Jornal digital 4709 seg-13072015

595 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
595
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
31
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal digital 4709 seg-13072015

  1. 1. www.grupocorreiodosul.com.br ANO XXV EDIÇÃO Nº 4.709 SEGUNDA-FEIRA, 13 DE JULHO DE 2015 R$ 2,00 Grupo 25º 18º Sol, com chuva de manhã e dimi- nuição de nuvens à tarde. Noite com pouca nebulosidade. Previsão para hoje Extremo Sul Catarinense Geral Geral Comunidadecomemora inauguração deponte Jovem morreao cairde motoemrio São João do Sul Tragédia 3Página 15Página Projeto Orla põe em evidência belezas naturais de Araranguá Sustentabilidade 10 e 11Páginas
  2. 2. Política Jarbas Vieira Correio do Sul Segunda-feira, 13 de julho de 2015 jarbas@grupocorreiodosul.com.br (48) 9966.5326 CHARGEPor:CAZO “Toda e qualquer mudança que sugerir o enfraquecimento de um poder republicano deve ser revista e aprimorada”. Ele disse: ‘ ‘Trecho da nota do presidente da Assembleia Legislativa, Gelson Merísio (PSD), em que confirma a retirada do projeto sobre o congelamento do duodécimo. Políticospoderãofazertrocaseguradepartidos! F alou-se muito na redu- ção do tempo da propa- ganda eleitoral gratuita e deu-se pouca vazão a notícia de que foi criada uma janela para troca de partidos, sem que os políticos em questão percam seus mandatos, como prevê a lei de fidelidade partidária. De acordo com o entendimento aprovado no Congresso os interessados terão até 30 dias após a promulgação da reforma política para fazerem a troca seguramente, desde que, claro, o prazo não ultrapasse o pe- ríodo de um ano antes da próxima Preparando-se para os de- safios de 2016, a Juventude ProgressistadeBalneárioGaivota elegeu,noúltimosábado,dia11, anovaExecutivaemencontrore- alizado no CTG Sul Catarinense. Marcus Vinicius Cunha foi quem assumiu a JPP de Balneário Gai- vota juntamente com Jedson Lu- cio, Jéssica Generoso, Fabiano da (48) 3522-3777 O PP e sua presidência! A semana começa com ex- pectativa para a convenção do Partido Progressista de Sombrio programada para o próximo sábado. Dentro do partido, há uma corrente trabalhando para que o ex-prefeito, Professor Jusa, assuma a presidência da sigla. O entendimento só não aconteceu, porque Jusa mantém o desejo de concorrernovamenteàprefeitura, ideia que é bem vista por outra parcela do partido. Diante de tan- tos pré-candidatos, não é indicado que o presidente venha a trabalhar em seu favor. Logo, aquele que aceitar o desafio de comandar o PP, sabe que terá a missão de “carregar o piano”, buscando a união e fazendo com que o partido vá para a eleição da forma mais coesa possível. JPP de Gaivota forma nova diretoria Fanfarronice PresidentedaAssembleiaLe- gislativa, Gelson Merísio (PSD), anunciou a retirada de seu pro- jeto que previa o congelamento do duodécimo, repasse que o Governo do Estado faz para os demais Poderes. Será que ele imaginavaqueoMinistérioPúbli- co e o Judiciário aceitariam este congelamento de bom grado? Silva, Vagner Batista, Felipe Santos e Ronaldo. A reunião contou com a presença dos atuais vereadores do partido que demonstraram to- tal apoio a nova diretoria. “Temos certeza que vocês são responsáveis pelofuturodaboapolíticaemnosso município, começar cedo faz com tenhamos melhores resultados no desenvolvimento junto a comu- eleição, para àqueles que preten- dem disputar o pleito de 2016. Aqui na região há vários agentes políticos que devem fazer uso da janela como o vice-prefeito de São JoãodoSul,MoacirTeixeira(sain- do PTB para o PSD); o presidente da Câmara de Vereadores de San- ta Rosa do Sul, Agenor Francisco de Carvalho (saindo do PP sem destino definido); o ex-presidente da Câmara de Vereadores de Som- brio, Daniel Bittencourt Cardoso (saindo do PPS para o PSB) e até mesmo o presidente da Câmara de Vereadores de Araranguá, Rony da Silva que avalia a possi- bilidade de deixar o PMDB após a debandadade umgrande número de lideranças do partido, só para citar alguns. nidade”, comentou o vereador Dinei. Marcus agradeceu ao ex- -presidentedoJPP,Carlinhos,pela semente plantada no princípio e pelo apoio para formar a nova diretoria. “Vamos fazer nosso papel social e político junto a co- munidade gaivotense, realçando os verdadeiros valores da boa política”, finalizou.
  3. 3. e já atraiu mais de cem agricultores. A inauguração da ponte de Passo Magnus foi prestigiada por deze- nas de pessoas da comu- nidade e por autoridades como o presidente da Câ- mara de Vereadores de São João do Sul Natanael Cândido Vieira, secretá- rio regional Ademir da Silva, deputado estadual Manoel Mota, vice-pre- feito Moacir Teixeira e uma comitiva de Torres liderada pela prefeita Nilvia Pinto Pereira. Os discursos mais emocio- nados, porém, foram os do prefeito João Rubens e do secretário de Obras Edevaldo Salla Scheffer, o Castelinho. Por muitos anos ele morou às mar- gens do rio, em Passo Magnus, a poucos metros vezes fiquei empenhado na antiga ponte. Ela era baixa, de madeira, uma ponte molhada”, diz Val- mir. Na enchente de 2007 esta ponte desapareceu e só foi reconstruída agora. Com ela, o trajeto de nove quilômetros fei- to por Valmir diminuiu para cinco.Avida de Gia- ne Citadim, moradora de Passo Magnus, também ficou mais fácil. Ela tra- balha em Mampituba/ RS e precisa cruzar o rio todo dia. Além das pessoas, existe toda a produção agrícola do local. O arroz é o principal cultivo da região de Passo Magnus. De acordo com o secretá- rio de Agricultura Jail- son Bortolim da Rosa, são quase 1.200 hectares plantados em terras dos dois lados do rio. A pro- dução de maracujá tam- bém está aumentando Geral 3Correio do Sul Segunda-feira, 13 de julho de 2015 Marivânia Farias Ponte de Passo Magnus é inaugurada Fim da Espera > SÃO JOÃO DO SUL Embaixo de árvo- res, a beira de um rio. A simplicidade do ambiente não reflete a importância do ato que aconteceu na manhã de sexta-feira para as cerca de 80 famílias que moram na localidade de Passo Magnus, em São João do Sul. Mas o ambiente era o mais apropriado para a inau- guração de uma ponte, ainda mais para uma ponte que era aguarda- da há quase oito anos também por moradores de outras comunidades. Valmir Carlos da Rosa mora em Timbopeba, onde planta tomates e comercializa principal- mente em Torres, que está do outro lado do rio Mampituba. “Muitas Comunidade aguardou obra por oito anos e comemorou entrega na sexta. Prefeito e secretário fizeram diversos emocionados Outras pontes ³Prefeito João Rubens estava empolgado ao entregar nova ponte aos moradores ³Vereador Luiz do Bailão prestigiou o Café assistentes sociais, psicó- logos, psicopedagogos e diversos voluntários. A entidade já foi be- neficiada pelo Criança Esperança da Rede Globo, além de ter conquistado o prêmio da Fundação Biblioteca Nacional com a realização do Projeto Biblioteca Comunitária Semeadores do Futuro. Na Casa da Fraternidade também são executados osprojetosRenascerMães Solidárias e o projeto Ci- nema na Comunidade entre outros. Quem quiser conhecer um pouco mais dostrabalhospodeacessar os seguintes endereços eletrônicos: site www.pro- jetojuventudeoufacebook/ pontojuventude. > ARARANGUÁ Sobrou alegria e so- lidariedade na sétima edição do Café Cultural promovido no sábado à tarde, na sede da Insti- tuição Espírita Casa da Fraternidade, no bairro Lagoão, emAraranguá. Exposição de livros, apresentação de corais da própria entidade e do Coral Espírita Valdenir Zanette, de Criciúma, mostra de obras de arte, utilidades e brinquedos, estes três últimos confec- cionados pelas crianças da Casa da Fraternidade, foram as atrações parale- las ao café. A programa- ção mobilizou no mesmo ambientejovenseadultos. Na abertura do 7º Café Cultural Beneficen- te, os presentes fizeram uma oração voltada ao marido da diretora da Casa da Fraternidade, Catia Hahn, Alex Gomes. Háaproximadamentedois meses, ele encontra-se internado em São Paulo, onde tenta recuperar-se dasconsequênciasdeuma delicada cirurgia para extração de um tumor. O valor arrecadado com o café será investido na ma- nutenção da Casa, que rece- be ajuda também de outras formas,comoadoaçãodeR$ 10,00 mensais. O interessa- do envia os seus dados para casa.fraternidade@gmail. comeseráemitidoumboleto quepodeserpagonaslotéri- cas ou qualquer agência da Caixa Econômica Federal. Comoapoiodaprefeitu- ra e do Movimento Espírita da região, à Casa da Frater- nidade sedia o projeto Ponto deCulturaJuventudeLuzes doAmanhã, que abrange 13 oficinas atendendo aproxi- madamente 200 crianças e adolescentes. A orientação dessas atividades é feita por 21 profissionais, entre eles Café beneficia Casa da Fraternidade da ponte que é conhecida como Ponte do Casteli- nho. O prefeito lembrou que quando a comunida- de fazer a reivindicação pela obra, ele promeeu que a faria, mesmo que não conseguisse recursos do governo estadual. Mas conseguiu, e a ponte de concreto e 32 metros de extensão que em projetos anteriores tinha sido or- çada em mais de R$ 200 mil, saiu do papel por R$ 144 mil. Em seu discurso, João Rubens anunciou a construção de outras pontes. A primeira delas deve ser a da localidade de Beira Rio. Segundo o secretário de Agricul- tura, a intenção é con- cluir a obra até outubro, quando começa o plantio do arroz. Lá, os produ- tores que hoje precisam percorrer cerca de 15 quilômetros para chegar ao outro lado do rio, terão apenas que atravessar a ponte. “Por isso estas conquistas são tão impor- tantes para o município”, diz Jailson.
  4. 4. Lumertz, nos fundos da Igreja Matriz Santo An- tônio. No sábado, o grupo madruga, para as 7 horas cada um já estar na sua banca a espera dos fregue- ses. Neste último sábado a correria foi ainda maior, pois foi preciso preparar também uma cafezada que foi servida de graça aos clientes. Foi a forma, bastante saborosa, de co- memorar o aniversário de dois anos do projeto que nasceu com o prefeito Zê- nioCardosoeoviceValmir Daminelli. Geral4 Correio do Sul Segunda-feira, 13 de julho de 2015 o projeto aprovado pelo Programa SC Rural em Maracajá é o segundo da região, e a expectativa é que outros seis grandes projetos que ultrapas- sam R$ 3 milhões sejam aprovados até o final do ano. “A partir do inte- resse das organizações dos agricultores, diversos profissionais da Epagri são deslocados para o mu- nicípio para dar o suporte necessário na elaboração do projeto. No caso de Maracajá, tivemos dez profissionais colaborando, pois o projeto demandava conhecimento em unida- des agroindustriais de aipim, ovos, mel, de pani- ficação, conhecimento em produção de hortaliças em cultivo protegido e irriga- ção”, detalha. O ProgramaSCRural, que é coordenado pela Se- cretariadeEstadodaAgri- cultura e da Pesca, possui ações multisssetoriais no apoio às organizações de agricultores familiares. A Epagri, de acordo com se- > MARACAJÁ Na manhã de sexta- -feira, os agricultores associados da Coopera- tiva Nova Esperança de Maracajá, receberam a notícia da aprovação do projeto encaminhado pela Epagri ao Progra- ma SC Rural do Gover- no de Santa Catarina. O projeto prevê melhorias na infraes- trutura da cooperativa para comercialização com câmara de conge- lamento e em diversas unidades agroindus- triais dos associados como panificação, mel, ovos, aipim e banana. Além da implantação de sistemas de irrigação e construção de abrigos para a produção de hor- taliças. O engenheiro agrô- nomo da Epagri de Ma- racajá, Ricardo Martins, informou que o projeto solicitava R$ 278 mil e desse montante, R$136 mil serão subsidiados pelo Programa SC Ru- ral na forma de recursos não reembolsáveis. De acordo com Ricardo, o projeto está contem- plando diretamente 11 famílias de agricultores associados à coopera- tiva. Porém, todos os associados também são beneficiados a partir do investimento na própria cooperativa. Segundo o geren- te regional da Epagri, Reginaldo Ghellere, Projeto é aprovado no SC Rural cretário executivo regio- nal Alberto Luiz Ávila, como principal execu- tora do programa, tem conseguido transformar a vida de muitas pessoas a partir da assistência técnica especializada e com o apoio na elabora- ção e acompanhamento de projetos estruturan- tes. O presidente da co- operativa Nova Espe- rança Eduardo Kuster Pereira finalizou o en- contro dizendo que “a data de hoje é muito especial para a coope- rativa e seus associados, visto que o montante de recursos que serão investidos poderá es- truturar ainda mais os empreendimentos dos agricultores fami- liares e fortalecerá a cooperativa que hoje atende diversas escolas municipais e estaduais com alimentos para a merenda escolar e tam- bém, comercializa no mercado regional”. ³Membros da cooperativa comemoram projeto A avaliação dos agri- cultoressobreosprimeiros 24 meses de atividade é bastantepositiva,nãosódo ponto de vista econômico. “Nos tornamos uma famí- liaaqui.Umajudaooutro, atende a banca do outro- …É bem puxado, mas por nósafeiracontinua.Inclu- sive muitos fregueses se tornaram amigos”, dizem Jucélia e dona Ana. Dona Elenice, a Nice, explica que a comerciali- zação na cidade não é a principal atividade das fa- mílias rurais, porém é um bom complemento para a renda. “Além disso é uma diversão. Ainda mais pra quem é mais velho como eu, que sai pouco de casa”, completa. Na feira são vendidos verduras,frutas,legumes, pães, biscoitos e doces ca- seiros, tapetes artesanais, plantas, queijos, ovos e outros produtos que saem diretamentedaproprieda- deruralparaoconsumidor. > SOMBRIO Toda sexta-feira e sábado, Jucé- lia Santos Antonin, Ana Daboit, José Ivonei de Lara,Elenice Miguel Fer- reira e outros quatro ou cinco agricultores têm a mesma rotina. Na sexta eles colhem, embalam, limpam e cosem as mer- cadorias que serão co- mercializadas na Feira da Agricultura Familiar, instalada na rua Caetano Participantes estão satisfeitos e esperam que atividade possa continuar oferecendo produto direto da lavoura ao consumidor Feira da Agricultura faz dois anos Vida Longa Marivânia Farias ³Clientes ganharam uma cafezada de graça para comemorar dois anos de feira
  5. 5. Política Rolando Christian Coelho Geral 5Correio do Sul Segunda-feira, 13 de julho de 2015 PMDB e PP ainda os maiores T udo se encaminha para que o PMDBsejaopartidoalançarmais candidatos a prefeito novamente em nossa região. O partido não deve abrir mão de disputar a cabeça de chapa em nenhum de nossos 15 municípios. Há, por óbvio, algumas dúvidas, fruto de articulações pontuais. É o caso de Meleiro, por exemplo, ondeasiglapodecederacabeçadechapapara fazerfrenteaumagrandecoligaçãocontraoPP, queatualmentecomandoomunicípio.Todavia, as especulações que recaiam sobre o PMDB de Araranguá, dando conta de que a sigla cederia e seria vice do PT, por exemplo, já são pratica- mente descartadas. Já o PP deve retomar vários espaços que foram perdidos nos últimos anos, lançando candidatos em praticamente toda a região. É provável que haja candidaturas na cabeça de chapa em pelo menos dez municípios. Só mesmoondeprevalecemcoligaçõesvitoriosas é que permanece a dúvida, como são os casos de Santa Rosa do Sul, Morro Grande, Passo deTorres,JacintoMachadoeBalneárioArroio do Silva. Mas, mesmo aí, o PP busca ampliar seu espaço. O PSD, que detêm as quatro prefeituras, pornaturalidade,buscarámanterestesespaços e ainda ampliá-lo. O partido tem bons nomes em Praia Grande e Meleiro. No primeiro é oposição, no segundo é vice. O PT tem as prefeituras de Araranguá e Jacinto Machado. Na primeira tentará a ree- leição. Na segunda já sabe que terá que abrir para a coligação. O partido ainda tem bons nomes em São João do Sul e Maracajá, mas dependerádeumaarticulaçãonababescapara emplacar tanto em um, quanto noutro. Nos demaismunicípiosnãotêmchancesdevitória. O DEM tentará a reeleição do prefeito de PassodeTorres.Opartidoestáresumidoàquela situação. Não tem nomesnem estrutura em nenhum outro município da região. Todososdemaispartidostêmbonsnomes em diversos municípios, mas pouca estrutura para bancar uma candidatura majoritária. Há algumas exceções, como o PSDB em Jacinto Machado, ou o PSB em Meleiro. ADVOCACIA EMPRESARIAL FONE: (48) 3533-0145 A missão dos jovens Religião > SANTA ROSA DO SUL Os católicos mais velhos devem lembrar das tradicionais missões realizadas nos municípiospelosfreiscapu- chinhos. As missões ainda existem, mas de tradicio- nais não têm mais nada. A Diocese de Criciú- ma realiza este ano uma experiência pioneira que começa por Santa Rosa do Sul. Em outubro a cidade terá missões, protagoni- zadas por jovens. Neste final de semana, cerca de 30 deles começaram a se preparar para o desafio. “Eles estão recebendo instrução pra saber como agir, visitar as famílias”, informa uma das coorde- nadoras da Pastoral da Juventude de Criciúma Aline de Souza Duarte. Também coordenador, RichardQuadrosMagnus, de Sombrio, explica que nestes encontros o grupo faz um diagnóstico pasto- ral e social do município que receberá as missões, levantandoquestõescomo as comunidades que não possuemgruposdejovens. No sábado os parti- cipantes passaram o dia estudando no salão pa- roquial da igreja matriz e à noite foram para as localidades, se hospedan- do nas casas de algumas famílias. No domingo continuaram no interior, discutindo os preparati- vos das missões com os moradores. Moradora de Santa Rosa do Sul, Dieniffer Santos da Silva, de 26 anos, sempre participou ativamente das ativida- des da comunidade, es- pecialmente daquelas promovidas pela igreja. Ela é integrante do grupo de oração da paróquia, que não têm tantos jo- vensquantogostaria.Não que falte boa vontade do padre Sidnei Vitali. “Ele nos apóia, vai atrás e não decide as coisas sozinho”, elogia Dieniffer. Da Pastoral da Ju- ventude, Richard avalia o desafio de atrair os jovens como grande, mas não im- possível. “Falam mal dos jovens e realmente têm muitos na bebedeira, nas drogas, que matam. Nem todos, porém, são assim. Muitos são atuantes na sociedade, querem traba- lhar e viver bem”, diz. ³Curso prepara os jovens para fazer novas missões Dilma confirmada Até que se decida em contrário, está confirmadaavindadapresidentaDilmaRous- seff (PT) à Laguna e a Tubarão na próxima quarta-feira.Emprincípioapresidentachega aoaeroportodeJaguarunaàs10heseguede helicópteroatéTubarão.Decarroelavaiatéo túnel do Morro do Formigão, o atravessando a pé, em vistoria. Ato seguinte segue de heli- cóptero até Laguna, onde vistoria os últimos detalhes da obra da ponte Anita Garibaldi. A expectativaédequeasduasvisitasterminem atéas12h.Aintençãoéfazercomqueasduas obrassejaminauguradasoficialmente.Otúnel ainda não está totalmente acabado. A ponte carece apenas dos últimos detalhes em sua iluminação. Se nada de anormal acontecer, as duas obras deverão estar prontas para o uso até o final deste mês. Cacai no páreo (I) Empresário Carlos Wagner Amorim, o Cacai Amorim, não descarta a possibilidade de ser candidato a prefeito de Sombrio no ano que vem. Em 2012 ele chegou a ser pré-candidato, mas acabou abrindo mão de disputar a convenção do PMDB contra Zênio Cardoso (PMDB), que acabou sendo homologado por consenso, e se elegendo prefeito naquele ano. Em março de 2013 Cacai deixou o PMDB e permanece sem partido desde então. Ele confirma que já recebeu convite de três siglas para disputar o executivo municipal em 2016, mas, por ora, diz ter declinado de todos os convites. “Tenho o sonho de ser prefeito de Sombrio, isto não nego. Se isto vai se concretizar na eleição do ano que vem, aí já é uma questão maior”, comenta. Pode ser Ex-presidente da Câmara Municipal de Sombrio, Hélio Rocho Matos (PP), admitiu pela primeira vez que pode ser candidato a prefeito do município ano que vem. Es- peculado desde sempre, Hélio enfatizava constantemente que sua hora não havia chegado ainda. Neste final de semana, no entanto, ele entrou em contato com alguns correligionários progressistas para sondar a receptividade de seu nome com vistas a umadisputaexecutiva.Querprimeirosaber se o campo é fértil, para depois se colocar oficialmente a disposição para o pleito de 2016.TiododeputadoestadualJoséMilton Scheffer (PP), Hélio é um nome consensual dentro do PP para a disputa executiva, a exemplo do ex-prefeito Jusa Tiscoski, que temditoquenãodisputará.Todososdemais nomes têm problemas no que diz respeito à unidade partidária para enfrentar as urnas. Cacai no páreo (II) Apesar de Cacai Amorim enfatizar de que, por ora, a intenção de ser candidato é apenas uma intenção, o deputado federal Jorginho Mello, que é o presidente estadual doPR,olançoucomopostulanteaoexecutivo duranteencontrodopartido,realizadoemSão Ludgero,naregiãodeTubarão,nosábado.Na ocasião Jorginho enfatizou que seu partido já tem cinco pré-candidatos a prefeito no Sul do Estado no ano que vem, “e um deles é o empresário Cacai Amorim, de Sombrio”. De acordo com Jorginho Mello, Cacai preenche todososrequisitosparacomandaromunicípio: “Éumjovemempresário,empreendedorecom espíritocomunitário.ÉtudooqueoPRprecisa para ser representado durante uma disputa municipal”, comentou o deputado. Recente- mente, Jorginho e Cacai fizeram uma série de incursões administrativas por Brasília, onde a política partidária também foi abordada. > ESTADO A manutenção de roti- na das rodovias estaduais pavimentadas e não pavi- mentadas, integrantes do PlanoRodoviárioEstadual, será realizada pelas Secre- tariasdeDesenvolvimento Regional (SDRs) com a transferência de recursos e de equipamentos pelo Departamento Estadual deInfraestrutura(Deinfra). Decreto que regulamenta a responsabilidade de cada um dos órgãos na conser- vação das vias estaduais foi assinado pelo governa- dor Raimundo Colombo e publicado no Diário Oficial do Estado de quinta-feira. Nasrodoviaspavimen- tadas estão inclusos ser- viços como tapa buraco, remoção de meio-fio, lim- peza e pintura de pontes, limpeza das placas de si- nalização, roçada manual emecanizada,entreoutros. Já nas rodovias não pavi- mentadas as SDRs ficarão responsáveis, por exemplo, pelarecomposiçãodereves- timentos e reconformação de pistas, limpeza, roçada, recomposição de bueiros, limpeza de placas, pintura de pontes, além de outras atividades. SDRassumemelhoriaderodovias
  6. 6. Fundado em 5 de Junho de 1990 - Dia Mundial do Meio Ambiente Jornalista Rolando Christian Sant’ Helena Coelho - Fundador Jornal Correio do Sul Publicações legais: Tomaz Fonseca Selau l48l 9985.8573 tomaz@grupocorreiodosul.com.br Financeiro Joice Ramos l48l 8802.5883 financeiro@grupocorreiodosul.com.br Comercial: Igor Borges l48l 9968.6084 comercial@grupocorreiodosul.com.br Diretor Geral Jabson Muller l48l 9955.5313 jabsonmuller@grupocorreiodosul.com.br Diagramação/Arte: Cristian Mello l48l 3533-0870 correiodosul@grupocorreiodosul.com.br Sul Gráfica Junior Muller l48l 9931.4716 sulgrafica@grupocorreiodosul.com.br Redação: Marivânia Farias l48l 9995.9290 editor@grupocorreiodosul.com.br Política: Jarbas Vieira l48l 9966.5326 jarbas@grupocorreiodosul.com.br Radio 93FM Cássia Pacheco l48l 9912.9588 radio93fm@grupocorreiodosul.com.br Circulação/Assinatura l48l 3533.0870 assinaturas@grupocorreiodosul.com.br Rua João José Guimarães,176, Centro - Sombrio/SC - Fone: (48) 3533 0870 Editora: J. R. Pereira - ME CNPJ 17.467.695/0001-19 C.S. Empresa Jornalística LTDA. Geral6 Correio do Sul Segunda-feira, 13 de julho de 2015
  7. 7. Publicidade 7Correio do Sul Segunda-feira, 13 de julho de 2015
  8. 8. Entretenimento Novelas - Horóscopo - Diversão Cruzadinha Novelas Além do Tempo -18h I love Paraisópolis -19h Babilônia -21h M arinãocedeàsameaçasdeGabo.TomáseClaricelamen- tam o afastamento dos filhos. Danda observa Lindomar comPatríciaeCícerocomGilda.JujuperguntaporDanda paraArmandinho,queconquistasuaamizade.MariresgataBruna eNatashanoescritóriodeGregoerevelaaobandidoqueBrunaé suairmã.LindomarafirmaqueamaPatrícia.Benjaminsedeclara para Mari.Tomás revela a Clarice que é pai de Mari. Soraya exige que Mari descubra com quem Gabo a está traindo. E mília garante a Lívia que ela voltará para o convento. Pedro afirma a Gema e Anita que deseja se casar com Lívia. Emília ficafuriosaaodescobrirqueVitóriaCastellinichegaráaCam- pobello. Alex questiona Severa sobre a morte de sua mãe. Zilda organiza com Massimo a recepção à condessa Vitória. Junto ao túmulo de Bernardo, Emília afirma queVitória não lhes fará mal. Melissa lamenta o desânimo do noivo Felipe. T eresa exige que Aderbal deixe Laís e Rafael em paz. Inês revelaparaOlgaqueMuriloestásendoacusadodecorrup- çãodemenor.MariaJoséenfrentaAderbal.Cileneconfessa a Ivete que mora no morro da Babilônia e é demitida. Aderbal pede que Laís namore Rafael em segredo. Úrsula aconselha Gabi a se manter longe de Osvaldo. Vinícius discute com Olga por causa de Murilo, e Cris o apoia.Vinícius deixa claro para Cris que é apenas seu amigo. Rapidinhas Correio do Sul Segunda-feira, 13 de julho de 2015 Áries 21/03 a 20/04 Procure fazer mais silêncio e se observar mais, ariano. Hoje temos a Lua balsâmica, que indica a necessidade de interio- rização e reflexão. É um momento em que você se confronta com questões emocionais mal resolvidas. Leão 21/07 a 20/08 Sagitário 21/11 a 20/12 Você tende a estar em um período mais introspectivo, sagitariano.Omomentoatualéexcelenteparavocêrefletir sobreassuasemoções.Momentoderesolverpendências emseusrelacionamentos. Gêmeos 21/05 a 20/06 HojetemosaLuabalsâmicasemovimentandoemseusig- no.Éumexcelentemomentoparavocêpararumpouco erefletirmais.Éumafasesignificativaparacompreender assuasreaisnecessidades. Libra 21/09 a 20/10 Os próximos dias são de muitos desafios aos librianos. É importanteestarcentradoemocionalmenteeconheceros seusverdadeirosvalores.Cuidadocomatendênciaaagirde formarepressivaoucontroladora. Aquário 21/01 a 18/02 Compartilharoquevocêsentepodeterumefeitocurativo. Nomomentoatualvocêsentequeosseusrelacionamen- tospassamportestes.Éhoradevocêrefletirsobreosseus verdadeirosobjetivos. Touro 21/04 a 20/05 Asrestriçõeselimitaçõespodemconterimportantesensina- mentosaostaurinos.Éummomentoemquedeveestarmais centrado e agir de forma mais madura e responsável. Reflita sobre o modo como tem expressado as suas habilidades. Virgem 21/08a20/09 Bom momento para resolver pendências do trabalho, virginiano. Segunda-feira que pede reflexão e também umaatitudemaisafetuosa.Vocêestápercebendoquais são as suas limitações. Capricórnio 21/12 a 20/01 Maturidade é uma atitude essencial aos capricornianos neste momento. Você deve agir de uma forma mais responsável e consciente. Cuidado com a tendência de reprimirsuasnecessidadesemocionais. Câncer 21/06 a 20/07 Segunda-feira pedereflexãoeintrospecçãoaoscancerianos. É o momento de fazer um balanço sobre tudo o que vem acontecendo. A saúde física e psicológica é fundamental neste período. Escorpião 21/10 a 20/11 O momento é de fortes desafios, mas você é capaz de superá-los. É hora de se conscientizar mais sobre suas atitudesepadrõesemocionais.Cuidadocomatendência àcarência,aoisolamentoevulnerabilidade. Peixes 19/02 a 20/03 Uma segunda-feira que tende a ser mais introspectivo, pisciano. Fortes questionamentos internos sobre família e emoções. É um momento em que deve haver uma maior maturidade emocional. Cuidado com atitudes orgulhosas ou egocêntricas, leo- nino. Este é um momento de profundas constatações e transformações. É importante refletir sobre como você estáconduzindoavidaafetivaefamiliar. Sertanejo Marcos, que faz dupla com Belutti, disse em entrevista ao jornal Extra, do Rio de Janeiro, que tem olhos e ouvidos bem abertos a todos os estilos de música e que essa polêmica em torno do Sertanejo – criada após Mônica Iozzi indicar Cazuza aos telespectadores e pedir para que eles deixem o ritmo um pouco de lado – não é o melhor a ser feito. O artista ainda destacou que nem só clássicos de seu ritmo fazem sucesso nos shows que faz com o parceiro, mas grandes nomes do rock também entram na playlist do show – e o público aprova, segundo ele. “Cantamos Aerosmith, Jon Bon Jovi e Capital Inicial. Não temos nenhum tipo de preconceito. Nem o nosso público, que recebe muito bem!”, disse. Antes de indicar que “As pessoas mais inteligentes têm olhos e ouvidos abertos para tudo”. O conselho de Mônica veio logo depois de Zeca Camargo ser duramente criticado por também ter criticado o Sertanejo. Nas redes sociais, vários cantores escreveram textos em resposta ao jornalista, quem se desculpou publicamente pelos comentários. Paolla Oliveira está prestes a entrar no elenco de Além do Tempo, como a mimada Melissa, uma das vilãs da trama. A atriz contou em entrevista à Revista da TV, do Jornal O Globo, que sua personagem é com- pletamente diferente do último papel na TV, em Felizes Para Sempre?, que foi ao ar no começodoanoeviralizounainternet,depois de uma cena de nudez chegar às telinhas. Eaatrizfalousobrenudezduranteobate papo,masdissequenãoposarianua,porque não se sente bem com relação a esse tipo de publicação. Questionada sobre família e ou- tras “prisões”, a atriz disse que não tem nada disso. É só um desconforto próprio mesmo.
  9. 9. Cultura 9Correio do Sul Segunda-feira, 13 de julho de 2015 Secretaria de Assistência Social reúne terceira idade em festança no distrito de Hercílio Luz, que está de aniversário muito da festa, estava bem organizada e é bom ver nosso povo da cidade aqui”, avaliou Eloí da Rosa, moradora de Ilhas. Dona Antonia Souza da Silva, do bairro Coloni- ³Grupos da terceira idade aproveitaram a festa junina com muita dança, brincadeiras e comidas típicas Da redação > ARARANGUÁ Omês de julho marca o início das comemorações pelos 200 anos de instalação da comunidade mais antiga do extremo sul do estado, Hercílio Luz, também conhecida como Canjica. As festividades oficiais iniciam no próximo dia 28 e se estendem pelo mês de agosto, quando acontece a tradicional festa do Se- nhor Bom Jesus, padroei- ro da comunidade. Na sexta-feira, o Cen- tro Integrado de Ativida- des Recreativas da Ter- ceira Idade (Ciarti), sob a coordenação da Secretaria de Assistência Social e Habitação do Governo Municipal, promoveu um Arraiá Julino, com far- ta gastronomia, e boa Ciarti leva festa para o interior Arraiá música ao vivo, no CTG Estância dos Anjos, que fica as margens da rodovia que liga Rio dos Anjos a sede do distrito. O patrão Laênio Gabriel e família acolheram os mais de 200 idosos que compareceram tipicamente vestidos no estilo caipira. No encontro promo- vido pela Secretaria de Assistência Social e Ha- bitação, o secretário Edu- ardo Chico Merêncio e sua equipe, capricharam no cardápio, com muito quentão (sem álcool), pa- monha, bolo, pipoca, ma- ria mole, broa, cachorro- -quente e refrigerante. Aprogramação da fes- ta começou as 14 horas com a oração e a fala das autoridades. O prefeito Sandro Roberto Maciel destacou a importância da festa que faz parte da cultura popular. “Nosso governo tem sido marcado pela descentralização das ações e este encontro vai ficar na história porque estamos no lugar aonde tudo começou e revivendo as tradições de nossos an- tepassados”, frisou. O Arraiá foi animado por uma dupla que ca- prichou com o repertório que variou do forró, qua- drilha, xote, rancheira, valsa e vanera. “Gostei nha, também gostou do Arraiá no distrito. “É uma oportunidade para a gente conhecer novos amigos, trocar experiências e unir ainda mais nosso Ciarti”, resumiu. Contrata: A empresa Gato Mia Confecções LTDA, localizada na Rua Padre João Reitz, nº 1184, Bairro São Luiz, Sombrio/SC. Está contra- tando PCD/ Pessoa com deficiência. Interessados, podem comparecer na empre- sa com currículo das 8hrs00 ás 18hrs00. Ou se preferir, encaminhar o currículo por e-mail aline@gatomia.net AC: Currículo PCD.
  10. 10. 10 Correio do Sul Segunda-feira, 13 de julho de 2015 Especial ³Áreas às margens do rio Araranguá estão entre as que mais exigem atenção Da redação > ARARANGUÁ Araranguá possui extensa área de suaorlapraticamenteinto- cada,combelezasnaturais que poucos conhecem e um conjunto de fauna e flora que se harmonizam, mas é preciso regularizar as áreas de uso comum e ordenar os espaços para garantir o futuro com sus- tentabilidade. Tudo isso ficou evi- dente aos membros do Comitê Gestor que acom- panharam o mediador do ProjetoOrla,geólogoPedro Nasser,navisitadecampo realizadaduranteosábado no litoral de Araranguá. Mais de 12 pontos estra- tégicos levantados nas ofi- cinas foram visitados por mais de 20 pessoas, entre representantes dos órgãos governamentais, prefeitu- ra, Fundação Ambiental, entidades não governa- mentais,ColôniadePesca, associação de moradores e imprensa. O ponto de partida foi a Praia Paiquerê, onde existe um manancial de águas termais. O grupo seguiu em direção a praia e verificou a área que po- derá servir de acesso para o Morro dos Conventos, porém ficou descartada a ocupação no trecho. “Ali já existiu uma estrada, inclusive com iluminação pública”,relatouumrepre- sentante dos loteadores. O segundo ponto vi- sitado foi à antiga Lagoa dos Bichos, que existia até 1981 e depois foi assorea- da. Hoje existe apenas um pequeno canal que corre para o mar. Os membros do grupo propuseram a suarecuperação.Seguindo a visitação o grupo passou pela trilha das falésias, em direção a área urbana do Morro dos Conventos. Existe uma proposta de Grupo percorre todas as praias, dunas e outros ambientes naturais q Quemconhecea Projeto Orla aberturaderuaeocupação de uma área entre uma Area de Preservação Per- manente (APP) e residên- ciasqueforamconstruídas e ficaram sem acesso. Ainda pela manhã o grupodoProjetoOrlaeste- ve na barra do rioAraran- guá, onde foi constatada a necessidade de maior fiscalização dos barcos pesqueiros para que res- peitem a faixa de 500 me- tros entre a boca da barra até o mar e vice-versa. “Infelizmente os grandes barcos não respeitam o limite e os cardumes de peixesacabamnãoentran- donabarra,nemmesmoo boto, prejudicando nossos pescadores artesanais”, denunciou o presidente da Colônia Z-16, Adeirde Pedroso, o Dirde. Após o almoço a vi- sita de campo do Projeto Orla foi num ponto con- siderado estratégico para acesso ao rio Araranguá, nas proximidades do Yate Clube, onde existem ter- ras da União que não vão causar nenhum conflito e ondepoderáserconstruída uma marina para uso em comum de pescadores e apreciadores de esportes náuticos, que terão acesso ao rio para suas embar- Ideia por Daniel K. Guolo e Julian Clezar Interativa ideias@iocus.com.br www.iocus.com.br “Se a loja da frente fez, também vamos fazer” Saber investir nos pontos de contato correto e evitar gastos desnecessários Mas por que a grama do vizinho é mais verde que a minha, se eu rego todos os dias e ambas são iguais? Muitos empresários tem aquela velha mania de copiar o que concorrente está fazendo. Mas investi em anúncios, panfletos e outdoor igual ao concorrente e não deu certo, por quê? A resposta pode estar na “terra” que foi plantada. Essa metáfora foi utilizada pra dizer que não da pra plantar todos os tipos de gramas em todos os solos, melhor dizendo, não da para investir em todos meios de comunicação e pontos de contato de sua empresa se ela não está adequada e se o público dela não visualiza esses formatos de comunicação. Imagina uma loja de acessórios para um público jovem, toda moderninha, com estilo “cool”. Ela possui página no Facebook, perfil no Instagram, até ai sem problemas, porém as redes sociais são administradas pela proprietária que tem 45 anos de idade... Mas vocês tem algum preconceito com a idade?... Lógico que não, mas queremos dizer que ela não possui o mesmo diálogo, gírias e piadas como a filha dela que possui a mesma idade dos potenciais clientes. Como não conseguiu atrair mais clientes, resolveu panfletar pela cidade uma promoção da loja, resultado, não surgiu efeito. Já diria o Faustão: “ERROU!”. Então quer dizer que panfleto não funciona? Depende meu caro, no caso do exemplo, é porque não pesquisou onde estava o público, este que estava o tempo todo na internet, mas panfletagem ainda serve sim, porém, deve-se avaliar a viabilidade. O importante em tudo isso é saber direcionar o investimento, caso não saiba como, faça o que nós aqui da Iocus sempre aconselhamos aos nossos clientes: Invista esse dinheiro em beneficiamento para o cliente existente. Agradar os consumidores atuais pode fazer com que os mesmos tragam mais pessoas a você indiretamente. Não estamos falando de puxar o saco, mas a boa experiência vivida. Além de satisfazer, será assunto na roda de papo com os amigos. cações. Nas margens do rio é possível ver rastros de capivaras que circu- lam livremente pelo local. Mais a frente, em direção ao lado sul do Morro dos Conventos, entre o morro do farol e o mar, há uma área considerada para conservação turística. Na tarde ensolarada de sábado, o grupo pas- sou a balsa e chegou até a comunidade de Morro Agudo, onde os morado- res e pescadores buscam a regularização de uma área para uso comum e de apoio à pesca. No terreno que já foi sede do time de futebol da comunidade, só sobrou a trave em meio Rio e mar
  11. 11. 11Correio do Sul Segunda-feira, 13 de julho de 2015Especial ³Passarelas estão entre cuidados para proteger áreas no Morro dos Conventos ³Apresentação do grupo da terceira idade estavam entre as mais divertidas ³Alunos fizeram homenagem a cultura açoriana que formam o belo e rico litoral do município ama e cuida Festança Cultura agita Gaivota > BALNEÁRIO GAIVOTA Balneário Gaivota re- cebeu neste sábado uma grande festa cultural, a Festança Cultural, que proporcionou muita diver- são aliada a cultura com apresentações de danças, comidas típicas e com as tradicionais barracas. Foram aproximada- mente 10 horas de música e dança que começaram a tarde, com grande parti- cipação da terceira idade e de caravanas vindas da capitalcatarinense.“Apro- ximadamente 100 pessoas vieram de Florianópolis para se divertir com a gente”, comentou Elenice Espindola, uma das or- ganizadoras da Festança, que contou com o apoio do governomunicipal,masfoi organizada por entidades civis. A partir das 19 horas, foi à vez das apresenta- ções com participação das escolas municipais. Na primeira apresentação, um grupo de alunos tocou, cantou e encantou todos, com violões e percussão acompanhados da profes- sora Cristina e Carlos Ca- breira com sua guitarra. Quem também fez bom uso do microfone e um violão foi Jocemar Pereira que entoou canções tradi- cionalistas. Com as danças juninas as crianças arrancaram aplausos dos pais, mas as risadas ficaram por conta do Grupo da Melhor Ida- de Gaivota Faceira, que é coordenado pela vice- -prefeita Terrimar Ramos Pereira. “Viemos fazer o que fazemos todas as tar- des de sextas-feiras, nos divertirmos” comentou Terri, acompanhada pelos demais integrantes vestido com roupas típicas. Alunos da escola Darcy Ribeiro homenagearam a cultura açoriana e encer- rando a noite o grupo Terno de Reis fez uma apresentação com o Boi de Mamão, enquanto uma bela fogueira com 5 metros aquecia a noite no lado de fora. Adiretora de ensino municipalEsadirGomes Machado,participou ati- vamente da organização e confirmou o sucesso da Festança Cultural. “O prefeito Ronaldo tinha em seu plano de governo a intenção de organizar uma festa cultural, e ele nos deu liberdade e as condições de fomentar- mos junto a comunidade a realização desta bela parceria”, disse. a vegetação que cresce abundante, assim como algumas construções. Guiados pelo presi- dente da Colônia de Pesca Z-16, os membros do Co- mitê Gestor chegaram a encantadora comunidade de Ilhas. Logo no acesso, Dirde apontou a necessi- dade de aproveitamento das águas do ‘braço morto’ doAraranguá, num canal que poderia ser melhor aproveitado com a cons- trução de uma ponte para facilitar a passagem das águas e canoas. No velho porto de Ilhas, existe a necessidade da regulari- zaçãodosterrenosasmar- gens do rio e das áreas de uso comum. Hoje existem mais de 300 canoas atra- cadas no local. O grupo do Projeto Orla também visitouaponteentreIlhas e Barra Velha, local que é uma espécie de estuário para a proliferação de vá- rias espécies de animais. Para o representante da Secretaria de Plane- jamento, arquiteto Paulo RicardodaSilva,oprojeto Orla é importante porque vaicriarregrasquegaran- tam a sustentabilidade. “O projeto vem reforçar a leituracomunitáriaeserá incorporado ao Plano Di- retor”, disse. O presidente da Colônia Z-16, Adeirde Pedroso,acreditaquecom asvisitaçõesefetuadas,as autoridades municipais e federais terão um novo olhar para as comuni- dades pesqueiras. “Que- remos ordem na orla e não aceitamos a ocupação desordenada das áreas de bem comum”, frisou. Para asecretária de Governo Maria Aparecida Costa, a Cida, muitos dos proble- mas levantados poderão serresolvidospelogoverno quequerapreservação.“O governo colherá muitos frutos com este projeto e é salutar a presença da população, como temos constatado”, afirmou. O mediador do Projeto Orla, geólogoPedroNasserava- liou o trabalho de campo como muito proveitoso. “Pudemos percorrer os sete setores que mapea- mosprojetoeveraspoten- cialidades de cada um. Vi- mos áreas com ocupações irregulares, outras com possibilidade de regulari- zação.Vamospartiragora para uma terceira etapa, comadefiniçãodastarefas paracadaumeesperamos até setembro concluir a fase preliminar do proje- to”, avaliou Nasser. AsreuniõesdoProjeto Orla serão quinzenais, a partir da próxima sema- na, tendo por local o Hotel Morro dos Conventos. Vendo melhor
  12. 12. Publicidade12 Correio do Sul Segunda-feira, 13 de julho de 2015
  13. 13. zada na rua principal da Cohab do bairro Januá- ria, era um movimentado ponto de venda de dro- ga, especialmente crack. Depois de comprovar o Polícia 13Correio do Sul Segunda-feira, 13 de julho de 2015 ³Ação conjunta das Polícias Civil e Militar acabou com a ‘farra’ de traficante ³Escritório foi arrombado e ficou todo revirado > SOMBRIO Depois de seis meses de rece- ber denúncias e três de investigação, as Polícias Polícia fecha ponto de droga Civil e Militar de Sombrio prenderam na noite de sexta-feira Gilberto Sil- veira Borba, de 30 anos. Segundo os policiais, a casa de Gilberto, locali- Mais Um tráfico em diversas cam- panas, na sexta-feira os investigadores, com apoio de militares, abordaram diversas pessoas que che- gavam, entravam na casa e saíam com crack. “Pega- mos um que comprou R$ 400,00 em drogas, e outro R$ 20,00”, disse um dos policiais. Três usuários foram levados a delegacia, ouvidos e liberados. Eles devem responder a um termo circunstanciado por posse de entorpecentes. Gilberto foi detido dentro da residência e não reagiu. Segundo os policiais, ele confessou o tráfico e tinha consigo uma ducha com várias pedras de crack. Com ele estavam sua mulher, que está grávida, e dois me- nores. O casal já esteve na prisão e Gilberto está sendo investigado tam- bém por receptação de produtos furtados. > SANTA ROSA DO SUL Indignação,até mais do que medo foi o que sentiu Alexandra Recco ao chegar na manhã de sexta-feira para traba- lhar na metalúrgica que administra com o marido. Remi Souza Marinho che- gou antes da mulher ao pavilhão onde funciona sua empresa e percebeu logo a ação dos ladrões. Um pedaço da tela que circunda a propriedade foi cortada perto de uma escada que fica na rua. Ela dá acesso ao escritório da metalúrgica, que teve a porta arrombada. Dentro, os bandidos reviraram todasasgavetas,armários e arquivos. “Pra que ba- gunçar tudo desse jeito?”, questiona Alexandra. O objetivo com certeza era Ladrãodágrande prejuízoaempresa encontrar dinheiro. Do escritório os marginais levaram um computador e arrombaram outra porta e depois desceram para a área de produção. De lá foram furtados uma lixadeira grande, uma retífica nova, dois botijões de solda, equipamentos de proteção como másca- ras, máquina digital e o pior, a caminhonete, uma Fiorino de cor azul escuro metálico com placas ICH 0363. Só em máquinas e equipamentos Alexandra calcula um prejuízo de R$ 25 mil. A Metalúrgica Pais e Filhos não tem alarme nemcâmerasdesegurança. “Poucosdiasanteseutinha falado em instalar, parece que estava adivinhando. Agora vamos dar jeito”, finaliza a proprietária. ³ - Na noite de quinta-feira, por volta das 20h20min, uma guarnição da Polícia Militar de Balneário Arroio do Silva realizava rondas no bairro Jardim Atlântico quando abordou um homem que estava em atitude suspeita. Ao ser realizado a revista pessoal, foi encontrado com ele uma pedra de crack e maconha. A guarnição da Polícia Militar lavrou um Termo Circunstanciado em desfavor do rapaz e apreendeu a droga. ³ - Na madrugada de sexta uma guarnição da Polícia MilitardeAraranguárealizavarondaspelocentrodacidade quando avistou um homem em atitude suspeita. Ele foi RondaPolicial revistado e estava com crack. A guarnição lavrou um Termo Circunstanciado em desfavor do homem. ³ - Durante vários dias, guarnições da Polícia Militar de Araranguá realizaram blitz educativa na avenida Engenhei- ro Mesquita, em frente ao 19° Batalhão de Polícia Militar (19°BPM). O objetivo é de reforçar o uso do cinto de se- gurança, a importância da regularização dos documentos de habilitação e veicular e não dirigir utilizando telefone. Outraoperaçãofoifeitanasemanapassadaeasguarnições realizaram a repreensão e fiscalização rigorosa de moto- ristas e veículos, com cerca e 39 autuações realizadas.
  14. 14. Publicidade14 Correio do Sul Segunda-feira, 13 de julho de 2015
  15. 15. Geral 15Correio do Sul Segunda-feira, 13 de julho de 2015 > ARARANGUÁ Neste sábado, o 19º BaNa tarde de sexta- -feira, agentes da Polí- cia Civil da Divisão de Investigação Criminal de Araranguá se deslo- caram até o bairro Morro Estevão, em Criciúma, e prenderam Denise Joa- quim da Silva, de 25 anos. A prisão preventiva dela havia sido expedida no dia 25 de junho pelo Juizo daVaraÚnicadacomarca de Forquilhinha. Denise é a garota de programa que mantinha um relacionamento com > ARARANGUÁ/ARROIO Também foi preso por agentes da Polícia Civil do Balneário Arroio do Silva, Aldo Machado Neves, de 39anos,porforçadeordem de prisão expedido pelo Juizo da 1ª Vara Crimi- nal de Araranguá. Ele é condenado pelo crime de ameaça por infração a Lei MariadaPenha,mandado expedido no último dia 8. Em outra ocorrên- cia, agentes da Polícia Civil da DIC de Araran- guá prenderam Diego da Rosa, de 30 anos, natural > JACINTO MACHADO Em ação promovida pelas voluntárias da SOS VidaAnimal,comapoioda prefeitura de Jacinto Ma- chado e do Instituto SOS Moacir da Silva, morto na Cidade Alta, em Forquilhi- nha, no início e junho. Ele estava desaparecido havia dez dias e foi encontrado já com o corpo em adiantado estado de decomposição na de Maracajá, por força de mandado de prisão-sentença condenatória, expedido pelo juízo da 1ª Vara Criminal de Araranguá. Diego foi conde- nado em sentença definitiva Bicho Urbano, foi realizado o 3º Mutirão de Castração deAnimais no município. De acordocomosorganizadores, foram 100 animais esterili- zados. “O projeto tem como objetivo reduzir a população localidade de Barro Ver- melho, interior de Ara- ranguá. Dois dias após o crime o carro de Moacir, uma Saveiro de placas MMA1362 foi encontrado abandonado no bairro São Martinho, em Tuba- rão. Pertences da vítima foram localizados pelos agentes da DIC dentro da casalocadaporDenise,no bairro Cidade Alta. A moça nega qual- quer envolvimento no crime, mas afirma que Moacir foi morto dentro de sua residência por quatro adolescentes que já foram identificados. areprimendade29anos,6 mesese20diasdereclusão em regime fechado, pela prática de homicídio qua- lificado nas modalidades tentado e consumado, fato ocorrido no ano de 2009, numa casa noturna em Araranguá, crime investi- gado pela DIC. Omandadofoiexpedi- do no último dia 9 e Diego foilocalizadodormindoem sua casa, no bairro Cidade Alta. O rapaz já posui antecedentes e cumpriu penapeloscrimesdefurto, receptaçãoeporteilegalde arma de fogo. de animais abandonados, prevenir zoonoses e cola- borar com a qualidade de vida dos animais de esti- mação, prevenindo doen- ças.”comentaavoluntária DanusaAntoneli Bristot. Garota de programa vai presa Polícia Civil prende mais dois Mutirão castra 100 animais ³Moto dos irmãos foi retirada do rio pela polícia e depois recolhida por guincho ³Denise está no presídio ³Diego foi condenado Jovem morre em acidente na ponte Tragédia > TURVO Mais um acidente de moto provo- ca a morte de uma pes- soa na região. A tragédia foi registrada na noite de sexta-feira, por volta das 20h20min, na ponte sobre o rio Jundiá, em Boa Vista, interior de Turvo. Segundo a Polícia Mi- litar, dois jovens estavam em uma motocicleta CG 125 com placas MDA8451 de Forquilhinha, quando o condutor perdeu o controle e colidiu na cabeceira da ponte,caindonoriodeuma alturadeaproximadamen- te quatro metros. O condutor da moto, Carlos Alberto Gomes da Silva Júnior, de 19 anos, morreu na hora, e seu irmão Robson Rocha da Silva, 20, teve ferimentos leves.Carlosficousubmer- so e foi encontrado pelos bombeirosdeTurvodistan- te entre 15 a 20 metros do localdaqueda,jásemvida. Robsonfoiencaminhadoao hospital de Meleiro. De acordo com os po- liciais que estiveram no local, os irmãos são natu- rais de Salvador, na Bahia e trabalhavam na região.
  16. 16. 16 Correio do Sul Segunda-feira, 13 de julho de 2015 Publicações Legais ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE ARARANGUÁ SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE ARARANGUÁ SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL E HABITAÇÃO ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE SOMBRIO ATO 002/CP/MS/ED1/15/ADM SEGUNDA RETIFICAÇÃO DO EDITAL Nº 001/2015 DO CONCURSO PÚBLICO DA ADMINISTRAÇÃO O PREFEITO MUNICIPAL DO MUNICÍPIO DE SOMBRIO, Estado de Santa Catarina, no uso de suas atribuições legais, juntamente com a Comissão Municipal de Concurso Público, torna público a primeira retificação do edital, conforme segue: 1. No Anexo I do Edital, nos Cargos de Nível Superior: a) Onde se lê: CARGO REQUISITOS/HABILITAÇÃO 16. Agente de Controle Interno Nível superior em Ciências Contábeis, Administração, Direito e Ecônomia. b) Leia-se: CARGO REQUISITOS/HABILITAÇÃO 16.Agente de Controle Interno Nível Superior independente da área 2. As demais normas do edital permanecem inalteradas. Município de Sombrio – SC, 10 de julho de 2015. Zênio Cardoso Prefeito Municipal AVISO DE LICITAÇÃO EDITAL Nº 37/2015 - MODALIDADE PREGÃO PRESENCIAL OBJETO: Aquisição de 01 (um) equipamento de diagnostico médico - aparelho de ultrassonografia, a ser instalado na Unidade de Saúde Central Bom Pastor, cujas especificações encontram-se detalhadas no termo de referência anexo ao edital de licitação. TIPO DA LICITAÇÃO: Menor Preço por Item ENTREGA DOS ENVELOPES: Até às 09h45min; do dia 23 de julho de 2015, no Serviço de Protocolo Geral da Prefeitura, sito à Rua Dr. Virgulino de Queiróz, 200, centro. ABERTURA DOS ENVELOPES: As 10h00min do dia 23 de julho de 2015, na sala de reuniões do Departamento de Licitações da Prefeitura. REGIMENTO: Leis Federais 8.666/93 e 10.520/02, Lei Complementar 123/2006 e Decreto Municipal nº 2.676/05. EDITAL COMPLETO E INFORMAÇÕES: Está à disposição dos interessados no horário de expediente da Prefeitura, no endereço eletrônico; www.ararangua.sc.gov.br, e afixado no mural, localizado no hall de entrada da sala do Departamento de Licitações da Prefeitura. Maiores informações poderão ser obtidas pelo telefone (fax) 0XX48 3521.0929 ou pelo e-mail: licitacao@ ararangua.sc.gov.br Araranguá, SC, 10 de julho de 2015. Sandro Roberto Maciel Prefeito Municipal Liliane S. de Souza Pregoeira AVISO DE ANULAÇÃO DO PROCESSO DE LICITAÇÃO Nº 8/2015 PREGÃO PRESENCIAL Sandro Roberto Maciel, Prefeito Municipal de Araranguá, Santa EDITAL DE INTIMAÇÃO ARLINDO EDÍLIO DA ROSA, Titular do TABELIONATO DE NOTAS E PROTESTOS DE TÍTULOS desta Comarca de Sombrio, situado naAv. Nereu Ramos, 1300 - Fone (48) 3533- 0318 - CEP 88960-000, atendimento das 08:00h - 12:00h e 14:00h - 18:00h, faz saber na forma da Lei aos que o presente EDITALvirem, que se encontram nesse tabelionato para serem protestados, decorrido o prazo legal de 03 (três) dias úteis, por não terem sido encontrados nos endereços fornecidos, ou por se recusarem a tomar conhecimento, os títulos cujos responsáveis estão abaixo discriminados. Ficam esclarecidos, também, de que nesse mesmo prazo poderão apresentar resposta escrita, que não impedirá a lavratura do protesto. PROT. APRESENTANTE / CNPJ DEVEDOR / CNPJ Prot: 136702; Devedor(es): B.A.N. DA SILVA - ME - 21.054.094/0001-51, End: Rua Caetano Lummertz, 557, Sombrio; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: TRANSPORTADORA OURO NEGRO LTDA; Sac: TRANSPORTADORA OURO NEGRO LTDA; Tit: 193101 ; Apr: TRANSPORTADORA OURO NEGRO LTDA; VEN: 02/06/2015; Esp: Duplicata de Prestação de Serviços por Indicação Comprovante de prestação dos serviços; Val: R$ 42,05 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 46,96.Apontamento R$ 13,75 - Selo R$ 1,55 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 27,50 - Condução R$ 5,71 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 46,96. Prot: 136752; Devedor(es): BRUNA GOULART MARTINS - 095.344.029-07, End: Av. Interpraias, S/N, Balneario Gaivota; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: E SEBOLD DA SILVA ME; Sac: E SEBOLD DA SILVA ME; Tit: 1679 ; Apr: FCDL; VEN: 15/10/2014; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação; Val: R$ 166,00 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 70,13.Apontamento R$ 13,75 - Selo R$ 1,55 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 42,20 - Condução R$ 14,18 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 70,13. Prot: 136746; Devedor(es): GILCEANDREIASILVEIRADREY - 554.108.120-34, End: Rua das Hortencias, S/N, Balneario Gaivota; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: E SEBOLD DA SILVA ME; Sac: E SEBOLD DA SILVA ME; Tit: 384 ; Apr: FCDL; VEN: 23/05/2015; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação; Val: R$ 299,70 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 65,05. Apontamento R$ 13,75 - Selo R$ 1,55 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 42,20 - Condução R$ 9,10 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 65,05. ESTADO DE SANTA CATARINA CAMARA DE VEREADORES BALNEÁRIO GAIVOTA PROCESSO LICITATÓRIO N° 001/2015 MODALIDADE TOMADA DE PREÇO 001/2015 A CAMARA MUNICIPAL DE BALNEÁRIO GAIVOTA, de acordo com as Leis 10.520, de 17/07/2002, subsidiariamente pela Lei Federal nº 8.666/93 de 21/06/93 e suas alterações e alterações posteriores, torna público que se encontra aberta a Licitação na modalidade de TOMADA DE PREÇO, do tipo “menor preço global”, A presente licitação tem por objeto a contratação de licenças de uso de sistemas de gestão pública municipal nas áreas de CONTABILIDADE PÚBLICA, PATRIMÔNIO PÚBLICO, FOLHA DE PAGAMENTO E PORTAL DA TRANSPARÊNCIA, para toda a estrutura da Câmara Legislativa Municipal, conforme quantitativos e características descritas nos Anexos I e II, inclusive com a prestação de serviços técnicos especializados. A integra do Edital e demais informações e documentos necessários para apresentação das propostas estará à disposição dos interessados a partir desta data, no Departamento de Licitações, no horário das 13h00 às 18h00, na sede da Camará Municipal de Vereadores, sito naAvenida Guanabara, S/N, BlocoA, Loteamento Turimar, neste Município. As propostas serão recebidas e abertas até às 14 horas do dia 04 de agosto de 2015. Balneário Gaivota, 10 de julho de 2015. ANTONIO DA SILVA SILVEIRA PRESIDENTE Catarina, no uso de suas atribuições legais e de conformidade com o disposto no artigo 49 da Lei Federal nº 8.666/93 e alterações ANULA, totalmente, a licitação nº 8/2015 – Pregão Presencial que tem como objeto a Aquisição de 01 veiculo automotivo 0KM potencia mínima de 1.8 cv ano/ modelo 2015/2015 ou 2015/2016 a ser usado para atendimento às famílias cadastradas no cadastro único, devido deferimento de recurso movido pela empresa oponente a vencedora do certame, cujo objeto proposto pela empresa vencedora não atende as condições editalícias. Araranguá, SC, 10 de julho de 2015. Sandro Roberto Maciel Prefeito Municipal Prot: 136721; Devedor(es): JOAO AIRTON SCHRAMM DE CAMARGO - 524.724.850-34, End: Rua W5, , Balneario Gaivota; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: BANCO BRADESCO FINANCIAMENTOS S.A; Sac: BANCO BRADESCO FINANCIAMENTOS S.A; Tit: 2943118305 ;Apr: SBS CONSULTORIA EM GESTAO DE ATIVOS SA; VEN: 05/01/2015; Esp: Cédula de Crédito Bancária por Indicação; Val: R$ 43.232,01 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 70,13. Apontamento R$ 13,75 - Selo R$ 1,55 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 42,20 - Condução R$ 14,18 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 70,13. Prot: 136758; Devedor(es): JOSÉ LUIS DE OLIVEIRA LENTZ - 951.855.939-20, End: Rua Seis, 01, Balneário Gaivota; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: BANCO BRADESCO FINANCIAMENTOS S.A; Sac: ; Tit: 4335463430 ; Apr: BANCO BRADESCO FINANCIAMENTOS S.A; VEN: 10/07/2015; Esp: Nota Promissória; Val: R$ 62.501,54 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 70,13. Apontamento R$ 13,75 - Selo R$ 1,55 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 42,20 - Condução R$ 14,18 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 70,13. Prot: 136634; Devedor(es): ROGER RODRIGUES BORGES - ME - 07.166.793/0001-62, End: Rua Teodoro Rodrigues de Oliveira, 625, Sombrio; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: FAZENDA NACIONAL - DIV.ATIVA-MULTA ATR. DECL.; Sac: FAZENDA NACIONAL - DIV.ATIVA-MULTA ATR. DECL.; Tit: 91615004662 ; Apr: PROCURADORIA-GERAL DA FAZENDA NACIONAL; VEN: À VISTA; Esp: Certidão de Dívida Ativa; Val: R$ 4.638,98 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 46,96. Apontamento R$ 13,75 - Selo R$ 1,55 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 27,50 - Condução R$ 5,71 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 46,96. Prot: 136659; Devedor(es): VILMAR BUENO DUARTE - 545.381.650-34, End: Rua Manoel Floriano Borges, 320, Sombrio; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: BOUTIQUE DOS PNEUS; Sac: BOUTIQUE DOS PNEUS; Tit: 694/171 ;Apr: BANCO BRADESCO S A ; VEN: 30/05/2015; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação; Val: R$ 370,00 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 46,96. Apontamento R$ 13,75 - Selo R$ 1,55 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 27,50 - Condução R$ 5,71 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 46,96. Prot: 136660; Devedor(es): VILMAR BUENO DUARTE - 545.381.650-34, End: Rua Manoel Floriano Borges, 320, Sombrio; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: BOUTIQUE DOS PNEUS; Sac: BOUTIQUE DOS PNEUS; Tit: 651/4658 ; Apr: BANCO BRADESCO S A ; VEN: 15/06/2015; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação; Val: R$ 195,00 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 46,96. Apontamento R$ 13,75 - Selo R$ 1,55 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 27,50 - Condução R$ 5,71 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 46,96. Certifico, para os devidos fins, que o presente edital foi afixado no mural da serventia em: 13/07/2015. Sombrio - SC, 13/07/2015 - ARLINDO EDÍLIO DA ROSA Contrata: A empresa Carlota Costa Confecções LTDA, localizada na Avenida Central, nº60 Nova Guarita, Sombrio/SC. Está contratando PCD/ Pessoa com deficicência. Interessados, podem comparecer na em- presa com currículo das 7hrs00 ás 17hrs00. Ou se preferir, encaminhar o currículo por e-mailcomercial@carlotacosta.com.br AC: Currículo PCD.
  17. 17. Geral 17Correio do Sul Segunda-feira, 13 de julho de 2015 ³Lojistas se vestiram para animada festa junina ³Máquinas agrícolas são decoradas com criatividade para participar de desfile Da redação > MARACAJÁ Um dos pontos altos da 25ª Fes- ta do Colono e 5ª Mara- cajáfest é a realização do desfile de máquinas agrí- colas e carros alegóricos, na manhã de domingo, 26 de julho, no Complexo Es- portivoAntônio da Rocha. Todos os anos cerca de 250 Maracajáfest organiza desfile máquinas participam das festividades, que este ano começam na quinta, dia 23, e encerram no domin- go, 26. Paraqueoeventoocor- raénecessáriaaparticipa- ção das 19 comunidades pertencentes a Paróquia Nossa Senhora da Concei- ção.“Porisso,mobilizamos ospresidentesdosCaepse temos um respaldo deles na realização da festa”, comenta o presidente da ComissãoCentralOrgani- zadora, Junior Machado. Nesta edição está pre- vista a ajuda de custo no valor de R$ 100,00 para cada comunidade que apresentar um carro alegórico. Os carros pas- sam pela avaliação de um corpo de jurados que irão escolher os primeiros três colocados nos quesitos: histórico cultural, origi- nalidade, criatividade e beleza. O primeiro lugar leva a premiação de R$ 800,00, o segundo R$ 500,00 e o terceiro R$ 300,00. “Após o desfile, os carros alegóricos fica- rão expostos na lateral > ARARANGUÁ O comércio de Ara- ranguá entrou no clima de festa julina no sábado, em mais uma edição do Dia +, quando o horário é estendido até às 17 ho- ras. Muitas lojas foram enfeitadas com adereços característicos desta época do ano e os comerciários se vestiram à caráter do fes- tejo. A CDL montou uma programação no Calçadão, com muita música típi- ca, distribuição gratuita de pipoca e exposição de produtos e serviços, com stands decorados. “O mais contagiante foi a empolgação e o envol- vimento dos comerciantes, uma maneira alegre de Lojistas entram em clima junino atrair os clientes que apro- veitaram o horário diferen- ciado para fazerem suas compras e pagarem suas contas” relatou a diretora de eventos da entidade lojista, Suzane Daitx Pinheiro. A CDL sorteou R$ 500,00 em vale-compras entre os associados que decoraram suas vitrines. A loja sorteada foi a Tendên- cia Modas que recebeu seus clientes durante todo o sábado com decoração típica, funcionários ca- racterizados, servindo quentão e quitutes. Ou- tra novidade desta edição do Dia + foi o sorteio de R$ 200,00 entre os funcionários que forem trabalhar caracterizados. A vencedora foi Olíria de Lourdes da Silva, da Casa Diane. do campo de futebol do Complexo Esportivo para a visitação do público”, informa Junior.
  18. 18. 18 Correio do Sul Segunda-feira, 13 de julho de 2015 Publicidade
  19. 19. Entrevista 19Correio do Sul Segunda-feira, 13 de julho de 2015 [PeloEstado] - Qual a sua avaliação dos primeiros seis meses à frente da Secretaria de Estado da Saúde? João Paulo Kleinübing - A Saúde como um todo, e não só a Secretaria da Saúde, compõe, talvez, o grande desafio do servi- ço público. Basta fazer qualquer pesquisa e vamos ver que a saúde ocupa a principal preocupação das pessoas. Aí está o nosso de- safio. Ou seja, prestar o melhor atendimento na promoção da saúde. Esse é um trabalho feito em conjunto, especialmente com os municípios. Uma demanda an- tiga das secretarias municipais de Saúde é que o Estado amplie os recursos na atenção básica, e isso passou a ser nossa meta. Temos que definir de que forma o Esta- do aumentará progressivamente a sua participação. Mas não é só repassar mais recursos. É preci- so discutir programas e metas de promoção da atenção básica em cada município de Santa Catari- na, com um olhar igualitário para todos, e tentar, junto com eles, definir as principais demandas e prioridades. É uma forma de ga- rantir que esses recursos sejam aplicados corretamente para, de fato, atender às necessidades da população. [PE] - A estrutura hospitalar também é um desafio? JPK - Sim e em duas frentes: a rede do Estado, formada por 13 hospitais com administração própria e cinco por organizações sociais (OS), e os hospitais filan- trópicos. Na rede própria, há uma concentração muito grande. Des- ses 18 hospitais, 11 estão na região da Grande Florianópolis. É preci- so, e eu tenho dito isso desde que assumi a Secretaria, aumentar a eficiência da gestão. Houve avan- ços enormes ao longo dos últimos anos, mas é necessário definir um novo modelo. Não dá para conti- PeloEstado Entrevista JOÃO PAULO KLEINÜBING Formado em Administração (ESAG/UDESC) e em História (UFSC), foi prefeito de Blumenau por duas vezes consecutivas. Foi deputado estadual em 2002. Na Assembleia Legislativa, presidiu as comissões de Finanças e Tributação e de Constituição e Justiça. Também foi membro do Conselho de Administração da Celesc e presidente do Badesc e da Eletrosul. Em 2014 foi eleito deputado federal com 132.349 votos. Hoje está licenciado da função para assumir, a convite do governador Raimundo Colombo, como secretário estadual da Saúde. Nessa entrevista exclusiva à Coluna Pelo Estado, demonstra encarar o desafio ciente das dificuldades. E procura imprimir à missão sua visão mais moderna de gestão. “É necessário definir um novo modelo. Não dá para continuar com o modelo atual, de vinculação direta com a Secretaria.” nuar com o modelo atual, de vin- culação direta com a Secretaria. [PE] - Seria concessão? No- vas organizações sociais? JPK - Não... acho que a alterna- tiva é uma nova forma dentro da administração pública. Não am- pliaríamos os serviços que estão em OS. Acredito em mais de um modelo funcionando sistemática e simultaneamente. Podemos ten- tar buscar outra forma e dentro do serviço público. Há um debate a ser feito sobre isso com o Con- selho Estadual da Saúde e com a Assembleia Legislativa. [PE] - E quanto aos hospitais filantrópicos? JPK - São 190 hospitais filan- trópicos em Santa Catarina. Um grande volume desses hospitais tem taxa de ocupação muito baixa e por isso precisamos reorganizar essa rede, até para que tenha sus- tentabilidade no longo prazo. [PE] - O Estado ainda tem dí- vidas com esses hospitais? JPK - Tínhamos recursos do ano passado, referentes às cirurgias eletivas, que não tinham sido pa- gos, mas hoje está em dia. A situ- ação é muito melhor agora. Mas a questão é olhar para essa rede como um todo, trabalhando cada unidade para que o conjunto dê melhor resultado. Dados de 2013 nos mostram que temos 11,7 mil leitos atendendo pelo SUS e tive- mos 35% de taxa média de ocupa- ção desses leitos. Uma ociosidade muito grande, incluindo aí a rede própria e a de filantrópicos. Por outro lado, temos pessoas espe- rando por procedimentos. A culpa é dos hospitais? Não. É uma ques- tão de reorganizar esse fluxo para que todos possam atender melhor e obter receita. [PE] - Como está a questão da Tabela do SUS? JPK - O que o Ministério da Saú- de vem fazendo é no sentido de mudar a forma de remuneração. O serviço não vai mais ser pago por uma tabela de procedimentos. Haverá repasse de um valor fixo por um determinado conjunto de atendimentos. Entretanto, na minha visão, só mudar a forma do repasse não vai resolver. Por que a Tabela do SUS não é reajustada? Porque não existem recursos para isso! Se o Ministério simplesmen- te mudar a forma de remunerar, mas não aumentar significativa- mente a quantidade de recursos, vai ficar na mesma. Vai continuar subfinanciando. E aí está o pro- blema. O governo federal, que deveria aplicar 10% da sua receita em saúde, não aplica nem a meta- de disso. Com isso, vai onerando cada vez mais os estados e, espe- cialmente, os municípios, que re- cebem a demanda e têm que dar conta. Outra grande discussão so- bre recursos é a judicialização. [PE] - O que exatamente? JPK - Em 2014, a judicialização custou R$ 180 milhões, só para o Estado de Santa Catarina. Fora o que aconteceu nos municípios. São casos em que as pessoas fo- ram à Justiça para demandar pro- cedimentos ou medicamentos. Algumas coisas pequenas, muito mais próximas da assistência so- cial que da saúde, como fornecer bolachas e leite, por exemplo. Teve uma ação que conseguimos reverter e pela qual o Estado pa- gava a internet para um paciente que estava em tratamento de saú- de no Rio Grande do Sul! Isolada- mente, algumas somas são peque- nas,masnototal,onerarammuito a Secretaria. Agora, em 2015, pelo acumulado até maio, nós deve- mos ultrapassar os R$ 200 mi- lhões. O que chama a atenção é que esse valor representa 10% do orçamento anual da Secretaria. Se considerarmos que metade do nosso orçamento vai para a folha de pagamento, significa dizer que, na prática, 20% do orçamento da Secretaria estão sendo pagos em demandas judiciais. Esse valor de R$ 200 milhões equivale a, por exemplo, uma vez e meia do custeio anual do maior hospital da rede própria do Estado, o Re- gional de São José. É um volume extremamente grande de recursos para atender poucas pessoas. Três ações que tivemos neste ano pre- ocupam. É por um medicamento, hoje o mais caro do mundo, ainda controverso por ter uso não ho- mologado em diversos países. É usado em um tratamento que cus- ta R$ 1,5 milhão por ano por pa- ciente. Temos três pessoas em tra- tamento com esse medicamento. [PE] - Como resolver isso? JPK - Estamos nos aproximan- do do Poder Judiciário, particu- larmente do Ministério Público e da Defensoria Pública, e estamos fortalecendo a nossa Câmara Téc- nica para poder discutir se aquele procedimento ou medicamento é de fato o mais indicado para aquele paciente. É, claro, sempre muito difícil você discutir se as pessoas têm ou não têm direito a determinado procedimento. Isso envolve sempre questões bastante difíceis, até do ponto de vista éti- co. Por isso, o que nos cabe é re- almente definir qual a melhor for- ma de atendimento para aquele paciente e nas circunstâncias que apresenta. Outro caminho, que já começamos a trilhar, é incorporar determinados serviços para que possamos prestar aos pacientes a um custo menor. Temos experi- ências com injeção para degene- ração macular. O pessoal pede sis- tematicamente. Vamos deixar de pagar para ser feito por terceiros e o Estado vai passar a oferecer a so- lução, com isso reduzindo o custo. [PE] - Como está o andamen- to do Pacto por SC Saúde? JPK - São 600 milhões só para a área e temos vários importan- tes investimentos em andamento para reforma e ampliação, que de- vem estar concluídos até o final do mandato, em 2018. No Pacto da Saúde temos duas vertentes em infraestrutura. Estamos amplian- do o número de leitos, incluindo os de UTI, mas estamos investin- do na melhoria da nossa rede, o que passa pela interiorização. Os maiores investimentos, felizmen- te, não acontecem em Florianópo- lis, onde já há uma concentração muito grande de leitos do Estado. O grande ganho está na interiori- zação e na ampliação do acesso a serviços em outras regiões. [PE] - Pode ser o fim da tão falada ambulancioterapia? JPK - Essa prática não está res- trita à Capital. Ocorre em todos os centros regionais. Por isso já há algum tempo estamos diversifi- cando e ampliando serviços no in- terior. A oncologia, que no Oeste é feito apenas em Chapecó, vai pas- saraserrealizadotambémemSão Miguel do Oeste. E teremos mais cirurgias de cardiologia em Rio do Sul e em Lages. São apenas alguns exemplos do que estamos fazen- do. A meta é melhorar, aproxi- mar mais os serviços das pessoas. [PE] - No governo anterior foi lançada a meritocracia. Continua? JPK - Continua e deu bons re- sultados. O número de procedi- mentos realizados pelo Estado aumentou significativamente. No primeiro trimestre nós batemos recorde de produção em consultas e cirurgias, muito em função da remuneração por atividade, que é a meritocracia. Em março de 2015 sobre março de 2014, tivemos 17% mais atendimentos e 66% mais cirurgias. Mas sempre há espaço para aprimoramento, para avan- çar. É preciso remunerar levando em consideração também a pro- dução de cada unidade. “Saúde é o maior desafio do serviço público” Andréa Leonora | Foto: Divulgação/SES Florianópolis - 13Jul15 CENTRAL DE DIÁRIOS VINTE E NOVE INTEGRADOS DIÁRIOS INTEGRADOS PRESENÇA EM 62% DE SC PeloEstado peloestado@centraldediarios.com.br www.centraldediarios.com.br
  20. 20. SEGUNDA-FEIRA, 13 DE JULHO DE 2015
  21. 21. > ARARANGUÁ Domingo esperado, de muito futebol, domingo de grandes jogos que valiam vaga nas se- mifinais do campeonato municipal de Araranguá. Aspartidasforamacir- radasetiveramarbitragem depeso.UmárbitrodaFCF e CBF, Bráulio da Silva Machado,eooutroda FCF, Ramon Abatti Abel. As partidas levaram umgrandepúblicoaosdois estádios na Divinéia ena Lagoa da Serra. No estádio Manoel Mota, na Lagoa da Serra, foi disputada uma das partidas mais aguarda- das, o clássico entre In- dependente e Coloniense/ Madesasso. O Coloniense é cheio de estrelas, com jogadores rodados, e o Independente veio com al- guns reforços, mas com os dacasadandoumapegada impressionante. As duas equipes buscaram o gol a todo momento. OtimedotreinadorZe- zinho e do presidente Gan- so, mesmo jogando pelo Segunda-feira, 13 de julho de 2015 ³ 10-15-37-46-60CONCURSO 3.829 QUINA 11/07 Semifinais ³ 09-23-39-41-49-58 CONCURSO 1.722 MEGA SENA 11/07 Independente e Cruzeiro estão na semifinal Na categoria sub-20, Cruzeiro e Santa Cruz também garantiram suas vagas na próxima fase Cleder Maciel Jorginho e do Regi saiu de cabeça erguida com a competição, pois fez bonito. Na preliminar, pela categoria sub-20, o Cruzeiro também chegou as semifinais depois de vencer o Areti pelo placar de 2 x 1. Agora são quatro equipes pela categoria sub-20 e mais quatro titu- laresqueaindairãobrigar pelos títulos. Cruzeiro, Santa Cruz e São José, estão nas semifinais das duas categorias. Já Inde- pendente está na semifi- nal da categoria titulares, e o União na semifinal da categoria sub-20. No próximo domingo haverájogosomenteemum campo, no estádio Manoel Gregório no bairro Santa Catarina, onde se enfren- tam pela categoria sub-20, União x Cruzeiro, e em seguidapelacategoriatitu- laresSantaCruzeCruzeiro no clássico. O vencedor da catego- ria titulares e o vencedor dacategoriasub-20estarão na final. Já os outros jogos que definirão os outros finalistas estão marcados para o dia 26 no estádio Manoel Mota na Lagoa da Serra.As 13h15min jogam São José x Santa Cruz pela categoria sub-20, e em seguida pela categoria titulares,seenfrentamSão José x Independente.empate, queria ganhar em campo e não se fechou como todos esperavam. O Coloniense do treinador Nego e do presidente Ati pressionou e pressionou, mas perdeu muitos gols. Como quem não faz leva, Ramon e Danilo perde- ram dois gols cada um. PeloIndependente,Michel aproveitouo contra ataque rápido e abriu o marcador. Se já precisava apenas de um empate, o time do bairro Jardim das Aveni- das estava leve e solto em campo, e teve tempo para mais um com Renan que havia acabado de entrar. Ele marcou o segundo do Independente, selando a vitória de 2 x 0 e a classi- ficação garantida para as semifinais. Na categoria sub-20, na preliminar, o time do Santa Cruz goleou o Cida- de Alta pelo placar de 5 x 1, e também se garantiu nas semifinais. No estádio Manoel AcelinodosSantos,nobair- ro Divinéia, outra grande partida entre Cruzeiro e Inter/Fátima Esportes. O Cruzeiro que se clas- sificou na primeira fase e reencontrou seu bom fute- bol nas últimas rodadas, com um time jovem, de muita velocidade e prepa- ro físico. Fez uma grande partida e bateu o Interna- cional que na primeira fase foiperfeito,fezumcampeo- nato exemplar. Ontem, no entanto, não realizou bom jogo e de quebra enfrentou um Cruzeiro bem montado e bem qualificado. No final a vitória de 3 x 1 e a vaga nas semifinais foram para o Cruzeiro que comemorou muito com a comissão técnica, com Bi- nha e Danilo. O Internacional do Municipal de ARARANGUÁ
  22. 22. FOTO:AlexCristiano Alexander-SubEsportes ³ Paratletas de Araranguá em treinamento na cidade de Criciúma 2 Correio do Sul Segunda-feira, 13 de julho de 2015 Municipal de SOMBRIO 2015 > ARARANGUÁ Quem pode parar o GA Subsecre- taria de Esportes do Governo de Araranguá realizou na semana pas- sada a etapa municipal dos Jogos Escolares de Santa Catarina – Jesc, nas modalidades futsal masculino e feminino, 15 a 17 anos. Partici- param da competição 7 equipes no naipe femini- no e 12 equipes no naipe masculino. De acordo com o pro- fessor Joelso Matias, diretor técnico da Sub- secretaria de Esportes, todos os jogos foram disputados no Ginásio Mário Canela, o Bolha, com jogos de alto nível. Na decisão da cate- goria feminino, a equipe da EEB Maria Garcia Pessi conquistou o título ao vencer o IFSC por 6 a 1. Na categoria Mas- culino, o título também ficou com a EEB Maria Garcia Pessi que venceu Jesc de futsal já tem campeões > ARARANGUÁ O município de Ara- ranguá vai sediar de 5 a 9 de agosto ano a etapa estadual do Parajesc. Em preparativos para a gran- de competição, os atletas Anderson Cardoso Tomazi e LeonardoArnold Correa, estiveramjuntamentecom o Professor Alex Cristiano em Criciúma realizando um treinamento específico de aprimoramento para disputar o Parajesc. Paratletastreinamparacompetição ao time da EBM Neusa Maria Ostetto por 3 a 1, nos pênaltis, após em- pate no tempo normal de jogo. O subsecretário de Esportes, Luciano Ze- ferino Pires e o diretor administrativo Alexan- der Ferro Cristiano es- tiveram prestigiando as competições.
  23. 23. Na dúvida Confesso que estou em dúvida sobre qual o melhor jogo que assisti até o momento neste campeonato municipal de Araranguá: Santa Cruz e Esportivo ou Independente e Coloniense neste domingo. O jogo deste domingo, um clássico, me surpreendeu pela qualidade das duas equipes. É impressionante a qualidade do time do Ati, só que não converteu em gols, perdeu gols que não poderia ter perdido. Já o time do Ganso é de uma pegada incrível, tem muita vontade, raça e garra. Que jogo bom de ser assistido, com lances lindos e preparo físico invejável. Quem pensava Que o jogo iria dar confusão se enganou, pois foi uma partida de muita pegada sim, mas com muito respeito e lances normais. Quero aqui parabenizar o exemplo do time do Ati, que mesmo perdendo a partida se comportou muito bem, saiu de cabeça erguida de campo, todos cumprimentando os atletas adversários e a arbitragem. Quero aqui dar parabéns ao Ati que muitos criticaram dizendo que se perdesse iria dar confusão e que ele estava acima do peso para jogar no gol. Ele mostrou dois exemplos, saiu de campo de cabeça erguida, sem confusão, e ainda de quebra pegou muito, defendeu uma bola que eu já tinha contado 1 x 0 pro time do Ganso. Parabéns Ati e o time do Coloniense. Parabéns Ao time do Ganso que jogou muito, um grupo de muita pegada, muita vontade de vencer, com raça e que jogou com o coração na ponta da chuteira, não tinha bola perdida. Parabéns ao Ganso, ao Zezinho e a todo o time, que souberam se portar dentro e fora de campo e que jogaram muito, mereceram vencer por tudo que fizeram dentro de campo. Derrubaram, na minha opinião, um dos maiores favoritos ao título. Quem não viu o jogo Pode até dizer que o time do Ganso ganhou de 2 x 0 com sobra. Mas não foi bem isso não. A disputa foi equilibrada, e digo que o Coloniense só não fez os gols por falta de pon- taria ou por querer entrar com bola e tudo dentro do gol. A partida foi bastante equilibrada e de um nível técnico altíssimo. Agora, uma coisa eu digo, o Coloniense perdeu quando o treinador Nego tirou o Assis do time. Era o cara que estava segurando o ataque do Ganso, marcando na frente da zaga com precisão e saindo com a bola redonda dali de trás. Perdeu muito com a saída do Assis de campo, o Colo- niense. Melhores Digo que todos foram bem, jogaram muito, porém, indiscutivelmente pelo lado do Coloniense foi Assis quem jogou muito. Dudu também não parou de correr um minuto e as jogadas saiam sempre dos pés dele. Danilo jogou muito, foi um leão na lateral, e o goleiro Ati fez no mínimo duas grandes defesas. Do lado do Independente, destaco o Ricardo Luiz, que mostrou muita segurança, muita vontade e garra, parecia um leão, era a cara da raça do Independente. Ainda o lateral Clebinho que apoiou e marcou muito, em um grande duelo com Danilo. O Michel, na frente, também jogou muito, corria o tempo todo e oportunista para marcar o primeiro gol. Diego Balotelli, que entrou depois, fez a partida pegar fogo, trombando, brigando, levando o Independente a ter ainda mais pegada e vontade. Política 3Correio do Sul Segunda-feira, 13 de julho de 2015 Esporte Cleder Maciel (48) 9900 3535 esportes@grupocorreiodosul.com.br https://www.facebook.com/cleder.maciel Handebol > SOMBRIO Afinal do munici- pal de handebol foi realizada na noite de sexta-feira, na quadra cidadã, no bairro Nova Brasília, com sucesso. “Para nós que praticamos desde 1994 o handebol aqui em Sombrio, é um orgulho ver esse campe- onato acontecer”, falou Diego Silveira, treinador da equipe sub-18 de han- debol de Sombrio. O campeão do 1º Campeonato Municipal de Handebol de Sombrio foi a equipe Amigos do Perna, o vice campeonato ficou com os Amigos do Sauro. Os três primei- ros colocados receberam medalhas e troféu das mão do prefeito Zênio Cardoso, que em seu discurso parabenizou a dedicação de todos que participaram da compe- tição. “A nossa equipe da Secretaria de Esportes está de parabéns, foi uma competição muito bonita. Não posso esquecer de parabenizar os atletas também pelo espírito desportivo em todos os jo- gos”, ressaltou o prefeito. Municipal encerra com elogios
  24. 24. 4 Correio do Sul Segunda-feira, 13 de julho de 2015 Brasileirão Série B Brasileirão Série A No sábado pela ma- nhã, em jogo isolado, no Centro de Treina- mentos do Emerson Al- meida, no bairro Mato Alto, o Araranguá jo- AEC goleia na sub-17 gou mais uma parti- da pela Copa Lud de escolinhas de futebol, categoria sub-17. A partida terminou com a vitória de goleada da equipe araranguaense, treinada pelo profes- sor Geraldo Aurélio. O AEC bateu o Sementi- nhas de Criciúma pelo placar de 4 x 0. N e s t a s e g u n d a - -feira continuam os treinos das categorias de base no CT Emerson Almeida, sendo treinos pela manhã e a tarde. AEC faz peneirão para sub-18 > JOINVILLE No sábado, a co- missão técnica do Araranguá realizou no Centro de Treinamen- tos Emerson Almeida, no bairro Mato Alto, um peneirão para escolher atletas para representar a equipe no regional da Larm, categoria sub-18. Compareceram no campo 32 atletas de toda a re- gião e a comissão técnica mapeou a posição de cada um. O treino contou além dos candidatos também com alguns pais e com a comissão técnica do time, entre eles o treinador da categoria sub-18 da Larm, Filipe Bertonci- ni Costa, do diretor de futebol do clube Regi- naldo Severino, ainda o professor e coordenador das categorias de base Geraldo Aurélio, além do treinador de uma das categorias de base, Edipo Merencio, do massagista Pelezinho, preparador físico Tutti, auxiliar téc- nico Caio e o torcedor número 1 doAEC, Cleiton Michels, o Flaec. No próximo sábado haverá novamente a pe- neira a partir das 14h, e quem quiser participar é só levar um documento, chuteira, calção, e um par de meias para treinar. Dessas peneiras irão ser escolhidos os atletas que irão defender as cores do mais querido do sul no Regional da Larm cate- goria sub-18.

×