Estaca de Hélice-ContinuaALUNOS: LUIS FLEURY, IGOR YOSHIDA, THIAGO NEVES, RAFAEL DOUGLAS E LEONARDO MENDES
Introdução A estaca hélice contínua é uma estaca deconcreto moldada "in loco“. As estacasescavadas com hélice contínua fo...
Metodologia A perfuração consiste em fazer a hélice penetrar noterreno por meio de torque apropriado. Alcançada aprofundi...
 A armação, em forma de gaiola, é introduzida naestaca por gravidade ou com o auxílio de um pilão depequena carga ou vibr...
Indicações Obras que demandam rapidez, ausência de barulho ede vibrações prejudiciais ã prédios da vizinhança.Podem ser e...
Limitações Em função do porte do equipamento, as áreas detrabalho devem ser planadas e de fácil movimentação.Exige-se cen...
Estaca de hélice continua
Estaca de hélice continua
Estaca de hélice continua
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Estaca de hélice continua

2.248 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.248
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
102
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estaca de hélice continua

  1. 1. Estaca de Hélice-ContinuaALUNOS: LUIS FLEURY, IGOR YOSHIDA, THIAGO NEVES, RAFAEL DOUGLAS E LEONARDO MENDES
  2. 2. Introdução A estaca hélice contínua é uma estaca deconcreto moldada "in loco“. As estacasescavadas com hélice contínua foramintroduzidas no Brasil na década de 90.executada por meio de trado contínuo einjeção de concreto através da haste centraldo trado simultaneamente a sua retirada doterreno.
  3. 3. Metodologia A perfuração consiste em fazer a hélice penetrar noterreno por meio de torque apropriado. Alcançada aprofundidade, o concreto é bombeado por este tubo,preenchendo a cavidade deixada pela hélice, que éextraída lentamente. Exige a colocação da armaçãoapós a concretagem. Para controlar a pressão debombeamento do concreto, o sistema possuiinstrumento medidor digital que informa todos os dadosde execução da estaca.
  4. 4.  A armação, em forma de gaiola, é introduzida naestaca por gravidade ou com o auxílio de um pilão depequena carga ou vibrador. As estacas submetidas aesforços de compressão levam uma armação no topo,em geral de 2 a 5,5m de comprimento. No caso deestacas submetidas a esforços transversais ou detração, somente será possível para comprimentos dearmações de no máximo 16m, m função do métodoconstrutivo. No caso de armações longas, as "gaiolas"devem ser constituídas de barras grossas e estriboespiral soldado na armação longitudinal para evitar asua deformação durante a introdução no fuste daestaca.
  5. 5. Indicações Obras que demandam rapidez, ausência de barulho ede vibrações prejudiciais ã prédios da vizinhança.Podem ser executadas em terrenos coesivos e arenosos,na presença ou não de lençol freático e atravessamcamadas de solo resistente. Também oferece umasolução técnica e economicamente interessante emobras onde há um grande número de estacas semvariações de diâmetros, pela produtividade alcançada.
  6. 6. Limitações Em função do porte do equipamento, as áreas detrabalho devem ser planadas e de fácil movimentação.Exige-se central de concreto nas proximidades do localde trabalho. É necessário um número mínimo deestacas compatíveis com os custos de mobilização dosequipamentos envolvidos. Os equipamentos disponíveispermitem executar estacas de no máximo 32 m deprofundidade e inclinação de até 1:4 (H:V).

×