Gabi mabi-thais-isabelle

1.182 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.182
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
898
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Gabi mabi-thais-isabelle

  1. 1. E. E. Antônio Raposo TavaresProjeto PRODESC – Realização da rota dosBandeirantes por São Paulo, no dia 24/10/2012Trabalho executado pelas alunas:Gabriele Silva Nº15 1ºBIsabelle Tosta Nº16 1ºCMábily Souza Nº30 1ºCThaís Gabriela Nº38 1ºB
  2. 2. Viagem pela rota dos Bandeirantes
  3. 3. Mábily era Olá, me chamo Mábily. Estou cursando o Ensino Médio na escola Ceneart e preciso realizar um trabalho sobre o Bandeirismo. Não tenho muitos conhecimentos a respeito desse assunto, e por isso decidi visitar minha prima Isabelle, que mora em Santana de Parnaíba, para me ajudar com o projeto. E este é um breve relato sobre as minhas aventuras pela rota dos Bandeirantes...
  4. 4. 6h30 da manhã. Caína estrada com meuspais com destino aSantana de Parnaíba,nossa primeiraparada.E durante o percursotive o privilégio deobservar o pôr do sol.Uma ótima forma deiniciar uma viagem.
  5. 5. Santana de Parnaíba Já em Santana de Parnaíba, esperei por minha prima em frente ao Monumento aos Bandeirantes.O monumento estálocalizado no trevo quedá acesso ao CentroHistórico. A ideia étransmitir aosmoradores e visitantesa importância dosbandeirantes para aexpansão territorial doBrasil.
  6. 6. As esculturas retratam personagensimportantes do município e do país,como os bandeirantes Anhangüera,Domingos Jorge Velho, RaposoTavares e Fernão Dias, além deSuzana Dias e seu filho AndréFernandes, fundadores do município. Figuras de destaque de seu tempo, que se diferenciavam pela ousadia diante do desconhecido, condição necessária para desempenhar o papel que tiveram na história do país.
  7. 7. Depois de encontrar minhaDepois de encontrarprima nos dirigimos ao centrominha prima, noshistórico da cidadedirigimos até oCentro Histórico dacidade. Lá, pudeobservar o quanto aarquitetura originaldo local épreservada pelapopulação, como ascasas e ruas.
  8. 8. E essa foi aprimeira imagemque tive da lindaIgreja Santana daMatriz.
  9. 9. É considerada o marco mais importante do município. De acordo com os registros históricos, em meados de 1560, foi erguida na cidade a primeira capela, dedicada a Santo Antônio. A pequena igreja era feita de pau-a-pique e coberta deNo ano de 1580, a segunda capela, folhagens.dedicada a SantAna, foi construída.Em 1610 uma terceira capela foiconstruída, também por AndréFernandes, e, em 1625, foi elevada aMatriz, hoje conhecida como Paróquiade SantAna.
  10. 10. Ao sair da Igreja nos dirigimos ao Museu de Música, que estava em reforma.O museu reúne diversos objetosantigos como partituras, quadros,fotos, instrumentos musicais e cercade 120 discos (LP’s e 78 rotações)de diversos cantores. Todo o seuacervo foi doado por moradoresde Santana de Parnaíba.
  11. 11. Passeando peloCentro Histórico,nos deparamos comessa cruz. Um sinalexplícito da extremareligiosidade queera transmitida noBandeirismo,quando nosdespedimos deSantana deParnaíba.
  12. 12. ItuChegando emItu, fomosconhecer apraça principal,ondecontemplamosa belezaexuberante dolocal. Pudeobservar váriosfatos curiosos arespeito dacidade.
  13. 13. A Praça da Matriz abrigaos exageros de Itu: umorelhão e vários outrosobjetos e monumentosGIGANTESCOS. OOrelhão de Itu é umrequisitado ponto turísticode Itu e um dosresponsáveis pela fama da"cidade onde tudo égrande".
  14. 14. Me deparei com objetosinteressantes, como umviolão e uma cadeira debarbeiro gigantes...
  15. 15. Um dos monumentosque mais me chamoua atenção foi essetelefone gigante, quepor sinal tinha odobro do meutamanho.
  16. 16. Ao deixar a Praça daMatriz, nos dirigimosao MuseuRepublicano, que foiconstruído em meadosdo século XIX eguarda em seu interiorum rico acervo defotos, documentos,objetos e obras de arte,que são a memória doPartido PaulistaRepublicano.
  17. 17. Finalizando nossapassagem por Itu,encontramos umavelha amiga eresolvemosregistrar omomento, e essa foinossa última fotonesta cidadecuriosa e rica emconhecimentosobre osBandeirantes.
  18. 18. Parque das Monções - Porto FelizAo final do do fomos conhecer o ParqueAo final dia dia fomos ao Parquedas Monções, em Porto Feliz. Lá Feliz,das Monções, em Portoque abriga um grande valorhistórico pois foi o ponto departida da rota dos Bandeirantespor São Paulo.
  19. 19. Um dos monumentosmais interessantes quepude observar foi oParedão Salitroso. Éum monumentonatural formado porrocha salitrosa,calcário e arenito.Muitos especialistasafirmam que este sítioarqueológico abrigaprovas que a regiãoesteve submersa hámilhões de anos.
  20. 20. Mais a frente nos deparamos com mais uma curiosidade do parque: A Gruta Nossa Senhora de Lurdes. Foi construída em homenagem a Nossa Senhora de Lourdes por dois sacerdotes franceses, Alexandre Hourdeau e Vitor Maria Cavron que perceberam semelhança entre o paredão e a gruta francesa. Foi, originalmente, escavada no grande paredão salitroso, pela utilização de cargas de dinamite.Foi inaugurada com uma missa pelo Monsenhor Domingos Magaldi,em 15 de Agosto de 1924, durante a tradicional festa da padroeiraNossa Senhora Mãe dos Homens. Em 2010, a gruta, réplica fiel daexistente na cidade de Lourdes, na França, foi revitalizada pelaPrefeitura Municipal.
  21. 21. Finalmente, o momento mais aguardado Monumento aos Bandeirantesdo passeio. Inaugurado em 26 de Abrilde 1920, foi idealizado pelo historiadorAfonso de Escragnolle Taunay, eexecutado pelo escultor italiano AmadeuZani. Construído em granito, é formadopor um painel de alvenaria no formatode um semicírculo, que contém areprodução em bronze de trêsimportantes documentos, o célebrequadro de Almeida Júnior “A Partidadas Monções”, o quadro “Benção dasCanoas” de Hércules Florence, e“Largada de Porto Feliz” de AdrianTaunay. Na sua parte superior é formadopor uma coluna rostral em mármorerosa, que contém uma esfera armilar,que é símbolo das Grandes NavegaçõesPortuguesas.
  22. 22. Mesmo semmuitaimportânciahistórica, estapassagem doparque cativa atodos por suabelezaexuberante.Sem dúvidauma daspaisagens maislindas que já vi.
  23. 23. À margem dorio Tietê, quepode ser vistodo parque,minha prima eeu nospreparávamospara nosdespedir desselindo lugar.
  24. 24. E esta foi a últimavisão que tive doParque das Monções,um lugar cheio decuriosidades, mistériose acima de tudo,conhecimento. Foi umótimo passeio em queobtive muitasinformações a respeitodo Bandeirismo, queera meu objetivoprincipal. Me despeçoaqui, e espero quetenham aprendido tantoquanto eu.
  25. 25. Referências Bibliográficashttp://www.itunoticias.com.br/noticia.aspx?id=4643http://www.brasilcontact.com/destinies/saoPaulo/br_itu.htmlhttp://www.parnaibaweb.com.br/Especial+01/Conheca+Santana+de+Parnaiba+Berco+dos+Bandeirantes.htmlhttp://www.portomaisfeliz.com.br/noticias/detalhe.asp?t=Conhe%E7a+o+Parque+das+Mon%E7%F5es+em+Porto+Feliz+&cod_conteudo=32188http://www.portofeliz.sp.gov.br/content.php?t=content&id=220&idm=220

×