Natal
NatalNatal
Natal
 
O natal com jesus! ( Leonardo Pereira).
O natal com jesus! ( Leonardo Pereira). O natal com jesus! ( Leonardo Pereira).
O natal com jesus! ( Leonardo Pereira).
 
Trabalho de grupo de moral
Trabalho de grupo de moralTrabalho de grupo de moral
Trabalho de grupo de moral
 

Mais de profmoralebicc (17)

sou pessoa - mafalda
sou pessoa - mafalda sou pessoa - mafalda
sou pessoa - mafalda
 
Religião moral (amizade) gaspar fonseca
Religião moral (amizade)  gaspar fonsecaReligião moral (amizade)  gaspar fonseca
Religião moral (amizade) gaspar fonseca
 
O abecedário da amizade francisco
O abecedário da amizade   franciscoO abecedário da amizade   francisco
O abecedário da amizade francisco
 
Abecedário da amizade gonçalo e guilherme 6ºano
Abecedário da amizade gonçalo e guilherme 6ºanoAbecedário da amizade gonçalo e guilherme 6ºano
Abecedário da amizade gonçalo e guilherme 6ºano
 
Abecedário da amizade matilde e mafalda
Abecedário da amizade matilde e mafaldaAbecedário da amizade matilde e mafalda
Abecedário da amizade matilde e mafalda
 
O meu papel na família
O meu papel na família O meu papel na família
O meu papel na família
 
A fome
A fome   A fome
A fome
 
O meu papel na familia
O meu papel na familiaO meu papel na familia
O meu papel na familia
 
A família
A família  A família
A família
 
A familia
A familiaA familia
A familia
 
A familia
A familiaA familia
A familia
 
A origem dos anos bissestos - Carolina
A origem dos anos bissestos - CarolinaA origem dos anos bissestos - Carolina
A origem dos anos bissestos - Carolina
 
Anne frank
Anne frankAnne frank
Anne frank
 
As gemeas
As gemeasAs gemeas
As gemeas
 
Jadaísmo
Jadaísmo Jadaísmo
Jadaísmo
 
Cristianismo
Cristianismo Cristianismo
Cristianismo
 
O Judaísmo
O JudaísmoO Judaísmo
O Judaísmo
 

Último

Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
MilyFonceca
 

Último (8)

Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
 
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da Providência
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da ProvidênciaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da Providência
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da Providência
 
pregacao romanos 12 9-21 honrar uns aos outros.pptx
pregacao romanos    12 9-21  honrar   uns aos outros.pptxpregacao romanos    12 9-21  honrar   uns aos outros.pptx
pregacao romanos 12 9-21 honrar uns aos outros.pptx
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
 
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docxCulto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
 

Advento natal

  • 1.
  • 2. Para os cristãos: Advento é um tempo de preparação para celebrar o nascimento de Jesus. É um tempo de esperança, de alegria. Durante este tempo todos procuram promover a fraternidade e a paz. O Advento: Advento: do latim início num Domingo, próximo adventus do final de Novembro significa “chegada” fim na véspera de Natal. É o primeiro tempo do ano litúrgico para + saberes
  • 3. Onde Jesus nasceu De acordo com os relatos do Evangelho de Lucas, Jesus nasceu na Palestina, mais concretamente num estábulo nos arredores da cidade de Belém.
  • 4. Data sobre o nascimento de Jesus Jesus terá nascido na Palestina, por volta do ano 752 da fundação de Roma, quando esta se encontrava sob o domínio do Império Romano. Esta data corresponde os anos 6 e 4 a.C. antes da nossa era (chamada Era Cristã) porque tal acontecimento ocorreu durante o reinado de Herodes. Este morreu no ano 4 a.C., donde se conclui que o nascimento de Jesus se situa antes do ano 4 a.C. Nascimento de Jesus Crucifixão de Jesus ano 6/4 ano 30 a.C. d.C. 0
  • 5. Este erro de contagem está relacionado com a passagem do calendário juliano (instituído por Júlio César no ano 46 a.C.) para o gregoriano (promulgado em 1582 pelo Papa Gregório XIII), utilizado actualmente em todos os países ocidentais e em grande parte do mundo. O nascimento de Jesus teve tal importância para a história universal que o calendário mais usado no mundo é aquele que tem este acontecimento como ponto de referência.
  • 6. Porquê o 25 de Dezembro? É desconhecida a data do nascimento de Jesus. O dia 25 de Dezembro foi estabelecido por volta do século IV. No ano 274, o Imperador Aureliano oficializou o culto do Sol, e fixou a festa do Sol a 25 de Dezembro. A partir deste dia, o Sol passa a iluminar com cada vez maior intensidade e durante maior tempo a terra. Era uma festa pagã. Os cristãos passaram a festejar nessa data o nascimento de Jesus de modo a desvalorizar o sentido pagão da festa e a recordar que a verdadeira luz do mundo, o verdadeiro Sol é Jesus.
  • 7. Os primeiros tempos de Jesus Jesus nasceu no seio de uma família judia – Maria e José, sendo descendente da tribo de Judá. Viveu a maior parte da sua vida na modesta aldeia de Nazaré, na região da Galileia, donde lhe vêm as designações de “Nazareno” e “Galileu”. Durante a infância aprendeu a ler e a escrever. Os Evangelhos não nos dão a conhecer pormenores deste período da vida.
  • 8. Grupos que não aceitavam o domínio do Império Romano. (Que se opuseram ao que Jesus dizia e fazia) Os sacerdotes eram originários das famílias pertencentes à tribo de Levi, sendo responsáveis pelo serviço do culto do Templo. Os fariseus eram leigos, membros de um grupo religioso que surgiu no séc. II a. C. e que procurava observar rigorosamente a Lei de Moisés e as tradições. Os saduceus eram um grupo religioso judaico rival dos fariseus. Tinham muito poder e influência política.
  • 9. O lugar onde Jesus nasceu A celebração do nascimento de Jesus levou peregrinos a Belém, desde os primeiros séculos do cristianismo, para visitarem o local onde se acredita que nasceu Jesus. Igreja da Natividade, Belém Interior da Igreja da Natividade, Belém
  • 10. As primeiras representações artísticas - Pinturas - Relevos - Frescos Surgiram por volta do século IV, sendo atribuídas a Santa Helena, mãe do imperador Constantino.
  • 11. primeiras representações teatrais Surgem no séc. XIII, e isso deve-se a São Francisco de Assis. Na noite de 24 de Dezembro de 1223, celebrou a missa de Natal com uma representação cénica, numa gruta da floresta de Greccio. para + saberes
  • 12. Os presépios Os presépios, tal como conhecemos hoje, apareceram no séc. XVI em Itália. Os presépios em Portugal tiveram início no século XV, com o empenho do rei D. João II. Em Portugal, os presépios tornaram-se o símbolo mais importante do Natal e passaram a ser incluídos em quase todos os lares.
  • 13. A missa do galo Tradição da noite de Natal, surgida no séc. V, é celebrada na noite de passagem do dia 24 para 25 de Dezembro, por volta da meia- noite.
  • 14. Outras tradições estão também associadas à preparação e celebração do Natal: - o pinheiro, - as luzes, - as estrelas, - os presentes, - o bolo-rei, - a utilização do azevinho, - os sapatinhos na chaminé, - o Pai Natal… (Existem ainda muitas tradições que não estão aqui, mas que são igualmente importantes)
  • 15. A árvore de Natal A origem da tradição é desconhecida. Esta tradição remonta a práticas anteriores ao próprio Natal. A primeira referência surge no séc. XVI, atribuindo-se a Martinho Lutero a sua origem. Em Portugal, esta tradição surgiu muito tardiamente. Até meados do séc. XX, era totalmente ignorada, mantendo-se o presépio como o principal símbolo do Natal.
  • 16. As luzes de natal representam Jesus que, para os cristãos, é a luz do mundo. Lembram a noite estrelada que iluminou o céu na noite de Natal e a estrela de Belém que guiou os magos até ao presépio
  • 17. Os magos (presentes) De acordo com o evangelho de Mateus, foram guiados por uma estrela até ao estábulo, para adorarem o menino. Nem o número, nem o nome dos magos é referido no evangelho. Segundo a tradição: receberam o nome: - Belchior ou Melchior - Baltasar - Gaspar Ofereceram presentes: - Ouro - Incenso - Mirra A adoração dos magos, vindos de Oriente simboliza a veneração que todos os povos da Terra prestam a Jesus
  • 18. Azevinho A utilização do azevinho remonta a uma tradição romana que atribuía a esta planta a simbologia da paz e da felicidade sapatos na chaminé Actualmente, muitas crianças colocam os seus sapatos na chaminé, na noite de Natal, para aí lhes serem colocados os seus presentes.
  • 19. Pai Natal É normalmente, identificada com São Nicolau, o bispo de Mira (Ásia Menor) que viveu por volta do séc. IV. É um dos santos mais populares em toda a Europa, existindo muitas centenas de igrejas com o seu nome. Diz-se que ele gostava de oferecer presentes às crianças. A figura do Pai Natal como um velhinho com barbas brancas surgiu, em 1822, por Clement Clak More, num poema intitulado An account of a visit from Saint Nicolas, dedicado às suas filhas. O primeiro desenho é de 1866 e é da autoria de Thomas Nast.
  • 20. a) manual do aluno 6º e 7º anos b) http://pt.wikipedia.org c) Imagens retiradas da Internet. prof. jjguedes Natal de 2009
  • 21.
  • 22.
  • 23. ESQUEMA DO ANO LITÚRGICO CICLO DO NATAL ENCARNAÇÃO CICLO DA PÁSCOA REDENÇÃO segue
  • 24. CICLO DO NATAL ENCARNAÇÃO SAGRADA FAMÍLIA IMACULADA SANTA MARIA MÃE DE DEUS CONCEIÇÃO EPIFANIA DO SENHOR 8 Dezembro BAPTISMO DE JESUS ADVENTO NATAL T.COMUM Início: 2ª feira Início: 25 Dezembro após o Término: 2 semanas Baptismo do depois Senhor Término: 3ª Início: 4 Domingos antes feira antes da segue do Natal 4ª feira de Término: 24 Dezembro Cinzas
  • 25. REDENÇÃO C CICLO DA PÁSCOA R I TODOS OS SANTOS S Início: 4ª feira Cinzas T ASSUNÇÃO N. SENHORA O Término: véspera CORPO DE DEUS R Domingo de Ramos E SSMA. TRINDADE I QUARESMA S.SANTA PÁSCOA T.COMUM DOMINGO RAMOS Início: S. Santa Início: 2ª 5ª FEIRA SANTA feira após o Término: 50 dias 6ª FEIRA SANTA Pentecostes após a Ressurreição Término: SÁBADO SANTO véspera do 1º ASCENÇÃO Domingo do Advento Volta PENTECOSTES Á pág. principal
  • 26.
  • 27. A importância dada por S. Francisco de Assis ao Natal Naquela noite de Natal, na cidade de Greccio, queria que todos sentissem a mesma alegria que ele sentia ao pronunciar a palavra “Belém”. Preparou uma noite de Natal diferente. Convocou muitas pessoas, de vários lugares, para participarem na noite de Natal no convento de Greccio, onde então vivia. A encenação do nascimento de Jesus, feita por São Francisco, foi repetida pelos frades franciscanos em igrejas e conventos de toda a Europa. Por este motivo, os frades segue franciscanos são considerados verdadeiros pioneiros na construção de presépios.
  • 28. Presépio ao vivo O presépio vivo é constituído por personagens vivas, que dramatizam a cena do nascimento de Jesus. Contudo, o presépio de Greccio era composto por imagens que representavam Nossa Senhora, São José e o Menino Jesus, e por animais vivos. segue
  • 29. Greccio Actualmente, no lugar onde esteve a manjedoura, encontra- se um altar em honra de São Francisco de Assis, numa igreja que pertence ao convento da ordem de São Francisco, em Greccio. Volta Á pág. principal
  • 30.
  • 31. Os Magos As ofertas: -o ouro, que representa possivelmente a sua nobreza; - o incenso, que representa provavelmente a sua divindade; - a mirra, que representa talvez o sofrimento que Jesus iria enfrentar. Os nomes: -Belchior ou Melchior, representa os europeus; -Baltasar , representa os asiáticos; -Gaspar surgiram mais tarde e representa os africanos. Volta Á pág. principal