17.ago ouro i 14.15_338_copel-ge_t

307 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
307
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
90
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

17.ago ouro i 14.15_338_copel-ge_t

  1. 1. Influência da Carga Pulsada na Vida Útil de Baterias Pb-ácido Dario J. Schultz¹, Patrício R. Impinnisi², Juliano de Andrade²*, Rodrigo T. da Silva². 1 2
  2. 2. Índice <ul><li>Introdução </li></ul><ul><li>Procedimento experimental </li></ul><ul><li>Resultados </li></ul><ul><li>Conclusões </li></ul>
  3. 3. Introdução
  4. 4. Introdução Placa positiva PbSO 4  PbO 2 Placa negativa PbSO 4  Pb Carga convencional H 2 O  O 2 H 2 O  H 2 Carga pulsada tempo Corrente e tensão tempo Corrente
  5. 5. Procedimento Experimental Vasos – 2 V <ul><li>Eficiência </li></ul><ul><li>Eficiência de recarga parcial </li></ul><ul><li>Recuperação da capacidade de vasos degradados e mantidos 30 dias em CA. </li></ul>
  6. 6. Resultados Eficiência da recarga pulsada t on (ms) t off (ms) I (XC 10 ) t total (h) Ef. Vaso 1 100 500 1C 10 6 87,4% 100 100 1C 10 2 79,6% 500 500 1C 10 2 80,0% Vaso 2 100 500 1C 10 6 86,2% 100 100 1C 10 2 81,9% 500 500 1C 10 2 81,0% Vaso 3 100 500 1C 10 6 90,1% 100 100 1C 10 2 71,4% 500 500 1C 10 2 81,1%
  7. 7. Resultados Recarga pulsada parcial Carga convencional Carga pulsada Medida Cap. após recarga parcial (Ah) Cap. após recarga total (Ah) Vaso 4 1 0,410 1,248 2 0,403 1,175 3 0,401 1,144 4 0,403 1,069 Vaso 5 1 0,742 1,38 2 0,746 1,291 3 0,742 1,253 Medida Cap. após recarga parcial (Ah) Cap. após recarga total (Ah) Vaso 4 1 0,694 1,306 2 0,694 1,343 3 0,688 1,336 4 0,695 1,368 5 0,691 1,404 6 0,681 1,373 Vaso 5 1 0,787 1,369 2 0,736 1,379 3 0,731 1,394 4 0,748 1,376 5 0,719 1,474 6 0,76 1,405
  8. 8. Resultados Recuperação de baterias sulfatadas
  9. 9. Resultados Recuperação de baterias sulfatadas Superfície de placas negativas Placas negativas, interface haste/material ativo
  10. 10. Resultados <ul><li>Mais eficiente, porém compromete a vida útil se utilizada como recarga completa. </li></ul><ul><li>Aumenta a vida útil em recargas parciais </li></ul><ul><li>Modifica a microestrutura de placas sulfatadas, recuperando alguma capacidade nas mesmas. </li></ul><ul><li>Embasou a proposta de um novo projeto, específico para sistemas fotovoltaicos. </li></ul>
  11. 11. Obrigado!!! [email_address]

×