Ebook os 7 erros que detonam suas finanças pessoais

50 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
50
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ebook os 7 erros que detonam suas finanças pessoais

  1. 1. www.ecimples.com.br/blog | contato@ecimples.com.br 1 Os 7 Erros que detonam suas Finanças Pessoais
  2. 2. www.ecimples.com.br/blog | contato@ecimples.com.br 1 Índice Observação: FAVOR CONFIRMAR O E-MAIL QUE FOI ENVIADO COM O ASSUNTO “FALTA APENAS”, PARA QUE VOCÊ POSSA TER ACESSO A TODOS OS OUTROS LANÇAMENTOS QUE IREMOS REALIZAR. ELE PODE ESTAR NA SUA CAIXA DE SPAM OU LIXEIRA. OBRIGADO – CLÁUDIO BRITES ÍNDICE .........................................................................................................................1 POR QUÊ .....................................................................................................................2 DICAS SOBRE FINANÇAS...........................................................................................3 QUEM É CLÁUDIO BRITES?.......................................................................................4 Erro 1 - NÃO CONHECER SEU PERFIL FINANCEIRO .............................................5 Quais Seriam Suas Respostas Para As Perguntas Abaixo? Erro 2 - AUSÊNCIA DE CONTROLE DOS GASTOS. ................................................8 Mas, Então Por Que As Pessoas Não Controlam Seus Gastos? Erro 3 - AUSÊNCIA DE PLANEJAMENTO ...............................................................11 Eu Não Sei Planejar, E Agora? Erro 4 - NÃO IDENTIFICAR QUEM É O SEU INIMIGO NÚMERO 1 ........................14 Sabe Quem O Culpado? Seu Cérebro! Erro 5 - NÃO SABER CLASSIFICAR AS DESPESAS..............................................17 Pensou Que Era Apenas Colocar Tudo No Papel? Erro 6 - DESCONHECER O EFEITO “BOLA DE NEVE”. ........................................21 Agora O Que Isso Tem A Ver Você? Erro 7 - NÃO ENVOLVER A FAMÍLIA.......................................................................24 A Única Solução... ESTA É A LEI DO UNIVERSO...................................................................................24 QUERO TER ACESSO A LISTA VIP.........................................................................24
  3. 3. www.ecimples.com.br/blog | contato@ecimples.com.br 2 Por Que Será Que Não Consigo Realizar Meus Sonhos? Ou Atingir Minhas Metas Financeiras?
  4. 4. www.ecimples.com.br/blog | contato@ecimples.com.br 3 Dicas sobre Finanças Eu fico muito feliz em poder compartilhar o meu conhecimento com dicas e estratégias para que você consiga controlar suas finanças de forma consciente ou administrar as finanças de sua empresa profissionalmente Neste E-book eu incluí os 7 erros mais comuns que impactam no controle e administração das finanças de qualquer pessoa, dessa forma ao entender e bloquear esses erros, você conseguirá dar um novo rumo a sua vida econômica. Eu venho estudando sobre finanças pessoas e empresarias desde 2003, e eu tenho aplicado estas técnicas na minha própria vida e dos meus clientes conseguindo resultados extremamente significativos. É realmente uma coisa simples e muito eficaz, chegando a índices de melhoria de mais 80% nos treinamentos realizados pela minha Empresa e nas empresas em que trabalhei como gestor! Por isso tenho que compartilhar tudo isso com você! Mãos a obra!
  5. 5. www.ecimples.com.br/blog | contato@ecimples.com.br 4 Quem é Cláudio Brites? Se você ainda não me conhece, me apresento... Sou Cláudio, Sócio da Ecimples Contabilidade, Consultoria e Coaching (Financeiro), empresa especializada em prestar serviços para empresas e profissionais da área de saúde, bem como para outros segmentos de prestadores de serviços. Possuo mais de 15 anos na área financeira, já ministrei consultorias e auditorias em grandes empresas, palestras em faculdades e foi gestor de grandes empresas sempre na área financeira e administrativa, mas minha real paixão é ensinar as pessoas como elas podem prosperar em seus negócios ou realizar seus sonhos de forma eficaz e organizada. Minha paixão por ajudar as pessoas e empresas, sobre gestão das finanças, começou quando fui convidado para participar de uma implantação de uma multinacional aqui no Brasil. Onde tive a oportunidade de aprender muitas técnicas de sucesso sobre finanças empresariais e repassar para meus supervisores. Em 2012 tive a honra de estar entre 1% dos perfis mais visitados da rede social / profissional LINKEDIN, depois que disponibilizei, gratuitamente, 3 planilhas: Uma de Controle Financeiro, uma sobre Plano de Carreira e uma de Controle de Metas. Com esse status fui convidado para prestar novas consultorias, criar planilhas customizadas, ministrar palestras e treinamentos. Fico feliz em dizer que consegui “decifrar os principais erros financeiros” que nós cometemos e enxergar como resolvê-los. E agora estou compartilhando com você!
  6. 6. www.ecimples.com.br/blog | contato@ecimples.com.br 5 Não Conhecer Seu Perfil Financeiro Quais seriam suas respostas para as perguntas abaixo? 1. Você sabe quanto tem de saldo em sua(s) conta(s) de banco(s) sem olhar no extrato gerado pelo próprio banco? 2. Qual o valor e nome da maior despesa que você teve no mês passado? O que gerou ela? 3. Quanto você gastou no mês passado para manter sua casa, sem precisar listar agora no papel todas as despesas, para descobrir o resultado? 4. Em que você gastou exatamente no mês passado o dinheiro que aparece como SAQUE, em seu extrato bancário? 5. Quanto você está prevendo gastar em um item como despesas de supermercado no próximo mês e até o final do ano? Se você não conseguiu responder a todas as perguntas... Você não está sozinho. A grande maioria brasileira não consegue responder corretamente as perguntas, simplesmente por que não possuem, não sabem ou não conseguem seguir um planejamento financeiro eficiente e motivador. É uma pena, já que mais de 80% da população brasileira não acompanha e nem controla diariamente suas finanças pessoais através de um orçamento doméstico.
  7. 7. www.ecimples.com.br/blog | contato@ecimples.com.br 6 No último ano você: 6. Deixou de pagar totalmente algumas fatura do Cartão de Crédito? 7. Entrou no Cheque Especial por simples falta de controle das compras? 8. Deixou de pagar ou atrasou alguma conta? Sabia que quase metade da população, no último ano, passou por situações de stress financeiro? Então, podemos afirmar que 1º erro é: Não conhecer como funciona seu perfil de gastos, ou seja, não sabe em que gasta e como gasta. Este processo de autoconhecimento é muito importante para que você possa assumir as rédeas da sua vida financeira. Sem ele, é como “Se proteger do sol com uma peneira”. É uma das maiores descobertas que somente você pode realizar. Não delegue para outra pessoa esta atividade. Você tem que parar e, friamente, buscar no seu passado recente (6 meses) o seu perfil de gastos. Avalie os seguintes itens:  Os saldos das contas bancárias (positivas ou negativas),  Caso tenha poupança, se aumentou ou diminuiu,  Se você pagou 100% das faturas dos cartões de créditos na data certa,  Se as despesas rotineiras foram pagas em atraso e principalmente,  Se você consegue definir exatamente para onde foi o dinheiro que aparece em seu extrato bancário como “SAQUE”. Assim, com esses pequenos passos você visualizará o seu perfil de como controla suas finanças e orçamento pessoal e está pronto para começar a mudar o seu modo de encarar esse processo.
  8. 8. www.ecimples.com.br/blog | contato@ecimples.com.br 7 Sabe o por quê? Você lembra o comentário de que quase 50% da população, no último ano, tiveram problemas de atraso ou pagamento de despesas? Foi realizada uma pesquisa nacional onde 65% dos entrevistados, que tiveram problemas em honrar o pagamento na data de vencimento ou que usaram o cheque especial em alguém momento, informaram que poderiam ter evitado o pagamento em atraso. Isso significa que não foi por falta de recursos financeiros e sim de não saber qual o seu perfil de gastador adicionado à falta do planejamento e controle das despesas / compras. Como base nesse primeiro levantamento, você já é capaz de descobrir qual seu nível de organização, quando o assunto é finanças pessoais. Este será seu desafio número 1: Descobrir qual é o ser perfil.
  9. 9. www.ecimples.com.br/blog | contato@ecimples.com.br 8 Ausência de Controle de Gastos. Pode parecer óbvio para a grande maioria das pessoas e até para você que a frase acima é um dos maiores problemas que dificultam o gerenciamento das finanças pessoais. Correto? Mas, então por que as pessoas não controlam seus gastos? Ter um Controle de Gastos ou um modelo de Orçamento Doméstico / Pessoal não é apenas criar uma planilha que informe quais os gastos e seus respectivos valores para validar se foram pagos (passado), ou se sobrou algo no final do mês. Trata-se de ideias, sabedoria, decisões conscientes, ação, planejamento e disciplina sobre O Que, Como, Quando, Quem e Onde será tratado seu controle financeiro.
  10. 10. www.ecimples.com.br/blog | contato@ecimples.com.br 9 Segundo, Napoleon Hill, Autor do Livro: “A Lei do Truinfo”: “Um analista experimentado já declarou que seria capaz de dizer, de forma muito precisa, examinando o orçamento mensal de um homem, que espécie de vida esse homem leva; além disso, tirará o máximo de informações do item diversões”. Partindo deste princípio de que o seu modo de gastar ou de controlar as finanças pode informar muito sobre você, talvez o orçamento não seja tanto sobre refletir o que você não pode ter e sim gerar mais consciência sobre como esticar, investir e gastar suas economias e ganhos com mais sabedoria. Resumindo, o controle orçamentário / financeiro serve para fazer seu dinheiro durar e aumentar cada vez mais. Financeiramente falando, serve para avaliar, rapidamente, onde você acha que você e sua família estão hoje. As perguntas, abaixo, podem lhe ajudar a começar a se preparar para criar um orçamento real:  Que tipo de imagem que você tem sobre você e suas finanças?  Quais são as metas para o curto, o médio e o longo prazo?  Será que você tem os dados e números que são necessários para iniciar?  Você seria capaz de planejar o que deseja ser e começar a viver essa vida hoje, cumprindo suas obrigações?  Você acha que sua família está preparada para controlar e manter o orçamento com as informações que, atualmente, você possui à sua disposição? O dinheiro faz o mundo girar! E não é nenhum segredo que alguns de nós possuímos mais recursos e outros menos. Isto é decorrente de diversos fatores, mas principalmente de como lidamos, diferentemente, com nossas próprias finanças pessoais e gestão do caixa. As famílias têm diferentes necessidades, meios e circunstância. Nossas habilidades de gerenciamento dos recursos financeiros também estão em diferentes níveis, assim como o nível de endividamento e de poupança!
  11. 11. www.ecimples.com.br/blog | contato@ecimples.com.br 10 Por isso, o Orçamento tem a ver com a maioria dessas perspectivas e reflexões. Para finalizarmos, o objetivo do orçamento familiar é:  A análise da situação financeira e conscientização geral,  Saber o que cortar,  Aumentar as receitas ou diminuir os gastos e  Iniciar o princípio da economia, da criação de riqueza e do aumento dos ativos líquidos ao longo do tempo. Pronto para entender os principais erros na montagem de um orçamento?
  12. 12. www.ecimples.com.br/blog | contato@ecimples.com.br 11 Ausência de planejamento. A maioria das pessoas quando pensam em realizar um controle das finanças domésticas, partem sozinhas nessa caminhada. Isto significa que tomam as decisões sozinhas, não fazem o acompanhamento compartilhado das ações que deverão ser realizadas, anotam de qualquer forma as despesas e não sabem como reportar aos envolvidos, a situação geral e de forma regular. Eu não sei planejar... E agora? Pensando nisso, optamos por uma abordagem prática sobre a gestão financeira e para começar, você deve percorrer os passos de configuração do seu controle orçamentário! Assim você deve analisar a perspectiva a partir de, O Que, Como, Quando, Quem e Onde... como parte da discussão. Estes formam o modelo base, interagindo e sendo interdependentes dos elementos, sistemas e processos que formam "orçamento familiar".
  13. 13. www.ecimples.com.br/blog | contato@ecimples.com.br 12 Lembre-se de que cada situação familiar é diferente e distinta. Nunca haverá uma situação igual que exija a mesma solução, pode ser até parecida, pois isso você deve ter o conhecimento necessário sobre modelos e as melhores práticas, para aplicar a sua realidade. Quem? Deverá definir a pessoa responsável em cobrar as informações, em realizar o lançamento e por fim analisar os saldos. O Quê? Orçamento familiar é uma atividade em grupo e de controle. Sem o envolvimento de todos há grandes chances de dar errado. Por isso o processo de planejamento tem que ser estruturado, para conseguir lidar com recursos financeiros propiciando que a família entenda seu contexto. Como? Através do levantamento do histórico e da separação dos itens que compõem as receitas, as despesas, as dívidas e as aplicações financeiras. Quando? Definir o modo de operar e controlar o orçamento, ou seja, qual a periodicidade dos lançamentos e avaliação da situação dos saldos. Mas, principalmente, definir que deve começar AGORA. Onde? Será o local onde as informações serão postadas e controladas. Hoje este processo pode ser feito em softwares, no celular, em uma planilha de Excel, no caderno, etc. Após sua decisão de começar a controlar suas finanças, você deve prestar atenção nos 5 passos abaixo: 1º passo: Descobrir qual o valor líquido das suas entradas / receitas. 2º passo: Descobrir quais são as suas despesas 3º passo: Descobrir o quanto você gasta em cada despesa 4º passo: Avaliar se os totais das suas despesas mensais são menores do que das suas entradas líquidas. 5º passo: Ajustar seu orçamento. Isto significa, em você deve no seu orçamento familiar garantir que está gastando menos que o que ganha.
  14. 14. www.ecimples.com.br/blog | contato@ecimples.com.br 13 Parece bom demais para ser verdade e demasiado simplista. No entanto, ao final, você perceberá que isto é tudo que existe para o processo de criação orçamentário de qualquer família e até de pequenas empresas.
  15. 15. www.ecimples.com.br/blog | contato@ecimples.com.br 14 Não Identificar Quem É O Inimigo Número 1. “A derrota que hoje parece despedaçar no teu coração será no futuro, apenas uma ondulação entre as vagas de outras experiências no oceano de tua vida.” Napoleon Hill Muitas pessoas possuem vontade real de começar seu controle financeiro, mas se desanimam e desistem antes mesmo de fechar um mês, ou antes de conseguir atingir a 1ª meta. Sabe quem o culpado? Seu cérebro! O mais importante órgão do nosso corpo busca sempre economizar energia para manter o sistema funcionando corretamente. E para fazer isso ele aplica a lei do Hábito, que impacta no que chamamos de vontade futura, que nada mais é de deixar algo para o dia seguinte. Como ele (cérebro) sabe que todos os dias possuem um dia depois, então ele avisa que você pode deixar para fazer amanhã, o que seria feito hoje. Porém, este processo é interminável, ou seja, a ação nunca será concluída, pois se você não fez hoje, por que fará amanhã? Já a lei do Hábito, resume-se em realizar cada tarefa com o menor esforço possível e consequentemente sem gerar stress ao organismo, por que o stress gasta mais energia.
  16. 16. www.ecimples.com.br/blog | contato@ecimples.com.br 15 Assim, você já percebeu que quando muda algo drasticamente em sua rotina, sente como se fosse uma onda batendo em seu corpo, impedindo de prosseguir e esse fato ainda lhe deixa incomodado? Este é o aviso do seu cérebro, informando que para ele não é fácil gastar mais energia do que está habituado. Com esse entendimento separamos as três causas que geram as desistências e que entram no jogo antes mesmo de você começar a escrever as primeiras despesas do seu orçamento. Sua consciência reage quando você imagina que deverá controlar suas contas, criando as barreiras abaixo: Atitude Negativa Se você achar que o processo orçamentário é tido com um aspecto negativo, (tais como uma dieta financeira, algemas, restritiva, perfil avarento, um sacrifício, etc.), é certo que seu cérebro vai fazer de tudo para que você pare. A menos que você goste de gerar stress por ser um masoquista que encontra recompensa em uma experiência de punição. Já uma atitude positiva, o oposto, significa que você imagina que o orçamento é um meio para um final feliz, ou apenas um caminho para alcançar seus sonhos e objetivos. E que ao fazer este caminho há uma gratificação instantânea de saber que ao controlar os gastar por um determinado tempo, valerá a pena ganhar as recompensas no futuro. Falta de Motivação Qual é a sua motivação para iniciar o controle financeiro? É apenas para atender um pedido do seu marido ou esposa? Para gastar menos juros? Mostrar para os outros que você é organizado? Estas motivações não são más, porém são oriundas de fora do seu cérebro e como isso, provavelmente, será assimilado, por ele, que não vai ser fácil de manter a força necessária e o gasto de energia ao longo do tempo.
  17. 17. www.ecimples.com.br/blog | contato@ecimples.com.br 16 As melhores motivações são geradas dentro de você. Exemplo: Você realmente acredita que o orçamento pode ajudá-lo a realizar seus sonhos? E dar um futuro melhor para sua família? Se sim, isso será sua força e motivação. Expectativas irrealistas O que você espera ganhar ao criar e seguir um orçamento? Você acha que a criação de um orçamento irá revelar os grandes segredos para onde vai seu dinheiro? E que em pouquíssimo tempo, como um passe de mágica, irá transformar seus hábitos, depois de rastrear e controlar as despesas, ou de planejar quando irá comprar um eletrodoméstico, por exemplo? A realidade é que o orçamento é uma maratona e seu Cérebro sabe disso. Ele sabe que será exigido determinação, atenção, pulso, força de vontade e um aumento sensível no gasto de energia do corpo. Ele sabe que não haverá milagres. E você em consciência disso? O que você vai ver são pequenos progressos mensuráveis, porém constantes em direção às metas que realmente importam para você. Podemos concluir que: Se o seu cérebro reconhecer que você começou um orçamento sem ter uma atitude positiva, a motivação interna e expectativas realistas, provavelmente ele irá prepará-lo para o fracasso.
  18. 18. www.ecimples.com.br/blog | contato@ecimples.com.br 17 Não Saber Como Classificar as Despesas. Uma pesquisa nacional realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) revela que a falta de disciplina é o principal empecilho para um planejamento adequado do orçamento pessoal. Pensou que era apenas colocar tudo no papel? Segundo o estudo, quatro em cada dez consumidores (37%) não se consideram pessoas organizadas financeiramente e 69% dos entrevistados admitem sentir algum tipo de dificuldade para realizar o controle de suas receitas, despesas e investimentos. E uma das principais razões está na visualização conjunta que você faz das despesas importantes com as despesas supérfluas. A maioria das pessoas parte do princípio de que se deve separar os orçamentos por grupos de despesas, com base em características baseadas nos locais onde ocorrem.
  19. 19. www.ecimples.com.br/blog | contato@ecimples.com.br 18 Exemplo:  Despesas de Casa abrange tudo que está relacionada a sua moradia. o Aluguel = R$ 1.500 o Condomínio, = R$ 600 o TV por assinatura, = R$ 150 o Empregados domésticos (2) = R$ 800 + R$ 1.200 o Energia = R$ 350 o Água = R$ 150 o Gás = R$ 100 o Serviços de Jardinagem = R$ 250 o Telefone Fixo = R$ 125 o Internet = R$ 75 o Celular (3 aparelhos)= R$ 75 + R$ 75 +R$ 75 o Etc. Ao utilizar esse conceito misturamos visualmente despesas importantes com as supérfluas o que pode mascará-las em termos relativos a valores. Ao analisar os itens acima temos comprovadamente essa mistura. Concorda? Agora se você separar da seguinte forma:  Sobrevivência. o Aluguel = R$ 1.500 o Condomínio, = R$ 600 o Energia = R$ 350 o Água = R$ 150 o Gás = R$ 100 o Telefone Fixo = R$ 125  Complementar: o Empregado doméstico (1º) = R$ 1.200 o Celular (2 aparelhos)= R$ 75 + R$ 75  Optativo o TV por assinatura, = R$ 150
  20. 20. www.ecimples.com.br/blog | contato@ecimples.com.br 19 o Empregado doméstico (2º) = R$ 800 o Serviços de Jardinagem = R$ 250 o Internet = R$ 75 o Celular (1 aparelho) = R$ 75 Como ficou seu campo de visão? Ficou muito mais fácil você visualizar quais são os itens que podem ser cortados, diminuídos ou aqueles intocáveis, pelo menos em um primeiro momento. Assim, como modelo você pode utilizar o seguinte escopo para criar seu orçamento: Com esse formato proposto com certeza você poderá validar:  Como está seu Resultado por Orçamento Após lançar as informações criadas e coletadas em cada passo, deverá ser transcritas para seus orçamentos, em cada nível conforme detalhes. Desta forma, cada saldo encontrado nos seus orçamentos, indica o perfil de como você está encarando sua vida financeira.  Validar seu estado financeiro atual Quando você visualiza, através dos saldos por orçamentos. É identificado qual seu perfil de gastos. Orçamento Grupo Categoria Receita / Despesa Orçado % Receita Realizado % Receita META 20.400 -20.400 -20.400 -20.400 27.600 -48.000 Anual SALDO 9 = ORÇ. DÍVIDAS (Saldo 7 - Total 8) DÍVIDAS TOTAL 8 = DESPESAS (PASSIVO) => SOBREVIVÊNCIA SOBREVIVÊNCIA TOTAL 6 = DESPESAS (LUXO) => OPTATIVO SALDO 5 = ORÇ. COMPLEMENTAR (Saldo 3 - Total 4) COMPLEMENTAR SALDO 7 = ORÇ. OPTATIVAS ( Saldo 5 - Total 6) TOTAL 4 = DESPESAS (APOIO) => SOBREVIVÊNCIA TOTAL 1 = RECEITAS / ENTRADAS => TOTAL 2 = DESPESAS FIXAS + VARIÁVEIS => SALDO 3 = ORÇ. SOBREVIVÊNCIA (Total 1 - Total 2)
  21. 21. www.ecimples.com.br/blog | contato@ecimples.com.br 20 Assim, sua visão atual fica clara e transparente, possibilitando uma atitude em ampliar o que está dando certo e cortar o que compromete sua vida financeira.  Inserir suas Metas Financeiras Após a análise por nível orçamentário chegou a hora de incluir suas metas financeiras, para cada Item de receita ou despesa de cada categoria. As metas são sua vida a partir de agora. Com elas, você poderá ver sua determinação em mudar o estado financeiro atual para seu estado financeiro desejado.
  22. 22. www.ecimples.com.br/blog | contato@ecimples.com.br 21 Desconhecer o Efeito “Bola de Neve”. O Brasil é reconhecido, negativamente, como detentor de uma das maiores taxas de juros do mundo. Isso faz a alegria dos investidores dos bancos. Agora, o que isso tem a ver com você? A taxa de juros equivalente à taxa referencial do Sistema Especial de Liquidação e de Custódia (Selic) é comumente conhecida como juros básicos da economia brasileira. O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central define se haverá aumento ou diminuição da mesma. Ao mesmo tempo, a autoridade monetária também indicou que os juros devem permanecer neste patamar nos próximos meses. Essa decisão serve para segurar um pouco a meta inflação. Agora veja abaixo 5 perguntas e respostas sobre a Selic, para que possa entender por que pagamos altos juros no Brasil: 1. O que é? A taxa Selic é a média de juros que o governo brasileiro paga por empréstimos tomados dos bancos. Quando a Selic aumenta, os bancos preferem emprestar ao governo, porque paga bem. Já quando a Selic cai, os bancos são "empurrados" para emprestar dinheiro ao consumidor e conseguir um lucro maior. Assim, quanto maior a Selic, mais "caro" fica o crédito que os bancos oferecem aos consumidores, já que há menos dinheiro disponível. 2. Qual a importância?
  23. 23. www.ecimples.com.br/blog | contato@ecimples.com.br 22 O governo usa essa taxa como instrumento para controlar a inflação. Se a Selic é alta, há menos dinheiro circulando e menos procura por produtos e serviços à venda. Se a demanda é menor, os preços caem. A Selic também ajuda a controlar a entrada de investimentos estrangeiros. Quem investe em títulos brasileiros ganha com os juros altos, o que faz entrar mais dinheiro no país. Quanto mais dólares entram no país, menor a cotação dessa moeda por aqui. 3. Por que reclamam dos juros altos? Os juros altos diminuem o consumo, o que prejudica as vendas e as empresas. Se as empresas não crescem, há mais desemprego, e a economia encolhe. 4. E qual o impacto em nosso bolso? É a Selic que dá a medida das outras taxas de juros usadas no país: do cheque especial, do crediário, dos cartões de crédito, da poupança. É a partir dela que os bancos calculam quanto cobrarão de juros para conceder um empréstimo. Quanto menor a Selic, mais "barato" fica para o consumidor fazer um empréstimo ou comprar a prazo. 5. Como faço para utilizar a meu favor? Como a Selic também influencia os juros que os bancos pagam quando emprestam dinheiro de alguém, o consumidor também pode ganhar com isso. Em geral, quanto maior a Selic, maior o rendimento das aplicações de renda fixa, como poupança e CDBs. 6. As variações da taxa são perceptíveis imediatamente? Não, essa relação não é direta. Quando o Banco Central reduz a Selic, essa queda demora a chegar ao consumidor. Isso acontece porque os bancos também cobram, em forma de juros, impostos (IOF), inadimplência, seus custos e seu lucro (um dos maiores do mundo). Essa diferença entre o que o banco paga ao tomar um empréstimo e o que ele cobra ao conceder um empréstimo é o chamado "spread bancário". Como temos uma taxa muito alta de juros básicos, adicionada a um lucro enorme dos bancos, temos uma taxa de juros cobrada ao consumidor absurda.
  24. 24. www.ecimples.com.br/blog | contato@ecimples.com.br 23 Enquanto a SELIC está em torno de 14,25% ao Ano, a taxa do cartão de crédito dos bancos passa de 250% no mesmo período. Veja o gráfico abaixo para entender como funciona o efeito Bola de Neve: Evolução do Cheque Especial quando o mesmo tiver uma taxa de juros de 10% ao mês: Hoje 3º Mês 6º Mês 3º Ano 1º Ano Principal = $ 1.000 + Juros - $ 331 Principal = $ 1.000 + Juros - $ 772 Principal = $ 1.000 + Juros - $ 2.138 Principal = $ 1.000 + Juros - $ 29.913 Principal = $ 1.000
  25. 25. www.ecimples.com.br/blog | contato@ecimples.com.br 24 Não envolver a Família Não pense que você conseguirá sozinho fazer todo o processo de controle financeiro dar certo, principalmente se todos aa família colaborarem para a manutenção da casa. A única solução... Abordar a família, conversar com os amigos e principalmente convence-los de que é muito importante para você essa nova meta de controle, este é o caminho para iniciar o projeto de controlar suas finanças pessoais. Por este motivo é muito importante aprender a dizer não, no momento que houver algum desvio, seja pela sua parte ou de outra pessoa, mas que impacte negativamente no seu projeto. Esta é a lei do Universo. Como já dizia Henry Ford: “Se você pensa que pode ou se pensa que não pode, de qualquer forma você está certo”. Chegamos ao final do nosso E-book. Espero que tenha gostado do conteúdo. Ah! Quase ia me esquecendo de dar dois importantes recados: No dia 23/09/2015, teremos o Webnário Gratuito “Por que você deve entender e criar seu controle orçamentário e financeiro antes de investir na internet ou em qualquer outro negócio.” Onde abordaremos informações relevantes que você deve saber para ter sucesso em sua vida Profissional ou Pessoal e no final da aula daremos um super bônus. No dia 24/09/2015 o primeiro curso 100% prático (clique Aqui) e online: O 1º Passo Para o Sucesso... Saber Organizar e Controlar Suas Finanças. Porém, as vagas são limitadas, por isto não perca tempo e cadastre-se* Agora mesmo em nossa lista VIP para receber informações sobre este grande lançamento e sobre outras novidades. *Somos completamente contra spam, por isso pedimos que após se cadastrar confirme o e-mail com o título “Falta só um clique” que enviamos para você. Ele pode estar na caixa de spam ou no lixo eletrônico. Quero Entrar Agora na Lista VIP

×