SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 28
Baixar para ler offline
Caso Adelvison:
Defesa e Polícia
reconstituem
acidente
Empresário é morto
violentamente
e hipótese é de
latrocínio
“Preferia estar no
presídio”, diz preso
recapturado sobre
cela de delegacia
CORREIO DO SULANO XXVI EDIÇÃO Nº 5.315 R$ 2,00SEGUNDA-FEIRA, 18 DE DEZEMBRO DE 2017
www.grupocorreiodosul.com.br
26º21º
Variação de nuvens e pancadas
de chuva localizadas a qualquer
hora do dia.
Previsão para hoje
Extremo Sul Catarinense
Segurança – Pág 21
Caso Adelvison:Caso Adelvison:
latrocíniolatrocíniolatrocínio
Segurança – Pág 17
Empresário é mortoEmpresário é morto
cela de delegaciacela de delegacia
Segurança – Pág 9
Extremo Sul Catarinense
Saúde – Págs 12 e 13
HRA AGONIZA:
FUNCIONÁRIOS ENTRAM
EM GREVE E PACIENTES
SÃO TRANSFERIDOS
Fogo amigo
Pretensão do deputado federal Jorge Bo-
eira (PP), de concorrer como candidato
a vice-governador do Estado em uma
eventual chapa encabeçada pelo senador
Paulo Bauer (PSDB), já começa a receber
as primeiras alfinetadas, vindas, em maio-
ria, de dentro do próprio partido, em nível
estadual. O fogo amigo tenta dar conta de
que Boeira não seria o nome mais indicado
para qualquer composição majoritária, já
que, supostamente, não estaria tão próprio
da base do PP, e também seria um nome
recém chegado na sigla. Para completar a
queimação, os ‘amigos da onça’ tem dito
que Boeira também não participa do dia a
dia das decisões progressistas, e que não
estaria, nem mesmo, participando mais das
reuniões da executiva estadual da sigla nos
últimos tempos.
Vergonha alheia
Governo catarinense e a Sociedade Paulista
para o Desenvolvimento da Medicina, a
SPMD, conseguiram jogar o atendimento
da saúde pública estadual de nossa região
no fundo do poço.ASPDM, que administra
o Hospital Regional deAraranguá, simples-
mente sentenciou que irá fechar a unidade
de saúde. Ressaltou que não tem medica-
mentos, e tampouco dinheiro para pagar os
funcionários que estão em greve. Os pacien-
tes internados estão sendo transferidos para
outros hospitais. O contrato entre o governo
e a entidade, que terminaria em maio do ano
que vem, por óbvio será rescindido de forma
automática. Interessante que desde o início
do ano passado os prefeitos, secretários
de saúde, vereadores e várias entidades de
nossa região, como aAciva, vinham dizendo
que a SPDM não tinha condição de tocar
o Regional. Na cabeça da Secretaria de
Estado da Saúde todos estavam errados, e
só ela estava certa ao manter a entidade na
administração do Hospital.Tem hora que até
dá de pensar que se não houvesse Governo
do Estado seria melhor para nossa região,
tamanha incompetência.
ADVOCACIA EMPRESARIAL
FONE: (48) 3533-0145
M
aioria dos líde-
res progressistas
ligados direta-
mente a Rai-
mundo Colombo
(PSD) ainda acredita que o governa-
dor irá trabalhar para que o deputado
estadual Gelson Merísio (PSD) seja
candidato ao governo, concorrendo
com alguém de expressão do PPcomo
vice. O anúncio de Colombo, de que
irá renunciar e entregar o governo ao
PMDB de Eduardo Moreira ano que
vem, parece não ter tirado a motiva-
ção dos progressistas mais crédulos,
ainda que as evidências deponham
em contrário.
A lógica do PP pró-PSD é bas-
tante simples: Colombo irá entregar
o governo com os cofres vazios para
Eduardo Moreira, que não poderá
realizar nada e ainda se queimará no
mercado eleitoral por conta disto.
As realizações de 2018, conveniadas
com as prefeituras, ou ordenadas pelo
próprio governo, através dos recursos
Fundam, serão despachadas até o final
de março, com Colombo ainda no
governo. Feito isto, é só sair para o
abraço, com PSD e PPcompondo uma
dobradinha majoritária executiva.
Não se tratasse de política, onde
tudo, de fato, pode acontecer, esta
crença soaria quase que como um
conto infantil. Isto porque, os progres-
sistas devotos a Colombo não estão
levando em conta uma série de vari-
áveis, tanto externas, quanto internas.
A principal delas é a oposição
que o projeto PSD/PP sofre dentro do
próprio ninho progressista. Em que
pese a vontade de boa parte do PP de
se aliar ao PSD, há de se lembrar que
figuras como os deputados federais
Esperidião Amin e Jorge Boeira são
contrários a esta tese, e não se cansam
de relembrar que em 2014 o PSD fez
juras de amor aos progressistas, dei-
xando todos a ver navios na última
hora.
Ainda que o PP de Colombo der-
rubasse a tese deAmin e Boeira, teria
que derrubar, também, a vontade do
ex-governador progressista de dis-
putar o Senado Federal ano que vem.
Esperidião Amin já não esconde seu
desejo de postular a Câmara Alta do
Congresso Nacional. Por óbvio que
Raimundo Colombo não iria aceitar
se coligar com o PP se Amin concor-
resse como senador. Isto porque este
também é o projeto de Colombo.
Sendo assim, para deixar tudo enca-
minhado para a coligação, o PP teria
que derrubar Amin duas vezes, mes-
mo com ele aparecendo como líder
nas pesquisas de intenção de votos
para o governo, e ainda que Colom-
bo já tenha dito que irá renunciar e
entregar o governo ao PMDB, maior
inimigo político dos progressistas em
nível estadual.
Dizer que isto é impossível de
acontecer seria mentira, pois, de fato,
em política até vaca voa. Por outro
lado, afirmar que uma dobradinha
entre PSD e PP será encaminhada de
forma natural é algo quase irracional,
já quem nem Amin, e neste momento
nem mesmo Colombo, querem que
isto de fato aconteça. A bem da ver-
dade, só quem quer é aquela ala do PP
que, aliada ao governo, voltou a sentir
como é bom o doce gosto do governo.
Raio X de Lula
Análise das entrelinhas das pesquisas re-
alizadas pelo Data Folha tem mostrando
alguns dados interessantes em relação
ao ex-presidente Lula (PT). Um deles da
conta de que quem mais rejeita Lula são
os homens, brancos, que moram no Sul e
no Sudeste, e que ganham acima da média
dos brasileiros. Na via inversa, está justa-
mente neste extrato eleitoral os maiores
apoiadores de Jair Bolsonaro (PSC). Outro
dado mostra que Lula não tem substituto
à altura dentro do PT. Se ele não concor-
rer, e indicar outro petista para disputar à
Presidência, pelo menos um terço de seus
votos irão para candidatos como Marina
Silva (Rede), Ciro Gomes (PDT) e Álvaro
Dias (Podemos). Na prática, Lula é bem
mais forte que o PT, e têm nos pobres seus
eleitores mais cativos.
Tá difícil
Audiência Pública realizada em Praia Gran-
de, para discutir a situação do projeto de
pavimentação da rodovia SC 108, que liga
o município à Jacinto Machado, não contou
com a presença de nenhum representante
da Secretaria de Estado da Infraestrutura,
nem tampouco do Deinfra. Interessante
observar que em outra audiência pública,
realizada no final de setembro, para discutir
a situação da rodovia Sombrio-Jacinto, a
presença de representantes dos dois órgãos
só foi assegurada aos 45 do segundo tempo,
depois de intervenção política de líderes
locais do PMDB. Dá até a impressão que
o setor de Infraestrutura do Estado não está
nem aí para as demandas aqui do Extremo
Sul no setor rodoviário, e acredita que
pode engambelar nossa população com as
eternas operações tapa buraco. Pelo andar
da carruagem, vai ser difícil o deputado
estadual, e atual Secretário de Estado da
Infraestrutura, Luiz Fernando Vampiro
(PMDB), achar cabo eleitoral em nossa
região ano que vem. E se achar, não será
nada fácil achar eleitores para seu projeto
de reeleição.
Rolando Christian CoelhoRolando Christian Coelho
JORNAL CORREIO DO SUL
Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017
rolando_coelho@hotmail.com (48) 99945.6787
POLÍTICA
“Não existe no mundo governo corrupto em uma sociedade
ética. Os governos são meramente o reflexo das sociedades
das quais emanam. Se uma sociedade for ética, séria,
comprometida, nenhum corrupto se estabelece no poder”.
Leandro Karnal (1963)
Filósofo e historiador brasileiro
PPdoPSDaindaacreditaemColombo
3Geral JORNAL CORREIO DO SUL
Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017
A
p r o g r a -
mação es-
pecial de
natal reu-
niu muitas
famílias na noite de sexta-
-feira, no Centro de Balneá-
rio Arroio do Silva. O Papai
e a Mamãe Noel passavam
pelas comunidades no fim da
tarde, enquanto aconteciam
as apresentações na praça.
A programação contou
com apresentação da Fan-
farra da Escola Municipal
JardimAtlântico,Associação
Coral do Arroio do Silva,
Apae, Centros de Educação
Infantil, Escola Núcleo Ar-
tístico Brillinger, Grupo dos
Idosos, Escola Jaira Vieira
Borges, CRAS e Terno de
Reis.
O Papai e a Mamãe Noel
chegaram em um veículo
aberto e com uma iluminação
especial, chamando a atenção
do público, especialmente
dos pequenos. O casal de
bons velhinhos subiu ao
palco e recebeu a chave da
cidade das mãos do prefeito
Juscelino da Silva Guima-
Alegria
O Que Eles Têm a Dizer
Não precisamos de discursos, precisamos de ações
Papai e Mamãe Noel chegaram em grande estilo, em carro com iluminação especial
rães, o Mineiro, da primeira-
-dama Claudete Guimarães,
do vice Carlos Scarsanella
e da segunda-dama Agda.
“Um feliz natal para todas as
famílias. Que seja de muita
paz, amor e muita saúde!”,
desejou o prefeito após dar
as boas vindas. Após o ato,
as crianças aproveitaram a
oportunidade para abraçar e
bater foto com o bom velhi-
nho. O diferencial deste ano
foi um dos grandes atrativos:
a Casinha do Papai Noel. Ela
estará aberta para visitação.A
noite super especial encerrou
com a apresentação das Ja-
nelas Cantantes. As sacadas
foram iluminadas para rece-
ber a apresentação musical
do grupo de alunos do teatro
JAC da Escola Municipal
Jardim Atlântico.
A chegada do Papai e
da Mamãe Noel, bem como
a programação natalina, foi
preparada pela equipe da pre-
feitura envolvendo as secre-
tarias de educação, cultura,
desenvolvimento social e o
apoio da secretaria de obras.
Arroio do Silva
Larissa Silveira Patrício - Maria Eduarda Cardoso Luiz
Paola Amorim Teixeira - 1º ano 1 - Inovador
G.C.S LTDA - ME
Comercial:
l48l 3533.0870
comercial@grupocorreiodosul.com.br
Diretor Geral
diretor@grupocorreiodosul.com.br
Redação:
Aline Bauer
editor@grupocorreiodosul.com.br
Publicações legais:
tomaz@grupocorreiodosul.com.br
Financeiro
financeiro@grupocorreiodosul.com.br
Radio 93FM
radio93fm@grupocorreiodosul.com.br
Diagramação/Arte:
Erivaldo Ferreira (Aldo)
cristian@grupocorreiodosul.com.br
Sul Gráfica
sulgrafica@grupocorreiodosul.com.br
Circulação/Assinatura
l48l 3533.0870
assinaturas@grupocorreiodosul.com.br
Vivemosemummundonoqualaso-
ciedade julga e descrimina algo que era
para ser normal. Em um mundo cheio de
regras, que nem sempre são boas, e que
se não as seguimos somos considerados
errados, sem direito
n e n h u m d e
ter nossas
próprias
escolhas
e nem se
quer poder
o p i n a r
s o b r e
tais re-
gras.
A so-
c i e d a d e
d i z q u e
somos im-
portantes,
que nos-
sas opi-
niões são
muito vá-
lidas e que
temos total
liberdade de
expressão,
mas sim-
plesmente
nos momen-
tos que expo-
mos as mes-
mas, somos
totalmente
calados. Que so- ciedade é
essa? Que liberdade de expressão é
essa? Receio não saber, nem de longe, a
resposta. Porém, creio que posso tentar.
Bom, vivemos em uma sociedade
com direitos e que defende a igualdade,
mas sempre “a voz maior” prevalecerá.
Vivemos em uma sociedade que de-
fende a ideia de que devemos nos po-
sicionar, mas quase sempre confundem
posicionamento com falta de respeito ou
crítica. Vivemos em uma sociedade que
incentiva a criticidade, mas não consi-
deram todas as opiniões,
p r i n c i - palmente
as que vão contra
o siste- ma ou ao
senso comum.
Hoje,
c o m o
v o c ê
p o d e
p e r c e -
ber, não
tenho
n e -
nhu-
m a
resposta.
O q u e
p o s s o
f a z e r é
apresentar
contrapontos
entre o que a
sociedade te-
oricamente
acredita e de-
fende e o que
a mesma prática
que, aliás, a meu
ver é bem contra-
ditório.
Não sei ao certo se algum
dia as coisas saíram dos discursos
perfeitos de uma sociedade igualitária e
libertária, mas uma coisa posso afirmar,
está em nossas mãos o futuro, logo se
começarmos a agir diferente, talvez
daqui alguns anos as coisas possam ser,
de fato, praticadas e não mais apenas
discursadas.
errados, sem direito
n e n h u m d e
ter nossas
próprias
escolhas
e nem se
quer poder
A so-
c i e d a d e
d i z q u e
somos im-
portantes,
que nos-
sas opi-
niões são
muito vá-
lidas e que
temos total
liberdade de
expressão,
mas sim-
plesmente
nos momen-
tos que expo-
mos as mes-
mas, somos
totalmente
deram todas as opiniões,
p r i n c i - palmente
as que vão contra
o siste- ma ou ao
senso comum.
c o m o
v o c ê
p o d e
p e r c e -
ber, não
resposta.
O q u e
p o s s o
f a z e r é
apresentar
contrapontos
entre o que a
sociedade te-
oricamente
acredita e de-
fende e o que
a mesma prática
que, aliás, a meu
ver é bem contra-
ditório.
Não sei ao certo se algum
Papai e Mamãe Noel
abrem grande festa
4 PublicidadeJornal Correio do Sul
Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017
5Publicidade Jornal Correio do Sul
Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017
Sucesso
Mariskão inaugura sabor e
novidade perto da BR-101
U
m belo am-
biente, com
elegância e
o sabor de
sempre cha-
maram o público à inauguração
do novo Restaurante Mariskão,
aberto oficialmente ontem, à bei-
ra da BR-101, em Guarita, Som-
brio. Segundo o proprietário Car-
los André Tavares Pereira, é um
novo passo após quase 20 anos à
frente do Restaurante Mariskão,
empreendimento tradicional em
Balneário Gaivota. Na festa de
inauguração na noite deste do-
mingo, ele se disse otimista com
o restaurante. “Nossa expectativa
é boa. Frutos do mar à beira da
BR-101 não tem na região, então
estamos bastante confiantes”,
comentou. O público lotou o
salão do restaurante, e aprovei-
tou do cardápio que, apesar do
foco em frutos do mar, também
oferece carne e pratos variados.
O novo Mariskão ficará aberto
inicialmente das 9 às 18 horas,
diariamente, sempre oferecendo
ao cliente a qualidade que já é
conhecida em Balneário Gaivo-
ta, e que traz a quem trafega na
BR-101, um pouco do sabor da
culinária das praias.
Sombrio
6 PublicidadeJornal Correio do Sul
Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017
Av. Papa João XXIII, 438, Parque das Avenidas, Sombrio - SC
Após o forte calor que reinou durante a maior parte do
domingo, no fim do dia uma tempestade caiu na região. Para
a maioria dos municípios da Amesc, só mesmo vento e chuva
vieram e refrescaram o clima. Porém, entre Meleiro e Morro
Grande a ventania derrubou postes, houve queda de granizo e
prejuízo para algumas pessoas, chegando até a haver queda de
pavilhões.Nasredessociais,internautascompartilhavamvídeos
e fotos dos rastros do mau tempo, e o Corpo de Bombeiros teve
muito trabalho cortando e retirando árvores que obstruíam vias.
Várias árvores caíram em uma estrada na comunidade de Serra
da Pedra, em Meleiro, além de uma outra ter interrompido o
trânsito em um dos sentidos na SC-485, entre Sombrio e Jacinto
Machado, no bairro Morretinho. Em Turvo, 5 arvores caíram
sobre a fiação elétrica e o telhado de uma casa.ACersul realizou
o corte da energia para que os bombeiros pudessem cortar os
galhos e troncos e deixar o local em segurança.
A secretaria municipal de Administração, Recursos
Humanos, Educação e Cultura está promovendo o con-
curso de Fotografia Municipal ‘Projetando Sombrio para
o Futuro’, aberto a fotógrafos amadores e profissionais. O
objetivo do projeto é proporcionar aos munícipes amantes
da fotografia a oportunidade de registrar os atrativos de
Sombrio como grupos folclóricos, arquitetura, costumes,
trabalhos, religiosidade, monumentos, gastronomia, artes,
atividades desportivas e etc.
Cada candidato poderá participar com no máximo
duas fotografias, que deverão ser postadas no Facebook e
compartilhada em modo público na página oficial da Pre-
feitura Municipal de Sombrio, em boa resolução (mínima
8Mp). As fotos não poderão apresentar efeitos digitais.
O prazo para envio é até dia 24 de dezembro de 2017. A
administração pública premia um fotógrafo para compor
a capa do carnê IPTU para o ano de 2018. O regulamento
também está no site http://www.sombrio.sc.gov.br/. Mais
informações em nosso site.
Temporal causa prejuízos
e assusta região
Sombrio promove
concurso de fotografia
O
secretário executivo da Agência de Desen-
volvimento Regional (ADR) deAraranguá,
Heriberto Afonso Schmidt, acompanhado
do prefeito deTurvo,Tiago Zilli, participou
na quinta-feira, na EEB Jorge Schutz, em
Turvo, da última reunião do ano promovida pela APP.
Na oportunidade, o secretário daADR anunciou que já foi
publicada no Diário Oficial do Estado na última terça-feira, a
licitação que visa a reforma geral do prédio da escola, com área
total de 3.453,20 m², orçado em R$ 1.071.988,73.
Segundo Heriberto, a abertura do processo licitatório acon-
tecerá na sede da ADR em Araranguá no dia 11 de janeiro. A
previsão é de que as obras na EEB Jorge Schutz iniciem no mês
de fevereiro de 2018. “Comemoramos mais esta importante
obra e agradecemos aos investimentos disponibilizados pelo
JORNAL CORREIO DO SUL
Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017
Para alguns, a vitória
está no simples fato
de competir. Imagem
do Parajasc 2017.
Presidente da Câmara de Vereadores de Araranguá,
Daniel Viriato sobre recursos economizados pela Casa
“Precisávamos provar para as pessoas que temos
responsabilidade e que existem políticos bem intencionados.
No momento de crise que o Brasil tem enfrentado, não tem
cabimento agirmos de forma contrária"
Secretário anuncia
reforma geral na
Jorge Schutz
Governo do
Estado. Foram
somente neste
ano, 38 proces-
sos licitatórios
realizados pela
Agência refe-
rentes a melho-
rias nas escolas
estaduais da re-
gião”, disse.
A diretora Rosana Silva Moro Machado agradeceu em
nome da comunidade escolar. “Em nome dos alunos, pais e
professores,queremosexternarnossaalegriacomaboanotícia.
Esta reforma irá melhorar muito a infraestrutura da escola”.
EntretenimentoEntretenimentoNovelas - Horóscopo - Diversão
Cruzadinha Novelas
M
aria Vitória se revolta
contra a associação
da família com Te-
odoro e deixa a casa de
Alzira. Lucerne incentiva
Teodoro a dar uma chance
para Felícia. Alzira proíbe
que Celina mantenha re-
lações com Maria Vitória.
Tereza vai à Quinta e entrega um bilhete de Fernão a Del-
fina. Fernão comemora a reação de Delfina a seu pedido
de aliança. Tomaso, Umberto e Nicola libertam Otávio da
prisão. Tomaso presenteia Natália com um pote de geleia.
Maria Vitória lamenta com Vicente.
Tempo de Amar -18h
J
úlio pede uma nova
chance a Antônia e diz
que a ama. Mariazinha
compra malas na loja de
Pedrinho. Lígia fica chocada
ao saber do envolvimento de
Maria Pia com Malagueta.
Antônia avisa a Júlio que,
para ficar com ele, terá que
abrir mão da sua carreira. Eric não acredita que Maria Pia
tenha agido por amor a ele. Sabine pergunta a Lígia se
ela sabia que a filha estava tendo um caso com o homem
com quem ela estava se relacionando. Agnaldo e Sandra
Helena decidem fazer uma trégua.
C
ido é atingido pelo tiro
de Josafá e Rato en-
contra o avô de Clara.
Sophia manda Gael chamar
a polícia e levar Cido para o
hospital. Mercedes se pre-
ocupa com Josafá. Renato
leva Cido para a cirurgia.
Vinícius não gosta de sa-
ber que Laura saiu com Rafael. Diego pede Melissa em
namoro. Gael elogia Laura e Vinícius o repreende. Duda
teme que a polícia apareça em seu estabelecimento e não
deixa Caetana sair para falar com Mercedes. Gael avisa a
Clara sobre Josafá e ela vai com Patrick até a delegacia.
OOutroLadodoParaíso-21h
Pega Pega - 19h
Rapidinhas
Áries 21/03 a 20/04
21/04 a 20/05
21/05 a 20/06
21/06 a 20/07
21/07 a 20/08
21/08 a 20/09
21/09 a 20/10
21/10 a 20/11
21/11 a 20/12
21/12 a 20/01
21/01 a 20/02
21/02 a 20/03
Leão
HoróscopoHoróscopo
Sagitário
Gêmeos Libra Aquário
Touro
Fará um dia sem muitas intervenções dos aspec-
tos negativos. Sua coragem será enaltecida por
Vênus que trará boas energias para dar continui-
dade nas suas tarefas. Não se deixe abalar por
possíveis problemas de relacionamento.
Você tende a demonstrar certa tensão no que
tange a possessividade influenciado urano. Suas
habilidades para lidar com situações capciosas
serão elevadas, use isto a seu favor durante o
dia, oportunidades surgirão.
Terá vantagem em negociações sendo influen-
ciado por Mercúrio, porém Júpiter lhe trará à
tona alguns pensamentos que lhe perturbarão.
Sua perspicácia deve ser implacável na hora de
combater pensamentos ruins.
A sua afetuosidade tende a ser exaltada por Sa-
turno e com isso pode angariar novos resultados.
Eventos intermitentes de melancolia podem lhe
surpreender, porém sem efeitos nocivos nos
resultados que deseja.
Se apresentará forte como um digníssimo filho
do fogo emanando energia e poder. Demonstrará
alguns gestos de egoísmo traços que serão repu-
diados por alguns e que deve tomar cuidado com
alguns desses que repudiam.
Liberdade será uma palavra que estará presente
uma boa parte do tempo no seu dia, já que Vênus
influenciará negativamente nas suas decisões.
Deverá buscar na sua organização o movimento
necessário para que você alcance seus objetivos.
Aspectos diplomáticos se farão necessários, mas
para tanto precisará abandonar um pouco seu
orgulho. O elemento ar contribuirá para que você
consiga despertar a sociabilidade da forma mais
equilibrada possível.
Manifestará longa admiração por pequenos ges-
tos, o que lhe trará parcimônia e iluminará seu dis-
cernimento sobre determinados assuntos. Urano
seu planeta em exaltação será quem influenciará
de forma positiva.
Confiança e credo só serão possíveis caso o oti-
mismo desperte de dentro de você, os exageros
que lhe circundam são seriamente críticos. Júpiter
não irá lhe afetar tão fortemente para lhe ajudar.
Dia provavelmente de perdas financeiras consi-
deráveis, muito influenciado por um pensamento
furtivamente ganancioso. A Lua lhe trará malefí-
cios apenas neste sentido. Quanto as relações
sociais permanecerão imutáveis.
As nuvens da imaginação se abrirão em sua fren-
te graças a uma forte energia de Urano que lhe
protege de bloqueios na criatividade. Trazendo
dessa forma para a chance de desenvolver novas
oportunidades.
Grandes perspectivas para o dia no que tange o
relacionamento, diferentemente do que ocorrerá
com as finanças. Financeiramente tende a ter
perdas consideravelmente ruins devido a força
da influência de Mercúrio.
Virgem Capricórnio
Câncer Escorpião Peixes
Na última sexta-feira (16), Luciano Huck
postou mais um vídeo sobre as reportagens que
faz por todo o Brasil para o Caldeirão do Huck.
Na imagem, ele aparece na garupa de uma moto
no Maranhão, mas o fato de estar sem capacete
acabou fazendo-o levar uma bronca do Detran, do
Rio de Janeiro."Luciano Huck, a causa é nobre,
mas andar por aí sem capacete coloca a sua vida
em risco. O Código de Trânsito Brasileiro prevê
infração gravíssima, com 7 pontos na carteira.
Cuidado, Luciano", dizia o comentário do perfil.
Rocco, filho de Rafa Brittes e Felipe Andreoli,
está cada vez mais fofo, não é mesmo? Prova
disso é a linda foto que a apresentadora com-
partilhou ao lado do menino, de quase um ano,
na praia."Menino do Rio", escreveu a loira no
Instagram.
JORNAL CORREIO DO SUL
Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017
9Segurança JORNAL CORREIO DO SUL
Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017
Cela da delegacia de Sombrio
Dois condenados fogem
e um é recapturado
D
esde a úl-
tima sex-
ta-feira,
a fuga
da cela
da delegacia da Polícia Civil
de Sombrio, realizada
por Natan Jardel
de Jesus Réus, 20
anos, condena-
do a 12 anos de
prisão, e Luiz
Henrique Flor,
19 anos, con-
denado a seis anos
de prisão, ambos por
tentativa de homicídio
cometidoem2016,cha-
mou atenção em todo
estado de Santa Cata-
rina por um problema
que acontece em várias
delegacias: a demora
da transferência de
presos das delegacias para os
presídios. Os dois já estavam
presos a nove dias na cela
da DP.
A fuga acon-
teceu na noite de
quinta-feira, dia
14, por por
volta das
22h20min, quando os presos,
após um dia e meio forçando
a grade da única janela exis-
tente no local, conseguiram
retirá-la, e com os cobertores
improvisaram uma espécie de
corda para escalar a parede
até o pátio do IGP. O
cercado do local tam-
bém é baixo, não tendo
mais nenhum obstáculo
para evitar que os presos
fugissem. Na mesma
noite, a Polícia Militar
fez rondas em buscas
dos dois foragidos e a
Polícia Civil iniciou
investigação para en-
contrar o paradeiro dos
condenados. Ainda na
madrugadadesexta-feira,
a reportagem do jornal
Correio do Sul publicou a
imagem dos fugitivos nas
redes sociais, para que a
comunidadepudesseajudar
Sombrio
Fuga
anunciada
A captura de
Luiz Henrique
Luiz Henrique fugiu, mas foi recapturado, e reclama das condições da cela onde estava
nas buscas.
Coincidentemente, na
edição de quinta-feira, do
Jornal Correio do Sul, data
que os dois presos fugiram,
em uma entrevista exclusiva
com o delegado Luís Otávio
Pohlmann, ele relatava sobre o
grandeproblemaqueadelega-
ciaestáenfrentandohá45dias,
já que o Deap não estava mais
buscando os presos. Um deles
chegou a ficar 15 dias na cela,
quando o máximo permitido
são 24 horas. Na entrevista
anterior às fugas o delegado
declarou:
“A Polícia Civil não tem
a função de guarda de preso e
nem mesmo estrutura para tal.
Após a captura e prisão de Luiz Henrique, a reportagem do Jornal Correio do Sul
teve uma entrevista exclusiva com o condenado. Referente ao crime, Luiz Henrique se
diz inocente, e fala sobre as péssimas condições da cela da delegacia da Polícia Civil
de Sombrio, onde ficou por 9 dias antes da fuga. O condenado relatou que ele e Natan
não conversavam e confidenciou que o trabalho para fuga demorou aproximadamente
um dia e meio.
“Afuga foi doce”, disse, demonstrando a facilidade. Luiz Henrique, contou que ele e
o outro condenado começaram a forçar a janela usando todo tipo de objeto que tinham
para raspar o concreto, até que em determinado momento conseguiram deixar a janela
mais solta e só tiveram de esperar o momento certo para realizar a fuga.
“Fugi por causa das más condições aqui na cela. Não tem banho, comida somente
uma vez por dia, não tem cueca limpa, toalha ou coberta limpa, também nem escovamos
osdentesetemosdefazerasrefeiçõesaquidentro,ondetemumbanheiroaberto.Temos
que comer sentindo o fedor de banheiro”, relata o preso, que diz que preferia estar no
presídio. “No presídio é bem melhor que aqui, lá tem banho de sol, alimentação, tem a
higiene pessoal. Pois somos presos, mas não somos porcos”.
O condenado fala que a delegacia não tem nenhuma estrutura para abrigar presos.
Luiz Henrique demonstra ter conhecimento sobre o assunto quando diz: “As delegacias
do estado de Santa Catarina não têm estrutura para abrigar presos”.
Ainda em entrevista com o preso, que está condenado a seis anos de prisão por
tentativa de homicídio, ele falou que após fugir, seguiu em direção a BR-101 e depois
andou pelo meio do mato e foi até a casa de familiares na comunidade de Figueirinha,
ondedisseparaosparentesquetinhaconseguidoumalvaráepediuparaficarunsdiaslá.
“MinhaintençãoerairparaBahiaouRiodeJaneiro,ficarláunstrêsmesesparajuntar
dinheiro pagar umas contas e depois, junto de um advogado, me entregar. Mas não deu
certo, quando vi chegou o policial me dando voz de prisão e mandando eu não correr,
entãomeentreguei”,finalizaLuizHenrique.NatanJardeldeJesusRéuscontinuaforagido.
“Preferia estar no presídio”
A função de guardar presos é
competência exclusivamente
ao Deap”. O oficial ainda ex-
plicou que há uma resolução
daDelegaciaGeralquedizque
fica vedada a custódia de pre-
sos ainda que provisoriamente
nas celas da Polícia Civil, e
que na hipótese de prisão em
flagrante, é permitida a perma-
nência do preso somente até a
conclusão dos procedimentos
necessários. “Tão logo seja
cumprido a formalidade do
cumprimento o preso é enca-
minhado ao Deap.”, prevê o
documento.
Na tarde de sexta-feira
uma equipe de profissionais
estiveramnadelegaciaconser-
tando a janela e reforçando e
estrutura para dificultar a fuga
de presos.
Devido à periculosidade
dos dois foragidos, a Polícia
Civil não mediu esforços para
encontrá-los, e segundo os
investigadores, tiveram muita
colaboração da comunidade
para conseguir pistas de onde
os condenados pudessem estar
escondidos. Foi na madrugada
dedomingoqueainvestigação
da Polícia Civil recebeu uma
informação preciosa, dizendo
que Luiz Henrique Flor estava
escondido em uma casa na
comunidade de Figueirinha.
Os policiais, já na madrugada,
realizaram uma campana pró-
xima ao local citado, e na ma-
nhã de domingo foi realizado
a prisão de Luiz Henrique. O
rapazestavaemumacasa,sen-
tado no sofá próximo à porta.
Ao ver os investigadores que
anunciaram a prisão, o rapaz
não esboçou qualquer movi-
mento se entregando e sendo
conduzido para delegacia da
Polícia Civil de Sombrio. Ali
foram realizados os procedi-
mentos cabíveis e Luiz Henri-
que foi conduzido novamente
para cela da delegacia, para
ser buscado posteriormente
pelo Deap e levado ao sistema
prisional.
Dtima sex-
ta-feira,
a fuga
da cela
da delegacia da Polícia Civil
de Sombrio, realizada
por Natan Jardel
de Jesus Réus, 20
anos, condena-
denado a seis anos
de prisão, ambos por
tentativa de homicídio
cometidoem2016,cha-
mou atenção em todo
estado de Santa Cata-
rina por um problema
que acontece em várias
delegacias: a demora
da transferência de
da DP.
A fuga acon-
teceu na noite de
quinta-feira, dia
14, por por
volta das
tente no local, conseguiram
retirá-la, e com os cobertores
improvisaram uma espécie de
corda para escalar a parede
até o pátio do IGP. O
cercado do local tam-
bém é baixo, não tendo
mais nenhum obstáculo
para evitar que os presos
fugissem. Na mesma
noite, a Polícia Militar
fez rondas em buscas
dos dois foragidos e a
Polícia Civil iniciou
investigação para en-
contrar o paradeiro dos
condenados. Ainda na
madrugadadesexta-feira,
a reportagem do jornal
Correio do Sul publicou a
imagem dos fugitivos nas
redes sociais, para que a
comunidadepudesseajudar
10 PublicidadeJornal Correio do Sul
Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017
11Publicidade JORNAL CORREIO DO SUL
Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017
No Pódio
Escola conquista 3° lugar
em prêmio nacional
A
E.E.B.Bul-
cão Viana,
de Praia
G r a n d e ,
comemora
a 3ª colocação nacional no
Concurso CVM Educacional,
na produção textual: ‘A Ceia
de Natal’, orientada pela
professora Giovana Lima. O
texto foi produzido coletiva-
mente pela turma do 1º ano
2, ensino médio.Apremiação
foi entregue à aluna Sara Re-
gina que representou a turma
e a escola catarinense no Rio
de Janeiro. O texto pode ser
visualizado na #ACeiade-
Natal.
Mais uma vez o Bulcão
Viana demonstra o seu poten-
cial enquanto instituição de
ensino. Pois no ano de 2016,
já havia alcançado o 7º lugar
no estado de Santa Catarina
no Ideb.
A diretora Noeli Roxo
Lummertz se diz satisfeita
com os resultados da escola, e
garante ser fruto da dedicação
de sua equipe de professores
e funcionários, da confiança
dos pais, e do empenho de
seus alunos.
Destaca ainda, as melho-
rias feitas na escola nesta ges-
tão, tais como a construção
Praia Grande
Celulares e ClimatizaçãoCelulares e ClimatizaçãoCelulares e ClimatizaçãoCelulares e ClimatizaçãoCelulares e ClimatizaçãoCelulares e ClimatizaçãoCelulares e ClimatizaçãoCelulares e ClimatizaçãoCelulares e ClimatizaçãoCelulares e ClimatizaçãoCelulares e Climatização
AvAvA . Nereu Ramos N°494 Centro Sombrio. Nereu Ramos N°494 Centro Sombrio
Em Frente ao Picanha GrillEm Frente ao Picanha Grill
Av. Nereu Ramos N°494 Centro Sombrio
Em Frente ao Picanha Grill
3533-3645
99608-1499
_casadoarcelulares
@casadoarcelulares
da quadra poliesportiva, e re-
centemente da instalação de
ar-condicionado em todas as
salas de aula, proporcionan-
do assim, mais conforto para
que alunos e professores
possam desempenhar melhor
suas atividades pedagógicas.
Ressaltando ainda o apoio
dos senhores pais, através
da APP e da Ceprag, que
possibilitaram a realização
deste sonho.
12 SaúdeJornal Correio do Sul
Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017
Lamentável
Funcionários do HRA entram em
greve e pacientes são transferidos
O
médico Mário Monteiro, superinten-
dente do Programa de Atenção Inte-
gral à Saúde da Associação Paulista
para o Desenvolvimento da Medicina
(SPDM), entidade que administra o
Hospital Regional de Araranguá (HRA) esteve na sexta-
-feira, em Araranguá e atendeu a imprensa nas dependên-
cias do hospital.
Uma das questões que o superintendente do HRA
tratou na cidade foi o atraso no salário dos funcionários.
Monteiro afirmou que o atraso no pagamento dos salários
é a principal crise atualmente no HRA, no entanto, não
deu nenhuma perspectiva para pagamento, exaltando os
ânimos dos servidores.
Antes de falar com a imprensa, o superintendente se
reuniu com representantes do Sindicato dos Trabalhado-
res em Estabelecimentos de Saúde de Criciúma e Região
(Sindisaúde). Após a reunião com Monteiro, o presidente
do Sindisaúde, João Martins Estevam, passou para os
funcionários, que estavam no pátio do HRA, a informação
de que não há previsão para o pagamento dos salários em
atraso. “A posição que eles nos deram é a de que não há
previsão. Segundo eles, o Estado ainda deve valores do
contrato, o Estado nega, diz que não deve nada e os traba-
lhadores ficam neste fogo cruzado”, contou.
Os servidores do HRA estão desde o último sábado,
dia 9, em greve e João Batista conversou com os funcioná-
rios, solicitando que eles mantenham uma escala mínima
de serviço, para que a população seja atendida e não haja
descontinuidade total de trabalho. “Estamos aqui aguar-
dando o desenrolar desta situação”, ponderou.
Gislaine Fontoura - Araranguá
Mário Monteiro, superintendente da SPDM, em entrevista Rosimeri também tem uma família que depende do HRA
Marcos e a esposa dependem do salário do HRA Marília já está sofrendo com as contas atrasadas
Falta comida em casa
Marília de Oliveira Gonçalves, é faturista no HRA
e contou que a situação financeira está bem difícil. “A
gente depende do emprego aqui, minhas contas desde
o dia 8 estão atrasadas, é uma situação bastante cons-
trangedora”, lamentou.
Os técnicos de Enfermagem, Marcos Aurélio Mar-
tins e Maria Cristina Martins, são casados e têm uma
filha de 11 anos. “Estamos esperando o salário, nossa
única renda vem do Hospital Regional, já estamos com
contas atrasadas e tivemos que pedir dinheiro empres-
tado para comprar o básico”, disse.
Rosimeri Bezerra dos Santos de Oliveira, também
técnica de Enfermagem, tem um filho especial de nove
anos e o marido não trabalha, pois tem que ficar em
casa cuidando do filho, a única renda da família de
Rosimeri vem do HRA. “Está acabando tudo, sem a
segunda parcela do 13º e sem salário como a gente
vai ficar, com filho deficiente em casa? Estou com a
prestação da minha casa atrasada, a comida está aca-
bando. Eu preciso do meu dinheiro, todos que estão
aqui precisam, a gente tem conta para pagar, tem que
por comida dentro de casa. É inadmissível o que eles
estão fazendo com os funcionários”, protestou.
Sem salários e
barrados na entrada
Após o anúncio do superintende de que não há
previsão para o pagamento do salário em atraso, os
trabalhadores se reuniram em um grupo de cerca de
dez pessoas e tentaram entrar no setor administrativo
do HRA, para falarem com Monteiro. No entanto foram
impedidos pelos seguranças.Aporta foi fechada, assim
que os seguranças avistaram os trabalhadores. Uma
confusão foi criada com empurrões e xingamentos
e a entrada foi liberada apenas para o presidente do
Sindisaúde.APolícia Militar foi acionada e compareceu
com cinco viaturas. Dois militares ficaram dentro do
setor administrativo, próximos à porta onde ocorreu o
tumulto e o restante do lado de fora, alguns próximos
à porta e outros um pouco mais distantes.
Saúde 13
Jornal Correio do Sul
Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017
Hospital pode fechar as portas
O anúncio feito por Monteiro, na sexta-feira, de
que 34 pacientes estavam internados na UTI, dois
Situação do HRA
De acordo com Monteiro, o HRA atualmente está
em situação de inoperância e em colapso financeiro,
inclusive com falta de medicamentos e alguns servi-
ços paralisados, como exames e no setor de pedia-
tria. Ainda, o superintendente contou que o HRA tem
cerca de R$ 5 milhões em dívidas com fornecedores
e prestadores de serviço e segundo ele, a dívida está
demonstrada ao Estado, através de documentações.
“Não temos condições de comprar medicamentos, não
temos crédito”, asseverou. As férias dos funcionários
estão suspensas.
Atualmente o HRAtem apenas 34 pacientes interna-
dos. “Se internarmos, estaremos criando um risco para
o paciente, se faltar alimento, até conseguimos doação,
mas na hora que precisa de medicamento e nós não
temos crédito para comprar, fica difícil a gente colocar
o doente para dentro, com risco de morrer, ainda mais
agravado pela greve dos funcionários”, articulou.
O superintende admitiu o atraso no pagamento
dos salários dos funcionários, que chega ao valor de
R$ 1.700. 000, 00, e disse que não há perspectiva de
liquidar o salário. “Se não houver, por parte do Estado,
uma compreensão e uma tentativa de resolução vai
acontecer alguma tragédia nos próximos dias. Gosta-
ria de sensibilizar o Estado, que fizesse alguma ação,
para que agente possa estabilizar esta situação”, de-
clarou. O superintendente afirmou que a solução para
o pagamento dos salários dos funcionários do HRA
de novembro está nas mãos do Estado. “O Estado, no
mês passado, já fez uma antecipação do pagamento
do mês seguinte, justamente para a gente não ter a
eclosão desta crise. É uma situação que poderia ser
repetida neste mês novamente, para a gente evitar a
continuidade deste processo de degradação do hos-
Protesto
Os funcionários do HRA, junto com parentes e ami-
gos, estão organizando um protesto pacífico, na frente
da unidade hospitalar, nesta segunda-feira, às 18 horas.
Um evento, intitulado ## ATO EM DEFESA DO HOSPITAL
REGIONAL DE ARARANGUÁ ##, foi criado na rede so-
cial Facebook, solicitando a participação da sociedade
araranguaense. “(...) o nosso hospital está morrendo!
(...)Segunda-feira, às 18 horas, estaremos em frente ao
hospital com os nossos amigos e familiares para fazer
uma manifestação pacífica pedindo socorro para o nosso
Hospital Regional de Araranguá e nossos profissionais.
Vocês têm um dever cívico, venham se juntar a nós, vamos
cobrar dos políticos em rede nacional os nossos votos que
eles tanto pedem em eleições!”, diz a descrição do evento.
pital”, ponderou.
Patrícia Paladini, gerente de Saúde da Agência de
Desenvolvimento Regional (ADR) de Araranguá, infor-
mou que está encaminhando para o setor jurídico da
Secretaria de Estado da Saúde (SES) informações que
coletou no HRA nesta sexta-feira e também na quinta-
-feira e asseverou que o Estado de Santa Catarina não
tem dívida com a SPDM. A gerente de saúde alertou
que existe uma decisão judicial exigindo que a SPDM
cumpra com todas as suas obrigações, em relação ao
HRA. “Isto inclui pagamento de salário dos funcioná-
rios”, afirmou.
O estado de SC paga o valor de R$ 3.566,635,92, por
mês, à SPDM, para a administração do HRA.
dias depois, ficou ultrapassado. No domingo, perí-
odo da manhã, chegou à redação do Jornal Correio
do Sul, a informação de que os pacientes estavam
sendo transferidos e que os setores de internação
serão fechados. Na tarde de domingo, o HRA tinha
16 pacientes internados, dois deles na Unidade de
Tratamento Intensivo (UTI). Um paciente da UTI foi
transferido durante a manhã e os outros dois, no
decorrer do dia.
De acordo com a gerente de Saúde da Agência de
Desenvolvimento Regional de Araranguá (ADR), Pa-
trícia Paladini, os pacientes estão sendo transferidos
por solicitação do hospital. Patrícia confirmou que
falta transferir dois pacientes da UTI. Ainda, chegou
até á reportagem a informação de que os pacientes
internados na clínica ortopédica também serão trans-
feridos, por falta de aparelho para cirurgia e de que os
demais receberão alta. Conforme Patrícia, cada caso
é um caso e depende da situação de cada paciente.
“Os internados na UTI são todos pacientes críticos,
por isso a transferência vem primeiro”, disse.
Segundo funcionários do HRA, não existe medi-
camento nem para o Pronto Socorro. “O setor pode
até ficar aberto, mas não vai ter medicamento”, disse
um funcionário.
Com a deflagração da greve, a Unidade de Pronto
Atendimento (UPA) deAraranguá, mais uma vez traba-
lha com superlotação e a média diária de atendimento
é de 400 pacientes, sendo que a capacidade da UPA é
de atender cerca de 150 pacientes por dia. De acordo
com Patrícia, a UPAestá utilizando outras referências,
como Hospital de Meleiro, Hospital de Braço do Norte,
Hospital de Urussanga, Hospital São José de Crici-
úma e Hospital de Tubarão, para encaminhamento
de pacientes que necessitam serem atendidos em
unidades hospitalares.
14 PublicidadeJornal Correio do Sul
Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017
Cama, mesa, banho e sucesso
S
impática, amorosa com o que faz e uma empreendedora nata, dona Zena, como é co-
nhecida a dona da NZ Enxovais de Sombrio, meio que virou uma empresária sem querer,
e tem a sorte de trabalhar naquilo que mais gosta de fazer. Ontem ela comemorou 51
anos de casamento com seu Nerino, mas de acordo com ela, a comemoração acontece
todos os dias. Mulher, bonita, trabalhadora e companheira, ela abrilhantou esta coluna
contando como tornou-se, em 1985, uma empresária bem-sucedida e feliz naquilo que faz.
JORNAL CORREIO DO SUL
Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017
ALISSANDRA PAGANINI
ali@grupocorreiodosul.com.br facebook.com/alissandrapaganini
EmpresarialEmpresarial
Começando
Comecei a vender enxovais
na escola. Gostei da ideia e
comecei a fazer enxovais,
jogos de cama e mesa, e
era professora enquanto
isso. Quando me aposentei,
recebi incentivo de um ra-
paz que trabalhava na Casa
Nova,emCriciúma,ondeeu
comprava. Cada vez que
eu ia lá, recebia uma aula,
sobre atendimento, como
medir, fazer uma barra,
tudo. Comecei por ali.
Evoluindo
Fuimeaperfeiçoando,fazendofeiras,conquistandoclientes.
Hoje estamos nesse ramo específico de persianas, cortinas,
enxovais.
Apaixonada
É um dom. Na verdade, quando casei meu marido era
alfaiate, então já comecei a me interessar. Minhas irmãs
também são costureiras. Eu acho que a gente tem o dom,
mas desenvolve de acordo com o que a gente gosta.
Amor no que faz
Eu adoro o que eu faço. Quando fica montado uma cortina,
é de encher os olhos, a gente vê que é um trabalho feito
com amor, com carinho.
Infância
Sou do interior de Jacinto Machado, Pinheirinho Baixo,
aproveitei muito a minha infância.
51 anos
Caseinova,com16anos,masfoialgoquedeucerto.Depois
de alguns anos, me efetivei aqui e vivemos há 48 anos aqui.
Agradeço a Deus todos os dias. Sempre mantivemos uma
família, isso é muito importante.
Filhos
Tenho 3 filhos. A gente não faz nada sozinho. Se eu não
tivesse filhos que me acompanhasse, não teria como con-
tinuar. Isso aqui para mim é tudo.
Pequenos
Tenho 9 netos e dois bisnetos. Amo do maior ao menor,
todos eles.
Atuante
Oro a Deus todos os dias. Tenho uma vivência grande so-
bre isso, atuo na Ufacs, com todo o amor e carinho. Daqui,
muitos enxovais ajudaram na entidade. Deus está muito
presentenaminhavida.Nerinotambemsempreajudomuito
as pessoas através da Pastoral do Pão.
Solidária
Tempo a gente arranja, né? Tirei um pouco de tempo para
mim, mas sempre se arruma tempo para ajudar.
Sempre juntos
Na verdade, nunca fui muito do trabalho em casa. Gosto de
casa cheia, solidão é a pior coisa. Gosto de fazer comida
para bastante gente.
Hobby
Gosto de canastra. Adoro uma canastrinha. É um hobby.
16 PublicidadeJornal Correio do Sul
Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017
17Segurança Jornal Correio do Sul
Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017
Crueldade
Corpo de homem é encontrado Colisão deixa vítima presa
em ferragens na BR-101
Empresárioéassassinadoapauladas
No final da tarde de sába-
do, por volta das 19 h, o corpo
de um homem foi encontrado
por uma criança e dois ado-
lescentes, no bairro Urus-
sanguinha, próximo à caixa
d’água do ServiçoAutônomo
Municipal de Água e Esgoto
(Samae), localizada atrás do
Supermercado Angeloni.
Por volta da 1h da ma-
drugada de sexta-feira, o
Corpo de Bombeiros de
Sombrio foi acionado para
atender uma colisão com
vítima presa em ferragens
na BR-101, bairro Sanga da
Toca, próximo ao Parque das
Águas, em Sombrio.
N
a manhã de
domingo o mu-
nicípio de São
João do Sul ficou chocado
A mãe de um dos ado-
lescentes foi quem acionou a
Polícia Militar, que isolou a
área até a chegada da Polícia
Civil, do Instituto Geral de
Perícias (IGP) e do Instituto
Médico Legal (IML), que
recolheu o corpo. A vítima
foi atingida por um tiro no
abdome e estava sem camisa
e de bermuda.
De acordo com o dele-
gado plantonista Vandilson
Segundo o Corpo de
Bombeiros, no local a guar-
nição deparou-se com aci-
dente envolvendo os veí-
culos Fiat Uno, placas de
Sombrio, e o caminhão VW
com placas de Caxias do
Sul. A vítima do veiculo
Fiat Uno, o senhor J. A. J.
de 44 anos, encontrava-se
preso entre as ferragens e
com um crime brutal e cruel
que ocasionou a morte do
empresário Pedro Souza Pe-
reira, conhecido como Quin-
ca, de 66 anos, proprietário
da empresa SP Materiais de
Moreira da Silva, o corpo foi
encontrado em elevado estado
de putrefação e devia estar no
local há cerca de dez, doze
dias. Na tarde de domingo,
a vítima foi identificada.
Trata-se de Daniel Morais da
Rocha, de 29 anos, morador
de Balneário Arroio do Silva.
Por volta das 15h de domingo,
o corpo foi liberado para a fa-
mília.APolícia Civil continua
com as investigações do caso.
apresentava escoriações
na face e cabeça, além de
dores no tórax. A guarni-
ção do ABTR-121 efetuou
a retirada da vítima com
auxílio do equipamento de
resgate Weber, e logo após
o homem foi conduzido
pela guarnição do ASU-418
para o Hospital Regional de
Araranguá.
Construções de São João do
Sul. Além da morte do em-
presário, também indignou
moradores da localidade de
Querência a grande violên-
cia que sofreu a esposa de
Gislaine Fontoura
Araranguá
Sombrio
São João do Sul
Carro do empresário foi incendiado, fato que chamou a atenção da polícia
Três menores encontrararm o corpo em avançado estágio de putrefação Carro ficou destruído no impacto, e motorista foi levado ao hospital
Quinca, Zandra Maria Rouxo
Pereira, de 59 anos.
Por volta das 10h da
manhã de ontem, familiares
que moram próximo ao sítio
do empresário foram até sua
residência, onde observaram
que o carro dele, um Cross
Fox, estava incendiado. Foi
quando se aproximaram da
casa e na cozinha avistaram
Quinca já em óbito, com
vários ferimentos e sua es-
posa, Zandra também ferida,
amarrada e amordaçada, mas
ainda com vida.
Os familiares, ao se de-
pararem com aquela situação,
entraram em contato com a
Polícia Militar que isolou o
local e acionou Samu, Corpo
de Bombeiros, Polícia Civil,
IML(Instituto Médico Legal)
e IGP (Instituto Geral de
Perícias)
Segundo o delegado Dr.
André Gazzoni Coltro, as
investigações apontam para
um latrocínio, e o crime
teria acontecido entre as
22h30min ou 23h de sábado,
quando bandidos teriam ido
até o sítio de Quinca, para
roubar. A vítima teria sido
agredida ainda no pátio da
residência, onde vários sinais
de sangue foram encontra-
dos, indicando luta corporal.
A sequência de violência
seguiu para dentro da casa
onde a esposa do empresário
foi agredida, amarrada e
amordaçada, e também onde
foi encontrado o corpo de
Quinca. Segundo a inves-
tigação, acredita-se que os
bandidos tivessem a intenção
de matar a mulher asfixiada.
Algo que chamou atenção
da polícia e dos peritos foi o
fato dos bandidos cortarem a
mangueira do gás de cozinha
e incendiar o carro.
Durante a perícia, foi
apreendido um pedaço de
pau que acredita-se ser
a arma do crime e tam-
bém verificado que alguns
objetos da casa foram
furtados. Próximo ao car-
ro, vários documentos de
Quinca estavam espalha-
dos pelo chão e nos fundos
da propriedade muitas
marcas de sangue foram
vistas, por onde acredita-
-se que os bandidos teriam
fugido.
O delegado ressaltou
que, ainda na noite de sá-
bado, a casa do irmão da
vítima, que fica no mesmo
sítio, também foi arrom-
bada. Zandra a esposa de
Quinca foi encaminhada
pelo Samu para o Hospital
de Praia Grande, e na tarde
de domingo encontrava-
-se estável, mas ainda não
conseguia falar sobre o
caso.
18 PublicidadeJornal Correio do Sul
Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017
19Publicidade Jornal Correio do Sul
Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017
20 PublicidadeJornal Correio do Sul
Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017
14 PublicidadeJornal Correio do Sul
Sexta-Feira, 25 de Agosto de 2017
Av. Papa João XXIII, 438, Parque das Avenidas, Sombrio - SC
21Segurança Jornal Correio do Sul
Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017
Caso Adelvison
Papai Noel é furtado em Morro dos Conventos
Homem descumpre medida protetiva e é preso
Polícia e defesa reconstituem
acidente que matou jovem
A criminalidade não per-
doounemoBomVelhinho.Na
tardedestedomingo,adiretora
de Turismo de Araranguá,
Helen Becker, publicou em
sua página, na rede social
Facebook, o aviso de que o
Papai Noel Surfista, que em
anos anteriores fazia parte da
decoração de Natal da Praça
Hercílio Luz, no Centro de
Araranguá e desta vez foi
colocado no balneário Morro
dos Conventos, foi furtado.
Apublicação pede auxílio
da comunidade. “Boa tarde
meus amigos! É com pesar
que comunico que o Papai
Noel Surfista, que estava no
pergolado, na praia do Morro
dos Conventos foi furtado.
Infelizmente é uma notícia
Um homem de 20 anos foi
preso em sua casa, no bairro
MatoAlto,noiníciodatardede
sábado, após ameaçar mãe, tia
e avó. Contra ele e a favor das
mulheres da família havia três
pedidos de medida de restrição
de direitos, solicitadas pelo
delegado Jair Pereira Duarte,
titular da Delegacia de Prote-
ção à Criança, Adolescente,
Mulher e Idoso (Dpcami) de
Araranguá e nem assim ele pa-
rou de atormentar as parentes.
Diante do descumprimen-
to de todas as três medidas
protetivas, o delegado Jair
N
a tarde desta
sexta-feira, por
volta das 17h, a
Polícia Civil de Sombrio,
triste, pois muito provável
que quem fez isso não pensou
nas crianças e muito menos
no Espírito do Natal. Polícia
Militar de Araranguá já está
ciente e a procura do bem do
patrimônio. Se alguém tiver
alguma informação favor
requereupelaprisãopreventiva
do acusado, que foi deferida
pelo Poder Judiciário na sexta-
-feira. Após cumprimento do
mandado de prisão por poli-
ciaisdaDelegaciadePolíciade
Maracajá, Central de Plantão
Policial (CPP) e Dpcami, co-
ordenados pelo delegado Jair,
o homem foi encaminhado
para a CPP.
Na delegacia ele negou
as acusações e pediu para
falar com sua mãe. Mesmo
com a negativa do crime pelo
acusado, as evidências do
descumprimento das medidas
protetivas são fortes. “Existem
provas bem contundentes do
descumprimento de todas as
o IGP (Instituto Geral de
Perícia), Polícia Militar e ad-
vogado de defesa de Ricardo
Silva da Silva, realizaram na
avenida Nereu Ramos, em
Sombrio, a reconstituição do
repassar à polícia, pelo fone
190”, pediu Helen.
Outro números de denún-
cia são os 197 e 181 da Polícia
Civil, além do WhatsApp da
PC (48) 9.8844-0011. Em
qualquerumdestesnúmeros,a
denúncia é mantida em sigilo.
trêsmedidasprotetivaseelefoi
preso neste sábado”, asseverou
o delegado.
O homem mandou mensa-
gens ameaçando as mulheres,
em uma das mensagens ele
diziaquejátinhacompradoum
revólver e que iria matar todas.
“Vocês vão levar um tiro atrás
do outro, pode escrever o que
euestoufalando,vocêsnãovão
até o final do mês (...) já estou
com o três oitão aqui guardado
só esperando vocês, vocês vão
ver”, ameaçou.
Alémdaprisãopormanda-
do, umTermo Circunstanciado
por posse de drogas foi lavrado
contra o homem na tarde deste
sábado.
acidente que vitimou o jovem
Adelvison Sarmento da Silva
de 20 anos. A reconstituição
foi solicitada a Justiça pelo
advogado de defesa de Ri-
cardo, André Nascimento,
Gislaine Fontoura
Araranguá
Gislaine Fontoura
Araranguá
Sombrio
que questionou alguns pontos
apresentados no inquérito da
Polícia Civil e em laudos do
IGP. Ele apresentou outras
duas versões para o que teria
acontecido naquela noite. No
total, foram apresentadas qua-
tro reconstituições analisando
versões diferentes. Também
foram avaliadas imagens das
câmeras de segurança do Fó-
rum de Sombrio, documentos
e provas periciais.
Parte da avenida ficou
fechadaporaproximadamente
50 minutos para que pudesse
ser feito a reconstituição.
Ricardo está responden-
do o processo pela morte de
Adelvison em liberdade, des-
de 8 de novembro, quando foi
revogada a prisão preventiva.
Um grave acidente tirou
a vida do jovem Adelvison
da Silva, de 20 anos. Ele era
morador de Sombrio, conhe-
cido por trabalhar na cidade
como cabeleireiro com seu
tio. Segundo um familiar, o
jovem tinha saído de um culto
da igreja e seguia com a moto,
sentido norte, na Avenida
Nereu Ramos, próximo ao
Fórum de Sombrio, quando o
Fiesta conduzido por Ricardo
Silva da Silva de 47 anos, que
seguia sentido sul bateu na
moto. O jovem motociclista
morreu na hora.
*PARCELAS À PARTIR DE R$458,89
CONSÓRCIOS PARA IMÓVEIS
INVISTA NOS SEUS PROJETOS
DE FORMA ECONÔMICAE SEGURA
www.consorciomenegalli.com.br
Entenda
o caso
22 Publicações LegaisJornal Correio do Sul
Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017
EDITAL DE INTIMAÇÃO
ARLINDO EDÍLIO DAROSA,Titular doTABELIONATO DE NOTAS E PROTESTOS
DETÍTULOS desta Comarca de Sombrio, situado naAv. Nereu Ramos, 1300 - Fone
(48)3533-0318-CEP88960-000,atendimentodas08:00h-12:00he14:00h-18:00h,
fazsabernaformadaLeiaosqueopresenteEDITALvirem,queseencontramnesse
tabelionato para serem protestados, decorrido o prazo legal de 03 (três) dias úteis,
por não terem sido encontrados nos endereços fornecidos, ou por se recusarem a
tomarconhecimento,ostítuloscujosresponsáveisestãoabaixodiscriminados.Ficam
esclarecidos, também, de que nesse mesmo prazo poderão apresentar resposta
escrita, que não impedirá a lavratura do protesto.
PROT. APRESENTANTE / CNPJ DEVEDOR / CNPJ
Prot:164100;Devedor(es):ADILTONDOSSANTOSGONCALVES-670.601.969-00,
End: Rua 11, S/N, Balneario Gaivota; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced:
E SEBOLD DA SILVA ME; Sac: E SEBOLD DA SILVA ME; Tit: 9380 ; Apr: FCDL;
VEN: 12/07/2017; Esp: Duplicata Venda Mercantil por Indicação; Val: R$ 230,00 +
Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 84,68. Apontamento R$ 16,50 - Selo R$ 1,85 -
Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 50,65 - Condução R$ 17,53 - Digitalização R$
0,00- Total Emolumentos R$ 84,68.
Prot:164128;Devedor(es):ALIRIOMANOELCANDIDO-181.779.640-20,End:Rua
MachadodaSilveira,S/N,BalnearioGaivota;Tip:Normal; Mot:Faltadepagamento;
Ced: ESTADO DE SANTA CATARINA; Sac: ESTADO DE SANTA CATARINA; Tit:
17013500141 ; Apr: PROCURADORIA-GERAL DO ESTADO; VEN: À VISTA; Esp:
Certidão de Dívida Ativa; Val: R$ 1.930,17 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$
118,08.Apontamento R$ 16,50 - Selo R$ 1,85 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$
50,65 - Condução R$ 50,93 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 118,08.
Prot: 164075; Devedor(es): BENTABORGES MARTINS HILGER - 689.055.219-91,
End: Rua Maximo Rodrigues da Silva, 800, Sombrio; Tip: Normal; Mot: Falta de
pagamento; Ced: MUNICIPIO DE SOMBRIO; Sac: MUNICIPIO DE SOMBRIO; Tit:
1124-2017 ;Apr: MUNICIPIO DE SOMBRIO; VEN: À VISTA; Esp: Certidão de Dívida
Ativa; Val: R$ 1.340,15 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 56,58. Apontamento
R$ 16,50 - Selo R$ 1,85 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 33,00 - Condução
R$ 7,08 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 56,58.
Prot:164206;Devedor(es):CLEBERRODRIGUESBORGES-904.969.499-34,End:
Rua Dr.Antonio Bottini, 533, Sombrio;Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced:
MUNICIPIO DE SOMBRIO; Sac: MUNICIPIO DE SOMBRIO; Tit: 1170-2017 ;Apr:
MUNICIPIO DE SOMBRIO; VEN: À VISTA; Esp: Certidão de Dívida Ativa; Val: R$
1.524,70+JurosLegais(1%a.m.);Emol.:R$56,58.ApontamentoR$16,50-SeloR$
1,85 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 33,00 - Condução R$ 7,08 - Digitalização
R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 56,58.
Prot: 164099; Devedor(es): CLEIA MARI BETTI - 003.555.840-77, End: Rua dos
Açores, 177, Balneario Gaivota; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: E
SEBOLD DA SILVA ME; Sac: E SEBOLD DA SILVA ME; Tit: 9701 ; Apr: FCDL;
VEN: 21/08/2017; Esp: Duplicata Venda Mercantil por Indicação; Val: R$ 452,90 +
Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 84,68. Apontamento R$ 16,50 - Selo R$ 1,85 -
Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 50,65 - Condução R$ 17,53 - Digitalização R$
0,00- Total Emolumentos R$ 84,68.
Prot:164200;Devedor(es):FLATEMPRIMOBILIARIOSLTDA-00.536.235/0001-00,
End:Av. Beira Mar, S/N, Balneario Gaivota; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento;
Ced: UNICRED SUL CATARINENSE; Sac: TEZZA MONTAGENS ELETRICAS
LTDA; Tit: 7086/2 ;Apr: BANCO BRADESCO SA; VEN: 05/12/2017; Esp: Duplicata
VendaMercantilporIndicação; Val:R$3.000,00+JurosLegais(1%a.m.);Emol.:R$
56,58. Apontamento R$ 16,50 - Selo R$ 1,85 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$
33,00 - Condução R$ 7,08 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 56,58.
Prot: 164189; Devedor(es): JOSE ROGERIO DAROSAALBINO - 842.562.499-15,
End: Rua Mario Sant’Helena, 297, Sombrio;Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento;
Ced:LAJOSULMATERIALPARACONSTRUCAOLTDA; Sac:LAJOSULMATERIAL
PARA CONSTRUCAO LTDA; Tit: 112522 ; Apr: FCDL; VEN: 26/07/2017; Esp:
Duplicata Venda Mercantil por Indicação; Val: R$ 238,00 + Juros Legais (1%
a.m.); Emol.: R$ 56,58. Apontamento R$ 16,50 - Selo R$ 1,85 - Distribuição R$
0,00 - Diligência R$ 33,00 - Condução R$ 7,08 - Digitalização R$ 0,00- Total
Emolumentos R$ 56,58.
Prot: 164097; Devedor(es): LUANA GUIMARAES VIEIRA - 089.872.989-06, End:
SegundaAvenida, 1300, Balneario Gaivota;Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento;
Ced: E SEBOLD DA SILVA ME; Sac: E SEBOLD DA SILVA ME; Tit: 02256 ; Apr:
FCDL; VEN: 25/05/2017; Esp: Duplicata Venda Mercantil por Indicação; Val: R$
1.833,15+JurosLegais(1%a.m.);Emol.:R$84,68.ApontamentoR$16,50-SeloR$
1,85-DistribuiçãoR$0,00-DiligênciaR$50,65- ConduçãoR$17,53-Digitalização
R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 84,68.
Prot: 164295; Devedor(es): LUIZ DE MEDEIROS - 512.471.519-72, End: Rua das
Flores, 325, Sombrio; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: MUNICIPIO
DE SOMBRIO; Sac: MUNICIPIO DE SOMBRIO; Tit: 1222-2017 ;Apr: MUNICIPIO
DE SOMBRIO; VEN: À VISTA; Esp: Certidão de Dívida Ativa; Val: R$ 1.034,77 +
Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 56,58. Apontamento R$ 16,50 - Selo R$ 1,85 -
Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 33,00 - Condução R$ 7,08 - Digitalização R$
0,00- Total Emolumentos R$ 56,58.
Prot:164071;Devedor(es):MARCOSMARQUESFERREIRA-034.786.329-94,End:
Rua Dario Irineu Colares, 261, Sombrio; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento;
Ced: MUNICIPIO DE SOMBRIO; Sac: MUNICIPIO DE SOMBRIO; Tit: 1161-2017
; Apr: MUNICIPIO DE
SOMBRIO; VEN: À VISTA; Esp: Certidão de Dívida Ativa; Val: R$ 908,29 +
Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 56,58. Apontamento R$ 16,50 - Selo R$ 1,85 -
Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 33,00 - Condução R$ 7,08 - Digitalização R$
0,00- Total Emolumentos R$ 56,58.
Prot: 164286; Devedor(es): MARILDA MATTOS DOS SANTOS - 760.884.569-49,
End: Rod. Municipal 350, 350, Sombrio; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento;
Ced: MUNICIPIO DE SOMBRIO; Sac: MUNICIPIO DE SOMBRIO; Tit: 1208-2017
; Apr: MUNICIPIO DE SOMBRIO; VEN: À VISTA; Esp: Certidão de Dívida Ativa;
Val: R$ 354,70 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 66,06. Apontamento R$ 16,50
- Selo R$ 1,85 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 33,00 - Condução R$ 16,56 -
Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 66,06.
Prot: 164034; Devedor(es): RONALDOO CARDOSO DA ROSA - 549.450.039-04,
End: Av. Pref. Francisco Lummertz, 781, Sombrio; Tip: Normal; Mot: Falta de
pagamento; Ced: MUNICIPIO DE SOMBRIO; Sac: MUNICIPIO DE SOMBRIO; Tit:
1103-2017 ;Apr: MUNICIPIO DE SOMBRIO; VEN: À VISTA; Esp: Certidão de Dívida
Ativa; Val: R$ 1.294,22 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 56,58. Apontamento
R$ 16,50 - Selo R$ 1,85 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 33,00 - Condução
R$ 7,08 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 56,58.
Prot: 164205; Devedor(es):TAIANE DASILVEIRAMARTINS - 059.512.399-66, End:
Rua 211, S/N, Sombrio; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: MUNICIPIO
DE SOMBRIO; Sac: MUNICIPIO DE SOMBRIO; Tit: 1168-2017 ;Apr: MUNICIPIO
DE SOMBRIO; VEN: À VISTA; Esp: Certidão de Dívida Ativa; Val: R$ 1.545,48 +
Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 56,58. Apontamento R$ 16,50 - Selo R$ 1,85 -
Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 33,00 - Condução R$ 7,08 - Digitalização R$
0,00- Total Emolumentos R$ 56,58.
Certifico, para os devidos fins, que o presente edital foi afixado no mural da serventia
em: 18/12/2017.
Sombrio - SC, 18/12/2017
ESTADO DE SANTA CATARINA
MUNICÍPIO DE SÃO JOÃO DO SUL
DECRETO Nº 113 DE 14 DE DEZEMBRO DE 2017.
“Nomeia Membros do Conselho Municipal de Educação de São João do
Sul – SC e dá outras providências”.
MOACIR FRANCISCO TEIXEIRAPrefeito Municipal em exercício de São
João do Sul, Estado de Santa Catarina, no uso de suas atribuições legais
e de acordo com o inciso V, artigo 55 da Lei Orgânica do Município c/c art.
4ºdaLeiMunicipalnº1305,de20dedezembrode2005esuasalterações;
DECRETA:
Art. 1º - Ficam nomeados os membros para o Conselho Municipal de
Educação de São João do Sul – SC, abaixo relacionados:
Representantes da Secretaria Municipal de Educação
Titular:Claudio Junior Lima da Rocha
Suplente: Susânia Scariot Bendo Cechinel
Representantes dos Diretores das Escolas Municipais
Titular: Maria Helena Scheffer Domingos
Suplente: Marilane de Souza Lopes Colares
RepresentantesdosProfessoresdaRedeMunicipaldoEnsinoFundamental
Titular: Simone Pereira Lummertz
Suplente: Susana Bedinot Martins
Representantes dos Professores da Rede Municipal de Educação Infantil
Titular: Viviana Maciel da silva
Suplente: Clamilta Bauer Borba Ramos
Representantes dos Professores da Rede Estadual
Titular: Adriana Scheffer de Moraes Scandolara
Suplente: Sandra Scandolara da Silva
Representantes dos profissionais das Escolas de Ensino Especial
Titular: Edilene dos Santos
Suplente: Luciana Laguna da Rosa
VII - Representantes dos Conselhos Escolares das Escolas Municipais
Titular: Alexandra Cardoso da Silva
Suplente: Tatiane Nunes da Silva Canalli Barcellos
VIII - Representante dos profissionais da educação de Jovens e Adultos
Titular: Eriédina Maciel Pereira
Suplente: Ivone Alexandre Maciel
IX - Representantes de alunos maiores de 18 (dezoito) anos ou
emancipados
Titular: Marisa Patrício
Suplente: Vagner Gonçalves de Jesus
Art. 2° - Definido em eleição entre os representantes, o Presidente do
Conselho o senhor Claudio Junior Lima da Rocha e Vice-Presidente a
senhora Simone Pereira Lumertz.
Art.3°-OExercíciodafunçãodeConselheiroserágratuito,constituindo-se
de serviço público relevante.
ESTADO DE SANTA CATARINA
MUNICÍPIO DE BALNEÁRIO ARROIO DO SILVA
REPUBLICAÇÃO - AVISO DE LICITAÇÃO
PROCESSO LICITATÓRIO Nº 75/2017
EDITAL DO PREGÃO PRESENCIAL Nº 48/2017
OBJETO: Contratação de empresa para prestação de serviço em
manutenção preventiva e corretiva de computadores, periféricos,
rede, hospedagem, manutenção da home - Page (página de Internet),
administração do servidor de rede, com uma carga mínima presencial de
no mínimo 20 (vinte) horas semanais, nas secretarias e seus respectivos
departamentos e unidades do Município de BalneárioArroio do Silva/SC.
TIPO DE JULGAMENTO: Menor preço Global.
REGIME LEGAL: Mediante as especificações e condições previstas
no Edital, sob a regência da Lei 10.520/2002, Lei nº 8.666/1993 e suas
alterações, e Lei Complementar nº 123/2006, e posteriores alterações.
ABERTURA DOS ENVELOPES: Iniciará às 14:00 horas, do dia 03 de
janeiro de 2018, na Sala de Reuniões, na Sede da Prefeitura Municipal,
situada na Avenida Santa Catarina, nº 1122, Centro, na Cidade de
Balneário Arroio do Silva/SC.
INFORMAÇÕES:Pessoalmenteoupelotelefone:(48)3526-1445.E-mail:
licitacao@arroiodosilva.sc.gov.br
Balneário Arroio do Silva/SC, 15 de dezembro de 2017.
JUSCELINO DA SILVA GUIMARÃES
Prefeito Municipal
ESTADO DE SANTA CATARINA
MUNICÍPIO DE MELEIRO
AVISO - INEXIGIBILIDADE DE LICITAÇÃO Nº 101/2017.
EDER MATOS, Prefeito Municipal, torna público para conhecimento
de todos, que contratou através de inexigibilidade de licitação a
atração BANDA BONDE LEVADA, para o ENCERRAMENTO DAS
FESTIVIDADES DE NATAL DO MUNICIPIO DE MELEIRO.
Fundamento Legal: Art. 25, inciso III, da Lei Federal 8.666/93.
Valor Total Contratado: R$ 1.300,00
Meleiro/SC, 15 de dezembro de 2017.
EDER MATTOS
Prefeito Municipal.
Art. 4° - Este Decreto entre em vigor na data de sua publicação.
Gabinete do Prefeito Municipal de São João do Sul, 14 de dezembro de
2017.
MOACIR FRANCISCO TEIXEIRA
Prefeito Municipal em Exercício
Publicado e registrado nesta Secretaria aos quatorze dias do mês de
dezembro do ano de dois mil e dezessete.
TAISE DOS SANTOS ALVES
Secretária Municipal de Administração e Finanças
23Geral Jornal Correio do Sul
Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017
Na avaliação de Côrte,
já no final do ano passado a
economia catarinense dava
sinais de retomada do fôle-
go, em grande parte por conta
da diversificação dos setores.
Para confirmar a tendência,
as indústrias do estado in-
vestiram fortemente em tecno-
logia e inovação, mesmo no
período mais crítico. “Uma
vantagem competitiva que te-
mos em Santa Catarina sobre
a maioria dos outros estados
é que estamos há mais de dez
anos sem reajuste do ICMS, o
que garante um ambiente mais
favorável às atividades produ-
tivas”, considerou.
Otimista, o presidente da
Fiesc aposta em um 2018 de
“consolidação do crescimento”
e, portanto, bem melhor que
2016 e 2017. Em contrapar-
tida, apontou alguns riscos.
“Nas próximas eleições nós
podemos ter um governo de
continuidade das reformas e
da modernização do ambiente
institucional ou um governo
que retroceda, que impactará
negativamente a economia.”
Ao longo da conversa com
os jornalistas, Glauco Côrte
reforçou em diferentes oportu-
nidades a urgência da refor-
ma da Previdência, dando até
mesmo mais destaque do que
à reforma Tributária. Para
ele, a reforma previdenciária
é condição para que os inves-
tidores se voltem novamente
para o Brasil.
PeloEstado Retrospectiva 2017 - Perspectiva 2018
Como já é tradicional no final de ano, o presidente da Federação das
Indústrias (Fiesc), Glauco José Côrte, reuniu jornalistas para fazer
uma avaliação da economia, apontar desafios a serem enfrentados e
as perspectivas. Apresentou uma série de números positivos de 2017
em comparação com 2016 e chamou a atenção para os riscos que
podem vir com a escolha do novo mandatário do país. Ainda assim,
manteve o tom otimista, principalmente quanto à perseverança dos
industriais e a qualidade dos trabalhadores catarinenses, vantagens
competitivas inegáveis. Depois da entrevista coletiva, o líder
industrial conversou separadamente com a reportagem da Coluna
Pelo Estado. Falou sobre o interior do estado, da retomada do
ritmo de atividade de setores tradicionais da nossa economia, da
necessidade de investimentos em infraestrutura e sobre a sucessão da
Confederação Nacional da Indústria (CNI), em outubro de 2018.
[PE] - A ocupação da capacidade
instaladadaindústriacatarinense,
na média anual, é representativa?
Glauco Côrte - Entre 80% e 90%,
consideramos que é uma boa
ocupação. Gradativamente nós
estamos retomando a utilização
da capacidade. Acredito que em
2018 a maior parte das nossas in-
dústrias chegarão ao índice histó-
rico, sempre superior a 80%.
[PE] - Privatizações, concessões e
parcerias público-privadas são su-
ficientes para recuperar o atraso
do estado e infraestrutura?
Glauco Côrte - O governo fede-
ral e o governo estadual não têm
recursos suficientes para investir
na infraestrutura. Por vezes fal-
ta até mesmo para a manutenção
do que já existe. Acredito que
concessão, privatização e PPPs
são a saída para o problema. No
caso das rodovias, com cobrança
de pedágio, mas o investimento
não deve ser considerado no va-
lor, para não torná-lo muito caro.
É aí que o governo tem papel
preponderante. Algo precisa ser
feito, porque os próximos anos
ainda serão muito difíceis para o
setor público.
[PE] - O volume de investimentos
ainda é baixo. Preocupa?
Glauco Côrte - Tivemos uma in-
fluência, principalmente nos últi-
mos dois anos, da operação lava-
jato. As principais empreiteiras
do Brasil estiveram envolvidas
e boa parte das obras foi preju-
dicada. Temos aqui o Monitora
Fiesc, que acompanha as obras
estaduais e federais, aponta que
60% das obras públicas estão pa-
radas ou têm comprometimento
no cronograma. Mas há recursos
no mercado internacional para
investir no Brasil. Precisamos de
regras claras, taxas de retorno
atraentes e segurança jurídica.
[PE] - O senhor deu destaque
para a queda da inflação. É uma
queda real ou motivada à queda
da renda e ao recuo no consumo?
Glauco Côrte - Durante o auge
da recessão a inflação se man-
teve alta, provando que não há
uma relação direta. O que há é
inflação e política, expansiva ou
não. A renda das famílias caiu
com inflação alta e juros eleva-
dos e, mesmo depois que houve
a queda de juros a inflação não
caiu. Isso só aconteceu quando o
governo começou a implementar
medidas de ajuste fiscal. Conco-
mitantemente, a renda da popu-
lação voltou a crescer e isso não
impactou em alta. A política do
atual governo, de controlar seus
gastos, é o que explica a inflação
em níveis mais baixos.
[PE] - O governador Raimundo
Colombo disse que várias novas
empresas, incluindo indústrias,
vão se instalar no estado em
2018. E elogiou a atuação da
Fiesc nas negociações. Como se
dá essa parceria?
Glauco Côrte - Na verdade, são
140 projetos em avaliação. De 18
a 20, já podemos considerar como
certos. Outros 49 estão com as
conversações bem adiantadas. A
maior parte ainda optando pela
região Norte, que oferece melhor
infraestrutura, como o bom nú-
mero de portos. Nós, governo e
Fiesc, sempre tivemos uma rela-
ção de proximidade. Com o Pro-
grama de Desenvolvimento da
Indústria, sentimos a necessida-
de de centralizar o atendimento,
de forma que o investidor tenha
a possibilidade de, em um mes-
mo dia, conversar com os nossos
técnicos e com os do governo. A
experiência levou à criação do
Criamos a InvestSC, sem a neces-
sidade de o Estado abrir nenhu-
ma nova vaga pública. É o único
caso do país de uma parceria pú-
blico-privada para atrair investi-
mentos. Nas reuniões mostramos
as nossas vantagens: terra dispo-
nível, vocação industrial e expor-
tadora forte, trabalhador qua-
lificado, relação afinada entre o
setor público e o privado, sem au-
mento de impostos, piso estadual
negociado entre trabalhadores e
empresários, sem a interferência
do governo... e Santa Catarina
está se destacando como um esta-
do inovador, com muitas startups,
das quais inúmeras se consolidam
como empresas.
[PE] - Que setores tiveram maior
crescimento em 2017 no estado?
Glauco Côrte - Alguns dos nossos
setores mais tradicionais: alimen-
tos, têxtil, metalmecânico, calça-
dista, madeira e mobiliário. Eles
estão mais concentrados em de-
terminadas regiões, o que acaba
impactando de forma positiva o
estado como um todo. O setor ce-
râmico também começa a reagir,
tanto pela retomada das refor-
mas quanto pelas exportações,
mas ainda espera a retomada da
construção civil.
[PE] - Em 2018 acontece uma
nova eleição na CNI. O senhor vai
concorrer?
Glauco Côrte - Não. Meu mandato
aqui vai até julho do ano que vem
e o da CNI, até outubro. É uma
tarefa muito difícil. Um proces-
so complexo. O atual presidente,
Robson Braga de Andrade, deve
ser reconduzido e o mais provável
é que eu esteja na diretoria.
[PE] - Uma mensagem para o in-
dustrial catarinense.
Glauco Côrte - A mensagem é de
otimismo em relação ao futuro
da nossa economia. O industrial
catarinense está preparado para
um novo ciclo de crescimento
porque não deixou de investir,
mesmo no momento mais agudo
da crise. Portanto, tem condição
mais favorável agora, na retoma-
da do crescimento.
“Há recursos internacionais para investir no Brasil”
Por Andréa Leonora
redacao@peloestado.com.br
Foto: Filipe Scott/Fiesc
2
0
1
7
2
0
1
6
24 PublicidadeJornal Correio do Sul
Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017
25PublicidadeJornalCorreiodoSul
Segunda-Feira,18deDezembrode2017
Grêmio perde Mundial contra Real Madrid
e escancara diferença para EuropaPorto Alegre
01-03-04-05-06
08-09-10-14-18
20-21-22-23-25
CONCURSO
1.599
LOTO FÁCIL
15/12
13-22-46-70-77
CONCURSO
4.5158
QUINA
16/12
JORNAL CORREIO DO SUL
Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017
C
erta feita,
em junho,
levantou-
-se um ró-
tulo colado
no Grêmio. Dizia "Melhor
futebol do Brasil", e o produto
usado para grudar foi bom.
Pois o ano chega ao fim e o
rótulo ainda está lá, embora
as atuações, não. Veio no-
vembro, o título daAmérica e
um novo sonho. O recheio de
merengue, porém, tornou-se
indigesto.
Avitória do Real Madrid
na final do Mundial por 1 a 0
foi magra e por um detalhe,
mas o que se viu em campo,
no Zayed Sports City, emAbu
Dhabi, escancara a diferença
dos jogos praticados no Brasil
e pelos grandes da Europa. O
Grêmio não chegou ao seu
limite em termos de desem-
penho porque não contou
com todos os jogadores em
uma noite inspirada, mas fez o
possível diante de um poderio
tão forte.
"A gente fez o que esta-
va ao nosso alcance, saímos
de cabeça erguida, fizemos
o que podemos. Do outro
lado, até brincamos, são
jogadores que parecem que
não são deste planeta".
(Marcelo Grohe, goleiro)
Os números do jogo re-
gistram posse de bola de 62%
para o Real e 20 finalizações,
contra apenas uma do Grê-
mio, que sequer acertou a
meta de Keylor Navas - Edíl-
son arriscou cobrança de falta
de longe. Este fato causou
indignação em muitos torce-
dores. É verdade. O Tricolor
poderia ter apresentado algo
mais próximo daquilo que
chamou atenção do país in-
teiro ao longo da temporada.
Contudo, ainda assim a
vitória sobre o Real Madrid
estaria longe. Simplesmente
porque o adversário é nada
menos que o maior clube
do mundo e vive em outra
realidade, com orçamento de
600 milhões de euros - o do
Grêmio é de R$ 70 milhões.
Os jogadores gremistas não
achavam os rivais. Quando
se aproximavam para marcar
o croata Modric, por exemplo,
a bola já estava nos pés de
outro, tamanha rapidez na
troca de passes.
- Nós sabíamos que o
Cristiano Ronaldo tem essa
arma, tem uma falta muito
boa. Infelizmente, a gente
deu uma vacilada ali, mas, no
contexto geral, mereceram a
vitória. A gente fez o que es-
tava ao nosso alcance, saímos
de cabeça erguida, fizemos o
que podemos. Do outro lado,
até brincamos, são jogadores
que parecem que não são
deste planeta - disse o goleiro
Marcelo Grohe na zona mista
do Zayed Sports City.
"Os jogadores (do Real)
têm uma qualidade muito
grande. Sabíamos que en-
contraríamos muitas difi-
culdades. Pelo que o Real
Madrid jogou, mereceu ser
campeão. Estamos tristes,
mas de cabeça erguida por
tudo que fizemos em 2017".
(Renato Gaúcho, técnico)
Além de atuações abaixo
do normal de nomes como
Luan, Barrios - que con-
firmou que não permanece
em 2018 - e Fernandinho, o
clube gaúcho lidou com uma
estrutura tática muito bem
ajustada. Modric fazia um
movimento de aprofundar-
-se pelo lado direito quando
Isco recuava, confundindo a
marcação. Kroos se postava
quase como lateral-esquerdo,
liberando Marcelo para avan-
çar e sendo um armador por
trás do jogo. Especialmente
no meio-campo, sem Arthur,
o Grêmio foi dominado.
O poderio europeu está
muitos anos na frente do sul-
-americano. O último título
conquistado pela América
do Sul foi em 2012, quando
o Corinthians bateu um Chel-
sea mais pragmático. Dali em
diante, o Real Madrid ergueu
a taça três vezes: 2014, 2016
e 2017. No entanto, é bom
lembrar que o gol merengue
só saiu porque a bola passa
em um miniespaço na bar-
reira, entre Lucas Barrios
e Luan, por conta de um
movimento de corpo do cen-
troavante.
- A dferença é que é o
time mais rico do mundo, me-
lhores jogadores do mundo, é
difícil. O orçamento do Real
e do Grêmio é um absurdo
de diferença. (O Real) Tem
os melhores do mundo. A
gente foi com a mentalidade
de ganhar, mas não é fácil
ganhar do melhor do mundo.
É trabalhar, esquecer isso
aqui e pensar no ano que vem
- comentou Jael.
Na zona mista, o clima
era de uma espécie de re-
signação com a derrota, de
certa forma esperada por
conta do tamanho da pedra no
caminho. O sentimento que
fica é o do tri da América e
o dever cumprido. O Grêmio
fez frente ao Real Madrid,
levou o gol por centímetros
na barreira e fez o que pode.
Longe de ser o suficiente,
mas o que pode. O Brasil tem
muito o que evoluir para po-
der bater de frente de "igual
para igual", como queriam
os tricolores, com potências
como o time de Zidane.
Cruzeiro é campeão nos pênaltisSanta Rosa do Sul
Araranguá
27Publicidade Jornal Correio do Sul
Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017
T
eve repete-
co de 2016,
e o clássico
entre Inde-
pendente e
Cruzeiro finalizou na tarde
deste domingo o campeonato
municipal de futebol amador
de Santa Rosa do Sul.
O Cruzeiro é um time
mais antigo e o Independente
disputava sua sétima final
consecutiva, fazendo com que
a partida fosse cercada por
muita expectativa.
O Cruzeiro abriu o placar
já no final de um primeiro
tempo bastante equilibrado.
Andreimarcouaos42minutos
e aumentou a emoção da final.
Mesmo na frente, o Cru-
zeiro não baixou a guarda,
pois tinha ainda na lembrança
o triste resultado do ano pas-
sado. Em 2016, o Cruzeiro
chegou a abrir dois gols de
vantagem sobre o adversário,
Após um ano de muitos
treinamentos, aprendizados,
participação de torneios e
trocadefaixas,oscaratecasdo
Grêmio Fronteira vão entrar
mas o Independente não ape-
nas empatou como acabou
sagrando-se campeão.
Na etapa complementar,
aos cinco minutos ficou tudo
igual no placar, com gol de
Mauricinho. Para os torcedo-
res das duas equipes, a partida
ficou de testar a saúde do
coração. Mesmo assim, em
campo o clima era tranquilo,
e somente aos 20 minutos do
segundotemposaiuoprimeiro
cartão amarelo. Os últimos
cinco minutos da partida tive-
ram pelo menos três chances
de gol perdidas, agitando as
duas torcidas. Mas não teve
jeito. Terminando o tempo
regulamentar em 1x1, a par-
tida foi para a prorrogação de
30 minutos.
O empate persistiu e a
decisão foi para a cobrança
de pênaltis, quando final-
mente o resultado favoreceu
o Cruzeiro, que voltou a ser
campeãodomunicipalsulsan-
tarrosense.
Karatê do Grêmio Fronteira encerra
o ano com coquetel especial
de férias. Na tarde da última
quarta-feira, dia 13, o instrutor
Silvio Cesar de Oliveira fez
um coquetel especial durante
a última aula do ano. "Este
ano foi muito especial. Agra-
deço a todos colaboradores,
alunos, em especial aos pais,
por confiarem em nosso tra-
balho. Desejo um Feliz Natal
e um próspero Ano Novo",
comentou. Ele revela que as
aulas retornam no dia 15 de
janeiro de 2018.
SEGUNDA-FEIRA, 18 DE DEZEMBRO DE 2017

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

Jornal digital 01 03-18
Jornal digital 01 03-18Jornal digital 01 03-18
Jornal digital 01 03-18
 
Jornal digital 5057 seg_05122016
Jornal digital 5057 seg_05122016Jornal digital 5057 seg_05122016
Jornal digital 5057 seg_05122016
 
Jornal digital 23-02-17
Jornal digital 23-02-17Jornal digital 23-02-17
Jornal digital 23-02-17
 
Jornal digital 4890_ter_05042016
Jornal digital 4890_ter_05042016Jornal digital 4890_ter_05042016
Jornal digital 4890_ter_05042016
 
Jornal digital 4950_qui_30062016
Jornal digital 4950_qui_30062016Jornal digital 4950_qui_30062016
Jornal digital 4950_qui_30062016
 
Jornal digital 28 09-2018
Jornal digital 28 09-2018Jornal digital 28 09-2018
Jornal digital 28 09-2018
 
Jornal digital 14 06-17
Jornal digital 14 06-17Jornal digital 14 06-17
Jornal digital 14 06-17
 
Jornal digital 4905_qua_27042016
Jornal digital 4905_qua_27042016Jornal digital 4905_qua_27042016
Jornal digital 4905_qua_27042016
 
Jornal digital 19 12-17
Jornal digital 19 12-17Jornal digital 19 12-17
Jornal digital 19 12-17
 
Jornal digital 22 08-17
Jornal digital 22 08-17Jornal digital 22 08-17
Jornal digital 22 08-17
 
Jornal digital 01 08-17
Jornal digital 01 08-17Jornal digital 01 08-17
Jornal digital 01 08-17
 
Jornal digital 15 10-2018
Jornal digital 15 10-2018Jornal digital 15 10-2018
Jornal digital 15 10-2018
 
Jornal digital 24 07-18
Jornal digital 24 07-18Jornal digital 24 07-18
Jornal digital 24 07-18
 
Jornal digital 6 de janeiro de 2017
Jornal digital   6 de janeiro de 2017Jornal digital   6 de janeiro de 2017
Jornal digital 6 de janeiro de 2017
 
Jornal digital 08 01-18
Jornal digital 08 01-18Jornal digital 08 01-18
Jornal digital 08 01-18
 
Jornal digital 26 07-18
Jornal digital 26 07-18Jornal digital 26 07-18
Jornal digital 26 07-18
 
Jornal digital 4904_ter_26042016
Jornal digital 4904_ter_26042016Jornal digital 4904_ter_26042016
Jornal digital 4904_ter_26042016
 
Jornal digital 17 08-17
Jornal digital 17 08-17Jornal digital 17 08-17
Jornal digital 17 08-17
 
Jornal digital 20 08-17
Jornal digital 20 08-17Jornal digital 20 08-17
Jornal digital 20 08-17
 
Jornal digital 4749 ter-08092015
Jornal digital 4749 ter-08092015Jornal digital 4749 ter-08092015
Jornal digital 4749 ter-08092015
 

Semelhante a Caso Adelvison: defesa e polícia reconstituem acidente

Semelhante a Caso Adelvison: defesa e polícia reconstituem acidente (20)

Jornal digital 31 07-17
Jornal digital 31 07-17Jornal digital 31 07-17
Jornal digital 31 07-17
 
Jornal digital 26 06-17
Jornal digital 26 06-17Jornal digital 26 06-17
Jornal digital 26 06-17
 
Jornal digital 18 01-18
Jornal digital 18 01-18Jornal digital 18 01-18
Jornal digital 18 01-18
 
Jornal digital 29 11-17
Jornal digital 29 11-17Jornal digital 29 11-17
Jornal digital 29 11-17
 
Jornal digital 09 10-17
Jornal digital 09 10-17Jornal digital 09 10-17
Jornal digital 09 10-17
 
Jornal digital 19 09-2018
Jornal digital 19 09-2018Jornal digital 19 09-2018
Jornal digital 19 09-2018
 
Jornal digital 20 06-17
Jornal digital 20 06-17Jornal digital 20 06-17
Jornal digital 20 06-17
 
Jornal digital 17 11-17
Jornal digital 17 11-17Jornal digital 17 11-17
Jornal digital 17 11-17
 
Jornal digital 20 10-17
Jornal digital 20 10-17Jornal digital 20 10-17
Jornal digital 20 10-17
 
Jornal digital 20 09-2018
Jornal digital 20 09-2018Jornal digital 20 09-2018
Jornal digital 20 09-2018
 
Jornal digital 4887_qui_31032016
Jornal digital 4887_qui_31032016Jornal digital 4887_qui_31032016
Jornal digital 4887_qui_31032016
 
Jornal digital 12 06-18
Jornal digital 12 06-18Jornal digital 12 06-18
Jornal digital 12 06-18
 
Jornal digital 15-03-17
Jornal digital 15-03-17Jornal digital 15-03-17
Jornal digital 15-03-17
 
Jornal digital 07 09-17
Jornal digital 07 09-17Jornal digital 07 09-17
Jornal digital 07 09-17
 
Jornal digital 06-04-17
Jornal digital 06-04-17Jornal digital 06-04-17
Jornal digital 06-04-17
 
Jornal digital 4953_ter_05072016
Jornal digital 4953_ter_05072016Jornal digital 4953_ter_05072016
Jornal digital 4953_ter_05072016
 
Jornal digital 09-02-17
Jornal digital 09-02-17Jornal digital 09-02-17
Jornal digital 09-02-17
 
Jornal digital 27 de janeiro de 2017
Jornal digital   27 de janeiro de 2017Jornal digital   27 de janeiro de 2017
Jornal digital 27 de janeiro de 2017
 
Jornal digital 28-12-17
Jornal digital 28-12-17Jornal digital 28-12-17
Jornal digital 28-12-17
 
Jornal digital 09 03-18
Jornal digital 09 03-18Jornal digital 09 03-18
Jornal digital 09 03-18
 

Mais de Jornal Correio do Sul (20)

Jornal digital 20 12-2018
Jornal digital 20 12-2018Jornal digital 20 12-2018
Jornal digital 20 12-2018
 
Jornal digital 19 12-2018
Jornal digital 19 12-2018Jornal digital 19 12-2018
Jornal digital 19 12-2018
 
Jornal digital 18 12-2018
Jornal digital 18 12-2018Jornal digital 18 12-2018
Jornal digital 18 12-2018
 
Jornal digital 17 12-2018
Jornal digital 17 12-2018Jornal digital 17 12-2018
Jornal digital 17 12-2018
 
Jornal digital 14 12-2018
Jornal digital 14 12-2018Jornal digital 14 12-2018
Jornal digital 14 12-2018
 
Jornal digital 13 12-2018
Jornal digital 13 12-2018Jornal digital 13 12-2018
Jornal digital 13 12-2018
 
Jornal digital 12 12-2018
Jornal digital 12 12-2018Jornal digital 12 12-2018
Jornal digital 12 12-2018
 
Jornal digital 11 12-2018
Jornal digital 11 12-2018Jornal digital 11 12-2018
Jornal digital 11 12-2018
 
Jornal digital 10 12-2018
Jornal digital 10 12-2018Jornal digital 10 12-2018
Jornal digital 10 12-2018
 
Jornal digital 06 12-2018
Jornal digital 06 12-2018Jornal digital 06 12-2018
Jornal digital 06 12-2018
 
Jornal digital 05 12-2018
Jornal digital 05 12-2018Jornal digital 05 12-2018
Jornal digital 05 12-2018
 
Jornal digital 04 12-2018
Jornal digital 04 12-2018Jornal digital 04 12-2018
Jornal digital 04 12-2018
 
Jornal digital 03 12-2018
Jornal digital 03 12-2018Jornal digital 03 12-2018
Jornal digital 03 12-2018
 
Jornal digital 30 11-2018
Jornal digital 30 11-2018Jornal digital 30 11-2018
Jornal digital 30 11-2018
 
Jornal digital 29 11-2018
Jornal digital 29 11-2018Jornal digital 29 11-2018
Jornal digital 29 11-2018
 
Jornal digital 28 11-2018
Jornal digital 28 11-2018Jornal digital 28 11-2018
Jornal digital 28 11-2018
 
Jornal digital 27 11-2018
Jornal digital 27 11-2018Jornal digital 27 11-2018
Jornal digital 27 11-2018
 
Jornal digital 24 11-2018
Jornal digital 24 11-2018Jornal digital 24 11-2018
Jornal digital 24 11-2018
 
Jornal digital 22 11-2018
Jornal digital 22 11-2018Jornal digital 22 11-2018
Jornal digital 22 11-2018
 
Jornal digital 21 11-2018
Jornal digital 21 11-2018Jornal digital 21 11-2018
Jornal digital 21 11-2018
 

Caso Adelvison: defesa e polícia reconstituem acidente

  • 1. Caso Adelvison: Defesa e Polícia reconstituem acidente Empresário é morto violentamente e hipótese é de latrocínio “Preferia estar no presídio”, diz preso recapturado sobre cela de delegacia CORREIO DO SULANO XXVI EDIÇÃO Nº 5.315 R$ 2,00SEGUNDA-FEIRA, 18 DE DEZEMBRO DE 2017 www.grupocorreiodosul.com.br 26º21º Variação de nuvens e pancadas de chuva localizadas a qualquer hora do dia. Previsão para hoje Extremo Sul Catarinense Segurança – Pág 21 Caso Adelvison:Caso Adelvison: latrocíniolatrocíniolatrocínio Segurança – Pág 17 Empresário é mortoEmpresário é morto cela de delegaciacela de delegacia Segurança – Pág 9 Extremo Sul Catarinense Saúde – Págs 12 e 13 HRA AGONIZA: FUNCIONÁRIOS ENTRAM EM GREVE E PACIENTES SÃO TRANSFERIDOS
  • 2. Fogo amigo Pretensão do deputado federal Jorge Bo- eira (PP), de concorrer como candidato a vice-governador do Estado em uma eventual chapa encabeçada pelo senador Paulo Bauer (PSDB), já começa a receber as primeiras alfinetadas, vindas, em maio- ria, de dentro do próprio partido, em nível estadual. O fogo amigo tenta dar conta de que Boeira não seria o nome mais indicado para qualquer composição majoritária, já que, supostamente, não estaria tão próprio da base do PP, e também seria um nome recém chegado na sigla. Para completar a queimação, os ‘amigos da onça’ tem dito que Boeira também não participa do dia a dia das decisões progressistas, e que não estaria, nem mesmo, participando mais das reuniões da executiva estadual da sigla nos últimos tempos. Vergonha alheia Governo catarinense e a Sociedade Paulista para o Desenvolvimento da Medicina, a SPMD, conseguiram jogar o atendimento da saúde pública estadual de nossa região no fundo do poço.ASPDM, que administra o Hospital Regional deAraranguá, simples- mente sentenciou que irá fechar a unidade de saúde. Ressaltou que não tem medica- mentos, e tampouco dinheiro para pagar os funcionários que estão em greve. Os pacien- tes internados estão sendo transferidos para outros hospitais. O contrato entre o governo e a entidade, que terminaria em maio do ano que vem, por óbvio será rescindido de forma automática. Interessante que desde o início do ano passado os prefeitos, secretários de saúde, vereadores e várias entidades de nossa região, como aAciva, vinham dizendo que a SPDM não tinha condição de tocar o Regional. Na cabeça da Secretaria de Estado da Saúde todos estavam errados, e só ela estava certa ao manter a entidade na administração do Hospital.Tem hora que até dá de pensar que se não houvesse Governo do Estado seria melhor para nossa região, tamanha incompetência. ADVOCACIA EMPRESARIAL FONE: (48) 3533-0145 M aioria dos líde- res progressistas ligados direta- mente a Rai- mundo Colombo (PSD) ainda acredita que o governa- dor irá trabalhar para que o deputado estadual Gelson Merísio (PSD) seja candidato ao governo, concorrendo com alguém de expressão do PPcomo vice. O anúncio de Colombo, de que irá renunciar e entregar o governo ao PMDB de Eduardo Moreira ano que vem, parece não ter tirado a motiva- ção dos progressistas mais crédulos, ainda que as evidências deponham em contrário. A lógica do PP pró-PSD é bas- tante simples: Colombo irá entregar o governo com os cofres vazios para Eduardo Moreira, que não poderá realizar nada e ainda se queimará no mercado eleitoral por conta disto. As realizações de 2018, conveniadas com as prefeituras, ou ordenadas pelo próprio governo, através dos recursos Fundam, serão despachadas até o final de março, com Colombo ainda no governo. Feito isto, é só sair para o abraço, com PSD e PPcompondo uma dobradinha majoritária executiva. Não se tratasse de política, onde tudo, de fato, pode acontecer, esta crença soaria quase que como um conto infantil. Isto porque, os progres- sistas devotos a Colombo não estão levando em conta uma série de vari- áveis, tanto externas, quanto internas. A principal delas é a oposição que o projeto PSD/PP sofre dentro do próprio ninho progressista. Em que pese a vontade de boa parte do PP de se aliar ao PSD, há de se lembrar que figuras como os deputados federais Esperidião Amin e Jorge Boeira são contrários a esta tese, e não se cansam de relembrar que em 2014 o PSD fez juras de amor aos progressistas, dei- xando todos a ver navios na última hora. Ainda que o PP de Colombo der- rubasse a tese deAmin e Boeira, teria que derrubar, também, a vontade do ex-governador progressista de dis- putar o Senado Federal ano que vem. Esperidião Amin já não esconde seu desejo de postular a Câmara Alta do Congresso Nacional. Por óbvio que Raimundo Colombo não iria aceitar se coligar com o PP se Amin concor- resse como senador. Isto porque este também é o projeto de Colombo. Sendo assim, para deixar tudo enca- minhado para a coligação, o PP teria que derrubar Amin duas vezes, mes- mo com ele aparecendo como líder nas pesquisas de intenção de votos para o governo, e ainda que Colom- bo já tenha dito que irá renunciar e entregar o governo ao PMDB, maior inimigo político dos progressistas em nível estadual. Dizer que isto é impossível de acontecer seria mentira, pois, de fato, em política até vaca voa. Por outro lado, afirmar que uma dobradinha entre PSD e PP será encaminhada de forma natural é algo quase irracional, já quem nem Amin, e neste momento nem mesmo Colombo, querem que isto de fato aconteça. A bem da ver- dade, só quem quer é aquela ala do PP que, aliada ao governo, voltou a sentir como é bom o doce gosto do governo. Raio X de Lula Análise das entrelinhas das pesquisas re- alizadas pelo Data Folha tem mostrando alguns dados interessantes em relação ao ex-presidente Lula (PT). Um deles da conta de que quem mais rejeita Lula são os homens, brancos, que moram no Sul e no Sudeste, e que ganham acima da média dos brasileiros. Na via inversa, está justa- mente neste extrato eleitoral os maiores apoiadores de Jair Bolsonaro (PSC). Outro dado mostra que Lula não tem substituto à altura dentro do PT. Se ele não concor- rer, e indicar outro petista para disputar à Presidência, pelo menos um terço de seus votos irão para candidatos como Marina Silva (Rede), Ciro Gomes (PDT) e Álvaro Dias (Podemos). Na prática, Lula é bem mais forte que o PT, e têm nos pobres seus eleitores mais cativos. Tá difícil Audiência Pública realizada em Praia Gran- de, para discutir a situação do projeto de pavimentação da rodovia SC 108, que liga o município à Jacinto Machado, não contou com a presença de nenhum representante da Secretaria de Estado da Infraestrutura, nem tampouco do Deinfra. Interessante observar que em outra audiência pública, realizada no final de setembro, para discutir a situação da rodovia Sombrio-Jacinto, a presença de representantes dos dois órgãos só foi assegurada aos 45 do segundo tempo, depois de intervenção política de líderes locais do PMDB. Dá até a impressão que o setor de Infraestrutura do Estado não está nem aí para as demandas aqui do Extremo Sul no setor rodoviário, e acredita que pode engambelar nossa população com as eternas operações tapa buraco. Pelo andar da carruagem, vai ser difícil o deputado estadual, e atual Secretário de Estado da Infraestrutura, Luiz Fernando Vampiro (PMDB), achar cabo eleitoral em nossa região ano que vem. E se achar, não será nada fácil achar eleitores para seu projeto de reeleição. Rolando Christian CoelhoRolando Christian Coelho JORNAL CORREIO DO SUL Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017 rolando_coelho@hotmail.com (48) 99945.6787 POLÍTICA “Não existe no mundo governo corrupto em uma sociedade ética. Os governos são meramente o reflexo das sociedades das quais emanam. Se uma sociedade for ética, séria, comprometida, nenhum corrupto se estabelece no poder”. Leandro Karnal (1963) Filósofo e historiador brasileiro PPdoPSDaindaacreditaemColombo
  • 3. 3Geral JORNAL CORREIO DO SUL Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017 A p r o g r a - mação es- pecial de natal reu- niu muitas famílias na noite de sexta- -feira, no Centro de Balneá- rio Arroio do Silva. O Papai e a Mamãe Noel passavam pelas comunidades no fim da tarde, enquanto aconteciam as apresentações na praça. A programação contou com apresentação da Fan- farra da Escola Municipal JardimAtlântico,Associação Coral do Arroio do Silva, Apae, Centros de Educação Infantil, Escola Núcleo Ar- tístico Brillinger, Grupo dos Idosos, Escola Jaira Vieira Borges, CRAS e Terno de Reis. O Papai e a Mamãe Noel chegaram em um veículo aberto e com uma iluminação especial, chamando a atenção do público, especialmente dos pequenos. O casal de bons velhinhos subiu ao palco e recebeu a chave da cidade das mãos do prefeito Juscelino da Silva Guima- Alegria O Que Eles Têm a Dizer Não precisamos de discursos, precisamos de ações Papai e Mamãe Noel chegaram em grande estilo, em carro com iluminação especial rães, o Mineiro, da primeira- -dama Claudete Guimarães, do vice Carlos Scarsanella e da segunda-dama Agda. “Um feliz natal para todas as famílias. Que seja de muita paz, amor e muita saúde!”, desejou o prefeito após dar as boas vindas. Após o ato, as crianças aproveitaram a oportunidade para abraçar e bater foto com o bom velhi- nho. O diferencial deste ano foi um dos grandes atrativos: a Casinha do Papai Noel. Ela estará aberta para visitação.A noite super especial encerrou com a apresentação das Ja- nelas Cantantes. As sacadas foram iluminadas para rece- ber a apresentação musical do grupo de alunos do teatro JAC da Escola Municipal Jardim Atlântico. A chegada do Papai e da Mamãe Noel, bem como a programação natalina, foi preparada pela equipe da pre- feitura envolvendo as secre- tarias de educação, cultura, desenvolvimento social e o apoio da secretaria de obras. Arroio do Silva Larissa Silveira Patrício - Maria Eduarda Cardoso Luiz Paola Amorim Teixeira - 1º ano 1 - Inovador G.C.S LTDA - ME Comercial: l48l 3533.0870 comercial@grupocorreiodosul.com.br Diretor Geral diretor@grupocorreiodosul.com.br Redação: Aline Bauer editor@grupocorreiodosul.com.br Publicações legais: tomaz@grupocorreiodosul.com.br Financeiro financeiro@grupocorreiodosul.com.br Radio 93FM radio93fm@grupocorreiodosul.com.br Diagramação/Arte: Erivaldo Ferreira (Aldo) cristian@grupocorreiodosul.com.br Sul Gráfica sulgrafica@grupocorreiodosul.com.br Circulação/Assinatura l48l 3533.0870 assinaturas@grupocorreiodosul.com.br Vivemosemummundonoqualaso- ciedade julga e descrimina algo que era para ser normal. Em um mundo cheio de regras, que nem sempre são boas, e que se não as seguimos somos considerados errados, sem direito n e n h u m d e ter nossas próprias escolhas e nem se quer poder o p i n a r s o b r e tais re- gras. A so- c i e d a d e d i z q u e somos im- portantes, que nos- sas opi- niões são muito vá- lidas e que temos total liberdade de expressão, mas sim- plesmente nos momen- tos que expo- mos as mes- mas, somos totalmente calados. Que so- ciedade é essa? Que liberdade de expressão é essa? Receio não saber, nem de longe, a resposta. Porém, creio que posso tentar. Bom, vivemos em uma sociedade com direitos e que defende a igualdade, mas sempre “a voz maior” prevalecerá. Vivemos em uma sociedade que de- fende a ideia de que devemos nos po- sicionar, mas quase sempre confundem posicionamento com falta de respeito ou crítica. Vivemos em uma sociedade que incentiva a criticidade, mas não consi- deram todas as opiniões, p r i n c i - palmente as que vão contra o siste- ma ou ao senso comum. Hoje, c o m o v o c ê p o d e p e r c e - ber, não tenho n e - nhu- m a resposta. O q u e p o s s o f a z e r é apresentar contrapontos entre o que a sociedade te- oricamente acredita e de- fende e o que a mesma prática que, aliás, a meu ver é bem contra- ditório. Não sei ao certo se algum dia as coisas saíram dos discursos perfeitos de uma sociedade igualitária e libertária, mas uma coisa posso afirmar, está em nossas mãos o futuro, logo se começarmos a agir diferente, talvez daqui alguns anos as coisas possam ser, de fato, praticadas e não mais apenas discursadas. errados, sem direito n e n h u m d e ter nossas próprias escolhas e nem se quer poder A so- c i e d a d e d i z q u e somos im- portantes, que nos- sas opi- niões são muito vá- lidas e que temos total liberdade de expressão, mas sim- plesmente nos momen- tos que expo- mos as mes- mas, somos totalmente deram todas as opiniões, p r i n c i - palmente as que vão contra o siste- ma ou ao senso comum. c o m o v o c ê p o d e p e r c e - ber, não resposta. O q u e p o s s o f a z e r é apresentar contrapontos entre o que a sociedade te- oricamente acredita e de- fende e o que a mesma prática que, aliás, a meu ver é bem contra- ditório. Não sei ao certo se algum Papai e Mamãe Noel abrem grande festa
  • 4. 4 PublicidadeJornal Correio do Sul Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017
  • 5. 5Publicidade Jornal Correio do Sul Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017 Sucesso Mariskão inaugura sabor e novidade perto da BR-101 U m belo am- biente, com elegância e o sabor de sempre cha- maram o público à inauguração do novo Restaurante Mariskão, aberto oficialmente ontem, à bei- ra da BR-101, em Guarita, Som- brio. Segundo o proprietário Car- los André Tavares Pereira, é um novo passo após quase 20 anos à frente do Restaurante Mariskão, empreendimento tradicional em Balneário Gaivota. Na festa de inauguração na noite deste do- mingo, ele se disse otimista com o restaurante. “Nossa expectativa é boa. Frutos do mar à beira da BR-101 não tem na região, então estamos bastante confiantes”, comentou. O público lotou o salão do restaurante, e aprovei- tou do cardápio que, apesar do foco em frutos do mar, também oferece carne e pratos variados. O novo Mariskão ficará aberto inicialmente das 9 às 18 horas, diariamente, sempre oferecendo ao cliente a qualidade que já é conhecida em Balneário Gaivo- ta, e que traz a quem trafega na BR-101, um pouco do sabor da culinária das praias. Sombrio
  • 6. 6 PublicidadeJornal Correio do Sul Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017 Av. Papa João XXIII, 438, Parque das Avenidas, Sombrio - SC
  • 7. Após o forte calor que reinou durante a maior parte do domingo, no fim do dia uma tempestade caiu na região. Para a maioria dos municípios da Amesc, só mesmo vento e chuva vieram e refrescaram o clima. Porém, entre Meleiro e Morro Grande a ventania derrubou postes, houve queda de granizo e prejuízo para algumas pessoas, chegando até a haver queda de pavilhões.Nasredessociais,internautascompartilhavamvídeos e fotos dos rastros do mau tempo, e o Corpo de Bombeiros teve muito trabalho cortando e retirando árvores que obstruíam vias. Várias árvores caíram em uma estrada na comunidade de Serra da Pedra, em Meleiro, além de uma outra ter interrompido o trânsito em um dos sentidos na SC-485, entre Sombrio e Jacinto Machado, no bairro Morretinho. Em Turvo, 5 arvores caíram sobre a fiação elétrica e o telhado de uma casa.ACersul realizou o corte da energia para que os bombeiros pudessem cortar os galhos e troncos e deixar o local em segurança. A secretaria municipal de Administração, Recursos Humanos, Educação e Cultura está promovendo o con- curso de Fotografia Municipal ‘Projetando Sombrio para o Futuro’, aberto a fotógrafos amadores e profissionais. O objetivo do projeto é proporcionar aos munícipes amantes da fotografia a oportunidade de registrar os atrativos de Sombrio como grupos folclóricos, arquitetura, costumes, trabalhos, religiosidade, monumentos, gastronomia, artes, atividades desportivas e etc. Cada candidato poderá participar com no máximo duas fotografias, que deverão ser postadas no Facebook e compartilhada em modo público na página oficial da Pre- feitura Municipal de Sombrio, em boa resolução (mínima 8Mp). As fotos não poderão apresentar efeitos digitais. O prazo para envio é até dia 24 de dezembro de 2017. A administração pública premia um fotógrafo para compor a capa do carnê IPTU para o ano de 2018. O regulamento também está no site http://www.sombrio.sc.gov.br/. Mais informações em nosso site. Temporal causa prejuízos e assusta região Sombrio promove concurso de fotografia O secretário executivo da Agência de Desen- volvimento Regional (ADR) deAraranguá, Heriberto Afonso Schmidt, acompanhado do prefeito deTurvo,Tiago Zilli, participou na quinta-feira, na EEB Jorge Schutz, em Turvo, da última reunião do ano promovida pela APP. Na oportunidade, o secretário daADR anunciou que já foi publicada no Diário Oficial do Estado na última terça-feira, a licitação que visa a reforma geral do prédio da escola, com área total de 3.453,20 m², orçado em R$ 1.071.988,73. Segundo Heriberto, a abertura do processo licitatório acon- tecerá na sede da ADR em Araranguá no dia 11 de janeiro. A previsão é de que as obras na EEB Jorge Schutz iniciem no mês de fevereiro de 2018. “Comemoramos mais esta importante obra e agradecemos aos investimentos disponibilizados pelo JORNAL CORREIO DO SUL Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017 Para alguns, a vitória está no simples fato de competir. Imagem do Parajasc 2017. Presidente da Câmara de Vereadores de Araranguá, Daniel Viriato sobre recursos economizados pela Casa “Precisávamos provar para as pessoas que temos responsabilidade e que existem políticos bem intencionados. No momento de crise que o Brasil tem enfrentado, não tem cabimento agirmos de forma contrária" Secretário anuncia reforma geral na Jorge Schutz Governo do Estado. Foram somente neste ano, 38 proces- sos licitatórios realizados pela Agência refe- rentes a melho- rias nas escolas estaduais da re- gião”, disse. A diretora Rosana Silva Moro Machado agradeceu em nome da comunidade escolar. “Em nome dos alunos, pais e professores,queremosexternarnossaalegriacomaboanotícia. Esta reforma irá melhorar muito a infraestrutura da escola”.
  • 8. EntretenimentoEntretenimentoNovelas - Horóscopo - Diversão Cruzadinha Novelas M aria Vitória se revolta contra a associação da família com Te- odoro e deixa a casa de Alzira. Lucerne incentiva Teodoro a dar uma chance para Felícia. Alzira proíbe que Celina mantenha re- lações com Maria Vitória. Tereza vai à Quinta e entrega um bilhete de Fernão a Del- fina. Fernão comemora a reação de Delfina a seu pedido de aliança. Tomaso, Umberto e Nicola libertam Otávio da prisão. Tomaso presenteia Natália com um pote de geleia. Maria Vitória lamenta com Vicente. Tempo de Amar -18h J úlio pede uma nova chance a Antônia e diz que a ama. Mariazinha compra malas na loja de Pedrinho. Lígia fica chocada ao saber do envolvimento de Maria Pia com Malagueta. Antônia avisa a Júlio que, para ficar com ele, terá que abrir mão da sua carreira. Eric não acredita que Maria Pia tenha agido por amor a ele. Sabine pergunta a Lígia se ela sabia que a filha estava tendo um caso com o homem com quem ela estava se relacionando. Agnaldo e Sandra Helena decidem fazer uma trégua. C ido é atingido pelo tiro de Josafá e Rato en- contra o avô de Clara. Sophia manda Gael chamar a polícia e levar Cido para o hospital. Mercedes se pre- ocupa com Josafá. Renato leva Cido para a cirurgia. Vinícius não gosta de sa- ber que Laura saiu com Rafael. Diego pede Melissa em namoro. Gael elogia Laura e Vinícius o repreende. Duda teme que a polícia apareça em seu estabelecimento e não deixa Caetana sair para falar com Mercedes. Gael avisa a Clara sobre Josafá e ela vai com Patrick até a delegacia. OOutroLadodoParaíso-21h Pega Pega - 19h Rapidinhas Áries 21/03 a 20/04 21/04 a 20/05 21/05 a 20/06 21/06 a 20/07 21/07 a 20/08 21/08 a 20/09 21/09 a 20/10 21/10 a 20/11 21/11 a 20/12 21/12 a 20/01 21/01 a 20/02 21/02 a 20/03 Leão HoróscopoHoróscopo Sagitário Gêmeos Libra Aquário Touro Fará um dia sem muitas intervenções dos aspec- tos negativos. Sua coragem será enaltecida por Vênus que trará boas energias para dar continui- dade nas suas tarefas. Não se deixe abalar por possíveis problemas de relacionamento. Você tende a demonstrar certa tensão no que tange a possessividade influenciado urano. Suas habilidades para lidar com situações capciosas serão elevadas, use isto a seu favor durante o dia, oportunidades surgirão. Terá vantagem em negociações sendo influen- ciado por Mercúrio, porém Júpiter lhe trará à tona alguns pensamentos que lhe perturbarão. Sua perspicácia deve ser implacável na hora de combater pensamentos ruins. A sua afetuosidade tende a ser exaltada por Sa- turno e com isso pode angariar novos resultados. Eventos intermitentes de melancolia podem lhe surpreender, porém sem efeitos nocivos nos resultados que deseja. Se apresentará forte como um digníssimo filho do fogo emanando energia e poder. Demonstrará alguns gestos de egoísmo traços que serão repu- diados por alguns e que deve tomar cuidado com alguns desses que repudiam. Liberdade será uma palavra que estará presente uma boa parte do tempo no seu dia, já que Vênus influenciará negativamente nas suas decisões. Deverá buscar na sua organização o movimento necessário para que você alcance seus objetivos. Aspectos diplomáticos se farão necessários, mas para tanto precisará abandonar um pouco seu orgulho. O elemento ar contribuirá para que você consiga despertar a sociabilidade da forma mais equilibrada possível. Manifestará longa admiração por pequenos ges- tos, o que lhe trará parcimônia e iluminará seu dis- cernimento sobre determinados assuntos. Urano seu planeta em exaltação será quem influenciará de forma positiva. Confiança e credo só serão possíveis caso o oti- mismo desperte de dentro de você, os exageros que lhe circundam são seriamente críticos. Júpiter não irá lhe afetar tão fortemente para lhe ajudar. Dia provavelmente de perdas financeiras consi- deráveis, muito influenciado por um pensamento furtivamente ganancioso. A Lua lhe trará malefí- cios apenas neste sentido. Quanto as relações sociais permanecerão imutáveis. As nuvens da imaginação se abrirão em sua fren- te graças a uma forte energia de Urano que lhe protege de bloqueios na criatividade. Trazendo dessa forma para a chance de desenvolver novas oportunidades. Grandes perspectivas para o dia no que tange o relacionamento, diferentemente do que ocorrerá com as finanças. Financeiramente tende a ter perdas consideravelmente ruins devido a força da influência de Mercúrio. Virgem Capricórnio Câncer Escorpião Peixes Na última sexta-feira (16), Luciano Huck postou mais um vídeo sobre as reportagens que faz por todo o Brasil para o Caldeirão do Huck. Na imagem, ele aparece na garupa de uma moto no Maranhão, mas o fato de estar sem capacete acabou fazendo-o levar uma bronca do Detran, do Rio de Janeiro."Luciano Huck, a causa é nobre, mas andar por aí sem capacete coloca a sua vida em risco. O Código de Trânsito Brasileiro prevê infração gravíssima, com 7 pontos na carteira. Cuidado, Luciano", dizia o comentário do perfil. Rocco, filho de Rafa Brittes e Felipe Andreoli, está cada vez mais fofo, não é mesmo? Prova disso é a linda foto que a apresentadora com- partilhou ao lado do menino, de quase um ano, na praia."Menino do Rio", escreveu a loira no Instagram. JORNAL CORREIO DO SUL Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017
  • 9. 9Segurança JORNAL CORREIO DO SUL Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017 Cela da delegacia de Sombrio Dois condenados fogem e um é recapturado D esde a úl- tima sex- ta-feira, a fuga da cela da delegacia da Polícia Civil de Sombrio, realizada por Natan Jardel de Jesus Réus, 20 anos, condena- do a 12 anos de prisão, e Luiz Henrique Flor, 19 anos, con- denado a seis anos de prisão, ambos por tentativa de homicídio cometidoem2016,cha- mou atenção em todo estado de Santa Cata- rina por um problema que acontece em várias delegacias: a demora da transferência de presos das delegacias para os presídios. Os dois já estavam presos a nove dias na cela da DP. A fuga acon- teceu na noite de quinta-feira, dia 14, por por volta das 22h20min, quando os presos, após um dia e meio forçando a grade da única janela exis- tente no local, conseguiram retirá-la, e com os cobertores improvisaram uma espécie de corda para escalar a parede até o pátio do IGP. O cercado do local tam- bém é baixo, não tendo mais nenhum obstáculo para evitar que os presos fugissem. Na mesma noite, a Polícia Militar fez rondas em buscas dos dois foragidos e a Polícia Civil iniciou investigação para en- contrar o paradeiro dos condenados. Ainda na madrugadadesexta-feira, a reportagem do jornal Correio do Sul publicou a imagem dos fugitivos nas redes sociais, para que a comunidadepudesseajudar Sombrio Fuga anunciada A captura de Luiz Henrique Luiz Henrique fugiu, mas foi recapturado, e reclama das condições da cela onde estava nas buscas. Coincidentemente, na edição de quinta-feira, do Jornal Correio do Sul, data que os dois presos fugiram, em uma entrevista exclusiva com o delegado Luís Otávio Pohlmann, ele relatava sobre o grandeproblemaqueadelega- ciaestáenfrentandohá45dias, já que o Deap não estava mais buscando os presos. Um deles chegou a ficar 15 dias na cela, quando o máximo permitido são 24 horas. Na entrevista anterior às fugas o delegado declarou: “A Polícia Civil não tem a função de guarda de preso e nem mesmo estrutura para tal. Após a captura e prisão de Luiz Henrique, a reportagem do Jornal Correio do Sul teve uma entrevista exclusiva com o condenado. Referente ao crime, Luiz Henrique se diz inocente, e fala sobre as péssimas condições da cela da delegacia da Polícia Civil de Sombrio, onde ficou por 9 dias antes da fuga. O condenado relatou que ele e Natan não conversavam e confidenciou que o trabalho para fuga demorou aproximadamente um dia e meio. “Afuga foi doce”, disse, demonstrando a facilidade. Luiz Henrique, contou que ele e o outro condenado começaram a forçar a janela usando todo tipo de objeto que tinham para raspar o concreto, até que em determinado momento conseguiram deixar a janela mais solta e só tiveram de esperar o momento certo para realizar a fuga. “Fugi por causa das más condições aqui na cela. Não tem banho, comida somente uma vez por dia, não tem cueca limpa, toalha ou coberta limpa, também nem escovamos osdentesetemosdefazerasrefeiçõesaquidentro,ondetemumbanheiroaberto.Temos que comer sentindo o fedor de banheiro”, relata o preso, que diz que preferia estar no presídio. “No presídio é bem melhor que aqui, lá tem banho de sol, alimentação, tem a higiene pessoal. Pois somos presos, mas não somos porcos”. O condenado fala que a delegacia não tem nenhuma estrutura para abrigar presos. Luiz Henrique demonstra ter conhecimento sobre o assunto quando diz: “As delegacias do estado de Santa Catarina não têm estrutura para abrigar presos”. Ainda em entrevista com o preso, que está condenado a seis anos de prisão por tentativa de homicídio, ele falou que após fugir, seguiu em direção a BR-101 e depois andou pelo meio do mato e foi até a casa de familiares na comunidade de Figueirinha, ondedisseparaosparentesquetinhaconseguidoumalvaráepediuparaficarunsdiaslá. “MinhaintençãoerairparaBahiaouRiodeJaneiro,ficarláunstrêsmesesparajuntar dinheiro pagar umas contas e depois, junto de um advogado, me entregar. Mas não deu certo, quando vi chegou o policial me dando voz de prisão e mandando eu não correr, entãomeentreguei”,finalizaLuizHenrique.NatanJardeldeJesusRéuscontinuaforagido. “Preferia estar no presídio” A função de guardar presos é competência exclusivamente ao Deap”. O oficial ainda ex- plicou que há uma resolução daDelegaciaGeralquedizque fica vedada a custódia de pre- sos ainda que provisoriamente nas celas da Polícia Civil, e que na hipótese de prisão em flagrante, é permitida a perma- nência do preso somente até a conclusão dos procedimentos necessários. “Tão logo seja cumprido a formalidade do cumprimento o preso é enca- minhado ao Deap.”, prevê o documento. Na tarde de sexta-feira uma equipe de profissionais estiveramnadelegaciaconser- tando a janela e reforçando e estrutura para dificultar a fuga de presos. Devido à periculosidade dos dois foragidos, a Polícia Civil não mediu esforços para encontrá-los, e segundo os investigadores, tiveram muita colaboração da comunidade para conseguir pistas de onde os condenados pudessem estar escondidos. Foi na madrugada dedomingoqueainvestigação da Polícia Civil recebeu uma informação preciosa, dizendo que Luiz Henrique Flor estava escondido em uma casa na comunidade de Figueirinha. Os policiais, já na madrugada, realizaram uma campana pró- xima ao local citado, e na ma- nhã de domingo foi realizado a prisão de Luiz Henrique. O rapazestavaemumacasa,sen- tado no sofá próximo à porta. Ao ver os investigadores que anunciaram a prisão, o rapaz não esboçou qualquer movi- mento se entregando e sendo conduzido para delegacia da Polícia Civil de Sombrio. Ali foram realizados os procedi- mentos cabíveis e Luiz Henri- que foi conduzido novamente para cela da delegacia, para ser buscado posteriormente pelo Deap e levado ao sistema prisional. Dtima sex- ta-feira, a fuga da cela da delegacia da Polícia Civil de Sombrio, realizada por Natan Jardel de Jesus Réus, 20 anos, condena- denado a seis anos de prisão, ambos por tentativa de homicídio cometidoem2016,cha- mou atenção em todo estado de Santa Cata- rina por um problema que acontece em várias delegacias: a demora da transferência de da DP. A fuga acon- teceu na noite de quinta-feira, dia 14, por por volta das tente no local, conseguiram retirá-la, e com os cobertores improvisaram uma espécie de corda para escalar a parede até o pátio do IGP. O cercado do local tam- bém é baixo, não tendo mais nenhum obstáculo para evitar que os presos fugissem. Na mesma noite, a Polícia Militar fez rondas em buscas dos dois foragidos e a Polícia Civil iniciou investigação para en- contrar o paradeiro dos condenados. Ainda na madrugadadesexta-feira, a reportagem do jornal Correio do Sul publicou a imagem dos fugitivos nas redes sociais, para que a comunidadepudesseajudar
  • 10. 10 PublicidadeJornal Correio do Sul Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017
  • 11. 11Publicidade JORNAL CORREIO DO SUL Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017 No Pódio Escola conquista 3° lugar em prêmio nacional A E.E.B.Bul- cão Viana, de Praia G r a n d e , comemora a 3ª colocação nacional no Concurso CVM Educacional, na produção textual: ‘A Ceia de Natal’, orientada pela professora Giovana Lima. O texto foi produzido coletiva- mente pela turma do 1º ano 2, ensino médio.Apremiação foi entregue à aluna Sara Re- gina que representou a turma e a escola catarinense no Rio de Janeiro. O texto pode ser visualizado na #ACeiade- Natal. Mais uma vez o Bulcão Viana demonstra o seu poten- cial enquanto instituição de ensino. Pois no ano de 2016, já havia alcançado o 7º lugar no estado de Santa Catarina no Ideb. A diretora Noeli Roxo Lummertz se diz satisfeita com os resultados da escola, e garante ser fruto da dedicação de sua equipe de professores e funcionários, da confiança dos pais, e do empenho de seus alunos. Destaca ainda, as melho- rias feitas na escola nesta ges- tão, tais como a construção Praia Grande Celulares e ClimatizaçãoCelulares e ClimatizaçãoCelulares e ClimatizaçãoCelulares e ClimatizaçãoCelulares e ClimatizaçãoCelulares e ClimatizaçãoCelulares e ClimatizaçãoCelulares e ClimatizaçãoCelulares e ClimatizaçãoCelulares e ClimatizaçãoCelulares e Climatização AvAvA . Nereu Ramos N°494 Centro Sombrio. Nereu Ramos N°494 Centro Sombrio Em Frente ao Picanha GrillEm Frente ao Picanha Grill Av. Nereu Ramos N°494 Centro Sombrio Em Frente ao Picanha Grill 3533-3645 99608-1499 _casadoarcelulares @casadoarcelulares da quadra poliesportiva, e re- centemente da instalação de ar-condicionado em todas as salas de aula, proporcionan- do assim, mais conforto para que alunos e professores possam desempenhar melhor suas atividades pedagógicas. Ressaltando ainda o apoio dos senhores pais, através da APP e da Ceprag, que possibilitaram a realização deste sonho.
  • 12. 12 SaúdeJornal Correio do Sul Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017 Lamentável Funcionários do HRA entram em greve e pacientes são transferidos O médico Mário Monteiro, superinten- dente do Programa de Atenção Inte- gral à Saúde da Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM), entidade que administra o Hospital Regional de Araranguá (HRA) esteve na sexta- -feira, em Araranguá e atendeu a imprensa nas dependên- cias do hospital. Uma das questões que o superintendente do HRA tratou na cidade foi o atraso no salário dos funcionários. Monteiro afirmou que o atraso no pagamento dos salários é a principal crise atualmente no HRA, no entanto, não deu nenhuma perspectiva para pagamento, exaltando os ânimos dos servidores. Antes de falar com a imprensa, o superintendente se reuniu com representantes do Sindicato dos Trabalhado- res em Estabelecimentos de Saúde de Criciúma e Região (Sindisaúde). Após a reunião com Monteiro, o presidente do Sindisaúde, João Martins Estevam, passou para os funcionários, que estavam no pátio do HRA, a informação de que não há previsão para o pagamento dos salários em atraso. “A posição que eles nos deram é a de que não há previsão. Segundo eles, o Estado ainda deve valores do contrato, o Estado nega, diz que não deve nada e os traba- lhadores ficam neste fogo cruzado”, contou. Os servidores do HRA estão desde o último sábado, dia 9, em greve e João Batista conversou com os funcioná- rios, solicitando que eles mantenham uma escala mínima de serviço, para que a população seja atendida e não haja descontinuidade total de trabalho. “Estamos aqui aguar- dando o desenrolar desta situação”, ponderou. Gislaine Fontoura - Araranguá Mário Monteiro, superintendente da SPDM, em entrevista Rosimeri também tem uma família que depende do HRA Marcos e a esposa dependem do salário do HRA Marília já está sofrendo com as contas atrasadas Falta comida em casa Marília de Oliveira Gonçalves, é faturista no HRA e contou que a situação financeira está bem difícil. “A gente depende do emprego aqui, minhas contas desde o dia 8 estão atrasadas, é uma situação bastante cons- trangedora”, lamentou. Os técnicos de Enfermagem, Marcos Aurélio Mar- tins e Maria Cristina Martins, são casados e têm uma filha de 11 anos. “Estamos esperando o salário, nossa única renda vem do Hospital Regional, já estamos com contas atrasadas e tivemos que pedir dinheiro empres- tado para comprar o básico”, disse. Rosimeri Bezerra dos Santos de Oliveira, também técnica de Enfermagem, tem um filho especial de nove anos e o marido não trabalha, pois tem que ficar em casa cuidando do filho, a única renda da família de Rosimeri vem do HRA. “Está acabando tudo, sem a segunda parcela do 13º e sem salário como a gente vai ficar, com filho deficiente em casa? Estou com a prestação da minha casa atrasada, a comida está aca- bando. Eu preciso do meu dinheiro, todos que estão aqui precisam, a gente tem conta para pagar, tem que por comida dentro de casa. É inadmissível o que eles estão fazendo com os funcionários”, protestou. Sem salários e barrados na entrada Após o anúncio do superintende de que não há previsão para o pagamento do salário em atraso, os trabalhadores se reuniram em um grupo de cerca de dez pessoas e tentaram entrar no setor administrativo do HRA, para falarem com Monteiro. No entanto foram impedidos pelos seguranças.Aporta foi fechada, assim que os seguranças avistaram os trabalhadores. Uma confusão foi criada com empurrões e xingamentos e a entrada foi liberada apenas para o presidente do Sindisaúde.APolícia Militar foi acionada e compareceu com cinco viaturas. Dois militares ficaram dentro do setor administrativo, próximos à porta onde ocorreu o tumulto e o restante do lado de fora, alguns próximos à porta e outros um pouco mais distantes.
  • 13. Saúde 13 Jornal Correio do Sul Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017 Hospital pode fechar as portas O anúncio feito por Monteiro, na sexta-feira, de que 34 pacientes estavam internados na UTI, dois Situação do HRA De acordo com Monteiro, o HRA atualmente está em situação de inoperância e em colapso financeiro, inclusive com falta de medicamentos e alguns servi- ços paralisados, como exames e no setor de pedia- tria. Ainda, o superintendente contou que o HRA tem cerca de R$ 5 milhões em dívidas com fornecedores e prestadores de serviço e segundo ele, a dívida está demonstrada ao Estado, através de documentações. “Não temos condições de comprar medicamentos, não temos crédito”, asseverou. As férias dos funcionários estão suspensas. Atualmente o HRAtem apenas 34 pacientes interna- dos. “Se internarmos, estaremos criando um risco para o paciente, se faltar alimento, até conseguimos doação, mas na hora que precisa de medicamento e nós não temos crédito para comprar, fica difícil a gente colocar o doente para dentro, com risco de morrer, ainda mais agravado pela greve dos funcionários”, articulou. O superintende admitiu o atraso no pagamento dos salários dos funcionários, que chega ao valor de R$ 1.700. 000, 00, e disse que não há perspectiva de liquidar o salário. “Se não houver, por parte do Estado, uma compreensão e uma tentativa de resolução vai acontecer alguma tragédia nos próximos dias. Gosta- ria de sensibilizar o Estado, que fizesse alguma ação, para que agente possa estabilizar esta situação”, de- clarou. O superintendente afirmou que a solução para o pagamento dos salários dos funcionários do HRA de novembro está nas mãos do Estado. “O Estado, no mês passado, já fez uma antecipação do pagamento do mês seguinte, justamente para a gente não ter a eclosão desta crise. É uma situação que poderia ser repetida neste mês novamente, para a gente evitar a continuidade deste processo de degradação do hos- Protesto Os funcionários do HRA, junto com parentes e ami- gos, estão organizando um protesto pacífico, na frente da unidade hospitalar, nesta segunda-feira, às 18 horas. Um evento, intitulado ## ATO EM DEFESA DO HOSPITAL REGIONAL DE ARARANGUÁ ##, foi criado na rede so- cial Facebook, solicitando a participação da sociedade araranguaense. “(...) o nosso hospital está morrendo! (...)Segunda-feira, às 18 horas, estaremos em frente ao hospital com os nossos amigos e familiares para fazer uma manifestação pacífica pedindo socorro para o nosso Hospital Regional de Araranguá e nossos profissionais. Vocês têm um dever cívico, venham se juntar a nós, vamos cobrar dos políticos em rede nacional os nossos votos que eles tanto pedem em eleições!”, diz a descrição do evento. pital”, ponderou. Patrícia Paladini, gerente de Saúde da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Araranguá, infor- mou que está encaminhando para o setor jurídico da Secretaria de Estado da Saúde (SES) informações que coletou no HRA nesta sexta-feira e também na quinta- -feira e asseverou que o Estado de Santa Catarina não tem dívida com a SPDM. A gerente de saúde alertou que existe uma decisão judicial exigindo que a SPDM cumpra com todas as suas obrigações, em relação ao HRA. “Isto inclui pagamento de salário dos funcioná- rios”, afirmou. O estado de SC paga o valor de R$ 3.566,635,92, por mês, à SPDM, para a administração do HRA. dias depois, ficou ultrapassado. No domingo, perí- odo da manhã, chegou à redação do Jornal Correio do Sul, a informação de que os pacientes estavam sendo transferidos e que os setores de internação serão fechados. Na tarde de domingo, o HRA tinha 16 pacientes internados, dois deles na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). Um paciente da UTI foi transferido durante a manhã e os outros dois, no decorrer do dia. De acordo com a gerente de Saúde da Agência de Desenvolvimento Regional de Araranguá (ADR), Pa- trícia Paladini, os pacientes estão sendo transferidos por solicitação do hospital. Patrícia confirmou que falta transferir dois pacientes da UTI. Ainda, chegou até á reportagem a informação de que os pacientes internados na clínica ortopédica também serão trans- feridos, por falta de aparelho para cirurgia e de que os demais receberão alta. Conforme Patrícia, cada caso é um caso e depende da situação de cada paciente. “Os internados na UTI são todos pacientes críticos, por isso a transferência vem primeiro”, disse. Segundo funcionários do HRA, não existe medi- camento nem para o Pronto Socorro. “O setor pode até ficar aberto, mas não vai ter medicamento”, disse um funcionário. Com a deflagração da greve, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) deAraranguá, mais uma vez traba- lha com superlotação e a média diária de atendimento é de 400 pacientes, sendo que a capacidade da UPA é de atender cerca de 150 pacientes por dia. De acordo com Patrícia, a UPAestá utilizando outras referências, como Hospital de Meleiro, Hospital de Braço do Norte, Hospital de Urussanga, Hospital São José de Crici- úma e Hospital de Tubarão, para encaminhamento de pacientes que necessitam serem atendidos em unidades hospitalares.
  • 14. 14 PublicidadeJornal Correio do Sul Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017
  • 15. Cama, mesa, banho e sucesso S impática, amorosa com o que faz e uma empreendedora nata, dona Zena, como é co- nhecida a dona da NZ Enxovais de Sombrio, meio que virou uma empresária sem querer, e tem a sorte de trabalhar naquilo que mais gosta de fazer. Ontem ela comemorou 51 anos de casamento com seu Nerino, mas de acordo com ela, a comemoração acontece todos os dias. Mulher, bonita, trabalhadora e companheira, ela abrilhantou esta coluna contando como tornou-se, em 1985, uma empresária bem-sucedida e feliz naquilo que faz. JORNAL CORREIO DO SUL Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017 ALISSANDRA PAGANINI ali@grupocorreiodosul.com.br facebook.com/alissandrapaganini EmpresarialEmpresarial Começando Comecei a vender enxovais na escola. Gostei da ideia e comecei a fazer enxovais, jogos de cama e mesa, e era professora enquanto isso. Quando me aposentei, recebi incentivo de um ra- paz que trabalhava na Casa Nova,emCriciúma,ondeeu comprava. Cada vez que eu ia lá, recebia uma aula, sobre atendimento, como medir, fazer uma barra, tudo. Comecei por ali. Evoluindo Fuimeaperfeiçoando,fazendofeiras,conquistandoclientes. Hoje estamos nesse ramo específico de persianas, cortinas, enxovais. Apaixonada É um dom. Na verdade, quando casei meu marido era alfaiate, então já comecei a me interessar. Minhas irmãs também são costureiras. Eu acho que a gente tem o dom, mas desenvolve de acordo com o que a gente gosta. Amor no que faz Eu adoro o que eu faço. Quando fica montado uma cortina, é de encher os olhos, a gente vê que é um trabalho feito com amor, com carinho. Infância Sou do interior de Jacinto Machado, Pinheirinho Baixo, aproveitei muito a minha infância. 51 anos Caseinova,com16anos,masfoialgoquedeucerto.Depois de alguns anos, me efetivei aqui e vivemos há 48 anos aqui. Agradeço a Deus todos os dias. Sempre mantivemos uma família, isso é muito importante. Filhos Tenho 3 filhos. A gente não faz nada sozinho. Se eu não tivesse filhos que me acompanhasse, não teria como con- tinuar. Isso aqui para mim é tudo. Pequenos Tenho 9 netos e dois bisnetos. Amo do maior ao menor, todos eles. Atuante Oro a Deus todos os dias. Tenho uma vivência grande so- bre isso, atuo na Ufacs, com todo o amor e carinho. Daqui, muitos enxovais ajudaram na entidade. Deus está muito presentenaminhavida.Nerinotambemsempreajudomuito as pessoas através da Pastoral do Pão. Solidária Tempo a gente arranja, né? Tirei um pouco de tempo para mim, mas sempre se arruma tempo para ajudar. Sempre juntos Na verdade, nunca fui muito do trabalho em casa. Gosto de casa cheia, solidão é a pior coisa. Gosto de fazer comida para bastante gente. Hobby Gosto de canastra. Adoro uma canastrinha. É um hobby.
  • 16. 16 PublicidadeJornal Correio do Sul Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017
  • 17. 17Segurança Jornal Correio do Sul Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017 Crueldade Corpo de homem é encontrado Colisão deixa vítima presa em ferragens na BR-101 Empresárioéassassinadoapauladas No final da tarde de sába- do, por volta das 19 h, o corpo de um homem foi encontrado por uma criança e dois ado- lescentes, no bairro Urus- sanguinha, próximo à caixa d’água do ServiçoAutônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae), localizada atrás do Supermercado Angeloni. Por volta da 1h da ma- drugada de sexta-feira, o Corpo de Bombeiros de Sombrio foi acionado para atender uma colisão com vítima presa em ferragens na BR-101, bairro Sanga da Toca, próximo ao Parque das Águas, em Sombrio. N a manhã de domingo o mu- nicípio de São João do Sul ficou chocado A mãe de um dos ado- lescentes foi quem acionou a Polícia Militar, que isolou a área até a chegada da Polícia Civil, do Instituto Geral de Perícias (IGP) e do Instituto Médico Legal (IML), que recolheu o corpo. A vítima foi atingida por um tiro no abdome e estava sem camisa e de bermuda. De acordo com o dele- gado plantonista Vandilson Segundo o Corpo de Bombeiros, no local a guar- nição deparou-se com aci- dente envolvendo os veí- culos Fiat Uno, placas de Sombrio, e o caminhão VW com placas de Caxias do Sul. A vítima do veiculo Fiat Uno, o senhor J. A. J. de 44 anos, encontrava-se preso entre as ferragens e com um crime brutal e cruel que ocasionou a morte do empresário Pedro Souza Pe- reira, conhecido como Quin- ca, de 66 anos, proprietário da empresa SP Materiais de Moreira da Silva, o corpo foi encontrado em elevado estado de putrefação e devia estar no local há cerca de dez, doze dias. Na tarde de domingo, a vítima foi identificada. Trata-se de Daniel Morais da Rocha, de 29 anos, morador de Balneário Arroio do Silva. Por volta das 15h de domingo, o corpo foi liberado para a fa- mília.APolícia Civil continua com as investigações do caso. apresentava escoriações na face e cabeça, além de dores no tórax. A guarni- ção do ABTR-121 efetuou a retirada da vítima com auxílio do equipamento de resgate Weber, e logo após o homem foi conduzido pela guarnição do ASU-418 para o Hospital Regional de Araranguá. Construções de São João do Sul. Além da morte do em- presário, também indignou moradores da localidade de Querência a grande violên- cia que sofreu a esposa de Gislaine Fontoura Araranguá Sombrio São João do Sul Carro do empresário foi incendiado, fato que chamou a atenção da polícia Três menores encontrararm o corpo em avançado estágio de putrefação Carro ficou destruído no impacto, e motorista foi levado ao hospital Quinca, Zandra Maria Rouxo Pereira, de 59 anos. Por volta das 10h da manhã de ontem, familiares que moram próximo ao sítio do empresário foram até sua residência, onde observaram que o carro dele, um Cross Fox, estava incendiado. Foi quando se aproximaram da casa e na cozinha avistaram Quinca já em óbito, com vários ferimentos e sua es- posa, Zandra também ferida, amarrada e amordaçada, mas ainda com vida. Os familiares, ao se de- pararem com aquela situação, entraram em contato com a Polícia Militar que isolou o local e acionou Samu, Corpo de Bombeiros, Polícia Civil, IML(Instituto Médico Legal) e IGP (Instituto Geral de Perícias) Segundo o delegado Dr. André Gazzoni Coltro, as investigações apontam para um latrocínio, e o crime teria acontecido entre as 22h30min ou 23h de sábado, quando bandidos teriam ido até o sítio de Quinca, para roubar. A vítima teria sido agredida ainda no pátio da residência, onde vários sinais de sangue foram encontra- dos, indicando luta corporal. A sequência de violência seguiu para dentro da casa onde a esposa do empresário foi agredida, amarrada e amordaçada, e também onde foi encontrado o corpo de Quinca. Segundo a inves- tigação, acredita-se que os bandidos tivessem a intenção de matar a mulher asfixiada. Algo que chamou atenção da polícia e dos peritos foi o fato dos bandidos cortarem a mangueira do gás de cozinha e incendiar o carro. Durante a perícia, foi apreendido um pedaço de pau que acredita-se ser a arma do crime e tam- bém verificado que alguns objetos da casa foram furtados. Próximo ao car- ro, vários documentos de Quinca estavam espalha- dos pelo chão e nos fundos da propriedade muitas marcas de sangue foram vistas, por onde acredita- -se que os bandidos teriam fugido. O delegado ressaltou que, ainda na noite de sá- bado, a casa do irmão da vítima, que fica no mesmo sítio, também foi arrom- bada. Zandra a esposa de Quinca foi encaminhada pelo Samu para o Hospital de Praia Grande, e na tarde de domingo encontrava- -se estável, mas ainda não conseguia falar sobre o caso.
  • 18. 18 PublicidadeJornal Correio do Sul Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017
  • 19. 19Publicidade Jornal Correio do Sul Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017
  • 20. 20 PublicidadeJornal Correio do Sul Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017 14 PublicidadeJornal Correio do Sul Sexta-Feira, 25 de Agosto de 2017 Av. Papa João XXIII, 438, Parque das Avenidas, Sombrio - SC
  • 21. 21Segurança Jornal Correio do Sul Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017 Caso Adelvison Papai Noel é furtado em Morro dos Conventos Homem descumpre medida protetiva e é preso Polícia e defesa reconstituem acidente que matou jovem A criminalidade não per- doounemoBomVelhinho.Na tardedestedomingo,adiretora de Turismo de Araranguá, Helen Becker, publicou em sua página, na rede social Facebook, o aviso de que o Papai Noel Surfista, que em anos anteriores fazia parte da decoração de Natal da Praça Hercílio Luz, no Centro de Araranguá e desta vez foi colocado no balneário Morro dos Conventos, foi furtado. Apublicação pede auxílio da comunidade. “Boa tarde meus amigos! É com pesar que comunico que o Papai Noel Surfista, que estava no pergolado, na praia do Morro dos Conventos foi furtado. Infelizmente é uma notícia Um homem de 20 anos foi preso em sua casa, no bairro MatoAlto,noiníciodatardede sábado, após ameaçar mãe, tia e avó. Contra ele e a favor das mulheres da família havia três pedidos de medida de restrição de direitos, solicitadas pelo delegado Jair Pereira Duarte, titular da Delegacia de Prote- ção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (Dpcami) de Araranguá e nem assim ele pa- rou de atormentar as parentes. Diante do descumprimen- to de todas as três medidas protetivas, o delegado Jair N a tarde desta sexta-feira, por volta das 17h, a Polícia Civil de Sombrio, triste, pois muito provável que quem fez isso não pensou nas crianças e muito menos no Espírito do Natal. Polícia Militar de Araranguá já está ciente e a procura do bem do patrimônio. Se alguém tiver alguma informação favor requereupelaprisãopreventiva do acusado, que foi deferida pelo Poder Judiciário na sexta- -feira. Após cumprimento do mandado de prisão por poli- ciaisdaDelegaciadePolíciade Maracajá, Central de Plantão Policial (CPP) e Dpcami, co- ordenados pelo delegado Jair, o homem foi encaminhado para a CPP. Na delegacia ele negou as acusações e pediu para falar com sua mãe. Mesmo com a negativa do crime pelo acusado, as evidências do descumprimento das medidas protetivas são fortes. “Existem provas bem contundentes do descumprimento de todas as o IGP (Instituto Geral de Perícia), Polícia Militar e ad- vogado de defesa de Ricardo Silva da Silva, realizaram na avenida Nereu Ramos, em Sombrio, a reconstituição do repassar à polícia, pelo fone 190”, pediu Helen. Outro números de denún- cia são os 197 e 181 da Polícia Civil, além do WhatsApp da PC (48) 9.8844-0011. Em qualquerumdestesnúmeros,a denúncia é mantida em sigilo. trêsmedidasprotetivaseelefoi preso neste sábado”, asseverou o delegado. O homem mandou mensa- gens ameaçando as mulheres, em uma das mensagens ele diziaquejátinhacompradoum revólver e que iria matar todas. “Vocês vão levar um tiro atrás do outro, pode escrever o que euestoufalando,vocêsnãovão até o final do mês (...) já estou com o três oitão aqui guardado só esperando vocês, vocês vão ver”, ameaçou. Alémdaprisãopormanda- do, umTermo Circunstanciado por posse de drogas foi lavrado contra o homem na tarde deste sábado. acidente que vitimou o jovem Adelvison Sarmento da Silva de 20 anos. A reconstituição foi solicitada a Justiça pelo advogado de defesa de Ri- cardo, André Nascimento, Gislaine Fontoura Araranguá Gislaine Fontoura Araranguá Sombrio que questionou alguns pontos apresentados no inquérito da Polícia Civil e em laudos do IGP. Ele apresentou outras duas versões para o que teria acontecido naquela noite. No total, foram apresentadas qua- tro reconstituições analisando versões diferentes. Também foram avaliadas imagens das câmeras de segurança do Fó- rum de Sombrio, documentos e provas periciais. Parte da avenida ficou fechadaporaproximadamente 50 minutos para que pudesse ser feito a reconstituição. Ricardo está responden- do o processo pela morte de Adelvison em liberdade, des- de 8 de novembro, quando foi revogada a prisão preventiva. Um grave acidente tirou a vida do jovem Adelvison da Silva, de 20 anos. Ele era morador de Sombrio, conhe- cido por trabalhar na cidade como cabeleireiro com seu tio. Segundo um familiar, o jovem tinha saído de um culto da igreja e seguia com a moto, sentido norte, na Avenida Nereu Ramos, próximo ao Fórum de Sombrio, quando o Fiesta conduzido por Ricardo Silva da Silva de 47 anos, que seguia sentido sul bateu na moto. O jovem motociclista morreu na hora. *PARCELAS À PARTIR DE R$458,89 CONSÓRCIOS PARA IMÓVEIS INVISTA NOS SEUS PROJETOS DE FORMA ECONÔMICAE SEGURA www.consorciomenegalli.com.br Entenda o caso
  • 22. 22 Publicações LegaisJornal Correio do Sul Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017 EDITAL DE INTIMAÇÃO ARLINDO EDÍLIO DAROSA,Titular doTABELIONATO DE NOTAS E PROTESTOS DETÍTULOS desta Comarca de Sombrio, situado naAv. Nereu Ramos, 1300 - Fone (48)3533-0318-CEP88960-000,atendimentodas08:00h-12:00he14:00h-18:00h, fazsabernaformadaLeiaosqueopresenteEDITALvirem,queseencontramnesse tabelionato para serem protestados, decorrido o prazo legal de 03 (três) dias úteis, por não terem sido encontrados nos endereços fornecidos, ou por se recusarem a tomarconhecimento,ostítuloscujosresponsáveisestãoabaixodiscriminados.Ficam esclarecidos, também, de que nesse mesmo prazo poderão apresentar resposta escrita, que não impedirá a lavratura do protesto. PROT. APRESENTANTE / CNPJ DEVEDOR / CNPJ Prot:164100;Devedor(es):ADILTONDOSSANTOSGONCALVES-670.601.969-00, End: Rua 11, S/N, Balneario Gaivota; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: E SEBOLD DA SILVA ME; Sac: E SEBOLD DA SILVA ME; Tit: 9380 ; Apr: FCDL; VEN: 12/07/2017; Esp: Duplicata Venda Mercantil por Indicação; Val: R$ 230,00 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 84,68. Apontamento R$ 16,50 - Selo R$ 1,85 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 50,65 - Condução R$ 17,53 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 84,68. Prot:164128;Devedor(es):ALIRIOMANOELCANDIDO-181.779.640-20,End:Rua MachadodaSilveira,S/N,BalnearioGaivota;Tip:Normal; Mot:Faltadepagamento; Ced: ESTADO DE SANTA CATARINA; Sac: ESTADO DE SANTA CATARINA; Tit: 17013500141 ; Apr: PROCURADORIA-GERAL DO ESTADO; VEN: À VISTA; Esp: Certidão de Dívida Ativa; Val: R$ 1.930,17 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 118,08.Apontamento R$ 16,50 - Selo R$ 1,85 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 50,65 - Condução R$ 50,93 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 118,08. Prot: 164075; Devedor(es): BENTABORGES MARTINS HILGER - 689.055.219-91, End: Rua Maximo Rodrigues da Silva, 800, Sombrio; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: MUNICIPIO DE SOMBRIO; Sac: MUNICIPIO DE SOMBRIO; Tit: 1124-2017 ;Apr: MUNICIPIO DE SOMBRIO; VEN: À VISTA; Esp: Certidão de Dívida Ativa; Val: R$ 1.340,15 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 56,58. Apontamento R$ 16,50 - Selo R$ 1,85 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 33,00 - Condução R$ 7,08 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 56,58. Prot:164206;Devedor(es):CLEBERRODRIGUESBORGES-904.969.499-34,End: Rua Dr.Antonio Bottini, 533, Sombrio;Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: MUNICIPIO DE SOMBRIO; Sac: MUNICIPIO DE SOMBRIO; Tit: 1170-2017 ;Apr: MUNICIPIO DE SOMBRIO; VEN: À VISTA; Esp: Certidão de Dívida Ativa; Val: R$ 1.524,70+JurosLegais(1%a.m.);Emol.:R$56,58.ApontamentoR$16,50-SeloR$ 1,85 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 33,00 - Condução R$ 7,08 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 56,58. Prot: 164099; Devedor(es): CLEIA MARI BETTI - 003.555.840-77, End: Rua dos Açores, 177, Balneario Gaivota; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: E SEBOLD DA SILVA ME; Sac: E SEBOLD DA SILVA ME; Tit: 9701 ; Apr: FCDL; VEN: 21/08/2017; Esp: Duplicata Venda Mercantil por Indicação; Val: R$ 452,90 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 84,68. Apontamento R$ 16,50 - Selo R$ 1,85 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 50,65 - Condução R$ 17,53 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 84,68. Prot:164200;Devedor(es):FLATEMPRIMOBILIARIOSLTDA-00.536.235/0001-00, End:Av. Beira Mar, S/N, Balneario Gaivota; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: UNICRED SUL CATARINENSE; Sac: TEZZA MONTAGENS ELETRICAS LTDA; Tit: 7086/2 ;Apr: BANCO BRADESCO SA; VEN: 05/12/2017; Esp: Duplicata VendaMercantilporIndicação; Val:R$3.000,00+JurosLegais(1%a.m.);Emol.:R$ 56,58. Apontamento R$ 16,50 - Selo R$ 1,85 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 33,00 - Condução R$ 7,08 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 56,58. Prot: 164189; Devedor(es): JOSE ROGERIO DAROSAALBINO - 842.562.499-15, End: Rua Mario Sant’Helena, 297, Sombrio;Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced:LAJOSULMATERIALPARACONSTRUCAOLTDA; Sac:LAJOSULMATERIAL PARA CONSTRUCAO LTDA; Tit: 112522 ; Apr: FCDL; VEN: 26/07/2017; Esp: Duplicata Venda Mercantil por Indicação; Val: R$ 238,00 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 56,58. Apontamento R$ 16,50 - Selo R$ 1,85 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 33,00 - Condução R$ 7,08 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 56,58. Prot: 164097; Devedor(es): LUANA GUIMARAES VIEIRA - 089.872.989-06, End: SegundaAvenida, 1300, Balneario Gaivota;Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: E SEBOLD DA SILVA ME; Sac: E SEBOLD DA SILVA ME; Tit: 02256 ; Apr: FCDL; VEN: 25/05/2017; Esp: Duplicata Venda Mercantil por Indicação; Val: R$ 1.833,15+JurosLegais(1%a.m.);Emol.:R$84,68.ApontamentoR$16,50-SeloR$ 1,85-DistribuiçãoR$0,00-DiligênciaR$50,65- ConduçãoR$17,53-Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 84,68. Prot: 164295; Devedor(es): LUIZ DE MEDEIROS - 512.471.519-72, End: Rua das Flores, 325, Sombrio; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: MUNICIPIO DE SOMBRIO; Sac: MUNICIPIO DE SOMBRIO; Tit: 1222-2017 ;Apr: MUNICIPIO DE SOMBRIO; VEN: À VISTA; Esp: Certidão de Dívida Ativa; Val: R$ 1.034,77 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 56,58. Apontamento R$ 16,50 - Selo R$ 1,85 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 33,00 - Condução R$ 7,08 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 56,58. Prot:164071;Devedor(es):MARCOSMARQUESFERREIRA-034.786.329-94,End: Rua Dario Irineu Colares, 261, Sombrio; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: MUNICIPIO DE SOMBRIO; Sac: MUNICIPIO DE SOMBRIO; Tit: 1161-2017 ; Apr: MUNICIPIO DE SOMBRIO; VEN: À VISTA; Esp: Certidão de Dívida Ativa; Val: R$ 908,29 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 56,58. Apontamento R$ 16,50 - Selo R$ 1,85 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 33,00 - Condução R$ 7,08 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 56,58. Prot: 164286; Devedor(es): MARILDA MATTOS DOS SANTOS - 760.884.569-49, End: Rod. Municipal 350, 350, Sombrio; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: MUNICIPIO DE SOMBRIO; Sac: MUNICIPIO DE SOMBRIO; Tit: 1208-2017 ; Apr: MUNICIPIO DE SOMBRIO; VEN: À VISTA; Esp: Certidão de Dívida Ativa; Val: R$ 354,70 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 66,06. Apontamento R$ 16,50 - Selo R$ 1,85 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 33,00 - Condução R$ 16,56 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 66,06. Prot: 164034; Devedor(es): RONALDOO CARDOSO DA ROSA - 549.450.039-04, End: Av. Pref. Francisco Lummertz, 781, Sombrio; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: MUNICIPIO DE SOMBRIO; Sac: MUNICIPIO DE SOMBRIO; Tit: 1103-2017 ;Apr: MUNICIPIO DE SOMBRIO; VEN: À VISTA; Esp: Certidão de Dívida Ativa; Val: R$ 1.294,22 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 56,58. Apontamento R$ 16,50 - Selo R$ 1,85 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 33,00 - Condução R$ 7,08 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 56,58. Prot: 164205; Devedor(es):TAIANE DASILVEIRAMARTINS - 059.512.399-66, End: Rua 211, S/N, Sombrio; Tip: Normal; Mot: Falta de pagamento; Ced: MUNICIPIO DE SOMBRIO; Sac: MUNICIPIO DE SOMBRIO; Tit: 1168-2017 ;Apr: MUNICIPIO DE SOMBRIO; VEN: À VISTA; Esp: Certidão de Dívida Ativa; Val: R$ 1.545,48 + Juros Legais (1% a.m.); Emol.: R$ 56,58. Apontamento R$ 16,50 - Selo R$ 1,85 - Distribuição R$ 0,00 - Diligência R$ 33,00 - Condução R$ 7,08 - Digitalização R$ 0,00- Total Emolumentos R$ 56,58. Certifico, para os devidos fins, que o presente edital foi afixado no mural da serventia em: 18/12/2017. Sombrio - SC, 18/12/2017 ESTADO DE SANTA CATARINA MUNICÍPIO DE SÃO JOÃO DO SUL DECRETO Nº 113 DE 14 DE DEZEMBRO DE 2017. “Nomeia Membros do Conselho Municipal de Educação de São João do Sul – SC e dá outras providências”. MOACIR FRANCISCO TEIXEIRAPrefeito Municipal em exercício de São João do Sul, Estado de Santa Catarina, no uso de suas atribuições legais e de acordo com o inciso V, artigo 55 da Lei Orgânica do Município c/c art. 4ºdaLeiMunicipalnº1305,de20dedezembrode2005esuasalterações; DECRETA: Art. 1º - Ficam nomeados os membros para o Conselho Municipal de Educação de São João do Sul – SC, abaixo relacionados: Representantes da Secretaria Municipal de Educação Titular:Claudio Junior Lima da Rocha Suplente: Susânia Scariot Bendo Cechinel Representantes dos Diretores das Escolas Municipais Titular: Maria Helena Scheffer Domingos Suplente: Marilane de Souza Lopes Colares RepresentantesdosProfessoresdaRedeMunicipaldoEnsinoFundamental Titular: Simone Pereira Lummertz Suplente: Susana Bedinot Martins Representantes dos Professores da Rede Municipal de Educação Infantil Titular: Viviana Maciel da silva Suplente: Clamilta Bauer Borba Ramos Representantes dos Professores da Rede Estadual Titular: Adriana Scheffer de Moraes Scandolara Suplente: Sandra Scandolara da Silva Representantes dos profissionais das Escolas de Ensino Especial Titular: Edilene dos Santos Suplente: Luciana Laguna da Rosa VII - Representantes dos Conselhos Escolares das Escolas Municipais Titular: Alexandra Cardoso da Silva Suplente: Tatiane Nunes da Silva Canalli Barcellos VIII - Representante dos profissionais da educação de Jovens e Adultos Titular: Eriédina Maciel Pereira Suplente: Ivone Alexandre Maciel IX - Representantes de alunos maiores de 18 (dezoito) anos ou emancipados Titular: Marisa Patrício Suplente: Vagner Gonçalves de Jesus Art. 2° - Definido em eleição entre os representantes, o Presidente do Conselho o senhor Claudio Junior Lima da Rocha e Vice-Presidente a senhora Simone Pereira Lumertz. Art.3°-OExercíciodafunçãodeConselheiroserágratuito,constituindo-se de serviço público relevante. ESTADO DE SANTA CATARINA MUNICÍPIO DE BALNEÁRIO ARROIO DO SILVA REPUBLICAÇÃO - AVISO DE LICITAÇÃO PROCESSO LICITATÓRIO Nº 75/2017 EDITAL DO PREGÃO PRESENCIAL Nº 48/2017 OBJETO: Contratação de empresa para prestação de serviço em manutenção preventiva e corretiva de computadores, periféricos, rede, hospedagem, manutenção da home - Page (página de Internet), administração do servidor de rede, com uma carga mínima presencial de no mínimo 20 (vinte) horas semanais, nas secretarias e seus respectivos departamentos e unidades do Município de BalneárioArroio do Silva/SC. TIPO DE JULGAMENTO: Menor preço Global. REGIME LEGAL: Mediante as especificações e condições previstas no Edital, sob a regência da Lei 10.520/2002, Lei nº 8.666/1993 e suas alterações, e Lei Complementar nº 123/2006, e posteriores alterações. ABERTURA DOS ENVELOPES: Iniciará às 14:00 horas, do dia 03 de janeiro de 2018, na Sala de Reuniões, na Sede da Prefeitura Municipal, situada na Avenida Santa Catarina, nº 1122, Centro, na Cidade de Balneário Arroio do Silva/SC. INFORMAÇÕES:Pessoalmenteoupelotelefone:(48)3526-1445.E-mail: licitacao@arroiodosilva.sc.gov.br Balneário Arroio do Silva/SC, 15 de dezembro de 2017. JUSCELINO DA SILVA GUIMARÃES Prefeito Municipal ESTADO DE SANTA CATARINA MUNICÍPIO DE MELEIRO AVISO - INEXIGIBILIDADE DE LICITAÇÃO Nº 101/2017. EDER MATOS, Prefeito Municipal, torna público para conhecimento de todos, que contratou através de inexigibilidade de licitação a atração BANDA BONDE LEVADA, para o ENCERRAMENTO DAS FESTIVIDADES DE NATAL DO MUNICIPIO DE MELEIRO. Fundamento Legal: Art. 25, inciso III, da Lei Federal 8.666/93. Valor Total Contratado: R$ 1.300,00 Meleiro/SC, 15 de dezembro de 2017. EDER MATTOS Prefeito Municipal. Art. 4° - Este Decreto entre em vigor na data de sua publicação. Gabinete do Prefeito Municipal de São João do Sul, 14 de dezembro de 2017. MOACIR FRANCISCO TEIXEIRA Prefeito Municipal em Exercício Publicado e registrado nesta Secretaria aos quatorze dias do mês de dezembro do ano de dois mil e dezessete. TAISE DOS SANTOS ALVES Secretária Municipal de Administração e Finanças
  • 23. 23Geral Jornal Correio do Sul Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017 Na avaliação de Côrte, já no final do ano passado a economia catarinense dava sinais de retomada do fôle- go, em grande parte por conta da diversificação dos setores. Para confirmar a tendência, as indústrias do estado in- vestiram fortemente em tecno- logia e inovação, mesmo no período mais crítico. “Uma vantagem competitiva que te- mos em Santa Catarina sobre a maioria dos outros estados é que estamos há mais de dez anos sem reajuste do ICMS, o que garante um ambiente mais favorável às atividades produ- tivas”, considerou. Otimista, o presidente da Fiesc aposta em um 2018 de “consolidação do crescimento” e, portanto, bem melhor que 2016 e 2017. Em contrapar- tida, apontou alguns riscos. “Nas próximas eleições nós podemos ter um governo de continuidade das reformas e da modernização do ambiente institucional ou um governo que retroceda, que impactará negativamente a economia.” Ao longo da conversa com os jornalistas, Glauco Côrte reforçou em diferentes oportu- nidades a urgência da refor- ma da Previdência, dando até mesmo mais destaque do que à reforma Tributária. Para ele, a reforma previdenciária é condição para que os inves- tidores se voltem novamente para o Brasil. PeloEstado Retrospectiva 2017 - Perspectiva 2018 Como já é tradicional no final de ano, o presidente da Federação das Indústrias (Fiesc), Glauco José Côrte, reuniu jornalistas para fazer uma avaliação da economia, apontar desafios a serem enfrentados e as perspectivas. Apresentou uma série de números positivos de 2017 em comparação com 2016 e chamou a atenção para os riscos que podem vir com a escolha do novo mandatário do país. Ainda assim, manteve o tom otimista, principalmente quanto à perseverança dos industriais e a qualidade dos trabalhadores catarinenses, vantagens competitivas inegáveis. Depois da entrevista coletiva, o líder industrial conversou separadamente com a reportagem da Coluna Pelo Estado. Falou sobre o interior do estado, da retomada do ritmo de atividade de setores tradicionais da nossa economia, da necessidade de investimentos em infraestrutura e sobre a sucessão da Confederação Nacional da Indústria (CNI), em outubro de 2018. [PE] - A ocupação da capacidade instaladadaindústriacatarinense, na média anual, é representativa? Glauco Côrte - Entre 80% e 90%, consideramos que é uma boa ocupação. Gradativamente nós estamos retomando a utilização da capacidade. Acredito que em 2018 a maior parte das nossas in- dústrias chegarão ao índice histó- rico, sempre superior a 80%. [PE] - Privatizações, concessões e parcerias público-privadas são su- ficientes para recuperar o atraso do estado e infraestrutura? Glauco Côrte - O governo fede- ral e o governo estadual não têm recursos suficientes para investir na infraestrutura. Por vezes fal- ta até mesmo para a manutenção do que já existe. Acredito que concessão, privatização e PPPs são a saída para o problema. No caso das rodovias, com cobrança de pedágio, mas o investimento não deve ser considerado no va- lor, para não torná-lo muito caro. É aí que o governo tem papel preponderante. Algo precisa ser feito, porque os próximos anos ainda serão muito difíceis para o setor público. [PE] - O volume de investimentos ainda é baixo. Preocupa? Glauco Côrte - Tivemos uma in- fluência, principalmente nos últi- mos dois anos, da operação lava- jato. As principais empreiteiras do Brasil estiveram envolvidas e boa parte das obras foi preju- dicada. Temos aqui o Monitora Fiesc, que acompanha as obras estaduais e federais, aponta que 60% das obras públicas estão pa- radas ou têm comprometimento no cronograma. Mas há recursos no mercado internacional para investir no Brasil. Precisamos de regras claras, taxas de retorno atraentes e segurança jurídica. [PE] - O senhor deu destaque para a queda da inflação. É uma queda real ou motivada à queda da renda e ao recuo no consumo? Glauco Côrte - Durante o auge da recessão a inflação se man- teve alta, provando que não há uma relação direta. O que há é inflação e política, expansiva ou não. A renda das famílias caiu com inflação alta e juros eleva- dos e, mesmo depois que houve a queda de juros a inflação não caiu. Isso só aconteceu quando o governo começou a implementar medidas de ajuste fiscal. Conco- mitantemente, a renda da popu- lação voltou a crescer e isso não impactou em alta. A política do atual governo, de controlar seus gastos, é o que explica a inflação em níveis mais baixos. [PE] - O governador Raimundo Colombo disse que várias novas empresas, incluindo indústrias, vão se instalar no estado em 2018. E elogiou a atuação da Fiesc nas negociações. Como se dá essa parceria? Glauco Côrte - Na verdade, são 140 projetos em avaliação. De 18 a 20, já podemos considerar como certos. Outros 49 estão com as conversações bem adiantadas. A maior parte ainda optando pela região Norte, que oferece melhor infraestrutura, como o bom nú- mero de portos. Nós, governo e Fiesc, sempre tivemos uma rela- ção de proximidade. Com o Pro- grama de Desenvolvimento da Indústria, sentimos a necessida- de de centralizar o atendimento, de forma que o investidor tenha a possibilidade de, em um mes- mo dia, conversar com os nossos técnicos e com os do governo. A experiência levou à criação do Criamos a InvestSC, sem a neces- sidade de o Estado abrir nenhu- ma nova vaga pública. É o único caso do país de uma parceria pú- blico-privada para atrair investi- mentos. Nas reuniões mostramos as nossas vantagens: terra dispo- nível, vocação industrial e expor- tadora forte, trabalhador qua- lificado, relação afinada entre o setor público e o privado, sem au- mento de impostos, piso estadual negociado entre trabalhadores e empresários, sem a interferência do governo... e Santa Catarina está se destacando como um esta- do inovador, com muitas startups, das quais inúmeras se consolidam como empresas. [PE] - Que setores tiveram maior crescimento em 2017 no estado? Glauco Côrte - Alguns dos nossos setores mais tradicionais: alimen- tos, têxtil, metalmecânico, calça- dista, madeira e mobiliário. Eles estão mais concentrados em de- terminadas regiões, o que acaba impactando de forma positiva o estado como um todo. O setor ce- râmico também começa a reagir, tanto pela retomada das refor- mas quanto pelas exportações, mas ainda espera a retomada da construção civil. [PE] - Em 2018 acontece uma nova eleição na CNI. O senhor vai concorrer? Glauco Côrte - Não. Meu mandato aqui vai até julho do ano que vem e o da CNI, até outubro. É uma tarefa muito difícil. Um proces- so complexo. O atual presidente, Robson Braga de Andrade, deve ser reconduzido e o mais provável é que eu esteja na diretoria. [PE] - Uma mensagem para o in- dustrial catarinense. Glauco Côrte - A mensagem é de otimismo em relação ao futuro da nossa economia. O industrial catarinense está preparado para um novo ciclo de crescimento porque não deixou de investir, mesmo no momento mais agudo da crise. Portanto, tem condição mais favorável agora, na retoma- da do crescimento. “Há recursos internacionais para investir no Brasil” Por Andréa Leonora redacao@peloestado.com.br Foto: Filipe Scott/Fiesc 2 0 1 7 2 0 1 6
  • 24. 24 PublicidadeJornal Correio do Sul Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017
  • 26. Grêmio perde Mundial contra Real Madrid e escancara diferença para EuropaPorto Alegre 01-03-04-05-06 08-09-10-14-18 20-21-22-23-25 CONCURSO 1.599 LOTO FÁCIL 15/12 13-22-46-70-77 CONCURSO 4.5158 QUINA 16/12 JORNAL CORREIO DO SUL Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017 C erta feita, em junho, levantou- -se um ró- tulo colado no Grêmio. Dizia "Melhor futebol do Brasil", e o produto usado para grudar foi bom. Pois o ano chega ao fim e o rótulo ainda está lá, embora as atuações, não. Veio no- vembro, o título daAmérica e um novo sonho. O recheio de merengue, porém, tornou-se indigesto. Avitória do Real Madrid na final do Mundial por 1 a 0 foi magra e por um detalhe, mas o que se viu em campo, no Zayed Sports City, emAbu Dhabi, escancara a diferença dos jogos praticados no Brasil e pelos grandes da Europa. O Grêmio não chegou ao seu limite em termos de desem- penho porque não contou com todos os jogadores em uma noite inspirada, mas fez o possível diante de um poderio tão forte. "A gente fez o que esta- va ao nosso alcance, saímos de cabeça erguida, fizemos o que podemos. Do outro lado, até brincamos, são jogadores que parecem que não são deste planeta". (Marcelo Grohe, goleiro) Os números do jogo re- gistram posse de bola de 62% para o Real e 20 finalizações, contra apenas uma do Grê- mio, que sequer acertou a meta de Keylor Navas - Edíl- son arriscou cobrança de falta de longe. Este fato causou indignação em muitos torce- dores. É verdade. O Tricolor poderia ter apresentado algo mais próximo daquilo que chamou atenção do país in- teiro ao longo da temporada. Contudo, ainda assim a vitória sobre o Real Madrid estaria longe. Simplesmente porque o adversário é nada menos que o maior clube do mundo e vive em outra realidade, com orçamento de 600 milhões de euros - o do Grêmio é de R$ 70 milhões. Os jogadores gremistas não achavam os rivais. Quando se aproximavam para marcar o croata Modric, por exemplo, a bola já estava nos pés de outro, tamanha rapidez na troca de passes. - Nós sabíamos que o Cristiano Ronaldo tem essa arma, tem uma falta muito boa. Infelizmente, a gente deu uma vacilada ali, mas, no contexto geral, mereceram a vitória. A gente fez o que es- tava ao nosso alcance, saímos de cabeça erguida, fizemos o que podemos. Do outro lado, até brincamos, são jogadores que parecem que não são deste planeta - disse o goleiro Marcelo Grohe na zona mista do Zayed Sports City. "Os jogadores (do Real) têm uma qualidade muito grande. Sabíamos que en- contraríamos muitas difi- culdades. Pelo que o Real Madrid jogou, mereceu ser campeão. Estamos tristes, mas de cabeça erguida por tudo que fizemos em 2017". (Renato Gaúcho, técnico) Além de atuações abaixo do normal de nomes como Luan, Barrios - que con- firmou que não permanece em 2018 - e Fernandinho, o clube gaúcho lidou com uma estrutura tática muito bem ajustada. Modric fazia um movimento de aprofundar- -se pelo lado direito quando Isco recuava, confundindo a marcação. Kroos se postava quase como lateral-esquerdo, liberando Marcelo para avan- çar e sendo um armador por trás do jogo. Especialmente no meio-campo, sem Arthur, o Grêmio foi dominado. O poderio europeu está muitos anos na frente do sul- -americano. O último título conquistado pela América do Sul foi em 2012, quando o Corinthians bateu um Chel- sea mais pragmático. Dali em diante, o Real Madrid ergueu a taça três vezes: 2014, 2016 e 2017. No entanto, é bom lembrar que o gol merengue só saiu porque a bola passa em um miniespaço na bar- reira, entre Lucas Barrios e Luan, por conta de um movimento de corpo do cen- troavante. - A dferença é que é o time mais rico do mundo, me- lhores jogadores do mundo, é difícil. O orçamento do Real e do Grêmio é um absurdo de diferença. (O Real) Tem os melhores do mundo. A gente foi com a mentalidade de ganhar, mas não é fácil ganhar do melhor do mundo. É trabalhar, esquecer isso aqui e pensar no ano que vem - comentou Jael. Na zona mista, o clima era de uma espécie de re- signação com a derrota, de certa forma esperada por conta do tamanho da pedra no caminho. O sentimento que fica é o do tri da América e o dever cumprido. O Grêmio fez frente ao Real Madrid, levou o gol por centímetros na barreira e fez o que pode. Longe de ser o suficiente, mas o que pode. O Brasil tem muito o que evoluir para po- der bater de frente de "igual para igual", como queriam os tricolores, com potências como o time de Zidane.
  • 27. Cruzeiro é campeão nos pênaltisSanta Rosa do Sul Araranguá 27Publicidade Jornal Correio do Sul Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017 T eve repete- co de 2016, e o clássico entre Inde- pendente e Cruzeiro finalizou na tarde deste domingo o campeonato municipal de futebol amador de Santa Rosa do Sul. O Cruzeiro é um time mais antigo e o Independente disputava sua sétima final consecutiva, fazendo com que a partida fosse cercada por muita expectativa. O Cruzeiro abriu o placar já no final de um primeiro tempo bastante equilibrado. Andreimarcouaos42minutos e aumentou a emoção da final. Mesmo na frente, o Cru- zeiro não baixou a guarda, pois tinha ainda na lembrança o triste resultado do ano pas- sado. Em 2016, o Cruzeiro chegou a abrir dois gols de vantagem sobre o adversário, Após um ano de muitos treinamentos, aprendizados, participação de torneios e trocadefaixas,oscaratecasdo Grêmio Fronteira vão entrar mas o Independente não ape- nas empatou como acabou sagrando-se campeão. Na etapa complementar, aos cinco minutos ficou tudo igual no placar, com gol de Mauricinho. Para os torcedo- res das duas equipes, a partida ficou de testar a saúde do coração. Mesmo assim, em campo o clima era tranquilo, e somente aos 20 minutos do segundotemposaiuoprimeiro cartão amarelo. Os últimos cinco minutos da partida tive- ram pelo menos três chances de gol perdidas, agitando as duas torcidas. Mas não teve jeito. Terminando o tempo regulamentar em 1x1, a par- tida foi para a prorrogação de 30 minutos. O empate persistiu e a decisão foi para a cobrança de pênaltis, quando final- mente o resultado favoreceu o Cruzeiro, que voltou a ser campeãodomunicipalsulsan- tarrosense. Karatê do Grêmio Fronteira encerra o ano com coquetel especial de férias. Na tarde da última quarta-feira, dia 13, o instrutor Silvio Cesar de Oliveira fez um coquetel especial durante a última aula do ano. "Este ano foi muito especial. Agra- deço a todos colaboradores, alunos, em especial aos pais, por confiarem em nosso tra- balho. Desejo um Feliz Natal e um próspero Ano Novo", comentou. Ele revela que as aulas retornam no dia 15 de janeiro de 2018.
  • 28. SEGUNDA-FEIRA, 18 DE DEZEMBRO DE 2017