Roadshow TOTVS RM 2010 v.11.0

6.607 visualizações

Publicada em

Apresentação utilizada para apresentar as principais novidades da versão 11 do produto TOTVS RM.

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.607
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.553
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Roadshow TOTVS RM 2010 v.11.0

  1. 1. Roadshow CD BH<br />Agosto / 2010<br />
  2. 2. A história do RM<br />MS DOS... WIN32... .NET<br />Centro de desenvolvimento BH<br />
  3. 3. A história do RM<br />
  4. 4. A história do RM<br />
  5. 5. A história do RM<br />
  6. 6. A história do RM<br />
  7. 7. A história do RM<br />
  8. 8. A versão 11<br />Inovação... Indicadores... Conectividade... Colaboração...<br />8<br />Centro de desenvolvimento BH<br />
  9. 9. Evoluções da Linha RM<br />Interface<br />BI Self-Service<br />Web 2.0<br />Arquitetura<br />-Janela Principal<br />-Visão/Cadastro<br />-Sistema de Anexos<br />-Janela de Atalhos<br />-TOTVS Share<br />-Central de Pesquisas<br />-Agenda<br />-Consultas SQL<br />-Gráficos<br />-Indicadores de Desempenho<br />-Painel de Cenários<br />-Painel de Metas<br />-Gerador de Relatórios<br />-Cubos<br />-Planilha<br />-Google Maps<br />-Google Docs<br />-Live@Edu<br />-RSS<br />-Mashups<br />-Wiki Help<br />- Skype<br />-3 camadas<br />-Workflow para customização de serviços<br />-Integração EAI<br />-Integração LDAP<br />-Integração Skype<br />-Módulo de Diagnósticos<br />-Codificação de erros<br />-Reengenharia de processos do ERP<br />
  10. 10. Evoluções da Linha RM<br /><ul><li>Todososrecursos de interface estão disponíveis em qualquerproduto da Linha RM
  11. 11. Ponto principal das melhorias de interface foitornarcadavisão de dados/cadastro um centro de análise de informação, e…
  12. 12. Facilitar o trabalho dos usuários com a ferramenta.</li></ul>Interface<br />-Janela Principal<br />-Visão/Cadastro<br />-Sistema de Anexos<br />-Janela de Atalhos<br />-TOTVS By You<br />-Central de Pesquisas<br />
  13. 13. Interface – Janela principal<br />Menu estilo <br />Office<br />Avisos online<br />Diretamente<br />Da TOTVS<br />Atalhos<br />mais <br />usados<br />
  14. 14. Front-end único para todas as aplicações<br />Interface – Janela principal<br />DEMOS:<br /><ul><li>Acessando os módulos na nova interface</li></li></ul><li>Interface – Janela principal<br />Vários Skins<br />possíveis<br />
  15. 15. Interface – Janela principal<br />Cadastros abertos como páginas<br />DEMOS:<br /><ul><li>Exibição de janelas e configuração de leiaute
  16. 16. Integração de recursos gerenciais</li></li></ul><li>Interface – Janela principal<br />Cadastros abertos<br />do jeito tradicional<br />
  17. 17. Interface – Janela principal<br />Interface<br />Seleção de<br />Janelas abertas<br />
  18. 18. Interface – Visões / Cadastros<br />Visualização com cores alternadas<br />Soma, Média, Contagem Total<br />
  19. 19. Interface – Visões / Cadastros<br />Colorir linhas<br />Baseado em critérios definidos pelo usuário<br />Limite de crédito maior que 999,00<br />
  20. 20. Interface – Visões / Cadastros<br />Permite salvar vários layouts<br />Agrupamento<br />Por qualquer coluna<br />e vários níveis<br />
  21. 21. Interface – Visões / Cadastros<br />Possibilidade associar outros cadastros<br />No duplo<br />Clique em <br />Um registro<br />
  22. 22. Interface – Anexos<br />Vários anexos podem ser abertos<br />Quando navegamos nos registros o anexo é atualizado<br />Consulta SQL<br />Demo<br />
  23. 23. Interface – Anexos<br />Consultas SQL<br />Quando navegamos nos registros o anexo é atualizado<br />
  24. 24. Interface – Anexos<br />Gráficos<br />Quando navegamos nos registros o anexo é atualizado<br />Demo<br />
  25. 25. Interface – Anexos<br />Indicadores de <br />Desempenho<br />Vídeo<br />
  26. 26. Interface – Anexos<br />Relatórios<br />Quando navegamos nos registros o anexo é atualizado<br />Demo<br />
  27. 27. Interface – Anexos<br />Mapas<br />Do <br />Google<br />Quando navegamos nos registros o anexo é atualizado<br />
  28. 28. Interface – Anexos<br />Possibilidade de<br />exportar para vários formatos<br />
  29. 29. Interface – Anexos<br />Exemplo:<br />Exportação para Excel<br />Respeita configurações da<br />visão<br />
  30. 30. Interface – Atalhos<br />Pesquisa de funcionalidades pelo nome e execução<br />Demo<br />
  31. 31. Interface – Atalhos<br />Funcionalidades podem ser arrastadas para o desktop e executadas como atalhos<br />Demo<br />
  32. 32. Interface – TOTVS By You<br />Procura recursos<br />Por toda a base de dados do cliente<br />
  33. 33. Interface – TOTVS By You<br />Resultados encontrados na TOTVS<br />Procura recursos<br />Online na base de dados da TOTVS<br />Clique para download e instalação na base do cliente<br />Demo<br />
  34. 34. Interface – TOTVS By You<br />Recursos podem ser adicionados por toda a comunidade TOTVS.<br />
  35. 35. Interface – TOTVS By You<br />Notificação instantânea de novidades<br />
  36. 36. Interface – Central de Pesquisa<br />Faça pesquisas na base de dados estilo Google<br />Configure em quais tabelas procurar<br />Demo<br />
  37. 37. Interface – Central de Pesquisa<br />Faça pesquisas na base de dados estilo Google<br />Duplo clique abre o cadastro correspondente<br />
  38. 38. Publicação de visões de dados na agenda de compromissos do RM<br />Interface<br />É possível publicar qualquer visão de dados na agenda de compromissos do RM, como por exemplo, publicar a visão de lançamentos a pagar. Assim eles irão constar na agenda no dia de seus vencimentos e a baixa poderá ser feita através da própria agenda. <br />Demo<br />
  39. 39. Arquitetura<br /><ul><li>Arquitetura 3 camadas
  40. 40. .NET 4.0
  41. 41. WCF
  42. 42. Incorporação de padrões de mercado</li></ul>Arquitetura<br />- 3 camadas<br />- Workflow<br />- Integração EAI<br />- Integração LDAP<br />- Integração Skype<br />- Central de Diagnósticos<br />- Reengenharia dos processos do ERP<br />
  43. 43. Arquitetura – 3 camadas<br />
  44. 44. Arquitetura – 3 camadas<br />Form<br />Calculos<br />Regras<br />Acesso<br />a Dados<br />RM / EXE Win32 / Delphi<br />
  45. 45. Arquitetura – 3 camadas<br />Form<br />Calculos<br />e regras<br />Acesso<br />a Dados<br />Application Server RM .NET<br />Client RM .NET<br />RM .NET<br />
  46. 46. Arquitetura – 3 camadas<br />
  47. 47. 43<br />Arquitetura – Framework<br />Camada de Apresentação<br />Serviços de Segurança<br />Biblioteca de Classes Utilitárias<br />Mashups Corporativos<br />- Tecnologia 100% .NET <br />- .NET 4.0- 3 camadas WCF<br />WinForms<br />WebForms<br />RMW Controls<br />RMS Forms<br />RMW Forms<br />RMS Controls<br />Serviço de Acesso Remoto a Objetos - RM Broker / WCF<br />Servidor de Objetos Remotos - RM Host / WCF<br />Monitor de Processos<br />Servidor de Customização<br />Servidor de Segurança<br />Filtro por Usuário<br />Gerador de Gráficos<br />Gerador de Relatórios<br />Formulas<br />Customização<br />Servidor de Alertas e RSS<br />Objetos de Negócio<br />Parametrizador<br />Subscriber<br />Serviço de Consultas SQL<br />Processos<br />Serviço de Segurança de Acesso a Tabelas e Colunas<br />Serviço de Acesso a Banco<br />Base RM<br />Bases Legadas<br />Log de Auditoria<br />
  48. 48. Arquitetura – Workflow<br />
  49. 49. Arquitetura – Workflow<br />O WorkFlow da Solução RM é um mecanismo amplo e com finalidade geral para o desenvolvimento visual de lógicas de negócio com o objetivo de estender a solução TOTVS RM.Utiliza como base o Microsoft Framework .NET - Windows Workflow Foundation, um produto muito robusto e poderoso desde sua concepção, utilizado pelos principais softwares da própria Microsoft. <br />
  50. 50. Arquitetura – Workflow<br />Como o Workflow é utilizado para permitir customizações<br />Cliente RM<br />Servidor de Aplicação RM<br />Banco de Dados<br />Todas as regras de negócio já estão definidas dentro do produto RM padrão <br /><ul><li> Este é o diagrama de funcionamento normal do RM</li></li></ul><li>Arquitetura – Workflow<br />Exemplos de uso:<br /><ul><li>Envio de emails após incluir ou alterar algum campo
  51. 51. Validar se determinado campo possui um valor permitido
  52. 52. Disparar um processo após incluir ou alterar algum campo
  53. 53. Criar e preencher novas colunas para serem exibidas em uma Visão</li></ul>Servidor de Aplicação RM<br />Banco de Dados<br />Entendendo como o Workflow é utilizado para permitir customizações<br />Workflow RM<br />
  54. 54. Arquitetura – Workflow<br />Designer Visual <br />(Editor de Programas)<br />Workflows são criados como se fossem “Legos”<br />Galeria de atividades de workflow disponíveis<br />
  55. 55. Capaz de executar Processos do RM. Exemplo: Cálculo da Folha de Pagamento<br />Capaz de utilizar qualquer Objeto de Negócio do RM, para ler ou gravar dados<br />Galeria de atividades pode ser livremente estendida via programação C#<br />Arquitetura – Workflow<br />
  56. 56. 50<br />Arquitetura – Workflow<br />Pode ser disparado através de uma opção do Menu como uma funcionalidade padrão<br />É disparado automaticamente em resposta a eventos do ERP. Exemplo: <br /><ul><li>antes de ler dados,
  57. 57. após ler dados,
  58. 58. antes de gravar dados,
  59. 59. após gravar dados...</li></li></ul><li>Para saber mais, confira os vídeos deste recurso!<br /><ul><li>Introdução aos Recursos do WorkflowEste vídeo demonstra passo a passo como podemos usar o Workflow para fazer uma validação antes de salvar um cadastro do sistema.
  60. 60. Enviando e-mails através de um WorkflowVamos demonstrar como é possível enviar um e-mail quando algum campo de um cadastro é alterado.
  61. 61. Alterando o valor de um campo complementar pelo WorkflowNeste vídeo vamos calcular o valor de um campo complementar do cadastro de Cliente/Fornecedor no momento em que um lançamento financeiro é salvo.
  62. 62. Validação de CEP pelo Mashup usando o WorkflowVamos ver como podemos fazer para validar um CEP usando os recursos de Mashup para consultar se o CEP é válido nos correios.
  63. 63. Criação de coluna na visão usando o Workflow *Este vídeo mostra como trabalhar com dados de vários registros do sistema usando o Workflow. Nele iremos adicionar uma coluna nova na visão usando os dados de uma Consulta SQL.
  64. 64. Execução de Processos através do Workflow *Vamos ver como executar processos do sistema dentro de um Workflow, neste vídeo mostraremos como encadear a execução de 2 processos no mesmo Workflow.</li></ul>Arquitetura – Workflow<br />
  65. 65. Arquitetura – Integração<br />
  66. 66. Arquitetura – Integração<br />RM<br />Objetos e <br />Serviços<br />TOTVS Business Connector<br />Transformação<br />de dados<br />Integração nativa com Microsoft CRM<br />Camada que envolve os objetos de negócio do RM<br />Exposição de serviços como<br />Webservices<br />Importaçãoe Exportação de dados<br />
  67. 67. Arquitetura – Integração<br />Suporta execução programada (agendamento) ou via Workflow<br />Transformação de dados:<br /><ul><li>Objetos negócio RM
  68. 68. Banco de dados
  69. 69. Arquivos XML
  70. 70. Arquivos texto
  71. 71. Webservers
  72. 72. MS CRM</li></ul>Vídeo<br />
  73. 73. Arquitetura – Integração LDAP<br />
  74. 74. Arquitetura – Integração LDAP<br /><ul><li>Segurança do login controlado pelo Windows
  75. 75. Possibilidade de replicar no Windows o usuário criado no ERP
  76. 76. Exclusão automática do usuário de rede ao excluir o usuário do ERP </li></li></ul><li>Arquitetura – Integração Skype<br />
  77. 77. Arquitetura – Integração Skype<br />
  78. 78. Arquitetura – Central de Diagnósticos<br />
  79. 79. Arquitetura – Central de Diagnósticos<br />O Diagnostico do sistema coleta todos detalhes sobre o software, componentes configurações do computadore parametrização do RM e envia para o suporte<br />
  80. 80. Arquitetura – Central de Diagnósticos<br />Todos os erros da aplicação receberam um código e quando ocorrerem, o usuário poderá ser direcionado à uma página WEB com uma explicação sobre como resolver aquela problema.<br />
  81. 81. BI Self-Service<br /><ul><li>Novo conceito em gestão estratégica na Linha RM
  82. 82. Criação de gráficos e dashboards de forma simples e rápida</li></ul>BI Self-Service<br />-Gráficos<br />-Indicadores de Desempenho<br />-Painel de Cenários<br />-Painel de Metas<br />-Cubos<br />-Planilha<br />-Consultas SQL<br />-Gerador de Relatórios<br />
  83. 83. 63<br />BI Self-Service<br /><ul><li>Todos estes recursos mostrados até agora compõem o BI Self-Service do RM:
  84. 84. Simples, objetivo e eficiente
  85. 85. Ao alcance do usuário</li></li></ul><li>BI Self-Service – Gráficos<br />-Vários tipos de gráficos disponíveis<br />-Exportar imagem<br />-Enviar por e-mail<br />-Visualizar dados de origem como tabela<br />-Consultar histórico de ocorrências<br />-Exportar/Importar gráfico<br />-Possível acessar dados de outras bases<br />
  86. 86. BI Self-Service – Indicadores de Desempenho<br />-Exportar imagem<br />-Disparo ações por faixa<br />-Visualizar dados de origem como tabela<br />-Consultar histórico de ocorrências<br />-Exportar/Importar gráficos<br />-Possível acessar dados de outras bases<br />
  87. 87. BI Self-Service – Indicadores de Desempenho<br />-Definir cores e ações para cada faixa<br />-Possível acessar dados de outras bases<br />
  88. 88. BI Self-Services – Painel de Cenários<br />
  89. 89. BI Self-Service – Painel de Cenários<br />Possível criar vários cenários<br />Indicadores de<br />desempenho<br />Relatórios.<br />Relatórios agora possuem suporte a gráficos...<br />Consultas SQL<br />
  90. 90. Tecnologia TOTVS – Linha RM<br />BI Self-Service – Painel de Cenários<br />Painel de Cenários na TOTVS BH exibindo dados reais referentes ao desempenho do time de desenvolvimento e help-desk<br />
  91. 91. BI Self-Service – Painel de Cenários<br />Demo<br />
  92. 92. BI Self-Service – Painel de Cenários<br />Gráficos<br />-Possível acessar dados de outras bases<br />Cubos também...<br />(RM BIS)<br />
  93. 93. BI Self-Service – Gerador de Relatórios<br />
  94. 94. BI Self-Service – Gerador de Relatórios<br />Demo<br />
  95. 95. BI Self-Service – Gerador de Relatórios<br />
  96. 96. BI Self-Service – Gerador de Relatórios<br />Mesmo padrão de interface do TOTVS RM<br />Novo Gerador .NET possui diversas melhorias, como por exemplo a capacidade de incorporar gráficos nos relatórios<br />
  97. 97. BI Self-Service – Gerador de Relatórios<br />Exemplo de relatório<br />
  98. 98. BI Self-Service – Gerador de Relatórios<br /><ul><li> Segurança TOTAL</li></ul>Se usuário que executou o relatório não está autorizado a visualizar uma determinada coluna, ela não será exibida<br />
  99. 99. BI Self-Service – Painel de Metas<br />
  100. 100. BI Self-Service – Painel de Metas<br />Neste exemplo este indicador é criado à partir de uma expressão matemática que envolve outros 3 indicadores<br />Meta a ser atingida<br />(F+G)*0,80<br />(A * 2) + B<br />(C+D)+(E/2)<br />Indicadores de desempenho são criados à partir de Consultas SQL, mas pode-se também informar valores manualmente para simulação<br />F<br />G<br />Demo<br />
  101. 101. BI Self-Service – Painel de Metas<br />Possivel informar valores manualmente para simulação<br />Vídeo<br />
  102. 102. BI Self-Service – Painel de Metas<br />Histórico de evolução de cada indicador<br />
  103. 103. BI Self-Service – Painel de Metas<br />Informar plano de ação para cada indicador<br />
  104. 104. BI Self-Service – Painel de Metas<br />-Possível acessar dados de outras bases<br />
  105. 105. 84<br />BI Self-Service – Painel de Metas Web<br />O Painel de Metas também está disponível na WEB<br />Demo<br />
  106. 106. BI Self-Service – Cubos (RM BIS)<br />
  107. 107. BI Self-Service – Cubos (RM BIS)<br />-Salvar Layouts<br />-Programação da data/hora de execução do cálculo<br />-Armazenamento em outra base de dados<br />-Ler dados de outros bancos<br />-Gráfico instantâneo<br />
  108. 108. BI Self-Service – Cubos (RM BIS)<br />-Armazena histórico de todos os cálculos<br />-Garante segurança de acesso a dados (filtro por perfil e colunas)<br />
  109. 109. BI Self-Service – Cubos (RM BIS)<br />
  110. 110. BI Self-Service – Cubos (RM BIS)<br />
  111. 111. BI Self-Service – Planilha .NET<br />Resultados de Consultas SQL do RM na planilha<br />COM <br />SEGURANÇA...<br />Células podem ser usadas para informar parâmetros<br />
  112. 112. BI Self-Service – Planilha .NET<br />Planilha no Cenário<br />
  113. 113. 92<br />BI Self-Service – Integração com Excel<br />O RM integra-se naturalmente ao Microsoft Excel, permitindo o acesso aos dados do ERP respeitando-se todas as regras e permissões de acesso configuradas<br />O acesso aos dados do RM é realizado através de Consultas SQL<br />Células da planilha podem ser utilizadas como parâmetro<br />
  114. 114. 93<br />BI Self-Service – Planilha x Cenários<br />Planilhas .NET podem ser inseridas dentro dos Painéis de Cenários<br />DEMOS:<br />Filme que demonstra a importação de dados do ERP para uma planilha Excel<br />Filme ilustrando a criação de uma planilha exemplo, Pré-Visualização e Cenários<br />Filme exemplificando a criação de uma Tabela Dinâmica e Segurança de Dados<br />
  115. 115. 94<br />BI Self-Service – Integração com Word<br />Qualquer visão de dados do RM pode ser embutido no Microsoft Word e ter seus dados incorporados ao documento<br />Símbolo da moeda<br />Base de dados CorporeRM<br />Dados de cotação<br />
  116. 116. BI Self-Service – Consultas SQL<br />Cadastro de Consultas SQL<br />
  117. 117. BI Self-Service – Consultas SQL<br />Consulta SQL com mesmos recursos das visões<br />Agrupamento, Totalizadores,<br />Regras para colorir células.<br />COM SEGURANÇA.<br />
  118. 118. BI Self-Service – Consulta SQL<br />Consultas SQL como anexo<br />Duplo clique pode executar qualquer cadastro RM passando a linha selecionada<br />
  119. 119. Web 2.0<br /><ul><li>Alinhamento com as tendências da WEB</li></ul>Web 2.0<br />-Google Maps<br />-Google Docs<br />-Live@Edu<br />-RSS<br />-Mashups<br />-Wiki Help<br />-Redessociais<br />
  120. 120. Web 2.0 – Google Maps<br />Mapas<br />Do <br />Google<br />Para qualquer cadastro que tenha endereço na linha<br />Quando navegamos nos registros o anexo é atualizado<br />
  121. 121. Web 2.0 – Google Maps<br />Lookup de endereço através do Google<br />
  122. 122. Internet<br />Web 2.0 – Integração com Google Docs<br /><ul><li>Ferramentas da Google na WEB
  123. 123. Armazenamento e compartilhamento de planilhas e documentos</li></li></ul><li>Web 2.0 – Integração com Google Docs<br />Qualquer visão/cadastro, Consulta SQL ou Cubo<br />Exportação pode ser manual ou agendada<br />
  124. 124. Web 2.0 – Integração com Google Docs<br />Exemplo planilha Excel no Google Docs<br />
  125. 125. Web 2.0 – Integração Live@Edu<br /><ul><li>Voltado para instituições de ensino
  126. 126. Disponibiliza gratuitamente todos os serviços LIVE com domínio da instituição
  127. 127. Disponibiliza gratuitamente e-mail OUTLOOK WEB (EXCHANGE) com domínio da instituição, para sempre.</li></li></ul><li>Web 2.0 – Integração Live@Edu<br />Microsoft Messenger integrado ao portal educacional para alunos conversarem com professores<br />
  128. 128. Web 2.0 – Integração Live@Edu<br />Agenda da escola publicada no calendário Outlook do aluno<br />
  129. 129. Web 2.0 – Integração Live@Edu<br />Agendamento automático de provas e entregas de trabalhos na agenda Outlook do aluno<br />
  130. 130. Web 2.0 – RSS<br /><ul><li>Padrão internacional de publicação de informações</li></ul>Notícias<br />Geralmente portais,<br />Futebol...<br />Internet<br />
  131. 131. Web 2.0 – RSS<br /><ul><li>Padrão internacional de publicação de informações</li></ul>Qualquer informação do RM<br />Através de Consulta SQL<br />Internet<br />
  132. 132. Web 2.0 - RSS<br />Exemplo: Aluno se inscreveu para receber um RSS quando suas notas forem publicadas. E então recebe a informação no leitor de RSS do Outlook 2010<br />
  133. 133. Web 2.0 - RSS<br />Ao clicar no link “ViewArticle” ele é direcionado ao cadastro de Notas do Portal Educacional.<br />
  134. 134. Web 2.0 - Mashups<br />Mashup é um serviço que busca informações em diversos sites disponíveis na internet, junta e transforma esse conjunto de dados em algo novo.<br />
  135. 135. Web 2.0 - Mashups<br />
  136. 136. Web 2.0 - Mashups<br />Internet<br />Campos de entrada<br />Campos de retorno<br />Mashups no RM<br />Demo<br />
  137. 137. Web 2.0 - Mashups<br />
  138. 138. Web 2.0 – Wiki Help<br />Help construído por toda a comunidade TOTVS, incluindo os clientes que desejarem<br />
  139. 139. Está em planejamento integração com Twitter, Facebook, Linkedin<br /> - Ex.: Publicação de notas de um aluno, pesquisa de curriculos<br />Futuro...<br />Web 2.0 – Integração com Redes Social<br />
  140. 140. Web 2.0 – Publicação de RSS<br />Cliente RM<br /><ul><li> Publique qualquer informação do ERP como RSS</li></ul>Servidor de Aplicação RM<br />Banco de Dados<br />Através de uma interface simples, envie informações do seu negócio através de padrão RSS e acesse seus dados gerenciais através de qualquer leitor de mercado<br />
  141. 141. Web 2.0 – Publicação de RSS (Nota do Aluno)<br />RSS no Outlook<br />RSS no iPhone<br />RSS no Facebook<br />RSS no Twitter<br />
  142. 142. Através de interface única no Portal o Gestor tem o controle completo sobre todas as informações de férias de seus subordinados, podendo executar tarefas como:<br />Gerenciamento da escala de férias<br />Aprovação das sugestões de férias<br />Marcação de férias <br />Consultar dados históricos de férias<br />Gestão de férias<br />RH<br />
  143. 143. Acompanhando as últimas evoluções tecnológicas um novo espelho foi criado, ganhando um novo padrão visual, mais intuitivo, mais ágil e com novas funcionalidades.<br />A partir do espelho de ponto o usuário poderá acompanhar toda movimentação do funcionário, possibilitando fazer tratamentos como o lançamento de abonos, criticar ocorrências e aprovações.<br />Espelho de ponto<br />RH<br />
  144. 144. Criado através da Portaria n° 05 em 17/08/92 tratando da obrigatoriedade, por parte de todas as empresas, da "representação gráfica dos riscos existentes nos diversos locais de trabalho", além de fazer parte da NR-09, o Mapa de Risco tem como objetivos:<br />Reunir as informações necessárias para estabelecer o diagnóstico da situação de segurança e saúde no trabalho na empresa;<br />Possibilitar, durante a sua elaboração, a troca e divulgação de informações entre os trabalhadores, bem como estimular sua participação nas atividades de prevenção.<br />Mapa de Risco<br />RH<br />
  145. 145. Com o intuito de transformar a gestão de pessoas em uma área estratégica, aderimos ao conceito de Gestão por Competências, portanto, viabilizando uma maior usabilidade de nossas ferramentas por nossos usuários para a tomada de decisão. <br />De acordo com diversos consultores em RH, a Gestão por Competências viabiliza o posicionamento estratégico da área de recursos humanos assim como objetiva a geração de resultados.<br />Gestão por Competências<br />RH<br />
  146. 146. Todas as informações do aluno em uma única tela, ao alcance de um clique, recursos gerenciais e possibilidade do cliente personalizar a visualização do que é mais importante para sua Instituição de Ensino. Esse é o objetivo da Central do aluno. É o controle e a gestão cada vez mais presentes no dia a dia.<br />Central do Aluno<br />Educacional<br />Clique aqui e assista o filme Análise de Rendimento do Aluno através do uso de anexos<br />
  147. 147. Uma das tarefas mais difíceis de uma Instituição de Ensino Superior é a Análise curricular. Agora ficou mais fácil a verificação de completude do curso para um aluno.<br />Análise Curricular<br />Educacional<br />
  148. 148. Este recurso é importantíssimo pois tem como objetivo monitorar eventos clínicos imprescindíveis dos pacientes durante a internação e em suas passagens prévias pela instituição. O envio ocorre através de email automático ou de mensagens na tela do sistema.O legal da implementação é que parametrizando o alerta, o usuário poderá receber estes 5 diferentes tipos de mensagens de acordo com o seu tempo e necessidade, como pode ser observado no “print” abaixo quantas mensagens pendentes existem na base.<br />Monitorar Eventos Clínicos<br />Saúde<br />
  149. 149. A funcionalidade de “Caderno de Gabaritos”, que tem como objetivo permitir pré-cadastrar os contratos de cobrança de contas hospitalares na modalidade pacote no sentido de se definir os padrões acordados com os convênios e facilitar o trabalho da equipe de faturamento levando correção e minimizando os desvios no tratamento deste tipo de cobrança.<br />Ao final, com o respectivo gabarito identificado, o sistema mostrará ao cliente os seguintes dados:<br /> 1-Demonstrar os itens que foram incluídos ou não cobrança da conta e estão listados no gabarito.<br /> 2-Os itens que foram faturados mostrar a quantidade prevista no gabarito e a quantidade que foi efetivamente faturada.<br />3-Nesta demonstração dar condição para o usuário visualizar facilmente os itens faturados conforme o previsto, os que foram faturados com quantidade menor do que o prevista e os que ultrapassaram a quantidade prevista.<br />Caderno de Gabaritos<br />Saúde<br />
  150. 150. Movimento e Itens<br />128<br />Materiais<br />
  151. 151. Centro de desenvolvimento BH<br />QUESTÕES<br />http://totvsconnect.blogspot.com<br />http://twitter.com/totvsconnect<br />129<br />

×