Espiritismo lição 02

1.536 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.536
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
52
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
31
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Espiritismo lição 02

  1. 1. EBD lição 02 Espiritismo
  2. 2. Introdução O Espiritismo é, sem dúvida, uma das heresias que mais crescem. Os seus defensores citam textos da Bíblia Sagrada argumentando que ela é um dos maiores repo-sitórios de fatos
  3. 3. 1. História do Espiritismo Para alguns teólogos, o epi-sódio registrado em Gêneses capítulo três, que relata a queda do homem, foi a primeira sessão espírita acontecida no mundo.
  4. 4. Sobre isso, nota-se: 1 Médium, é uma pessoa viva que serve de canal para comunicação com os mortos. Mediunidade, ou canalização, designa a alegada comunicação entre humanos (encarnados) e espíritos (desencarnados); ou a manifestação espiritual via corpo físico que não lhe pertence 1 . 2 Esse é um fato isolado na Bíblia
  5. 5. 1.1. O Espiritismo Mo-derno Os espíritas afirmam que, durante o século XIX, houve uma grande leva de manifestações mediúnicas nos Estados Unidos e na Europa.
  6. 6. As irmãs Margaret e Kate Fox diziam ter visto as mesas girando e ouvido panca-das na casa em que moravam. E quando elas faziam perguntas recebiam respostas, mediante estalos de dedos.
  7. 7. 1.2. O Espiritismo como Doutrina O Espiritismo, como doutrina, baseia-se, em grande parte, na obra de Léon Hippolyte Dénizart Rivail, que em 30 de abril de 1856, assumiu o pseudónimo de "Allan Kardec", por acreditar ser ele uma reencarnação de um poe-ta Celta com este nome.
  8. 8. 1.3. O Espiritismo no Brasil O Brasil é considerado o maior país espírita do mundo. Em 1865, Luís Olímpio Teles de Menezes fundou, em SalvadorBA, o pri-meiro centro espírita.
  9. 9. 2. Principais divisões do espiritismo 1) Espiritismo comum: Quiro-mancia = Quiromancia é o ato de ler as mãos. A quiromancia (do grego cheiro, "mão", e mancia, " profecia") é um método complexo de adivinhação e de interpretação de sinais baseados nas linhas da palma da mão e no seu formato, tamanho e textura.
  10. 10. 1. A LINHA DA VIDA: A crença popular diz que essa linha indica quanto tempo uma pessoa vai viver.
  11. 11. 2.LINHA DA CABEÇA: Mostra a capacidade intelectual da pessoa.
  12. 12. 3.A LINHA DO CORAÇÃO: Essa linha é a chave para se entender as emoções.
  13. 13. Cartomancia As cartas comuns possuem inúmeros símbolos para nos ajudar a conhecer aspectos ocultos de nosso imo (íntimo), vejamos estes. As duas cores dos naipes se relacionam aos dois polos de energia onde vermelho é o positivo masculino e ativo e o preto, negativo feminino e passivo. As cinquenta e duas cartas do baralho correspondem às cinquenta e duas semanas do ano, ao somarmos seus dois dígitos, chegaremos ao resultado de sete, ou seja, a quantidade de dias da semana, já as doze cartas com figuras, se relacionam aos meses do ano e aos doze signos do zodíaco, as treze cartas de cada naipe com as lunações do ano. Os quatro naipes se interligam as quatro estações e aos quatro elementos da natureza. Em que o jogo se faz escolhendo 15 cartas ao acaso e depositando em uma superfície plana uma vez com pensamento concluído, a sorte está lançada.
  14. 14. Hidromancia Hidromancia é um método de divinação que consiste em ler o futuro pela água, interpretando o seu fluxo, refluxo e o estado de conservação e pureza da água.
  15. 15. Necromancia A necromancia ou nigromancia é um termo que etimologicamente advém do Grego: "morte" (necro) e "adivinhação (mancia).1 e que consiste a adivinhação mediante a consulta aos mortos e seus espíritos ou cadáveres.
  16. 16. Vodu Voo doo é uma macumba com poder de manipulação. índios, bruxas, santos usam isso, precisam de uma parte da pessoa para ser manipulada, um fio de cabelo ou até um braço prendendo uma parte dessa parte da pessoa na boneca.
  17. 17. O Voo doo está relacionado com magia negra. A magia negra é a pratica mágica voltada para a maleficência ou para o mal daqueles que são «alvo» da sua ação esotérica. O individuo que inicia suas atividades na magia negra costuma fazer pacto com demônios ou espíritos do mal, em troca de sucesso, poder, e satisfação pessoal.
  18. 18. Para além do Benin, o vodu africano e as práticas que dele descendem podem ser encontrados na República Dominicana, Porto Rico, Cuba, Brasil, Gana, Haiti e Togo. A palavra vodun é a palavra Fon-Ewe para espírito. O Voo doo é por isso uma religião essencialmente fundamentada em princípios teológicos espíritas.
  19. 19. Candomblé O candomblé é uma religião derivada do animismo africano1 onde se cultuam os orixás, voduns ou nkisis, dependendo da nação.2 Sendo de origem totêmica e familiar, é uma das religiões de matriz africana mais praticadas, tendo dois milhões de seguidores em todo o mundo, principalmente noBrasil.2
  20. 20. Cada nação africana tem como base o culto a um único orixá. A religião que tem por base a anima (alma) da Natureza, sendo portanto chamada de anímica. Os sacerdotes africanos que vieram para o Brasil como escravos, juntamente com seus Orixás/Nkisis/Voduns, sua cultura, e seus idiomas, entre 1549 e 1888.
  21. 21. Nota sobre orixás Orixá quer dizer Coroa iluminada, Espírito de luz. O princípio mais evoluído existente em nosso sistema, manifestado através das forças da natureza. Veja alguns orixás: Exu, orixá guardião dos templos, encruzilhadas, passagens, casas, cidades e das pessoas, mensageiro divino dos oráculos. Ogum, orixá do ferro, guerra, fogo, e tecnologia, deus da sobrevivência. Oxóssi, orixá da caça e da fartura. Logunedé, orixá jovem da caça e da pesca. Xangô, orixá do fogo e trovão, protetor da justiça. Ayrà, usa branco, tem profundas ligações com Oxalá e com Xangô.
  22. 22. Umbanda O vocábulo é oriundo da língua quimbundo, de Angola, e significa arte de curar...
  23. 23. A Umbanda é uma religião inserida na religiosidade cultural brasileira.1 A Umbanda é estruturada, moralmente, em 3 princípios: fraternidade, caridade e respeito ao próximo. Admite um deus gerador chamado (Zambi), que é o criador de tudo e todos. Seus adeptos (chamados também de "umbandistas" ou "filhos de fé") cultuam divindades denominadas Orixás e reverenciam espíritos chamados Guias
  24. 24. Macumba Macumba, na acepção mais popular do vocábulo, é mais ligada ao emprego do ebó, feitiço, "despacho", para cada coisafeita, mironga, mandinga,muamba;
  25. 25. Quimbanda Quimbanda é uma ramificação da Umbanda desde a sua fundação pelo médium brasileiro Zélio Fernandino de Morais, já que o mesmo admitiu ter um exu ordenado por seus guias. A Quimbanda é a ramificação na qual atuam os exus e pombagiras, também chamados de povos de rua.
  26. 26. Esoterismo é o nome genérico que designa um conjunto de tradições e interpretações filosóficas das doutrinas e reli giões que buscam desvendar seu sentido supostamente oculto. Por exemplo, o apreço por anjos, o sobrenatural etc. Segundo alguns, o esoterismo é o termo para as doutrinas cujos princípios e conhecimentos não podem ou não devem ser "vulgarizados", sendo comunicados a um restrito número de discípulos escolhidos.
  27. 27. A palavra Teosofia é de origem grega, "theos" (Deus), e "sophos" (sabedoria), significando literalmente "sabedoria divina", ou "conhecimento divino". A Teosofia é um corpo de conhecimento que sintetiza Filosofia, Religião e Ciência. Embora essa afirmação não seja reconhecida universalmente, mas apenas por simpatizantes do ocultismo, pois creem que tanto hoje como na antiguidade, a Teosofia se constitui na sabedoria universal e eterna presente nas grandes religiões...
  28. 28. 2.1. Espiritismo Karde-cista O Espiritismo Kardecista pre-tende ser a terceira revelação de Deus à humanidade. A primeira revelação, segundo os espíritas, teria vindo através de Moisés; a segunda, através de Jesus e a terceira através do Espiritis-mo pela instrumentalidade de Allan Kardec.
  29. 29. Quando o Espiritismo Kar-decista chegou ao Brasil, encon-trou terreno fértil. O sincretismo oriundo da mistura entre euro-peus, índios e africanos acabou impulsionando o movimento espírita. Quem já havia visto um paide-santo incorporado (ritual típico da macumba), não tinha muita dificuldade para crer no trabalho de um médium.
  30. 30. 2.2. Espiritismo Cientí-fico O Espiritismo Científico é conhecido também como: Alto Espiritismo; Espiritismo Ortodoxo e Espiritismo Profissional. Refere-se a grupos espíritas que negam o Espiritismo como religião. Ex: LBV
  31. 31. 2.3. LBV - Legião da Boa Vontade Fundada por Alziro Zarur, que, aos 12 anos de idade, diz ter recebido uma revelação de Jesus, dando-lhe a missão de esclarecer e pregar o Novo Testamento. Em 1950 a LBV é organizada oficial-mente. Após a morte de Zarur, o seu secretário, José Simões de Paiva Neto, assume a presidência da LBV .
  32. 32. 3. Algumas heresias do Espiritismo 1) Possibilidade de comuni-cação com entidades espirituais desencarnadas; 2) Crença na reencarnação através da purifica-ção pelo sofrimento e pelas boas obras que praticam, até atingir a salvação; 3) Crença na pluralidade de mundos habitados, sendo a Terra, planeta de expiação; 4) O progresso pessoal depende unicamente do próprio indiví-duo, e acumula-se de encarnação em encarnação; 5) O contato com Deus é feito através de "Guias", ou espíritos que se manifestam através de "Médiuns", poden-do, assim, ajudar as pessoas; 6) Afirmam que Jesus Cristo não é Deus, e sim uma entidade muito evoluída que veio a este mundo.
  33. 33. 3.1. Reencarnação dos mortos A reencarnação, crença na volta da alma à vida corpórea. Essa crença afirma que João Batista era o Elias reencarna-do.
  34. 34. Para refutar estes falsos ensinos basta recorrer aos se-guintes textos: Em Lucas 1.17, o texto diz claramente "...no espíri-to e virtude de Elias...", referindo ao entusiasmo, vigor, veemência de Elias; ( Veja a questão semântica: Semântica é a parte da gramática que estuda o sentido e a aplicação das palavras em um contexto. ) Outro fato que eles es-quecem, é que Elias não morreu (2Rs 2.11); O próprio João Batista responde aos interrogadores, se ele era o Profeta Elias: "não sou" (Jo 1.21).
  35. 35. 3.2. A comunicação com os mortos Os espíritas fazem preces em favor dos mortos e afirmam comunicar-se com eles.
  36. 36. Como ar-gumento bíblico, citam o caso do Rei Saul e a feiticeira de Endor. Estão mais uma vez equivocados, pois, quando o Rei Saul pergun-tou à feiticeira o que ela estava vendo, ela respondeu: "Vem su-bindo um ancião" (ISm 28.14), é Saul quem chega a uma con-clusão: "Entendendo Saul que era Samuel"(lSm 28.14).Daí, tudo que foi proferido pelo "an-cião" foi atribuído, conforme o entendimento de Saul, como se fosse o Profeta Samuel. A prova disso é que as profecias dadas pelo dito ancião
  37. 37. Deus não res-pondeu a Saul nem por sonhos, nem por urim e nem por profeta (ISm 28.6). Saul não obedeceu à ordem Divina, e as Escrituras são claras ao afirmar que qualquer pessoa envolvida com feitiçaria deveria ser morta. Veja o que a Bíblia diz em Levítico 20.27 .
  38. 38. 3.3. A Salvação Os espíritas pregam que a salvação vem pela prática de boas obras e por meio de sucessi-vas reencarnações, que servem para aprimorar as qualidades da alma. Paulo refuta essa heresia ao escrever aos efésios, esclarecendo que a salvação não é uma conquista ou um mérito humano: "porque pela graça sois salvos... não vem de vós... não vem das obras... é dom de Deus" (Ef
  39. 39. Conclusão O termo feiticeiro/feitiçaria na Bíblia Segundo o Espiritismo a Feitiçaria é um culto com raízes africanas. Creem que a feitiçaria não foge ao domínio das forças naturais, sendo os ditos feiticeiros homens dotados de capacidades psíquicas e que sempre são auxiliados por espíritos.
  40. 40. Conclusão O termo grego usado para feitiçaria é farmakía, que significa "drogueadores", no sentido de preparadores de drogas com fins terapêuticos a partir de plantas. Para além da intenção de curar, os feiticeiros também usavam drogas para induzir estados alterados de consciência para ascender ao Mundo dos Espíritos.
  41. 41. Esse termo aparece em Gl 5.20 Ele é usado por Paulo para indicar práticas de feitiçaria, bruxaria e magia. (Porque certas drogas eram usadas em rituais que envolviam adoração a ídolos).
  42. 42. Como se vê, não é acei-tável a pretensão de o Espiritismo em ser uma organização cristã. O Espi-ritismo segue os conteúdos que julgam haver recebi-do dos espíritos, através da mediunidade, invoca espíritos desencarnados, acreditam na reencarna-ção, na lei do carma, além de negar a Divindade de Jesus, rebaixando-o a posi-ção de um médium apenas.

×