Santos minha cidade

4.781 visualizações

Publicada em

Uma breve descrição da Histórica Cidade de Santos

Publicada em: Turismo
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.781
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3.620
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Santos minha cidade

  1. 1. Ao som da canção que soube ter sido a primeira que ouvi na vida...
  2. 2. minha homenagem à cidade que assim amanhece ,
  3. 3. em cuja centenária Beneficência Portuguesa nasci.
  4. 4. Por sua vez, minha cidade começou a ser “gestada” após o descobrimento e ocupação da Ilha de São Vicente.
  5. 5. Em frente a esta ilha - Urubuqueçaba - surgiram dois pequenos núcleos urbanos: o Povoado de São Vicente e o outro chamado Nova Povoação . Este último foi fundado por volta de 1540 por Brás Cubas, que também transferiu o porto que atendia a região para o outro lado da ilha junto a um pequeno morro, chamado mais tarde de Outeiro de Santa Catarina.
  6. 6. E exatamente no sopé do outeiro de Santa Catarina minha cidade nasceu. Após a inauguração do primeiro hospital do Brasil em 1543, situado na base daquele outeiro, o Capitão-Mor Braz Cubas elevou o povoado à categoria de vila com o nome de Vila do Porto de Santos .
  7. 7. A Braz Cubas, por ter sido o fundador de Santos e idealizador da primeira Santa Casa de Misericórdia do Brasil, o monumento em mármore Carrara datado de 1907.
  8. 8. Palacete Mauá ou Casarão da Tuiuti , restou como a edificação residencial mais antiga de Santos. Erguida em 1818, possui 3 mil m² de terreno e 4.587 m² de área construída. Situava-se em local nobre, pois era ali que ficava a praia antes da construção do porto. Hoje, é utilizada para eventos.
  9. 9. Se a restauração do centro antigo é motivo de orgulho para um santista apresentar sua cidade...
  10. 10. ...é grande a expectativa de ver totalmente restaurado um dos mais belos conjuntos da arquitetura colonial – Convento do Carmo – composto por duas igrejas entrepostas por uma torre de sinos revestida de azulejos portugueses. A Igreja possui altar em estilo rococó folheado a ouro e altares laterais esculpidos em jacarandá; abriga obras de Benedito Calixto.
  11. 11. A Câmara de Santos constitui-se em uma das mais antigas do Brasil e provavelmente das Américas. Foi instalada em 1547, logo após a elevação do povoado de Santos à condição de Vila. Sua 3ª Casa começou a ser edificada no ano de 1839, mas em 1870 passou a funcionar como cadeia; foi desativada para tal fim em 1956. Ainda assim, até os dias de hoje a edificação é conhecida como “ Cadeia Velha ”, Em 1981 foi restaurada e, atualmente, abriga a Oficina Cultural Pagu, da Secretaria de Estado da Cultura, onde são realizadas exposições culturais.
  12. 12. A antiga Câmara Municipal já funcionou neste edifício que fica no local onde se encontrava a casa em que nasceu Jose Bonifácio.
  13. 13. E, atualmente, a Câmara dos Vereadores se encontra instalada no prédio conhecido por Castelinho , inaugurado em 1909 como Quartel do Corpo de Bombeiros.
  14. 14. Praça Mauá - marco zero da cidade, onde se encontra a Prefeitura Municipal de Santos no Palácio José Bonifácio, e também a fonte da Ninfa Náiade.
  15. 15. Todo o Centro Antigo de Santos exibe belas esculturas que dignificam a beleza da cidade, como esta ao lado da fonte da Praça Mauá: Ninfa Náiade - reprodução fiel da escultura existente nos jardins do Palácio de Versalles.
  16. 16. Vista onde se distingue a lateral do prédio da Prefeitura Municipal e, ao fundo, uma das edificações do topo do Monte Serrat – o antigo Cassino.
  17. 17. Santuário de Nossa Senhora do Monte Serrat , padroeira da cidade , no topo do monte de mesmo nome. A igreja foi erguida no ano de 1603. A seu lado ainda existe o edifício onde há muitos anos funcionava um Cassino.
  18. 18. No topo do monte, mirante a 157 m. do nível do mar, que possibilita uma visão de 360 graus de toda a cidade, e também vistas parciais dos municípios de São Vicente, Cubatão, Guarujá e Praia Grande.
  19. 19. O acesso à Capela ou a descida de volta à cidade podem ser feitos por escadaria de 415 degraus, ou pelo sistema funicular, mais conhecido como“bondinhos” do Monte Serrat.
  20. 20. Apesar de a padroeira da cidade ter seu templo em uma capela, Santos possui também uma bonita Catedral , construída em estilo neogótico, e situada na praça Patriarca José Bonifácio.
  21. 21. Sede do Real Centro Português inaugurada em 1900, raridade arquitetônica em estilo neomanoelino que só encontra um similar no Rio e outro em Recife. A entidade é destinada a congregar a colônia portuguesa de Santos e a conservar sua cultura e tradições. De seu teatro amador, meu avô – brasileiro mas filho de portuguêses – foi um dos atores.
  22. 22. Entre outros teatros de Santos, como o Guarani, de 1888, destaca-se o Teatro Coliseu de Santos , inaugurado em 1909. Com capacidade para 1.000 espectadores, após anos em desuso foi reformado e reinaugurado em 2006. Situa-se ao lado da Catedral.
  23. 23. Centro de Cultura Patrícia Galvão - Inaugurado em 1979, é a principal obra de arquitetura contemporânea da cidade. Abriga o Teatro Municipal Brás Cubas , o Teatro de Arena Rosinha Mastrângelo , a Hemeroteca Municipal Roldão Mendes Rosa , o Museu de Imagem e Som de Santos, cursos de música, dança e artes plásticas, além de outros espaços para atividades culturais diversas.
  24. 24. Estação Ferroviária do Valongo – primeira estação de trem do estado de São Paulo, foi construída em 1867 em estilo neoclássico com influência vitoriana. Situa-se na zona portuária , ao lado do Santuário do Valongo, que é outra valiosa obra da arquitetura barroca construída em 1.641. Atualmente constitui-se bem próprio da Secretaria da Cultura de Santos.
  25. 25. Palácio da Bolsa Oficial do Café inaugurado em 1922, situa-se próximo ao porto.
  26. 26. Interior do Palácio da Bolsa Oficial do Café, hoje Museu do Café Brasileiro. Quase um século antes da criação da Bolsa do Café, foram o ciclo do café , a construção dos canais sanitários, bem assim a da estrada de ferro que ligou o porto ao continente, as causas que tiraram Santos da estagnação e também da condição de Vila para ser elevada à categoria de cidade em 26 de janeiro de 1839 .
  27. 27. Além de ser um dos mais antigos portos brasileiros, é o maior de todo o Hemisfério Sul. O marco oficial da inauguração do Porto de Santos é 2 de fevereiro de 1892, quando a então Companhia Docas de Santos - CDS, entregou à navegação mundial os primeiros 260 m de cais na área até hoje denominada do Valongo. Em frente ao porto, na Ilha Barnabé, foi construído um cais para a movimentação de inflamáveis e combustíveis e também instalados grandes tanques para depósito, isolando assim a cidade do perigo de um possível incêndio.
  28. 28. Também o cais do porto é pincelado com as cores exuberantes do por do sol de Santos...
  29. 29. Saindo do centro em direção à orla, no cruzamento da rua Rangel Pestana com o início da Av. Ana Costa, desde 1932 encontra-se o agora mais antigo e tradicional restaurante de Santos – o Almeida . Sorte de quem foi do tempo da especialidade da casa – rãzinhas fritas...
  30. 30. E nesta foto, da Avenida Ana Costa , a segunda construção do lado direito, em que se vê uma torre, corresponde à Igreja do
  31. 31. Imaculado Coração de Maria , situada nº 74 da Av. Ana Costa , e que me é particularmente especial porque no nº 83 – em frente – passei meus primeiros 7anos e depois os 3 últimos que vivi em Santos.
  32. 32. Emocionante ter encontrado esta foto da Associação de cunho religioso que permanece no nº 67 da Av. Ana Costa, frequentada por minha avó em todos os dias úteis das muitas e muitas décadas em que morou no nº 83 daquela avenida. Ainda criança, acompanhada da antiga doméstica que também se ocupava em me cuidar, era com alegria que ia encontrá-la na saída às 21 h. em ponto.
  33. 33. E não longe desta área onde ficaram minhas raízes, situa-se o Clube que não se pode deixar de destacar ao apresentar esta cidade – sim, o Santos Futebol Clube , ou o Clube do Pelé.
  34. 34. ... avenida Ana Costa... tão chuva... tão Santos...
  35. 35. ... mas se a chuva é de esconder o sol e trazer um friozinho, a orla se mostra triste e se “veste” de Inverno.
  36. 36. O fim da av. Ana Costa nos leva ao coração do Gonzaga – Praça da Independência . É em seu entorno que se localizam os melhores hotéis e cinemas da cidade, o que a torna ponto de concentração turística.
  37. 37. Já na altura do fim da praia do José Menino, tem-se o Orquidário Municipal, lugar de grande beleza natural pelo ambiente de vegetação tropical com variadas espécies de orquídeas.
  38. 38. Saindo do orquidário em direção à praia, chega-se praticamente na divisa de Santos com São Vicente, onde se encontra o monumento criado por Tomie Ohtake em comemoração dos 100 anos da imigração japonesa (2008). A escultura aponta para o mar, de onde vieram os japoneses.
  39. 39. Noite de lua cheia, iluminando o mar de minha cidade... Emoção...
  40. 40. Se a praça da Independência é o coração do Gonzaga, o Gonzaga é o coração da orla santista.
  41. 41. É nesse coração que ainda se encontram verdadeiros “landmarks” de Santos – o Hotel Atlântico aqui à esquerda com seu antigo e carismático bar externo voltado para a orla; a “fonte luminosa ” – como foi e ainda é conhecida – e a sempre presente ausência do mais glamoroso hotel que já existiu por aqui – o antigo Parque Balneário.
  42. 42. Reveillon em Santos - Muita alegria antes e após os 15 minutos de espetáculo pirotécnico de 35 toneladas de fogos de artifício no show anual, sempre inesquecível. Os 7 km. de praia ficam repletos de santistas e turistas. Na areia, as barracas de clubes realizam ceias com shows musicais; na água, iluminados por inúmeras velas acesas, os devotos de Iemanjá pulam ondas e fazem oferendas de flores.
  43. 43. Há cinquenta anos era impossível imaginar minha cidade assim... Que diria Braz Cubas deste espetáculo, e ainda também enfeitado pela lua?
  44. 44. Basílica Menor de Santo Antonio do Embaré – onde meus pais se casaram. A arquitetura neogótica da Basílica manifesta-se em arcos ogivais, vitrais e rosácea
  45. 45. Pinacoteca Benedito Calixto – raridade arquitetônica em neoclássico exterior e Art Nouveau no interior, possui 24 obras do artista, que nasceu em Itanhaém e retratou paisagens de Santos entre os anos 1882 e 1922. Realiza mostras temporárias de obras de artistas nacionais e estrangeiros
  46. 46. Jardim da Orla de Santos , com 5.335 metros de extensão, inserido em 2001 no Guiness Book of Records , como o jardim mais extenso do mundo.
  47. 47. Na praia do Boqueirão, homenagem ao santista Vicente de Carvalho , o "poeta do mar" - também abolicionista, republicano, jornalista, deputado, dramaturgo, constituinte, jurista e ministro.
  48. 48. O novo Aquário de Santos merece um capítulo à parte, mas me é difícil não ser saudosista ao trazê-lo aqui e, então, vou me permitir mostrar a velha entrada por onde passei inúmeras vezes quando criança...
  49. 49. Prédio erguido em 1908 para instalação da Escola de Aprendizes de Marinheiro; em 1931, passou à Escola de Pesca, e só recebeu a denominação de Museu de Pesca em 1942, quando foi incorporado à coleção o esqueleto de uma baleia de 23 metros de comprimento, encalhada em Peruíbe naquele ano.
  50. 50. ...sem mais palavras: Mar da Ponta da Praia ...
  51. 51. Pier dos pescadores – um espaço turístico na Ponta da Praia destinado e franqueado aos aficionados da pesca, constituindo também um local para descanso e higiene mental.
  52. 52. Passeio de escuna passando pela Fortaleza de Santo Amaro - o mais importante monumento histórico-militar do Estado de São Paulo lembra edificações medievais. O prédio principal, ou quartel, é resguardado por 300 metros de muralhas. Foi construído em 1584, e protegeu o estuário de Santos na época da Colônia, do Império e da República. Hoje, o monumento pertence ao município do Guarujá.
  53. 53. Ponta da Praia! Que santista ou que turista não tem uma parte de sua história ligada a esta região e à travessia por balsa até a romântica Guarujá ?
  54. 54. No fim de tarde de um dia de verão, é este o espetáculo que se descortina da popa de um transatlântico chegando a Santos de volta de um cruzeiro marítimo...
  55. 55. ...e se a embarcação demora a atracar para o desembarque dos passageiros, dá tempo de desfrutar da apoteose desse espetáculo ainda nas águas do mar. Cruzes! Deus, você existe? Só pode ser santista!
  56. 56. Na rota oposta, quando um navio atravessa o estuário saindo do porto, com certeza leva passageiros com os corações indelevelmente preenchidos pelas belas emoções que Santos lhes proporcionou...
  57. 57. Ao fim deste tour, como o rebocador que se recolhe após ter participado da partida de um navio do porto,
  58. 58. deixo Santos viajando pelas modernas pistas da Rodovia dos Imigrantes de volta à cidade em que vivo,
  59. 59. não sem tristeza por não mais fazê-lo pela velha e desativada estrada do mar quando, ao visitar a que então acreditava ser a casa dos amantes Pedro e Domitila, fantasiava - em dueto - que aquelas paredes também nos acolhiam para vivenciar um grande amor,
  60. 60. e me despeço com dor e muita saudade destas curvas em que, nas condições de outrora, não vou mais passar...
  61. 61. Imagens: Todas as imagens trazidas da Net, com os créditos de seus respectivos autores. Música: Ah! Sweet mistery of life – de Rida Johnson Young & Victor Herber por The London Promenade Orchestra La mer - música de Charles Trenet com participação de Leo Chauliac , e letra de Charles Trenet, pela Orquestra Mantovani . Criação, pesquisa, compilação e formatação: Delza Dias Ferreira [email_address] Versão para o Inglês : Flavio Musa de Freitas Guimarães www.culturesandart.com São Paulo, VI - 2011

×