Incendios florestais

9.278 visualizações

Publicada em

Trabalho degrupo sobre incêndios florestais em Portugal

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
9.278
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
114
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Incendios florestais

  1. 1. Incêndios Florestais<br />
  2. 2. O que deves fazer se te deparares com um incêndio?<br />Como combater o fogo: <br />► Não faça fogueiras em zonas florestais de alto risco, especialmente no Verão <br />► Não deixe em lugar nenhum pontas de cigarro acesas <br />► Não deite foguetes em locais expostos à propagação do fogo <br />► Não abandone lixo ou desperdícios que possam favorecer a propagação do fogo <br />► Não tente chegar a todo o lado de carro: o contacto do tubo de escape com a folhagem seca pode iniciar um incêndio. Não seja passivo ante as responsabilidades dos outros. Se as pessoas irresponsáveis persistirem, denuncie-as às autoridades <br />
  3. 3. Como prevenir os incêndios Florestais?<br />Os incêndios florestais são uma das principais catástrofes em Portugal. Constituem uma fonte de perigo para as pessoas e bens, além de provocarem danos ambientais. As causas são uma das principais catástrofes em Portugal. Constituem uma fonte de perigo para as pessoas e bens, além de provocarem danos ambientais. As causas são muito variadas, mas muitos dão-se por descuido humano.<br />Nos dias mais quentes, com vento e humidade baixa, o risco de incêndio é maior. Aumente a sua atenção. <br />
  4. 4. Não basta existir uma fonte de calor para que um incêndio se propague, mas também necessário que as condições atmosféricas sejam favoráveis a essa mesma propagação.E que condições são essas?- vento intenso;- baixa humidade relativa no ar; - temperaturas elevadas.<br />Além destas causas naturais, é necessário que se reúna uma série de outras condições para que um incêndio florestal se propague. De entre elas, destacamos as mais importantes:<br />- Existência de combustíveis mortos com baixos níveis de humidade;- Existência de uma fonte de ignição.<br />
  5. 5. Relatório final relativo aos incêndios florestais ocorridos no ano de 2009 <br />Durante o ano de 2009 contabilizaram-se 26.339 ocorrências, das quais 22% correspondem a incêndios florestais (1) e 78% a fogachos (2), ou seja apenas 2 em cada 10 ocorrências deram origem a áreas ardidas iguais ou superiores a 1 ha. Estas ocorrências corresponderam a 86.016 ha de área ardida (24.094 ha de povoamentos e 61.923 ha de matos).<br />O número total de ocorrências em 2009 aumentou 5,6% face à média do último decénio. Contudo, 2009 registou um valor inferior da área ardida média em 42%. Correspondem as percentagens indicadas a um aumento de 1.402 de ocorrências, e uma diminuição de 62.436 ha face à média decenal.<br />
  6. 6. Causas dos Incêndios<br />Entre principais causas determinadas que estiveram na origem dos 126 grandes incêndios (áreas ardidas ≥ 100 ha) que ocorreram no território, destacam-se o Incendiarismo (30%) e o Vandalismo (26%), seguido das Queimadas realizadas para renovação da pastagem e para a caça (11%), com muito menor expressão.<br />
  7. 7. Trabalho Realizado <br />Carina Semedo, nº 1<br />João Rosado, nº 10<br />Thamara Alexandre, nº 20<br />

×