SlideShare uma empresa Scribd logo
Primeiros grandes
pensadores da Sociologia
Émile Durkheim
Karl Marx




Prof : Ana Paula Gois
ÉMILE DURKHEIM
                  França (1858-1917)

    Émile Durkheim nasceu em Épinal,,
França, em 1858, e morreu em Paris
em novembro de 1917. É considerado
o fundador da escola francesa de
sociologia, tendo deixado como legado
uma série de estudos que se
notabilizam pelo esforço de combinar
pesquisa empírica e teórica.
  Preocupou-se em desenvolver
metodologicamente a Sociologia.
A Sociologia de Durkheim
• A concepção da Sociologia de Durkheim se
  baseia em uma teoria do fato social. Seu
  objetivo é demonstrar que pode e deve
  existir uma sociologia objetiva e científica,
  conforme o modelo das outras ciências,
  tendo por objeto o fato social. Ele desejava
  que a sociologia tivesse um objeto específico
  que a distinguisse das outras ciências, que
  pudesse ser observado e explicado assim
  como o objeto das outras ciências.
O objeto da sociologia durkheimiana são os fatos
sociais. Os fatos sociais têm três características
        O Fato social
fundamentais:
   – Coerção: exercem força sobre os indivíduos,
      levando-os a conformar-se às regras da
      sociedade em que vivem, são obrigados,
      independentemente de sua vontade e escolha.
      O grau de coerção de um fato social pode ser
      identificado pelas sanções sociais que ele
      provoca. As sanções podem ser legais e
      espontâneas)
   – São exteriores aos indivíduos (independem de
      sua consciência particular): existem e atuam
      sobre os indivíduos independentemente de sua
      vontade ou adesão consciente.
   – Generalidade: é social todo fato que é geral.
      Isto é, que se repete em todos os indivíduos
      ou, pelo menos, na maioria deles.
Solidariedade Mecânica e Orgânica

• MECÂNICA                  Solidariedade por
                            semelhanças.
Solidariedade característica das sociedades primitivas, em
   que existe pouca ou nenhuma divisão do trabalho (na
   maior parte das vezes encontra-se apenas uma divisão
   sexual).

• ORGÂNICA Solidariedade baseada no
  consenso
 É a solidariedade característica das sociedades avançadas
 (Europa industrializada do século XIX). Tais sociedades são
 marcadas por uma intensa divisão do trabalho social, que
 produz uma intensa especialização das funções, capaz de levar o
 indivíduo a vincular-se à coletividade - criando coesão e
 integração social - porque depende das partes que a compõem .
• Consciência Coletiva: “conjunto de crenças e dos
Fato Social e Consciência Coletiva
      sentimentos comuns à média dos membros de uma
      mesma sociedade que forma um sistema
      determinado com vida própria”. (A consciência
      coletiva é diferente da consciência particular dos
      indivíduos e não corresponde à soma destas. De
      uma certa forma, a consciência coletiva é a própria
      sociedade). São as crenças, os costumes, as idéias
      que todos que vivem em um mesmo grupo
      compartilham uns com os outros.
          A “consciência coletiva” é adquirida mediante os
      processos de socialização aos quais somos
      submetidos ao longo da nossa vida na sociedade.
      Como por exemplo: a educação.

    • Consciência Individual é aquilo que é próprio do
      indivíduo, que o faz diferente dos demais. São
      crenças, hábitos, pensamentos, vontades que não
      são compartilhados pela coletividade, mas que são
      especificamente individuais.
Principais Obras: Da divisão do trabalho
social; As regras do método sociológico; O
suicídio; Formas elementares da vida
religiosa, Educação e Sociologia.
KARL MARX
                       Alemanha (1818-1883)
• Marx nasceu numa família de classe
média. Seus pais eram judeus que tiveram
que se converter ao cristianismo em
função das restrições impostas à presença
de membros de etnia judaica no serviço
público.

Principais obras: Manuscritos econômico-
filosóficos (Ökonomisch-philosophische
Manuskripte), 1844; A Guerra Civil na França;
Crítica da Filosofia do Direito de Hegel; A
Sagrada Família (Die heilige Familie), 1845; A
Ideologia Alemã (Die deutsche Ideologie), 1845-
46; Miséria da Filosofia (Das Elend der
Philosophie), 1847;
Manifesto do Partido Comunista (Manifest der
Kommunistischen Partei), 1848;
Entre vários outros....
Visão de Sociedade
• Crítica radical ao capitalismo: antagonismo, contradição
e transitoriedade.
• Explicação da realidade na totalidade – macrosociologia
• Teoria ligada à prática/ciência ligada aos interesses de
classe – Relação sujeito-objeto.
•     Conhecimento = instrumento político para a
transformação.
• Foco de pensamento: contradições do capitalismo
a) luta de classes X harmonia
b) divisão do trabalho gera exploração, antagonismo e
alienação
c) Burguesia X proletariado
- dominação econômica (meios de produção)
- dominação política (Estado)
- dominação cultural ( ideologia, valores)
Luta de Classes e o Trabalho
• De acordo com Marx, o motor da história é a
eterna luta de classes, entre aqueles que detêm os
modos de produção e aqueles que possuem apenas a
força de trabalho para vender.

• De acordo com Marx, com o Capitalismo há o
desvirtuamento do trabalho humano com a
conseqüente servilização do proletário.
Revolução do Proletariado
A revolução proletária levaria a um regime
intermediário e de caráter provisório, a ser conhecido
como “ditadura do proletariado”.

Nesse momento, passando de despossuídos a
detentores do poder, o proletariado trataria de
arrancar pouco a pouco o capital das mãos dos
burgueses, centralizando os instrumentos de
produção nas mãos do Estado para, enfim, chegar ao
comunismo completo, em que os meios de produção
serão repassadas a associações.
O Materialismo histórico-dialético
 A realidade imaterial: que se refere ao nível político-
ideológico, comumente chamado de Superestrutura. É
constituído:
  ● pela estrutura jurídico-política representada pelo Estado e
pelo direito.
    ● pela estrutura ideológica referente às formas de
pensamento, sentimento e consciência social, tais como:
       ▪ Filosofia;      ▪ Literatura;     ▪ Estética;
       ▪ Ciência;        ▪ Religião;       ▪ Moral;
       ▪ Arte;           ▪ Educação;       ▪ Música.
O Samba da Mais-valia
•   Síntese de muitas determinações                  •   Tem desemprego, meu bem
•   A realidade social é feita de contradições       •   E tem a dengue, também.
•   Mas a árvore não pode esconder o arvoredo        •   Desigualdade e tortura federal
•   Vem o grande analista, revela o segredo
                                                     •   No Brasil todo foi um ti-ti-ti
•   da acumulação de capital
                                                     •   Todo mundo pensando
•
                                                     •   Do Oiapoque ao Chuí
•   É mais-valia pra cá, É mais-valia pra lá.        •   Mas agora é a hora da transformação,
•   Capitalismo é selvagem, É global.                •   O carnaval traz nossa revolução.
•   É mais-valia pra cá, É mais-valia pra lá,        •
•   Tempo roubado do trabalho social.                •   Síntese de muitas determinações
•                                                    •   A realidade social é feita de contradições
•   Mercadoria é alienação,                          •   Mas a árvore não pode esconder o arvoredo
•   Trabalho, salário: a danação                     •   Vem o grande analista, revela o segredo
•   A grana diz ‘trabalho sozinha’,                  •   da acumulação de capital.
•   A fórmula é DMD’.                                •
                                                     •   O manifesto falou, o comunismo escutou:
•
                                                     •   Tem que seguir o movimento popular.
•   Síntese de muitas determinações
                                                     •   O grande mestre mostrou,
•   A realidade brasileira é feita de contradições   •   A grande escola ensinou:
•   Mas o grande analista indicou o caminho          •   Dizer o samba no pé, se revoltar
•   Ninguém pode vencer essa luta sozinho.           •
•   É luta de classes e coração.                     •   Lá no rio vermelho, Na Filosofia
                                                     •   Descobrir o pandeiro, a cuíca, a magia.
•   Tem a novela, meu bem                            •   Mas agora é a hora da transformação:
•   E tem a Xuxa, também.                            •   O carnaval traz nossa revolução
•   Proselitismo tem no Jornal Nacional.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Marx e o socialismo científico
Marx e o socialismo científicoMarx e o socialismo científico
Marx e o socialismo científicoAlison Nunes
 
Sociologia capitulo 2
Sociologia capitulo 2Sociologia capitulo 2
Sociologia capitulo 2Miro Santos
 
Marx Classe Sociais
Marx Classe SociaisMarx Classe Sociais
Marx Classe SociaisAndy
 
Ciências Sociais: Karl Marx
Ciências Sociais: Karl MarxCiências Sociais: Karl Marx
Ciências Sociais: Karl MarxJordan Medeiros
 
Aula ideologia 3 ano
Aula ideologia 3 anoAula ideologia 3 ano
Aula ideologia 3 anoOver Lane
 
Marx a educacao para a sociologia c
Marx a educacao para a sociologia cMarx a educacao para a sociologia c
Marx a educacao para a sociologia cAlexsandra Santana
 
Cultura, ideologia e indústria cultural
Cultura, ideologia e indústria culturalCultura, ideologia e indústria cultural
Cultura, ideologia e indústria culturalroberto mosca junior
 
Marx karl.-contribuição-à-crítica-da-economia-política
Marx karl.-contribuição-à-crítica-da-economia-políticaMarx karl.-contribuição-à-crítica-da-economia-política
Marx karl.-contribuição-à-crítica-da-economia-políticaMayara Dos Santos
 
Slide livro Sociologia ensino médio capitulo 19 do Tomazi
Slide livro Sociologia ensino médio capitulo 19 do TomaziSlide livro Sociologia ensino médio capitulo 19 do Tomazi
Slide livro Sociologia ensino médio capitulo 19 do Tomazipascoalnaib
 
Slides atualizados psicologia social (2)
Slides atualizados psicologia social (2)Slides atualizados psicologia social (2)
Slides atualizados psicologia social (2)Conceição Gomes
 
Karl Marx. Aula de Sociologia
Karl Marx. Aula de SociologiaKarl Marx. Aula de Sociologia
Karl Marx. Aula de SociologiaJosias Vitor
 

Mais procurados (19)

Ideologia - karl marx
Ideologia - karl marxIdeologia - karl marx
Ideologia - karl marx
 
Marx e o socialismo científico
Marx e o socialismo científicoMarx e o socialismo científico
Marx e o socialismo científico
 
A ideologia alemã
A ideologia alemãA ideologia alemã
A ideologia alemã
 
Surgimento da sociologia_2014
Surgimento da sociologia_2014Surgimento da sociologia_2014
Surgimento da sociologia_2014
 
Sociologia capitulo 2
Sociologia capitulo 2Sociologia capitulo 2
Sociologia capitulo 2
 
Émile Durkheim - Método Sociológico
Émile Durkheim - Método SociológicoÉmile Durkheim - Método Sociológico
Émile Durkheim - Método Sociológico
 
Marx Classe Sociais
Marx Classe SociaisMarx Classe Sociais
Marx Classe Sociais
 
Marx e Durkheim
Marx e DurkheimMarx e Durkheim
Marx e Durkheim
 
ALIENAÇÃO E IDEOLOGIA
ALIENAÇÃO E IDEOLOGIAALIENAÇÃO E IDEOLOGIA
ALIENAÇÃO E IDEOLOGIA
 
Ciências Sociais: Karl Marx
Ciências Sociais: Karl MarxCiências Sociais: Karl Marx
Ciências Sociais: Karl Marx
 
Aula ideologia 3 ano
Aula ideologia 3 anoAula ideologia 3 ano
Aula ideologia 3 ano
 
Durkheim, marx, weber
Durkheim, marx, weberDurkheim, marx, weber
Durkheim, marx, weber
 
Marx a educacao para a sociologia c
Marx a educacao para a sociologia cMarx a educacao para a sociologia c
Marx a educacao para a sociologia c
 
Cultura, ideologia e indústria cultural
Cultura, ideologia e indústria culturalCultura, ideologia e indústria cultural
Cultura, ideologia e indústria cultural
 
Marx karl.-contribuição-à-crítica-da-economia-política
Marx karl.-contribuição-à-crítica-da-economia-políticaMarx karl.-contribuição-à-crítica-da-economia-política
Marx karl.-contribuição-à-crítica-da-economia-política
 
Slide livro Sociologia ensino médio capitulo 19 do Tomazi
Slide livro Sociologia ensino médio capitulo 19 do TomaziSlide livro Sociologia ensino médio capitulo 19 do Tomazi
Slide livro Sociologia ensino médio capitulo 19 do Tomazi
 
Slides atualizados psicologia social (2)
Slides atualizados psicologia social (2)Slides atualizados psicologia social (2)
Slides atualizados psicologia social (2)
 
Aula 9 e 10 karl marx
Aula 9 e 10   karl marxAula 9 e 10   karl marx
Aula 9 e 10 karl marx
 
Karl Marx. Aula de Sociologia
Karl Marx. Aula de SociologiaKarl Marx. Aula de Sociologia
Karl Marx. Aula de Sociologia
 

Semelhante a Slide sociologia

Aulão ENEM filosofia e sociologia
Aulão ENEM filosofia e sociologiaAulão ENEM filosofia e sociologia
Aulão ENEM filosofia e sociologiaGerson Coppes
 
Educação, pós modernidade e globalização
Educação, pós modernidade e globalizaçãoEducação, pós modernidade e globalização
Educação, pós modernidade e globalizaçãoSilvânio Barcelos
 
éTica sustentabilidade 2010
éTica sustentabilidade 2010éTica sustentabilidade 2010
éTica sustentabilidade 2010Jean Bartoli
 
Pensamento sociológico
Pensamento sociológicoPensamento sociológico
Pensamento sociológicoFabson Calixto
 
Sociologia 3º ano EM
Sociologia 3º ano EM Sociologia 3º ano EM
Sociologia 3º ano EM Mayron Picolo
 
Moda, Opinião e Estetização do Mundo
Moda, Opinião e Estetização do MundoModa, Opinião e Estetização do Mundo
Moda, Opinião e Estetização do Mundoemilianapomarico
 
As bases ideológicas do socialismo
As bases ideológicas do socialismoAs bases ideológicas do socialismo
As bases ideológicas do socialismoVictor Said
 
Design gráfico 9a aula
Design  gráfico   9a aulaDesign  gráfico   9a aula
Design gráfico 9a aulaUnip e Uniplan
 
O império do efêmero - Gilles Lipovetsky
O império do efêmero - Gilles LipovetskyO império do efêmero - Gilles Lipovetsky
O império do efêmero - Gilles LipovetskyAndressa Silva
 
Lista com alguns exercícios Sociologia 3.docx
Lista com alguns exercícios Sociologia 3.docxLista com alguns exercícios Sociologia 3.docx
Lista com alguns exercícios Sociologia 3.docxsesiomzezao
 
Os classicos da_sociologia_durkheim
Os classicos da_sociologia_durkheimOs classicos da_sociologia_durkheim
Os classicos da_sociologia_durkheimunisocionautas
 
Os clássicos da sociologia
Os clássicos da sociologiaOs clássicos da sociologia
Os clássicos da sociologiaCarmem Rocha
 
Sociologia
Sociologia Sociologia
Sociologia julilp10
 
Sociologia para o vestibular
Sociologia para o vestibularSociologia para o vestibular
Sociologia para o vestibularEdenilson Morais
 
Slides (2).pptx
Slides (2).pptxSlides (2).pptx
Slides (2).pptxLinaKelly3
 

Semelhante a Slide sociologia (20)

Aulão ENEM filosofia e sociologia
Aulão ENEM filosofia e sociologiaAulão ENEM filosofia e sociologia
Aulão ENEM filosofia e sociologia
 
Educação, pós modernidade e globalização
Educação, pós modernidade e globalizaçãoEducação, pós modernidade e globalização
Educação, pós modernidade e globalização
 
história da sociologia
   história da sociologia   história da sociologia
história da sociologia
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
éTica sustentabilidade 2010
éTica sustentabilidade 2010éTica sustentabilidade 2010
éTica sustentabilidade 2010
 
Pensamento sociológico
Pensamento sociológicoPensamento sociológico
Pensamento sociológico
 
Sociologia 3º ano EM
Sociologia 3º ano EM Sociologia 3º ano EM
Sociologia 3º ano EM
 
11º Encontro
  11º Encontro   11º Encontro
11º Encontro
 
Moda, Opinião e Estetização do Mundo
Moda, Opinião e Estetização do MundoModa, Opinião e Estetização do Mundo
Moda, Opinião e Estetização do Mundo
 
As bases ideológicas do socialismo
As bases ideológicas do socialismoAs bases ideológicas do socialismo
As bases ideológicas do socialismo
 
Design gráfico 9a aula
Design  gráfico   9a aulaDesign  gráfico   9a aula
Design gráfico 9a aula
 
O império do efêmero - Gilles Lipovetsky
O império do efêmero - Gilles LipovetskyO império do efêmero - Gilles Lipovetsky
O império do efêmero - Gilles Lipovetsky
 
Lista com alguns exercícios Sociologia 3.docx
Lista com alguns exercícios Sociologia 3.docxLista com alguns exercícios Sociologia 3.docx
Lista com alguns exercícios Sociologia 3.docx
 
Os classicos da_sociologia_durkheim
Os classicos da_sociologia_durkheimOs classicos da_sociologia_durkheim
Os classicos da_sociologia_durkheim
 
Os clássicos da sociologia
Os clássicos da sociologiaOs clássicos da sociologia
Os clássicos da sociologia
 
Sociologia
Sociologia Sociologia
Sociologia
 
Sociologia para o vestibular
Sociologia para o vestibularSociologia para o vestibular
Sociologia para o vestibular
 
Teoria marxista ênfase profissionalizante ii
Teoria marxista   ênfase profissionalizante iiTeoria marxista   ênfase profissionalizante ii
Teoria marxista ênfase profissionalizante ii
 
Slides (2).pptx
Slides (2).pptxSlides (2).pptx
Slides (2).pptx
 
Ser humano e sociedade
Ser humano e sociedadeSer humano e sociedade
Ser humano e sociedade
 

Slide sociologia

  • 1. Primeiros grandes pensadores da Sociologia Émile Durkheim Karl Marx Prof : Ana Paula Gois
  • 2. ÉMILE DURKHEIM França (1858-1917) Émile Durkheim nasceu em Épinal,, França, em 1858, e morreu em Paris em novembro de 1917. É considerado o fundador da escola francesa de sociologia, tendo deixado como legado uma série de estudos que se notabilizam pelo esforço de combinar pesquisa empírica e teórica. Preocupou-se em desenvolver metodologicamente a Sociologia.
  • 3. A Sociologia de Durkheim • A concepção da Sociologia de Durkheim se baseia em uma teoria do fato social. Seu objetivo é demonstrar que pode e deve existir uma sociologia objetiva e científica, conforme o modelo das outras ciências, tendo por objeto o fato social. Ele desejava que a sociologia tivesse um objeto específico que a distinguisse das outras ciências, que pudesse ser observado e explicado assim como o objeto das outras ciências.
  • 4. O objeto da sociologia durkheimiana são os fatos sociais. Os fatos sociais têm três características O Fato social fundamentais: – Coerção: exercem força sobre os indivíduos, levando-os a conformar-se às regras da sociedade em que vivem, são obrigados, independentemente de sua vontade e escolha. O grau de coerção de um fato social pode ser identificado pelas sanções sociais que ele provoca. As sanções podem ser legais e espontâneas) – São exteriores aos indivíduos (independem de sua consciência particular): existem e atuam sobre os indivíduos independentemente de sua vontade ou adesão consciente. – Generalidade: é social todo fato que é geral. Isto é, que se repete em todos os indivíduos ou, pelo menos, na maioria deles.
  • 5. Solidariedade Mecânica e Orgânica • MECÂNICA Solidariedade por semelhanças. Solidariedade característica das sociedades primitivas, em que existe pouca ou nenhuma divisão do trabalho (na maior parte das vezes encontra-se apenas uma divisão sexual). • ORGÂNICA Solidariedade baseada no consenso É a solidariedade característica das sociedades avançadas (Europa industrializada do século XIX). Tais sociedades são marcadas por uma intensa divisão do trabalho social, que produz uma intensa especialização das funções, capaz de levar o indivíduo a vincular-se à coletividade - criando coesão e integração social - porque depende das partes que a compõem .
  • 6. • Consciência Coletiva: “conjunto de crenças e dos Fato Social e Consciência Coletiva sentimentos comuns à média dos membros de uma mesma sociedade que forma um sistema determinado com vida própria”. (A consciência coletiva é diferente da consciência particular dos indivíduos e não corresponde à soma destas. De uma certa forma, a consciência coletiva é a própria sociedade). São as crenças, os costumes, as idéias que todos que vivem em um mesmo grupo compartilham uns com os outros. A “consciência coletiva” é adquirida mediante os processos de socialização aos quais somos submetidos ao longo da nossa vida na sociedade. Como por exemplo: a educação. • Consciência Individual é aquilo que é próprio do indivíduo, que o faz diferente dos demais. São crenças, hábitos, pensamentos, vontades que não são compartilhados pela coletividade, mas que são especificamente individuais.
  • 7. Principais Obras: Da divisão do trabalho social; As regras do método sociológico; O suicídio; Formas elementares da vida religiosa, Educação e Sociologia.
  • 8. KARL MARX Alemanha (1818-1883) • Marx nasceu numa família de classe média. Seus pais eram judeus que tiveram que se converter ao cristianismo em função das restrições impostas à presença de membros de etnia judaica no serviço público. Principais obras: Manuscritos econômico- filosóficos (Ökonomisch-philosophische Manuskripte), 1844; A Guerra Civil na França; Crítica da Filosofia do Direito de Hegel; A Sagrada Família (Die heilige Familie), 1845; A Ideologia Alemã (Die deutsche Ideologie), 1845- 46; Miséria da Filosofia (Das Elend der Philosophie), 1847; Manifesto do Partido Comunista (Manifest der Kommunistischen Partei), 1848; Entre vários outros....
  • 9. Visão de Sociedade • Crítica radical ao capitalismo: antagonismo, contradição e transitoriedade. • Explicação da realidade na totalidade – macrosociologia • Teoria ligada à prática/ciência ligada aos interesses de classe – Relação sujeito-objeto. • Conhecimento = instrumento político para a transformação. • Foco de pensamento: contradições do capitalismo a) luta de classes X harmonia b) divisão do trabalho gera exploração, antagonismo e alienação c) Burguesia X proletariado - dominação econômica (meios de produção) - dominação política (Estado) - dominação cultural ( ideologia, valores)
  • 10. Luta de Classes e o Trabalho • De acordo com Marx, o motor da história é a eterna luta de classes, entre aqueles que detêm os modos de produção e aqueles que possuem apenas a força de trabalho para vender. • De acordo com Marx, com o Capitalismo há o desvirtuamento do trabalho humano com a conseqüente servilização do proletário.
  • 11. Revolução do Proletariado A revolução proletária levaria a um regime intermediário e de caráter provisório, a ser conhecido como “ditadura do proletariado”. Nesse momento, passando de despossuídos a detentores do poder, o proletariado trataria de arrancar pouco a pouco o capital das mãos dos burgueses, centralizando os instrumentos de produção nas mãos do Estado para, enfim, chegar ao comunismo completo, em que os meios de produção serão repassadas a associações.
  • 12. O Materialismo histórico-dialético  A realidade imaterial: que se refere ao nível político- ideológico, comumente chamado de Superestrutura. É constituído: ● pela estrutura jurídico-política representada pelo Estado e pelo direito. ● pela estrutura ideológica referente às formas de pensamento, sentimento e consciência social, tais como: ▪ Filosofia; ▪ Literatura; ▪ Estética; ▪ Ciência; ▪ Religião; ▪ Moral; ▪ Arte; ▪ Educação; ▪ Música.
  • 13. O Samba da Mais-valia • Síntese de muitas determinações • Tem desemprego, meu bem • A realidade social é feita de contradições • E tem a dengue, também. • Mas a árvore não pode esconder o arvoredo • Desigualdade e tortura federal • Vem o grande analista, revela o segredo • No Brasil todo foi um ti-ti-ti • da acumulação de capital • Todo mundo pensando • • Do Oiapoque ao Chuí • É mais-valia pra cá, É mais-valia pra lá. • Mas agora é a hora da transformação, • Capitalismo é selvagem, É global. • O carnaval traz nossa revolução. • É mais-valia pra cá, É mais-valia pra lá, • • Tempo roubado do trabalho social. • Síntese de muitas determinações • • A realidade social é feita de contradições • Mercadoria é alienação, • Mas a árvore não pode esconder o arvoredo • Trabalho, salário: a danação • Vem o grande analista, revela o segredo • A grana diz ‘trabalho sozinha’, • da acumulação de capital. • A fórmula é DMD’. • • O manifesto falou, o comunismo escutou: • • Tem que seguir o movimento popular. • Síntese de muitas determinações • O grande mestre mostrou, • A realidade brasileira é feita de contradições • A grande escola ensinou: • Mas o grande analista indicou o caminho • Dizer o samba no pé, se revoltar • Ninguém pode vencer essa luta sozinho. • • É luta de classes e coração. • Lá no rio vermelho, Na Filosofia • Descobrir o pandeiro, a cuíca, a magia. • Tem a novela, meu bem • Mas agora é a hora da transformação: • E tem a Xuxa, também. • O carnaval traz nossa revolução • Proselitismo tem no Jornal Nacional.