Bookletcaloiro

804 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
804
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Bookletcaloiro

  1. 1. Bem-vindo à maior aventura da tua vida!Com que então estás aqui para estudar? Ainda por cima no De-partamento de Física… Fazes ideia do que te espera? Teme! De-sespera! A tua sanidade tem os dias contados...Calma. Não és o primeiro. Muitos já cá passaram e todos sobre-viveram. Ah, e nos dias que correm a sanidade está muito sobre-valorizada. Não te garantimos que a mantenhas, mas uma coisaé certa: depois da viagem para que hoje partes, nada mais seráigual.Estás aqui para estudar, é um facto, mas muito mais te espera.Esta etapa é rica em oportunidades, e cabe-te a ti tirar delas omelhor partido. Cresce! Aprende! Intervém! Abre a tua mente ediverte-te com tudo isto.O Núcleo de Estudantes do Departamento de Física dá-te as bo-as-vindas. Da nossa parte, podes contar com todo o apoio queprecisares. E não hesites em procurar-nos, mesmo que não pre-cises de nada, pois nós também precisamos de ti.Boa sorte nesta epopeia e que a Fortuna te sorria!(E não te preocupes, só dói a primeira vez.) O NEDF/AAC
  2. 2. PelourosO teu núcleo encontra-se dividido em pelouros, de forma a dis- Divulgaçãotribuir as tarefas a realizar de acordo com o perfil dos colabora-dores. Em baixo podes ficar a conhecer melhor cada um deles e,caso haja algum pelouro em que gostasses de participar, sente-te O Pelouro da Informática e Divulgação tem como principal ob-à vontade para te juntares a nós! jectivo estabelecer uma ligação constante entre o NEDF e todos os estudantes deste Departamento, uma vez que o núcleo existe para todos e é criado com a ajuda e opinião de todos. As nossasCultura funções estendem-se à divulgação de todas as iniciativas e activi- dades do NEDF com o intuito de promover a proximidade entre to- dos. É ainda da nossa competência divulgar quaisquer iniciativasA cultura é um dos pilares centrais da civilização, desempenhan- exteriores ao NEDF/Departamento com interesse para os alunosdo um papel fulcral na evolução das sociedades e da percepção do Departamento.do mundo. Estamos todos numa fase crucial de consolidação danossa instrução, mas também do nosso carácter e competências divulgacao@nedf.orgpessoais. A principal motivação do Pelouro da Cultura é o enri-quecimento da experiência extra-curricular dos alunos do Depar-tamento em todas as suas valências. Pretendemos complementaro currículo académico, alargar horizontes e contribuir para uma Formação e Saídas Profissionaiscomunidade mais culta, mais aberta e mais dinâmica. Acabaste de chegar ao DF. Vão começar as aulas, as noites de cultura@nedf.org produtivo estudo e tudo o que vem incluído na vida académica. No entanto, cedo irás perceber que é preciso mais do que aulasDesporto para sobreviver no mundo actual, particularmente no mercado de trabalho. É aqui que entra o pelouro de Formação e Saídas Pro- fissionais.O pelouro do desporto NEDF 2011/2012 terá como foco um dos Vamos ajudar-te a conhecer empresas, estágios e percursos pos-principais ideais defendidos pelo projecto: a união do departamen- síveis através de informações de oportunidades e organizaçãoto através da proximidade dos três cursos que este representa. de palestras. Há vida para além do Departamento de Física… eEsta união será assegurada de forma quase inconsciente: como queremos mostrar-ta!é sabido, o desporto tem a capacidade de atrair multidões e unir Além disso, iremos tornar-te mais próximo das secções da Aca-povos. É com o objectivo de criar momentos de lazer/amizade/ demia, organizar workshops de hard e soft skills e divulgar activi-união que este pelouro regerá os seus esforços, de modo a pro- dades que te permitam entrar em contacto com novas realidadesporcionar momentos memoráveis para todo o departamento. extra-curriculares. desporto@nedf.org formacao@nedf.org
  3. 3. PelourosGabinete de Apoio ao Estudante PedagogiaO Gabinete de Apoio ao Estudante (GAPE) tem como missão pro- No Pelouro da Pedagogia poderás encontrar ajuda para as maismover a integração e a interacção dos novos alunos do departa- variadas questões. Desde saberes quando abrem determinadasmento de física no seio da comunidade universitária, criando um inscrições à defesa dos interesses dos estudantes, nós analisa-ambiente familiar no qual os novos estudantes se sintam bem. remos todo o tipo de documentação relativa ao Ensino SuperiorVai estar à disposição na sala do núcleo(B.13) uma vasta gama para que possamos informar-te sobre tudo o que te possa afectarde material de apoio (Sebentas, Livros, Apontamentos, Exames directa e indirectamente.Resolvidos, etc.) Poderás também tirar todas as tuas dúvidas sobre o curso, comoO GAPE estará disponível para ajudar a resolver os problemas por exemplo, os mestrados de continuidade e os que não o são, odos estudantes, além de um e-mail, existirá uma linha de apoio ao menor mais indicado para o mestrado que estás a pensar seguir…estudante do Departamento de Física. Além do Pelouro da Pedagogia poderás também contar com osQualquer dúvida não hesites em perguntar! representantes do teu curso que poderão ajudar em situações mais específicas como uma questão a resolver com determinado professor. Tens ainda o coordenador de curso que é também, em gape@nedf.org muitas situações, fundamental na resolução de problemas. Estaremos aqui para ouvir as tuas dúvidas, sugestões, reclama- ções…Tudo o que possa servir para melhorar o funcionamento de cada curso e do próprio departamento. pedagogia@nedf.orgIntervenção Cívica e Acção SocialO Pelouro da Intervenção Cívica e Acção Social foca-se não só noplaneamento mas também na divulgação de iniciativas que pro- Relações Externas Nesta sociedade marcada pela globalização torna-se indispen-movam o envolvimento do estudante universitário em causas que sável interactuar com entidades externas ao nosso meio. Assim,visam um bem maior. Assim, é permitido que o estudante ponha este pelouro será responsável pela elaboração de uma agendaem prática e que aprimore as suas qualidades humanas. Propor- de contactos úteis ao NEDF e aos estudantes do nosso departa-cionamos oportunidades para que haja uma participação activa mento. Começaremos também a preparar o Physics Twinning, umde cada um de nós na sociedade, dando o nosso contributo para programa de mobilidade que possibilitará aos estudantes que, porque esta se torne um pouco melhor. No âmbito da Acção Social, exemplo, pretendam fazer Erasmus, terem uma pré-experiênciadefendemos o acesso igualitário ao Ensino Superior. Como tal, é sobre a cidade destino, a sua cultura e a sua tradição e, a partirobjectivo deste Pelouro desenvolver esforços para apoiar e de- daí, tomarem uma decisão mais conclusiva. Então, se precisaresfender todos os estudantes, em especial aqueles que necessitam de algum contacto ou informação sobre uma instituição externade Apoios Sociais para a prossecução dos seus estudos. não hesites em contactar-nos! icas@nedf.org relacoes-externas@nedf.org
  4. 4. Conhece a tua nova casa!BIF(1) Sala dos computadores(5)Local: Andar 1 – Piso D Local: Andar 2 – Piso E; Sala E10Localizado no 1º piso, o Bar Interactivo das Físicas, por todos co- A sala dos computadores, no piso E, é um espaço dinâmico comnhecido como BIF, é o local de convívio dos alunos e professores vários computadores onde podes trabalhar ou aceder à internet.do departamento. Seja para tomar um café ou comer um pequeno Podes utilizar o espaço para estudar ou então fazer um rápidosnack entre aulas, este é o ponto ideial para aproveitares as tuas jogo de xadrez com um colega na sala de estudo. É um espaçopausas. de trabalho mas também um local de convívio para os alunos do departamento.Biblioteca(2)Local: Andar 0 – Piso C; Sala C16AHorário: 9:00h - 12:30h e 14:00h – 17:30hNa biblioteca do departamento encontrarás grande parte dos liv-ros que vais precisar. Tens também espaço para estudo individual (3)e/ou colectivo. E ainda terás o apoio dos vários funcionários queestarão sempre prontos para te apoiar.Secretaria(3) (1)Local: Andar 3º – Piso F; Sala F16Horário: 9:00h - 12:30h e 14:00h – 17:30hNa secretaria podes obter informações sobre o departamento ea tua senha de acesso aos computadores e a outros serviços dodepartamento. Caso precises de alguma ajuda ou indicação quediga respeito ao funcionamento do departamento não hesites em (5)contactar os funcionários deste serviço. (4)B 13, Sala do Núcleo(4)Local: Andar -1 – Piso BUm espaço para todos. Não só um local de trabalho, mas tambémuma sala de convívio onde se pode estar a vontade com os ami-gos.Aparece cá! (2)
  5. 5. Roteiro HistóricoQuando não estiveres ocupado a estudar (coisa que farás a maiorparte do tempo) ou a divertir-te (será algo que nem terás muita Capela de São Miguel (3)vontade de fazer, mas lá haverão alturas onde não há volta a Foi construída entre 1517 e 1522 em estilo ma-dar...), porque não explorar melhor a cidade onde vives, conhe- nuelino, substituindo uma capela anterior. Alber-cendo a sua rica cultura? Foi com isto em mente que organizá- ga um imponente órgão barroco desde 1733 quemos este roteiro cultural, onde aliada à descrição de cada um dos ainda funciona com regularidade. Entre váriasmonumentos, está um número que tem uma correspondência obras artísticas, pode admirar-se uma esculturano Google Maps, permitindo assim que encontres o monumento de Santa Catarina, padroeira dos estudantes.mais facilmente.Esperamos que aproveites! Biblioteca Joanina(1) Via Latina (4) Construída entre 1717 e 1728 durante o reina- Foi edificada no século XVIII. Trata-se de uma do de D. João V (monarca ao qual deve o seu colunata neoclássica onde podem ser observa- nome), é um dos ex-líbris da Universidade. De dos o busto de D. José I e duas figuras alegóri- estilo barroco, alberga nas suas três salas sump- cas. tuosamente decoradas mais de 250 mil volumes, entre os quais algumas obras extremamente ra- ras. Sala dos Capelos (2) Torre da Universidade (5) Também conhecida como Sala Grande dos Ac- Esta torre de 34 metros de altura, erigida entre tos, fora sala do trono do Paço Real até 1544, 1728 e 1733 segundo o estilo barroco mafrense, aquando da fusão de todas as faculdades no é morada de um dos símbolos da universidade: palácio. Desde então, tem sido utilizada para as o sino que ficou conhecido como “Cabra” e que, mais solenes e importantes cerimónias da aca- por muitos anos, regulou a vida académica e a demia, tais como a investidura dos Magníficos própria praxe. Reitores, a abertura do ano lectivo ou a realiza- ção de doutoramentos.
  6. 6. Roteiro Histórico Porta Férrea (6) Sé Nova (9) Um pórtico majestoso do estilo maneirista, cons- A sua construção iniciou-se em 1598, tendo sido inau- truído em 1633. Constitui a entrada nobre no gurada apenas 100 anos depois. Foi Colégio dos Je- recinto do Paço das Escolas. Figuram, em dois suítas até 1759 (também conhecido como Colégio das nichos, as estátuas de D. Dinis, fundador da uni- Onze Mil Virgens), aquando da expulsão da ordem re- versidade, e D. João III, o responsável pela loca- ligiosa do país pelo Marquês de Pombal, tendo passa- lização definitiva da universidade em Coimbra. do a sede episcopal de Coimbra em 1972. Evidencia uma fusão de elementos barrocos e maneiristas, sen- do um edifício imponente e muito amplo. Escadas de Minerva (7) Sé Velha (10) Concluída em 1725, esta escadaria em estilo Foi mandada construir por D. Afonso Henriques após a Batalha de barroco mais provincial destinava-se à comuni- Ourique (1139) e o estabelecimento da capital do reino em Coimbra, cação entre o Paço Real das Escolas e a zona embora os trabalhos principais só tenham terminado no início do sé- exterior a sudoeste. Encimando o portal pode culo XIII. É a única catedral românica da época da Reconquista a contemplar-se a figura da Sapiência, popular- ter sobrevivido relativamente intacta até aos dias de hoje. Sofreu ao mente associada à deusa latina da sabedoria, longo dos tempos diversas remodelações e ampliações, resultando Minerva. numa curiosa sobreposição de épocas e estilos. O adro é cenário clássico das serenatas coimbrãs por ocasião da Queima das Fitas.Aqueduto de São Sebastião (Arcos do Jardim) (8) Igreja de São João de Almedina (11) Situado em frente ao Jardim Botânico, este mo- A referência mais antiga a esta igreja original- numento remonta a um aqueduto romano que mente românica data de 1083. Foi sujeita a uma abasteceria a localidade, tendo sido reconstruí- campanha de obras durante o século XII e pos- do durante o reinado de D. Sebastião, no final do teriormente reconstruída no final do século XVII, século XVI. No topo do Arco de Honra figuram as conferindo-lhe então o actual aspecto. Integra o esculturas de São Roque (do lado norte) e São conjunto do antigo Paço Episcopal de Coimbra. Sebastião (a sul).
  7. 7. Roteiro Histórico Escadas Monumentais (12) Associação Académica de Coimbra (15) Foram construídas no âmbito de uma intervenção urbanística duran- É a maior e mais antiga associação de estudan- te a década de 50 (prolongando-se até à década de 60) que destruiu tes de Portugal, tendo sido fundada em 1887. O grande parte do centro histórico de Coimbra. No seu lugar existia uma actual edifício que a alberga foi inaugurado em escadaria mais pequena conhecida como Escadas do Liceu. São 1961. Fruto de um espírito de luta, desenvolve caracterizadas pelo estilo grandioso e austero do Estado Novo. Du- diversas actividades culturais, desportivas e so- rante a Crise Académica de 1969, foram um dos palcos da contesta- ciais, nunca esquecendo a importância que pos- ção estudantil e da repressão autoritária. Muitas histórias e lendas se sui na representatividade dos estudantes. contam a propósito da passagem por estas famosas escadas. Jardim Botânico (13) Penedo da Saudade (16) Tem 13,5 hectares de área e foi fundado em 1772 Espaço verde romântico e idílico, é um dos mais belos mi- aquando da reforma pombalina da universidade. radouros de Coimbra, de onde se avista a parte oriental A partir de 1791, a sua direcção foi assumida da cidade até ao Mondego, a Serra do Roxo e a Serra da pelo famoso professor de Botânica e Agricultura Lousã. Foi construído em 1849 e está hoje generosamente Avelar Brotero que, em 1809, ampliou considera- decorado com inúmeras placas comemorativas de even- velmente o jardim. É hoje lar de inúmeras espé- tos académicos e poemas de ex-alunos da universidade. cies oriundas de todo o mundo. Serviu de refúgio a muitos poetas dos séculos XIX e XX que aí têm imortalizadas pequenas amostras da sua obra.Parque de Santa Cruz (Jardim da Sereia) (14) Penedo da Meditação (17) Foi no século XVIII que o jardim surgiu na sequên- Foi lugar de inspiração de poetas como José Ré- cia da reforma do Mosteiro de Santa Cruz com gio, António Nobre e Eugénio de Castro, e ainda o objectivo de criar um parque adequado à con- hoje convida à contemplação e ao sonho. Do alto templação. À sua entrada ostenta três estátuas dos seus 50 metros pode avistar-se uma extensa que representam a Fé, a Caridade e a Esperança. região florestal e montanhosa, assim como a fu- Com influências do barroco francês, destacam-se são de uma cidade em expansão com a natureza a escultura da Virgem no corpo central, a Fonte que a circunda. da Nogueira e o recinto para o jogo da péla.
  8. 8. Roteiro HistóricoColégio de Santo Agostinho (18) Palácio de Sub-Ripas (21) Estabelecido em 1552 pelo então bispo de Coim- Foi construído aproveitando uma das antigas tor- bra, a sua construção decorreu entre 1593 e res da muralha e é constituído por dois corpos 1604. Com a extinção das ordens religiosas, em distintos: a Casa de Cima (ou Casa do Arco), 1834, o edifício passou a ser património da Mi- edificada em 1514 em estilo manuelino; e a Casa sericórdia. É de destacar o claustro principal e o de Baixo (ou Casa da Torre), terminada em 1547 grande frontão triangular onde figura a imagem em estilo renascentista. Actualmente, a Casa de de Santo Agostinho. Actualmente alberga a Fa- Baixo pertence ao Instituto Arqueológico da Fa- culdade de Psicologia e Ciências da Educação. culdade de Letras. Torre e Arco de Almedina (19) Mosteiro de Santa Cruz (22) A sua construção remonta ao século XI, embora Fundado em 1131 pela Ordem dos Cónegos Regrantes de Santo tenha sido reformada no início do século XVI por Agostinho, o edifício original foi erigido até 1223 em estilo români- ordem de D. Manuel I. A torre estava enquadrada co. Mais tarde, em 1507, D. Manuel I ordenou extensas reformas, na antiga muralha da cidade, e a porta que enci- deixando uma marca manuelina no edifício. O arco triunfal data do mava constituía o principal acesso civil e militar. século XIX. Estão aqui sepultados os dois primeiros reis de Portu- Na torre está hoje instalado o Arquivo Histórico gal, pelo que lhe foi reconhecido o estatuto de Panteão Nacional em Municipal. 2003. A qualidade e diversidade da obra que contém faz dele um dos principais monumentos históricos e artísticos do país. Torre de Anto (20) Jardim da Manga (23) Trata-se de uma antiga torre da cerca me- Uma das primeiras obras inteiramente renascen- dieval da cidade. Foi transformada em habi- tistas feitas em Portugal, remonta à antiga Fon- tação no século XVI e foi ainda morada do te da Manga pertencente ao Mosteiro de Santa célebre poeta António Nobre enquanto estu- Cruz, erguida em 1528. Caracteriza-se por um dante. Integra actualmente o Núcleo Muse- corpo central assente em oito colunas e rodeado ológico da Memória da Escrita. por quatro pequenas capelas. Merecem relevo os jogos de água inspirados na arquitectura ára- be.
  9. 9. Roteiro HistóricoFonte Nova (Fonte dos Judeus) (24) Colégio da Graça (27) Já existia em 1137 com a designação de Fonte Fundado em 1543 por D. João III, pertenceu à dos Judeus. Foi remodelada em estilo barroco, Ordem dos Eremitas Calçados de Santo Agosti- tendo terminado os trabalhos em 1725. As es- nho. O seu desenho renascentista serviu de mo- cadas de Montarroio, anexas à fonte, datam do delo a outras obras da cidade. Foi desactivado final do século XX. no século XIX e ocupado pelo Exército. Igreja de São Tiago (25) Colégio de São Tomás (28) Esta grande obra do românico foi erigida entre Construído no século XVI, foi comprado no sé- os séculos XII e XIII. A igreja foi sujeita a amplia- culo XIX pelo Conde do Ameal que o adaptou a ções e mutilações ao longo dos tempos, tendo residência. Já no século XX foi novamente re- sido particularmente afectada em 1861 aquando modelado e convertido no Palácio da Justiça. do alargamento da actual Rua Visconde da Luz. Conserva ainda o claustro original, onde pode São ícones do românico coimbrão as portas prin- apreciar-se uma colecção de enormes painéis cipal e lateral sul. de azulejos da autoria de Jorge Colaço. Igreja de São Bartolomeu (26) Igreja de Santa Justa (29) Sabe-se que já existia no século X, embora te- A sua primeira edificação, situada num local di- nha sido reedificada no século XII em estilo ro- ferente do actual, remonta ao século XII e foi mânico. O seu actual aspecto data de obras de destruída em cheias. A construção da igreja que reconstrução no século XVIII que lhe conferiram hoje existe iniciou-se em 1710. O interior, de um estilo mais barroco. nave única, alberga um imponente retábulo de talha joanina.
  10. 10. Roteiro Histórico Pátio da Inquisição (30) Mosteiro de Celas (33) Este deve o seu nome ao conjunto de edifícios Pertencente à Ordem de Cister, foi fundado no de valor histórico e arquitectónico onde funcio- século XIII pela Beata Sancha de Portugal, filha nou, de 1566 a 1821, o Tribunal do Santo Ofício. de D. Sancho I. O crescimento da ordem religio- Funcionou também neste local o primitivo Colé- sa determinou as sucessivas expansões a que gio das Artes. Após obras de escavação e adap- foi sujeito, em especial nos séculos XVI e XVIII. tação, funciona aí desde 2003 o Centro de Artes Visuais.Mosteiro de Santa Clara-a-Velha (31) Igreja de Santo António dos Olivais (34) Fundado no final do século XIII e apadrinhado Começou como uma pequena capela dedicada pela Rainha Santa Isabel, é um exemplar do es- a Santo Antão. No século XIII foi ali fundado um tilo gótico nacional. A proximidade do rio obrigou convento da Ordem dos Frades Menores, aban- a sucessivas intervenções e ao seu abandono donado poucos anos depois. A capela foi amplia- definitivo em 1677. Foi objecto de um enorme da no século XV, remontando o pórtico a esta projecto arqueológico no final do século XX, co- data. Foi novamente remodelada no período bar- locando a descoberto secções inferiores do edifí- roco, mantendo desde então o aspecto. cio e permitindo recolher um valioso espólio. Convento de Santa Clara-a-Nova (32) Quinta das Lágrimas (35) Foi construído no século XVII em substituição do A sua primeira edificação, situada num local di- antigo mosteiro medieval. Na rica igreja manei- ferente do actual, remonta ao século XII e foi rista repousam os restos mortais da Rainha San- destruída em cheias. A construção da igreja que ta Isabel. O grande claustro foi construído já no hoje existe iniciou-se em 1710. O interior, de século XVIII por ordem de D. João V. nave única, alberga um imponente retábulo de talha joanina.
  11. 11. Roteiro NocturnoLembras-te quando referimos em cima que por vezes não há Bigorna Bar (40)mesmo volta a dar e o divertimento é mesmo necessário? Bem, Local: Rua Borges Carneiro, 9-11; 300-079 Coimbra (junto à Sépara que esses momentos não sejam tão maus e entediantes, o Velha)NEDF/AAC deixa-te uma pequena selecção de bares/cafés que Horário: Todos os dias das 22:00 às 4:00hnão podes deixar de visitar! Descrição: Boa Música (Rock), Bom Ambiente, grandes pro-Tal como em cima, os números têm correspondência no Google moções e certamente a cerveja (e outras bebidas) mais barata deMaps. Coimbra!Diverte-te! Piano Negro (41)(Café Snack-Bar) Académico (36) Local: Rua Borges Carneiro, nº19 3000-079 Coimbra (ao lado doLocal: Praça da Republica, nº33 3000-343 Coimbra Bigorna)Horário: 9:00h às 2:00h – Encerra ao Domingo Horário: Todos os dias – 22:00h às 4:00hDescrição: Bar / Café com um bom ambiente, sempre repleto de Descrição: Espaço calmo, agradável, com boa música e umaestudantes, com esplanada e favaíto (moscatel do Douro) barato. grande selecção de boas cervejas estrangeiras.(Café) Tropical (37) Moelas (42)Local: Praça da Republica, 35; 3000-343 Coimbra (ao lado do aca- Local: Rua dos Coutinhos, nº14; 3000 Coimbra (na rua da facul-démico) dade de psicologia)Horário: todos os dias das 8:00h às 2:00h Horário: 21:00h às 4:00h – Encerra ao DomingoDescrição: Café agradável com esplanada, boa música e bom am- Descrição: um dos bares mais tradicionais e conhecidos pelabiente. comunidade estudantil de Coimbra, com bom ambiente, grande variedade de shots (e de outras bebidas) e as famosas SandesCartola (38) de Moelas!Local: Praça da Republica, 300-343Horário: todos os dias das 8:00h às 2:00h Pop Fresh (43)Descrição: Café com esplanada, frequentado maioritariamente Local: Rua Alexandre Herculano nº16 r/ch Praça da República,por estudantes, no centro da Praça da Republica. Um dos ícones Coimbranocturnos desta cidade, onde não deves deixar de ir! Horário: 10:00 às 4:00h (encerra ao Domingo) Descrição: bar com bom ambiente, grandes DJ’s, músicaBAAC (39) Drum’N’Bass (e outros estilos), bebidas a preços acessíveis.Local: Edifício da Associação Académica de Coimbra, Rua PadreAntónio Vieira, 3000-315, CoimbraHorário: Todos os Dias das 9:00h às 4:00hDescrição: O bar da AAC, sempre repleto de estudantes, onde po-des passar um bom bocado, num ambiente estudantil e divertido.
  12. 12. Roteiro NocturnoFeito – Conceito (44) Shots Bar (49)Local: Rua Alexandre Herculano, nº16, 1ºandar Local: Rua de Saragoça, Coimbra – PortugalHorário: Aberto todos os dias das 12:00h às 4:00h (aos sábados Horário: Segunda a Sábado das 22:00h às 4:00hsó abre às 16h e aos domingos das 20 às 24h) Descrição: Um dos bares mais conhecidos de Coimbra, cuja es-Descrição: Bar Alternativo, com boa música e boas tostas e caip- pecialidade é, como o nome indica, os Shots.irinhas. Museu Bar (50)Pintos (45) Local: Rua da Matemática, 3020 Coimbra, PortugalLocal: Rua do Loureiro (junto ao largo de S. Salvador) Horário: 22:00h às 4:00 h – Encerra ao DomingoHorário: 8:00h às 24:00h (encerra ao Domingo) Descrição: Bar agradável e tradicional, Particularmente conhe-Descrição: O bar do Sr. Pinto, um dos mais tradicionais e con- cido pelas grades de minis, canecas de cerveja e pelos temidoshecidos pela estudantada coimbrã, cuja especialidade é o aba- shots do Sr. Nuno!fadinho, o traçadinho e para os mais corajosos, o Bagaço! Bar Couraça de Lisboa (51)Club de Rugby (46) Local: Rua Couraça de Lisboa, nº30 3000-434 CoimbraLocal: Rua Castro Matoso, 300-104 Coimbra Horário: 9:00h às 2:00h – Encerra ao DomingoHorário: Todos os dias das 22:00h às 4:00h Descrição: Bar agradável, sempre repleto de estudantes, comDescrição: Bar moderno e agradável, muito frequentado por es- snacks variados, refeições a preços acessíveis e bebidas baratas.tudantes. NL (Noites Longas) (52)Alex’s Bar: (47) Localização: Rua Almeida Garrett, nº9 3000-021 CoimbraLocal: Avenida Sá da Bandeira nº67 r/c, 3000-351 Coimbra, Por- Horário: aprox. 24:00h às 6:00h – Encerra ao Domingotugal Descrição: Bar/ Discoteca com grande ambiente; música rock,Horário: Todos os dias das 22:00h às 4:00h techno ou alternativa, bebidas baratas e sandes, hamburgers eDescrição: Bar animado e com boa música muito frequentado outros snacks para comer fora de horas.por estudantes de Erasmus e com festas temáticas regulares. Nota: consumo mínimo de 2,50 € (a maioria das vezes)Tapas Bar (48) NB (53)Local: Av. Sá da Bandeira, 80 3000-000 Coimbra Local: Rua Venâncio Rodrigues nº11 a 17, 3000 CoimbraHorário: Todos os dias – 10:00h Às 4:00h Horário: Aberto Às Terças, Quintas, Sextas e Sábados das 11:45hDescrição: Espaço agradável, com música variada e muito fre- às 6:00hquentado por pessoal do departamento. Descrição: Uma das discotecas mais conhecida de Coimbra, com a presença regular de DJ’s nacionais e música maioritari- amente House. Nota: Tem consumo mínimo, variável consoante o dia e a presença ou não na Guest list.
  13. 13. Roteiro NocturnoTheatrix (54) Barraca do Psicológico e do Estudante (58)Local: Avenida Sá da Bandeira, (junto ao Centro Comercial Ave- Local: No parque de estacionamento do outro lado do rio, depoisnida) de atravessar a ponte de Sta Clara.Horário: Variável consoante os eventos que alberga. Horário: todos os dias pela noite adentroDescrição: Discoteca / Sala de Espectáculos bastante conhecida Descrição: As conhecidas barracas do Psicológico e do Es-em Coimbra. Conta regularmente com diversos eventos, contan- tudante, onde podes encher o estomago com um cachorro ou umdo com a presença regular de variados DJ’s. kebab a qualquer hora da noite!Nota: Tem consumo mínimo, variável conforme as noites. Mimosa (59) Local: Rua da moeda, CoimbraComida fora de horas: Porque nunca se sabe quando nos Horário: de Segunda à Sexta a partir da 1:30hdará aquele aperto no estômago! Descrição: uma das mais famosas padarias de Coimbra, onde toda à noite (e manhã) podes comer pão e bolinhos bem baratos e quentinhos!República (55)Local: Rua Venâncio Rodrigues, junto ao NB. NL (52) ver NL na secção baresHorário: Todos os dias das 11h às 4h (excepto ao fim de semanaque abre às 18h) After Hours (60)Descrição: Bar/ restaurante agradável onde podes comer re- Local: Rua Bernardo de Albuquerque, nº 25feições quentes / ou snacks a um preço acessível toda a noite. Horário: de Segunda à Sexta das 12:00h às 04:00h e Sábado das 19:00h às 04:00, encerra ao Domingo.Mr. Pizza (56) Descrição: Comida Mexicana e hambúrgueres disponível até deLocal: Praça da República madrugada.Horário: todos os dias desde a hora de almoço até às 2:00hDescrição: Pizzaria conhecida pelas mega fatias de pizza por1,80€!Bar Couraça de Lisboa (51) ver na secção acima.Cantinas Amarelas (Snacks) (57)Local: Rua Dr. Oliveira Matos e Venâncio Rodrigues, CoimbraHorário: de segunda à sexta das 12:00h às 3:00hDescrição: Os tradicionais snacks das cantinas amarelas, ondepodes comer baguetes, hamburgers ou cachorros a qualquerhora, por um preço bastante acessível.
  14. 14. Museus e TeatrosPara finalizar as nossas sugestões, seguem alguns museus e te- Horárioatros que valem sempre a pena visitar! Segunda a Sexta (9h30 – 1h) Sábado e Domingo (14h – 1h)Museu da Ciência (61) Teatrão (63)O Museu da Ciência da Universidade de Coimbra é um museu O Teatrão é uma companhia profissional de teatro que desen-interactivo de ciência que procura dar a conhecer a ciência a volve a sua actividade desde 1994 na cidade de Coimbra. Ini-públicos de todas as idades, a partir de colecções de instrumen- cialmente constituída como companhia de teatro para a infância,tos científicos da Universidade de Coimbra e de um conjunto de dedica, no momento actual, a sua actividade maioritariamente àexperiências e actividades que envolvem o visitante. criação e acolhimento de espectáculos para públicos de todas as idades, área pedagógica do Teatro com o projecto “ClassesLocalização de Teatro”, iniciado em 2002 e desenvolvido por profissionaisLaboratório Chímico qualificados na área do Teatro e Educação.Largo Marques de Pombal LocalizaçãoHorário Rua Pedro Nunes, Quinta da NoraTerça a Domingo, das 10h às 18hPreço Centro de Artes Visuais – CAV (64)Geral (3€) / Estudantes da UC (grátis) Inaugurado em Fevereiro de 2003 este espaço nasceu dos afamados Encontros de Fotografia de Coimbra, dinamizados por Albano Silva Pereira. Restaurado e redesenhado pelo ArquitectoTAGV (62) João Mendes Ribeiro, o centro tem cerca de 1000 m2 de áreaO Teatro Académico de Gil Vicente (TAGV) em Coimbra é des- expositiva. As exposições acolhem anualmente não só fotografiade a sua fundação uma das estruturas mais emblemáticas da contemporânea mas também obras noutros suportes.Universidade de Coimbra e da cidade no âmbito da formação,promoção e difusão cultural. Este espaço é constituído por umAuditório e Café Teatro. Ao longo dos anos, aí se têm realizado Localizaçãoinúmeros ciclos, festivais e espectáculos de teatro, dança, cin- Pátio da Inquisição nº10ema, música clássica e contemporânea, jazz, ópera. No café épossível encontrar inúmeras exposições e assistir a debates. Horário Terça a domingo das 14h às 19hLocalizaçãoPraça da Republica
  15. 15. Museus e TeatrosMuseu Nacional de Machado de Castro (65) HorárioRecentemente remodelado, este museu apresenta diversas Segunda a Sexta das 9h30 às 12h30 e das 14h00 às 17h00temporárias e tem também um criptopórtico romano visitável.LocalizaçãoLargo Dr. José RodriguesHorárioTerça a Domingo das 10h às 18h, com alterações entre Outubroe MarçoMuseu da Física (66)Museu que possui uma colecção valiosa de instrumentos cientí-ficos e didácticos de Física dos séculos XVIII e XIX. O espólio doMuseu é exclusivamente constituído por instrumentos utilizadosno Gabinete de Física Experimental da Universidade de Coim-bra desde a sua origem em 1772.LocalizaçãoColégio de Jesus situado no Largo Marquês de PombalHorárioTerça a Domingo das 10h às 18hMuseu Zoológico (67)Local onde se podem ver diversas colecções da História Naturalque durante séculos pertenceram a particulares.LocalizaçãoLargo Marquês de Pombal
  16. 16. CCVRCO CCV-RC (Centro Ciência Viva – Rómulo de Carvalho) é umCentro Ciência Viva a funcionar na Universidade de Coimbra comcaracterística de centro de recursos para o ensino e aprendizagemdas ciências e a difusão da cultura científica.Disponibiliza um espaço agradável para a leitura, zonas de tra-balho, está equipado com oito computadores com acesso livre egratuito à internet e possui cerca de 3000 livros de diversas áreasdo conhecimento e inúmeras revistas na área da ciência, culturae sociedade. Poderá ainda ter à sua disposição uma colecção deCDs e DVDs com software e filmes.No âmbito da difusão científica, o centro desenvolve actividadesde variados temas de interesse para a comunidade académica. Localização: Departamento de Física da Universidade de Coim- bra - Piso 0 Horário: De 2ª a 6ª feira, das 10h às 18h Telefone: 239 410 699 E-Mail: ccvromulocarvalho@gmail.com Site: http://nautilus.fis.uc.pt/rc/?cat=29
  17. 17. Praxe a Crise de 1969, hiato que duraria até à transição para a décadaA praxe académica consiste num conjunto de costumes e rituais de 80. Desde então, e com um sentido renovado e muito maisque, ao longo da história da universidade, se acumularam e in- amplo, a praxe tornou a ganhar adeptos em grande número.stituíram como práticas tradicionais na vida académica. Está reg-ulada no Código da Praxe da AAC. Viver a praxeHistória da praxe Actualmente, a praxe pode ser divertida e interessante para todos os estudantes, novos e velhos. É neste sentido que achamos im-A praxe nasceu em Coimbra, remontando pelo menos ao século portante alertar os novos alunos para alguns aspectos da praxe:XIV. A polícia universitária da altura mantinha um controlo rígido A praxe não é, de modo algum, obrigatória.na vida da universidade, fiscalizando horários de estudo e recolher Ninguém pode ser coagido a participar nalguma actividade daobrigatório. Ao mesmo tempo, foram-se estabelecendo práticas praxe.exercidas pelos Veteranos (alunos mais velhos) sobre os Novatos Não aceitar a praxe não é sinónimo de marginalização nem ex-(novos alunos), as chamadas Investidas, algumas das quais vio- clusão da vida académica.lentas e opressivas. Estas práticas chegaram a ser proibidas por Se decidires aderir à praxe, lembra-te que a dignidade humana edecreto de D. João V, mas no século XVIII já tinham recuperado o respeito pelo outro estão acima de qualquer coisa.a sua dimensão. Se te sentires abusado ou humilhado, não hesites em reagir eCom a extinção da polícia universitária em 1834, a comunidade denunciar.estudantil procurou manter de alguma forma a sua tradição, tendosurgido nesta altura as trupes organizadas. Estas práticas volta- Com os votos de uma experiência rica e gratificante,ram a ser abolidas aquando da Implantação da República, para o NEDF/AAClogo serem retomadas em 1919. Houve nova interrupção durante
  18. 18. Contactos Importantes Departamento de Fisica – Rua Larga, http://www.fis. Telefone Morada uc.pt Avenida Elísio de PSP Coimbra 239797640 Moura Telefone e-mail Bombeiros Volun- Avenida Fernão de 239822323 Contacto Geral 239 410 600/100 fisica@fis.uc.pt tários de Coimbra Magalhães, 179 Secretariado da secretariado@fis. 239 410 601 239499090 Rua Padrão Direcção uc.pt Politáxis Biblioteca 239 410 605 fjesus@fis.uc.ptCaso te partas todo e nenhum dos contactos anteriores ajude Rede Informática 239 410 686liga para o 112 e cura-te. museufisica@fis. Museu de Física 239 410 600 uc.pt Serviço de GestãoSASUC – Serviços de Acção Social da Universidade Académica 239 859 900 ga @ uc.ptde Coimbra, http://www.uc.pt/sasuc Telefone e-mail Morada IMPORTANTE Gabinete do gabadmin@ Rua Dr. Guil- 239 855 950 administrador sas.uc.pt herme Moreira Além destes contactos mais oficiais, gostaríamos de destacar Rua Dr. Guil- bolsas@sas. ainda o site oficial do Núcleo de Estudantes do Departamento Bolsa 239 855 953 herme Morei- uc.pt de Física - www.nedf.org - e o seguinte número de telefone - ra, nº 12 917080163. Este é o número de apoio ao caloiro do NEDF/AAC 239 825 alojamentos@ Rua Oliveira e está sempre disponível para quando precisares. Usa e abusa Alojamentos 847/101 282 sas.uc.pt Matos nº 27 dele =) Serviços Mé- Rua Oliveira gap@sas.dicos Universi- 239 851 720 Matos, n.º 1 Por último, podes encontrar o mapa com todos os pontos de inter- uc.pt tários e2 esse referidos indo a www.novoaluno.nedf.org. Centro Cul- cc.ddinis@ 239 838 593 Largo D. Dinis tural D. Dinis sas.uc.pt BOA SORTE!

×