Jornal digital 4589_ter_ 20012015

475 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
475
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
12
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal digital 4589_ter_ 20012015

  1. 1. www.grupocorreiodosul.com.br ANO XXIV EDIÇÃO Nº 4.590 TERÇA-FEIRA, 20 DE JANEIRO DE 2015 R$ 2,00 Grupo 30º 22º Sol com muitas nuvens duran- te o dia. Períodos de nublado, com chuva a qualquer hora. Previsão para hoje Extremo Sul Catarinense Caep quer demolir Passo de Torres Centro POP atende cerca de 60 moradores de rua por mês 4e5Página Geral Araranguá Acompanhea colunaSocial TâniaDuarte 9Página Sombrio Social Romeiroschegama FestadeSãoSebastião Gaivota 7Página Artesão se queixa de desvalorização de artista de rua 13Página Reconhecimento logo igreja do Centro 3Página Geral
  2. 2. Política Jarbas Vieira Correio do Sul Terça-feira, 20 de janeiro de 2015 jarbas@grupocorreiodosul.com.br (48) 9966.5326 www.vitaanalise.lablaudo.com.br CHARGEPor:CAZO “Hojesomosomunicípioquemaiscrescenoextremo- sulcatarinenseedeacordocomdadosdolevantamento econômicosuperamosopróprioEstadodeSanta Catarina,comoíndicede13%”. Ele disse: ‘ ‘Prefeito de Jacinto Machado, Adelor Emerich (PP), sobre o bom momento do Município. Wagner reúne colegiado e pede economia P refeito de Maracajá Wag- ner da Rosa (PMDB), reu- niu o secretariado no final da tarde de ontem. Na pauta, foram abordados assuntos como planeja- mento das atividades realizadas por secretaria e departamento, além de discutir os projetos em execução e os que estão sendo elaborados para 2015. Segundo o prefeito, são mais dois anos de muito trabalho e as parcerias que trouxeram resultados positivos para o município até agora, devemcontinuar.“Aexpectativaéboa para o ano que se inicia. Novas obras estão previstas e continuamos com a mesma vontade dos anos anteriores de trabalhar”, declarou Wagner. Mesmo certo de que o Isev assume o Hospital Dom Joaquim no início de fevereiro, o prefeito Zênio Cardoso (PMDB) assinou na semana passada, em seu ga- binete, a renovação do convênio com a Associação Hospitalar Dom Joaquim, que há dez anos administra o HDJ. O convênio firmado foi de R$ 960 mil, divi- didos em 12 parcelas de R$ 80 mil.“A transição ainda está sendo feita e esse repasse permitirá que a escala de médicos e da equipe seja mantida até que o Isev as- suma, em fevereiro. Assinamos o repasse inteiro porque foi uma renovação simples. Assim que o Isev assumir faremos a parceria com a instituição, também para Convênio de quase R$ 1 milhão com o HDJ (48) 3522-3777 Além disso, a redução de gastos fixos como energia elétrica, combustível, material de expediente, e a melho- raria no atendimento foram temas da reunião. “A medida é necessária SDR Governador Raimundo Co- lombo (PSD) começou a fazer os primeiros convites para o comando das SDRs. Colombo iniciou com as estruturas de maior porte, como a SDR da Grande Florianópolis, onde convidou Rose Bartucheski (PSD), ex-esposa e atual desafeto dosenadorDárioBerger(PMDB). Se lá tá ruim, imagina aqui! Deputado federal Marco Te- baldi (PSDB) tem feito diversas críticas a Celesc, alegando que a empresa não faz investimentos e que a região de Joinville está a beira de um colapso, sem capaci- dade de absorver novas empresas. Se eu fosse o presidente da Celesc, Cleverson Siewert, colocaria o deputado tucano num carro e o traria para o extremo-sul cata- rinense. Certamente Tebaldi irá rever seus conceitos sobre colapso e estagnação industrial. manutenção e custeio do pronto atendimento de urgência e emer- para manter as finanças públicas em ordem e assim não prejudicar os serviços essenciais à população”, completa. gência, que está andando de for- ma tranqüila”, explica o prefeito.
  3. 3. Geral 3Correio do Sul Terça-feira, 20 de janeiro de 2015 ³ Principal igreja do município já não está mais sendo usada, é pequena e será substituída por outra maior Rafael Andrade > ARARANGUÁ Em Araranguá, a paróquia Nossa Senho- ra Mãe dos Homens prepara a demolição do seu velho salão paro- quial, localizado atrás da Igreja Matriz. Como o Correio do Sul informou em primeira mão na sua edição de 6 de dezembro de 2014, um novo prédio será erguido no local. O salão é usado para palestras e atividades pastorais, como cursos de padrinhos. O projeto começou a ser pensado há cerca de dois anos e deve sair do papel agora em 2015. Mesmo grande, são 2.400 metros quadrados, o salão já não atendia todas as necessidades e faltava espaço até para as aulas de catequese. Mas o maior problema é conseguir autorização do Corpo de Bombeiros para funcionamento por não atender as exigên- cias legais de seguran- ça. “A ideia é não mais Salão da Matriz será demolido até maio Reforma do Salão > PASSO DE TORRES Ainda em 2015, a comunidade ca- tólica de Passo de Torres poderá comemorar o re- torno das missas na maior igreja do município, a de São Pedro. O novo tem- plo, que terá capacidade para 400 fiéis sentados, ficará pronto ainda neste ano. Pelo menos é o que pretende o Conselho Ad- ministrativo e Econômico Pastoral (Caep) do Cen- tro. A licença ambiental, solicitada na prefeitura no dia 9 de dezembro, foi concedida no dia 23 do mesmo mês. Com isso, o processo seguiu ao setor de planejamento do poder executivo para a assina- tura e emissão do alvará que autoriza a construção. A arquiteta da prefeitura, Samanta Binicenha de Souza, deve conceder o alvará nos próximos dias, assim que receber o projeto. “Em re- Novaigrejadeveiniciaremfevereiro Prédio no Centro da cidade, construído em 1938, será demolido e em seu lugar deve surgir outro com capacidade para receber o dobro de fiéis Mobilização ³ Tradicional salão no Centro será demolido lação à licença ambiental, o tempo de liberação foi considerado rápido me- diante a necessidade da comunidade e o pedido do prefeito Juarez Godinho Scheffer, que solicitou atenção especial à Igreja São Pedro”, fundamenta o secretário municipal de Meio Ambiente, Tiago Zacca. O histórico prédio da igreja central de Passo é datado de 8 de julho de 1938, com uma grande reforma em 1962. Agora, com uma série de proble- mas decorrentes do tempo e do pequeno espaço dis- ponívelaosfiéis-sãocerca de 200 lugares sentados - o imóvel será totalmente demolido. “Já temos R$ 133 mil em dinheiro e uma grande parceria com a comunidade, que será responsável pela obra”, informa a coordenadora do Caep central de Passo de Torres Evanir Maria dos Santos Souza. O pro- jeto da nova igreja prevê 400 lugares sentados e muito mais comodidade ao público. O total previs- to para erguê-la é de R$ 400 mil. Todo o recurso deve vir de parceria entre os membros do Caep e da sociedade. “Temos notado a colaboração de todos, tanto dos dizimistas, que são cerca de 160 famílias, quanto da comunidade católica em geral. Há fre- quentadores da Igreja São Pedro de Torres, que acreditam muito neste projeto”, destaca Evanir. Após a conclusão da igreja, o salão paroquial, que fica ao lado, onde são rezadas as missas atualmente, deverá pas- sar por uma reforma. “O cronograma inicial seria construir um novo sa- lão também, mas como está localizado na área de preservação permanente - cem metros de rio, no caso o Mampituba, não foi possível”, lamenta Evanir. O frei Antério Pasine, pároco de São João do Sul e que reza missas na igre- ja São Pedro, fala sobre a vontade de poder ver a nova igreja em atividade. “Procurosempreapoiaras pessoas e que elas tenham conhecimento de si e da importância de um local para missões como é São Pedro. A minha missão é continuar semeando”, resume frei Antério. Um dos vizinhos mais antigos da igreja, o vende- dor Carlos Alberto Casca- es, de Porto Alegre, está contente com a realidade da obra. “Terá dois eixos de importância: Além de um melhor espaço e con- forto aos fiéis, trará mais valorização imobiliária às casas e comércios nas proximidades da igreja”, comemora. remediar ou remendar o salão paroquial”, disse a época ao Correio do Sul o padre Antônio Madeira. O salão paroquial é também a sede do Cen- tro Pastoral, que reúne diversos grupos pasto- rais, como o de Saúde, por exemplo, que atende eventualmente a comu- nidade ali. É também no salão que ocorrem os bazares beneficentes e as tradicionais festas paroquiais, a maior de- las em honra a padroei- ra Nossa Senhora Mãe dos Homens. O novo prédio terá o mesmo tamanho do atual, com a área cons- truída distribuída em três andares e uma ar- quitetura moderna em forma de pirâmide. O espaço deve ser melhor aproveitado, sem pilares e com dois auditórios, um deles com capaci- dade para 250 pessoas, oito salas de catequese, cozinha e banheiros. A expectativa é de termi- nar a obra em três anos.
  4. 4. Especial4 Correio do Sul Terça-feira, 20 de janeiro de 2015 ³ Equipe que trabalha no único cen ³ Secretário Chico está satisfeito com os resultados Homens jovens Djonatha Geremias CentroPoprealizou989apoiosa mDe cada 60 atendimentos, 55 são de homens entre 18 e 39 anos. Muitos aceitam ajuda e fazem tratamento para se livrar do vício, ou voltam para a cidade de onde vieram Balanço 2014 > ARARANGUÁ Inaugurado em 8 de julho de 2014, o Centro de Referência Especializado para Po- pulação em Situação de Rua (Centro Pop) de Araranguá encerrou o primeiro semestre com um balanço de 989 aten- dimentos, até o final de dezembro. Bancado com recursos municipais e federais, foram investi- dos R$ 150 mil para dar assistência a uma média de 60 pessoas por mês, com aproximadamente 200 atendimentos men- sais. Os números fazem parte do relatório apu- rado com exclusividade pelo Correio do Sul junto à Secretaria Municipal de Assistência Social. O Centro Pop tem o objetivo de dar apoio a pessoas que vivem na rua e que estejam em busca de uma mudança de vida (ou de cidade). Entre os serviços presta- dos, estão o atendimento psicológico, a confecção de documentos, enca- minhamento para recu- peração de dependên- cia química, auxílio na reinserção no mercado de trabalho e na famí- lia. “O resultado pode ser visto ao caminhar hoje por Araranguá: a quantidade de pessoas vagando pedindo esmo- las caiu muito”, conclui o secretário municipal Chico Merêncio. Recém aberto, no primeiro semestre de 2014 o Centro Pop en- caminhou sete pessoas com problemas de saú- de que ainda estão em tratamento. Segundo Chico, as doenças são as mais diversas possíveis: “Apenas imagine tudo o que se pode pegar de do- ença morando nas ruas”. O Centro Pop também ajudou a identificar e a reverter o quadro clínico de um homem tubercu- loso, morador de rua, oferecendo diariamente a ele a medicação. No fim do ano passado, o Correio do Sul contou a história desse morador de rua, de 34 anos, na- tural do Rio Grande do Sul, que está emAraran- guá desde 2011. “Hoje eu posso me orgulhar de quem eu sou. Posso caminhar tranquilo na rua. A polícia e as pes- soas já sabem que sou de bem”, contou ele na época. Além dos atendi- mentos em saúde, o Cen- tro Pop também provi- denciou 20 solicitações de novos documentos pessoais para moradores de rua, encaminhou seis deles para o Cadastro Único Para Programas Sociais (CadÚnico) do Governo Federal, con- seguiu reinserir cinco pessoas de volta ao seio familiar, tanto em Ara- ranguá quanto em ou- tras cidades e Estados e encaminhou três para o mercado de trabalho. Segundo a assistente social do Centro Pop, Luciângela Honório, de cada 60 pessoas aten- didas, 93% são homens com idade entre 18 e 39 anos. Só em dezembro, das 57 pessoas atendi- das, apenas quatro eram mulheres, da mesma faixa etária. Ela explica que os beneficiados rea- lizam mais de um aten- dimento no Centro Pop, que chega a atender por mês de 180 e 210 vezes esse conjunto de aproxi- madamente 60 pessoas. De um mês para outro, mudam os atendidos, visto que a taxa de reso- lubilidade tem sido alta. Ou seja, quem chega a Araranguá consegue ser recebido pelo Centro Pop quase que de imediato e ter a necessidade su- prida. Segundo o secretário municipal, a maioria dos casos vêm do Rio Grande do Sul e está somente de passagem, indo para o norte. “Eles costumam parar em Araranguá porque sabem que aqui tem albergue públi- co e um Centro Pop”, acrescenta Chico. No Rio Grande há diversas políticas públicas para atendimento dessa par- cela da população, que conta inclusive com sin- dicato próprio. Araranguá possui pelo menos três morado- res de ruas considerados ‘históricos’ ou fixos. De acordo com Chico, eles estão há muito tempo na cidade, são conhecidos da maioria da comunida- de, mas, por outro lado, recusam ajuda. Em 2014 eles procuraram o Cen- tro Pop acreditando que receberiam assistencia- lismo, como alimentos gratuitos. No entanto, a função do órgão é mais ampla e inclui tentar solucionar o problema. “Nós comprovamos que esses ‘históricos’ de Ara- ranguá trocam inclusive os lanches que ganham por drogas”, alega Chico, que pede novamente à população que não dê esmolas. Segundo o secretá- rio, os moradores de rua fixos de Araranguá tam- bém se recusaram a se- rem encaminhados para o mercado de trabalho e para os centros de recu- peração de dependentes químicos. “Não dá para ajudar quem não quer ser ajudado”, lembra a assistente social. Ge- ralmente, quem aceita a ajuda são as pessoas que se encontram em si- tuação de rua provisoria- mente. Em 2014, foram 15 encaminhamentos aos projetos de recuperação, dos quais cinco continu- am internados em tra- tamento. Um casal que costumava pedir esmolas emAraranguá, causando constrangimento à po- pulação e incomodando a polícia, aceitou fazer o tratamento para se livrar do vício em álcool e drogas, graças a um trabalho de orientação psicológica. A mulher está grávida e deve ter o bebê em março. Depois de muita conversa, ela compreendeu a impor- tância de reconstruir a base familiar, e o com- panheiro, que também está internado, se diz disposto a mudar de vida para o bem do filho e da esposa.
  5. 5. Especial 5Correio do Sul Terça-feira, 20 de janeiro de 2015 co centro de acolhimento de moradores de rua da região tenta dar rumo a quem precisa Política Rolando Christian Coelho Apoio nas ruas C oordenador regional do PSDB Hélio Henrique Silva parece mesmo disposto a pegar briga com o ex-presidente da Câmara Municipal de Sombrio, Jucimar Custódio, o Bujão. Atualmente ele está a frente dos desígnios do PSDB sombriense. A desavença teria começado depois que Bujão, supostamente, solicitou a substituição de Hélio Henrique da coordenadoria regional. “O PSDB Esta- dual não aceitou a solicitação do Jucimar e me manteve. Além disto, também tenho documentos que provam que ele não é pre- sidente do PSDB de Sombrio”, comenta o coordenador.“Se o Bujão não consegue nem organizar o PSDB de Sombrio, como é que ele quer ser coordenador regional?”, alfineta Hélio Henrique. Em meio ao imbróglio, Hélio Henrique também cita o advogado gaivotense Fernan- do Borges, que estaria irmanado a Bujão na tentativa de destituí-lo da coordenação regional. “O Fernando sequer está filiado ao PSDB. A filiação dele está cancelada. Como é que ele pode querer falar pelo partido?”, enfatiza o coordenador. Detonada a tal bomba tucana Fernando, que concorreu a vice-prefeito em 2012 por Balneário Gaivota, diz que as divergências com Hélio começaram depois que foi proposta a criação da coordenadoria do PSDB do Vale do Mampituba, o que divi- diria a atual coordenação em duas. “O Hélio Henrique diz que aceita, mas na verdade não aceita isto, e então começou um processo de implosão do partido”, ressalta o advogado. De acordo com Fernando, sua filiação ao PSDB está cancelada por uma questão me- ramente técnica. “Eu era filiado ao PDT e me filei ao PSDB. A Justiça Eleitoral considerou que eu estava com dupla filiação e cancelou meu ingresso tanto no PDT quanto no PSDB. Em março a minha situação, assim como a de todas as demais pessoas que estão com este problema no país, será resolvida, com a confirmação da filiação no PSDB. Concorri a vice-prefeito pelo partido em 2012. Como équenãosoufiliado?”,comentaFernando. Tanto um quanto outro lado da moeda, diz ter a anuência de líderes estaduais da sigla para suas posições. Seja lá que lado sairá ven- cedor,aúnicacertezaqueseteméqueoPSDB éomaiorderrotadonesteprocessotodo. Inusitado Depois da posse de Clésio Salvaro (PSDB) comonovoprefeitodeCriciúma,quemtambém foi empossado, só que ontem, foi o ex-prefeito Márcio Búrigo (PP), agora na condição de vice. Clésio e Márcio concorreram como candidato a prefeito e vice em 2012, pleito que venceram. Por causa de Clésio, a chapa foi impugnada, e Márcio, então, o substituiu na coligação, con- correndo e vencendo na eleição complementar de 2013. Meses depois os dois romperam. Com a eleição de 2012 validade pelo Tribunal Supe- rior Eleitoral, Márcio Búrigo, que era prefeito, voltou a ser vice. Seus advogados, no entanto, tentam reverter a situação judicialmente, para que ele volte ao comando da prefeitura e Sal- varo volte para casa. ComDreveck Deputado estadual José Milton Scheffer (PP) diz não haver contradição entre o fato de seu partido ainda manter uma posição de oposi- ção ao governo de Raimundo Colombo (PSD), e o fato do deputado Silvio Dreveck (PP) ter sido convidado para ser o líder do governo na Assem- bleia Legislativa. “O convite do governador foi pessoal ao Silvio Dreveck. Não foi um convite ao partido. Então o partido não tem como decidir pelo deputado convidado. Isto não quer dizer que estaremos de pronto aliados ao governo”, comenta Zé Milton. O deputado sombriense, no entanto, admite que a presença de Silvio‘dentro’ do Governo do Estado facilitará, posteriormente, a aproximação entre o PP e o governador. Mas é precisodartempoaotempo,ressalta. PPbem Por falar em Zé Milton, o deputado progres- sista diz que tem aproveitado o recesso parla- mentar para visitar as bases de seu partido no Sul do Estado, assim como lideranças da sigla, especialmente em nossa região. De acordo com ele, o PP está bem, e empolgado com as eleições municipais do ano que vem. “O desejo pela eleição municipal de 2016 está bem presente. É provável que tenhamos um número recorde de candidatos na região”, salienta o deputado. De fato a percepção de Zé Milton faz sentido. É que desde o ano 2000 o PP vem perdendo gradati- vamente espaço político na região. Com apenas dois prefeitos, o partido parece ter chego a seu limite mínimo. Sendo assim, 2016 é esperado comooanodaviradaprogressista. Inacreditável Tramita no Conselho de Ética da Câmara Federal uma proposta que mais parece piada. Por ela, deputados só poderão ser cassados por corrupção se não devolverem o que roubaram. Havendo a devolução aos cofres públicos o processo de cassação seria automaticamente arquivado pelo Conselho de Ética. Na prática o deputado poderia se envolver em quantos esquemas de corrupção achasse convenien- te. Quando fosse pego em algum, bastaria devolver o que recebeu como vantagem que sua ficha voltaria a ser limpa. Como se não bastasse, a mesma proposta ressalta que para se abrir o processo de cassação seria necessária ‘ampla prova material’. Sem a tal ‘ampla prova’ o processo sequer seria aberto. DIVERSÃOELAZERGARANTIDOS QUARTA,SÁBADOEDOMINGO BR101-KM413-ARARANGUÁ moradoresderua Em geral, a equipe acredita que a população já esteja mais consciente sobre como lidar com moradores de rua e so- bre o papel do Centro Pop. “Nós medimos isso com base na quantidade de encaminhamentos de moradores de rua que a comunidade mesmo faz quando é abordado por algum”, destaca a secre- táriaexecutivadoCentro, Ana Calegari. Já o coor- denador, João Ricardo Costa Sabino, acrescenta que a comunidade tam- bém faz denúncias e so- licitações de averiguação nos locais. Nesses casos, a assistente social vai acompanhada da pro- fissional de abordagem Deise Hahn. Elas contam que são surpreendidas com a boa recepção dos andarilhos. “De vez em quando, sentimos que a recepção pode ser menos gentil, então levamos o coordenador junto, já que a presença masculina ajuda a inibir reações hostis”, conta Luciângela. O Centro Pop conti- nua os trabalho este ano sem recesso, atendendo de segunda à sexta-feira, de manhã e à tarde, com intervalo ao meio-dia, na rua Irineu Bornhausen (rua paralela ao terminal municipal de ônibus), número 26, no Centro de Araranguá. Quem preci- sar acionar o plantão do Centro Pop para fazer alguma denúncia, os telefones são 3524 6031 e 8829 1171.
  6. 6. Fundado em 5 de Junho de 1990 - Dia Mundial do Meio Ambiente Jornalista Rolando Christian Sant’ Helena Coelho - Fundador Jornal Correio do Sul Publicações legais: Tomaz Fonseca Selau l48l 9985.8573 tomaz@grupocorreiodosul.com.br Financeiro Joice Ramos l48l 8802.5883 financeiro@grupocorreiodosul.com.br Comercial: Igor Borges l48l 9968.6084 comercial@grupocorreiodosul.com.br Diretor Geral Jabson Muller l48l 9955.5313 jabsonmuller@grupocorreiodosul.com.br Diagramação/Arte: Cristian Mello l48l 3533-0870 correiodosul@grupocorreiodosul.com.br Sul Gráfica Junior Muller l48l 9931.4716 sulgrafica@grupocorreiodosul.com.br Redação: Marivânia Farias l48l 9995.9290 editor@grupocorreiodosul.com.br Política: Jarbas Vieira l48l 9966.5326 jarbas@grupocorreiodosul.com.br Radio 93FM Cássia Pacheco l48l 9912.9588 radio93fm@grupocorreiodosul.com.br Circulação/Assinatura l48l 3533.0870 assinaturas@grupocorreiodosul.com.br Rua João José Guimarães,176, Centro - Sombrio/SC - Fone: (48) 3533 0870 Editora: J. R. Pereira - ME CNPJ 17.467.695/0001-19 C.S. Empresa Jornalística LTDA. Geral6 Correio do Sul Terça-feira, 20 de janeiro de 2015 Colombo em Brasília PeloEstado O Aeroporto Internacional Hercílio Luz, de Florianópolis, pode passar à iniciativa privada por concessão. O assunto foi tema de audiência, ontem, em Brasília, do governador Raimundo Colom- bo com o ministro da Aviação Civil, Eliseu Padilha (foto). O processo pode demorar um ano, entre início de estudos e a efetivação da conces- são. Uma das exigências será que a empresa vencedora da concorrência pelo Hercílio Luz priorize as obras de ampliação do terminal que já es- tão em andamento, porém em ritmo lento. O governador também parti- cipou rapidamente da reunião da ministra da Agricultura, Kátia Abreu, com dirigentes de entidades empresariais de Santa Catarina. Colombo reforçou o pedido para que se amplie o número de servidores nos pos- tos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Receita e Po- lícia Federal em operação no estado, especialmente nos portos. A inten- ção é dar mais agilidade aos processos que dependem desses órgãos. Sobre a proibição da captura, armazenagem e comercialização de algu- mas espécies de peixes, o que prejudicará o setor pesqueiro catarinense, Kátia Abreu disse ao governador se tratar de um assunto do Ministério do Meio Ambiente. Entretanto, afirmou que será “voz de apoio” para que a portaria que determinou a proibição seja cancelada ou revista. Os compromissos do governador em Brasília continuam hoje. Estão mar- cadas audiências com os ministros da Educação, Cid Gomes, do Traba- lho, Manoel Dias, da Integração Nacional, Gilberto Occhi, do Planeja- mento, Nelson Barbosa, e das Cidades, Gilberto Kassab. Acompanham a agenda os prefeitos de Joinville, Udo Dohler, e da Capital, Cesar Souza Junior, os senadores Luiz Henrique da Silveira e Casildo Maldaner, e os secretários estaduais da Educação, Eduardo Des- champs, da Infraestrutu- ra, João Carlos Ecker, e do Turismo, Cultura e Espor- te, Filipe Mello. Vetado! Conforme previsto pela Coluna Pelo Estado na semana passada, o go- vernador Raimundo Colombo decidiu vetar integralmente o projeto que cria o plano de previdência complementar para deputados estaduais e comissiona- dos, o AlescPrev. Ele assinou o veto na noite de domingo (18), em um despacho com o secretário da Casa Civil, Nelson Serpa. Com isso, evitou o fim do prazo e a sanção tácita do projeto. Parecer Com base em parecer da Procu- radoria Geral do Estado (PGE), a mensa- gem de veto afirma que o projeto de lei é inconstitucional e não atende ao inte- resse público. Segundo a mensagem de veto, não há autorização constitucional para previdência complementar de na- tureza pública para cargos de provimen- to em comissão uma vez que estes estão sujeitos ao Regime Geral de Previdência Social. A decisão deve ser publicada no Diário Oficial de hoje ou, no máximo, na edição de amanhã. Nada a declarar O presidente da As- sembleia Legislativa, deputado Romildo Titon (PMDB), não foi localizado para comentar a decisão. O vice-presidente, deputado Joares Ponticelli (PP), disse não estará na Casa na ocasião da deli- beração - Ponticelli está encerrando um período de 18 anos de mandatos con- secutivos -, e por isso preferiu não se manifestar. “Não conheço os motivos do governador para o veto e não esta- rei mais aqui na Asembleia.” Por estar de férias e em viagem, o deputado Ke- nnedy Nunes (PSD), que encabeça o rol de assinaturas dos autores da matéria, também não opinou. Da mesma forma o deputado Gelson Merisio (PSD), cotado para ser o novo presidente da Casa. No entanto, Merisio adiantou que o gover- nador Colombo não conversou com ele sobre o assunto. Os deputados podem derrubar o veto do governador. Mas já se sabe que haverá uma grande movi- mentação do Executivo para que o veto seja mantido e o AlescPrev, engavetado. IncrementoO Porto de São Francisco do Sul movimentou mais de 13,3 milhões de toneladass em 2014, superando o ano de 2013. Só a exportação de soja respondeu por mais de 4,7 milhões de toneladas. Hoje, 10% da soja brasileira saem do Por- to de São Francisco do Sul rumo a países da Ásia, África, Europa, Oriente Médio e Mercosul, além dos Estados Unidos. Alerta A partir de uma plataforma de geolocalização, motoristas e passageiros que passaram pelo trecho Norte da BR- 101 nos últimos dias receberam mensa- gem via SMS alertando: “Cinto de Segu- rança,nãodêapartidasemele”.Pesquisa da Autopista Litoral Sul, que pertence ao Grupo Arteris, aponta que 16% dos mo- toristas e 49% dos passageiros do banco de trás não utilizam o item de segurança. AndréaLeonora|FotodeJamesTavares/Secom Florianópolis-20Jan15
  7. 7. Geral 7Correio do Sul Terça-feira, 20 de janeiro de 2015 QuemfoiSãoSebastião > BALNEÁRIOGAIVOTA O Movimento de Cur- silho Jovem das paróquias de Santa Rosa do Sul e de Sombrio realiza nesta domingo a segunda edição do projeto Jesus no Litoral. A mobilização dos jo- vens, que evangelizam nas areias de Balneário Gai- vota, começa com o nascer do sol e se estende durante todoodia.Opontodeencon- trodopessoalestámarcado para às 5h30min horas, em frente ao Restaurante Ma- riskão, a beira mar. Depois éservidoumcafépartilhado ecelebradaumamissapelo padre Antoninho Rossi, da paróquia São Paulo II, de Sombrio.Maistarde,ospar- ticipantes se encaminham a praia e abordam os vera- Jesus no Litoral nistasparafalardeDeus.A caminhada, acompanhada porcantos,oraçõesedança, começa pelo lado norte da praia e segue passando nos guarda-sóis para falar com as pessoas. “A intenção é mostrar que todo lugar é lugar de levar a palavra de Jesus”, diz a cursilhista e uma das organizadoras, Vitória Lemos. Quem quiser partici- par pode se inscrever até amanhã, procurando as secretarias das paróquias. Aparóquia custa R$ 10,00, utilizado para a alimen- tação do pessoal. Segundo Vitória,sãoesperadascerca de 80 jovens na caminhada deste ano. Ela pede a quem quiser ajudar com alimen- tosparaocaféquetambém procure as paróquias. para enfeitar o bairro e direcionar o público. “Faço isto todos os anos. Meus filhos sempre participam comigo e é importante para manter esta cultu- ra”, destaca Eugênio. O presidente do Con- selho Administrativo e EconômicoPastoral(Caep) da Figueirinha, Alderi- co Colares Monteiro, tio das irmãs peregrinas de Cachoeirinha, está há 50 anos na comunidade e garante: “Esta é a maior festa da região, sem som- bra de dúvidas. Sempre participei da romaria a São Sebastião e atuei na organização de forma voluntária, como pratica- mente ocorre com todos os moradores daqui. Ini- ciamos os preparativos uma semana antes, para que tudo fique organizado Rafael Andrade Trabalho voluntário > BALNEÁRIO GAIVOTA Foram 213 quilô- metros caminhados em cinco dias pelas irmãs Kátia Monteiro e Monial- ma Monteiro, de 37 e 40 anos, respectivamente, em peregrinação entre a cidadedeCachoeirinha/RS eBalneárioGaivota,naco- munidade de Figueirinha. Histórias de sacrifícios como esta, registrada há três anos, fazem parte da tradicional Festa de São Sebastião, sempre come- morada no dia 20 de janei- ro, desde 1929. As irmãs fizeram uma promessa de cura de um familiar e agradeceram a graça alcançada. Fiéis de várias cidades catarinenses e gaúchas devem participar deumdosmaioreseventos religiosos da região. A festa, muito maior do que a pequena comuni- dade que a abriga no inte- Foi um dos muitos soldados romanos que por sua fé em Jesus foi martirizado. Em quase todas as atas de martírios de santos e santas, os escribas tinham ordens de colo- carem muitos detalhes do martírio e dar pouca ênfase ao martirizado. Um soldado do Exérci- to, Sebatião nasceu em Narbona, na França, no fim do século três e, desde muito pequeno SãoSebastiãorecebeperegrinosDesde 1929, Figueirinha atrai devotos de várias cidades do país para a festa que tem como maior marca a caminhada Pagando Promessa rior de Balneário Gaivota, precisa de um enorme aparato de voluntários. Cerca de 20 mil católicos devem passar pela igreja da Figueirinha durante todo o dia de hoje. Haverá missas às 6, 8 e 10 horas. Logo após será servido o almoço com a venda de churrasco. Às 15 horas inicia a procissão de São Sebastião no entorno da igreja. As caminhadas iniciaram na madrugada de hoje, principalmente de moradores de Som- brio e Balneário Gaivota. Nesses dois municípios é feriado hoje. Há 20 anos morando na Figueirinha, Eugênio Cechinel Vicente ensina a tradição do santo e da festa aos filhos Livia Car- doso Vicente e Matheus Vicente de Souza. O trio passou o dia de ontem colocando bandeirinhas às margens da estrada geral da comunidade, ³ Comunidade prepara local que recebe romeiros seus pais mudaram para a Milão, onde cresceu e foi educado. Seu pai era militar e nobre e ele quis seguir a carreira do pai, chegando a ser capitão da primeira corte de guar- da pretoriana, um cargo que só se dava a pessoas ilustres e corretas. Sua dedicação à carreira valeu elogios de seus compa- nheiros e, principalmente do imperador Maximiano. Cumpre recordar que o império romano, na épo- ca era governado no oriente por Diocleciano e no ocidente por Ma- ximiano, que ignorava que Sebastião era um cristão de coração e ainda que mesmo cum- prisse as suas tarefas militares, não tomava parte nos sacrifícios nem nos atos de idola- tria. Sempre que podia, visitava os cristãos en- carcerados e ajudava aos mais fracos, doen- tes e necessitados. para receber esta grande quantidade de fiéis”, in- forma. Ontem, por volta das 20 horas, teve a procissão de chegada de São Se- bastião e Nossa Senhora Aparecida - padroeira do Brasil, com uma grande queima de fogos de artifí- cios. Uma novena reuniu dezenas de fiéis, a maioria de moradores locais. Vários trailers tam- bém já estavam insta- lados, muitos de ambu- lantes que aproveitam a dimensão do evento para ganhar um dinheirinho extra. É o caso de Cláu- dio Ricardo de Macedo e da esposa Ana Teresinha Lemos. Eles chegaram de Caxias do Sul/RS por volta do meio-dia de on- tem e trouxeram o filho RichardLemosdeMacedo e a neta Gabrielly Macedo dos Santos. A família irá vender bijuterias e brin- quedos.“Participodafesta de São Sebastião há 15 anos. Esperamos um dia de sol e muitos fiéis”, diz Cláudio Ricardo. A organização almeja arrecadar cerca de R$ 25 mil. A igreja acumula uma dívida de R$ 16 mil a fornecedores e outros ti- pos de serviços e pretende zerar esta conta e investir ainda mais nos dois salões paroquiais e em outras obras disponíveis ao pú- blico. “Sempre investimos o capital conquistado em melhorias nas dependên- cias da igreja e dos salões. Tudo isso é destinado à co- munidade e aos devotos”, explicaovice-tesoureirodo Caep,LuizCarlosPereira.
  8. 8. Entretenimento Novelas-Horóscopo-Diversão Cruzadinha Novelas Boogie oogie -18h Alto Astral -19h Império -21h S ueli é socorrida por vizinhos. Gaby conta para Suzana que Ricardo deu a ideia de provar a inocência de Emer- son no roubo ao bazar. Itália aceita namorar Fernando, mas pede ao médico para manter segredo. Afonso pede a Azeitona que vigie o quarto em que Sueli está. Tavares não deixa Marcos assumir a cirurgia de Sueli. Suzana demonstra interesse por Fernando. Azeitona flagra Marcos mexendo no tubo de oxigênio da Sueli. G ilda e Mário repreendem Rodrigo por ter deixado o en- velope com Zuleica. Elísio exige que Vitória explique por que ela e Beatriz tiraram o visto para os Estados Unidos. Beto se incomoda quando Rodrigo conta que está trabalhando na Star Trip. Sandra, Rafael e Tadeu preparam uma festa de despedida para Inês. Luísa tenta convencer Daniele e Rodrigo a se casarem. Inês convida Susana para viajar com ela. J esuína faz um telefonema e avisa sobre a visita do Comen- dador. Xana não gosta do futuro pai adotivo de Luciano. Xana se surpreende com Aline. Helena pede para encontrar Érika. Orville tem um mau pressentimento sobre o leilão. José Alfredo avisa a Maria Ísis que se esconderá em sua casa. Maria Clara desdenha os desenhos de Amanda. Antônio comenta com Vicente que está interessado em Naná. Carmem ouve Helena conversar com Salvador sobre o leilão. Rapidinhas Correio do Sul Terça-feira, 20 de janeiro de 2015 Áries 21/03a20/04 Hoje temos a lua nova que ocorre no setor de amizade dos nativos de áries. Excelente momento para novas atitudes e para planejamento do futuro, usando a intuição. Tendência de renovação, de novas ideias e de um comportamento mais inconvencional. Leão 21/07a20/08 Sagitário 21/11a20/12 Novas ideias, atitudes e situações estarão presentes no cotidianodossagitarianos.Momentoqueoportunizauma nova forma de se comunicar, expressar e relacionar com as pessoas. Maior movimentação no cotidiano e atitudes ousadaserevolucionárias. Gêmeos 21/05a20/06 Repenseosseusconceitosementalidades,geminiano,éhora de buscar novos conhecimentos e referências. Hoje ocorre afaselunarnovaquepropõeumnovodirecionamentode energia e prioridades. Viagens, estudos, desenvolvimento culturaleespiritualestãofavorecidos. Libra 21/09a20/10 Início de uma nova etapa na vida afetiva dos librianos. Temos hoje a fase lunar nova, que indica novas energias relacionadas ao amor e à criatividade. Desejo de mais liberdade, independência e autonomia marcam este período. Aquário 21/01a18/02 Dêboasvindasaonovocicloqueiniciahojecomaluanova emseusigno.Começaumanovaetapadedesenvolvimen- tonavidapessoaldosaquarianos.Importanteteratitudee agircominovação,criatividadeeindependência. Touro 21/04a20/05 Início de uma nova etapa de desenvolvimento profissional aos taurinos. A lua nova ocorre no ponto mais alto da man- dala taurina indicando renovação na carreira. É hora de se sintonizarcomnovasideiaseatitudes,issoauxiliaráarealizar os seus objetivos. Virgem 21/08a20/09 Excelentemomentoparadarnovospassosemrelaçãoao trabalhoeaocotidiano.Momentooportunopararenovar as técnicas, instrumentos, métodos e conhecimentos de trabalho.Fasequeoportunizaráumamudançadehábitos queseráessencialparatermaissaúde. Capricórnio 21/12a20/01 Aluanovamarcaumnovomomentoemrelaçãoaexpressão detalentoseusoderecursos.Umanovaetapanasfinanças e na maneira como você expressa suas habilidades. Novos valores e possibilidades financeiras são marcadas pela fase lunarnova. Câncer 21/06a20/07 Alua,regentecancerianoestánafasenova,novasenergias, emoções e situações. Momento em que os cancerianos passam a ter uma nova atitude em relação a sexualidade e aosnegócios.Fasedemuitodesapego,renovação,surpresas e mudanças. Escorpião 21/10a20/11 Uma nova etapa na vida familiar e íntima dos escorpianos inicia agora. Temos neste momento, a fase lunar nova no setordomésticoefamiliar.Momentooportunoparaagircom maisindependênciaeconsciênciadesuaindividualidade. Peixes 19/02a20/03 Ao longo dos próximos 30 dias crescerá a necessidade de interiorizaçãoereflexão.Apassagemdosolpelosignoanterior ao seu marca uma fase de balanço sobre o que ocorreu desde oseuúltimoaniversário. Horóscopo Umnovocicloiniciaráapartirdeagoranosrelacionamen- tosleoninos.Oportunidadesderenovarosseusconceitos e atitudes nas parcerias e relações. É hora de permitir a expressão dos aspectos mais singulares e originais de suapersonalidade. Demi Lovato tem um talento imenso e também vem se destacando por suas ações fora da música. Recentemente, a cantora foi eleita a artista mais atuante quando o assunto sãotranstornospsicológicos,pelocanalCNN. A cantora já teve problemas com a anore- xia, bulimia, depressão, bipolaridade e a depres- são, mas conseguiu contornas seus problemas e virar um exemplo para quem enfrenta esses “obstáculos”. Demi chegou a escreve rum livro relatando sua experiência durante as várias fases de sua vida. “Quero mostrar ao mundo que há uma- surpreendente, maravilhosa e inesperada- vida após diagnóstico”, afirmou a cantora com relaçãoabipolaridade. Em noite de festa, a Miss Bumbum Brasil, Indianara Carvalho, recebeu convidados e ami- gos para o lançamento do seu primeiro ensaio nu. O evento aconteceu em um barzinho na zona sul de São Paulo. A DJ Sabrina Boing Boing e a ex-namorada do apresentador João Kléber, ElianaAmaral,marcarampresença. A loira chegou ao evento de limousine branca e causou com um vestidinho curtíssimo. Indianara aproveitou para exibir seu novo visual. Ela apareceu com franja e não economizou nas poses sensuais para os fotógrafos. Em seguida brindou o sucesso da publicação e deu um selinhonaSabrinaBoingBoing. Rick mandou um recado para Renner na madrugada desta segunda-feira (19). Após o fim da dupla após 28 anos e de decidirem pela carreira solo, ele desejou sucesso e proteção de Deusparaoex-colega. “Tudo o que eu tenho a dizer é que peço e oro a Deus para que dê ao Renner capacidade de lutar e de se reencontrar na música ou em qualquer coisa que queira fazer. 28 anos de parceria não me permite desejar outra coisa a não ser o melhor que Deus tiver para sua vida independente do que diga a meu respeito. Não estaremos mais juntos, mas desejo do fundo do meu coração que Deus esteja em cada segundo desuavida”,escreveu..
  9. 9. Social Tânia Duarte Correio do Sul Terça-feira, 20 de janeiro de 2015 tania@grupocorreiodosul.com.br facebook.com/tania.duartecoelho ³ Em 4 de janeiro de 2010 começou um en- contro que permanece até hoje a“Festa das Amigas”. Marinez Nunes Caetano, mais conhecida como Ne- zinha, convidou as amigas para um encontro em sua casa depois de enfrentar episódios difíceis na vida. E a festa continuou acon- tecendo todo ano, e a cada ano está maior. Nesta edi- ção aconteceu na última quarta e foi um sucesso! 48 3533.0762 48 8804.2871 ³ AtletasdotimedehandeboldecadeirantesJudecri,deCriciúma, estiveramemArroiodoSilvaassistindooshowdoChimarruts. ³ DeputadoJoséMiltoneJuçara,oempresário VitoBassoeoPrefeitoZênioCardosoeSuzana nainauguraçãodoShoppingOutletJaponês. ³ O ator Rafael Cardoso e o empresárioVito Basso na inauguração do Shop- ping Outlet Japonês. ³ Composedecampeão,LucasMuller comemorandoavitóriadopaiJabsonem umacategoriadoJetFestLagoa.
  10. 10. 10 Correio do Sul Terça-feira, 20 de janeiro de 2015 Publicidade
  11. 11. Geral 11Correio do Sul Terça-feira, 20 de janeiro de 2015 > ARARANGUÁ Quem fez o Enem e não zerou na redação, tem agora uma oportuni- dade de entrar no ensino superior. O Instituto Fe- deral de Santa Catarina (IFSC) está com 38 vagas abertas para os cursos superiores na região Sul do Estado. São 20 vagas para o curso de Engenha- ria de Mecatrônica, que é ofertado no Câmpus Cri- ciúma, e 18 vagas para o curso de tecnologia em Design de Moda, no câmpus Araranguá. As inscrições devem ser feitas até quinta-feira na página do MEC, atra- vés do link http://sisu. mec.gov.br/. O sistema de reser- IFSC oferece cursos pelo Sisu va de vagas também se aplica ao Sisu: do total de vagas em cada curso, 50% delas são reservadas para candidatos que estudaram em escola pública. Dentro desse percentual, há ainda a reserva de vaga para candidatos de baixa renda e para aqueles que se auto- declarem pretos, pardos ou indígenas. O Sisu é um sistema informatizado gerenciado pelo MEC no qual institui- ções públicas de ensino su- perior oferecem vagas para participantes do Enem. No último processo seletivo, o IFSC reservou 50% das va- gas dos cursos de graduação para ingresso via Sisu. Cada estudante pode fazer até duas opções de curso. Não há cobrança de ³ Luana e Francielle aproveitam local para relaxar Local antes utilizado pelo Sitracom para atendimento ao público, agora serve como área de descanso ao trabalhador Intervalo > ARARANGUÁ Ahora do intervalo é fundamental para o trabalhadorreporasenergias e voltar ao trabalho fortaleci- do e com a mente tranquila. Avaliandoessaimportân- cia, os diretores do Sitracom (Sindicato dos Comerciá- rios do Vale do Araranguá) transformaram a antiga sala do sindicato, localizada no edifício Katiusse, Centro de Araranguá, em um espaço de descanso e lazer para os comerciários.“Oobjetivoéofe- recerumambienteagradável aos trabalhadores durante o intervalo ou a qualquer hora que ele quiser”, ressalta a di- retoraValériaLeandro.Desde o dia três de fevereiro de 2014 o espaço está aberto aos comerciários, com uma única condição: entrar em contato com o sindicato para obter acesso ilimitado ao local. Há quem aproveite o silêncio da sala para ler, ou- tros para descansar. Este é o casodeLuanadeBem,de18 anos,quetrabalhadevende- dora no comércio e exalta o Comerciário tem local de descanso Mau gosto não se discute ProCóPio lamarCa “ Escovo meus dentes com uma garrafa de Jack”, disse a cantora americana Ke$ha em uma música que a colocou no topo das paradas america- nas. Jack, bem entendido, é o uísque Jack Daniel’s. Imagi- nem o hálito da moça. Ke$ha, que esteve no auge em 2010, canta sobre baladas, ho- mens e bebedeiras. Depois dela surgiram muitas outras com música também muito vulgar. E antes também já existiam tipos assim, muitos. Faz tempo que a cultura mo- derna acabou com as cate- gorias tradicionais do gosto. E abriu diversas categorias de mau gosto. Algumas de puro desgosto. Outras delas ultrapassam a barreira da bai- xaria pela maneira aviltante como representam homens e principalmente mulheres. Nos termos do funk carioca, outro estilo bem plantado no terre- no da baixaria, as mulheres são chamadas de cachorras. Vá um de nós chamar uma mulher de cachorra para ver o que acontece. É verdade que não é ape- nas a música que descamba para o mau gosto. Os filmes, especialmente as comédias estudantis americanas, se- guem esta linha desde a dé- cada de 1980. Muitas delas chegam à fronteira da baixa- ria e da pornografia, como a série American Pie. É uma vulgaridade que dá muito dinheiro, sempre marcada por uma escatologia meio infantil, com piadas nojentas envolvendo vômito, urina e outras nojeiras. O público parece gostar e os filmes vão surgindo às dúzias. O mau gosto se espalha pelas artes. Vejam os bichos embalsamados que o artista inglês Damien Hirst vende por milhões de dólares. Um ricaço comprou um tubarão morto de Hirst e não deve ter achado que é algo de extre- mo mau gosto. Rico nunca tem mau gosto, tem excen- tricidade. Esse clima de vale-tudo nas artes, música, dança, ci- nema e literatura parece que deixou a diferença entre bom e mau gosto sem sentido. Sem contar que a esquerda barulhenta acredita que o bom gosto seria estabelecido pelos ricos como forma de dominação. Pode ser, mas quero que apareça alguém defendendo que a letra de “Lepo-Lepo” é uma poesia tão bela quanto “Esses Mo- ços” de Lupicínio Rodrigues, ou, para ser mais moderno, “Codinome Beija Flor”, de Cazuza. Os limites entre o belo e o feio, o vulgar e o refinado, o sutil e o grosseiro são mesmo bastante imprecisos e depen- dem de cada época, da moda e do espírito de cada tempo. Mas é uma bobagem dizer que por causa disso gosto não se discute. Se discute sim, e sempre é possível en- contrar uma linha que separa o bom do ruim, o belo do lixo. Gosto se discute e temos que discuti-lo, ou nos con- formamos todos aplaudindo gente que coloca cifrão até no nome. Coisa, aliás, de muito mau gosto. fato de ter o refeitório dispo- nível. “Sem ele eu teria que almoçar em restaurante e não teria onde descansar”, disse. “Aqui é bem espaçoso e equipado. É realmente um benefício ao trabalhador”, comentou. Francielle Roque, 19, acompanhaLuananosinter- valos.Asduaspassamotem- po fazendo companhia uma a outra, enquanto aguardam o horário para voltar ao tra- balho. “Eu gosto de vir aqui. É um bom ambiente”, frisou Francielle. O auxiliar admi- nistrativo Luciano da Luz Teixeira também lembrou que o trabalhador tem acesso ao espaço de forma gratuita. “Desdequesejacompreendido nohorárioemqueoedifíciose encontre aberto”, finalizou. taxa de inscrição. Duran- te o período de inscrições, a classificação parcial e a nota de corte dos candi- datos serão divulgadas diariamente para consul- ta. No próprio sistema, o estudante pode tirar dú- vidas sobre notas de cor- te, datas das chamadas, período de matrículas nas instituições, resultados e lista de espera. Os resultados serão di- vulgadosnodia26,emuma única chamada. Os candi- datos aprovados deverão fazer a matrícula nos dias 30 de janeiro, 2 e 3 de feve- reiro. Entre 26 de janeiro e 6defevereiro,osestudantes não aprovados na primeira chamadapodemmanifestar interesse em participar de lista de espera.
  12. 12. 12 Correio do Sul Terça-feira, 20 de janeiro de 2015 Geral Dnit fiscaliza obras na BR 101Órgão responsável pela rodovia federal recomenda consulta antes de construir para conhecimento das áreas onde é proibido qualquer obra. Espaços são necessários para segurança de motoristas e pedestres Às Margens > REGIÃO Antes de iniciar constru- ções próximas às pistas daBR101,énecessárioconsultar o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) para ter conhecimento da extensão das faixas de domínio e não edificante da rodovia. Nesta área próximadaspistasnãoéper- mitido nenhum tipo de estrutura, empreendimentos ou lavouras. O Dnit vem realizando pe- riodicamente averiguações nos acessos e à construção de novas edificações ao longo da BR101. A açãopretendeadvertirosproprie- tários que estejam construindo galpões, prédios ou residências dentro da Faixa de Domínio e não respeitando os 15 metros da Faixa Não Edificante, afetando a visibilidade do tráfego ou compro- metendoasegurançadosusuários em acessos ou nas marginais. Em caso de constatar que a edificação em andamento esteja comprometendoatrafegabilidade da rodovia, o Dnit e a Polícia Rodoviária Federal podem embargá-la. A Lei Federal Nº 10.233, de 2001, confere ao órgão público poder de atuação sobre a faixa de domínio, bem como estabelece restrições sobre o uso do solo nas áreas lindeiras a rodovias federais. Durante a construção pró- ximo a BR101, os executores podem danificar estruturas essenciais para a manuten- ção da rodovia. O processo de terraplenagem do terreno, por exemplo, pode aterrar aciden- talmente valas utilizadas para escoamento das águas de chu- va. Essa ação afeta diretamente a rodovia, tendo em vista a elevação do nível das sarjetas para escoamento, com acúmulo ³ Dnit tem fiscalizado construções em toda extensão da BR 101 e formação de lâmina d’água sobre as faixas de rolagem. Outro agravante está re- lacionado a construção física próximo às saídas das pistas centrais para as vias laterais. De acordo com o manual para ordenamento do uso do solo nas faixas de domínio lindeiras a BR101 Sul, editado pelo Dnit, não havendo o controle dos aces- sos a terrenos lindeiros, existe tendência a deterioração pro- gressiva da rodovia, com rápido crescimento de atividades nas faixas de domínio e crescimento descontrolado de tráfego cruzan- do as pistas. Empreendimentos como in- dústrias, hotéis, motéis, postos de combustíveis, oficinas mecâ- nicas e restaurantes, oferecem aos usuários serviços nas mar- gens da BR101. Esses estabele- cimentos são importantes para a rodovia, pois prestam serviços aos motoristas e veículos. A ação do Dnit visa estabele- cer padrões para a instalação destes prédios, garantindo a trafegabilidade da rodovia, bem como a segurança dos usuários, funcionários e empreendedores. Também aterros e terraple- nagens ou a instalação de peças publicitárias, como banners ou outdoors, próximos da BR 101, necessitamdeaprovaçãodoDnit.
  13. 13. Geral 13Correio do Sul Terça-feira, 20 de janeiro de 2015 Djontaha Geremias Pouco Valor ³ Paulo César faz e vende seus entalhes nas ruas Artista é tratado como pedinteÉ o que reclama escultor e artista plástico gaúcho de vivência internacional que vende suas obras nas ruas da região. Trabalho artesanal é pouco valorizado e quem se dedica a ele costuma ter dificuldade para se manter sem outra atividade Arte de Rua > ARARANGUÁ Acriança de uns 6 anos de idade vem correndo pelo Calçadão, para em frente à toalha no chão repleta de trabalhos em madeira, pega um sem permissão, depois joga no chão e sai correndo pisando em cima dos outros. A mãe vem logo atrás, caminhando calmamente e dizendo “não faz isso filho, que feio”, en- quanto a criança continua correndo sem se importar. A mãe passa e sequer olha ou se desculpa com o se- nhor de 56 anos, sentado à beira do tapete, martelan- do mais uma obra, usando uma escova de roupa. A cena presenciada pela reportagem do Cor- reio do Sul é só uma das constantes situações de descaso vivenciadas pelo artista de rua. Paulo Cé- sar Duarte da Rosa, porto alegrense, escultor, artista plástico e artesão, já viajou a Europa mostrando o tra- balho que por lá não existe mais e que aprendeu desde criança com o já falecido pai. “Eu costumava viver da minha arte, mas hoje apenas sobrevivo dela. Os jovens eram meu público- -alvo principal, mas hoje, com a tecnologia, eles pre- ferem gastar R$ 20,00 em créditos no celular para acessar pornografia do que comprar um objeto feito à mão, com amor e dedica- ção”, comenta o homem. Para ele, embora a tecno- logia esteja cada vez mais “social”, as pessoas estão cada vez mais distantes umas das outras, e pou- cas conseguem perceber a beleza, a dedicação e o talento do próximo, porque estão fechadas demais em si mesmas. É inevitável para Paulo César, que diz já ter viajado pela França, Portugal, Espanha e Ale- manha, comparar o povo brasileiro com o europeu. “Lá, eles valorizam não apenas dizendo ‘oh, que bonito’, eles compram as peças, não só para me aju- dar, mas porque gostam e consomem arte”. Ele diz que voltou ao Brasil por ter descoberto um câncer, que está estabilizado, mas o tratamento continua. Cansado da desvalorização em solo brasileiro, Paulo César quer voltar a viver na Espanha em 2016. Em Araranguá o arte- são reclama de ter encon- trado mais discriminação do que apreciadores. “Não falo melancolicamente, mas falo da realidade. Ser artista no Brasil já é difícil, financeiramente falando, ser artista de rua então... Porque não é só dinheiro, o comercial, tem o sentimento que coloco nas obras. Nenhum ar- tista de verdade trabalha apenas por dinheiro, nós colocamos amor e verdade. Gostaria de melhor retri- buição sim, mas não foi o que encontrei por aqui”, lamenta o homem que é ca- sado e tem um filho de 13 anos – mesma idade com a qual aprendeu a escultura em madeira, uma tradição passada de pai para filho, usando extrato de noguei- ra, verniz, formóis e, ao invés de martelo, a escova de roupa. “Minha vida sempre foi essa. Não sei fazer ou- tra coisa, porque acredito no que faço. Antigamente trabalhei com tipografia de fábrica, profissão já extinta, então me dedi- quei profissionalmente à minha arte”, conta. Além das esculturas artísticas não comerciais que produz, Paulo descobriu que as pessoas compram mais pe- ças personalizadas com no- mes, e investiu nisso. Hoje, ele produz uma média de dez placas com nomes di- versos e vários tamanhos, cada qual levando de 30 a 40 minutos para ser feita. Como diz o ditado, “quem sabe faz ao vivo”, Paulo continua confeccionando na rua a vista de todos. A família mora em Balneá- rio Arroio do Silva há 30 anos, onde Paulo fica nos fins de semana enquanto faz o tratamento contra o câncer. Durante a semana, fica na casa de um filho, em Criciúma, onde segundo ele o público não é muito diferente, mas o movimen- to é maior. São poucos, mas há sim clientes bons. Uma delas é a dona de casa Da- riane Soares. Sua mais re- cente aquisição foi o nome do filho de 8 anos, Miguel, talhado em madeira. “Eu gosto do trabalho do Paulo porque é diferente, feito todo à mão, e deve ser va- lorizado. Não se encontra mais pessoas com esse dom”, conta Dariane. ³ Secretaria do Interior mantém as atividades > ARARANGUÁ Janeiro costuma ser um mês de ‘pé no freio’ nas prefeituras. Mesmo assim, nas três primei- ras semanas do ano a Se- cretaria do Interior de Araranguá manteve sua rotina de trabalho. Ações como melhoria do acesso as propriedades rurais, ensilagem, plantio, ajuste de comportas, revitaliza- ção de pontes e reparos na tubulação subterrânea foram realizados em di- ferentes comunidades da zona rural. Ao avaliar as ativida- des realizadas em 2015, o secretário Maureci Raul Rodrigues lembrou que Araranguápossuitradição agrícola. Embora ocorra a gradativa diversificação dasatividadeseconômicas, aagriculturacontinuapre- dominando no município. De acordo com o Censo Demográfico do IBGE, em 2010 Araranguá pos- Trabalhos no interior mantêm ritmo forte suía 17,6% da população residindo na área rural. Isto representa aproxima- damente 10.784 pessoas. “Hoje,tenhoconvicçãoque essa população cresceu consideravelmente, por- que muitas famílias estão optando por permanecer no interior, o que aumenta nossa responsabilidade”, explicou. Entre os serviços já executados estão a im- plantação de 15 metros cúbicos de material brita- doeaplainamentocomre- troescavadeira nos aces- sos para quatro proprie- dades rurais; a realização de 46 horas de serviço de ensilagem e plantio de 5 hectares de milho e o pa- trolamento nas estradas vicinais nas comunidades do Caverazinho, Lagoa da Serra, Fundo Grande, Canjiquinha (entrada para a balsa), Santa Ca- tarina,Itoupaba,Morrodo Pronto,Espigão,Taquaru- çú e Operária.
  14. 14. Publicidade14 Correio do Sul Terça-feira, 20 de janeiro de 2015
  15. 15. Publicações Legais 15Correio do Sul Terça-feira, 20 de janeiro de 2015 FUNDAMENTADO NOS TERMOS DO ART. 281 PARÁGRAFO ÚNICO, INCISO II, DA LEI N. 9.503, DE 23/09/1997, A AUTORIDADE DE TRÂNSITO, AO FINAL IDENTIFICADA, NOTIFICA O(S) PROPRIETÁRIO(S) DO(S) VEÍCULO(S) ABAIXO ESPECIFICADO(S), DA AUTUAÇÃO PELO COMETIMENTO DA(S) INFRAÇÃO(ÕES) RESPECTIVA(S), PODENDO, CASO QUEIRA , NO PRAZO DE 60 (SESSENTA) DIAS, APRESENTAR RECURSO EM 1a E 2a INSTÂNCIAS NA FORMA DOS ART. 285 E SEGUINTES DO CTB. ESTADO DE SANTA CATARINA SISTEMA DE INFRAÇÕES / SC - DETRAN.NET DETRAN - DEINFRA EDITAL DE NOTIFICAÇÃO DE IMPOSIÇÃO DE PENALIDADE PELO COMETIMENTO DE INFRAÇÃO DE TRÂNSITO Nº 057 987/2014 Página : 1 / 6 EnquadramentoAuto de InfraçãoPlaca Data da Infração Valor da Infração Código da Infração / Desdobramento ABG2096 54559966E 2336920/0 29/08/2013 R$ 127,69 AJI2094 54559953E 2336920/0 29/08/2013 R$ 127,69 AJR2361 55641867D 181 * VIII5452/1 28/04/2013 R$ 127,69 AKP4307 54559019E 162 * I5010/0 30/05/2013 R$ 574,61 AKP4307 54559020E 164 c/c 162 * I5118/0 30/05/2013 R$ 574,61 AKP4307 55642310D 162 * V5045/0 12/05/2013 R$ 191,53 AKP4307 55642311D 164 c/c 162 * V5142/0 12/05/2013 R$ 191,53 ALE4357 55642329D 181 * VIII5452/1 24/05/2013 R$ 127,69 BFA1288 54559703E 2336920/0 02/08/2013 R$ 127,69 BNS2462 54558954E 2336920/0 21/05/2013 R$ 127,69 CJB8463 55642424D 162 * I5010/0 28/04/2013 R$ 574,61 CMC0313 55066649D 2336920/0 28/01/2014 R$ 127,69 CMQ2627 54558958E 2336920/0 21/05/2013 R$ 127,69 CMQ2627 55642495D 2336920/0 07/05/2013 R$ 127,69 CXS1671 54558845E 2336920/0 13/05/2013 R$ 127,69 DBK4448 54558970E 2336920/0 23/05/2013 R$ 127,69 DTA7072 55641883D 230 * V6599/2 17/05/2013 R$ 191,53 ENA9202 54559701E 2336920/0 02/08/2013 R$ 127,69 EPZ3156 55640844D 181 * XVII5541/1 16/07/2013 R$ 53,20 ETH4015 54559885E 2336920/0 23/08/2013 R$ 127,69 FLY6767 54559074E 181 * VIII5452/2 01/08/2013 R$ 127,69 GOY5802 54559075E 162 * I5010/0 04/08/2013 R$ 574,61 GOY5802 54559076E 164 c/c 162 * I5118/0 04/08/2013 R$ 574,61 GTW2124 55641863D 162 * I5010/0 23/04/2013 R$ 574,61 GUK1074 55642136D 252 * VI7366/2 09/05/2013 R$ 85,12 GUK1074 55642138D 2326912/0 09/05/2013 R$ 53,20 1 / 6 EnquadramentoAuto de InfraçãoPlaca Data da Infração Valor da Infração Código da Infração / Desdobramento HAB0868 54558847E 2336920/0 13/05/2013 R$ 127,69 IBA6597 54559673E 2336920/0 26/07/2013 R$ 127,69 IBO5156 55642425D 162 * I5010/0 28/04/2013 R$ 574,61 ICS9510 55642369D 230 * V6599/2 13/05/2013 R$ 191,53 IEJ4141 55642221D 230 * V6599/2 02/05/2013 R$ 191,53 IEJ4141 55642222D 230 * XI6653/1 02/05/2013 R$ 127,69 IEJ4141 55642223D 2326912/0 02/05/2013 R$ 53,20 IEZ4895 55642196D 1655169/1 28/04/2013 R$ 1.915,38 IFD5715 54559071E 252 * VI7366/2 29/07/2013 R$ 85,12 IFG9594 55096455E 2336920/0 24/02/2014 R$ 127,69 IFS4674 54559973E 2336920/0 29/08/2013 R$ 127,69 IFT9595 54559162E 2336920/0 10/06/2013 R$ 127,69 IIR2646 54558848E 2336920/0 14/05/2013 R$ 127,69 IIS4701 55642477D 2336920/0 02/05/2013 R$ 127,69 IJE4847 54558824E 2336920/0 10/05/2013 R$ 127,69 IJS3977 54559744E 2336920/0 12/08/2013 R$ 127,69 IJT9226 55642416D 162 * I5010/0 25/04/2013 R$ 574,61 IJT9226 55642417D 230 * I6556/5 25/04/2013 R$ 191,53 IJU7601 54559707E 2336920/0 02/08/2013 R$ 127,69 IJW2892 54558850E 2336920/0 14/05/2013 R$ 127,69 IJW8539 54559691E 252 * VI7366/2 30/07/2013 R$ 85,12 IKM5898 55065346D 162 * I5010/0 01/05/2013 R$ 574,61 IKO9719 54558811E 2326912/0 09/05/2013 R$ 53,20 IKO9719 54558812E 162 * V5045/0 09/05/2013 R$ 191,53 IKO9719 54558813E 164 c/c 162 * V5142/0 09/05/2013 R$ 191,53 IKO9719 54558814E 230 * XI6653/2 09/05/2013 R$ 127,69 ILB8584 54561218E 2336920/0 09/01/2014 R$ 127,69 ILD0626 54559876E 1685193/0 20/08/2013 R$ 191,53 ILD8178 55641722D 1955835/0 01/08/2013 R$ 127,69 ILD8178 55641723D 1695207/0 01/08/2013 R$ 53,20 ILD8178 55642395D 162 * I5010/0 01/08/2013 R$ 574,61 ILD8178 55642396D 230 * V6599/2 01/08/2013 R$ 191,53 ILD8178 55642397D 164 c/c 162 * I5118/0 01/08/2013 R$ 574,61 ILF4959 54560968E 162 * I5010/0 31/01/2014 R$ 574,61 ILF4959 54560969E 163 c/c 162 * I5061/0 31/01/2014 R$ 574,61 ILF4959 54560970E 1655169/1 31/01/2014 R$ 1.915,38 IMC5740 54559270E 162 * V5045/0 31/07/2013 R$ 191,53 2 / 6 EnquadramentoAuto de InfraçãoPlaca Data da Infração Valor da Infração Código da Infração / Desdobramento MBL2281 54559753E 164 c/c 162 * I5118/0 12/08/2013 R$ 574,61 MBM5943 54559264E 230 * V6599/2 19/07/2013 R$ 191,53 MBM5943 54559265E 230 * VII6610/1 19/07/2013 R$ 127,69 MBN0531 54559414E 230 * XIII6670/0 23/07/2013 R$ 127,69 MBR1318 55642276D 203 * V5967/0 18/04/2013 R$ 191,53 MBR9121 55640738D 2336920/0 04/02/2014 R$ 127,69 MBZ9137 54558940E 2336920/0 13/09/2013 R$ 127,69 MCC0842 55642438D 162 * I5010/0 13/05/2013 R$ 574,61 MCC0842 55642439D 164 c/c 162 * I5118/0 13/05/2013 R$ 574,61 MCG6930 54558953E 2336920/0 21/05/2013 R$ 127,69 MCH1403 54559898E 252 * VI7366/2 26/08/2013 R$ 85,12 MCK8329 55642287D 2336920/0 19/04/2013 R$ 127,69 MCP9701 54559654E 2336920/0 24/07/2013 R$ 127,69 MCQ8156 54558795E 2326912/0 17/05/2013 R$ 53,20 MCT1613 54558862E 162 * I5010/0 28/05/2013 R$ 574,61 MCT1613 54558863E 164 c/c 162 * I5118/0 28/05/2013 R$ 574,61 MCT1613 54558868E 1955835/0 28/05/2013 R$ 127,69 MCT9782 55642141D 1695207/0 18/05/2013 R$ 53,20 MCT9782 55642142D 186 * I5720/0 18/05/2013 R$ 127,69 MCT9782 55642143D 230 * V6599/2 18/05/2013 R$ 191,53 MCT9782 55642144D 1955835/0 18/05/2013 R$ 127,69 MCW3795 54559410E 230 * V6599/2 20/07/2013 R$ 191,53 MCW3795 54559411E 1655169/1 20/07/2013 R$ 1.915,38 MCW4022 55642127D 162 * I5010/0 03/05/2013 R$ 574,61 MCW4022 55642129D 164 c/c 162 * I5118/0 03/05/2013 R$ 574,61 MCW4022 55642130D 230 * V6599/2 03/05/2013 R$ 191,53 MCX2459 54559179E 164 c/c 162 * V5142/0 08/07/2013 R$ 191,53 MCX2459 54559180E 162 * V5045/0 08/07/2013 R$ 191,53 MCY1983 54559018E 230 * VII6610/2 27/05/2013 R$ 127,69 MCY1983 55642333D 2286530/0 24/05/2013 R$ 127,69 MCZ2822 54559422E 162 * I5010/0 01/08/2013 R$ 574,61 MCZ2822 54559423E 164 c/c 162 * I5118/0 01/08/2013 R$ 574,61 MCZ2822 54559424E 230 * V6599/2 01/08/2013 R$ 191,53 MCZ7059 54559868E 2336920/0 20/08/2013 R$ 127,69 MDC4769 55065224D 181 * XVII5541/1 15/06/2013 R$ 53,20 MDF0796 54560049E 181 * XI5487/0 31/01/2014 R$ 127,69 MDF5414 54558793E 230 * V6599/2 17/05/2013 R$ 191,53 4 / 6 EnquadramentoAuto de InfraçãoPlaca Data da Infração Valor da Infração Código da Infração / Desdobramento MDH0512 54559281E 230 * V6599/2 21/08/2013 R$ 191,53 MDH0512 54559282E 230 * I6556/1 21/08/2013 R$ 191,53 MDH5957 55065347D 162 * I5010/0 04/05/2013 R$ 574,61 MDH5957 55065348D 164 c/c 162 * I5118/0 01/05/2013 R$ 574,61 MDI8160 54559347E 181 * I5380/0 14/09/2013 R$ 85,12 MDL4326 54559858E 2336920/0 15/08/2013 R$ 127,69 MDM7080 55640827D 1675185/1 23/05/2013 R$ 127,69 MDP6927 54559103E 162 * V5045/0 09/06/2013 R$ 191,53 MDY4383 55642483D 252 * VI7366/2 03/05/2013 R$ 85,12 MDZ0701 54559010E 230 * V6599/2 24/05/2013 R$ 191,53 MEG2606 54559009E 181 * VIII5452/2 24/05/2013 R$ 127,69 MEH3782 54558921E 162 * I5010/0 08/06/2013 R$ 574,61 MEW2491 55642112D 181 * VIII5452/2 24/04/2013 R$ 127,69 MEZ8871 54558885E 162 * I5010/0 12/08/2013 R$ 574,61 MFB5472 55642459D 230 * V6599/2 30/04/2013 R$ 191,53 MFB5472 55642460D 162 * I5010/0 30/04/2013 R$ 574,61 MFB5472 55642461D 230 * I6556/1 30/04/2013 R$ 191,53 MFO2291 54559171E 2336920/0 10/06/2013 R$ 127,69 MFP6579 54559065E 252 * VI7366/2 14/06/2013 R$ 85,12 MFR0059 54558928E 2336920/0 11/09/2013 R$ 127,69 MFY9213 54559995E 230 * V6599/2 07/09/2013 R$ 191,53 MGN3718 54558903E 230 * VII6610/2 19/05/2013 R$ 127,69 MGN3718 54558904E 2326912/0 19/05/2013 R$ 53,20 MGT5438 54559341E 252 * VI7366/2 09/09/2013 R$ 85,12 MGU6045 54559575E 2336920/0 19/07/2013 R$ 127,69 MGY1256 54559556E 252 * VI7366/2 15/07/2013 R$ 85,12 MHK5141 54558846E 2336920/0 13/05/2013 R$ 127,69 MHO1005 55065239D 2336920/0 03/09/2013 R$ 127,69 MHQ9059 54559137E 162 * I5010/0 07/09/2013 R$ 574,61 MID8757 55641517D 162 * I5010/0 07/06/2013 R$ 574,61 MID8757 55641518D 230 * V6599/2 07/06/2013 R$ 191,53 MID8757 55641519D 163 c/c 162 * I5061/0 07/06/2013 R$ 574,61 MIS8105 55642362D 162 * I5010/0 04/05/2013 R$ 574,61 MIS8105 55642363D 230 * V6599/2 04/05/2013 R$ 191,53 MIS8105 55642364D 164 c/c 162 * I5118/0 04/05/2013 R$ 574,61 MIW9652 55642246D 2326912/0 16/05/2013 R$ 53,20 MJD4277 54558754E 162 * I5010/0 09/05/2013 R$ 574,61 5 / 6 EnquadramentoAuto de InfraçãoPlaca Data da Infração Valor da Infração Código da Infração / Desdobramento MJH1817 55642491D 2326912/0 06/05/2013 R$ 53,20 MJJ7861 54558941E 2336920/0 13/09/2013 R$ 127,69 MJL7911 54558782E 2326912/0 15/05/2013 R$ 53,20 MJN3472 55065949D 2326912/0 13/05/2013 R$ 53,20 MJR9089 54559708E 252 * VI7366/2 05/08/2013 R$ 85,12 MJZ4620 54559106E 162 * I5010/0 16/06/2013 R$ 574,61 MJZ4620 54559107E 164 c/c 162 * I5118/0 16/06/2013 R$ 574,61 MKI7980 55641719D 1955835/0 30/07/2013 R$ 127,69 MKI7980 55641720D 230 * V6599/2 30/07/2013 R$ 191,53 MKI9387 54559136E 162 * I5010/0 07/09/2013 R$ 574,61 MKO3067 54559810E 162 * I5010/0 03/09/2013 R$ 574,61 MKO3067 54559811E 164 c/c 162 * I5118/0 03/09/2013 R$ 574,61 MKQ7506 54559723E 252 * VI7366/2 06/08/2013 R$ 85,12 MLD6639 54559699E 252 * VI7366/2 02/08/2013 R$ 85,12 MLD6639 54559700E 1675185/1 02/08/2013 R$ 127,69 MLG6821 55642428D 162 * V5045/0 07/05/2013 R$ 191,53 MLM0604 54561241E 252 * VI7366/2 21/01/2014 R$ 85,12 MMM2191 54559737E 252 * VI7366/2 12/08/2013 R$ 85,12 MPE5087 55641865D 181 * I5380/0 28/04/2013 R$ 85,12 TRANSCORRIDO O PRAZO ACIMA, SEM A APRESENTAÇÃO DO RECURSO, OU POR SEU INDEFERIMENTO, FICA(M) O(S) NOTIFICADO(S) CIENTE(S) DA IMPOSIÇÃO DE PENALIDADE NOS TERMOS DO ART. 282 DA LEI N. 9503, DE 23/09/1997, E SEUS PARÁGRAFOS 4 E 5 (ACRESCIDOS PELA LEI 9.602/1998), PARA, EM 60 (SESSENTA) DIAS, EFETUAR O PAGAMENTO. OS PRAZOS ACIMA REFERIDOS ENTRAM EM VIGOR NA DATA DA PUBLICAÇÃO DESTE EDITAL. SOMBRIO/SC, 7 DE OUTUBRO DE 2014 ANDRE GAZZONI COUTRO DELEGADO DE POLICIA EnquadramentoAuto de InfraçãoPlaca Data da Infração Valor da Infração Código da Infração / Desdobramento IMC5740 54559271E 164 c/c 162 * V5142/0 31/07/2013 R$ 191,53 IMC5740 54559869E 2336920/0 20/08/2013 R$ 127,69 IMZ1242 54559610E 181 * IX5460/0 02/08/2013 R$ 85,12 INV3756 55641704D 1655169/1 18/05/2013 R$ 1.915,38 IPB2146 54559618E 252 * VI7366/2 08/08/2013 R$ 85,12 IPB6280 54559739E 2336920/0 12/08/2013 R$ 127,69 IPY6932 54559985E 2336920/0 04/09/2013 R$ 127,69 IQG4052 54559736E 1675185/1 12/08/2013 R$ 127,69 IQM8729 54559724E 2336920/0 08/08/2013 R$ 127,69 JMJ7426 55641493D 2326912/0 26/04/2013 R$ 53,20 JMJ7426 55641494D 1655169/1 26/04/2013 R$ 1.915,38 JNT5320 54559717E 230 * V6599/2 06/08/2013 R$ 191,53 JNT5320 54559718E 162 * I5010/0 06/08/2013 R$ 574,61 JNT5320 54559719E 164 c/c 162 * I5118/0 06/08/2013 R$ 574,61 JYD4932 54559626E 181 * VIII5452/2 19/08/2013 R$ 127,69 KHE9137 54559981E 2336920/0 04/09/2013 R$ 127,69 KIV9238 54559280E 252 * VI7366/2 15/08/2013 R$ 85,12 KKU9396 55640850D 162 * V5045/0 03/08/2013 R$ 191,53 LNA3042 55642302D 181 * VIII5452/1 28/04/2013 R$ 127,69 LOL4186 54558967E 2336920/0 23/05/2013 R$ 127,69 LWZ6747 55642285D 2336920/0 19/04/2013 R$ 127,69 LYB5651 54559893E 181 * XV5525/0 23/08/2013 R$ 85,12 LYL3773 54558833E 252 * VI7366/2 11/05/2013 R$ 85,12 LZC3680 55642368D 162 * I5010/0 13/05/2013 R$ 574,61 LZI7683 55642118D 181 * I5380/0 28/04/2013 R$ 85,12 LZJ3129 55642249D 2336920/0 20/05/2013 R$ 127,69 MAJ7941 55642451D 230 * XI6653/1 25/04/2013 R$ 127,69 MAL4773 54559135E 164 c/c 162 * I5118/0 31/08/2013 R$ 574,61 MAO4731 55641873D 181 * IX5460/0 29/04/2013 R$ 85,12 MAO7517 54559735E 1675185/1 12/08/2013 R$ 127,69 MAR8661 54558755E 230 * V6599/2 09/05/2013 R$ 191,53 MAR8661 54558756E 162 * I5010/0 09/05/2013 R$ 574,61 MAR8661 54558757E 164 c/c 162 * I5118/0 09/05/2013 R$ 574,61 MBC7824 54559081E 230 * V6599/2 04/08/2013 R$ 191,53 MBH0946 55065240D 2336920/0 03/09/2013 R$ 127,69 MBL2281 54559751E 230 * V6599/2 12/08/2013 R$ 191,53 MBL2281 54559752E 162 * I5010/0 12/08/2013 R$ 574,61 3 / 6
  16. 16. Publicações Legais16 Correio do Sul Terça-feira, 20 de janeiro de 2015 EDITAL DE INTIMAÇÃO ARLINDOEDÍLIODAROSA,TabeliãodoTABELIONATODENOTAS E PROTESTOS DE TÍTULOS desta Comarca de Sombrio, situado naAv. Nereu Ramos, 1300 - Fone (48) 3533-0318 - CEP88960-000, faz saber na forma da Lei aos que o presente EDITAL virem, que se encontram nesse tabelionato para serem protestados, decorrido o prazo legal, por não terem sido encontrados nos endereços fornecidos, ou por se recusarem a tomar conhecimento, os títulos cujos responsáveis estão abaixo discriminados. PROT. APRESENTANTE / CNPJ............DEVEDOR / CNPJ Prot: 131689; Dev: ADRIANO VARELA - 023.767.629-01; Ced: UNICRED SUL CATARINENSE; Sac: SANDROTUR COMERCIAL E AGENCIA; Tit: EKO707802 ; Apr: BANCO BRADESCO S A ; VEN: 01/01/2015; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação; Val: 340,00+Juros Legais; Emol.: 46,96. Prot: 131667; Dev:ARNOASSIS KRAS BORGES - 375.730.209-53; Ced: CONCRETAR CONCRETO USINADO; Sac: CONCRETAR CONCRETO USINADO; Tit: 02 32595 3 ;Apr: CAIXAECONÔMICA FEDERAL; VEN: 28/12/2014; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação; Val: 1.508,00+Juros Legais; Emol.: 70,13. Prot: 131713; Dev: BRUNA ROBELIA PEREIRA GARCIA - 078.431.179-03; Ced: ADRIANA CRISTINA LENZ E CIA LTD ME; Sac:ADRIANACRISTINALENZ E CIALTD ME; Tit: 34 ;Apr: FCDL; VEN: 13/10/2014; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação; Val: 734,81+Juros Legais; Emol.: 46,96. Prot: 131704; Dev: LUCAS GOULARTAGRINFO - 084.512.829-97; Ced: BANCO COOPERATIVO DO BRASIL S.A.; Sac: JERONIMO DOCE VIDALTDA; Tit: 22750 ;Apr: BANCO DO BRASIL SA; VEN: 02/01/2015; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação; Val: 197,05+Juros Legais; Emol.: 46,96. Prot: 131710; Dev: M. DE FATIMA CAETANO BORBA - EPP - 12.615.488/0001-40; Ced: POWER TURBO COM DE PEÇAS AUTOMOTIVAS LTDA; Sac: POWER TURBO COM DE PEÇAS AUTOMOTIVASLTDA; Tit:09013000532;Apr:CAIXAECONÔMICA FEDERAL; VEN: 04/01/2015; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação; Val: 841,87+Juros Legais; Emol.: 46,96. Sombrio - SC, 21/01/2015 ARLINDO EDÍLIO DA ROSA DECRETO Nº 6.753, DE 08 DE DEZEMBRO DE 2014. ESTABELECE O CALENDÁRIO FISCAL DE PAGAMENTO DOS TRIBUTOS MUNICIPAIS PARA O EXERCÍCIO DE 2015. O Prefeito Sandro Roberto Maciel, no exercício das atribuições que lhe são conferidas pelo art. 83, VII, da Lei Orgânica do Município e arts. 122 e 123, da Lei Complementar nº 006, de 03 de dezembro de 1997 (Código Tributário Municipal) e suas alterações posteriores: DECRETA: Art. 1º Fica estabelecido o Calendário Fiscal do Município de Araranguá, para pagamento de tributos no exercício de 2015, na forma autorizada pelos arts. 122 e 123, do Código Tributário Municipal, obedecendo ao seguinte cronograma: DECRETO Nº 6.775, DE 05 DE JANEIRO DE 2015. CONCEDE ISENÇÃO DE IPTU E CONTRIBUIÇÃO DE MELHORIA ÀS PESSOAS QUE MENCIONA. O Prefeito Sandro Roberto Maciel no exercício das atribuições emanadas da Lei Orgânica do Município, e ao que determina o art. 22, VI, da Lei Complementar nº 006, de 03 de dezembro de 1997 (Código Tributário Municipal), com alteração das Leis Complementares nº 036, de 31 de outubro de 2002, nº 038, de 26 de Novembro de 2003, nº 043, de 27 de agosto de 2003, nº 48, de 07 de maio de 2004 e n° 101/2010: DECRETA Art. 1º Fica concedida isenção do pagamento do Imposto Predial e Territorial Urbano - IPTU e Contribuição de Melhoria, às pessoas abaixo relacionadas, as quais requereram a aludida isenção, na forma dos artigos. 22, VI e 116, II, da Lei Complementar nº 006, de 03 de dezembro de 1997 (Código Tributário Municipal), com alteração das Leis Complementares nº 036, de 31 de outubro de 2002, nº 038, de 26 de Novembro de 2003, nº 043, de 27 de agosto de 2003 e nº 48, de 07 de maio de 2004 e n° 101/2010. NOME MATRÍCULA CADASTRO MUNICIPAL DATA DO BENEFÍCIO TIPO (%) Almerinda de Vargas Victor 63.100, Lº2 RG 4509 15/08/1996 ............................................100 Amélia Olivia Inácio 43.610, Lº2 RG 9924 19/08/2002 .............................................100 Claudino Zanzer Estácio 15658 31/03/2002 .............................................100 Donilia da Silva Duarte 16.743, Lº2 RG 14800 26/01/2001 ............................................100 Ilza Helena Bertoncini ---------------------------- 18021 17/12/2004.............................................100 Iraci Correa Lumertz Gonçalves 35.247, Lº2 RG 13550 29/06/2000.............................................100 João Daboite Varmiling 65.072, Lº2 RG 25405 18/11/2011 .............................................100 Laura Comicioli Esteves 33.483, Lº 2RG 13319 02/09/2013 .............................................100 Lourival Vieira ---------------------------- 1791 26/02/2002 .............................................100 Luiza Esmerilda da Silveira 13.615, Lº2 RG 4307 21/08/2006 ............................................100 Maria das Graças dos Passos Borges-- 4974 11/10/2012..............................................100 Maria de Fátima de Castro 14.310, Lº2 RG 6721 25/05/2002 .............................................100 Maria Helena Serafim Pagani 35.455, Lº2 RG 12841/32935 16/10/1990.......................................100 Nelci José Roque ------- 1069 08/05/2001............................................100 Otilina Henrique Alves --------------- 26943 17/09/2005...........................................100 Pedro José Inácio 25838, Lº2 RG 3512 23/09/2011 ..........................................100 Santina Francisca da Rocha 52.478, Lº2 RG 23309 27/05/1999............................................100 Therezinha Melo Perotoni 15.985, Lº2 RG 12148 14/01/2003.............................................100 Vanilde Marques Daniel ---------- 27083 10/06/2008..............................................100 Vanilde Pasine Scardueli --------- 8606 28/12/1972...........................................100 Art. 2º O prazo de validade da isenção é de dois (2) anos, após o que deverá o beneficiado submeter-se a recadastramento, para comprovar a permanência das condições de concessão do benefício. Art. 3º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. Art. 4º Revogam-se as disposições em contrário. Prefeitura Municipal de Araranguá, em 05 de janeiro de 2015. SANDRO ROBERTO MACIEL Prefeito Municipal Registrado e Publicado o presente Decreto na Secretaria da Administração Municipal, em 05 de janeiro de 2015. FERNANDO VALMOR MARCELINO Secretário de Administração DECRETO Nº 6.776, DE 05 DE JANEIRO DE 2015. CONCEDE ISENÇÃO/NÃO INCIDÊNCIA DE ITBI À PESSOA QUE MENCIONA. O Prefeito Sandro Roberto Maciel no exercício das atribuições emanadas da Lei Orgânica do Município, e ao que determina o art. 34, inciso V da Lei Complementar n° 006/1997: DECRETA Art. 1º Fica concedida isenção/não incidência do pagamento do Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis - ITBI, à pessoa abaixo relacionada, a qual requereu a aludida isenção/não incidência, na forma do artigo. 34, inciso V da Lei Complementar nº 006, de 03 de dezembro de 1997 (Código Tributário Municipal), com base no processo que menciona. NOME .......................................PROCESSO ADMINISTRATIVO Maria Terezinha Henrique ......................................... 8387/2014 Art. 2º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. Art. 3º Revogam-se as disposições em contrário. Prefeitura Municipal de Araranguá, em 05 de janeiro de 2015. SANDRO ROBERTO MACIEL Prefeito Municipal Registrado e Publicado o presente Decreto na Secretaria da Administração Municipal, em 05 de janeiro de 2015. FERNANDO VALMOR MARCELINO Secretário de Administração DECRETO Nº 6.778 DE 06 DE JANEIRO DE 2015. EXONERA CHEFE DO SERVIÇO DE EXPEDIENTE. O Prefeito Sandro Roberto Maciel, no exercício das atribuições emanadasdaLeiOrgânicadoMunicípio,especificamenteoart.83,VII: DECRETA Art. 1º Fica exonerado NABOR DA SILVA TEIXEIRA do cargo em comissão de Chefe do Serviço de Expediente, da Secretaria do Desenvolvimento Econômico Sustentável, símbolo CC5, do quadro de pessoal do Poder Executivo Municipal. Art. 2º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. Art. 3º Revogam-se as disposições em contrário. Prefeitura Municipal de Araranguá, em 06 de janeiro de 2015. SANDRO ROBERTO MACIEL Prefeito Municipal Registrado e Publicado o presente Decreto na Secretaria da Administração Municipal, em 06 de janeiro de 2015. FERNANDO VALMOR MARCELINO Secretário de Administração DECRETO Nº 6.779 DE 06 DE JANEIRO DE 2015. REVOGA OS EFEITOS DO DECRETO N° 5.385, DE 01 DE FEVEREIRO DE 2012. O Prefeito Sandro Roberto Maciel, no exercício das atribuições emanadas pelo Artigo 83, VII da Lei orgânica do Município, e considerando o parecer exarado no Processo Administrativo nº 33/2015: DECRETA Art.1ºFicarevogadoosefeitosdoDecreton°5.385,de01defevereiro de2012,queconcedeuapedido,licençasemvencimentosàservidora THAYSEAGUIARBERTIZZOLO,paratratardeassuntosparticulares, na forma permitida na Lei nº 2.311 de 14 de julho de 2005. Art. 2º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. Art. 3º Revogam-se as disposições em contrário. Prefeitura Municipal de Araranguá, em 06 de janeiro de 2015. SANDRO ROBERTO MACIEL Prefeito Municipal Registrado e Publicado o presente Decreto na Secretaria da Administração Municipal, em 06 de janeiro de 2015. FERNANDO VALMOR MARCELINO Secretário da Administração DECRETO Nº 6.777 DE 05 DE JANEIRO DE 2015. REVOGA OS EFEITOS DO DECRETO N° 5.489, DE 02 DE MAIO DE 2012. O Prefeito Sandro Roberto Maciel, no exercício das atribuições emanadas pelo Artigo 83, VII da Lei orgânica do Município, e considerando o parecer exarado no Processo Administrativo nº DECRETO Nº 6.780, DE 06 DE JANEIRO DE 2015. INSTITUI ÓRGÃO OFICIAL PARA DIVULGAÇÃO DE EDITAIS, COMUNICADOS, AVISOS, LEIS E ATOS DO MUNICÍPIO DE ARARANGUÁ. O Prefeito Municipal Sandro Roberto Maciel no uso de suas atribuições legaisedeconformidadecomosartigos83,VIIe100,§1º,daleiorgânica municipal, combinado com o disposto no artigo 6º, XIII da lei 8.666/93. DECRETA Art. 1º - Fica instituído, a empresa de Jornalismo e Comunicação J.R PEREIRA ME. - JORNAL CORREIO DO SUL, como órgão oficial de imprensa para divulgação de editais, comunicados, avisos, leis e atos do Município deAraranguá. Art. 2º - As despesas decorrentes da publicidade legal de que trata o presente Decreto serão dispensadas na forma da Lei 8.666/93, devidamente formalizadas e justificadas. Art.3º-EsteDecretoentraemvigornadatadasuapublicação,retroagindo seus efeitos a 05/01/2015. Art. 4º - Revogam-se as disposições em contrário. Prefeitura Municipal deAraranguá, em 06 de janeiro de 2015. SANDRO ROBERTO MACIEL- Prefeito Municipal RegistradoePublicadoopresenteDecretonaSecretariadaAdministração Municipal, em 06 de janeiro de 2015. FERNANDO VALMOR MARCELINO Secretário deAdministração Parágrafo único. O valor de cada parcela não poderá ser inferior a R$ 35,00 (trinta e cinco reais). Art. 2º A Unidade Fiscal Municipal – UFM – instituída pelo art. 187, do Código Tributário Municipal, para servir de parâmetro ou elemento indicativo de cálculo de tributos ou penalidades, tem o seu valor fixado em R$ 171,04 (cento e setenta e um reais e quatro centavos), compreendendo o IGPM acumulado nos últimos 12 meses (dezembro/2013 a novembro/2014) de 3,6543%, conforme autorização legislativa. Art. 3º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. Art. 4º Revogam-se as disposições em contrário. Prefeitura Municipal deAraranguá/SC, em 08 de dezembro de 2014. SANDRO ROBERTO MACIEL Prefeito Municipal Registrado e Publicado o presente Decreto na Secretaria da Administração Municipal, em 08 de dezembro de 2014. FERNANDO VALMOR MARCELINO Secretário de Administração ESTADO DE SANTACATARINA MUNICÍPIO DEARARANGUÁ ESTADO DE SANTACATARINA MUNICÍPIO DEARARANGUÁ ESTADO DE SANTACATARINA MUNICÍPIO DEARARANGUÁ ESTADO DE SANTACATARINA MUNICÍPIO DEARARANGUÁ ESTADO DE SANTACATARINA MUNICÍPIO DEARARANGUÁ ESTADO DE SANTACATARINA MUNICÍPIO DEARARANGUÁ ESTADO DE SANTACATARINA MUNICÍPIO DEARARANGUÁ 8526/2014: DECRETA Art. 1º Fica revogado os efeitos do Decreto n° 5.489, de 02 de maio de 2012, que concedeu a pedido, licença sem vencimentos ao servidor ALEXANDER DE SOUZA NUNES, para tratar de assuntos particulares,naformapermitidanaLeinº2.311de14dejulhode2005. Art. 2º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. Art. 3º Revogam-se as disposições em contrário. Prefeitura Municipal de Araranguá, em 05 de janeiro de 2015. SANDRO ROBERTO MACIEL refeito Municipal Registrado e Publicado o presente Decreto na Secretaria da Administração Municipal, em 05 de janeiro de 2015. FERNANDO VALMOR MARCELINO Secretário da Administração
  17. 17. Publicações Legais 17Correio do Sul Terça-feira, 20 de janeiro de 2015 DECRETO Nº 6.781, DE 09 DE JANEIRO DE 2015. DISPÕE SOBRE REAJUSTE NAS TARIFAS COBRADAS PELOS AUTOMÓVEIS DE ALUGUEL - TÁXI. Prefeito Sandro Roberto Maciel, no uso das suas atribuições legais e de acordo com o art. 24, V, o art. 83, VII, e art. 103, I, letra “J”, da Lei Orgânica do Município: DECRETA Art. 1º - As tarifas e bandeiradas para os serviços de automóveis de aluguel (táxi) no perímetro urbano do Município, passam a vigorar com os seguintes valores: Bandeirada - R$ 4,00 Bandeira I - R$ 2,00 Bandeira II - R$ 2,32 Hora Parada - R$ 10,03 Art. 2º - A não observância às tarifas fixadas no presente Decreto acarretará ao permissário a perda da vaga correspondente. Art. 3º - Este Decreto entra em vigor na data da sua publicação. Art. 4º - Revogam-se as disposições em contrário. Prefeitura Municipal de Araranguá, em 09 de janeiro de 2015. SANDRO ROBERTO MACIEL Prefeito Municipal Registrado e Publicado o presente Decreto na Secretaria da Administração Municipal, em 09 de janeiro de 2015. FERNANDO VALMOR MARCELINO Secretário de Administração DECRETO Nº 6.788, DE 15 DE JANEIRO DE 2015. NOMEIA CHEFE DO SERVIÇO DE EXPEDIENTE O Prefeito Sandro Roberto Maciel, no exercício das atribuições emanadas da Lei Orgânica do Município, especificamente o art. 83, VII, e ao que determina a Lei Complementar nº 145, de 26 de dezembro de 2012: DECRETA Art. 1º Fica nomeado MAURÍCIO GOULART REIS para exercer em comissão o cargo de Chefe do Serviço de Expediente, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico Sustentável, símbolo CC5, no quadro de pessoal do Poder Executivo Municipal. Art. 2º - Fica concedido 100% (cem por cento) de Função Gratificada e 51% de Vantagem de Representação conforme os artigos 218 e 219 da Lei Complementar nº 145, de 26 de dezembro de 2012. Art. 3º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação, retroagindo seus efeitos a 05/01/2015. Art. 4º Revogam-se as disposições em contrário. Prefeitura Municipal de Araranguá, em 15 de janeiro de 2015. SANDRO ROBERTO MACIEL Prefeito Municipal Registrado e Publicado o presente Decreto na Secretaria da Administração Municipal, em 15 de janeiro de 2015. FERNANDO VALMOR MARCELINO Secretário de Administração DECRETO Nº 6.786, DE 15 DE JANEIRO DE 2015. EXONERA SECRETÁRIA DE SAÚDE. O Prefeito Sandro Roberto Maciel no exercício das atribuições emanadas da Lei Orgânica do Município, especificamente ao que determina o art. 83, inciso V e VII: DECRETA Art. 1º Fica exonerada MARIAAPARECIDA COSTA do cargo em comissão de Secretária de Saúde, símbolo CC1, do quadro de pessoal do Poder Executivo Municipal. Art. 2º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. Art. 3º Revogam-se as disposições em contrário. Prefeitura Municipal de Araranguá, em 15 de janeiro de 2015. SANDRO ROBERTO MACIEL Prefeito Municipal Registrado e Publicado o presente Decreto na Secretaria da Administração Municipal, em 15 de janeiro de 2015. FERNANDO VALMOR MARCELINO Secretário de Administração DECRETO Nº 6.787 DE 15 DE JANEIRO DE 2015. D E S I G N A S E R V I D O R A P A R A R E S P O N D E R INTERINAMENTE COMO SECRETÁRIA DE SAÚDE. O Prefeito Sandro Roberto Maciel, no exercício das atribuições emanadas da Lei Orgânica do Município, especificamente o art. 83, VII: DECRETA Art. 1º Fica designada a servidora ROSANE MARGARETE KOCHHANN, Secretária Executiva de Saúde matriculada sob o n° 255843, para responder interinamente pelo cargo de Secretária de Saúde. Art. 2º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. Art. 3º Revogam-se as disposições em contrário. Prefeitura Municipal de Araranguá, em 15 de janeiro de 2015. SANDRO ROBERTO MACIEL Prefeito Municipal Registrado e Publicado o presente Decreto na Secretaria da Administração Municipal, em 15 de janeiro de 2015. FERNANDO VALMOR MARCELINO Secretário de Administração DECRETO Nº 6.785, DE 15 DE JANEIRO DE 2015. CONCEDE ISENÇÃO/NÃO INCIDÊNCIA DE ITBI À PESSOA QUE MENCIONA. O Prefeito Sandro Roberto Maciel no exercício das atribuições emanadas da Lei Orgânica do Município, e ao que determina o art. 34, inciso V da Lei Complementar n° 006/1997: DECRETA Art. 1º Fica concedida isenção/não incidência do pagamento do Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis - ITBI, à pessoa abaixo relacionada, a qual requereu a aludida isenção/não incidência, na forma do artigo. 34, inciso V da Lei Complementar nº 006, de 03 de dezembro de 1997 (Código Tributário Municipal), com base no processo que menciona. NOME .......................................PROCESSO ADMINISTRATIVO Rosa Aparecida Borges e Outros ............................. 10809/2014 Art. 2º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. Art. 3º Revogam-se as disposições em contrário. Prefeitura Municipal de Araranguá, em 15 de janeiro de 2015. SANDRO ROBERTO MACIEL Prefeito Municipal Registrado e Publicado o presente Decreto na Secretaria da Administração Municipal, em 15 de janeiro de 2015. FERNANDO VALMOR MARCELINO Secretário de Administração DECRETO Nº 6.784, DE 13 DE JANEIRO DE 2015. DECLARA NÃO INCIDÊNCIA DE IMPOSTOS SOBRE ÁREA DE TERRA. O Prefeito Sandro Roberto Maciel, no exercício das atribuições emanadas da Lei Orgânica do Município, e ao que determina a alínea “e” do Inciso I do artigo 4º, da Lei Complementar nº 006, de 03/12/97 (Código Tributário Municipal), e Processo Administrativo nº 3337/2014: DECRETA Art. 1º Fica declarada a não incidência do Imposto Predial e Territorial Urbano - IPTU sobre o imóvel matriculado no Cartório de Registro de Imóveis sob o nº 20.745, com área de 79.037m², localizado no Bairro Polícia Rodoviária, de propriedade de Isaías Soares Martins, na forma determinada pelo art. 4º, § único, da Lei Complementar nº 006, de 03 de dezembro de 1997 (Código Tributário Municipal). Art. 2º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. Art. 3º Revogam-se as disposições em contrário. Prefeitura Municipal de Araranguá, em 13 de janeiro de 2015. SANDRO ROBERTO MACIEL Prefeito Municipal Registrado e Publicado o presente Decreto na Secretaria da Administração Municipal, em 13 de janeiro de 2015. FERNANDO VALMOR MARCELINO Secretário de Administração DECRETO Nº 6.783, DE 13 DE JANEIRO DE 2015. CONCEDE ISENÇÃO/NÃO INCIDÊNCIA DE ITBI À PESSOA QUE MENCIONA. O Prefeito Sandro Roberto Maciel no exercício das atribuições emanadas da Lei Orgânica do Município, e ao que determina o art. 34, inciso V da Lei Complementar n° 006/1997: DECRETA Art. 1º Fica concedida isenção/não incidência do pagamento do Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis - ITBI, à pessoa abaixo relacionada, a qual requereu a aludida isenção/não incidência, na forma do artigo. 34, inciso V da Lei Complementar nº 006, de 03 de dezembro de 1997 (Código Tributário Municipal), com base no processo que menciona. NOME.....................................PROCESSO ADMINISTRATIVO Tayni Vieira de Córdova .........................................8384/2014 Art. 2º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. Art. 3º Revogam-se as disposições em contrário. DECRETO Nº 6.782, DE 09 DE JANEIRO DE 2015. CONCEDE ISENÇÃO/NÃO INCIDÊNCIA DE ITBI À PESSOA QUE MENCIONA. O Prefeito Sandro Roberto Maciel no exercício das atribuições emanadas da Lei Orgânica do Município, e ao que determina o art. 34, inciso V da Lei Complementar n° 006/1997: DECRETA Art. 1º Fica concedida isenção/não incidência do pagamento do Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis - ITBI, à pessoa abaixo relacionada, a qual requereu a aludida isenção/não incidência, na forma do artigo. 34, inciso V da Lei Complementar nº 006, de 03 de dezembro de 1997 (Código Tributário Municipal), com base no processo que menciona. NOME...................................PROCESSO ADMINISTRATIVO Elzo Luz de Souza e Outro ..................................9475/2014 Art. 2º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. Art. 3º Revogam-se as disposições em contrário. Prefeitura Municipal de Araranguá, em 09 de janeiro de 2015. SANDRO ROBERTO MACIEL Prefeito Municipal Registrado e Publicado o presente Decreto na Secretaria da Administração Municipal, em 09 de janeiro de 2015. FERNANDO VALMOR MARCELINO Secretário de Administração > ESTADO DE SANTACATARINA MUNICÍPIO DEARARANGUÁ ESTADO DE SANTACATARINA MUNICÍPIO DEARARANGUÁ ESTADO DE SANTACATARINA MUNICÍPIO DEARARANGUÁ ESTADO DE SANTACATARINA MUNICÍPIO DEARARANGUÁ ESTADO DE SANTACATARINA MUNICÍPIO DEARARANGUÁ ESTADO DE SANTACATARINA MUNICÍPIO DEARARANGUÁ ESTADO DE SANTACATARINA MUNICÍPIO DEARARANGUÁ Prefeitura Municipal de Araranguá, em 13 de janeiro de 2015. SANDRO ROBERTO MACIEL Prefeito Municipal Registrado e Publicado o presente Decreto na Secretaria da Administração Municipal, em 13 de janeiro de 2015. FERNANDO VALMOR MARCELINO Secretário de Administração ESTADO DE SANTACATARINA MUNICÍPIO DEARARANGUÁ
  18. 18. Publicidade18 Correio do Sul Terça-feira, 20 de janeiro de 2015
  19. 19. Polícia 19Correio do Sul Terça-feira, 20 de janeiro de 2015 > ARARANGUÁ Na manhã de sábado, a Polícia Militar de Ara- ranguá, com apoio da co- munidade, efetuou a prisão de um homem acusado de furtar uma bicicleta. O fato aconteceu por volta das 9h noCentrodacidade. A vítima relatou aos policiais militares que dei- xou a bicicleta em frente a uma padaria e quando saiupercebeuquehaviasido furtada. Segundoumatestemu- nha, um homem saiu com a bike. O proprietário da padaria saiu com o carro a procuradoladrão,enquanto outraspessoasacionarama PM que imediatamente foi aolocal. O ‘mão boba’ foi detido por populares na avenida Getúlio Vargas, até a che- gada da Polícia Militar, que prendeuorapazde19 anos. A ‘magrela’ foi recuperada eentregueaoproprietário. Dois dias antes a PM Povo ajuda e PM pega dois ladrões deAraranguájáteveoapoio dacomunidadeparaprender um ladrão no Centro da cidade. A ocorrência foi regis- trada no início da tarde de quinta-feira,quandoavítima estacionou seu veículo e ao caminhar em direção ao fórum, procurando funcio- nárias do estacionamento rotativo,foisurpreendidapor umhomemqueaempurrou com violência e arrancou o celular e a carteira das suas mãos. OsargentoH.Silva,que trabalhanofórum,percebeu ofurtoecomoapoiodeuma pessoa, que lhe deu carona, iniciou o acompanhamento do bandido, que fugia de bi- cicleta.Outrocidadão,demo- tocicleta, também realizou o acompanhamentodoladrão, que foi abordado em frente à Caixa Econômica Federal e recebeu voz de prisão do sargentodaPolíciaMilitar. Ohomemfoipresopelos militareseosobjetosfurtados foram recuperados e entre- gueaodono. Segurança > ARARANGUÁ A Polícia Civil está empenhada na constru- ção de um complexo de segurança pública em Araranguá, no bairro Mato Alto. Ali seriam construídas a nova sede da Central de Polícia (que atualmente funcio- na em um imóvel alu- gado na Cidade Alta), e as demais delegacias do município, as quais já atuam em prédios pró- prios, mas que se muda- riam a fim de concentrar todas em um só lugar. Para que o complexo se torne realidade, a prefeitura de Araranguá precisa fazer a doação dos terrenos ao estado. A área do antigo aero- porto pertence à União e está sendo pleiteada pela prefeitura, que pretende erguer ali um Centro da Cidadania, com diversos órgãos públicos. Enquanto a buro- Polícia quer centralizar delegacias cracia tramita, a Cen- tral de Polícia continua no imóvel alugado, em péssimas condições de segurança e infraestru- tura para os policiais e delegados trabalharem, bem como para a comu- nidade e para as pessoas detidas, conforme foi relatado pela Vigilância Sanitária Estadual e pelo Corpo de Bombeiros no ano passado. A antiga cela improvisada sob a escada da CP foi interdi- tada e descaracterizada em 2014, e uma nova cela provisória foi construída nos fundos do terreno. Porém, a cela não estava de acordo com as espe- cificações legais neces- sárias (como calefação, aberturas para luz solar, entre outras) e será der- rubada dando lugar a outras duas que serão construídas. Segundo o delegado regional Ari José Soto Riva, a licita- ção para a obra deve ser lançada em breve. ³ Cela da Central de Polícia não era adequada
  20. 20. TERÇA-FEIRA, 20 DE JANEIRO DE 2015
  21. 21. Sucesso Terça-feira, 20 de janeiro de 2015 ³ 33-50-59-60-78CONCURSO 3.687 QUINA12/01 ³ 02-04-05-06-07 ³ 08-11-12-13-15 ³ 16-18-21-22-24 CONCURSO 1.157 LOTO FÁCIL 12/01 Open 1 º lugar: Luy Arman 2º Lugar: Rafael França 3º Lugar: Lucas Batista 4º Lugar: Ricardo Fernandes Soul Surf 1 º lugar: Vitor da Rosa 2º Lugar: Willian de Souza 3º Lugar: Sérgio Pereira 4º Lugar: Simon Pereira Local 1 º lugar: Rafael França 2º Lugar: Guilherme Pereira 3º Lugar: Lucas Batista 4º Lugar: Ricardo Fernandes Master 1 º lugar: Azul Fonseca 2º Lugar: Anderson Martignago 3º Lugar: Marcel de Rose 4º Lugar: Neto Barreto Junior 1 º lugar: Vitor Leffa 2º Lugar: Guilherme Pereira 3º Lugar: Luy Arman 4º Lugar: André Esmeraldino Senior 1 º lugar: Thiago Alexandrino 2º Lugar: Flavio Jardim 3º Lugar: Moa Soares 4º Lugar: Lucas Batista Iniciantes 1 º lugar: Tayron da Silva 2º Lugar: Gabriel Farias 3º Lugar: Orique Machado 4º Lugar: Eduardo Vieira Mirim 1 º lugar: Tayron da Silva 2º Lugar: Andre Esmeraldino 3º Lugar: Willina Teixeira 4º Lugar: Gabriel Farias > ARROIO DO SILVA Com mais de 100 atletas inscritos e 1.100 ondas surfadas, o 4º Nascente Astra- lina Marbon de Surf Amador, em Balneário Arroio do Silva, movimentou a cidade e atraiu olhares de surfistas do sul do estado e norte gaúcho, neste final de semana. A área central do Arroio foi palco para grandes disputas no sábado e domingo. “A competi- AsbascomemoracampeonatodeSurf ção alcançou nossas expecta- tivas tanto em participantes como em público e o evento foi um sucesso graças ao trabalho em equipe da Associação de Surf do Balneário Arroio do Silva (Asbas) “, afirma o vice presidente da associação, Fer- nando Vitor. A premiação foi uma das melhores dos últimos anos: fo- ram seis pranchas, dois blocos, celular, óculos, tênis, além de kits até o quarto colocado. “Este foi o primeiro campeonato do ano e com certeza vamos repe- tir este sucesso que aconteceu devido a ajuda dos patrocina- dores e empenho da diretoria da Asbas”, ressalta o tesoureiro da Asbas, Ricardo Fernandes. O campeonato contou com o julgamento de juízes creden- ciados na Fecasurf (Federação Catarinense de Surf) e sistema de computação de notas da SurfPro. O campeonato é uma rea- lização da Asbas e prefeitura de Balneário Arroio do Silva e tem o patrocínio de Nascente Astralina, Marbon Skate Surf Shop, Vida Marinha, Orla Marinha, Lojas Fátima, Lojas Adelino, El Colégio, Gastrô 03 Ristorante Pub, Nutricional Distribuidora, Supermercado das Frutas, Ronald Teixeira Corretor de Imóveis, Rafa Shot, Banana Wax, Cia Wax, Beco das Dunas, Su Biquínis, Guru das Ondas, Criative Comuni- cação Visual, Insane Water, Maré Mar, PhoneShop Celular e Rádio Transamérica.
  22. 22. AbraçosaoamigoDaniel Temos que sempre tirar o chapéu a esses que fazem o nosso es- porteamador,queestãosempreafrente,apóiameinvestememnosso esporte amador. Gente que sempre que pode colabora, e por isso o esporte amador da nossa região é tão forte quanto estamos vendo nos campeonatos. Porque temos pessoas igual ao amigo Daniel, que sabe que o esporte é investimento, o esporte é saúde, tira as crianças das drogas, faz novos amigos e além disso divulga a empresa, o que tambémémuitoimportante. Queroaquidarosparabénsaessagrandepessoal,deumahumil- dadeincrível,umapessoasimplesequegostadeesporte.Umapaixonado pelo futebol e pelo seu Guarani. Abraços ao amigo Daniel Darolt, dos Maracujá Darolt, e ao seu filho, que pelo que dizem vai dar o que falar nofutebol,atodasuafamíliaeabraçosatodosdoMaracujáDarolt. SucessoeDeusosabençõe. ChocotreinadordoPraia Quero aqui também mandar abraços a essa fera do nosso futsal, o eterno camisa 10 da seleção brasileira de futsal, o habilidoso Choco. Elequedeumuitasalegriasaosbrasileirosequejogoutambémvários campeonatos de futsal na quadra central do Arroio do Silva. Eu tive o prazer de enfrentá-lo no campeonato do Arroio a alguns anos e ver de perto o que esse grande jogador fazia com a redonda na quadra doArroio. Hoje ele com sua ilustre presença é treinador do time do Praia doamigoBobaginha,nocampeonatodefutsaldoArroiodoSilva. SucessoaoChocoeatodosdoPraia.NafotooamigoChococom oamigoPaulão,outragrandepessoa. Aindafalandodofutsal Quero aqui dizer que é uma honra ver o time da Marmoraria Radar jogar o campeonato de futsal do Arroio. Muitos criticaram a atitudedoamigoEvaldodefazerumtimeparaasdisputassódevete- ranos. Muitos na arquibancada fazem brincadeiras dizendo‘lá vem o timedeveterano,otimedentedeleite’.Aíeupergunto:colocatodaessa gurizadaqueestádisputandoocampeonato,maisosdaarquibancada, evamosversetodostêmmaistítulosdoqueessarapazeadaqueestá jogando pela Marmoraria Radar. Claro que eles não têm mais aquele preparofísico,mascomoébomverereveressesjogadorestodosjuntos. Vamos respeitar os caras do time da Radar, eles têm títulos e não sãopoucos. Mineirinho Outro que merece nosso respeito é o amigo Mineirinho, que há anos apóia os campeonatos de verão no Arroio, principalmente a taça do Sobre as Ondas. Não mede esforços para apoiar as competições e fazercomqueonossoesporteamadornãopareesigaemfrentesempre combonscampeonatos. AbraçosaoMineirinhoeatodosdaDrogariaMarista. 2 Correio do Sul Terça-feira, 13 de janeiro de 2015 > ARARANGUÁ Mesmodebaixodechu- va, a rodada seguiu em Ilhas com cinco jogos pelo Praião. Confrontos acirra- dos de equipes em busca de três pontos na tabela de classificação. Os jogos fo- ram bastante equilibrados que até no placar deu para se notar. Na primeira partida da tarde, o Galáticos che- gou a sua segunda vitória, ganhando de 3 a 1 do São Domingosquevenceuuma e perdeu essa. Em seguida o Morro Agudo, que havia perdido na estreia, ganhou do Wosocris por 3 x 2 que também tinha perdido na estreia e contabiliza a sua segunda derrota. Depois o Barro Verme- lho, que havia empatado na estreia, bateu a Polícia > ARROIODOSILVA Otradicionalcampe- onato de futsal de verão do Arroio do Silva vai se afunilandoacadarodada que passa. Nesta noite mais uma será realizada pela competição que tem aorganizaçãoerealização da prefeitura, através do DepartamentoMunicipal deEsporteseacoordena- ção da JB Esportes. As 20h30min jogam Aragana/Casa Viva x Guerreiros/Urussanga e emseguidaseenfrentam Pela Gatos xArabrindes. Os dois confrontos são pelo grupo C da compe- tição. Já na quinta-feira acontecem mais dois jogos: Rede Furnas/ Praia x Atlético Canis às 20h30min e em segui- da Maracajá x Arroio/ Madessasso/Drogaria Cinco jogos fecham rodada em Ilhas Próxima rodada Rodada Esporte Cleder Maciel (48) 9900 3535 esportes@grupocorreiodosul.com.br https://www.facebook.com/cleder.maciel Futsal continua nesta noite no Arroio Praião Rodoviária por 1 x 0. Já o União que estreado com derrota, se redimiu e ga- nhou de 3 x 1 da Ilhas que havia goleado na sua primeirapartida.Fechando a rodada, o Nativos que haviaestreadocomvitória, ganhou dessa vez dos Ver- mes/Mequetrefes por 3 x 1. Apróxima rodada está marcada para o sábado. No primeiro confronto jo- gam Polícia Rodoviária x Distrito, seguidos por Ilhas x Nativos. Depois se enfrentamUniãoxVermes/ Mequetrefes e em seguida São Domingos x Wosocris. Fechando a rodada se en- frentam Galáticos x Morro Agudo. A competição é uma realizaçãoeorganizaçãodo Departamento Municipal de Esportes deAraranguá, com a coordenação da JB Esportes. Marista. Lembrando que a com- petiçãoestásendorealizada noginásiodeesportesdoco- légio, pois a quadra central ainda não está pronta. Na última quinta-feira foram realizadas duas par- tidas. Na primeira a LC Veículos/Despachante JJ bateuoHumbertoFraga Contabilidadespor4x3, e em seguida o Meleiro/ Tecnoelétro ganhou de 5 x 1 da Marmoraria Radar.

×