3                                                                 sar                                                    “...
e a nossa                                                                       Por uma educação                          ...
Cultura      •	Pelo fim da proibição de festas no        Campus!      •	Realização do II Festival de Cultura e        Arte...
3                                                                                                                  ar     ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Carta Programa - CHAPA 3

967 visualizações

Publicada em

Carta Programa da "CHAPA 3 - Vamos precisar de todo mundo", que concorre ao DCE/UFJF 2013/2014, composta por diversos estudantes da UFJF, de todos os institutos, sendo a maior e mais plural, defendendo uma gestão autônoma, democrática e participativa.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
967
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Carta Programa - CHAPA 3

  1. 1. 3 sar “e t reci do os p mun vam odo d Eleições DCE 13 e 14 de março “ E aí galera, mais uma vez estamos passan- DCE não construiu, de forma propositiva, do por um processo importante na UFJF, as um diálogo com aqueles a quem represen- eleições do DCE. O Diretório Central dos Es- ta. Nem as obrigações mínimas a gestão tudantes é o principal órgão de representa- cumpriu, como manter o DCE aberto para ção dos alunos da Universidade. É ele quem a distribuição gratuita de selinhos de meia- nos representa, em todos os conselhos uni- -entrada. versitários e outros órgãos da instituição. A nossa Universidade, como todo o en- Assim, o DCE é a entidade principal em de- sino superior pelo país afora, está passando fesa dos nossos direitos dentro da UFJF. Por por um processo de intensa modificação. isso a eleição é um processo muito impor- A quantidade de alunos cresce vertiginosa- tante, que todo mundo deve participar. mente, bem como as obras e modificações 3 Por isso, estamos aqui apresentando no Campus, o que afeta profundamente a uma alternativa para a entidade máxima vida dos estudantes. O DCE não pode ficar de representação dos estudantes da UFJF. isento a tantas mudanças. Por isso, convi- Não estamos propondo uma oposição pela damos você a ler a nossa carta-programa oposição, anunciado o caos e sendo “contra e aproveitar essa época de eleição para re- tudo e todos”. Queremos debater verdadei- fletir e discutir sobre a nossa Universidade, ramente a universidade e apresentar pro- o DCE e o papel dos estudantes nisso tudo. postas que realmente façam a diferença na Boa leitura! vida dos estudantes. A atual gestão do DCE não se empenhou em representar todos os estudantes, não conseguindo avançar em melhores condi- “ beto guedes: ções para a Universidade. Frente ao proces- so crescente de expansão, a atual gestão do o sal da terra anda! quero te diZer nenhum segredo falo nesse chão, da nossa casa 3 vem que tá na hora de arrumar... Vamos precisar de todo mundocarta_programa2.indd 1 04/03/13 03:20
  2. 2. e a nossa Por uma educação de qualidade: universidade?!? A partir de uma política nacional, que não melhorar a rede elétrica Nos últimos anos, ocorreram importantes as universidades públicas, como ao invés de submeter a comunida- modificações na educação do país, ampliando a UFJF, estão se expandindo ver- de aos constantes “apagões”? o acesso ao ensino superior público. Entretan- tiginosamente em quantidade de Estas são questões que preci- to, pouco se tem discutido sobre a qualidade alunos e de obras. Porém, a atual sam ser pontuadas pelo DCE. Pro- do ensino. Vemos hoje vários cursos com cur- administração da nossa universi- pomos que a entidade discuta com rículos defasados, com disciplinas que já não dade não estimula a participação os/as estudantes um projeto em fazem mais sentido para os cursos e para a nas decisões sobre como a UFJF que não se pense apenas na quan- formação do estudante. Por isso queremos: se envolve nesse projeto nacional, tidade, mas na qualidade da Univer- falhando no planejamento desta sidade e na formação integral e so- • Fazer uma ampla discussão sobre currícu- expansão: qual o critério em priori- cialmente referenciada no ensino, los e reforma curricular, antes de aprovar o zar a reforma do Jardim Sensorial, pesquisa e extensão, em que todos novo RAG (não adianta discutir jubilamento pela 2ª vez, e não investir nas salas se juntem em defesa da UFJF. se não se discute as reprovações em série); de aula e laboratórios? Por que co- Para isso, defendemos o orçamento • Avaliação, por parte dos alunos, pelo SIGA, meçar inúmeras obras e não termi- participativo na UFJF, em que toda da qualidade das disciplinas e dos professo- nar as outras já iniciadas, deixando a comunidade acadêmica (alunos, res, no fim de todo semestre; as aulas serem perturbadas pelo professores e funcionários) possa • Avaliar as mudanças curriculares recentes, “bate estaca” e outros inconve- contribuir nas definições das priori- como os Bacharelados Interdisciplinares, nientes gerados? Com os recursos dades de investimento e desenvol- apontando as qualidades e o que é preciso de manutenção que chegam, por vimento da Universidade. melhorar; • Ampliação do PIBID – Programa Institucio- nal de Bolsa de Iniciação à Docência para atividades culturais todas as licenciaturas; e o DCE Centro • Ampliar o diálogo da universidade com as comunidades através da valorização e fo- mento de projetos de extensão e pesquisa. Os estudantes estão passando por tro (Rua Floriano Peixoto, esquina Em defesa da educação e da Saúde Públi- um momento crítico em relação às com Getúlio Vargas). É preciso que ca de qualidade, somos solidários aos profis- atividades culturais. A reitoria, num ele se torne um importante pon- sionais da área da saúde e contra qualquer ato arbitrário, proibiu festas no to de cultura na cidade. Para isso ameaça às suas condições de trabalho e à Campus, sem discutir com a comuni- a chapa 3 propõe que ele se tor- própria qualidade do serviço de saúde, por dade acadêmica sua posição sobre ne um espaço para que alunos da isso somos contra a Empresa Brasileira de isso. Proibir festas não irá solucio- Universidade e artistas da cidade Serviços Hospitalares (EBSERH). Tal posicio- nar o problema que ocasionou sua possam expor seus trabalhos; que namento está em concordância com os to- proibição. É preciso que a Universi- sedie projetos de extensão,cursos mados pelas federações nacionais de curso dade possibilite que os estudantes para a cidade, biblioteca comuni- e pela própria UNE. ocupem os espaços culturais que tária; abrigue eventos culturais, ela fornece, bem como tenham li- como mostras de cinema e expo- berdade para organizar e participar sições de artistas independentes de eventos culturais e de lazer. e também seja um espaço de lazer Uma importante ferramenta para os estudantes no fim de se- para este processo é o DCE Cen- mana, dentre outras atividades. Além disso, defendemos o Projeto VER- -SUS: uma parceria da UNE com o Ministério 3 da Saúde, que permite todos os estudantes, “ não só da área de saúde, terem a experiência de vivenciar o SUS e sua gestão, compreen- Vamos precisar de dendo o debate sobre saúde pública, contri- todo mundo buindo com a melhoria dos serviços de saúde no país. Conheça o projeto em http://versus. Prá banir do mundo otics.org/ e embarque nessa. Inscrições aber- a opressão tas até 30/03. Para construir a vida nova Vamos precisar de todo mundocarta_programa2.indd 2 04/03/13 03:20
  3. 3. Cultura • Pelo fim da proibição de festas no Campus! • Realização do II Festival de Cultura e Arte dos estudantes da UFJF; 3 “ Um mais um é sempre mais que dois Pra melhor juntar • Realização do Festival de Bandas No- vas da UFJF; as nossas forças • Retomada dos Botecos Itinerantes.; Vamos precisar de todo mundo • Retomada e revitalização do DCE Centro. Assistência Estudantil: • Cobrar da reitoria divulgação, no site pela permanência na oficial, de todos os editais de bolsas universidade de iniciação, monitoria, estágio, fa- • Fim da contrapartida das 12h na mo- zendo das seleções processos mais • Garantir a participação dos(as) estu- dalidade manutenção. transparentes e democráticos; dantes da UFJF no EME – Encontro de • Reajuste das bolsas de assistência es- • Criar no site do DCE um banco de da- Mulheres Estudantes, ENUDS – Encon- tudantil, pesquisa e extensão que si- dos sobre repúblicas; tro Nacional Universitário sobre Diver- gam índices que regulam o aumento • Distribuição descentralizada do selo sidade Sexual e ENUNE – Encontro de do salário mínimo, se tornando uma de meia-entrada GRATUITO. Organi- Negros, Negras e Cotistas da UNE. política da universidade; zar distribuição dos selinhos pelos • Criação de uma comissão permanen- CAs e DAs, fazendo desta uma pro- DCE construindo te, com representação discente, para posta permanente; consciência ambiental fiscalizar a qualidade da comida servi- • Fortalecer o Conselho de CAs e DAs - • Implementação de copos retornáveis da no R.U.; ConCADA no RU; • Finalização da moradia estudantil com • DCE sempre aberto! Garantir que a en- • Pelo plantio de mudas e refloresta- criação de novas vagas; tidade esteja sempre de portas aber- mento constante do Campus; • Abertura do RU aos domingos e venda tas, a disposição de todos os estudan- • Buscar projetos sustentáveis para me- de tickets no fim de semana; tes da UFJF. lhor utilizar os recursos da universidade. • Conclusão das obras da creche univer- sitária; DCE na luta por um Trânsito • Nenhum estudante deve ser privado mundo mais justo e • Participar do Conselho Municipal dos de algum benefício por já receber ou- tro. Estes devem estar de acordo com igualitário Transportes para evitar novos aumen- • Incentivo a grupos que se organizam tos da passagem e reivindicar mais as necessidades de cada assistido. linhas de ônibus que atenda a Univer- em torno de minorias na Universidade, como a Marcha Mundial das Mulheres, sidade; Por um DCE o Enegrecer, dentre outros;Criação de • Criação de linhas regulares, gratuitas, verdadeiramente uma ouvidoria, pela reitoria, destina- de ônibus dentro da Universidade; representativo! da a receber denúncias de violência de • Transmissão da rádio da FACOM nos • Ouvidoria do DCE. Todas as reclama- gênero no Campus; ônibus da Universidade; ções dos estudantes serão registradas • Realização de campanhas e debates • Realização de campanhas educativas pelo DCE, que buscará os meios de de- que abordem e combatam o machis- para que os motoristas que passem fender e proteger os mesmos; mo, o racismo e a homofobia. pelo Campus respeitem a comunidade acadêmica; • Campanha pelo incentivo à prática de Universidade caronas. • Ampliar o debate sobre o RAG, pautando a autonomia dos alunos, sua DCE convênios permanência na universidade e as assistências que lhe são de direito. Ga- • Criar uma rede de convênios para que rantir também a liberdade individual e de mobilização dos estudantes, os estudantes da UFJF possam, para seja ela política ou cultural. além da meia-entrada, ter mais des- • Transparência nas licitações, para que tenhamos cantinas, centro de con- contos em cinemas, bares, gráficas, vivência e xerox que se adequem à realidade dos estudantes; dentre outros. Com estas parcerias • Por uma rede Wireless de qualidade por todo o Campus! será possível que os estudantes fre- • Pela manutenção e qualidade dos infocentros; quentem espaços de lazer, consu- • Discussão pública e coletiva sobre o PDI – Plano de Desenvolvimento Ins- mam eventos culturais e custeiem titucional, da UFJF; seus gastos universitários de forma • Democratização dos espaços de esportes e lazer da FAEFID – fim da co- mais econômica. brança de taxas.carta_programa2.indd 3 04/03/13 03:20
  4. 4. 3 ar recis do a defesa “e t p vamos do mun dos estudantes nos une! d o Eleições DCE 13 e 14 de março “ Este ano, inovamos na forma de apresentar nossa chapa. Apresentamos nossa direto- ria executiva, responsável pelo dia-a-dia do DCE, para responder a todos os estudan- tes da UFJF pela entidade e por protagonizar as ações que serão realizadas. Para além disso, apresentamos nossa “rede de colaboradores”. Estes serão os estudantes que, vivendo o cotidiano da universidade, a fiscalizarão constantemente, colaborando com o DCE e mantendo seus diretores informados sobre tudo o que acontece na UFJF. Mas convidamos todos os outros alunos preocupados em construir uma Universidade cada vez melhor que se junte a nós, afinal, “vamos precisar de todo mundo”! Coordenadora Geral: Laiz Perrut (História) e Valdenir Oliveira “Vavá” (Medicina) Para além de questões locais, referentes à UFJF, há questões Secretaria Geral: Victor Cezar Rodrigues (BI Ciências Humanas) nacionais que afetam diretamente nosso dia-a-dia. Por isso, Tesouraria: Patrícia Aparecida Mosqueira (Ciências Exatas) Coordenadoria de Comunicação: Kaio Vieira Lara (Comunicação Social) não podemos estar isolados dos grandes debates nacionais Coordenadoria de Cultura e Eventos: Lucas Batista (BI Artes e Design) Coordenadoria de Pesquisa, Ensino e Extensão: Pedro Cuco (Direito) referentes à educação. Defendemos a UNE – União Nacional Coordenadoria de Esportes: Guilherme Garcia Matta (Educação Física) dos Estudantes como a única entidade capaz de representar Coordenadoria de Movimentos Sociais: Nilo Marques (Geografia) Coordenadoria de Assistência Estudantil: Taciane Couto Gonçalves (Serviço Social) todo o conjunto dos estudantes a nível nacional, reconhecen- Coordenadoria de Mulheres: Isadora Pontes (Letras) e Verônica Medeiros (Serv. Social) do sua história e as grandes bandeiras que sempre levantou Coordenadoria de Assuntos Institucionais: Írio Ibrahim Orlandi (Direito) Coordenadoria de Meio Ambiente: Ulisses Cunha Pedroni (Eng. Sanitária e Ambiental) em defesa de uma educação pública e de qualidade. A nível Coordenadoria de Saúde: Mariana Galvão (Enfermagem) estadual, defendemos a UEE – União Estadual dos Estudan- REDE DE COLABORADORES tes, como a entidade capaz de protagonizar o debate sobre #Administração: Nathália Couto de Freitas, Pedro Conforte da Silva Lemos, Jeremias Wesley Gonçalves Rodrigues #BI Ciências Humanas: Guilherme Imbroisi, Ana Paula Silva educação superior no estado. Compartilhando suas bandeiras, de Souza, Julia Franca e Gomes de Miranda, Breno Alexandre Pires Fernandes Alves, Lucas Castro Lima Figueiredo, Evelize Cristina Moreira #Artes e Design, e Música: Michel Leandro defendemos: Martins “Sagaz”, Douglas Roberto de Souza, Maria Rita da Cunha Vasconcelos, Paulo de Oliveira Rodrigues Junior, Livia Ribeiro do Valle Arruda Câmara, Patrick Maroco Fernandes Lima, Anderson Aurélio Augusto Junior, Ana Beatriz Fernandes Lima Silva #Arquitetura e • 2 bilhões para Assistência Estudantil; Urbanismo: Mariana Alves Zancaneli #Biologia: Lucas Godinho Rodrigues, Gabriel Neves de • Aprovação do Plano Nacional da Educação com 10% do PIB Barros, Luciana Alves Rodrigues #Ciências Contábeis: Camila Dias Diório, Maurílio Benetelli Júnior #Ciência da Computação: Yuri Monteiro, Adriele Alvarenga #Economia: Matheus para a Educação; Jacometti, João Vicente Novaes Camargo Manna, Ascânio Vitor Vasconcelos Fonseca #Ciências Exatas: Walmir dos Reis Miranda Filho, Wesley Sebastião Fortunato, Mariane • Pela aprovação da destinação de 100% dos Royalties do Pe- Beatriz de Almeida e Souza, Tamires Mariane de Freitas Dávila Faria, Marcelo de Oliveira tróleo e 50% do Fundo Social do Pré-Sal para a educação pú- Costa Machado, José Nunes de Souza Junior “Perrela”, Vinicius Gomes Machado, Matheus Felipe Sanna Lopes, Yan Mendes Ferreira, Hugo Camarano, Felipe Farias de Azevedo, blica; Fernanda Miranda Fernandes #Ciências Sociais: Leonardo Azevedo, Gustavo Paccelli da Costa, Pedro Jehle de Araujo Gouvea, Sheila Cristina Gonçalves #Comunicação Social: • Participação na 2ª Conferência Nacional da Educação em Priscila Morisson #Direito: Renan Porcaro de Bretas, Crisman da Silva Araujo, Estêvão 2014; Baesso Gabriel de Oliveira, Fernando Antonio Carneiro Junior, Isabela Duarte Clemente, Juliana Aparecida da Silva, Mirela Vilela Guerra, Natália Gonçalves da Silva, Raphael de • Por uma discussão nacional sobre a Reforma Universitária. Viveiros Leitão, Vanessa Silva de Almeida, Úrsula Cristina Corrêa dos Santos, Vanessa Ferreira Lopes, Renato Rodrigues César Cabral, Hanna Beer Furtado, Franciene Almeida Vasconcelos, Guilherme Barquette Fernandes, Larissa Rodrigues, Nayara Elias de Sá Souza, Samille Rodrigues Sérgio, Elora Raad Fernandes, Thalita Rodrigues Machado, Alexandr e Passos Van de Pol Britto, Aline Faria do Valle Ferreira de Castro, Pâmela Victória Ferreira Faria, Vítor Alex Passos, William Júnior Mazoco Coelho, Andressa Oliveira Soares, Maria www.facebook.com/chapa3ufjf Gabriela Reis, Taíssa Mendes Pantoja Lagoas, Amanda Silveira Franco, Laura Domingues Dias, Natalia Tasse Ferreira, Matheus Soares #Educação Física: Sanzio César dos Santos Silva, Débora Teixeira Rosado #Enfermagem: Yara Sandim de Paula, Frederico Alves @chapa3ufjf Rodrigues, Tamyres Neves e Silva, Claudia Cristina da Silva Faustino, Ana Paula Ribeiro Silva, Juliana Gomes de Carvalho, Tereza Maria Paiva Lacerda #Engenharias: Luciano de Oliveira Souza Junior, Vitor Mendes Pedrozo, Phellipe Queiroz, Ilder Nogueira de Oliveira, chapa3ufjf.blogspot.com Pedro Laguardia Tavares, Ingrid Delgado Ferreira, Fernando César dos Santos Junior, Julia Cunha Silva Santos, Ana Letícia Lima de Carvalho, João Monteiro Neto #Estatística: Daniel Gustavo Moreira, Douglas de Oliveira Matos Braga #Farmácia: Priscila dos Santos chapa3ufjf@gmail.com Martins Dias, Philippe Vieira Monteiro, Camila Campos da Fonseca, Everton Allan Ferreira, Romulo de Almeida Ribeiro, Pedro Henrique Santos de Freitas, Juliana Kern Candian Filardi #Filosofia: Ana Carolina Radd Lima #Física: Filipe Gonçalves de Oliveira #Fisioterapia: Anna Flora Lopes Pereira da Silva, Maria Fernanda Lacerda Brasil, Larissa Miguel de Souza, Juliana Gonçalves Kury #Geografia: Bernardo Valente Ferraro, Felipe Pacheco Silva, Jefferson Nunes #História: Mariane Alves Simões, Cristiane de Paula Ribeiro, Fernanda 3 Gallinari Machado Sathler Mussi, Guilherme Hágale de Queiroz #Jornalismo: Priscila Gonçalves, Layrha Silva Moura #Letras: Bruna dos Anjos da Costa Crespo #Matemática: “ Leandro Gonçalves dos Santos #Medicina: Priscilla Gasparetto Alves, Silvia Lopes de Moraes, Fernanda Carolline Luiz da Fonseca, Guilherme Bigonha Pires, Isabela Teixeira Macedo, Sara Jéssica Rodrigues Oliveira, Marcos de Lucena Freitas Negretto, Victor da 3 Silva Coelho, Lucas Fonseca Veloso, Thiago Silva, Rodrigo Moreira Húngaro, José Victor é sÓ rePartir Campos Oliveira, José Roberto da Silva, André Fernando Teixeira, Aline Luiza Costa e Silva #Nutrição: Letícia Barros Soares, Elias Campos Reis Netto #Odontologia: Gleyton da Silva melhor o Pão Lopes, Henrique Arantes Tancredo, Karina Bersan Muzzi #Pedagogia: Ana Claudia Lopes Ferreira de Almeida #Psicologia: Ana Carolina Gusmão e Paiva, Beatriz Guedes Mattozo recriar o ParaÍso agora #Química: Anderson Marini Paschôa #Serviço Social: Claudia Maria Maximo, Sulamita da Silva Castro, Ester Vargas Silva, Juliana Aparecida Cobuci, Lorhana Luiza Lopes, Felipe Para merecer quem vem de Oliveira “Sumiço”, Natalia Gonçalves, Manuela Fernanda #Sistemas de Informação: Mirelly Cardoso, Victor Lima #Turismo: Richard Tavares de Souza #Pós-Graduação: Rafael dePois... de Paula Garcia, Edmon Neto de Oliveira. Vamos precisar de todo mundocarta_programa2.indd 4 04/03/13 03:20

×