Segurança do Trabalho       A importância de preservar os pés      com o uso do calçado de segurançaOs pés são base de sus...
Segurança do Trabalho             Como funcionam nossos pés ?Dispostos de tal maneira, estes ossos formam pontos deapoio, ...
Segurança do TrabalhoCaminhar é uma das funções mais complexas do corpohumano que envolve 650 músculos do corpo e cerca de...
Segurança do Trabalho              Anatomia do péO pé se divide em 3 partes:1- Parte dianteira formada por 14 falanges que...
Segurança do TrabalhoO esqueleto do pé forma uma abóboda chamadaplanta, onde ele se apóia no solo em duasextremidades e na...
Segurança do Trabalho       O que acontece quando caminhamos ?Quando estamos em posição dinâmica, a distribuiçãoda carga c...
Segurança do Trabalho    O que acontece quando caminhamos ? Apoio Monopodal : sobre um pé só com carga nocalcanhar. Apoi...
Segurança do Trabalho         Cargas exercidas sobre os pésPosição estática: apoiado sobre os dois pés descalços;Ao calçar...
Segurança do TrabalhoSalto de 6 cm : sobrecarga no ante – pé.                                      6 cm        75%        ...
Segurança do TrabalhoSapato modelo Luís XV , com salto de 10 cm: problemade falta de equilíbrio e danos à estruturaóssea, ...
Segurança do Trabalho    Identificação de riscos para a saúde dos pésRisco é a situação em que,o corpo humano ou partedele...
Segurança do Trabalho                Riscos físicos: sofrer Torções; Fraturas; Cortes; Choques elétricos; Altos e bai...
Segurança do Trabalho            Riscos químicos: acidentes com Ácidos; Soda cáustica; Desinfetantes (álcool); Deterge...
Segurança do Trabalho       Riscos biológicos: contaminação por Vírus: (herpes, gripe,..); Bactérias: (brucelose,...); ...
Segurança do Trabalho    Fatores que influenciam que influenciam o risco: Trabalho com manuseio de artefatos pesados ouco...
Segurança do Trabalho    Fatores que influenciam que influenciam o risco: Exposição do trabalhador a serviços que utiliza...
Segurança do Trabalho      Como amenizar a exposição ao risco:Tratamento adequado do piso -• Nivelamento;• Aplicação de an...
Segurança do TrabalhoIsolamento total ou parcial das fontes produtoras de : Eletricidade; Umidade; Altas ou baixas temp...
Segurança do Trabalho    Utilização de calçados e acessórios adequados: Couro : emborrachado / hidrofugado; Proteção : m...
Segurança do Trabalho         Proteção para os pés na cozinha Os funcionários deverão trabalhar calçados,  proibindo-se o...
Segurança do Trabalho                 Proteção da cabeçaGorros, toucas de renda, bonés, evitam a queda decabelos sobre os ...
Segurança do Trabalho        Proteção do ouvidoProtetores auriculares:Tipo concha e tampão obturador.O primeiro é de uso e...
Segurança do Trabalho        Limites de tolerância para ruído           contínuo ou intermitenteEntende–se por ruído contí...
Segurança do TrabalhoOs tempos de exposição aos níveis de ruído não devemexceder os limites de tolerância fixados no quadr...
Segurança do TrabalhoNÍVEL DE                            MÁXIMA EXPOSIÇÃO DIÁRIARUÍDO db(A)                               ...
Segurança do TrabalhoNIVEL DE                                 MÁXIMA EXPOSIÇÃO DIÁRIARUÍDO db ( A )                       ...
Segurança do Trabalho               Aventais e JalecosA proteção do tronco para trabalhos emque haja perigo de lesões prov...
Segurança do Trabalho                  Aventais                             AVENTAL DE TECIDOAVENTAL TÉRMICO
Segurança do Trabalho              AventaisDESCARTÁVEL                         TECIDO
Segurança do Trabalho       Jaleco
Segurança do TrabalhoPROTEÇÃO DA CABEÇA E PROTEÇÃO DO TRONCO
Segurança do TrabalhoAvalie as condições de trabalho
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Aulas 5 e 6 acid. de trab. & partes do corpo ii e iii & ep is seg.trab

431 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
431
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aulas 5 e 6 acid. de trab. & partes do corpo ii e iii & ep is seg.trab

  1. 1. Segurança do Trabalho A importância de preservar os pés com o uso do calçado de segurançaOs pés são base de sustentação do corpo humano;Funcionam como molas impulsoras e por issocaminhamos;Sua constituição forte e complexa se deve ao esforço aque são submetidos constantemente;Nos pés estão ¼ de todos os ossos do corpohumano, num total de 26 em cada pé, distribuídosengenhosamente.
  2. 2. Segurança do Trabalho Como funcionam nossos pés ?Dispostos de tal maneira, estes ossos formam pontos deapoio, arcos de sustentação e equilíbrio mantidos porarticulações através de músculos e ligamentos;Qualquer deficiência ou alteração nessa estrutura resultaem variados distúrbios no corpo humano como doresmusculares e até alterações funcionais da coluna.
  3. 3. Segurança do TrabalhoCaminhar é uma das funções mais complexas do corpohumano que envolve 650 músculos do corpo e cerca de80% dos 208 ossos que compõem o esqueleto humano;Os pés são uma estrutura perfeita,sustentada por 26 ossosdiferentes e 27 articulações.
  4. 4. Segurança do Trabalho Anatomia do péO pé se divide em 3 partes:1- Parte dianteira formada por 14 falanges que formamos dedos;2- Parte média chamada metatarso composta por 5ossos longos;3- Parte traseira chamada tarso composta por 7 ossoscurtos que ocupam metade do comprimento total dopé.
  5. 5. Segurança do TrabalhoO esqueleto do pé forma uma abóboda chamadaplanta, onde ele se apóia no solo em duasextremidades e na sua borda externa;É este o sistema que permite o equilíbrio do corpohumano. planta
  6. 6. Segurança do Trabalho O que acontece quando caminhamos ?Quando estamos em posição dinâmica, a distribuiçãoda carga corporal sobre o pé varia de acordo com afase do passo.
  7. 7. Segurança do Trabalho O que acontece quando caminhamos ? Apoio Monopodal : sobre um pé só com carga nocalcanhar. Apoio Bipodal : sobre os dois pés com cargadistribuída. A carga se transfere do calcanhar para o metatarsoaté os dedos, executando o movimento chamadobalanço do pé.
  8. 8. Segurança do Trabalho Cargas exercidas sobre os pésPosição estática: apoiado sobre os dois pés descalços;Ao calçarmos um sapato, essa relação se modificaconforme a altura do salto.Salto de 2 cm : o peso se distribui: 50% 50%Salto de 4 cm : a situação torna-se: 33% 67%
  9. 9. Segurança do TrabalhoSalto de 6 cm : sobrecarga no ante – pé. 6 cm 75% 25%
  10. 10. Segurança do TrabalhoSapato modelo Luís XV , com salto de 10 cm: problemade falta de equilíbrio e danos à estruturaóssea, bacia e coluna. 10 cm 0 - 10 % 90 – 100 %
  11. 11. Segurança do Trabalho Identificação de riscos para a saúde dos pésRisco é a situação em que,o corpo humano ou partedele, é colocado em perigo;Nossa abordagem será sobre os pés.Vamos analisaragora os riscos do dia a dia.
  12. 12. Segurança do Trabalho Riscos físicos: sofrer Torções; Fraturas; Cortes; Choques elétricos; Altos e baixos níveis de calor (queimaduras).
  13. 13. Segurança do Trabalho Riscos químicos: acidentes com Ácidos; Soda cáustica; Desinfetantes (álcool); Detergentes; Queimaduras (provenientes de produtos químicos).
  14. 14. Segurança do Trabalho Riscos biológicos: contaminação por Vírus: (herpes, gripe,..); Bactérias: (brucelose,...); Fungos: (micose, pé-de-atleta, cândida); Parasitas: (solitária, vermes,...)
  15. 15. Segurança do Trabalho Fatores que influenciam que influenciam o risco: Trabalho com manuseio de artefatos pesados oucortantes; Choques ou batidas contra objetos estáticos ou emmovimento; Pisos irregulares ou escorregadios; Atividades em áreas excessivamente úmidas;
  16. 16. Segurança do Trabalho Fatores que influenciam que influenciam o risco: Exposição do trabalhador a serviços que utilizam produtos químicos na forma líquida; Exposição após calor excessivo, frio intenso, radiações e risco elétrico.
  17. 17. Segurança do Trabalho Como amenizar a exposição ao risco:Tratamento adequado do piso -• Nivelamento;• Aplicação de antiderrapante;• Limpeza;• Desinfecção regular.
  18. 18. Segurança do TrabalhoIsolamento total ou parcial das fontes produtoras de : Eletricidade; Umidade; Altas ou baixas temperaturas; Químicas / radiações.
  19. 19. Segurança do Trabalho Utilização de calçados e acessórios adequados: Couro : emborrachado / hidrofugado; Proteção : metársica ou biqueira de aço e palmilhasantiperfurante; Forrações internas : tecidos térmicos, palmilhasisolantes e antimicrobianas.
  20. 20. Segurança do Trabalho Proteção para os pés na cozinha Os funcionários deverão trabalhar calçados, proibindo-se o uso de tamancos e sandálias; Botas impermeáveis de PVC, para trabalhos realizados em lugares demasiadamente úmidos ou encharcados; Botas de segurança ( com biqueira de aço ) para trabalhos em que haja perigo de queda de material e objetos pesados sobre o peito do pé ou artelhos.
  21. 21. Segurança do Trabalho Proteção da cabeçaGorros, toucas de renda, bonés, evitam a queda decabelos sobre os ingredientes utilizados na composiçãodos alimentos.
  22. 22. Segurança do Trabalho Proteção do ouvidoProtetores auriculares:Tipo concha e tampão obturador.O primeiro é de uso externo, cobrindo toda a orelha e éindicado para ruídos mais intensos.O segundo é usado internamente, plugueando o ouvido,oferecendo proteção contra ruídos menos intensos.
  23. 23. Segurança do Trabalho Limites de tolerância para ruído contínuo ou intermitenteEntende–se por ruído contínuo ou intermitente, parafins de aplicação de Limites de Tolerância, o ruídoque não seja de impacto;Os níveis de ruído contínuo ou intermitente devemser medidos em decibéis ( db ) com instrumento denível de pressão sonora operando no circuito decompensação “A” e circuito de resposta lenta(SLOW). As leituras devem ser feitas próximas aoouvido do trabalhador.
  24. 24. Segurança do TrabalhoOs tempos de exposição aos níveis de ruído não devemexceder os limites de tolerância fixados no quadro aseguir:Para os valores encontrados de nível de ruídointermediário será considerada a máxima exposiçãodiária permissível relativa ao nível imediatamente maiselevado;Não é permitida exposição a níveis de ruído acima de 115db ( A ) para indivíduos que não estejam adequadamenteprotegidos.
  25. 25. Segurança do TrabalhoNÍVEL DE MÁXIMA EXPOSIÇÃO DIÁRIARUÍDO db(A) PERMISSÍVEL---------------------------------------------------------------------------------------------- 85 8 horas 86 7 horas 87 6 horas 88 5 horas 89 4 horas e 30 minutos 90 4 horas 91 3 horas e 30 minutos 92 3 horas 93 2 horas e 40 minutos 94 2 horas e 15 minutos 95 2 horas 96 1 hora e 45 minutos 98 1 hora e 15 minutos Fonte : NR – 15 - Anexo 1
  26. 26. Segurança do TrabalhoNIVEL DE MÁXIMA EXPOSIÇÃO DIÁRIARUÍDO db ( A ) PERMISSÍVEL---------------------------------------------------------------------------------------------------- 100 1 hora 102 45 minutos 104 35 minutos 105 30 minutos 106 25 minutos 108 20 minutos 110 15 minutos 112 10 minutos 114 8 minutos 115 7 minutos Fonte : NR – 15 - Anexo 1
  27. 27. Segurança do Trabalho Aventais e JalecosA proteção do tronco para trabalhos emque haja perigo de lesões provocadas por: Riscos de origem térmica; Riscos de origem mecânica; Agentes químicos; Umidade proveniente de operações de lavagem com água.
  28. 28. Segurança do Trabalho Aventais AVENTAL DE TECIDOAVENTAL TÉRMICO
  29. 29. Segurança do Trabalho AventaisDESCARTÁVEL TECIDO
  30. 30. Segurança do Trabalho Jaleco
  31. 31. Segurança do TrabalhoPROTEÇÃO DA CABEÇA E PROTEÇÃO DO TRONCO
  32. 32. Segurança do TrabalhoAvalie as condições de trabalho

×